NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
CARTAXO-Alunos do Curso de Expressão Dramática do CCC terminam ano lectivo com apresentação de “Teatro Infernal”
Curso regressa em Outubro, para todos os que sintam vontade de “ser outros” ou “sair da sua pele”. A sala de espectáculos do Centro Cultural do Cartaxo (CCC) encheu nos dias 25 e 26 de Junho para ver o exercício final dos alunos do Curso de Expressão Dramática do CCC. “Teatro Infernal” julgou “os pecados dos homens”, numa época em que os mesmos levavam muitos homens e mulheres à fogueira. Os autos-de-fé eram encenados pela Inquisição para modelar a conduta do indivíduo em sociedade e foi este acto que o encenador Bruno Schiappa recriou, mais concretamente, o auto-de-fé de 8 de Novembro de 1749. Os contrastes de luz, os cânticos, os movimentos, as imagens – fortes, algumas chocantes –, quebradas inesperada e ironicamente pelo riso, foram elementos que levaram à reflexão sobre as nossas heranças culturais e de como as sociedades se foram construindo ao longo dos tempos. Bruno Schiappa revelou que este espectáculo teve “uma estética diferente” de todos os outros já apresentados. “Este ano pensei em fazer uma fusão entre o texto e os quadros vivos, aquilo que se vai buscar emprestado à pintura”, referiu, esclarecendo que “não é um ataque à Igreja, mas à corrupção que se instala nos poderes”. O Curso de Expressão Dramática nasceu em Outubro de 2005 e não se destina apenas aos aspirantes a actores. Diogo Nunes está entre os que não pretende fazer do teatro a sua carreira profissional. “O gosto pelo teatro surgiu há alguns anos. Já tinha feito algumas peças, mas não com esta dimensão e esta profundidade. Esta é muito densa e nós encarnamos verdadeiramente as personagens, é complementarmente diferente do que tinha feito antes”. Além da arte de representar, Diogo Nunes considera que este curso é também importante noutros aspectos – “é muito bom para pessoas que se sintam mais inibidas, com o teatro soltam-se muito mais. As pessoas melhoram imenso”, acrescentou. A “paixão pelo teatro” há muito que preenche Vera Serrano. Por isso, assim que teve conhecimento do curso, inscreveu-se imediatamente, “para adquirir conhecimentos e experiências e começar a construir o meu percurso ligado ao teatro”, revelou. Esta jovem cartaxeira considerou o momento de subir ao palco, perante uma sala cheia, uma experiência única. “Foi a minha primeira vez em palco, exigiu muito trabalho da nossa parte e da parte do encenador, mas valeu a pena, porque foi óptimo e eu estou mesmo decidida a seguir esta área”. O Curso de Expressão Dramática retoma no mês de Outubro e os interessados em integrá-lo podem desde já efectuar as suas inscrições, junto do Centro Cultural do Cartaxo.


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:28
link do post | comentar | favorito

CARTAXO-Festa de encerramento do Programa Viver Mais, Viver Melhor
Seniores do Cartaxo juntam-se em convívio para assinalar o final de mais um ano cheio de actividades desportivas, criativas e de lazer. Do convívio à descoberta de novas experiências, as propostas do Programa Viver Mais, Viver Melhor são variadas e estão ao alcance de todos os seniores do concelho do Cartaxo. Durante o ano 2009/2010, foram cerca de 400 aqueles que integraram as actividades deste programa da Câmara Municipal do Cartaxo. Para assinalar o final de mais um ano “cheio de energia e criatividade” – como qualificou a coordenadora Filipa Xavier – os seniores juntaram-se no dia 25 de Junho no Parque de Merendas de Valada, para um piquenique e uma tarde de confraternização. “Quisemos proporcionar um convívio mais livre e menos formal. Esta é a 10.ª edição do programa e, como já vem sendo hábito, foi um ano em que os seniores voltaram a mostrar uma grande vontade de viver, de aprender, de transmitir aos outros o seu saber”, descreveu Filipa Xavier. A grande adesão às actividades demonstra o interesse dos munícipes de se envolverem em novas experiências. As Danças de Salão, introduzidas pela primeira vez no programa durante este ano 2009/2010, foram a prova de que “os seniores estão motivados para a novidade”, acrescentou a coordenadora do programa, recordando as 70 inscrições registadas no início desta actividade. Para o ano 2010/2011, a Câmara Municipal pretende continuar a apostar nas diferentes áreas – actividade física (que envolve 250 participantes), caminhadas, pintura, artes decorativas, bordados, informática, jardinagem, teatro e culinária. A autarquia pretende ainda valorizar mais a ocupação dos seniores do concelho, estando a trabalhar no sentido de transformar este projecto numa Universidade Sénior. Autarcas associam-se ao convívio O Vereador Pedro Gil, responsável pelo Programa Viver Mais Viver Melhor, esteve presente no piquenique, apoiando os participantes. Paulo Varanda, vice-presidente da Câmara Municipal e vereador responsável pela área da Cultura, esteve também presente afirmando que o Programa Viver Mais, Viver Melhor representa uma forma saudável de população sénior ocupar o seu tempo livre. “É importante que as pessoas se sintam úteis e se sintam integradas em dinâmicas que, além do convívio, lhes transmitam novos conhecimentos. Porque não há idade para aprender, devemos aprender ao longo da vida e isso consegue-se através do convívio e das experiências que se trocam”, frisou. Paulo Varanda acrescentou ainda que a autarquia vai empenhar-se na continuidade e valorização deste projecto, “fundamental para a qualidade de vida daqueles que já deram um grande contributo ao crescimento e desenvolvimento do nosso concelho”. Maria Manuel Simão, presidente da Assembleia Municipal, marcou também presença neste convívio e sublinhou a importância dos menos jovens continuarem activos. “É importante que as pessoas saiam de casa, adquiram novos conhecimentos e convivam. Estas actividades são importantes nesse sentido, porque quando as pessoas se aposentam, muitas delas têm tendência a ficar mais inactivas. As pessoas devem envelhecer calmamente, mas com qualidade de vida”, referiu. Experiências que marcam À volta de uma mesa, com a toalha posta e guarnecida de alguns aperitivos, Maria Oliveira recordou os bons momentos passados na Actividade Física. Há nove anos que participa nas aulas de Natação e de Ginástica porque, segundo diz, além do “extraordinário convívio, faz bem ao físico e à mente”. Maria Emília juntou à Ginástica e à Natação as áreas do Teatro e da Pintura e é com satisfação que divide o seu tempo entre estas quatro actividades. “Enquanto lá estou não quero saber de mais nada. Os problemas ficam em casa”, refere. Maria Emília sempre gostou de artes e de decoração, mas a Pintura tem sido uma área de descoberta. “Não tinha aprendizagem nenhuma e então decidi aprender a fazer algumas coisas. Agora tenho estado a descobrir muitas coisas, coisas que todos nós guardamos na nossa gavetinha”, esclarece. Além do convívio que se estabelece com os outros elementos, José Fernandes sublinha a importância da aquisição de novos conhecimentos. De entre as actividades que pratica – Danças de Salão, Natação, Ginástica e Informática – é a última que lhe tem demonstrado que nunca é tarde para aprender. “A informática é um mundo que eu não conhecia, achei que devia entrar nele e estou muito satisfeito com as coisas que tenho aprendido”, referiu.


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:27
link do post | comentar | favorito

CARTAXO- M.A.M. – Música a Metro
São os convidados especiais do concerto rock que vai animar a noite de 3 de Julho em Pontével, na Festa da Cerveja organizada pelos Quarentões 2010. Outras duas bandas vão subir ao palco instalado junto à Casa do Povo – os Mascra e os Shivers. A partir das 23h00 a música e a cerveja vão ser as rainhas da noite numa Festa da Cerveja que vai ser motivo de encontro dos amantes da música rock e das bandas com novos projectos musicais. O Largo Egas de Azevedo, junto à Casa do Povo de Pontével, vai receber o palco por onde passarão 3 bandas rock – M.A.M., Mascra e Shivers. A Cerveja geladinha vai ajudar a combater o calor da noite e terá um preço muito especial. Três bandas, três projectos musicais diferentes: M.A.M. – Música a Metro apresentam-se como a “melhor banada do mundo”, e para alguns poderão mesmo ser. Formados em 2008, os M.A.M., contam já com um curriculum de actuações invejável. Constituída em 2008, a banda conta já com um curriculum invejável e é composta por Marte Ciro (Peste e Sida, RCA, Alcoolémia, Phil Mendrix), Tiago Silva (Tributo a Nirvana, Dollar Llama, Tributo a Beatles), Tiago Santana (Tributo a Beatles, King Pong, Duall) e Paulo Andrade (Amnésia,Ar de Rock,Beto,TT,Duall). Mascra é uma banda rock, fundada em 2007, pela necessidade que os seus membros sentiam de compor em português. A banda é constituída por Bruno Ribeiro (voz); Nelson Correia (guitarra); Gonçalo Roquelino (guitarra); Cláudio Pinto (baixo) e Paulo Antunes (bateria). Os Shivers nasceram em 2001, com uma postura e opções musicais muito próprias, Os Shivers revelam-se únicos no panorama de bandas rock portuguesas. Da banda fazem parte o Igo,r na voz e na guitarra e o João Arroja, na Bateria. A sua originalidade e qualidade levou a Cabo Visão a escolher a banda para o seu último anúncio de televisão – que pode ser visto no Youtube. Para todas as informações sobre as bandas e para assistir a vídeos das suas actuações ver http://quarentoespontevel.blogspot.com/ (Para contactos de OCS Maria Serrado - 961719405)


publicado por Noticias do Ribatejo às 16:40
link do post | comentar | favorito

SANTAREM-Nersant apresenta os seus projectos às empresas
Com o objectivo de dar a conhecer os projectos aprovados pelos sistemas de incentivos do QREN, a Nersant encontra-se a realizar por todo o distrito, um conjunto de sessões de apresentação dos seus projectos em desenvolvimento. Nestas sessões, a Nersant abordará os projectos que tem disponíveis para as empresas, nomeadamente o Auditec, que tem como objectivo promover a inovação e competitividade das empresas da região através da realização de Diagnósticos Tecnológicos e de Inovação, Diagnósticos Energéticos e Diagnósticos Ambientais; o CertificaSant, que visa apoiar as PME da região através do acesso a financiamento para Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade, Gestão Ambiental e Produto; e o TicSant, que tem como finalidade promover as tecnologias de informação e comunicação nas empresas. Para além disso, será ainda apresentada a Formação para Activos, cursos de formação profissional que visam a qualificação da população activa, e ainda a Formação para Empresários, que tem como objectivo apoiar as PME a atingir padrões de desempenho mais competitivos. Os interessados em obter mais informações sobre estes projectos, podem assistir às gratuitamente às sessões da Nersant, nos seguintes locais e horários, mediante inscrição online em www.nersant.pt: 01 de Julho – Quinta das Pratas – Cartaxo (17h00); 06 de Julho – Núcleo Nersant de Abrantes (17h00); 08 de Julho – Nersant – Torres Novas (17h00); 13 de Julho – Centro de Negócios de Ourém (17h00); A Nersant já apresentou estes projectos em Santarém e em Benavente.


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:55
link do post | comentar | favorito

SANTAREM-Segurança no Meio Rural
Por iniciativa do Governo Civil de Santarém, realiza-se amanhã, dia 29 de Junho de 2010, no seu Salão Nobre, pelas 14h, o Seminário “Segurança no Meio Rural!”. Pretende-se debater com as entidades intervenientes/ interessadas, os diversos aspectos relacionados com esta questão de segurança que se colocou nos últimos tempos e que urge discutir. GI/GCS


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:51
link do post | comentar | favorito

SANTAREM-Debate Distrital sobre os Desígnios Nacionais do Dr. Fernando Nobre - “Paz e Coesão Social”

A Comissão Executiva Distrital de Santarém da Candidatura de Fernando Nobre à Presidência da República convida-o(a) a estar presente no "I Debate Distrital sobre os Desígnios Nacionais do Dr. Fernando Nobre - “Paz e Coesão Social”, no próximo dia 02 de Julho (sexta-feira), pelas 21h00, em Santarém (local a indicar em breve no Site wwww.fernandonobre-santarem.org).

Este evento conta com a participação de Margarida Pinto Correia, do Prof. Fernando Lucas e do Mestre António Anjinho.

Qualquer esclarecimento adicional pode ser obtido por e-mail: comunicacao@fernandonobre-santarem.org, ou pelo telemóvel 910 730 894 Carlos Seixas Pires Comissão Executiva Distrital



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:46
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR - Cineteatro de Rio Maior recebeu a Festa de Final do Ano Lectivo da USRM

 
Teatro, declamação de poemas, shiatsu e música preencheram o espectáculo .
 
O Cineteatro de Rio Maior recebeu, no dia 23 de Julho, a Festa de Final do Ano Lectivo da Universidade Sénior de Rio Maior (USRM), destinada a alunos e professores que foram brindados com um espectáculo diversificado que mostrou algum do trabalho realizado ao longo do ano.
 
O evento teve o seu início com a apresentação do Hino da USRM, cuja letra é da autoria de Alberto Correia, aluno da instituição.
 
Nesta Festa apresentada por Manuela Dâmaso, professora da USRM, seguiu-se a intervenção da Directora da USRM, Bernardete Maurício, que agradeceu a professores, alunos, funcionários, à Câmara Municipal de Rio Maior, aqui representada pela Vereadora Sara Fragoso, à Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior, representada pelo Provedor João Castro e pelo Vice-Provedor Rui Andrade, e à Escola Profissional de Rio Maior toda a disponibilidade que sempre demonstraram em prol do sucesso deste projecto.
 
O Grupo de Teatro da USRM abriu o espectáculo com a representação de uma adaptação do “Alto da Barco do Inferno”, de Gil Vicente, após a qual as professoras de Português, Bernardete Maurício e Manuela Dâmaso, presentearam o público com a declamação de poemas de Luís de Camões, Florbela Espanca e Almeida Garrett. Entre dois momentos de declamação dos poemas, subiram a palco as alunas da disciplina de Shiatsu, acompanhadas pela professora Catarina Lopes, para uma demonstração desta terapia japonesa.
 
Para terminar as apresentações foi a vez do Coro da USRM cantar temas do Cancioneiro Nacional, numa actuação dirigida por Bernardete Maurício.
 
A finalizar, João Castro e Sara Fragoso dirigiram algumas palavras aos presentes. A Vereadora afirmou que a USRM tem sido um desafio ”para todos aqueles que nela trabalham, colaboram e participam. É um desafio de aprendizagem, procura de conhecimentos, de convívio e entreajuda. Tem sido também uma mais valia porque, para muitos, significa também ultrapassar momentos de solidão e de inactividade”.
           


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:41
link do post | comentar | favorito

Domingo, 27 de Junho de 2010
Mário Soares e Durão Barroso: Uma Europa em duas visões

Artigo de Opinião

Por: Anabela Melão

 

 

 É obvio que não se comparam, nem enquanto pessoas nem enquanto políticos, Mário Soares e Durão Barroso. Mas se há mil diferenças que os separam, talvez não fosse inoportuno recordar que algumas qualidades têm em comum.

Mário Soares não teve de se impor como figura da realeza da política nacional, porque o passado lhe valeu o salto para o primeiro lugar do pódio (talvez ex-aequo com Álvaro Cunhal). Durão Barroso teve estratégia política, de Portugal a Bruxelas, um percurso organizado, pensado, trabalhado. A ambos há que reconhecer uma qualidade cada vez mais rara na politiquice nacional: inteligência política. Ora, o ocorrido este mês aquando da celebração dos 25 anos da adesão europeia, festa tornada garraiada pela troca de galhardetes entre Soares e Barroso, dá que pensar. Enquanto Mário Soares afirma que "há falta de liderança na União Europeia e mediocridade. Muita mediocridade e falta de coragem", Durão Barroso argumenta que "há líderes de grande qualidade, de média qualidade e de fraca qualidade. Sempre foi assim e sempre será assim". Reafirma-se que ambos conhecem bem a realidade nacional e muito bem a europeia. Admite-se que, provavelmente, Mário Soares conhece melhor a concepção, a idealização do sonho europeu, e que, também provavelmente, Durão Barroso tem mais a noção, sente mais o palpitar, da realidade europeia. Isto pode bastar para justificar a divergência.

Enquanto um mede a qualidade dos lideres europeus pelos lideres que se sonhavam, outro relativiza-os pelos lideres que temos. "Não façamos generalizações", dizia Barroso. "No plano nacional, no plano internacional, no plano global, há diferentes lideranças", defendeu, reagindo às declarações de Mário Soares. Mas este homem perante o qual mostra tanta discordância é só o primeiro-ministro que assinou há 25 anos o tratado de adesão. Não é um homem qualquer. É um pai-filho do sonho. E se se preocupa com a actual situação da União, dizendo que a Europa vive uma crise sem precedentes, com a qual não sabe lidar: "Faltou inteligência política a todos os actuais dirigentes europeus.", o caso é grave. Apesar de se perceber Durão Barroso quando diz que este é "o momento mais exigente, precisamente porque estamos mais avançados", mas "não se pode dizer que seja pior ou melhor", "É uma situação de tipo diferente, que exige respostas com grande determinação e vontade política", disse o presidente da Comissão Europeia.

Assumido que entre alguns comentadores e intelectuais parece haver uma atmosfera de glamour do pessimismo quando se fala da Europa, e quanto mais pessimistas mais inteligentes aqueles se julgam, dá-se a devida margem de erro e dúvida. Sem se referir directamente aos líderes europeus da última década, Mário Soares lamentou que a União Europeia se tenha "deixado atrasar, ao contrário dos Estados Unidos", criticou a gestão "paralisada" e "sem coragem para mudar" da actual liderança em Bruxelas. "Pode ser um retrocesso civilizacional tremendo. É preciso reagir e rapidamente. Os actuais políticos parecem não ter coragem", insistiu, pedido aos cidadãos, sindicatos e entidades sindicais que "pressionem sem perda de tempo" Acresce que um desafio semelhante foi lançado pelo antigo primeiro-ministro espanhol, Filipe González, para quem a actual crise é "um momento da história que vai definir quem são os vencedores e os perdedores". "Para não perdermos o que conseguimos nestes 25 anos, é preciso fazer algo e fazê-lo já", disse o ex-governante. E um dos caminhos que apontou foi a necessidade de "reformar e resgatar o sistema financeiro". Sobretudo porque, diz, ainda "nada mudou no comportamento dos agentes financeiros desde o início da crise". A mudança deve, segundo Mário Soares, passar pela descoberta de "um novo modelo" europeu. "Já temos um fundo monetário europeu para gerir e quem o gere é um governo económico. E depois? Vem um governo político? É para aí que estamos a caminhar", apontou. José Sócrates entende que "a Europa encontrou resposta para a crise num quadro europeu", e afirma estar "muito confiante na integração política. Tenho a certeza de que a Europa interpretará esta crise como uma necessidade imperiosa de avançar". Este fim de semana em Arcos de Valdevez, no âmbito da iniciativa “Concelho de Estado”, homenageou-se Mário Soares. Pela vida. Pelo símbolo. O reconhecimento do seu papel na história do País quase que imerece qualquer controvérsia pela avaliação do painel dos interventores (António Almeida Santos, Artur Santos Silva, Manuel Sobrinho Simões, Miguel Veiga e Gonçalo Ribeiro Telles), pelos depoimentos do antigo líder da União Soviética Mikhail Gorbatchev, por videoconferência, e de Frank Carlucci e Ignacio Ramonet, por mensagem escrita. Adita-se a este acervo de figuras absolutamente credíveis como Eduardo Lourenço, Francisco Assis, Jean Daniel, Raúl Morodo, Manuel Ferreira de Oliveira, Federico Mayor Zaragoza, Adriano Moreira, Lobo Antunes, José Pacheco Pereira, Carvalho da Silva e Soromenho Marques, e fica o ramalhete demasiado bem composto para se suscitar qualquer dúvida com a credibilidade de Mário Soares no espaço nacional e internacional. Em Arcos de Valdevez, Mário Soares mantém a tónica da sua intervenção na necessidade de "políticas convergentes" entre Portugal e Espanha, considerando que "a Europa está desanimada e sem rumo", correndo o risco de se transformar "numa região pobre e sem influência". "A Europa ou é federalista ou não é Europa. Nós temos que caminhar neste sentido senão vamos ser o extremo ocidental da Ásia, uma região pobre e sem influência", avisou o histórico socialista. Não se comparam, a qualquer nível, grau ou qualidade, Mário Soares e Durão Barroso, mas não deixa de ser preocupante que o ideólogo e o prático se mostrem tão distantes na sua visão do que é e do que pode ser o espaço europeu. Valha-nos reconhecer a ambos inteligência política. Diferentes inteligências políticas, sem duvida. E, mais diferentes ainda, sensibilidades e bom senso.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:33
link do post | comentar | favorito

GOLEGÃ- Café Teatro
Depois do êxito de duas operetas um espectáculo diferente num espaço inovador, levado a cabo por artistas amadores da CASA DA COMÉDIA DA AZINHAGA. Eis que se aproxima a estreia de uma nova produção, um espectáculo de Café-Teatro denominado CABARET, numa encenação de João Coutinho.


publicado por Noticias do Ribatejo às 11:09
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Junho de 2010
CARTAXO-CONVERSAS NA TABERNA
No próximo dia 30 de Junho - quarta-feira - às 16h00, terá lugar mais uma edição das Conversas na Taberna. Para esta edição o convidado é Ramiro Vergas, de 66 anos de idade, Chefe de equipa da EPAL e um dos primeiros autarcas da Freguesia de Vale da Pedra.


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:24
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR-Sessão Ordinária da Assembleia Municipal de Rio Maior

A próxima sessão ordinária da Assembleia Municipal irá decorrer no dia 26 de Junho, pelas 13h30, nos Paços do Concelho.

 Esta reunião pública conta com a seguinte ordem de trabalhos:

Período antes da ordem do dia Período da ordem do dia Assuntos para conhecimento:

- Actividade Municipal;

- Voto de Louvor da Câmara Municipal de Rio Maior ao Comité Olímpico de Portugal e ao seu Presidente, Senhor Comandante José Vicente Moura

– Protocolo assinado com a Desmor, EEM

 – Centro de Preparação no âmbito do Projecto Olímpico;

- CIMLT – Prestação de Contas 2009.

Assuntos para deliberação:

Ponto I – 1ª Revisão ao Orçamento e às Grandes Opções do Plano para o Ano 2010;

Ponto II – Relatório de Contas Consolidadas do Ano de 2009;

Ponto III – Revisão da Carta Educativa



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:00
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR -Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Rio Maior

Realizou-se a 23 de Junho, na sala de reuniões dos Paços do Concelho, a segunda reunião ordinária do presente mês da Câmara Municipal de Rio Maior.

 

Nesta reunião, dirigida pela Presidente da Câmara Municipal, Isaura Morais, estiveram presentes todos os Vereadores Carlos Frazão, Sara Fragoso, Nuno Malta, Carlos Nazaré, Daniel Pinto e Guilherme Gaboleiro (em substituição da Vereadora Ana Cristina Silva).

 

 A sessão teve início com o período antes da ordem do dia e os habituais pontos das Disponibilidades de Tesouraria, Competência Delegada, Intervenção dos Membros do Executivo e Assuntos para Conhecimento.

 

 Na Intervenção dos Membros do Executivo os Vereadores abordaram vários assuntos, entre os quais, as despesas da Autarquia, o Programa Prove Portugal, a disponibilização da documentação da reunião de Câmara, a actual situação política concelhia, reunião com as Águas do Oeste e ponto de situação de algumas obras no Concelho.

 

Entrando no período da Ordem do Dia os pontos submetidos a aprovação foram os seguintes:

 

 Despachos ao abrigo do disposto no N.º 3 do Artigo 68º da Lei N.º 169/99, de 18 de Setembro.

 

1- Despacho Nº. 11/Vice-Cf/2010 – Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos do Concelho de Rio Maior – Adjudicação (ratificado por unanimidade). Subsídios e Apoios 1- OTL – Ocupação de Tempos Livres (aprovado por unanimidade); Assuntos Diversos 1- Pedido de Certidão do Domínio Público, em Quinta do Pizao – Abuxanas, Freguesia de S.Sebastião, em nome de Artur da Conceição Santos (aprovado por unanimidade); 2- Pedido de Certidão do Domínio Publico, em Baracal, Freguesia de Alcobertas, em nome de Paulo César Carvalho & Graça Figueiredo Lopes – Soc.Solicitadores,R.L. (aprovado por unanimidade); 3 - Pedido de Certidão do Domínio Público, em Bicharada, Freguesia de Alcobertas, em nome de Rosaria Maria Cruz Rebelo – Solicitadora (aprovado por unanimidade); 4 - Pedido de Certidão do Domínio Público, em Bicharada, Freguesia de Alcobertas, em nome de Rosaria Maria Cruz Rebelo – Solicitadora (aprovado por unanimidade); 5 - Pedido de Certidão de Aumento de Compartes, em Vale Lagoas, Freguesia de Rio Maior, em nome de Paulo César Carvalho & Graça Figueiredo Lopes – Soc.de Solicitadores,R.L. (aprovado por unanimidade); 6 - Pedido de Certidão de Aumento de Compartes, em Cerrado Velho, Freguesia de Alcobertas, em nome de Sabino Ferreira (aprovado por unanimidade); 7 - Pedido de Certidão de aumento de Compartes, em Cerradinho, Freguesia de Alcobertas, em nome de Sabino Ferreira (aprovado por unanimidade); 8 - Pedido de Certidão de Aumento de Compartes, em Vale Jerónimo, Freguesia de Arrouquelas (aprovado por unanimidade); Área Financeira 1 – 1ª. Revisão ao Orçamento e às Grandes Opções do Plano para o ano de 2010 – Alteração da Proposta (aprovado por unanimidade); 2 – Indemnização por danos provocados num marco de incêndio – Isabel Maria Monteiro de Oliveira Cunha (aprovado por unanimidade); Educação e Cultura 1 – Revisão da Carta Educativa (aprovado por maioria, com quatro votos a favor e três abstenções); Águas e Saneamento 1 – Revisão de Tarifário (aprovado por unanimidade); Obras e Loteamentos Particulares 1 - Demolição de Edifício na Praça da República – Prorrogação de Prazo (aprovado por unanimidade); 2 – Processo nº. 1314/2003 – Pedido de Autorização para Instalação de Infraestruturas de Suporte de Telecomunicações – TMN – Telecomunicações Nacionais, S.A. (aprovado por unanimidade); 3 – Processo nº. 8/2010 – Licença Administrativa – Fozmassimo – Soc.Imobiliária,S.A – Aprovação dos Projectos de Especialidade (aprovado por unanimidade);



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:57
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 24 de Junho de 2010
SANTAREM-167 mil visitantes na FERSANT

 

 

 

A XXI edição da Feira Empresarial da Região de Santarém, FERSANT, que decorreu em simultâneo, com a Feira Nacional da Agricultura, ganhou novo alento com a alteração para a capital do distrito, contabilizando-se um total de 167 mil visitantes, de 5 a 13 de Junho, no CNEMA.

Recorda-se que este ano a FERSANT realizou-se, pela primeira vez, em conjunto com a Feira Nacional da Agricultura, Feira do Ribatejo, Festival Nacional do Vinho, Salão Nacional do Azeite e da Alimentação ao longo de 9 dias em Santarém.

Um certame que reuniu milhares de visitantes nacionais e estrangeiros, que tiveram oportunidade de visitar os 95 expositores da região representadas na Feira, com mais de 150 stands, numa iniciativa que se concretiza a mais de duas décadas, ininterruptamente, pela Associação Empresarial da região de Santarém.

 A Nersant, com esta iniciativa, permitiu aos seus associados a possibilidade de desfrutarem de um certame de prestígio nacional, que potenciou muito contactos e oportunidades de negócio por todo o país, incluindo as regiões autónomas.

 Na FERSANT estiveram representadas empresas do sector agro-industrial, inclusivé o cluster Agro-Industrial do Ribatejo, energias renováveis, telecomunicações, construção, serviços, imprensa, comércio, organismos públicos, entre outros.

Uma mudança considerada positiva pela NERSANT, que se mostrou satisfeita dado o sucesso desta edição, de formato conjunto, angariando-se assim público de âmbito regional, nacional e internacional. Acreditam que “todos os certames que englobaram a edição deste ano saíram reforçados”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:29
link do post | comentar | favorito

CARTAXO-"CONCERTO DE VERÃO” NO AUDITÓRIO MUNICIPAL DA QUINTA DAS PRATAS

 

 Alunos dos Ateliers de Música do Museu Rural e do Vinho do Concelho do Cartaxo apresentam competências adquiridas ao longo do ano.

 Sob o título “Concerto de Verão”, o Auditório Municipal da Quinta das Pratas recebe, no próximo Domingo, dia 27 de Julho, às 16h00, a Audição Musical de final de ano lectivo dos Ateliers de Música organizados pelo Museu Rural e do Vinho do Concelho do Cartaxo.

Sob a orientação das professoras Gisela e Sofia Antunes estes Ateliers de Música têm vindo a proporcionar aos mais novos a possibilidade de adquirirem competências e técnicas musicais, despertando os seus sentidos para esta forma de arte.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:26
link do post | comentar | favorito

COMUNICADO DO PSD e sobre a introdução de Portagens na A23…

Uma parte substancial da A23 não pode ser sujeita a Portagens.

 

É um facto! Manifestar a sua repulsa pela eventual introdução de portagens no troço da A23 que atravessa o conjunto de concelhos ao norte do distrito de Santarém; Esta via, no espaço entre a saída da A1 em Alcanena/Torres Novas e a proximidade de Abrantes/Mação, tem uma particularidade: ela, no território do distrito de Santarém, não tem associada uma concessão a um ente privado, não faz parte da concessão entregue à SCUTVIAS.

 

A conservação e a manutenção desta via são feitas por intervenção directa da empresa Estradas de Portugal S.A.. De acordo com o Plano Rodoviário Nacional a “A23 – Auto Estrada da Beira Interior” atravessa os distritos de Guarda, Castelo Branco, Portalegre e Santarém, ligando a Guarda (nó da A25) a Torres Novas (nó da A1).

 Esta auto-estrada, com uma extensão de 217 km, é a 3ª maior auto-estrada do país e é considerada estruturante na rede rodoviária portuguesa; Porém, de acordo com o contrato de concessão promovido pelo Governo, a sua exploração em regime de SCUT (sem custos para o utilizador), a SCUTVIAS – A23 liga Abrantes à Guarda em 178 km de auto-estrada e através de uma rede viária de 28 nós, 8 galerias de túneis, 24 viadutos, 144 novas passagens e 5 Áreas de Serviço; Neste sentido, não há qualquer justificação técnica ou política que possa promover a introdução de portagens neste troço da A23 (que corresponde ao antigo IP6) porque só a partir da localização de Abrantes/Mação se inicia a concessão à empresa SCUTVIAS. Tal significa que não há perda de receita, não implica renegociação do contrato de concessão, o Estado não perde receitas; Por isso, a eventual extensão da cobrança de portagens ao troço da A23 que está sob administração da empresa Estradas de Portugal S.A. (garante da sua conservação e manutenção) constituirá um exercício político inaceitável de introdução de portagens onde elas nunca estiveram (nem estão) previstas.

Tratar-se-á de um encaixe financeiro inaceitável e desigual no contexto nacional à conta dos cidadãos e das empresas locais!

 

Para o PSD distrital de Santarém seria incompreensível que o Governo do Partido Socialista tivesse imposto a reestruturação dos serviços do Estado (por exemplo com o encerramento dos serviços de saúde nocturnos) alegando a existência de melhores acessibilidades (como afirmaram que as SCUT o assegurariam) para afinal se concluir que tudo não passou de um conjunto de medidas avulsas, sem qualquer conexão estratégica! A urgência de obter um entendimento com as autarquias e as empresas! Consideramos fundamental o diálogo entre o Governo e o conjunto das autarquias e os representantes dos agentes económicos directamente envolvidos ao longo de toda a A23, até à Guarda.

 

É crucial que sejam estabelecidos mecanismos de diferenciação pela positiva, permitindo – por exemplo - às populações e às empresas locais que não seja cobrada portagem, num raio de entre 30 a 50 quilómetros; A A23 assegura uma ligação estratégica nacional, na sua vertente transfronteiriça - pois é reconhecidamente uma das principais vias da exportação de produtos e mercadorias para Espanha e para a Europa - mas também regional - entre o litoral e o interior - com particular impacto no norte do distrito de Santarém, abrangendo e servindo os concelhos de Torres Novas, Alcanena, Entroncamento, Golegã, Tomar, Vila Nova da Barquinha, Constância, Mação, Sardoal e Abrantes; A sobrevivência dos sectores empresariais no norte do distrito de Santarém, está dependente da superação das principais fragilidades que limitam o sucesso das empresas no competitivo mercado europeu e mundial.

 

O peso das portagens tem um custo muito grande na competitividade destas empresas, e todo este tecido empresarial que é composto em grande parte por Micro, Pequenas e Médias Empresas, será afectado pela introdução destas medidas; A A23 constitui por isso um instrumento essencial de coesão social e territorial para esta economia regional. A introdução de portagens afectará a sua competitividade, introduzindo mais efeitos perversos nos custos de contexto, associando-se inaceitavelmente à redução do número de activos pelo crescimento do desemprego e ao crescente envelhecimento da população, com impacto negativo nas políticas económicas, de imigração e de assistência social. As nossas preocupações tinham fundamento…

 

 As empresas e os cidadãos estão confrontados com a ausência de alternativas. Neste caso é mesmo a não-existência de potencial de circulação entre os municípios abrangidos. Há troços de estradas nacionais, há partes de vias municipais, mas em nenhum dos casos há continuidade ou serviço que faça a ligação que hoje a A23 estabelece entre estes municípios; Será importante lembrar que as vias que serviam de serviço a esses concelhos no passado, já não eram, ao tempo do inicio da SCUT, alternativa à circulação rodoviária com níveis mínimos de serviço; Também sobre as próprias condições actuais da via, esta não tem condições de circulação que se aproximem de critérios de qualidade e dos níveis de serviços exigíveis em auto-estrada.

 

Até há bem pouco tempo houve um estreitamento de via por ocorrência de um abatimento de talude, que durou meses e que provocou engarrafamentos diários e constantes na área do Entroncamento. O piso encontra-se desgastado e irregular e não possui inclinações transversais e longitudinais com a regularidade que se pretende numa auto-estrada; A possibilidade de introdução de Portagens na A23 preocupou os deputados eleitos pelo distrito de Santarém, que já em Fevereiro corrente manifestou essa preocupação por escrito e em requerimento ao Ministro das Obras Públicas e Comunicações; Recordamos que, também num passado recente, (legislativas de 2005 – 1º Governo do Eng. José Sócrates), tínhamos por certo pela voz de dirigentes socialistas que isso não iria acontecer, aliás, o próprio Primeiro–Ministro e Secretário-Geral do Partido Socialista declarava publicamente: “Não vai haver portagens na A23. Não é nenhum favor, trata-se de fazer justiça ao interior do país”; Não vale a pena escamotear a realidade ou tentar apagar a memória…

 

Ao longo dos últimos 15 anos, o Partido Socialista no Governo de Portugal, com o Governo do Eng. António Guterres e depois com o Eng. José Sócrates, foi quem implementou e depois insistiu no modelo SCUT. A iniciativa das SCUT revela-se agora em todo o seu alcance. A ideia da concessão SCUT previa a atribuição da concepção, construção e manutenção de uma auto-estrada a um consórcio de empresas, durante um determinado número de anos. Por cada veículo que utilizasse a estrada o Estado pagaria um determinado valor previamente negociado com a concessionária.

 

Desta forma o Estado não desembolsaria, no imediato, o valor da construção da empreitada e o orçamento da construção normalmente acabaria por fazer-se dentro dos preços pré-definidos. Porém, a realidade acabou por demonstrar, como o PSD sempre afirmou que, a desvantagem é que a atribuição de um grande número de concessões nestes moldes asfixiaria as contas do Estado a médio e longo prazo, face aos custos em simultâneo de várias concessões. O resultado está à vista de todos…

Santarém, 24 de Junho de 2010

O Presidente (Vasco Cunha)



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:14
link do post | comentar | favorito

Diplomacia, protocolo, funções de representação e omissão: ainda o episódio Cavaco Silva e José Saramago
É público que Cavaco Silva e o escritor nunca nutriram simpatia um pelo outro. Enquanto Primeiro Ministro, Cavaco Silva sorteou-nos com os piores Secretários de Estado da Cultura de que há memória desde a implantação da Democracia. O mais perto que lhe conhecemos de uma apreciação poética foi o seu ar extasiado perante umas mal ensaiadas poesias da autoria de sua esposa, D. Maria. Vai daí que se sabe mesmo que uma das razões que levaram o escritor a abandonar o País foi o veto de Sousa Lara que cortou o romance de José Saramago Evangelho segundo Jesus Cristo da lista dos concorrentes ao Prémio Literário Europeu, na qualidade – já se vê - de Subsecretário de Estado da Cultura. Lá foi dizendo Sousa Lara que foi "Porque não representa Portugal", que tal “atitude nada tem a ver com estratégias de venda, nem sequer com opções literárias. E muito menos com as escolhas políticas de Saramago. Não entrou em linha de conta o facto de ele ser comunista ou pertencer à Frente Nacional para a Defesa da Cultura" (Afirmações de Sousa Lara ao Público, 25 de Abril de 1992), e que "A obra atacou princípios que têm a ver com o património religioso dos portugueses. Longe de os unir, dividiu-os." (Sousa Lara aquando do debate sobre a Cultura na Assembleia da República, Abril de 1992) Porque terá sido então que a celeuma se instalou pela ausência notada de Cavaco Silva? Dizem alguns que este tinha o direito de fazer o que bem entendesse, que em Democracia não há imposições, que escrever uma carta de condolências era o bastante. Claro que se Cavaco Silva comparecesse ao funeral, muitos o acusariam de cinismo e hipocrisia, donde não viria mal ao mundo porque essas se presumem e se aceitam como qualidades inatas e fundamentais aos políticos. É mau, é triste, mas uma infeliz constatação. Portanto, Cavaco aguentaria estoicamente esta acusação, até porque não é a primeira vez que é acusado de tal inqualidade ao vivo e a cores. Manteria, sem dúvida, a sua dignidade, e, mais ainda, manteria intocável a instituição que representa. Tenho de discordar desta história dos direitos em Democracia irem tão longe que permitem uma omissão deste tipo a um Presidente da República – que curiosamente tem sido acusado de meter o bedelho em tudo e mais alguma coisa não estivesse já em plena campanha eleitoral – e para mim, dos ensinamentos da minha passagem por alguns gabinetes ministeriais – alguns chefiados por pessoas ocasionalmente bem escolhidas pelo então Primeiro Ministro Cavaco Silva – e pela Assembleia da República – idem, não esqueço o significado de palavras como protocolo e diplomacia. Ou seja, noblesse oblige! Quem assume cargos públicos desta índole perde o direito a ter posições próprias perante casos como este. Goste ou não goste, a sua posição exigir-lhe-ía tacto político, no mínimo, como Presidente da República Portuguesa. Se Cavaco não foi ao funeral porque não era amigo ou conhecido do escritor e se não suporta a ideia de prestar homenagem a alguém que o enfrentou, será aceitável como homem, mas inaceitável como Presidente. Cavaco foi ao absurdo, porque não compreendeu que as funções de representação de um Presidente não servem os amigos, subordinam-se à honra de um país. O Presidente Cavaco Silva apequenou-se perante o homem Anibal. É um paradoxo! Para quem não perde uma oportunidade para revelar o sentido humano esta foi uma ocasião imperdível e de efeitos irreversíveis. Um Presidente da República que falta à última homenagem ao único prémio Nobel da Literatura de língua portuguesa, a um dos mais importantes escritores do século XX, ao que, a par de Pessoa, ofereceu a Portugal picos do notoriedade internacional, e se limita a decretar dois dias de luto nacional, faltando à cerimónia oficial, não percebeu a essência da portugalidade. É neste sentido que Cavaco Silva tem vindo a ser conotado com um homem de contas e não como um homem de letras. Curiosamente, é um homem de letras que lhe faz frente nas eleições que se avizinham. Cavaco nutrirá por Manuel Alegre o mesmíssimo respeito que mostrou ter por Saramago. É-lhe, por certo muito difícil aceitar que quem não domine matérias económicas possa aspirar à Presidência. Provavelmente, não terá relevado alguma coisa do que fez como Ministro das Finanças. Que estes, sim, servem para isto: fazer contas. A um Presidente exige-se um pouco mais: que saiba compreender a alma portuguesa, a incontenção dos escritores, a rebeldia dos filósofos e a aparente insensatez dos livres pensadores. O triste é experimentar este tirocínio. A que exéquias Cavaco Silva se sentirá obrigado a fazer representar Portugal? Melhor dizendo, quantos e que tipo de portugueses lhe merecem essa homenagem? Saramago não o obrigou a essa capitulação. “Deixai que os mortos enterrem os mortos” que vêm aí as eleições e há muito trabalho de casa para preparar e seria impensável e inadequado interrompê-lo só porque morreu um tipo de que até nem gostava nada (era recíproco!). Passe bem os olhos por alguns dos homens que condecorou com uma das suas mãos e que a outra lho perdoe! Mas do incidente não falará a História até porque Cavaco tem sempre razão e nunca se engana, mas experimente ter um dia como livros de mesa de cabeceira – se Deus se interessasse por política a reforma permitir-lhe-ía longas noites de leitura - o “Memorial do Convento”, o “Levantados do Chão”, o “Ano da Morte de Ricardo Reis” ou a “História do Cerco de Lisboa”, e, dá-me a ideia, de que, só então, Cavaco assumirá a humildade para pedir perdão ao homem a que recusou a homenagem devida. Mais a homenagem de uma VIDA!


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:05
link do post | comentar | favorito

ESTAMOS CONTRA AS PORTAGENS NA A23
Por estes dias vai grande a confusão no País, com as principais forças políticas a disputarem quem consegue cobrar mais portagens. Parece que vão chegar a acordo e portajar tudo o que é via rodoviária mais larga e com boas condições de circulação. Entretanto, a manutenção e a construção de alternativas (mais uma vez) farão parte do cardápio de promessas em próximas campanhas eleitorais. É por demais conhecida a importância social e económica da A23, que atravessa toda a Região do Médio Tejo, no sentido oeste-leste (e vice-versa). A colocação de portagens vai prejudicar: a competividade económica das empresas e de actividades como o turismo interno; a mobilidade das famílias, já castigadas com aumento de preços de serviços públicos e de impostos; as populações rurais que passarão a ser atravessadas pelos veículos que vão evitar a auto-estrada; a dívida externa, pois aumenta o consumo de combustíveis fósseis... Para agravar o panorama, as concessionárias além de não criarem emprego ainda se preparam para despedir uns milhares. Acrescentamos ainda mais razões para a nossa contestação: aumentam as dificuldades de mobilidade entre as unidades do Centro Hospitalar do Médio Tejo (Torres Novas, Tomar e Abrantes); aumentam a poluição sonora e atmosférica, o stress e a sinistralidade rodoviária... Bem pode vir o Governo falar de competividade da economia, no desenvolvimento do interior, na poupança de energia, na defesa do emprego, na promoção da saúde pública... pois na prática faz precisamente o contrário. E sempre contra as populações. Pelas razões expostas somos contra a introdução de portagens na A23. Estaremos ao lado de outras organizações na contestação a esta medida que afecta o bem estar e a saúde das populações. A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:03
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 23 de Junho de 2010
TORRES NOVAS-Câmara de Torres Novas contrata 46 funcionários
De uma assentada a autarquia lança 14 concursos de admissão de pessoal. O Diário da República desta segunda-feira publica 14 concursos para preenchimento de 46 lugares na Câmara Municipal de Torres Novas, a maior parte dos quais actualmente ocupados por funcionários com contrato a termo. Como técnicos superiores a autarquia torrejana procura um licenciado em Educação Social, um em turismo, um em Arquitectura, um em Historia e outro em Nutrição Humana, Social e Escolar. Está também aberto concurso para um técnico de informática, um motorista de pesados, quatro tratadores apanhadores de animais, dois cantoneiros de vias, um mecânico, um calceteiro, dois pedreiros, um assistente operacional e 28 auxiliares de acção educativa. http://www.otemplario.pt


publicado por Noticias do Ribatejo às 19:54
link do post | comentar | favorito

ALMEIRIM-Prisão de Almeirim - "Os Verdes" acusam Governo de crime ecológico e de irregularidade e secretismo em todo o processo
O Grupo Parlamentar “Os Verdes” confrontou ontem, através de um agendamento potestativo, o Ministro da Justiça com a decisão de localização do Estabelecimento Prisional de Lisboa e Vale do Tejo (EPLVT) na Freguesia de Fazendas de Almeirim, num montado de sobro de grande valor ecológico e ainda com o novo preço previsto para a construção dos estabelecimentos prisionais que duplicam em relação ao anterior concurso. Para “Os Verdes”, ficaram claras desta audiência, as seguintes questões: Que o Ministro Alberto Martins tentou durante todo o debate lavar as mãos, como Pôncio Pilatos, da decisão de localização da prisão, remetendo sempre a responsabilidade para o anterior executivo e evocando o desconhecimento do processo e das características do local onde a prisão poderá vir a ser implantada. Que a decisão de construir o EPLVT na Herdade dos Gagos, em Fazendas de Almeirim, não foi fruto de um estudo e avaliação de alternativas de localização nem de um estudo que aferisse do local mais adequado para este tipo de empreendimentos, mas sim de uma conversa tida “à hora do almoço” entre o ex-Secretário de Estado da Justiça e o Presidente da Câmara de Almeirim, onde este último ofereceu o terreno – que não pertence à Câmara – gratuitamente, para este efeito. Que o Ministro não conseguiu justificar o aumento do custo das prisões para o dobro e responder de forma clara à pergunta e às acusações do Deputado de “Os Verdes”, José Luís Ferreira, relativas à capacidade de gestão do Instituto de Gestão Financeira e de Infra-estruturas da Justiça. Relembramos que o preço agora indicado é mais do dobro do previsto no anterior processo concursal, questão que “Os Verdes” consideram tanto mais gravosa visto este processo decorrer sob forma de adjudicação directa e no maior secretismo. Apesar do Ministro Alberto Martins ter tentado demarcar-se da decisão relativamente ao processo da prisão de Almeirim e ao custo das prisões, “Os Verdes” consideram, no entanto, que esta audição foi positiva e que, tendo o Ministro assumido, perante as acusações de crime ambiental e irregularidades no processo proferidas pelo Deputado ecologista, mostrado a sua disponibilidade para fazer cumprir a lei, o PEV, tal como o afirmou logo na Comissão Parlamentar, vai entregar a Alberto Martins um dossier com toda a documentação que ilustrará as acusações ali proferidas. Este dossier irá conter documentos não só relativos às irregularidades processuais mas também um conjunto de documentos que deixarão o ministro elucidado sobre a área exacta de montado que será afectada e que poderá levar o Governo a ter de reembolsar os fundos comunitários que foram atribuídos em 2001 à Junta de Freguesia de Fazendas de Almeirim, no quadro de um projecto de beneficiação do montado de sobro. “Os Verdes” confrontaram ainda o Ministro da Justiça com um compromisso assumido pelos membros do Governo anterior em levar a cabo um estudo de incidência ambiental na Herdade dos Gagos, o que não aconteceu antes da decisão ser novamente reassumida por este Governo. “Os Verdes” não permitirão que o Sr. Ministro continue a evocar o desconhecimento para se inocentar da decisão tomada agora pelo seu Ministério e pelo seu Governo, com a autorização dada para avançar com a despesa e com a celebração do contrato de empreitada para construção deste estabelecimento prisional. O Grupo Parlamentar “Os Verdes”


publicado por Noticias do Ribatejo às 19:11
link do post | comentar | favorito

SANTAREM- Agenda de Espectáculo adiada
O Espectáculo Orquestras de Guitarras que estava agendado para amanhã, dia 24 de Junho, no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém já não se vai realizar. O espectáculo passou para o dia 23 de Julho. Orquestra de Guitarras A Orquestra de Guitarras é um projecto ambicioso que contribui para a formação e sensibilização de jovens guitarristas, surgindo da interacção entre alunos e professores dos cursos da Associação ao longo deste ano lectivo. Invadindo-nos com intensas versões da música do século XX - do rock dos anos 70 aos clássicos do cinema passando pelo blues tradicional – a Orquestra apresentará uma inovadora dinâmica recheada de novos talentos. Direcção Musical: Alex Bento. Assistente Principal: João Brites. Reservas de 4ª a sábado nas Instalações da Espectacológica – Músicos Associados, Largo do Choupal, nº4 em Santarém - 243 098 708. (15-20h). (Música) (Duração) 90’ (Classificação) M3 (Preço) 3 euros Câmara Municipal de Santarém - Gabinete de Relações Públicas e Comunicação Casa de Portugal e de Camões (Ex-Presídio Militar) Av. Antº. Maria Baptista 2000-170 Santarém Tel. 243 359 160


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:04
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Traga as suas plantas par...

Município do Entroncament...

ExpoAlcanede dá a conhece...

Casa cheia em Benavente p...

Município da Chamusca ala...

Inscrições para a Univers...

Município do Entroncament...

JORNADAS DE CULTURA ATÉ 2...

Festival de música Cartax...

Tertúlia Festa Brava orga...

“Quando ela… é ele!” teat...

Professores dos 3 Agrupam...

CARTAXO VOLTA A APRESENTA...

Jovens atores da Chamusca...

Tomar dá o corpo ao manif...

Programa de Educação Pare...

“Chamusca das Três Graças...

ERROS GROSSEIROS NA ELABO...

Festival de música Cartax...

Há apoios do Portugal 202...

‘Santarém em Cena’ reúne ...

Teatro Sá da Bandeira ini...

Ceyceyra Medieval a 21 e ...

TEMAS DE SAÚDE: Doente on...

"O medo tem alguma utilid...

Município de Azambuja ass...

Ano letivo 2019-2020 arra...

Tomar – Prisão preventiva...

Arroz é rei em novo event...

PSD visita operação de li...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds