NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 30 de Novembro de 2010
ABRANTES - Exposição de trabalhos dos alunos do Pintor Massimo Esposito

 
Os alunos da Escola de Pintura Il Pittore Italiano de Abrantes, Mação e Sertã vão expor na Biblioteca Municipal António Botto, de 2 a 13 de Dezembro.
A exposição chama-se “Recriação de uma obra de arte” e é fruto de um dos projectos dos alunos do Laboratório do Pintor Massimo Esposito, levado a cabo durante o ano de 2010. Os alunos após escolherem uma obra de arte da sua preferência, foram desafiados a recriá-la, e a abordá-la segundo um “novo olhar”, na sua globalidade ou apenas num pormenor.
A mostra pode ser vista de segunda a sexta-feira, no horário das 09 às 19h30



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:02
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - LAURO ANTÓNIO ESTEVE NO CARTAXO A CONVITE DE JOSÉ RAPOSO

O realizador de “Manhã Submersa” falou da sua relação com os actores, da sua experiência atrás das câmaras e do prazer que sente em transmitir aos outros a paixão pelo cinema
 
Lauro António foi o convidado de José Raposo para a tertúlia que todos os últimos domingos de cada mês reúne a população à volta de uma figura pública, no bar do Centro Cultural do Cartaxo – José Raposo Convida.
 
O realizador de “Manhã Submersa” visitou o Cartaxo no dia 28 de Novembro, numa altura em que está a celebrar, simultaneamente, o 30º aniversário desta sua obra e os 50 anos de carreira como crítico, cineasta, professor de cinema, director de festivais e autor de uma vasta obra escrita.
 
Várias foram as histórias que marcaram Lauro António nestes 50 anos de vida dedicada à paixão pelo cinema – desde o convívio com alguns dos melhores actores nacionais, passando pelas peripécias das filmagens até ao contacto com o público através das crónicas regulares na imprensa ou dos programas de rádio e televisão.
 
Mas é o cinema que o encanta. “É um trabalho magnífico. Há uma relação muito interessante que se estabelece através da câmara e que me dá muita felicidade”, revelou, caracterizando o actor como “um elemento essencial e uma personalidade fascinante”.
 
Na sua relação com os actores, Lauro António gosta de lhes dar liberdade para construírem eles próprios as personagens, de acordo com as indicações que ele lhes transmite. É um trabalho que tem “resultado bem” e que quase sempre o surpreende.
 
“É muito raro as personagens apresentadas pelos actores não serem de acordo com o que quero. Uma das situações que me marcou profundamente foi ver a Eunice aparecer em Manhã Submersa tal e qual como eu a idealizei”, acrescentou o realizador. Este foi, sem dúvida, um dos seus filmes mais marcantes, assim o foram as filmagens. “Foi muito interessante ir para a Serra da Estrela fazer planos daquele clima gélido, quase inóspito”.
 
Lauro António encenou também peças de teatro, mas este é um trabalho que classifica de “muito sistemático” e, portanto, menos apelativo que o cinema, o qual considera “mais espontâneo”.
 
A crítica cinematográfica é também uma actividade que o acompanha desde os anos 60, quando iniciou as suas crónicas no Diário de Lisboa, em 1967. Uma actividade “interessante” e que muitas vezes tinha repercussões muito directas nas salas de cinema: “bastava dizermos que um filme era bom para as salas encherem”, revelou.
 
Neste momento, há um trabalho que lhe dá um gosto especial: leccionar. “Um dos meus prazeres é dar aulas. É ter a oportunidade de passar a paixão aos outros, mas, sobretudo, mantermos a liberdade de escolha. Não é impor o meu modelo de cinema, é ajudá-los a descobrir o seu caminho, o seu cinema. As pessoas ficam diminuídas se não se alargar o horizonte das vastas áreas desse domínio”.
 
Lauro António lamentou ainda que a partir dos anos 80 “não haja uma perspectiva histórica e estética do cinema português” e que em Portugal não se desenvolva mais o cinema de autor e, sobretudo, a comédia.
 
“Ao lado de António Silva, Santana ou Maria Matos havia um conjunto de actores invulgares, com um traquejo que vinha da revista – que era uma escola de representar de forma moderna, naquela altura. Esses actores, que tinham um grande contacto com o público na revista, tinham depois no cinema uma espontaneidade muito grande”.
 
Neste último meio século, Lauro António destacou-se enquanto realizador de cinema e de televisão, crítico e ensaísta de cinema (com mais de cinco dezenas de obras publicadas e com colaboração em numerosas publicações), autor de vários programas de cinema na rádio, autor e encenador de teatro, director de programação de salas de cinema, director de diversos festivais, professor, entre outras funções e actividades. 
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

ABRANTES - Exposição “Marcas de Fé – Registos, presépios e memórias”


 
A Exposição “Marcas de Fé – Registos, presépios e memórias” vai estar patente ao público na Biblioteca Municipal António Botto, de 2 a 31 de Dezembro.
A exposição pretende promover e divulgar o que se faz actualmente no âmbito do artesanato tradicional religioso.
As autoras dos trabalhos são Teresa Sáez Salgado e Rita Elias Sáez que apresentam objectos de devoção como registos religiosos, presépios, memória e imagens do Menino Jesus, recorrendo a diversas técnicas decorativas e de composição
A Biblioteca Municipal António Botto funciona de segunda a sexta-feira no horário das 09 às 19h30.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:59
link do post | comentar | favorito
|

Aluno certificado pela NERSANT vai frequentar licenciatura na Universidade Aberta

 
Adriano Sousa tem 29 anos de idade e recebeu o seu diploma de conclusão do 12.º ano, no passado dia 26, no auditório do pavilhão de exposições da Nersant. Foi graças  ao Centro Novas Oportunidades desta associação empresarial que conseguiu concluir o ensino secundário. Neste momento, afirma, está prestes a ingressar na licenciatura em Gestão Empresarial da Universidade Aberta.
 
 
“Novas Oportunidades tem método de trabalho exigente”
Convidado a falar sobre o seu percurso no Centro Novas Oportunidades da Nersant, na sessão de entrega de diplomas do passado dia 26 de Novembro, Adriano Sousa, destacou o papel importante que este mecanismo de ensino teve na sua vida. A conclusão do ensino secundário através do CNO da Nersant fez Adriano “pensar mais além”, tendo este já ingressado na Universidade Aberta. “Em Outubro comecei a frequentar o módulo de ambientação online e estou neste momento a frequentar o curso de Qualificação de Estudos Superiores, de modo a poder, em seguida, ingressar na licenciatura em Gestão Empresarial, algo que ambiciono conseguir!”, contou, orgulhoso, Adriano Sousa perante uma plateia de cerca de 300 pessoas.
 
Ao longo do seu discurso, Adriano fez notar que o RVCC – Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, é um meio de qualificação e certificação credível, apesar de, inicialmente, o ter encarado “como uma forma fácil de terminar o ensino secundário”. “Pensei, inicialmente, que no processo de RVCC teria a tarefa facilitada por não ter de passar cinco horas diárias numa escola”, como já tinha sucedido anteriormente no ensino recorrente. No entanto, a sua percepção do RVCC foi sendo alterada ao longo do tempo. “Estava enganado, pois o método de trabalho é exigente. A forma de estudo do CNO implica um grande empenho e disponibilidade. Obriga-nos a gerir o tempo, de forma a podermos concluir os diversos trabalhos que nos são propostos”, revelou Adriano na referida sessão de entrega de diplomas.
 
Adriano Sousa foi um dos dois adultos a testemunhar o seu percurso no processo RVCC através do CNO da Nersant. Em representação do ensino básico, a plateia teve a oportunidade de ouvir Fernando Dias, que definiu o processo “como uma lufada de ar fresco”, uma vez que preenche na totalidade “a lacuna que havia na minha vida, a nível da educação e da valorização pessoal”. Para além disso, Fernando Dias destacou a flexibilidade de horários praticada durante o processo RVCC, o que permite conciliar a vida profissional, escolar e familiar. “A flexibilidade de horários e de assiduidade, assim como grande parte do trabalho ser feito em casa, deixa-nos uma maior margem de manobra”, rematou Fernando Dias.
 
De referir que nesta sessão, a Nersant entregou os diplomas a 128 adultos, 112 ao nível do ensino básico e 16 ao nível do secundário.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:57
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS -VII Festival do Arroz Doce, Feira dos Stocks e Feira do Livro

Herdade Vale Freixo confeccionou o melhor arroz doce em concurso organizado pela Nersant
 
A Nersant levou a efeito, no passado domingo, dia 28 de Novembro, mais uma edição do concurso de arroz doce, que traz todos os anos centenas de visitantes ao Festival do Arroz Doce, Feira dos Stocks e Feira do Livro, que a Nersant organiza anualmente.
Este ano, o grande vencedor foi a Herdade Vale Freixo.
 
 
“É essencial ter projectos inovadores e adaptados a conceitos e temáticas específicos”
Raquel Fialho e António Franklim são sócios-gerente da Herdade Vale Freixo, empresa de Óbidos dedicada à produção de licores artesanais e que este ano se sagrou vencedora do 1.º prémio do concurso de arroz doce, na vertente de “arroz doce tradicional”.
 
O arroz doce confeccionado pela Herdade Vale Freixo, revela Raquel Fialho, “é produzido exclusivamente para o certame em causa, não sendo confeccionado em mais nenhuma situação”. Apesar da actividade principal da empresa ser a produção e venda de licores tradicionais, Raquel explicou que a “Herdade Vale Freixo é muito criativa e a sua estratégia de marketing não se restringe somente à venda de licores, mas parte do princípio que é essencial ter projectos inovadores e adaptados a conceitos temáticos específicos. Se neste festival era necessário arroz doce, nós produzimos com rigor e qualidade, sem perder de vista a nossa actividade principal”, conclui Raquel Fialho.
 
A participação da Herdade de Vale Freixo no Festival do Arroz Doce e no seu concurso já é antiga. Raquel Fialho orgulha-se ao afirmar que “este foi o quinto ano que concorremos e em cada ano que participámos, ganhámos prémios”. Em 2006, adiantou, inauguraram o prémio “inovação”, com a confecção de arroz doce com uma cobertura de chocolate. Em 2007 ganharam o 3.º lugar do concurso, na vertente arroz doce tradicional, e em 2008 ganharam o 2.º lugar do mesmo prémio. Em 2009 arrecadaram o prémio “inovação”, com a confecção de uma bomboca de arroz doce.
 
A Academia de Dança do Entroncamento e o Hotel dos Cavaleiros foram o segundo e terceiro classificado, respectivamente, sendo o prémio “inovação” atribuído ao Restaurante Saber Comer, com a confecção de bolinhas de arroz doce no forno com amêndoas.
 
Paralelamente à atribuição dos prémios, a Nersant distribuiu a todos os visitantes uma taça de arroz doce, confeccionada num panelão destinado para o efeito. Ainda no domingo à tarde, dia 28, Júlio Magalhães e Filipa Vacondeus marcaram presença na Feira do Livro, com a apresentação das suas obras “Longe do Meu Coração” e “Truques da Filipa”, respectivamente, ao que se seguiu uma sessão de autógrafos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:55
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO DISTINGUIDO NA II CONFERÊNCIA NACIONAL DE QUALIDADE DE VIDA
Câmara do Cartaxo volta a ser premiada e consolida valorização da qualidade de vida no concelho como eixo estratégico de desenvolvimento. Paulo Caldas traça caminhos para uma melhor “Diversidade, Tolerância e Felicidade nos Municípios”. O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Paulo Caldas, integrou o painel de oradores da II Conferência Nacional de Qualidade de Vida, sob o tema “A Qualidade de Vida como Factor de Competitividade”, promovida no dia 29 de Novembro pelo Centro de Administração e Políticas Públicas do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (CAPP-ISCSP) e o Instituto de Tecnologia Comportamental (INTEC). Esta conferência, de índole nacional, teve como missão colocar na ordem do dia a importância da Qualidade de Vida como ferramenta estratégica para o aumento da competitividade nacional e regional e contou com a presença de vários opinion leaders e figuras de renome no panorama autárquico português. O INTEC tem sido o motor de várias iniciativas orientadas para a análise da Qualidade de Vida em Portugal, de que é exemplo “Os Melhores Municípios para Viver” – uma iniciativa que se baseia na realização de num barómetro de diagnóstico da Qualidade de Vida nos Municípios Portugueses, publicado anualmente no semanário Sol, no qual é divulgado o que de melhor têm os municípios para oferecer, tendo em conta 10 domínios específicos: Ambiente, Acessibilidades e Transportes, Diversidade e Tolerância, Economia e Emprego, Ensino e Formação, Felicidade, Saúde, Segurança, Turismo Cultura e Lazer, Urbanismo e Habitação. Nos estudos publicados em 2009 e 2010, o Cartaxo esteve entre os melhores municípios portugueses para se viver. No primeiro ano, o Cartaxo ocupou o 2.º lugar no índice de Felicidade. No domínio do Urbanismo e Habitação, em termos globais, ocupou o 7.º lugar do barómetro, mas considerando apenas os indicadores subjectivos, o município manteve a 4.ª posição. Destaque ainda para o 4.º lugar na área do Ensino e Formação, o 7.º lugar na Cultura e Lazer e no Ambiente e o 9.º na Economia e Emprego. No estudo apresentado em 2010, o Cartaxo voltou a estar entre os 20 melhores municípios para viver, destacando-se no domínio da Diversidade e Tolerância, no qual o Cartaxo ocupou no estudo de 2009 o 8.º lugar do barómetro, tendo subido para o 6.º lugar em 2010. Outro dos indicadores no qual o concelho do Cartaxo ganhou destaque é o de Economia e Emprego, surgindo como o concelho com menos desempregados, entre 20 avaliados de todo o país. “Diversidade, Tolerância e Felicidade nos Municípios” – precisamente alguns dos indicadores em que o Município do Cartaxo se destacou nos últimos barómetros – foi o tema da Mesa Redonda da II Conferência Nacional de Qualidade de Vida que contou com a participação de Paulo Caldas, assim como do presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira. Eixo Identidade Rural versus Modernidade de Serviços e Equipamentos como factor de sucesso Paulo Caldas apontou como principais razões para o facto do Cartaxo ter obtido – no estudo – uma classificação muito positiva nestes indicadores “o facto de a autarquia ter, há cerca de dez anos, definido como eixo estratégico de desenvolvimento a valorização da identidade rural do concelho, aliada à forte aposta na modernidade de serviços e equipamentos”, acrescentando que “este eixo rural/urbano, concretizou-se na prioridade dada a investimentos que permitem ao concelho ser atractivo para empresas – sem emprego não há possibilidade de qualidade de vida -, apostando em acessibilidades estruturantes e em zonas de localização empresarial, ao mesmo tempo que se investiu em modernos equipamentos educativos, desportivos, culturais e sociais”. Paulo Caldas referiu ainda, na sua intervenção, a aposta da autarquia no apoio à comunidade com programas e projectos muito direccionados, integradores da população, que apelam à participação e promovem a valorização cultural das pessoas e da sua identidade”, apontando como exemplos os estágios no estrangeiro para jovens residentes no concelho, integralmente pagos pelo município e que são uma oportunidade de formação única, ou os programas de actividades para maiores de 50 anos que envolvem, de modo totalmente gratuito, mais de 500 munícipes, em mais de 10 actividades diferentes. O apoio à economia “com programas de incentivos à modernização das empresas do concelho, com a redução progressiva dos impostos para empresas e munícipes, com o esforço e investimento na reorganização dos serviços da autarquia – direccionando-os para a proximidade ao cidadão -, tem sido fulcral para o concelho se tornar atractivo quer para empresas, quer para jovens que aqui encontram uma oportunidade de trabalhar e viver num concelho que responde a todas as suas exigências sociais e culturais, mas também de segurança e tranquilidade”. Políticas de Educação, Emprego e Formação ao Longo da Vida, Políticas de Segurança Pública e Práticas de Saúde, Políticas de Planeamento e Gestão do Território e Turismo, Segurança e Habitação nos Municípios foram outros temas desenvolvidos nesta II Conferência Nacional de Qualidade de Vida.


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:54
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS - A COLECÇÃO PRIVADA DE ACÁCIO NOBRE

 

A COLECÇÃO PRIVADA DE ACÁCIO NOBRE
de Patrícia Portela
04 Dezembro . sábado 21h30
M 12 anos  »  c.1h30  Teatro Virgínia  »  5€ (preço único)
 
Patrícia Portela reúne os textos e os modelos de Acácio Nobre encontrados num baú dos seus familiares e segue as pistas até novos e preciosos documentos perdidos em arquivos pessoais e casas de amigos. Reconstrói algumas das obras, das ideias políticas e dos projectos científico-artísticos deste português do início do séc. XX, agora esquecido, que teve uma carreira política, científica e artística discreta, eloquente e muito inovadora para o seu tempo. O seu objectivo máximo é reavivar a obra deste homem e questionar a memória colectiva de um país que, se tivesse decidido atribuir-lhe a imortalidade que lhe era devida, teria sido um país diferente.
 
Uma máquina de escrever vintage e um teclado wireless dão um concerto, projectam um filme mudo, desenvolvem um diálogo sobre o arquivo de Acácio Nobre, recriando o ambiente que envolve um autor enquanto este escreve: os momentos de pausa, aqueles em que surgem as grandes ideias, os de fúria criativa, em que se recorrige tudo o que se quis dizer, os silêncios infindáveis enquanto se escreve ou enquanto não se consegue escrever.
Um espectáculo que se inscreve na solidão e intimidade do criador muito antes de terminar a sua obra, nos momentos em que este faz crescer uma sua imagem mesmo antes de saber o que ela é ou lhe quer dizer.
 
Produção Prado | Co-produção Teatro Maria Matos Apoio Fundação Calouste Gulbenkian, La Porta
A Prado é uma estrutura financiada pelo MC/DGArtes 
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:51
link do post | comentar | favorito
|

Abrantes recebe sessão de divulgação dos apoios do ProDeR

 

 

 

Dia 4 de Dezembro, pelas 15h, a TAGUS - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior vai realizar a sessão do concelho de Abrantes para divulgar os apoios do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural (ProDeR). O evento terá lugar no edifício INOV.POINT, no Tecnopólo do Vale do Tejo, em Alferrarede.

Esta é a segunda de três sessões, que têm como objectivo esclarecer dúvidas sobre as medidas do ProDeR, estimulando o aparecimento de bons projectos, e contará com a presença de um Grupo de Acção Local que enriquecerá o debate de ideias com o testemunho do que tem sido desenvolvido no seu território.

A primeira sessão aconteceu no dia 27 de Novembro, no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, onde esteve presente Mário Fidalgo, vice-presidente da Federação Minha Terra. O representante desta congregação de Grupos de Acção Local fez uma resenha histórica sobre o LEADER para uma assistência de mais de 30 participantes, mostrando como esta iniciativa, através dos projectos apoiados, tem multiplicado o número de postos de trabalhos, chegando actualmente aos milhares, contribuindo para o desenvolvimento dos territórios rurais. Chamou, também, à atenção para os procedimentos nas candidaturas, salientando que não se deve deixar a entrega dos pedidos de apoio para o último dia, pois pode haver algum imprevisto que pode impedir a formalização das mesmas.

A TAGUS relembra que tem as candidaturas em aberto até ao dia 30 de Janeiro. A este pedido de apoio podem candidatar-se pequenos projectos empresariais, núcleos museológicos, serviços de apoio a crianças, idosos e população em geral, entre outros.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:46
link do post | comentar | favorito
|

CORUCHE - “APREENSÃO DE PINHAS ”

Na sequência de diligências de investigação, realizadas por militares do Posto Territorial de Coruche, foi hoje cerca das 10H00 horas, na localidade da Fajarda – Concelho de Coruche, apreendida uma (01) Tonelada de pinhas mansas e identificado um indivíduo de nacionalidade portuguesa, por armazenamento de pinhas mansas da espécie “Pinus Pinea” (pinheiro manso) fora do período permitido por lei. O armazenamento de pinhas fora do período permitido por Lei, constitui infracção ao art.º 1º do Decreto-Lei n.º 528/99, o qual descreve que a colheita, transporte e armazenamento de pinhas da espécie “Pinus Pinea” (pinheiro manso), não é permitida entre 01 de Abril e 15 de Dezembro. O Decreto-Lei n.º 147/2001 veio estabelecer a possibilidade de alteração do período da colheita, transporte e armazenamento de pinhas, sempre que por condições excepcionais seja anormalmente dificultada a actividade de colheita de pinhas, ou ocorra uma alteração no ciclo normal da sua produção. Assim de acordo com o Despacho n.º 16797/2010, excepcionalmente, no corrente ano tal actividade só é permitida a partir do dia 01 de Dezembro.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:43
link do post | comentar | favorito
|

CORUCHE - Actores de Espírito Indomável solidários em Coruche

 

Melânia Gomes, Pedro Górgia, Angélico, Sara Prata, Pedro Ferreira e Catarina Gouveia vão distribuir autógrafos em Coruche 

 

O Município de Coruche promove amanhã a primeira Festa da Solidariedade. Um dia reservado para a angariação de roupas, alimentos ou brinquedos, que se destinam a ajudar as famílias mais carenciadas do concelho. E se ser solidário já é um factor por si só compensador, receber algo em troca é juntar o útil ao agradável. Os cozinheiros mais acarinhados do pequeno ecrã, “Catarina” e “Alexandre”, irão também juntar-se a esta festa. Melânia Gomes e Pedro Górgia, actores da telenovela “Espírito Indomável”, dão a cara pela campanha de Natal de Coruche e irão estar na Praça da Liberdade, no centro histórico da vila, a distribuir autógrafos em troca dos presentes dos munícipes. Os actores Sara Prata, Angélico, Catarina Gouveia e Pedro Ferreira também não conseguiram ficar indiferentes e protagonizam assim a surpresa de última hora desta festa!

 

Este é também o dia em que Coruche irá receber a tão esperada chegada do Pai Natal. A Festa da Solidariedade irá contar ainda com muita animação de rua, mostra de artesanato, dança, e ainda a actuação do coro de gospel Saint Dominic’s.

 

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:38
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - Jorge Palma dá concerto em Santarém

 O músico e compositor Jorge Palma vai estar em Santarém, no dia 4 de Dezembro, para um grande concerto no formato "Acústico", às 21h30, no Teatro Sá da Bandeira.  O músico vai estar no palco  com Gabriel Gomes no acordeão e Vicente Palma na guitarra.
Como alguém um dia disse, “em Jorge Palma sobressai a capacidade de redescobrir a música, de criar uma forma atraente, de exibir sentimentos, explorar emoções, e cativar sempre mais gente, a acompanhar a sua solidão junto ao piano, num misto de querer estar só, mas com todos os outros”.
O preço dos bilhetes para o concerto de Jorge Palma é de 10 euros e podem ser adquiridos no Teatro Sá da Bandeira. 
 
Biografia
 
Jorge Manuel d’Abreu Palma nasceu em Lisboa, a 4 de Junho de 1950, e com apenas seis anos, ao mesmo tempo que aprendia a ler e a escrever, iniciou os seus estudos de piano, realizando, com apenas oito anos, a sua primeira audição no Conservatório Nacional, numa altura em que era aluno de Maria Fernanda Chichorro.
Em 1963, venceu o segundo prémio e uma menção honrosa num Concurso Internacional das Juventudes Musicais, realizado em Palma de Maiorca, ao mesmo tempo que prosseguia os seus estudos normais, primeiro no Liceu Camões, depois num Colégio Interno, em Mouriscas, perto de Abrantes.
O ano seguinte - 1964 - acabou por ser um ano chave na vida de Jorge Palma, pois marcou uma viragem a nível das suas preferências e práticas musicais, já que abandonou a música clássica, dedicando-se à música pop/rock, familiarizando-se com a guitarra numa base autodidacta.
A sua primeira tentativa de sobrevivência e autonomia como músico reporta-se a 1967, no Algarve, aonde, juntamente com músicos de Santarém, integra os Black Boys, experiência que durou poucos meses.
Em 1969, integra o grupo hard/rock Sindikato, ao mesmo tempo que estuda na Faculdade de Ciências de Lisboa. Com a inclusão de uma secção de metais, dá-se a aproximação da banda a uma sonoridade mais jazz-rock, acabando por participar na histórica 1ª edição do Festival de Vilar de Mouros, em 1971. Nessa altura, fruto do convívio com os vários músicos da banda - Rão Kyao, João Maló, Rui Cardoso, Vítor Mamede, entre outros - começa a trabalhar a nível da escrita musical e compõe as suas primeiras canções, curiosamente em inglês, acabando por gravar, com o Sindikato, um single e um álbum de versões.
A estreia a solo, no formato 45 r.p.m., verifica-se em 1972, com o single “The Nine Billion Names Of God”, cujo tema título é baseado em “O Despertar dos Mágicos”, um livro de contos, um bocado esotérico, da autoria de Jacques Berger. No mesmo ano realiza a sua primeira viagem transcontinental, que o leva aos Estados Unidos, Canadá e Caraíbas, abandonando os estudos de Engenharia.
Um ano mais tarde, é editado o seu primeiro single em português, na sequência de um trabalho de (aprendizagem e) aperfeiçoamento na escrita na nossa língua, com o poeta José Carlos Ary dos Santos, ao que se segue o regresso aos Estados Unidos da América, e também, as primeiras encomendas de composição e orquestração para outros intérpretes.
Foi também em 1973 que, convocado para cumprir o serviço militar, partiu para o asilo político na Dinamarca, juntamente com a sua primeira mulher (Gisela Branco), que o levou a lavar elevadores e a fazer camas num Sheraton, em Copenhaga, onde através da BBC, veio a saber do que se passara no dia 25 de Abril de 1974, em Portugal, o que o levou a regressar de imediato ao nosso país, com breve passagem por Itália.
O primeiro LP - “Com Uma Viagem na Palma da Mão” - lançado em 1975, coincide com um período de intenso trabalho como orquestrador (chegou a trabalhar, nessa condição, com Amália Rodrigues), compositor e letrista, incluindo a participação no primeiro Festival da Canção do pós 25 de Abril, em colaboração com Pedro Osório e Nuno Nazareth Fernandes.
Em 1977, lançou o seu segundo álbum de longa duração - “‘Té Já” - passando também pelo Brasil e por Espanha, aonde tocou nas ruas de diversas cidades, de Marbella a Barcelona, passando também por Ibiza e Palma de Maiorca.
Os anos seguintes - 1978 e 1979 - são centrados em França, principalmente em Paris, aonde percorre bares, esplanadas e o Metro, tocando Bob Dylan, Leonard Cohen, Paul Simon e Crosby, Stills & Nash, entre outros. Regressado a Portugal, durante o ano de 1979, mora durante alguns meses no Ninho das Águias, no Castelo, em Lisboa e grava o seu terceiro álbum de originais - “Qualquer Coisa Pá Música” - a que se seguem, actuações ao vivo, a solo, ou então com o grupo acústico “O Bando”.
No principio da década de 80, regressou a Paris, já com a sua segunda mulher (Graça Lamy), regressando depois em 1982, para gravar o duplo LP, “Acto Contínuo”, que estava previsto ser um álbum ao vivo, mas por vicissitudes de produção acabou por ser gravado em estúdio e num espaço de tempo muito curto.
Em 1983, quando estava prestes a regressar aos seus estudos musicais, nasceu o seu primeiro filho, Vicente, a quem dedicou uma peça (“Castor”) do seu quinto álbum de originais - “Asas e Penas” - lançado em 1984, ano marcado por diversos concertos, quer em Portugal, quer em França, tendo também passado por Itália, aonde voltou a tocar na rua.
O ano seguinte - 1985 - é marcado pelo lançamento do seu sexto álbum de originais e um dos mais aclamados - “O Lado Errado da Noite” - do qual é extraído o single “Deixa-me Rir”, com enorme sucesso. Este trabalho é distinguido com alguns prémios, dos quais se destacam o “Sete de Ouro” e o “Troféu Nova Gente”, tendo sido definido por alguns críticos como “O lado certo de Jorge Palma” ou “Palma de Ouro”. Na sequência deste trabalho fez uma longa tournée por Portugal, passando também pelas ilhas, destacando-se a sua primeira grande apresentação em Lisboa, na Aula Magna.
Em 1986, concluiu o Curso Geral de Piano e gravou o seu sétimo álbum de originais - “Quarto Minguante” - que foi um trabalho marcado pelos problemas entre Jorge Palma e a editora, sobretudo pela tentativa de imposição de um determinado tipo de sonoridade, por parte dos últimos.
Os anos seguintes foram marcados pelos seus estudos de piano, tendo concluído o Curso Superior de Piano do Conservatório de Lisboa, em 1990, curiosamente um ano depois de ter lançado o seu oitavo, e até agora último, álbum de originais - “Bairro do Amor” - considerado pelos jornais “Público” e “Diário de Notícias”, como um dos álbuns do século a nível da música portuguesa. Refira-se que, esse trabalho, marca também a saída de Jorge Palma da editora EMI - Valentim de Carvalho - que recusou a edição de “Bairro do Amor” - e a passagem para a Polygram.
Em 1991, foi editado “Só”, um álbum intimista, em que revisita velhos temas, apenas com voz e piano. Esse trabalho, foi premiado com um “Sete de Ouro” e o jornal “Diário de Notícias” considerou-o um dos álbuns do século da música portuguesa. Seguiram-se vários concertos pelo País, alguns deles nos principais teatros do País, que se prolongaram pelo ano seguinte, que marcou também a formação do “Palma’s Gang”, que reúne Jorge Palma com músicos dos Xutos & Pontapés (Zé Pedro e Kalu) e dos Rádio Macau (Flak e Alex).
1993 é o ano em que é gravado e lançado “Palma’s Gang: Ao Vivo no Johnny Guitar”, uma segunda revisita de Jorge Palma à sua obra, mas agora num formato eléctrico, já que se trata de um projecto rock. Participa também, no álbum “Sopa”, dos Censurados, assinando a letra e emprestando a voz a “Estou Agarrado A Ti”.
O ano seguinte fica marcado por um conjunto de concertos por todo o país, quer a solo, quer com o Gang, destacando-se os Concertos do São Luiz, de 4 e 5 de Novembro, que viriam a ser transmitidos, mais tarde, pela RTP.
No ano seguinte, continuou a dar espectáculos por todo o país, passando também pelo Casino do Estoril, onde deu “Concertos Íntimos”, contando com a produção musical de Pedro Osório. Participou também, como pianista convidado, no “unplugged” dos Xutos & Pontapés, na Antena 3 e, foi letrista, compositor e músico em “Espanta Espíritos”, um álbum em que participaram vários nomes da música portuguesa e que contou com a produção de Manuel Faria, um ex-Trovante. Entretanto, nasceu Francisco, o seu segundo filho.
Em 1996, Jorge Palma aceitou o convite para integrar os “Rio Grande” juntando-se assim a Tim (Xutos & Pontapés), João Gil (Ala dos Namorados), Rui Veloso e Vitorino, podendo considerar-se como um trabalho de regresso à música tradicional portuguesa, que acabou por resultar num grande êxito comercial. Nesse mesmo ano, musicou poemas de Regina Guimarães para “Lux in Tenebris”, peça da juventude de Brecht levada à cena pela Companhia de Teatro de Braga e também participou no espectáculo “Filhos de Rimbaud”, em colaboração com Sérgio Godinho, João Peste, Rui Reininho e Al Berto. Participa também no álbum “As Canções de João Lóio” e vê ser recriado “Frágil”, por André Sardet, em “Imagens”, o seu álbum de estreia. É também em 1996, que a EMI - Valentim de Carvalho lança a compilação “Deixa-me Rir”, dentro da Colecção Caravela, que engloba alguns temas dos álbuns “Asas e Penas”, “Lado Errado da Noite” e “Quarto Minguante”.
No ano seguinte - 1997 - para além dos habituais concertos, participa em alguns trabalhos, como é o caso de “Todo Este Céu”, de Né Ladeiras, onde são revisitados temas de Fausto Bordalo Dias, e também no álbum “Voz e Guitarra”, um trabalho notável, produzido por Manuel Paulo Felgueiras (da Ala dos Namorados), que juntou um leque enorme de artistas, que escolheram os temas e recriaram-nos apenas com voz e guitarra. Esse mesmo ano é ainda marcado pelo lançamento do segundo álbum dos “Rio Grande” - Dia de Concerto - desta feita um álbum ao vivo (resultante de um duplo concerto dado no Coliseu dos Recreios). Uma grande mais valia para este disco é a estreia de um tema até aí inédito de Jorge Palma - “Quem És Tu De Novo”.
Em 1998, Jorge Palma teve um ano cheio de trabalho. Foram muitos os concertos que deu pelo País, tendo estado nas Queimas das Fitas de Lisboa e Porto e participado no “Festival Outono em Lisboa”, destacando-se também a sua participação em concertos na Expo 98, como, por exemplo, no Concerto de Solidariedade para com a Guiné Bissau, para além de um, em nome próprio, e de outro, como convidado de Amélia Muge, englobado num projecto inédito - “E as vozes embarcam” - que juntou os dois cantores e o grupo búlgaro Pirin Folk Ensemble. 1998 fica também marcado por ter sido o director musical do espectáculo “Aos Que Nasceram Depois de Nós”, que percorreu todo o país, numa co-produção dos Artistas Unidos e da Companhia de Teatro de Braga, baseado em textos de Bertold Brecht, musicados por Kurt Weill, Hans Eisler, pelo próprio Brecht e, no tema “Do Pobre B.B.”, por Jorge Palma. Do elenco deste espectáculo, para além de Jorge Palma, fez também parte a actriz Lia Gama, entre muitos outros.
O ano de 1999 foi marcado por vários concertos, e também, por algumas participações em programas televisivos, para além do seu brilhante contributo no álbum de Tributo aos Xutos & Pontapés - “XX Anos XX Bandas” - tendo (re)interpretado, acompanhado pela guitarra de Flak, o tema “Nesta Cidade”, com letra de João Gentil (um poeta de Lisboa, que acompanhava Jorge Palma, quando este tocava na rua). Participou também no álbum “Tatuagem”, de Mafalda Veiga, num dueto - “Tatuagens” - que veio a ser o single do trabalho e teve a oportunidade de, na companhia de Fernando Tordo, visitar Timor Leste.
Em 2000, Jorge Palma voltou a percorrer o País, dando vários concertos, tendo a Universal lançado a colectânea “Dá-me Lume”, que reunia canções dos álbuns “Bairro do Amor” e “Só”, e se assumiu como um enorme êxito comercial, ultrapassando as trinta mil unidades vendidas, o que lhe permitiu, durante semanas a fio, ocupar os primeiros lugares do top nacional de vendas. O sucesso deste álbum levou a que a data do novo de álbum originais, entretanto gravado, fosse sendo adiada, pois o lançamento marcado para Outubro, foi adiado para Dezembro, e depois para 2001. Ainda em 2000, Jorge Palma participa no álbum de tributo a Rui Veloso, juntamente com Flak, (re)interpretando “Afurada”, para além de ter emprestado a sua voz a “Laura”, canção pertencente à banda sonora do telefilme “A Noiva”.
2001 foi marcado pelo lançamento de “Jorge Palma”, o seu novo álbum de originais, depois de constantes adiamentos. O álbum alcançou um enorme êxito, junto de críticos e junto do público, pois, logo na primeira semana, atingiu o terceiro lugar do top nacional de vendas e o disco de prata. Meses antes foi reeditado o álbum “Acto Contínuo”, que ainda não existia em formato cd, para além de Jorge Palma ter dado inúmeros concertos por todo o País – destacando-se aquele que abriu o terceiro dia do festival Sudoeste, para além da estreia nos coliseus de Lisboa e do Porto, em Novembro - e ter escrito um tema para “Mau Feitio”, o novo trabalho discográfico de Paulo Gonzo, dando também a voz a “Diz-me Tudo”, tema de abertura da telenovela “Ganância”, e o piano, a “Fome (nesse sempre)”, tema de estreia dos Toranja.
Em 2002, Jorge Palma venceu o prémio José Afonso – pelo seu disco “Jorge Palma” – e foi nomeado para os Globos de Ouro, nas categorias de melhor intérprete individual e melhor música. Destaca-se também os três concertos acústicos que deu, em Junho, no Teatro Villaret, acompanhado pelo filho Vicente, e que foram editados num cd duplo, lançado em Setembro, com o título “No Tempo dos Assassinos”, em que são revisitados trinta e três temas da sua vasta obra. O disco está a ser um enorme sucesso. Em Novembro será reeditado “Qualquer Coisa Pá Música”, o seu terceiro álbum de originais e até ao final do ano deverá ser lançado mais um disco com o Rio Grande, que com a saída de Vitorino, passam a designar-se como “Cabeças no Ar”.
No ano de 2004 rumou a norte para gravar nos estúdios de Mário Barreiros o disco Norte com alguns músicos que o acompanharam na digressão que correu o país nos concertos com banda, que se viria a intitular de Demitidos.
Neste período de tempo, até 2007, Jorge Palma colaborou com outros músicos  nas suas edições discográficas, tais como, Janita Salomé, Ala dos Namorados, Brigada Victor Jara, Couple Coffee e Sylvie C.
Em 2007 volta a estúdio para gravar com o seu amigo de estrada Flak e os Demitidos o álbum Voo Nocturno, que viria a ser um extraordinário sucesso muito por “culpa” do single Encosta-te a Mim. Os dois anos seguinte foram marcados pelos inúmeros concertos a solo e com banda, tendo por permeio um concerto único de Jorge Palma com o Quarteto Lacerda, no Centro Cultural de Belém, denominado de Carta Branca a Jorge Palma”, onde muitos tiveram a oportunidade de ver/ouvir o músico integrado num formato clássico, com arranjos das suas canções para quarteto de cordas elaborados pelo próprio d A digressão Voo Nocturno, culminou com uma série de concertos nos Coliseus de Lisboa e Porto, a partir de onde foi extraído o primeiro dvd da carreira de Jorge Palma: Voo Nocturno ao Vivo.
Em Janeiro de 2010, foi lançado o single “Tudo Por Um Beijo” integrado na banda sonora do filme “A Bela e o Paparazzi” de António Pedro Vasconcelos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:41
link do post | comentar | favorito
|

Comissão Europeia obriga Sócrates a aceitar o PEC IV: vai crescer a comparticipação financeira dos utentes

 

Por: Ramiro Marques

 

O ministro da economia nega mas ele e o querido líder vão ter de aceitar o Pec IV: vem aí a liberalização dos despedimentos, aumentos brutais nos transportes públicos e o aumento da comparticipação dos particulares na Saúde e na Educação.

 

Com as taxas de juro da dívida pública a atingirem os 7,4% e as previsões da Comissão Europeia para 2011 a indicarem que o taxa de desemprego atingirá os 11%, o défice será de 4,8% e o PIB diminuirá 1%, o Governo socialista não tem alternativa senão vergar-se ao diktat da Alemanha e da França, acabando por aceitar a intervenção do FMI e do Fundo Europeu de Estabilização Financeira.

 

Qualquer economista mediano percebe que é melhor para o País contrair dívida ao FMI e ao FEEF a 5,6%, como a Irlanda, a ter de pagar os juros a 7,4% aos credores internacionais.

 

Mas José Sócrates não quer admitir o falhanço completo dos seus seis anos de governação. Mas vai ter de admitir. E terá de executar fielmente as medidas impostas pelo FMI. A alternativa será a bancarrota total e completa do Estado.

 

Bem pode Sócrates fingir que é o paladino do ensino e da saúde gratuitas. Não terá outro remédio senão reformar de cima a baixo o sistema de saúde e o sistema de educação, obrigando os particulares a aumentar a comparticipação financeira directa na despesa com a frequência da escola e no acesso aos cuidados de saúde.


Na Saúde, já está a acontecer mas o que aí vem mudará completamente a natureza do serviço nacional de saúde.


Na Educação, está a começar. O Governo atacou primeiro os colégios privados, sobretudo os católicos, mas o que aí vem mudará completamente a natureza do serviço público de educação.

 

E sempre que os socialistas disserem que são os paladinos da educação e da saúde gratuitas, os portugueses saberão que eles estão a mentir



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:27
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - CANTO TRADICIONAL


publicado por Noticias do Ribatejo às 09:26
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010
O 1º Congresso Distrital do PSD de Santarém está em marcha.


 Agenda das Sessões Concelhias para 30 de Novembro (terça-feira), a partir das 21 horas:

 

30 Novembro 2010 - Terça-feira

30 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD-Abrantes (Sede PSD)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD

30 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD-Benavente

(Auditório do Palácio do Infantado - em Samora Correia)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD

30 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD -V.N. Barquinha (Sede PSD)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:32
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - COMÉDIA MUSICAL “ENCALHADAS!” NO CENTRO CULTURAL DO CARTAXO

As angústias e os prazeres femininos são satirizados nesta peça apresentada no Cartaxo no dia 11 de Dezembro
 
Helena Isabel, Maria João Abreu e Rita Salema vão trazer ao Cartaxo uma sátira sobre as angústias e os prazeres de mulheres de diferentes classes sociais que, em determinada altura das suas vidas, se encontram sós, privadas de amor, carinho e sexo.
 
A comédia musical “Encalhadas!” – de Miriam Palma e Isabel Sicsci, com adaptação de Ana Bola – sobe ao palco do Centro Cultural do Cartaxo no dia 11 de Dezembro, às 21h30, depois da estreia em Junho deste ano.
 
Aparentemente, estas três mulheres convivem bem com o problema da solidão, mas ao longo do espectáculo vamo-nos apercebendo que não é verdade. Todas as situações são apresentadas em forma de quadros bem-humorados: na academia de ginástica; no cabeleireiro; na sex-shop; etc; até que descobrem que possuem também em comum o mesmo homem, Ernesto, marido de Cristina, amante de Graça e reprodutor do filho de Cecília.
 
A primeira encalhada, Cecília, é solteirona convicta. Tem muitos namorados, mas não se consegue fixar em nenhum, colocando defeitos insuperáveis em todos. Cristina encontra-se casada no início do espectáculo, mas não menos só. O seu marido, um empresário de sucesso, viaja muito e não lhe dá atenção. A última encalhada, Graça, é maquilhadora e vendedora de produtos eróticos. O seu grande sonho é casar-se, mas por questões do destino só se envolve com homens comprometidos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:30
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - JOSÉ RAPOSO CONVIDA MARCO CHAGAS PARA CONVERSAR NO CCC

O ciclista que mais vitórias conquistou na Volta a Portugal em Bicicleta senta-se à conversa no bar do CCC no dia 26 de Dezembro.
 
Para a tertúlia do mês de Dezembro do Centro Cultural do Cartaxo, José Raposo convidou um conhecido “filho da terra”, que fez carreira no desporto, tendo-se tornado num dos maiores ciclistas do panorama português.
 
Marco Chagas é o protagonista da rubrica “José Raposo Convida”, com lugar no dia 26 de Dezembro – uma iniciativa que todos os últimos domingos de cada mês gera um momento informal de conversa, no bar do CCC.
 
Todos conhecem o pontevelense de carácter simples e modesto que se tornou num dos maiores desportistas portugueses de sempre. Seguindo as pisadas de grandes vultos do ciclismo nacional nascidos no Cartaxo – José Maria Nicolau e Alfredo Trindade –, este homem honrou uma das grandes tradições da região, vencendo a Volta a Portugal em bicicleta quatro vezes, nos anos de 1982, 1983, 1985 e 1986, sendo o ciclista com mais vitórias na competição.
 
Marco Chagas foi também director desportivo de algumas equipas profissionais, sendo actualmente comentador televisivo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:26
link do post | comentar | favorito
|

OUREM - A Comunicação nos Municípios Portugueses

No passado dia 23 de Novembro realizou-se no Salão Nobre do Centro de Negócios da Cidade de Ourém o Seminário Comunicação Pública e Networking Autárquico.

 

Não é novidade afirmar que a internet revolucionou a forma como comunicamos.

A partilha e pesquisa de informação são cada vez mais exigentes e à velocidade de milésimos de segundo sabemos o que se passa no outro lado do mundo.

Um dos actuais fenómenos foi o facto de assistirmos ao aparecimento de repórteres e comentadores nas redes sociais e se o mundo não estiver atento ao que dizem, os “amigos”, fazem o favor de passar a mensagem e desta forma “alastrar” imagens, opiniões e comentários.

Durante o seminário Comunicação Pública e Networking Autárquico, foram debatidas as oportunidades e desafios dos Municípios, na vertente de comunicação, tendo sido inclusive, no decorrer do mesmo, apresentado o resultado do Estudo “A Comunicação nos Municípios Portugueses” que revelou que na amostra analisada 100% dos Municípios possui página da Internet, que 97% continua a investir em publicidade nos Jornais Locais e que 96% dos municípios já está presente no Facebook.

O Seminário teve uma forte participação com 25 municípios representados e com a presença de oradores de referência na área do Vinho, nomeadamente João Geirinhas, André Ribeirinho e Maria João de Almeida.

O acolhimento foi da responsabilidade do Município de Ourém que no final presenteou os participantes com uma prova de Vinho Medieval de Ourém e algumas iguarias locais.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:57
link do post | comentar | favorito
|

Abrantes: Fundo documental da Casa dos Marqueses de Abrantes

Fundo documental da Casa dos Marqueses de Abrantes
 
O espólio documental da casa dos marqueses de Abrantes foi formalmente depositado no Arquivo Municipal Eduardo Campos, após a assinatura de um protocolo entre a Câmara Municipal e o actual marquês de Abrantes, José de Lencastre e Távora.
A assinatura do protocolo realizou-se no dia 26 de Novembro, no encerramento das Jornadas de História Local, na Biblioteca Municipal António Botto.
O espólio contém uma vasta documentação que vai desde o século XV a finais do século XX, tratando de vários assuntos. São documentos referentes a bens da casa de Abrantes; estudos inéditos; geneologias; inéditos literários; atribuições de títulos; documentos referentes a assuntos militares; documentos reais (originais e cópias), com destaque para documentos escritos por D. Miguel I; cópia em Latim do Foral de Abrantes; documentos referentes às igrejas de Abrantes; cópia do contrato celebrado entre a Rainha D. Maria II e a armada Britânica, entre outros.
A Presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, agradeceu à família por disponibilizar este espólio à comunidade abrantina e sublinhou a importância da documentação para os historiadores locais.
José de Lencastre e Távora regozijou-se pelo facto do espólio da família passar a estar à guarda do Arquivo Municipal de Abrantes salientando o facto de ficar “preservado” e de estar à disposição dos investigadores e da comunidade.
 

 
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:55
link do post | comentar | favorito
|

FERREIRA DO ZEZERE - Espectáculo Adiado para dia 22 de Janeiro

O Teatro Musical – “Beatriz Costa…Uma Mulher Admirável!”, agendado para o passado sábado, dia 27 de Novembro, foi cancelado em cima da hora, devido a um problema de saúde grave com um dos actores da companhia Veto -Teatro Oficina, tendo o actor sido internado no Hospital de Santarém.
 
A Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere informa que o espectáculo fica assim adiado para dia 22 de Janeiro, à mesma hora, 21h30, e no mesmo local, ou seja, no Cine Teatro Ivone Silva, em Ferreira do Zêzere.
 
As reservas para esta sessão continuam disponíveis no Posto de Turismo de Ferreira do Zêzere. Quem não teve possibilidade de adquirir os bilhetes para o espectáculo do passado sábado, terá agora mais tempo para os comprar. O valor do bilhete é de 4,00€.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:54
link do post | comentar | favorito
|

ALMEIRIM - ÁGUAS DO RIBATEJO investe mais de quatro milhões de Euros em Almeirim e Alpiarça

ETAR e sistemas de saneamento e abastecimento de água entram em funcionamento em Janeiro de 2011. As obras dos sistemas de abastecimento de água e saneamento nos municípios de Almeirim e Alpiarça, avaliadas em mais de quatro milhões de Euros estão praticamente concluídas e os novos equipamentos e infra-estruturas entram em funcionamento no início de 2011. O anúncio foi feito pelo director-geral da empresa, José António Moura de Campos num seminário realizado no dia 26 de Novembro em Almeirim. O responsável da empresa falava perante dezenas de alunos das Universidades Seniores de Almeirim e Alpiarça num encontro que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, Mário Pereira e do vereador José Carlos Silva do município almeirinense. A nova ETAR Almeirim/Alpiarça está equipada com os mais modernos sistemas de tratamento de águas residuais. A obra realizada pela empresa Oliveiras SA, nos últimos nove meses, inclui as estações elevatórias de Alpiarça e Casal dos Gagos; Fazendas de Almeirim, Frade de Cima e Frade de Baixo e o emissário e sistema elevatório da Zona Industrial de Alpiarça. A intervenção global custou cerca de 3 milhões de euros e está programada para servir uma população de 25732 habitantes nos concelhos de Almeirim e Alpiarça. Com a entrada em funcionamento da ETAR, os “esgotos” deixam de ser lançados para as linhas de água sem tratamento com uma melhoria significativa do ambiente e da qualidade de vida das populações.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:06
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - 74.º ANIVERSÁRIO DOS BOMBEIROS MUNICIPAIS DO CARTAXO

Comandante dos Bombeiros apela à concretização de “um modelo organizativo que maximize o socorro e diminua os custos”
 
Bombeiros homenageados pela Liga dos Bombeiros Portugueses durante a cerimónia oficial
 
Comandante Mário Silvestre eleito pela corporação como Bombeiro do Ano
 
 
Os Bombeiros Municipais do Cartaxo comemoraram no dia 27 de Novembro o seu 74.º aniversário. As comemorações envolveram uma cerimónia oficial, na qual foram homenageados e condecorados Bombeiros da corporação, a completar as cerimónias a Fanfarra desfilou pelas ruas da cidade, e teve lugar um desfile apeado do corpo de Bombeiros, um desfile de viaturas pelas ruas da cidade e um almoço de convívio.
 
O Presidente da Câmara, Paulo Caldas, que presidiu às comemorações, elogiou o trabalho dos elementos da corporação afirmando que “não esquecendo todos os que ao longo destas décadas contribuíram para a força crescente da corporação – dos políticos eleitos em vários mandatos, passando pela população que sempre deu o seu contributo, até às famílias de todos os bombeiros e bombeiras que os sabem apoiar – tenho de afirmar que a construção do que hoje esta corporação representa, se deve a cada um de vós – são vocês que permitem que durmamos descansados”, acrescentando que “todo e qualquer cêntimo investido nesta corporação é um cêntimo investido na segurança e no bem-estar dos nossos concidadãos. Não são cêntimos gastos, são cêntimos ganhos”.
 
Na passagem de mais um aniversário, o comandante dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, Mário Silvestre, foi eleito pelos elementos da corporação como o Bombeiro do Ano – prémio instituído há quatro anos -, que recebeu com visível emoção e surpresa.
 
Mário Silvestre referiu que é importante “recordar os feitos e as vivências passadas, mas também é altura de perspectivar o futuro e de estabelecer objectivos que nos permitam crescer, tanto a nível interno como em termos de notoriedade para o exterior”, acrescentando que “não basta o nosso reconhecimento em conversas de ocasião, o que necessitamos é da materialização da nossa condição de pilar essencial do sistema”.
 
Fazendo uma analogia em relação ao corpo humano, Mário Silvestre considerou que os Bombeiros “são a coluna vertebral de todo o sistema, os órgãos vitais e os membros de um corpo que, como é óbvio, também tem outros constituintes”. E a propósito da importância da sua acção e das políticas nacionais, o comandante defendeu que “o sistema de Protecção Civil em Portugal necessita de um estudo profundo, que estabeleça definitivamente uma linha de conduta para o futuro”.
 
“Num país que atravessa uma crise sem precedentes, em que se fala constantemente em cortes de despesa, parece não existir a capacidade ou a vontade para, de uma vez por todas, encontrar um modelo organizativo que maximize o socorro e diminua custos”, afirmou Mário Silvestre.
 
Em relação à atribuição de novas viaturas a corporações de Bombeiros, Mário Silvestre lançou ainda o repto para que “se efectuem as devidas análises e se estabeleçam rácios de eficiência entre o investimento e a capacidade operacional. Que esta avaliação estabeleça um ranking e que o financiamento do Estado seja indexado ao posicionamento que os corpos de Bombeiros detêm no mesmo”.
 
Considerando os incêndios florestais um dos mais graves flagelos nacionais, Mário Silvestre defende que “a palavra de ordem para este e outros problemas é a prevenção, contudo, gostaria que se pensasse em encontrar o ponto de equilíbrio entre prevenção e combate, ou seja, até onde é que se deve investir em prevenção e a partir de que ponto é mais rentável e viável investir em combate”, reforçou.
 
Formação é uma das principais apostas dos Bombeiros do Cartaxo
A pensar na valorização dos seus recursos humanos, os Bombeiros Municipais estão envolvidos na 2.ª edição de um Curso CEF para Bombeiros – com 12 elementos, que garante a equivalência ao 9.º ano e um certificado de aptidão profissional – e, pela primeira vez, na realização de um curso de técnicos de Protecção Civil de nível 3, que conta com 24 elementos.
 
Estes cursos decorrem com parceiras estabelecidas com a EB 2,3 de Pontével e a Escola Secundária do Cartaxo.
 
A pensar ainda na formação e na dinamização das camadas mais jovens, a corporação vai abrir durante o mês de Janeiro uma escolinha de infantes e cadetes, para jovens com idades entre os 10 e os 17 anos (ver caixa).
 
BOMBEIROS MUNICIPAIS DO CARTAXO APOSTAM NA CRIAÇÃO DE UMA ESCOLA DE CADETES E INFANTES
Os jovens com idades entre os 10 e 17 anos já podem efectuar a sua inscrição junto da corporação
 
Plano de formação tem como base a componente cívica e os procedimentos básicos de emergência e socorro
 
Além do contributo para criar uma maior cultura de segurança no Município, este projecto pretende também “incutir o bichinho do bombeiro” nos mais jovens
 
Os Bombeiros Municipais do Cartaxo estão a criar uma Escola de Cadetes e Infantes, com base num plano de formação que, além das actividades de sensibilização para a emergência e socorro, seja “uma mais-valia em termos cívicos”, afirmou Mário Silvestre, comandante da corporação.
 
“Nós já fazemos recrutamento de jovens ao nível da fanfarra – neste momento temos cerca de 30 miúdos na fanfarra, com idades compreendidas entre os 5 e os 17 anos – mas notamos que muitos deles demonstram mais interesse pelo próprio ambiente do quartel do que pela música. Eles têm muita predisposição para os bombeiros”, constatou o comandante.
 
Foi para dar resposta a esse interesse e “incutir o bichinho dos bombeiros” noutros jovens, que surgiu este novo projecto dos Bombeiros do Cartaxo. O universo de recrutamento situa-se entre os 10 e os 17 anos de idade e os interessados têm apenas que contactar a corporação e efectuar a sua inscrição. “Se tudo correr bem, a Escola começará a funcionar em Janeiro do próximo ano”, avançou Mário Silvestre.
 
Enquanto os voluntários com mais de 18 anos ingressam na carreira de bombeiro, fazendo serviço operacional, o programa de formação dos cadetes e infantes “irá sempre ter como base a componente de formação cívica, depois, irá envolver a sensibilização para os primeiros socorros, combate a incêndios, utilização de extintores, segurança rodoviária, procedimentos básicos em termos de actuação do sistema de socorro em Portugal, entre outras áreas”, explicou o comandante.
 
O programa será complementado com visitas ao exterior do quartel, como por exemplo, ao CDOS – Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém, com o contacto com os meios aéreos na altura dos fogos florestais, assim como com assistir a actividades de socorro a náufragos no Tejo, entre outras meramente lúdicas, que visam reforçar o espírito de corpo e criar uma relação saudável entre as crianças/adolescentes.
 
“Os miúdos que ingressarem na escola vão receber um fato-macaco, boné e cinturão. Vamos identificá-los à partida com a causa dos bombeiros. A partir daí, será desenvolvido um conjunto de actividades de formação, sempre dentro da perspectiva da emergência, do socorro e do modelo cívico”, acrescentou Mário Silvestre, reforçando que “o objectivo é fazer com que os pais tenham um local onde deixar os filhos, junto de alguém que se responsabiliza por eles e que os vai acompanhar num processo formativo”.
 
Para o comandante dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, este projecto irá contribuir para “criar uma maior cultura de segurança no município, porque a melhor maneira de o fazer é através das crianças. Vamos fazer com que elas sejam também o porta-voz junto da comunidade. E nós temos gratas experiências junto das escolas, pelo trabalho que temos vindo a realizar no âmbito dos planos de emergência”.
 
Ao mesmo tempo, a corporação pretende fomentar uma dinâmica para formar e recrutar bombeiros para o futuro. “Se isto resultar na disponibilidade destes jovens para mais tarde ingressarem na corporação como bombeiros, tanto melhor. Não deixa de haver aqui um objectivo nosso de tentar começar a formar, desde tenra idade, recursos humanos que, eventualmente, nos poderão servir no futuro enquanto bombeiros desta casa”, afirmou Mário Silvestre.
 
 
 
BOMBEIROS HOMENAGEADOS
Medalhas atribuídas pela Liga dos Bombeiros Portugueses
 
Medalha de Assiduidade Grau Cobre, por cinco anos de bons e efectivos serviços
Dominico Bruno Domingues Lage (Bombeiro de 3.ª classe)
Fábio Alexandre Salvador Caria (Bombeiro de 3.ª classe)
Ana Rita Sacramento Mendes (Bombeiro de 3.ª classe)
Jorge Manuel Trindade Cordeiro (Bombeiro de 3ª classe)
Tiago Luis Barata (Bombeiro de 3.ª classe)
Ângela Cristina Martins Vaz (Bombeiro de 3.ª classe)
 
Medalha de Assiduidade Grau Prata, por 10 anos de bons e efectivos serviços
António Joaquim Melo Catarino (Bombeiro de 3.ª classe)
 
Medalha de Assiduidade Grau Ouro, por 15 anos de bons e efectivos serviços
Vítor Manuel Figueiredo dos Reis (Adjunto de Comando)
Paulo Alexandre Ricardo Pêgo (Bombeiro de 3.ª classe)
 
Medalha de Assiduidade Grau Ouro, por 20 anos de bons e efectivos serviços
Paulo Jorge da Silva Nunes (Bombeiro de 3.ª classe)
 
Medalha de Dedicação, por 25 anos de bons e efectivos serviços
Francisco Manuel Calção Alves (Bombeiro de 3.ª classe)
 
 
 
 
 
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO - FESTIVAL MUCO – ENCONTROS DE MÚSICA URBANA DO CARTAXO

Nos dias 3 e 4 de Dezembro, o Centro Cultural do Cartaxo torna-se espaço privilegiado de difusão da música contemporânea feita em Portugal
 
A música urbana vai invadir o Centro Cultural do Cartaxo (CCC) nos dias 3 e 4 de Dezembro. O Festival Muco – Encontros de Música Urbana do Cartaxo pretende ser um espaço de difusão da música contemporânea feita em Portugal, sem olhar a determinado estilo ou subgénero.
 
Este evento pretende ser um contributo para contrariar as lógicas dominantes que impedem os projectos mais inovadores de chegar a novos públicos urbanos e que criam barreiras à descoberta de músicos e músicas do panorama musical português. O Festival Muco vem assim dar espaço à apresentação de projectos musicais, ao longo de dois dias, com encontros, num ambiente único de envolvimento e proximidade.
 
Seis concertos, um showcase, um workshop, uma conferência e três Dj sets completam a programação deste festival, que pretende dar a conhecer por dentro a criação musical contemporânea através de acções abertas à participação do público, estabelecendo relações de proximidade com a massa artística.
 
No Festival Muco estarão presentes músicos como Sei Miguel, Tiago Sousa, Black Bombaim, Coclea (com Gabriel Ferrandini), Calhau!, Big Bold Black Bone ou DJ Afonso Macedo vs. VJ Receyecler, que prometem vir refrescar o panorama musical português.
 
O workshop de circuit-bending será seguido de showcase, por Kanukanakina, e a conferência sobre músicas urbanas vai contar com a presença de Rui Eduardo Paes.
 
PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL MUCO
 
 3 DEZEMBRO 6.FEIRA

 

 22h
SEI MIGUEL
SM . trompete, escrita e direção
Fala Mariam . trombone alto
Pedro Gomes . guitarras
César Burago . percussões

Nasceu em Paris, viveu no Brasil até assentar em Portugal nos anos 80. Em tempos, Dan Warburton da revista Wire, atribuiu a Sei Miguel o título de “portuguese new music's best kept secret”, no entanto, a sua experiência é extensa: ex-Moeda noise, colaborador dos No Noise Reduction e dos Pop Dell’Arte. É capa do Blitz e é nomeado para os “Setes de Outro”. Na década seguinte edita The Portuguese Man of War, Showtime e Token que lhe continuam a render os mais rasgados elogios.
Em 2006 é editado “Tone gardens” pela editora Creative Sources e recebe nota máxima no jornal Público.
Após largos anos confinado a ser celebrado principalmente em circuitos de músicos e do jornalismo especializado, começa finalmente a receber os créditos devidos de forma mais generalizada pelo seu ímpar trabalho, tanto na  imprensa nacional como internacional, a que não é alheia a crescente maturação e refinamento da sua música, bem como o suporte da editora Clean Feed, que acaba de lançar ‘Esfíngico – Suite For a Jazz Combo',

+ INFO   VIDEO  |  MYSPACE  | ENTREVISTA

 

23h
COCLEA
Guilherme Gonçalves . guitarra, electrónicas
Gabriel Ferrandini . bateria, percussão

Coclea, o projecto de Guilherme Gonçalves, é uma das grandes surpresas do Indie com o seu 1º disco "To those who made it here, we bid thee welcome"  editado na Searching Records, revela aqui uma exploração muito eficaz e acutilante das sonoridades sónicas e psicadélicas contemporâneas.
Esteticamente, as três peças disponíveis no MySpace, construídas em guitarra eléctrica, evocam a austeridade de um Loren Connors mais abusador da distorção e com grande enfase no psicadelismo . Mas, genéricamente  Coclea vai beber a quase tudo o que tenha a ver com isso, como o dub, o garage, o stoner, o gnawa…
Aqui faz-se acompanhar por Gabriel Ferrandini, um dos nossos mais prodigiosos bateristas da nova geração.

+ INFO   MYSPACE | MYSPACE |  VIDEO  | ENTREVISTA

 


24h
CALHAU
Alves Von Calhau . objectos . electrónicas
Marta Von Calhau . objectos . electrónicas

Marta Ângela e João Alves formam um dos duos mais inventivos e estapafúrdios que o Porto já alguma vez pariu. O marasmo em que a cidade vive transporta uma necessidade de destruição à qual eles não são alheios. Em “reequacionamento constante”, utilizam inúmeros nomes para se exprimirem, que “podem sempre ser refeitos ou reutilizados”, sem ordem qualquer. Todas essas identidades são diferentes ramificações de uma árvore genealógica comum iniciada por Calhau!.
Movimentam-se no seio da barafunda e todo o lixo que se lhes afigura pode ser reciclado. As ferramentas de trabalho vão do delay até aos filtros, dos samplers à electrónica modificada, passando por uma boneca que funciona melhor sem pilhas, ou ainda por gravações de campo, que são marco da passagem dos seus dias e, sobretudo, da sua relação. O resultado é uma paleta de sons quase indiscerníveis que convivem entre si livre e harmoniosamente. Aqui chamam-se Marta e Alves Von Calhauism. É tempo de os conhecermos, definitivamente.
Daniel Quintã, Radio Universidade do Minho

+ INFO   Erro! A referência da hiperligação não é válida. | MYSPACE |  VIDEO  | ENTREVISTA

 


01h
THE PROJECTIONIST´S NIGHTMARE
AFONSO MACEDO VS RECEYECLER
 
Entre o poema de Bryan Patten e a música de Deer, a Put Some... propõe uma viagem performativa ao mundo do “filme noir”.
Interpretada pela dupla Dj Afonso Macedo e Vj receyecler, o projecto aborda a dicotomia entre o belo da obra acabada e o pesadelo do processo criativo.

The Projectionist’s Nightmare
“This is the projectionist’s nightmare:
A bird finds it’s way into the cinema,
finds the beam, flies down it,
smashes into a scene depicting a garden,
a sunset, and two people being nice to each other.
Real blood, real intestines, slither down
the likeness of a tree.
‘This is no good,’ screams the audience,
‘This is not what we came to see.”
Brian Patten

+ INFO   MYSPACE | MYSPACE |  VIDEO 

 

 
 
4 DEZEMBRO SÁBADO

 

 

 

22h
TIAGO SOUSA
Tiago Sousa . piano, harmónico, teclado casio      

Em 2009, a editora Merzbau (uma das pioneiras no registo netlabel em Portugal, e casa que descobriu nomes como Lobster, B Fachada, Noiserv, Frango ou Walter Benjamin) chega ao fim com a sensação de dever cumprido. Tiago Sousa, entretanto, assume uma surpreendente carreira a solo, com os discos “Crepúsculo”, “Noite”, e “The Western Lands”. Supreendente, porque, apesar de assinalada abrangência estética que demonstrou enquanto editor, nada indiciava a direcção que a sua própria música tomava.
A sua música reflecte a referência de figuras de vulto na música erudita, assumindo, porém, um método criativo guiado pela intuição e pela espontaneidade. As emotivas e simples melodias que nesses discos desenhou, sobretudo ao piano, evocam não tanto a sua vivência desse notável caldeirão que é a música portuguesa facção indie dos últimos 5 anos, mas muito mais a descoberta de mestres da música moderna e contemporânea, como Erik Satie, Terry Riley, Robbie Basho, Federico Mompou, ou Olivier Messiaen. 

+ INFO   SITE | MYSPACE |  VIDEO | ARTIGO

 


23h
BIG BOLD BACK BONE
Sheldon Suter . bateria
Marco Von Orelli . trompete
Luis Lopes . guitarra
Travassos . electrónica analógica

Os BIG BOLD BLACK BONE nasceram do encontro entre o duo Suiço Lost Socks, e os Portugueses Luis Lopes e Travassos.
Todos os elementos deste invulgar quarteto electroacustico, têm um background rico na investigação do seu próprio som.. As extensas possibilidades das várias técnicas instrumentais forman um som novo e fresco - por vezes quase orquestral.
Os elementos acústicos em consonância com o poder eléctrico; a improvisação fria e metódica do norte da europe derrete com a energia do free jazz e do rock.
Tudo resulta numa musica carregada de tensão com a emergência da contemporaniedade e a consciência do passado.

+ INFO   MYSPACE LOST SOCKS  | http://www.myspace.com/luislopes09MYSPACE LUIS LOPES|  MYSPACE TRAVASSOS

 

 
 
24h
BLACK BOMBAIM
Ricardo . acid guitar
Tojo . bass driver
Senra - drum smusher

Black Bombaim, mestres desse psicadelismo excessivo a que decidiram chamar stoner-rock (...) editaram recentemente o homónimo e muito recomendável álbum de estreia: dispensam vocalista e concentram tudo numa descarga eléctrica mastodôntica. São os Black Sabbath em jam enquanto o Ozzy rói um morcego no bar, os Comets on Fire com rédea solta no estúdio onde os Blue Cheer gravaram "Outside Inside", são uma felicidade opiácea em volume acima do recomendável (e é assim que deve ser).
Mário Lopes, Ípsilon
...capazes de encapsular numa rodela de vinil tamanha descarga stoner e psicadélica. Do lado A ao lado B não há tempo para respirar. Há apenas tempo de apanhar os cacos de explosões inevitáveis; num mundo onde os Comets on Fire se aventuram em explorações intermináveis, em que Ron Asheton e os Stooges prolongam o caos para além da desordem final de “T.V. Eye”, em que o rock se liberta de décadas e décadas de espartilhos e convenções...
André Gomes, Bodyspace

+ INFO   MYSPACE  | VIDEO | ARTIGO

 

 

01h
JUST JAECKIN VS SONJA

«E Satanás não está sozinho; na sua comitiva, há uma feiticeira nua, de “ardentes olhos fosforescentes”, um homem de roupas apertadas e monóculo rachado, um gato preto de “proporções espantosas”».
Mikhail Bulgakov, The Master and Margarita

+ INFO   MYSPACE

 

 

03h
TRA$H CONVERTERS

A dupla Tra$h Converters (Miguel Sá e Fernando Fadigas), representa a faceta lúdica da editora Variz com insólitos DJ sets Electro-Space-Disco-Noise-Techno-Pop-Acid-House.
"(...) um DJ Set feito da heterogeneidade de estímulos da actualidade - a pop encontra o electro, o rock'n'roll desagua em house e a população une-se nas diferenças de uma batida comum." - Mário Lopes, Diário de Notícias.
" A dupla Trash Converters, Miguel Sá e Fernando Fadigas, (...) diverte-se a reciclar lixo pop através de sonoridades electrónicas saturadas e toda a gente balança."
Vitor Belanciano (Lisboa Bastarda) Y, Público.
+ INFO   MYSPACE  | VIDEO

 

 
 
4 DEZEMBRO SÁBADO

ACTIVIDADES PARALELAS

 

 

 

15h
WORKSHOP DE CIRCUIT BENDING + SHOWCASE
(COMO CONSTRUIR INSTRUMENTOS MUSICAIS ELECTRÓNICOS BARATOS)

Miguel Pipa (Kanukanakina)  
O circuit-bending é um tipo de arte electrónica que baseia os seus procedimentos no curto-circuito criativo de equipamento áudio. Esta forma de arte representa uma força catalisadora na exploração de material sonoro capaz de criar novas formas musicais a uma velocidade desconhecida.
Todos o podem fazer, não exige pré-requisitos técnicos ou um conhecimento profundo da área da electrónica.
Esta técnica é, sem dúvida, a forma mais simples de desenhar equipamento áudio.
O projecto musical de Miguel Pipa - Kanukanakina, desenvolvido a partir de instrumentos musicais construídos na lógica do circuit bending e outros criados a partir de materiais reutilizados ou resultantes de reinterpretações de objectos do quotidiano, num processo de fusão com os instrumentos electrónicos convencionais criando diferentes paisagens sonoras melódicas e experimentais.
 
+ INFO   MYSPACE  | VIDEO | FICHA DE INSCRIÇÃO

 

 
18h
CONFERÊNCIA SOBRE MÚSICAS URBANAS

Rui Eduardo Paes
Autor de vários livros sobre as músicas experimentais e improvisadas, sempre em relação com as demais artes e com temas da filosofia, da sociologia e da antropologia, Rui Eduardo Paes é o editor da revista , mantendo ainda um website pessoal com entrevistas, artigos e críticas de discos em Português, Inglês e Francês (). Foi um dos fundadores da Bolsa Ernesto de Sousa, a cujo júri pertence como representante da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, e integrou a Comissão de Apreciação dos Apoios Sustentados de 2005-2008 para a região de Lisboa e Vale do Tejo do Instituto das Artes - Ministério da Cultura português, como especialista na área da música. Pertence à direcção da Granular (), associação cultural sem fins lucrativos que tem como propósito promover o experimentalismo nas artes sonora e audiovisual portuguesa. Partilha com Carlos "Zíngaro" a curadoria da programação de concertos e eventos da Granular. O seu trabalho de divulgação musical inclui ainda a realização de conferências e seminários para músicos e público em geral e de acções didácticas para crianças e adolescentes.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:58
link do post | comentar | favorito
|

Actividade Operacional da GNR

 

 No Distrito de Santarém, zona de acção do Comando Territorial de Santarém, este Comando registou, entre outros, os seguintes dados na actividade operacional, desenvolvida durante o período de 22 a 28 de Novembro de 2010.

 Detenções:

 34 Indivíduos detidos pelos seguintes motivos:

Nove detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Oito detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Quatro detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Quatro detidas por se encontrarem em situação ilegal no país

Dois detidos por tentativa de passagem de nota falsa;

Dois detidos em flagrante delito por furto no interior de residência;

Dois detidos ao abrigo da Lei de saúde mental;

Um detido em flagrante delito por extorsão de dinheiro;

Um detido por violência doméstica;

Um detido por furto em estabelecimento comercial.

  Abrantes:

Dois detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Dois detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido em flagrante delito por extorsão de dinheiro;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Mação:

Dois detidos ao abrigo da Lei de saúde mental.

 Constância:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Coruche:

Três detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Dois detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Benavente:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Salvaterra de Magos:

Um detido por crime de violência doméstica.

 Santarém:

Quatro detidas por se encontrarem em situação ilegal no país;

Dois detidos por tentativa de passagem de nota falsa;

 

Dois detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Um detido por furto em estabelecimento comercial.

 Almeirim:

Um detido em cumprimento de mandado judicial.

 Cartaxo:

Um detido em flagrante delito por furto no interior de residência.

 Ferreira do Zêzere:

Dois detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Ourém:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Chamusca:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Vila Nova da Barquinha:

Um detido em flagrante delito por furto no interior de residência.

Golegã:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:54
link do post | comentar | favorito
|

ALPIARÇA - INVESTIMENTO DE 1,7 MILHÕES DE EUROS CRIA RESERVAS DE ABASTECIMENTO EM ALMEIRIM E ALPIARÇA

 

Na área do abastecimento de água, estão em fase de conclusão as obras nos sistemas de abastecimento de Alpiarça e Fazendas de Almeirim/Frade de Cima. A intervenção custou 1,7 milhões de euros e incluiu os novos reservatórios de Alpiarça, Casalinho, Fazendas de Almeirim e Paço dos Negros; os sistemas elevatórios e cerca de 20 km de conduta adutora.

A ÁGUAS DO RIBATEJO prevê que esta obra fique pronta até ao final de Dezembro, com excepção do reservatório de Paço dos Negros cuja conclusão está dependente do desvio de uma linha de energia eléctrica por parte da EDP, prevendo-se a conclusão da obra dois meses após a concretização do desvio.

Com estas intervenções será  possível garantir uma melhoria significativa na qualidade dos sistemas de abastecimento de água de Almeirim e Alpiarça.  O número de roturas será reduzido e a capacidade de reserva dos depósitos aumenta de forma significativa garantindo o abastecimento quando existem avarias ou anomalias no sistema.

As obras em fase de finalização nos municípios de Almeirim e Alpiarça inserem-se num plano de investimento de 131 milhões de euros que a ÁGUAS DO RIBATEJO prevê realizar nos sete municípios accionistas da empresa após a entrada de Torres Novas onde irão ser investidos 30 milhões de Euros. 

As intervenções em curso empregam mais de duas centenas de trabalhadores e estão a dar um contributo importante para o desenvolvimento económico das localidades onde decorrem os trabalhos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:50
link do post | comentar | favorito
|

RIO MAIOR - Programação do Cineteatro de Rio Maior para o mês de Dezembro

  
 “Up to Nine” ‐ Desbundixie
Data4 Dezembro
Hora21h30
GéneroMúsica Jazz e Dixie
Duração80 min.
ClassificaçãoM/5
Preço4 euros - Desconto de 20% para portadores dos Cartões RM Jovem e 65 e para crianças até aos 12 anos.
OrganizaçãoCMRM
DescriçãoDesbundixie é um projecto que tenta reviver o estilo jazzístico denominado de Dixieland, buscando inspiração nas sonoridades nascidas em New Orleans no princípio do séc. XX para os dias de hoje. É também uma viagem pela história do jazz e da sua génese, sendo uma vertente importante para a compreensão deste estilo. Este projecto apresenta temas escritos de época, orquestrados por estes músicos. Também apresenta alguns temas originais. Deste modo é feita uma abordagem ao estilo Dixieland, com uma linguagem específica da banda, marcada
pelo improviso e pela irreverência.
 
“UP 2 NINE”
A estrear com o lançamento do segundo álbum da banda, em Setembro. Conta com dois convidados especiais, a cantora MARIA JOÃO e o pianista FILIPE MELO.
Espectáculo de Palco com os 7 elementos da banda.

 
 
Recital de Natal “Sacrum Presepium”
Data11 Dezembro
Hora21h30
GéneroMúsica clássica, variante de música sacra
Duração75 minutos
ClassificaçãoM/4
Preço4 euros - Desconto de 20% para portadores dos Cartões RM Jovem e 65 e para crianças até aos 12 anos.
OrganizaçãoCMRM
DescriçãoPrograma do Concerto:
 
Explicação Oral, dada pelos músicos, sobre o Programa Sacro, a época, importância das obras para a História da Música e para a História da Cultura, bem como contextualização do programa a interpretar;
 
ABERTURA DE NATAL para Orquestra (Telemann (1681‐1767). Esta obra tem vários andamentos, todos eles relacionados com passagens bíblicas referentes à Natividade;
 
Interpretação das Dez Grandes Canções Universais de Natal: Gloria in Excelsis Deo; Deck the Halls; Hark the Herald Angels sing; Joy to the World; O Christmas Tree; Adestes Fidele;s O Holy Night (versão francesa Minuit Chrétien); Silent Night; Away in the Manger; Veni Emmanuel
 
Sinfonia Para o Santo Natal – G. Valentini (1681‐1753)
Allegro; Largo; Presto
 
Cantata Pastoral Para o Nascimento De Cristo, composta por Alessandro Scarlatti (1660 – 1725)
Sinfonia; Recitativo “Ó cidade de Belém”; Ária “Do Teu ventre nascerá uma estrela”; Recitativo “E Ele tomou forma de um homem”; Ária “Ele é o Autor de todo o Bem”; Recitativo “Ó, afortunados pastores”; Ária “Vocês que tiveram a sorte de o ver”
 
Anunciação do Anjo Gabriel – Ennio Morricone (1928 ‐)
 
Canções Tradicionais de Natal Portuguesas: Na Fria Lapinha; Vinde, adoremos nosso Senhor; Correi Pastorinhos; Noite Feliz, Noite de Amor; Feliz Natal (cantado juntamente com o público)

 
 
 
 Horário da Bilheteira:
Terça a Sexta: 14h00 às 18h00
Dias de Sessões de Cinema: 1h00 antes do início das sessões
Dias de Eventos/Espectáculos: 1h30 antes do início dos eventos
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:12
link do post | comentar | favorito
|

RIO MAIOR - CINEMA

 

 

 

Programação de Cinema no Cineteatro de Rio Maior para os dias 2 e 3 de Dezembro.

 O Aprendiz de Feiticeiro Data2 e 3 de Dezembro Hora21h30 Com Nicolas Cage, Jay Baruchel, Monica Bellucci, Alfred Molina, Teresa Palmer, Toby Kebbell GéneroAcção | Aventura ClassificaçãoM/12 Duração109 min. Preço3,5 Euros – Desconto de 20% para portadores dos cartões RM Jovem e 65 DescriçãoBalthazar Blake (Nicolas Cage) é um mestre feiticeiro, na moderna Manhattan dos dias de hoje, que tenta defender a cidade do seu inimigo Maxim Horvath (Alfred Molina). Balthazar não consegue fazê-lo sozinho e recruta Dave Stutler (Jay Baruchel), aparentemente um rapaz vulgar que demonstra um talento escondido. O feiticeiro oferece ao seu cúmplice involuntário um curso intensivo na arte e ciência da magia, e juntos, estes parceiros improváveis lutam para travar as forças das trevas. Será necessária toda a coragem que Dave conseguir reunir para sobreviver ao treino, salvar a cidade e conquistar o amor, à medida que se vai tornando "o aprendiz de feiticeiro". Horário da Bilheteira: Terça a Sexta: 14h00 às 18h00 Dias de Sessões de Cinema: 1h00 antes do início das sessões Dias de Eventos/Espectáculos: 1h30 antes do início dos eventos Mais informações em www.cineteatrorm.pt.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:10
link do post | comentar | favorito
|

ALCANENA - FÓRUM CARLOS CUNHA

 

Em Alcanena, no Cine-Teatro, Sábado dia 4 de Dezembro de 2010, a partir das14H30

Agenda: Discussão das moções sectoriais previstas de discutir no Congresso e suspensas pelo falecimento do ex-Presidente da Federação, EngºCarlos Cunha.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:05
link do post | comentar | favorito
|

E se o ME fosse substituído por uma ERE?

 

Por: Ramiro Marques

 

A pergunta não é meramente retórica. Nos EUA, o Ministério da Educação (Departament of Education) foi criado apenas no final da década de 70 pela Administração Carter. E são conhecidos os estudos que mostram a existência de uma relação entre a criação e expansão dos poderes do Department of Education e a erosão dos resultados escolares dos alunos norte-americanos.

 

Os períodos de maior crescimento económicos dos EUA coincidiram com fases anteriores à existência do Department of Education, ausência de padrões de desempenho nacionais e de regulamentos e normas federais para a Educação.

 

Durante centenas de anos, as escolas norte-americanas, bem como as escolas dos países da Escandinávia - que atingiram taxas de escolarização básica de 100% no início do século XX - , não precisaram de ministério da educação, de leis de bases do sistema educativo nem de normas e padrões nacionais de tipo curricular ou pedagógico.

 

Durante séculos, esses países cresceram e desenvolveram-se com redes de escolas autónomas, criadas, geridas e financiadas pelas comunidades locais sem interferência das burocracias centrais ou regionais.

 

As melhores escolas do Mundo - veja-se os casos do colégios internacionais em Portugal ou em qualquer outro país - não aceitam a dependência administrativa ou pedagógica dos ministérios da educação e perseguem um ideário pedagógico próprio, sem ajuda financeira do Estado e com orçamentos suportados apenas pelos alunos. Dessa forma, garantem independência e autonomia nos objectivos e procedimentos.

 

Os estudos confirmam que a dependência administrativa, curricular e pedagógica das escolas face às autoridades políticas e burocráticas centrais e regionais cria constrangimentos à melhoria da qualidade.

 

A solução para esses constrangimentos está no recuo ou mesmo na extinção do Ministério da Educação e a sua substituição por uma Entidade Reguladora da Educação, independente dos governos e paga pelas escolas que beneficiam da regulação.

 

O Estado contratualiza o serviço educativo a entidades com provas dadas no sector, aponta objectivos para serem atingidos no espaço de quatro anos e deixa as escolas escolherem os métodos, meios e procedimentos para os atingir.

 

Passados quatro anos, o Estado pede contas às escolas e os contratos são renovados ou denunciados consoante os resultados tenham sido atingidos ou não.

 

O custo padrão por aluno diminui drasticamente com a eliminação das estruturas burocráticas que, desta forma, perderiam a razão para existir. 

 

O recuo ou ausência das estruturas políticas e burocráticas do Ministério da Educação permitem às escolas prosseguirem o seu caminho em liberdade e com criatividade, sabendo, no entanto, que a prestação de contas se faz de quatro em quatro anos e que o contrato pode ser quebrado nos casos em que os objectivos não forem atingidos.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:18
link do post | comentar | favorito
|

PSD - O 1º Congresso Distrital do PSD de Santarém está em marcha.

 

 

Agenda das Sessões Concelhias para 29 de Novembro (segunda-feira), a partir das 21 horas:

 

29 Novembro 2010 - Segunda-feira

29 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD-Alpiarça

(Salão anexo ao Pavilhão do Águias de Alpiarça)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD

29 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD-Ferreira Zêzere (Sede PSD)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD

29 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD-Sardoal (Centro Cultural)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD

29 Novembro

21h

Congresso Distrital - Sessão Concelhia PSD-Tomar (Sede PSD)

Militantes e Convidados

Organização CPC+CPD-PSD

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:03
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM - Sobre o ‘desaparecimento’ da Segurança Social no distrito…

A Comissão Política Distrital do PSD de Santarém, reunida com todas as Comissões Políticas Concelhias, os Trabalhadores Sociais-Democratas e os Autarcas Sociais-Democratas, em 23 de Novembro, deliberou tornar público o seguinte COMUNICADO:

• Expressar a profunda preocupação pela situação económica e social do distrito de Santarém, designadamente em relação ao número crescente de pessoas desempregadas (inscritos e beneficiários de prestação social), com particular apreensão relativamente ao crescimento do desemprego jovem, sobretudo dos jovens com idade inferior a 25 anos; • A deterioração crescente da situação económica e social no distrito não se compadece com as recentes notícias que dão conta que a responsável máxima da Segurança Social continua a alhear-se dos problemas sociais do distrito - bem patentes na recente delegação de competências, na área social, para uma técnica dos serviços - quando são públicas e notórias as dificuldades que as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s) têm vindo progressivamente a registar e que se vão acentuar em 2011, devido ao aprofundamento da crise; • Face ao colapso financeiro que algumas IPSS’s podem vir a enfrentar, é urgente preparar respostas adequadas e atempadas, iniciado o levantamento urgente da real situação das IPSS’s e avançar com um Plano de Emergência de apoio às Instituições que dele necessitarem. O distrito e os cidadãos correm o risco de assistir ao encerramentos de algumas destas Instituições, pelo que importa antecipadamente preparar medidas extraordinárias que enfrentem a crise, pois as populações mais carenciadas não podem ficar abandonadas. É fundamental contar com uma Segurança Social activa, presente, responsável e colaborante que não pode baixar os braços e conformar-se; Ainda sobre a introdução de Portagens na A23… • Reiterar a sua repulsa pela introdução de portagens no troço da A23 que atravessa o conjunto de concelhos ao norte do distrito de Santarém; Esta via, no espaço entre a saída da A1 em Alcanena/Torres Novas e a proximidade de Abrantes/Mação, tem uma particularidade: ela, no território do distrito de Santarém, não tem associada uma concessão a um ente privado, não faz parte da concessão entregue à SCUTVIAS. A conservação e a manutenção desta via são feitas por intervenção directa da empresa Estradas de Portugal S.A.. • De acordo com o Plano Rodoviário Nacional a “A23 – Auto Estrada da Beira Interior” atravessa os distritos de Guarda, Castelo Branco, Portalegre e Santarém, ligando a Guarda (nó da A25) a Torres Novas (nó da A1). Esta auto-estrada, com uma extensão de 217 km, é a 3ª maior auto-estrada do país e é considerada estruturante na rede rodoviária portuguesa. Porém, de acordo com o contrato de concessão promovido pelo Governo, a sua exploração em regime de SCUT (sem custos para o utilizador), a SCUTVIAS – A23 liga Abrantes à Guarda em 178 km de auto-estrada; • Neste sentido, não há qualquer justificação técnica ou política que possa promover a introdução de portagens neste troço da A23 (que corresponde ao antigo IP6) porque só a partir da localização de Abrantes/Mação se inicia a concessão à empresa SCUTVIAS. Por isso, a extensão da cobrança de portagens ao troço da A23 que está sob administração da empresa Estradas de Portugal S.A. (garante da sua conservação e manutenção) constitui um exercício político inaceitável de introdução de portagens onde elas nunca estiveram previstas. Trata-se de um encaixe financeiro inaceitável e desigual no contexto nacional à conta dos cidadãos e das empresas locais! • Neste contexto, queremos saber onde estão o PS distrital, o Governo Civil de Santarém, o Dr. Jorge Lacão e alguns outros ribatejanos com assento no actual Governo? Ainda recentemente, aquando da sua candidatura á Federação Distrital de Santarém, o Dr. Paulo Fonseca produziu um conjunto de afirmações que corroboravam a posição distrital do PSD. Onde estão os socialistas do distrito que podem influenciar e convencer o Governo de que esta decisão sobre a A23 é injustificada, inqualificável e atentatória aos reais interesses das populações, das famílias e das autarquias?; • As empresas e os cidadãos estão confrontados com a ausência de alternativas. Neste caso é mesmo a não-existência de potencial de circulação entre os municípios abrangidos. Há troços de estradas nacionais, há partes de vias municipais, mas em nenhum dos casos há continuidade ou serviço que faça a ligação que hoje a A23 estabelece entre estes municípios; Santarém, 27 de Novembro de 2010 O Presidente (Vasco Cunha)



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


21

25
26
27
28
29
30


posts recentes

RECORDAÇÕES

"À espera"

TEMAS DE SAÚDE: Sustentab...

Sou alguém que não encon...

...

NERSANT em Marrocos a pro...

MASTODONTE no Teatro Sá d...

ATLETISMO DE PONTÉVEL REC...

FADO SOLIDÁRIO COM A CRUZ...

XXVIII TRAVESSIA DOS TEMP...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds