NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012
SANTARÉM - Os quatro concelhos mais apáticos do Ribatejo

Os três concelhos que menos se desenvolveram no Ribatejo foram: Alpiarça, Chamusca,  Golegã e Vila Nova da Barquinha.
Por razões várias e estratégias partidárias ou resultados eleitorais estes concelhos não conseguiram desenvolver-se como os restantes, mais parecendo que “pararam no tempo”.
O desenvolvimento que tiveram, se desenvolvimento se pode chamar, mais não foi de que: uma “casa nova aqui”, uma “vivenda acolá” ou alguma “prestação de serviço mais além”, quanto ao resto em nada cresceram como nunca conseguiram desenvolver-se em termos industriais acrescentando-se ainda de uma pequena perda de habitantes.
Resta-lhes ter algumas condições e estruturas sócio/culturais levando-os a não conseguir segurar a juventude e muito menos lhes garantir emprego que para sobreviverem tem que procurar outros concelhos mais desenvolvidos.
Ainda lhes cabe, em nome da verdade, a tranquilidade que oferecem aos seus residentes.
Quanto ao resto consideramos estes concelhos os mais apáticos da região ao contrário dos outros que conseguiram desenvolver-se de uma forma bastante diferente.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:31
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 4 de Setembro de 2011
ALPIARÇA - Uma cambada de salteadores (os romenos) que nos atormentam diariamente a vida

Eles andam por aí a fazer horas extraordinárias na arte que os distingue: o gamanço.

 

A descontracção e o "modus operandi" é normalmente o mesmo. Dois ou três num carro, um aborda a vítima perguntando algo e enquanto a pessoa prestável dá a informação, o "bandido" mede-a de alto a baixo e saca-lhe a carteira, fio de ouro, pulseira e por vezes até o anel!
Ontem, o palco foi Vale de Cavalos. Um meliante ficou no carro, outro entrou no quintal de uma idosa como se fosse o regedor da freguesia e, num ápice, tirou a carteira à velha senhora com 200.00 €, da mísera reforma que recebera um dia antes e que seria para seu governo do mês.
Este "estilo" de roubo, está a ser aplicado com frequência nos concelhos de Almeirim, Alpiarça e Chamusca.
Não é preciso ser perito em criminologia para ver quem é.
São filhos da mesma "escola"!
Uma casta de coitadinhos, deserdados da sorte e errantes pelo mundo, onde vão parasitando e que, os políticos tanto defendem com os apregoados chavões das minorias étnicas, desde que não lhes roubem nada de pessoal ou façam do seu jardim acampamento e parque de merendas, é claro!
Enquanto isso, vamos cumprindo a pena que nos é imposta pelos “Troikistas” e, sustentando esta cambada de salteadores que nos atormentam diariamente a vida.
Até quando?


publicado por Noticias do Ribatejo às 13:30
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011
PERSPECTIVAS RENOVADAS PARA AS TERRAS QUE SÃO A “MINHA” TERRA

Por: Anabela Melão

 

Já vos falei da minha consternação perante o estado em que encontrei a terra dos maus pais e avós, Vale de Cavalos, a que não ía há muito tempo – desde a morte do meu avô – porque sempre senti que apenas “se vai à terra” quando por lá ainda temos quatro paredes para nos albergar o corpo e animar a alma. Recentemente, tentando encurtar o espaço entre construir uma casinha em homenagem ao meu querido avô, decidi procurar uma casa para arrendar, no intuito de, entretanto, ir recriando laços e reconstituindo afectos. A desolação não podia ter sido mais devastadora.

Numa terra em que não há centros de postos de trabalho, a juventude sai e faz da terra um dormitório, os mais velhos envelhecem com a tristeza de ver os filhos partir, e a terra parece quase uma aldeia fantasma.

Impotente, saí  de lá a pensar o que poderia ser feito, a curto, médio e longo prazo.

A curto prazo ressuscitei os afectos entretanto esvanecidos e procurei dar a mão aos jovens sem emprego e sem perspectivas de ali se fixarem. É preciso formar gente nova capaz de reinventar soluções sociais, económicas e políticas. E isso passa por lhes incrementar o sentido de cidadania e por lhes despertar o instinto de intervenção político, aproveitando ao que se apresentem com “veia” para esse papel. E por lhes abrir os horizontes e por os integrar nos centros de decisão que, infelizmente, estão nas grandes cidades.

A médio prazo, há  que captar investidores e de, sob contrapartidas, sejam elas benefícios fiscais, juros bonificados para a implementação de infraestruturas e equipamentos ou subsídios de primeiro emprego, lhes aguçar o apetite para instalar pólos empresariais que revitalizem a terra e lhe dêem a alma que foi perdendo. Quem está ou tem contactos com potenciais investidores tem de começar um trabalho pioneiro captando centros de trabalho capazes de empregar famílias e de lhes dar estabilidade e de os “agarrar” à terra. A começar pelo turismo rural que oferece um verde incomparável e a magia do cheiro a terra sem igual.

A longo prazo, a interioridade não pode continuar a ser um factor de isolamento, muito menos neste caso, em que o Tejo é uma porta para Lisboa. Alarguem-se os horizontes territoriais para lá dos subúrbios urbanos e reinvista-se a partir das pequenas cidades. Lisboa não é Portugal e o Ribatejo tem um potencial que não pode ser desprezado. Politicamente, esta é uma contestação que tem de começar já e de se estender até se alcançarem os objectivos de revitalizar a terra e de dar esperança aos jovens.

Vim triste, mas não baixei os braços. Nem os baixarei nunca. Adoro o cheiro bravio daquela terra e revejo-me na força e resistência daquelas gentes. E deixo um grito: esteja-se por lá ou esteja-se por cá, vamos dar as mãos e ressuscitar o Ribatejo. Ninguém é de Lisboa, porque Lisboa não é uma “terra”. Quem nasceu em Lisboa “é de vaso”. Eu amo a “minha terra”, a dos meus pais e dos meus avós. E não baixarei os braços vendo-a morrer lentamente. Vou lutar com todas as minhas forças para que a “velha” Alpiarça recupere o brilho e para que Chamusca continue a revelar-se como a “estrela” que se tem mostrado, na cultura e na sociedade, e Vale de Cavalos há-de reerguer-se entre as cinzas e – qual Fénix - voltar a abraçar os seus filhos, a dar-lhes esperança, em suma, a devolver o brilhos nos olhos das crianças, a serenidade nos olhos dos jovens, e a felicidade aos olhos dos velhos que, assim, terão por perto, o afecto dos filhos e dos netos.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:44
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 16 de Novembro de 2010
PSD critica quebra de 28% no PIDDAC

 

O PSD criticou esta semana a redução de 28,1% (cerca de menos 5 milhões de euros) que o PIDDAC atribui ao distrito no Orçamento de Estado para 2011. O presidente da distrital laranja, Vasco Cunha, considera que “o distrito tem vindo a perder importância ao longo dos anos e há alguém a ganhar em detrimento da nossa região”.
Os sociais-democratas falam em “progressivo e sustentado decréscimo” e acusam o PS de “abandonar Santarém”, que nas contas do PSD; vai receber apenas 2,6% das verbas (cerca de 12,4 milhões de euros) do PIDDAC, sendo o 9º no ranking dos distritos quando é o 7º mais populoso do país. Ainda segundo as contas laranjas, o volume de transferências do PIDDAC será de 27 euros per capita, quando é de 38 euros em 2010.
O PSD destaca ainda que oito municípios da região – Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Constância, Coruche, Ferreira de Zêzere, Mação e Sardoal – não vão receber qualquer verba do PIDDAC e que, nos casos de Almeirim e Coruche, esta verba “zero” se verifica de há seis anos para cá. Na análise feita pelos deputados do PSD, salienta-se ainda a afirmação de “falta de transparência e omissões” no PIDDAC, nomeadamente, no que diz respeito às obras públicas, itinerários, estradas, pontes, caminhos-de-ferro, com especial destaque para a ausência de referências a quaisquer obras na ponte de Constância.
O PSD identifica ainda ausência de obras da segurança social, nomeadamente, as do programa PARES e a omissão de eventuais investimentos no Centro Hospitalar do Médio Tejo e no Hospital de Santarém. Ausentes neste documento estão também as contrapartidas da Ota, acrescenta o PSD.

 «O Ribatejo»

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:48
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 2 de Novembro de 2010
FEM, para Almeirim e Chamusca
Foram assinados no dia 29 de Outubro de 2010, dois contratos-programa “Prontos a Pagar”, no âmbito do Fundo de Emergência Municipal, devido ao mau tempo de 23 de Dezembro de 2009, com os municípios de Almeirim e Chamusca.
A candidatura de Almeirim, no montante global de 257 mil euros, foi comparticipada em 60%, no valor 94 mil euros, e que se destina à recuperação de um troço da EM 578 em Paço dos Negros devido ao entupimento do aqueduto junto à Ribeira de Muge, ampliação do aqueduto da EM 576 e ampliação do Emissário Pluvial de Benfica do Ribatejo.
A Chamusca candidatou o fornecimento da cobertura insuflável Pistelli amovível para as piscinas municipais, no valor de 38 mil euros, comparticipada a 60%, em 23 mil euros.
As últimas assinaturas, de um total de 11, com os municípios de Chamusca, Almeirim, Cadaval, Sobral de Monte Agraço e Azambuja, tiveram lugar no Gabinete do Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, que presidiu ao acto, na presença dos Governadores Civis de Lisboa e Santarém, António Galamba e Sónia Sanfona, respectivamente.
Ao todo, para candidaturas no valor de 9 663 770, 12 M€, o Governo atribuiu 5 798 262,14 M€, do Fundo de Emergência Municipal, aos municípios de Chamusca, Alpiarça, Sobral de Monte Agraço, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Lourinhã, Cadaval, Almeirim, Rio Maior, Torres Vedras e Alenquer.
O Governo releva a acção determinada dos autarcas envolvidos, dos Governadores Civis de Lisboa e Santarém, bem como da Protecção Civil e Bombeiros, por terem permitido, em tempo útil, o levantamento dos estragos e a acção célere da DGAL (Direcção Geral das Autarquias Locais) e da CCDR de Lisboa e Vale do Tejo
«GI/GCS»


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:07
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010
Águas do Ribatejo quer uma total transparência nos resultados das análises da água que consumimos

 

 Mesmo que os resultados das análises levados a efeito pela Águas do Ribatejo não sejam divulgados nas facturas, por uma questão de espaço, as análises obedecem a dezenas de parâmetros.

Segundo nos informou Águas do Ribatejo é «politica da empresa informar nas facturas se houver não conformidades com valores alterados que possam colocar em causa a segurança de água». Contudo, «todas as análises são divulgadas junto da Entidade Reguladora (ERSAR)» e publicitados no sítio da empresa no item (http://www.aguasdoribatejo.com) “Qualidade”.

Para que os consumidores possam consumir água com confiança, adiantou-nos ainda a empresa que os resultados são «divulgados nos sítios dos municípios e afixados em lugares públicos em cada um dos concelhos»

Sempre que solicitado disponibiliza ainda a Águas do Ribatejo todos os «resultados numa politica de total transparência». Em breve serão disponibilizados os resultados do terceiro trimestre.

Recorde-se que fazem parte da Águas do Ribatejo, os municípios de: Alpiarça, Almeirim, Benavente, Chamusca, Coruche e Salvaterra de Magos

Por: António Centeio (Editor)



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:37
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 12 de Outubro de 2010
Águas do Ribatejo” mesmo não tendo ainda um “Plano de Segurança de Água” garante que consumimos água com qualidade

É inexistente neste empresa qualquer “Plano de Segurança de Água” que possa permitir ao consumidor saber se a água que bebe tem ou não qualidade, embora a Organização Mundial de Saúde recomendar desde 2004 que as «entidades gestoras de sistemas de abastecimento público de água desenvolvam planos de segurança para garantir a qualidade da água.»

 O consumidor tem a obrigação de saber se a água que bebe é potável e se não contêm substâncias prejudiciais à saúde.

 Existem apenas três empresas que tem planos de segurança em vigor, as “Águas do Algarve”, “Águas do Cávado” e “Águas do Douro e Paiva”. A Águas do Ribatejo irá fazer parte, a médio prazo, de uma plataforma criada pelo Instituto Regulador de Águas e Resíduos cujo objectivo é que nos próximos anos seja expectável a introdução do conceito dos planos de segurança e na regulamentação a nível comunitário.

 Curiosamente mesmo com a inexistência de planos de segurança, cerca de 98 por cento da água que é consumida pelos portugueses é de boa qualidade, de acordo com o relatório Qualidade da Água para Consumo Humano em Portugal, divulgado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) a que este jornal teve acesso

 "Noticias do Ribatejo" contactou a Águas do Ribatejo para saber as razões da falta do “Plano de Segurança de Água”. Esclareceu-nos que está a «criar condições para poder avançar para esse plano» mas ainda não tem «uma previsão para a sua implementação. Contudo o controlo de qualidade de água passa por análises feitas diáriamente no seu laboratório e num «laboratório externo certificado de acordo com a lei em vigor».

Acrescenta ainda a Águas do Ribatejo que há «uma motorização permanente da qualidade da água que disponibiliza, que será facilitada com a entrada em funcionamento dos sistemas de telegestão que permitem controlar eventuais incidentes no momento em que acontecem e desencadear mecanismo de correcção de imediato».

Até ao momento a Águas do Ribatejo nunca foi confrontada com «situações graves que pudessem colocar em causa a segurança dos consumidores» porque tem uma «preocupação constante que está reflectida na operação de limpeza e higienização que fez recentemente (noticia já publicada neste jornal) com empresa certificada, em 60 reservatórios de água nos seis município». Com este esclarecimento da Águas do Ribatejo ficamos a saber que podemos consumir água com toda a confiança.

Recorde-se que fazem parte da Águas do Ribatejo, os municpios de: Alpiarça, Almeirim, Benavente, Chamusca, Coruche e Salvaterra de Magos

 

Por: António Centeio/Editor

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:00
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 8 de Outubro de 2010
ÁGUAS DO RIBATEJO REALIZA OPERAÇÕES DE LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DE 60 RESERVATÓRIOS DE ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO

A Águas do Ribatejo informa que procedeu à operação anual de limpeza e higienização dos reservatórios de abastecimento de água nos concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche e Salvaterra de Magos. A operação foi efectuada por uma empresa certificada para o efeito com legitimidade para emitir certificados de limpeza.

No total dos 60 reservatórios submetidos a intervenção de limpeza e higienização 18 foram limpos em período nocturno, nas grandes concentrações urbanas, por forma a minimizar impactos na população abastecidas por esses reservatórios. Por concelho, foram limpos e higienizados os seguintes reservatórios:

- Alpiarça: 5;

- Almeirim: 8;

- Coruche: 15;

- Benavente: 9;

- Chamusca: 13

- Salvaterra de Magos: 10

O volume total dos reservatórios submetidos à intervenção de limpeza e higienização correspondente a cerca de 20 milhões de litros de água (19.440.000 litros), com a seguinte distribuição por município:

- Alpiarça: 1.545.000 litros;

- Almeirim: 2.230.000 litros;

- Coruche: 5.665.000 litros;

- Benavente: 2.975.000 litros;

- Chamusca: 3.875.000 litros;

- Salvaterra de Magos: 3.150.000 litros;

Refira-se que no Município de Benavente não foram incluídos 6 reservatórios dos sistemas de Benavente e Samora Correia, cuja limpeza está incluída na empreitada de reabilitação a decorrer actualmente.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:14
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 17 de Julho de 2010
Ricardo Sardinheiro - Um regresso a casa

Ricardo Sardinheiro, que recentemente finalizou o Curso de Nível 2 de Treinador de Futebol na AF Santarém, volta ao Grupo Desportivo Raposense de onde saiu há 4 anos após aceitar o convite do Fazendense liderado então pelo treinador Filipe Rego e onde acabaria por tornar-se campeão distrital nessa época assegurando a consequente subida ao 3º escalão nacional. Pelo meio, antes deste regresso, passou pelo U.Chamusca (também com Filipe Rego), pelos juniores do Fazendense e pelo U.Almeirim. É um regresso a uma casa que já conhece e onde deixou saudade.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:31
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 3 de Julho de 2010
ALMEIRIM- Festa Taurina

Almeirim 27/Junho/2010

Cavaleiros – Joaquim Bastinhas, Rui Salvador, José Manuel Duarte, João Cerejo, Ana Batista e Marcelo Mendes.

 Forcados Amadores de Santarém e Chamusca. T

oiros – Veiga Teixeira. Fim de tarde de um início de Verão em Almeirim.

 A Praça abriu as portas ao Toiro e mais uma vez houve festa. O Solstício ofereceu dia grande também ao Grupo de Forcados Amadores da Chamusca, que se destacou pela qualidade num cartel que anunciava 6 cavaleiros e dois grupos de forcados para 6 exemplares Veiga Teixeira. O primeiro toiro em sorte para o Grupo encontrou afortunadamente como adversário da pugna Nuno Marques, o actual cabo, que mais uma vez fez jus ao título de Primus inter pares. A sua presença na arena fez silenciar o tumulto das bancadas, ao presenciarem o domínio perfeito do citar, do parar, do mandar…e o conhecimento do animal que enfrenta, permitindo-lhe uma brilhante pega consumada na primeira tentativa, com válida ajuda da restante formação. A sua galhardia deixa marca indelével, nesta tarde, ao receber o prémio de melhor pega. Ditou o Fado que o quarto toiro, em arremesso às tábuas, cortasse o cabedal da embola e que a haste esquerda surgisse nua… As bancadas, expectantes, testemunharam a tranquilidade do grupo perante o revés. O clamor que pedia o recolher do cornúpeto foi silenciado pela determinação e coragem da decisão de levar o toiro para a volta. O coração daqueles que fazem dele morada deste Grupo disparou com a mesma velocidade com que o Nuno Teixeira e o Igor Rabita saltaram para a arena. Mesmo sem o apoio dos campinos, os eleitos para a cernelha esperaram serenamente o momento exacto para subjugar o animal. O cernelheiro, intrépido, aguentou as investidas até que, com o rabejador, se conseguisse o domínio da sorte. Nesse momento explodiu a ovação das bancadas, que foi interrompida pelas investidas contra o forcado Igor na saída da pega. Passado o percalço, os dois forcados deram a volta sob uma merecida ovação. Contudo, ao Grupo ainda estava reservada outra provação. Tendo sido recolhido o quinto toiro com uma lesão no início da lide de Ana Batista, sai o sexto toiro para o grupo alternante, restando aos Amadores da Chamusca aguardar pelo Destino do toiro Sobrero para a última lide. Chegado o momento, mais uma vez a valentia do Grupo é posta à prova e a formação escolhida para a ultrapassar é encabeçada por Nuno Luís. A sua pequena estatura revelou-se grande diante da peleja, evidenciando a sua experiência ao consumar a sorte com sucesso. O reconhecimento do seu arrojo manifestou-se na ovação que recolheu na volta. Finda a corrida, misturava-se no ar de Verão a alegria e o orgulho dos que pela paixão pelos toiros e pelo Grupo ali vieram. A festa prolongou-se pelo jantar… Porém, também este momento se destacará por uma pequena intervenção de um jovem, mas nobre, forcado que, não se sentindo incomodado pelo facto de não ter pegado nesta tarde de toiros, afirmou que “aprende mais a ver pegar quem sabe, do que ser ele a pegar”. Uma lição de Humildade e uma tarde de pegas pro memoria.

Para o GFAC,

que Deus reparta sorte.

Teresa Soares

http://forcadosdachamusca.jimdo.com



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:56
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 18 de Maio de 2010
ALMEIRIM- Candidatura de Fernando Nobre
No próximo dia 20 de Maio terá lugar na Biblioteca Municipal de Almeirim, a partir das 21.00h, a reunião promovida pela Comissão Distrital de apoio à candidatura de Fernando Nobre aberta a todos os que queiram estar presentes e esclarecer dúvidas acerca desta candidatura. Estarão presentes alguns elementos da Comissão Distrital e voluntários do concelho de Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Coruche, Benavente e Salvaterra de Magos com o objectivo de estruturar a presença desta candidatura nestes concelhos. Para qualquer esclarecimento adicional. Tlm – 910 730 894, (Carlos Seixas Pires), ou Email : comunicacao@fernandonobre-santarem.org, ou www.fernandonobre-santarem.org


publicado por Noticias do Ribatejo às 16:53
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 11 de Maio de 2010
ALMEIRIM- ÁGUAS DO RIBATEJO ABRE UNIDADE DE ATENDIMENTO EM ALMEIRIM
A nova Unidade de Atendimento Comercial de Almeirim será aberta ao público na segunda-feira, 17 de Maio, às 09h00. O Conselho de Administração da empresa irá proceder a uma inauguração simbólica do espaço às 09h30 com a presença de um conjunto de entidades do município de Almeirim e da região. A nova unidade situada na Rua 5 de Outubro (rua do edifício da câmara), nº 78-A, apresenta uma imagem moderna e proporciona melhores condições aos colaboradores e aos utentes da ÁGUAS DO RIBATEJO no município de Almeirim. Com este investimento, a empresa garante um atendimento com maior conforto, comodidade e eficiência, seguindo o princípio de melhoria contínua do serviço prestado a mais de 100 mil utentes. A unidade de atendimento de Almeirim é a segunda a ser inaugurada, depois de Benavente e num plano que prevê a abertura de novas lojas em Alpiarça, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Samora Correia. Entretanto o nosso balcão virtual está disponível 24 horas por dia no sítio da empresa:www.aguasdoribatejo.com , proporcionando a realização de vários procedimentos duma forma simples e evitando deslocações. Os nossos utentes podem ainda utilizar o número azul 808202011 (custo duma chamada local) para esclarecer dúvidas e apresentar sugestões para a melhoria do serviço prestado. JUNTOS, CONSTRUÍMOS O FUTURO


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:43
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 9 de Maio de 2010
ARTIGO DE OPINIÃO-Visão de uma exilada lisboeta, filha e neta de valecavalenses

Os primeiros artigos escritos sobre Maçonaria pretendiam partilhar com os alpiarcenses alguns cantos e recantos desta Ordem, que muitos qualificam de secreta, desconhecendo que a reserva e a discrição são heranças de um passado histórico e, naturalmente, se prende com a maneira de ser de cada maçon. Ser maçon pertence à área da vida privada de cada um e é cada maçon que decide se revela ou não que o é. Esta vossa filha não enjeita tal qualidade, provavelmente mercê do estar escalabitano. Falo-vos hoje como uma amiga de Alpiarça.

 

Ver, ouvir e sentir as maleitas de Alpiarça apoquenta-me diariamente. Numa época em que o País sofre uma crise transversal, embora a assumamos financeira, e em que se recomenda o ressurgimento da unidade nacional, aquela que se impôs como um grito de revolta e de cidadania em tempos de revolução, quer para fazer nascer a República quer para acabar com o Estado Novo e libertar Abril, atravessa um período triste da sua própria história. Um cenário, não se sabe até onde político até onde económico, que, tudo aponta, é de à beira do abismo. O abismo decorre não dos problemas económicos – que estes resolvem-se – mas da cisão da alma alpiarcense. Como acontece nos divórcios, as contas bancárias recompõem-se mas os afectos podem ferir e até matar. E esta terra corre o risco de ficar irremediavelmente exangue.

 

Todos os dias leio depoimentos amavelmente enviados pelo António Centeio em que deparo com acesas criticas à actuação do Executivo. Espero que reconheçam que mais de vinte anos de carreira, entre a Inspecção-Geral de Finanças, vários cargos em gabinetes ministeriais e na Assembleia da Republica, e o Tribunal de Contas, me deram alguma capacidade para destrinçar o trigo e o joio. A verdade da mentira. A política e as finanças. E estou convicta de que a situação financeira da Câmara é superável.

 

Constatei pelo perfil de comentadores que Alpiarça tem grandes filhos e muitos valiosos amigos. Cada um terá competências que podem ser uma mais-valia na resolução dos problemas financeiros do Executivo. Forme-se, pois, uma “Junta de Salvação Local”. Doemos o nosso saber em prol da ressurreição económica de Alpiarça.

 

Importa, porém, para já, empreender uma outra luta séria. E essa sim, preocupa-me muito mais, porque, a não ser frutuosa, pode vir a confrontar os que são, de alma e coração, alpiarcenses, com uma verdade incontornável: a perda do sentido identitário de uma grande gente a quem tanto deve a República e a Democracia. Aquela que, antes de Abril (e ainda estamos em Maio), era conhecida como a “Moscovo Portuguesa”, pelas melhores razões (aquelas que nos enchem de orgulho), pode vir a ser conhecida, pelas piores razões, apenas mais uma “Terra Vermelha”, porque jorra, pelas suas ruas, travessas, portas e janelas, vielas e atalhos, o escarlate do sangue do povo alpiarcense.

 

Permitam-me que relembre, como vossa filha, (até para os que não compreenderam a mensagem e sobretudo para os que não a aceitaram) o lema que faz dos maçons (goste-se ou não se goste, e sobretudo para os que não gostam) um grupo de homens e mulheres que demandam um mundo melhor: SEJAM LIVRES, SEJAM IGUAIS, SEJAM FRATERNOS.

 

 A todos deixo um “abraço fraternal”. Bem-hajam.

 

Por: Anabela Melão

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:46
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Março de 2010
ALMEIRIM – uma linha ferroviária em substituição do IC3!
ALMEIRIM – uma linha ferroviária em substituição do IC3! Mas para isso precisamos de mudar, com uma nova atitude, com novas ideias, e com uma estratégia que sirva os interesses públicos municipais da sua população. Mais uma vez, o que já se tornou habitual nos últimos anos, nenhum projecto público foi previsto para o Concelho de Almeirim, isto é no Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC), constante do Orçamento para 2010,aprovado pela Assembleia da República a Almeirim foi atribuído ZERO! Na verdade, esta situação reflecte uma clara ausência de capacidade politica e técnica, de apresentar projectos de desenvolvimento estratégico para o Concelho de Almeirim, por parte da liderança política do nosso Concelho, que se encontra “dominada”pelo cálculo dos interesses e pelo oportunismo de alguns poucos, que mais tarde ou mais cedo terão que assumir as suas responsabilidades, e não só políticas, perante os danos irreparáveis causados à população do nosso Município. O exemplo mais próximo, decorreu da suspensão da construção do IC3, entre Almeirim e o Entroncamento, com a justificação da necessidade de assegurar o equilíbrio financeiro da Estradas de Portugal, o que terá conduzido a que “os autarcas de Almeirim e Chamusca estão “desgostosos” e “preocupados” com a decisão do Governo de suspender o processo da concessão Ribatejo, que inclui a construção do Itinerário Complementar (IC) 3, que consideram “estrutural” para a região”. Mas será que na defesa dos interesses da população de Almeirim precisamos de “mais betão”? Que melhorias trás tal obra para o nosso Concelho? Ou será que um grande desafio não terá de assentar na exigência de um projecto estratégico de novas acessibilidades de ligação por linha férrea entre Almeirim, Chamusca, Abrantes, Salvaterra de Magos e o novo Aeroporto de Lisboa? Só que este objectivo exige autarcas com ideias e com capacidade de defesa dos interesses públicos municipais. Aliás não deixa de ser interessante a comparação entre a atitude do presidente da Câmara do Cartaxo, na defesa e apresentação de projectos estratégicos para o seu Concelho ( veja a situação da gestão do serviço de águas em que a Câmara do Cartaxo recebe de 20 milhões de euros de investimentos em infra-estruturas, 23 milhões de euros em rendas, dos quais sete milhões à cabeça, enquanto em Almeirim, pagamos os brutais aumentos dos preços da água) e o “desleixo” e “esquecimento” a que somos votados no nosso Município de Almeirim, onde não se conhece qualquer medida, qualquer projecto com visão de futuro e de interesse Municipal – por exemplo ninguém compreende nem entende porque não foi construído o Palácio da Justiça de Almeirim? Ou será que o “jogo da petanca” é mais importante? Há alguns anos atrás, como todos recordamos, Almeirim constituiu um exemplo para outros Concelhos, no seu desenvolvimento, na criação de riqueza e no bem estar da sua população, (produção vinícola, frutícola, hortícola, industria alimentar etc), situávamo-nos nos primeiros lugares, estávamos sem dúvida no pelotão da frente – e tínhamos orgulho nisso - nos diversos indicadores económicos, sociais e de desenvolvimento. Mas o que aconteceu para que hoje estejamos bem juntos ao “carro vassoura”? O que leva a que actual liderança da autarquia não tenha capacidade, nem ideias, nem uma visão de futuro que possa corresponder ao desafio das oportunidades e das novas acessibilidades ao novo aeroporto de Lisboa, que responda eficazmente às necessidades de mobilidade das populações e do transporte de mercadorias (ex: Sumol-Compal, produtos da agricultura, “resorts” turísticos e plataforma logística etc) e no qual o caminho de ferro desempenha uma papel estruturante, na área desenvolvimento sustentável ao nível local, regional e nacional? É preciso compreender que o grande desafio que se nos coloca é de estruturar o nosso Concelho, com projectos estratégicos que valorizem as pessoas e a sua diversidade, o território e a sua localização perto do novo aeroporto de Lisboa, o património , a nossa história, os nossos valores, os elementos da memória, a cultura e o meio ambiental, com uma visão de um CONCELHO DE OPORTUNIDADES que inclui o conjunto das medidas, programas e projectos que visam contribuir, no curto, médio e longo prazo, para a fixação de famílias no Município de Almeirim, oferecendo oportunidades, tais como a habitação adequada a todos os níveis de rendimentos e uma rede de equipamentos educativos, de apoio à infância, de saúde e de cultura que melhore a qualidade de vida dos actuais residentes e que permita a fixação de novas famílias e o crescimento populacional sustentado no desenvolvimento económico e social e num meio ambiental de qualidade – temos condições naturais, geográficas e populacionais para responder a estes desafios, mas, parece-me, salvo melhor entendimento e conhecimento que, infelizmente não temos políticos locais com capacidade para responder positivamente e eficazmente a esta situação – a previsão e exigência da construção de ligações ferroviárias constitui um projecto com uma visão de futuro e que defende os interesses da população de Almeirim – infelizmente não temos uma liderança autárquica com capacidade e visão do interesse público. Posted by Armindo Bento


publicado por Noticias do Ribatejo às 20:48
link do post | comentar | favorito
|

SANTAREM-GUARDA NACIONAL REPUBLICANA
coruche,ComandoTerritorial deSantarém Actividade Operacional No Distrito de Santarém, zona de acção do Comando Territorial de Santarém, este Comando registou, entre outros, os seguintes dados na actividade operacional, desenvolvida durante o período de 15 a 21 de Março de 2010. Detenções: 31 Indivíduos detidos pelos seguintes motivos: Dez detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool; Sete detidos em cumprimento de mandados judiciais; Sete detidos por condução ilegal de veículo automóvel; Três detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal; Um detido por crime de desobediência; Um detido por ofensas à integridade física de agente da autoridade; Um detido por crime de contrafacção; Um detido por crime de posse de arma proibida. Tendo sido solicitado a este Comando por vários órgãos de comunicação social regionais, passa a ser difundido por concelho a informação julgada útil. Abrantes: Um detido em cumprimento de mandado Judicial. Mação: Um detido por crime de ofensas à integridade física a agente da autoridade. Constância: Um detido por condução ilegal de veículo automóvel. Coruche: Cinco detidos por condução ilegal de veículo automóvel; Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool; Um detido por crime de contrafacção; Um detido por crime de posse de arma proibida. Benavente: Dois detidos em cumprimento de mandados Judiciais; Um detido por condução ilegal de veículo automóvel; Três detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool. Santarém: Dois detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal; Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool. Rio Maior: Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool. Almeirim: Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool; Dois detidos em cumprimento de mandados Judiciais. Ourém: Dois detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool. Torres Novas: Um detido em cumprimento de mandado Judicial; Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool. Chamusca: Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal; Um detido por crime de desobediência. Vila Nova de Barquinha: Um detido em em cumprimento de mandado Judicial.


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:11
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 20 de Março de 2010
VAMOS LIMPAR PORTUGAL/DISTRITO DE SANTAREM

 

 Depois de se ter juntado a uma das equipas de voluntários às oito horas em Almeirim, na limpeza do eucaliptal junto do Circuito de Manutenção e após almoço com voluntários na Atalaia-Vila Nova da Barquinha, a Governadora Civil de Santarém visita o Aterro da Resitejo/Eco Parque do Relvão na Carregueira/Chamusca.

Estará presente o Coordenador Distrital Mário Reis para breve balanço da jornada com a Comunicação Social

GI/GCS

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:01
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Março de 2010
ÁGUAS DO RIBATEJO PATROCINA VAMOS LIMPAR PORTUGAL

 

 
No âmbito do seu projecto de sensibilização ambiental a ÁGUAS DO RIBATEJO está a apoiar a iniciativa VAMOS LIMPAR PORTUGAL que no sábado, dia 20 de Março, vai mobilizar centenas de voluntários nos seis municípios que integram a empresa intermunicipal.
Iremos disponibilizar centenas de t-shirt’s e bonés com mensagens que perpetuam o evento aos voluntários que participem nas acções nos municípios de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche e Salvaterra de Magos.
Saudamos os promotores da iniciativa que tem o alto patrocínio do Presidente da República, Governo Civil de Santarém e municípios da região e apelamos à participação dos nossos colaboradores e de todos os munícipes com disponibilidade para construir um futuro melhor. Tem toda a informação sobre o evento disponibilizada no sítio www.limparportugal.org. e nos sítios dos municípios da região.
ÁGUAS DO RIBATEJO. TRATAMOS BEM O AMBIENTE


publicado por Noticias do Ribatejo às 11:30
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 16 de Março de 2010
SEGURANÇA, UM CASO A PENSAR

 

 

ARTIGO DE OPINIÃO

Hoje em Dia a Segurança, ou melhor dizendo a falta dela, é dos pontos onde existe mais unanimidade na nossa região.
 
A Profissão de Policia em Portugal não parece ser nada fácil. Vejamos então, eles estão sempre com a forte possibilidade de em perseguição apanharem um tiro Fatal, no entanto se disparam um tiro fatal para o suspeito, apanham um processo disciplinar que os pode levar à suspensão das funções ou mesmo serem presos.

Choca-me ver um caso como o que ocorreu em Alpiarça em que uma esquadra da Polícia, símbolo máximo da autoridade, é atacada violentamente ao tiro. Assim como fico escandalizado por ver polícias que atiram fatalmente contra suspeitos em fuga que não obedecem à ordem de parar dada pela policia, sofrerem casos de processos disciplinares que os levam à suspensão de funções.

Como é lógico, ninguém quer ver casos de abuso excessivo da força policial, no entanto seria de bom tom rever-se muito bem as condições em que a policia está a exercer hoje as suas funções na nossa região.

Infelizmente, não é só na legislação que os Policias estão devidamente defendidos, sempre que visitei esquadras da região reparei no estado de conservação delas. São geralmente edifícios antigos readaptados às necessidades. Penso ser urgente fazer um esforço nacional entre estado e empresas de com ainda algum capital públicos( como EDP, PT, Cimpor, e outras tantas), remodelando as esquadras de Polícia locais, para rentabilizar e dar mais condições operacionalidade a estes agentes de autoridade locais.

Também me parece que será fundamental e imprescindível o aumentar o número de Policias nos Concelhos desta zona do Ribatejo. Por exemplo quando saímos á noite para Santarém, Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Benavente, quantos Policias encontramos (com excepção da brigada de transito)? Não deveríamos encontrar mais? Serão necessários mais efectivos policiais?

Só com mais Policia e com uma nova legislação se poderá restabelecer o clima de segurança que o Ribatejo sempre viveu e precisa. Todos nós passamos ou tivemos um amigo próximo que sofreu deste flagelo do aumento da pequena criminalidade.

Aparentemente, o Ribatejo deixou de ser uma região segura, mas cabe ao estado e aos nossos governantes devolver o Clima de respeito pela autoridade que se perdeu.

Por: Paulo Paz

 

Saiba mais em: www.jornalalpiarcense.com



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:43
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 8 de Março de 2010
Actividade operacional desenvolvida pelo Comando Territorial da GNR de Santarém, no período de 01 a 07 de Março de 2010

 GUARDA NACIONAL REPUBLICANA

ComandoTerritorial deSantarém

Um detido em cumprimento de mandado Judicial;

Um detido por condução ilegal de veículo automóvel.

 Salvaterra de Magos:

Dois detidos em cumprimento de mandados Judiciais;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por crime de posse e tráfico estupefacientes.

 Santarém:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Rio Maior:

Sete detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução ilegal de veículo automóvel;

Um detido por crime de desobediência qualificada;

Um detido em cumprimento de mandado Judicial.

 Almeirim:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

 Alpiarça:

Dois detidos em cumprimento de mandados Judiciais;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Ourém:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

 Ferreira do Zêzere:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Torres Novas:

Um por crime de condução de veículo furtado e posse de arma ilegal;

Um detido em cumprimento de mandado Judicial.

 Alcanena:

Um detido em cumprimento de mandado Judicial.

 Chamusca:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Golegã:

Um detido por condução ilegal de veículo

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:39
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 7 de Março de 2010
Caudais no Tejo estabilizaram

O nível de cheia na bacia do Tejo estabilizou hoje, domingo, uma vez que o débito das barragens que regularizam o rio se tem mantido constante nas últimas horas, registando-se uma descida da água nos afluentes do rio.

De acordo com o comunicado do Governo Civil emitido ao princípio da tarde, a diminuição da precipitação na região leva a prever uma diminuição dos níveis das águas nos rios Nabão, Alviela, Almonda e Sorraia, que subiram devido às fortes chuvadas registadas sexta-feira e sábado.

Accionado o alerta amarelo do Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo no passado dia 22 de Fevereiro, têm estado inundadas desde então, com variações dos níveis da água, a parte baixa da vila de Constância, o cais de Tancos e a avenida dos Plátanos, em Vila Nova da Barquinha (esta parcialmente).  

No concelho de Santarém, a povoação de Reguengo do Alviela está isolada desde a madrugada de 23 de Fevereiro, devido à submersão da estrada nacional 365 entre Vale de Figueira e Pombalinho, registando-se ainda lençóis de água na estrada municipal que liga a Ribeira de Santarém a Vale de Figueira.  

A EN 365 ficou ainda submersa nas últimas horas nas Assacaias e em Palhais, na Ribeira de Santarém.  

Por influência do rio Maior está submersa a EM 580-1, entre Vila Nova do Coito e Almoster, e a EN 365 na Ponte do Celeiro, e por influência do rio Alviela a estrada municipal que liga Almajões a Sobral, podendo durante o final da tarde ficar ainda submersa a estrada municipal que liga Santarém à aldeia ribeirinha de Caneiras, todas no concelho de Santarém.  

No concelho da Golegã está submersa a EN 365, na ligação à Azinhaga, em Alpiarça a EM 1369, na ligação a Torrinha e Porto da Courela, e no município da Chamusca as estradas municipais que ligam Vale de Cavalos a Santa Clara e à Chamusca.  

No concelho do Cartaxo, estão submersas a EN 3-2, entre a ponte do Reguengo e Valada, a EN 114-2, entre o Setil e Reguengo, a municipal que liga Porto de Muge ao Vale de Santarém e, parcialmente, a EN 3-3, entre Santana e Cartaxo.  

Por influência da subida do rio Maior estão ainda submersas as estradas municipais 514, entre Valbom e Assentiz, a que liga S. João da Ribeira a Vale das Mós e a que liga S. João da Ribeira a Carvalhais (esta com registo do colapso de uma pequena ponte), todas no concelho de Rio Maior.  

Devido à subida das águas do rio Sorraia, estão submersos, no concelho de Coruche, os caminhos municipais que ligam à EN 251, em Santa Justa, a EN 114-3 à EM 515 e a EN 114-3 à EN 119, bem como a EM 1456, entre Benavente e a Reta do Cabo. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:03
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Março de 2010
“APREENSÃO DE MATERIAL FURTADO ”

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Torres Novas, procedeu ontem ao fim do dia, à apreensão de uma viatura furtada, que se encontrava a circular com matrícula falsa e em que se fazia transportar um grupo de indivíduos suspeitos da prática de vários furtos em propriedades agrícolas no Concelho de Chamusca.

Foram identificados 4 indivíduos, com idades compreendidas entre os 16 e os 19 anos,

residentes nos Concelhos de Chamusca e Tomar, como sendo suspeitos da autoria dos

referidos furtos.

Efectuada uma busca domiciliária à residência do principal suspeito, foram apreendidos vários  artigos tais como: uma moto 4, uma arma de caça, várias munições, diverso material informático e de som e ainda diversas ferramentas agrícolas e manuais.

Contactado o Ministério Público de do Tribunal Judicial da Golegã, este ordenou que um dos suspeitos fosse constituído arguido, outros sujeitos a termo de identidade e residência e o menor entregue à família.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:24
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 27 de Fevereiro de 2010
ALMEIRIM-Centro de saúde de Almeirim vai ter mais um médico de família

O agrupamento de centros de saúde (ACES) da Lezíria assegurou a contratação de mais um médico de família que, a partir de segunda-feira, 1 de Março, entra ao serviço no Centro de Saúde de Almeirim, concelho onde a falta destes profissionais tem sido sentida pela população nos últimos meses.

Segundo dados avançados pela CDU em Julho de 2009, depois de uma reunião com a direcção do ACES Lezíria, dos 16 lugares no quadro para clínicos, estavam ao serviço apenas nove profissionais, o que deixava qualquer coisa como 10 mil utentes sem médico de família.

“Eu sei que é pouco, mas nos tempos que vivemos, em que é extremamente difícil assegurar a contratação de médicos de família, esta vinda deve ser um motivo de regozijo”, disse Jorge Veiga Dias, eleito do PS, durante a última sessão da Assembleia Municipal de Almeirim, onde o assunto foi discutido.

Alberto Narciso, enfermeiro e membro da bancada do Movimento Independente do Concelho de Almeirim (MICA) foi eleito, nesta reunião de 26 de Fevereiro, representante da Assembleia Municipal de Almeirim no conselho da comunidade do ACES Lezíria, um órgão consultivo composto por 11 elementos, em que seis são nomeados directamente pelas assembleias dos concelhos que o compõem: Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Salvaterra de Magos, Benavente e Coruche.

A Assembleia Municipal de Almeirim elegeu ainda Joaquim Sampaio e Bastos Martins (do PS), Ana Casebre (MICA) e Helena Garrido (CDU) como os quatro representantes deste órgão na Comissão de Protecção a Crianças e Jovens do concelho, Carlos Mota e Botas Soares (PS) e Fernando Videira (MICA) para a comissão municipal de habitação e urbanismo, e ainda Manuel Bastos Martins para o conselho municipal de educação.

 

http://www.oribatejo.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:32
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010
PLANO DE CHEIAS DO TEJO

Ligeiro agravamento, hoje dia 26. Barragens espanholas e Castelo de Bode já aumentaram descargas, para além das inundações divulgadas até agora. Previsão: Agravamento do Cais de Tancos e Arrepiado e zona baixa de Vila Nova da Barquinha.

Durante a manhã de hoje, agravamento em Constância, EN 368-1, Chamusca Vale de Cavalos. À tarde: submersão em Caneiras e E.N 365-Assacaias. Inicio da Noite: eventual galgamento do descarregamento das Omnias.

GI/Governo Civil Santarém

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:31
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010
Defensores do Tejo reuniram-se para assinar a "Carta Ibérica"

 

 
Os movimentos em defesa do Tejo de Portugal e Espanha, reuniram-se em 16-01-2010 em Vila Nova da Barquinha para assinar a Carta Reivindicativa Ibérica em Defesa do Tejo que representa um marco histórico por ser a primeira vez que a cidadania ultrapassa as fronteiras e geográficas definidas pelo homem e promove a acção conjunta de movimentos de cidadãos portugueses e espanhóis, unidos em torno do princípio da unidade da bacia, em defesa do rio e da água de acordo com os princípios filosóficos da nova cultura da água.
Os movimentos estão solidários no entendimento de que as populações ribeirinhas do rio Tejo de ambos os países (Portugal e Espanha) enfrentam problemas e preocupações comuns e de que a criação de redes de informação é o caminho para a colaboração e mobilização no âmbito do Tejo internacional (ibérico), inclusive com o intercâmbio de pessoas, informação, conteúdos, conhecimento técnico-científico e experiências.
Com vista a manter vivos o rio Tejo e seus afluentes, decidem:
1º Exigir o direito à água em quantidade e qualidade na bacia do Tejo, que garanta a conservação dos ecossistemas aquáticos e ribeirinhos, a sobrevivência das actividades económicas e de lazer ligadas ao rio, e a vivência das populações ribeirinhas em comunhão com os seus rios, recuperando os laços culturais que as ligam e que são parte da sua identidade.
2º Recusar a política de transvases em Espanha, incluindo os transvazes existentes e previstos, por considerar que devem implementar-se alternativas aos transvazes baseadas no uso eficiente e na gestão da procura da água nas bacias receptoras, recorrendo preferencialmente a medidas não estruturais, com a finalidade de promover a substituição progressiva e TOTAL dos transvases, e o encerramento definitivo do Transvase Tejo - Segura.
3º Exigir a imediata supressão da reserva de 1.000 hm3 para transvases do Tejo prevista no Convénio de Albufeira visto que não existem estes excedentes na bacia hidrográfica do Tejo e que os transvases dessa dimensão contrariam quer a lei espanhola, quer a Directiva Quadro da Água (DQA).
4º Requerer a revisão do regime de caudais definido no Convénio de Albufeira no âmbito do actual processo de planeamento da gestão da região hidrográfica do Tejo, visto que deverá:
obedecer à normativa comunitária, nomeadamente, à Directiva Quadro da Água (DQA), visto tratar-se de um acordo entre dois Estados Membros;
ser submetido à participação pública activa, a reforçar nos planos de gestão da região hidrográfica do Tejo, de acordo com a DQA, visto ser um elemento estrutural desses planos da bacia;
contemplar a regulação quantitativa do caudal de chegada ao mar e o respectivo impacte na erosão costeira; e,
implementar um sistema de monitorização permanente e online de qualidade e de caudais que permita o acompanhamento público do cumprimento dos objectivos de qualidade e do regime de caudais ao longo de toda a bacia hidrográfica do Tejo.
5º Apresentar uma queixa à Comissão Europeia por considerar que não foi avaliado o Impacto do Transvase Tejo – Segura sobre o estado ecológico do rio Tejo e que a política de transvases do Tejo em Espanha conduz a uma deterioração do bom estado das águas e coloca em risco o cumprimento da legislação comunitária na bacia hidrográfica do Tejo em Portugal e Espanha;
6º Solicitar à Comissão Europeia que promova a realização de um estudo de avaliação do impacte ambiental estratégico da política de transvases em Espanha tendo especialmente em conta o bom estado das águas e, consequentemente, a capacidade de Portugal e Espanha cumprirem os objectivos da DQA em 2015, à semelhança da avaliação que já efectuou sobre o Programa Nacional de Barragens com Elevado Potencial Hidroeléctrico do Estado português.
Entre muitos participantes que assistiram ao acto da assinatura da Carta Reivindicativa Ibérica em Defesa do Tejo, estiveram presentes:
- Mário Santiago – Presidente da Assembleia Municipal de Alpiarça
- Carlos Jorge Pereira – Vice-Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça
- Celestino Brasileiro – membro da AIDIA e da Assembleia Municipal de Alpiarça

Momento da Intervenção de João Serrano (primeiro a contar da direita), vice-presidente do Conselho Deliberativo do movimento ProTejo e membro da

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:18
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010
Médicos cubanos só recebem 500 euros

Cada médico cubano contratado pelo Estado português recebe apenas 500 euros por mês dos cerca de 2500 euros de salário pago pelo Ministério da Saúde através do governo de Cuba. Quinze euros vão para as famílias e o restante, cerca de 2000 euros, vão directos para os cofres do Estado cubano, ou seja, 80 por cento do salário vai para o regime de Havana. Cabe às autarquias muitos dos encargos com estes médicos, como rendas de casa, transportes e facturas de água e de luz.
O Governo português está satisfeito com o negócio, porque resolveu o problema da falta de médicos, e Cuba recebe divisas. A situação choca os clínicos portugueses, mas os visados não se queixam e remetem-se ao silêncio.

Inicialmente os médicos cubanos recebiam 300 euros, o equivalente ao que recebem no seu país, mas o custo de vida em Portugal obrigou Cuba a pagar-lhes 500 euros mensais.

Para muitos médicos portugueses, as condições dos cubanos são desumanas. Carlos Santos, dirigente do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), declarou ao CM que o assunto já motivou a reclamações às Autoridades Regionais de Saúde do Alentejo e Algarve, regiões que acolhem a maioria dos 44 médicos cubanos, em Portugal desde Agosto de 2009.

A maioria destes médicos não quer falar à imprensa por "não estar autorizada", segundo confidenciou ao CM um dos clínicos.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, nega ao CM que haja discriminação. "O Estado português paga em iguais condições aos médicos cubanos como a qualquer outro médico de família estrangeiro ou português a fazer 40 horas semanais. E paga horas extra se forem feitas." Quanto ao magro rendimento, Pizarro sublinha que "o Governo português não tem nada a ver com a forma como o pagamento da remuneração é feita por Cuba aos médicos."

Aqueles médicos têm habitação e transporte garantidos pelos municípios das regiões onde estão colocados. A Câmara de Alpiarça, por exemplo, suporta uma despesa de 350 euros pela renda da casa onde habitam os dois médicos cubanos que ali prestam serviço. E paga ainda as facturas da água, electricidade, gás, televisão e internet.

A braços com sete mil utentes sem médico de família, a autarquia viu-se obrigada a aceitar os encargos para não correr o risco de os profissionais cubanos serem colocados em outros concelhos.

http://www.correiodamanha.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:36
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010
Estado paga metade dos prejuízos dos agricultores do Oeste

 

O Conselho de Ministros aprovou na passada quarta-feira uma resolução que permite o financiamento a 50% a fundo perdido para o restabelecimento das explorações agrícolas, agro-pecuárias e florestais afectadas pelo temporal que atingiu os distritos de Leiria, Lisboa e Santarém no dia 23 de Dezembro.

Este financiamento pode ser acumulado com outros apoios, designadamente com a utilização de uma linha de crédito de 50 milhões de euros com juros bonificados, destinada aos sectores agrícola e pecuário, tendo em vista o financiamento de operações de investimento, reforço de fundos de maneio e financiamento de tesouraria. Esta linha de crédito tem um prazo de reembolso alargado até seis anos e carência de capital até dois anos.

As associações representativas do sector agrícola da região Oeste receiam que os agricultores se venham a endividar, na tentativa de recuperarem dos prejuízos. A burocracia para obtenção dos apoios é outra crítica que fazem.

O negócio já não estava bom antes da intempérie e os agricultores queixavam-se de não terem capital, por isso é importante que o dinheiro disponibilizado pelo Estado venha antes de se realizarem as obras para repor as estruturas destruídas”, afirmou Horário do Carmo, vice-presidente da Associação Interprofissional de Horticultura do Oeste, comentando as medidas aprovadas pelo Conselho de Ministros.

Para o dirigente agrícola, cuja associação representa mais de 300 horticultores do Oeste, o apoio estatal “é melhor do que nada”, mas só será eficaz “se nos deixarem controlar a gestão dos processos para evitar a burocracia e para que a ajuda venha rápido”.

Por outro lado, adiantou, “vamos ver se arranjamos uma garantia bancária para podermos ter acesso a crédito para os restantes 50% que é por conta dos agricultores”.

Horácio do Carmo admitiu que “os agricultores mais velhos, com mais de 50 anos, podem já não ter vontade de continuar a actividade”, mas, reconheceu, “não têm outras alternativas, porque não têm habilitações para trabalharem na área dos serviços”.

José Felipe, secretário do vereador do desenvolvimento rural em Óbidos, onde foram contabilizados prejuízos de um milhão de euros em oito hectares de estufas de horticultura e floricultura, defendeu que o Ministério da Agricultura “devia aligeirar” os formulários de candidatura aos apoios. “É uma complicação e pedem uma série de certificados disto e daquilo que os agricultores vão ter dificuldades em arranjar rapidamente”, sustentou.

Pode ser um presente envenenado”, alerta Feliz Alberto Jorge, presidente da Associação de Agricultores do Oeste. “Faz falta um Banco da Agricultura, como existe noutros países europeus, para servir de intermediário e garantir financiamento em condições favoráveis, para os agricultores não estarem dependentes de bancos comerciais, que só visam o lucro”, sublinha.

O dirigente agrícola argumenta que “já temos experiência de outras linhas de crédito e se não houver uma negociação séria envolvendo Governo e bancos, o dinheiro dos agricultores é engolido para pagar os juros às entidades bancárias”.

Os agricultores vendem os artigos a preços abaixo do custo de produção e já tiveram de recorrer à banca e estão descapitalizados. Agora estão sem produtos para realizar receitas e não será fácil arranjar os 50% que faltarão para pagar os prejuízos”, alega, criticando também “a série de exigências colocadas para aceder aos apoios do Estado”.

O anúncio de algumas medidas de apoio na comunicação social antes de ser comunicadas às associações mereceu igualmente críticas.

Os horticultores apontam que a reposição das estufas destruídas irá demorar “no mínimo um ano”.

O formulário de candidatura aos apoios estatais encontra-se disponível no sítio na Internet da Direcção Regional de Agricultura de Lisboa e Vale do Tejo.

 

Francisco Gomes/Jornal das Caldas



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 3 de Janeiro de 2010
SANTARÉM - Desactivado plano de cheias na bacia do Tejo

 

No final do primeiro dia de 2010 foi desactivado o plano de cheias do Tejo, por determinação de Sónia Sanfona, Governadora Civil de Santarém. Na base desta decisão, está a pouca precipitação prevista para as próximas horas e a queda de nível dos caudais em Almourol, Vila Nova da Barquinha e Ómnias, em Santarém.

 

 

Desta forma, o rio Tejo e afluentes vão voltar progressivamente ao seu leito normal podendo, no entanto, haver registo para algumas situações de submersão por dificuldades locais de drenagem. Nesta fase, ainda há ligeira submersão da Estrada Nacional 365, na ponte do Alviela, assim como na Estrada Municipal 1338, na rua dos Alcaides, em São Vicente do Paúl. Já no concelho do Cartaxo, há registo da submersão da Estrada Nacional 114-2, entre Setil/Reguengo, por dificuldades de drenagem. Pelos mesmos motivos, a Estrada Nacional 3-2, entre Reguengo e Valada, também se encontra submersa. A título de curiosidade, refira-se que é necessário recuar até 2000 para dar conta de um Dezembro mais chuvoso do que este último.

http://www.radiohertz.pt/

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:25
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009
Filhos de presidentes de câmara trabalham na comunidade intermunicipal e na Águas do Ribatejo


 
   

Do conjunto de presidentes de câmara da Lezíria do Tejo, todos os que têm filhos em idade de trabalhar têm descendentes a trabalhar na Águas do Ribatejo (AR), empresa intermunicipal detida de capitais exclusivamente municipais, e na Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT). Nesta situação estão três filhos dos presidentes de câmara de Almeirim, Benavente e Chamusca respectivamente.

 

O presidente do conselho de administração da empresa e simultaneamente presidente da Câmara de Almeirim, Sousa Gomes (PS), diz que os filhos de autarcas a trabalhar na AR é uma gota de água no conjunto dos funcionários da empresa.

 

A filha do presidente da Câmara de Almeirim já trabalha há algum tempo na Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, que liderou o processo de constituição da empresa Águas do Ribatejo. O filho do presidente do município da Chamusca, Sérgio Carrinho (CDU), também trabalhava na comunidade mas foi transferido para a empresa. O filho do presidente da Câmara de Benavente, António José Ganhão (CDU), que é também vice-presidente do conselho de administração da empresa responsável pela gestão das águas e saneamento públicos em seis municípios, entrou após esta ter entrado em funcionamento.

http://www.omirante.pt/

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:39
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009
Facturas da água na mira da Oposição

 

Os dois vereadores que representam a Oposição na Câmara Municipal de Almeirim, o vereador eleito pelo Movimento Independente, Francisco Maurício e o vereador da CDU, José Aranha Figueiredo aproveitaram o período antes da Ordem do Dia da última reunião pública de 7 de Dezembro para reclamar dos valores das últimas facturações do abastecimento de água, saneamento e recolha de resíduos. Desde que a facturação passou a chegar a casa dos consumidores por intermédio da empresa intermunicipal que agora garante toda a gestão desta área que a conta mensal não tem parado de aumentar o que, para Francisco Maurício, está a deixar os munícipes descontentes « O descontentamento, entre a população é muito grande e a Câmara continua teimosamente a não querer dar explicações. Postura diferente teve o Presidente da Câmara da Chamusca que se comprometeu a marcar uma reunião pública com a presença de responsável das Águas do Ribatejo. Sugiro que o nosso Executivo faça o mesmo, esta sobre facturação começa a ter indícios de escandalosa». Já Aranha Figueiredo apontou a “irregularidade da leitura dos contadores que tem sido feita mais por estimativa do que no local” como uma das causas para o “acréscimo significativo da facturação o que beneficia as Águas do Ribatejo mas também a Câmara que recebe mais pela tarifa dos resíduos. Na nossa opinião, o Presidente deveria dar uma explicação desenvolvida do que se está a passar e se possível fazer alguma coisa enquanto presidente das Águas do Ribatejo”. Quando questionado sobre a matéria, Sousa Gomes leu um comunicado emitido pela Empresa com o objectivo de esclarecer os consumidores:« a última factura emitida tem por base as leituras actualizadas depois da emissão de várias facturas com estimativas de consumo. Os escalões de consumo foram ajustados automaticamente ao período de contagem para que não resulte nenhum prejuízo para o cliente. A empresa sugere que os clientes actualizem as leituras dos seus conta-dores através do telefone 808 202 011 de modo a não deixarem acumular consumos e a controlarem com regularidade o custo da água.»

http://www.almeirinense.com/



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:16
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 12 de Dezembro de 2009
Mensagem de Natal do Bispo de Santarém

A alegria que permanece

O Natal anuncia-se próximo com iluminações e enfeites das ruas, cânticos, compras, prendas, gestos de solidariedade, convívio familiar. As pessoas e o ambiente parecem mais humanos e fraternos, a vida mostra mais encanto. Respira-se uma alegria interior, serena, contagiante. Num mundo frio e egoísta bem precisamos da mensagem do Natal. Por isso, muitas pessoas manifestam a vontade de que o Natal permaneça e não seja apenas uma data passageira.

De facto, este período propõe fraternidade, paz, alegria e esperança. São atitudes e valores que correspondem aos anseios profundos do coração humano. Mas, frequentemente, sentimos a sua ausência. Sofremos com o individualismo, a desconfiança mútua, o desânimo, a solidão, a agressividade. Precisamos do Natal sempre. Nesse sentido vai a minha mensagem: façamos Natal todos os dias. De facto, Jesus nasceu para nos ensinar o caminho da paz e da alegria como um estilo de vida permanente.

Se formos à origem do acontecimento concluímos, realmente, que o Natal veio para ficar e criar uma situação nova: “O verbo incarnou e habitou entre nós”. Deus fez-se humano e apresentou-se no nosso meio, na humildade e na simplicidade de uma criança. Trouxe-nos a vida plena, a luz, a verdade. Com a Sua vinda oferece ao mundo mais fraternidade e esperança, mais encanto e beleza. Todos podemos dar um contributo para pôr em prática o Natal.

Vamos aprender na fonte a viver o Natal. Aproximemo-nos com renovada admiração do presépio para colher a mensagem desta representação do acontecimento histórico: No centro, uma criança estende-nos os braços e sorri. Aprendamos a estender os braços e a sorrir, vencendo a desconfiança que nos fecha aos outros. A alegria do menino aparece associada ao acolhimento e dedicação dos pais. Dediquemo-nos e defendamos também a união estável da família, alicerçada no amor e santificada pelo sacramento do matrimónio, como berço e ambiente para o desenvolvimento harmonioso dos filhos. Ao presépio acorrem variadas personagens em atitude de louvor e de oferta de dons. Saibamos partilhar o nosso afecto, a nossa atenção e os nossos bens com os que nos rodeiam, sobretudo com os mais carentes.

A alegria do Natal é, portanto, a alegria das realidades simples e essenciais da vida que resistem ao desgaste do tempo e unem as gerações: da simplicidade que denuncia uma cultura de fachada; da fraternidade que se traduz no acolhimento e no serviço e vence o individualismo; da paz que contraria a agressividade; do dom que renuncia ao egoísmo. O presépio irradia calor humano num tempo árido e fechado: É a alegria que permanece e vence a monotonia e a secura da vida. Procuremos dar o nosso contributo para que seja sempre Natal.

+ Manuel Pelino Domingues, Bispo de Santarém



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:39
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15


26
27
28
29

30
31


posts recentes

SANTARÉM - Os quatro conc...

ALPIARÇA - Uma cambada de...

PERSPECTIVAS RENOVADAS PA...

PSD critica quebra de 28%...

FEM, para Almeirim e Cham...

Águas do Ribatejo quer um...

Águas do Ribatejo” mesmo ...

ÁGUAS DO RIBATEJO REALIZA...

Ricardo Sardinheiro - Um ...

ALMEIRIM- Festa Taurina

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds