NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL - Editor e Responsável: António Centeio
2.5.11

Realiza-se na próxima terça-feira, dia 3 de Maio, pelas 21h30m, no Auditório do Instituto Português da Juventude (IPJ), na cidade de Santarém, mais uma Sessão Pública do 1º Congresso Distrital do PSD de Santarém que agora é dedicada ao tema “O ESTADO que temos: a sua expressão e a sua representação no distrito”.


Nesta sessão participam como oradores convidados:
 
·     João Correia (Advogado, Ex-Secretário de Estado da Justiça);
·     David Catarino (Ex-Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Presidente da Direcção do Pólo de Turismo Leiria-Fátima);
 

link do postPor Noticias do Ribatejo, às 09:28  comentar

1.5.11

Amanhã, dia 2, pelas 10 horas, Aldeia do Mato, Concelho de Abrantes, recebe o Ministro da Agricultura que visita os projectos apoiados no âmbito do Sub-Programa 3 – abordagem LEADER. Acompanha o ministro a Governadora Civil de Santarém, Sónia Sanfona.

«GI/GCS»

link do postPor Noticias do Ribatejo, às 18:10  comentar

MINISTRO DA AGRICULTURA VISITOU O CARTAXO NO ÂMBITO DA FESTA DO VINHO E DO 4.º ANIVERSÁRIO DA AMPV
 
§  No ano de 2010 a exportação de vinho aumentou 16% em termos de valor monetário transaccionado e 9% no que diz respeito à quantidade
 
§  AMPV distingue director da Revista de Vinhos e Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro com Prémios Prestígio
 
§  Dinamização e número de municípios associados da AMPV aumentam significativamente nos últimos quatro anos
 
 
O Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, António Serrano, visitou o Cartaxo no dia 30 de Abril, tendo marcado presença no 4.º aniversário da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) e numa visita à Festa do Vinho.
 
António Serrano presidiu à cerimónia do 4.º aniversário da AMPV, que decorreu no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, e no âmbito da qual foram entregues os Prémios Prestígio 2010 – Personalidade e Entidade do Vinho, que este ano distinguiram Luís Lopes, director da Revista de Vinhos, e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), respectivamente.
 
O director de redacção da Revista de Vinhos, António Falcão, recebeu o prémio em representação de Luís Lopes – que se encontra em trabalho no Brasil –, e frisou que esta homenagem é um sinal de motivação para continuarem a trabalhar. “A revista tem 22 anos e possui uma equipa coesa, com um grupo de provadores que trabalha há quase uma década. Tem granjeado uma credibilidade pouco comum em Portugal”, referiu.
 
O prémio atribuído à UTAD foi recebido pelo reitor Carlos Cerqueira, que afirmou sentir-se sensibilizado pela aposta da Universidade nas ciências agrárias, as quais “são e devem continuar a ser um apanágio da universidade”, defendeu o reitor, demonstrando satisfação por ver “a pujança do Douro associada também a esta universidade”.
 
Ministro da Agricultura destaca importância da afirmação dos vinhos portugueses no mercado internacional
 
António Serrano marcou presença na cerimónia de comemoração do 4.º aniversário da AMPV e destacou as melhorias que têm vindo a ser sentidas no sector da agricultura, em particular no do vinho. “Os produtores de vinho têm vindo a melhorar as suas vinhas, nos últimos anos foram reestruturados mais de 40 mil hectares de vinha, com impacto em todo o país”, afirmou António Serrano.
 
Nos últimos anos foram investidos no sector, através de apoio comunitário e do orçamento de Estado, cerca de 400 milhões de euros, um apoio traduzido também na promoção, que tem uma verba associada – de 2010 a 2013 – de 150 milhões de euros, especificou o Ministro.
 
“Não basta produzir, é preciso convencer quem consome. É certo que nós temos vinhos de grande qualidade, mas o mercado é muito exigente. Temos feito um trabalho enorme para que os nossos vinhos ganhem notoriedade internacional, mas temos de fazer mais. Temos diversidade e qualidade, mas é preciso ganhar dimensão”, defendeu.
 
Segundo os números de 2010, Portugal está no bom caminho. “No ano passado ultrapassámos pela primeira vez os 650 milhões de euros de exportação. Foi mais 16% de exportação em termos de valor e mais 9% em quantidade. O preço médio por garrafa também melhorou muito no mercado internacional”, reforçou António Serrano.
 
O Ministro defendeu também uma maior capacidade de agregação das entidades do sector e considerou que “a AMPV tem dado um contributo inestimável no âmbito do tratamento integrado do sector e do trabalho colectivo”, desenvolvido entre os municípios e as associações e entidades relacionadas com o vinho.
 
Paulo Caldas refere que a afirmação da AMPV se deve “à garra e coesão” dos municípios e à conjugação de esforços com os seus parceiros
 
Paulo Caldas, presidente do Município do Cartaxo, da AMPV e da Rede Europeia das Cidades do Vinho (RECEVIN), defendeu também a importância de potenciar e desenvolver o sector do vinho, “um sector que é bastante estratégico para a economia do país e que faz parte da nossa raiz cultural”.
 
As homenagens que a AMPV faz, enaltecendo o trabalho efectuado por individualidades e entidades em prol do sector, e a dinâmica que esta associação tem vindo a produzir nestes últimos quatro anos são, no entender de Paulo Caldas, o resultado de “um trabalho humilde e desprendido dos municípios, que de forma unida e coesa e com objectivos bem definidos, tem dado o seu contributo para a afirmação do sector do vinho”.
 
Paulo Caldas reforçou ainda que “a AMPV tem vivido da garra e da coesão dos municípios e da integração de factores com os nossos parceiros. Temos dado cartas no país e na Europa”.
 
Apesar dos tempos de austeridade e rigor, Paulo Caldas salienta também o crescimento que o sector do vinho tem registado, no entanto, defende que “os produtores de vinho têm de ser mais ajudados, para continuarem a afirmar-se neste mercado tão competitivo. Temos conseguido imprimir uma grande dinâmica nesta área, mas juntos, aproveitando melhor os recursos que temos, apostando na diferença e na diversidade, conseguiremos reforçar as dinâmicas e desenvolver os nossos territórios de forma mais qualificada”, acrescentou.
 
Dinamização e número de municípios associados da AMPV aumentam significativamente nos últimos quatro anos
 
O secretário-geral da AMPV, José Arruda, interveio também nesta cerimónia, salientando a evolução positiva da associação, tanto em número de associados, como em dinâmicas criadas.
 
“No dia 30 de Abril de 2007, 18 presidentes de Câmara constituíram a AMPV. Quatro anos depois, mais 55 municípios aderiram, de norte a sul do país”, reforçou, destacando que em termos de iniciativas houve também uma maior dinamização, de que são exemplo a Rainha das Vindimas de Portugal, a Cidade do Vinho – que este ano será Viana do Castelo –, a Cidade Europeia do Vinho e a comemoração do Dia Europeu do Enoturismo.
 
José Arruda distinguiu ainda a importância dos protocolos e acordos estabelecidos com várias entidades e associações relacionadas com o sector do vinho, destacando também o trabalho que tem vindo a ser feito no âmbito do novo projecto das Rotas do Vinho. 

 
PRÉMIOS PRESTÍGIO
Personalidade do Vinho do Ano
Luís Lopes é licenciado, desde 1985, em Ciências da Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa. Em 1989 fundou a “Revista de Vinhos”, publicação de vinhos e gastronomia orientada para o consumidor final.
A “Revista de Vinhos” é mensal, edita 20.000 exemplares e é a mais antiga e prestigiada publicação de vinhos em língua portuguesa. Luís Lopes é ainda coordenador e responsável pelo “Guia de Compras dos Vinhos Portugueses”, um livro de provas editado em Dezembro de cada ano pela “Revista de Vinhos”.
Participa regularmente como orador em colóquios, seminários e apresentações de vinhos em Portugal e no estrangeiro. Tem sido membro do júri de diversos concursos internacionais de vinhos e orienta cursos de prova e acções de formação sobre vinhos e gastronomia em Portugal, Europa, Ásia e América do Sul.
Devido ao seu contributo para o desenvolvimento do vinho de Portugal, o Estado Português entendeu, em 2003, condecorar Luís Lopes com a Medalha de Honra da Agricultura.
 
Entidade do Vinho do Ano
Fundada em 1986, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) sucedeu ao Instituto Universitário de Trás-os-Montes e Alto Douro, resultado da reconversão do Instituto Politécnico de Vila Real, com origem no ano de 1973.     
Com 25 anos de existência (comemorados a 22 Março), a UTAD tem contribuído para o desenvolvimento e o incremento de um Centro de Excelência na educação, no saber permanente, na criação, na transmissão e difusão da cultura, da ciência e da tecnologia.
Pioneira em vários cursos, como o de Enologia, de Engenharia da Reabilitação, entre outros, a universidade tem cerca de 7000 alunos e 400 professores doutorados, divididos pelos 36 cursos existentes.
O campus universitário está dividido em quatro escolas: Ciências Agrárias e Veterinárias, Ciências Humanas e Sociais, Ciências e Tecnologia e Ciências da Vida e do Ambiente.
É apanágio da UTAD o contributo na superação das principais necessidades do mercado de trabalho, através da criação de novos cursos. 

link do postPor Noticias do Ribatejo, às 13:04  comentar

"Ficha Aberta ao deputado municipal João de Brito
Exmo Sr João Brito,

Reconhecendo o seu contributo para o desenvolvimento e discussão dos temas debatidos na Assembleia Municipal de Alpiarça, e tendo constatado o seu carinho e apreço pelo actual executivo, ao ponto de enviar bilhetinhos com dicas e informação de ajuda aos vereadores do executivo quando estes debatem as suas posições e prestam os devidos esclarecimentos às questões colocadas pela oposição representada pelo Movimento Alpiarça é a Razão / PS, tal como se constatou na última assembleia municipal, venho calorosamente facultar-lhe uma ficha aberta de inscrição para militante do Partido Comunista de Alpiarça.
Convicto que, em consciência, esta ficha será com toda a certeza recebida com o agrado que sempre o pauta em todos os assuntos e posições oriundas do Partido Comunista de Alpiarça, mesmo que as mesmas não sejam sequer tangentes às convicções mais elementares do Partido Social Democrata, será de braços abertos que esses mesmos camaradas o receberão após inscrição.
Mais do que uma coligação, trata-se de uma verdadeira fusão camaleónica com menção honrosa, que me parece justa perante o imenso trabalho e empenho que tem demonstrado ao longo dos últimos quase 3 anos em enaltecer, agraciar e agradecer o ar que os Srs executivos e toda a bancada CDU respira e o suor do sofrido trabalho, diria até epopeia, que estes quase evangelistas têm realizado. "
* De um leitor
link do postPor Noticias do Ribatejo, às 10:51  comentar

VISITANTES
free web counter
FAÇA DO ‘NOTICIAS DO RIBATEJO’ A SUA LEITURA OBRIGATÓRIA 24 HORAS POR DIA EM QUALQUER PARTE DO MUNDO TEM AS NOTICIAS DO RIBATEJO NAS SUAS MÃOS
 
CONTACTOS:
Para nos contactar ou enviar colaboração: noticiasdoribatejo@gmail.com
tags

todas as tags

VISITANTES ONLINE (Colocado em 19.01.13)