NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 31 de Outubro de 2010
Inscrições para a Associação de Regantes

 

Com esta nova Associação teremos ganhos ambientais e económicos. Ambientais por utilizar aguas de superfície, mantendo disponíveis para consumo humanos os nossos aquíferos. Económicos porque segundo outros exemplos os custos associados à utilização da água descem para cerca de 50%. Inscrições até 26 de Novembro.
Por: Miguel Pedro Ribeiro

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:32
link do post | comentar | favorito
|

Miséria de jornalismo

A propósito das acusações de corrupção que impendem sobre o ex ministro do PS Mário Lino, o Público de hoje traz na última página uma foto do visado, acompanhado do seguinte texto: “Como dirigente do PCP, Mário Lino tinha já a tarefa de angariar fundos para o partido”, para mais adiante concluir que aquilo de que é acusado como ministro do PS mostra “que não perdeu qualidades”. Acontece porém que Mário Lino nunca foi dirigente do PCP. Foi militante do PCP e foi expulso, facto que lhe valeu uma estátua com pedestal nas páginas do Público, a par dos maiores insultos contra um partido que se permitia expulsar tão impoluta personagem. Agora, como ministro do PS é acusado de corrupção, mas isso, para o Público, só demonstra que pôs em prática do PS o que terá aprendido no PCP. Portanto, apesar de nunca ter havido qualquer acusação de corrupção que impendesse sobre algum dirigente do PCP, para o Público, se há um ministro do PS que é corrupto, a culpa é do PCP. Isto não é jornalismo, nem é política. Só tem um nome: baixeza moral.

Por: Antóno Filipe. Deputado do PCP na Assembleia da República



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:55
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 30 de Outubro de 2010
OURÉM-Paulo Fonseca, Presidente da Câmara de Ourém, leva um corte no orçamento para 2011 de 1.076.791 euros

 Para Paulo Fonseca, presidente da Câmara de Ourém, «naturalmente nenhum de nós gosta de cortes na receita, muito menos se eles forem cegos. Por exemplo no caso de Ourém, a Câmara mudou e herdamos compromissos financeiros superiores a 55 milhões de euros. Naturalmente que o corte previsto é muito mais grave para Ourém do que em concelhos da mesma dimensão (portanto com igual corte) mas que têm sido bem geridos. Por outros lado, ainda não conhecemos em definitivo qual o montante. Lembro que o orçamento ainda não foi discutido nem votado no Parlamento. Tenho esperança que ainda vigore o princípio básico de que a situações diferentes seja dado tratamento diferente.» "O Ribatejo".

Recorde-se que faz hoje um ano que Paulo Fonseca tomou posse como presidente da Câmara Municipal de Ourém. Mesmo sendo o cargo de muita responsabilidade, para o edil a sua «terra merece» o sacrifício porque a acompanhá-lo tem uma equipa que o tem ajudado a resolver os imensos problemas que tem encontrado. Uns conhecidos e outros que se tem revelados umas surpresas brutais.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:38
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - Centro Escolar de Alcanede

 
1º Edifício público certificado pelo Sistema LiderA foi inaugurado hoje
 
Investimento: 2.419.535,29 € + IVA
 
O Centro Escolar de Alcanede, sujeito e aprovado a candidatura a fundos comunitários - QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, foi o primeiro edifício/investimento público reconhecido ambientalmente pelo LiderA - sistema voluntário para suporte ao desenvolvimento de projectos e empreendimentos e sua certificação na área da sustentabilidade da construção, que reconhece um bom nível de desempenho ambiental, tendo recebido a classificação de eficiência ambiental A ++ e demonstrou em média, um desempenho superior em cerca de 50 % face à prática usual.
 
Este Centro Escolar comporta 4 salas de jardim-de-infância, com capacidade para 100 crianças, e 8 salas destinadas ao 1º ciclo do ensino básico e enriquecimento curricular, com capacidade para 200 crianças. O edificado previsto organiza-se em dois blocos que se intersectam, sendo que o maior tem dois pisos e o restante, que se encontra do lado Este, possui apenas piso térreo. É constituído essencialmente, para além das salas de aula, de zonas administrativas, salas polivalentes, cozinha e refeitório, estando os espaços principais do edifício orientados a Sul e as zonas de circulação, acessos verticais e instalações sanitárias a Norte. No espaço exterior do lote existirão zonas verdes, um campo de jogos polivalente e um parqueamento com 32 lugares.
 
O Centro Escolar de Alcanede localiza-se numa zona de expansão dessa vila, no concelho de Santarém. O projecto definido para o local apresenta 2746 m² de área de implantação, e insere-se num terreno com 8470 m² com boa acessibilidade e exposição solar.
 
Trata-se de um edifício com preocupações bioclimáticas, que se materializam através de atitudes sustentáveis activas e passivas, abordadas no projecto de execução. Destacam-se algumas medidas que visam obter uma harmonia arquitectónica e de integração local, tais como a utilização de materiais locais e muros de gabião na zona limite do projecto. No projecto assegurou-se a existência de grandes áreas permeáveis, bem como a escolha de espécies autóctones que vão contribuir para a sua integração paisagística.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:51
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM -Rosa do Céu na formação de um movimento civico em defesa do património gastronómico

Formar um movimento cívico para a defesa do património gastronómico, foi o repto lançado por José Manuel Esteves, Secretário-geral da ARHESP e aclamado por todos os participantes da Sessão Especial comemorativa do 10.º aniversário da Gastronomia como Património Cultural, celebrado o Festival Nacional de Gastronomia, que decorre em Santarém até ao próximo dia 1 de Novembro. Uma década após a publicação da Resolução do Conselho de Ministros que consagra a Gastronomia como Património Cultural português, os vários oradores convidados para esta sessão salientaram o vasto trabalho que ainda será necessário efectuar para a consolidação cultural da Gastronomia. A Sessão contou uma intervenção de Joaquim Rosa do Céu, Vítor Neto, Madalena Carrito, Sancho Silva, Ana Soeiro e Mário Pereira Gonçalves. Joaquim Rosa do Céu, Presidente da Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo (TLVT) e da Direcção do Festival Nacional de Gastronomia, foi o anfitrião deste evento e fez um breve resumo das actividades levadas a cabo ao longo desta década para a promoção e qualificação da Gastronomia como património cultural. “É essencial o registo dos produtos e do receituário nacional para granjearmos as vantagens competitivas que a Gastronomia pode ter ao nível turístico e cultural”, focou o presidente da TLVT. Notou ainda que o trabalho foi interrompido mas que é essencial retomá-lo. O presidente da AHRESP, Mário Pereira Gonçalves, salientou o trabalho desenvolvido pelas diversas entidades de turismo assim como as Confrarias Gastronómicas para a promoção da Gastronomia nacional. “A gastronomia é um saber ancestral que nos distância dos restantes e cabe aos restaurantes manter e serem os guardiões da herança gastronómica nacional.” O presidente da ARHESP salientou que o trabalho sistemático de validação e compilação do receituário nacional ficou suspenso após a extinção da Comissão Nacional de Gastronomia e destacou ainda a gastronomia como produto turístico nacional de elevado interesse. Ana Soeiro referiu que a sociedade civil deve ter um papel preponderante na transmissão do património, em particular do património cultural gastronómico. Esta responsável, que esteve envolvida nos trabalhos iniciais da Comissão Nacional de Gastronomia e que actualmente representa a entidade cívica “Qualifica” destacou a necessidade de qualificar os produtos nacionais e consequentemente o receituário português. Ana Soeiro realçou, ainda, a recente criação da marca “É Qualificado” para qualificar os produtos que respeitem as regras proferidas pelo Projecto Qualifica. Esta marca será ainda alargada à confecção dos pratos regionais e aos próprios restaurantes que os servem. Madalena Carrito, enquanto Presidente da Federação das Confrarias Gastronómicas, destacou a importância de se realizar uma Carta Gastronómica de Portugal e o pendor pedagógico das confrarias. Madalena Carrito notou ainda na sua intervenção o facto de se ter transposto as normas comunitárias sem se acautelar os regimes de excepção dos produtos nacionais, o que pôs em causa este património histórico. Sancho Silva, enquanto Presidente do grupo de trabalho e da Comissão Nacional de Gastronomia, referiu que a elevação a património cultural foi o primeiro passo para conferir visibilidade à Gastronomia e às várias actividades económicas que estão interligadas. Contudo o fim dos trabalhos da Comissão levou à suspensão dos mesmos e à diminuição do estudo da gastronomia nacional. Sancho Silva destacou a importância da Gastronomia como factor de diferenciação dos destinos turísticos e o seu peso como produto turístico. A título de exemplo este responsável salientou ainda a recente petição entregue recentemente à UNESCO para a promoção da Dieta Mediterrânica como Património Cultural Mundial. Esta petição foi subscrita pela Espanha, Grécia, Itália e Marrocos. A finalizar os trabalhos, Vítor Neto, ex-Secretário de Estado do Turismo, fez um balanço mais positivo desta década. Sublinhado que é necessário proteger e exportar a gastronomia tradicional portuguesa, Vítor Neto, salientou a importância desta comemoração e a necessidade da culinária nacional se preparar para a modernidade sem esquecer o seu cariz mais tradicional. Vítor Neto referiu ainda que o sector do turismo terá um período difícil pela frente devido ao contexto económico actual e, por este motivo, é importante reforçar os factores de diferenciação dos vários produtos turísticos, dos quais a gastronomia é um dos pontos principais.

 « O Rio Pt»



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:42
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010
CARTAXO - Manuel Barros na 28.ª edição das Conversas na Taberna

MÃOS QUE TRABALHAM, IDEIAS QUE DÃO FRUTO
 
Manuel Barros foi o convidado das Conversas na Taberna do mês de Outubro. Na sua viagem pelo passado, falou dos tempos áureos de agricultor – onde o vinho assumia um papel preponderante – e dos 21 anos em que foi autarca. No intervalo das duas funções, havia ainda tempo para o associativismo.
 
 
Manuel Barros fala da sua vida com orgulho, mas sem vaidades – ainda que motivos não lhe faltem para que lhe perdoássemos alguma imodéstia. Mas não. Prefere a humildade, essa postura que enobrece os homens.
 
Se de uma peça de teatro se tratasse, a vida de Manuel Barros poderia ser dividida em três actos: o vitivinicultor que tudo deve à riqueza da terra; o autarca que contou seis mandatos à frente dos destinos de uma freguesia; o dirigente associativo dinâmico, que criava e “salvava da crise” as instituições locais.
 
Comecemos pelo primeiro. “Nasci na agricultura. Aos 16 anos tive a infelicidade de ficar sem pai. Fui logo herdado e a partir daí passei a ser um pequeno agricultor”. Estávamos em 1960. Hoje, Manuel Barros, natural da freguesia da Lapa, tem 65 anos.
 
Nos anos 60 e seguintes, a agricultura prosperava. “Dava gosto viver dela”. O Cartaxo vivia os anos áureos da produção do vinho. “Eu tinha vinho, trigo, milho, feijão, grão. Tudo para consumir em casa ao longo do ano. Hoje, muita gente diz que a agricultura não dava para nada. Para mim, deu para tudo”.
 
Aos 19 anos casou e, após isso, deixou por três anos as suas terras ao cuidado do sogro para cumprir o serviço militar. Quando regressou, o seu património engrandeceu. “Em meados de 1969 voltei à agricultura. O meu sogro devolveu-me o que era meu e tudo o que era dele. Assumi e a vida foi evoluindo”.
 
Durante 25 anos, Manuel Barros teve também uma pequena mercearia com taberna, que deixou nas mãos da esposa. Era “um part-time que entretinha a esposa” e criava entretenimento na povoação. “De manhã, os homens vinham matar o bicho. À noite, depois das duras horas passadas no campo, vinham beber a sua cigana. Quando o horário mudava e eles passavam a ter duas horas para a sesta, vinham também beber o seu copito”.
 
A sua forte ligação ao cultivo da terra e a sua experiência na produção de vinho fez dele um especialista em matérias de enologia. Tanto é que foi convidado no início da década de 70 para ser comissário de vinhos de uma das maiores e mais importantes casas vinícolas da região: as Caves D. Teodósio.
 
“Comprava naquele tempo vinhos a granel a pequenos produtores na ordem dos dois milhões de litros. Eram comprados a produtores da zona de Manique, Maçussa, Casal de Além, Vila Chã de Ourique, Vila Nova de S. Pedro, Lapa. Nos anos 90 as Caves D. Teodósio foram vendidas ao Cruz e Companhia, e como a região não se identificava muito com ele, porque até chegava a enganar os produtores no grau, não quis trabalhar com ele”.
 
Outra grande casa o acolheu – os Bernardinos e Carvalho, na qual ainda hoje é comissário. “Há 12 anos que trabalho com eles e é uma casa que continua a esgotar os vinhos a granel dos produtores”.
 
Com a redução do preço do vinho, os pequenos produtores começaram a fazer contas à vida e a produção no concelho, assim como um pouco por toda a parte, tem vindo a baixar. “A zona onde se consegue comprar mais vinho é a Lapa e Vila Chã de Ourique. Há 15 ou 20 anos, o vinho vendia-se a 30 e tal cêntimos. Agora dão-me autorização para não comprar acima dos 33 cêntimos. Neste momento ainda compro cerca de um milhão e 200 e tal mil litros, mas já lá vai a altura em que dava gosto ser agricultor”.
 
E foi ainda nesses tempos em que a agricultura significava rentabilidade que Manuel Barros abraçou outra grande causa. “Fui o primeiro presidente de Junta na freguesia da Lapa eleito democraticamente, em 1976. Até aí as pessoas eram convidadas para o cargo”.
 
Fez três mandatos consecutivos, depois saiu, porque “nunca gostei de me viciar nos cargos. Estamos a viciar os outros e a nós próprios”. Abandonou a política durante quatro anos e regressou, para mais dois mandatos. Saiu novamente, regressando à Junta de Freguesia mais uma vez.
 
“Foram mandatos com maiorias absolutíssimas. Eu só me candidatava porque sabia que as pessoas tinham confiança em mim e eu confiava no eleitorado. Foram 21 anos na Junta, não estou arrependido e a acredito que as pessoas também não se arrependem de me ter tido como presidente”.
 
No “intervalo da política”, dava o seu tempo às colectividades. Em 1984 tomou a iniciativa de fundar o Rancho Folclórico da Lapa, com João Herculano. “Não havia subsídios, hoje se calhar há subsídios a mais. Mas dava gosto estar à frente de uma associação. Hoje perde-se muito o ritmo, antes não se perdia e havia mais voluntariado”.
 
Só os trajes para o rancho custaram à então recém-criada colectividade 900 contos, mas “quando os dançarinos estrearam os fatos, já estava tudo liquidado”.
 
Manuel Barros tomava os punhos das iniciativas, e depois saía, deixando a obra nas boas mãos dos seus conterrâneos. Foi assim com o Rancho, e foi assim com a Banda. “Numa altura em que a banda estava em risco, fui também presidente. Eu acudia nas crises que surgiam e depois saía”.
 
Deixou também a política com um sentimento de dever cumprido e com o orgulho de, nos seus últimos anos de autarca, ter conseguido concretizar uma obra que foi sempre a sua ambição: o Centro de Dia.
 
O terreno foi doado à Junta de Freguesia pelo casal Luís Leonardo Bento e Francelina Garrido. Manuel Barros criou uma Comissão de Obras e o Centro de Dia nasceu. “Foi sempre uma ambição minha, e para lá caminho!”. Primeiro teve o cargo de presidente da Assembleia Geral e há ano e meio que assumiu o cargo de presidente da direcção.
 
Graças à sua humildade, Manuel Barros reparte o sucesso das suas conquistas com outros companheiros de causas. “Não podemos fazer só o que a nossa cabeça manda, temos de ouvir também o que outras cabeças pensam”. Venham de lá então essas ideias, porque ideias de mais nunca fizeram mal a ninguém…
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:01
link do post | comentar | favorito
|

ENTRONCAMENTO - "Torneio Veteranos José Farinha"


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:56
link do post | comentar | favorito
|

TRUPE DE ELITE EM FERREIRA DO ZÊZERE

É já amanhã que a TRUPE DE ELITE regressa à frente de batalha da comédia no Auditório do Centro Cultural de Ferreira do Zêzere quando forem 21:30. Após ter passado por vários auditórios do país e até por Londres, onde actuaram para a comunidade portuguesa numa das mais conceituadas casas de comédia, a TRUPE DE ELITE continua em 2010 com um espectáculo que já foi visto por mais de 4000 pessoas.
São duas horas de puro stand-up comedy, com três visões muito particulares do mundo: o humor prático de Pedro M. Ribeiro, as observações de Carlos Moura e o nonsense de António Raminhos revelam-se uma mistura explosiva. Da política à religião, do sexo ao McDonald’s tudo serve para transformar a situação mais quotidiana no momento mais controverso da realidade



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:52
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - UM ORÇAMENTO QUE “É” PORTUGAL

Por: Anabela Melão

 

Não coloco nenhuma outra hipótese que não seja ter um Orçamento e uma negociação que possa conduzir a um acordo sobre o Orçamento do Estado", disse o primeiro-ministro em Bruxelas, garantindo que "o Governo não deixará de fazer tudo ao seu alcance para tentar um acordo que viabilize o Orçamento do Estado" para 2011, e tentando afastar, desta forma, a pressão sentida pelos parceiros europeus, já que a questão do Orçamento nem sequer foi referida no Conselho Europeu. Reforçou a ideia de que "Portugal não pode falhar neste momento" e que "termos ou não termos Orçamento não é indiferente para o futuro do País", acrescentando que não aceita que ninguém venha resolver os nossos problemas por nós. E antecipou que o Conselho de Estado "vai emitir a opinião da maioria dos portugueses" que é a de que "o País precisa de um Orçamento". Embora perceba que "Ninguém está disponível para partilhar a responsabilidade dom o Governo e o PS. Eu entendo isso, mas estamos numa altura em que é preciso pôr as questões partidárias de lado".

Passos Coelho admite que o PSD “deixou a porta aberta" para que ainda fosse possível "chegar a um acordo” sobre a viabilização do OE. Parece que, no encontro a sós que teve com o PM, em Setembro, terá percebido que seriam necessárias medidas adicionais para conseguir atingir a meta estabelecida para o défice este ano: "Foi aí que percebemos que dificilmente conseguiríamos um resultado de 7,3% sem outras medidas". E que o impasse se deve às condições impostas ao Governo para a aprovação do OE, afirmando que foi necessário ajustá-las para "criar condições realistas" que o Executivo pudesse cumprir.

O conselheiro de Estado Almeida Santos lembra que "os poderes do presidente não são ilimitados" e que Cavaco "não pode pôr um sim onde um líder político puser um não" e que as palavras do Presidente "vão ser ouvidas", no pressuposto que o PR tem desde a primeira hora defendido o entendimento entre Sócrates e Passos, chegando a dizer que não lhe passava pela cabeça que Portugal fique sem orçamento. E tudo leva a crer que será com base neste ideia que a maioria dos conselheiros irá falar, já que todos partilham de um ponto de vista comum: "O Orçamento é mau, mas é necessário". Ramalho Eanes reiterou-o ontem na Renascença e António Capucho fez o mesmo em declarações ao Diário Económico. Jorge Sampaio fez notar esta necessidade e já criticou a imagem que PS e PSD têm dado do país. Soares defende que o orçamento é "bastante mau", mas que é decisivo para que não "nos cortem o crédito". Do PS, Sócrates ouvirá o mesmo discurso, já que estará presente na reunião em Belém, e em que intervirá apelando ao "sentido de responsabilidade" dos dirigentes políticos.

Que venha o Orçamento porque, sem ele, o País pode ser atingido por tais repercussões que até a ideia de Nação – tal como a concebemos do ponto de vista social, cultural, político, histórico e filosófico – pode perder-se no nevoeiro, como El-Rei Dom Sebastião. Portugal não pode sentir-se com a dimensão de Alcácer Quibir. Haja sentido de nacionalidade, pelo menos



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:50
link do post | comentar | favorito
|

ALPIARÇA - Colectividades alpiarcenses sem actividades culturais e faltas de apoio
As colectividades dos lugares do Frade de Baixo, de Cima e do Casalinho, no concelho de Alpiarça, continuam praticamente a não ter as actividades culturais nem a levar a efeitos os eventos que são próprios destas associações. A falta de sócios, de “carolas” que assumam a responsabilidade das mesmas, a falta de apoio institucional e a pouca frequência dos sócios tem aos poucos contribuído para que as colectividades dos lugares alpiarcenses pouco ou nenhum movimento e iniciativas tenha. A do Casalinho nem sempre funciona o que acontece com a do Frade de Baixo. Resta a associação do Frade de Cima que continua a funcionar diáriamente e bastante frequentada


publicado por Noticias do Ribatejo às 11:11
link do post | comentar | favorito
|

ALPIARÇA -Dois Alpiarcense em destaque na Roménia

Alpiarça esteve mais uma vez em evidência no Desporto, e desta vez, no Karaté.

Nos dias 25 e 26 de Setembro, realizou-se em Cluj-Roménia, a 1ª Taça Europeia de Karaté onde estiveram representados 48 clubes, 11 países e 781 competidores.
A Associação UNK esteve presente e um dos Clubes representados foi a Sociedade Filarmónica Alpiarcense 1º de Dezembro através do Secção de Karaté, representada pelos seus dois atletas Pedro Oliveira e Miguel Oliveira.
É com muito orgulho que noticiamos o facto destes dois competidores de Alpiarça terem conseguido a medalha de Bronze que muito honra o Clube e Alpiarça, portanto, 3º lugar em kata All Styles Male 15/17 Team: Rodrigo Bento (CCPS), Pedro Oliveira (SFA) Miguel Oliveira (SFA).
Ao Clube, à equipa técnica e aos atletas o parabéns da Câmara Municipal de Alpiarça.

«CMA»



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:09
link do post | comentar | favorito
|

BENFICA DO RIBATEJO - FESTA DA CASTANHA


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:03
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - FESTA DE SÃO MARTINHO

Os Quarentões 2011, Associação  responsável pela organização da festa anual em honra de Nª. Senhora do Desterro, vai abrir as portas da Casa do Povo de Pontével, em Pontével/Cartaxo, à Noite de São Martinho, no próximo dia 13 de Novembro de 2010 (sexta-feira), pelas 19:00 Horas.

 

Serão oferecidas castanhas assadas e cozinhadas nas mais diversas e surpreendentes receitas. Embora as castanhas sejam o verdadeiro ingrediente desta festa, não deixarão de estar presentes outros petiscos típicos, como os deliciosos pipis e o incontornável caldo verde quentinho.

 

 Os Pontevelenses e os visitantes que ocorrerem a esta Festa, que tem entrada livre, poderão ainda dar um pezinho de dança e fazer prolongar a tarde pela noite dentro, num Festival que para além da descoberta de sabores é também oportunidade de convívio e confraternização.

 

Como em todos os eventos organizados pelos Quarentões, também os fundos recolhidos neste Festival serão dedicados à realização da Festa em Honra de Nossa Senhora do Desterro, que terá lugar nos dias 2,3,4,5 e 6 de Setembro de 2011.



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:56
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Outubro de 2010
ABRANTES - PROGRAMA LABORATÓRIO DE IDEIAS

“Sector TIC – Tecnologias da Informação e Comunicação”

02/Novembro

Local: Edifício INOV.POINT – Tecnopólo do Vale do Tejo  (Abrantes)

AGENDA 

14.00h Recepção e registo dos participantes

14.15h Enquadramento da sessão e apresentação do diagnóstico ao Sector TIC – Tecnologias da Informação e Comunicação – Augusto Mateus Consultores

14.30h Intervenção do dinamizador

        Prof. Dr. José Tribolet (IST)

16.00h Debate de Ideias

17.00h Pausa para café

17.30h Apresentação dos Resultados

 

Esta sessão será dinamizada por José Tribolet, professor catedrático do Instituto Superior Técnico (IST) e presidente da Direcção do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores (INESC), distinguido como "Personalidade do Ano da Sociedade de Informação em 2007" pela APDSI -Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:20
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - Governadora Civil com o “Prove Portugal”

Foi apresentado na 30ª edição do Festival Nacional de Gastronomia em Santarém, no dia 27 de Outubro de 2010, o projecto "Prove Portugal".
Trata-se de uma iniciativa que pretende promover o melhor da gastronomia de Portugal, tendo sido criado um site sobre a cozinha portuguesa: www.proveportugal.pt
Esteve presente o Secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, e a Governadora Civil, Sónia Sanfona

«GI/GCS»



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - Vereadores do PSD Cartaxo apreciam requalificação urbana junto à Praça de Touros e ainda interrogam Executivo sobre contas de serviços jurídicos.

Na reunião de Câmara do passado dia 27 de Outubro, os Vereadores eleitos pelo PSD no Cartaxo, intervieram com grande oportunidade em dois temas que marcaram a ordem do dia.

A primeira intervenção teve que ver com o projecto de requalificação urbana que está em fase de conclusão junto à praça de toiros da cidade. Depois de analisarem detalhadamente o projecto de edificação do edifício destinado a bares e restaurantes, concluíram por uma série de incongruências para as quais pediram esclarecimentos a quem tem a gestão desta autarquia, na pessoa do Presidente Paulo Caldas.

 

A intervenção na integra

 

1.º

Vereadores da Câmara Municipal do Cartaxo

Intervenção sobre o projecto de requalificação urbana

Data: 27 de Outubro de 2010

N.º de Páginas: 3

Intervenção dos vereadores do PSD na reunião da Câmara do Cartaxo, no dia 27.10.2010, a propósito do projecto de requalificação urbana que está em fase de conclusão junto à praça de toiros da cidade.

Os vereadores eleitos pelo PSD, Paulo Neves e Pedro Reis, analisaram detalhadamente o projecto de edificação de um edifício destinado a bares e restaurantes no jardim da Praça de Toiros do Cartaxo e concluem que são inúmeras as incongruências do projecto, tendo em conta os objectivos, desde sempre, anunciados pela Câmara Municipal do Cartaxo.

Assim, os vereadores eleitos pelo PSD gostariam de ser informados sobre os seguintes pontos:

- Será que uma área média de 55 metros quadrados, por cada alvéolo, é suficiente para a instalação de bares e restaurantes?

- Será que a localização dos sanitários é a que melhor se adequa à funcionalidade daqueles espaços?

- Será que é legalmente aceitável a inexistência de casas de banho para deficientes, sublinhando-se que no projecto inicial as portas dos WC apenas constam com cerca de 80 centímetros.

- Será que foi salvaguardada, pelos responsáveis do projecto, a localização de um balcão, equipamento que é indispensável para a actividade em questão?

- Será que foi ponderado, no projecto, um espaço para a instalação de uma copa (no caso dos bares) ou de uma cozinha (nos caso dos restaurantes)?

- Será que foram incluídas no projecto as divisões necessárias para a actividade de bares e restaurantes, como é o caso de espaços para armazenamento de consumíveis (bebidas e alimentos), bem como para os vestiários dos funcionários?

2.º

Vereadores da Câmara Municipal do Cartaxo

- Será que foram ponderadas as zonas de extracção de fumos para as copas ou cozinhas?

- Será que foi salvaguardada a extracção de cheiros na zona do depósito dos lixos?

Todas estas questões foram analisadas pelos vereadores do PSD e a resposta é a mesma para todas elas. Não! E Não…! Não há uma única resposta positiva para nenhuma destas questões!

Ainda assim, os vereadores querem acreditar que a Câmara do Cartaxo não andou a enganar os munícipes quando anunciou a finalidade daquela construção e por isso exigem que o executivo diga, de forma clara, para o que é que vão servir os alvéolos que ali estão a ser edificados.

E as dúvidas dos vereadores eleitos pelo PSD não se circunscrevem apenas às questões de carácter técnico, no que diz respeito à edificabilidade daquela infra-estrutura, é que do ponto de vista económico-financeiro há um conjunto de questões que devem merecer a melhor ponderação por parte do executivo.

Assim, os vereadores do PSD gostariam de conhecer o estudo de viabilidade económico-financeira do projecto e se, esses mesmos indicadores, apontam para a sua auto-sustentabilidade. Os vereadores querem também saber quais os custos de manutenção da zona agora edificada, bem como a previsão de utilização dos espaços ao longo de um ano, tendo em conta as áreas que constam no projecto. A resposta as estas perguntas é determinante para que um qualquer empresário se possa interessar pelo investimento que terá que fazer.

Será que a empresa municipal RUMO 202 sabe que os custos com o equipamento de um estabelecimento desta natureza rondarão os 25 mil euros?

Será que a RUMO 2020 e a Câmara Municipal do Cartaxo têm consciência que, mesmo arrendando os oito alvéolos a 400 euros mensais (e nós não acreditamos que algum empresário esteja disposto a firmar contrato por esse valor), se tivermos em conta a duração de oito anos do empréstimo contraído, alcançamos um resultado de 307.200 euros.

3.º

Vereadores da Câmara Municipal do Cartaxo

É por tudo o que já foi dito que, os vereadores eleitos pelo PSD na Câmara do Cartaxo entendem que a anunciada zona de BARES E RESTAURANTES junto à Praça de Toiros será mais um falhanço desta gestão Socialista… é mais uma obra onde não imperou o bom senso!

Os vereadores sublinham que, em termos económicos, os resultados deste projecto, tal como está a ser edificado, irão ser danosos para o município.

É por isso que, Paulo Neves e Pedro Reis, querem apurar quais as responsabilidades da empresa CONFISEG (responsável pela elaboração do projecto), bem como do conselho de administração da RUMO 2020 pela falta de visão estratégica em todo este processo. Se existisse bom senso e uma aposta no desenvolvimento do nosso concelho, o projecto aqui referido teria que comportar um conjunto de soluções que, como está, não comporta.

Por último, os vereadores eleitos pelo PSD sublinham que vão continuar a encontrar soluções para o município e não se coibirão de alertar e denunciar os problemas de má gestão autárquica que grassam no nosso concelho.

Cartaxo, 27 de Outubro de 2010

Os vereadores eleitos pelo PSD na Câmara Municipal do Cartaxo

 

 Em seguida, os vereadores abordaram a questão dos fornecimentos de serviços jurídicos à Câmara do Cartaxo. Este Município despendeu um total de €. 165.186,15 em Apoio e Consultadoria Jurídica em apenas 4 meses. Estes gastos são para o PSD Cartaxo uma despesa claramente excessiva que vai para além das possibilidades da nossa autarquia.

 

Requerimento apresentado

 

 Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo,

Considerando que:

1- No Registo de pagamentos efectuados pelo Município do Cartaxo de Julho até à presente data encontramos pagamentos à Sociedade de Advogados Morais Leitão, Galvão Teles, Soares e à empresa de consultadoria jurídica Liber 129 Consulting, Lda, valor de € 79 461,15 e € 85 725,00;

2- O Município do Cartaxo despendeu um total de €. 165.186,15 em apoio e consultadoria Jurídica em apenas 4 meses;

3- A referida despesa parece-nos claramente excessiva e muito acima das possibilidades da nossa Autarquia, ainda para mais numa Câmara onde estão a tempo inteiro 4 juristas, e conhecida a colaboração do Dr. Victor Batista a nível externo desde há longa data.

Nos termos da alínea s) do nº 1 do artigo 68º da Lei nº 169/99, na redacção dada pela Lei nº 5-A/2002, de 11 de Janeiro, bem como ao abrigo do disposto no art. 4º do Decreto-Lei nº 24/98 de 26 de Maio, os Vereadores do PSD na Câmara Municipal do Cartaxo vêm requerer a V. Exa. se digne fornecer os seguintes dados sobre a empresa Liber 129 Consulting, Lda e a Sociedade de Advogados Morais Leitão, Galvão Teles, Soares:

1- Cópia de todos os contratos de avença relativos à prestação de serviços jurídicos por parte de sociedades de advogados, advogados ou consultores à Câmara Municipal do Cartaxo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:09
link do post | comentar | favorito
|

ABRANTES - Feira Nacional da Doçaria Tradicional

l9ª Feira Nacional de Doçaria Tradicional

A Feira Nacional de Doçaria Tradicional de Abrantes já vai na sua 9ª edição e vai realizar-se nos dias 29, 30, 31 de Outubro e 1 de Novembro, na antiga Rodoviária de Abrantes.

Este certame da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior e da Câmara Municipal de Abrantes tem, este ano, o patrocínio da PEGOP, da Grão Café e da abordagem LEADER, do Programa de Desenvolvimento Rural (ProDeR).

Este evento junta doçaria de vários pontos do país com animação infantil,música, dança e exposições.

As entradas são gratuitas.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:46
link do post | comentar | favorito
|

ALPIARÇA - Tiago Leite no Conselho Nacional do CDS/ PP
Após reunião de ontem do Conselho Nacional do CDS PP, onde esteve presente o Dr. Tiago Leite Presidente da Concelhia de Alpiarça, foi decidido por larga maioria a votação de não aprovação do Orçamento de Estado para o ano de 2011.
O CDS não está disponível para apoiar políticas que congelam pensões inferiores a 300 Euros por mês, que aumentam o IVA de alguns alimentos de 6% para 23%, originando cada vez mais pobreza e menor qualidade de vida.
O CDS não pode dar o seu acordo ao despesismo dos organismos públicos,à falta de controlo das participações publica/ privadas, nesta matéria o Governo não conseguiu, até esta data, informar qual o valor que o Estado vai transferir para as referidas parcerias.
O segundo ponto foi a apresentação do apoio incondicional à candidatura do Sr. Professor Anibal Cavaco Silva a Presidente da Republica, a partir de hoje o Candidato do CDS.

Por: Tiago Leite, Presidente da Concelhia de Alpiarça do CDS



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:57
link do post | comentar | favorito
|

ALMEIRIM-Fundo de Emergência Municipal
Amanhã, sexta-feira, pelas 11,30 a Governadora deslocar-se-á ao gabinete do Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, para a assinatura de contratos-programa, no âmbito do Fundo de Emergência Municipal, para Almeirim e Chamusca. «GI/GCS»


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:16
link do post | comentar | favorito
|

(RECORTES DE IMPRENSA) Governo só volta a negociar se PSD fizer nova proposta

 

Um dia depois da ruptura das negociações sobre o Orçamento do Estado para 2011 entre Governo e PSD, José Sócrates e Pedro Passos Coelho vão hoje tomar o pulso aos líderes dos 27 sobre a situação portuguesa. O primeiro no Conselho Europeu, que se prolonga até amanhã, o segundo na Cimeira do Partido Popular Europeu, em Bruxelas.

Tanto no Governo como no PSD existe a percepção de que a "pressão" de figuras como Durão Barroso, Nicolas Sarkozy e Angela Merkel ajudarão a dar um rumo ao OE 2011. Trajecto que também dependerá muito da reacção dos mercados financeiros a este novo impasse português.

Por cá, manteve o sentido de voto do PSD em aberto (devido à "gravidade excepcional da situação"), dando um novo prazo ao Executivo - o dia 2 de Novembro, véspera da votação do OE na generalidade -, para aceitar as propostas do PSD, agora reduzidas à redução da taxa social única em 0,25 pontos e à exclusão do 3.º e 4.º escalões de IRS dos cortes nas deduções.

O Governo reagiu minutos depois. Depois de ter apresentado uma proposta "final" de manhã ao PSD, Teixeira dos Santos garantiu que só está disponível para aceitar as medidas do PSD "se for dada uma solução alternativa", que compense a perda de receita de 450 milhões. Jorge Lacão, logo depois, na SIC Notícias, repetiu o argumento, acrescentando: se isso acontecer, "estamos disponíveis para participar nos trabalhos que levem a esse objectivo".

No PSD, sem se dar por excluído qualquer cenário, somam-se argumentos contra o Governo. O último é o pré-acordo que Teixeira dos Santos e Eduardo Catroga tiveram quase pronto para assinar - e que, ontem, acabou revisto em baixa pelo ministro das Finanças (ver págs. 8 e 9)

Acontece que, segundo fontes do PSD admitiram ao DN, o impasse poderá nem não ficar resolvido a 3 de Novembro. Isto porque existe a possibilidade de PS ou PSD requererem que a proposta de lei desça à Comissão de Orçamento e Finanças sem votação. O que daria mais tempo para tentarem um acordo mínimo. As declarações do líder parlamentar do PS de ontem pareceram apontar nesse sentido. Assis pediu "sangue- -frio", que se evite "precipitações" e que não se feche em definitivo a porta à viabilização do OE. Eduardo Catroga defendeu antes uma abstenção, para nova negociação na especialidade.

«Jornal Diário de Noticias»

O braço-de-ferro entre Governo e PSD continua até à véspera da votação do Orçamento na generalidade. Após a ruptura negocial, Sócrates e Passos vão medir hoje a reacção dos líderes da UE - e amanhã do Conselho de Estado. O PSD só decide o voto daqui a cinco dias. Governo quer propostas concretas.

«Jornal Diário de Noticias»



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:50
link do post | comentar | favorito
|

Eduardo Catroga dixit

As razões do insucesso das negociações estão relacionadas, segundo Eduardo Catroga, com o facto de o Governo não ter aceite compensações pelo aumento da taxa do IVA para os 23 por cento. Existiu ainda "um ponto de divergência em termos da competitividade e do emprego", acrescentou o ex-ministro das Finanças. Eduardo Catroga revelou ainda que convenceu Pedro passos Coelho a aceitar a subida do IVA a 23 por cento, mas que "o Governo foi insensível à argumentação", que defendia, entre vários aspectos, a descida da taxa social única, a manutenção do cabaz de produtos sujeitos às diferentes taxas de IVA e cortes adicionais na despesa. Frases chave: "É preciso que isto fique claro: nunca esteve em cima da mesa alterar o objectivo dos 4,6 por cento da meta orçamental com que o Governo se comprometeu para 2010 perante a União Europeia". "Se nós analisarmos a estimativa da despesa corrente do Estado sem juros que estava na previsão feita em Julho com a previsão agora feita em Setembro chegamos à conclusão de que houve uma derrapagem superior a dois mil milhões de euros. As contas de 2010, aliás, ainda continuam em grande mistério, com uma grande opacidade" "Nós salientámos que existe grande margem de cortes de despesa e que compete ao Governo, não compete ao partido da oposição, indicar medidas concretas sectoriais e por funções. Medidas concretas só quem tem o poder executivo concreto é que pode tomar e pode obrigar e pode definir em concreto. O que era importante era que o Governo reconhecesse que havia áreas de oportunidade redução de custos". "A minha missão deixou de ter sentido em função da inflexibilidade do Governo". "Aceitei esta missão porque a achava útil para o País, porque o PSD pareceu-me ter uma vontade genuína de chegar a um acordo". "Não tinha dúvidas de que era um mau orçamento, em consequência das más políticas dos últimos anos e do grande buracão nas contas públicas". "Até ontem, eu ainda achava possível um acordo, mas depois de estar aqui a secar quatro horas, tive um problema familiar e fui para casa. E hoje [Teixeira dos Santos] apresentou-me uma contra-proposta final, que não era passível de negociação. Sou obrigado a chegar à conclusão que, perante esta posição inflexível do Governo, a minha função deixou de fazer sentido". "Era importante que o Governo admitisse os escândalos que existem em algumas categorias da despesa, designadamente nas despesas de consumo intermédio". Mas isso não aconteceu". "Houve aqui uma diferença de filosofia: O Governo achava que não podia mexer mais na despesa, que estava tudo bem. Querem sacrificar cada vez mais as famílias, os funcionários públicos e as empresas, e não querem fazer o trabalho de casa, de cortar na despesa do Estado". "Conclui-se agora que o Governo não quis alcançar um acordo por 0,25% do PIB" Por António Nogueira Leite (Albergue Espanhol)



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:14
link do post | comentar | favorito
|

ALMEIRIM - 2500 ATLETAS PARTICIPAM EM INICIATIVA APOIADA PELA ÁGUAS DO RIBATEJO EM ALMEIRIM

Dois mil e quinhentos atletas de todas as idades participaram no sábado, 23 de Outubro, na festa do atletismo em Almeirim, prova patrocinada pela ÁGUAS DO RIBATEJO.

 Anthony Martini, (Quénia) em masculinos, e Anália Rosa (Maratona), em femininos, venceram a 24ª edição dos 20 Km de Almeirim. A prova maior decorreu em simultâneo com a mini-prova de cinco quilómetros, onde atletas de três gerações cumpriram a distância a correr, marchar ou simplesmente a andar.

A corrida masculina foi emocionante e só foi decida no penúltimo quilómetro, altura em que o queniano Anthony Martini, fugiu a Hermano Ferreira (Conforlimpa), que o acompanhou durante toda a prova.

Na competição feminina Anália Rosa (Maratona) confirmou o favoritismo e fez uma corrida tranquila.

Em segundo lugar chegou Mónica Rosa (Garmin), seguida de Madalena Carriço (Marítimo). Uma palavra para os milhares de pessoas que invadiram a cidade de Almeirim e aplaudiram os atletas durante a corrida e na cerimónia de entrega dos prémios onde a ÁGUAS DO RIBATEJO esteve representada pelo presidente do Conselho de Administração, José Sousa Gomes que entregou alguns dos troféus aos atletas que subiram ao pódio. A

 ÁGUAS DO RIBATEJO felicita a associação 20 KM de Almeirim e o Município de Almeirim pela excelente organização. A sua empresa de abastecimento de água incentiva a prática atletismo, lembrando que o consumo de água é fundamental durante os treinos e competições



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:04
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - Comissão Política Distrital (JS do Cartaxo)

 

 

 

 

 Nos termos do disposto no Art. 41.º, alínea 4 e 5 dos Estatutos da Juventude Socialista, convoco-o para uma reunião de Comissão Política Ordinária, que terá lugar no dia 31 de Outubro de 2010, às 16h, na sede distrital do PS Ribatejo, Santarém, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto 1: Informações; Ponto 2: Campanha Presidencial; Ponto 3: Análise da Situação Política; Ponto 4: Intervenção do Presidente da Federação Distrital do Partido Socialista do nosso Distrito (a confirmar).

«Juventude Socialista do Cartaxo»



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:50
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS - ESCANDALO NO CENTRO HOSPITALAR MÉDIO TEJO

Num país que atravessa um período de fortes medidas de austeridade e contenção da despesa, existem no CHMT serviços onde a crise continua a passar ao lado.

Na PATOLOGIA CLÍNICA, sob a protecção e consentimento da Directora do Serviço, os Técnicos Superiores de Saúde, são presenteados e privilegiados com sistemáticas horas extraordinárias, para as quais não existem quaisquer justificações ou necessidades do Serviço.

Por se ter tornado prática corrente e enraizada há vários anos, e uma vez que ninguém tem a coragem ou a honestidade de acabar com esta pouca vergonha, que tem lesado o CHMT em largos milhares de euros, serve o presente para desmascarar esta situação e tornar pública e conhecida a actuação e comportamento dos agentes envolvidos.

Basta!

É tempo da Sra. Directora do referido Serviço centralizar em si as responsabilidades e arcar com as consequências de sempre ter colocado alguns interesses individuais à frente do interesse geral.

COMISSÃO DE UTENTES DA SAÚDE do MÉDIO TEJO



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:12
link do post | comentar | favorito
|

O DISCURSO DE CAVACO - QUESTÕES DE PORMENOR – OU NÃO?

 Por: Anabela Melão 

 

O que ficámos a saber sobre Cavaco Silva e o que temos de questionar sobre os “outros”, após o discurso de ontem (da recandidatura)de Cavaco Silva.

 

Que é casado e tem família. Os outros são solteiros, viúvos ou divorciados? E se fossem, isso importava-nos?!

 

Que não vai usar outdoors e vai gastar metade das verbas legais permitidas. Os outros também já anunciaram contenção!

 

Que “conhece os problemas” do País. Todos nós também!

 

Que “conhece interlocutores nacionais e internacionais” o que beneficia a “imagem e credibilidade do País”. Depende dos interlocutores e da imagem!

 

Que é O chefe superior das forças armadas capaz de governar as zonas actuais de conflito em 3 continentes Presidente. Os outros iriam “desgoverná-las”?

 

Que vai “assegurar o regular funcionamento das instituições democráticas”, ser “um arbitro independente” e que oferece “responsabilidade” e “credibilidade” em caso de crise grave. A julgar pelo que fez até agora: por acção ou por omissão?

 

Que tem bom senso, realismo, ponderação, discrição e reserva, que faz uma leitura séria e responsável dos seus poderes e que tem uma conduta exemplar, de rigor e transparência. E os outros, não, a contrario sensu?!

 

Que analisa e fiscaliza os diplomas legislativos e acompanha actuação do executivo, e que possui sentido de dedicação ao trabalho. Já que tudo isto faz parte das competências do Presidente, porque não hão-de os outros fazer o mesmo?

 

Que exerce uma magistratura activa que favorece o emprego e coesão social, promove a união de esforços para a economia, contribui para a eficiência e credibilidade na justiça, incrementa a qualidade do ensino, cuidará para que sejam ministrados cuidados de saúde de qualidade, velará da projecção da língua portuguesa. O que fica de fora para fazer o Governo?

 

Que continuará a falar verdade. Os outros mentem?

 

Que “os portugueses sabem distinguir os que falam verdade dos que semeiam ilusões e utopias”. Referir-se-á a Saramago?

 

Que vai apoiar as instituições de solidariedade social. Doando um dízimo do seu vencimento? Porque poderes para isso não constam da sua “carta” (constitucional).

 

Que agirá em nome dos jovens e idosos, dos que não têm emprego e dos que moram na interioridade. Desde que estes lhe passem procuração!

 

Que é um presidente próximo das populações. Refere-se à população do Palácio de Belém?

 

Que visitou 200 concelhos e alguns mais do que uma vez. Também qualquer representante de produtos de revenda!

 

Que transmitirá aos portugueses ânimo e vontade de vencer. E o que andou a fazer até agora? Que veia será esta de transmissão?

 

Que tem um laço com as comunidades portuguesas no estrangeiro. Nalguns casos tem até um nó!

 

Que conhece os problemas que se colocam. Todos conhecemos.

 

Que tem elevado grau de ética. E os outros não? Acaso estamos perante vigaristas?

 

“Como se encontraria o país sem a observação atenta que fiz?” – vai lá saber-se! Sabemos como ele se encontra, apesar dela! “Que teria acontecido ao país sem os meus avisos?” – é uma incógnita já que se desconhecem os seus avisos, respectivo teor e momento em que foram proferidos.

 

Que a sua candidatura é pessoal e independente das forças partidárias. Então, para quê tanta reunião nas copulas do PSD e do PP?

 

Que o seu partido é Portugal. Há candidatos estrangeiros? Que será candidato de todos os portugueses. Os outros também!

 

Que é um referencial de equilíbrio e estabilidade. E que o é privilegiadamente por inacção! Que age com honestidade, rectidão, seriedade e respeito pela palavra dada. Conhecem-se atitudes contrárias nos outros candidatos?!

 

Que, a partir de ontem é candidato sem deixar de ser Presidente. Não se duvida! E vai lembra-nos disso todos os dias!

 

Parece que Cavaco “sente” que tem um dever para com os portugueses, “esse dever chama-se futuro”. Evidente, no passado e no presente já demonstrou como exerce (ou não) esse dever! Falta “cumprir-se” o futuro e é este que está agora à sua frente.

 

Pois….

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:23
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010
ALPIARÇA -Mais saúde com fruta escolar

A promoção da Saúde na escola assume um papel notório no desenvolvimento físico, psíquico, social, emocional e afectivo da criança.

Consciente desta importância, a Câmara Municipal de Alpiarça apresentou ao Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) uma candidatura ao Regime de Fruta Escolar (RFE), portaria n.º 1242/2009, tendo a mesma sido aprovada.
   O abrigo dessa candidatura, fica garantida a distribuição de fruta duas vezes por semana (maçã e pêra) à semelhança de anos lectivos anteriores. Este ano a Câmara Municipal assume ainda a aquisição de mais uma peça de fruta semanal, nomeadamente, banana, clementina, tangerina, cenoura, tomate, ameixa, uva, pêssego e cerejas, assegurando desta forma que seja distribuída fruta três vezes por semana durante todo o ano lectivo. 
O objectivo do regime de fruta escolar é promover entre as populações mais jovens, hábitos de consumo de alimentos benéficos para a saúde, reduzindo assim os custos de saúde associados a regimes alimentares menos saudáveis, à semelhança do já implementado programa do leite escolar.
Porque uma População saudável, é uma população alegre e produtiva, um dos objectivos da Câmara Municipal de Alpiarça é implementar e reforçar as medidas no âmbito da promoção da saúde nas escolas, incentivando as crianças a comer bem e de forma saudável.


publicado por Noticias do Ribatejo às 20:20
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - Requiem volta à Sé Catedral
A Igreja de Nossa Senhora da Conceição – Sé Catedral, em Santarém volta a ser palco do Requiem - “Celebração da Missa da Comemoração de todos os Fiéis Defuntos”, no próximo dia 2 de Novembro, às 21h30. Durante o Requiem, integrado no I Ciclo de Órgão de Santarém, será interpretada a Missa pro defunctis de Duarte Lobo (c.1565-1646), pelo Ensemble Arabesco, acompanhado pelo organista Sérgio Silva. Entradas livres.


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:12
link do post | comentar | favorito
|

RIO MAIOR - Actividades Culturais na Biblioteca Municipal de Rio Maior para o mês de Novembro

  
 
No âmbito do Programa de Actividades Culturais e Lúdicas, promovido pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal, a Biblioteca Municipal Laureano Santos de Rio Maior irá realizar diversas Actividades Culturais para o mês de Novembro.
 
Ciclos de Cinema - Sextas-feiras (dias 5, 12, 19 e 26)
Infantil – 10h00
Gormit 2
Hulk VS Thor/Hulk VS Wolverine
Sinbad: A Lenda dos Sete Mares
Em Defesa da Terra
 
Adultos – 15h00
Percy Jackson e os Ladrões do Olimpo
Fora de Controlo
Terra Fria
Ágora
 
 
Exposições
Exposição Comemorativa do Centenário da República
23 de Outubro a 30 de Novembro
Exposição de Filatelia, Maximafilia, Cartofilia e Medalhística da Colecção de Feliciano Júnior.
 
“O Que se Vê no ABC”
2 Novembro a 31 de Dezembro
Exposição de ilustração itinerante, da autoria da ilustradora Danuta Wojciechowska e propriedade do Bichinho do Conto
 
 
Hora do Conto
Dias 3,10, 17 e 24 (Quartas-Feiras) - 10h30
História do Mês
“O Ganso do Charco”
Leitura em voz alta de uma história infantil, seguida de um mini-atelier, onde as crianças são convidadas a fazerem desenhos inspirados no conto escutado, contribuindo para a promoção e animação do livro e da leitura.
 
Esta actividade é destinada às escolas e infantários (grupos de 25 crianças no máximo) que terão que marcar a sua presença/inscrição previamente.
 
 
Atelier “Cantinho das Ideias”
Dias 5, 12, 19 e 26 (Sextas-Feiras) - 10h30
Espaço de promoção da criatividade e das actividades manuais através de colagens, desenhos, pinturas, recortes, moldagem. Esta actividade é destinada às escolas e infantários (grupos de 25 crianças no máximo) que terão que marcar a sua presença/inscrição
previamente.
 
 
À Descoberta da Biblioteca
Todos os dias da semana
Tem como objectivo dar a conhecer os diferentes espaços da Biblioteca, assim como os serviços que presta ao público.
Destinatários: Público em Geral
Marcação prévia
 
 
Chá & Poesia
27 de Novembro-15h00
Sessão de Poesia com Poetas Riomaiorenses
Destinatários: Público em Geral
Sala Polivalente da Biblioteca Municipal
 
 
Ateliers
Dia 2 de Novembro
Atelier/Animação baseado no Livro “O Que se vê no ABC”
Objectivos: Com recurso a técnicas de animação de objectos, serão apresentadas pistas para uma iniciação à leitura. De forma lúdica o livro surge como ferramenta mágica que ajuda a criança, através da sua própria capacidade de observação e imaginação a quebrar o “código” do alfabeto.
Promover o livro e a leitura.
Realização: Danuta Wojciechowska
Horário: 10h30-11h30 x 14h30 -15h30
Destinatários: alunos do Pré-escolar e 1º Ciclo
Número de participantes: 1 turma por sessão
(Marcação prévia)
 
Dia 22 de Novembro
Atelier: A Mala de Anne FranK
Objectivos: A leitura do livro de Anne Frank e a análise das suas belas imagens são o ponto de partida para um conjunto de exercícios de escrita e reflexão sobre a vida desta jovem.
Realização: Tânia Cardoso
Horário: 10h00-12h00 X 14h00 – 16h00
Destinatários: Alunos do 2º e 3º ciclos
Número de participantes: 1 turma por sessão
(Marcação prévia)
 
Dinamizadores: DGLB (Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas) - Biblioteca Municipal Laureano Santos - Câmara Municipal de Rio Maior



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:36
link do post | comentar | favorito
|

Separação de Poderes

 

Vivemos num regime político assente na separação de poderes. Um sistema imperfeito, certamente, mas o melhor que a humanidade foi até hoje capaz de conceber e para o qual não foi encontrada alternativa melhor.

O princípio de que alguém directamente eleito pelo povo fica investido do poder de legislar em seu nome, de que a outrem, por delegação da maioria dos eleitos, é atribuído o poder de executar e que, um terceiro poder, independente dos restantes, fica incumbido de punir pelo incumprimento das normas emanadas dos restantes, é de facto uma enorme conquista civilizacional de que temos o privilégio de beneficiar.

Sucessivas gerações de compatriotas que nos precederam não tiveram essa sorte e muitos milhares de milhões de seres humanos não a têm, nem a terão provavelmente no decurso das suas vidas.

Nesta arquitectura aparentemente perfeita das sociedades democráticas há, contudo, um aspecto que sempre me suscitou interrogações. Se os titulares do poder legislativo (parlamentos) e os do poder executivo (membros do Governo) são directa ou indirectamente, periodicamente escolhidos e julgados pelo povo, por que razão, quem escolhe e avalia os titulares do terceiro poder são eles próprios?

E esta minha inquietação tem vindo a assumir uma dimensão tanto maior quanto se multiplicam os “casos” da justiça e alguns magistrados se envolvem na actividade política, de que são exemplos eloquentes as declarações incendiárias produzidas nos últimos dias pelos líderes das suas duas organizações sindicais.

A primeira perplexidade decorre desde logo do facto de titulares de órgãos de soberania terem sindicatos. Porque razões deverão existir sindicatos ou associações sindicais de magistrados judiciais e do ministério público e não de membros do governo ou de deputados? Porque razão parece ridícula e absurda a segunda hipótese e se aceita como natural a primeira?

Outra perplexidade reside no conteúdo das declarações produzidas por tais “sindicalistas”, considerando-se, e à sua “classe”, descriminados, alvos de retaliação e vítimas dos outros poderes, só porque lhes foi aplicado o mesmo plano de austeridade a que têm de se submeter os demais agentes do Estado, a começar pelos próprios titulares dos outros órgãos de soberania.

São espantosas e até obscenas tais declarações quando se sabe que esta “classe”, ou pelo menos uma parte dela, beneficia de vantagens acrescidas desde a idade de reforma, passando por subsídios de residência até um sistema de saúde mais favorável.

Esta semana o Conselho da Europa divulgou um relatório sobre o estado da justiça em 45 países europeus, segundo o qual a remuneração dos juízes em fim de carreira em Portugal é 4,2% superior á media salarial nacional, isto é, o dobro do que sucede na Bélgica, França, Finlândia, Noruega, Suécia, Áustria, Holanda, Dinamarca ou mesmo na Alemanha.

O mesmo relatório revela ainda que Portugal é o 2º país com o rácio mais elevado de profissionais de justiça em relação à população e o 3º com mais procuradores e com o rácio mais elevado de juízes e procuradores.

Em contrapartida tem o 2º pior desempenho no que diz respeito ao encerramento de casos pendentes.

Há poucos dias foi reaberto um novo processo de revisão constitucional.

Não haverá entre os nossos deputados, agora constituintes, ninguém com imaginação ou criatividade bastantes para encontrar uma qualquer fórmula que permita submeter os titulares do terceiro e fundamental poder do Estado de Direito a um escrutínio democrático equivalente aquele que é exigido aos titulares dos poderes legislativo e executivo?

Por: Capoulas SantosEurodeputado (Capoulas dos Santos começa com a publicação deste texto  a colaborar   periodicamente  com este jornal)

 

* Este artigo também pode ser lido no blogue pessoal do autor



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:20
link do post | comentar | favorito
|

BENAVENTE - João Barradas vence a 63ª Coupe mundial de acordeão

 João Barradas, conseguiu mais um feito importante na sua carreira que muito nos orgulha, ou seja, venceu a 63ª Edição da Coupe Mundial de Acordeão.

João Barradas, 18 anos de idade, natural do Porto Alto, Samora Correia, classificou-se em 1º lugar na Categoria Júnior Coupe Mundial, que se realizou de 19 a 25 de Outubro de 2010 na cidade de Varazdin, na Croácia. Em 2º lugar classificou-se Nikola Zivanovic (Servia) e no 3º lugar ficou Dmitrii Yarkinov (Rússia).

O concurso teve a participação de dezenas de concorrentes oriundos de vários países: Rússia; Sérvia; Suíça; Dinamarca; China; França; Itália; Portugal; Espanha; Lituânia; Canadá; Finlândia; Áustria; Hungria, entre outros. João Barradas junta este prémio ao seu vasto currículo do qual se salientam as seguintes classificações: Campeão do Mundo Júnior Clássico (Espanha); Campeão do Mundo Varietté (Rússia); 1º lugar no Concurso Castelfidardo (Itália); 1º Prémio Internacional de Acordeão “Cidade de Alcobaça”; quatro títulos de Campeão Ibérico; dez títulos de campeão nacional, entre muitos outros prémios conseguidos dentro e fora do País.

João Barradas preparou-se para os concursos nacionais e internacionais na Escola de Música Serenata, em Alcobaça, com o Professor Aníbal Freire. Actualmente estuda em França, com o mundialmente prestigiado, Professor Frédéric Deschamps. Na sua carreira, o jovem músico conta com o apoio da Associação Recreativa do Porto Alto (AREPA), da Câmara Municipal de Benavente e da Companhia das Lezírias, S.A. João Barradas está em França, mas regressa na quinta-feira a Portugal.

Brevemente será publicado no site da Câmara Municipal uma entrevista com o jovem músico, já agendada. Nota: Para outras informações, contactar o GIRP da Câmara Municipal de Benavente, para o número 263 519 600 ext. 14401



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:44
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



26
27
28
29
30


posts recentes

FÉRIAS DE VERÃO COM MUITA...

PORQUE FALHARAM AS COMUNI...

TEMAS DE SAÚDE: Enfarte A...

Má-língua, escárnio e mal...

Continuação das memórias ...

O fogo. Ai o fogo!

AMIGO/A... Sim, és tu!

TEMAS DE SAÚDE:

Rua do Lavradio,Brogueira...

Câmara de Santarém aceita...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds