NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011
ABRANTES - Exposição de Engrácia Cardoso sobre viagens e conhecimento

 
Sábado, 5 de Fevereiro, às 16h00, será inaugurada na Galeria Municipal de Arte de Abrantes a exposição de Engrácia Cardoso, “Enciclopédia, Um Projecto de Desenho”.
Apresenta uma colecção de dados, de viagens e de conhecimento em que a relação homem-animal é explorada na perspectiva da partilha do espaço físico em oposição a uma visão de cumplicidade. O desenho é construído na folha de papel sem uma intenção prévia, partindo para a construção e o coleccionismo de formas, fazendo a ponte com os conhecimentos adquiridos ao longo de uma passagem.
A exposição fica patente ao público até 18 de Março. Pode ser visitada no horário de terça a sábado, da 10 às 12h30 e das 14 às 18h30.
 
Engrácia Cardoso, nasceu em Tomar em 1976. Vive e trabalha em Lisboa. Durante alguns anos residiu em Guimarães, licenciando-se em Desenho pela ESAP. Do seu currículo faz parte os prémios a Bolsa Prémio Viagem Henrique Silva, Bienal de Cerveira, em 2008/2009 e o VIII Grande Prémio de Pintura Fidelidade Mundial em 2004.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:04
link do post | comentar | favorito

Abrantes, Constância, Sardoal e V. N. da Barquinha

 
Acção Promocional de Azeites arranca em Fevereiro

A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior tem levado a cabo um conjunto de reuniões com produtores locais e restaurantes de Abrantes, Constância, Sardoal e Vila Nova da Barquinha, no sentido de unir esforços para desenvolver uma acção que promova o que de melhor se produz na sua zona de intervenção. O azeite será o tema desta iniciativa que tem o objectivo de valorizar e divulgar este produto local junto da população e visitantes, estimulando a criação de hábitos de consumo mais saudáveis.

A acção promocional de azeites, apoiada pela abordagem LEADER, do ProDeR, irá arrancar em meados de Fevereiro e estará, também, integrada no Encontro Ibérico do Azeite, que irá decorrer em Abrantes.

Os restaurantes interessados em participar nesta iniciativa, ainda, podem contactar a associação através do telefone 241 372 180 ou por email tagus@tagus-ri.pt.O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:59
link do post | comentar | favorito

CARTAXO - CARTAXO ASSEGURA MAIS 2,9 MILHÕES DE EUROS PARA CONCRETIZAÇÃO DO PARQUE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA NA ALE DO FALCÃO

CARTAXO ASSEGURA MAIS 2,9 MILHÕES DE EUROS PARA CONCRETIZAÇÃO DO PARQUE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA NA ALE DO FALCÃO – JUNTO AO NÓ DE ACESSO À A1
 
§  Inalentejo aprova candidatura para criação de rede regional de ciência e tecnologia – Alentejo / Lezíria do Tejo que inclui o Parque de Negócios do Cartaxo
 
§  Programa Estratégico vai permitir apostar fortemente nas componentes de investigação e desenvolvimento tecnológico, privilegiando o trabalho em rede entre o tecido empresarial, instituições de ensino superior e novos projectos em áreas de tecnologias de ponta
 
No dia 26 de Janeiro, foi assinado em Évora o protocolo de financiamento do Programa Estratégico do “Sistema Regional de Transferência de Tecnologia” (SRTT) – uma Rede Regional de Ciência e Tecnologia, que pretende fomentar parcerias entre os mundos científico e empresarial no Alentejo e na Lezíria do Tejo.
 
A candidatura, aprovada pelo INALENTEJO – Programa Operacional Regional do Alentejo, foi apresentada pela ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, no âmbito dos Regulamentos Específicos “Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras” e “Sistema de Apoio a Infra-estruturas Científicas e Tecnológicas”, que se enquadram no Eixo I do Programa.
 
Este Programa apresenta um investimento de 41,8 milhões de euros, a que corresponde um montante comunitário FEDER de 29,3 milhões de euros (com uma taxa de co-financiamento de 70% para as operações a candidatar).
 
A ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo é líder do Consórcio que incorpora mais de 20 entidades, entre as quais a Universidade de Évora, o Instituto Politécnico de Beja, o Instituto Politécnico de Portalegre, o Instituto Politécnico de Santarém, IDERSANT, Câmara Municipal de Beja, Câmara Municipal do Cartaxo, Câmara Municipal de Évora, Câmara Municipal de Portalegre, Câmara Municipal de Nisa, ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários.
 
Este Programa Estratégico vai permitir uma grande aposta nas componentes de investigação e desenvolvimento tecnológico, privilegiando o trabalho em rede entre o tecido empresarial e novos projectos em áreas de tecnologias de ponta.
 
O projecto está estruturado em cinco componentes, envolvendo a criação de um parque de ciência e tecnologia em Évora; um sistema de incubadoras de base tecnológica, distribuído por Portalegre, Beja, Moura, Santarém e Cartaxo, destinado a potenciar o surgimento de iniciativas empresariais inovadoras e de natureza tecnológica; um sistema de infra-estruturas científicas e tecnológicas que visa consolidar e qualificar a oferta regional de tecnologia com base no reforço das competências regionais; um sistema de infra-estruturas com forte potencial sinérgico para potenciar impactes gerados pelos restantes sistemas; e um sistema de zonas e parques industriais e tecnológicos para valorização e potenciação de uma estreita articulação entre o SRTT e o tecido empresarial regional, passando pelo estabelecimento de parcerias de colaboração com as suas entidades gestoras.
 
Parque de Ciência e Tecnologia da ALE do Falcão com 2,9 milhões de euros
Com a aprovação desta candidatura, o IDERSANT (Câmara Municipal do Cartaxo e Nersant – Associação Empresarial de Santarém) conquista assim 2,9 milhões de euros para a concretização do Parque de Ciência e Tecnologia, que vai nascer na Área de Localização Empresarial (ALE) do Falcão.
 
A este valor acresce os 3,15 milhões de euros já assegurados por financiamento comunitário - 80% a do investimento total a fundo perdido –, no âmbito da candidatura que foi apresentada pela Câmara Municipal do Cartaxo, no âmbito da CIMLT – Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, que permite realizar a infra-estruturação da Área de Localização Empresarial e prevê trabalhos de terraplanagem, construção de arruamentos, pavimentos e sinalização, instalação da rede de abastecimento de água e serviço de combate a incêndios, construção de uma ETAR e correspondente rede de drenagem de águas domésticas, industriais e pluviais e rede de telecomunicações, infra-estruturas eléctricas e de telecomunicações.
 
Para Paulo Caldas, presidente do Município do Cartaxo, a aprovação desta segunda candidatura vem consolidar “o caminho que a autarquia tem vindo a seguir, no sentido da criação de infra-estruturas de elevada qualidade para a captação e instalação de empresas de base tecnológica no concelho do Cartaxo e, ao mesmo tempo, reforçar a integração em rede de todas as dinâmicas potenciadoras de inovação e competitividade a interligação entre universidade, politécnicos, empresas, associações empresariais e entidades institucionais”.
 
Potencialidades do Parque de Ciência e Tecnologia do Cartaxo
O Parque de Ciência e Tecnologia que vai ser criado na ALE do Falcão terá como principais mais-valias uma incubadora de empresas, com espaços de elevada qualidade que ofereçam condições qualificadas para a instalação de empresas de base tecnológica, novas e existentes, nomeadamente em sectores de clusters considerados estratégicos, e ainda um Centro de Competências de Materiais de Construção (CMM), um Centro de Competências de Enologia (CCE) e um Laboratório de Inovação Industrial e Empresarial (LINE).
 
A incubadora de empresas ocupará uma área de 6.120 m2 (com uma área bruta de construção de 2.000 m2, dividida por dois pisos) e incluirá vários laboratórios, escritórios, salas de formação, de reuniões e um auditório.
 
Com a sua dinâmica, pretende-se potenciar o desenvolvimento de projectos I & D e a prestação de serviços de assistência científica e tecnológica em domínios seleccionados (materiais, vinha e vinho, equipamentos); promover a difusão de conhecimento em Ciência e Tecnologia (C & T), que contribua para a inovação empresarial; potenciar o estabelecimento de parcerias e o aproveitamento de sinergias entre as entidades instaladas no Parque de Ciência e Tecnologia e outras entidades do concelho, do país e do estrangeiro; e promover a inovação e o desenvolvimento tecnológico do tecido empresarial do concelho do Cartaxo e respectiva área de influência.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:18
link do post | comentar | favorito

ABRANTES - Exposição sobre Eça de Queiroz, um cidadão do mundo

 De 4 de Fevereiro a 11 de Março, a Biblioteca Municipal António Botto apresenta a exposição “Eça de Queiroz – Marcos Biográficos e Literários 1845-1900”.
Concebida pelo Instituto Camões no ano 2000 aquando das comemorações do  centenário da sua morte, dá a conhecer o percurso realizado pelo escritor e diplomata, bem como as trocas culturais que esta vivência lhe proporcionou. A mostra já percorreu o país e o estrangeiro e pretende levar junto de um público vasto o aprofundamento do conhecimento do escritor e da sua obra, um instrumento valioso no enriquecimento do saber.
A exposição pode ser vista de segunda a sexta-feira, no horário das 09 às 19h30



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:17
link do post | comentar | favorito

Actividade Operacional da GNR

No Distrito de Santarém, zona de acção do Comando Territorial de Santarém, este Comando registou, entre outros, os seguintes dados na actividade operacional,desenvolvida durante o período de 17 a 30 de Janeiro de 2011

 

 Detenções:

77 Indivíduos detidos pelos seguintes motivos:

Vinte e Três detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Vinte e um detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Dezanove detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Três detidos por furto de cobre;

Dois detidos por roubo;

Dois detidos por desobediência;

Um detido por posse de munições sem autorização legal;

Um detido por posse ilegal de arma de fogo;

Um detido por injúrias a agente de autoridade;

Um detido por resistência e coacção sobre funcionário;

Um detido por invasão de recinto desportivo;

Um detido em flagrante delito por furto em interior de estabelecimento.

Abrantes:

Três detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Três detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

Mação:

Um detido por injúrias a agente de autoridade.

Sardoal:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Coruche:

Oito detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Quatro detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por resistência e coacção sobre funcionário;

Um detido em cumprimento de mandado judicial

Cinco detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Dois detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por desobediência.

 Salvaterra de Magos:

Nove detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Três detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por invasão de recinto desportivo.

 Santarém:

Três detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido em cumprimento de mandado judicial.

 Almeirim:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido em flagrante delito por furto em interior de estabelecimento.

 Cartaxo:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

Rio Maior:

Dois detidos por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por posse ilegal de arma de fogo;

Um detido por desobediência.

 Ferreira do Zêzere:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Ourém:

Dois detidos por roubo;

Dois detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Torres Novas:

Dois detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Dois detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Golegã:

Três detidos por furto de cobre;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool

 

Chamusca:

Dois detidos em cumprimento de mandados judiciais;

Um detido por posse de munições sem autorização legal.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:12
link do post | comentar | favorito

CARTAXO presente na International Wine Tourism Conference & Workshop

Presidente da RECEVIN e da AMPV é um dos oradores do evento que reúne profissionais do sector do vinho de todo o mundo
 
Paulo Caldas, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo e presidente da Rede Europeia de Cidades do Vinho (RECEVIN) e da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), vai estar entre o vasto leque de oradores da 3.ª International Wine Tourism Conference & Workshop (IWTCW) que tem lugar no Porto, entre 31 de Janeiro e 6 de Fevereiro.
 
A intervenção, que ocorre no segundo dia do evento, irá assentar na importância das cidades no desenvolvimento e reforço de políticas de enoturismo, em particular na criação de uma rede mundial de cidades do vinho – projecto que Paulo Caldas lançou enquanto presidente da RECEVIN e que deverá ser consolidado no decorrer deste ano.
 
A presença da RECEVIN na IWTCW, vai permitir, também, dar a conhecer aos participantes os principais projectos da Rede, assim como discutir a importância dos municípios na promoção das economias locais, através de projectos de enoturismo, tais como as rotas do vinho, o modo como estas rotas se podem constituir como motores do desenvolvimento dos territórios e a importância da preservação das tradições, cultura e paisagem ligadas ao vinho e à vinha.
 
Para Paulo Caldas, o vinho representa “uma área estratégica e potenciadora de desenvolvimento económico a nível mundial, constituindo o trabalho em rede o caminho mais acertado para criar vectores que reforcem a afirmação do sector do vinho e consolidem a identidade natural e cultural dos territórios”.
 
A constituição de uma rede mundial de cidades do vinho “terá um papel fundamental, não só na valorização do sector em termos produtivos e comerciais, mas também ao nível do enoturismo, assente no enraizamento histórico e cultural das diferentes comunidades”, defende Paulo Caldas.
 
Estes serão alguns dos conceitos e dos objectivos que o presidente da RECEVIN e da AMPV vai apresentar na 3.ª International Wine Tourism Conference & Workshop – um evento que vai reunir cerca de 200 profissionais do sector do vinho e do turismo de todo o mundo que, ao longo de um extenso programa de mais de 40 palestras, mesas-redondas e workshops, vão discutir e reflectir sobre a dinâmica do sector do vinho, novas formas de consolidar o enoturismo como factor de desenvolvimento económico das regiões vinícolas no mundo, estratégias de marketing e novas tecnologias ao serviço da produção e promoção de marcas.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:15
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR - Fórum Associativo de Rio Maior voltou a reunir

 

Teve lugar no passado dia 28 de Janeiro, no auditório da Desmor, mais uma edição do Fórum Associativo de Rio Maior.
 
Este grupo de trabalho criado pelos pelouros da Cultura e da Juventude, dos quais são responsáveis, respectivamente, Sara Fragoso e Nuno Malta, reúne os dirigentes das diversas colectividades culturais, desportivas, recreativas e juvenis do concelho para debater temas de interesse comum.
 
Nesta terceira sessão o tema-base foi o Regulamento de Apoio ao Associativismo. A proposta elaborada pela autarquia foi lançada à discussão e analisada à minúcia através das intervenções dos muitos dirigentes associativos presentes.
 
Nuno Malta abriu a sessão declarando que este projecto de Regulamento pressupõe várias etapas e que em todas elas pode haver melhorias da proposta inicial. O vereador incentivou todos a participarem. Por seu turno, já no encerramento, Sara Fragoso agradeceu o empenho de todos, congratulando-se pela riqueza da discussão em que também participou.
 
Para além dos vereadores, estiveram igualmente presentes os técnicos Fernando Costa e Tito Gomes, que colaboraram na dinâmica da discussão.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:07
link do post | comentar | favorito

BENAVENTE - 14 MILHÕES DE EUROS EM BENAVENTE

ÁGUAS DO RIBATEJO INVESTE

Abastecimento de água reforçado e com alternativas no Verão 

A empresa ÁGUAS DO RIBATEJO está a fazer um investimento de 14 milhões de euros nos sistemas de abastecimento de água e tratamento de águas residuais no Município de Benavente. As obras em curso foram visitadas pelos eleitos municipais e presidentes das juntas de freguesia no sábado, 29 de Janeiro. Numa visita acompanhada pelo presidente do Conselho de Administração da ÁGUAS DO RIBATEJO, José Sousa Gomes, o director-geral da empresa, José António Moura de Campos explicou as intervenções em curso e garantiu que o abastecimento de água” terá mais qualidade a partir do próximo Verão”.

“Os munícipes irão notar uma melhoria significativa com redução do número de roturas e dos tempos em que estão privados de abastecimento de água”, adiantou.

O reservatório de Vale Tripeiro, num ponto quase equidistante de Benavente e Samora Correia, tem uma capacidade de 5 mil m3  e está equipado com um moderno sistema de desinfecção e tratamento da água. Duas novas estações elevatórias, irão ajudar a levar a água até às localidades de Benavente e Samora Correia, através de 21 km de novas condutas, já construídas.

Entretanto, sete reservatórios descentralizados no território do município, a maioria com mais de 20 anos, foram requalificados e os seus equipamentos reabilitados para garantir o seu bom funcionamento. Foi ainda instalado o sistema de telegestão que permite o controlo à distância de situações anómalas e respostas mais rápidas.

Um posto de transformação de elevada capacidade garante a alimentação do sistema de Vale Tripeiro e, como alternativa à rede da EDP, existe um gerador que será accionado imediatamente quando houver uma falha de energia.

Durante a visita, o director-geral anunciou a disponibilidade imediata da ÁGUAS DO RIBATEJO em colocar os novos equipamentos ao serviço da protecção civil em caso de catástrofe ou situações de emergência.

Neste momento está consumado um investimento de 8 milhões de euros no concelho de Benavente, sendo o grosso da fatia no abastecimento de água (6 milhões de euros) mas ainda há várias obras em curso, com destaque para a requalificação das ETAR’S de Benavente, Porto Alto, Santo Estêvão e Barrosa e o reforço do abastecimento em Santo Estêvão e Barrosa, onde a empresa estima gastar mais de seis milhões de euros.       

ÁGUAS DO RIBATEJO COM TARIFÁRIO MAIS BAIXO DA REGIÃO

Os elevados investimentos que a ÁGUAS DO RIBATEJO tem em curso (um valor global de 131 milhões de euros, que inclui as obras a realizar no município de Torres Novas) não pesam na factura dos clientes.

O director-geral apresentou um quadro comparativo dos valores pagos na região onde se percebe que a ÁGUAS DO RIBATEJO tem um tarifário “muito abaixo” dos praticados nos sistemas da região. Moura de Campos não identificou as empresas, por “uma questão de ética”, mas referiu que os tarifários estão publicados nos sítios das respectivas empresas ou serviços municipais.

O seu browser pode não suportar a apresentação desta imagem.

 

No âmbito da política de solidariedade social, a ÁGUAS DO RIBATEJO apresenta tarifários reduzidos para famílias carenciadas, famílias numerosas, instituições de utilidade pública, associações, escolas e autarquias, entre outras entidades. As informações podem ser solicitadas nas unidades de atendimento ou no sítio da ÁGUAS DO RIBATEJO em www.aguasdoribatejo.com.

O presidente da Câmara Municipal de Benavente, António José Ganhão considerou que o seu Município seguiu o melhor caminho e reafirmou que de outra forma nunca seria possível realizar os investimentos em curso que considerou “fundamentais na perspectiva de crescimento e desenvolvimento de Benavente”.

António Ganhão, que integra o Conselho de Administração da ÁGUAS DO RIBATEJO, apelou aos autarcas para estejam unidos neste processo e pediu para vestirem a camisola da ÁGUAS DO RIBATEJO porque “a empresa é de todos”. O autarca disse acompanhar a proposta aprovada pelo Município de Almeirim para que seja feita uma alteração aos estatutos de modo a travar a entrada de privados no sistema. “Já provámos que somos capazes de avançar sem parceiros privados”, disse.

O presidente do Conselho de Administração da ÁGUAS DO RIBATEJO referiu estar muito satisfeito com o caminho seguido pela empresa e reafirmou total disponibilidade para a alteração dos estatutos. José Sousa Gomes disse que as obras em curso nos seis concelhos “não são muito visíveis”, mas irão sentir-se os seus efeitos no futuro. “Estamos a colocar a região ao melhor nível na área do abastecimento de água e tratamento de esgotos”, concluiu. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:05
link do post | comentar | favorito

Alerta e indignação

 Por: Ilda Figueiredo *
 

     Iniciou-se, nas comissões especializadas do Parlamento Europeu, o debate sobre um pacote legislativo da chamada governação económica, apresentado pela Comissão Europeia (CE), que inclui seis propostas, abrangendo questões orçamentais e fiscalização económica.

     O pacote inclui uma reforma do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC) para estabelecer um garrote com multas brutais aos Estados considerados “prevaricadores” na zona euro, ou seja, que não cumpram os rácios do défice (3% do PIB) e da dívida (60% do PIB ou redução satisfatória em direcção a esse valor) e a fiscalização de toda a actividade macroeconómica, prevendo a aplicação de multas anuais aos países da zona euro que não cumpram tais regras e critérios.

     Na prática, a CE quer aprofundar o próprio regulamento do FMI e aprofundar os seus objectivos neoliberais, aplicando, de forma permanente, os mecanismos de controlo e fiscalização aos países membros da zona euro, de forma ainda mais dura aos considerados em défice excessivo, sem cuidar sequer das suas graves consequências nas desigualdades sociais, no agravamento do desemprego e da pobreza.

     Deste modo, neste primeiro chamado “semestre europeu”, um dos temas centrais do debate económico e político centrar-se-á nestas propostas que a Comissão Europeia apresentou em 29 de Setembro passado e que pretende que sejam aprovadas em Junho próximo, para entrarem em vigor em Janeiro de 2013, embora com algumas alterações que o Parlamento Europeu queira negociar com o Conselho, e este aceite.

     Se forem aprovadas as linhas fundamentais que a CE apresentou, teremos uma permanente vigilância e intervenção, não apenas sobre a elaboração e execução do orçamento de estado, mas também sobre todas as políticas económicas de cada país membro da zona euro. Para aqueles que têm défice considerado excessivo, estes instrumentos significam uma completa perda de soberania em todos os planos económicos e nas suas correspondentes consequências sociais, além de ficarem sujeitos a depósitos obrigatórios e multas no valor de 0,2% do PIB, o que significa que os países da periferia serão cada vez mais espoliados e as suas populações mais pobres e exploradas.

     * Deputada do PCP no PE



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:49
link do post | comentar | favorito

ABRANTES - TAGUS prolonga os prazos de recepção de candidaturas ao ProDeR

 

O período de recepção de candidaturas aos apoios do Programa de Desenvolvimento Rural (ProDeR) para projectos a serem implementados em Abrantes, Constância ou Sardoal foi prolongado.

Esta fase do concurso lançado pela TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior terminaria no dia 30 de Janeiro. No entanto, para admitir mais pedidos de apoio, o prazo foi alargado até ao dia 4 de Fevereiro para os projectos que se enquadrarem nas medidas relacionadas com a diversificação da actividade económica e criação de emprego (acção 3.1. do eixo 3 do ProDeR – abordagem LEADER). E para as candidaturas que se incluam na promoção da qualidade de vida das populações (acção 3.2. do ProDeR) o período de recepção estende-se até dia 4 de Março.

O segundo concurso aos apoios do ProDeR para o Ribatejo Interior abriu a 4 de Outubro do ano passado com uma dotação financeira de cerca de 3, 3 milhões de euros para apoiar projectos que estimulem o desenvolvimento de actividades não agrícolas em exploração agrícola, criem e desenvolvam microempresas nas zonas rurais, potenciem o turismo e outras actividades de lazer, valorizem o património rural na óptica do interesse colectivo ou aumentem a acessibilidade a serviços básicos.

As candidaturas devem ser enviadas em formato digital para o email leader@tagus-ri.pt até às 17h dos dias de términos dos prazos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:48
link do post | comentar | favorito

ALPIARÇA - A NOITE DAS FACAS LONGAS

 

Pouco me interessa saber se houve ou não “saneamentos políticos” na Câmara Municipal de Alpiarça.  O que sei, como todos sabem, é que um ex-encarregado após a tomada de posse dos actuais eleitos se transferiu com «armas a bagagens» para a Câmara Municipal do Cartaxo, como sei – todos sabem - que o antigo motorista de Rosa do Céu hoje é um singelo, mas competente, funcionário da autarquia mas que não exerce o cargo que lhe estava atribuído.

 Sei também - como todos sabem - que recentemente um ex-encarregado-geral foi “destacado” para “governar” o Parque de Campismo e a Reserva Natural” quando todos sabemos em que estado se encontra estas instalações camarárias para levar como conselho a seguinte “nota”  de um comentarista (?) em que afirma: «o encarregado tem tempo de repensar o seu modo de actuar e ainda vai a tempo de se emendar, Alpiarça e a autarquia precisam dele e ele sabe muito e pode transmitir os seus ensinamentos, assim o queira fazer de boa vontade...» - "A figura do “Encarregado Geral” na Câmara passou a ser uma “figura obsoleta” porque o assessor João Osório auxilia os vereadores na coordenação dos serviços externos"».

Mas também sei – todos sabem – que o ex-presidente Rosa do Céu não fez acontecer o que tem acontecido no burgo alpiarcense mesmo que o acusem de “ditador ou outros “nobres títulos” menos “santo”.

Sei – todos sabem –  que houve um funcionário com responsabilidades politicas e com um cargo relevante - hoje assessor do executivo da CDU  que se antecipou aos acontecimentos  com «armas a bagagens» para um outro organismo e fim de estar «longe e distante» de quem pensava vir a ser vitima de quem então tomou posse como “governante”  e sei também – como todos sabem – que o motorista então ao serviço presidencial nada lhe aconteceu nem perseguição alguma teve para pouco tempo depois se aposentar já que tinha «tempo de serviço suficiente»: Nem sequer deixou de ter ou não ter a graça da possível oportunidade de «ser colocado na prateleira».

Também sei - como todos sabemos - que houve outro funcionário por questões diferentes que foi dispensado dos seus préstimos por causa da «trapalhada dos sites pornográficos» como da salgalhada que ainda hoje estou ou estamos por saber como aconteceu porque nem tudo foi bem claro ou transparente.

 Transparente e claro foi o funcionário ter sido aposentado  como uma série de processos judicias “às costas” mas que hoje, felizmente, já se encontra a trabalhar no local de onde nunca teria saído.

Há em todo este “imbróglio” uma enorme parecença mas com contendas e situações diferentes e bens distintas.

Podemos é por simpatia política ou termos que «agradar a alguém» fazer ver aos menos crentes que «dantes ainda era pior».

Com tudo isto que aconteceu recentemente como aquilo que poderá acontecer, não considero que sejam «saneamentos políticos» mas nada me impede como nada me proíbe que não o possa pensar já que os indícios e os actos não são os mais correctos, a meu ver, claro!

Se fossem exactos poderia então dizer com todas as letras que estávamos na “Noite das Facas Longas” onde se levou a efeito um pequeno «ajuste de contas» com aqueles que viveram à custa das “ sombras do passado!

Supostamente não será como eu penso.

São apenas coincidências!

 Ainda bem!

«Há quem afirme que a História se repete só que muitas vezes os protagonistas dos acontecimentos invertem os seus papéis». ("A figura do “Encarregado Geral” na Câmara passou a ser uma “figura obsoleta” porque o assessor João Osório auxilia os vereadores na coordenação dos serviços externos")



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:55
link do post | comentar | favorito

Cadernos de Etnografia e Folclore

  Por: Lino Mendes

        

(3)

 

     Ser ou não ser de folclore, eis a questão, e tudo seria mais fácil se houvesse a tal Educação para a Cultura da Tradição. Creio no entanto que quem leu o artigo anterior ficou com uma ideia sobre o assunto, ficou a  conhecer as características que o definem. E sabendo isso com convicção, mais fácil se torna constituir ou reformular um grupo .  

 

              O progresso é o maior inimigo do tradicional, e é com a chegada do mesmo que a cultura local se começa a desvirtuar, a sofrer influências universais quando até aí as transformações (a aculturação) eram reflexo, natural, da maneira de ser e de estar de cada um dos povos em que por força das migrações entrava.

 

É assim que uma “moda” não é propriedade exclusiva de uma localidade, e se a encontramos em diversos sítios ela é marcada quer na coreografia e por vezes na melodia, pelas diferenças.O corridinho não é do Algarve, o Fandango não é do Ribatejo, as Saias não são do Alentejo, porque estando embora lá centralizadas acontecem também noutras  regiões mas de formas diferente. Em Folclore, como diz o Inspector Lopes Pires, não pode inventar-se.Há que respeitar a “ recolha”, o ensaiador não pode “criar”.

 

       Não tenho números concretos, mas a maioria de grupos que de folclore se intitulam, de facto não o são. E alguns sinais  negativos  dado serem  de expressão nacional , notam-se, como se costuma dizer ,à vista desarmada. Havendo depois os específicos de cada região ,que marcam as diferenças que caracterizam cada uma das mesmas, por vezes até de localidade para localidade. 

 

         Entretanto… 

 

         Situemos um grupo no início do século XX, mesmo até uns anos depois do mesmo. E se esse grupo deve ser o “retrato”possível “das gentes de antanho, está errado que usem saias pelo joelho, que usem relógios de pulso, que usem pinturas e cabelo à moderna, que vistam de igual pois o povo não se fardava, que andem com medalhas penduradas no fato, que usem óculos de sol e pulseiras de pano, e algo mais  e não só , como entrar a bailar no estrado e à saída dizer adeus com o lenço ou com o chapéu.. Mas depois existe todo um trabalho de pormenor que tem a ver com os usos costumes , com as tradições específicas da terra ou região em causa, desde os bailes às fainas, dos ritos à gastronomia, das festas aos jogos tradicionais, de toda  a  vivência de um povo onde o progresso ainda não tinha chegado, onde as transformações  aconteciam “sem assinatura”.  

 

              E se digo que um grupo deve ser o “retrato possível”é   porque estou entre os que consideram que o puro e o genuíno não  são  possíveis. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:08
link do post | comentar | favorito

Domingo, 30 de Janeiro de 2011
...

 

Por: Anabela Melão *

 

O estado da Justiça em Portugal está, de há muito e não como muitos pretendem fazer crer, uma lástima.

Nuno Rogeiro vem chamar a atenção de que há lugares próprios, num Estado de direito, para se julgar a mentira da verdade, ou a verdade da mentira: os tribunais. E não, como se constata, “a intoxicação da “opinião pública” e a tentativa de usar os cidadãos, a sua massa, ou grupos determinados, para pressionar a Justiça nas suas várias instâncias, do julgamento ao recurso.”

Fala-nos do caso de Carlos Castro, que passou cheio de “especulação e romance negro, muitas vezes com intenções determinadas de desculpa e ataque.” Igualmente, assim aconteceu nos já frequentes “incidentes em torno da “verdade” de um réu condenado em primeira instância, no caso dito “Casa Pia”. Os acusados foram longamente ouvidos por magistrados de instrução, juristas de formação, antes do julgamento. Não em segredo, numa cela húmida e escura, sob a ameaça de tortura de verdugos boçais, mas com garantias (há quem chegue a dizê-las excessivas), e na presença de múltiplos advogados. Houve acareações, todo o tipo de requerimentos, e possibilidades inúmeras de contraditório, impugnação, contestação, contra-interrogatório, desmontagem de falsidades, argumentos falaciosos ou armadilhas. Qualquer causídico que ouvisse um depoente - testemunha, arrependido ou réu - vir dizer, depois deste enredo processual paquidérmico, tão custoso para o erário público (e para a paciência de todos), que afinal inventou, mentiu ou foi forçado a mentir, devia sentir-se ofendido e insultado, ou agir com frieza e distância. Não se compreende o entusiasmo e o elogio, incompreensível mesmo numa sociedade que fosse tribal e primária.”

Nesta semana, um novo procurador assumiu o inquérito a suspeitas de corrupção no negócio dos submarinos, no pressuposto (público) de que as procuradoras que deixaram investigação terão posto em causa a imagem da justiça, como alega o instrutor do processo disciplinar. Correm os processos disciplinares das procuradores Auristela Pereira e Carla Dias, que, ao que afirma o inspector do Ministério Público que conduziu o inquérito, terão violado os seus deveres ao porem em causa a imagem global e a imparcialidade da justiça, com base numa relação amorosa mantida entre Carla Dias e o presidente da Inteli, que foi perito durante três meses na investigação à compra dos submergíveis e indicou os peritos no processo das contrapartidas.

Confesso que desde que, por alturas do meu divórcio, foi dado como aceite que a sentença era ditada pelo alcance monetário do “meu falecido” até uns anos passados num tribunal, estou desiludida com a (in)justiça. E não se vêem melhoras, antes pelo contrário. Os juízes assumiram um protagonismo negativo na praça pública, mais parecendo actores – e até às vezes jornalistas – do cenário judiciário. Seria bom que se revessem as regras de acesso à carreira de juiz que exige cinco anos de prática. Quem é que, de entre os melhores alunos, seja de que faculdade for, ao fim de cinco anos, arrisca uma carreira em ascensão, para começar do 0, num sistema que, entretanto, já descobriu não ser propriamente a “Alice no País das Maravilhas”? Restam pois os “desempregados” ou “mal sucedidos” na carreira da advocacia ou os desconhecedores do funcionamento da máquina judiciária. E é por aqui, precisamente, pela base, ou seja, pelas regras de acesso, que tudo deve ser revisto. “Roma e Pavia não se fizeram num dia”, mas algum dia tem de ser o primeiro a marcar outro rumo.

 

* Chairman da REGIS LABORE, International Consulting.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:28
link do post | comentar | favorito

SANTAREM - Ser socialista compensa...para os que chegaram primeiro

Por: Ramiro Marques

 

Acabo de me cruzar com uma amiga de infância, 56 anos de idade, professora como eu, com a diferença de que está aposentada há quatro anos e com pensão por inteiro. Não tendo sofrido corte na pensão, ao contrário dos colegas no activo, a minha amiga, Teresa, ganha mais quase 10% do que os colegas de profissão que não tiveram a sorte de se poderem aposentar com 32 anos de serviço, aos 52 anos de idade. E não puderam porque, tal como eu, não são professores do 1º ciclo do ensino básico nem de educação pré-escolar. Só esses puderam beneficiar desse regime de excepção.

 

A Teresa é socialista e tem todas as razões para o ser. Vejamos. Fiz umas contas por alto sobre quanto a Teresa recebeu do estado durante os 32 anos em que foi professora do 1º ciclo do ensino básico e os trinta anos que lhe sobram de vida a receber uma pensão de 3 mil euros brutos, durante 14 meses por ano.  Por alto, a Teresa recebe do Estado Socialista cerca de 500 mil euros e paga em contribuições, impostos, ADSE e Caixa Geral de Aposentação cerca de 250 mil euros.

 

A Teresa teve um lucro de 100%. Não admira que seja socialista. Pena que um investimento tão lucrativo só seja acessível aos que chegaram primeiro. 

 

O filho da Teresa, pelo contrário, apesar de ter um mestrado em Química, 33 anos de idade, ainda vive em casa dos pais, está desempregado, não tem médico de família nem ADSE e ainda não começou a descontar para a reforma pelo que é quase certo vir a ter direito, na velhice, apenas a uma pensão de sobrevivência.

 

É realmente pena que a Matemática exista e seja uma ciência exacta. Se fosse possível enganar a Matemática, o socialismo seria um regime perfeito. Assim, é apenas uma ilusão que sai muito cara a quem chega tarde.

 

O filho da Teresa chegou tarde.


Percebem agora onde é que José Sócrates vai buscar os 30% de votos?



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:56
link do post | comentar | favorito

Cadernos de Etnografia e Folclore

 

(2)

 

Antes de mais quero dizer que sou um simples estudioso das “tradições”, tentando um conhecimento de base abrangente, e de maneira específica as as de Montargil que estudei durante trinta e cinco anos, de maneira a que hoje tenha um trabalho não genuíno e não puro— não acreditem em quem disser que o tem—mas suficientemente representativo para ser uma referência a preservar no tempo.

 

Entretanto, ninguém pode gostar e respeitar o que não conhece, tampouco conhecer o que não lhe foi ensinado. No entanto, a verdade é que não há, nem nunca houve no nosso país, uma “Educação para a Cultura da Tradição isto é, nunca  a Escola ensinou(transmitiu) aos seus alunos os valores que a  definem e caracterizam, tampouco  sobre a  a importância da “cultura tradicional”.Não surpreende por isso que figuras prestigiosas do país mostrem um total desconhecimento da matéria, e que num universo de mais de dois mil grupos, que de folclore se intitulam sem que o sejam, apenas umas três a quatro centenas tenham representatividade ou para isso trabalham.

 

Mas ,o que é afinal o folclore?

 

-Definido em todos os dicionários e reconhecido pela UNESCO, podemos dizer que o mesmo deve “ser entendido como expressão da cultura tradicional, entendendo-se como tal os comportamentos ,usos, vivências e valores que qualquer grupo social, relevante culturalmente, utilizou durante o tempo suficiente para impor a marca local, independentemente da sua origem e natureza.” 

 

E um “grupo de folclore” o que deve ser ? 

 

Digamos que o “retrato” possível das gentes do antigamente. E aqui entenda-se antigamente como o  tempo em que os usos e costumes ainda não sofriam influências universais ,em que mesmo as alterações resultantes do encontro com outras gentes, aconteciam naturalmente. Era a chamada aculturação. 

 

Mas, pode ainda perguntar-se,como saber  que determinado acto é folclore? 

 

O Inspector Lopes Pires tem uma maneira muito interessante de o explicar, indicando quatro condicionantes:

 

1)-Ser popular( ser do gosto do povo…-ser da sua predilecção):

 

2)-Ter autor desconhecido;

 

3)-Ser tradicional(passar de geração em geração por via oral);

 

4)ser universal( pertencer a uma comunidade cultural significativa e não apenas a uma família ou pessoa).

 

Temos assim que ser ou não ser de folclore é uma questão pertinente e sobre a qual i9mporta reflectir.

 

Ser ou não ser de folclore, é pois uma  questão pertinente e sobre a qual importa reflectir”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Lino Mendes



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:20
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sábado, 29 de Janeiro de 2011
Abrantes: "Café com Empresários" junta produtores locais

A segunda sessão do ciclo de encontros informais “Café com Empresários”, promovido pela Câmara, realizou-se no dia 28 de Janeiro.
A presidente da autarquia convidou para o encontro, realizado no edifício INO.POINT do Tecnopolo, empresários do sector de produtos locais, nomeadamente dos vinhos, azeites e enchidos.
Reforçar a proximidade e a relação entre a Câmara e o sector empresarial, reconhecer o trabalho das empresas e incentiva-las a inter-agir como o Tecnopolo do Vale do Tejo são os objectivos destes encontros.
Maria do Céu Albuquerque salientou que a Câmara quer assumir o papel de “parceiro” das empresas “na criação de valor a partir daquilo que é nosso” e na promoção dos produtos locais, aumentando a organização colectiva. “São as empresas que criam riqueza e promovem o desenvolvimento do concelho e da região”, frisou.
Todos foram unânimes em salientar o papel da TAGUS - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior enquanto agente aglutinador junto deste sector de actividade.
 
Estes encontros com os empresários das várias áreas de actividade vão realizar-se ao longo do ano de 2011.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:12
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011
Cadernos de Etnografia e Folclore

 

                                                                                                  ( 01)

POVO que não respeite, preservando e divulgando as suas “memórias”, não existe como tal. E no nosso país ressalvando a acção altamente meritória de uns tantos grupos, de umas tantas pessoas, o desconhecimento do que são a etnografia e o folclore, atinge as raias da ignorância. No entanto, algumas mensagens nos foram legadas por credenciados investigadores, mas completamente ignoradas.

 

“Temos obrigação de salvar tudo aquilo  que ainda é susceptível de ser salvo para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as  suas raízes culturais mergulhadas na herança   social que o passado nos legou”(JORGE DIAS);entretanto, e referindo-se à utilidade dos textos, temas e formas populares, uma riqueza que se estava a perder ou descaracterizar( 1976) M.VIEGAS GUERREIRO lançava  o apelo de um “Acudamos a tudo enquanto é tempo!”

Certo que o Estado Novo tudo manipulava para que as representações etnográficas [?] no estrangeiro dessem a imagem que lhe interessava. Mas de qualquer modo em 1967 já se sentia um movimento lutando para que a cultura tradicional não fosse alienada tendo por isso havido mais que tempo para que  “os valores da nossa identidade”estivessem na Escola a par da Língua. Mas, qual quê, e pese embora a Sociedade de Língua Portuguesa que tal só se admite a analfabetos e pessoas de pouca cultura, ainda hoje figuras gradas da nossa praça intelectual criaram para “folclore” o sinónimo de coisa de somenos. Que interessa isso, não passa de folclore.! E, meus amigos, o povo transforma  deturpando ,conceitos que nunca foram pensados.

Apenas alguns exemplos de degradação cultural.

1)-Director de orquestra que muito admiro com tal e num programa televisivo de que era júri, perguntava a um concorrente que pertencia a um grupo de cante alentejano se já tinham cantado Lopes Graça. O quê…nem sequer o Milho Rei?

Lamentavelmente desconhecia que um “grupo de folclore” não canta “música de autor”

2)um acreditado cronista regional, professor de profissão, contestava o facto de um “grupo de folclore” ter voltado a determinada terra, sem que tenha  alterado uma única coreografia .Ao mesmo tempo que uma senhora cronista lamentava o mau gosto dos grupos alentejanos, ao trajarem de escuro não seguindo o bom gosto das minhotas Desconheciam simplesmente que em folclore não se inventa, simplesmente se recolhe o mais representativo possível e preserva. Mantendo uma referência no tempo.

Por: LINO MENDES



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:49
link do post | comentar | favorito

TORRES NOVAS -VICE-VERSA de Victor Hugo Pontes
04 Fevereiro . sexta. 10h30 e 14h30 (pré-escolar) 05 Fevereiro. sábado 16h00 (famílias) 3 aos 5 anos » c.40min » 5€ (adultos), 2€(escolas|crianças) Um espectáculo sobre a percepção muito especial que as crianças têm do Tempo Quanto tempo falta para ser grande? Se ficar com um dedo preso debaixo do pé durante 5 minutos, isso é muito tempo? O que acontece se os ponteiros do relógio pararem? Uma história sem pés nem cabeça, ou com dois braços, vários dedos, joelhos, pernas e um nariz, num processo que vai acompanhando o desenvolvimento do conceito de tempo e o crescimento durante a infância. O ponto de partida é a concepção muito especial que as crianças têm do tempo e que será explorada a partir do modo como elas tomam consciência do próprio corpo. Direcção, Coreografia e Cenografia Victor Hugo Pontes Música Original Rui Lima e Sérgio Martins Direcção Técnica e Desenho de Luz Wilma Moutinho Figurinos Osvaldo Martins Apoio Dramatúrgico Madalena Alfaia Interpretação Joana Faria e Mafalda Faria Adereços Sandra Neves Produção Nome Próprio Produção Executiva Joana Ventura Co-produção Teatro Maria Matos, Teatro Viriato, Centro Cultural Vila Flor, FCD/Teatro do Campo Alegre e NEC Agradecimento Balleteatro e Teatro Art’Imagem Espectáculo com Lotação limitada ----------------------------------- Workshop Vice-Versa de Movimento e Voz Com Victor Hugo Pontes 03 Fevereiro. quinta. das 18h00 às 21h00 adultos(Educadores, professores, pais e outros interessados) » c.3h » 3€ Neste workshop exploramos a maneira de ver, pensar ou percepcionar os materiais artísticos. O ponto de partida serão os conceitos desenvolvidos durante a criação do espectáculo Vice-Versa, que tem como público-alvo crianças entre os 3 e os 5 anos. Neste processo criativo, o mote foi a concepção muito especial que as crianças têm do Tempo e de que modos tomam consciência do seu próprio corpo e da sua individualidade. No workshop, que assentará numa vertente física, partindo do movimento, da voz e da imaginação, tentaremos perceber de que modo esses mesmos materiais podem ter outros significados quando analisados por adultos. Victor Hugo Pontes Licenciado em Artes Plásticas – Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Em 2001 frequentou a Norwich School of Art & Design, U.K. Curso Profissional de Teatro do Balleteatro Escola Profissional (1996-1999), Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica, do Fórum Dança (2003), Curso de Encenação de Teatro na Fundação Calouste Gulbenkian, dirigido pelos “Third Angel” (2004), Projet Thierry Salmon, la nouvelle Ecole de Maîtres, dirigido por Pippo Delbono (2006). ---------------------------------------------------- Apresentações no âmbito da Rede de Programação Cinco Sentidos Co-financiada: MAIS CENTRO, QREN, UNIÃO EUROPEIA


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:46
link do post | comentar | favorito

SANTAREM - Haja respeito e sensibilidade pelos interesses dos alunos e pelas escolhas dos pais

Uma das razões que explica a maior qualidade da oferta educativa dos colégios com contrato de associação é o envolvimento dos pais na educação dos filhos e a valorização que uns e outros fazem da escola por eles escolhida.

 

Pais e alunos dos colégios com contrato de associação olham para a escola que foi objecto de escolha como uma dádiva que lhes exige contrapartidas: a responsabilidade de aproveitar a dádiva que lhes foi concedida, através de atitudes positivas face ao estudo, aos professores e à escola em geral.

 

A simples frequência de uma escola que foi escolhida por nós, e não imposta pelos burocratas anónimos do Ministério da Educação, gera obrigações: em primeiro lugar, a obrigação de corresponder às expectativas que pais e professores depositam nos alunos; em segundo lugar, a responsabilidade de respeitar o projecto educativo e os valores da escola escolhida por nós; em terceiro lugar, a obrigação de respeitarmos o ambiente que o colégio construiu e os pais e alunos apreciam.

 

A investigação há muito que destaca os benefícios do envolvimento parental na educação dos filhos:

 

#1 Alunos que têm pais que se envolvem na educação deles têm regra geral melhores notas.

 

#2 Quando os pais têm interesse activo no que os filhos aprendem, estes tendem a manifestar atitudes mais positivas face ao estudo.

 

#3 Quando os pais valorizam a escola e os professores, os alunos têm tendência para fazer o mesmo.

 

Quando a ministra da educação ameaça os directores dos colégios, onde há protestos, com a transferência forçada dos alunos para as escolas estatais, manifesta uma profunda falta de respeito pelas escolhas dos pais e uma falta de sensibilidade pelos interesses dos alunos.

 

Os alunos não são mercadorias que se possam transportar de um lado para o outro, a meio do ano lectivo, às ordens do poder discricionário de um Governo com apetites totalitários.

 

Por Ramiro Marques



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:09
link do post | comentar | favorito

GOLEGÃ - “PRÁTICA DE PESCA ILEGAL”

  Na sequência de diligências de investigação efectuadas pelo Núcleo de Protecção Ambiental do Destacamento Territorial de Torres Novas no Rio Almonda (afluente do Rio Tejo), foram apuradas situações de prática de pesca com recurso a métodos ilegais. Assim em 26 de Janeiro de 2011, foi desencadeada uma operação ao largo do referido rio, nos leitos situados na localidade de Azinhaga – Golegã, em zona não classificada como pesca profissional no sentido de combater tal ilegalidade.

    Os métodos de pesca detectados impediam a livre circulação das várias espécies aquícolas, encativando-as não permitindo que as mesmas se refugiassem no rio Tejo em alturas de tempo mais quente, contribuindo assim para a sua mortandade.

    Foram apreendidos 87 narsas e 2 redes, tendo sido devolvidos ao rio 47 quilos de peixe de várias espécies.

     



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:08
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Aproveite o que Santarém ...

Temporada da Música

REUNIÃO DESCENTRALIZADA D...

Centro de Estudos em Foto...

73º Aniversário do Concel...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

Embaixador da Moldávia re...

REQUALIFICAÇÃO DA URGÊNCI...

Rede de Municípios para a...

Chamusca a impulsionar re...

Avisan’18 recebe Exposiçõ...

OPINIÃO: Política para a ...

Convento de Cristo recebe...

Concerto da Orquestra da ...

Município de Azambuja vai...

CAMPANHA DE RECOLHA DE BR...

CORTE NO ABASTECIMENTO DE...

CONCERTO PARA OUVIR DE OL...

MUSEU RURAL E DO VINHO CE...

Município do Entroncament...

Ciben 2 e Golf da Madruga...

Município de Azambuja com...

Cadetes de Almeirim inici...

Escritura de constituição...

TRÊS JOVENS APURADOS PARA...

Luís Miguel Ribeiro e Ber...

NERSANT apresenta Vida At...

Dia Mundial da Diabetes

MENDES GONÇALVES CONSIDER...

TEATRO // “Portugal não é...

arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds