NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 28 de Setembro de 2010
ALMEIRIM - Municípios Inovadores - Inovação ao serviço da cidadania: uma conferência em prol dos cidadãos

Inovação e desenvolvimento em prol dos cidadãos foi o tema central da conferência “Municípios Inovadores - Inovação ao serviço da cidadania”, que decorreu, dia 24 de Setembro, organizada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), no âmbito do Portugal Tecnológico 2010.
“Esta iniciativa foi interessante, pois integrou no Portugal Tecnológico os projectos desenvolvidos pelas autarquias da Região de Lisboa e Vale do Tejo. Vimos diversos serviços administrativos, de georeferenciação, de educação, etc., e assistimos a diferentes formas de prestação de serviços de qualidade aos cidadãos, que é um dos nossos objectivos.” concluiu a Presidente da CCDR-LVT, Teresa Almeida.
Com cerca de uma centena de espectadores a preencher o auditório 1 do Pavilhão 3 da FIL, Parque das Nações, a sessão foi presidida pela Secretária de Estado da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, seguindo-se a apresentação de projectos de inovação e tecnologia, pelo municípios de Abrantes, Torres Novas, Seixal, Loures, Torres Vedras e Almeirim, bem como pelas Comunidades Intermunicipais do Oeste e Lezíria.
De acordo com Teresa Almeida, ficou claro que a modernização administrativa e a inovação tecnológica são fundamentais para “melhorar os serviços e torná-los mais transparentes.”
Após a conferência, a Presidente da CCDR-LVT recebeu o Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e Pescas, António Manuel Serrano, numa visita que fez ao stand da CCDR-LVT. Um espaço com cerca de 400 m2 e com a assinatura do artista plástico Leonel Moura.

António Centeio

(Editor)



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:05
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009
CLUBE DE NATAÇÃO DE RIO MAIOR e CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS NOS CAMPEONATOS NACIONAIS DE CLUBES DA 1ª E 2ª DIVISÕES


 

O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.

 Nos dias 19 e 20 de Dezembro decorreram os Campeonatos Nacionais de Clubes da 1ª e 2ª Divisões, em Santo António dos Cavaleiros, com a organização da Federação Portuguesa de Natação e Associação de Natação Lisboa, onde participaram clubes filiados na Associação de Natação do Distrito de Santarém (ANDS).

O Clube de Natação de Rio Maior (CNRM) e o Clube de Natação de Torres Novas (CNTN) participam com as suas equipas masculinas no campeonato da 2ª Divisão, onde estão inscritas 16 equipas.

Os clubes concorrentes a cada um dos campeonatos serão ordenados pelo somatório dos

pontos obtidos por cada nadador em cada prova.

Ascendem à  1ª Divisão os dois primeiros classificados e descerão à 3ª Divisão os 13º, 14º, 15º e 16º classificados por troca dos 4 primeiros que se classificaram no campeonato da 3ª Divisão em 12 e 13 de Dezembro.

Tendo em conta que o grande desafio destas equipas é a sua manutenção na 2ª Divisão, a ANDS deseja-lhes a melhor sorte e os maiores êxitos para que consigam atingir os seus objectivos.

A direcção da ANDS



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:48
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 9 de Novembro de 2009
Câmaras mais dependentes do imobiliário na Grande Lisboa
As câmaras da Grande Lisboa dependem mais dos impostos directos e dos ligados ao imobiliário, liderados pelo concelho de Cascais. Esta é uma das conclusões de um estudo sobre a execução orçamental dos 51 municípios da região de Lisboa e Vale do Tejo.

O estudo Câmaras da Região de Lisboa e Vale do Tejo-Análise Financeira da Execução Orçamental 2006/2007, realizado no âmbito da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) de Lisboa e Vale do Tejo, foi coordenado por Carlos Santos Sousa e Carla Gonçalves. No documento admite-se que uma avaliação de dois anos é "insuficiente para se projectar uma tendência de evolução", mas sublinha-se que o poder local tem sofrido "importantes mudanças", com um significativo aumento das verbas movimentadas, especialmente fruto das suas novas atribuições e competências.

O estudo divide os 51 municípios da região em cinco zonas principais - Grande Lisboa (oito concelhos do Norte da área metropolitana), Península de Setúbal (nove municípios da AML), Lezíria do Tejo, Médio Tejo e Oeste -, com desigualdades demográfica e económico-social, mas sujeitas a uma polarização metropolitana.

Em 2006, estas 51 câmaras geraram uma receita total de 2303 milhões de euros, valor que subiu cinco por cento no ano seguinte, enquanto as despesas aumentaram dois por cento. O decréscimo proporcional no investimento está relacionado com a diminuição de fundos comunitários.

Os autores do estudo, concluído no passado Verão, avaliaram o peso das receitas ligadas ao imobiliário nos orçamentos municipais. E os resultados não fugiram muito ao esperado, mas salientam que esta é, porventura, a fonte de receita "mais exposta às oscilações conjunturais da economia". Classificando como imobiliário as verbas de IMI e de IMT e as taxas de loteamentos e obras, o documento conclui que os municípios da Grande Lisboa são claramente mais dependentes destes recursos. Quatro deles - Cascais (62 por cento), Loures, Sesimbra e Odivelas - têm mesmo mais de metade das suas receitas de 2007 nesta origem. No plano oposto, o Sardoal não vai além dos seis por cento, seguido por Vila Nova da Barquinha e Chamusca, com oito. A Grande Lisboa dependia no exercício de 2007 em 46 por cento das receitas do imobiliário, seguida pela Península de Setúbal, com 45 por cento, o Oeste com 33 por cento, a Lezíria, com 26 por cento, e o Médio Tejo, com 21 por cento.

Investimento no Oeste

As câmaras do Oeste - 31 por cento das suas receitas totais em 2006 e 30 por cento no ano seguinte - e do Médio Tejo - 36 por cento em 2006 e menos dez por cento no ano seguinte - foram as que mais canalizaram verbas para investimento. Seguem-se as câmaras da Lezíria, com 27 por cento em 2006 e 20 por cento no ano seguinte. A Península de Setúbal desceu, no mesmo período, de 19 por cento para 18 por cento e a Grande Lisboa subiu de 14 por cento para 15 por cento, o que significa que, em média, são estes municípios mais populosos que menor parcela das suas receitas destinam ao investimento.

As câmaras da Grande Lisboa são as que mais dependem dos impostos directos (IMI, IMT, imposto sobre veículos e derrama) - 56 por cento das receitas anuais em 2007 - e mais marcantes em municípios como Cascais, Oeiras (mais de 60 por cento), Lisboa, Sintra e Odivelas (50 por cento a 60 por cento). As autarquias da Lezíria e do Médio Tejo são as mais dependentes das transferências do Orçamento do Estado e de fundos comunitários. Sardoal, Ferreira do Zêzere, Vila Nova da Barquinha, Constância e Chamusca não atingem dez por cento de receitas de impostos directos e dependem muito das transferências (78 por cento no Sardoal e 70 por cento em Ferreira do Zêzere).

«Público»



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:15
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009
VILA FRANCA DE XIRA E A SUA BELEZA

Hoje tive que ir a Vila Franca de Xira, acompanhar um familiar ao hospital. Felizmente não era nada de grave, mas entre triagem, fazer exames, análises, e sobretudo esperar pelos resultados das análises...... passaram-se quase 5 horas!! Palavras para quê, toda a gente sabe como estão os nossos hospitais...

Aproveitei para dar um bom avanço de umas 40 páginas no livro "A Herança do Vazio", da escritora indiana Kiran Desai, que tenho andado a ler em ritmo lento... felizmente que o levei comigo, senão acho que tinha morrido de impaciência e de tédio!

Entretanto, aproveitei também uns daqueles momentos "mortos" em que não estava a fazer nada no hospital (não podia entrar...), para dar umas voltas por Vila Franca e claro, aproveitei para tirar algumas fotos.

Vila Franca de Xira é uma cidade muito bonita, com um trânsito perfeitamente caótico! Aproveitei para calcorrear aquelas ruazinhas mais sossegadas, onde se encontram prédios muito bonitos. Uns renovados, outros a precisar de umas obrazitas.

Encontram-se também placas toponímicas muito bonitas, como esta, de azulejos e com o brasão da cidade. É pena haver tantos fios de electricidade, telefones, etc., a estragar a paisagem...
 

Este é o mercado de VFX, lindíssimo, com painéis de azulejos em toda a fachada.
Também achei este prédio muito bonito, é uma pena o andar de cima estar ao abandono. A loja também é muito engraçada, mas eu gostava mesmo era de ser dona do prédio, e ter dinheiro para arranjar aquelas janelas tão bonitas... que pecado!

Uma homenagem às varinas:
Mais uma vez os fiozinhos... não haverá uma solução um pouco menos inestética?
Mas falando de estética, esta foi o máximo:


 

Sempre ouvi dizer que não se deve começar a casa pelo telhado...

mas como este está impecável, espero que o resto da casa tenha a mesma sorte.

E pronto, foi isto que deu uma "seca" no Hospital Reynaldo dos Santos. Não se pode dizer que não aproveitei bem o tempo... :)

fonte: http://criominhavida.blogspot.com/



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:55
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15


25
26
27
28
29

30


posts recentes

ALMEIRIM - Municípios Ino...

CLUBE DE NATAÇÃO DE RIO M...

Câmaras mais dependentes ...

VILA FRANCA DE XIRA E A S...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds