NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2014
CORUCHE: CORTES DE ÁGUA E LIMPEZA DE RESERVATÓRIOS

A ÁGUAS DO RIBATEJO vai dar continuidade ao plano de limpeza, higienização e inspeção de cerca de 70 reservatórios de abastecimento de água nos sete concelhos onde assegura a captação, tratamento e distribuição de água em baixa.

Na semana que se segue, de 5 a 9 de janeiro de 2015, iremos intervir nos reservatórios do Município de Coruche com constrangimentos e cortes de água imprescindíveis para a realização dos trabalhos.

Plano de cortes no abastecimento:

2ª feira, 5 de janeiro, corte de água das 08h00 às 13h00 em Vila Nova da Erra

2ª feira, 5 de janeiro, corte de água, das 13h00 às 18h00, no Couço e Santa Justa

4ª feira, 7 de janeiro, corte de água, das 13h00 às 18h00, em Coruche e Foros de Coruche

5ª feira, 8 de janeiro, corte de água, das 08h00 às 13h00, em Fajarda

5ª feira, 8 de janeiro, corte de água, das 13h00 às 18h00, em Salgueirinha e Rebocho

6º feira, 9 de janeiro, corte de água, das 09h00 às 13h00,  na Branca, Fazendas das Figueiras, Fazendas dos Pelados e Fazenda da Torre

6º feira, 9 de janeiro, corte de água, das 13h00 às 18h00,  em São Torcato e Fazenda da Torre

 

  • Programa sujeito a alterações por razões técnicas ou de segurança


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:02
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 30 de Dezembro de 2014
ABRANTES: Câmara lamenta ausência de investimentos estratégicos da Estradas de Portugal

CAMARADEABRANTES.jpg

 Numa tomada de posição pública, a Câmara de Abrantes contesta a ausência de investimentos estratégicos para o desenvolvimento do território concelhio, nas intenções de investimento da EP – Estradas de Portugal para o período 2015-2018, anunciadas recentemente.

No documento apresentado pela presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, na última reunião de Câmara, a autarquia manifesta o seu desagrado pela não inclusão de investimentos como a ponte rodoviária sobre o Rio Tejo entre as proximidades de Abrantes e Tramagal, prevista no Plano Rodoviário Nacional, recordando que a construção desta nova travessia tem vindo “a sofrer adiamentos sucessivos”. Acrescenta que, na obstante o investimento em curso na ponte rodoviária de Rossio ao Sul do Tejo que, “consta de mera conservação, sem nenhuma dotação técnica para acolher o tráfego intenso que se verifica e que se acentuou com a introdução do pagamento de portagens na A23”, a Câmara reitera veemente a importância deste eixo estruturante para o desenvolvimento do concelho, nomeadamente projetos empresariais concelhios e regionais. Atendendo à situação financeira do país, o município renova a sugestão que tem vindo a apresentar às instâncias decisórias para que em alternativa à suspensão da construção do IC9, seja realizada uma intervenção faseada, dando prioridade à construção de uma nova travessia sobre o Tejo e, numa segunda fase, a construção do Itinerário.

Insiste junto da EP para que assuma também, entre as suas opções estratégicas prioritárias, o reperfilamento e requalificação do troço entre a Rotunda do Olival e a ponte rodoviária Abrantes/Rossio ao Sul do Tejo, onde coexistem troços degradados com taludes nas barreiras do Castelo, propriedade do Estado, e que com frequência são alvo de derrocadas, ameaçando a segurança de viaturas e peões.

Nesta posição pública em defesa dos interesses das comunidades locais, a Câmara critica a “alternativa à tendência cega para serem privilegiados investimentos assimétricos no litoral” e recorda que o Município de Abrantes tem cumprido o seu papel e tem pronto o projeto relativo à requalificação do troço da Avenida António Farinha Pereira que coincide com a EN 244-3 (estrada sob jurisdição da EP-Estradas de Portugal, S.A.). Tratando-se de uma via estruturante e principal no contexto da malha urbana, a mesma não está ainda totalmente integrada como via urbana, de modo a proporcionar fluidez de tráfego, segurança de automobilistas, segurança de peões e rápido e fácil acesso a locais de grande relevância no contexto da zona urbana, designadamente as zonas de instalação de unidades empresariais, pelo que urge a sua requalificação.

No documento que será enviado ao Governo e à EP, a presidente da Câmara apela a que estas instâncias “reconsiderem as suas prioridades de investimento e que atendam à sua nobre missão de contribuir para a coesão social e territorial de todo o país”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:18
link do post | comentar | favorito
|

SALVATERRA DE MAGOS: Concerto Rock2Night - Comemoração 90 anos do Clube Desportivo Salvaterrense

unnamed.jpg

 Inserido nas Comemorações dos 90 anos do Clube Desportivo Salvaterrense, a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos organiza o concerto Rock2Night, com Marcelo Silva e Laura Macedo.

Este evento terá lugar no Salão Nobre do Clube Desportivo Salvaterrense, no dia de Reis, 6 de Janeiro pelas 21 horas.
Apareça!
 
 
Eventos apoiados pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos
 

unnamed (1).jpg

 

unnamed (2).jpg

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:52
link do post | comentar | favorito
|

PISCINAS COBERTAS – ABERTURA AO PÚBLICO

NOTICIARIBATEJOPEQUENO.png

 A Câmara Municipal do Cartaxo informa que as piscinas cobertas vão reabrir ao público na próxima segunda-feira, dia 5 de janeiro.

 

A intervenção que tem estado a decorrer nas piscinas municipais, durante os últimos meses, visa a reposição das condições legais exigidas de acordo com a diretiva CNQ 23/93, assim como, a garantia de que os utentes deste equipamento desportivo o podem frequentar em segurança.

 

Os trabalhos, a decorrer durante todo o ano de 2014, que contemplaram também as piscinas descobertas, consistiram na reparação do sistema de tratamento do ar e na substituição de alguns equipamentos electromecânicos – bombas, filtros, tubagens, válvulas e caldeiras – para além de diversos trabalhos de serralharia, carpintaria e pintura.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:32
link do post | comentar | favorito
|

Atividades para janeiro.2015 nas Bibliotecas de Azambuja

unnamed.jpg

A Rede Municipal de Bibliotecas de Azambuja lança as suas propostas para dinamizar o mês de janeiro de 2015.

O destaque continua a ser o VIII Concurso Literário do Concelho de Azambuja, lançado há poucas semanas. Recorde-se, então, que todos os alunos das escolas e os cidadãos naturais, residentes ou trabalhadores na área do Município de Azambuja são convidados a dar largas à imaginação nas habituais categorias de conto, crónica, poema e banda desenhada. As normas estarão disponíveis em www.cm-azambuja.pt e nos balcões das bibliotecas. A entrega dos trabalhos decorrerá até 13 de fevereiro de 2015. Podem ser solicitadas mais informações pelo e-mail biblioazb@cm-azambuja.pt

 

Azambuja continua a realizar, em 2 sábados, as suas sessões com diferentes formas de abordagem aos livros para os vários níveis etários, dos bebés de 9 meses às crianças de 10 anos. Em Aveiras de Cima e Alcoentre têm cada vez mais adeptos os ateliês de artes manuais, em que todos podem participar, com croché, costura, pintura e outras expressões artísticas que vão surgindo.

 

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE AZAMBUJA

 

A ler brincamos e aprendemos… (Beijinhos beijinhos / Selma Mandine)

(2 – 4 anos)

Sábado dia 9 / 10H30

O objetivo principal é criar o gosto pelo livro e a leitura aos mais novos tal como introduzir hábitos de leitura e tornar as visitas à biblioteca parte da rotina semanal. Com pequenos ateliers após a história procura-se desenvolver a motricidade, a memória e a aprendizagem de conceitos base para esta faixa etária tal como os números, as cores e as formas entre outros.

Inscrições gratuitas no balcão da biblioteca, por correio eletrónico, no site ou através do Facebook.

 

Brincar com histórias (O clube do arco-íris / Annette Aubrey)

(4 - 6 anos)

Sábado dia 9 / 14H30

O objetivo principal é estimular o gosto pelo livro e a leitura nas crianças em idade pré-escolar, e ao mesmo tempo auxiliar a aprendizagem de determinados conceitos que fazem parte do desenvolvimento cognitivo das crianças desta faixa etária. Em cada sessão será contada uma nova história que irá abordar um tema diferente, seguindo-se a dinamização de um jogo/atividade em que participem pais e filhos, criando assim momentos de convívio que estimulem também o vínculo parental. Espera-se que os pais desenvolvam com os filhos hábitos de leitura que se mantenham no futuro, servindo os pais de intermediários entre o livro e a criança, e motivando as visitas regulares à biblioteca.

Inscrições gratuitas no balcão da biblioteca, por correio eletrónico, no site ou através do Facebook.

 

Mimar a Ler (um convidado especial vai falar da prevenção de acidentes)

(9 – 24 meses)

Sábado dia 17 / 10H30

Este projeto tem como objetivo apresentar o livro e a leitura aos mais novos e introduzir hábitos de manuseamento do livro que poderão traduzir-se mais tarde em hábitos de leitura. O desenvolvimento motor e a descoberta da linguagem são questões de base deste projeto tal como a utilização dos cinco sentidos. Privilegia ainda o contato entre o adulto acompanhante e o bebé no espaço da biblioteca e visa contribuir para a formação de futuros cidadãos ativos.

O projeto não versa um livro específico mas sim tipologias de livros e permitirá aos participantes a exploração de uma “sacola” de livros em cada sessão.

Inscrições esgotadas.

 

A magia da poesia – José Jorge Letria

(5 – 10 anos)

Sábado dia 17 / 14H30

A segunda edição deste projeto tem como objetivo principal a sensibilização para a poesia. Com o objetivo de desmistificar a poesia e torná-la divertida este projeto é elaborado em parceria com uma leitora que se voluntariou para desenvolver esta iniciativa e contamos assim com a cooperação de um membro da comunidade.

Inscrições gratuitas no balcão da biblioteca, por correio eletrónico, no site ou através do Facebook.

 

 

Hora do Conto

(1º ciclo, 6 – 10 anos)

Sextas às 10H30

Esta atividade de promoção da leitura é dirigida ao 1º ciclo do ensino básico da rede pública escolar, especificamente ao 3º e 4º ano de escolaridade. A história contada será do autor Hervé Tullet “Sem título” seguido de uma breve oficina de escrita criativa em que cada turma irá escrever uma página de um livro já iniciado. Esta atividade visa a promoção do livro, da leitura e a criação de hábitos de leitura e estimular a imaginação, criatividade e capacidade escrita.

 

Visitas Guiadas

Sextas - 10H30

As visitas guiadas têm como objetivo dar a conhecer o espaço, as regras de funcionamento e o fundo documental da biblioteca. Atividade sujeita a marcação.

 

Leia Connosco…

Ao longo de cada mês a biblioteca destaca um autor ou um tema na sala dos adultos. Em Janeiro o tema escolhido é Literatura Erótica.

 

 

CENTRO CULTURAL GRANDELLA – AVEIRAS DE CIMA

 

Aprender o ABC dos computadores…

(50+ anos de idade)

Terças e quintas - 10H30

Quem tem um grau de literacia digital inexistente ou muito fraco e idade superior a 50 anos pode inscrever-se gratuitamente na biblioteca e durante um mês aprender os passos básicos de como trabalhar com um computador.

 

Visitas Guiadas

Sextas / 10H30

As visitas guiadas têm como objetivo dar a conhecer o espaço, as regras de funcionamento e o fundo documental da biblioteca. Atividade sujeita a marcação.

 

Croché, pintura, costura, outros

Sábado 31 – todo o dia

No último sábado do mês os amantes das artes manuais poderão trazer o seu material e trabalhar no espaço da biblioteca, aproveitando para partilhar ideias e trocar dicas com outros artesãos presentes. Basta aparecer entre as 10h30 e as 12h30 e das 13h30 às 18h30 para participar neste workshop coletivo.

 

Este mês lemos…

Ao longo de cada mês a biblioteca destaca um autor ou um tema. Em Janeiro a autora escolhida é Marion Zimmer Bradley.

 

 

PALÁCIO CONSELHEIRO FREDERICO AROUCA - ALCOENTRE

 

Crescer a Ler

(Pré-escolar, 3 – 5 anos)

Quartas às 10H30

Projeto de promoção da leitura dirigido a todo o ensino pré-escolar do Concelho para que as educadoras possam frequentar, com as suas turmas, o espaço da biblioteca e desenvolver atividades em torno do livro. Temos como objetivo motivar todo o Concelho a trabalhar o mesmo livro “Tanto, Tanto!” de autoria de Trish Cooke.

 

Ler no lar para atividades inventar

Quartas 14H30

Continuamos a visitar o Centro de Dia de Alcoentre e a realizar leituras seguidas de atividades dirigidas aos seniores.

 

Croché, pintura, costura, outros

Sexta-feira dia 30 às 14H30

No último sábado do mês os amantes das artes manuais poderão trazer o seu material e trabalhar no espaço da biblioteca, aproveitando para partilhar ideias e trocar dicas com outros artesãos presentes. Basta aparecer a partir das 14H30 para participar neste workshop coletivo.

 

À Volta dos livros

Ao longo de cada mês a biblioteca destaca um autor ou tema. Em Janeiro a autora escolhida é Sveva Casati Modignani.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:31
link do post | comentar | favorito
|

Abrantes - Tarifas da água para 2015

 

CAMARADEABRANTES.jpg

Os Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA) vão manter pelo 5º ano consecutivo os valores da tarifa da água.

Tal como em anos anteriores, serão igualmente mantidos os tarifários especiais, nomeadamente o tarifário social com bonificações particulares de apoio a famílias economicamente mais desfavorecidas e o tarifário destinado a apoiar as famílias numerosas.

Esta manutenção do preço da água não compromete a situação de equilíbrio das contas dos SMA e a qualidade do serviço prestado ao munícipe, nem retira a capacidade  de investimento.  Recordamos que 2015 será o ano em que os SMA irão iniciar a primeira fase do abastecimento de água ao sul do concelho, partir da Albufeira de Castelo do Bode, através do reservatório instalado na cidade, cuja consignação da obra foi assinada na passada semana. Na reunião de Câmara realizada no dia 19 de Dezembro, a Presidente da Câmara informou o Executivo que está a ser preparada uma eventual candidatura ao Programa de Ordenamento e Valorização do Território (POVT), procurando obter financiamento no âmbito do Quadro Estratégico Comum (QEC), para essa empreitada.

Na ocasião foram dados a conhecer um conjunto de informações com base em dados comparativos com os tarifários de um conjunto de municípios do Médio Tejo, relativamente às tarifas praticadas em 2014.

Analisada a fatura mensal, cliente doméstico – 10 m2/mês, verifica-se que no caso de Abrantes em que o consumidor paga 23, 31 euros, nos concelhos analisados, as tarifas são próximas das praticadas localmente.

Já na fatura mensal do cliente não-doméstico – 20 m2/mês, também relativo às tarifas de 2014, salvo num dos concelhos, Abrantes encontra-se abaixo dos preços de tarifa praticada. Importa salientar que do conjunto desses concelhos, Abrantes é aquele que apresenta uma área territorial mais extensa.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:28
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2014
ABRANTES: MÉDIO TEJO - MAIS DIFÍCIL O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE

MAIS DIFÍCIL O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE

CHMTUnidadeAbrantes.jpg

As estruturas de utentes do Médio Tejo vão reunir em Abrantes (5 de Janeiro), em Torres Novas (6 de Janeiro) e em Tomar (7 de Janeiro), com o objectivo de analisar o momento presente na prestação de cuidados de saúde e definir as iniciativas públicas e institucionais que levem a uma alteração de rumo. As conclusões destas reuniões serão divulgadas em Conferência de Imprensa a 12 de Janeiro.

 

Informações vindas a público e/ou transmitidas pessoalmente por utentes, autarcas e profissionais confirmam que a reorganização no CHMT, empreendida pela anterior administração, apenas contribuiu para dificultar o acesso a cuidados hospitalares e piorar a sua qualidade.

 

No futuro próximo, muito embora as espectativas criadas pelo novo Conselho de Administração do CHMT, perspectivam-se muitas “nuvens negras” no horizonte fruto das dificuldades de contratação de médicos e outros profissionais, o que vai implicar possíveis encerramentos de serviços quando o que deveria ser feito era reinstalar nos três hospitais a urgência, medicina interna, cirurgia e pediatria e, desenvolver as outras valências.

 

Os meses vão passando e, em vez das prometidas melhorias verifica-se uma progressiva deterioração do acesso e na qualidade dos serviços prestados.

 

Ao nível dos Cuidados de Saúde Primários (Centros de Saúde), embora tivesse havido melhorias com a instalação de algumas USF, continua a ser crónica a falta de profissionais, com especial incidência nos médicos. Cada vez são mais as localidades com unidades de saúde encerradas quer pela falta de médico quer pela irregularidade na prestação de cuidados médicos.

 

Deste facto resultam filas madrugadoras de utentes na esperança de uma consulta rápida no atendimento complementar, mas são cada vez mais os que procuram alternativas no sector social e no privado.

 

Há dias foi aberto um concurso nacional para médicos que acabaram a especialidade de medicina geral e familiar, mas apenas para UM MÉDICO para o ACES MÉDIO TEJO. Conclui-se que a grande medida governamental para dar um médico de família a cada utente, passa pela limpeza de ficheiros, pelo aumento do número de utentes por médico e por sugerir aos utentes que se desloquem a outras unidades de saúde.

 

Em conclusão, os responsáveis ao promover a degradação progressiva da prestação de cuidados de saúde vão arranjando justificações para posteriores encerramentos de unidades de saúde de proximidade e de serviços hospitalares.

«Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo»

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:33
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS: MUNICÍPIO ADQUIRE UM DOS MOINHOS DA PENA

Investimento de 22 mil euros

1.jpg

O Município de Torres Novas adquiriu um dos doze moinhos da Pena, situados no alto da Serra de Aire e Candeeiros e que se repartem pelas freguesias de Assentis e Chancelaria, pelo valor de 22 mil euros. A aquisição tinha sido aprovada na reunião de câmara de 10 de dezembro, com os votos favoráveis do PS, PSD e CDU, e abstenção do BE. A escritura do imóvel foi efetuada hoje.

O objetivo do município passa por reabilitar e valorizar um destes moinhos, que se destacam pelo seu enquadramento paisagístico e pelas histórias vivas do que foi o potencial económico deste local no passado, promovendo no futuro visitas turísticas e culturais, com especial atenção aos alunos do concelho.

Este conjunto de doze moinhos de vento salienta-se pela excelência do enquadramento paisagístico. A moagem artesanal foi determinante nesta região, pois constituiu uma forma melhorada de vida para os que direta ou indiretamente dela tiravam proveito económico. Dada a sua antiguidade, é difícil determinar com precisão a origem histórica da atividade dos moinhos.

Em 1965 os moinhos da Pena cessaram o seu funcionamento sendo o mesmo retomado em 1991, ao abrigo do programa de financiamento comunitário para o meio rural LEADER I, tendo vários particulares recuperado moinhos para fins turísticos e destinados a alojamento e mostra ao vivo, mas sem grande sucesso ao nível da promoção.

2.jpg

«cmtn»



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:54
link do post | comentar | favorito
|

TORRES NOVAS: Agenda Cultural

3 de janeiro | sábado

Ateliê | Animação

A Sandra LÊ – A lenda dos Reis Magos

11h | BMGPL, Oficina do Conto | dos 4 aos 10 anos | Entrada gratuita | Duração: 30’ a 60’

249 810 310 | biblioteca@cm-torresnovas.pt

 

 

10 de janeiro | sábado

Ateliê | Animação

O Feiticeiro das Estórias

(lendas e fábulas remisturadas e recontadas pelo mago dos feitiços e das brincadeiras de bom gosto)

11h | BMGPL, Oficina do Conto | dos 4 aos 10 anos | Entrada gratuita | Duração: 30’ a 60’

249 810 310 | biblioteca@cm-torresnovas.pt

 

Concerto de Ano Novo

Banda da Sociedade Filarmónica União Pedroguense

21h30 | Teatro Virgínia | M/3 anos |  90’ | 2€

249 839 309 | bilheteira@teatrovirginia.com | www.teatrovirginia.com

 

 

10 e 11 de janeiro | sábado e domingo

Campanha de adoção de animais

11h às 16h30 | Jardim das Rosas

249 822 122 | canil.intermunicipal@cm-torresnovas.pt

 

  

 

 

Exposições

De 5 de janeiro a 27 de março

Arquivo da Tipografia Fonseca
Mostra documental

Átrio do Arquivo Municipal (BMGPL) | Todos os públicos
249 810 312 | arquivo.municipal@cm-torresnovas.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:53
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 28 de Dezembro de 2014
Cultura Avieira - O Projeto Educativo da Cultura Avieira

 

 

 

LURDES.jpg

Por: Lurdes Véstia

 

“Ninguém educa ninguém, ninguém se educa a si mesmo, os homens educam-se entre si, mediatizados pelo mundo.”     Paulo Freire – Pedagogia do Oprimido

 

O Projeto Educativo da Cultura Avieira - PECA pretende ser um fator de criação de ligações duradouras entre a comunidade escolar e o património material e imaterial das comunidades Avieiras, promovendo através da educação não-formal, o seu conhecimento, a sua compreensão e a sua valorização. Segundo a nossa perspetiva trabalhar o património cultural Avieiro nas escolas fortalece a relação dos jovens com as heranças culturais, estabelecendo um melhor relacionamento destas com estes bens, responsabilizando-os pela valorização e preservação do património, fortalecendo a vivência real com a cidadania, num processo de inclusão social.

O património e o meio em que está inserido provocam nos/as alunos/as sentimentos de surpresa e curiosidade, levando-os a querer conhecer mais sobre eles e é nesse sentido que podemos falar no “passado”, para compreendermos melhor o “presente” e projetarmos o “futuro”. O estudo do passado motiva a compreensão e avaliação do modo de vida e os problemas enfrentados pelos que nos antecederam, as soluções que encontraram para enfrentar esses problemas e desafios, e a compará-las com os desfechos que encontramos, para resolver problemas similares. Podemos facilmente comparar essas soluções, discutir as causas e origens dos problemas identificados e projetar as soluções ideais para o futuro, num exercício de consciência crítica e de cidadania.

O trabalho com o património cultural e histórico é mais facilmente compreendido no âmbito das disciplinas que mais comumente abordam o tema, como a História ou os Estudos Sociais, mas no caso específico do património Avieiro faz sentido abordá-lo na disciplina de Português e na interação entre o escritor neorrealista Alves Redol e a sua obra “Avieiros”. Daqui se pode depreender que os objetos patrimoniais materiais ou imateriais são um recurso educacional importante, pois permitem a aprendizagem de ferramentas e temas que serão importantes para a vida dos alunos. Desta forma, podem ser usados como motivadores para qualquer área do currículo escolar ou inclusive para unir áreas aparentemente distantes no processo ensino/aprendizagem.

O PECA tem sido desenvolvido em Escolas Básicas, Secundárias e de Formação Profissional das regiões banhadas pelo Tejo, desde Lisboa até Constância, assim como em Vieira de Leiria.

O objetivo geral é promover o património Avieiro, como elemento constitutivo da identidade comunitária das regiões envolvidas e facilitador do respeito pela alteridade. E tem como objetivos específicos - Conhecer o património Avieiro, nas suas diversas dimensões; Reconhecer o património Avieiro como identitário e diferenciador; Alertar para o papel que as atividades ligadas ao património Avieiro podem desempenhar no desenvolvimento sociocultural e económico; Promover as aldeias Avieiras e estabelecer boas práticas no domínio da preservação e recuperação do património Avieiro no seu todo; Reconhecer a importância da história, hábitos, costumes, tradições e riqueza etnográfica Avieira na sua interação com a diversidade regional; Contribuir para ligar a cultura Avieira com os projetos educativos escolares e destes com as comunidades alargadas em que se inserem; Estimular o desenvolvimento de práticas cooperadoras, altruístas e filantrópicas na comunidade escolar; e contribuir para ligar as comunidades escolares na região-alvo, potenciando o surgimento de uma nova mentalidade aberta aos outros e às particularidades culturais.

Para alcançar os objetivos acima delineados, definiu-se que o projeto vai estender o seu raio de ação desde 2011 até 2015. Ao longo deste tempo serão, essencialmente, trabalhadas cinco temáticas, aqui designadas por áreas de intervenção: Casa Avieira – barco com tolde, barraca, palhota, palafita; Barco – nas suas diferentes tipologias; Redes e artes de pesca; Gastronomia; Oralidade e religiosidade

Após pesquisa e definição do termo património e deste enquanto fator de identificação e pertença, os estabelecimentos de educação e ensino aderentes, deverão enquadrar a temática Avieira na época do neorrealismo, identificando, reconhecendo e evidenciando as relações entre a área patrimonial referida e o escritor Alves Redol e a sua obra “Avieiros”. Posteriormente, os participantes deverão analisar comparativamente o património em que estão a trabalhar com outras regiões piscatórias no litoral do país, apontando as principais semelhanças e diferenças, procurando entender o património como facilitador da aceitação do Outro e como fator de desenvolvimento humano, com base neste recurso cultural único e inimitável.

5.png

Alunos da Azinhaga durante atividades do PECA

 

As planificações das atividades serão ajustadas com vista ao cumprimento dos objetivos do PECA.

1ª Atividade - “Viagem-guiada” por uma exposição fotográfica e de posters sobre os pilares que constituem a base da Candidatura da Cultura Avieira a Património Nacional e da UNESCO: barco, casa e gastronomia.

2ª Atividade – “Oficina da Oralidade” onde é desenvolvida com os alunos uma atividade sobre a tradição oral, recorrendo a uma maleta pedagógica construída no âmbito do Projeto Nacional da Cultura Avieira e que envolve vídeos e/ou entrevistas a “Porta-vozes da cultura Avieira”, homens e mulheres que narram as suas estórias de vida, gravadas em suporte áudio e vídeo. Nesta atividade pretende-se dar a conhecer e valorizar o património cultural imaterial da comunidade Avieira.

3ª Atividade – “Fórum-debate” com exibição de Filmes e/ou PowerPoint e convidados ligados ao Projeto Nacional da Cultura Avieira e à Associação para a Promoção da Cultura Avieira - APCA.

4ª Atividade (a realizar mais tarde em sala de aula, com os respetivos professores) - Trabalhos de escrita criativa e/ou de desenho tendo em conta algumas palavras-chave, que serão “encontradas” nas fotografias e entrevistas, e que irão ser, posteriormente, divulgados em Folha Informativa do Projeto Nacional da Cultura Avieira.

5ª Atividade – Workshop criativo e formativo sobre os resultados produzidos dedicado às direções dos Agrupamentos e Instituições de Formação Profissional e de Ensino Superior dos territórios envolvidos.

Estão agendadas já algumas ações para o ano de 2015 o que nos leva a crer que esta é uma aposta necessária e autêntica, porque mais importante do que estar envolvido e empenhado no projeto que se integra e no respetivo contexto, é também fundamental que se esteja ciente das razões que levam a intervir.

Convém, igualmente, salientar que este conjunto de ações educativas, ao propor atividades conjuntas de promoção e divulgação do património cultural Avieiro, procura simultaneamente contribuir para o fortalecimento das identidades culturais e para o desenvolvimento económico e social das comunidades locais envolventes.

É importante considerar que a educação patrimonial contribui muito para a formação de professores e estudantes, tornando-os sujeitos ativos e conscientes, atentos ao seu meio envolvente, “no mundo e com o mundo” e exercendo de facto uma cidadania ativa.

6.png

Trabalho final de um grupo de alunos

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 27 de Dezembro de 2014
SANTARÉM: Perguntas sobre Aumento do Capital Social - Hospital Distrital de Santarém e Centro Hospitalar Médio Tejo

Os Deputados do PSD (Vasco Cunha e Carina João Oliveira) eleitos pelo distrito de Santarém, questionaram o Ministro da Saúde, sobre a efectividade/perspectiva de um aumento do Capital Social para o Hospital Distrital de Santarém e o Centro Hospitalar do Médio Tejo.

 

O pagamento de dívidas - destas duas unidades hospitalares - aos Bombeiros da região e à economia local de cada um dos Municípios abrangidos é objectivo fundamental para ser atingido, para além do reforço dos capitais anémicos destas EPE. Havendo notícias, não confirmadas sobre este acto, importa conferir e verificar da sua veracidade.

 

(texto base)

 

Durante o debate do Orçamento de Estado para 2015 que decorreu até recentemente na Assembleia da Republica foram veiculadas informações de que o Ministério da Saúde e o Ministério das Finanças estariam a preparar um conjunto de aumentos do capital social em várias unidades hospitalares do país.

No distrito de Santarém, o Hospital Distrital de Santarém e o Centro Hospitalar do Médio Tejo desempenham um papel incontornável na prestação dos cuidados de saúde a uma população que ultrapassa os 400 mil utentes.

O desempenho financeiro destas unidades hospitalares tem, ao longo de muitos anos, apresentado resultados diferentes mas sempre deficitários, exaurindo a sua dotação inicial de capital social, o que nalguns casos criou ou aumentou dívidas junto dos seus fornecedores.

Reconhecendo o esforço que ambas as unidades têm feito para diminuir este impacto financeiro, económico e social, os signatários também sabem que neste conjunto estão as dívidas aos Bombeiros ou à economia local de cada uma das áreas onde os hospitais se encontram sediados/instalados.

Neste contexto e atendendo ao exposto, os Deputados signatários e eleitos pelo distrito de Santarém, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, vêm por este meio solicitar ao Senhor Ministro da Saúde, por intermédio de Vossa Excelência, nos termos e fundamentos apresentados, que nos responda ao seguinte:

  • Confirmam-se, ou não, os aumentos do capital social para o Hospital Distrital de Santarém e do Centro Hospitalar do Médio Tejo?
  • Em caso afirmativo, qual o montante previsto para o aumento do capital social de cada uma destas unidades hospitalares?
  • Para quando a efectivação desse aumento do capital social?
  • O aumento do capital social é garantido através de verbas inscritas ainda no Orçamento de Estado para 2014 ou já com o de 2015?


publicado por Noticias do Ribatejo às 13:29
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2014
NERSANT dá a conhecer oportunidades de negócio e financiamento à inovação e internacionalização

unnamed.jpg

Com o objetivo de dar a conhecer às empresas da região do Ribatejo as oportunidades de negócio, bem como os mecanismos de financiamento à inovação e internacionalização para os mercados de Angola, Brasil e Cabo Verde, a NERSANT e a AIP associaram-se na organização de um seminário sobre esta temática.

A sessão de esclarecimentos, de participação gratuita, decorre na sede da NERSANT, em Torres Novas, no dia 22 de janeiro, podendo as empresas interessadas fazer já a sua inscrição na mesma, no portal da associação empresarial, em www.nersant.pt (menu agenda).

"Os Instrumentos de Apoio à Inovação e Internacionalização no Período 2014-2020", "O Universo dos Bancos BIC: Portugal, Angola, Brasil e Cabo Verde", "Caracterização dos Mercados e Oportunidades de Negócio e de Investimento", e "Instrumentos de Financiamento à Exportação e ao Investimento" são as temáticas a abordar nesta sessão de esclarecimentos. .

Após as intervenções, a plateia poderá colocar questões mais específicas sobre os assuntos abordados. Mais informações sobre este seminário podem ser obtidas junto do Departamento de Associativismo, Marketing e Eventos da NERSANT, através dos contactos 249 839 500 ou dame@nersant.pt.

De referir que a realização desta sessão se insere na dinamização dos seminários empresariais "Crescer para expandir", iniciativa da AIP com a parceria do Banco BIC e da SPI. A NERSANT é parceira da iniciativa na dinamização da sessão "Oportunidades de Negócio e Financiamento à Inovação e Internacionalização", no Ribatejo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:34
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014
...

BOAS FESTAS.jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:11
link do post | comentar | favorito
|

Autarquia de Abrantes apoia aquisição de equipamento informático para facilitar as IPPS no serviço de apoio domiciliário

NOTICIARIBATEJOPEQUENO.png

A Câmara de Abrantes disponibilizou um apoio financeiro de 16.691,10€, distribuído por  11 Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho (IPPS) para aquisição de equipamento informático (tablets), por forma a facilitar as tarefas desempenhadas no Serviço de Apoio Domiciliário.

O objetivo é apoiar o trabalho destas instituições e simplificar a atividade diária das diversas equipas técnicas distribuídas pelo território concelhio, permitindo consultar rapidamente as tarefas agendadas e registar as ações realizadas em cada domicílio.

Na prática, a Câmara atribui a verba a cada instituição destinada à aquisição deste equipamento informático que, por ser fácil de transportar e manusear, permite aos colaboradores dessas instituições, na deslocação ao domicílio dos cidadãos, a consulta rápida das tarefas agendadas e realizadas, possibilitando também a uniformização dos dados para monitorização pelos serviços da Segurança Social.

Enquanto parceira da Rede Social do Concelho de Abrantes, a Câmara (que também preside a este órgão) não é alheia e valoriza o trabalho meritório que estas instituições desenvolvem, envolvendo-se como parceira ativa enquanto agente facilitador e mobilizador do serviço prestado pelas IPPS em matéria de apoio domiciliário.

O apoio financeiro é atribuído tendo por critério o número de equipas de apoio domiciliário que cada instituição tem e com as tarefas que desenvolve:

Associação de Solidariedade Social Pró-Cultural Prof. Silva Leitão, Bemposta -1.045,50€;

Centro Assistência Paroquial S. Pedro de Alvega - 2.300,10€;

Centro Solidariedade Social do Souto - 1.045,50€;

Centro Social do Pego - 1.709,70€;

Centro Social Interparoquial de Abrantes - 1.389,90€;

Centro Social Paroquial de S. Miguel do Rio Torto - 2.300,10€;

Centro Social Paroquial de Rossio ao Sul do Tejo - 1.070,10€;

Centro Social Paroquial de S. Facundo - 1.365,30€;

Centro Social Paroquial Vale das Mós - 1.389,90€;

Centro Social Paroquial Nª Sra. da Oliveira, Tramagal - 1.709,70€;

Santa Casa da Misericórdia de Abrantes  - 1.365,30€.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:09
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO: Faleceu o ator António Montez

Município do Cartaxo - Comunicação

unnamed (2).jpg

Vimos pelo presente informar que faleceu ontem, dia 22 de dezembro, com 73 anos de idade, o ator António Montez.

 

O ator era natural do Cartaxo, onde nasceu em 1941. A última vez que subiu ao palco na sua terra natal, foi em 1969, ao lado de Raul Solnado, na peça A Preguiça, no Cine-Teatro Ribatejo. Em 2010, foi o convidado da rúbrica do Centro Cultural do Cartaxo, José Raposo Convida, durante a qual relembrou os tempos de infância e juventude – os vizinhos, a avó e a mãe, mulheres marcantes na sua vida, e o avô Júlio Montez, médico do Cartaxo que ficou conhecido como “pai dos pobres”, pela ajuda prestada a todos os que o procuravam.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, que endereçou as condolências à família, considera que “António Montez prevalecerá como uma referência cultural no país. O seu desempenho como ator continuará vivo nas personagens que representou ao longo da sua carreira.”

 

Com longa carreira no teatro e cinema, como ator, realizador e encenador, ficou conhecido do grande público pela sua participação em algumas das primeiras telenovelas portuguesas – Vila Faia (1982, RTP), Origens (1983, RTP) e Chuva na Areia (1985, RTP), mais recentemente, fez parte do elenco de Floribella (2006, SIC), Vingança(2007, SIC) e Olhos nos Olhos(2008, TVI).

 

António Montez era casado com a atriz Ermelinda Duarte e tinha três filhos, entre os quais a atriz Helena Montez. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:31
link do post | comentar | favorito
|

ÁGUAS DO RIBATEJO CONSTRUIU SETE ETAR NO CONCELHO DA CHAMUSCA

Investimento de 14 ME em cinco anos também melhorou abastecimento de água

 

unnamed.jpg

 A AR investiu cerca de 14 ME na melhoria do Abastecimento de água e saneamento no concelho da Chamusca desde 2009.  Alguns atrasos na conclusão das obras e na entrada em funcionamento dos equipamentos resultam de problemas com aquisição de terrenos, condições climatéricas adversas e dificuldades das empresas intervenientes. Algumas entraram em processo de insolvência.

Para além destes investimentos financiados por fundos comunitários, e por capitais próprios da empresa, a AR realizou outras obras apenas com investimento suportado pela empresa. Destacamos a construção de sete Estações de Tratamento de Águas Residuais garantindo uma cobertura de qualidade no tratamento dos efluentes de mais de 90% do concelho.

As ETAR’s da Chamusca, Vale de Cavalos, Ulme e Carregueira/ Pinheiro Grande já estão em funcionamento.

A ETAR do Semideiro está em período de arranque, estando a decorrer o processo de ligação dos clientes

A ETAR do Chouto está pronta para arranque, aguardando apenas que sejam efetuadas reparações em parte de rede a cargo do empreiteiro. A empresa entrou em processo de insolvência, apresentou processo de reestruturação económica, aguarda-se concretização das reparações.

A ETAR da Parreira está pronta para arranque, aguardando apenas que sejam efetuadas reparações na parte de rede, bem como a conclusão da EE3 da Parreira que sofreu atraso devido a processo de insolvência do empreiteiro.

No abastecimento de água, investimos quase 5 ME em obras de ampliação e substituição de rede e melhorias dos vários sistemas de abastecimento com novas captações, novos reservatórios e 45 km de condutas.

Estas obras têm um horizonte temporal de 20 a 30 anos e eram imprescindíveis para garantir a qualidade e a segurança no abastecimento às populações.

NÚMERO DE KM DA REDE DE ÁGUA E SANEAMENTO;

Já foram executados 57 km de redes de saneamento

Já foram executados 45 km de condutas de abastecimento

Investimento total em Abastecimento até final de 2014 – 4,7 M€

Investimento total em Saneamento até final de 2014 – 9,0 M€

Destacamos ainda o investimento realizado na Unidade de Atendimento Comercial (UAC) da Chamusca com melhores condições para clientes, utilizadores e colaboradores e a melhoria contínua das condições de trabalho e de segurança dos colaboradores.

A empresa mantém a sua responsabilidade social e ambiental traduzida num tarifário mais económico que a maioria das entidades gestoras e em descriminação positiva das famílias mais carenciadas através do tarifário social. Realçamos ainda o contributo que os investimentos da AR tiveram para a dinamização das pequenas economias locais com a contratação de prestação de serviços e de fornecimentos de bens e equipamentos a várias empresas do concelho e a contratação de trabalhadores locais.

 

Designação

ESTADO

 

Valor do Contrato

Observações

Empreitada de Execução do Subsistema de Saneamento do Semideiro Cont. 38/2012

Concluída

406.605,84 €

Prevê-se a entrada em funcionamento no 1º Trimestre de 2015

Empreitada de Execução dos Furos de Captação do Subsistema de Abastecimento de Chamusca/Vale de Cavalos e Ulme - Cont. 39/2012

Concluída

227.610,00 €

Foram detetadas anomalias a corrigir pelo empreiteiro.

Prevê-se 1.º trimestre 2015

Empreitada de Execução do Subsistema de Abastecimento de Chamusca, Vale de Cavalos e Ulme

Em Execução

1.986.985,08 €

Conclusão prevista no 1.º trimestre 2015. Atrasos devido a dificuldade na aquisição dos terrenos e às condições climatéricas adversas

Empreitada de Execução do Subsistema de Abastecimento de água de Gaviãozinho/Chouto

Concluída

459.908,19 €

Em Exploração.

Empreitada de Execução do Subsistema de Abastecimento de Carregueira/Arripiado - Cont. 42/2013

Em Execução

840.000,01 €

Conclusão prevista no 1.º trimestre 2015. Atrasos devido a dificuldade na aquisição dos terrenos, condições climatéricas adversas.

Empreitada para a execução da EE3 do subsistema de saneamento de Parreira/Salvador

Em Execução

74.755,01 €

Conclusão prevista janeiro 2015. Atrasos devido a dificuldade na aquisição dos terrenos e dificuldades da empresa construtora.

Empreitada de execução da conduta de abastecimento para Ulme

Concluída

240.161,70 €

 

Empreitada para a conclusão da EE3 do subsistema de saneamento de Carregueira / Pinheiro Grande

Concluída

87.856,15 €

 

Empreitada de Execução do Equipamento das Captações e Tratamento do Subsistema de Abastecimento de Chamusca/Vale de Cavalos e Ulme

Em Execução

281.688,45 €

Conclusão prevista no 1.º trimestre 2015. Atrasos devido a ser necessário aguardar por correções de anomalias detetadas nos furos  a corrigir pelo empreiteiro mediante reclamação da AR.

Empreitada de Execução para Equipamento das captações e tratamento no Gaviãozinho

Em Execução

195.938,81 €

Conclusão prevista no 1.º trimestre 2015. Atrasos devido a dificuldade na aquisição dos terrenos e às condições climatéricas adversas

 

 

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:30
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014
Portal Viver o Tejo soma dois novos aderentes

unnamed.jpg

O portal Viver o Tejo, iniciativa da NERSANT que pretende dinamizar as margens ribeirinhas deste rio, impulsionando o turismo e a economia da região, tem dois novos aderentes. Trata-se da Casa Agrícola Paciência e do Tejus - Eventos & Turismo, já representados e com ofertas no portal desta marca.

Neste momento, o portal Viver o Tejo conta já com 80 aderentes, entre empresas e entidades da região ligadas ao turismo, hotelaria, mas também serviços complementares. A adesão à marca Viver o Tejo é totalmente gratuita, sendo que todos os aderentes beneficiam de representação no portal do projeto (www.viverotejo.pt), onde os mesmos podem integrar ofertas turísticas e rotas previamente delineadas, com possibilidade de reserva online, bem como podem divulgar as suas promoções, que serão adquiridas pelos interessados através do envio de um voucher.

O projeto Viver o Tejo assenta na valorização do Tejo como agente percursor da estratégia de desenvolvimento económico do Ribatejo, e tem como fator chave o seu potencial turístico diferenciado e de excelência.  Os seus objetivos passam por identificar e qualificar a oferta turística da região e promover ofertas integradas, promover o desenvolvimento sustentável e a preservação dos elementos históricos e culturais, e aumentar, consequentemente a competitividade de todo o território.

Neste momento, o Viver o Tejo conta com dois novos aderentes, a Casa Agrícola Paciência e a Tejus - Eventos & Turismo, que já estão também representados no portal, na área “o que fazer”. A Casa Agrícola Paciência dispõe de uma oferta ligada ao enoturismo para quem visite a quinta, e a segunda apresenta a sua oferta ligada ao turismo (paintball, orientação, teambuilding, pedypaper, eventos empresariais, canoagem e turismo equestre).



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:56
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Comemorações dos 500 anos do Foral de Alcanede e Pernes

1.jpg

 Alcanede e Pernes foram palco, no passado domingo, de uma reconstituição histórica da outorga do Foral por parte do Rei D. Manuel I, em 1514 e da sua apresentação aos povos, ocorrida em 1517.

 

As populações de Alcanede e Pernes assistiram ao “Teatro de Rua” levado a cena pela Companhia de Teatro Vivarte.

 

Reconstituição que contou com as presenças de António Pinto Correia, presidente da Assembleia Municipal de Santarém, Susana Pita Soares, vice-presidente da Câmara Municipal de Santarém, das vereadoras Inês Barroso e Otília Torres e dos presidentes das Juntas de Freguesia de Alcanede e Pernes, Cristina Neves e Luís Emílio Duarte, entre outras entidades.

 

Antes da representação da outorga do Foral por parte do Rei D. Manuel I, em 1514 e da sua apresentação aos povos, o historiador José Raimundo Noras deu uma explicação deste importante marco da história de Portugal, ao público presente.

 

Recordamos que o “foral novo” de Alcanede e Pernes fez parte de uma reforma nacional dos forais promovida pelo monarca no início do século XVI.

 

Pernes e Alcanede foram irmanadas na mesma Carta de Foral, outorgada por D. Manuel I, a 22 de dezembro de 1514. Os privilégios concedidos às duas vilas vieram, sobretudo, legitimar práticas habituais, já estabelecidas e, nesse contexto, medieval, reforçar a autonomia das povoações. 

 

Em 22 de Dezembro de 1514 o Rei D. Manuel atribui carta de foral às vilas de Alcanede e Pernes, tendo Pernes sido elevada à categoria de Vila e Concelho, extinto a 24 de outubro de 1855, com a reforma de Mouzinho da Silveira.

 

A importância da Vila de Pernes é atestada pela instituição da Santa Casa da Misericórdia, em 1587, confirmada por alvará de Filipe I em 23 de maio de 1594. Em 1619 é instalado um Cartório Notarial que funcionou até 21 de dezembro de 1950.

2.jpg

3.jpg

4.jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:52
link do post | comentar | favorito
|

ABRANTES: CHMT vai receber 17 milhões

Hospitais recebem 455 milhões para pagar dívidas em atraso 

10686841_338308936363484_3790273777437995783_n.jpg

O Governo autorizou a realização de aumentos de capital em 18 hospitais públicos, com o objectivo de impedir a acumulação de dívidas em atraso e levar os fundos próprios destes hospitais para valores positivos.

O Governo decidiu efectuar aumentos de capital em 18 hospitais públicos, numa soma total de 455,2 milhões de euros, que visa o pagamento de dívidas em atraso por parte destas entidades.

De acordo com um despacho publicado sexta-feira em Diário da República, os últimos esforços de racionalização de custos e da operação extraordinária de regularização de dívidas em atraso dos últimos dois anos, que ocorreram nos últimos dois anos e que totalizaram quase 2 mil milhões de euros, "persistem situações de desequilíbrio que conduziram à acumulação de fundos próprios negativos" em várias entidades empresariais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Para impedir a "acumulação de novos pagamentos em atraso (…) torna-se necessário reduzir o stock de dívidas em atraso que atinge nalgumas entidades uma dimensão, que em termos relativos face aos proveitos, revela uma situação de insustentabilidade futura", refere o despacho assinado pela Secretária de Estado do Tesouro, Maria Isabel Cabral de Abreu Castelo Branco e pelo Secretário de Estado da Saúde, Manuel Ferreira Teixeira.

Um objectivo que é agora concretizado com o aumento de capital nos hospitais públicos "onde os desequilíbrios são mais acentuados", num total de 455 milhões de euros, que após estas operações passarão a ficar com "fundos próprios positivos".

Os valores que os hospitais vão receber terão que ser "aplicados ao pagamento de dívidas vencidas, contraídas até 30 de Setembro de 2014", refere o despacho, que obriga os administradores das empresas que recebem os aumentos de capital a informarem as autoridades sobre as medidas que estão a adoptar para reduzir as dívidas em atraso.

O Centro Hospitalar Lisboa Norte, com quase 80 milhões de euros e o Centro Hospitalar de Setúbal com quase 70 milhões de euros, são os que vão receber as maiores verbas.

Os 455 milhões de euros serão injectados nos hospitais pela Direcção-Geral do Tesouro e Finanças, por recurso a verbas do Capítulo 60, que permite ao estado realizar despesas excepcionais.

Hospital Aumento de capital Centro Hospitalar Lisboa Norte, EPE . . . . . . . . . . . 79.400.000

Centro Hospitalar de Setúbal, EPE . . . . . . . . . . . . . 69.100.000

Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE . . . . . . . 53.200.000

Centro Hospitalar do Baixo Vouga, EPE . . . . . . . . . 45.700.000

Centro Hospitalar do Barreiro — Montijo, EPE . . . 45.300.000

Hospital Garcia de Orta, EPE — Almada . . . . . . . . 28.500.000

Centro Hospitalar do Algarve, EPE . . . . . . . . . . . . . 24.600.000

Centro Hospitalar Médio Tejo, EPE . . . . . . . . . . . . 17.300.000

Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, EPE . . . 16.500.000

Centro Hospitalar Póvoa Varzim/Vila do Conde, EPE 13.900.000

Unidade Local de Saúde do Nordeste, EPE. . . . . . . 13.200.000

Unidade Local de Saúde da Guarda, EPE . . . . . . . . 12.700.000

Centro Hospitalar Cova da Beira, EPE . . . . . . . . . . 11.800.000

Centro Hospitalar Alto Ave, EPE. . 9.800.000

Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, EPE 6.900.000

Hospital Distrital Santarém, EPE. . . . . . . . . . . . . . . 3.400.000

Centro Hospitalar Médio Ave, EPE . . . . . . . . . . . . . 3.300.000

Hospital Distrital Figueira da Foz, EPE. . . . . . . . . . 600.000

Total 455.200.000

Fonte: Diário da República

De: Cust/Nuno Carregueiro

Cusmt Médio Tejo



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:27
link do post | comentar | favorito
|

CARTAXO REFORÇA ATENDIMENTO AO CIDADÃO

CAMARA CARTAXO.jpg

Cartaxo, Pontével e Vale da Pedra vão ter postos de atendimento ao cidadão que permitirão o acesso digital e especializado a inúmeros serviços da Administração Pública. Os novos Espaços do Cidadão serão instalados nas sedes das respetivas juntas de freguesia e resultam do protocolo que a Câmara Municipal assinou com a Agência para a Modernização Administrativa.

 

O protocolo que cria estes centros de atendimento foi assinado no dia 18 de dezembro, na Quinta da Fonte Boa, no Vale de Santarém, na sessão pública de apresentação da “Estratégia Lezíria 2020”, da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), que contou com a presença do Secretário de Estado para a Modernização Administrativa, Joaquim Pedro Cardoso da Costa.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, explicou que estes Espaços do Cidadão concretizam o conceito de atendimento digital assistido, que permite aos cidadãos com pouca literacia informática o acesso à internet e a diversos serviços online disponibilizados pela Administração Pública, com o apoio de mediadores.

 

Para o autarca, esta é uma medida que “defende o acesso equitativo aos serviços públicos digitais e promove a aproximação da administração pública à população”, frisando que “é muito importante termos conseguido incluir duas freguesias que estão fora da sede de concelho, neste protocolo”, em especial para a população mais idosa porque “enfrenta maiores dificuldades, quer ao nível da mobilidade, quer ao nível do acesso às novas tecnologias de informação e comunicação”.

 

Do acesso a serviços da ADSE, Segurança Social, ou Caixa Geral de Aposentações, passando por alterações à Carta de Condução, até ao pedido de certidões de Registo Civil, Predial e Comercial, são inúmeros os serviços disponíveis a partir destes Espaços do Cidadão.

 

Quinta da Fonte Boa vai receber investigação e formação na área da agricultura e da agro-indústria

A assinatura do protocolo esteve integrado num programa mais alargado que trouxe à Quinta da Fonte Boa, instituições públicas e privadas, universidades, municípios e administração central para assinarem um memorando de entendimento que se propõe instalar naquele local uma estrutura de estimular a investigação aplicada, a inovação, a formação e a transferência de tecnologia nas áreas da agricultura e da agro-indústria.

 

O acordo para a criação da estrutura, terá a vigência de 10 anos e foi assinado pela CIMLT, a Câmara de Santarém, as Universidades de Lisboa e de Évora, a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém, o INIAV, a Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém e o Agrocluster do Ribatejo.

 

António Torres, secretário executivo da CIMLT – que tem vindo a dinamizar o projeto – explicou que esta estrutura terá, entre outros, o objetivo de promover a formação técnico-profissional, universitária e pós-graduada, apoiar a iniciativa privada – com laboratórios diferenciados –, e estimular contactos entre empresas e outras entidades.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:22
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 21 de Dezembro de 2014
Vila Franca de Xira: Sinalização de linhas junto ao Hospital

A EDP Distribuição procedeu a várias modificações numa linha aérea próxima do novo Hospital de Vila Franca de Xira, em construção. Esta intervenção destinou-se a permitir a sinalização da linha, isto é, a sua balizagem diurna e noturna.

1.jpg

A realização da obra teve origem num pedido efetuado pela empresa responsável pela construção do novo hospital de Vila Franca de Xira, a ACE Construtor – NHXIRA que foi, por sua vez, motivado por exigências do Instituto Nacional de Aviação Civil, relativas à necessidade de sinalização da linha, tendo em vista permitir a utilização sem restrições do heliporto do Hospital.

2.jpg

3.jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:05
link do post | comentar | favorito
|

Eleita a nova Comissão Política do PSD Cartaxo

NOTICIARIBATEJOPEQUENO.png

 Os militantes do PSD Cartaxo elegeram, neste sábado, dia 20 de Dezembro, a nova Comissão Política do PSD Cartaxo. Com uma participação de cerca de 40 por cento dos militantes no acto eleitoral, a Comissão Política recebeu 97,5 por cento dos votos expressos.

Depois do Presidente da Mesa da Assembleia de Secção, Pedro Reis, ter apresentado os resultados eleitorais, dando posse à nova Comissão Política, com votos do maior sucesso para este novo mandato, o novo Presidente da Comissão Política, José Augusto de Jesus, agradeceu a todos os militantes, em nome de toda a sua equipa, o voto de confiança agora obtido.
José Augusto de Jesus disse pretender, com toda a sua equipa, contribuir para a dinamização do PSD Cartaxo, com o apoio de todos os militantes, mas também de todos aqueles que estejam dispostos a contribuir na construção de um concelho melhor – “pautaremos a nossa ação por mais comunicação, mais formação, mais proximidade, mais envolvimento, promovendo sempre uma cidadania ativa e responsável”.
Terminou dizendo: “pretendemos consolidar a afirmação do PSD como a verdadeira alternativa ao desgoverno socialista que colocou o nome do nosso concelho no grupo dos municípios mais endividados do país, através de políticas destrutivas que provocaram um retrocesso na qualidade de vida de todos os nossos munícipes”.
.
A nova Comissão Política do PSD Cartaxo ficou assim constituída:
Presidente: José Augusto de Jesus
Vice Presidente: João Miguel Ferreira Heitor
Vice Presidente: Gonçalo Nuno Ferreira Gaspar
Tesoureiro: Alberto Jorge da Purificação Sousa
Secretária: Maria do Céu Rodrigues Clemente Ribeiro Pereira
Vogais: Ana Sofia Correia Amaro dos Penedos
Francisco Miguel Marques Martins
Íris Maria Gaspar das Neves Nunes
José Manuel Morgado Antunes Barroso
Maria João Ribeiro das Almas Bernardino
Ruben Durval Mendão Batista



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:01
link do post | comentar | favorito
|

CULTURA AVIEIRA - Festas em honra da Nossa Senhora da Piedade – Comunidade Avieira da Póvoa de Sta. Iria

LURDES.jpg

Por: Lurdes Véstia

As embarcações típicas do Tejo, e não só as dos Avieiros, são benzidas por altura das comemorações em Honra de Nossa Senhora da Piedade que se repete há mais de 10 anos, no primeiro sábado de Setembro, na Aldeia Avieira da Povoa de Stª Iria, no concelho de Vila Franca de Xira.
Esta festividade realiza-se todos os anos e é notória a presença de muitos turistas que se deslocam para assistir aos festejos.
As embarcações participam numa procissão fluvial que sai para o Tejo a partir do renovado cais localizado junto da aldeia Avieira de Póvoa de Santa Iria. Várias centenas de populares espalham-se pela margem do rio para assistir e participar na cerimónia acompanhando as orações e cânticos que emanam de um microfone localizado no barco-guia que transporta o andor, florido, com a imagem de Nossa Senhora da Piedade.

XXXXXX.png

Barco-guia com a imagem de Nª Srª da Piedade

As embarcações são engalanadas com bandeiras, flores, cada uma à sua maneira, e algumas transportam pequenas imagens de Nª Srª da Piedade, como é da tradição. No barco-guia, que transporta a imagem da Santa, vão o padre e alguns autarcas e todos os anos é um barco diferente que leva a imagem da Santa.
Do programa religioso das Festas da Póvoa faz parte, no domingo seguinte, uma solene procissão em honra de nossa Senhora da Piedade, pelas ruas da cidade.
Hoje em dia a Imagem de Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo já faz parte destas festas.

BBBBBBBB.png

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

TEMAS DE SAÚDE: O NATAL DO DOENTE EM 2014

ANTONIETA.jpg

 Por: Antonieta Dias (*)

O Ministério da Saúde criou a Carta dos Direitos do Doente Internado. Este documento para além de especificar os Direitos e Deveres dos doentes, da qual se extrai algum do seu conteúdo " Esta carta agrupa direitos consagrados em diversos textos legais, nomeadamente na Constituição da República Portuguesa, na Lei de Bases da Saúde, na Convenção dos Direitos do Homem e da Biomedicina e na Carta dos direitos fundamentais da União Europeia. Apenas o Direito a uma segunda opinião não está previsto em nenhuma disposição legal nacional.

O regime legal de defesa do consumidor (Lei n. 24/96, de 31 de Julho) prevê também o direito à qualidade dos bens e serviços e o direito à protecção da saúde e segurança física.

A presente Carta dos Direitos do Doente Internado respeita o enunciado dos direitos tal como aparecem na Carta dos Direitos e Deveres dos Doentes com exclusão dos direitos 13 e 14 que foram anunciados atendendo à condição especial que é o internamento (hospitais e centros de saúde).

As reformas dos sistemas de saúde variam de país para país, mas é consensual que o cidadão não pode ser excluído do processo de decisão, porque é co-financiador do sistema através dos seus impostos e é beneficiário do mesmo considerando as suas necessidades e, sobretudo, porque é o principal responsável pela sua saúde.

Na Carta de Otawa (1996) já se previa o reforço das capacidades dos cidadãos no que respeita à responsabilidade pela sua saúde. Isto só é possível com uma informação objectiva, transparente e compreensível que o tornem apto a decidir, como cidadão livre e esclarecido.

O Conselho da Europa através do seu "Comité" Europeu da Saúde reconheceu na 45.a Reunião que as organizações de entreajuda dos doentes têm um papel importante na representação dos seus interesses.

Os cidadãos internados num estabelecimentos de saúde ou seguidos por este no domicílio, são pessoas com, direitos e deveres. Não deverão ser consideradas apenas do ponto de vista da sua patologia, deficiência ou idade, mas com todo o respeito devido à dignidade humana.

Para além da regulamentação aplicada pelos estabelecimentos de saúde, devem zelar pelo respeito dos direitos do homem e do cidadão reconhecidos universalmente, e dos seguintes princípios gerais: não discriminação, respeito da pessoa, da sua liberdade individual, da sua vida privada e da sua autonomia..."

Ser tratado com qualidade, com segurança, com dignidade e respeito pela sua privacidade, não é um privilégio, mas sim um dever e uma obrigação para quem cuida.

Não se pode quebrar a relação de confiança e de colaboração entre o doente e a instituição que lhe presta a assistência.

Se se vetarem aos profissionais de saúde, designadamente aos médicos a liberdade de aplicar os seus conhecimentos científicos ou se não se investir nos equipamentos e nas instalações em benefício dos doentes, violam-se as leis universais, não se respeita o Homem na sua essência nem se cumprem os mais básicos deveres de cidadania.

Não é admissível que por falta de capacidade de resposta no internamento, se alojem os doentes em macas nos corredores dos hospitais, sendo que a legislação apenas admite a permanência de um período curto, nunca superior a 24 horas.

Muito menos restringir o acesso aos cuidados ou privar os doentes de serem tratados adequamente.

Estar fragilizado devido à situação clínica vivenciada não significa vitimização nem penalização.

A vulnerabilidade na doença não é sinónimo de mendicidade nem de intolerância ou de desrespeito pelo doente e muito menos de falta de zelo ou de incumprimento dos deveres do Estado.

O Estado para além de regulamentar tem de zelar pelo respeito dos direitos do homem e do cidadão devendo ainda assegurar que os doentes tenham a possibilidade de ter ao seu alcance todos os meios disponíveis para o tratamento das suas doenças de acordo com as boas práticas medicas.

Independentemente das convicções políticas, religiosas, filosóficas ou sociais. Nenhuma orientação europeia irá determinar ou obrigar um Pais a desrespeitar a dignidade e os direitos humanos.

Importa ainda referir que a manutenção e a sustentabilidade de um Estado depende dos contributos dos seus cidadãos quer seja através da criação de riqueza resultante do investimento económico, quer seja obtida pela contribuição tributária.

Uma política de saúde séria envolve servir, gerir com rigor, respeitar o doente e reconhecer a excelência do ato médico e dos outros profissionais de saúde.

Quem pretender ignorar esta cadeia não estará ao serviço da Nação nem dignificara o Pais.

Em suma, de que serve ter tudo regulamentado/legislado se as medidas aplicadas continuam descontextualizadas e inadaptadas às necessidades vigentes e o doente deixou de ser pessoa única e singular, protagonista de uma história clínica com potencialidades e recursos humanos de elevado nível para o curar e passou a ser representado como mais um número causador do desequilíbrio orçamental que é cada vez mais parco no investimento dos cuidados de saúde.

No âmbito da política actual ser doente ou idoso/representa um pesadelo para o Estado, cujo futuro a curto prazo será empobrecido pelo abandono dos profissionais de saúde que já não conseguem tolerar mais constrangimentos, no atendimento aos doentes do SNS.

Nenhum português será insensível ao sofrimento de quem pede e precisa de ajuda, nem festejara o Natal se estiver condicionado por padrões de pobreza desta natureza.

(*) Doutorada em medicina



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:45
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 20 de Dezembro de 2014
ALCANENA: Assinatura de contrato com consórcio Secal e Ecoedifica

1.jpg

Teve lugar hoje, dia 19 de dezembro, sexta-feira, às 17:00h, no auditório dos Paços do Concelho, a assinatura da adjudicação para a remodelação da Rede de Coletores do Sistema de Saneamento.

A autarquia é a promotora da candidatura da requalificação da rede de coletores (que, nomeadamente, irá separar os efluentes domésticos dos industriais), um investimento total na ordem dos 7,8 milhões de euros.
«cma»

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:12
link do post | comentar | favorito
|

PS DEFENDE A ESCOLA PÚBLICA

“A EDUCAÇÃO NO CENTRO DAS POLÍTICAS DE CRESCIMENTO”

 

1.jpg

O Partido Socialista está preocupado com a situação a que o Governo está a conduzir a Educação em Portugal, considerando que “o ensino está a ser deliberadamente desvalorizado” e que “está a criar-se um sistema que promove a desigualdade de oportunidades entre os jovens”, como frisou a deputada Odete João, da Comissão Parlamentar de Educação.

 

O tema foi analisado na passada quarta-feira, no Entroncamento, numa iniciativa do Gabinete de Estudos da Federação de Santarém do PS, que contou com a participação de representantes das escolas e das associações de pais.

 

Numa intervenção mais centrada no funcionamento do Ensino básico e secundário, Maria da Luz Lopes, Presidente das Mulheres Socialistas do Distrito de Santarém e professora-coordenadora, destacou “o problema do abandono precoce do sistema de ensino que atinge neste momento cerca de 30% dos alunos, que nem chegam a entrar no secundário”. Maria da Luz Lopes considera que este indicador anda de mãos dadas com o outro: “33% das crianças portuguesas estão risco de pobreza, segundo os últimos dados conhecidos”.

 

Na mesma intervenção, a líder das Mulheres Socialistas do distrito abordou ainda a situação dos professores, que “são empurrados ou para fora da escola ou para atividades não-pedagógicas”, ficando em situações “de extrema fragilidade profissional, que geram insatisfação e instabilidade no próprio sistema”. Ficou ainda a chamada de atenção para a problemática dos exames nacionais, “colocados no centro da política educativa como se desses exames dependesse tudo”. Segundo Maria da Luz Lopes, “esta circunstância é geradora de distorções a todos os níveis.

 

A deputada Odete João começou precisamente por este mesmo tópico, explicando que “não é contra os exames mas é contra a forma como são usados”, na medida em que condicionam irreversivelmente o futuro das crianças, permitindo que aqueles que não conseguem os melhores objetivos académicos fiquem simplesmente para trás!” Para a deputada especialista em Educação, “não há qualquer equidade no sistema de ensino tal como ele está a ser moldado”. Segundo a deputada, “além de gerar desigualdade, a criação de rankings com base nos resultados dos exames nacionais acaba por resultar em comparações entre realidades que não são comparáveis”.

 

A deputada socialista deixou ainda um forte apelo aos autarcas no sentido de “avaliarem bem se querem ou não dar o passo em frente que é proposto pelo Governo no sentido da municipalização da Educação”. Esta é uma matéria sensível, e “qualquer decisão nesse sentido pode resultar numa fratura do sistema educativo, pondo em causa um importantíssimo fator de coesão como é o ensino”, alertou Odete João.

 

Jorge Faria, Presidente da Câmara do Entroncamento e Professor Universitário, sublinhou que “falta uma estratégia nacional de educação!” E acrescentou: “a ideia de desvalorização do Trabalho que este Governo tem promovido desvaloriza a própria Educação!” Jorge Faria lembrou que “foi pela mão do PS que o acesso ao Ensino Superior foi democratizado, uma situação que agora está a regredir a olhos vistos, com os jovens a deixarem de ter condições de acesso a níveis superior!”

 

Para o Presidente da Câmara do Entroncamento, “o Ensino Profissional está transformado num ramo marginal que constitui a única forma de muita gente concluir a escolaridade” em vez de ser “efetivamente uma via de preparação técnica para ingressar no mercado de trabalho”.

 

A fechar o debate, António Gameiro, Presidente da Federação de Santarém do PS, deputado e também Professor Universitário, afirmou que “não é aceitável partir o sistema de ensino e dividir a Educação pelos municípios de uma forma que acaba por colocar em causa um dos mais importantes fatores de coesão de qualquer sociedade”.

 

António Gameiro lamentou “o caos instalado no sistema de ensino, que tem vindo a prejudicar alunos e professores, mas acima de tudo a empurrar pessoas para fora da escola, comprometendo as novas gerações e o futuro de Portugal”.

 

Esta iniciativa acolheu dezenas de participantes, que tiveram oportunidade de colocar questões e de partilhar ideias sobre o sistema de ensino e sobre os problemas que o afetam na região.

2.jpg

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:19
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014
SANTARÉM: Estrada da Estação já abriu ao Trânsito

NOTICIASDORIBATEJO.jpg

A circulação automóvel na Estrada da Estação, estrada que efetua a ligação entre a cidade de Santarém e a Ponte D. Luis, numa extensão de 1.813 metros, já está restabelecida desde as 15h15 do dia de hoje.

 A empreitada de remodelação da EN 3-5 Eixo estruturante da Estrada da Estação foi adjudicada pelo valor de 1.199.888,43 euros mais IVA.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:52
link do post | comentar | favorito
|

CHAMUSCA: Igreja Matriz palco de encenação natalícia

No próximo sábado, 20 de Dezembro, pelas 18h00 a Chamusc’arte apresenta o espetáculo “A Anunciação” na Igreja Matriz da Chamusca, a peça, encenado por Carlos Petisca, está integrado no 6º Mercado de Natal na Chamusca.

A Anunciação” também conhecida como Anunciação da Virgem Maria, é a recriação da celebração cristã do anúncio pelo Arcanjo Gabriel a Virgem Maria da boa nova de que seria mãe do filho de Deus. Um momento relevante para todos os cristãos, especialmente na quadra natalícia em que se celebra o nascimento de Jesus.

A magnífica Igreja Matriz, património religioso do concelho com altar-mor e os dois colaterais em talha dourada do séc.XVII, será palco da encenação do momento da Anunciação.

A Chamusc’arte conta com a participação neste espetáculo do Grupo Dramático Musical J.N.P., Atores Grupo Dramático Carregueirense / RFEIC e a Associação Cultural Cantar Nosso, num total de cerca de 80 participantes.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:51
link do post | comentar | favorito
|

Constrangimentos e cortes no abastecimento de água nas localidades de Riachos e Nicho de Riachos

Comunica-se à população, comércio e serviços de Riachos e Nicho de Riachos, que devido à realização de trabalhos inadiáveis para ligação das novas condutas e novo nós à rede existente, prevemos constrangimentos
e cortes, no abastecimento de água, na segunda-feira, 22 de dezembro de 2014, entre as 13h00 e as 18h00 e na terça-feira, 23 de dezembro, entre as 08h30 e as 12h30 nos seguintes locais e zonas envolventes:



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:49
link do post | comentar | favorito
|

COMUNICADO da Junta de Freguesia de Asseiceira

Aniversário do  Homem mais velho de Portugal

A Junta de Freguesia de Asseiceira informa que irá realizar no próximo dia 23 de Dezembro, pelas 16 Horas no  Salão Nobre da sua sede, homenagem ao Sr. Manuel Rafael dos Santos pelo seu 109º aniversário. Este acto justifica-se pelo facto de ser o mais velho habitante da Freguesia de Asseiceira e segundo o nosso conhecimento, o mais velho de Portugal

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:44
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13


23
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Mais de 500 reuniões de n...

ESCOLA SECUNDÁRIA DO ENTR...

Espaço AZB - Pavilhão de ...

Mercado Oitocentista 2017...

“Toponímia no Feminino em...

54ª Feira Nacional de Agr...

FESTAS DE ABRANTES - FEST...

A VERDADE SOBRE AS DROGAS

Mies van der Rohe e Victo...

Secretário de Estado do A...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds