NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 30 de Março de 2010
CARTAXO-4,3 MILHÕES DE EUROS INVESTIDOS NO CENTRO DA CIDADE E RIBEIRA DO CARTAXO
ASSEGURADOS FUNDOS PRÓPRIOS DA AUTARQUIA OBRAS DECORREM DE ACORDO COM PROJECTO DE EXECUÇÃO QUE ACAUTELA MONUMENTOS, CUMPRE PLANO DE TRANSPLANTE DE ÁRVORES E TEM ARQUEÓLOGO RESPONSÁVEL As obras que decorrem no Parque Central da cidade do Cartaxo têm vindo a ser alvo de polémica dando azo a alguns movimentos encabeçados por partidos políticos, como o Bloco de Esquerda, ou movimentos ambientalistas, como a Eco-Cartaxo, Rio da Fonte e Palhota Viva. Questionando e duvidando inicialmente da real concretização da obra e apelidando-a de manobra eleitoral, logo que esta teve início passou a ser levantada a questão da retirada dos monumentos existentes na Praça 15 de Dezembro, assim como, de algumas árvores que ocupavam este espaço. Paulo Caldas, presidente do município, realça a importância pública de uma obra essencial à consolidação do centro da cidade como centro cívico, comunitário e comercial. O Parque de estacionamento para 400 viaturas, assim como a zona de restauração a nascer junto à praça de touros vão, no entender do autarca “criar uma verdadeira revolução urbana no centro da cidade, não só pelas novas possibilidades de desenvolvimento económico para o comércio local, como pela capacidade de atrair visitantes à cidade, assim como de manter os nossos jovens no Cartaxo”. O presidente da Câmara afirmou que “entendo as legítimas preocupações da população com a retirada dos monumentos da Praça 15 de Dezembro, o que não entendo é o aproveitamento político deste receio por parte de grupos de interesse e de pessoas cuja preocupação não é o desenvolvimento do concelho, mas apenas o protagonismo político. Enquanto alguns dedicam o seu tempo a criar polémicas e dúvidas à volta desta obra, eu e a minha equipa na vereação temos trabalhado para a concretizar.” “Foi preparada uma candidatura que nos permitiu conquistar um financiamento a fundo perdido de 55% do valor global da obra, financiamento que no último mês aumentou para 80% (3,4 milhões de euros). Assegurámos o financiamento próprio e adjudicámos a obra por menos 1 milhão de euros do que inicialmente previsto”, acrescentou o autarca, concluindo que “o desenvolvimento do concelho e da cidade não se constrói com falsas questões nem com a descrença de velhos do Restelo, faz-se com projectos concretos, com soluções e muito trabalho. Nos tempos difíceis que vivemos, é necessário meter mãos à obra e não nos deixarmos vencer à primeira dificuldade, é preciso lutar e acreditar. Ainda que contra a vontade de muitos que preferem a estagnação da nossa terra, apenas para daí retirar proveitos políticos, a obra aí está, pertence a todos os cartaxeiros e às gerações vindouras”. O autarca afirmou, também que “A Ribeira do Cartaxo é outra zona da cidade que vai ser alvo de uma requalificação urbana, necessária há décadas e que finalmente lhe vai dar a dignidade que sempre lhe foi devida. Também esta obra, na qual alguns grupos políticos não acreditavam, vai ser concretizada”. LEVANTAMENTO DE MONUMENTOS DA ZONA DE OBRA E RETIRADA DE ÁRVORES O Monumento aos Combatentes, o Obelisco, o Coreto, o Monumento a Baco e a estátua do dramaturgo e ilustre cidadão cartaxeiro Marcelino Mesquita, já foram retirados da zona de obra quer por razões de segurança e protecção da sua integridade enquanto decorrem os trabalhos, quer para que possam ser restaurados e valorizados – alguns deles tinham já alguns sinais visíveis de degradação provocada pelos elementos naturais. Todos os monumentos voltarão à Praça 15 de Dezembro logo que a obra termine, “alguns de modo ainda mais central, sendo valorizados, beneficiados e restaurados, ganhando em dignidade. Compreendo e respeito muito o receio das pessoas, por isso tenho desde o início da obra dado todas as explicações solicitadas. Já o fiz publicamente, quer nos meios de comunicação social, quer nas reuniões de Câmara e de Assembleia Municipal, tenho-o feito pessoalmente em conversas com a população”, afirmou o presidente de Câmara, reiterando que “os monumentos fazem parte da nossa memória colectiva, e todos farão parte do futuro parque central da nossa cidade, serão referência para os nossos jovens como têm sido para nós, para que eles conheçam e sintam orgulho na terra onde vivem”. Quanto à preocupação com a retirada de algumas árvores da Praça 15 de Dezembro, apesar de as considerar compreensíveis, o autarca considera que as reais preocupações da população têm sido alvo de aproveitamento político, ao invés de esclarecidas como merecem, afirmando que “há mais de dois anos que os exemplares – de várias espécies - têm vindo a ser estudados. Algumas árvores teriam de ser removidas, com ou sem obra, porque se encontravam doentes, algumas mesmo mortas, e começavam a constituir um perigo para a segurança pública”. Algumas espécies foram assinaladas como invasoras e prejudiciais ao são desenvolvimento de outras espécies. Paulo Caldas adiantou que “alguns exemplares foram efectivamente retirados por necessidade de execução do projecto – que está há meses afixado no átrio da Câmara para consulta e foi apresentado em reunião de Câmara -, e foram transplantados para a zona da Quinta das Pratas e do Estádio Municipal”, estranhando que as organizações políticas não contribuam para o esclarecimento dos cidadãos, mas apenas para os envolver em falsas polémicas, mostrando-se espantados com o que é há muito do conhecimento público. OBRA TEM ARQUEÓLOGO RESPONSÁVEL Na reunião de Câmara, o presidente da autarquia informou também que a obra tem um arqueólogo responsável que fará o acompanhamento técnico do decorrer dos trabalhos, acrescentando que “o IGESPAR – Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico foi informado dos trabalhos que terão lugar na Zona de obra, sendo que o município faz questão que este instituto acompanhe os trabalhos e nos dê o apoio técnico necessário à preservação do que constituir identidade e memória da nossa terra.” O autarca afirmou que trabalha diariamente com a sua equipa na Vereação para o desenvolvimento do concelho e a melhoria da qualidade de vida dos munícipes, não admitindo que “qualquer força política ponha em causa o nosso sentido de responsabilidade e empenho nas funções que desempenhamos. O Bloco de Esquerda tem por prática disparar em todas as direcções, sem qualquer respeito pelas instituições ou população, sem qualquer sentido de responsabilidade. Esta prática está fundada na palavra fácil, na crítica destrutiva e na ausência de qualquer proposta que faça crescer e desenvolver o nosso concelho. Nós fundamos a nossa prática na vontade de fazer mais e melhor, na obtenção de resultados concretos. É a diferença entre apenas falar e, na realidade, fazer”.


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:58
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15


25
26
27
28
29

30


posts recentes

Lista de cidadania candid...

25 de abril – Programa do...

SALVATERRA DE MAGOS HOMEN...

APRESENTADA A 2ª EDIÇÃO D...

Santarém evoca noite em q...

Apresentação da Fotobiogr...

Mel e Azeite a Concurso e...

A Confraria Ibérica do Te...

TEMAS DE SAÚDE: Vacinas ...

Surda-Muda

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds