NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
CARTAXO COM DIA PRÓPRIO NO FESTIVAL NACIONAL DE GASTRONOMIA

 

Caspiada, Pão e Folclore vão estar no stand da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, no dia 20 de outubro.

 

O programa de divulgação organizado pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), que integra o Festival Nacional de Gastronomia, a decorrer na Casa do Campino em Santarém, até dia 29 de outubro, dedica um dia ao Cartaxo.

 

Este ano, o Festival escolheu como tema O Pão de Cada Diae desafiou expositores e instituições presentes a apresentar os seus melhores produtos. O Município do Cartaxo vai dar destaque a um produto único, nascido no concelho, que mostra como a riqueza gastronómica e nutritiva da massa de pão pode ganhar novas formas e sabores, transformando ingredientes simples num produto excecional – a Caspiada de Pontével.

 

Para ficar a conhecer os segredos que Pontével guarda desde tempos ancestrais sobre o modo de confecionar este bolo típico, que é marca registada da freguesia, o Rancho Folclórico e Etnográfico de Pontével vai estar na área de showcooking e vai explicar todo O ciclo da Caspiada.

 

Para quem preferir outros pratos mais substanciais, o Rancho Folclórico, vai mostrar um outro modo de usar o pão, neste caso a broa, na gastronomia da região e dar a provar aos visitantes o seu famoso Magusto com Bacalhau Assado, que poderá acompanhar com o vinho do concelho – Vinhos Franco.

 

A Sociedade Industrial de Padarias do Concelho do Cartaxo estará também presente para mostrar a excelência e a diversidade de pães que fabrica e comercializa.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:13
link do post | comentar | favorito
|

Um músico que nasceu no país errado | A Magia da Guitarra Portuguesa com talento Brasileiro

 

CMC - carmen sousa

 

Um músico que nasceu no país errado

 

A Magia da Guitarra Portuguesa com talento Brasileiro

 

O Cineteatro da Chamusca vai receber no dia 21 de outubro às 21.30h, integrado no ciclo CINartE, a magia da guitarra Portuguesa que encantou o Brasileiro Wallace Oliveira e que se encontra em Portugal para lançar o seu CD "Nova".
Este jovem músico Brasileiro que segundo as suas próprias palavras nasceu no País errado, tal é o seu fascínio pela cultura portuguesa e particularmente pela Guitarra, que o fez viajar constantemente para Portugal, fazendo do atlântico uma imensa ponte cultural na procura das raízes dum som de encantamento.
Sérgio Borges [viola de 7 cordas] e Adriano Busko [percussão] são os músicos que acompanham Wallace Oliveira em viagens sonoras multiplicadas de chorinhos, guitarradas e rock numa mistura de ambiências e influências da cultura Portuguesa e Brasileira, prometendo um concerto invulgar de emoções e qualidade artística.
No concerto programado para a Chamusca o fado mistura se nesta viagem, com a participação especial de Manuel João Ferreira e Joana Mello.
O Coração do Ribatejo onde o fado se mistura na vida das suas gentes, abraça assim uma proposta musical que promete uma noite de intensa magia cultural e coloca a Chamusca no centro da oferta cultural inovadora.
Os bilhetes para este espetáculo único, podem ser adquiridos no Município da Chamusca e em TicketLine.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:10
link do post | comentar | favorito
|

Forcados Amadores de Azambuja comemoram 50 anos com uma corrida de toiros mista

 

 

O Grupo de Forcados Amadores de Azambuja está a comemorar, neste ano 2017, o seu cinquentenário. A efeméride terá como ponto alto uma corrida de toiros mista, anunciada para as quatro horas da tarde de sábado – 28 de outubro, na Praça de Toiros “Dr. Ortigão Costa”, na Vila de Azambuja. A organização é da Associação Cultural “A Poisada do Campino”, na qual o grupo azambujense está integrado.

 

O grupo aniversariante, chefiado pelo forcado André Letra, irá apresentar-se perante o público da sua terra assumindo a responsabilidade de pegar, sozinho, os cinco toiros da ganadaria Herdeiros de Camarate, destinados às lides a cavalo. Completam, assim, o cartel do espetáculo os cavaleiros Rui Salvador, Luís Rouxinol, Ana Batista, Manuel Teles Bastos e Soraia Costa, e, na lide apeada, o matador Manuel Dias Gomes e o novilheiro amador Rui Jardim, que mostrarão a sua arte perante um toiro de Callejo Pires e um novilho de João Ramalho. Como atrativo extra, nesta corrida, a atuação de Rui Jardim – aluno da Escola de Toureio de Azambuja – constituirá a sua prova de Novilheiro Praticante.

 

Os bilhetes – com preços a partir de 10,00 euros – encontram-se à venda na barbearia Vitor Teixeira, no snack-bar “Sabores” e no café Padre Cruz, ou disponíveis para reserva pelo telefone 969 141 316 e emailpoisadadocampino@sapo.pt.

 

Para conhecer as cinco décadas de história do Grupo de Forcados Amadores de Azambuja na primeira pessoa, visitamos a página de internet do próprio grupo…

“Decorria o ano de 1967, quando em 27 de Outubro, na castiça Vila de Azambuja, surgiu um grupo de forcados, a que se deu nome de Grupo Forcados Amadores de Azambuja. Como fundador deste grupo mencionaremos Pedro Andrade, Afonso Guerra, José António Félix ,João Alves, Fernando Libano, Isaac Lopes, Carlos Azevedo e Fernando Barreto(cabo), acompanhados pelo aficionado César Fernandes, que muito contribuiu até algum tempo. No ano de 1968, o grupo adquiriu os primeiros fardamentos, já que os anteriormente utilizados, foram alugados, tendo a despesa do aluguer sido suportada pelos Bombeiros Voluntários de Azambuja. Nesse ano o grupo fez 12 novilhadas.

Em 1971, recebe-se como cabo José António Félix, em virtude de Fernando Barreto, ter sido mobilizado para a guerra do Ultramar.

Segue-se o ano de 1976, com uma votação dentro do grupo composto nessa altura por 18 elementos, foi eleito como cabo Francisco Vassalo com 17 votos a favor e 1 contra, elemento que fazia parte do grupo desde 1970. A partir daqui o grupo é levado às primeiras praças do pais, bem como a mais de duas dezenas de corridas em Espanha com Touros desembolados e ainda a outras praças de touros em França. Como registo de nota, em 27 de Agosto de 1977, em Salvaterra de Magos, num mano a mano entre o saudoso Batista e Zoio, os grupos de Azambuja e da Chamusca, pegam 1 toiro cada um, em pontas, da Ganadaria de Pinto Barreiros, o que mereceu a prisão preventiva dos cabos. Nesse ano o grupo ainda não possuía a praça de toiros em Azambuja, mas já estava nas praças ao lado de grandes grupos...

Em 1986, no final da época, passa a cabo Carlos Leonardo, forcado feito em Azambuja, que dá seguimento ao grupo até ao ano de 1996.

Foi em 1997, que passa a cabo Pedro Núncio, mantendo-se até ao ano de 2000.

Em 2001 surge como cabo Luís Silva, que se mantem até ao ano de 2002.

O ano de 2003 é orientado por um forcado do grupo José Quitério, até que em 2004 Joaquim Carvalhopassa a cabo, lugar que mantem até ao ano de 2006.

Em Junho de 2006 é chamado a tomar conta do grupo como cabo Fernando Coração que muito fez para criar uma forte união contando sempre com todo o apoio do cabo "Chico"... De referir, que no ano de 2007, se assinalaram os 40 anos do Grupo de Forcados Amadores de Azambuja, que ao longo de quatro décadas, se manteve sempre no ativo!”

 

Atualmente, o grupo é capitaneado pelo forcado André Letra que recebeu de Fernando Coração a passagem de testemunho para essas funções, na corrida da Feira de Maio do ano 2015.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:10
link do post | comentar | favorito
|

Temporada da Música - Petit Gatô Sociedade Filarmónica de Santo Estêvão

unnamed

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:10
link do post | comentar | favorito
|

Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

 

 

quinta-feira:

 

 

Esta quinta-feira, dia 19 de outubro, tem início o 37º Festival Nacional de Gastronomia, na Casa do Campino, em Santarém, com o Dia dedicado ao Município de Santarém e à Pombinha de Santarém.

Esta edição celebra a Gastronomia Portuguesa num tributo ao “Pão de Cada Dia”. Visite as Tasquinhas, o Artesanato, Doçaria e “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”.

 

A 37ª Edição do Festival Nacional de Gastronomia dá continuidade ao trabalho de defesa da gastronomia como Património Nacional procurando abranger a transversalidade da Gastronomia Portuguesa, através do cruzamento da cozinha tradicional com a cozinha contemporânea. Nesta edição, os conteúdos do Festival têm uma maior incidência sobre a temática do Pão, o Pão de Cada Dia com o foco nos cereais e nas novas utilizações de matérias-primas já conhecidas na produção de pão, bem como, a recuperação de fórmulas tradicionais como a “massa mãe”. O Programa inclui diariamente conteúdos que dão destaque a pratos gastronómicos tradicionais e modernos cuja base da sua confeção é o pão.


Mantendo a sua assinatura, “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”, o Festival Nacional de Gastronomia convida o visitante para 11 dias de festa que comemoram a gastronomia portuguesa através de uma viagem pelos sabores mais ricos do nosso território. São 12 Tasquinhas tradicionais, 4 tasquinhas de Petisco, uma mostra de doçaria conventual e um mercado de produtos típicos que nos chegam de todo o país para adocicar ou apimentar a boca a quem nos visita.

 

O Festival volta a acolher o Restaurante Lucky 13 na sua 3ª Edição onde durante 8 noites se apresentam os valores para o futuro da nossa gastronomia com a participação de 16 Chefes que proporcionam ao visitante 8 experiências gastronómicas distintas com jantares temáticos exclusivos para um máximo de 50 pessoas e com o desafio de manter a matriz tradicional do Festival podendo fazer a ponte entre o que está a acontecer na gastronomia e na restauração. Os jantares no Lucky 13 estão sujeitos a marcação e têm o valor de 35€ por pessoa, por menu completo.

 

Onze Municípios Presentes

 

Numa aposta clara na defesa dos produtos tradicionais portugueses, o Festival apresenta o subtema do “Pão de Cada Dia”, com a chancela da Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação, com uma programação diária dedicada a um, ou mais produtos emblemáticos do Município convidado. Santarém, Lamego, Madeira, Vila Nova de Gaia e Freguesia de Avintes, Bragança, Açores, Vidigueira, Loulé, Mafra, Seia e Almeirim trazem a lume uma enorme multiplicidade de pães, desde os mais tradicionais aos mais inovadores e de produtos derivados do pão e de diferentes utilizações, mostrando e dando a provar o que melhor nos dá o nosso país. Degustações Enogastronómicas, Demonstrações de Cozinha, workshops, Cursos de vinho e Provas são algumas das ações que marcarão os dias temáticos.

 

O Festival e a aposta nos Jovens

 

Nos dias 24 e 25 de outubro, o FNG volta a acolher a Final Nacional do concurso Jovem Talento da Gastronomia, com 42 finalistas disputarem o primeiro lugar em 7 categorias a concurso. No dia 25, acontece também o fórum Que Gastronomia para o Futuro de Portugal. Neste dia celebra-se o Dia do Estudante de Gastronomia.
Ainda a pensar no público mais jovem o FNG volta a apostar numa Área Didática/Espaço Júnior, em parceria com a ESES e a SCMS, e que consiste num espaço dedicado ao acolhimento e entretenimento de crianças entre os 3 e os 10 anos.

 

Novidades

 

As grandes novidades desta edição incluem um Winebar – Espaço de Degustação de Vinhos e petiscos de Norte a Sul do País e uma Padaria Educativa – espaço criado em parceria com a ACIP e a Fernetto - onde se faz pão diversas vezes ao dia permitindo aos visitantes acompanhar a feitura. Este espaço reforça a preocupação do Festival com os mais novos na disponibilização de workshops que permitem a miúdos e graúdos “pôr a mão na massa”.

As entradas diárias no Festival têm o valor de 2€ e podem ser adquiridas no Complexo Aquático de Santarém, no Posto de Turismo ou à entrada do Festival.

O Festival funciona de segunda a quinta-feira entre as 12h00 e as 00h00 e às sextas-feiras e sábados entre as 12h00 e a 03h00, sendo que no último dia, 1 de novembro, encerra às 16h00. O local do evento é na mítica Casa do Campino, no Campo Emílio Infante da Câmara, em Santarém. O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém é organizado pela Viver Santarém, numa parceria com a Câmara Municipal de Santarém, com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, AMPV e com a chancela da Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação. Conta com o patrocínio da Repsol, Sagres, Delta, Resitejo, Riberalves, Bom Sucesso e CUF. A Cozinha Oficial é da Teka e a Viatura Oficial é da Litocar. Conta ainda com o apoio da Confraria Gastronómica do Ribatejo. O Lucky 13 é patrocinado pela Comissão Vitivinícola do Tejo e pela Riberalves.

 

Para mais informações consulte o portal oficial: www.festivalnacionaldegastronomia.pt e e aceda diretamente à área de imprensa onde poderá descarregar fotografias em alta resolução e todas as novidades sobre o maior Festival Gastronómico do nosso País.

 

O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém criado em 1980 é o mais antigo Festival de Gastronomia do País. Realiza-se anualmente, e celebra este ano a 37ª edição. É uma marca consagrada junto dos gastrónomos, profissionais e amantes da boa mesa. Apresenta, anualmente, um programa rico em atividades que celebram e promovem o Património Gastronómico Português. Apresenta-se como um certame de excelência e uma montra dos sabores regionais. Este ano, apresenta o tema “Pão de Cada Dia” e convida os visitantes a mergulharem nos sabores da tradição e da inovação culinária, entre os dias 19 a 29 de outubro.

 

PROGRAMA:

19 de outubro
Pombinha – Município de Santarém | Região do Ribatejo
Programa CIMLT - Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo | Tagus' Lezíria Intermunicipal

 

20 de outubro
Bola de Lamego – Município de Lamego l Trás-os-Montes

Dia do Município do Cartaxo 
19h30 – "O ciclo da Caspiada" e degustação de magusto com bacalhau assado, apresentado pelo Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Pontével, Cartaxo

21h30 - atuação do Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Pontével, Cartaxo

 

21 de outubro
Bolo do Caco – Visit Madeira

 

22 de outubro
Broa de Avintes – Junta de Freguesia de Avintes l Município de Vila Nova de Gaia

 

23 de outubro
Folar Transmontano – Município de Bragança l Trás-os-Montes

 

24 de outubro
Massa Sovada (Pão Doce) – Turismo dos Açores

 

25 de outubro
Pão Alentejano – Município de Vidigueira l Alentejo

 

26 de outubro
Pão Algarvio - Município de Loulé l Algarve

 

27 de outubro
Pão de Mafra – Município de Mafra l Lisboa

 

28 de outubro
Pão do Sabugueiro – Município de Seia l Guarda l Serra da Estrela

 

29 de outubro
Caralhota - Município de Almeirim

Padaria Educativa: Espaço onde se faz pão diversas vezes ao dia permitindo aos visitantes acompanhar a feitura.

Com a dinamização de workshops que permitem a miúdos e graúdos “pôr a mão na massa”.

Concurso Jovem Talento da Gastronomia - Final Nacional:
Dias 24 e 25 outubro | Com 42 finalistas a disputarem o primeiro lugar em 7 categorias em concurso.

 

Fórum “Que Gastronomia para o Futuro de Portugal”:
Dia 25 outubro | Neste dia celebra-se o Dia do Estudante de Gastronomia.

Encontro Nacional de Confrarias:
Promovido pela Confraria Gastronómica do Ribatejo

Winebar:
Espaço de Degustação de Vinhos e petiscos de Norte a Sul do País

 

Espaço Júnior:
Ainda a pensar no público mais jovem o Festival Nacional de Gastronomia volta a apostar numa Área Didática/Espaço Júnior, em parceria com a Escola Superior de Educação de Santarém e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém, que consiste num espaço dedicado ao acolhimento e entretenimento de crianças entre os 3 e os 10 anos.

Participação Intermunicipal (CIMLT e os 11 Municípios associados), no stand intermunicipal para promoção das atratividades turísticas e gastronómicas dos Municípios da Lezíria do Tejo.


Dia 19 | Dia do Município de Santarém
Dia 20 | Dia do Município do Cartaxo
Dia 21 | Dia do Município de Alpiarça
Dia 22 | Dia do Município de Azambuja
Dia 23 | Dia do Município da Golegã
Dia 24 | Dia do Município de Coruche
Dia 25 | Dia do Município de Salvaterra de Magos
Dia 26 | Dia do Município da Chamusca
Dia 27 | Dia do Município de Rio Maior
Dia 28 | Dia do Município de Benavente
Dia 29 | Dia do Município de Almeirim

 

Visitas Guiadas:
25/out e 26/out, às 15h30 * Percurso: 360º
24/out, às 11h30 * Percurso: Fora de Portas
28/out, às 16h00 * Percurso: O Azulejo

* Condições das Visitas:
1) As visitas guiadas são gratuitas, bem como a entrada nos respetivos espaços mencionados;
2) Todas as visitas têm a duração de 60 minutos;
3) Reservas: 963 735 589 (guia-intérprete Vera Duarte) ou 243 304 437 (Posto de Turismo)

 

INFORMAÇÕES
CONTATOS

Campo Infante da Câmara 
Casa do Campino
+351 243 300 900
+351 243 300 901
geral@viversantarem.pt

Morada: CASA DO CAMPINO
Campo Emílio Infante da Câmara
2000-014 Santarém
Coordenadas: GPS: 39.237572 N
8.689156 W

PREÇOS | PONTOS DE VENDA
Bilhete Individual 2 euros
Bilheteira do Festival Nacional Festival de Gastronomia

Caderneta com 10 bilhetes 15 euros
Posto de Turismo de Santarém; Complexo Aquático de Santarém

23, 24 e 25 out. entrada gratuita das 12h00 às 17h00.

 

HORÁRIOS:

Restauração | Salão de Vinhos | Artesanato | Agro Produtores | Doçaria

19-28 de outubro: 12h00 - 24h00
29 outubro:12h00 -16h00

Praça do Petisco

19 e 22-26 de outubro: 12h00 - 24h00
20, 21, 27 e 28 de outubro: 12h00 - 01h00
29 de outubro: 12h00 -16h00

Recinto Exterior | Bar

19 e 22-26 de outubro: 12h00 - 01h00
20, 21, 27 e 28 de outubro:12h00 - 02h00
29 de outubro: 12h00 -16h00

LUCKY 13
O valor de cada jantar é de 35€ por pessoa, com bebidas incluídas, e as reservas e pagamentos deverão ser efetuadas através do Posto de Turismo de Santarém e os bilhetes levantados diretamente na bilheteira do Festival.

Os jantares têm início às 20h00

RESERVAS
Nuno Almeida | Tlm.: 934 804 101 | nuno.almeida@viversantarem.pt 
ou
Posto de Turismo de Santarém
Rua Capelo Ivens 63
2000-039 Santarém
Tel.: 243 304 437 | turismo@cm-santarem.pt

 

 

Às 14h30, assista ao Seminário “Deixar o Pão Falar”, na Casa do Campino, integrado no 37º Festival Nacional de Gastronomia, em que são convidados alguns dos especialistas nacionais para introduzirem tão nobre e rico alimento. O seminário tem entrada gratuita, mediante acesso ao Festival.


PROGRAMA
14h30
Ana Rocha, Pão da Mó
Vídeo de Tiago Pereira

15h00
Diogo Amorim, Gleba
Vídeo de Tiago Pereira

15h30
Paulo Santos, Forno do Beco
Vídeo de Tiago Pereira

16h00
Mário Rolando, Pão Bão
Vídeo de Tiago Pereira

16h30
Debate
Ana Rocha, Diogo Amorim, Mário Rolando, Paulo Santos

17h30
Fim

Nota: A degustação de pães será feita encadeada ao longo das apresentações

 

 

sexta-feira:

 

 

Esta sexta-feira, dia 20 de outubro, a 37º Festival Nacional de Gastronomia, prossegue na Casa do Campino, em Santarém, num tributo ao “Pão de Cada Dia”, num Dia dedicado ao Município do Cartaxo e à Bola de Lamego – Município de Lamego l Trás-os-Montes.

Às 19h30,  "O ciclo da Caspiada" e degustação de magusto com bacalhau assado, apresentado pelo Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Pontével, Cartaxo e às 21h30, tem lugar a atuação do Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Pontével, Cartaxo.

Visite as Tasquinhas, o Artesanato, Doçaria e “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”.

 

As entradas diárias no Festival têm o valor de 2€ e podem ser adquiridas no Complexo Aquático de Santarém, no Posto de Turismo ou à entrada do Festival.

O Festival funciona de segunda a quinta-feira entre as 12h00 e as 00h00 e às sextas-feiras e sábados entre as 12h00 e a 03h00, sendo que no último dia, 1 de novembro, encerra às 16h00. O local do evento é na mítica Casa do Campino, no Campo Emílio Infante da Câmara, em Santarém. O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém é organizado pela Viver Santarém, numa parceria com a Câmara Municipal de Santarém, com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, AMPV e com a chancela da Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação. Conta com o patrocínio da Repsol, Sagres, Delta, Resitejo, Riberalves, Bom Sucesso e CUF. A Cozinha Oficial é da Teka e a Viatura Oficial é da Litocar. Conta ainda com o apoio da Confraria Gastronómica do Ribatejo. O Lucky 13 é patrocinado pela Comissão Vitivinícola do Tejo e pela Riberalves.

 

Para mais informações consulte o portal oficial: www.festivalnacionaldegastronomia.pt

 

 

Às 20h00, tem lugar a Tertúlia Literária “Sophia de Mello Breyner Andresen”, no Restaurante Tejá, Jardim Portas do Sol, dedicada a um nome incontornável da literatura portuguesa, Sophia de Mello Breyner Andresen, numa organização do Departamento de Atividades de Ar Livre e Lazer do Círculo Cultural Scalabitano.

 

Esta tertúlia inclui jantar e conta com a presença de um convidado, que vai fazer a apresentação da obra literária da escritora, e com a presença do Veto Teatro Oficina, para brindar os presentes com alguns poemas ilustrativos da obra poética desta grande escritora.

(Literatura) (Duração) 240’ (Classificação) M/12

Informações: CCS | tel. 243.321150 (14h00-20h00) | circuloscalabitano@gmail.com

 

 

sábado:

 

 

Este sábado, dia 21 de outubro, às 10h30, há Oficina de Dança, com a professora Sofia de Almeida, na Livraria Aqui Há Gato.

"Descobrir o meu corpo, a minha relação com o outro, explorar o espaço, os objetos... entre danças de roda ou até mesmo individualmente. Tudo isto entrando no mundo da nossa imaginação que é absolutamente mágica!!! Porque é assim que gostamos... aprendendo, brincando."

(Duração) 30’ (Classificação) 3 aos 5 anos (Preço) 7€ (Marcação prévia)

 

Às 10h30, há Hora do Conto, na Livraria Aqui Há Gato. Entrada livre.

Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto...

(Duração) 30’ (Classificação) dos 0 aos 80!

 

Às 12h00 e às 16h30, há Oficinas de Arte - Mês da Esferovite, na Livraria Aqui Há Gato.

Cheios de energia depois de umas Férias super divertidas, os nossos sábados ainda vão ser mais coloridos. Este mês vamos reaproveitar esferovite e descobrir o que podemos fazer com este material fantástico!

Com cuvetes de esferovite vamos fazer um porta coisas muito original, onde podes guardar as tuas canetas, lápis, réguas e muito mais, para que esteja sempre tudo organizado!

 

(Duração) 60’ (Classificação) a partir dos 4 anos inclusive (Preço) 7€

 

 

O 37º Festival Nacional de Gastronomia, prossegue na Casa do Campino, em Santarém, num tributo ao “Pão de Cada Dia”, num Dia dedicado ao Município de Alpiarça e ao Bolo do Caco – Visit Madeira. Visite as Tasquinhas, o Artesanato, Doçaria e “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”.

As entradas diárias no Festival têm o valor de 2€ e podem ser adquiridas no Complexo Aquático de Santarém, no Posto de Turismo ou à entrada do Festival.

O Festival funciona de segunda a quinta-feira entre as 12h00 e as 00h00 e às sextas-feiras e sábados entre as 12h00 e a 03h00, sendo que no último dia, 1 de novembro, encerra às 16h00. O local do evento é na mítica Casa do Campino, no Campo Emílio Infante da Câmara, em Santarém. O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém é organizado pela Viver Santarém, numa parceria com a Câmara Municipal de Santarém, com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, AMPV e com a chancela da Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação. Conta com o patrocínio da Repsol, Sagres, Delta, Resitejo, Riberalves, Bom Sucesso e CUF. A Cozinha Oficial é da Teka e a Viatura Oficial é da Litocar. Conta ainda com o apoio da Confraria Gastronómica do Ribatejo. O Lucky 13 é patrocinado pela Comissão Vitivinícola do Tejo e pela Riberalves.

 

Para mais informações consulte o portal oficial: www.festivalnacionaldegastronomia.pt

 

 

A partir das 15h00, a Diocese de Santarém associa-se, uma vez mais, à comemoração do Dia Nacional dos Bens Culturais da Igreja – Dia de São Lucas (18 de outubro), através do Museu Diocesano e Comissão para os Bens Culturais. Entrada livre.

 

Aludindo ao tema “Significados da Arte Cristã”, com especial enfoque à figura de Maria, e em mês de encerramento das comemorações do Centenário das Aparições em Fátima, a exposição “A Beleza da Mãe de Deus – da infância ao dia em que o sol bailou” pode ser visitada até dia 23 de outubro.

 

Às 15h00, realiza-se a última visita guiada à exposição, orientada pelo P. António Pedro Boto de Oliveira, docente de Arqueologia e Arte Cristã e Estética e Teologia na Universidade Católica Portuguesa.

 

Segue-se a apresentação do guia da exposição com lançamento da Campanha de Angariação de Fundos para as intervenções de Conservação e Restauro, a decorrer nas paróquias da Diocese de Santarém.

 

Às 16h00, tem lugar a XCIX Assembleia de Investigadores do CIJVS – Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão, no Convento de S. Francisco, com apresentação de duas comunicações: “Romanceiro da Ribeira de Muge”, proferida por Manuel Evangelista e “Santa Iria no Romanceiro Popular”, apresentada por Carlos Gustavo Pacheco Pimentel. Entrada livre.

Aproveite o último dia para visitar a Exposição “Lendas de Portugal”, no Convento de S. Francisco. A Exposição pode ser visitada das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

A Equipa de Rendimento Social de Inserção (RSI) da Santa Casa da Misericórdia de Santarém (SCMS) organizou uma exposição inclusiva, em colaboração com a Câmara Municipal de Santarém, com a Associação Portuguesa de Surdos e a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, dedicada ao tema das Lendas de Portugal.

A Mostra apresenta 10 lendas que vão estar representadas por bonecos produzidos no espaço do atelier, aproveitando as aptidões dos beneficiários para criar diferentes formas de representação: desenho, pintura e escrita.

O espaço conta também com mostra de alguns dos diferentes trabalhos realizados. Todos os trabalhos estão disponíveis para venda e/ou encomenda.

 

 

Às 21h30, o Centro Cultural e Recreativo das Fontainhas e Grainho acolhe "Modinhas do Antigamente", que conta com a participação do Grupo Folclórico de Abitureiras, Grupo de Folclore Terras da Nóbrega e do Rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Grainho e Fontaínhas.

 

 

domingo:

 

 

No domingo, dia 22 de outubro, prossegue o 37º Festival Nacional de Gastronomia, prossegue na Casa do Campino, em Santarém, num tributo ao “Pão de Cada Dia”, num Dia dedicado ao Município de Azambuja e à Broa de Avintes – Junta de Freguesia de Avintes l Município de Vila Nova de Gaia.

Visite as Tasquinhas, o Artesanato, Doçaria e “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”.

As entradas diárias no Festival têm o valor de 2€ e podem ser adquiridas no Complexo Aquático de Santarém, no Posto de Turismo ou à entrada do Festival.

O Festival funciona de segunda a quinta-feira entre as 12h00 e as 00h00 e às sextas-feiras e sábados entre as 12h00 e a 03h00, sendo que no último dia, 1 de novembro, encerra às 16h00. O local do evento é na mítica Casa do Campino, no Campo Emílio Infante da Câmara, em Santarém. O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém é organizado pela Viver Santarém, numa parceria com a Câmara Municipal de Santarém, com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, AMPV e com a chancela da Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação. Conta com o patrocínio da Repsol, Sagres, Delta, Resitejo, Riberalves, Bom Sucesso e CUF. A Cozinha Oficial é da Teka e a Viatura Oficial é da Litocar. Conta ainda com o apoio da Confraria Gastronómica do Ribatejo. O Lucky 13 é patrocinado pela Comissão Vitivinícola do Tejo e pela Riberalves.

 

Para mais informações consulte o portal oficial: www.festivalnacionaldegastronomia.pt

 

 

Em permanência:

 

 

Até dia 31 de outubro, visite a Mostra Bibliográfica “Vamos ler… Mário Braga - 1ºAniversario da Morte, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. A Mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00 e aos sábados, das 09h30 às 12h30.

 

Mário Braga foi um escritor, tradutor e jornalista português que veio a falecer, com 95 anos, no dia 1 de outubro de 2016.

Natural de Coimbra e licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, exerceu durante alguns anos a atividade como docente, foi diretor geral da Secretaria de Estado da Comunicação Social e membro do Conselho Consultivo das Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian. O livro de contos intitulado “Nevoeiro” foi a sua primeira estreia literária em 1944. Recordamos e homenageamos o autor com uma Mostra Bibliográfica durante o mês de outubro.

 

Até dia 31 de outubro, visite a Mostra Bibliográfica “17 de outubro: Dia Internacional Para a Erradicação da Pobreza”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire. A Mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

Erradicar a pobreza a nível internacional tem sido uma luta constante e difícil por parte de todos os países, no sentido de se garantir que todos os homens e mulheres, com enfoque para os mais pobres e vulneráveis, possam ter direitos iguais no acesso a recursos económicos e serviços básicos. A condição na qual falta o acesso a serviços de saúde, educação, segurança por parte de indivíduos de determinados grupos sociais que prejudica ou impossibilita a subsistência dos mesmos, cria desde logo uma desigualdade maior e um risco de pobreza elevado.

 

 

Até dia 31 de outubro, veja a Mostra Documental “Falam documentos de outras eras” - Escritura defiança ao Recebi/mento do Almoxarifado do Re/guengo de Alviela que da/do aquem Luis da Cunha da/Ribeira desta Vila ao ano prezente 1779, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire. A Mostra pode ser visitada, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

A Vila de Santarém devido à sua importância estratégica, económica, política, de considerável extensão administrativa e possuidora de sede de Comarca, tinha como responsabilidade fazer recolher os impostos municipais e reais, à semelhança das grandes capitais do reino. A Câmara gozava de funcionários régios, como o almoxarife, para proceder aos emprazamentos, cobrança dos bens reais e como administrador de algumas casas reais. Este detentor igualmente da obrigação de pagar moradias e mais mercês realengas. Os rendeiros efetuavam os contratos na presença do Vedor da Fazenda Real e por sua vez pagavam as rendas aos almoxarifes do Almoxarifado da sede a que correspondiam. Neste caso, ao da Vila de Santarém. Cada Contadoria do Erário Régio administravam as contas dos diversos Almoxarifados, aos quais passavam carta de quitação.

 

 

Até dia 31 de outubro, visite a Exposição “141 anos do Museu Municipal de Santarém”, na Loja do Cidadão. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 18h00.

 

Criado por alvará de 16 de fevereiro de 1876, o Museu Municipal de Santarém, que tinha por finalidade ser simultaneamente um museu arqueológico e um núcleo de exposições permanentes dos produtos das indústrias do Distrito, escolheu como sede do Museu a Igreja de S. João do Alporão.

Na atual conjuntura da estrutura orgânica do Município, a realidade museológica repousa numa estrutura polinucleada integrando os núcleos já existentes: Núcleo Museológico de Arte e Arqueologia (Igreja de S. João do Alporão), Núcleo Museológico do Tempo (Torre das Cabaças), Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire e Centro de Interpretação Urbi Scallabis.

A exposição “141 anos de Museu Municipal de Santarém” pretende relançar esta instituição centenária e mostrar algum do avultado espólio da Reserva Museológica Municipal, numa perspetiva de maior proximidade e transversalidade com a comunidade.

 

 

Até dia 29 de dezembro, visite a Exposição “Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire - Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 2 de outubro até ao final de dezembro está em destaque trimestral uma obra da autoria de Ventura Moutinho: Natureza Morta, Óleo s/ platex, datada da 1ª metade do séc. XX.

 

 

Até dia 7 de fevereiro de 2018, visite a Exposição “Santarém Cidade em Crescente”, na Casa do Brasil, em Santarém. Esta Mostra, que vai estar patente durante 9 meses, distribui-se por 10 espaços de Exposição, e apresenta 70 Peças, pertencentes ao espólio do Museu Municipal de Santarém, do Museu Etnográfico da Ribeira de Santarém, do Museu Municipal Carlos Reis de Torres Novas, do Museu Nacional de Arte Antiga e do Museu Geológico de Lisboa. Patente de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

A Exposição apresenta-se como uma proposta de leitura do espírito do lugar (Genius loci), de modo a consubstanciar-se numa logomarca agregadora das estratégias culturais, sociais e económicas, do município.

Esta leitura parte de uma matriz identitária de base geográfica - mediterrâneo oriental – ‘crescente fértil, sublinhando a dimensão da memória da sua paisagem cultural (fertilidade - ‘paisagem da abundância’).

A exposição aborda temáticas diversificadas, muito ligadas com o fundo cultural da região, com destaque para a importância da agricultura: vinho, azeite e cereais, do touro e do cavalo, do rio e da lezíria. Explora, paralelamente, as vertentes simbólico-religiosas, particularmente as ligadas à fertilidade - ‘paisagem da abundância’, e interpreta a importância local, o simbolismo e a religiosidade das águas, presentes no mito de Santa Iria."

“Santarém Cidade em Crescente” combina objetos museológicos: Harpócrates, capitel árabe, pithoi fenícios, lucernas islâmicas, ânforas, talhas, arreios e selas, estelas medievais, etc, com imagens iconográficas e fotográficas e conta com três instalações de arte contemporânea de Carlos Amado, sobre O Sagrado e o Azeite, Fernanda Narciso, sobre o Rio e de João Maria, sobre Mãe Terra. Origem da Terra – Cromlek.

Esta iniciativa aposta fortemente na componente sensorial, experiencial e multimédia, em que se destacam três Projetos Multimédia: dois do Realizador Jorge Sá: “Tons da Terra” – Génese e simbolismos ancestrais da Humanidade e “Não se Es gota”- sobre a Água e o terceiro, “Aqui se ara”, de Diana Amado, que vão estar patentes e podem ser vistos, durante os 9 meses da exposição.

Carlos Amado e Luís Mata, técnicos da Câmara de Santarém, foram os autores deste projeto, a partir da investigação sobre a história de Santarém, realizada por Luís Mata. A coordenação desta exposição está a cargo de Carlos Amado.

À semelhança da exposição anterior – “Modos, Medos e Mitos”, esta exposição tem como objetivos gerais: assinalar o papel histórico das civilizações do mediterrâneo oriental (fenícios, sírios, árabes, judeus) na paisagem e na estrutura urbanística da Cidade; realçar a característica urbana da topografia de Santarém: Cidade de planalto (Móron = monte); sublinhar a importância da agricultura na economia regional, nomeadamente do vinho, do azeite, dos cereais e dos legumes, muitos deles introduzidos pelos povos do levante; acentuar o papel dos conhecimentos tecnológicos e da ação humana dos muçulmanos na criação de uma paisagem aluvionar (a lezíria de Santarém como o resultado de uma transferência tecnológica de uma agricultura característica das civilizações do crescente fértil e sua adaptação às características naturais locais: campos de lezíria antigos e modernos; consolidação dos mouchões, colmatagem contínua das terras sujeitas ao regime de cheias, fixação nos terraços fluviais embutidos desde o Paleolítico Inferior); reproduzir a dimensão cultural e mental do Tejo, com paralelos no mar Mediterrâneo, no Médio Oriente e no Norte de África; assinalar o convívio entre o Homem e o elemento água, num equilíbrio representativo de uma paisagem cultural (tal como Veneza ou o Nilo); a religiosidade e o simbolismo das águas: Santa Iria, fertilidade, etc (tal como o Nilo, o Tejo tem um regime hídrico de cheias regulares – ‘crescidas’ – que vão garantindo a reposição da fertilidade do solo e o consequente sucesso da instalação das populações, bem como destacar a importância cultural e simbólica do cavalo e do touro (cornos=crescente).

 

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, com destaque para o Relógio Solar da Torre, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Segmento de fuste de coluna com altos-relevos nas duas faces opostas. Numa encontra-se o brasão oitocentista das armas da Vila de Santarém e na outra em quadrante solar, vertical e retangular sem estilete, com orientação a meridional (quadrante meridiano). O relógio de sol encontra-se datado e a numeração das partes do dia (horas) foram insculpidas em capitais romanos, pelo processo de sulco, na sequência das linhas divisórias.

O brasão de Santarém, documentado na sigilografia desde 1246, encontra-se presente em vários testemunhos da arquitetura civil, como a ponte de Alcorce, o Chafariz de Palhais ou das Figueiras, o padrão de Santa Iria ou a Fonte da Junqueira. Testemunhando o domínio da propriedade municipal, a partilha de despesas entre o município e a coroa, a ostentação ou a comemoração dos seus emblemas (o castelo e o rio e escudetes régios), ele constitui uma fonte essencial para a história concelhia e para a identidade das suas populações no tempo e no espaço”.

 

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo das 09h15 às 12h30 e das 14h00 às 17h15.

“Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:07
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

ALMOÇO DANÇANTE EM PONTÉV...

COMUNICADO DO MINISTÉRIO ...

Município de Azambuja pro...

Recolha de Sangue nos Bom...

DIA MUNDIAL DOS POBRES

NERSANT reclama Entidade ...

CARTAXO APROVA REUNIÕES D...

PROVA DE FALCOARIA EM SAL...

Governo aceita proposta d...

O «maior cruzeiro do mund...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds