NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
CARTAXO - FERNANDO MENDES ESTEVE À CONVERSA NO CARTAXO

FERNANDO MENDES ESTEVE À CONVERSA NO CARTAXO

 

O actor e apresentador foi o convidado da tertúlia “José Raposo Convida”, que teve lugar no dia 18 de Dezembro no CCC

 

 

O bar do Centro Cultural do Cartaxo (CCC) encheu no dia 18 de Dezembro naquela que foi uma das mais participadas tertúlias promovidas por José Raposo. Fernando Mendes foi o protagonista desta última sessão de 2011, que ficou marcada pelo humor e boa disposição do conhecido actor e apresentador.  Foi em 1980 que Fernando Mendes – filho do actor Vítor Mendes – se estreou profissionalmente na revista “Reviravolta” no ABC, com Eugénio Salvador e Florbela Queiroz. Três anos depois, estreia-se na telenovela “Palavras Cruzadas” e um ano depois participa em “Passerelle”.  Fernando Mendes não escondeu que entrou para o teatro por ser filho de quem é, mas reconheceu que foi necessário trabalho e empenho para se manter nas artes de palco. “Não fiz outro tipo de teatro se não revista. Era um meio muito rigoroso, em que eu entrava às nove e saía de lá às duas da manhã, mas adorava”, revelou, acrescentando que na altura se fazia duas sessões por noite e três sessões aos feriados.    A partir daí, a carreira de Fernando Mendes foi ganhando notoriedade, popularidade e, sobretudo, reconhecimento. Fernando Mendes diz que teve a sorte das pessoas gostarem dele.  Fernando Mendes revelou ter “traumas” em relação à escola, por isso não fez mais do que o 8º ano de escolaridade, não tendo por isso enveredado por uma formação na área artística. “Temos grandes actores com formação e também grandes actores sem qualquer formação. Eu penso que o mais importante é termos qualquer coisa dentro de nós que nos leva a continuar a nossa profissão”, referiu, salvaguardando que o seu objectivo “nunca foi ser um bom actor, mas sim um actor popular”.  Ainda em relação à revista, Fernando Mendes constatou que muitos portugueses continuam a admirar muito essa vertente do teatro e, como prova disso, são as excursões de pessoas do país inteiro que regularmente se deslocam à capital e enchem as salas. “Isso continua a significar alguma coisa”.  Fernando Mendes continuou a fazer teatro durante toda a década de 80 e em 1988 recebe o prémio de “Melhor Actor do Ano”, atribuído pelo jornal Sete. No ano seguinte ganha o Prémio “Popularidade”, atribuído pela Casa da Imprensa. Nos anos 90 participa em diversos programas televisivos de sucesso, como as séries humorísticas “Nico d’Obra” e “Nós os Ricos”, bem como em várias telenovelas, como “Cinzas”, “Verão Quente” ou “Na Paz dos Anjos”. Marcou ainda os momentos humorísticos do programa “1, 2, 3”, a partir de 1994. Desde 2004, Fernando Mendes é o rosto do concurso televisivo “O Preço Certo”, considerado um dos programas com maior sucesso e longevidade da televisão portuguesa.  “Gosto muito de fazer este programa porque ali conhece-se o país real. É o nosso povo, de norte a sul do país, que vai ao programa, muita dessa gente com necessidades. Eu gostava de ajudar toda a gente, mas não está ao meu alcance. É um jogo, mas o coração tem de funcionar um pouquinho”, descreveu.  Relativamente às características d’ “O Preço Certo”, Júlio Isidro, que esteve entre o público que assistiu e participou nesta tertúlia, enalteceu a singularidade e originalidade que Fernando Mendes imprime ao programa, revelando que o apresentador teve a capacidade de “subverter as características originais” do programa dos Estados Unidos. O sucesso é tal que muitos outros países vieram buscar referências a Portugal e estão também a colocar comediantes na apresentação do programa.  Fernando Mendes admitiu que “O Preço Certo” foi uma das grandes oportunidades da sua carreira, contudo, não é ambicioso ao ponto de desejar “ser mais do que aquilo que sou”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:14
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Nouvelle Vague em Torres ...

I TORNEIO DE PATINAGEM DE...

Orçamento Participativo 2...

Atendimento Jurista da DE...

Agrupamento de Escuteiros...

Maioria PS na Câmara Muni...

Tribunal de Contas aprova...

Órgãos Municipais do Conc...

Todos nós temos uma histó...

QUERER VIVER!

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds