NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Sexta-feira, 5 de Setembro de 2014
Vila Nova da Barquinha recebe o último Mercado Ribeirinho

 

Vila Nova da Barquinha é o último “porto” a receber o evento que dinamiza as margens do rio Tejo, nos dias 12, 13 e 14 de Setembro. O Mercado Ribeirinho vai incluir exposição e comercialização de produtos locais, artesanato, hortofrutícolas e plantas, lomografia, cinema, música, dança, gastronomia tradicional, actividades de desporto e aventura.

Este festival, da estratégia de eficiência colectiva PROVERE - Mercados do Tejo - Rede para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Tejo, organizado pela Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, pelas Associações de Desenvolvimento Local TAGUS – Ribatejo Interior e ADRIN – Ribatejo Norte, vai inaugurar no dia 12, às 18h, no Barquinha Parque com a actuação da Banda da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários deste Município.

Nessa sexta-feira, abrem também o mercado de produtos locais e artesanato com mais de três dezenas de expositores, com vinho, mel, bolachas caseiras, licores, compotas, doçaria tradicional, bijuteria, bolsas, bonecas de eva, telas, jogos, rendas e bordados, entre muitos outros. 

A tasquinha e a taberna, a cargo da União Desportiva Atalaiense, terão gastronomia tradicional e petiscos.

Na primeira noite do festival haverá, também, cinema ao ar livre, às 21h30, com curtas-metragens do projecto escolar Operação STOP, da Fundação Calouste Gulbenkian, que o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha integra e um filme da selecção da Associação Cultural Palha de Abrantes.

O dia 13 começa com um workshop de lomografia, ministrado pela Embaixada Lomográfica de Lisboa. As inscrições devem ser feitas através do site da TAGUS (em www.tagus-ri.pt). Os visitantes do evento poderão, ainda, comprar hortofrutícolas frescos e plantas nas manhãs de sábado e domingo.

Este sábado terá bastantes actividades desportivas, iniciando com uma descida de canoa no rio Tejo, de Constância a Vila Nova da Barquinha, às 9h30, organizada pela ADIRN. Ensinar canoagem é a proposta do Clube Náutico Barquinhense para os mais pequenos às 16h, tanto no sábado (13) como no domingo (14), neste último dia haverá, também, insufláveis para as crianças.

Aulas livres de uma hora vão, ainda, dinamizar o Mercado Ribeirinho. A modalidade Crosstraining, que combina diferentes modos de exercício fitness, será às 11h, SpinningBike às 17h e Zumba às 18h. As três actividades vão ter lugar junto ao coreto, no Palco de Santo António, no dia 13.

Já a 14 de Setembro, a ADIRN dinamizará o trilho do Tejo com um passeio em bicicleta todo-o-terreno (BTT), às 9h30. Na mesma manhã o Body & Mind, que junta as vantagens do Yoga, Tai Chi e Pilates, é realizado às 11h, no Parque de Merendas.

No panorama musical, o festival barquinhense, além do músico da vila João Grilo na sexta-feira (dia 12), vai ser animado pelo grupo de música ligeira Arregaita, às 15h, e pelo quarteto Dixie Boys às 22h, de sábado (dia 13). No domingo (dia 14), Pedro Dionísio actua às 15h, o grupo de música popular portuguesa Barquinha Saudosa toca às 17h e 30 minutos depois o DJ Addline trará ao parque desde música electrónica, africana e latina até aos êxitos dos anos 60, 70 e 80. Para terminar em grande 12 pares do Clube União Recreio de Moita do Norte (CUR) irão fazer demonstrações de estilos de danças de salão às 21h.

O Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha é o último dos eventos deste ano, apoiados pelo Programa Operacional Regional do Centro - Mais Centro, do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) e pela Abordagem LEADER, do Programa de Desenvolvimento Rural (ProDeR).

Para mais informação e inscrição nas actividades do programa deste evento consulte os sítios na Internet www.tagus-ri.pt,  www.cm-vnbarquinha.pt ou www.adirn.pt.

 

Workshop de Lomografia é uma das actividades de destaque do Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha

 

 

Uma das actividades contemplada no programa do Mercado Ribeirinho de Vila Nova da barquinha (de 12 a 14 de Setembro) é uma oficina de Lomografia, que irá decorrer na manhã de sábado dia 13 de Setembro, às 9h, no Centro Cultural do município.

 

Para esta actividade não é necessário conhecimento prévio sobre fotografia. O workshop começa com uma pequena abordagem com conteúdos como a fotografia analógica, serão apresentadas e explicadas as máquinas lomo e as suas funcionalidades. E depois irá acontecer um safari fotográfico com as câmaras, emprestadas pela Embaixada Lomográfica de Lisboa, que desafiará os inscritos a fotografar a vila. 

 

Este workshop é direccionado para todas as idades e o participante terá direito no final a um CD com as suas fotografias. As inscrições são obrigatórias, têm um custo de 15 euros, e devem ser efectuadas no site da TAGUS (em www.tagus-ri.pt).

 

Será construído um mural com algumas das fotografias tiradas que ficarão em exposição durante o Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha.    

 

A Lomografia é um movimento fotográfico que utiliza máquinas automáticas. O processo consiste na recepção contínua de luz que é feito através do sistema de exposição automático, chegando a durar 30 segundos. Outro efeito, dependendo do modelo e da lente, é o olho de peixe, no qual a fotografia fica com uma moldura circular. As lentes das máquinas Lomo são de plástico e produzem efeitos artísticos.

 

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:23
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 31 de Agosto de 2014
VILA NOVA DA BARQUINHA: “DETENÇÃO DE INCEDIÁRIO”


Em 30 de Agosto de 2014, pelas 03h20, a Guarda Nacional Republicana de Vila Nova da Barquinha, no âmbito de policiamento preventivo deteve um suspeito por recaírem nelas suspeitas de crime de incêndio florestal.
Após diversas ocorrências florestais no Concelho de V.N.Barquinha, a GNR intensificou o patrulhamento, tendo-se apercebido do início de um pequeno foco de incêndio e de imediato encetaram-se diligências, designadamente, buscas e batidas às imediações e acessos ao local, onde se interceptou um suspeito do sexo masculino, nacionalidade portuguesa e com 38 anos de idade a fugir do local numa
viatura ligeira, transportando com ele um isqueiro que foi apreendido de imediato por suspeitas de ter sido usado para a ignição do ilícito;
A GNR preservou o local do crime e adotou as medidas cautelares relativas à preservação dos meios de prova até à chegada da PJ, que se encontra a tentar determinar as circunstâncias em que ocorreu o caso.
O Homem será presente a primeiro interrogatório judicial, no dia 01 de setembro de 2014, para aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.
Durante o presente ano, este tornou-se no trigésimo sétimo responsável por crimes de incêndio, a ser identificado pela GNR no distrito de Santarém



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:44
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014
VILA NOVA DA BARQUINHA: Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha no segundo fim-de-semana de Setembro

 

Os Mercados Ribeirinhos chegam a Vila Nova da Barquinha nos próximos dias 12, 13 e 14 de Setembro. O evento, que congrega exposição e comercialização de produtos Locais, artesanato, hortofrutícolas e plantas, cinema, música, dança, gastronomia tradicional, actividades de desporto e aventura, promete trazer muita animação ao Barquinha Parque.

 

Este festival, da estratégia de eficiência colectiva PROVERE - Mercados do Tejo - Rede para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Tejo, organizado pela Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, pelas Associações de Desenvolvimento Local TAGUS – Ribatejo Interior e ADRIN – Ribatejo Norte, vai inaugurar no dia 12, às 18h, com a actuação da Banda da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários deste Município.

 

Nessa sexta-feira, abrem também o mercado de produtos locais e artesanato com mais de três dezenas de expositores, a tasquinha com gastronomia tradicional e a taberna de petiscos que irão decorrer durante os três dias de festa. Os visitantes do evento poderão, ainda, comprar hortofrutícolas frescos e plantas nas manhãs de sábado e domingo. Produtores regionais interessados em participar no mercado devem contactar a organização através do email tagus@tagus-ri.pt, ou pelo telefone 241 372 180. 

 

Na primeira noite do festival haverá, também, cinema ao ar livre, às 21h30, com curtas-metragens do projecto escolar Operação STOP, da Fundação Calouste Gulbenkian, que o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha integra e um filme da selecção da Associação Cultural Palha de Abrantes.

 

O dia 13 começa com um workshop de lomografia, ministrado pela Embaixada Lomográfica de Lisboa. Para esta oficina, com uma duração de quatro horas, não é necessário nenhum conhecimento prévio sobre fotografia e as máquinas serão cedidas pela organização. As inscrições, limitadas a 12 participantes, devem ser feitas através do site da TAGUS (em www.tagus-ri.pt).

 

Este sábado terá bastantes actividades desportivas, iniciando com uma descida de canoa no rio Tejo, de Constância a Vila Nova da Barquinha, às 9h30, organizada pela ADIRN. Ensinar canoagem é a proposta do Clube Náutico Barquinhense para os mais pequenos às 16h, tanto no sábado (13) como no domingo (14), neste último dia haverá, também, insufláveis para as crianças.

 

Aulas livres de uma hora vão, ainda, dinamizar o Mercado Ribeirinho. A modalidade Crosstraining, que combina diferentes modos de exercício fitness, será às 11h, SpinningBike às 17h e Zumba às 18h. As três actividades vão ter lugar junto ao coreto, no Palco de Santo António, no dia 13.

 

Já a 14 de Setembro, a ADIRN dinamizará o trilho do Tejo com um passeio em bicicleta todo-o-terreno (BTT), às 9h30. Na mesma manhã o Body & Mind, que junta as vantagens do Yoga, Tai Chi e Pilates, é realizado às 11h, no Parque de Merendas.

 

No panorama musical, o festival barquinhense, além do músico da vila João Grilo na sexta-feira (dia 12), vai ser animado pelo grupo de música ligeira Arregaita, às 15h, e pelo quarteto Dixie Boys às 22h, de sábado (dia 13). No domingo (dia 14), Pedro Dionísio actua às 15h, o grupo de música popular portuguesa Barquinha Saudosa toca às 17h e 30 minutos depois o DJ Addline trará ao parque desde música electrónica, africana e latina até aos êxitos dos anos 60, 70 e 80. Para terminar em grande 12 pares do Clube União Recreio de Moita do Norte (CUR) irão fazer demonstrações de estilos de danças de salão às 21h.

 

O Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha é o último dos eventos deste ano, apoiados pelo Programa Operacional Regional do Centro - Mais Centro, do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) e pela Abordagem LEADER, do Programa de Desenvolvimento Rural (ProDeR).

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:46
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 29 de Março de 2014
VILA NOVA DA BARQUINHA: CONVERSAS ARTE E IMAGEM.

Hoje (29 março) no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:49
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 14 de Março de 2014
Barquinha no arranque dos trabalhos da Rede de Cidades e Vilas de Excelênci

A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha participou na Cerimónia Oficial de Abertura e primeira Sessão Técnica de Trabalho da Rede de Cidades e Vilas de Excelência, no dia 13 de março, na FIL, Lisboa.

O Município esteve representado por Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal, e Marina Honório, Técnica Superior.
A Cerimónia contou com a presença de António Leitão Amaro, Secretário de Estado da Administração Local.
A Rede de Cidades e Vilas de Excelência, da qual Vila Nova da Barquinha é município fundador, pretende criar um novo paradigma de valorização do território urbano, com foco nas acessibilidades, mobilidade alternativa, regeneração e vitalidade urbana e turismo.
A Europa 2020 marca um novo e decisivo quadro comunitário onde estes temas são âncora para o apoio financeiro próximo.
Vila Nova da Barquinha integra este trabalho em rede no âmbito do Plano Estratégico de desenvolvimento Económico “BARQUINHA 2020”, com os olhos postos na qualidade de vida dos seus munícipes, rumo à EXCELÊNCIA 2020.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:38
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 3 de Fevereiro de 2014
Vila Nova da Barquinha: Exposição "BUSTOS E CABEÇAS " de Rui Sanches


"BUSTOS E CABEÇAS " (desenhos e esculturas) é uma exposição de Rui Sanches, um dos mais importantes escultores e desenhadores revelados nos anos 80 do século passado, que vai estar patente ao público na Galeria do Parque, em Vila Nova da Barquinha, entre 8 de Fevereiro e 25 de maio de 2014. 

Com comissariado de João Pinharanda, esta exposição mantém a continuidade de colaboração da Fundação EDP com o Município de Vila Nova da Barquinha na programação da Galeria do Parque.

A exposição, constando de desenhos, mas principalmente de esculturas de interior, como que anuncia a próxima presença de uma obra pública da autoria de Sanches, cuja construção está prevista acompanhar a reabilitação do castelo do Almourol, acrescentando-se assim mais uma significativa peça ao Parque de Escultura Contemporânea Almourol.

Horário:
Quarta, quinta e sexta-feira > 11:00 às 13:00, 14:00 às 18:00
Sábado e domingo > 14:00 às 19:00
Encerra à segunda e terça-feira

Entrada gratuita.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:12
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014
TORRES NOVAS: «As mulheres na política local» em debate no dia 1 de fevereiro


A Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes vai acolher, no próximo dia 1 de fevereiro, pelas 21 horas, um debate intitulado «Politicamente Feminino: As mulheres na política local». A iniciativa pretende ser uma conversa entre mulheres que têm (ou já tiveram) intervenção na vida pública torrejana e na política local, nas associações ou em organizações de participação cívica e comunitária de relevo no concelho.

Sendo o mote Maria Lamas (no âmbito do programa comemorativo dos 120 anos do nascimento da escritora torrejana) e a sua ação cívica e política, nomeadamente na defesa da liberdade, da paz e dos direitos das mulheres e das crianças, inauguraremos uma conversa que se deseja extensível à participação do público, entre mulheres de diferentes quadrantes políticos. Em debate estará o papel das mulheres hoje, na política e, muito concretamente, na vida autárquica. Este debate é uma oportunidade para falar sobre outros assuntos, como a luta pela igualdade de oportunidades entre homens e mulheres e outras batalhas que, ainda hoje, se travam no feminino. São disso exemplo as condições que garantam às mulheres a possibilidade de conciliar a realização profissional e participação na vida cívica e política com a sua vida familiar; a luta para que a maternidade seja reconhecida na prática como uma função social ou a contínua necessidade de apelo à aplicação efetiva da igualdade jurídica entre a mulher e o homem. 

As convidadas para o debate são Cristina Tomé (delegada sindical, membro da Assembleia Municipal de Torres Novas pela CDU), Ana Marta Mendes (médica e, durante vários anos, membro da Assembleia Municipal pelo PSD e da Comissão Política Concelhia do PSD e presidente do Clube Torrejano), Patrícia Picton Santos (jurista, membro da Assembleia Municipal de Torres Novas pelo PS) e Lia Ribeiro (professora, membro da Assembleia Municipal de Torres Novas pelo BE). 

«CMTN»

As comemorações dos 120 anos do nascimento da escritora torrejana Maria Lamas iniciaram-se em outubro do ano passado, integrando um conjunto diverso de iniciativas como conferências, debates, bem como a exposição «Sempre Mais Alto. Maria Lamas – 120 anos», patente na sala polivalente BMGPL, e que pode ser visitada até 8 de março.



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:23
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 22 de Novembro de 2013
VILA NOVA DA BARQUINHA: Estrelas do Médio Tejo vão ser divulgadas na próxima sexta feira-feira

Na próxima sexta-feira, dia 29 de novembro, a NERSANT vai dar a conhecer as seis Estrelas do Médio Tejo vencedoras, no Evento Internacional de Promoção turística da região, que vai acontecer no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha. As votações estiveram abertas até ao passado dia 17 de novembro. 

Com o objetivo de promover a região do Ribatejo como destino turístico de qualidade, a NERSANT vai divulgar, numa cerimónia que se realiza dia 29 de novembro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, as “Estrelas do Médio Tejo”, distinções que têm como objetivo dar a conhecer ao país os atrativos desta região. As “Estrelas do Médio Tejo” visam, assim, divulgar o melhor que a região do Tejo tem para oferecer, enfatizando a beleza deste recurso endógeno e tudo o ele inerente: as magníficas praias fluviais e riquezas naturais, o vasto património construído e os riquíssimos pratos gastronómicos, projetando e potenciando esta região a nível nacional e internacional.

Património Histórico Edificado, Património Cultural, Património Natural – Praias Fluviais, Património Natural – Parques Ambientais e Ribeirinhos, Gastronomia – Prato Principal, e Gastronomia – Doçaria foram as categorias votadas no portal www.viverotejo.pt até ao passado dia 17 de novembro. Este evento internacional, denominado “O Tejo que nos une”, tem como objetivo reforçar as relações turísticas entre empresas, operadores, investidores e entidades institucionais turísticas de diversos países, estando agendados dois debates temáticos, “Recursos turístico-culturais - potencialidades, oportunidades e constrangimentos” e “Promover o Tejo, os seus recursos e a sua bacia”, que contarão com diversos oradores especializados nesta temática.

No evento, está já confirmada a presença de diversas delegações estrangeiras, que, para além da presença no evento internacional, vão ter ainda a oportunidade de conhecer in loco as potencialidades turísticas da região, através das diversas visitas agendadas.

Os interessados em estar presentes neste evento, ainda podem fazer a sua inscrição (gratuita), através do site www.viverotejo.pt, ou do portal da NERSANT, em www.nersant.pt.

De referir que a realização do seminário, bem como do International Meeting que o integra, é uma organização NERSANT no âmbito do projeto VIVER O TEJO, que tem como objetivo a dinamização turística das margens ribeirinhas deste rio, que percorre e identifica toda esta região



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:15
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 11 de Novembro de 2013
VILA NOVA DA BARQUINHA: NERSANT promove seminário internacional de promoção turística

No âmbito do projeto VIVER O TEJO, a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, está a organizar um evento internacional de promoção turística, designado “O Tejo que nos une”, com o objetivo de reforçar as relações turísticas entre empresas, operadores, investidores e entidades institucionais turísticas de diversos países. O evento encontra-se agendado para o dia 29 de novembro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha.

A NERSANT vai realizar, no dia 29 de novembro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, um evento internacional de promoção turística da região, que vai contar com a presença de delegações empresariais de diversos países. Inserido no programa do NERSANT Business 2013, o evento tem como objetivo permitir às empresas, operadores e entidades turísticas, o estabelecimento de contactos não só com empresas ou entidades portuguesas, mas com as de todos os países participantes. O seminário internacional vai ainda permitir o estabelecimento de contactos institucionais e empresariais com entidades relevantes da região do Ribatejo.

O evento inicia pelas 10h00, contando a sessão de abertura com a presença da Presidente da Direção da NERSANT, Maria Salomé Rafael, seguindo-se as intervenções da Presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, Maria do Céu Albuquerque e do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire.

Pelas 10h30, inicia o primeiro debate temático, sob o tema “Recursos turístico-culturais - potencialidades, oportunidades e constrangimentos”, que tem como moderador Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro. Deste painel, fazem parte Reis Ferreira, Professor no Instituto Politécnico de Tomar, Ricardo da Silva, da AGETUR – Turismo do Governo de Goiás (Brasil), Prakash Prehlad, Presidente da Associação Comercial da Beira (Moçambique), José Mendes, da Câmara Municipal de Santa Cruz (Cabo Verde) e José Eliton, Vice Governador do Estado de Goiás (Brasil).

O segundo painel tem como moderador Miguel Pombeiro e é sobre “Promover o Tejo, os seus recursos e a sua bacia”. Vasco Estrela, Presidente da Câmara Municipal de Mação, Carlos Blazques, responsável pela candidatura do Tejo a património da Humanidade da UNESCO, Isabel Coimbra, empresária (Segredos da Aldeia), Fernando Carvalho Rodrigues, investigador e Carlos Cupeto, docente da Universidade de Évora, são os participantes neste painel.

De seguida, terá lugar a apresentação das 6 vencedoras “Estrelas do Médio Tejo”, iniciativa do projeto VIVER O TEJO, que pretende distinguir o património regional nas categorias Património Histórico Edificado, Património Cultural, Património Natural – Praias Fluviais, Património Natural – Parques Ambientais e Ribeirinhos, Gastronomia – Prato Principal e Gastronomia – Doçaria.

O encerramento da sessão estará ao cargo de Maria Salomé Rafael, Presidente da Direção da NERSANT e de Pedro Saraiva, Presidente da Comissão de Coordenação da Região Centro.

Os interessados em estar presentes neste seminário, devem fazer a sua inscrição no site da NERSANT, em www.nersant.pt ou no portal do projeto, emwww.viverotejo.pt (inscrições gratuitas).

Paralelamente ao seminário, estão previstas diversas atividades de promoção da região, nomeadamente a degustação de algumas iguarias da região e a visita a espaços culturais de interesse nacional.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:57
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 12 de Agosto de 2013
VILA NOVA DA BARQUINHA: CDU apresenta candidatos


A Coligação Democrática Unitária apresentou na passada sexta-feira os candidatos aos órgãos autárquicos do concelho de Vila Nova da Barquinha. A iniciativa contou com a presença de João Coelho Dias da Comissão Política do Partido Comunista Português. Dias Coelho referiu as políticas de direita do PS (dos PECs) e do PS/CDS contra o Poder Local Democrático, nos cortes de financiamento para as autarquias, destruição das freguesias e da sua autonomia, o ataque à autonomia financeira. Referiu também a destruição dos serviços públicos, como linha de ataque aos interesses das populações, com o aumento do desemprego, da fome e da pobreza generalizada das populações, política que isola o interior e destrói a economia nacional. Referiu a necessidade da demissão do Governo isolado e a eleição de um Governo Patriótico de Esquerda. No local estiveram dezenas de candidatos e familiares.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:49
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Julho de 2013
VILA NOVA DA BARQUINHA:Rio Tejo em documentários e exposição multimédia no Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha

Durante o Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha, entre os dias 26 e 28 de Julho, serão exibidos um conjunto de documentários sobre a região e uma exposição multimédia que destaca as características dos territórios que compõem as margens do Rio Tejo.  

Sob a designação de VideoArte, o Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha vai contar com uma instalação artística, que consiste na projecção de várias imagens em simultâneo, permitindo que o visitante faça uma “viagem” pela região, pelos elementos, pelas margens e pelas especificidades dos lugares em torno do Tejo.

Será,  também, exibido um conjunto de documentários que realça as actividades económicas locais, quer a agrícola quer a industrial, mostrando o funcionamento de algumas entidades que marcam a região. Esses documentos narram, ainda, outros aspectos, como o ambiente, a religião e o rio, entre outros. A exposição VideoArte e os documentários são produção da Associação de Desenvolvimento Cultural Palha da Abrantes.

No espaço dedicado ao cinema ao ar livre será, também, palco ao longo das três noites do Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha de longas-metragens internacionais que abordam a arte.

Com imagem e som terminará o sábado, dia 27 de Julho, com o Dj Mossy a passar dub, electro e house acompanhado pelo Vj Alex. Tech house é  o estilo musical do Dj Tomezini, de Torres Novas. Esta programação a cargo da Associação Envolve, pretende fazer uma introdução ao Musicam, um encontro de manifestações culturais que tem se irá realizar em Setembro e Outubro, traduzindo-se em performances de música contemporânea e erudita. Este evento irá trazer a Portugal nomes do jazz como Michael Wimberly e John Blum, e pretende fazer um ponto de encontro de som e imagem do nosso país e dos Estados Unidos da América e Angola.

Do programa de três dias do Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha fazem parte outras actividades como Mercado de Produtos Locais e Artesanato que conta com mais de 20 expositores, degustação de produtos, insufláveis para as crianças, uma descida de canoagem com inscrição obrigatória, Zumba, Fitness, Danças de Salão e muita animação.

Este é o segundo Mercado Ribeirinho realizado pela TAGUS em parceria com os municípios de Vila Nova da Barquinha, Constância e Abrantes, no âmbito da estratégia de eficiência colectiva PROVERE – Mercados do Tejo - Rede para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Tejo" e Co-financiado pelo QREN, Mais Centro - Programa Operacional Regional do Centro e União Europeia e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e irá acontecer no último fim-de-semana do mês.

Para obter mais informação e inscrever-se nas actividades destes festivais, que pretendem o restabelecimento dos mercados em rede nos antigos portos fluviais e promover a identidade da região, basta aceder ao site da TAGUS (www.tagus-ri.pt) ou os sítios na Internet do município de Vila Nova da Barquinha.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:25
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Julho de 2013
VILA NOVA DA BARQUINHA: .Barquinha Parque é palco do Mercado Ribeirinho


Barquinha Parque é palco do Mercado Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha no último fim-de-semana de Julho


Vila Nova da Barquinha vai receber nos próximos dias 26, 27 e 28 de Julho o Mercado Ribeirinho em torno da temática artes. Música, cinema ao ar livre, descida de canoagem, maratona lomográfica, danças de salão, zumba, fitness, insufláveis para as crianças, animação, mercados de produtos locais e artesanato são algumas das actividades que irão animar o Barquinha Parque.

A iniciativa, da TAGUS - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior em parceria com o município de Vila Nova da Barquinha e a ADIRN – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte, inaugura no dia 26 de Julho às 20h30 e será contemplada com uma festa da geminação do concelho.

Do programa deste evento, que pretende restabelecer e promover a identidade da região, fazem parte actividades desportivas como aulas de fitness e de zumba, com principal destaque para uma relaxante descida de canoagem entre Almourol e Vila Nova da Barquinha. Os canoístas terão de se reunir às 9 horas no Castelo de Almourol, onde será feito um briefing de segurança e visita à fortificação. Haverá, ainda, uma paragem para banhos nas Areias Verdes no decorrer do percurso, com desfecho da actividade no Cais Dr. Pombeiro. Esta actividade desportiva tem incluindo o seguro, o acompanhamento por monitores, garrafas de água e reportagem fotográfica. As inscrições podem ser efectuadas através do site da TAGUS (www-tagus-ri.pt).

Outra das iniciativas de destaque é a Maratona Lomográfica, que tem como objectivo estimular a criatividade artística dos participantes através do meio da fotografia. O evento, que utiliza máquinas automáticas de baixo custo, envolve o contacto com estes equipamentos, receptores de luz de forma contínua através do sistema de exposição automático, os seus princípios e uma sessão fotográfica. A maratona irá consistir numa competição fotográfica com câmaras desta corrente artística. O material fotográfico necessário será fornecido pela organização.

 

A animação será feita na primeira noite, no dia 26 de Julho, com danças de salão do Clube União e Recreios da Moita do Norte e uma actuação do grupo Arregaita, no Bar dos Plátanos. No dia 27 de Julho, será a vez do grupo Coral de Tancos actuar à tarde no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, e VicJames animará o inicio da noite. O músico Ricardo Monteiro actuará na tarde de dia 28 de Julho.

 

Durante o último fim-de-semana de Julho haverá, ainda, insufláveis para as crianças, pinturas e cinema ao ar livre com exibição de curtas e longas-metragens, mercados de produtos locais e artesanato e dj e vj com mistura de dance music e jazz a terminar as noites.

Este programa de três dias é o espelho da dinâmica que se pretende criar com os agentes locais do território, com as associações culturais, os produtores regionais, os grupos locais, entre muitos outros, a associarem-se a estes mercados realizados pela TAGUS em parceria com os municípios de Vila Nova da Barquinha, Constância e Abrantes, no âmbito da estratégia de eficiência colectiva PROVERE – Mercados do Tejo - Rede para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Tejo" e Co-financiado pelo QREN, Mais Centro - Programa Operacional Regional do Centro e União Europeia e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Para obter mais informação e inscrever-se nas actividades destes festivais, que pretendem o restabelecimento dos mercados em rede nos antigos portos fluviais e promover a identidade da região, basta aceder ao site da TAGUS (www.tagus-ri.pt) ou os sítios na Internet do município de Vila Nova da Barquinha.




publicado por Noticias do Ribatejo às 13:48
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2012
VILA NOVA DA BARQUINHA: Exposição "Obras e Artistas – Dois filmes de Abílio Leitão"
Exposição "Obras e Artistas – Dois filmes de Abílio Leitão"
Pela primeira vez em Portugal, neste parque de escultura estão juntos os nomes mais representativos da escultura contemporânea portuguesa.
Apresentando obras e autores cujo trabalho se desenvolveu da década de 60 até à actualidade, integram este projecto Alberto Carneiro, Ângela Ferreira, Carlos Nogueira, Cristina Ataíde, Fernanda Fragateiro, Joana Vasconcelos, José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes, Xana e Zulmiro de Carvalho.

Com uma longa carreira como fotógrafo e cineasta documental, atento às cidades, à arquitectura, às artes e aos seus autores, o olhar do realizador Abílio Leitão percorre, aqui, as etapas que conduziram à concretização do Parque de Esculturas, novo e significativo capítulo da arte pública portuguesa.

A recolha de depoimentos dos artistas e responsáveis pelo projecto e dos gestos de criação, com registo de desenhos e maquetas, acompanhamento da construção, transporte e finalização das obras permitem-nos ver crescer projectos individuais tornados públicos, estabelecer ritmos, antecipar usos e prazeres.

«CMA»



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:17
link do post | comentar | favorito
|

VILLA NOVA DA BARQUINHA: Arte a céu aberto

Passear por um parque ou jardim pode ser muito mais do que apenas exercitar as pernas e apanhar sol. A arte contemporânea está acessível a todos e tem entrada gratuita

 

 

Parque de Escultura Contemporânea Almourol
Brincar numa enorme estrutura de caixas coloridas, ver um “castelo” estranho, sozinho no meio do verde, ou ser confrontado com uma estrutura espelhada que duplica o que vemos enquanto passeamos pelo parque.
A arte contemporânea pode estar por todo o lado e esta de que falamos é feita propositadamente para o espaço exterior. Se o desejo é fugir às grandes cidades então Vila Nova da Barquinha oferece o recém-inaugurado Parque de Escultura Contemporânea Almourol, onde grandes esculturas e instalações podem ser vistas pelos sete hectares do Barquinha Parque (Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista 2007).
A grande estrutura de caixas coloridas intitula-se “Casa no Céu” e é de Xana; o “Castelo” é uma obra de Pedro Cabrita Reis; e a estrutura espelhada do tamanho das árvores é uma escultura de José Pedro Croft. E estes são apenas alguns exemplos do que se pode encontrar pelo parque. 
Para além do parque repleto de arte contemporânea a ser vivida, a Câmara de Vila Nova da Barquinha, com o apoio mecenático da Fundação EDP, promete criar ainda uma galeria de exposições, uma loja, um posto de turismo, organizar ateliês e promover uma residência temporária para artistas
«Público»


publicado por Noticias do Ribatejo às 13:25
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012
VILA NOVA DA BARQUINHA - Autarquias devem mais de 60 milhões de euros a operadores privados
De acordo com a ANTROP
Autarquias devem mais de 60 milhões de euros a operadores privados
 
As dívidas das autarquias aos operadores privados de transportes ascendem «aproximadamente a 60.000.000 euros». Os dados foram revelados à Transportes em Revista por Luís Cabaço Martins, presidente da ANTROP – Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Passageiros. Segundo explicou, estas dívidas são «decorrentes, sobretudo, da prestação de serviços de transporte escolar».
Em entrevista à TR, o presidente da ANTROP afirmou que em causa está a sustentabilidade económica e financeira das empresas privadas de transporte: «Entendo que no presente as autarquias que estão em falta devem liquidar, quanto antes, as dívidas aos operadores, resolvendo o passado, já que para várias empresas esses valores são muito significativos e o seu não pagamento tem vindo a causar graves problemas de tesouraria». Para o responsável da associação dos transportadores é urgente encontrar soluções para colmatar este problema, uma vez que, a continuarem a verificarem-se, «poderá, no limite, ocorrer a suspensão dos serviços de transporte escolar por parte dos operadores, pelo menos nos moldes que têm sido praticados».
Recorde-se que desde, o início do ano, muitos têm sido os operadores a reclamar os pagamentos em atraso às autarquias. Alguns chegaram a ameaçar suspender os passes escolares. Exemplo disso foi o caso da Rodoviária do Tejo, que, no final de janeiro, revelava com “tolerância zero” com os municípios que persistem no incumprimento do pagamento da dívida à empresa. As autarquias de Vila Nova da Barquinha, Cartaxo, Almeirim, Torres Novas, Nazaré e Bombarral eram as que mais constrangimentos colocavam, sendo os atrasos nos pagamentos daqueles municípios, segundo Rui Silva, presidente da Rodoviária do Tejo, “insustentáveis e os incumprimentos recorrentes”. Em declarações à agência Lusa, o responsável advertiu que “a corda vai rebentar”, adiantando que “não é possível continuar a arrastar a situação” e sublinhando que as câmaras foram “alertadas para esta situação limite”.Dos 43 municípios servidos pela Rodoviária do Tejo apenas em 12 os atrasos nos pagamentos não ultrapassam os três meses, existindo alguns com 22 meses de atrasos. No final de 2011, a dívida das autarquias à Rodoviária do Tejo ascendia a 11 milhões de euros. O presidente da Rodoviária do Tejo explica que o incumprimento do pagamento das dívidas por parte das autarquias estão a colocar as empresas numa “situação limite” e já não têm condições para continuar a “financiar o sistema”, sob o risco de porem em causa o pagamento de salários e enfrentarem conflitualidade social.
http://www.transportesemrevista.com/Default.aspx?tabid=210&language=pt-PT&id=3591


publicado por Noticias do Ribatejo às 13:47
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012
ALEMIRIM - Rodoviária do Tejo ameaça cobrar bilheres a alunos de seis concelhos por dívidas das Câmaras

O presidente da Rodoviária do Tejo advertiu hoje que os alunos dos seis municípios que persistem no incumprimento do pagamento da dívida à empresa vão ter que passar a pagar o título de transporte a partir de 01 de fevereiro.

Rui Silva disse à agência Lusa que os alunos dos municípios de Vila Nova da Barquinha, Cartaxo, Almeirim, Torres Novas, Nazaré e Bombarral correm o risco de ter que pagar o seu título de transporte já a partir de quarta-feira, porque os atrasos nos pagamentos destas autarquias são insustentáveis e os incumprimentos recorrentes.

"Estamos a alertar que a corda vai rebentar. Não é possível continuar a arrastar a situação", afirmou, sublinhando que neste momento a empresa está com "tolerância zero" e que as câmaras foram alertadas para esta situação limite.

«Lusa»



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:12
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012
VILA NOVA DA BARQUINHA - Orçamento reduz investimento em 11%

O Município de Vila Nova da Barquinha viu aprovado por unanimidade, na sua reunião do passado dia 2 de Dezembro, os Documentos Previsionais de Gestão para 2012 (Orçamento, Grandes Opções do Plano e Mapa de Pessoal), bem como da Empresa Municipal “CDN – Centro de Negócios de Vila Nova da Barquinha”.

Entretanto, o Orçamento foi submetido à apreciação da Assembleia Municipal no passado dia 16 de Dezembro, que aprovou o documento por maioria.

O valor global do Orçamento para o ano de 2012 apresenta uma descida de 10,12% em relação ao ano de 2011, sendo que a dívida de despesa corrente diminui cerca de meio milhão de euros, enquanto que o investimento irá ser reduzido em 11,18%. Controlar e diminuir as despesas correntes e limitar os investimentos à sua adequação ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), são as duas grandes directrizes para o ano que se avizinha.

A prioridade do Plano Plurianual de Investimentos para 2012 será cumprir com os compromissos assumidos com fornecedores e construtores em anos anteriores e não finalizados até ao término de 2011, cuja maioria dos projectos beneficia de apoios financeiros aprovados.

Centro Escolar de Vila Nova da Barquinha, Centro Integrado de Educação em Ciências – “Centro Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha”, Requalificação da Escola D. Maria II são as mais importantes intervenções neste capítulo, na área da Educação. Destaque para a intenção do Município de construir um novo Pavilhão Desportivo no Campus Escolar de Vila Nova da Barquinha.

A Requalificação do Espaço de Lazer da Boucinha, na Praia do Ribatejo será outros dos investimentos a realizar no próximo ano.

Na área do Turismo Cultural, de salientar a concretização da grande aposta da Câmara Municipal no desenvolvimento turístico e económico do concelho que é o Projecto “Mercado das Artes”. Esta intervenção prevê a criação de um parque representativo da escultura contemporânea portuguesa, investimento que permitirá materializar outros investimentos incluídos nesta operação de reabilitação urbana, nomeadamente: remodelação do antigo edifício dos Paços do Concelho, criação de um Posto de Turismo e dotação de meios do Centro Cultural, reutilização do Edifício da Hidráulica – Oficina das Artes, reabilitação de 2 edifícios degradados para Alojamento Temporário para Criadores e Edifício Atelier Oficinal, dinamização dos produtos “Vila Nova da Barquinha”, entre outros.

As estradas e arruamentos do concelho também serão alvo de investimento, em especial a Estrada Nacional 3, cuja transformação em arruamento está praticamente concluída.

Um dos projectos mais importantes para 2012 será a criação da Loja Social de Vila Nova da Barquinha, na antiga Escola EB1 de Moita do Norte, com o objectivo de atenuar as dificuldades resultantes do actual contexto sócio económico, cujas consequências afectam as famílias mais vulneráveis do concelho.

Marcado pela austeridade imposta pela conjuntura económica e financeira nacional, reflectida na Proposta de Orçamento de Estado para 2012, e ainda pela responsabilidade financeira, social e económica, o documento define três objectivos estratégicos de médio prazo, nomeadamente – Incrementar a Capacidade Competitiva e a Coesão Territorial, Promover Modelos de Gestão para Potenciar a Eficiência e a Redução de Custos, e Melhorar a Organização e a Capacidade Institucional.

O Plano de Actividades Municipais revela uma aposta forte nas áreas abrangidas pela delegação de competências da Administração Central no âmbito da Educação, bem como na descentralização para as Juntas de Freguesia

Fonte: Câmara Municicipal de V.N. Barquinha



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:51
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012
VILA NOVA DA BARQUINHA- TANCOS

 

Embutido na encosta da terra que serve de passagem para o antigo Cais Militar de Tancos encontra-se o belíssimo auditório local.

Um auditório que permite uma vista soberba para o Tejo que de frente banha toda a visibilidade para além de encantar quem o visita como permite apreciar a beleza da aldeia que se apresenta pela frente, o Arrepiado, pertença do concelho da Chamusca.

Pena é não ser utilizado com a frequência necessária nem ao mesmo ser dado a projecção necessária.

Uma lacuna que nunca é tarde para corrigir e ser utilizada.

Por: António Centeio



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:06
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011
VILA NOVA DA BARQUINHA - Prova do Azeite

 Termina já no próximo dia 18 a mostra gastronómica que é promovida anualmente pelo Município de Vila Nova da Barquinha em parceria com os restaurantes do concelho, pelo 11º ano consecutivo. Até 18 de Dezembro, o azeite é rei à mesa dos restaurantes do concelho de Vila Nova da Barquinha, em mais uma edição da “Prova do Azeite”.

A iniciativa do Município tem como objectivo a divulgação do azeite, produto cuja produção e comercialização constituiu no passado, até ao século XX, uma importante actividade económica neste concelho, em tempos um imenso e generoso olival que fornecia matéria prima para alimentar a laboração de cerca de duas dezenas de lagares.

Para preservar a memória deste costume, nada como dar uso ao azeite, à nossa mesa.

António Centeio



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:01
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 4 de Outubro de 2011
VILA NOVA DA BARQUINHA -Comissão de Utentes da A23 e IC3 – Médio Tejo e do Movimento Pro IP6

A anunciada introdução de portagens na A23 e no IC3 por parte do Governo é profundamente negativa e injusta para a região do Médio Tejo, afectando as actividades económicas e sociais com um impacto devastador na sobrevivência das empresas, isolando as populações e cortando as acessibilidades necessárias, nos corredores vitais para um funcionamento em complementaridade do aglomerado de cidades. O pagamento de portagens na A23 e IC3 coloca em causa as escassas estratégias de desenvolvimento regional.
Hoje não existem alternativas às vias a portajar, pois as antigas vias, em muitos casos, foram remodeladas como arruamentos, semaforizadas, outras ainda estão inutilizáveis sem manutenção há anos, ou pior, alguns troços da antiga EN desapareceram pura e simplesmente debaixo do traçado da A23 aquando da sua construção.
Diz a constituição no seu Artigo 81.º, alinha d) que compete ao Estado “promover a coesão económica e social de todo o território nacional, orientando o desenvolvimento no sentido de um crescimento equilibrado de todos os sectores e regiões e eliminando progressivamente as diferenças económicas e sociais entre a cidade e o campo e entre o litoral e o interior;” para isso urge retomar os pressupostos da criação das SCUTS como forma de diminuir as assimetrias regionais e nacionais.
 António Ferreira



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:25
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011
Vila Nova da Barquinha com luz LED na estrada nacional

A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Santarém, está a colocar iluminações LED numa área de cerca de 1,5 quilómetros na Estrada Nacional 3, um projeto que se enquadra na remodelação e transformação desta via.

O projeto pioneiro em Portugal, vai permitir reduzir os consumos de energia em cerca de 40%.

Para além da poupança económica, a qualidade da luz emitida é superior à das lâmpadas convencionais, pois tem um comprimento de onda com espetro mais distribuído, além dum tempo de vida útil superior – 50 mil horas contra as 12 mil horas das lâmpadas convencionais.

Apesar do investimento financeiro necessário ser mais dispendioso que a iluminação tradicional, será rentabilizado no médio e longo prazo. As colunas de suporte são mais baixas e baratas, o que,nesse campo, significa um investimento inferior ao dos sistemas de iluminação até agora utilizados.

A decisão da autarquia surge na sequencia de um estudo que durou cerca de um ano e tem como objetivo baixar as suas despesas anuais no cenário de crise.
Leia mais em:

http://www.facebook.com/noticiasdo.ribatejo



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:27
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 13 de Abril de 2011
Vila Nova da Barquinha - O artesão dos avieiros

 

 

 Foi o pai que lhe motivou o gosto pelo artesanato, quando em pequeno, o via a construir os barcos para os pescadores do Tejo. Rui Miguel São Pedro, natural de Vila Nova da Barquinha, no Ribatejo, garante que foi a partir daí que nasceu a paixão pela construção de barcos em miniatura. «As formas e a maneira como eram construídos» deram o mote para os trabalhos de artesanto avieiro que actualmente desenvolve e que engloba as suas casas e cultura.

 Projecto de Candidatura dos Avieiros a Cultura Nacional | segunda-feira, 11 de Abril de 2011

Rui Pedro considera-se um amador das artes dos pescadores do Tejo. A paixão nasceu quando, ainda jovem, nos tempos livres, moldava a madeira e via o que dela era possível fazer.

Desta forma, Rui Pedro foi desenvolvendo o manusear dos materiais, que apurou a técnica e que hoje lhe permite produzir peças que vende a vários compradores nacionais interessados.

O jovem de Vila Nova da Barquinha, no distrito de Santarém, faz de tudo: desde barcos avieiros, barqueiros de Constância a varinos.

Uma apetência motivada pela observação que fez, durante anos, sobre a construção de barcos reais pelo pai. Rui Pedro foi também influenciado pela terra que o viu nascer. Naquela vila ribeirinha, a convivência diária com a paisagem do Tejo e dos seus pescadores, ajudou a aprofundar o prazer pelo artesanato a que hoje se dedica, levando-o a aprender esta arte, que considera «genuína».

Tudo isso, salienta, faz com que destaque a importância do seu trabalho para a divulgação da cultura das comunidades ribeirinhas do rio Tejo bem como o «modo como produzem os seus barcos e os utilizam».

«Esta é uma forma de permitir sensibilizar os portugueses para este valioso património que existe no Tejo e que as pessoas ignoram por não conhecerem», sublinha o jovem artesão.

Refere que tem sido positiva a procura que o seu trabalho tem registado e afirma que os clientes que o procuram são particulares, pescadores desportivos ou profissionais e, desse modo, está, por enquanto, «assegurado o seu trabalho» em Vila Nova da Barquinha.

Rui Pedro acrescenta ainda que, para além do prazer que tem em fazer estas miniaturas artesanais de barcos, isso ainda lhe permite aceder a «mais algum dinheiro» para minorar as despesas e «compromissos que a família lhe exige».

A técnica:
O jovem artesão foi produzindo as suas miniaturas de acordo com uma escala que elabora mentalmente sem precisar de recorrer às medidas proporcionais ao tamanho real.

A «precisão» é uma das máximas que diz ter quando trabalha os materiais e os objectos e garante que respeita «as formas, reproduzindo os utensílios e as cores» a partir dos modelos reais.

Todo o trabalho «é feito à vista, de acordo com a sua própria sensibilidade das proporções» que a experiência de anos de observações lhe ensinou.

Por outro lado, Rui Pedro vinca que tem ainda muito a aprender. «Se houvesse formação profissional específica para este tipo de artesanato, poderia evoluir mais nas técnicas de construção respeitando com muito mais rigor as escalas», explica.

Refere que há um centro de formação no Seixal, mas estando longe lamenta não poder inscrever-se. Considera, por isso, que se houvesse na região de Santarém um local que promovesse essa formação, seria muito útil e importante para ele e outros que, como ele, poderiam encontrar nesta actividade uma forma de gerar mais rendimentos para os artesãos.

E apela à criação de um Centro de formação onde se ensine «não só o artesanato, como a transmitir conhecimentos noutras áreas ligadas às actividades piscatórias existentes no rio Tejo».

«Não se conhecem outros artesãos que se dediquem a esta forma de arte, o que é uma pena. Não há apoios de qualquer natureza, pelo que o que faz resulta somente da sua própria iniciativa e risco. Tudo depende da sua vontade e empenho em continuar com esta actividade de que tanto gosta», lamenta rui Pedro.

Recorde-se que o projecto dos Avieiros prevê a criação de um Centro de Formação Tecnológica dos Rios que tem como objectivo formar pessoas nestas actividades. Caso venha a ocorrer, Rui considera que vale a pena aderir a esse projecto.

E conclui, dizendo que «para o projecto dos Avieiros, o artesanato ligado ao rio Tejo e à cultura Avieira deve ser encarado como uma actividade que pode vir a produzir rendimentos, necessários para promover o aumento da qualidade de vida de várias famílias das comunidades ribeirinhas». «O projecto dos Avieiros assegurará certamente a criação dessa mais-valia para a região e em particular para as comunidades Avieiras», finaliza.

http://cafeportugal.net/pages/sitios_artigo.aspx?id=3372



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:52
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 12 de Março de 2011
Os atletas Rui Silva (Sporting) e Sara Moreira (Maratona) venceram hoje o Campeonato Nacional de Corta-Mato Curto, disputado em Vila Nova da Barquinha.

Rui Silva revalidou o título conquistado na última edição, sendo a vitória de hoje a sétima nos últimos 12 anos e a terceira consecutiva (2000, 2001, 2002, 2003, 2009, 2010 e 2011).

Já Sara Moreira venceu a prova pela terceira vez, depois dos títulos alcançados em 2008 e 2009.

Colectivamente, a vitória em masculinos foi para o Sporting, enquanto no sector feminino sorriu ao Sporting de Braga.

http://desporto.sapo.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:51
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011
VILA NOVA DA BARQUINHA -O Almourol uma zona privilegiada em "discussão aberta"

A zona envolvente do castelo de Almourol possui um potencial turístico extraordinário. Mas pouca gente parece interessada em desenvolver essa potencialidade que tanto poderá ajudar a desenvolver a região como criar emprego ou criar riqueza e ainda melhorar as condições de vida das populações.

Faltam pessoas com visão. Falta também que os responsáveis políticos se interessem porque não chega só dizerem que «é um sítio bonito ou agradável».

 É necessário: agir e a empresa “ABC&E LDA – Almourol Bar Café & Eventos Lda”  que explora o espaço situado na proximidade do castelo tem vindo a fazê-lo apesar de sentir que está  a «lutar contra interesses maiores, contra interesses que apesar de invisíveis que  se sentem  porque  quando põe a mão na massa não tem agenda de interesses não mostram  vontade de ajudar a desenvolver uma zona que pelas suas características geográficas, culturais, patrimoniais, e Históricas, merece ser valorizada»

É preciso agir e há pessoas com uma verdadeira vontade de agir, não por interesses mas sim por sentirem que «esta terra dos nossos pais, dos nossos avós merece mais e melhor, não apenas pelo valor sentimental que possuem mas principalmente pelas características muitas delas únicas, que existe na zona envolvente do Almourol».

É por isso que a empresa concessionária não se resigna.  Se repararmos bem praticamente todos os “spots” publicitários do turismo de Portugal apresentam o Castelo de Almourol.

 E depois?

Basta isso?

 E o que fazem as pessoas que amam esta zona?

Ficam á espera?

De quê?

É preciso fazer algo, ser irreverente, ser diferente, haver potencial, (uma zona com potencial imenso) porque existem produtos (agricultura, turismo, gastronomia, etc…) para vender, há gente interessada em ajudar a desenvolver e a trabalhar gratuitamente para valorizar esta terra que tantos amamos.

Os responsáveis garantem que não ficar parados!

Há que amar esta Terra!



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:44
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010
Autarcas rejeitam declarações do presidente da REFER

Os autarcas de Constância e Vila Nova da Barquinha rejeitaram hoje as afirmações do presidente da REFER que os acusou de terem causado sucessivos entraves a acordos para a recuperação da ponte entre as duas localidades, encerrada em julho por falta de segurança. Luís Pardal foi hoje prestar esclarecimentos ao grupo de trabalho na Comissão parlamentar das Obras Públicas, acerca da previsão de abertura da ponte sobre o rio Tejo, que liga Constância sul a Praia do Ribatejo, já no município da Barquinha, encerrada ao tráfego rodoviário dia 20 de julho pela REFER, que alegou “falta de segurança” no tabuleiro rodoviário após uma vistoria técnica. Segundo a agência Lusa, o presidente explicou que a REFER cedeu em 1984 um dos tabuleiros da ponte para tráfego rodoviário às autarquias por já não necessitar dele, ficando as câmaras de Vila Nova da Barquinha e de Constância “responsáveis pela exploração da via rodoviária e pela manutenção do tabuleiro” e a empresa ferroviária pela manutenção da infraestrutura e dos pilares. Reagindo às declarações de Pardal, que disse ainda que a REFER “assinou um protocolo em 2009 que nunca chegou a entrar em vigor porque as câmaras não terão aceite as condições da sua participação no processo”, António Mendes, presidente da Câmara de Constância à altura dos factos, disse à agência Lusa “não ser verdade” que a autarquia que liderava não tivesse manifestado interesse em subscrever o protocolo. “O senhor Pardal está mal informado porque nós sempre fizemos a manutenção corrente ao tabuleiro e respondemos em apenas 11 dias à proposta de protocolo, onde considerámos que o mesmo era injusto mas que, não obstante, estávamos na disposição de o subscrever, ao contrário da REFER que nunca o fez”, afirmou. António Mendes, que presidiu à Câmara de Constância ao longo de 24 anos e afirmou ter “lutado pela ponte durante mais de 15 anos”, disse ainda à Lusa que “o problema de fundo não era o tabuleiro mas sim a conservação estrutural da travessia”. “Por isso, e se calhar bem, serviram-se de uma deliberação da Câmara da Barquinha para de fora unilateral terem feito as inspeções como fizeram e encerrar a ponte da forma que foi”, disse. Máximo Ferreira, atual presidente da autarquia, disse à Lusa que as declarações do presidente da REFER “não são justas nem correspondem inteiramente à verdade”. “Hoje”, acrescentou, “depois de chegados a um entendimento e a poucos dias de assinar um protocolo não me parece curial estar à procura de culpados quando todos terão tido a sua quota de responsabilidade no processo”. Miguel Pombeiro, presidente da Câmara de Vila nova da Barquinha, afirmou à Lusa que nunca chegou a assinar um protocolo por “não concordar” com alguns dos pontos nele contidos, nomeadamente “a forma indigna de pagamento à cabeça” por parte das autarquias. O autarca afirmou ainda que as declarações de Luís Pardal “não parecem adequadas tendo em conta que um protocolo para resolução do problema está a poucos dias de ser assinado”. “Isto não é um contrato de adesão, é um protocolo de entendimento entre as várias partes envolvidas”, concluiu.

«In Rádio Pernes»



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:48
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 25 de Setembro de 2010
VILA NOVA DA BARQUINHA - Tejo: Programa Polis requalifica estações ferroviárias desativadas em centros de interpretação
As estações de caminho de ferro desativadas nas localidades ribeirinhas vão ser aproveitadas para a criação de centros de interpretação, no âmbito do Polis Tejo, disse hoje, em Vila Nova da Barquinha, o coordenador do programa. Em declarações à agência Lusa, José Pinto Leite afirmou que o programa Polis do Tejo "vai dar uma vida nova" a toda a região ribeirinha do Vale do Tejo, tendo destacado a sua proximidade com Lisboa, "a maior região turística" do país. "Este tema foi colocado na agenda política e foram alocados meios financeiros importantes para o litoral e para os rios, no sentido de trabalhar melhor todos os recursos hídricos, e apontando como projetos estruturantes e prioritários todos aqueles que estejam ligados ao ambiente e à segurança", disse. «lUSA»


publicado por Noticias do Ribatejo às 20:38
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 7 de Setembro de 2010
VILA NOVA DA BARQUINHA - Serviços Públicos: Loja do Cidadão de Vila Nova da Barquinha / Opinião: Defesa SNS

Momento de decidir


A Saúde das populações só será efectivamente defendida se estas, através do seu voto e da sua intervenção directa, se mobilizarem na defesa dos seus interesses e no apoio político àqueles que, no quadro da democracia representativa em que vivemos, tenham dado provas de coerência e determinação na defesa dos interesses populares.


A retórica dos governantes, dos ex-governantes e dos candidatos a governantes do PS, PSD e CDS é cada vez mais insuportável. A distância entre as suas palavras e os seus actos escandaliza. Enoja, o seu empenho em servir os grandes banqueiros e destruir a esperança numa vida melhor.
 
Tantas vezes nos prometeram um amanhã luminoso à custa de mais uns sacrifícios. As mesmas vezes em que aumentaram os lucros dos banqueiros e a insegurança e a exploração dos trabalhadores.
 
Pobres de espírito, aqueles que se limitam a procurar alterar a correlação de forças entre os dominadores. Mais pobres os que acreditam mudar-lhes o comportamento trabalhando-lhes nas tripas.
 
Quando todos os estudos conhecidos mostram a superioridade do Serviço Nacional de Saúde, a sanha contra o serviço público de saúde aumenta. O PSD não esconde a sua voracidade no projecto de revisão constitucional que elabora. O PS procura asfixiá-lo com verborreia, com os cortes orçamentais e a destruição dos vínculos contratuais dos profissionais. A reforma da “reforma dos cuidados de saúde primários” já teve início, as unidades de saúde familiares privadas podem surgir a qualquer momento; a reforma da reforma dos cuidados hospitalares já está a andar, com milhares de camas do serviço público hospitalar de acesso gratuito a passarem a ser camas pagas nos cuidados continuados.
 
Provavelmente mais interessado em eleger Cavaco do que em cumprir promessas eleitorais das legislativas de 2009, o PS pode deixar cair, entre outras coisas na nossa região, o Centro de Saúde da Quinta do Conde e mesmo o Hospital do Seixal em 2012. Para estender a passadeira a Cavaco, o PS prefere perseguir pobre gente em nome da “moral”, do “rigor” e da “justiça” a tocar num tostão de banqueiros atulhados em milhões, verdadeiros campeões da agiotia transformados em cavaleiros do “empreendedorismo”, da “inovação” e do “desenvolvimento”.
 
A nossa região e as populações que a habitam têm dado muito ao país e do seu esforço muito depende o verdadeiro desenvolvimento de Portugal e o bem-estar dos portugueses. A resolução dos graves problemas que afectam o Serviço Nacional de Saúde no nosso distrito, seja ao nível dos cuidados de saúde primários ou dos cuidados hospitalares, é parte integrante e condição indispensável de uma política de progresso sustentado.
 
Aqueles que concebem políticas de desenvolvimento sem as pessoas são os herdeiros dos estrategas belicistas do imperialismo, que imaginavam as bombas de neutrões como a arma ideal pois eram capazes de matar as pessoas preservando os edifícios.
 
Nas eleições presidenciais vamos decidir se somos pelas pessoas ou contra elas.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:06
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010
Inauguração da Loja do Cidadão de Vila Nova da Barquinha
Vai ser inaugurada, na próxima segunda-feira, dia 6, pelas 10h30, a Loja do Cidadão de Vila Nova da Barquinha, localizada na Rua Pedro Álvares Cabral, n.º 4. A cerimónia contará com a presença da secretária de Estado da Modernização Administrativa, do secretário de Estado da Segurança Social e do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha( http://www.cidadetomar.pt/)


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:02
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 3 de Maio de 2010
VILA NOVA DA BARQUINHA-XV CHALLENGER Nersant realiza-se dias 28 e 29 de Maio no Parque Almourol
A Nersant está a preparar a XV edição do CHALLENGER Nersant, desta vez denominado “Fartos da Crise”, e que se irá realizar nos dias 28 e 29 de Maio na área de abrangência do Parque Almourol. Com duas dezenas de empresas inscritas, o CHALLENGER Nersant proporciona um dia e meio de grandes desafios e emoções, longe do stress da rotina profissional, o que constitui uma oportunidade única para as empresas motivarem os seus colaboradores. Através de desportos radicais e actividades de estratégia, os participantes desenvolvem o espírito de equipa, a liderança, a gestão do tempo, valores tão fundamentais no mundo dos negócios. Realizado anualmente desde 1996, o CHALLENGER caracteriza-se por ser uma prova de desporto aventura que reúne, em ambiente de convívio e partilha, várias empresas da região, o que promove o espírito de salutar competitividade entre estas. Para mais informações e inscrições, deverá contactar a Nersant através do número 249839500 ou do e-mail claudia.monteiro@nersant.pt.


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:39
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Março de 2010
VILA NOVA DA BARQUINHA-Cadáver aguarda nova sepultura em anexo de casa há três meses
Os restos mortais de um homem sepultado na freguesia de Souto, Abrantes, cuja campa foi destruída, devido ao mau tempo, estão há três meses depositados num anexo de uma casa em Vila de Rei. A situação foi denunciada pela família do defunto, sepultado no cemitério do Souto em Julho de 2000, e cujo jazigo foi destruído a 23 de Dezembro de 2009 por uma árvore que tombou, por causa do mau tempo, e que partiu a tumba de mármore e o caixão de madeira que continham os restos mortais. "Só se salvou o invólucro de chumbo que protegia o corpo", disse à Lusa João Barquinha, genro do homem ali sepultado, que acrescentou que os prejuízos ultrapassam os doze mil euros e que a junta de freguesia "ainda não se responsabilizou pelo pagamento dos danos verificados e nem se preocupou em levar o corpo para um jazigo de acolhimento", no cemitério. "Era altura de Natal e muita gente vai visitar a terra e o cemitério nessa ocasião, pelo que o presidente da junta pediu para que o corpo saísse dali durante alguns dias, para não causar má impressão", afirmou o familiar do defunto que acrescentou que o autarca o informou de que o pagamento dos danos ocorridos "é da inteira responsabilidade de quem é proprietário" do espaço. "O que é certo é que um amigo nosso, proprietário de uma agência funerária de Vila de Rei, anuiu ao nosso pedido e veio buscar os restos do cadáver e a urna para a substituir, julgando ele, e nós, que a questão seria resolvida em poucos dias, mas, três meses depois, ainda tem o corpo num anexo da sua casa", disse à Lusa João Barquinha. "Todas as semanas me telefona, desesperado por ter um cadáver em casa, mas certo é que ainda não se encontrou uma solução que agrade a estas duas partes", disse o familiar, que acrescentou que "a junta afirma não ter condições financeiras mas a família também não pode pagar" as despesas. "A árvore era grande de mais para estar dentro do cemitério e a junta é que tinha de antecipar este tipo de problemas. Não o fazendo, deve assumir as suas responsabilidades", afirmou João Barquinha, que não se conforma com as seis viagens que já teve de fazer entre Lisboa, onde reside, e Souto para tentar recolocar o corpo, mas sem sucesso até ao momento. Diogo Valentim, presidente da junta de freguesia do Souto, disse à Lusa que "o que está a suceder é tristonho e até caricato" e que tem "tentado ajudar" a família do defunto na resolução do problema "dentro das disponibilidades financeiras, que são poucas". "A natureza tem destas coisas mas vamos continuar a tentar chegar a um acordo", afirmou, tendo acrescentado que "já foi solicitada ajuda financeira à Câmara de Abrantes e ao Governo Civil de Santarém, tendo em conta a situação do defunto, que ainda se encontra num anexo de uma casa em Vila de Rei". Para João Barquinha, a junta de freguesia "não quer colaborar" até porque a família "já nem exige" um jazigo novo. "Apenas queremos um pouco de terreno e que a junta lá coloque uma lápide", afirmou. «jn»


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:29
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13


23
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Vila Nova da Barquinha re...

VILA NOVA DA BARQUINHA: “...

VILA NOVA DA BARQUINHA: M...

VILA NOVA DA BARQUINHA: C...

Barquinha no arranque dos...

Vila Nova da Barquinha: E...

TORRES NOVAS: «As mulhere...

VILA NOVA DA BARQUINHA: E...

VILA NOVA DA BARQUINHA: N...

VILA NOVA DA BARQUINHA: C...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds