NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011
SANTARÉM - Apontamento

 

Este ano já morreram 23 mulheres vítimas de violência doméstica.

 


Na maioria dos casos de homicídio e de tentativa de homicídio já existia violência na relação e «em algumas situações» o crime já era do conhecimento das autoridades (relatório divulgado hoje pela associação União das Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR)).
A maioria das mulheres (70%) foi vítima dos maridos ou de alguém com quem mantinham uma relação de intimidade.
Nos últimos oito anos morreram 241 mulheres nestas circunstâncias.
«As formas mais graves de violência contra as mulheres ocorrem nas suas residências, muitas delas apôs a separação entre a vítima e o agressor», alerta o relatório nas reflexões finais.
9 em cada 10 crimes aconteceram dentro de casa.
Já no que toca a tentativas de homicídio, o relatório aponta um aumento em relação ao ano passado: até 11 de Novembro foram identificadas 39 tentativas, sendo que em 54% dos casos os autores eram os companheiros das vítimas.
Na maior parte dos casos ocorridos em 2011, «a violência na relação já era conhecida por várias pessoas, entre elas, vizinhança, relações de amizade, familiares e, em muitas situações, pelas autoridades oficiais».
Noto que:
- nas classes média, média alta a alta, também há violência e que raramente é denunciada;
- a tolerância da família pelos comportamentos de violência tem de ser combatida através de uma acção pedagógica junto das gerações mais novas;
- a complacência com que as autoridades e as instâncias judiciais enfrentam o problema é propícia a um sentimento de impunidade (a sublinhar os últimos acórdãos conhecidos que falam de atitudes com grau de violência e de coação exigível à tipificação do crime como "violento"!).
Saliento que este não é um problema transitório na vida de alguém. É, sim, uma forte condicionante de comportamentos e atitudes que inibem, muitas vezes, a vítima de se predispor a recomeçar afectivamente a vida.
Tolerância 0, por favor.

Por:

Anabela Melão



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:50
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Eu estou aqui...

O tempo carrega em si a s...

TAGUS promove acções de v...

Câmara de Azambuja aprovo...

Ministro da Educação inau...

Concerto Solidário de ...

Estudo europeu alerta: Po...

Campanha “Calendário Soli...

Apresentação do Livro "O ...

Cinco Dias Seis Artistas/...

arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds