NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010
SANTAREM - Fotobiografia de José Relvas, de Raimundo Noras, apresentada em Leiria, em Coimbra e em Viseu

 No contexto do centenário da proclamação da I República, o jovem historiador escalabitano, José Raimundo Noras, tem vindo a apresentar a sua recente obra: “Fotobiografia de José Relvas (1858-1929)”, a convite das lojas FNAC em diversos pontos do país.

 

No passado dia 9, teve lugar uma conferência na loja de Leiria. Neste evento, o autor e o livro foram apresentados de forma bastante eloquente pelo doutor Acácio Sousa, Director do Arquivo Distrital de Leiria. Este ressalvou a importância da figura de José Relvas, a oportunidade desta edição e, aproveitou, para compara o percurso de Relvas com o de alguns líderes republicanos da região de Leiria.

 

No último sábado, dia 16, a “Fotobiografia de José Relvas” foi dada a conhecer em Coimbra e em Viseu. Na loja FNAC de Coimbra, Raimundo Noras evocou a ligação de José Relvas à Universidade, focando-se no percurso de formativo do líder republicano. Salientou ainda a publicação de uma carta inédita de Relvas à mãe acerca das praxes coimbrãs.

No final a tarde, a última apresentação deste périplo pelas lojas FNAC, decorreu em Viseu. Nesta cidade, onde Relvas possuía raízes familiares, houve uma grande afluência ao evento, extravasando o espaço do café FNAC. Raimundo Noras salientou a ligação de José Relvas à “cidade de Viriato”, relembrando a sua eleição à Constituinte pelo círculo eleitoral de Viseu, numa alocução emotiva sobre a acção e a figura de José Relvas. 

 

Ainda em Outubro está agendada outra apresentação da “Fotobiografia de José Relvas (1858-1929)”, em Lisboa, na Livraria da Assembleia da República, para o dia 27, quarta-feira, pelas 18h30. A sessão contará com a presença do autor, Raimundo Noras, do editor, Fernando Mendes e com a apresentação do historiador Fernando Rosas.

 

José Raimundo Noras



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:26
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010
ALCANENA-Composto da casca do pinheiro acaba com poluição dos curtumes

Componentes da casca do pinheiro marítimo podem ser um substituto “muito eficiente” e ambientalmente adequado para o crómio na indústria dos curtumes, conclui uma investigação realizada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

Os processos convencionais utilizam o crómio na indústria de curtumes, que produz grandes quantidades de efluentes e obrigam ao seu tratamento para minimizar o efeito poluidor. A investigação coordenada por Hermínio Sousa propõe uma alternativa capaz de resolver o problema ambiental.

“Os taninos vegetais obtidos a partir da casca de pinheiro foram já testados no curtimento de peles e revelaram serem mais eficientes do que os normalmente conseguidos pelos processos convencionais. Permitem, também, a substituição do crómio nestes processos industriais, evitando-se assim os problemas ambientais e toxicológicos associados”, explica o investigador.

Uma nota de imprensa da FCTUC refere que a casca do pinheiro marítimo é um resíduo extremamente abundante produzido pela indústria da madeira, frisando que este projeto de investigação contou com a parceria da empresa de Curtumes João B. Salgueiro Lda. e do Centro Tecnológico das Indústrias do Couro, de Alcanena.

Além daquela aplicação específica, “os extratos de casca de pinheiro apresentaram também resultados bastante promissores como compostos antioxidantes, no tratamento de águas residuais e na preparação de bioadesivos de base vegetal”, adianta Hermínio Sousa.

Na sequência dos bons resultados conseguidos, os investigadores estenderam já os seus estudos ao bagaço da baga de sabugueiro a aos resíduos do fruto da nogueira, igualmente subprodutos agrícolas e da indústria alimentar portuguesa.

Deles extraíram corantes naturais e compostos com elevado poder antioxidante, que estão a ser sujeitos a estudos complementares, em colaboração com a Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra e com a Cooperativa Agrícola do Vale do Varosa, em Tarouca.

Hermínio Sousa coordena uma equipa de investigadores da FCTUC que, em colaboração com cientistas e empresas de 11 países ibero-americanos, têm vindo a utilizar resíduos e subprodutos da indústria agroalimentar no desenvolvimento de potenciais aplicações industriais inovadoras nas áreas da cosmética, farmacêutica, curtumes e tratamento de águas.

A partir de resíduos vegetais de baixo valor económico e “que, na maioria das vezes, constituem também um fardo ambiental importante” - acrescenta a mesma nota - ,“é possível obter compostos de elevado potencial e valor acrescentado, como, por exemplo, antioxidantes, antocianinas, corantes naturais e ainda taninos vegetais”.

“Usando tecnologias “verdes” e solventes seguros como o dióxido de carbono supercrítico, a água e o etanol, os produtos finais obtidos não contêm quaisquer resíduos de solventes orgânicos tóxicos ou perigosos, pelo que poderão ser vantajosamente usados na indústria alimentar, cosmética e farmacêutica”, conclui.

«Lusa»



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:04
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010
ACTUALIDADE - Está adjudicada a subconcessão do Pinhal Interior

 

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou este domingo, em Ansião, a adjudicação da Subconcessão do Pinhal Interior que inclui um novo troço do IC3 entre Tomar e Coimbra. Aquela que é a maior subconcessão lançada pelas Estradas de Portugal, vai ser adjudicada ao consórcio liderado pela Mota - Engil.

 

 

Desta subconcessão, só 173 quilómetros dos 567 previstos serão novas vias que irão servir mais de 400 mil habitantes de cerca de duas dezenas de concelhos. Acompanhado por vários Ministros e Secretários de Estado, José Sócrates visitou a região para anunciar um investimento que ronda os 1.4 mil milhões e que, para além do novo lanço do IC3, implica a melhoria de um conjunto significativo de outras vias nesta região envolvendo investimentos nos distritos de Santarém, Leiria, Coimbra e Castelo Branco. Será possível assim, de acordo com o Governo, melhorar as acessibilidades de toda a região Centro, em estradas de qualidade, «reduzindo em mais de 40%, tanto os tempos de percurso, bem como a taxa de sinistralidade».

http://www.radiohertz.pt/

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:30
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009
MAÇÃO - Autarquia não quer Centro de Saúde na Unidade Local de Saúde de Castelo Branco

A Câmara Municipal de Mação reunida em 09/09/2009 deliberou, por maioria, emitir um comunicado sobre a decisão do Governo, tomada em Reunião de Conselho de Ministros de 03/09/2009 de criar a Unidade Local de Saúde de Castelo Branco E.P.E., abrangendo o Hospital Amato Lusitano e os Centros de Saúde de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Penamacor, Vila Velha de Ródão, Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã, Mação e Vila de Rei.

 

 

«1. A Câmara Municipal de Mação não teve conhecimento prévio desta decisão do Governo, que repudia e contra a qual vai lutar, por entender que é gravosamente prejudicial aos interesses dos Munícipes deste Concelho;

2. Com a decisão agora tomada, o Governo criou condições para que os Munícipes/Utentes deste Concelho passem a ser atendidos relativamente aos cuidados de saúde primários e hospitalares, leia-se, consultas, internamentos e cirurgias, no Hospital de Castelo Branco, em detrimento do Centro Hospitalar do Médio Tejo (Hospital de Abrantes, Tomar e Torres Novas), bem como o encaminhamento de doentes para o Centro Hospitalar de Coimbra, como ponto de referenciação terciário e não para os Hospitais de Lisboa;

3. Esta decisão é, no nosso entender, gravemente lesiva dos interesses do Povo deste Concelho de Mação, porque, a ser concretizada, implica que os utentes e familiares se desloquem para uma cidade mais distante do Concelho e sem transportes públicos regulares (Mação/Abrantes: 25 km; Mação/Castelo Branco: 75km);

4. A Câmara Municipal de Mação deliberou, ainda, escrever ao Senhor Presidente da República, alertando-o para esta injustiça social e territorial relativamente às pessoas deste Concelho, ao seu bem-estar e sensibilizando-o de forma a não promulgar este diploma;

5. Cremos que, desde 25 de Abril de 1974, nenhuma outra medida tão contrária e evidente ao espírito daquela data penalizará o nosso dia-a-dia, as nossas já difíceis vidas.

Entendemos ser nossa obrigação alertar a população para a delicadeza desta decisão que a todos afectará, solicitando o empenho de todos no sentido de evitar a sua concretização».

http://www.radiohertz.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:54
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 24 de Novembro de 2009
Morreu Joaquim Isabelinha, médico, ex-jogador e sócio número um da “Briosa”

O ex-futebolista e sócio número um da Académica de Coimbra, Joaquim Gonçalves Isabelinha, morreu hoje em Santarém, com 100 anos de idade.

Médico oftalmologista, reformado há cinco anos, estava internado no Hospital Distrital de Santarém desde quarta-feira e praticamente já não se alimentava, disse o filho José Isabelinha, acrescentando que a morte ocorreu hoje de manhã “por volta das 10:30″.

O antigo jogador e sócio da “Briosa” há 80 anos, nasceu a 05 de Dezembro de 1908, em Almeirim, tendo estudado no liceu de Santarém antes de rumar a Coimbra, na década de 30 do século passado.

Antes de alinhar na Académica, enquanto estudante de Medicina na Universidade de Coimbra, até terminar o curso e rumar a Lisboa para se especializar em oftalmologia, Isabelinha jogou no Almerinense e, durante o liceu, em Santarém, alinhou pelo Leões de Santarém.

Segundo o arquivo dos Veteranos da Académica na Internet, Isabelinha estreou-se na “briosa” com 21 anos, a 30 de Março de 1930, na derrota frente ao Sporting, por 7-1, tendo marcado o golo solitário dos “estudantes”, cuja camisola envergou 25 jogos, ao longo de sete épocas.

Após a final da Taça de Portugal de 1939, que a Académica venceu depois de bater o Benfica, por 4-3, Isabelinha, quando instado a discursar, apenas disse: “Viva a malta”.

“Desportista sempre correcto. Figura mais querida da Academia. Não só pelos seus méritos de jogador, mas, sobretudo, pelo seu porte nobre, grandioso e incapaz de cometer uma deslealdade com o adversário”, descreveu a publicação “Voz Desportiva”, quando Isabelinha abandonou os “estudantes”.

Em 2008, por ocasião do centésimo aniversário de Isabelinha, a Casa da Académica de Lisboa, Académica de Santarém, Grupo “Guitarra e Canto de Coimbra” e Associação Académica de Coimbra/OAF, entre outras entidades, organizaram um almoço comemorativo no CNEMA, em Santarém, que juntou cerca de 550 pessoas.

Na ocasião, a Ordem dos Médicos atribuiu-lhe a medalha de mérito da classe e o presidente da Académica comparou o “relevo para a briosa” do sócio número um à de Pinto da Costa, Eusébio e Moniz Pereira, para FC Porto, Benfica e Sporting.

“Muitos deixaram a sua marca, mas ninguém como o dr. Isabelinha, quer pelo ‘fair-play’, quer pela faceta João Semana”, frisou José Eduardo Simões, perante o reitor da Universidade de Coimbra, Seabra Santos, dos presidentes das Câmaras Municipais de Coimbra, Carlos Encarnação, Santarém, Francisco Moita Flores, e Almeirim, José Sousa Gomes.

Em Santarém, onde instalou o seu consultório, no Largo do Seminário, Isabelinha é reconhecido por ter ajudado muitos dos seus pacientes mais carenciados: não cobrava consultas e tratamentos aos mais pobres e dava-lhes dinheiro para comprarem os medicamentos que receitava.

http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:39
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009
Investimento inicial de 1,4 mil milhões

 

Mota-Engil confirma adjudicação da concessão do Pinhal Interior

A adjudicação da concessão do Pinhal Interior será entregue à Mota-Engil, de acordo com o comunicado emitido esta tarde. O investimento inicial será de 1,4 mil milhões de euros, numa subconcessão com um prazo de 30 anos.


 

 

A adjudicação da concessão do Pinhal Interior será entregue à Mota-Engil, de acordo com o comunicado emitido esta tarde. O investimento inicial será de 1,4 mil milhões de euros, numa subconcessão com um prazo de 30 anos.

A Mota-Engil revelou que “a Estradas de Portugal formalizou hoje a intenção de adjudicação da Subconcessão Pinhal Interior ao consórcio liderado pela MOTA-ENGIL (42,08%), através das suas participadas Mota-Engil, Engenharia e Construção, S.A. (37,08%) e Mota-Engil Concessões de Transportes, SGPS, SA (5,00%)”, de acordo com o comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Nos próximos 10 dias úteis vai decorrer uma audiência com os interessados, adianta a mesma fonte. Já hoje, o Negócios noticiava que o consórcio liderado pela Mota-Engil é o mais bem posicionado para vencer a concessão do Pinhal Interior. “Localizando-se na zona centro do País e com uma extensão de cerca de 520 kms, a subconcessão inclui dois eixos principais – IC3 e IC8. O IC3 é um eixo vertical que liga a futura Subconcessão da AE Centro desde o nó de Coimbra (IP3/IC2) até à A23 na zona de Torres Novas, e o IC8 é um eixo horizontal que liga a A17 na zona de Pombal/Ansião até novamente à A23, junto a Vila Velha de Rodão”, acrescenta a Mota-Engil no mesmo comunicado.

A mesma fonte adianta que se trata de “subconcessão em regime de disponibilidade com um prazo de 30 anos”, com um investimento inicial “na ordem dos 1.429 milhões de euros”.

A Mota-Engil revela ainda que 210 milhões de euros, deste investimento serão financiados através de capitais próprios enquanto os restantes 1.200 milhões serão financiados através do BEI e da banca comercial.

“O valor do contrato de construção é de 958 milhões de euros e o consórcio construtor é liderado pela Mota - Engil, Engenharia e Construção, S.A. (52,88%)”, acrescenta a mesma fonte

Fonte: «Jornal de Negócios»



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:25
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15


25
26
27
28
29

30


posts recentes

SANTAREM - Fotobiografia ...

ALCANENA-Composto da casc...

ACTUALIDADE - Está adjudi...

MAÇÃO - Autarquia não que...

Morreu Joaquim Isabelinha...

Investimento inicial de 1...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds