NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009
BENAVENTE-Domingos Lobo vence prémio nacional de teatro Bernardo Santareno 2009

 

vicente batalha 2009 010

Domingos Lobo foi o vencedor da segunda edição do ”Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno”, com a peça original “Não deixes que a noite se apague”. A peça  passa-se no Ribatejo nos anos 60 e tem como pano de fundo as greves estudantis e conturbadas relações amorosas.

O prémio, no valor de 15 mil euros, vai ser  entregue na  Grande Gala Bernardo Santareno, que está marcada para o dia 22 de Novembro, na sala de espectáculos do Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, e que contará com a presença do vencedor.

O anúncio do vencedor foi feito esta quinta-feira, dia 15, em conferência de imprensa, pelo presidente do Instituto Bernardo Santareno, Vicente Batalha, que disse que é preciso afirmar o Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno no panorama nacional, à semelhança do que acontece com outros prémios de teatro.

O “Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno” distinguiu com menções honrosas as obras: “Os Filhos de Teresa”, de Sandra Pinheiro ( Oeiras), “A Morte do Soldado”, de Carlos Alberto Machado ( Lajes do Pico/Açores),  “Vodka e Cachupa, de Miguel Real e Filomena Oliveira (Colares/Sintra),  “O Sonho de Rosa Damasceno ou Públia Hortênsia, Marinheira Estática”, de Armando Nascimento Rosa ( Évora) e ainda “Concerto para Dois Violoncelos”, de Isabel Millet (Lisboa).

Além dos 15 mil euros, o prémio contempla ainda a edição em livro do original de Domingos Lobo e a recomendação à organização do prémio para a publicação das obras premiadas dos autores das menções honrosas.

O júri do concurso foi constituído por José Manuel Mendes, escritor, em representação da Associação Portuguesa de Escritores (APE), Norberto Ávila, dramaturgo, em representação da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), Fernanda Lapa, actriz e encenadora, Maria João Cardona, presidente da Escola Superior de Educação de Santarém, e Vicente Batalha, presidente do Instituto Bernardo Santareno.

A segunda edição do prémio contou com 145 trabalhos concorrentes de todo o país, “mais 10 por cento do que na 1ª edição de 2007”, salientou Vicente Batalha, acrescentando que,o júri se viu confrontado com uma decisão muito difícil, pois existia um lote de trabalhos de rara qualidade, em número superior ao que é usual em prémios congéneres”. Vicente Batalha frisou ainda que a obra que venceu tem uma excelente viabilidade cénica.

Domingos Lobo é um nome conhecido da escrita e do teatro. Dirige actualmente o SobreTábuas – Grupo de Teatro de Benavente, para o qual encenou “O Duelo”, de Bernardo Santareno. É também programador cultural na Câmara Municipal de Benavente e coordenador do Prémio Nacional de Poesia Natércia Freire, instituído pela Câmara de Benavente e Companhia das Lezírias.

Domingos Lobo foi este ano  distinguido com o “Prémio Literário Cidade de Almada/2009” com a obra inédita “Para Guardar o Fogo”, tem várias obras de ficção, poesia e teatro publicadas. Na ficção, publicou  “Os Navios Negreiros Não Sobem o Cuando” (romance – Prémio Literário Cidade de Torres Vedras/1993);  “Pés Nus Na Água Fria (romance); “As Máscaras Sobre o Fogo (romance) ; “As Lágrimas dos Vivos” (contos) e “Território Inimigo” (contos), e na poesia, “Voos de Pássaro Cego” ;  “As Mãos Nos Labirintos” ; “Poetas Nossos” (Antologia da Poesia Popular de Benavente ) e “Exaltação do Prazer”  ( Antologia da Poesia Portuguesa, Burlesca, Erótica e Satírica do séc. XVIII).

É ainda autor das peças de teatro  “Pensa Enquanto Tens Cabeça”   ( representada pelo GATO – Teatro Comuna/1975);  “Vida e Morte de Um Português Malcomportado” ( representada pelo GATO – Teatro Comuna/1976; “Um Violino na Lama”  ( representada  pelo Grupo de Acção Teatral de Salvaterra de Magos/1987 e “Cenas de Um Terramoto”  (sobre o terramoto de 1909 – a estrear em Novembro, no Cineteatro de Benavente – SobreTábuas). Da sua produção como ensaísta faz parte a obra “Desconstrutor de Neblinas”  ( Cosmos).

fonte: http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:04
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Santarém assinala Dia Int...

Projeto Escola com Livros

Prémio de Música “Carlos ...

Sorteio de 41 hortas urba...

Valter Hugo Mãe terça-fei...

NERSANT apresenta Vale In...

Escola Superior de Despor...

AGENDA DE DEZEMBRO RECHEA...

PS/Entroncamento: Orçamen...

800 trabalhadores da regi...

arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

VISITANTES ONLINE (Colocado em 10-11-2015

contador de visitas para blog
subscrever feeds