NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quarta-feira, 2 de Novembro de 2011
CARTAXO - DIA ABERTO ÀS EMPRESAS

Fitoquímica e Arcelor Mittal foram as empresas que abriram as portas dando a conhecer a sua actividade, as dificuldades que enfrentam e as expectativas quanto ao futuro

 

No âmbito da ExpoCartaxo 2011, realizou-se no dia 31 de Outubro o Dia Aberto às Empresas, que contemplou a visita a duas empresas do concelho – Fotoquímica S.A. e Arcelor Mittal S.A.  A incitativa, organizada pelo Núcleo da Nersant do Cartaxo, em parceria com a Câmara Municipal, juntou técnicos do Centro de Emprego e Formação Profissional, representantes da área da banca, autarcas, empresários e responsáveis pelas forças de segurança.  Para Jorge Pisca, presidente do Núcleo da Nersant do Cartaxo, a habitual visita às empresas do concelho “é um dos pontos altos da ExpoCartaxo, porque permite conhecer a realidade das empresas, ouve-se muito falar dos agentes económicos locais mas muitas vezes não temos noção da sua dimensão e importância”.  Paulo Varanda, vice-presidente da Câmara Municipal, fez também parte da comitiva que visitou as duas empresas. O autarca assegurou que irá envidar esforços para que estas iniciativas “sejam valorizadas, porque fortalecem os nossos conhecimentos sobre o que se fez, o que se faz e o que se pretende fazer em várias áreas de actividade”.  Paulo Varanda voltou a sublinhar também a intenção da autarquia de reforçar a parceria com a Nersant, que tem vindo a ter um papel importante na vertente empresarial como “grande força de apoio”.  Foi também neste Dia Aberto às Empresas que Paulo Varanda afirmou que a Câmara Municipal pretende valorizar a área empresarial através do Gabinete de Apoio à Empresa, estreitando as relações entre o poder local e as empresas e ajudando os empresários com uma atitude “mais pró-activa”. Ou seja, “o município quer constituir-se como a charneira de ligação entre os vários parceiros”, afirmou.  Fitoquímica está no concelho do Cartaxo desde 1974 A Fitoquímica, situada na freguesia de Vale da Pedra, dedica-se actualmente ao embalamento de produtos agroquímicos. Tem 31 efectivos e nos últimos três, quatro anos tem vindo a conseguir alcançar mercados fora de Portugal, sendo que 46% do serviço de embalamento é prestado a empresas estrangeiras.  Por ano, a Fitoquímica produz entre 4 a 5 milhões de embalagens, sendo que os agroquímicos para o cultivo da vinha têm uma representação significativa – a área da vinha representa mais de 30% do consumo de agroquímicos em Portugal.  “Ter qualidade e ser honesto” é a fórmula que a empresa utiliza para vender o seu serviço. Já a flexibilidade é uma das suas principais estratégias. “Temos equipamentos que não são utilizados mais do que 20% ao ano, mas tem que ser assim, porque o que nos interessa é a diversidade, não muita produtividade”, revelou Álvaro Morgado, director industrial.  O tratamento de resíduos “é mais uma fábrica dentro da fábrica”. Segundo o director industrial, “a Fitoquímica não só está a cumprir com as normas de segurança e ambiente, como está muito acima disso”.  As “condições óptimas” em que opera são também uma exigência dos seus clientes. “Como trabalhamos para empresas terceiras, muitas delas multinacionais, elas próprias são os nossos auditores de qualidade, e são mais exigentes do que qualquer directiva legislativa”, afirmou.  Relativamente à segurança e à protecção ambiental, Álvaro Morgado frisou que a filosofia de trabalho da empresa “é ter meios para evitar hipotéticos problemas ambientais”. Nesse campo, tem havido uma “ligação muito estreita” com os Bombeiros Municipais do Cartaxo, que ministraram formação a todos os funcionários.  Metade do lucro da empresa destina-se a custos com o pessoal. Perante as actuais dificuldades económico-financeiras, Álvaro Morgado afirmou que a empresa está “a viver de uma forma modesta, sem luxos”. Contudo, se o mercado baixar 10 ou 15%, a empresa poderá vir a considerar a redução de pessoal.  Segurança no trabalho é prioridade na Arcelor Mittal  A Arcelor Mittal S.A. tem três lemas: segurança, qualidade e serviço. “Talvez por isso ainda hoje estamos em actividade”, referiu a directora geral Luzia Nascimento.  Situada na freguesia de Pontével, a unidade industrial é uma filial de uma empresa que está representada em vários pontos do globo e está no mercado da construção, produzindo revestimentos de fachadas e de coberturas (perfis e “painéis sanduíche”).  Quarenta e cinco trabalhadores, divididos em dois turnos, asseguraram 16 horas de trabalho na Arcelor Mittal. Em 2007, o volume de negócios da empresa foi de 29 milhões de euros. Actualmente é de 17 milhões de euros, uma redução que se deve à recessão do país e às insolvências de muitas empresas da área da construção civil.  Apesar dos tempos difíceis, Luzia Nascimento afirmou que “os trabalhadores podem estar perfeitamente descansados”, uma vez que não faz parte da estratégia da empresa a redução de pessoal.  Com uma unidade industrial onde foi investida tecnologia de ponta, a Arcelor Mittal foi considerada em 2007 a melhor empresa do sector do distrito de Santarém.  Foram criadas “excelentes condições de trabalho” e as regras são respeitadas religiosamente por todos os funcionários. “Para isso não é preciso usar a força. É preciso comunicar e saber ouvir”, afirmou a directora geral, cuja capacidade de liderança e experiência acumulada a levam a considerar que “todas as empresas têm de ter um bom capitão”.  Por outro lado, “uma empresa gerida por uma mulher é sempre diferente. As mulheres são mais perspicazes, mais organizadas e comunicam melhor”, acrescentou. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:27
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Eu estou aqui...

O tempo carrega em si a s...

TAGUS promove acções de v...

Câmara de Azambuja aprovo...

Ministro da Educação inau...

Concerto Solidário de ...

Estudo europeu alerta: Po...

Campanha “Calendário Soli...

Apresentação do Livro "O ...

Cinco Dias Seis Artistas/...

arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds