NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Sábado, 6 de Fevereiro de 2010
TORRES NOVAS-Ministro da Economia anuncia medidas para facilitar a aplicação do QREN

 

O ministro da Economia, Vieira da Silva, anunciou esta sexta-feira em Torres Novas que o Governo vai tomar um conjunto de medidas para agilizar a gestão e a aplicação dos fundos comunitários do QREN.

No dia em que foi aprovado na Assembleia da República uma proposta do PSD com 20 medidas para agilizar a gestão dos programa de fundos comunitários – uma proposta que teve o voto favorável de toda a oposição e o voto contra do PS – o ministro da Economia veio a Torres Novas reunir-se com os autarcas da Lezíria do Tejo, do Médio Tejo e empresários da Nersant, e garantiu que vai aceitar algumas das sugestões saídas da reunião.

Vieira da Silva comprometeu-se a aumentar o valor da comparticipação dos fundos comunitários para os projectos das autarquias, de forma a “diminuir o esforço financeiro” das câmaras municipais e associações de municípios. O governante garantiu ainda que vão ser reduzidos os prazos de aprovação das candidaturas de forma a “minimizar ao máximo a burocracia, dentro dos limites possíveis”. Vieira da Silva disse ainda que vai passar a ser possível apresentar candidaturas durante prazos mais alargados e não apenas num determinado período, abrindo assim a possibilidade de haver candidaturas “em permanência”.

Sobre a proposta do PSD, Vieira da Silva apenas disse que “todas as medidas que agilizem o QREN são bem-vindas, mas lembrou que é ao Governo que compete gerir os fundos comunitários”. O ministro da Economia disse ainda à Lusa que a aplicação do QREN foi afectada pela crise económica e que, por isso, muitos projectos ainda não estão em execução por “falta de capacidade, sobretudo das empresas, em disponibilizarem fundos para a sua parte nos investimentos”. “Os fundos comunitários são estímulos à actividade empresarial mas não podem substituir na totalidade ao investimento das empresas”, frisou.

O ministro da Economia deixou ainda um “desafio” às autarquias e empresas do distrito de Santarém para que se empenhem na concretização “rápida” das candidaturas de forma a “alcançar um volume de aprovações equivalentes aos recursos de que o País dispõe”.

As candidaturas ao QREN apresentadas pelos municípios do distrito de Santarém registaram até, ao momento, apenas 11 por cento de taxa de execução.

Num seminário realizado hoje em Torres Novas, que reuniu o ministro da Economia, as duas comunidades intermunicipais do distrito – Lezíria e Médio Tejo – e associação empresarial – Nersant, foram apresentados os números globais da aprovação e execução dos fundos do QREN no distrito. Dos cerca de 103 milhões de euros aprovados para os municípios da região, apenas 11,8 milhões estão em execução. Destaca-se pela positiva a taxa de aprovação nos fundos do Programa Operacional do Potencial Humano (POPH) que, no Médio Tejo tem 75 por cento dos valores aprovados já em execução e na Lezíria do Tejo em que 73 por cento dos fundos já estão em execução. A Lezíria candidatou cerca de 148 mil euros ao POPH, enquanto que o Médio Tejo se ficou pelos cerca de 101 mil euros.

Entre os programas comunitários com menos taxa de execução, destaca-se o da Contratualização do FEDER que na Lezíria se ficou pelos seis por cento e no Médio Tejo foi ainda inferior, na ordem dos dois por cento. Na Lezíria do Tejo não está ainda em execução nenhuma das candidaturas à regeneração urbana, mas a Comunidade Intermunicipal (CIMLT) já tem aprovados 13,6 milhões de euros para esta área. No Médio Tejo a regeneração urbana já arrancou mas apenas com uma taxa de execução de 7 por cento, o que significa cerca de 1,5 milhões de euros de investimento no terreno quando estão já aprovadas candidaturas que perfazem 23 milhões de euros.

Dadas estas baixas taxas de execução, esta reunião entre ministro da Economia, autarcas e associação empresarial, esteve para ser de contestação, como salientou o presidente da Câmara de Torres Novas e presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), mas acabou com os autarcas e empresários a elogiarem o compromisso do Governo em agilizar os processos de aplicação do QREN.

António Rodrigues, presidente da CIMT, frisou que “estes índices deixam os autarcas incomodados” mas salientou que houve da parte do Ministério da Economia “respostas para as reivindicações”. “A necessidade de reclamar desapareceu”, concluiu. Também o presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), Sousa Gomes, agradeceu a atitude do ministro da Economia e deixou um desafio: “que as sub-regiões da Lezíria e do Médio Tejo se encontrem mais vezes em debates deste tipo e que, no futuro, possam voltar a estar unidas” na gestão dos fundos comunitários e na definição da estratégia regional.

A mesma ideia defendeu o presidente da Nersant, José Eduardo Carvalho, que defendeu a junção das regiões do Oeste, da Lezíria e do Médio Tejo, numa única sub-região integrada na região de Lisboa e Vale do Tejo. O dirigente empresarial  sublinhou o “facto histórico” de se juntarem na mesma reunião os presidentes das duas comunidades intermunicipais do distrito de Santarém, uma situação que já não acontecia com este modelo há quase 10 anos, segundo José Eduardo Carvalho. O presidente da Nersant recordou que há cerca de uma década a Lezíria do Tejo apresentava a maior taxa de crescimento do PIB per capita do país, enquanto que o Médio Tejo estava em quarto lugar neste ranking. “Nessa altura havia articulação entre estas duas sub-regiões mas tudo se perdeu ao longo tempo e espera que possamos retomar essa rota do desenvolvimento”, sublinhou José Eduardo Carvalho.

«In O Ribatejo»



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:32
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

...

FESTAS DO PORTO ALTO HOME...

Dar Sangue é Salvar Vidas...

Autárquicas 2017: PS Coru...

Convento do Carmo inaugur...

Caminho das Artes transfo...

Comemorações do 28º anive...

300 empreendedores apoiad...

CÂMARA DO CARTAXO REFORÇA...

Atendimento Jurista da DE...

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds