NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 22 de Outubro de 2017
TEMAS DE SAÚDE: O médico também adoece

ANTONIETA

Por: Antonieta Dias (*)

 

O médico também adoece

 

Na perspetiva da vida do médico, a sua forma normal de estar é sempre programada para cuidar o seu paciente.

Porém nem sempre é este o cenário vivenciado e muito menos o esperado.

Certo é, que perante a situação de ficar incapacitado temporária ou definitivamente passa a viver uma experiencia inesperada e por vezes não controlada.

A sua aceitabilidade perante a doença desencadeia muitas fases, obedece com certeza  às recomendações que lhe são dadas, mas aceita com dificuldade esta mudança radical  que muda  a  sua vida.

Não está preparado para lidar com a doença,  não se conforma  com a leitura obrigatória do cardápio dos medicamentos , conhece os limites da ciência, mas não consegue  saber estar doente.

Conhece  os hospitais, os lares, as unidades de cuidados continuados ou paliativos, sente que tem auto - estima, que está a ser tratado com dignidade, que não perdeu a autonomia, acredita na Sabedoria de quem o cuida, bem como nos limites da medicina, que consegue prolongar e dar qualidade à vida, mas não se conforma  com o intervalo   entre o exercício da sua profissão e o período de reabilitação.

Como cliente tem sempre razão, mas será que vale  a pena ser paciente mesmo que não seja muito grave a sua situação?

Acredito que não,  mesmo que seja muito otimista preocupa-se, o seu raciocínio reflete sobre as complicações, potencia e investe para obter  bons resultados, não quer ser enganado, pensa como doente, age como médico e ate parece que já estava preparado.

Arranja soluções, evita complicações para combater o declínio psicofisiológico.

Entre o acordar e o adormecer, faz os apontamentos clínicos, reúne o que é importante e separa a fantasia, consolida a certeza de que a cura esperada não evita a medicação, nem muitas vezes a cirurgia mas não há outra solução para a patologia em questão.

Passa o tempo, a recuperação é prolongada, tenta preencher o dia, lendo,  vendo  filmes, conversando, mas as vinte e quatro horas são  longas  e a vontade de sair do processo da doença é enorme, que os minutos parecem horas, os dias meses, depois já exausto serena e decide que é melhor aguardar tranquilamente pela  consolidação das lesões.

Já impaciente leu todos os Capítulos do Harrison, parecia que estava a preparar-se pra o exame de admissão à especialidade, retinha as virgulas, os pontos, as minúsculas  anotações como se fosse ainda candidato à especialidade, mas o tempo ainda sobrava para meditar, para escrever e para sonhar com o  dia do términus da doença.

São estes fatos que nos fazem modelar  os comportamentos, que nos elevam os pensamentos e que nos ajudam a superar o sofrimento.

Em suma, ser médico torna por vezes mais complicada a vivencia e a experiencia de ser também  doente, mas por menos  complicada que a situação seja, há fatos que não conseguimos ultrapassar, sobretudo as dores, as ideias de um insucesso terapêutico, as dificuldades em andar, o medo de piorar, o desejo de escolher a melhor opção para não falhar, os tempos de tratamento, o silencio e a serenidade de saber  esperar. 

(*) Prof. Doutora na Faculdade de Medicina do Porto



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:47
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

Será que regresso?

TEMAS DE SAÚDE: Antibióti...

O DESAPEGO

ALMOÇO DANÇANTE EM PONTÉV...

COMUNICADO DO MINISTÉRIO ...

Município de Azambuja pro...

Recolha de Sangue nos Bom...

DIA MUNDIAL DOS POBRES

NERSANT reclama Entidade ...

CARTAXO APROVA REUNIÕES D...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds