NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 30 de Abril de 2013
AZAMBUJA: “Maio 2013: Mês da Cultura Tauromáquica”

“Maio 2013: Mês da Cultura Tauromáquica”

Artes plásticas, conferência, desporto e… “festa brava”!

 

O XIV Mês da Cultura Tauromáquica vai animar Azambuja durante os próximos fins-de-semana, culminando – como é tradição – com mais uma edição da Centenária Feira de Maio. O programa integra iniciativas da autarquia e de várias associações, entre os dias 11 e 27 de maio.

 

As honras de abertura vão para as artes plásticas e um debate sobre o tema, no sábado dia 11.

A galeria da Biblioteca Municipal de Azambuja abre as portas ao público, pelas 16h30, para inaugurar a exposição “Azambuja Vive”. Trata-se de uma mostra, patente até 11 de junho, de trabalhos dos participantes seniores no curso de pintura LiberArte, promovido pelo Centro Social e Paroquial de Azambuja. Perto de duas dúzias de telas retratam as vivências e as memórias de pessoas que acompanharam a evolução da “festa” e da Feira de Maio ao longo de toda uma vida.

Às 17h30, no Auditório do Páteo Valverde, lugar à reflexão sobre o binómio “Cavalo/Toiro”, numa conferência organizada pelo Centro Hípico Lebreiro de Azambuja. O painel de convidados é composto pelo sociólogo e professor universitário Luis Capucha; pelo coudeleiro Jorge Ortigão Costa; pelo ganadeiro João Santos Andrade; pelo cavaleiro tauromáquico Manuel Jorge de Oliveira; pelo matador de toiros Vitor Mendes; e pelo antigo cabo dos Forcados Amadores de Azambuja Francisco Vassalo. O moderador do debate será o autor e crítico taurino Manuel Andrade Guerra. Propõe-se nesta conferência lançar um olhar à identidade cultural na perspetiva socioeconómica.

 

No fim-de-semana 17 e 18, assinala-se o 24º aniversário da Associação Cultural “A Poisada do Campino”. Às dez da noite de 6ªfeira, haverá uma largada de toiros que serão recolhidos a cavalo, na Várzea do Valverde. No sábado, 18, pelas 10h00 avança o tradicional desfile de campinos, cabrestos, cavaleiros e amazonas, pelas ruas da Vila de Azambuja; seguido de atividades na Várzea do Valverde: condução de jogos de cabrestos, às 11h00; condução do boi da guia, às 12h00; prova de campo, às 17h00; e nova largada de toiros, às 18h00.

A tarde do dia 18 também será de festa para os tertulianos, com a realização da final do V Torneio de Futsal Inter-Tertúlias, no Pavilhão Municipal, às 15h30. A entrega de prémios deste torneio, organizado pela tertúlia “Barrete Verde”, terá lugar no mesmo local às 20h00.

 

Por fim, à semelhança das anteriores edições, o Mês da Cultura Tauromáquica culmina em grande com a “Centenária Feira de Maio de Azambuja – a feira mais castiça do Ribatejo”.

De 23 a 27 de maio, vivem-se cinco dias recheados de animação, convívio e “festa brava”!



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:24
link do post | comentar | favorito
|

VILA FRANCA DE XIRA: Batismo de mergulho é oferta para “Dia da Mãe”

Batismo de mergulho é oferta para “Dia da Mãe”

No dia 5 de maio, dia em que se celebra o “Dia da Mãe”, as Piscinas Municipais de Vila F. Xira oferecem um Batismo de Mergulho às mães de utentes e às utentes que sejam mães. A iniciativa decorre entre as 9h00 e as 12h00 e é a forma encontrada para presentear, de forma diferente, as mães que frequentam o Complexo Desportivo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:23
link do post | comentar | favorito
|

CHAMUSCA: Um olhar feminino sobre a tourada | Rosário Sousa


A Biblioteca Municipal da Chamusca Ruy Gomes da Silva irá acolher no próximo dia 3 de maio, pelas 18h30, a exposição de pintura “Um olhar feminino sobre a tourada” de Rosário Sousa.

Composta por 12 obras, estas procuram segundo a artista “mostrar uma visão feminina deste espetáculo tão tradicional que arrasta multidões.”

De entrada livre, a exposição estará patente até ao dia 23 de maio e poderá ser visitada no horário da Biblioteca Municipal.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:21
link do post | comentar | favorito
|

Águas do Ribatejo reforça cooperação com Proteção Civil Distrital

                                                         

 A sede da Águas do Ribatejo recebeu na manhã de terça-feira, 30 de abril, a reunião descentralizada das várias entidades que integram  o Centro de Coordenação Operacional Distrital de Santarém (CDOS). A descentralização visa dar a conhecer entidades e organizações que, pela sua missão, são membros ou parceiros dos Sistemas Municipais de Proteção Civil.

Os representantes dos Bombeiros, forças de segurança (GNR e PSP), autoridades florestais e do ambiente ficaram a conhecer o modelo de funcionamento da Águas do Ribatejo e inteiraram-se sobre os sistemas de abastecimento de água e saneamento nos  concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Coruche, Chamusca, Salvaterra de Magos e Torres Novas.

O CDOS abordou também as várias formas de articulação que deverá existir entre a empresa e os  agendes intervenientes na Proteção Civil.

O comandante Operacional Distrital, Joaquim Chambel salientou a importância dos operacionais com funções de coordenação, nas várias áreas, conhecerem a região onde trabalham e destacou as sinergias que podem ser reforçadas entre a Águas do Ribatejo e as entidades que integram o CDOS.

Moura de Campos, diretor-geral da empresa manifestou total abertura da Águas do Ribatejo para continuar a colaborar com a Proteção Civil nos sete concelhos, com uma área de 3300 Km2, seguindo as orientações da empresa na sua responsabilidade social e ambiental.

Os municípios acionistas da AR estão a disponibilizar alguns furos, captações e reservatórios desativados, em locais onde a Águas do Ribatejo construiu novos equipamentos, para utilização exclusiva dos bombeiros. Alguns reservatórios elevados irão abastecer as viaturas e podem servir  também para exercícios dos bombeiros em cenários de altura elevada.

Segundo o comandante Joaquim Chambel, a prioridade do CDOS vai agora para a preparação da época de combate aos incêndios que se inicia na segunda quinzena de maio e onde todos os meios da Proteção Civil estarão fortemente envolvidos.

A Águas do Ribatejo está a reforçar a colocação de marcos de incêndio para abastecimento de viaturas dos bombeiros nos sete municípios onde presta serviços e disponibiliza um conjunto de equipamentos para utilização da proteção civil em caso de emergência.

A utilização de água por parte de estabelecimentos de restauração e hotelaria, a partir de poços ou furos, sem controlo de qualidade, foi uma das preocupações manifestada numa jornada onde também se debateram as questões da segurança como o crescimento do aumento de furtos de cobre e outros metais, em instalações da AR, que tem causado centenas de milhares de euros de prejuízos à empresa.

A GNR e a PSP têm em marcha um plano de combate ao furto de metais que passa por um reforço do patrulhamento e da investigação. O crime de furto em empresas que prestam serviços de abastecimento de água, é um crime público e não carece de queixa da entidade lesada.

A reunião do CDOS terminou com o habitual Briefing onde foi feita a avaliação das operações e ocorrências registadas nos 21 municípios do Distrito de Santarém.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:27
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO: SESSÃO DE ESCLARECIMENTO NO CARTAXO

SESSÃO DE ESCLARECIMENTO NO CARTAXO

Iniciativa sobre questões fiscais e financeiras é especialmente dirigida às coletividades e associações do concelho

 

A Câmara Municipal do Cartaxo organiza no próximo dia 11 de maio uma sessão de esclarecimento sobre “Questões Fiscais e Financeiras – Faturação Eletrónica”, especialmente direcionada para o movimento associativo do concelho.

 

A sessão terá lugar no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, a partir das 15h00, e será dirigida por Luís Costa, assessor técnico da CPCCRD – Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto.

 

A inscrição é gratuita, sendo que os interessados deverão enviar o nome da associação ou coletividade e o número de participantes para o e-mail desporto@cm-cartaxo.pt ou telefone 243 701 250.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:25
link do post | comentar | favorito
|

AZAMBUJA: Caminhada “Mais Lezíria”, em Azambuja

Caminhada “Mais Lezíria”, em Azambuja

12 de maio de 2013, 09h00

 

O Concelho de Azambuja é o palco da próxima atividade do projeto “Mais Lezíria 2013”, uma caminha de 12 kms no próximo dia 12 de maio. O evento engloba, igualmente, o 10º Encontro Nacional de Caminheiros da Associação Cultural e Recreativa das Virtudes (Freguesia de Aveiras de Baixo).

 

Prevê-se que a iniciativa envolva perto de  meio milhar de pessoas, numa grande jornada de atividade física mas sobretudo de convívio. A concentração está marcada para as 09h00, no Jardim Urbano da Vila de Azambuja, ponto de partida para uma caminhada de 12 Km. A chegada será na localidade de Virtudes. O percurso é do tipo linear, repartido entre alcatrão e caminhos rurais, com um grau de dificuldade médio e uma duração prevista de 3 horas. A atividade tem cariz desportivo, mas também cultural e ambiental, propondo como pontos de interesse a Quinta Vale de Fornos, a Coudelaria Henrique Abecassis, a Mata Nacional das Virtudes, e a Igreja e Convento de Santa Maria das Virtudes.

As inscrições são gratuitas e devem ser efetuadas até ao dia 09 de Maio(desporto@cm-azambuja.pt, tel. 263 400 475).

 

Os participantes deverão ter em atenção os conselhos habituais: usar roupa leve e adequada à época do ano, calçado confortável, meias macias, chapéu ou boné, mochila com alimentos e água, e  protetor solar. A iniciativa propõe um almoço (até 10 anos €5,00 / outros €7,50), da responsabilidade da Associação Cultural e Recreativa das Virtudes. Os interessados devem inscrever-se, igualmente, até ao dia 09, através dos telefones 966 376 152 / 914 836 734.

 

Recorde-se que o projeto “Mais Lezíria” foi criado em 2011 pela CIMLT e pelos 11 municípios que a compõem - Almeirim, Alpiarça, Azambuja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém - com o objetivo de promover o desenvolvimento da região, a integração social, a promoção da saúde e a melhoria  da qualidade de vida, incentivando a participação de todos, incluindo crianças, idosos e pessoas especiais. O Município de Azambuja participa no programa desde a primeira edição.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:13
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO SESSIONS

Depois do enorme sucesso dos Psychic TV/PTV3, no passado 24 de Abril, são agora os Eternal Tapestry, banda oriunda de Portland, Oregon, que atuam em mais uma Cartaxo Session , já a 10 de Maio.

Editados pela Thrill Jockey, os Eternal Tapestry tocam um rock psych com referências de ambient e krautrock. Formados em 2005 pelos guitarristas Nick Bindeman e Dewey Mahood, só ficaram completos em 2009, com a entrada de Krag Likins no baixo, Ryan Carlile no saxofone e Jed Bindeman na bateria.

O seu álbum de lançamento Beyond The 4th Door foi editado em 2011 e encontram-se agora a fazer a digressão do fantástico e novo trabalho A World Out of Time. Espere-se improvisação expansiva, noise estático e melancolia psicadélica.

A abrir este concerto, a Cartaxo Sessions orgulha-se de apresentar a primeira atuação de um novo colectivo lisboeta: Keep Razors Sharp. Composta por Afonso Rodrigues (Sean Riley & The Slowriders) na guitarra e na voz, Rai (The Poppers) na guitarra e na voz, Braulio (ex Capitão Fantasma) no baixo e João (Murder Tripping Blues) na bateria, esta banda promete estravagância psicadélica. Será um espectáculo a não perder.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:08
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: AgroCluster Ribatejo ensina como melhorar a venda de produtos através do teste do consumidor

AgroCluster Ribatejo ensina como melhorar

a venda de produtos através do teste do consumidor

 

 

O AgroCluster Ribatejo, com o apoio da NERSANT e da Qualiteste, vai realizar, no próximo dia 07 de maio, pelas 17h00, em Torres Novas, uma sessão que tem como objetivo explicar às empresas do Ribatejo, como melhorar a venda dos seus produtos, através do teste do consumidor.

 

“Como melhorar as vendas do seu produto? Os testes do consumidor podem ajudá-lo”, é o nome do seminário que o AgroCluster do Ribatejo vai levar a cabo em Torres Novas, com o apoio da NERSANT e da Qualiteste



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:47
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO: I JORNADAS DE VINHO BIOLÓGICO NO CARTAXO

 

Os desafios que se colocam à produção de vinho biológico foram abordados neste encontro, que decorreu no dia 29 de abril

 

O Cartaxo recebeu no dia 29 de abril as I Jornadas do Vinho Biológico, integradas na Festa do Vinho 2013, numa organização conjunta da Associação Portuguesa de Horticultura (APH), do Colégio de Engenharia Agronómica da Ordem dos Engenheiros (OE) e da Câmara Municipal do Cartaxo, com a colaboração do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV).

 

A recente legislação sobre a produção de vinho biológico esteve no centro desta iniciativa, uma vez que os agentes e entidades do setor acreditam que está aberto o caminho para um maior desenvolvimento e incremento no mercado dos vinhos produzidos segundo os métodos biológicos.

 

Pedro Gil, vereador da Câmara Municipal do Cartaxo, deu as boas-vindas aos oradores e participantes neste encontro, afirmando que, tratando-se de “uma temática tão importante, que pode vir a ser muito mais explorada pelos vitivinicultores do nosso país”, é fundamental refletir sobre os novos desafios e partilhar experiências sobre o que tem vindo a ser feito nesta área.

 

Na sessão de abertura, Pedro Castro Rego, na qualidade de representante do Colégio de Engenharia Agronómica da OE, defendeu a necessidade de se fazer uma reflexão o mais abrangente possível sobre o projeto do vinho biológico. “Já havia uma experiência da uva em produção biológica, mas neste momento é altura para pensarmos em conjunto se o projeto atual é o que nos interessa para o futuro”, referiu, acrescentando que “vai ser um projeto longo no tempo, por isso seria importante que ele crescesse o mais direito possível”.

 

O diretor-geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Pedro Teixeira, presidiu à sessão de encerramento do encontro e considerou que, ainda que a produção biológica seja pequena, ela é “muito dinâmica”, sendo “sinónimo de segurança, sustentabilidade, e rastreabilidade”.

 

Pedro Teixeira identificou como principais desafios à produção de vinho biológico aumentar a concentração da oferta, criar mais escala e aumentar o número de produtores.

 

“Os custos elevados ou o nível de qualificação ainda insuficiente podem representar limitações, mas existe um avanço à partida, porque a produção está organizada, os circuitos de exportação já existem, há experiência e prémios já ganhos”, constatou, afirmando que “a Direção Geral está empenhada na credibilização do regime de produção biológica, reforçando o seu reconhecimento e promoção no mercado”.

 

Entidades e agentes do setor acreditam que há condições para o aumento da produção de vinho biológico em Portugal

 

As Jornadas contemplaram várias comunicações, entre as quais a apresentação de dois casos práticos – um trazido pela empresa Fonseca Guimarães, Vinhos S.A., que tem desenvolvido um trabalho de mais de 20 anos na produção de vinhos em modo biológico, na região demarcada do Douro; e um outro da Sociedade Agrícola do Vale Godinho, na região Tejo, que expôs as principais dificuldades de comercialização e as exigências técnicas relacionadas com a produção de vinhos biológicos.

 

Cristina Hagatong, da Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, e Anabela Alves, do IVV, esclareceram sobre o enquadramento regulamentar da vinificação biológica, que surge 20 anos depois da legislação da produção biológica, bem como as regras obrigatórias aplicáveis à marca e rotulagem.

 

João Vaz-Freire, da Certis – Controlo e Certificação, fez uma abordagem dos organismos de certificação e controlo, de como funcionam e das ferramentas que têm ao seu dispor, tendo reconhecido a independência, imparcialidade, eficácia e competência como os quatro principais princípios do trabalho de certificação de um produto.

 

A partir da década de 90, a produção biológica passou a ter um peso cada vez mais significativo na economia portuguesa. Em 1994, havia 7 mil hectares de área cultivada sob os métodos biológicos e 234 produtores. Em 2011, a área cultivada passou para os 219 mil hectares e o número de produtores atingiu os 3500.

  

As I Jornadas do Vinho Biológico envolveram ainda, no período da tarde, uma visita ao Museu Rural e do Vinho do Concelho do Cartaxo e provas comentadas de vinhos biológicos e de vinhos candidatos à mesma designação.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:43
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Abril de 2013
FERREIRA DO ZEZERE: “Vá à Fava” em Ferreira do Zêzere

“Vá à Fava” em Ferreira do Zêzere

 

A fava é a terceira iguaria que, este ano, reúne turistas e ferreirenses numa atratividade gastronómica em Ferreira do Zêzere. Sob o lema “Vai à Fava!”, este festival decorre de 3 a 26 de maio e promete fazer as delícias dos que têm um paladar mais exigente. Conhecer as variedades e combinações que se pode fazer com a fava é sempre um enriquecimento do nosso património gastronómico do qual todos se devem orgulhar.

O Concelho de Ferreira do Zêzere já é conhecido, a nível nacional, pelas iniciativas gastronómicas que organiza e pelo sucesso que tem obtido das suas edições anteriores dos festivais de lagostim, migas e abóbora. Este é mais um convite para juntar esta delícia à mesa e dar a provar as asas da criatividade que se pode fazer com este legume.

Aliar os valores nutricionais da fava às condições favoráveis do clima e do solo da região possibilita a criação de um festival de referência gastronómica a nível nacional que já tem evidenciado o seu sucesso junto dos visitantes. Esta é uma leguminosa dificilmente encontrada nas ementas dos restaurantes portugueses e aqui pode ser saboreada das mais diferentes formas pelos amantes desta iguaria: desde guisados a sobremesas.

O mês de maio, em Ferreira do Zêzere, é já o ponto de encontro dos amantes da fava de todo o país. A sua localização geográfica central privilegiada e boas acessibilidades permite uma viagem cómoda e rápida a todos os visitantes que se deslocam de norte, sul, do litoral ou do interior. Para passar um dia agradável, pode optar pelo Lago Azul ou Dornes, locais repletos de paisagens verdejantes, todo o património natural e construído do Concelho, ou mesmo visitar o Convento de Cristo, em Tomar, o Centro Geodésico de Portugal, em Vila de Rei, a par com outras atratividades e monumentos próximos e inseridos na mesma região do Médio Tejo.

Segundo Jacinto Lopes, Presidente da Câmara, “Ferreira do Zêzere costuma triplicar o número de visitantes durante estes festivais gastronómicos, razão pela qual estes continuam a ser uma aposta por parte da Autarquia. Ao melhorarmos a visibilidade do Concelho, estamos também a reforçar o seu desenvolvimento económico.”

A Grelha do Zêzere, a Casa dos Leitões, o Centro de Férias – SBI, a Churrasqueira Penim, a Fonte de Cima, o Manjar de S. Miguel, a Nossa Senhora do Pranto, o Restaurante Pizzaria Toscana e a Quinta do Adro são os restaurantes aderentes que abrem as portas ao festiva



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:25
link do post | comentar | favorito
|

BENAVENTE: AUTARCAS RECLAMAM MELHOR SERVIÇO DA EDP

 

Moção

 

Serviço prestado pela EDP

 

O serviço prestado pela EDP aos clientes domésticos e empresariais  perdeu qualidade com as alterações implementadas pela empresa.

 

Os tempos de resposta na orçamentação, construção e ligação de novos ramais e na reparação de avarias tem vindo a crescer com graves prejuízos para as empresas que sem energia não podem laborar e para os clientes domésticos que ficam privados do serviço durante largos períodos temporais.

 

Há empresas do Município de Benavente, com investimentos significativos, que aguardam meses pela ligação dos ramais, situação que compromete os investimentos e centenas de postos de trabalho.  Estes atrasos são um obstáculo ao desenvolvimento económico e à promoção do emprego.

 

A acessibilidade dos clientes empresariais e particulares aos serviços da EDP foi reduzida com a política de centralização de serviços, numa lógica de redução de custos, que não se reflete no custo final pago pelas empresas e particulares que tem vindo a ser atualizado.

 

O custo da energia elétrica tem um peso muito expressivo na economia das empresas das famílias, das instituições e dos municípios.

 

A estratégia de redução de custos com a energia, seguida pelos municípios, com a suspensão de luminárias na rede de iluminação pública, não impede que continuemos a assistir a luminárias ligadas durante o dia com consumos que constituem um verdadeiro desperdício, inaceitável por razões económicas e ambientais.

 

Reunida em sessão ordinária a 26 de abril de 2013, a Assembleia Municipal de Benavente exorta a administração da EDP a auscultar os representantes do Município e dos empresários e a implementar com caráter de urgência medidas que contribuam para a melhoria do serviço prestado aos clientes empresariais e particulares, nomeadamente:

 

  1. Criação de uma linha de atendimento direcionada para os municípios e empresas.
  2. Abertura de unidades de atendimento nas freguesias de Benavente e Samora Correia.
  3. Reforço do investimento na melhoria das infraestruturas e nos serviços de instalação e manutenção de redes e equipamentos, antecipando os investimentos previstos pela empresa.
  4. Apoio às instituições do concelho, ao abrigo da responsabilidade social à semelhança do que tem sido prática noutros locais do país e seguindo o princípio da coesão nacional com uma distribuição equitativa dos apoios.

 

Esta moção, será enviada  ao Conselho de Administração da EDP, administração da EDP Distribuição, Câmara Municipal de Benavente, Associação Empresarial NERSANT, Associação Industrial Portuguesa e a sua Excelência o Secretário de Estado da Energia.





publicado por Noticias do Ribatejo às 14:05
link do post | comentar | favorito
|

ALPIARÇA: TARIFÁRIO DA ÁGUAS DO RIBATEJO É INOVADOR

TARIFÁRIO DA ÁGUAS DO RIBATEJO É INOVADOR

Modelo de gestão foi apresentado em Conferência na Ovibeja



O modelo de tarifário adotado pela ÁGUAS DO RIBATEJO EM, SA é inovador e deve ser seguido pelas novas entidades que venham a integrar sistemas intermunicipais no âmbito das reestruturações em curso no setor da gestão da distribuição da água e saneamento. Esta foi uma das conclusões do amplo debate proporcionado pela conferência sobre a gestão da água no futuro que decorreu na sexta-feira, 26 de abril, na Ovibeja.

O Presidente da Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública (AMGAP), José Guerreiro, saudou a ÁGUAS DO RIBATEJO por ter conseguido criar um tarifário único para os 77500 clientes dos sete municípios. “Felicito a ÁGUAS DO RIBATEJO porque não é fácil alcançar esta uniformização. É necessário obter consensos e alguém tem de ceder”, referiu. 

Dionísio Mendes, vogal do Conselho de Administração da ÁGUAS DO RIBATEJO explicou que o tarifário “igual para todos” foi uma condição colocada logo no início do processo o que permitiu que em alguns concelhos o preço da fatura tivesse uma redução, enquanto que noutros subiu. “Tínhamos municípios que não atualizavam a fatura da água há vários anos e nesses notou-se mais a atualização, mas hoje os clientes e os munícipes percebem que este é um modelo socialmente mais justo”, disse.

O tarifário da AR também se diferencia pelos valores praticados. Dionísio Mendes apresentou um quadro comparativo, elaborado com dados de um estudo da Entidade Reguladora, que evidencia que uma família de três pessoas com um consumo de 10 m3 por mês poupa em média mais de 100 euros anuais, comparando com os valores pagos por uma família, nas mesmas condições, em Santarém, Cartaxo, Azambuja ou Alenquer. “Este é um estudo completo, isento e credível da ERSAR que demonstra o que sempre defendemos”, disse o autarca.

AR tem também um tarifário social e um tarifário para famílias numerosas, com uma descriminação positiva, que se insere na responsabilidade social da empresa

O representante da ÁGUAS DO RIBATEJO participou no painel “Outros Modelos, Diferentes Visões” onde vincou os investimentos concretizados em três anos de gestão, na ordem dos 70 Milhões de Euros inseridos num pacote de 131 Milhões de Euros.

“Só com um modelo deste tipo seria possível. Os municípios não têm capacidade de investimento e alguns sistemas necessitavam de intervenções imediatas”, vincou.

Recorde-se que o modelo ÁGUAS DO RIBATEJO é inovador porque integra a gestão dos sistemas de abastecimento de água e de tratamento de águas residuais e  tem a particularidade de gerir o abastecimento em alta e em baixa com a captação, armazenamento, tratamento e distribuição da água junto dos consumidores.

Nesta conferência foram apresentados todos os modelos de gestão aplicados em Portugal desde o Município de Mértola onde existe uma estação para tratar a água para 10 pessoas, ao grupo Águas de Portugal que gere a maioria dos sistemas nacionais.

A iniciativa foi promovida pela Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja (EMAS) e pela Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA).



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:10
link do post | comentar | favorito
|

SAMORA CORREIA: FESTA BRAVA LEVA MILHARES A SAMORA CORREIA«

 Nem o frio invernoso afastou milhares de aficionados da cidade de Samora Correia que esta madrugada promoveu mais uma largada de touros integrada na VIII Semana Taurina e Feira Anual que decorrem até 6 de Maio.

Registaram-se várias colhidas, mas sem gravidade. Os bombeiros assistiram seis vítimas nos primeiros dois dias da festa, três necessitaram de tratamento hospitalar, mas não há nenhum ferido em estado grave.

 

Esta segunda feira, a largada de toiros será às 19h00 e na terça há dose dupla às 19h00 e à 01h00 porque quarta-feira é feriado.

 

Para além das largadas, há espetáculos, exposições temáticas e uma Demonstração de Toureio com a Escola José Falcão, na quarta-feira às 16h00, antes de nova largada.

Este ano a ganadaria selecionada foi a de José Dias, triunfadora nos principais eventos taurinos da região. Serão largados mais de duas dezenas de touros e vacas durante os 11 dias dos festejos.

 

O Torricado com bacalhau será rei nas mesas dos restaurantes da cidade numa promoção do mais típico dos pratos da lezíria ribatejana.


SEGUNDA-FEIRA, 29.04.2013

LARGO DO CALVÁRIO

19:00 Largada de Toiros
20:00 Abertura do ESPAÇO PURO RIBATEJO (Celeiro da Companhia das Lezírias)
21:00 Noite das Sevilhanas
- GRUPO DE SEVILHANAS SABOR FLAMENCO AGISC
- GRUPO DE SEVILHANAS DO JUVENTUDE DA CASTANHEIRA DO RIBATEJO
- GRUPO DE SEVILHANAS GARNACHA
- GRUPO DE SEVILHANAS CANELA E MANZANILLA DA CASA DO POVO DE SAMORA CORREIA
22:30 Animação Musical com o Grupo PRINGÁ

TERÇA-FEIRA, 30.04.2013

LARGO DO CALVÁRIO

19:00 Largada de Toiros
20:00 Abertura do ESPAÇO PURO RIBATEJO (Celeiro da Companhia das Lezírias)
22:00 Animação Musical com o Grupo SONIDO ANDALUZ
01:00 Largada de Toiros

QUARTA-FEIRA(FERIADO), 01.05.2013

PRAÇA DE TOIROS

16:00 Demonstração de Toureio, com PEDRO NORONHA, PEDRO CUNHA, JOÃO GOMES, JOÃO CARRANCA E JOÃO GUERRA da ASSOCIAÇÃO ESCOLA DE TOUREIO JOSÉ FALCÃO DE VILA FRANCA DE XIRA
Participação do Cavalinho Musical da SFUS

LARGO DO CALVÁRIO

18:00 Largada de Toiros

CENTRO CULTURAL DE SAMORA CORREIA

21:30 VI Encontro Taurino de Bandas de Música
- BANDA DO ATENEU ARTÍSTICO VILAFRANQUENSE
- BANDA FILARMÓNICA DA ACADEMIA MUSICAL UNIÃO E TRABALHO DE SARILHO GRANDES
- BANDA DA SOCIEDADE FILARMÓNICA UNIÃO SAMORENSE (com a participação especial da Mezzo-Soprano do Coro do Teatro Nacional de São Carlos NATÁLIA DE CARVALHO BRITO)

De 2 a 6 de Maio FEIRA ANUAL DE SAMORA CORREIA com largadas diários, feira das associações, exposições e divertimentos no recinto da feira.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:15
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS: Eficiência energética e ambiental das empresas vai ser promovida na NERSANT

Eficiência energética e ambiental das empresas

vai ser promovida na NERSANT

 

 

A sede da NERSANT em Torres Novas acolhe, no próximo dia 08 de maio, pelas 09h30, uma sessão que tem como objetivo promover a reflexão sobre as vantagens económicas e financeiras das boas práticas no domínio da eficiência energética e ambiental. As inscrições são gratuitas.

 

O desenvolvimento da economia torna evidente a necessidade de proceder a uma integração cada vez maior das questões ambientais e de energia nos sistemas de gestão, de forma a satisfazer as necessidades socioeconómicas, otimizando a utilização de recursos, reduzindo custos operacionais, protegendo o ambiente e prevenindo a poluição.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:14
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO:FESTA DO VINHO DO CARTAXO ATÉ DIA 1 DE MAIO

FESTA DO VINHO DO CARTAXO ATÉ DIA 1 DE MAIO

Certame conjuga a vertente profissional do setor do vinho com o ambiente popular e tradicional

 

A Festa do Vinho 2013 está de regresso à cidade do Cartaxo. Desde sábado, 27 de abril, que o Pavilhão Municipal de Exposições tem as suas portas abertas para receber um conjunto de dinâmicas que valorizam e promovem a qualidade dos vinhos locais, bem como a cultura, a gastronomia e o artesanato do concelho.

 

Na abertura do certame, o presidente do Município do Cartaxo, Paulo Varanda, dirigiu palavras de agradecimento a todos quantos tornaram possível mais uma edição da Festa do Vinho – “uma festa que é de todo o concelho e que valoriza as gentes, as tradições, o produto vinho e todos os que trabalham para o fazerem chegar a um patamar de qualidade que é marca do nosso concelho”, afirmou.

 

Paulo Varanda afirmou ainda que, apesar das grandes dificuldades, o facto de o evento se continuar a realizar é prova de que “é possível manter uma tradição que valoriza a nossa identidade. Perante as dificuldades, unimo-nos, somos mais fortes e construímos um Cartaxo mais forte”.

 

O presidente do Município acredita ainda que, a manter-se “o apoio intransigente” das Juntas de Freguesia, do movimento associativo e das empresas orientadas para o setor do vinho, “é possível fazer ainda mais e melhor pela Festa do Vinho. Temos todas as condições para continuar a honrar os nossos valores e tradições e continuar a valorizar o próprio certame”, afirmou.

 

A sessão oficial de abertura contou com a participação da Fanfarra dos Bombeiros Municipais do Cartaxo e do Rancho Folclórico do Cartaxo.

 

Ao longo do fim-de-semana, muitos foram os visitantes que degustaram a gastronomia tradicional nas tasquinhas onde estão representadas as oito freguesias do concelho e apreciaram o artesanato e os vinhos das adegas e quintas representadas na área de exposição.

 

A animação musical atraiu também a atenção dos visitantes, que já tiveram oportunidade de assistir aos espetáculos da Associação Académica Orquestra de Acordeões, do grupo Os Charruas, ao Festival de Tunas Seniores e ao Festival de Folclore do Concelho do Cartaxo. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:13
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Atendimento Gabinete de Orientação ao Consumidor Endividado dias 17 e 31 de mai

 

O atendimento do Gabinete de Orientação ao Consumidor Endividado - GOEC, tem lugar nos dias 17 e 31 de maio, das 14h30 às 17h00, nas instalações da antiga Escola Prática de Cavalaria.

Os interessados devem efetuar marcação prévia junto da Informação Autárquica ao Consumidor, através do número de telefone - 243 304 408.

O atendimento para munícipes de Santarém é gratuito e realiza-se duas vezes por mês.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:12
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS: Sobre a saída da Medicina Interna do Hosp Torres Novas


Moção aprovada por unanimidade

na Assembleia Municipal do Entroncamento

 

Sobre a anunciada saída da

Medicina Interna do Hospital de Torres Novas em 6 de Maio 2013

 

Tomos conhecimento da saída das duas unidades de Medicina Interna do Hospital de Torres Novas em 6 de Maio de 2013 através dos órgãos de informação

 

  1. A CIM e os autarcas do médio Tejo,      em geral, têm reafirmado o seu apoio ao Centro Hospitalar do Médio Tejo, como uma única entidade que sendo      constituída por três unidades hospitalares, só pode ser entendida como um      todo nos termos da sua concepção. A sua gestão deve explorar todas as      potencialidades, rendibilizar as instalações e equipamentos e colocá-los      ao serviço da população. Entendemos que devem ser comuns aos três      hospitais as seguintes valências: Urgência Médica/Cirúrgica, Medicina      Interna, Pediatria e Cirurgia do Ambulatório, bem como os cuidados      prestados em ambulatório.

 

  1. Esta medida, de retirada da Medicina      Interna do Hospital de Torres Novas,insere-se numa política levada a      cabo pelas sucessivas administrações de esvaziamento da unidade Hospitalar      de Torres Novas - no seguimento das      políticas erradas dos sucessivos governos - com a consequência directa      na degradação do acesso dos utentes aos cuidados de saúde, tornando-os      mais caros e mais distantes. Tais medidas têm contribuído para o aumento      das despesas, ansiedade e sofrimento dos doentes e respectivas famílias.

 

2.1 Com a saída da medicina interna, o Hospital de Torres Novas com capacidade para140 camas, ficará reduzido a cerca de 1/3 das camas. Acresce que a concentração em Abrantes vai reduzir em 18 camas a capacidade de internamento desta especialidade cuja taxa de ocupação ronda geralmente os 100%.

 

2.2 Esta medida agora anunciada é altamente preocupante face ao sucessivo esvaziamento que se tem vindo a verificar nas três unidades hospitalares, de  serviços de que a população tem grande necessidade e de que são exemplos aUrgência Médica/Cirúrgica e Cirurgia, com elevada procura e altas taxas de ocupação.

 

2.3 A saída da Medicina Interna de Torres Novas contribui fortemente para a desmotivação dos profissionais que vêem as suas condições profissionais e de trabalho degradarem-se. Contribui também de forma preocupante para a destruição de postos de trabalho (estimados em 80).

 

2.4 Em suma, trata-se de mais uma reorganização em cima de tantas outras, cujas consequências têm sido sempre em prejuízo dos utentes, cujas prioridades são sempre anunciadas com objectivos muito nobres, mas nas quais os doentes nunca são prioridade, como a realidade dos factos confirma.

 

  1. Por      tudo isto, a Assembleia Municipal de Entroncamento reunida em 26 de Abril      de 2013 opõe-se a qualquer processo de esvaziamento do Hospital de Torres      Novas e exige do CA e do ministério da tutela elaboração      de um Plano Estratégico para todo o sector da saúde no Médio Tejo, que      privilegie a articulação entre os diversos níveis de prestação de cuidados      de saúde, que defina quais as valências que pela sua importância social e      clínica devem estar nas três unidades hospitalares e sejam definidos      objectivos claros e quantificados para a promoção e valorização de todas      as outras valências, com a utilização de todas as potencialidades de      instalações, equipamentos e recursos humanos.

 

« usmt»



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:44
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 28 de Abril de 2013
TEMAS DE SAÚDE: Medicina das viagens/ Que vacinas recomendar?

Por: Antonieta Dias (*)

 

Tendo em conta os dados de da Organização Mundial de Turismo que em 2005, registou 800 milhões de viajantes em voos internacionais, dos quais cerca de 50% (402 milhões)foram viagens de lazer, 212 milhões tinham como objetivo visitar familiares,  amigos ou motivos religiosos e os restantes 116 milhões tinham sido motivados por negócios.

Nesse ano 125 milhões de pessoas visitaram zonas de malária. Em 2010, as viagens para zonas tropicais subiram mais de 5%/ano. Estima-se que a tendência é  de continuar a aumentar, sendo que, uma percentagem significativa dos viajantes em 2013, tem como destino final não o lazer mas sim a necessidade de trabalhar.

Esta mudança faz com que a permanência em zonas tropicais se torne numa estadia por períodos de tempo mais prolongados, onde a facilidade de importar ou exportar doenças  promove um ecossistema favorável à disseminação de patologias que se diagnosticadas tardiamente podem conduzir à morte.

Importa, contudo referir que para além das recomendações gerais algumas empíricas, baseadas apenas no “bom senso”, outras documentadas pela medicina baseada em evidências  em que o conteúdo científico caracteriza a consulta do viajante cujas orientações se transformam em pérolas.

Assim, a necessidade de se proceder à vacinação de forma individualizada e dirigida para o país de destino, implica um conhecimento imprescindível nesta área para se fazer o aconselhamento adequado.

Sem dúvida que quanto maior for o tempo de estadia numa região tropical em local urbano ou rural, maior é a probabilidade de o viajante experienciar risco para a saúde, sendo que a permanência em zonas rurais, aumenta a possibilidade de contrair uma doença do foro infecioso, se as condições higienosanitárias forem precárias.

Independentemente da necessidade da prescrição da farmácia de viagem que deve ser apetrechada não só com os medicamentos crónicos que o viajante tem que levar consigo, existem outros medicamentos e produtos gerais que são essenciais nesta farmácia, em que apenas como exemplo passamos a descriminar:

  1. Produtos gerais (termómetro, “steri-strip”, adesivo, compressas esterilizadas, tesoura, agulhas e seringas, repelente de insectos, antimicótico tópico, toalhetes, ligaduras elásticas, creme hidratante e protetor solar).
  2. Medicamentos  (antipiréticos, sais de rehidratação oral, corticoide tópico, antibióticos, colírio oftálmico, antihistaminico, leveduras, anti-emetico, e naturalmente sempre que se justifique a terapêutica para a quimiprofilaxia da malária).

Muitas vezes precisamos de alargar a variedade destes medicamentos, se o mercado local é escasso e não tem disponíveis fármacos de uso corrente.

Para além, das vacinas que estão incluídas no Programa Nacional de Vacinação, existem outras que de acordo com a viagem que  o viajante vai realizar poderá correr risco  de adquirir doenças graves, merecendo por isso aqui ser referidas.

1-Febre amarela é  uma doença provocada por um vírus RNA da família Flaviviridae, género Flavivirus.

A infeção resulta da picada de um artrópode, sendo o mais frequente o Aedes aegypti. Predomina na zona intertropical da América do Sul e África, sendo recomendada a vacina e nalguns Países é mesmo obrigatória, sem a qual o viajante não poderá entrar no respetivo País.

Esta vacina é  ministrada numa dose única, tendo a validade de dez anos e encontra-se disponível nos Centros Nacionais de Vacinação de Coimbra, de Faro, de Lisboa do Porto(e suas extensões) e no Instituto de Higiene e Medicina Tropical e Hospital D. Estefânia em  Lisboa.

Esta vacina deve ser conservada no frio, entre 0º e 8º C. Não deve ser ministrada a crianças com idade inferior a 12 meses. A imunidade desenvolve-se ao fim de dez dias.

As normas internacionais exigem uma dose de reforço de dez em dez anos.

A vacina é bem tolerada, porém podem surgir alguns efeitos adversos em 2 a 5% dos casos (cefaleias, febre baixa, mialgias). Sendo uma vacina neurotrópica poderá desencadear encefalite, porem a incidência é baixa, está estimada em um para oito milhões de doses (nos lactentes pequenos poderá ser de 0.5 a quatro, para mil doses de vacina.

Em adultos americanos estima-se que seja de um para 200 a 300 mil. Na faixa etária de sessenta anos ou mais calcula-se que seja de um para 40 a 50 mil doses.

Esta vacina está  contraindicada em pessoas alérgicas ao ovo, em doentes imunodeprimidos graves e nas grávidas deve ser avaliado o grau de risco/benefício.

2-Febre tifóide é uma doença provocada por uma bactéria gram negativo, Salmonella tiphy, transmitida de pessoa a pessoa pela ingestão de água ou de alimentos contaminados.

Estima-se que ocorram cerca 16 milhões de casos e 600 000 mortes em todo o mundo.

A região mais frequente é a zona tropical, sendo o risco estimado de um para trezentos viajantes.

De entre os Países de maior risco incluim-se a índia, o Bangladesh, o Paquistão, o Perú e a América Latina.

A eficácia desta vacina varia entre 62% e 72% em crianças, não induzindo imunidade nas crianças com idade inferior a dois anos.

É ministrada numa dose única, no mínimo uma semana antes da viagem, exigindo reforços de dois a três anos.

É uma vacina bem tolerada, podendo dar apenas um desconforto e dor local em cerca de 7% dos vacinados e em 3% dos casos pode dar febre mau estar ou cefaleias.

As reações anafiláticas são raras.

As contra-indicações são a imunossupressão, doentes infetados com HIV, grávidas, doentes com síndrome febril agudo ou com doenças  gastrointestinais agudas.

Recomenda-se aos viajantes que vão para destinos endémicos cuja estadia seja superior a um mês.

3-Hepatite A, é  uma doença de caráter endémico e epidémico causada por um vírus RNA (VHA), pertencente ao género Hepatovírus da famíliaPicocornaviidae. A  transmissão é fecal oral, transmitida de pessoa a pessoa através de alimentos e águas contaminadas. Os países tropicais são endémicos.

A vacina deve ser ministrada pelo menos duas semanas antes da viagem, mas se for realizada imediatamente antes da partida a sua eficácia é superior a 90%.

Os efeitos laterais são sobretudo locais, bem tolerados e raramente sistémicos.

A vacina não deve ser ministrada a pessoas com antecedentes alérgicos ao alumínio e ao fenoxietanol.

Estes são alguns exemplos de vacinas que são recomendadas na consulta do viajante.

Uma palavra ainda para o DENGUE, que é uma doença causada por um vírus, transmitida por mosquitos do género Aedes, peretencentes á família Flaviviridae, não prevenível pela vacinação.

É prevalente nas regiões tropicais e estima-se que ocorram cerca de cem milhões de casos por ano, quinhentos mil dos quais na forma hemorrágica, de que resultam vinte e cinco mil mortes.

O vector mais importante é o Aedes aegytu que tem a particularidade de se alojar no meio urbano.

O mosquito pica a qualquer hora do dia, porém a maior incidência é ao amanhecer e antes de anoitecer.

Na maior parte dos casos surge um quadro caracterizado por síndrome febril, de instalação súbita, com 5 a 7 dias de duração, associado a cefaleias frontais, mialgias e artralgias.

Nalguns casos do 3.º  ao 5.º dia pode surgir um exantema maculopapular, não pruriginoso, na face, tronco e membros, poupando a palma das mãos e a planta dos pés.

No Sul da América e no sudoeste da Ásia a forma hemorrágica é a mais frequente. Não existe vacina contra o dengue, pelo que se aconselham as medidas de proteção gerais.

Em suma, se pretende viajar, não se esqueça de fazer a consulta do viajante na pré (4 a 6 semanas antes ad partida) e pós viagem.”

 

(*) Doutorada em medicina

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 27 de Abril de 2013
ALPIARÇA: Dois 1ºs lugares para atletas da Escola de BTT SFA 1º Dezembro
Dois 1ºs lugares para atletas da Escola de BTT SFA 1º Dezembro na prova de ciclismo comemorativa do 25 de Abril!!!

Um 2º lugar e dois 3ºs completam o total de 5 lugares no pódio conseguidos pelas atletas da Escola de BTT SFA 1º Dezembro na prova realizada no velódromo de Alpiarça no passado dia 25 de Abril.

Colectivamente a equipa da Escola de BTT SFA 1º Dezembro conquistou um 8º lugar sendo a única equipa de BTT presente neste evento de ciclismo de estrada.

Classificações finais:

BENJAMINS (10 Atletas):
. Ana Fernandes: 3ª Geral - 1ª Femininas
. Beatriz Oliveira: 9ª Geral - 3ª Femininas
. Maria Inês: 10ª Geral - 4ª Femininas

INICIADOS (19 Atletas):
. Ricardo Luís: 11ª Geral – 11º Masculinos
. Carlota Oliveira: 15ª Geral - 2ª Femininas
. Laura Cardoso: 16ª Geral - 3ª Femininas
. Alexandra Batista: 18ª Geral - 5ª Femininas

INFANTIS (18 Atletas):
. Carlos Fernandes: 8º Geral - 8º Masculinos
. Andreia Silva: 14ª Geral - 1ª Femininas
EQUIPAS (11 Equipas):
. Escola de BTT SFA 1º Dezembro: 8ª Classificada

Parabéns aos atletas!!!
Parabéns ao treinador!!!
Parabéns a todos os envolvidos no fantástico projecto da Escola de BTT SFA 1º Dezembro!!!


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:11
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 26 de Abril de 2013
AZAMBUJA: Quim Barreiros nas Tasquinhas de Alcoentre

Quim Barreiros nas Tasquinhas de Alcoentre

3 a 5 de maio de 2013

 

O cantor popular Quim Barreiros e os humoristas Quim Roscas & Zeca Estacionâncio são as apostas de animação da tradicional Festas das Tasquinhas de Alcoentre, freguesia do concelho de Azambuja. O evento tem entradas livres, decorre nos dias 3, 4 e 5 de maio e promete boa gastronomia servida pelas coletividades locais.

 

A 16ª edição da iniciativa arranca no dia 3, sexta-feira, pelas 19h00, com a abertura das tasquinhas ao público ao som da “Bandinha do Castelo”. Os cabeças de cartaz da primeira noite são a dupla de humoristas Quim Roscas & Zeca Estacionâncio, que sobem ao palco às 23h00. A hora de jantar será animada pela banda dos Bombeiros Voluntários de Alcoentre (21h00) e pelo conjunto musical “Xeques” (22h00). O baile para o início da madrugada terá a música da “Ben Covers Band.“

 

No dia 4, sábado, as tasquinhas abrem às 11h00. Durante a tarde, entre as 15h00 e as 18h00 poderá assistir-se a uma demonstração de várias coletividades da freguesia com as classes de karaté, kempo, ginástica, ballet, sevilhanas e danças desportivas; a que se seguirá a atuação da “Bandinha Amigos da Música.” A partir das onze da noite, tocam e cantam os grupos “RX” e “Prova de Fogo Covers Band”.

 

Quim Barreiros será o “rei” do último dia de festa, animando o recinto das tasquinhas a partir das 17h00. Antes do artista, a tarde conta com mais exibições das coletividades da freguesia, dança desportiva e dois ranchos folclóricos. A animação musical termina pelas 18h00 com a bandinha “Alkuentrus.” Às 22:00h encerram as tasquinhas.

 

A XVI Festa das Tasquinhas é organizada pela Junta de Freguesia de Alcoentre e tem o apoio do Município de Azambuja.

A entrada é livre e as tasquinhas estarão a cargo de sete associações da freguesia: Associação Recreativa e Cultural de Quebradas; ACR de Casais das Boiças; ACR de S.Salvador e Espinheira; ADC de Tagarro; Bombeiros Voluntários, Casa do Povo e Associação de Jovens de Alcoentre.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:10
link do post | comentar | favorito
|

VILA FRANCA DE XIRA: Prémio literário “Alves Redol” – edição 2013 recebe candidaturas até 31 de maio

 

O já tradicional tributo ao escritor vila-franquense, instituído pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, volta a incentivar à criatividade literária, nos géneros de “Conto” e “Romance”, abrindo as candidaturas até ao próximo dia 31 de maio.

Os vencedores das modalidades a concurso serão distinguidos com um prémio de €7500 (Romance) e de €2500 (Conto), a atribuir pelo júri, composto por um escritor; um representante da Associação Portuguesa de Críticos Literários e um representante da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. A deliberação dos vencedores será anunciada até novembro de 2013.

regulamento pode ser consultado no site da Câmara Municipal e outros detalhes podem ser obtidos junto da Biblioteca Municipal de Vila Franca de Xira.

 

Dia Mundial da Dança – Comemorações no Concelho de Vila F. Xira

Dia 29 de abril assinala-se o Dia Mundial da Dança. No Concelho de Vila F. Xira, as comemorações decorrem entre 27 de abril e 4 de maio, nas freguesias de Alhandra, Castanheira do Ribatejo e Póvoa de St.ª Iria. O programa dirige-se a crianças e adultos e, para além da apreciação como espectador, tem também uma componente de experimentação.

 

Programa:

> 27 de abril, Alhandra

Workshops

- 14h00 às 15h00 > Dança Pais e Filhos (3 aos 5 anos)

- 15h00 às 16h00 > Jazz (6 aos 14 anos)

- 16h00 às 17h00 > Zumba (M/12 anos)

- 17h00 às 18h00 > Hip Hop (M/5 anos)

- 18h00 às 19h00 > Jazz Adultos

Sociedade Euterpe Alhandrense, Alhandra

Sujeito a inscrição prévia na secretaria da Sociedade Euterpe Alhandrense

informações através do telefone: 219 500 592

Organização: Sociedade Euterpe Alhandrense | Conservatório Regional Silva Marques

 

> 28 de abril, 16h00 , Póvoa de St.ª Iria

Mostra de Danças de Salão

Centro Comercial Serra Nova

Organização: Grémio Dramático Povoense

 

> 29 de abril, 21h30, Castanheira do Ribatejo (Lugar das Quintas)

Danças Sevilhanas

Associação Cultural e Recreativa do Lugar das Quintas, Quintas

Organização: Associação Cultural e Recreativa do Lugar das Quintas

 

> 4 de maio, 16h00, Póvoa de St.ª Iria

Workshop de Danças Tradicionais por Rita Duarte

Palácio Quinta da Piedade

Classi­ficação etária: 3 aos 6 anos

Limite de participantes: 16 crianças e 2 acompanhantes por criança

Integrado no programa “O Palácio Para os Pequeninos”

Organização: Câmara Municipal de Vila Franca de Xira



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:07
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO:CORRIDAS DA LIBERDADE NO CARTAXO

CORRIDAS DA LIBERDADE NO CARTAXO

Cerca de 350 crianças e jovens participaram nesta iniciativa comemorativa do Dia da Liberdade

 

Mais uma vez, as Corridas da Liberdade encheram o Estádio Municipal do Cartaxo, na manhã do dia 25 de abril, proporcionando uma festa desportiva que envolveu as crianças e jovens de todo o concelho. 

Integradas nas comemorações do 39.º aniversário do 25 de Abril, as Corridas da Liberdade envolveram cerca de 350 participantes a correr nas pistas de atletismo do Estádio Municipal.  

Os pequenos atletas foram distribuídos pelos diversos escalões, tendo em consideração a idade, aos quais se juntaram também os pais, que todos os anos são convidados a fazer parte desta festa desportiva.  

A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal do Cartaxo como forma de comemorar o 25 de Abril e, mais do que a procura dos primeiros lugares, é o convívio que se sobrepõe a estas corridas, associado aos benefícios da prática de exercício físico.  

 

 

.......................................

CLASSIFICAÇÃO FINAL 

MINI-MINIS

Masculinos

Femininos

1º - Tomás Cavaleiro

1º - Maria Nogueira

2º - João Boal Costa

2º - Leonor Pereira

3º - Simão Nascimento

3º - Alexandra Vieira

 

MINIS

Masculinos

Femininos

1º - Afonso Coelho

1º - Alícia Gutierres

2º - Bernardo Jacinto

2º - Daniela Henriques Rocha

3º - Simão Pargana

3º - Sara Boal Costa

 

ESCOLINHAS

Masculinos

Femininos

1º - Bernardo Boal Duarte

1º - Teresa dos Santos Abade

2º - João Pedro Patrício

2º - Beatriz Boal Duarte

3º - Rodrigo Cabral Silva

3º - Rafaela Silva

 

BENJAMINS

Masculinos

Femininos

1º - Diogo Miguel Cruz

1º - Márcia Cavaleiro

   

 

 

INFANTIS

Masculinos

Femininos

1º - Marcos Fidalgo

1º - Rita Miranda

2º - Pedro Miguel Carvalho

2º - Mariana G. Franco

3º - Valério Ferreira

3º - Carolina V. Oliveira

 

INICIADOS

Masculinos

Femininos

1º - Duarte Vidais Santos

1º - Patrícia Silva

2º - Rui Torres

2º - Sara Madeira Costa

3º - Pedro Miguel Santos

3º - Andreia Luis Santos

 

JUVENIS

Masculinos

Femininos

1º - Tiago Calisto

1º - Sara Teófilo Pereira

2º - Pedro Nunes

-------

 

PAIS / MÃES

1º - Orlando Duarte

1º - Ana Cláudia Perdiz

2º - Luís Filipe Nunes

2º - Chimere Geitoeira

3º - Rui Marco Paulo

3º - Salete Valente

 

 

 

 IV ENCONTRO DE INTERVENÇÃO SOCIAL DO CARTAXO

Autarcas e técnicos de ação social refletiram sobre a importância da criação de Fundos de Emergência Social e de serviços de atendimento integrado

 

No passado dia 24 de abril, o Auditório Municipal da Quinta das Pratas recebeu o IV Encontro de Intervenção Social do Concelho do Cartaxo, este ano centrado nas temáticas dos Fundos de Emergência Social e dos Modelos de Atendimento Integrado.

 

Organizado pela Câmara Municipal do Cartaxo e Rede Social do Concelho do Cartaxo, o encontro abordou a importância e necessidade de encontrar respostas sociais mais rápidas, eficazes e integradas, face ao agravamento das dificuldades sentidas por um número cada vez maior de pessoas.

 

Autarquias e instituições são diariamente confrontadas com novas problemáticas sociais, contudo, a falta de recursos financeiros e a burocratização dos processos condiciona muitas vezes uma resposta imediata. Na procura de novas soluções, várias autarquias têm criado projetos que se têm revelado um sucesso no âmbito do apoio social. Dois deles foram apresentados neste encontro – o Fundo de Emergência Social da Junta de Freguesia de Marvila e o Atendimento Integrado do Município de Loures.

 

Presente neste encontro, Bernardo Pereira, vice-presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, considerou que “os momentos difíceis que atravessamos exigem um esforço muito maior da parte dos municípios e das instituições, que têm de ser criativos para minimizar os problemas e motivar as pessoas”.

 

Conhecer os projetos que outros municípios desenvolvem na área do apoio social torna-se fundamental, na opinião de Bernardo Pereira, dado que “muitas vezes os problemas são comuns e andamos a perder tempo a procurar soluções que já foram criadas e estão a colher resultados muito positivos noutros locais”, frisou, defendendo ainda a importância do “reforço das parcerias e da rentabilização dos recursos locais para uma resposta cada vez melhor às famílias que estão a passar por maiores dificuldades”.

 

Maria José Lambéria, que participou no encontro em representação do diretor do Serviço Distrital da Segurança Social, reconheceu também que a crise que se atravessa levou ao agravamento dos problemas sociais, por isso defendeu que “devemos encarar a realidade e, ao mesmo tempo, encontrar respostas realistas”.  

 

Fundo de Emergência Social tem sido uma mais-valia para as famílias carenciadas da freguesia de Marvila

 

Durante a manhã, foram apresentadas e debatidas questões relacionadas com os Fundos de Emergência Social. Isabel Fraga, vogal dos pelouros da Educação, Ação Social e Saúde da Junta de Freguesia de Marvila, e Elizabete Silva Ribeiro, técnica superior do Serviço Social da mesma Junta de Freguesia, apresentaram no Cartaxo o projeto que está a ser implementado na Junta de Freguesia desde janeiro deste ano e que tem permitido alargar o leque de apoios às famílias mais carenciadas.

 

“Trata-se de um apoio económico que é atribuído às pessoas de forma indireta. Se a pessoa não tem dinheiro para comprar medicamentos, pagar a conta da eletricidade, da água ou a renda da casa dirige-se a nós e, depois de analisarmos o caso, é a Junta de Freguesia que suporta essa despesa”, explicou Elizabete Ribeiro.

 

Uma maior articulação com as diferentes instituições e entidades locais e a desburocratização de processos tem sido também uma aposta da Junta de Freguesia, que com isso tem conseguido dar respostas a situações emergentes no próprio dia ou no dia seguinte.

 

Atendimento Integrado em Loures valoriza apoio social

 

O painel da tarde teve como tema central os Modelos de Atendimento Integrado e contou com apresentação do projeto implementado no Município de Loures.

 

Concentrar num único espaço um serviço de atendimento que proporciona respostas mais imediatas aos problemas sentidos pelas famílias mais desprotegidas ou o seu reencaminhamento para a entidade ou instituição que lhe pode prestar mais rapidamente o apoio de que necessita tem tido resultados muito positivos em Loures.

 

O funcionamento deste atendimento integrado tem exigido uma estreita colaboração com as entidades que prestam os diferentes tipos de apoios sociais no concelho, cuja parceria tem vindo a ser reforçada à medida que vão sendo criados novos projetos para fazer face ao aumento das dificuldades sentidas pela população e que, na maioria dos casos, resultam da falta de rendimentos e do aumento da população envelhecida.

 

 

 

 

COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL NO CARTAXO

§  Eleitos na Assembleia Municipal participaram na Sessão Solene do Dia da Liberdade

 

§  Paulo Varanda apelou ao empenho conjunto no traçar de um novo caminho que devolva a esperança e a confiança ao povo

 

O 25 de Abril foi comemorado no Cartaxo com uma sessão solene no Salão Nobre da Câmara Municipal, aberta a todos os munícipes e onde intervieram as diferentes forças políticas representadas na Assembleia Municipal, assim como o presidente deste órgão autárquico e o presidente do Município, Paulo Varanda.

 

As comemorações tiveram início junto aos Paços do Concelho, onde foi hasteada a bandeira nacional, seguindo-se o desfile de viaturas e Fanfarra dos Bombeiros Municipais.

 

Fernando Santos, presidente da Assembleia Municipal, abriu a sessão solene do 25 de Abril. Recordando o acontecimento da revolta militar que levou à criação de um “Portugal democrático e mais livre”, Fernando Santos constatou que, passados 39 anos, “o povo está mais triste e mais pobre”.

 

Fernando Santos defendeu que “todos temos a responsabilidade de contribuir para o progresso do país”, de modo a minimizar os problemas do desequilíbrio económico e social. O desemprego é, na sua opinião, o “maior flagelo do país, sinal de pobreza e de marginalidade”.

 

Paulo Varanda apelou ao empenho conjunto no traçar de um novo caminho que devolva a esperança e a confiança ao povo

 

No 39.º aniversário do 25 de Abril, Paulo Varanda, presidente do Município do Cartaxo, mostrou-se preocupado com o caminho para o qual o país está a ser conduzido, levando a uma crescente degradação dos valores da liberdade, da esperança e da confiança.

 

Para o presidente do Município, a principal herança que recebemos da Revolução dos Cravos foi “a grande lição de saber que nos podemos levantar, pacificamente, unidos, determinados, e exigir o que nos pertence – o direito de decidir”.

 

Mas, quase quatro décadas depois, “parecemos hoje esmorecer. Mais do que aquele povo farto de opressão, parecemos hoje um povo cansado”, considerou. Na sua opinião, os portugueses estão cansados dos mesmos partidos políticos, estão descrentes da importância da sua própria participação política, estão afastados dos atos eleitorais que tanto desejaram.

 

Paulo Varanda constata que “há portugueses que não encontram mais nada em que acreditar, que já não acalentam sonhos, não dão largas à imaginação, apenas querem sobreviver, atravessar este rio ruim, apenas querem que este tempo acabe. Estes portugueses são cada vez mais e sobrevivem com cada vez maiores dificuldades, e por isso, com cada vez menos liberdade”.

 

Para o autarca, o povo precisa essencialmente de “apoio, da verdade dita em palavras simples, não mais escondida”, e defende que “é o interesse do Cartaxo, das famílias que anseiam por apoio, dos jovens que precisam de futuro, que são o futuro, que tem de estar em primeiro lugar na nossa ação diária”.

 

Paulo Varanda terminou a sua intervenção apelando “à responsabilidade, ao empenho conjunto, à participação ativa e responsável de todos, para que, neste labirinto enorme para o qual as pessoas sentem que foram atiradas, nós possamos ser, de facto, uma ajuda no traçar de um novo caminho, no encontrar da saída que devolverá a esperança e a confiança. Que festejemos Abril, unindo forças, superando diferenças e fazendo do trabalho, da competência, da solidariedade os nossos cravos na lapela”.

 

Eleitos na Assembleia Municipal preocupados com o atual estado democrático

 

Em representação da bancada do BE, Francisco Colaço afirmou que as autarquias têm sido “um importante esteio de resistência à política de desmantelamento do estado social e do serviço público”.

 

Recusando muitas das medidas implementadas pelo atual Governo, como sendo o modelo de reorganização administrativa do território, Francisco Colaço considerou que “o Governo PSD/CDS leva a cabo a maior ofensiva contra a democracia local de que há memória no Portugal democrático”.

 

Para Carlos Mota, da CDU, assiste-se hoje à “destruição” das conquistas de Abril, dando como exemplo o aumento das desigualdades sociais, o fosso entre ricos e pobres “que nunca foi tão grande”, e a perseguição aos trabalhadores, “que nunca atingiu tão grande escala”.

 

Nesse sentido, Carlos Mota defendeu que “não é de comemorar, mas de cumprir Abril que precisamos”, e afirmou que “a esperança não está perdida”, uma vez que nas próximas eleições os portugueses terão oportunidade de escolher quem os poderá governar.

 

Pedro Barata deu voz à bancada do PSD e começou a sua intervenção recordando os momentos de alegria que guarda acerca da Revolução dos Cravos. Para o eleito, o 25 de Abril foi sobretudo “uma mudança de mentalidades, uma mudança de opções e atitudes, de procurar alternativas”.

 

Pedro Barata considera que “o 25 de Abril foi e é uma oportunidade” e que “pode ser todos os dias”, isto porque, “sempre que estamos insatisfeitos devemos encontrar alternativas, provocar mais um 25 de Abril”.

 

Fernando Ramos, do PS, mostrou preocupação a respeito da “degradação constante do estado democrático e dos valores que ele em si mesmo encerra”, defendendo que é fundamental reconhecer e minimizar os “fenómenos que estão a colocar em causa a democracia”.

 

Fernando Ramos considera que “temo-nos distraído muito”, considerando os índices atuais de fome, precariedade e desemprego. Por isso defende que é urgente “tomar medidas, redefinir estratégias e compromissos anteriormente definidos”, acrescentando que “as decisões políticas têm de pôr o interesse público à frente do interesse político e partidário”.

 

 

 

“Tenho sempre um desejo enorme de aprender”

 

Professor do ensino básico, apaixonado pelas artes de palco, defensor de causas sociais e ambientais, dirigente associativo. Mário Júlio Reis tem sido um cidadão ativo num concelho que o acolheu de braços abertos no início dos anos 80. Aqui ensina e se tem enriquecido profissional e pessoalmente. Foi ele o convidado da Conversa na Taberna do dia 24 de abril.

 

Mário Júlio Reis é professor do ensino básico. Poderia ter enveredado por uma carreira no teatro, ou até mesmo por um percurso na vertente das artes plásticas, mas o ensino pareceu-lhe ser uma “área mais segura”.

 

Defensor de causas sociais e ambientais, e sobretudo do interesse coletivo, foi abraçando ao longo da sua vida um vasto conjunto de atividades e projetos, que o ajudaram a enriquecer-se profissional e pessoalmente, e que contribuíram verdadeiramente para o desenvolvimento de uma comunidade mais participativa, solidária e desperta para os valores da cultura.

 

Mário Júlio Reis não nasceu no Cartaxo, mas considera esta ser a sua terra, porque como disse um dia Hemingway, “a nossa terra é onde enterramos os nossos avós e onde nascem os nossos filhos”.

 

Nasceu há 55 anos em Angola e, tal como muitos outros portugueses, regressou a Portugal juntamente com a família em 1975. Depois de uma passagem pela cidade do Porto – onde fez o curso do Magistério Primário e, paralelamente, o curso de História de Artes Decorativas e um curso de Teatro de nível profissional – instalou-se de forma definitiva no Cartaxo, no início dos anos 80.

“O Cartaxo acolheu-nos de braços abertos, foi muito solidário comigo. Nunca sentimos que as pessoas nos olhassem como alguém que viesse ocupar o seu espaço. Construímos raízes aqui, por isso sou mais do Cartaxo do que qualquer outro lado”.

 

O “apego ao Cartaxo” começou à medida que se foi envolvendo no movimento associativo. Primeiro com a formação do Grupo 72 de Escoteiros, depois com a sua ligação ao Grupo de Teatro Amadores Combate e ao Centro Cultural do Concelho do Cartaxo.

 

A “hospitalidade muito significativa” que o Cartaxo lhe transmitia contribuiu em larga medida para a sua participação mais ativa no associativismo. Até porque, para si, “o associativismo é uma marca, é a instituição da solidariedade, era ali que me sentia realizado, na medida em que as pessoas mostravam ser capazes de fazer coisas novas e diferentes”.

 

Muitas foram as atividades de âmbito cultural e desportivo que nasceram a partir do movimento associativo. Uma delas marcou-o particularmente: a primeira exposição de Jorge Maltieira. Sobretudo porque o artista foi para Mário Júlio um dos seus “muitos mestres”,  que muito contribuiu para o seu próprio desenvolvimento.

 

Foi também muito gratificante para si ter sido coordenador das atividades de educação de adultos dos concelhos do Cartaxo, Santarém e Rio Maior e que, nos anos 80, permitiram alfabetizar centenas de pessoas no concelho.

 

Toda esta sua atividade junto da comunidade coincidia com o início da sua carreira no ensino. Começou a dar aulas em Vila Chã de Ourique, mas pouco tempo depois um novo projeto afastou-o temporariamente das salas de aula – o programa de Luta Contra a Pobreza da então CEE.

 

De regresso ao meio escolar, Mário Júlio teve a oportunidade de implementar um projeto há muito ambicionado. “Tive a possibilidade de trabalhar exclusivamente em artes e expressões nas escolas. Durante três anos recebi dos professores o planeamento e realizei com as crianças trabalhos artísticos”.

 

Mário Júlio esteve também na linha da frente da reorganização administrativa escolar, que levou à constituição da primeira escola com autonomia administrativa no concelho, “enfeitiçado com a procura de novas respostas para as escolas, de preferência, melhores”.

 

Relativamente ao ensino do presente, Mário Júlio considera que “a preparação de base” do cidadão – que corresponde até ao 2.º ciclo – está num “caminho razoável”. O mesmo não se passa quanto “ao ensino a montante”, o qual “não corresponde às necessidades e àquilo que o país precisa”.

 

O ensino profissional é, na sua opinião, “anedótico”, havendo “uma clivagem muito grande” entre os cursos profissionais e os cursos universitários. “As exigências intelectuais para as medicinas e engenharias são enormes, mas sai-se de um curso de engenharia de construção civil sem se saber o que é uma colher de pedreiro. Formamos grandes técnicos em áreas muito especializadas e depois faltam-nos técnicos intermédios e isso não faz andar o país”.

 

Também a vertente ecológica foi trabalhada nas escolas, no âmbito de um projeto dinamizado por Mário Júlio, quando integrou a secção de Tempos Livres do Jardim de Infância do Cartaxo. “A campanha chamava-se Papel Velho Vira Livro e toda a receita era investida em livros para a biblioteca escolar. Criou-se um movimento muito interessante na cidade, em que as pessoas chegavam até nós com sacos cheios de jornais e revistas”.

 

Esta iniciativa gerou inclusive um “caso caricato”, que levou Mário Júlio a testemunhar num processo contra uma das tipografias da cidade – que colaborou na campanha – e que estava a ser acusada de não ter declarado a entrega dos resíduos de papel a empresas que efetuam essa recolha.

 

Mais recentemente, surgiu a campanha dos Espantalhos, dinamizada pela EcoCartaxo, e que, além de ter por base os conceitos de reutilização dos materiais, “recupera uma tradição do nosso povo”. No Cartaxo, a campanha Mãos à Obra Portugal teve também grande impacto, mas na opinião de Mário Júlio, coordenador local da campanha, o projeto “merece ser repensado, porque não podemos continuar a limpar todos os anos o que outros, impunemente, sujam. Não é nada pedagógico”.

 

O teatro é uma das suas grandes paixões. Admite ter chegado a ter “o devaneio de ser ator”, mas talvez “por excesso de comodismo” na altura, e também pelas dificuldades que enfrentavam os artistas nos final dos anos 70, achou que a profissão de professor seria mais segura.

 

No entanto, o “bichinho nunca deixou de morder”. Por isso, quando nasceu o projeto de teatro comunitário no Cartaxo, não pensou duas vezes e disponibilizou-se para participar tanto no palco como fora dele. “Para mim é tão importante o que prega as tábuas para o cenário como o artista que faz a primeira personagem. É assim que penso o teatro, como uma atividade de grupo”.

A sua intervenção na comunidade abrange também a política. Mário Júlio está a acabar o segundo mandato como vereador na Câmara Municipal, um convite que aceitou apenas com o objetivo de “poder servir mais e melhor o concelho”.

 

Movido pelo “desejo enorme de aprender”, Mário Júlio tem sido um cidadão ativo, intervindo nas mais diferentes áreas. Isso só tem sido possível porque “o concelho deu-me uma série de oportunidades que tentei aproveitar ao máximo”. Essas oportunidades transformaram-se em “grandes mais-valias” para a sua própria vida, fazendo com que “aqui tenha aprendido muito do que sei hoje”.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:02
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO: 39º Aniversário do 25 de Abril


Discurso de Pedro Barata, Deputado Municipal eleito pelo PSD Cartaxo, na Assembleia Municipal Comemorativa do 25 de Abril (25-04-2013)

 

Sr. Presidente da Assembleia Municipal
Sr. Presidente da Câmara Municipal e Srs. Vereadores
Srs. Presidentes de Junta
Senhoras e senhores deputados municipais
Srs. Representantes das forças de segurança do Concelho e demais autoridades presentes
Senhoras e senhores Jornalistas
Minhas senhoras e meus senhores

"… Os homens não queriam mais guerra... queriam ser livres e em vez de dispararem balas a sério (como nos filmes) puseram cravos nas pistolas!"

A explicação aos olhos de uma criança onde a inocência e a simplicidade desenharam uma imagem que ficará para sempre.
Em 1974, também era um jovem e recordo a festa do povo nesse ano e nos seguintes.
Recordo as manifestações genuínas de alegria e a festa que esse dia proporcionava.
Lembro-me, também, de participar na organização dos Filhos de Abril, ali em baixo, nos jardins da Câmara.
Organizámos pintura, desenho, corridas, …, uma festa verdadeiramente popular.
O 25 de Abril não pode ser esquecido, é uma mudança que deve ser lembrada.
Para mim o 25 de Abril representa não apenas uma revolução importante, uma mudança de regime, mas uma mudança de mentalidade, uma mudança nas opções, uma mudança de atitude ou o procurar alternativas a nível nacional.
O 25 de Abril foi e é uma oportunidade.
Se focarmos os aspectos pessoais:
Quantos de nós tivemos de efectuar roturas com o passado, de provocar mudanças nas opções ou de desencadear uma revolução na vida profissional.
Umas provocadas por factores externos outros por nossa opção.
O 25 de Abril deve ser todos os dias, quando constatamos que o “regime” se mantém sem soluções, quando verificamos que nos encontramos mais desiludidos com as decisões e com as opções.
É nestes momentos que devemos encontrar a alternativa, provocar uma revolução nos opções, provocar mais um “25 de Abril”.
Um “25 de Abril” que é nosso, mas que ao juntar-se a muitos outros, pode tornar-se num “25 de Abril” das causas que defendemos.
E é aqui que lembro esta casa, este concelho, esta terra que é o Cartaxo.
As autarquias, como pilares do regime democrático saído do 25 de Abril, constituídas por eleitos diretamente sufragados pelas populações e sendo o poder político com maior proximidade aos cidadãos, enfrentam crescentes responsabilidades e o desafio de passarem, gradualmente, a um patamar superior da qualidade de vida das comunidades onde se inserem.
É imperioso redefinir as prioridades na gestão da “coisa pública”, redimensionar estratégias para as próximas décadas, reequacionar o que é indispensável fazer, porque é urgente gastar melhor os recursos postos à disposição do Poder Local.
Não se pode gastar o dinheiro que não existe, fazer obras que não são estruturais e prementes para o bem dos territórios e principalmente das pessoas.
Este é um ano de eleições autárquicas, este é um ano de decisões. Este é o ano de promover uma revolução nas opções no concelho.
Um concelho que se olha mais triste, mais endividado e mais vazio de ideias.
Hoje conhecemos dois projectos que se tentam reinventar e que tentam aparentar ideais novas, mas que na verdade são ideias do passado... apresentadas após algumas cirurgias plásticas.
Com dois protagonistas, que têm 4 e 10 anos de responsabilidade no poder executivo municipal e que demonstram querer só a cadeira do poder. Querem apenas perpetuar o poder pessoal.
É nestes momentos que podemos e devemos exercer a nossa força, mostrar a paixão pela nossa terra.
E tal como a criança descrevia, podemos colocar um cravo nas armas ou nos esgotados argumentos de quem está no poder há quase 40 anos.
Bem sei que muitos vão privilegiar discussões sobre questões nacionais com o objectivo de esconder o seu exercício autárquico.
Por dificuldades argumentativas e por estratégia eleitoral vão levantar a poeira necessária para tentar tapar as dívidas ou as opções erradas que concretizaram no nosso concelho.
Outros vão inundar-nos com questões que nada estão relacionados com a nossa terra.
Mas em democracia, se há momento em que podemos e devemos exercer e mostrar a força de uma revolução, de uma renovação ou de uma mudança, é no momento de votar.
A mudança não é fácil, alterar hábitos nunca foi fácil.
Mas ter a oportunidade de provocar a mudança, de fazer a revolução na nossa terra, de fazer o “25 de Abril” no Cartaxo, depende de todos nós. É preciso coragem...
Para terminar queria dirigir-me a todos os autarcas aqui presentes, com uma frase de Winston Churchill, um dos maiores estadistas do século vinte:
“É inútil dizer “estamos a fazer o possível”. Precisamos de fazer o que é necessário.”
Nós, nesta bancada da Assembleia Municipal, estamos e vamos fazer o que é necessário.

Viva o Cartaxo
Viva Portugal



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:11
link do post | comentar | favorito
|

AgroCluster Ribatejo reforça parcerias internacionais

 

Tendo em conta que uma das linhas estratégicas do AgroCluster Ribatejo é o reforço das suas relações internacionais, este cluster concorreu a mais um projeto internacional, integrando o consórcio NATUREEF, um dos 11 consórcios internacionais aprovados recentemente.

 

Na sequência da apresentação de candidatura internacional à European Strategic Cluster Partnership (ESCP), direcionado a clusters e organizações interessadas em intensificar a colaboração além-fronteiras e intersetorial, o AgroCluster Ribatejo foi selecionado para integrar a NATUREEF, rede internacional na área da eficiência em recursos naturais. Esta distinção vem reforçar o papel de relevo que o Agrocluster vem desempenhando a nível internacional, quer na ligação com entidades congéneres, quer no apoio às suas empresas, bem como vem reforçar a importância que a área da eficiência em recursos naturais representa para este cluster agroindustrial. “O Agrocluster Ribatejo deu desde sempre muita atenção à utilização ambientalmente sustentável dos recursos do seu território, em linha com uma das orientações estratégicas do próximo quadro da PAC”, referiu o Presidente do AgroCluster Ribatejo, Carlos Lopes de Sousa

 

Programa da FERSANT já está a ser preparado

 

O plano de atividades que irá acompanhar a Feira Empresarial da Região de Santarém já está a ser preparado. Está já confirmada a realização de sessões referentes ao projetos Move PME, Sítio do Empreendedor e Vale Inovação, bem como o Fórum Empreendedorismo.

 

Entre os dias 08 e 16 de junho, no CNEMA em Santarém, a NERSANT vai levar a efeito a sua feira empresarial, a par da Feira Nacional da Agricultura. De maneira a complementar o espaço expositivo do certame, a NERSANT tem optado pela realização, ao longo dos anos, de diversas atividades paralelas que, pela sua natureza, trazem mais público às empresas, entidades e organizações representadas na feira.

 

NERSANT em missão empresarial

a Moçambique pela 8.ª vez

 

Arranca este sábado, dia 27 de abril, a missão empresarial a Moçambique, a oitava que a NERSANT realiza a este mercado no prazo de dois anos. Desta vez, a viagem de negócios conta com uma comitiva de 10 empresários, que vão procurar negócios nas cidades de Maputo e Beira.

 

Tendo em conta a sua estratégia de apoio à internacionalização das empresas da região do Ribatejo, a NERSANT vai estar em Moçambique entre os dias 27 de abril e 04 de maio, a liderar mais uma missão empresarial a este mercado.

 

 

NERSANT já preparou 119 futuros empreendedores

da região para a gestão dos seus negócios

 

 

A Formação Inicial de Empreendedores da NERSANT é já uma aposta ganha da Associação Empresarial da Região de Santarém. Até ao momento, 119 futuros empreendedores já integraram este tipo de formação especializada, com o objetivo de recolherem conhecimentos para uma gestão adequada do seu negócio.

NERSANT e Bolsa Portuguesa

assinam protocolo

 

 

A NYSE Euronext Lisbon (Bolsa Portuguesa) e a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, vão assinar, no próximo dia 15 de maio, pelas 17H00, em Torres Novas, um protocolo de colaboração que tem como objetivo trazer novas empresas para a Bolsa



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:05
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: BE/Santarém desafia candidaturas a terem contenção nas despesas de campanha

Milhares de habitantes sem emprego, milhares de desempregados sem qualquer apoio social. Muitas pessoas na miséria absoluta e a passarem fome. Alunos que chegam à escola sem o pequeno-almoço, pessoas que não têm dinheiro para comprar os medicamentos, pessoas a perderem casa por não poderem pagar renda ou empréstimo…

Tudo isto se passa no concelho de Santarém. É uma situação extrema que deve obrigar os partidos políticos a pensar em propostas para a emergência social e menos em espectáculo eleitoral.

As campanhas eleitorais, em particular a das autárquicas, foram sempre autênticos regabofes no que toca a gastar dinheiro por parte dos partidos do chamado arco do poder.

Como é óbvio esperava-se e exigia-se que, numa altura em que se pedem sacrifícios duríssimos às populações, os partidos do arco do poder dessem o exemplo. Mas não é isso que já está a acontecer!

Infelizmente, a falta de lucidez e a cegueira pela conquista e/ou manutenção do poder a qualquer custo retira a clarividência e o respeito pela população que está cada vez mais enterrada na pobreza e miséria.   

A campanha eleitoral que se aproxima deve ser baseada em propostas e programas que permitam construir a saída para a crise que se vive no concelho de Santarém, começada pelo PS e aprofundada pelo PSD. No governo como na câmara!

O Bloco apela à seriedade e à responsabilidade. Recusamos o recurso ao esbanjamento de dinheiro.

Faremos uma campanha com um orçamento muito baixo; concentrar-nos-emos na criatividade, na sensatez e na construção de uma aliança social para a alternativa de esquerda.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:04
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Abril de 2013
CARTAXO: PROJETO ALLEGRO EM ESTREIA NA XXV EDIÇÃO DA FESTA DO VINHO DO CARTAX

Allegro é um projeto musical recém-nascido no Cartaxo e que envolve jovens da cidade com gosto pela música e com vontade de construir uma carreira ligada às artes performativas. Coordenado por Constança Lopes, o Projeto Allegro inclui jovens com formação musical de base, que se apresentaram já em público e que procuram dar continuidade ao seu trabalho.
Além de Constança Lopes, integram este projeto Daniela Ramos e Teresa Santos, para além de outros elementos. No entanto, a formação do grupo tem como base estas três cantoras. Para o espectáculo “Uma Casa Portuguesa”, que constitui o espectáculo de estreia, foram também convidadas Adriana Oliveira, Joana Almeida, Patrícia Silva, Verónica Fajardo e ainda Artur Correia.
“Uma Casa Portuguesa” é um espectáculo musical, com cerca de uma hora de duração, que pretende recriar algumas das mais populares canções portuguesas. Com um repertório organizado especificamente para a XXV Festa do Vinho do Cartaxo, “Uma Casa Portuguesa” inclui temas populares celebrizados por Amália e também alguns temas que constituem o cartão de apresentação musical da época áurea do cinema português. O espectáculo terá lugar pelas 22:30 horas do dia 30 de abril, no Pavilhão de Exposições do Cartaxo.
Este projeto tem como objetivo promover a interdisciplinaridade, fazendo a ligação entre a música, a dança e a figuração. O Projeto Allegro tem já agendado o próximo espectáculo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:56
link do post | comentar | favorito
|

Samora Correia espera mais de 20 mil aficionados

A cidade de Samora Correia já está preparada para receber mais de 20 mil aficionados durante a Semana Taurina e a Feira Anual que decorrem de 26 de abril a 6 de Maio com largadas de touros diárias, espetáculos, gala taurina, exposições temáticas, colóquio, Corrida de Toiros e Demonstração de Toureio.

Este ano a ganadaria selecionada foi a de José Dias, triunfadora nos principais eventos taurinos da região. Serão largados mais de duas dezenas de touros durante os 11 dias dos festejos (ver programa em baixo).

O Torricado com bacalhau será rei nas mesas dos restaurantes da cidade numa promoção do mais típico dos pratos da lezíria ribatejana.

A Ganadaria samorense Oliveiras Irmãos regressa à sua terra com uma corrida de touros no domingo, 28 de abril, às 17h00 com o seguinte cartel:


 

Cavaleiros: SÓNIA MATIAS (1ª Cavaleira de Alternativa)
ANA BATISTA (Comemoração dos 25 anos de Toureio)
PEDRO SALVADOR (Comemoração dos 10 anos de Alternativa)
Grupos de Forcados: RIBATEJO e AZAMBUJA.
Toiros da Ganadaria: OLIVEIRA IRMÃOS.

 

SAMORA CORREIA - A EMOÇÃO DA FESTA BRAVA DE 26 ABRIL A 6 de MAIO. CONSULTE AQUI O PROGRAMA COMPLETO.            

VIII SEMANA TAURINA DE SAMORA CORREIA

SEXTA-FEIRA, 26.04.2013

LARGO DO CALVÁRIO

19:00 Largada de Toiros
21:00 Abertura do ESPAÇO PURO RIBATEJO (Celeiro da Companhia das Lezírias)
22:30 Animação Musical com SPANISH SOUL (Filipe Cachopas – Ex. Tres Sangres, Diogo Sotto-Mayor e Alexandre Alves).
01:00 Largada de Toiros

CENTRO CULTURAL DE SAMORA CORREIA

21:00 Inauguração de Exposição:
“TOIRO” Fotografias de JOAQUIM CORREIA
21:30 Colóquio “ HISTÓRIAS NAS ARENAS”
Oradores: DR. VASCO LUCAS, SÓNIA MATIAS, ANA BATISTA, PEDRO SALVADOR, JOÃO ROCHA, VIRGÍLIO PALMA FIALHO e MAURÍCIO DO VALE.
Moderador: SÉRGIO PERILHÃO.

SÁBADO, 27.04.2013

LARGO DO CALVÁRIO

16:30 Largada para crianças
17:00 Largada para mulheres
17:30 Vacada Popular
21:00 Abertura do ESPAÇO PURO RIBATEJO (Celeiro da Companhia das Lezírias)
23:00 Animação Musical com JOSÉ LITO MAIA
01:00 Largada de Toiros

CENTRO CULTURAL DE SAMORA CORREIA

21:30 II GALA TAURINA ÍRIS FM E PROGRAMA SOMBRA SOL
Participação das DANÇAS DE SALÃO DA AREPA, das SEVILHANAS SABOR FLAMENCO DA AGISC, do GRUPO ETNOGRÁFICO SAMORA E O PASSADO, da BANDA DA ASSOCIAÇÃO FILARMÓNICA DA NAZARÉ, do declamador de Poesia Ribatejana RAÚL CALDEIRA, do entertainer CHICO DIAS e dos Fadistas ANTÓNIO PINTO BASTO, RUI NEIVA CORREIA, GONÇALO DA CÂMARA PEREIRA, ELIZABETE DA VEIGA (Fadista Cabo Verdiana), JOSÉ BARROCA e ANA SOFIA VARELA, acompanhados à guitarra por SIDÓNIO PEREIRA e à viola por JOSÉ CLEMENTE.
Organização: ÍRIS FM e JUNTA DE FREGUESIA DE SAMORA CORREIA

DOMINGO, 28.04.2013

PRAÇA DE TOIROS

17:00 I GRANDE CORRIDA DE TOIROS DA SEMANA TAURINA
Cavaleiros: SÓNIA MATIAS (1ª Cavaleira de Alternativa)
ANA BATISTA (Comemoração dos 25 anos de Toureio)
PEDRO SALVADOR (Comemoração dos 10 anos de Alternativa)
Grupos de Forcados: RIBATEJO e AZAMBUJA.
Toiros da Ganadaria: OLIVEIRA IRMÃOS.
Organização: TAUROLEVE

CENTRO CULTURAL DE SAMORA CORREIA

21:30 Espectáculo de Flamenco
CUADRO FLAMENCO DE LOLA JARAMILLO E JESUS HERRERA (SEVILHA – ESPANHA)

SEGUNDA-FEIRA, 29.04.2013

LARGO DO CALVÁRIO

19:00 Largada de Toiros
20:00 Abertura do ESPAÇO PURO RIBATEJO (Celeiro da Companhia das Lezírias)
21:00 Noite das Sevilhanas
- GRUPO DE SEVILHANAS SABOR FLAMENCO AGISC
- GRUPO DE SEVILHANAS DO JUVENTUDE DA CASTANHEIRA DO RIBATEJO
- GRUPO DE SEVILHANAS GARNACHA
- GRUPO DE SEVILHANAS CANELA E MANZANILLA DA CASA DO POVO DE SAMORA CORREIA
22:30 Animação Musical com o Grupo PRINGÁ

TERÇA-FEIRA, 30.04.2013

LARGO DO CALVÁRIO

19:00 Largada de Toiros
20:00 Abertura do ESPAÇO PURO RIBATEJO (Celeiro da Companhia das Lezírias)
22:00 Animação Musical com o Grupo SONIDO ANDALUZ
01:00 Largada de Toiros

QUARTA-FEIRA(FERIADO), 01.05.2013

PRAÇA DE TOIROS

16:00 Demonstração de Toureio, com PEDRO NORONHA, PEDRO CUNHA, JOÃO GOMES, JOÃO CARRANCA E JOÃO GUERRA da ASSOCIAÇÃO ESCOLA DE TOUREIO JOSÉ FALCÃO DE VILA FRANCA DE XIRA
Participação do Cavalinho Musical da SFUS

LARGO DO CALVÁRIO

18:00 Largada de Toiros

CENTRO CULTURAL DE SAMORA CORREIA

21:30 VI Encontro Taurino de Bandas de Música
- BANDA DO ATENEU ARTÍSTICO VILAFRANQUENSE
- BANDA FILARMÓNICA DA ACADEMIA MUSICAL UNIÃO E TRABALHO DE SARILHO GRANDES
- BANDA DA SOCIEDADE FILARMÓNICA UNIÃO SAMORENSE (com a participação especial da Mezzo-Soprano do Coro do Teatro Nacional de São Carlos NATÁLIA DE CARVALHO BRITO)

WORKSHOP FLAMENCO
CENTRO CULTURAL DE SAMORA CORREIA
SÁBADO E DOMINGO, 27 E 28 ABRIL 2013
• Com LOLA JARAMILLO E JESUS HERRERA (SEVILHA-ESPANHA)
Informações e Inscrições (até 26.04.2013): Junta Freguesia Samora Correia
Tel: 263 650 670 / Fax: 263 650 671 secretaria.jfsc@mail.telepac.pt>

FEIRA ANUAL – 2 a 6 de MAIO
LARGADAS DE TOIROS
QUINTA-FEIRA, 2 – 19:00
SEXTA-FEIRA, 3 – 19:00
SÁBADO, 4 – 17:30
DOMINGO, 5 – 10:30
SEGUNDA-FEIRA, 6 – 19:00

TOIROS DE JOSÉ DIAS



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:49
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM: Ludgero Mendes é candidato à Presidência da Assembleia Municipal

 

 


Ludgero Mendes é candidato à Presidência da Assembleia Municipal de Santarém pela lista de Idália Serrão

 

 

Foi apresentado à Comissão Política Concelhia do Partido Socialista, o nome de Ludgero Mendes como cabeça de lista à Assembleia Municipal de Santarém.


Figura incontornável do concelho, Ludgero Mendes tem uma vida fortemente ligada ao movimento associativo, sendo um profundo conhecedor da realidade local. Com fortes raízes no movimento associativo etnográfico e cultural de Santarém, Ludgero Mendes exerce, desde 1995, a Presidência da Direção do Grupo Académico de Danças Ribatejanas e a Presidência da Comissão Executiva do Festival Internacional de Folclore “Celestino Graça”.


Bancário reformado de profissão, que sempre exerceu no concelho de Santarém, Ludgero Mendes é vereador independente, desde 2009, eleito pelas listas do Partido Socialista.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:41
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 23 de Abril de 2013
AZAMBUJA: Câmara Municipal de Azambuja aprovou relatório de gestão e contas de 2012
O Executivo Municipal de Azambuja, reunido em sessão extraordinária no dia 23 de abril, aprovou os documentos relativos ao exercício do ano 2012. Em concreto, foram aprovados o “Relatório de Gestão e Demonstrações Financeiras Individuais de 2012”, o “Relatório de Gestão e Demonstrações Financeiras Consolidadas” e também a “Aplicação dos Resultados Líquidos do Exercício 2012”. Os documentos de prestação de contas serão agora submetidos à Assembleia Municipal.

Nesta sessão, foram igualmente aprovados os documentos de prestação de contas da EMIA – Empresa Municipal de Infraestruturas de Azambuja, referentes ao exercício do ano 2012, nomeadamente o Relatório do Conselho de Administração e as Demonstrações Financeiras. Refira-se que esta empresa municipal se encontra em processo de extinção, de acordo com a lei 50/2012, de 13 de agosto, que introduziu um novo regime jurídico da atividade empresarial da administração local cujos critérios, aplicados à EMIA, implicam, obrigatoriamente, a respetiva dissolução.

Por último, foi aprovada uma proposta de Revisão Orçamental.


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:43
link do post | comentar | favorito
|

TOMAR: Serviços de turismo garantidos alternadamente pela Câmara e pela Entidade Regional

A partir do próximo mês de maio, e até final de setembro, numa lógica de rentabilização de recursos e contenção de custos, os serviços de informação turística na cidade de Tomar vão passar a ser garantidos, alternadamente, aos fins-de-semana e feriados, pelas duas instituições que têm essa função: a Câmara Municipal, cujo posto regressou à localização tradicional na Avenida Cândido Madureira e a Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, no início da Corredoura (Rua Serpa Pinto).

Assim, esta alternância começa nos dias 4 e 5 de maio, com a abertura do posto da Entidade Regional de Turismo, abrindo a 11 e 12 o posto da Câmara Municipal de Tomar. A partir daí, decorrerá sempre a alternância.

Excepcionalmente, nos dias 25 e 26 de maio, estarão abertos os dois postos, devido à realização da Festa Templária.

 

Calendarização

 

Maio

4/5 – Entidade Regional

11/12 – Câmara Municipal

18/19 – Entidade Regional

25/26 – Câmara Municipal



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:56
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

ATLETISMO DE PONTÉVEL REC...

FADO SOLIDÁRIO COM A CRUZ...

XXVIII TRAVESSIA DOS TEMP...

Quinta do Bill comemora 3...

Inscrições para a Univers...

CARTAXO ELEGEU REI E RAIN...

Festival Bike: A grande f...

CM e SMAS de Vila Franca ...

AEPR vê projeto apoiado p...

QUARTO LIVRO INFANTIL DED...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds