NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 1 de Março de 2011
ABRANTES -Falta de médicos provoca situação "dramática" em Abrantes e Sardoal
A falta de médicos de clínica geral está a preocupar os autarcas de Abrantes e de Sardoal, que consideram a situação "dramática" e afirmam que, em termos de acesso a cuidados médicos de saúde primários, "pior não é possível". No concelho de Abrantes, com 19 freguesias e perto de 42 mil habitantes, dos 30 médicos de família previstos apenas 11 estão ao serviço. No vizinho concelho de Sardoal, com quatro freguesias e onde habitam cerca de 4.000 pessoas, a população está sem um único dos três médicos de clínica geral que ali deveriam prestar cuidados de saúde. Sem acesso directo a cuidados de saúde primários e com uma população envelhecida, à comunidade de Sardoal resta a alternativa de recorrer ao Centro de Saúde de Abrantes, a cerca de 20 quilómetros, e também ele com problemas na prestação de serviços médicos à sua população. A utente Rosa Ramos, de 54 anos, disse à Lusa que o problema "é grave", lembrado que no centro de saúde de Sardoal, desde o final de 2010, "presta-se apenas o serviço de receituário e de enfermagem". Segundo esta residente, a alternativa mais próxima é em Abrantes, alertando, no entanto, que, na falta de transportes públicos, uma deslocação implica ter viatura própria ou alugar um táxi, o que "não é fácil" para as pessoas mais idosas. Já José Faria, de 63 anos, considera que as gentes de Sardoal estão a viver uma tragédia. "As pessoas têm de ir para Abrantes, mas lá parece que também não há médicos. É uma tragédia, porque custa muito dinheiro, mas se eu tiver de recorrer a um médico se calhar terei de ir a Lisboa", afirmou. Miguel Borges, vice-presidente da Câmara Municipal de Sardoal, disse à Lusa que o concelho "bateu no fundo" em termos de prestação de cuidados médicos, acrescentando que "pior não é possível". De acordo com o autarca, "nem os três profissionais de saúde previstos para servir a população seriam suficientes", tendo em conta o seu envelhecimento e a necessidade de outro tipo de cuidados, como os de saúde mental. Para a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, a situação é "dramática". Esta autarca disse à agência Lusa estar na expectativa da chegada de médicos oriundos de países sul-americanos para minimizar as lacunas existentes. Enquanto isso, a autarca disse que vai investir este ano na aquisição de duas unidades móveis de saúde para chegar às populações mais isoladas. Por seu turno, Manuel Soares, porta-voz da Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo (CUSMT), que abarca uma sub-região com 15 municípios e 180 mil pessoas, defendeu a criação de "medidas de excepção", nem que isso implique o recurso à contratação de médicos estrangeiros. "Para situações extraordinárias, medidas extraordinárias", vincou. Fernando Siborro, director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Zêzere, disse à Lusa que é "impossível solucionar a questão", porque "os [médicos] que deixaram de trabalhar por motivos de serviço, de aposentações e de saúde, não têm quem os substitua". Segundo este responsável, "anunciam-se dias mais difíceis, porque há muitos médicos que se vão reformar nos próximos tempos e não vai haver novos profissionais para os substituir a curto, ou mesmo médio prazo". «Jornal Noticias»


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011
ABRANTES - Nos restaurantes de Abrantes, Constância e Sardoal

 
TAGUS organiza iniciativa para promover azeites da região

Começou na passada sexta-feira, dia 18 de Fevereiro, e vai até à Páscoa (dia 24 de Abril) a acção promocional que tem o objectivo de promover e valorizar os azeites produzidos no Ribatejo Interior, da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior em parceria com cinco produtores locais e 13 restaurantes aderentes. Designada por “Azeites da nossa Terra”, esta iniciativa pretende levar às mesas dos restaurantes de Abrantes, Constância e Sardoal cinco garrafas de 500 ml de azeite da variedade virgem extra.

A ideia é  que os clientes dos restaurantes aderentes possam escolher através da carta de azeites um ou dois azeites da acção e provar, gratuitamente, como entrada esses azeites virgens extra acompanhados de pão, servidos à mesa em pequenas tigelas. E depois possam escolher um dos azeites para temperar a sua refeição.

E porquê  a escolha dos restaurantes para promover o azeite? Como explica o Técnico Coordenador da TAGUS, “os restaurantes são essenciais, são a melhor forma de chegar aos consumidores”, é através deles que “os clientes se apercebem da qualidade dos produtos”, esclarece. “E estes 13 restaurantes são bons restaurantes da região, que procuram ter alguma preocupação na gastronomia que apresentam”, refere Pedro Saraiva.

Os azeites que fazem parte desta acção são: o Cabeço das Nogueiras, o Casa Anadia Galega, o Ourogal DOP, o Val escudeiro e o Zé Bairrão Azeite Virgem Extra.

Os “Azeites da Nossa Terra”, no âmbito abordagem LEADER, do ProDeR, podem ser encontrados nos restaurantes: Aquapolis, Almourol, Beefeater’s, Cascata, Cristina, Herdade de Cadouços, Quatro Talhas, Remédio d’Alma, Sabores da Cascata, Santa Isabel, São Lourenço, Ti Artur e Três Naus até 24 de Abril.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:17
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 16 de Novembro de 2010
PSD critica quebra de 28% no PIDDAC

 

O PSD criticou esta semana a redução de 28,1% (cerca de menos 5 milhões de euros) que o PIDDAC atribui ao distrito no Orçamento de Estado para 2011. O presidente da distrital laranja, Vasco Cunha, considera que “o distrito tem vindo a perder importância ao longo dos anos e há alguém a ganhar em detrimento da nossa região”.
Os sociais-democratas falam em “progressivo e sustentado decréscimo” e acusam o PS de “abandonar Santarém”, que nas contas do PSD; vai receber apenas 2,6% das verbas (cerca de 12,4 milhões de euros) do PIDDAC, sendo o 9º no ranking dos distritos quando é o 7º mais populoso do país. Ainda segundo as contas laranjas, o volume de transferências do PIDDAC será de 27 euros per capita, quando é de 38 euros em 2010.
O PSD destaca ainda que oito municípios da região – Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Constância, Coruche, Ferreira de Zêzere, Mação e Sardoal – não vão receber qualquer verba do PIDDAC e que, nos casos de Almeirim e Coruche, esta verba “zero” se verifica de há seis anos para cá. Na análise feita pelos deputados do PSD, salienta-se ainda a afirmação de “falta de transparência e omissões” no PIDDAC, nomeadamente, no que diz respeito às obras públicas, itinerários, estradas, pontes, caminhos-de-ferro, com especial destaque para a ausência de referências a quaisquer obras na ponte de Constância.
O PSD identifica ainda ausência de obras da segurança social, nomeadamente, as do programa PARES e a omissão de eventuais investimentos no Centro Hospitalar do Médio Tejo e no Hospital de Santarém. Ausentes neste documento estão também as contrapartidas da Ota, acrescenta o PSD.

 «O Ribatejo»

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:48
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 28 de Setembro de 2010
CONSTANCIA- Quase Quatro Milhões de Euros para apoiar projectos empresariais

Nova fase de recepção de Candidaturas ao ProDeR abre no Ribatejo Interior  

A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior vai abrir as candidaturas à abordagem LEADER, do Programa de Desenvolvimento Nacional Rural (ProDeR), para projectos nos territórios de Abrantes, Constância e Sardoal no dia 4 de Outubro.

Para este concurso, a TAGUS tem disponível para apoiar pequenos projectos empresarias, núcleos museológicos, serviços de apoio a crianças, idosos e população em geral cerca de 3,3 milhões de euros.

O período de recepção de candidaturas para Abrantes, Constância e Sardoal vai decorrer até 30 de Janeiro de 2011. Um período mais alargado que o da fase de 2009, visto ser “um montante muito significativo é necessário dar tempo para fazer e consolidar bons projectos”, explica o Técnico Coordenador da TAGUS, Pedro Saraiva.

O Órgão de Gestão da TAGUS alerta para o facto de haver um novo formulário de candidatura, resultante da recente legislação (a Portaria nº814/2010, de 27 de Agosto) e da necessidade de informação adicional ao processo documental e de avaliação da operação. As principais alterações do documento prendem-se com a inserção de novas rubricas de candidatura na tipologia de investimento, a introdução de três novos anexos e a apresentação de nova documentação complementar.

Para este primeiro e único concurso do ano de 2010, a TAGUS conta que as candidaturas respondam aos desafios lançados pelo ProDeR, nas temáticas da promoção da qualidade de vida das populações, da diversificação da actividade económica e criação de emprego, tendo em conta os eixos estratégicos definidos para esta Região.

Para evitar a não elegibilidade das operações, o Órgão de Gestão Local recomenda aos potenciais promotores a consulta do guião de preenchimento e da legislação aplicável, disponíveis no seu sítio da Internet (www.tagus-ri.pt). Não deixar o preenchimento dos formulários para a data limite de recepção de Candidaturas é outro dos conselhos dado pela Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior.

As candidaturas podem ser enviadas em formato digital para o email leader@tagus-ri.pt a partir de dia 4 de Outubro.

Com o objectivo de que estes projectos criem mais emprego para a Região de modo a fixarem as populações nestas zonas rurais, a TAGUS perspectiva que com este concurso de 2010 proporcione um investimento total de 6 milhões de euros no Ribatejo Interior.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:51
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 21 de Março de 2010
Nove municipios do Médio Tejo criam redes sociais de combate à pobreza e exclusão

 

 

 

 Uma plataforma de redes sociais vai ser criada no Médio Tejo para combater a pobreza e a exclusão social, em compromisso a formalizar na segunda feira em Abrantes, na abertura do Festival Nacional de Teatro Especial.

Os nove municípios que integram a Plataforma da Rede Social do Médio Tejo e a União Instituições Particulares de Solidariedade Social juntam-se no programa “Redes do Tejo”, um projeto liderado por Abrantes no âmbito do Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social, que pretende “combater a exclusão com um trabalho em parceria".

Abrantes, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha são os concelhos envolvidos.

A vereadora da ação social em Abrantes, Celeste Simão, disse à Lusa que o objetivo é “sensibilizar” as populações para as questões da pobreza e exclusão social, “desenvolvendo as redes sociais” dos respetivos municípios, que “apresentam problemas comuns”.

"A ideia base é realizar nos vários concelhos ações de formação, informação, seminários e outros, como forma de sensibilizar a opinião pública para questões sobre a pobreza e a exclusão social, mas também tendo em vista a rentabilização de esforços, a inovação social e, fundamentalmente, o trabalho em parceria e em rede”.

A promoção de actividades de solidariedade, a dinamização das redes sociais de cada concelho, a realização da feira social e do mês da solidariedade e ações de sensibilização e informação são, entre outras, algumas das actividades a realizar.

Este projeto foi alvo de uma candidatura conjunta ao Programa Nacional do Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social (PNAECPES) e, “apesar de carecer ainda de aprovação, os parceiros decidiram assumir desde já a sua realização”, acrescentou Celeste Simão.

O compromisso será assinado durante a cerimónia oficial de abertura da 8.ª edição do FNATES, o Festival Nacional de Teatro Especial, que visa “promover pela arte a inclusão das pessoas com deficiência”, e na presença da secretária de estado da Igualdade, Elza Pais.

Humberto Lopes, presidente do Centro de Recuperação e Integração de Abrantes (CRIA), a entidade organizadora, disse à Lusa que “o teatro, assim como as artes plásticas, surgem como ferramentas terapêuticas e pedagógicas que estimulam a criatividade, a sensibilidade e as emoções das pessoas, neste caso, com deficiência”.

“No Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social pretendemos ser um testemunho do que se pode fazer ao nível de uma associação sem fins lucrativos, na luta de todos os dias pela igualdade de tratamento, de direitos e de deveres que deve nortear a vida de cada um.

 http://www.ionline.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:39
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010
ABRANTES-Serviço de Urgências do hospital de Abrantes "entrou em ruptura"

O serviço de urgências do hospital de Abrantes "entrou em ruptura", registando desde o início do ano “congestionamentos e aumentos muito significativos nos tempos de espera” dos utentes, disse hoje fonte hospitalar.

Edgar Pereira, director clínico do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) - que engloba os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas -, disse à agência Lusa que a situação é “preocupante” e “as rupturas são resultado” do encerramento do serviço de atendimento prolongado por parte da direcção do Agrupamento de Centros de Saúde do Zêzere (ACES) no início do ano.

Aquele serviço funcionava com dois médicos no interior da unidade hospitalar, atendendo cerca de 150 utentes diariamente, entre as 08:00 e as 20:00, “em situação mista”.

“No início do ano, fomos confrontados com esta decisão do ACES e com a consequente cessação da prestação de serviços por parte dos profissionais de saúde”, afirmou o responsável, acrescentando que os cerca de 150 utentes continuam a deslocar-se para as urgências do hospital, “criando congestionamentos e aumentos muito significativos nos tempos de espera”.

“Do total de utentes que o serviço do centro de saúde atendia, cerca de uma centena necessitava apenas de cuidados primários de saúde. Se encerrassem o serviço mas levassem os utentes para a consulta de recurso, o serviço de urgências cumpriria cabalmente a sua função, atendendo os casos mais agudos”, frisou Edgar Pereira.

Em declarações à agência Lusa, Fernando Siborro, director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Zêzere, que agrega os Centros de Saúde de Abrantes, Constância, Ferreira do Zêzere, Sardoal, Tomar e Vila Nova da Barquinha, disse que “desde Outubro que o CHMT estava informado do encerramento" do serviço.

“Encerrámos o serviço de atendimento prolongado, essencialmente, por motivos de

reestruturação e para uma optimização de serviços, uma vez que reforçámos

significativamente a consulta de recurso com os dez médicos que prestavam ali serviço, à razão de dois por dia, e que vão, assim, poder receber mais utentes da própria lista de espera”, esclareceu Fernando Siborro.

“Este é um serviço que serve para dar resposta aos utentes sem médico de família, ou cujo médico esteja doente ou de férias, não é um serviço de urgência, e esta consulta de recurso abrange milhares de pessoas dos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal”, afirmou.

Para Edgar Pereira, no entanto, a situação é “insustentável”, admitindo “esforços” para a contratação de mais médicos para o serviço de urgência do hospital de Abrantes.

Lusa/SAPO (7.1.2010)

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:38
link do post | comentar | favorito
|

ABRANTES-Sobre o congestionamento da Urgência do Hospital de Abrantes

O MAL ESTÁ FEITO

OS UTENTES SÃO OS VERDADEIROS PREJUDICADOS

TEMOS É DE PENSAR NO FUTURO!

No momento complicado, que dura há meses, para a população dos concelhos de

Abrantes, Sardoal e Constância no que respeita ao acesso a cuidados de saúde, mais do que atribuir culpas interessa que sejam tomadas medidas de excepção para resolver o problema de imediato e pensar num plano estratégico que permita organizar cuidados de saúde de proximidade no conjunto da região.

Com a falta de médicos de família que se verifica, um pouco por todo o Médio Tejo, sofrem os doentes e as famílias, que são obrigados a maiores deslocações, mais tempos de espera, mais gastos, mais tempo perdido nas actividades profissionais e a sujeitarem- se ao agravamento do seu estado clínico. Sofre o SNS e as finanças públicas, pois não se podem prestar cuidados de qualidade em serviços congestionados e os cuidados hospitalares são muito mais caros que os prestados nos Centros de Saúde. Em conclusão, sofrem os utentes e o País.

Publicamente e em documentos enviados às entidades responsáveis, temos vindo a alertar para os problemas que agora se verificaram. Uns até nos ouvem, outros ignoram e outros hostilizam. Está na hora de assumirem as responsabilidades e pedirem desculpas por não terem em devido tempo resolvido o problema da falta de médicos de família. As entidades competentes têm todos os meios legais (ou podem criá-los), o dinheiro e o poder executivo para resolver o problema. Comecem o mais depressa possível! Os utentes agradecem.

Reafirmamos as nossas sugestões: contratem médicos reformados e/ou estrangeiros para que todas as Extensões de Saúde tenham médico ou médicos suficientes; contratem mais profissionais de enfermagem para os Centros de Saúde; reforcem a coordenação e a informação entre os ACES, Centros de Saúde e Hospitais; crie-se um quadro legal atractivo para os médicos dos cuidados primários que estão ou queiram vir para as zonas interiores do País; implemente-se uma correcta politica de formação de profissionais de medicina; instalam-se os Conselhos Consultivos e Conselhos de Comunidade para se iniciar um debate sério na procura das melhores soluções na organização dos cuidados de saúde no Médio Tejo.

A Comissão de Utentes da Saúde

do Médio Tejo

Médio Tejo, 8.1.2010

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:36
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010
Abrantes-Preside ao Conselho da Comunidade de ACES - Agrupamento de Centros de Saúde do Zêzere


 

Abrantes<br>Preside ao Conselho da Comunidade de ACES - Agrupamento de Centros de Saúde do ZêzereA Presidente da Câmara de Abrantes foi indicada para presidir ao Conselho da Comunidade do ACES - Agrupamento de Centros de Saúde do Zêzere. O nome de Maria do Céu Albuquerque foi indicado pelos presidentes das Câmaras que integram este órgão.

O conselho da comunidade é um órgão constituído por 14 personalidades representantes do poder local, administração regional e da sociedade civil. Entre outras competências, cabe a este conselho alertar o director executivo do agrupamento para factos reveladores de deficiências graves na prestação de cuidados de saúde assim como propor acções de educação e promoção da saúde e de combate à doença a realizar em parceria com os municípios e demais instituições.
Para a presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, este órgão assume um papel determinante para “podermos trabalhar nas matérias que dizem respeito a todos os munícipes que estão envolvidos, fazendo face às carências que hoje todos sentimos, nomeadamente na questão da falta de médicos de família”. A autarca de Abrantes assumiu já o compromisso com os seus pares para a realização de reuniões periódicas para que, legitimamente, possa “reivindicar” junto da administração o “melhor para as nossas comunidades em matérias de saúde familiar”.
O Agrupamento do Zêzere tem sede em Constância e agrega os Centros de Saúde de Abrantes, Constância, Ferreira do Zêzere, Sardoal, Tomar e Vila Nova da Barquinha.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:55
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 12 de Dezembro de 2009
Mensagem de Natal do Bispo de Santarém

A alegria que permanece

O Natal anuncia-se próximo com iluminações e enfeites das ruas, cânticos, compras, prendas, gestos de solidariedade, convívio familiar. As pessoas e o ambiente parecem mais humanos e fraternos, a vida mostra mais encanto. Respira-se uma alegria interior, serena, contagiante. Num mundo frio e egoísta bem precisamos da mensagem do Natal. Por isso, muitas pessoas manifestam a vontade de que o Natal permaneça e não seja apenas uma data passageira.

De facto, este período propõe fraternidade, paz, alegria e esperança. São atitudes e valores que correspondem aos anseios profundos do coração humano. Mas, frequentemente, sentimos a sua ausência. Sofremos com o individualismo, a desconfiança mútua, o desânimo, a solidão, a agressividade. Precisamos do Natal sempre. Nesse sentido vai a minha mensagem: façamos Natal todos os dias. De facto, Jesus nasceu para nos ensinar o caminho da paz e da alegria como um estilo de vida permanente.

Se formos à origem do acontecimento concluímos, realmente, que o Natal veio para ficar e criar uma situação nova: “O verbo incarnou e habitou entre nós”. Deus fez-se humano e apresentou-se no nosso meio, na humildade e na simplicidade de uma criança. Trouxe-nos a vida plena, a luz, a verdade. Com a Sua vinda oferece ao mundo mais fraternidade e esperança, mais encanto e beleza. Todos podemos dar um contributo para pôr em prática o Natal.

Vamos aprender na fonte a viver o Natal. Aproximemo-nos com renovada admiração do presépio para colher a mensagem desta representação do acontecimento histórico: No centro, uma criança estende-nos os braços e sorri. Aprendamos a estender os braços e a sorrir, vencendo a desconfiança que nos fecha aos outros. A alegria do menino aparece associada ao acolhimento e dedicação dos pais. Dediquemo-nos e defendamos também a união estável da família, alicerçada no amor e santificada pelo sacramento do matrimónio, como berço e ambiente para o desenvolvimento harmonioso dos filhos. Ao presépio acorrem variadas personagens em atitude de louvor e de oferta de dons. Saibamos partilhar o nosso afecto, a nossa atenção e os nossos bens com os que nos rodeiam, sobretudo com os mais carentes.

A alegria do Natal é, portanto, a alegria das realidades simples e essenciais da vida que resistem ao desgaste do tempo e unem as gerações: da simplicidade que denuncia uma cultura de fachada; da fraternidade que se traduz no acolhimento e no serviço e vence o individualismo; da paz que contraria a agressividade; do dom que renuncia ao egoísmo. O presépio irradia calor humano num tempo árido e fechado: É a alegria que permanece e vence a monotonia e a secura da vida. Procuremos dar o nosso contributo para que seja sempre Natal.

+ Manuel Pelino Domingues, Bispo de Santarém



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:39
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009
BENAVENTE-RASTREIO DO CANCRO DA MAMA EM BENAVENTE (ENTRE 10 DE DEZEMBRO DE 2009 E 06 DE JANEIRO DE 2010):

 

O Núcleo Regional do Sul Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) está a desenvolver nos concelhos da sua área de influência (concelhos dos distritos de Beja, Évora, Portalegre, Santarém, Leiria e Setúbal), uma intensa campanha de rastreio de cancro da mama, sendo que as mulheres entre os 45 e os 69, o público –alvo deste Programa Nacional.

Na sua missão de sensibilização para a efectivação deste rastreio, como interveniente com responsabilidades informativas e como agente na área da saúde pública, a Câmara Municipal de Benavente alia-se à LPCC e prestam a seguinte informação: 
 

MEIOS PARA O RASTREIO DO CANCRO /OBJECTIVOS

A prevenção das doenças do foro oncológico é uma das principais actividades do Núcleo Regional do Sul (NRS) da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Nesta imensa área de intervenção sobressai o Rastreio do Cancro da Mama, que integrado no Plano Oncológico Nacional e Programa Europeu Contra o Cancro, tem, como objectivos primordiais, a redução da letalidade da doença pois, através do diagnóstico atempado, é possível encontrar formas adequadas de tratamento, bem como melhorar a qualidade de vida dos pacientes, pois, a detecção precoce da doença permite encontrar meios menos agressivos para a debelar.

Para a consecução deste programa são utilizadas unidades móveis e fixa, guarnecidas por técnicas credenciadas em radiologia, que executam os respectivos exames às mulheres (convidadas, através de carta personalizada, a participar) com idade compreendida entre os 45 e os 69 anos, grupo etário a que se destina o rastreio.

O NRS dispõe dos seguintes meios para, na sua área de influência, exercerem de forma consistente o referido rastreio: 
 

  • 7 Unidades móveis, apetrechadas com equipamentos de mamografia, digitalizador de imagens mamográficas, técnicas de radiologia e pessoal administrativo, que se deslocam nos concelhos dos distritos de Beja, Évora, Leiria, Portalegre, Santarém e Setúbal. Em breve, outros distritos serão, igualmente cobertos;
  • 1 Unidade fixa – Santarém, apetrechada de forma igual às unidades móveis;
  • 1 Centro de Leituras e Aferições (CLA), sito em Lisboa, “coração” do rastreio, equipado com aparelhos de leitura de radiografias (mamografias), ecógrafo, mamógrafo e outros equipamentos médicos que permitem acurar o diagnóstico.

Existe ainda uma equipa de 5 médicos radiologistas que asseguram a leituras dos exames (segundo o método da dupla leitura cega) e efectuam outros exames complementares de diagnóstico, nos casos em que o exame radiológico não é conclusivo. 
 

O rastreio no Concelho de Benavente decorrerá, salvo alguma contrariedade: 
 

  • Junto ao Centro de Saúde de Benavente entre 10 de Dezembro de 2009 e 06 de Janeiro de 2010;
  • Junto ao Centro de Saúde de Samora Correia a partir de 18 de Janeiro de 2010 até data a definir.

 
 

Os exames de rastreio e as consultas de aferição em Lisboa são, totalmente grátis para as mulheres que participam neste rastreio do cancro da mama.  
 
 

Sem outro assunto de momento

Com os melhores cumprimentos 
 

                                        O Presidente da Câmara Municipal 
 
 

                                           (António José Ganhão) 
 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:47
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009
TOMAR - PSP chamada para acalmar os ânimos na Unidade de Saúde de Marmelais

 

A confusão instalou-se, nesta terça-feira, na Unidade de Saúde de Marmelais, quando uma utente, com Gripe A confirmada, pretendia ser atendida pelos médicos de serviço. Segundo informações recolhidas no local, os funcionários do espaço avisaram a paciente de que não podia estar nas instalações daquela unidade, uma vez que eram elevados os riscos de contágio dos outros utentes.

 

 

Aliás, situações do tipo podem considerar-se como crime público, punível com pena de prisão, caso se prove, como é óbvio, que se trata de tentativa de contágio deliberada. Por isso mesmo, a Polícia de Segurança Pública foi chamada ao local para acalmar os ânimos, o que aconteceu desde logo, segundo nos confirmou, há poucos instantes, fonte da PSP.

Tomar regista 42 casos de Gripe A

Entretanto, estão actualizados os dados referentes à Gripe A no que diz respeito ao Agrupamento de Saúde do Zêzere. No concelho de Tomar, estão confirmados 42 casos. Em Abrantes, por sua vez, estão contabilizados 90, seguindo-se Vila Nova da Barquinha com 88. Ferreira do Zêzere regista 35, em Constância são 9 os casos confirmados enquanto, no Sardoal, são apenas 6. De todos estes, 66 por cento correspondem a pessoas com menos de 20 anos, ou seja, crianças e adolescentes em idade escolar.

http://www.radiohertz.pt/?

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:17
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009
SANTARÉM - W Shopping lança concurso de Natal

 

O W Shopping, centro comercial gerido pela Multi Mall Management, lançou o concurso de Natal: «Mistério no W Shopping». O concurso, no qual os visitantes do W Shopping se podem habilitar a ganhar um prémio no valor de cinco mil euros em compras, já começou no dia 14 de Novembro. Para vencer o prémio, terão de conseguir decifrar até ao próximo dia 5 de Janeiro de 2010, o «Mistério do W Shopping».

 

 

As compras no valor de 15 euros e múltiplos transformam-se em participações. A cada participação é fornecida uma pista. Quantas mais vezes participarem, mais possibilidades os participantes terão de ser o grande vencedor do concurso «Mistério do W Shopping». No decorrer do concurso serão dadas algumas pistas aos participantes que poderão ajudá-los a desvendar o misterioso enigma. As pistas vão estar espalhadas pelo W Shopping, vão estar disponíveis em jornais locais e no Facebook em «W Mistério de Natal». Sozinho ou com a ajuda da família, siga as pistas e divirta-se a desvendar o grande Mistério do W Shopping. O importante é dedicar atenção TOTAL aos mínimos detalhes de cada pista. Quer uma pista? O W vai ser o Centro de toda a acção. Para obter mais informações acerca deste concurso de Natal «Mistério no W Shopping», dirija-se ao Balcão de Informações do W Shopping.

http://www.radiohertz.pt/

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 14 de Novembro de 2009
Almeirim recebe prova de corta-mato de abertura

 

Almeirim - Ass 20 kms HPIM1304

A primeira prova de corta-mato da época 2009/2010 do calendário competitivo da Associação de Atletismo de Santarém (AAA) vai realizar-se no parque da Zona Norte de Almeirim, no próximo dia 6 de Dezembro, organizada pela Associação 20kms de Almeirim.

O corta-mato inicia-se às 9h30, e esperam-se cerca de 250 atletas federados dos diversos clubes do distrito de Santarém, numa prova aberta a escalões desde os benjamins aos veteranos, de ambos os géneros.

http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:31
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 10 de Novembro de 2009
Os intocáveis

O processo Face Oculta deu-me, finalmente, resposta à pergunta que fiz ao ministro da Presidência Pedro Silva Pereira – se no sector do Estado que lhe estava confiado havia ambiente para trocas de favores por dinheiro. Pedro Silva Pereira respondeu-me na altura que a minha pergunta era insultuosa.

 

Agora, o despacho judicial que descreve a rede de corrupção que abrange o mundo da sucata, executivos da alta finança e agentes do Estado, responde-me ao que Silva Pereira fugiu: Que sim. Havia esse ambiente. E diz mais. Diz que continua a haver. A brilhante investigação do Ministério Público e da Polícia Judiciária de Aveiro revela um universo de roubalheira demasiado gritante para ser encoberto por segredos de justiça.

O país tem de saber de tudo porque por cada sucateiro que dá um Mercedes topo de gama a um agente do Estado há 50 famílias desempregadas. É dinheiro público que paga concursos viciados, subornos e sinecuras. Com a lentidão da Justiça e a panóplia de artifícios dilatórios à disposição dos advogados, os silêncios dão aos criminosos tempo. Tempo para que os delitos caíam no esquecimento e a prática de crimes na habituação. Foi para isso que o primeiro-ministro contribuiu quando, questionado sobre a Face Oculta, respondeu: "O Senhor jornalista devia saber que eu não comento processos judiciais em curso (…)". O "Senhor jornalista" provavelmente já sabia, mas se calhar julgava que Sócrates tinha mudado neste mandato. Armando Vara é seu camarada de partido, seu amigo, foi seu colega de governo e seu companheiro de carteira nessa escola de saber que era a Universidade Independente. Licenciaram-se os dois nas ciências lá disponíveis quase na mesma altura. Mas sobretudo, Vara geria (de facto ainda gere) milhões em dinheiros públicos. Por esses, Sócrates tem de responder. Tal como tem de responder pelos valores do património nacional que lhe foram e ainda estão confiados e que à força de milhões de libras esterlinas podem ter sido lesados no Freeport.

Face ao que (felizmente) já se sabe sobre as redes de corrupção em Portugal, um chefe de Governo não se pode refugiar no "no comment" a que a Justiça supostamente o obriga, porque a Justiça não o obriga a nada disso. Pelo contrário. Exige-lhe que fale. Que diga que estas práticas não podem ser toleradas e que dê conta do que está a fazer para lhes pôr um fim. Declarações idênticas de não-comentário têm sido produzidas pelo presidente Cavaco Silva sobre o Freeport, sobre Lopes da Mota, sobre o BPN, sobre a SLN, sobre Dias Loureiro, sobre Oliveira Costa e tudo o mais que tem lançado dúvidas sobre a lisura da nossa vida pública. Estes silêncios que variam entre o ameaçador, o irónico e o cínico, estão a dar ao país uma mensagem clara: os agentes do Estado protegem-se uns aos outros com silêncios cúmplices sempre que um deles é apanhado com as calças na mão (ou sem elas) violando crianças da Casa Pia, roubando carris para vender na sucata, viabilizando centros comerciais em cima de reservas naturais, comprando habilitações para preencher os vazios humanísticos que a aculturação deixou em aberto ou aceitando acções não cotadas de uma qualquer obscuridade empresarial que rendem 147,5% ao ano.

Lida cá fora a mensagem traduz-se na simplicidade brutal do mais interiorizado conceito em Portugal:

Nos grandes ninguém toca.

In: Jornal de Notícias - 02-11-2009

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:52
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 9 de Novembro de 2009
Câmaras mais dependentes do imobiliário na Grande Lisboa
As câmaras da Grande Lisboa dependem mais dos impostos directos e dos ligados ao imobiliário, liderados pelo concelho de Cascais. Esta é uma das conclusões de um estudo sobre a execução orçamental dos 51 municípios da região de Lisboa e Vale do Tejo.

O estudo Câmaras da Região de Lisboa e Vale do Tejo-Análise Financeira da Execução Orçamental 2006/2007, realizado no âmbito da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) de Lisboa e Vale do Tejo, foi coordenado por Carlos Santos Sousa e Carla Gonçalves. No documento admite-se que uma avaliação de dois anos é "insuficiente para se projectar uma tendência de evolução", mas sublinha-se que o poder local tem sofrido "importantes mudanças", com um significativo aumento das verbas movimentadas, especialmente fruto das suas novas atribuições e competências.

O estudo divide os 51 municípios da região em cinco zonas principais - Grande Lisboa (oito concelhos do Norte da área metropolitana), Península de Setúbal (nove municípios da AML), Lezíria do Tejo, Médio Tejo e Oeste -, com desigualdades demográfica e económico-social, mas sujeitas a uma polarização metropolitana.

Em 2006, estas 51 câmaras geraram uma receita total de 2303 milhões de euros, valor que subiu cinco por cento no ano seguinte, enquanto as despesas aumentaram dois por cento. O decréscimo proporcional no investimento está relacionado com a diminuição de fundos comunitários.

Os autores do estudo, concluído no passado Verão, avaliaram o peso das receitas ligadas ao imobiliário nos orçamentos municipais. E os resultados não fugiram muito ao esperado, mas salientam que esta é, porventura, a fonte de receita "mais exposta às oscilações conjunturais da economia". Classificando como imobiliário as verbas de IMI e de IMT e as taxas de loteamentos e obras, o documento conclui que os municípios da Grande Lisboa são claramente mais dependentes destes recursos. Quatro deles - Cascais (62 por cento), Loures, Sesimbra e Odivelas - têm mesmo mais de metade das suas receitas de 2007 nesta origem. No plano oposto, o Sardoal não vai além dos seis por cento, seguido por Vila Nova da Barquinha e Chamusca, com oito. A Grande Lisboa dependia no exercício de 2007 em 46 por cento das receitas do imobiliário, seguida pela Península de Setúbal, com 45 por cento, o Oeste com 33 por cento, a Lezíria, com 26 por cento, e o Médio Tejo, com 21 por cento.

Investimento no Oeste

As câmaras do Oeste - 31 por cento das suas receitas totais em 2006 e 30 por cento no ano seguinte - e do Médio Tejo - 36 por cento em 2006 e menos dez por cento no ano seguinte - foram as que mais canalizaram verbas para investimento. Seguem-se as câmaras da Lezíria, com 27 por cento em 2006 e 20 por cento no ano seguinte. A Península de Setúbal desceu, no mesmo período, de 19 por cento para 18 por cento e a Grande Lisboa subiu de 14 por cento para 15 por cento, o que significa que, em média, são estes municípios mais populosos que menor parcela das suas receitas destinam ao investimento.

As câmaras da Grande Lisboa são as que mais dependem dos impostos directos (IMI, IMT, imposto sobre veículos e derrama) - 56 por cento das receitas anuais em 2007 - e mais marcantes em municípios como Cascais, Oeiras (mais de 60 por cento), Lisboa, Sintra e Odivelas (50 por cento a 60 por cento). As autarquias da Lezíria e do Médio Tejo são as mais dependentes das transferências do Orçamento do Estado e de fundos comunitários. Sardoal, Ferreira do Zêzere, Vila Nova da Barquinha, Constância e Chamusca não atingem dez por cento de receitas de impostos directos e dependem muito das transferências (78 por cento no Sardoal e 70 por cento em Ferreira do Zêzere).

«Público»



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:15
link do post | comentar | favorito
|

SANTARÉM - Bombeiros decidem manter preços de serviços prestados à comunidade

 

24 das 28 Corporações de bombeiros da Federação de Bombeiros do Distrito de Santarém estiveram reunidas em assembleia-geral e decidiram manter, em 2010, as tabelas de  preços de serviços prestados à comunidade. O presidente da federação, Adelino Gomes, refere que esta decisão, tomada por unanimidade, visa situações pontuais e serve apenas de referência para esses casos:

 

 

«Esta tabela não trás grandes vantagens ou receitas aos bombeiros. Trata-se de uma tabela para alguns serviços ocasionais. De entre os serviços tabelados, na assistência a actividades de desporto e lazer, a taxa de saída de cada viatura ligeira, até 10 quilómetros de distância, é de 30 euros, e por cada viatura pesada, 120 euros. Para deslocações além de 10 quilómetros paga-se mais 1,80 euros a cada quilómetro em viatura ligeira e 5 euros em viatura pesada. A abertura de portas é outro dos serviços muito requisitados. Neste caso, em 2010, vai continuar a pagar-se a taxa de saída (até 10 Km) de 25 euros. O preço de quilómetro percorrido é de 2,50 euros e o preço de cada bombeiro por hora de actividade é de 12,50 euros. Refira-se que estes são valores de referência cabendo a cada município decidir os valores finais.

http://www.radiohertz.pt/

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:51
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 7 de Novembro de 2009
Quinta de Abrantes que acolheu Bocage tem projecto de requalificação de 5 milhões de euros

 

Quinta Valle Louza

A Quinta do Valle da Louza, no lugar de Sentieiras, entre Abrantes e Sardoal, e por onde Bocage passou largas temporadas, vai agora ser alvo de um projecto de requalificação ao longo dos próximos dez anos, com obras orçadas em cinco milhões de euros.

Na posse da mesma família ao longo de muitas gerações, a quinta foi adquirida pelos empresários Carlos e Alexandra Sousa, pela “afectividade, paixão pelo espaço e pela história do local”, e com o objectivo de “criar um núcleo museológico visitável a partir casa primitiva e original” de Manuel Constâncio, médico-cirurgião da rainha D. Maria I.

A secular propriedade, projectada e concebida na segunda metade do século XVIII por Manuel Constâncio, “serviu também de acolhimento a Bocage, poeta que, além de amigo da família era frequentador assíduo da quinta, durante uma das suas fugas políticas”, disse Carlos Sousa.

Segundo o empresário, a casa principal “ainda preserva a traça, os materiais e toda a configuração inicial da sua construção, abarcando e mantendo intactas todas as memórias das suas origens”.

Carlos Sousa afirmou à Lusa que “as prioridades” do projecto passam pelo “reforço do património histórico”, com “aprofundamento da pesquisa histórica sobre personagens e identificação e sinalização de lugares e percursos, a recuperação das várias fontes e repuxos, o restauro do lago dos ‘recortes’ e a recuperação e revitalização dos jardins”.

“Vamos ainda fazer a reconstrução do labirinto existente, segundo o mesmo padrão do século XIX, o restauro dos azulejos setecentistas da casa primitiva, do altar e da capela de talha dourada, com as respectivas pinturas, para além de mobilar à época o quarto de Manuel Constâncio e do sótão que acolheu Bocage”, afirmou.

Considerado recentemente como “projecto-âncora”, no âmbito do consórcio “Mercados do Tejo“, o projecto de Desenvolvimento Integrado Louza XVIII-XXI viu aprovada a primeira fase de intervenção, orçada em 2,3 milhões de euros.

Para Carlos Sousa, “a sustentabilidade do projecto tem de assentar na diferença da oferta e na fuga a produtos que sugiram conceitos de padronização e massificação”.

“O núcleo primitivo construído no século XVIII, e agora em requalificação, poderá ser alugado, mesmo em regime semi-prolongado, para quem busque a tranquilidade e isolamento, ou para quem esteja empenhado num trabalho literário ou académico”, disse

http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:12
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009
Candidaturas abertas para Mestrado em Auditoria e Análise Financeira

Candidaturas abertas para Mestrado em Auditoria e Análise Financeira

Foto de arquivo

 
Encontram-se abertas as candidaturas para o Mestrado em Auditoria e Análise Financeira, ministrado no Instituto Politécnico de Tomar.
O Mestrado em Auditoria e Análise Financeira está orientado para as novas necessidades do mercado de trabalho, oferecendo aos participantes uma sólida formação nas áreas da auditoria e da análise financeira, tendo como principal objectivo formar especialistas que possam desenvolver as suas competências no âmbito de uma empresa ou como profissionais liberais.

Esta Formação está desenhada para responder às exigências do mercado de trabalho através da valorização profissional para quem necessite de uma preparação adequada de base científica para seguir uma carreira de especialização, ou para desenvolver as capacidades dos responsáveis pelas diversas organizações, através da melhoria dos seus conhecimentos técnicos.

Os conteúdos programáticos garantem ao participante a aquisição de conhecimentos completos e profundos nas áreas da auditoria e da análise financeira.

Graças à experiência adquirida a nível de docência, bem como no campo profissional, estamos em condições de proporcionar aos participantes um mestrado com um marcado cariz profissionalizante.
Através deste plano de estudos pretende-se promover uma formação sólida e rigorosa, que permita aos futuros mestres em Auditoria e Análise Financeira desempenhar actividades de natureza profissional de elevada competência técnica, potenciando assim a respectiva empregabilidade.

De uma forma geral, os mestres em Auditoria e Análise Financeira poderão desempenhar funções em instituições financeiras e seguradoras, grandes empresas integradas ou não em grupos empresariais, empresas de Auditoria (SROC’s), bem como em pequenas e médias empresas existentes no país, ajudando a fomentar o desenvolvimento do tecido empresarial nacional e instituições públicas a nível local ou central.

Mais informações em www.ipt.pt

fonte: http://www.radio.cidadetomar.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:15
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 3 de Novembro de 2009
Espanhóis querem comprar fábrica Cintra

 

cintra 03

 

Os espanhóis da Font Salem estão em negociações com os administradores de insolvência da cervejeira Drink In, de Santarém, num processo que ainda não está fechado, disse à Lusa fonte da comissão de trabalhadores.

Jorge Armindo, que adquiriu a Drink In a Sousa Cintra em 2006, disse à Lusa que foram pedidos mais 15 dias (até 16 de Novembro) ao tribunal de Santarém para apresentação de um plano de viabilização da empresa, recusando confirmar o interesse dos espanhóis da Font Salem.

Fonte da comissão de trabalhadores disse, no entanto, à Lusa que responsáveis da Font Salem já visitaram a empresa e que terão posto como uma das condições o despedimento, até ao fim do ano, de 46 dos actuais 96 trabalhadores.

fonte: http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:13
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 27 de Outubro de 2009
Distrito de Santarém vai perder população

Distrito de Santarém vai perder população 

Um estudo revela que em 2030 o distrito poderá ter menos cerca de 19 mil habitantes do que actualmente

   

O Governo Civil de Santarém publicou um estudo que revela uma tendência preocupante de quebra de população no distrito nas próximas décadas.
O problema é mais preocupante em concelhos como Tomar e Abrantes onde a perda de habitantes se vai acentuar até 2030.
Essa tendência já se verifica e vai agravar-se noutros municípios como Mação, Sardoal e Chamusca.

O jornal “Público” de hoje inclui uma notícia sobre o tema:


Santarém deve perder população já a partir de 2010 Coruche pode crescer
 

fonte: Jornal O Templário



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:00
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
O país à mesa em Santarém no Festival de Gastronomia

 

 


O Festival Nacional de Gastronomia acolhe, entre os dias 26 e 27 de Outubro, a 5ª edição do Congresso Nacional de Gastronomia. Espaço de reflexão e de encontro entre profissionais, gastrónomos e público em geral, o Congresso é organizado em parceria com a Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP).

Na segunda-feira, a partir das 10h00, abre-se o ciclo de conferências com o painel “a gastronomia do nosso tempo”, moderado por Paulo Amado, e que contará com intervenções de José Bento dos Santos, José Manuel Esteves, David Lopes Ramos e Alberto Marquês. A sessão da tarde será dedicada ao tema “a cozinha portuguesa no mundo”, moderado por Manuel Gonçalves da Silva, e que internacionalização para a cozinha portuguesa”, por Vírgilio Gomes. Destaca-se a conferência “um restaurante português no mundo”, com a presença do proprietário do Ferreira Café de Montreal.

O segundo dia do congresso, na terça-feira, será dedicado ao arroz carolino, por Maria de Lurdes Modesto,
e aos produtos nacionais, sendo analisada “a facilidade de linguagem internacional do pastel de nata”, por Vítor Domingues, ou ainda “o vinho como parceiro da refeição”, por Diogo Campilho. A ViniPortugal e a Associação de Municípios Produtores de Vinhos marcarão forte presença, com provas diárias de vinhos. A assistência ao congresso é gratuita, mediante inscrição nos sites de internet da AHRESP e do Festival.

O Festival Nacional de Gastronomia aposta este ano nas demonstrações de cozinha “Jovem Talento da Gastronomia”. A organização traz ao contacto com o público no Festival mais de uma dezena de jovens esperanças da nossa culinária.

Assim, a partir de sábado, dia 24, treze nomes vão passar pelo claustro da Casa do Campino, das 19h00 às 20h00. Celestino Grave, Gonçalo Novais da Costa, João Antunes, Vítor Claro, João Rodrigues, Martinho Moniz, João Simões, Bernardo Agrela, João Sá, Nuno Barros, David de Jesus, Carlos Gonçalves e Nuno Mendes são os escolhidos este ano para dar a conhecer a ligação entre os sabores portugueses e as novas técnicas culinárias.

Outra novidade desta edição é o I Concurso do Petisco. Os 13 restaurantes presentes nas “tasquinhas” localizadas nas antigas cavalariças da Casa do Campino vão disponibilizar, num espaço do balcão destinado exclusivamente para esse fim, entre dois e seis petiscos, que submetem à votação do público.
Os petiscos constarão de uma iguaria, uma fatia de pão e um copo de
vinho ou uma “lambreta” de cerveja (a um preço único de 3,50 euros), podendo os “provadores” aprender a confeccionar a especialidade que mais apreciaram, em demonstrações de cozinha previamente agendadas pela organização. Ao votarem no petisco mais apreciado habilitam-se a prémios entre os quais fins-de-semana nos Açores, Madeira e Minho.

Horários do Festival:
De segunda a sexta-feira e véspera de feriado, das 12h00 às 16h00 e das
19h00 às 24h00.

Sábados, domingos e feriados, das 12h00 às 24h00.

Preços dos ingressos: 2,50 euros por pessoa. Almoços regionais: 27,50 euros cada almoço (38,50 euros no dia 11). Reservas na agência de viagens Plenotur
- telef. 243333022, fax 243333050.

fonte:http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

Taça Ribatejo ao rubro

 

 

42-16935174

A uma jornada do fim da fase de grupos houve poucas surpresas e várias equipas perderam a esperança de passar para a 1ª eliminatória. Não há, por enquanto, líderes indefectíveis.

Uma dos resultados inesperados aconteceu no grupo 1, em Alcanena, onde a equipa de José Torcato perder a oportunidade de resolver o apuramento. O inesperado empate com o Ouriense adiou a decisão, para qualquer das equipas. A última jornada do Alcanenense em Caxarias promete ser uma final, pois a equipa da casa também almeja passar.

No grupo 2, o Riachense protagonizou uma das goleadas da jornada frente ao Assentis. Torres Novas também venceu, sendo que as duas equipas do mesmo concelho assegurarão provavelmente os dois primeiros lugares. O jogo adiado entre as mesmas (dia 1 Dezembro) será o grande dérbi para atribuir o primeiro lugar.

O Alferrarede foi mais uma equipa do escalão superior que não conseguiu ultrapassar o adversário da Secundária. Como no campeonato, os dragões ainda não conseguiram atiçar a chama e já estão arredados do apuramento. O Tramagal foi quem arrancou um ponto ao Alferrarede e adiou o apuramento para a última jornada com o Pego, que venceu sem dificuldades o Mouriscas.

No grupo 4, só o Pernes ficou já arredado da possibilidade de passar a fase de grupos, após a derrota em casa com o Moçarriense. Ainda assim é o Amiense e o Mindense que estão em melhor vantagem para ficar em primeiro, uma vez que têm um jogo a menos.

O Ouriquense redimiu-se da última derrota em casa contra uma equipa do campeonato abaixo do seu, o Emp. Comércio. Desta vez o Estrela venceu o Rio Maior e recolocou-se na corrida pelo segundo lugar. Os Caixeiros é que estão na mó de cima, venceram o Pontével e basta o empate na última jornada para garantir o apuramento. O Pontével está arrumado.

Noutro grupo (6), o Fazendense vai aproveitando para fazer o que não consegue no campeonato; já leva duas vitórias. Pela segunda vez conseguiu uma vantagem folgada, se bem que contra equipas da divisão inferior à sua. Coruchense e Barrosense já estão eliminados, uma vez que também o Benavente bateu a equipa de Coruche. Resta saber quem será o líder deste grupo.

Mais uma equipa da Secundária a fazer melhor figura do que alguns adversários da Principal: os Ferroviários assumiram-se como os líderes do grupo 7 ao arrancar um empate em Tomar. Os nabantinos ainda têm a vantagem de um jogo a menos, com o Ferreira do Zêzere. Estes já estão eliminados, uma vez que perderam com a Linhaceira, que se colocou no segundo lugar e vai jogar com o Tomar na próxima jornada.

Tal como o Fazendense, o Mação vai tomando o gosto de ganhar na Taça, tentando passar o ritmo das vitórias para o campeonato. No grupo 8, a turma de Zé Carlos deu uma mão cheia de golos ao Meiaviense, reivindicando o estatuto de primodivisionário. Destaque também para o Atalaiense que venceu pela primeira vez este ano em competições oficiais, afastando definitivamente o Sardoal da Taça.

O Glória segue na liderança do grupo 9, consequência da vitória fácil sobre o U. Chamusca, que já não tem hipótese. Já o invicto Almeirim ganhou, não sem luta, os primeiros três pontos ao Marinhais, mas ainda tem um jogo a menos. Serão os almeirinenses que provavelmente acabarão como líderes do seu grupo, ficando a corrida interessante pelo segundo lugar entre Glória e Marinhais.

Por fim no grupo 10, o Cartaxo ficou com a vida facilitada depois de marcar meia dúzia ao Salvaterrense, eliminando-o. O Samora Correia, que já tinha causado contratempos ao Cartaxo no último jogo, venceu o Porto Alto e é o favorito ao segundo lugar.

A última e decisiva jornada (excepto nos casos em que houve jogos adiados) vai ser no dia 1 de Novembro, após a qual veremos quais os seis melhores segundos lugares.

 TAÇA RIBATEJO – 2º JORNADA:; Grupo 1  Alcanenense-Ouriense, 1-1, Caxarias-Cercal, 3-0

Classificação 1º – Alcanenense 4 pontos, 2º Ouriense, 4 pontos, 3º Caxarias, 3 pontos, 4º Cercal 0 pontos

Grupo 2  Riachense-Assentis 5-0, Goleganense-T. Novas, 1-3

Classificação: 1º Riachense, 3 pontos *, 2º Torres Novas, 3 pontos *, 3º Goleganense, 3 pontos, 4º Assentis, 0 pontos

Grupo 3  Alferrarede – Tramagal 1-1, Mouriscas – Pego 0-3

Classificação 1º Pego, 6 pontos , 2º Tramagal, 4 pontos, 3º Alferrrarede, 1 ponto, 4º Mouriscas, 0 pontos

Grupo 4  Amiense-Mindense, 3-0, Pernes-Moçarriense, 0-5

Classificação, 1º Amiense, 3 pontos *, 2º Moçarriense, 3 pontos *, 3º Mindense, 3 pontos, 4º Pernes, 0 pontos

Grupo 5  Ouriquense-U.D. Rio Maior, 2-1, Pontével-Emp. Comércio, 1-2

Classificação 1º Emp. Comércio, 6 pontos, 2º Rio Maior, 3 pontos, 3º Ouriquense, 3 pontos, 4º Pontével, 0 pontos

Grupo 6 Fazendense – Barrosense 4-1, Benavente – Coruchense 2-0

Classificação, 1º Fazendense, 6 pontos, 2º Benavente, 6 pontos, 3º Coruchense, 0 pontos, 4º Barrosense, 0 pontos

Grupo 7 , U. Tomar-Ferroviários, 1-1, Linhaceira-F.Zêzere, 2-1

Classificação, 1º Ferroviários, 4 pontos, 2º Linhaceira, 3 pontos, 3º U. Tomar, 1 ponto *, 4º F. Zêzere, 0 pontos *

Grupo 8  Mação-Meiaviense, 5-0, Atalaiense-Sardoal, 3-1

Classificação 1º Mação, 6 pontos, 2 º Meiaviense, 3 pontos, 3º Atalaiense, 3 pontos, 4º Sardoal, 0 pontos

Grupo 9  U. Almeirim-Marinhais, 1-0, Glória-U.Chamusca, 4-1

Classificação, 1º Glória, 4 ponto, 2º U. Almeirim, 3 pontos *, 3º Marinhais, 1 ponto, 4º U. Chamusca, 0 pontos *

Grupo 10  Porto Alto-Samora Correia, 1-2, Cartaxo-Salvaterrense, 6-0

Classificação, 1º Cartaxo, 6 pontos, 2º Porto Alto, 3 pontos , 3º Samora Correia, 3 pontos, 4º Salvaterrense, 0 pontos

*Tem menos um jogo

fonte:http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:48
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009
O novo Governo de José Sócrates

 

Já é conhecida a nova equipa de José Sócrates no Governo.
Conheça a lista completa de todos os ministros do novo Executivo:

Ministro da Presidência: Pedro da Silva Pereira
Ver perfil
Ministro dos Assuntos Parlamentares (muda de pasta): Jorge Lacão Ver perfil
Ministro dos Negócios Estrangeiros: Luís Amado Ver perfil
Ministro do Estado e das Finanças: Teixeira dos Santos Ver perfil
Ministro da Defesa Nacional (muda de pasta): Augusto Santos Silva Ver perfil
Ministro da Administração Interna: Rui Pereira Ver perfil
Ministro da Justiça (novo): Alberto Martins Ver perfil
Ministro da Economia, Inovação e Desenvolvimento (muda de pasta): José Vieira da Silva Ver perfil
Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e Pescas (novo): António Manuel Serrano
Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações (novo): António Augusto Mendonça
Veja o perfil
Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: Mariano Gago Ver perfil
Ministro do Ambiente e Ordenamento do Território (novo): Dulce Fidalgo Pássaro Ver perfil
Ministro do Trabalho e Solidariedade Social (novo): Maria Helena Santos André Ver perfil
Ministro da Educação (novo): Isabel Alçada Ver o perfil
Ministro da Saúde: Ana Jorge Ver o perfil
Ministro da Cultura (novo): Maria Ferreira Canavilhas Ver o perfil


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:59
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 11 de Outubro de 2009
SE mesmo assim a EDP ganha milhões fará se....

Se a “EDP” apresenta milhões de euros com a gestão quem tem, que lucro não teria se soubesse poupar com a gestão dos seus bens patrimoniais

Quantos postes de electricidade não se podem ver pelas bermas das estradas, completamente abandonados e esquecidos?

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:24
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 29 de Setembro de 2009
SANTAREM-Autárquicas: Campanha eleitoral regressa aos 308 municípios

 

A campanha para as eleições autárquicas de 11 de Outubro arranca hoje nos 308 municípios portugueses, quatro anos depois de o PSD ter ganho a última corrida eleitoral para as câmaras, elegendo 158 presidentes de executivos municipais.

Em Outubro de 2005, os sociais-democratas, então liderados por Marques Mendes, conquistaram quase metade das presidências, vinte das quais em coligação com o CDS-PP, o PPM e o MPT, e mantiveram a liderança da Associação Nacional de Municípios Portugueses, lugar destinado à força política com mais câmaras no país.

Num ano em que se registou uma abstenção de 39,08 por cento, o PS de José Sócrates obteve a governação de 109 municípios, a coligação PCP/PEV de 32 e o CDS-PP e o BE, cada um, de um único executivo (Ponte de Lima e Salvaterra de Magos, respectivamente).

Diário Digital / Lusa



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:49
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009
SANTAREM- Lobo Antunes com Céu e Silva

Lobo Antunes com Céu e Silva

 
Uma Longa Viagem com António Lobo Antunes será, a partir de agora, o retrato mais completo do escritor quesempre se proibiu de contar toda asua verdade.
A Porto Editora lançou no passado dia 24 de Setembro, o novo volume da série de entrevistas com notáveis portugueses que o jornalista João Céu e Silva transporta para livro. Uma Longa Viagem com António Lobo Antunes reúne os diálogos que o entrevistador e o autor mantiveram durante três anos de encontros.
No armazém onde escreve, António Lobo Antunes alimenta-se da difusa claridade do criador premiado e com sucesso em todo o mundo mas, ao mesmo tempo, gasta-se na escuridão do homem marcado pelas vaidades que protagonizou no passado, de um dia de violência que não esquece em Angola e da ausência de uma paixão que o cegue para a eternidade.
Ao longo desta viagem, António Lobo Antunes sorriu e chorou, contou segredos e anedotas, blasfemou e perdoou, foi cruel com quem não se espera e nada simpático com os autores de best-sellers, deixou ver como concebe um livro do princípio ao fim, confessou o medo de um dia ser incapaz de iniciar um romance, desabafou sobre o amor falhado com a mulher da sua vida, radiografou as relações com a família, revelou o pânico de voltar a sofrer com o cancro, explicou porque é que já não espera quase nada dos anos que lhe falta viver e assumiu que as tendências suicidas ainda não o abandonaram.
Uma entrevista que é uma longa-metragem dos muitos medos e das poucas alegrias que fazem de António Lobo Antunes um escritor que parece viver no limiar do apocalipse pessoal e que afirma ter no ofício da escrita a sua razão de viver.

O Autor
João Céu e Silva nasceu em Alpiarça, em 1959, licenciou-se em História durante os anos em que viveu no Rio de Janeiro e é, desde 1989, jornalista do Diário de Notícias. Publicou um livro de viagens (Caravela Tropical) e um romance (28 Dias em Agosto). Uma Longa Viagem com António Lobo Antunes é o quarto volume de uma série que pretende fazer o retrato biográfico de alguns portugueses ilustres, através de uma longa entrevista e dos testemunhos de quem os conheceu, sucedendo a Uma Longa Viagem com José Saramago, editado em Abril deste ano.


Título: Uma Longa Viagem com António Lobo Antunes
Autor: João Céu e Silva
Fonte:
http://planetamarcia.blogs.sapo.pt/


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:19
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 20 de Setembro de 2009
Taça do Ribatejo

       

Já se realizou o sorteio para a edição 2009/2010 da Taça do Ribatejo.

Na primeira jornada, no dia 4 de Outubro, o Cartaxo vai a casa do Samora Correia e o Salvaterrense recebe o Porto Alto.

No dia 18 de Outubro joga-se a segunda jornada, com o Cartaxo – Salvaterrense e o Porto Alto – Samora Correia.

Na terceira e última jornada, a 1 de Novembro, Porto Alto – Cartaxo e Salvaterrense – Samora Correia.

Na outra série, o Pontével vai a casa do Empregados do Comércio de Santarém, na primeira jornada, e o Rio Maior recebe o Estrela Ouriquense.

Na segunda jornada, o Pontével recebe o Rio Maior e o Estrela recebe os Empregados do Comércio.

Na última jornada, jogam-se Pontével – Estrela, e Rio Maior – Empregados do Comércio.

Recorde-se que o primeiro classificado de cada uma das séries que fazem parte desta fase de grupos passa à fase de eliminatórias.

 
Pontével começa campeonato em casa      

Teve lugar esta quinta-feira o sorteio da Divisão Secundária da Associação de Futebol de Santarém, dividido em 3 séries.

O Pontével está na série A, e na primeira jornada, a 26 de Setembro, recebe o Barrosense.

Os outros jogos são:
Salvaterrense – Porto Alto
Benavente – Coruchense
Samora Correia – Glória

Folga o Marinhais.

Na série B jogam-se:

Entroncamento – Atalaiense
Rio Maior – Moçarriense
Goleganense – Empregados do Comércio
Pernes – Chamusca

Folga o Meiaviense.

Na série C:

Lagartos do Sardoal – Caxarias
Mindense – Linhaceira
Ouriense – Cercal
Assentiz – Tramagal
Mouriscas – Ferreira do Zêzere

Fonte: rádio cartaxo



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:36
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15


25
26
27
28
29

30


posts recentes

ABRANTES -Falta de médico...

ABRANTES - Nos restaurant...

PSD critica quebra de 28%...

CONSTANCIA- Quase Quatro ...

Nove municipios do Médio ...

ABRANTES-Serviço de Urgên...

ABRANTES-Sobre o congesti...

Abrantes-Preside ao Conse...

Mensagem de Natal do Bisp...

BENAVENTE-RASTREIO DO CAN...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds