NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014
SANTAREM: Festival Bike promove Conferências e Workshops

No Centro Nacional de Exposições, em Santarém, de 17 a 19 de Outubro

Festival Bike promove Conferências

e Sessões de Autógrafos

 

 

De 17 a 19 de Outubro, o Centro Nacional de Exposições, em Santarém, recebe a 11ª edição do Festival Bike Portugal - Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional, evento que pretende estimular a participação do público nos vários eventos que aqui decorrem como sessões de autógrafos, workshops, conferências ou outros.

 

Como habitualmente, são diversos os clubes de ciclismo de estrada ou de outras modalidades que utilizam a bicicleta, que irão estar presentes no Festival Bike, enquanto expositores.

 

O maior evento português dedicado à Bicicleta receberá algumas das equipas mais importantes das duas rodas, que trarão as suas viaturas de apoio, distribuirão brindes de patrocinadores, promoverão sessões de autógrafos, entre outras iniciativas.

 

O Clube de Ciclismo José Maria Nicolau, a OFM-Quinta da Lixa-União Ciclista do Sobrado ou a LA-Antarte-Rota dos Móveis-Clube de Ciclismo de Paredes são presenças confirmadas no evento.

 

O Festival Bike Portugal será palco de Sessões de Autógrafos com algumas das grandes figuras do desporto nacional. Pelo Centro Nacional de Exposições vão passar ciclistas de renome, como é o caso do vencedor da Volta a Portugal 2014, Gustavo Veloso, da OFM / Quinta da Lixa / W52, que estará presente do stand da sua equipa a 18 e 19 de Outubro. Ivo Oliveira, Rui Oliveira, David Rosa, Tiago Machado, Daniela Reis ou Luís Costa serão outros atletas que marcarão presença no evento.

 

Conferências e Workshops

 

A Escola Superior de Desporto de Rio Maior irá realizar várias acções de formação subordinados a temas como o marketing desportivo, metodologias de treino ou a própria alimentação ao longo dos três dias do certame.

 

Apresentar e analisar as alterações do Novo Código da Estrada é o objectivo da acção “A Bicicleta e o Novo Código da Estrada” promovida pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB), que se realiza no dia 18 de Outubro, pelas 14h30, no Estúdio.

 

Com cerca de 15.000 m2 de área de exposição coberta, o Festival Bike é a referência do mercado nacional e uma das mais importantes da Europa. Contando com um vasto programa de actividades, o envolvimento de empresas de renome e com a presença de atletas prestigiados, o evento é incontornável.

 

Recorde-se que na edição de 2013, o Festival Bike contou com 118 expositores, 24.800 visitantes e 7.956 inscritos nas várias competições.

 

Horários

 

Sexta-feira, 17/10:          10h00 às 17h (Profissionais)

Sexta-feira, 17/10:          17h às 20h (Público em Geral)

Sábado, 18/10:                 10h às 20h (Público em Geral)

Domingo, 19/10:              10h às 20h (Público em Geral)

 

Entradas

Bilhete: 6,00 € (Válido para apenas 1 entrada) 
Entrada Gratuita para Crianças até aos 11 anos (inclusive)

Parque de Estacionamento: Gratuito



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:02
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Festas de Santa Iria em exposição no W Shopping de Santarém

Foi inaugurada, no passado dia 27 de Setembro, no W Shopping, uma Exposição alusiva às Festas de Santa Iria da Ribeira de Santarém, que estará patente ao público até dia 3 de outubro.

 

 

Estiveram presentes Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Carlos Marçal, Presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém, André Tavares, Adjunto do Diretor do W Shopping, Martinho Vicente Rodrigues, Diretor do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão e Martinho da Silva, ilustre advogado aposentado, profundo conhecedor da cidade e da história de Santarém.

A cerimónia iniciou com a Marcha de Santa Iria pelos corredores do W Shopping, acompanhada de dois “anjos” proferindo loas à Senhora da Saúde. Terminada a marcha, o presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém tomou a palavra para dar as boas vindas aos presentes e anunciar que se trouxe “à cidade o mais nobre que a Ribeira tem, que são as Festas da Nossa Senhora da Saúde”.

 

De seguida Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara de Santarém agradeceu a Martinho Vicente Rodrigues e a Martinho da Silva por terem aceite o convite para falarem sobre “a Ribeira de Santarém, da sua riqueza, das tradições e das Festas de Nossa Senhora da Saúde, que têm muita história e muita simbologia”. O autarca lamentou o cancelamento da Recriação da Romaria das Festas de Santa Iria em Honra de Nossa senhora da Saúde nesse dia, devido às condições meteorológicas, mas aproveitou para anunciar que no dia 4 de outubro “vamos conseguir que toda esta cor, toda esta alegria, toda esta tradição vá desfilar pelas ruas do nosso centro histórico”.

 

Por último usaram da palavra Martinho da Silva e Martinho Vicente Rodrigues que elucidaram os presentes sobre a história e memórias de Santarém e da Ribeira de Santarém, dos Santos que antecederam a Santa Iria, que mais tarde deu origem ao nome da cidade de Santarém, do padrão de Santa Iria, e da tradicional Romaria do primeiro domingo de agosto à Nossa Senhora da Saúde. Martinho Vicente Rodrigues afirmou que “a exposição parece muitas vezes corresponder a uma espécie de sacrário dedicado à eternidade, do sonho que tem dentro de si. A explicação da arte de um determinado momento histórico pode estar nesta exposição, neste conjunto de circunstâncias que a tornaram possível. Assim se quebra o silêncio da história e se alarga o conhecimento que dá força a todos os benefícios”



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:58
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014
SANTARÉM: Europe Direct promove sessão de esclarecimento do Programa Erasmus +

O Programa Erasmus + é o novo programa da UE para a educação, juventude, formação e desporto para o período 2014-2020, quem vem substituir o anterior Programa de Aprendizagem ao Longo de Vida, que terminou em 2013.

No próximo dia 3 de Outubro, pelas 14h30, terá lugar uma sessão de esclarecimento que tem como objectivo apresentar as diferentes actividades que podem ser promovidas por escolas, associações, empresas, autarquias, em cooperação com instituições europeias, e financiadas no âmbito deste programa.

A sessão tem lugar na Escola Superior de Saúde e conta com a presença de dois técnicos da Agência Nacional Erasmus + Educação e formação. A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição.

Mais informações: http://europedirect.esgs.pt/Grupos/Noticias/SEEMais.html



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:46
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 28 de Setembro de 2014
TEMAS DE SAÚDE: O sigilo na informação

Por: Antonieta Dias (*) 

 

O poder de preservar a informação clinica deixou se ser um exercício de caracter individual e passou a ser partilhado por vários intervenientes que nem sempre estão consciencializados da necessidade de garantir o sigilo dos dados pessoais que por questões profissionais são de fácil acesso.

Se para um médico a confidencialidade pressupõe a exigência de todo um procedimento clinico, que garanta a confiança do doente que sabe que o que revela irá funcionar como um “segredo”, esta premissa deixa de ser obrigatória para o informático ou para qualquer outro indivíduo que esteja envolvido no setor da saúde, mas que não tem o mesmo vínculo no acesso à informação que partilha.

Certo é que o paciente mais esclarecido começa a despertar e já seleciona a informação que vai revelar.

Este fato limita muitas vezes o conhecimento de patologias que necessitam de ser investigadas.

Por sua vez o alargamento do número de pessoas que passaram a ter acesso aos dados dos pacientes ultrapassam a possibilidade de controlo, sendo que o exercício do poder foi alargado e constamos que tanto a expressão verbal ou escrita começam a definir a necessidade de criação de uma estratégia cuja importância se torna cada vez mais emergente na definição do direito de proteção de dados, quer a nível individual, nacional e internacional.

Este fato transforma a vida pessoal numa partilha cada vez mais crescente e determinante na interdependência nacional e mundial.

Em Portugal existem algumas orientações emanadas e legisladas para salvaguardar eventuais desvios das quais extraímos o seguinte:

“ A Resolução do Conselho de Ministros n.º 12/2012 atribui ao Gabinete Nacional de Segurança. No âmbito da medida 4 do plano global estratégico de racionalização e redução de custos com as Tecnologias de Informação e Comunicação, a missão de coordenação com as entidades mais importantes que estão envolvidas neste processo gerando uma definição e implementação de uma Estratégia Nacional de Segurança de Informação, em que dentro das várias decisões abrange a criação, instalação e operacionalização de um Centro Nacional de Cibe segurança.

A Comissão Instaladora do Centro Nacional de Cibersegurança, no cumprimento do mandato que lhe foi atribuído pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 42/2012, aprovou no mês de Julho de 2012, um relatório com uma proposta para a criação de um Centro Nacional de Cibersegurança, cuja missão pretende contribuir para que Portugal use o ciberespaço de uma forma mais livre, confiável e segura, através da promoção da melhoria contínua da Cibserseguranção nacional e da cooperação internacional.”

Importa ainda salientar que a existência de que a manutenção das relações formais são sempre sustentadas pelo equilíbrio obtido entre os vários vetores que envolvem: politica, diplomacia, forças de segurança, economia e cultura.

O poder destas determinações concentra-se numa diversidade de bases que irão permitir aos decisores políticos escolher as opções mais apropriadas para atingirem os objetivos que irão servir para a concretização da preservação destes princípios.

Este quadro plural e complexo desenvolveriam as medidas exigíveis para a implementação de unidades autónomas essenciais para caracterização da componente estrutural do sistema investigacional.

Assim a criação de medida exigíveis para a manutenção das crescentes operações de seguração informatizada multiplicam-se para garantir a segurança da individual e coletiva.

Certo é que existe alguma controvérsia no que se refere aos planos de legalidade e legitimidade designadamente na implementação dos planos de intervenção de estratégia politico militar, sobretudo se envolverem uma política negocial.

A credibilidade e liberdade destes métodos de intervenção seriam significativamente limitadas se não assentassem em valores sólidos de preservação da confidencialidade.

As fontes de informação são elementos fundamentais na avaliação e descodificação de dados que nos são disponibilizados e que poderão ser utilizados na resolução de causas vitais quer sejam de caráter pessoal ou coletiva.

Assim a relevância e a potencialidade das várias temáticas do conhecimento exigem uma detalhada avaliação para poderem ser averiguadas com segurança e depois de compreendidas poderão ser aplicadas e utilizadas devidamente.

Estes são alguns dos critérios que devemos considerar na identificação de pistas que irão reter ou divulgar dados sem quebrar o sigilo que nos é imputado.

Perceber que é necessário ser imparcial, profundo, seguro, verdadeiro e objetivo, sem omitir o rigor que a finalidade das informações que recebemos diariamente obriga a manter uma permanente investigação científica que permita desenvolver uma análise criteriosa de todos os conceitos destinada à manutenção de uma base de dados permanentemente atualizada com pesquizas usando as ferramentas adequadas ao grau de segurança e de confiança para que possam ser arquivadas e utilizadas quando necessárias.

O registo sistematizado das investigações públicas ou privadas tem como vantagem a execução de controlos de qualidade e permitem aplicar métodos estatísticos e matemáticos imprescindíveis na utilização de indicadores bibliométricos (aplicação de métodos estatísticos e matemáticos) para analisar as comunicações científicas.

Sempre que nos chegam direta ou indiretamente informações quer sejam de índole pessoal ou coletiva devemos estar atentos aos detalhes de todas as comunicações orais ou escritas que nos são fornecidas e de filtrar os detalhes exigíveis para a seleção de dados que tenham que ser posteriormente revelados acautelando sempre o sigilo médico.

A abundancia da informação nem sempre é útil, havendo necessidade de proceder a uma metodologia organizacional que preserve a importância do problema estudado, a originalidade e fidelidade da informação usando critérios na interpretação que permitam a seleção dos resultados e a qualidade do registo que irá ser informatizado.

A liderança e a criatividade dos ideólogos determinarão as bases do sucesso.

Sem prejuízo de outras informações complementares todas as ideias são válidas, até mesmo aquelas que parecem absurdas podem ser listadas e combinadas para posteriormente serem discutidas.

Importa, ainda referir que o livre acesso ao conhecimento faz parte de uma estratégia global, destinada a aumentar o conhecimento científico e a quebrar as barreiras da ciência simplificando a investigação de todos os intervenientes que estejam interessados na obtenção de mais informação.

Esta qualidade de tornar a recolha da informação visível, célere, eficiente, monitorizada produz um impacto e uma possibilidade incrível na criação de canais de acesso mediático de todos os conteúdos que serão divulgados através de plataformas online, com um alcance praticamente universal.

Esta nova facilidade de programação tem vindo a ser cada vez mais incentivada e divulgada com sucesso.

Todavia, o fato de ter sido possível criar o inimaginável com todas as potencialidades que as publicações online permitem, reduzindo custos de publicação de conteúdos valiosos, criando uma nova geração de editores nem sempre traduz segurança.

Apesar do acesso ao conhecimento científico se ter transformado numa dádiva extremamente valiosa, não se pode omitir um elevado risco pouco investigado e sobretudo praticamente nada explorado e que se pode ser uma potencial ameaça na divulgação dos dados pessoais e de  informações nacionais e internacionais que fazem parte do segredo pessoal e do segredo dos Estados.

Entramos de fato num período de êxitos na comunidade científica em que o modelo tradicional de divulgação efetuada de comunicações orais ou de publicações em suporte de papel deixou de ser preferencial para uma grande parte de investigadores que adotaram a plataforma online como uma ferramenta categorizada e de prestigio e projeção nacional e internacional.

Apesar das vantagens inerentes e do impacto resultante nas publicações dos artigos cujo conteúdo só por si determina a procura e a a necessidade de publicar em revistas de qualidade, nem sempre este requisito corresponde ao critério major na decisão e na escolha.  

Em suma, clarificar conceitos, direitos e deveres exigíveis e imprescindíveis para preservar e melhorar o mecanismo e o reforço das esferas de influência das grandes potências que assumem a responsabilidade primária de manter o sigilo das informações obriga a que os decisores mantenham uma permanente das intervenções no exercício da sua autoridade global.

(*)Médica



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:21
link do post | comentar | favorito
|

CULTURA AVIEIRA: Uma visão da captura de sável, no rio Tejo, na Idade Média

 

Por: Lurdes Véstia (*)


 

 

A Pesca, tacuinum sanitatis casanatensis (XIV century)

 

Segundo Maria Helena da Cruz Coelho (“A pesca fluvial na economia e sociedade medieval portuguesa”, in Cadernos Históricos, 6, “Actas do Seminário Pescas e navegações na história de Portugal (século XII a XVIII)”, Lagos, 1995) a bacia hidrográfica portuguesa “abrange 298,52 Km2, para uma área de 88,619Km2 e a navegabilidade de 11 dos principais rios estende-se por 812 km”, por esta leitura facilmente se percebe que o território português, pouco extenso, é no entanto razoavelmente rico em rios, não só pelos que nascem em solo nacional, como os que nele vêm desaguar, facilitando a fixação das populações junto das suas águas e dos seus portos naturais.

Coelho escreve que “a Idade Média, foi, sem dúvida, a idade do ouro do peixe, e por conseguinte da pesca de água doce, que jamais veio a conhecer uma tal projeção”. E Castro refere que “(…) uma parte da labuta diária do Homem medieval fosse dedicada a arrancar do seio das águas as diversas espécies comestíveis e o sal, desde as lampreias aos mariscos, às baleias e às numerosas variedades piscícolas, fluviais e marítimas”.

O cruzado Osberto de Bawdsey, em 1147, exalta o papel de destaque da atividade pesqueira ao asseverar que “o peixe era tanto que alguns acreditavam que no rio Tejo, para dois terços de água, sobrava um terço de peixe (…)”. A pesca fluvial deveria, na época, ser quase tão importante como a marítima, sofrendo depois uma acentuada diminuição até à contemporaneidade, como se atesta pelas palavras de Redol “(…) e por ali andei com eles, pescando à noite com as artes mais pequenas, ou partilhando o trabalho dos lances nas companhas do sável entre queixas dos mais velhos ainda lembrados dos tempos em que o Tejo era um jardim de peixe.

Jaime Cortesão refere que são numerosos os documentos que certificam que, nos séculos XIII a XV, existia um vínculo comercial marítimo entre Santarém e a Flandres, Sevilha, o Norte de África e o Algarve. Em 1420, nas réplicas do rei D. João I sobre as dúvidas que levantou a obrigação da dízima nova aos escrivães da portagem de Lisboa, verifica-se que era vulgar a circulação do pescado e de diversas mercadorias, por rio, de Lisboa para Santarém. Era fácil para os barcos de Setúbal, Pederneira (bairro da vila da Nazaré que foi sede de um dos concelhos dos coutos de Alcobaça) e de fora do reino navegarem pelo rio Tejo diretamente até à então Villa de Santarém

Meios e modos de pesca

O rio Tejo desde tempos imemoriáveis que é famoso pelos seus sáveis que eram pescados, para além do método tradicional, também com armadilhas que eram primitivamente feitas com ramos de árvores entrelaçados ou vergas e posteriormente passou-se para um aparelho, que medeia o simples uso de ramos de árvore e o de utensílios mais proveitosos e impõe um fabrico mais difícil do que o simples corte de ramas, as “vargas”, deu-se essa mesma designação a alguns tipos de redes chamadas de “abbargas” que seriam constituídas por canas ou caniços entremeados que retinham os peixes. A prova de que as vargas foram utilizadas no rio Tejo, para a pesca dos sáveis, está num documento escrito por D. João I: “Item que sse pescam muitos saavés no Rio do Tejo, assy com as avargas do Infante dom anrrique meu filho”.

No que diz respeito a nassas e covos, “grandes cestos de vime entrançado ou de fio de cânhamo de boca larga e que iam estreitando fixados em determinados pontos (…)”, aparecem abundantes alusões nos documentos analisados para a execução deste texto.

D. João I, em 1394, solicita que não se deitassem covões com pedras para sibas (chocos ou sépias) nem outros peixes nas rias de Vagos, Aveiro, em Ovar e noutras regiões em redor, porque ali circulavam muitos navios de marear e estas armadilhas enleavam-se neles e provocavam grande dano. A este propósito Castro menciona que a “predominância de cada um destes processos dependia do condicionalismo geográfico de índole física e da influência das relações económicas estabelecidas”.

Num documento de 8 de Fevereiro de 1420 refere-se que os sáveis capturados no rio Tejo e rio de Alpiarça eram salgados em Lisboa e depois comercializados em Ceuta, o que pesava na balança comercial do território. Em Lisboa cresciam as vozes dos que se insurgiam contra este comércio intensivo com Ceuta pois segundo elas retirava da boca dos mais pobres os sáveis e outros pescados, com a alegação de que os rios eram livres a todos os que neles quisessem pescar.

Após a leitura de alguns documentos somos levados a ponderar que se pescava de forma abusiva, sobretudo em dias considerados magros, facilitando a extinção de algumas espécies, o que pode justificar o número excessivo de proibições de utilização de instrumentos considerados perigosos e regulamentos de pesca. No século XIV, no reinado de D. Afonso V, as queixas da população eram tantas que este teve que lhes pôr fim, sendo o primeiro rei, em Portugal, a regulamentar a pesca.

Já em 1462, D. Afonso V, impõe que os caniços dos canais da pesca dos sáveis no Tejo e no Zêzere fossem construídos de rama ou verga como as mantas da terra, com um palmo de largura e espaçados de dois dedos. Nesses caniços não se podia colocar esteiras ou outro objeto de forma a não matar as “savatelhas” (sabogas ou pequenos sáveis), que nadavam para o mar onde se criavam, e ter-se-iam de deitar vivas ao rio se ficassem presas nos caniços. Em Carta régia, D. Afonso, sustentou que acontecia que os sáveis que fugiam das “avargas e savaares e nassas” avançavam rio Tejo acima, onde desovavam, e que por Agosto e Setembro as “savatelhas” que se geravam seguiam pelos rios até ao mar onde se iam criar. Refere ainda que os que tinham canais faziam caniços de verga fechados e muito juntos e lançavam-lhes esteiras e redes miúdas dobradas, fazendo com que o pequeno peixe ao entrar nelas morre-se provocando um desequilíbrio para o crescimento da espécie. Estes pequenos peixes eram vendidos como se fossem sardinhas, levando à diminuição de sáveis, ano após ano.

D. Afonso V, em 1474, persistiu nesta questão e proibiu outras formas de apanhar os sáveis, impedindo os pescadores do rio Tejo de empregarem “bogueiros” e “lavadas” (classe de redes) e que utilizassem “copéis” nas redes, onde a semente do sável poderia morrer, pois estes eram feitos de redes de malha extremamente miúda impedindo a fuga de peixes muito pequenos e acabando por desequilibrar o ecossistema piscícola.

 

(…) Continua na próxima Crónica

 

(*) Mestre em Edcucação Social



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 26 de Setembro de 2014
AVISO DE MAU TEMPO



O Instituto Português do Mar e Atmosfera, (IPMA), colocou o Distrito de Santarém com aviso amarelo, a par dos restantes Distritos do país.

Assim, das 06h00 de dia 27 de setembro, até às 12h00 do dia 28 de setembro haverá aguaceiros por vezes fortes e acompanhados de trovoadas e/ ou granizo.

Probabilidades e Conselhos úteis: 

Piso rodoviário escorregadio com eventual formação de lençóis de água;

Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, devido a acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;

Possibilidade de inundação, por transbordo de linhas de água, nas zonas historicamente mais vulneráveis;

Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem; 

Danos em estruturas montadas ou suspensas; 

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;

Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

sexta-feira

 

 

Esta sexta-feira, dia 26 de setembro,prosseguem as Jornadas Europeias do Património, que pretendem “transformar a cidade num espaço dinâmico para a arte e cultura, através das mais variadas formas de expressão artística”.

 

Às 15h00, tem lugar uma visita guiada - Histórias na Cidade - Conhecer a cidade através de lendas e histórias de Santarém, com percurso a iniciar na Janela Manuelina na Praça Sá da Bandeira – Lenda D. Pedro I, 'o Justiceiro' e os assassinos de Inês de Castro, passagem pelo Núcleo Museológico do Tempo – Lenda da Torre das Cabaças, Igreja de Sta. Maria de Alcáçova – Excerto Capítulo XXVIII de Viagens na Minha Terra |Chafariz d'El Rei – Episódio da Tragédia da Rua da Amargura, Igreja do Milagre – Lenda do Santíssimo Milagre, Igreja do Hospital (Nossa Senhora de Jesus do Sítio) - Episódio de Pedro Escuro, para públicos escolares.

 

Às 18h30, a Sala de Leitura Bernardo Santareno promove a palestra “Reiki e as Curas Cristicas - Da energia cósmica aos milagres”, proferida por Carlos Silva – Terapeuta e Formador em Xamanismo Universal e Reiki. “Reiki e as Curas Cristicas- Da energia cósmica aos milagres”

 

Entre as 15h00 e as 19h00prosseguem as atividades inseridas nas Jornadas Europeias do Património com Animação de rua pelas ruas da Cidade.

A partir das 21h30 tem lugar a Palestra - Convid'Arte, proferida por Susana Gonçalves (doutora em História da Arte) e Jorge Estrela (pintor e Mestre em História da Arte) sobre a pintura 'A Sonata', de Gaspare Traversi, na Casa-Museu Braamcamp Freire.

 

Às 22h15, a Casa-Museu Braamcamp Freire acolhe um espetáculo de dança - Recriação da pintura “A Sonata”, de Gaspare Traversi, interpretada pela Seção de Dança do Círculo Cultural Scalabitano, dirigido pela professora e coreógrafa Encarnação Noronha.

A partir das 23h00, a música prossegue na Casa-Museu Braamcamp Freire com um Concerto íntimo com Pedro Salvador.

Pedro Salvador é songwriter e compositor. Natural de Santarém, reside em Lisboa desde 2010. Dos seus projetos destacam-se o Nó, em que assume a voz principal e a 2a guitarra, e a colaboração como compositor e cocriador das peças da coreógrafa Madalena Victorino.

Inicia o seu projeto em 2006 com a apresentação do cd-demo “The End of Silence”, composto por canções em que a voz e a guitarra são pautadas por atmosferas de melancolia, nostalgia e da vida bucólica.

Nos anos seguintes, os “pedais”, “processadores” e “loopstations” tomaram conta da guitarra acústica e lançaram as canções para sonoridades mescladas de rock n´roll, blues, folk, electrónica e soundscapes pigmentados de noise e avant-garde.

 

Às 21h00, o Fórum Actor Mário Viegas é palco do Colóquio e Concerto “O Simbólico na Arte”, que assinala a comemoração das Jornadas Europeias do Património  e que conta com a participação do historiador de arte Vítor Serrão, que vai apresentar a temática "Expressões de Arte em Santarém" e de Manuel Gandra que vai falar do "Simbolismo na Arte", com moderação do historiador Jorge Custódio.

 

Esta sessão conta com um concerto pela cantora lírica Hélia Castro e pelo Conservatório de Música de Santarém.

 

Esta iniciativa é organizada pelo CCRS – Centro Cultural Regional de Santarém e a entrada custa 2 euros.

 

Sábado

 

As atividades promovidas, no âmbito das Jornadas Europeias do Património, prosseguem às 10h00 com visita guiada – Histórias na Cidade, no Centro Histórico.

A Escola Superior de Educação de Santarém vai realizar um percurso turístico de histórias ligadas ao património arquitetónico da Cidade de Santarém - Histórias na cidade, no âmbito das Jornadas Europeias do Património.

Este percurso turístico de lendas e episódios históricos, organizado pelo Projeto Arte na Rua, tem lugar na Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário.

 

Às 11h30 e 16h00 há Teatro de Fantoches, na Livraria Aqui há Gato. Entrada livre.

 

Uma história que vai encantar crianças e adultos! Formas animadas que nos trazem a beleza da conjugação das artes plásticas com o teatro e a literatura para a infância. 

Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto...

Duração: 30’ Classificação: dos 0 aos 80!

 

Às 12h00 e às 16h30 há Oficinas de Arte, na Livraria Aqui há Gato.

Com muita arte e imaginação vamos por as mãos à arte, e sentir que todos nós somos artistas! (Oficinas de Expressão Plástica, ver programa especifico em www.aquihagato.org)

Duração: 60’ Classificação: M / 4 Preço: 6€

 

As iniciativas das Jornadas Europeias do Património prosseguem das 15h00 às 19h00 há animação de rua em várias artérias da cidade de Santarém.

À mesma hora há dança na Rua Capelo Ivens com MADLIFE CREW.

 

 

Às 16h00 e às 20h00 há C…de Concerto - A Roda dos Amigos - Música para Crianças, no Auditório Teatro Taborda – Círculo Cultural Scalabitano.

Um grupo de Bons Músicos e ainda para mais Amigos, sentou-se à roda do universo musical de José Barata Moura e recuperou e adaptou um dos mais interessantes reportórios de música para crianças, mas do qual todos nós somos Fãs.

Classificação: Para Todos. Para mais informações, contatar o Círculo Cultural Scalabitano, através do telemóvel – 918 926 506, do e-mail - espaco.c13@gmail.com ou do Facebook/Espaço C.

As atividades promovidas no âmbito das Jornadas Europeias do Património prosseguem às 17h00 , com uma recriação da Romaria das Festas de Santa Iria, em Honra de Nossa Senhora da Saúde, pelas ruas do Centro Histórico de Santarém, com o seguinte percurso: Largo da Piedade, Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário), Rua Capelo Ivens, Canto da Cruz, Rua 1º de Dezembro, Largo de Marvila, Praça Visconde Serra do Pilar, Rua Serpa Pinto, Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário), Rua Cidade da Covilhã, Jardim da Liberdade, Av. António dos Santos e Rua Vasco da Gama.

À mesma hora tem lugar uma visita guiada - NO TEMPO DO FORAL, à Vila de Pernes.

Pelas 18h30 tem lugar a Palestra - ALMADA NEGREIROS E O RIBATEJO, na Casa-Museu Passos Canavarro

Às19h00 é inaugurada a Exposição - FESTAS DE SANTA IRIA, no W Shopping.

A Praça Visconde Serra do Pilar (parede da Igreja de Marvila) acolhe, a partir das 21h30, VÍDEOARTE - Arte e Cultura a Céu Aberto. Nesta iniciativa vão ser projetados filmes de curta duração sobre património cultural – “Santarém”, filme de Aquilino Mendes, 1938, 5’ – cedido pela Cinemateca-Museu do Cinema e retratos de artistas, cedidos pela Cinemateca-Museu do Cinema e diversos filmes sobre arte urbana e retratos de artistas, numa organização do Projeto Arte na Rua do IPS – Instituto Politécnico de Santarém.

Nesta sessão vão ainda ser exibidos os filmes: “Scalabis”, documentário de Arnaldo Coimbra, 1936, 29', sobre Santarém: monumentos e Exposição-Feira Distrital de Santarém, inaugurada a 17 de maio de 1936 - Cinemateca-Museu do Cinema; “A Nau”, filme de Zm, 2014, 4'Violant, filme de André Cunha, 2014, 5’; “Presque rien”, filme de Carlos Ouro, 2014´, 1' e “Auto-retrato”, filme de Rutes Nunes, 2006, 1'.

À mesma hora a Casa do Campino recebe Artes Circenses e Malabarismo de fogo, a que se seguem, a partir das 22h00, exposição de artesanato, Vídeoarte, concertos com as bandas INKILINA, SAZABRA e VULTURE e atuação dos Djs: HUMA-NOYD, HUGO PEDROSA e ANIMAL PRINTS, no Palco Juventude.

 

Às 18h00, o Centro de Desporto e Cultura do Verdelho acolhe o 53º Aniversário do Rancho Folclórico do Verdelho que organiza um Festival de Folclore, altura em que chegam os grupos.

Às 20h00 tem lugar o desfile e entrega de prendas e a partir das 21h00, têm início as atuações dos grupos participantes: Rancho Folclórico do Verdelho – Santarém - Ribatejo, Rancho Folclórico de Salvador do Monte – Amarante – Porto, Grupo de Danças e Cantares de Sermonde - Sermonde – Gaia, Grupo Folclórico do Centro Cultural Moldavo – Moldávia e Rancho Folclórico Rosas do Mondego – Casal da Misarela – Coimbra.

 

domingo

 

No domingo, dia 28, das 09h00 às 13h00, há Recolha de Sangue no Teatro Clube Ribeirense, na Ribeira de Santarém, numa organização do Grupo Dadores de Sangue de Pernes.

 

As comemorações das Jornadas Europeias do Património têm início às 9h00 com Mostra de Artesanato na Praça Sá da Bandeira, patente até às 21h00.

Das 13h00 às 19h00 há MASTERCLASSES, no Jardim da República e Palácio Landal: artes circenses com PAULO WARDOG, artes plásticas com MASSIMO ESPOSITO e dança pelo JARDIM DE TANGO.

Às 14h30 volta a ter lugar uma visita guiada - Histórias na Cidade, pelo Centro histórico, com início na Praça Sá da Bandeira e às 16h00 há Peddy Paper - À DESCOBERTA DO PATRIMÓNIO, pelo Centro Histórico.

Entre as 15h00 e as 19h00, o Jardim da República acolhe atividades infanto-juvenis.

Às 18h00 há Música no Museu pelo Conservatório de Música de Santarém, na Casa-Museu Braamcamp Freire.

 

Às 16h00 há Teatro de Bolso, na Livraria Aqui Há Gato.

O Aqui Há Gato abre as suas portas para o Teatro de Luz Negra! Faremos da nossa casa uma verdadeira sala de teatro! Um Teatro de Bolso onde tudo poderá acontecer!

Duração: 30’ Classificação: para todos Preço: €2 - Gratuito para crianças até 12 meses

 

Também às 16h00 há Tarde de Folclore Ribatejano, no Centro Cultural das Fontainhas.

 

O Rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Graínho o e Fontainhas organiza mais uma edição da Tarde de Folclore Ribatejano, que conta com a presença do Grupo Infantil de Danças Regionais de Santarém, Grupo Académico de Danças Ribatejanas e do Rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Graínho o e Fontainhas.

 

Esta iniciativa está integrada nas comemorações do centenário de nascimento de Celestino Graça, fundador dos grupos presentes.

 

Estas iniciativas são organizadas pela Câmara Municipal de Santarém, em parceria com a Escola Superior de Educação de Santarém, a União de freguesias da Cidade de Santarém, a Junta de Freguesia de Pernes, a União de freguesias de S. Vicente do Paúl e Vale de Figueira, a Fundação Passos Canavarro, a Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém, o Círculo Cultural Scalabitano, o Conservatório de Música de Santarém, a Comissão de Festas da Ribeira de Santarém, população da Ribeira de Santarém, o Centro de Cultura e Desporto O Alvitejo, a Associação Comercial e Empresarial de Santarém, a Sociedade Recreativa Operária, O Espaço C, o Cineclube de Santarém, a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, o El Galego e o W Shopping.

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia que envolvem cerca de 50 países, tendo como objetivo a sensibilização dos cidadãos para a importância da proteção do Património.

 

Em permanência

 

Durante o mês de setembro, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h000, estão patentes as seguintes iniciativas na Biblioteca Braamcamp Freire: o Arquivo Histórico-Mostra Documental - “Falam documentos de outras eras”, a par da iniciativa “Vamos Ler…” Mário Cláudio e da Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, naCasa-Museu Anselmo Braamcamp Freire.

 

A Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Exposição “Metal que se Ostenta”, até dia 30 de setembro, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00 e a partir de 20 de setembro, também aos sábados das 09h30 às 12h30.

Aproveite ainda para visitar o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI - Uma experiência a não perder, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Para mais informações, contatar: 243 377 290.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:05
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Inauguração da Rotunda Rotary Club de Santarém assinala o seu 51º Aniversário

 

No âmbito do 51.º aniversário do Rotary Club de Santarém, Ricardo Gonçalves,Presidente da Câmara de Santarém, recebeu no passado dia 22, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, António Mendes, Governador do Rotary Club Distrito 1960 e Francisco Infante Mendes, Presidente do Rotary Club de Santarém, agradecendo a presença destes ilustres membros do clube rotário, do Presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém, Carlos Marçal bem como dos demais companheiros da comitiva.

António Mendes, Governador do Distrito 1960 enalteceu o apoio que a Câmara Municipal e também a União de Freguesias da Cidade Santarém dão ao Rotary, que é precioso para alcançarem os seus objetivos, nomeadamente na erradicação da poliomielite, na educação e alfabetização e promoção de bolsas de estudo. O Governador do Distrito 1960 acrescentou que “os clubes rotários lutam de uma forma voluntária. É a nossa maneira de estar para criar uma sociedade melhor, iluminada e através destas ações todas, o fio último, é criarmos a paz. Não há caminhos para a paz, a paz é o caminho. É assim que nós a vamos construindo”.

A cerimónia continuou com a inauguração da rotunda Rotary Club de Santarém (rotunda que faz a ligação a Almeirim e próximo do Convento de S. Francisco) pelo Presidente da Câmara de Santarém, pelo Presidente da União de Freguesias da Cidade de Santarém, pelo Governador do Distrito 1960 e pelo Presidente do Rotary Clube de Santarém.

 

 

 

Na cerimónia, que contou com a presença de Companheiros Rotários e Senhoras da Casa da Amizade do Rotary Clube de Santarém para além de outros convidados, foi feita alusão ao lema deste ano do Rotary “Faça o Rotary Brilhar” e Ricardo Gonçalves referiu não poder deixar de elogiar esta identificação toponímica, que é um complemento ao marco rotário existente naquele mesmo local tendo afirmado que “o que fica para além da pedra é o trabalho e a obra. Esta é a obra visível. Mas há uma grande obra invisível que durante muitos anos o Rotary Club de Santarém fez e só há alguns anos é que começaram a dar conhecimento do trabalho que faziam” mencionando que apenas as pessoas que sentiram “as suas vidas melhoradas pelos homens bons que procuram a paz, que querem que a paz reine entre os homens” conheciam o seu trabalho.

Seguidamente procedeu-se à plantação da Árvore da Amizade, em memória de José Manuel Cordeiro, em frente a sua casa em S. Bento, pelo Presidente do Rotary Club de Santarém e pelo Governador do Distrito 1960. Francisco Infante Mendes, Presidente do Rotary Club de Santarém proferiu algumas palavras sobre o significado desta homenagem “a plantação de uma árvore em Rotary significa a paz, a cooperação e a amizade entre os homens, é isso que pretendemos com esta árvore mas também homenagear a memória do nosso companheiro José Manuel Cordeiro”. No final, Maria Crisanta Cordeiro, viúva do homenageado, agradeceu todo o simbolismo deste gesto referindo que as palavras proferidas “demonstram a estima e a amizade que sempre tiveram pelo José Manuel Cordeiro”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:56
link do post | comentar | favorito
|

NERSANT voltou a organizar Torneio de Golfe da NERSANT em Benavente

 

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, organizou, no dia 20 de setembro, em Benavente, o seu Torneio de Golfe, que contou com a participação 14 equipas. As empresas Aníbal Carvalho & Filhos e IPMG - SROC Portalegre foram as grandes vencedoras do evento, respetivamente nas vertentes Stableford Net e Stableford Gross.

O Santo Estêvão Golfe, situado em Vila Nova de Santo Estêvão, a poucos quilómetros de Benavente, recebeu no dia 20 de setembro, o Torneio de Golfe da NERSANT, iniciativa da associação inserida nas suas atividades outdoor e de lazer.

Com a realização desta prova, a NERSANT teve como objetivo proporcionar aos colaboradores das empresas participantes, momentos agradáveis fora do ambiente normal de trabalho, o que acaba por fortalecer os laços e o espírito de equipa entre os mesmos. Para além disso, e devido ao número de equipas participantes - 14 - o torneio foi ainda uma oportunidade para as empresas da região se se relacionarem entre si, o que potencia a realização de negócio.

Os prémios foram atribuídos nas vertentes Net e Gross. Na vertente Net, em 1.º lugar ficou classificada a empresa Aníbal Carvalho & Filhos, com 51 pontos. Na vertente GROSS, o 1.º lugar foi atribuído à empresa IPMG - SROC Portalegre, que obteve 34 pontos.

Para além das empresas do pódio, todas as equipas participantes tiveram direito a prémios, o que só aconteceu devido aos patrocinadores e apoiantes da prova (Patrocinador : Arrozeiras Mundiarroz, Apoios: Caves D’Alagoa, Soc. Agricola Casal do Conde, DAI, Cecilio, Henricarnes, Pinhal da Torre, Ourivarzea).

No final da prova as equipas tiveram ainda a oportunidade de conhecer alguns dos produtos da região e o trabalho NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém.

 

 

Sendo os recursos humanos de qualquer organização, peça chave para o sucesso da mesma, a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, dispõe de uma nova plataforma, onde as empresas da região podem consultar e fazer a inscrição em toda a oferta formativa da associação.

Por forma a facilitar o acesso à informação sobre os cursos disponíveis ministrados pela NERSANT em toda a região do Ribatejo, esta associação empresarial aglomerou toda a sua oferta formativa naquilo a que decidiu chamar Academia NERSANT. Neste espaço, disponível em www.nersant.pt, a oferta formativa está organizada por áreas, nomeadamente Ciências informáticas, Comércio, Desenvolvimento pessoal, Empreendedorismo, Enquadramento na Organização/Empresa, Gestão e administração, Línguas, Marketing e Publicidade, Saúde, Segurança e Higiene no Trabalho, Serviço de apoio a crianças e jovens e Trabalho social e orientação. Dentro de cada área, os utilizadores podem visualizar os cursos disponíveis, a data e local de realização do mesmo, bem como outras informações pertinentes.

A Academia NERSANT dispõe ainda de uma plataforma de gestão da formação, que permite à NERSANT e aos inscritos nas ações desta associação, a gestão eficaz da mesma. Os interessados podem fazer a sua inscrição na plataforma da Academia NERSANT, em http://formacao.nersant.pt/.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:53
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014
Congresso do Agronegócio arranca amanhã no Ribatejo com mais de 20 empresários de África e América do Sul

Angola, Moçambique, Argélia, Marrocos, Brasil e Uruguai. Mais de 20 empresários e importadores destes países vão estar em Portugal amanhã e na sexta-feira (25 e 26 de setembro) para contactar com empresários portugueses ligados ao Agronegócio, com o objetivo de conhecer os produtos e serviços nacionais e concretizar negócios. O Congresso das Tecnologias e Serviços para o Agronegócio é organizado pelo AgroCluster Ribatejo em parceria com o InovCluster, vai ter lugar em Santarém, no CNEMA, e apresenta-se como uma oportunidade para as empresas portuguesas da Fileira Tecnológica Agroalimentar internacionalizarem os seus produtos para a África e América do Sul. O Secretário de Estado da Indústria de Angola, Kiala Ngone Gabriel, vai marcar presença e fazer uma intervenção dedicada ao tema Oportunidades da Agro-indústria em Angola.

"O universo da tecnologia e dos serviços da fileira agroindustrial tem uma grande margem de internacionalização e crescimento, que o Agrocluster e o InovCluster pretendem desenvolver, aproveitando todo o potencial e qualidade dos serviços e conhecimentos ligados ao setor, daí a criação do projeto Agronegócio", afirma Carlos Lopes de Sousa, Presidente do AgroCluster, salientando ainda que "organizar e estruturar a oferta emergente desse universo, talvez a grande oportunidade em termos de internacionalização para Portugal, é claramente o objetivo estratégico deste Congresso".

"Queremos ter frutos imediatos. Para isso, vamos desenvolver uma série de ações de oferta, fazendo chegar até nós atores Internacionais que podem adquirir ou intermediar como agentes da sua disseminação nos países de origem. Queremos estar na linha da frente", adianta o responsável.

O Congresso das Tecnologias e Serviços para o Agronegócio acontece no seguimento da criação do projeto Agronegócio (disponível no portal www.agro-negocio.pt), para apoiar a fileira Agroalimentar, com o objetivo de promover a inovação e a internacionalização das empresas ligadas ao setor (tecnologias e serviços associadas à envolvente de toda a fileira agro-industrial). O projeto, baseado numa rede de cooperação, com vista ao aumento da sua competitividade, está já sustentado num diretório de mais de mil empresas classificadas.

As manifestações de interesse dos empresários e importadores dos seis países que se deslocam a Portugal a convite da Organização para reunir com empresários portugueses, abrangem 25 diferentes sectores de atividade: alimentação animal, embalagem, engenharia, estufas, sementes, carnes e transformados, massas alimentícias, equipamentos de linhas industriais, fertilizantes, estufas, biocombustíveis, centrais fruteiras, curtumes e peles, fio agrícola, plásticos, azeites e óleos vegetais, entre outros.

O Congresso conta com duas tardes dedicadas a networking e ronda de negócios, em que as empresas portuguesas terão oportunidade de manter reuniões individuais para a apresentação das suas soluções e negociação com os vários empresários e importadores internacionais presentes no certame.

O Congresso Internacional de Tecnologias e Serviços do Agronegócio, uma organização do AgroCluster e do InovCluster, vai decorrer em Santarém, no CNEMA, a 25 e 26 de Setembro. Este é um projeto apoiado pelo QREN, através do programa de apoio a ações colectivas (SIAC). Vai contar com a presença do presidente da AICEP e do Secretário de Estado da Alimentação. Mais informações em www.agro-negocio.pt.

 

Sobre o AgroCluster e a indústria agro-alimentar

O AgroCluster Ribatejo é uma associação de empresas e entidades do sector agro-industrial, sem fins lucrativos e que tem sede no Pavilhão de Exposições da NERSANT. Atualmente é constituída por 109 associados, entre os quais 30 são fundadores. O Cluster é constituído por empresas, entidades do SCTN, Instituições de Ensino Superior, Associações Empresariais e Entidades Públicas. A entidade responsável pela gestão do Cluster é a AnimaForum - Associação Para o Desenvolvimento da Agro-Indústria.

A Indústria Agro-Alimentar em Portugal é um verdadeiro motor económico nacional. Empregando atualmente mais de meio milhão de pessoas e exportando para todo mundo, o volume de negócios ascende os 20 mil milhões €. Como background desta realidade, existe uma forte componente de recursos humanos e tecnológicos aliados à constante inovação, onde atuam mais de 1.000 empresas de tecnologias e serviços destinados ao sector alimentar e à produção agrícola.

 

 

Presidente do IAPMEI reúne com a NERSANT para apresentar Portugal 2020

 

 

O Presidente do IAPMEI, Miguel Cruz, esteve ontem em Torres Novas para reunir com os órgãos sociais da NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém. A apresentação do Portugal 2020, Acordo de Parceria relativamente as prioridades de financiamento com fundos estruturais europeus para o período 2014-2020, foi o objetivo da reunião, que permitiu ainda o esclarecimento de algumas dúvidas e a recolha de sugestões de melhoria dos empresários ribatejanos presentes.

Sendo os fundos europeus um instrumento essencial para incentivar o crescimento da economia, foi com grande satisfação que os Corpos Sociais da NERSANT receberam o IAPMEI para falar sobre o Portugal 2020, Acordo de Parceria assinado no final do mês de janeiro e que resume as prioridades de financiamento com fundos estruturais europeus para o período 2014-2020.

Embora alguns parâmetros do Portugal 2020 ainda estejam em discussão, Miguel Cruz, Presidente do IAPMEI, veio à NERSANT para dar a conhecer os objetivos temáticos definidos no âmbito do novo quadro comunitário de apoio. "Reforçar o investimento, o desenvolvimento tecnológico e a inovação; reforçar a competitividade das PME; e promover a sustentabilidade e qualidade do emprego são algumas das prioridades do Portugal 2020, que devem ser aproveitados pelas empresas", referiu o responsável pelo IAPMEI, que esclareceu algumas dúvidas que surgiram no decorrer da apresentação e tomou nota de algumas preocupações dos empresários presentes.

Logo que os regulamentos estejam definidos, a NERSANT, em parceria com o IAPMEI, vai levar a efeito uma forte campanha de divulgação do Portugal 2020 e dos seus benefícios para as empresas. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:52
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014
SANTARÉM: No Centro Nacional de Exposições, em Santarém, de 17 a 19 de Outubro

 

Festival Bike – Três dias dedicados ao mundo da bicicleta

 

 

De 17 a 19 de Outubro, o Centro Nacional de Exposições, em Santarém, recebe a 11ª edição do Festival Bike Portugal - Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional, evento que é o espaço privilegiado para conhecer as novidades do mercado e um ponto de encontro para todos aqueles que de forma profissional, desportiva ou de lazer estão ligados a este ramo.

 

O Festival Bike reúne durante três dias as principais empresas do sector e concentra num só local os principais importadores, distribuidores, retalhistas, técnicos, e profissionais que trabalham neste ramo tendo como objectivo a realização de contactos e negócios.

 

Com espaço para venda directa de bicicletas, equipamentos e acessórios, o certame coloca em evidência algumas das principais marcas existentes no mercado, assim como Associações, Centros de Estágio, Clubes, Ginásios, Hotelaria e Ecoturismo, Organizadores de Eventos Desportivos, Suplementos Alimentares, entre muitos outros.

 

Este ano o Festival Bike vai contemplar um espaço para que os criadores individuais de modelos exclusivos de bicicletas as possam expor e apresentar ao público, sendo que os interessados em participar deverão contactar a organização.

 

Simultaneamente, esta feira tem como objectivo promover acções de formação e reunir no mesmo espaço entidades promotoras da bicicleta enquanto meio de transporte alternativo ou para momentos de lazer como a Federação Portuguesa de Ciclismo, Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta ou a Federação de Triatlo de Portugal, entre outras.

 

Neste âmbito, pretende-se chamar a atenção para as vantagens da utilização da bicicleta e que pode contribuir para o aumento da qualidade de vida, nomeadamente através do exercício físico. Por outro lado, a bicicleta permite uma maior mobilidade ao substituir-se ao automóvel, não polui o ambiente e o seu uso acarreta muito menos custos.

 

Paralelamente, o Festival Bike também pretende estimular a participação do público nos vários eventos que aqui decorrem como workshops, conferências ou sessões de esclarecimento, entre outros.

 

Provas e Demonstrações em Destaque

 

O Festival Bike volta a contar com diversas atividades, proporcionando aos visitantes uma escolha ampla e variada de carácter lúdico e competitivo.

 

É o caso da 10ª Maratona BTT ,  este ano denominada Maratona FestivalBike Liberty, cuja a organização introduziu na zona de chegada e partida uma Fan Zone com jogos para crianças, pinturas e outros divertimentos de forma a que as famílias possam passar o dia de forma agradável  enquanto esperam pelos participantes, familiares ou amigos. 

 

As inscrições já se encontram abertas e os interessados poderão obter mais informações em http://www.maratonafestivalbike.com.

 

4º Downhill Festival Bike decorrerá também no dia 18. Os treinos livres têm início às 10h00 e o desafio começa às 14h00. Cadetes, Juniores, Elites, Master 30, Master 40, Master 50, Femininos e Promoção são as categorias em prova. Os 1º, 2º e 3º lugares de cada categoria terão direito a prémios. Para mais informações os interessados deverão contactar a B.A.D.A - Bike Associação Desporto e Aventura através do telefone 914 641 403, e-mail geral@bikeaventura.com ou do sitio www.bikeaventura.com.

 

O último dia do Festival Bike 2014 será marcado pela realização da VII edição do Duatlo, competição que traz habitualmente ao CNEMA alguns dos melhores praticantes nacionais da modalidade e várias dezenas de atletas de pelotão, de um desporto com cada vez mais adeptos.

 

A grande novidade para este ano é o aumento das distâncias, o que torna esta prova, já clássica no calendário português, mais competitiva e mais disputada. Mais uma vez em circuito fechado, consta de uma corrida de 5 kms, seguindo-se 20 kms de BTT e termina com mais 2 km de corrida, com o enquadramento único e espectacular do CNEMA, que permite ao público assistir a grande parte do desenrolar da competição.

 

Os atletas podem optar por fazer a prova completa ou através formato do Run & Bike, ou seja, a pares, onde um participante assegura os percursos de corrida e outro o circuito de BTT.

 

No dia 19 também de realiza o 7º Mega Passeio de Cicloturismo Lisboa / Santarém iniciativa promovida pela  Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB). As inscrições são gratuitas para os sócios da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB) e já estão abertas a todos os interessados e podem ser efectuadas em  https://app.weventual.com/detalheEvento.action?iDEvento=1267.


Uma das atividades mais esperadas da participação da Federação Portuguesa de Ciclismo no Festival Bike é oPasseio das Duas Pontes, que vai realizar-se na manhã do dia 19 de Outubro. A participação é gratuita, mas carece de inscrição prévia. Todos os participantes têm direito a uma entrada gratuita no Festival Bike. As inscrições já estão abertas em http://www.uvp-fpc.pt/registo_evento_prova.php.

 

Ainda no último dia do Festival Bike Portugal, destaque para o 3º Troféu da Juventude, prova que se realiza em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo e com o Clube de Ciclismo José Maria Nicolau.

 

Esta prova destina-se a praticantes com idades compreendidas entre os 7 e os 14 anos e o circuito terá a extensão de 900 metros com maior segurança para a prática da modalidade. Os três primeiros de cada escalão, feminino e masculino, e as cinco primeiras equipas terão direito a troféus.

 

A competição inicia-se às 14.30 horas e as inscrições devem ser efectuadas on-line, no site da Federação Portuguesa de Ciclismo em www.uvp-fpc.pt e aplica-se para esta prova o Regulamento Geral das Escolas em vigor.

 

Paralelamente decorrem durante o certame outras provas como o “4º Ciclo Cross”, o “3º Troféu Sprint Bike”, o “Campeonato Nacional de BMX”, o “Campeonato Nacional de Dirt Jumping” ou as Exibições e Demonstrações de Trial.

 

Test – Drive’s e Workshops

 

Possibilitar aos visitantes do Festival Bike e aos profissionais que actuam neste ramo novas aprendizagens é o objectivo dos Workshops e Conferências que se realizam nos três dias da feira.

 

Neste âmbito, a Escola Superior de Desporto de Rio Maior realiza várias acções de formação subordinados a temas como o marketing desportivo, metodologias de treino ou a própria alimentação.

 

Apresentar e analisar as alterações do Novo Código da Estrada é o objectivo da acção “A Bicicleta e o Novo Código da Estrada” promovida pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB), que se realiza no dia 18 de Outubro, pelas 14h30, no Estúdio do Centro Nacional de Exposições.

 

Paralelamente, alguns dos expositores presentes organizam Test Drive’s para os interessados que querem experimentar novos modelos de bicicletas.

 

Sessões de Autógrafos e Clubes de Ciclismo

 

O Festival Bike Portugal será ainda palco de Sessões de Autógrafos com algumas das grandes figuras do desporto nacional. Pelo Centro Nacional de Exposições vão passar ciclistas de renome, assim como algumas das principais equipas do ciclismo nacional que trarão as suas viaturas de apoio e que irão promover diversas iniciativas relacionadas com a sua actividade.

Festival Bike promove “10 anos, 20 imagens”

Os visitantes do Festival Bike poderão também visitar a exposição de fotografia “10 anos, 20 imagens”. A comemorar 10 anos de existência, o Festival Bike promove uma mostra de 20 imagens, que ilustram aquela que tem sido uma das maiores representações do sector da Península Ibérica. A estes 20 momentos juntam-se os cartazes desde 2004, ano em que se realizou a primeira edição do evento.

Zona de Alimentação com novidades

A zona de alimentação do Festival Bike Portugal vai contar com algumas inovações na edição deste ano.

 

Para além do restaurante O Quinzena, das tasquinhas Damar e Mercearia da Ganhada e do espaço dedicado à doçaria Docemêndoa, este ano estreia-se a Charcutaria Lisboa.

 

Com vários espaços em Lisboa, sem descurar a qualidade, a diferenciação, a frescura dos seus produtos e doexpertise da sua equipa a Charcutaria Lisboa propõe atender os seus clientes em eventos desportivos, gastronómicos e artísticos.

 

No Festival Bike terá ao dispor um conjunto de saladas, tapas, sopas, empadas e sumos de fruta, que proporcionarão momentos frescos e deliciosos a todos os que quiserem provar.

 

Massagens, Duches e Parque de Campismo

 

O conforto e bem-estar no Festival Bike é uma das prioridades da organização. Neste âmbito, a Fisio-massagem volta a proporcionar um espaço de massagens, destinado a visitantes, participantes nas diversas competições e a expositores do certame. O serviço é gratuito e decorre no Sábado e Domingo, 18 e 19 de Outubro, respectivamente.

 

Para quem deseja associar a visita ao evento a um fim-de-semana de campismo, o Festival Bike dispõe de uma zona onde poderá, com toda a segurança, montar a sua tenda e desfrutar das vastas zonas verdes do CNEMA. Paralelamente, estão ao dispor de todos os campistas duches e lavagem de bicicletas, a funcionar em permanência.

 

Estacionamento para Bicicletas

 

O Festival Bike Portugal dispõe de um Parque de Estacionamento para Bicicletas situado na entrada principal do CNEMA. Deste modo, todos aqueles que se deslocam à feira na sua bicicleta, sem participar nas provas desportivas que decorrem durante o evento, poderão fazê-lo com todo o conforto e comodidade, já que poderão deixar a bicicleta em segurança e visitar comodamente as várias áreas do certame.

 

Com cerca de 15.000 m2 de área de exposição coberta, o Festival Bike é a referência do mercado nacional e uma das mais importantes da Europa. Contando com um vasto programa de actividades, o envolvimento de empresas de renome e com a presença de atletas prestigiados, o evento é incontornável.

 

Recorde-se que na edição de 2013, o Festival Bike contou com 118 expositores, 24.800 visitantes e 7.956inscritos nas várias competições.

 

Horários:

 

Sexta-feira, 17/10:          10h00 às 17h (Profissionais)

Sexta-feira, 17/10:          17h às 20h (Público em Geral)

Sábado, 18/10:                 10h às 20h (Público em Geral)

Domingo, 19/10:              10h às 20h (Público em Geral)

 

Entradas:

Bilhete: 6,00 € (Válido para apenas 1 entrada) 
Entrada Gratuita para Crianças até aos 11 anos (inclusive)

Parque de Estacionamento: Gratuito

 

Para mais informações:

 

CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, S.A.

Apartado 331

2001-904 Santarém

Tel: 243 300 300

Fax: 243 300 301

E-mail: geral@cnema.pt

Url: www.cnema.pt

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:27
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014
SANTARÉM: PATRIMÓNIO CULTURAL DE SANTARÉM - DESAFIOS DE FUTURO

MOÇÃO

 


ASSEMBLEIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA TEMÁTICA:
PATRIMÓNIO CULTURAL DE SANTARÉM - DESAFIOS DE FUTURO

 


Entre 1992 e 2002 Santarém viveu uma fase da sua história contemporânea que não teve paralelo, no âmbito da política patrimonial do município, antes nem depois daquelas datas. Independentemente do motivo que gerou essa fase, relacionado com a vontade da autarquia querer obter uma classificação da cidade e das suas lezírias como património mundial, procurando na UNESCO uma atenção especial para os valores paisagísticos, urbanísticos e históricos de Santarém, a autarquia criou estruturas, organização, documentos, materiais e instrumentos essenciais de gestão para o património urbano, arquitectónico, artístico e museológico da cidade.
Depois de 2002, assistiu-se a um alheamento, ao abandono das ferramentas criadas e à desarticulação e destruição lenta e gradual da política patrimonial do município, regressando ao "modelo" ou mais correctamente às soluções empíricas existentes na cidade anteriores a 1990. Para além, das questões de desperdício que esta atitude da política autárquica criou em relação aos custos despendidos com a organização de um modelo de gestão patrimonial dos centros históricos, verifica-se hoje que a cidade e o seu património urbano e arquitectónico estão a chegar a um ponto sem retorno, pondo em causa o valor cultural, urbano e paisagístico do conjunto urbano e social, num tempo em que as soluções apresentadas então, nem sequer se inscrevem nos horizontes da vida do município.
Sabemos que as realidades patrimoniais da cidade não são hoje as mesmas daquela época, porque não só os problemas do património têm as mesmas soluções técnicas desenvolvidas nos fins do século XX (dada a própria evolução do paradigma do património cultural), como desde então para cá deram-se interessantes transformações, emergente das novas correntes culturais, do pensamento patrimonial e da gestão sustentável dos monumentos, dos centros históricos e dos museus que impõem um reequacionamento das realidades à luz de instrumentos mais adequados à sua sustentabilidade futura.
Assim, o Movimento de Cidadãos Independentes MAIS SANTARÉM:
- Considerando que a gestão do antigo centro histórico classificado de Santarém, expressão unívoca de uma morfologia e tipologia específicas, de uma evolução característica e de uma localização histórica genial tem de ser objecto de uma mudança de atitude autárquica, que permita a sua requalificação urbana em termos de futuro, articulada com a sua conservação
integrada e valorização cultural; com a salvaguarda do centro(s) histórico(s), em oposição à sua presente desertificação; com a dinamização de pólos de actividade económica, social, cultural e política, contrariando o abandono das actividades que lhe davam sentido urbano;
- Considerando que as mudanças ocorridas depois de 2007, põem em causa a integridade dos monumentos classificados, a sua conservação e restauro ao ponto de não se conhecer nem sequer as intenções e os planos desenvolvidas pelo município quanto ao estado de conservação dos edifícios, quanto às obras que se devem desenvolver num horizonte a curto, médio e longo prazo e quanto às parcerias que se devem estabelecer com outras autoridades, instituições e corporações detentoras do património monumental e arquitectónico classificado;
- Considerando que o Museu Municipal de Santarém se encontra inscrito na Rede Portuguesa de Museus e que existem, neste momento, alguns núcleos encerrados e que não há unidade museológica estratégica quanto ao uso de monumentos (como o Convento de S. Francisco) no quadro da museologia do município, contrariando o modelo planeamento museológico desenvolvido outrora;
- Considerando que o património cultural é a base essencial da Memória e da Identidade da cidade de Santarém, um centro envolvido no caos urbanístico e sem política urbana consequente para o futuro;
- Considerando que a autarquia deixou de ter um sistema de política patrimonial para preservar a Memória e Identidade de Santarém, na dinâmica da relação entre Passado Presente e Futuro;
- Considerando que a inexistência de uma política patrimonial consequente tem já e terá em breve efeitos mais graves na imagem cultural do município a nível do nosso país, na formação cultural das novas gerações e ainda na oferta turística e cultural da cidade;
Propomos a realização de uma Assembleia Municipal Temática Extraordinária com o objectivo único de tratar a
Política Patrimonial e Cultural do Município face aos desafios da Actualidade.
Propomos ainda que esta Assembleia tenha como pontos da Ordem de Trabalhos, os seguintes itens:
1. Centro(s) Histórico(s) e Cidade: Defesa do património urbanístico, reabilitação urbana e urbanismo. Propostas estratégicas de devolução do Centro Histórico aos cidadãos.
2. Património Arquitectónico e Monumental da Cidade: pontos críticos, planeamento e sustentabilidade da sua manutenção, conservação, restauro e valorização.
3. Que Museu Municipal de Santarém para o futuro?
4. Património Cultural: vector de inclusão social e desenvolvimento sustentado.
Santarém, 21 de Setembro de 2014
MAIS SANTARÉM



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:26
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 21 de Setembro de 2014
CULTURA AVIEIRA: Bateira Avieira e Artes de Pesca

 

 

Por: Lurdes Véstia (*)

  

 

A bateira do Tejo, que, como já referimos, é uma descendente das bateiras da Ria de Aveiro, levada para sul pelos pescadores ílhavos e varinos, continua a ser construída nos mesmos moldes e pouco alterou a sua forma original, tendo sido muito bem adaptada pelos Avieiros, que a aplicam na pesca do rio, com a arte de emalhar (tresmalho) e os galrichos, para as enguias.

 

A forma de estar na vida, que caracterizava os pescadores oriundos da Praia da Vieira, era desconhecida, incompreendida e socialmente marginalizada pelas comunidades locais e por isso os pescadores migrantes, nos primeiros tempos de fixação nas margens do rio Tejo, tiveram de enfrentar a animosidade dos autóctones, vendo-se obrigados a viver nos seus barcos apelidados de bateiras, (1) saveiros (2) e também nas caçadeiras  (3)“maneirinhas” nas palavras da pescadora Avieira D.Júlia Rabita (que foi por mim entrevistada), onde guardavam todos os haveres e os instrumentos necessários à pesca.

Barcos que eram o seu principal instrumento de trabalho, o seu lar, o meio de transporte e tantas vezes a tumba. Ali trabalhavam, dormiam e comiam. Era também ali, no barco, que muitas vezes pariam e eram criados os filhos.

 

 

A D. Júlia Rabita relata assim esta vivência: (…) metíamos na caçadeira alguma comida, o bastante para um ou dois dias, um colchão, uma manta, pratos e talheres e chegados a um mouchão, armava-se o tolde no barco e era lá que a gente vivia nesses dias. Na proa do barco era colocado um “tolde” que atravessava “ da borda avante (...)” para servir de abrigo contra as borrascas. Era aqui que toda a família dormia, depois da emparadeira (4) era colocado um monte de areia para que pudessem fazer lume e que servia de cozinha, a parte da ré era a oficina da pesca e onde se guardavam as redes”.

 

Um universo reservado, com leis próprias.

 

Aliás o apodo de “cigano do rio” pode também ter surgido pelo facto de os Avieiros, enquanto sociedade fechada e repudiada, terem o hábito de casar entre si, como forma de protecção, para se defenderem e para preservarem o conhecimento que tinham das artes da pesca e para darem continuidade às suas tradições, tal como praticam as comunidades de etnia cigana.

 

A pesca

 

Pesca-se de noite, o arrais (homem), por norma é quem lança a rede e a camarada (mulher) é quem rema o barco aquando do lançamento. Depois a rede é recolhida para o interior do barco, pelo casal, com as duas cordas juntas de modo a fazer um saco.

 

Cada rede possui, para além de uma nomenclatura diferente (5) que os Avieiros “concebem”, uma forma e função distinta consoante o tipo de peixe a que se destina. As redes podem ser de arco, de arrasto, de alvitana ou redonda. Os panos de rede diferem na dimensão da sua malhagem - malha mais basta, para o peixe de menor porte, malha mais aberta, para o de maior.

 

Distinguem-se quatro tipos de redes de arco: o buturão, o galricho, o traquete e a nassa que se diferenciam pelo seu tamanho, pelos diâmetros das malhas e das bocas dos arcos.

 

As redes de arrasto, chincha e varina, são as redes de maior dimensão e de forma quadrangular.

 

As redes de alvitana ou redonda: o sabugar, a branqueira, o estremalho e a savara que se diferenciam pelo tamanho das malhas.

A confecção das redes, arte de sabegar, envolve o casal de pescadores.

 

1-As bateiras são barcos que têm a proa e a ré em bico e viradas para o céu, medindo entre quatro metros e meio a sete metros. Por fora, são pintadas a pês negro e por dentro com cores vivas e alegres. A vantagem em terem a proa e a ré em bico é o manuseamento do próprio barco.

 

2-Os saveiros são pequenas embarcações de cinco a sete metros de comprimento, utilizadas pelos Avieiros que faziam os seus próprios barcos para garantirem o sustento da família e que têm vindo a desaparecer dando lugar aos barcos de fibra. Resta, apenas, aos pescadores, as memórias e a transmissão dos legados a outras gentes.

 

3-As caçadeiras são embarcações tipicamente portuguesas que eram também conhecidas por canoas do alto. Existiam em quase todos os centros de pesca do país, embora com maior relevância para sul do Cabo da Roca e costa algarvia. Tinham muita quilha à ré, proa arredondada e popa de painel.

 

4- Emparadeira é um amparo de madeira que faz de suporte para os pés quando se rema

 

5-

Bemhaja, Carla V. Pereira, Nomenclaturas Avieiras da Pesca – Caneiras, Tese de Licenciatura, ESES, Santarém, 2010.

 

(*) Mestre em Educação Social

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 20 de Setembro de 2014
180 kms em cadeira de rodas pelo direito a uma Vida Independente

 

Mais uma vez me vou humilhar perante os nossos governantes. Muito difícil andar ano após ano a mendigar direitos adquiridos, mas o Governo não cumpriu com o prometido, e por isso vou voltar a sair à rua. 

 

Neste caso sair á estrada. Acontecerá no dia 23 de Setembro próximo, e irei percorrer 180 kms em cadeira de rodas a distância entre a Concavada, concelho de Abrantes, localidade onde resido, e o Ministério da Solidariedade e Segurança Social em Lisboa. Há um ano atrás realizei com o apoio do Movimento (d)Eficientes Indignados, uma greve de fome em frente da Assembleia da República, cuja finalidade era dizer basta há institucionalização compulsiva por parte do Estado, das pessoas com deficiência, em lares de idosos, como única alternativa de vida.

 

Mais detalhes aqui: http://tetraplegicos.blogspot.pt/2013/07/a-aventura-de-um-tetraplegico-para.html

 

Queremos ter direito a comandar as nossas vidas como o fazem restantes cidadãos, e não ser os nossos governantes a fazê-lo por nós. Luto pelo direito a uma Vida Independente. Quero ter direito a trabalhar, estudar, viver no meu bairro, no meu no meu círculo de amigos, perto da minha família, frequentar lugares que escolhi, e não ser obrigado a ser um número, sem voz, num lar imundo e sem condições, a vários quilómetros de distância das minhas referências, com custos financeiros altíssimos para mim e minha família, só porque nasci ou adquiri uma deficiência. Criar-nos condições para vivermos nas nossas casas, fica muito mais barato ao Estado do que a institucionalização.

 

Realizei o ano passado a greve de fome pelo direito a uma Vida Independente e digna. Suspendi-a porque numa reunião tida na Assembleia da República, o Senhor Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Agostinho Branquinho, prometeu entre outras medidas, iniciar os trabalhos de redacção de legislação sobre a Vida Independente no final de Janeiro, com a participação do movimento (d)Eficientes Indignados e demais representantes da comunidade de pessoas com deficiência, mas pouco ou nada aconteceu até ao momento, facto que me leva a voltar a luta. Existiram várias reuniões entre as partes, mas avanços concretos nada.

A viagem que vou realizar entre a Concavada e Lisboa, passará pelas seguintes localidades: Saída às 7h da Concavada e previsão de passagem pelo Pego 7h45, Rossio ao Sul do Tejo 8h15, Tramagal 9h15, Santa Margarida da Coutada/Constância Sul 10h30, Arrepiado 12h30, Carregueira 14h, Chamusca 16h15, Vale de Cavalos 17h30, Alpiarça 18h45, Almeirim 19h45.

Noite de 23, para 24, será passada na via pública em frente ao edifício da Câmara Municipal de Almeirim.

Dia 24, saída às 8h de Almeirim com passagem prevista por Benfica do Ribatejo 9h15, Casa Cadaval 10h15, Salvaterra de Magos 12h, Benavente 13h, Porto Alto 14h30, Vila Franca de Xira 15h30, Alhandra 16h, Sobralinho 16h30, Alverca do Ribatejo 17h.

Já a noite de 24 para 25, será passada na via pública na Praça de São Pedro em Alverca do Ribatejo.

Dia 25, saída às 8h de Alverca do Ribatejo, previsão de passagem por Forte da Casa às 8h45, Póvoa de Santa Iria 9h,Sacavém 10h, Moscavide 10h30, Rotunda do Aeroporto/Relógio 11h30, e por último Praça de Alvalade/Estátua de Santo António 12h30.

A partir da Praça de Alvalade em Lisboa, terei a companhia do Movimento (d)Eficientes Indignados e os demais que nos queiram acompanhar até ao Ministério da Solidariedade e Segurança Social, na Praça de Londres, para em conjuntoentregarmos um documento onde mostraremos a nossa indignação e descontentamento por até ao momento as promessas não terem sido cumpridas e lançaremos um ultimato com prazos definidos, a exigir respostas concretas, caso nossas reivindicações não sejam cumpridas, a luta voltará a acontecer, desta vez com ações condizentes com a gravidade da situação. Nunca esquecer que nada “Sobre nós, sem nós”. Não abdicamos de fazer parte deste processo.

Tanto nas noites passadas em Almeirim e Benfica do Ribatejo, como também nas restantes localidades percorridas durante a viagem, se houver alguém que deseje participar activamente nesta luta será muito bem-vindo, basta juntar-se a mim durante o trajecto, ou acompanhar-me nas vigílias nas localidades onde pernoitarei, ou também ainda, através da realização de outras iniciativas que digam respeito ao tema deficiência/Vida Independente.

 

VIDA INDEPENDENTE

 

O Estado Português subscreveu a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência em 2009. A Convenção é muito clara: (...) “os Estados Partes comprometem-se a:

a) Adoptar todas as medidas legislativas, administrativas e de outra natureza apropriadas com vista à implementação dos direitos reconhecidos na presente Convenção;”

 

Passaram já 4 anos e o Estado não cumpriu o compromisso que assinou relativamente a inúmeros itens da Convenção, nomeadamente o estabelecido no Art.19º - Direito a viver de forma independente e a ser incluído na comunidade. Neste Artº o Estado Português reconheceu “o igual direito de direitos de todas as pessoas com deficiência a viverem na comunidade, com escolhas iguais às demais” e comprometeu-se a tomar “medidas eficazes e apropriadas para facilitar o pleno gozo, por parte das pessoas com deficiência, do seu direito e a sua total inclusão e participação na comunidade, assegurando nomeadamente que:

 

a) As pessoas com deficiência têm a oportunidade de escolher o seu local de residência e onde e com quem vivem em condições de igualdade com as demais e não são obrigadas a viver num determinado ambiente de vida;

b) As pessoas com deficiência têm acesso a uma variedade de serviços domiciliários, residenciais e outros serviços de apoio da comunidade, incluindo a assistência pessoal necessária para apoiar a vida e inclusão na comunidade a prevenir o isolamento ou segregação da comunidade;

c) Os serviços e instalações da comunidade para a população em geral são disponibilizados, em condições de igualdade, às pessoas com deficiência e que estejam adaptados às suas necessidades.”

 

Recordamos ainda que na Lei n.º 38/2004,de 18 de Agosto sobre o regime jurídico da prevenção, habilitação, reabilitação e participação da pessoa com deficiência, no Artigo 7.º - Princípio da autonomia, se define que a “pessoa com deficiência tem o direito de decisão pessoal na definição e condução da sua vida.”

 

O que observamos, passados estes anos é que a política dos sucessivos governos tem-se orientado no sentido da institucionalização das pessoas com deficiência. O Estado em vez de criar condições para as pessoas com deficiência se manterem nas suas residências, no seu enquadramento familiar e social centra a sua intervenção na comparticipação de soluções orientadas para o desenraizamento social e afectivo destas pessoas.

 

Comparticipa por ex. os lares residenciais com 951,53€ por utente internado e no entanto, se a mesma pessoa estiver em casa, com a sua família, a comparticipação máxima que poderá ter para contratar alguém para o assistir, é de 177.79€. Existe mesmo a situação paradoxal de ser possível financiar com 672,22€ uma família de acolhimento na casa ao lado da família, que nas melhores das hipóteses, tem direito a 177,79€ para cuidar do seu familiar dependente.

 

É de notar que, quer na situação de internamento em lares quer nas famílias de acolhimento, as pessoas com deficiência ainda têm de comparticipar com parte dos seus magros rendimentos. Esta situação é anacrónica quer do ponto de vista do bem-estar emocional e social da pessoa, quer ainda do ponto de vista da despesa do Estado. Uma solução que passe por pagamentos directos à pessoa com deficiência, dando-lhe meios que lhe permitam escolher entre a permanência na sua residência ou o internamento, poderá, no nosso ponto de vista, ser também uma poupança para as contas do Estado.

 

O conceito de vida independente é a saída para o cumprimento dos compromissos assumidos pelo Estado quer na Convenção já referida, quer na legislação nacional existente. Cabe à pessoa com deficiência “o direito de decisão pessoal na definição e condução da sua vida.” Este foi o compromisso assumido pelo Estado Português ao assinar a Convenção. Foi também o próprio Estado que na Estratégia Nacional para a Deficiência 2010-2013 (ENDEF) inscreveu várias medidas que vão nesse sentido:

Medida 63: Desenvolver projecto-piloto que cria o serviço de assistência pessoal.

Medida 64: Executar o aumento da capacidade das residências autónomas (RA).

Medida 66: Executar o aumento da capacidade do Serviço de Apoio Domiciliário (SAD).

Nenhuma destas medidas, que têm como prazo de execução este ano, foi executada de uma forma expressiva, não havendo sequer notícia do projecto piloto que criaria o serviço de assistência pessoal, um dos pilares da vida independente. Está na altura de passar das boas intenções à prática. É necessária uma lei de promoção da autonomia pessoal/Vida Independente que garanta o direito a uma vida independente para as pessoas com deficiência.

Vida Independente é uma filosofia e um movimento de pessoas com deficiência que trabalham para a auto-determinação, igualdade de oportunidades e respeito por si próprias. Vida Independente não significa que queiramos ser nós a fazer tudo e que não precisamos de ajuda de ninguém ou que queiramos viver isolados. Vida Independente significa que exigimos as mesmas oportunidades e controlo sobre o nosso dia-a-dia que os nossos irmãos, irmãs, vizinhos e amigos, sem deficiência, têm por garantidos. Nós queremos crescer no seio das nossas famílias, frequentar a escola do bairro, trabalhar em empregos adequados à nossa formação e interesses e constituir a nossa família.

 

Visto sermos os melhores peritos nas nossas necessidades, precisamos mostrar as soluções que queremos, precisamos de estar à frente das nossas vidas, pensar e falar por nós próprios – tal como qualquer outra pessoa. Com este fim em vista nós temos de nos apoiar e aprender uns com os outros, organizarmo-nos e trabalharmos por mudanças políticas que conduzam a uma protecção legal dos nossos direitos humanos e cívicos. Nós somos pessoas comuns partilhando a mesma necessidade de se sentirem incluídas, reconhecidas e amadas.

 

- ENQUANTO ENCARARMOS AS NOSSAS INCAPACIDADES COMO TRAGÉDIAS, TERÃO PENA DE NÓS;

- ENQUANTO SENTIRMOS VERGONHA DE QUEM SOMOS, AS NOSSAS VIDAS SERÃO VISTAS COMO INÚTEIS e

- ENQUANTO FICARMOS EM SILÊNCIO, SERÃO OUTRAS PESSOAS A DIZER-NOS O QUE FAZER.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:56
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014
Secretário de Estado da Indústria de Angola marca presença em Congresso do Agronegócio no Ribatejo

 

O Secretário de Estado da Indústria de Angola vai marcar presença no Congresso das Tecnologias e Serviços para o Agronegócio, organizado pelo AgroCluster do Ribatejo em parceria com o InovCluster, que vai ter lugar em Santarém, no CNEMA, nos dias 25 e 26 de Setembro. Kiala Ngone Gabriel, responsável governamental daquele país africano, vai ter uma intervenção dedicada ao tema Oportunidades da Agro-indústria em Angola. A iniciativa vai reunir em Portugal mais de 20 empresários e importadores de Angola, Moçambique, Argélia, Marrocos, Brasil e Uruguai para contactar com empresários portugueses ligados ao Agronegócio, com o objetivo de conhecer os produtos e serviços nacionais e concretizar negócios. O evento apresenta-se como uma oportunidade para as empresas portuguesas da Fileira Tecnológica Agroalimentar internacionalizarem os seus produtos para a África e América do Sul.

"O universo da tecnologia e dos serviços da fileira agroindustrial tem uma grande margem de internacionalização e crescimento, que o Agrocluster e o InovCluster pretendem desenvolver, aproveitando todo o potencial e qualidade dos serviços e conhecimentos ligados ao setor, daí a criação do projeto Agronegócio", afirma Carlos Lopes de Sousa, Presidente do AgroCluster, salientando ainda que “organizar e estruturar a oferta emergente desse universo, talvez a grande oportunidade em termos de internacionalização para Portugal, é claramente o objetivo estratégico deste Congresso".

"Queremos ter frutos imediatos. Para isso, vamos desenvolver uma série de ações de oferta, fazendo chegar até nós atores Internacionais que podem adquirir ou intermediar como agentes da sua disseminação nos países de origem. Queremos estar na linha da frente", adianta o responsável.

O Congresso das Tecnologias e Serviços para o Agronegócio acontece no seguimento da criação do projeto Agronegócio (disponível no portal www.agro-negocio.pt), para apoiar a fileira Agroalimentar, com o objetivo de promover a inovação e a internacionalização das empresas ligadas ao setor (tecnologias e serviços associadas á envolvente de toda a fileira agro-industrial). O projeto, baseado numa rede de cooperação, com vista ao aumento da sua competitividade, está já sustentado num diretório de mais de mil empresas classificadas.

As manifestações de interesse dos empresários e importadores dos seis países que se deslocam a Portugal a convite da Organização para reunir com empresários portugueses, abrangem 25 diferentes sectores de atividade: alimentação animal, embalagem, engenharia, estufas, sementes, carnes e transformados, massas alimentícias, equipamentos de linhas industriais, fertilizantes, estufas, biocombustíveis, centrais fruteiras, curtumes e peles, fio agrícola, plásticos, azeites e óleos vegetais, entre outros.

O Congresso conta com duas tardes dedicadas a networking e ronda de negócios, em que as empresas portuguesas terão oportunidade de manter reuniões individuais para a apresentação das suas soluções e negociação com os vários empresários e importadores internacionais presentes no certame.

O Congresso Internacional de Tecnologias e Serviços do Agronegócio, uma organização do AgroCluster e do InovCluster, vai decorrer em Santarém, no CNEMA, a 25 e 26 de Setembro. Este é um projeto apoiado pelo QREN, através do programa de apoio a ações colectivas (SIAC). Vai contar com a presença do presidente da AICEP e do Secretário de Estado da Alimentação. Mais informações em www.agro-negocio.pt.

A Indústria Agro-Alimentar em Portugal é um verdadeiro motor económico nacional. Empregando actualmente mais de meio milhão de pessoas e exportando para todo mundo, o volume de negócios ascende os 20 mil milhões €. Como background desta realidade, existe uma forte componente de recursos humanos e tecnológicos aliados à constante inovação, onde atuam mais de 1.000 empresas de tecnologias e serviços destinados ao sector alimentar e à produção agrícola.

O AgroCluster Ribatejo é uma associação de empresas e entidades do sector agro-industrial, sem fins lucrativos e que tem sede no Pavilhão de Exposições da Nersant. Actualmente é constituída por 109 associados, entre os quais 30 são fundadores. O Cluster é constituído por empresas, entidades do SCTN, Instituições de Ensino Superior, Associações Empresariais e Entidades Públicas. A entidade responsável pela gestão do Cluster é a AnimaForum – Associação Para o Desenvolvimento da Agro-Indústria.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:51
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

 

Hoje, dia 19 de setembro, das 15h00 às 20h00, há Recolha de Sangue, na Unidade móvel junto à  entrada do Hospital Distrital de Santarém, organizada pelo Grupo Dadores de Sangue de Pernes.

 

Esta sexta-feira têm início as Jornadas Europeias do Património, no Centro Histórico de Santarém. Às 18h00, o Adro do Convento de S. Francisco acolhe o Espetáculo de rua LAS ROSAS NEGRAS, às 19h00 tem lugar um Concerto íntimo com ANACRIS GIL e Paulo dos Anjos e a partir das 23h00, a música prossegue com o DJ SET SELECTA MARACOOLJAH.

 

Também esta sexta-feira tem início a IX Expo Alcanede 2014 - Exposição Empresarial e a XIII Mostra Gastronómica, no Largo da Feira, com entradas livres. Esta edição conta com a representação de 35 empresas, 20 artesãos e 25 associações, artesanato, tasquinhas, desporto e muita animação.

A abertura do certame tem lugar às 19h00 e conta com animação com a Bandinha da Moca, seguido de Baile com a Banda Krizz

 

Às 21h00, o Círculo Cultural Scalabitano é palco da Conferência “As Aves em redor de Santarém” com Domingos Leitão.

 

Domingos Leitão nasceu em Alcochete a 3 de Maio de 1968. É doutorado em Ecologia e Biossistemática pela Universidade de Lisboa e sócio fundador da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). Trabalhou no Instituto da Conservação da Natureza, na Liga para a Proteção da Natureza e no Ministério da Educação, desenvolvendo estudos da biologia das aves, projetos de conservação e lecionando Biologia e Ciências Naturais. Publicou vários artigos e monografias científicas sobre a biologia e a conservação das aves. Atualmente é Coordenador do Departamento de Conservação Terrestre da SPEA, sendo responsável pela conservação das Áreas Importantes para as Aves, pelo Censo das Aves Comuns e por assuntos de conservação das aves e agricultura. Está também envolvido em projetos de desenvolvimento do Turismo Ornitológico em Portugal.

 

Às 21h30, o Fórum Actor Mário Vegas acolhe uma Cesta D’Artes, organizado pelo Centro Cultural Regional de Santarém e que conta com Danças Sevilhanas pela Associação Internacional Luso-brasileira Ailbiac, música e canto por Tiago Fernandes e Susana Lopes. Esta edição conta também com fados e guitarradas com os músicos Paulo Leitão (guitarra portuguesa), Gilberto Silva (viola de acompanhamento) e Fernando Nani (Viola Baixo). Nas vozes vamos ter Manuel José Duarte, Emílio Serra e Liliana Jordão. Preço: 2 euros

 

Sábado

 

No sábado, dia 20,às 08h00, tem lugar um Passeio matinal “As Aves em redor de Santarém” para observação de aves, no Paúl das Salgadas (entre o Secorio e Casais do Paúl), numa organização do CCS - Círculo Cultural Scalabitano. Para mais informações, contatar o CCS, através do telefone - 243.321150, OU DOcirculoscalabitano@gmail.com

Santarém fica situada entre o rio Tejo e o planalto calcário de Santo António, numa região rica em habitats naturais e semi-naturais. O rio, a lezíria, o bairro, as florestas de sobro e carvalho e matos mediterrânicos albergam uma fauna e flora variada, que podemos descobrir em qualquer altura do ano. De entre as espécies que poderemos observar, destacam-se as aves, pela variedade e beleza das plumagens e comportamentos. Poderemos encontrar dezenas de espécies. Entre as quais, as aves de rapina, como a águia-de-asa-redonda, a águia-calçada e o peneireiro-cinzento, aves aquáticas, como a garça-branca-pequena e o colhereiro, e uma variedade de espécies pequenas e coloridas, como a poupa, o pisco-de-peito-ruivo ou a escrevedeira. Tudo isto não muito longe da cidade.

Para o passeio os participantes devem trazer: binóculos, câmara fotográfica, roupa e calçado prático, chapéu, protetor solar e água.

 

Às 10h00, há visita guiada “O Brasil em Santarém”, com início no Convento de S. Francisco.

 

“Esta visita é conduzida pelo historiador José Raimundo Noras, com duração de 02h30. O percurso vai estar focado na ligação da cidade ao Brasil, através de figuras como Pedro Álvares Cabral, Estácio de Sá ou Duarte Pacheco Pereira, assim como do próprio património edificado.”

 

Às 10h30 e às 15h00 há Histórias de Mimar para Bebés, na Livraria Aqui Há Gato.

Os bebés vão descobrir que os livros estão cheios de segredos. Os pais vão aprender novas técnicas para fazer com que os mais pequeninos ganhem o gosto pelas histórias e pelos livros, para que quando crescerem se tornem grandes leitores.

Duração: 30’ Classificação: dos 0 aos 3 anos inclusive Preço: 6€ Sujeito a marcação prévia.

Às 11h30 e 16h00 há Hora do Conto, na Livraria Aqui Há Gato.

Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto...

Duração: 30’ Classificação: dos 0 aos 80! Entrada livre

No âmbito das Jornadas Europeias do Património, há animação de rua por Mr. Habbot, na Rua Capelo Ivens, a partir das 12h00 e Espetáculo de rua - Magia, na Praça Sá da Bandeira, às 12h30.

 

Das 15h00 às 19h00 a Animação de rua tem lugar em várias artérias Ruas da Cidade.

 

Pelas 16h00 há Dança na rua - Hip Hop, na Rua Capelo Ivens. Às 18h00 tem lugar uma inauguração da exposição de artes plásticas “Memória e Tradição” de Francisco Camilo. A Exposição fica patente até dia 2 de outubro , no Hall e Bar do Círculo Cultural Scalabitano. Francisco Camilo é um artista plástico multifacetado e já com diversos trabalhos expostos, quer ao nível da Pintura, quer da Escultura e da Street Art, que apresenta desta vez, um trabalho desenvolvido especificamente para a comemoração de mais umas Jornadas Europeias do Património.

 

O Largo Padre Francisco Nunes da Silva, também conhecido por Largo Padre Chiquito, acolhe, a partir das 18h00, um Concerto íntimo com Anacris Gil.

 

Às 21h00 há C de Cinema, em parceria com o Cineclube de Santarém, na Sala Polivalente do Círculo Cultural Scalabitano - Teatro Taborda.

 

A partir das 21h30, o adro do Convento de S. Francisco recebe um Concerto íntimo com Bruno Ribeiro. A partir das 23h00, a música está a cargo dO DJDj set EL GATO MUERTO, no adro do Convento s. Francisco.

 

Às 23h00 há C…de Curiosidade Cósmica - Ilusões à Solta - Magia polvilhada com poesia e outras histórias mal contadas, pela dupla de Ilusionistas, Manuel Barata e António Rodrigues, que apresentam alguns “truques” que nos vão enganar. Pelo meio surge o ContràCultura com Pedro Gouveia e as suas “citações” pouco ortodoxas mas cheias de boa-vontade, no Bar do Círculo Cultural Scalabitano, no Teatro Taborda.

 

Às 12h00 e 16h30 há Oficinas de Arte, na Livraria Aqui Há Gato.

Com muita arte e imaginação vamos por as mãos à arte, e sentir que todos nós somos artistas! (Oficinas de Expressão Plástica, ver programa especifico em www.aquihagato.org)

Duração: 60’ Classificação: M / 4 Preço: 6€

A IX Expo Alcanede 2014 - Exposição Empresarial e a XIII Mostra Gastronómica, prossegue às 15h00 com jogos tradicionais infantis, pela Cooperativa Terra Chã. À mesma hora tem lugar o Desafio Downhill “Do Castelo à Vila”. A festa prossegue às 21h30 com a atuação do Rancho Folclórico de Viegas, Danças de Salão da Aldeia da Ribeira e demonstração de Zumba. A noite prossegue com Baile com David C e After Hours com DJ Kristoff.

 

ÀS 16h00 há Conversas no Brasil - O Comissário Inquisitorial Alexandre Marques Do Valle - Um percurso biográfico entre Portugal e o Brasil no séc. XVII, na

Casa Pedro Álvares Cabral - Casa do Brasil.

 

Como conta a historiadora Inês Borges: “Alexandre Marques do Valle, natural de Tondela e familiar do Santo Oficio de Coimbra foi um homem que expressou as demonstrações de poder de uma das elites da Idade Moderna. Cosmopolita, esteve no Brasil onde foi Ministro Eclesiástico e Visitador Diocesano na região de Minas Gerais (Goiás). Fundou uma Casa Senhorial em Tondela que se afirma ainda hoje, no tecido urbano, como um modelo barroco por excelência.”

 

A autarquia Scalabitana convida a população a participar na Marcha da Mobilidade que tem lugar às 18h00, com partida do Jardim da Liberdade.

 

Esta caminhada de cariz intergeracional, tem 2,7 Km de distância, trajeto curto e mobilidade acessível, o que permite a participação de toda a população, carrinhos de bebé e cadeiras de rodas.

 

O percurso passa pela EPC – Escola Prática de Cavalaria, Escola Secundária Sá da Bandeira e regresso até ao Jardim da Liberdade, onde tem lugar uma aula surpresa, da responsabilidade de um ginásio da Cidade.

 

Esta iniciativa insere-se nas atividades promovidas no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, que decorre até dia 22 de setembro.

  

Às 18h00 há C de… Cores - Inauguração da Exposição de Artes Plásticas “Lugares e Memórias” de Francisco Camilo, no Hall e Bar do Círculo Cultural Scalabitano com entrada livre.

 

Artista plástico multifacetado e já com diversos trabalhos expostos, quer ao nível da Pintura, quer da Escultura e da Street Art, o jovem Scalabitano Francisco Camilo apresenta desta vez um trabalho desenvolvido especificamente para a comemoração de mais umas Jornadas Europeias do Património. Exposição patente até 9 de outubro

Para mais informações o Círculo Cultural Scalabitano, através do telefones: 243.321150/918926506, das 14hoo às 20h00 ou através do e-mail - circuloscalabitano@gmail.com

 

No Bar do Círculo Cultural Scalabitano – Teatro Taborda há C…de Curiosidade Cósmica - Ilusões à Solta - Magia polvilhada com poesia e outras histórias mal contadas, às 23h00 com entrada livre.

 

A dupla de Ilusionistas, Manuel Barata e António Rodrigues apresenta alguns “truques” que nos vão enganar a todos/as. Pelo meio surge o ContràCultura com Pedro Gouveia e as suas “citações” pouco ortodoxas mas cheias de boa vontade.

Classificação: M/12

Para mais informações, contate o Círculo Cultural Scalabitano, através do telemóvel: 918926506 ou do e-mail -espaco.c13@gmail.com ou do  | Facebook/Espaço C

 

 

domingo

 

No domingo, dia 21, há Recolha de Sangue das 09h00 às 13h00, na Casa de Convívio em Vaqueiros, numa organização do Grupo Dadores de Sangue de Pernes.

 

 

Às 09h30 começa o 4º Passeio Clássico à Centenária Vila de Pernes - Rota das Capelinhas, com concentração noLargo do Rossio, em Pernes.

 

Às 10h30 tem lugar um Cocktail de boas vindas e às 11h30 o Passeio / visita cultural. Às 14h00, o almoço na Quinta da Tufeira e a partir das 16h300 prossegue o convívio.

Custo: 19 jantes p/pessoa

 

As Jornadas Europeias do Património prosseguem com uma Mostra de artesanato, das 09h00 às 22h00, na Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário).

 

Entre as 13h00 e as 19h00 há Masterclasses: artes circenses com João Nascimento, artes plásticas com Nuno Eusébio e dança com Miguel Kewzy, no Jardim da República e no Palácio Landal.

 

Das 15h00 às 19h00, o Jardim da República acolhe atividades Infanto-juvenis.

 

 

A Feira do Livro usado - Re.BooK prossegue no sábado, dia 20 e permanece até dia 24, das 12h00 às 19h00, no Fórum Actor Mário Viegas, numa organização do CCRS - Centro Cultural Regional de Santarém.

 

Pode encontrar livros de áreas diversas bem como livros escolares.

 

Em permanência

 

Durante o mês de setembro, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h000, estão patentes as seguintes iniciativas na Biblioteca Braamcamp Freire: o Arquivo Histórico-Mostra Documental - “Falam documentos de outras eras”, a par da iniciativa “Vamos Ler…” Mário Cláudio e da Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, naCasa-Museu Anselmo Braamcamp Freire.

A Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Exposição “Metal que se Ostenta”, até dia 30 de setembro, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00 e a partir de 20 de setembro, também aos sábados das 09h30 às 12h30.

Aproveite ainda para visitar o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI - Uma experiência a não perder, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:54
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: "Portugal Sou Eu" na estrada de 21 de setembro a 5 de outubro

Roadshow “Faço andar o meu país” vai percorrer 15 cidades de norte a sul do País

 

 

 

O “Portugal Sou Eu” vai andar em roadshow pelo País, percorrendo um total de 1869 Km, e irá passar por 15 cidades de Portugal, durante duas semanas, reforçando a proximidade com os empresários e consumidores, e sensibilizando para a importância de consumir produtos portugueses.

A carrinha “Portugal Sou Eu |Faço andar o meu País” leva a bordo uma mostra dos produtos com selo das empresas aderentes e será um espaço de divulgação e de promoção da marca.

A viagem inicia-se com os produtos e catálogos na bagagem, das empresas Bísaro, Cooperativa de Olivicultores de Valpaços, Cooperativa Agrícola de Portalegre, Doçaria Cruz de Pedra, Gumelo, Herdade do Gamoal, Herdade dos Templários, Iluztra, Interaves, Isabel Aldim, Manulena, Miguel Lemos Cerâmica Criativa, Monte da Colónia, Nordestegado, Origem Transmontana, Papel D'Ouro, Pássaro de Seda, Pimpinela, Sabores Apurados, Terrius e Thyro Wines, sendo que durante o roteiro outros produtos com selo irão embarcar no Roadshow.

De 21 de setembro a 5 de outubro, a carrinha “Portugal Sou Eu |Faço andar o meu País” permanecerá, entre as 10 e as 17 horas, num ponto estratégico das várias cidades (conforme Agenda abaixo) para esclarecer e sensibilizar todos os visitantes para a importância da iniciativa “Portugal Sou Eu”. Em cada uma das 15 cidades o programa vai ser diferenciado, contemplando testemunhos dos empresários já aderentes ao Portugal Sou Eu e ações de promoção dirigidas a consumidores de todas as idades.

Com partida de Lisboa, no dia 21 de setembro, da “Cidade das Tradições”, em Alvalade, o roadshow“Portugal Sou Eu |Faço andar o meu País”, copromovido pela AIP-CCI | Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio e Indústria, irá contar com o apoio das associações empresariais e dos municípios locais na divulgação da iniciativa.

 

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:49
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014
Agronegócio reúne empresários de África e América do Sul em busca de negócios no Ribatejo

 

Mais de 20 empresários e importadores de Angola, Moçambique, Argélia, Marrocos, Brasil e Uruguai vão estar em Portugal nos dias 25 e 26 de setembro para contactar com empresários portugueses ligados ao Agronegócio com o objetivo de conhecer os produtos e serviços nacionais e concretizar negócios. O Congresso das Tecnologias e Serviços para o Agronegócio é organizado pelo AgroCluster Ribatejo em parceria com o InovCluster, vai ter lugar em Santarém, no CNEMA, e apresenta-se como uma oportunidade para as empresas portuguesas da Fileira Tecnológica Agroalimentar internacionalizarem os seus produtos para a África e América do Sul.

"O universo da tecnologia e dos serviços da fileira agroindustrial tem uma grande margem de internacionalização e crescimento, que o Agrocluster e o InovCluster pretendem desenvolver, aproveitando todo o potencial e qualidade dos serviços e conhecimentos ligados ao setor, daí a criação do projeto Agronegócio”, afirma Carlos Lopes de Sousa, Presidente do AgroCluster, salientando ainda que “organizar e estruturar a oferta emergente desse universo, talvez a grande oportunidade em termos de internacionalização para Portugal, é claramente o objetivo estratégico deste Congresso”.

“Queremos ter frutos imediatos. Para isso, vamos desenvolver uma série de ações de oferta, fazendo chegar até nós atores Internacionais que podem adquirir ou intermediar como agentes da sua disseminação nos países de origem. Queremos estar na linha da frente", adianta o responsável.

O Congresso das Tecnologias e Serviços para o Agronegócio acontece no seguimento da criação do projeto Agronegócio (disponível no portal www.agro-negocio.pt), para apoiar a fileira Agroalimentar, com o objetivo de promover a inovação e a internacionalização das empresas ligadas ao setor (tecnologias e serviços associadas á envolvente de toda a fileira agro-industrial). O projeto, baseado numa rede de cooperação, com vista ao aumento da sua competitividade, está já sustentado num diretório de mais de mil empresas classificadas.

As manifestações de interesse dos empresários e importadores dos seis países que se deslocam a Portugal a convite da Organização para reunir com empresários portugueses, abrangem 25 diferentes setores de atividade: alimentação animal, embalagem, engenharia, estufas, sementes, carnes e transformados, massas alimentícias, equipamentos de linhas industriais, fertilizantes, estufas, biocombustíveis, centrais fruteiras, curtumes e peles, fio agrícola, plásticos, azeites e óleos vegetais, entre outros.

O Congresso conta com duas tardes dedicadas a networking e ronda de negócios, em que as empresas portuguesas terão oportunidade de manter reuniões individuais para a apresentação das suas soluções e negociação com os vários empresários e importadores internacionais presentes no certame.

O Congresso Internacional de Tecnologias e Serviços do Agronegócio, uma organização do AgroCluster e do InovCluster, vai decorrer em Santarém, no CNEMA, a 25 e 26 de setembro. Este é um projeto apoiado pelo QREN, através do programa de apoio a ações colectivas (SIAC). Vai contar com a presença do presidente da AICEP e do Secretário de Estado da Alimentação. Mais informações em www.agro-negocio.pt.

A Indústria Agro-Alimentar em Portugal é um verdadeiro motor económico nacional. Empregando atualmente mais de meio milhão de pessoas e exportando para todo mundo, o volume de negócios ascende os 20 mil milhões €. Como background desta realidade, existe uma forte componente de recursos humanos e tecnológicos aliados à constante inovação, onde atuam mais de 1.000 empresas de tecnologias e serviços destinados ao setor alimentar e à produção agrícola.

O AgroCluster Ribatejo é uma associação de empresas e entidades do setor agroindustrial, sem fins lucrativos e que tem sede no Pavilhão de Exposições da NERSANT. Atualmente é constituída por 109 associados, entre os quais 30 são fundadores. O Cluster é constituído por empresas, entidades do SCTN, Instituições de Ensino Superior, Associações Empresariais e Entidades Públicas. A entidade responsável pela gestão do Cluster é a AnimaForum - Associação Para o Desenvolvimento da Agro-Indústria.

 

 

120 colaboradores de empresas participaram no sábado no Grande Prémio Empresarial de Karting da NERSANT

 

 

Decorreu no passado sábado, dia 13 de setembro, no Kartódromo de Almeirim, o Grande Prémio Empresarial de Karting da NERSANT. Este ano, participaram 120 colaboradores das empresas da região, agrupados pelas 12 equipas participantes.

Com o objetivo de juntar diversas empresas e seus colaboradores em ambiente de salutar competitividade, a NERSANT levou a efeito no passado sábado, o Grande Prémio Empresarial de Karting, evento que organiza há largos anos e por onde já passaram diversas empresas da região.

Este ano, a prova contou com a participação de 12 equipas / empresas, que proporcionaram, assim, aos seus colaboradores, um dia diferente, longe da rotina laboral habitual. Na realidade, esta prova de desporto organizada pela NERSANT pretende constituir um momento de descontração entre os recursos humanos das empresas, longe do stress do dia-a-dia profissional, ao mesmo tempo que pretende incrementar nos colaboradores das empresas da região, estratégias de team building que se revelem proveitosas em contexto de trabalho.

Rações Zêzere, Rectapeças, Confidentia, Dragões, Escalindice, Cienciametrics, Micromineiro, Microagua, Ponto Aventura, Núcleo Inicial, Equitejo e Jornal O Ribatejo, foram as equipas / empresas participantes no Grande Prémio Empresarial de Karting da NERSANT. A equipa do Jornal O Ribatejo foi a vencedora deste ano, e a equipa Ponto Aventura foi a detentora da melhor volta.

 

 

NERSANT convida António Lobo Xavier para falar sobre "Risco Fiscal"

 

António Lobo Xavier, conhecido fiscalista, é convidado da NERSANT para elucidar as empresas da região sobre a legitimidade da gestão fiscal e a ilicitude da fraude e evasão, num seminário que a associação vai realizar no dia 08 de outubro, no Santarém Hotel. As inscrições estão abertas e são gratuitas para associados NERSANT.

A partir das 09h30 do dia 08 de outubro, a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém faculta às empresas da região do Ribatejo, o seminário "Risco Fiscal - da legitimidade da gestão fiscal à ilicitude da fraude e evasão", que tem como orador o conceituado fiscalista António Lobo Xavier.

A sessão, que se realiza no Santarém Hotel, irá abordar questões específicas em torno da temática do risco fiscal, tais como "Retorno e Risco fiscal na fronteira entre planeamento, tax avoidance e abuso" (visão da doutrina nacional e internacional, do TJUE e da OCDE), "Mensuração do risco fiscal" (o planeamento da due diligence: a importância de priorizar; áreas fundamentais da due diligence fiscal; o cálculo das contigências; refletir as contigências nos documentos da transacção; a posição privilegiada do advogado fiscalista), "Inspeção Tributária" (prerrogativas da inspeção e direitos dos contribuintes; as "zonas cinzentas"; e ne bis in idem: utilidade e alcance da vinculatividade do Relatório de Inspecção) e, por fim, a "concretização do risco fiscal: contra-ordenações e crime de fraude fiscal" (a linha de demarcação entre a falta de entrega da prestação tributária e a fraude fiscal; a qualificação da fraude e suas consequências; os casos difíceis; a moldura penal tributária e efeitos na efetividade da pena; e dispensas e atenuações de penas e coimas).

Para além da presença de António Lobo Xavier, sócio e coordenador da equipa fiscal do escritório do Porto da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva, a sessão conta ainda com a presença, na sessão de abertura, da Presidente da Direção da NERSANT, Maria Salomé Rafael.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:53
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Salão Nobre recebeu estudantes do curso Master Erasmus Mundus

 

 

Inês Barroso, vereadora com o pelouro da Educação, deu as boas vindas, ontem, dia 17 de setembro, a 8 dos 10 alunos que integram curso Master Erasmus Mundus, em Enfermagem de Emergência e Cuidados Críticos da Escola Superior de Saúde de Santarém, acompanhados pela subdiretora, Dra. Hélia Dias e coordenadora do curso, Dra. Irene Santos.

 

A vereadora deu a conhecer um pouco da história de Santarém, explicou que “a mistura de diferentes ideias políticas, sociais, culturais e económicas originou o estilo gótico em Santarém, estilo pela qual a Cidade é conhecida em todo o país”. Convidou os alunos a visitarem os monumentos de Santarém, desde o Convento de S. Francisco até ao Jardim Portas do Sol.

 

Inês Barroso enalteceu o trabalho que a Escola Superior de Saúde de Santarém tem vindo a realizar, referindo que a Escola “vai honrar os visitantes que nestes 5 meses vão estar connosco”.

 

 

Os 10 alunos, provenientes de diferentes países – Estados Unidos da América, México, Filipinas, Egito, Paquistão, Etiópia, Finlândia, China e Espanha – integram a 3ª edição do Master Erasmus Mundus, em Enfermagem de Emergência e Cuidados Críticos.

 

Este mestrado é o primeiro grau internacional conjunto em Enfermagem avançada, disponível na Europa. Proporciona uma formação altamente especializada em Enfermagem. O principal objetivo do mestrado é proporcionar um programa de formação estruturado e metodologicamente adequado, que vai dar resposta à falta de pessoal especialmente treinado para as necessidades dos Serviços de Saúde de Emergência e Cuidados Críticos.

 

 

Autarquia Scalabitana convida a população a participar na Marcha da Mobilidade

 

A autarquia Scalabitana convida a população a participar na Marcha da Mobilidade que tem lugar no próximo dia 20 (sábado), com partida às 18h00, no Jardim da Liberdade.

 

Esta caminhada de cariz intergeracional, tem 2,7 Km de distância, trajeto curto e mobilidade acessível, o que permite a participação de toda a população, carrinhos de bebé e cadeiras de rodas.

 

O percurso passa pela EPC – Escola Prática de Cavalaria, Escola Secundária Sá da Bandeira e regresso até ao Jardim da Liberdade, onde tem lugar uma aula surpresa, da responsabilidade de um ginásio da Cidade.

 

Esta iniciativa insere-se nas atividades promovidas no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, que decorre até dia 22 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:50
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014
FÓRUM sobre o presente e o futuro da prestação de cuidados de saúde no Distrito de Santarém

 

É público que nas estruturas governamentais há comissões e grupos de trabalho que fazem a análise técnico/política da actual situação no sector da saúde com vista à apresentação de um novo modelo de organização da prestação de cuidados que, não o escondem, pode implicar o encerramento de muitos serviços.

 

            Pensam a Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo e o Movimento de Utentes dos Serviços Públicos do Distrito de Santarém que as comunidades locais e regionais deverão dar o seu contributo na defesa de uma organização dos serviços que corresponda às necessidades das populações. Assim, para um debate sério e devidamente fundamentado, estas estruturas de utentes vão organizar um FÓRUM sobre o presente e o futuro da prestação de cuidados de saúde no Distrito de Santarém.

 

            Esta iniciativa, para a qual são convidados deputados, autarcas, responsáveis das unidades de saúde, profissionais, utentes, voluntários e outras entidades ligadas ao sector, terá duas sessões, em Tomar (20 de Setembro) e em Santarém (18 de Outubro).



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:58
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014
Santarém comemorou 35.º aniversário do Serviço Nacional de Saúde no W Shopping

 

 

A Câmara Municipal de Santarém, o ACES-Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria e o Hospital Distrital de Santarém, promoveram várias iniciativas no âmbito dos 35 anos do Serviço Nacional de Saúde, no W Shopping.

 

A iniciativa contou com a presença da Vereadora com o pelouro da Saúde, Susana Pita Soares, da Diretora do ACES-Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, Diana Santos Leiria, e do Presidente do Conselho de Administração do Hospital Distrital de Santarém, José Rianço Josué, que agradeceram a colaboração dos vários profissionais que permitiu a realização desta iniciativa e deram as boas-vindas aos convidados e a todos os presentes.

 

O programa das comemorações, da responsabilidade da Câmara de Santarém, do HDS – Hospital Distrital de Santarém e do ACES Lezíria – Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, teve início às 10h00 com uma aula com uma Terapeuta Ocupacional, destinada à população Sénior, onde foram utilizadas técnicas terapêuticas, de modo a tentar otimizar as suas capacidades físicas e sociais.

 

 

Ao longo da manhã foi divulgado o projeto “Barrigas e Bebés”, com o intuito de promover a prestação dos cuidados de enfermagem na área da saúde materno-infantil, a par das seguintes atividades: fotografia à grávida/ família e pintura da barriga da grávida.

 

No âmbito dos rastreios e dos eletrocardiogramas, que decorreram das 10h00 às 13h00, foram ministrados ensinamentos sobre os fatores de risco identificados às pessoas que realizaram os rastreios.

 

A divulgação da iniciativa “Pais felizes, crianças saudáveis”, bem como a promoção da saúde mental e estimulação cognitiva contou com a presença de elementos da equipa do Hospital de Dia de Psiquiatria e Pedopsiquiatria, de modo a sensibilizar a população para a prevenção da doença mental.

 

O SNS - Serviço Nacional de Saúde comemorou o seu 35º aniversário no dia 15 de Setembro e, com estas iniciativas, pretendeu-se dar a conhecer o trabalho desenvolvido pelos profissionais da Saúde, através da prestação de cuidados de saúde de qualidade.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:22
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: TEATRO SÁ DA BANDEIRA



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:20
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014
NERSANT inicia seminários temáticos por todo o distrito

 

Abrantes, Cartaxo, Ourém e Santarém foram os locais onde já se realizaram seminários.

 

A NERSANT está já no terreno com um vasto conjunto de seminários temáticos, com o intuito de apresentar os seus projetos de apoio às empresas do Ribatejo.

A Internacionalização foi o tema dos seminários realizados em Abrantes e Santarém. Perante uma plateia constituída por várias dezenas de empresários, a NERSANT deu a conhecer informação pormenorizada sobre os projetos que tem em desenvolvimento nesta matéria e quais os apoios disponíveis. Foi apresentada a informação referente à realização do encontro de negócios que se irá realizar em Santarém no próximo mês de novembro, o NERSANT Business 2014 e do Encontro de Negócios no Centro de Moçambique, bem como a apresentação da missão empresarial a Marrocos que irá coincidir com a SIB em Casablanca. Foi ainda apresentado o portalwww.exportribatejo.com, onde as empresas da Região poderão ter acesso a oportunidades de negócio e concursos públicos internacionais, bem como ao serviço Business DESK, onde poderão colocar questões online diretamente à NERSANT sobre dúvidas relacionadas com a internacionalização. Neste portal estão ainda publicados estudos de mercado de diversos países (com especial destaque para Angola, Brasil, Moçambique e Cabo Verde).

No Cartaxo, o tema dominante foi a Qualificação para as PME`S. A NERSANT deu a conhecer aos muitos empresários e colaboradores das empresas o RibaCertifica, projeto de apoio à implementação e certificação das empresas e o GesINOV Corporate - aplicação informática de gestão, que tem como objetivo fomentar a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelas PME da região de Santarém, projetos que a associação está a dinamizar e que têm apoio a fundo perdido para as empresas que neles participem. Foi ainda apresentado o plano de Formação para ativos, bem como a formação avançada em Vendas (projeto Ribatejo Inspira) e uma ação de especialização em Gestão para Empresários.

A Inovação e o Empreendedorismo foi o tema do seminário realizado em Ourém, onde foram apresentados os projetos de apoio ao tecido empresarial na área da inovação e do empreendedorismo, nomeadamente o projeto Ideias Inovadoras, o Horizonte 2020, os projetos com financiamento a fundo perdido para IDI e a Bolsa de Tecnologias.

Para além destes, a associação empresarial apresentou o seu ecossistema empreendedor, desde os projetos de empreendedorismo escolar ao Sítio do Empreendedor, plataforma online onde  todos os  interessados podem fazer o registo da sua ideia de negócio (http://sitiodoempreendedor.nersant.pt/). Foi ainda  apresentada a Formação Inicial de Empreendedores, composta por 5 módulos, e que é considerada essencial para a gestão de qualquer negócio.

Nas próximas semanas a NERSANT vai continuar a percorrer o distrito com este conjunto de Seminários, com sessões a decorrer esta semana em  Rio Maior (hoje); Abrantes (Qualificação para PMES - 16 de setembro); Inovação e Empreendedorismo (Núcleo NNERSANT do Sorraia - 17 de setembro) e Fátima (Internacionalização - 18 de setembro).



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:21
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Catedral de Santarém inaugura Museu Diocesano com estreia mundial da Cantata Mundi, de Rodrigo Leão, a servir de pano de fundo

 

 

A inauguração do Museu Diocesano de Santarém (MDS) teve lugar esta sexta-feira, dia 12, pelas 19 horas na Catedral de Santarém, numa cerimónia que ficou marcada pela estreia mundial da “Cantata Mundi”, de Rodrigo Leão, bem como pela presença de Sua Excelência o Presidente da Republica, Aníbal Cavaco Silva.

 

A condução dos trabalhos esteve a cargo do Pe Joaquim Ganhão, que acompanhou o Presidente da Republica e o Bispo da Diocese, D. Manuel Pelino em toda a solenidade.

 

Em representação do Município de Santarém estiveram Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém (CMS), António Pinto Correio, Presidente da Assembleia Municipal, Susana Pita Soares, António Carmo, Luís Farinha, Ricardo Segurado, Francisco Madeira Lopes, Inês Barroso e Otília Torres, Vereadores da CMS. A Assembleia da Republica, fez-se representar pelos Deputados António Filipe (CDU), Idália Serrão e António Gameiro (PS), Vasco Cunha e Carina João (PSD). Marcaram ainda presença vários presidentes de câmara e de junta de freguesia do Distrito, assim como figuras ligados à Igreja e os benfeitores que contribuíram para a construção do Museu.

 

Inserido na Rota das Catedrais, o Museu tem como inspiração a “promoção da dignidade da pessoa humana através dos Bens Culturais da Igreja e a sua razão de ser, ao serviço da envangelização, da pastoral, da cultura e do desenvolvimento sustentável da sociedade”.

 

No que toca à missão deste novo espaço da Arte Sacra, o MDS visa “promover o acolhimento atento e solícito dos Visitantes que procuram a Sé de Santarém, a quem é oferecida uma experiência do belo enquanto lugar de memória e de esperança, cujo futuro é moldurado pelo sentido da gratidão, da responsabilidade e da valorização”.

 

Quem quiser visitar o Museu Diocesano pode fazê-lo de segunda-feira a sexta-feira, das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas. Ao sábado e feriados civis das 10 às 19 horas (18 horas de novembro a março). No domingo e dias santos das 14 às 19 horas (18 horas novembro a março). O encerramento é à terça-feira, no dia 1 de janeiro, na sexta-feira Santa e entre os dias 24 e 31 de dezembro.

 

Preço dos bilhetes:

Bilhete Individual

Normal (18-65 anos): 4 euros

Senior (> 65 anos): 3 euros

Junior (10-17 anos): 2 euros

Infantil (até 9 anos): gratuito

Bilhete Grupo

Bilhete Família (4 ou + pessoas): desconto 10%.

Bilhete Escola – ensino obrigatório (10 ou + pessoas) desconto 15%.

Bilhete Pastoral Diocesana de Santarém (10 ou + pessoas) desconto 20%.

Outros Grupos

Contatar: geral@museudiocesanodesantarem.pt

 

Para mais informações sobre o Museu Diocesano de Santarém em www.museudiocesanodesantarem.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:20
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 14 de Setembro de 2014
CULTURA AVIEIRA: A Barraca Avieira

Por: Lurdes Véstia (*)

 

 

C:\Users\lulu\Desktop\Avieiros\FOTOS\Profª Ana da Silva\Portefólio fotográfico das aldeias\Aldeia do Patacão_Alpiarça\Patacão 7.jpg

Barracas Avieiras em época de cheia

 

Como já referimos anteriormente os pescadores Avieiros estabeleceram-se no rio Tejo e no Sado, construindo uma cultura identitária e única, com base numa matriz comum, sendo as habitações de madeira assentes em estacas, espelhadas nos palheiros do litoral norte, uma das suas manifestações culturais. Se nas praias do litoral norte os palheiros eram construídos assentes em palafitas para evitar que as habitações fossem invadidas pelas areias varridas pelos ventos, no Tejo a utilidade das palafitas era a de permitir a passagem das águas do rio e assim defende-las na altura das cheias.

Essas barracas, ou palheiros, de acordo com as terminologias dos locais onde fundaram os seus assentamentos, e os materiais utilizados na sua construção, tinham basicamente a mesma tipologia de construção. Diz-nos Lopes Bento que esta forma de habitação terá surgido como adaptação ao ambiente: “(...) o pescador, porém, como o manejo da sua pesada alfaia o obrigue a não se distanciar muito da margem, quando caso mais frequente, a pesca é a sua exclusiva ocupação, adaptou a casa à instabilidade do solo em que habita. Vencer ou atenuar esta ação da dinâmica terrestre e principalmente na região onde ela se acentua com mais intensidade foi o que conseguiu com as habitações sobre estacaria”.

No Tejo, o termo palhota, com que se designavam em alguns locais as habitações dos Avieiros, derivava do facto de se utilizar palha, ou colmo, para as coberturas, material abundante nos terrenos agrícolas da Borda d´Água tagana.

A barraca (assim apelidada sem qualquer intuito pejorativo) era construída sobre estacaria e todo o material de construção utilizado era a madeira, com exceção do lar e da chaminé, que eram de tijolo e cal, e o telhado que era de telha e de duas ou quatro águas. Só mais tarde aparecem as estacarias feitas em betão de modo a oferecer mais consistência e durabilidade.

As tábuas que formavam as paredes achavam-se dispostas quase sempre verticalmente; só excecionalmente se viam tábuas atravessadas. As fachadas eram pintadas de cores garridas e muitas vezes da mesma cor que a embarcação de que eram proprietários, talvez como forma de identificação pessoal…Quando as barracas ficavam altas, subia-se para elas por uma escadaria externa, igualmente de madeira, que servia uma varanda,na frente do lado do rio, que permitia o acesso à porta principal. O interior da casa era geralmente composto por um ou dois quartos, dependendo do número de filhos, pintados de azul ou rosa conforme o sexo dos ocupantes, uma cozinha e uma sala. Muitas vezes a cozinha ficava fora da barraca por causa dos fogos.O recheio era adequado à sobriedade que caraterizava os pescadores. Regra geral a casa era o espaço da mulher e das crianças e a rua o do homem.

Ainda se podem ver várias barracas nalgumas das aldeias Avieiras, nomeadamente, Patacão, Caneiras, Escaroupim, Palhota e Porto da Palha. Umas em razoável estado de conservação mas a maioria a necessitar de urgente intervenção pois correm o risco de desabamento com o consequente esquecimento de uma arquitetura secular e única na Europa, a construção palafítica fluvial. Para que esta intervenção seja possível é urgente reconhecer o interesse do património e da cultura Avieira, como fatores de diferenciação e afirmação da genuinidade dos territórios, particularmente os mais fragilizados e marginalizados.

Foi neste tipo de habitação que cresceram os avós e pais da penúltima geração de Avieiros do Tejo.

 

1 -Professor catedrático convidado e presidente do Conselho Científico do Instituto Superior Politécnico Internacional.

 

(*) Mestre em Educação Social



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014
SANTARÉM: Arranque do novo ano letivo assinalado com boas-vindas de Inês Barroso nos estabelecimentos de ensino dos agrupamentos escolares de Santarém

Arranque do novo ano letivo assinalado com boas-vindas de Inês Barroso nos estabelecimentos de ensino dos agrupamentos escolares de Santarém

 

 

O arranque do ano letivo nos estabelecimentos de ensino dos Agrupamentos Escolares, que teve início esta sexta-feira, pelas 9 horas, contou com a participação, entre outros, de Inês Barroso, vereadora com o pelouro da Educação da Câmara Municipal de Santarém (CMS), acompanhada por Alfredo Amante, chefe da Divisão de Educação, Maria Adélia Esteves, diretora do Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira, e Paulo Picoto, vogal da União de Freguesias de Santarém.

 

Desta forma a comitiva começou por saudar os alunos, pais e os corpos docente e não docente da Escola Básica Salgueiro Maia, no Jardim de Cima (Santarém).

 

De seguida Inês Barroso seguiu para a Escola Básica dos Leões, pelas 9h30, para saudar os presentes: alunos, encarregados de educação, professores e auxiliares. A Vereadora expressou “em nome do Município de Santarém os votos de um excelente ano letivo, para todos os meninos que vêm ou voltam para a nossa escola. Tenho a certeza que muito vão aprender, mas também muito se vão divertir”, acrescentou.

 

A Autarca aproveitou para dar uma boa notícia, relacionada com a construção de uma sala para crianças com necessidades educativas especiais, cujos trabalhos, se iniciam na próxima segunda-feira.

 

A Vereadora da Educação da CMS expressou depois já na Escola EB 2, 3 D. João II, pelas 10 horas, que conta com a colaboração de todos: pais, alunos e professores para a criação de “melhores condições para o ensino no nosso Município”, através do diálogo.

 

Inês Barroso aproveitou a ocasião para deixar os votos de “um bom ano letivo, com muita saúde e muito sucesso”.

 

Para terminar a Comitiva visitou a Escola Secundária Sá da Bandeira, pelas 10h30, e a Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, às 11 horas, onde foram reforçadas todas as palavras já transmitidas anteriormente nas Escolas já visitadas.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:09
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

 

 

 

 

sexta-feira

 

 

Hoje, dia 12 de setembro, às 14h00, a Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Palestra “Abril, Revolução nos Direitos de quem trabalha”, organizada pela CGTP, que conta com a presença de Arménio Carlos e Carlos Silva Santos.

 

Às 18h00, é inaugurado o Museu Diocesano de Arte Sacra, na Sé de Santarém, com a apresentação da obra original “Cantata Mundi”, da autoria de Rui Baeta e Ana Margarida Encarnação, a partir de músicas de Rodrigo Leão.

 

A estreia mundial da Cantata «Todos somos terra e céu, todos somos mundo.» é dirigida pelo maestro Myguel Santos e Castro, é interpretada por Rui Baeta (barítono), pelo Coro VoxLaci, Quarteto de Cordas de Sintra (acompanhado pela contrabaixista Margarida Afonso), António Esteireiro (organista) e conta com a participação especial da Schola Cantorum da Catedral de Santarém.

 

O projeto é cofinanciado pelo QREN através do INALENTEJO, como resultado da parceria institucional entre a Diocese de Santarém, a Direção-Geral do Património Cultural e a Câmara Municipal de Santarém.

 

Às 21h30, o Fórum Actor Mário Viegas acolhe a peça de teatro “O Cultivo das Flores de Plástico” de Afonso Cruz.Entrada 2 Euros e oferta de bens alimentares a favor da Cáritas Interparoquial de Santarém

 

Esta peça de teatro mostra o combate ao estigma, a partir do livro «O Cultivo das flores de plástico» que retrata o dia-a-dia de quatro sem-abrigo, permitindo uma reflexão sobre a indiferença com que a sociedade de consumo olha para estas pessoas. Permite-nos ainda questionar sobre o que é mais importante nas nossas vidas.

 

Interpretação: António Silva, Eduardo Vieira, Paula Ortiga e Vera Ferreira | Encenação: Alda Rosa e Carla Ferreira (Hospital Distrital de Santarém)

 

 

Sábado

 

No sábado, dia 13, às 10h30 e às 15h00, há Pintura para Bebés, na Livraria Aqui Há Gato.

Porque é desde pequenino que o artista se revela, vamos descobrir cores, tintas, sentimentos, sorrisos, olhares... onde a criatividade e a alegria caminham de mãos dadas!

 

Duração: 60’ Classificação: a partir dos 7 meses até 3 anos inclusive Preço: 6€ Sujeito a marcação Prévia

 

Às 21h00, o Convento de S. Francisco é palco do Concerto de Abertura do Ano Letivo 2014/2015, Medley dos Muse , resultado de um Estágio de Coro e Orquestra, realizado por professores e alunos.

 

Às 21h30, o Teatro Sá da Bandeira acolhe a peça de teatro “Um Precipício no Mar”.

 

“As coisas correm bem a Alex. Ama a sua mulher, a sua filha, a sua cidade, o seu trabalho... mas por vezes a força da vida pode bater contra nós. E tudo pode ser-nos tirado.

 

Alex nunca dá voz às palavras cruéis que pronunciou naquele dia. Mas podemos imaginá-las. Simon Ste­phens leva-nos subtilmente, em tom de confidência, ao ponto em que nos basta apenas preencher as palavras não ditas.

 

Monólogo perfeito de trinta minutos parece a his­tória trivial de um jovem amor, da paternidade e da família, mas com a ratoeira de uma tragédia sem sentido. Pode ser Deus responsável pela beleza da vida e também pela crueldade inexplicável?

 

Esta peça sobre a família, o medo, o luto e a perda é como um falso mar calmo debaixo do qual se esconde uma corrente violenta de mágoa e tristeza.

 

E NO FINAL, O QUE FAZEMOS NÓS?”

 

Autoria Simon Stephens | Tradução Hélia Correia | Encenação Jorge Silva Melo | Interpretação João Meireles | Cenografia e Figurino Rita Lopes Alves | Luz Pedro Domingos | Produção Artistas Unidos

 

Duração: 45’ Classificação: M/12 (Informação e Venda de Bilhetes) 243 309 460

 

domingo

 

No domingo, dia 14, há Passeio Motorizado - 5º Encontro de Vespas, nas Comeiras de Baixo.

Às 08h00 tem lugar a Receção no “Salão Quinta Nova” e às 10h00 tem início o Passeio. Contatos para inscrições: 918 676 477/ 964 029 076 e e-mail: vespascomeiras@hotmail.com

 

 

Às 10h00, o Centro Cultural Regional de Santarém organiza o Passeio Com História – “De Alcácer Quibir ao Convento dos Capuchos”, por Teresa Lopes Moreira, com início na entrada do Cemitério dos Capuchos. Preço: 3 euros

 

Em permanência

 

Durante o mês de setembro, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h000, estão patentes as seguintes iniciativas na Biblioteca Braamcamp Freire: o Arquivo Histórico-Mostra Documental - “Falam documentos de outras eras”, a par da iniciativa “Vamos Ler…” Mário Cláudio e da Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire.

A Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Exposição “Metal que se Ostenta”, até dia 30 de setembro, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00 e a partir de 20 de setembro, também aos sábados das 09h30 às 12h30.

Aproveite ainda para visitar o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI - Uma experiência a não perder, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:22
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Setembro de 2014
Indutubos avança para certificação da qualidade com apoio da NERSANT

A empresa Indutubos, uma das muitas empresas aderentes a este projeto, iniciou já a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade para, posteriormente, obter a certificação do mesmo segundo a Norma NP EN ISO 9001:2008.

A Indutubos, Lda. conta já com cerca de 30 anos de atividade e tem vindo a crescer continuamente, no que diz respeito ao número de clientes, à faturação e à própria organização interna.

Nesse sentido, José Lino, gerente da Indutubos, explica que a adesão a este projeto surgiu de uma forma natural, uma vez que a empresa está consciente que o fator “qualidade” assume um papel cada vez mais preponderante no sucesso e continuidade das empresas.

Com a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade e posterior certificação do mesmo segundo o referencial normativo NP EN ISO 9001 esta empresa espera melhorar os seus processos internos, através da sua uniformização e reorganização; aumentar a satisfação dos seus clientes; aumentar a produtividade na sua atividade e sustentar o crescimento que tem vindo a registar.

A escolha da Nersant para implementação deste projeto deve-se ao bom relacionamento, à proximidade e à confiança nesta associação empresarial. 

Para João Pereira (representante da Gestão e Gestor da Qualidade), a consultora tem revelado grande profissionalismo, experiência e supervisão, o que tem permitido desenvolver um bom trabalho nas reuniões de trabalho.

Importa salientar que através da adesão ao projeto RibaCertifica, as empresas dispõem de apoio técnico para o desenvolvimento de todas as ações inerentes à implementação do sistema, nomeadamente, o diagnóstico, a capacitação da empresa e respetivos colaboradores sobre a Norma, e outras questões relacionadas com a mesma; a conceção e implementação do sistema; a sensibilização a todo o pessoal sobre o mesmo e eventuais alterações; e apré-auditoria de preparação à Certificação. O projeto engloba ainda a auditoria de concessão da Certificação, a realizar pela entidade certificadora. Em todo este processo, as empresas são acompanhadas por uma equipa técnica especializada da NERSANT, que guiará a empresa no processo de implementação e certificação do sistema de gestão selecionado pela mesma.

Uma vez certificadas pela Sistema de Gestão da Qualidade, as empresas têm a oportunidade de alavancar a sua imagem institucional e a confiança dos clientes, mobilizar os colaboradores em torno de um objetivo comum (qualidade), bem como a redução de desperdícios e custos, permitindo também à organização focar-se na eficiência e eficácia dos processos.

Para além de apoio para a certificação do Sistema de Gestão da Qualidade (norma ISO 9001:2008), O RibaCertifica também contempla apoio para a certificação do Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001:2012), do Sistema de Gestão de Segurança Alimentar (ISO 22000:2005) e do Sistema de Gestão de Energia (ISO 50001:2012),no âmbito da Diversificação e Eficiência Energética



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM: TEATRO SÁ DA BANDEIRA / UM PRECIPÍCIO NO MAR


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:26
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 10 de Setembro de 2014
Barreiras de Santarém

«A concelhia de Santarém do CDS-PP vem por este meio expressar a preocupação sobre o que está a acontecer com as barreiras de Santarém.

Não é de hoje a nossa preocupação, o tema já foi debatido vezes sem conta, sem que algum consenso tenha sido alcançado.
Mais do que uma questão politica é uma questão de segurança de todos e de tudo, basta de discussão estéril de quem é a culpa, de quem no passado fez ou não fez, vamos todos em conjunto encontrar a solução e iniciar a obra necessária.
Segundo informação do Sr. Presidente da Câmara Municipal, após reunião com o Senhor Secretário de Estado das Infraestruturas Transportes e Comunicações, parece que é desta que o procedimento concursal para iniciar a obra vai para a frente.
Esperemos que as próximas Assembleias Municipais sirvam de alavanca para a resolução urgente desta situação e não de palco a quem tenta tirar proveito destas questões.
Esperamos que tudo corra o mais célere possível e fazemos aqui o nosso apelo para que os partidos políticos deixem de atirar mais pedras para este processo, porque de pedras soltas já as barreiras estão cheias.
Hugo Ribeiro


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:18
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13


23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

SANTAREM: Festival Bike p...

SANTARÉM: Festas de Santa...

SANTARÉM: Europe Direct p...

TEMAS DE SAÚDE: O sigilo ...

CULTURA AVIEIRA: Uma visã...

AVISO DE MAU TEMPO

SANTARÉM: Aproveite o que...

SANTARÉM: Inauguração da ...

NERSANT voltou a organiza...

Congresso do Agronegócio ...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds