NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Sexta-feira, 23 de Agosto de 2013
BENAVENTE: Deliberações e outros assuntos que passaram pela reunião pública da Câmara Municipal do dia 20/08/2013:

INSTALAÇÃO TEMPORÁRIA DE EQUIPAMENTO DE CONTAGEM E CLASSIFICAÇÃO DE TRÁFEGO NA CIRCULAR URBANA DE SAMORA CORREIA:

 

O executivo camarário tomou conhecimento da seguinte comunicação por parte da “Estradas de Portugal”: “na sequência de contactos havidos entre a EP e essa Autarquia com vista à celebração de um protocolo de permuta do troço da Circular Urbana a Samora Correia pelo troço da EN118, entre o entroncamento com a EN10 e a rotunda do Pinheiro, foi integrado no projeto em curso da “EN118 – Requalificação entre Alcochete (Km 10+950) e Samora Correia (Km 38+050)” o estudo da referida circular a Samora Correia.

No âmbito desse estudo, é necessário obter estimativas de tráfego, pelo que teremos de proceder à realização de contagens e classificação do tráfego na Circular Urbana de Samora Correia.

Assim, informam do agendamento dessas contagens, que serão feitas com o recurso a equipamento portátil a instalar no pavimento em 4 locais, em ambos os sentidos, e em dias diferentes, sendo que para a instalação e remoção desse equipamento nos dias e horas indicados será necessário proceder ao corte temporário de uma via de trânsito. Durante a execução desses trabalhos asseguramos a respetiva sinalização.”

 

PROPOSTA DE NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO E APOIO À FAMÍLIA NOS ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

 

O executivo camarário deliberou, por unanimidade, aprovar a proposta de normas de funcionamento das atividades de animação e de apoio à família nos estabelecimentos de educação pré-escolar.

 

Introdução

 

O Programa de Expansão e Desenvolvimento da Educação Pré-escolar reúne as Componentes Educativa e Socioeducativa ou de Apoio à  Família, entendendo que a sua frequência por parte de todas as crianças é fundamental no combate à exclusão e ao abandono escolar precoce, na responsabilização e sucesso na vida ativa e ainda na medida em que promove o envolvimento das famílias.

 

A Educação Pré-Escolar, de acordo com o Despacho n.º 9265-B/2013, de 15 de julho, integra as atividades de animação e de apoio à família (AAAF) que se destinam a assegurar o acompanhamento das crianças antes e ou depois do período diário das atividades educativas e durante os períodos de interrupção destas atividades.

As AAAF são planificadas pelos órgãos competentes dos agrupamentos de escolas, tendo em conta as necessidades dos alunos e das famílias, articulando com os municípios da respetiva área a sua realização de acordo com o protocolo de cooperação, de 28 de julho de 1998, celebrado entre o Ministério da Educação, o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social e a Associação Nacional de Municípios Portugueses, no âmbito do Programa de Expansão e Desenvolvimento da Educação Pré-Escolar.

 

Em conformidade, o Decreto-Lei n.º 147/97, de 11 de julho vem regulamentar a flexibilidade do horário dos estabelecimentos de educação pré-escolar, e no art. 1.º do Despacho conjunto n.º 300/97 (2.ª Série) de 9 de setembro, encontra-se definido o seguinte enquadramento para as componentes educativa e socioeducativa na Educação Pré-Escolar:

 

• A componente da educação pré-escolar é gratuita;

• As restantes componentes são comparticipadas pelo Estado de acordo com as condições socioeconómicas das famílias, com o objetivo de promover a igualdade de oportunidades, em termos a regulamentar pelo Governo;

• Os pais e encarregados de educação comparticipam no custo dos serviços de apoio à família que integram as componentes não pedagógicas dos estabelecimentos de educação pré-escolar.

 

As atividades de animação e de apoio à família são constituídas pelo fornecimento de almoço e serviço de prolongamento de horário, procurando contribuir para o desenvolvimento integral de todas as crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos de idade, que frequentam os estabelecimentos de Educação Pré-Escolar, procurando dar resposta aos agregados familiares que, por razões de ordem profissional ou outra, não possam acompanhar os seus educandos.

 

Sendo da competência do Município o planeamento, organização e gestão das Atividades de animação e de apoio à família, importa definir as Normas de Funcionamento dos Jardins de Infância.

 

(…)

Artigo 2.º

Inscrição

1. A inscrição dos alunos nas atividades de animação e de apoio à família deverá ser formalizada no ato da matrícula no Jardim de Infância;

2. O Agrupamento de Escolas deverá entregar no Setor de Educação da Câmara Municipal de Benavente a relação dos alunos inscritos nas atividades de animação e de apoio à família;

3. Sem prejuízo do n.º 1, a inscrição nas AAAF pode ocorrer em qualquer momento do ano letivo por necessidades de ordem familiar ou de adaptação devendo, no entanto, formalizar a intenção de frequência com uma antecedência mínima de 8 dias.

 

Artigo 3.º

Comparticipação dos encarregados de educação

1. A Câmara Municipal de Benavente considerando a importância da universalidade da Educação Pré-escolar, entende que a mesma apenas deverá ser comparticipada nos seguintes moldes:

a) o valor da refeição, tal como definido anualmente pelo Ministério da Educação;

b) o serviço de prolongamento de horário deverá ser comparticipado mensalmente pelos encarregados de educação, de acordo com um valor a ser definido no início de cada ano letivo;

c) a comparticipação referida no ponto anterior deverá ser gerida pelo Agrupamento de Escolas em que se integra o respetivo Jardim de Infância, tendo em vista as melhores condições de funcionamento do mesmo, garantindo a aquisição de materiais de desgaste e a qualificação dos materiais lúdico-didáticos.

 

Artigo 4.º

Prazo de Pagamento do Serviço de Prolongamento de Horário

1. O pagamento deverá ser efetuado até ao dia 8 de cada mês, no local definido pela Direção de cada Agrupamento de Escolas;

1. o pagamento relativo ao mês de setembro será efetuado na íntegra e, consequentemente, não haverá lugar a pagamento no mês de julho;

2. sempre que o aluno, por razões de ordem médica ou outras, desde que justificadas, não frequentar a Componente socioeducativa por um período de 30 dias, não haverá lugar a pagamento de mensalidade;

3. O Agrupamento de Escolas deverá enviar mensalmente os mapas de presenças e de pagamentos da Componente Socioeducativa;

4. O Agrupamento de Escolas deverá enviar anualmente os mapas relativos à comparticipação das famílias, referindo os investimentos realizados.

 

Artigo 5.º

Pagamento das refeições

1. A inscrição no serviço de refeições é obrigatória independentemente do escalão de ação social escolar em que o aluno se posiciona;

2. O pagamento do serviço será em regime de pré-pagamento, devendo ser efetuado mensalmente (de preferência,) nos últimos oito dias do mês corrente;

3. As faltas e desistências deverão ser comunicadas até às 12 horas do dia anterior, caso assim não se proceda, a refeição será cobrada, de acordo com o valor legal em vigor para o ano letivo, independentemente do escalão social em que está inserido;

4. Em situações em que a falta é previamente comunicada ou quando devidamente justificada pelo encarregado de educação (alguns exemplos: doença, visitas de estudo, falta do professor ou greve), o valor da refeição será creditada no mês seguinte.

 

Artigo 6.º

Apoio no âmbito da Ação Social Escolar

1. Sempre que se verifique a necessidade de apoio no âmbito da Ação Social Escolar, deverá a mesma ser requerida no ato da inscrição no Jardim de Infância, através do preenchimento do respetivo Boletim de apoio e respetiva documentação.

2. A isenção será de acordo com o posicionamento de escalão da Segurança Social, correspondendo à totalidade da isenção para os alunos posicionados no escalão A e de 50% para os alunos posicionados no escalão B;

3. Quando a situação do agregado familiar do aluno se alterar no decurso do ano letivo, o encarregado de educação poderá proceder à entrega de documentos necessários;

4. O Agrupamento de Escolas deverá enviar para o Setor de Educação da Câmara Municipal de Benavente os boletins de pedido de Ação Social Escolar;

5. Durante o período em que decorre a avaliação do processo de apoio, não haverá lugar ao pagamento.

 

Artigo 7.º

Frequência

Qualquer aluno pode beneficiar da frequência das atividades de animação e de apoio à família desde que:

1. esteja a frequentar a componente educativa do Jardim de Infância e inscrito na Componente socioeducativa;

2. Efetue os pagamentos relativos à Comparticipação dos encarregados de Educação para o prolongamento de horário, a menos que se encontre com apoio do mesmo;

 

Artigo 8.º

Horário de Funcionamento

1. Considerando que o calendário escolar é definido em portaria, no início do ano letivo, a componente socioeducativa adotará o mesmo calendário, respeitando os mesmos períodos de interrupção letiva.

2. O horário de funcionamento da AAAF será fixado no início do ano letivo, em reunião de pais, salvaguardando os interesses e bem-estar dos alunos, respondendo às necessidades reais das famílias e atendendo aos meios disponíveis.

3. O horário para o serviço de refeição será definido por cada Agrupamento de Escolas de acordo com a legislação em vigor;

4. O serviço de prolongamento de horário funcionará fora do período em que decorrem as atividades educativas, mantendo-se em funcionamento obrigatoriamente até às 17 horas e 30 minutos.

5. Sempre que o pessoal afeto ao Jardim de Infância, por motivo de falta, seja considerado insuficiente pelo responsável/coordenador e após se verificar a impossibilidade de substituição por parte do Município e do Agrupamento de Escolas, a componente socioeducativa não poderá funcionar.

 

PROPOSTA DE PROTOCOLO RELATIVA ÀS EXTENSÕES DE HORÁRIO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, REFLETINDO AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELO DESPACHO N.º 9265-B/2013, DE 15 DE JULHO – PROPOSTA DE ACORDO DE COLABORAÇÃO:

 

O executivo camarário deliberou, por unanimidade, aprovar a proposta de protocolo relativa às Extensões de Horário na Educação Pré-Escolar, e autorizar o senhor presidente da Câmara Municipal a outorgar no mesmo.

 

Proposta de Acordo de Colaboração

 

Extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família na educação pré-escolar nos Jardins do Agrupamento de Escolas de Samora Correia

 

Considerando que:

 

A Educação Pré-escolar, de acordo com o Despacho n.º 9265-B/2013, de 15 de julho, integra as atividades de animação e de apoio à família (AAAF) que se destinam a assegurar o acompanhamento das crianças antes e ou depois do período diário das atividades educativas e durante os períodos de interrupção destas atividades.

 

A Lei n.º 5/97, de 10 de fevereiro, Lei-quadro da Educação Pré-Escolar, no n.º 1 do artigo 12.º, vinha já determinar que os estabelecimentos de educação pré-escolar devem adotar um horário adequado para o desenvolvimento das atividades pedagógicas, no qual se prevejam períodos específicos para atividades educativas, de animação e de apoio às famílias, tendo em conta as necessidades destas.

 

O Decreto-Lei n.º 147/97, de 11 de julho, vem regulamentar a flexibilidade do horário dos estabelecimentos de educação pré-escolar, e no art. 1.º do Despacho conjunto n.º 300/97 (2.ª Série), de 9 de setembro, encontra-se definido o seguinte enquadramento para as componentes educativa e socioeducativa na Educação pré-escolar:

• A componente pedagógica da educação pré-escolar é gratuita;

• As restantes componentes são comparticipadas pelo Estado de acordo com as condições socioeconómicas das famílias, com o objetivo de promover a igualdade de oportunidades, em termos a regulamentar pelo Governo;

• Os pais e encarregados de educação comparticipam no custo dos serviços de apoio à família que integram as componentes não pedagógicas dos estabelecimentos de educação pré-escolar;

 

As atividades de animação e de apoio à família (AAAF) são implementadas, preferencialmente, pelos municípios no âmbito do protocolo de cooperação, de 28 de julho de 1998, celebrado entre o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social e a Associação Nacional de Municípios Portugueses, no âmbito do Programa de Expansão e Desenvolvimento da Educação Pré-escolar, sem prejuízo de virem a ser desenvolvidas por associações de pais, instituições particulares de solidariedade social ou outras entidades que promovam este tipo de resposta social.

 

As AAAF são constituídas pelo fornecimento de almoço e serviço de prolongamento de horário, procurando contribuir para o desenvolvimento integral de todas as crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos de idade, que frequentam os estabelecimentos de Educação Pré-escolar, procurando dar resposta aos agregados familiares que, por razões de ordem profissional ou outra, não possam acompanhar os seus educandos;

 

No Município de Benavente a rede pública de educação pré-escolar funciona, no período do almoço das 12.00 às 13.00 horas e do prolongamento das 15.00 às 17.30 horas, de acordo com o calendário escolar estipulado pelo Ministério da Educação. Estas atividades têm carácter gratuito, sendo que a comparticipação dos pais no valor de € 10 mensais é administrado pelo Agrupamento de Escolas, destinando-se à qualificação dos Jardins de Infância;

 

O serviço de prolongamento tal como funciona não responde de forma eficaz às necessidades de algumas famílias define-se o presente acordo de colaboração com vista à implementação de extensões de horário, entre:

 

O Município de Benavente, pessoa coletiva n.º 506676056, com sede na Praça do Município, 2130-038, Benavente, representado por António José Ganhão, presidente da Câmara Municipal;

 

E

 

O Agrupamento de Escolas de Samora Correia, Pessoa Coletiva n.º 600072967, com sede no Bairro das Acácias, 2135-236 Samora Correia, representado por Carlos Amaro, diretor do Agrupamento de Escolas

 

E

 

A Associação de Pais de Porto Alto, Pessoa Coletiva n.º 504835173, com sede Rua Vasco da Gama, Porto Alto, 2135-142 Samora Correia, representada por João Rodrigues, presidente da Direção;

 

E

 

A Associação para o Desenvolvimento Integrado da Criança, Pessoa Coletiva n.º 505335689, com sede na Rua Operários Agrícolas, 2135-322 Samora Correia, representada por Isabel Alexandra Pinto, presidente da Direção

 

Celebram o seguinte acordo de colaboração, que se rege pelas seguintes cláusulas:

 

CLÁUSULA PRIMEIRA

(Objetivo)

O presente Acordo de Colaboração visa a implementação da extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família na Educação Pré-escolar nos jardins-de-infância do Agrupamento de Escolas de Samora Correia, prioritariamente, aos alunos que frequentam os Jardins de Infância n.º 1 de Porto Alto e Jardim de Infância do Centro Escolar do Porto Alto, destinando-se a servir as crianças cujo agregado familiar, devido a compromissos profissionais ou outros, não tenha possibilidade de acompanhar os seus educandos, no período de início e de termo, designadamente antes das 9.00 horas e após as 17.30 horas.

 

CLÁUSULA SEGUNDA

(Objeto)

O presente Acordo de Colaboração define os termos e as condições em que se vai desenvolver a presente parceria.

 

CLÁUSULA TERCEIRA

(Âmbito da parceria)

O Município de Benavente, o Agrupamento de Escolas de Samora Correia, a Associação de Pais e Encarregados de Educação de Porto Alto e a Associação para o Desenvolvimento Integrado da Criança, adiante designado por ADIC, irão trabalhar em parceria garantindo a concretização da extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família na educação pré-escolar.

 

CLÁUSULA QUARTA

(Regime aplicável)

O presente Acordo de Colaboração é feito ao abrigo do Decreto-Lei n.º 147/97, de 11 de junho, do Despacho Conjunto n.º 300/97, de 9 de setembro e do Despacho n.º 9265-B/2013, de 15 de julho.

 

CLÁUSULA QUINTA

(Obrigações da Câmara Municipal de Benavente)

No âmbito do presente Acordo de Colaboração a Câmara Municipal de Benavente compromete-se a:

 

1. Colaborar com os parceiros na coordenação do projeto;

2. Garantir a cedência do espaço do Jardins de Infância n-º 1 e Jardim de Infância do Centro Escolar do Porto Alto, nomeadamente a sala polivalente e zonas exteriores, para a realização das extensões de horário;

3. Assegurar os custos inerentes à utilização do espaço nos períodos em causa;

4. Suportar os encargos relativos à comparticipação mensal das crianças que já se encontrem isentas do pagamento das atividades de animação e de apoio à família na educação pré-escolar.

 

CLÁUSULA SEXTA

(Obrigações do Agrupamento de Escolas de Samora Correia)

No âmbito do presente Acordo de Colaboração, o Agrupamento de Escolas de Samora Correia compromete-se a:

 

1. Colaborar com os parceiros na coordenação do Projeto;

2. Assegurar o enquadramento do projeto do ponto de vista pedagógico, nomeadamente através de parecer sobre as planificações propostas;

3. Acionar o Seguro Escolar caso ocorra algum acidente que seja considerado no âmbito das normas do seguro escolar.

 

CLÁUSULA SÉTIMA

(Obrigações da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Porto Alto)

 

No âmbito do presente Acordo de Colaboração, a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Porto Alto, compromete-se a:

 

1. Garantir a coordenação do projeto;

2. Garantir o cumprimento do presente acordo junto dos pais e encarregados de educação;

3. Assegurar a contratação da entidade que presta o serviço, especificamente a Associação para o Desenvolvimento Integrado da Criança.

4. Garantir a gestão do projeto, nomeadamente:

a. Controlo do número de inscrições e respetivo número de registo de entrada

b. Controlo da comparticipação mensal dos pais e encarregados de educação;

c. Pagamento mensal à entidade prestadora do serviço, ADIC.

 

CLÁUSULA OITAVA

(Obrigações da Associação para o Desenvolvimento Integrado da Criança)

No âmbito do presente Acordo de Colaboração, a Associação para o Desenvolvimento Integrado da Criança, compromete-se a:

 

1. Elaborar com a periodicidade fixada a planificação da extensão de horário segundo critérios de natureza pedagógica;

2. Garantir a contratação de técnicos que assegurem a realização da extensão de horário de acordo com a planificação definida;

3. Assegurar a conservação e limpeza das instalações e equipamentos, após o final das atividades;

4. Garantir a aquisição do material necessário para a realização das atividades a desenvolver na extensão de horário.

 

CLÁUSULA NONA

(Horário de Funcionamento e Acesso aos Jardins de Infância)

1. A extensão do horário das atividades de animação e de apoio à família funcionará no período da manhã das 7.00 às 9.00 horas e no período da tarde das 17.30 às 19.00 horas.

2. A extensão de horário poderá vir a ser implementada durante as interrupções letivas mediante acordo entre os parceiros.

3.  O acesso aos Jardins de Infância nos períodos de abertura deverá ser garantido pela entidade parceira, ADIC, assim:

a) O Agrupamento de Escolas de Samora Correia compromete-se a entregar à Presidente da ADIC as chaves de acesso aos Jardins de Infância;

b) A ADIC, na pessoa da sua Presidente, responsabiliza-se pelas chaves de acesso aos jardins-de-infância.

 

CLÁUSULA DÉCIMA

(N.º limite de crianças)

A extensão de horário terá lugar no polivalente dos Jardins de Infância pelo que será fixado o limite máximo de 30 crianças por jardim-de-infância.

 

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA

(Local de Funcionamento)

A extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família será desenvolvida no polivalente do respetivo Jardim de Infância e, sempre que se justificar, no espaço exterior do estabelecimento de educação pré-escolar.

 

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA

(Planificação)

As atividades a desenvolver com as crianças que frequentam a extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família deverão obedecer a uma planificação prévia respeitando princípios de natureza pedagógica.

 

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA

(Comprovativo da necessidade do serviço)

As famílias obrigam-se a demonstrar e justificar mediante declaração comprovativa emitida pela respetiva entidade patronal, a necessidades dos serviços da extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família, constituindo fundamento:

- A inadequação do horário de funcionamento do estabelecimento de educação pré-escolar às necessidades comprovadas dos horários profissionais dos pais/ encarregados de educação;

- A distância entre o local de trabalho dos pais/encarregados de educação e o estabelecimento de educação pré-escolar;

- A inexistência de familiares disponíveis para o acolhimento da criança após o encerramento do estabelecimento de educação pré-escolar.

 

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA

(Comparticipação dos Pais)

Apenas poderão usufruir da extensão de horário das atividades de animação e de apoio à família os pais ou encarregados de educação que assegurem mensalmente o pagamento da comparticipação fixada.

 

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA

(Casos omissos)

Os casos omissos no presente Acordo de Colaboração serão analisados e decididos pelos parceiros.

 

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA

(Vigência)

O presente Acordo de Colaboração, entra em vigor na data da sua assinatura sendo válido até ao final do ano letivo 2013/2014 devendo proceder-se à avaliação da sua execução antes do termo da sua vigência.

 

FELICITAÇÕES À ARCAS POR MAIS UMA BOA FESTA EM HONRA DE NOSSA SRA. DA OLIVEIRA E DE NOSSA SRA. DE GUADALUPE:

 

O vereador José da Avó felicitou a ARCAS por mais uma organização das festas de Samora Correia que mantém o espírito e a nossa cultura que sempre esteve ligada às gentes da nossa terra. “O ponto alto, penso, terá culminado com a homenagem ao campino Maximiano de Jesus Moreira, porque são estes homens do campo que continuam a manter as nossas tradições e a fazer da festa aquilo que ela, continuando a fazer lembrar às gerações vindouras que foi com base na agricultura, no gado bravo, que as pessoas foram tirando o seu sustento e nasceu a cultura taurina que é importante manter”.

 

O vereador José da Avó lembrou a importância de continuarmos a recordar de onde viemos e como chegámos aqui, fazendo uso dos canais ligados à educação, considerando uma mais valia podermos apreciar essas diferenças desde esses anos até hoje na exposição que a Câmara Municipal inaugurou por altura das festas no Palácio do Infantado, intitulada: A minha turma”.

 

Sobre este assunto o Presidente referiu que esteve, com muito prazer, no momento de homenagem ao campino e de estar também na altura nas festas em Samora Correia, que foi acompanhando até à sua concretização.

O Presidente falou na tradição ligada à tauromaquia e começou por citar o proverbio popular: “Cada terra com seu uso e cada roca com seu fuso”, e assim é. Numa alusão a quem critica de forma tão negativa a festa brava, o Presidente disse: “Apetece-me convidar as pessoas à leitura do livro de atas da Câmara do século XVI, anos 1550, onde aparece uma decisão do executivo da altura que, após uma inspecção realizada pela diocese de Évora, na altura a entidade tutelar e a propósito dos gastos com as festas do Espírito Santo, de ter proibido o executivo da Câmara de comprar o touro que teria que passar no curro que existia na vila. É engraçado que os senhores vereadores de então, isto há mais de 500 anos, questionavam-se sobre a forma de resolver o problema porque não poderia haver festa sem a existência do touro para o povo se divertir e tomaram a decisão de, imediatamente irem comprar três bezerros, que foram alimentados no que era público e devem ter negociado o touro com os bezerros. E assim houve touro na festa. Há gente que não entende”, lamentou, acrescentando: “Embora compreendendo o papel da Associação Animal, considera tratar-se de pessoas que ignoram a história e não percebem que o touro bravo carece dum estatuto especial e é um animal selvagem que exige em espaço grande para se poder movimentar, condições de paisagem e enquadramento natural que permita aos touro ser criado para a sua finalidade, que é a de ser lidado, envolvendo, para tal, o trabalho de muita gente”.

O Presidente mencionou a existência da pequena propriedade no norte do País, com os lameiros em que é criado o gado que serve de sustentação da família, sendo que o destino imediato dos vitelos que crescem e já não cabem no espaço é o açougue.

Afirmou que os fundamentalismos não conduzem a nada que não seja olhar para os ratos da Serra dos Candeeiros, que supostamente estão em extinção, e, com tal, impedir a realização de obras que por vezes são importantíssimas para o País.

Observou que alguns concidadãos, com todo o respeito que lhe merecem pela luta que travam em defesa dos animais, que também apoia, deveriam conhecer melhor a história, as tradições populares e as suas raízes, para perceberem as razões da identidade do povo e não o tratarem como bárbaro, considerando a lide do touro um espetáculo cruel e que os espetadores dessa selvajaria não têm formação, cultura e respeito pelos animais, comparando-os com os espetadores de Roma que iam assistir à utilização dos escravos para brigarem com leões e às lutas dos gladiadores.

Considerou que quem não respeita os outros nas suas tradições, não merece ser respeitado, e fez referência às palavras proferidas pela presidente da Associação Animal em plena televisão, manifestando-se contra uma corrida de touros em Viana do Castelo e gostaria de ver os que se manifestaram à porta da Praça de Touros de Viana do castelo preocupados com os milhares de crianças que todos os dias morrem à fome por todo o mundo em consequência da ganância dos homens e do desrespeito pelo Ser Humano”.

 

Concluiu, dizendo que “para além de se preocuparem com a extinção do rato da Serra dos Candeeiros e do lince da Malcata, entre outros, devem preocupar-se também com a extinção do touro bravo, porque tal ocorrerá se a sua criação deixar de ser viável”.

 

REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA “ÁGUAS DO RIBATEJO”:

 

O Presidente informou o restante executivo que reuniu o Conselho de Administração da “Águas do Ribatejo” e onde expôs com clareza e objectividade a sua opinião sore o que foram posições tomadas pela Câmara a propósito do mau funcionamento da estação de Vale Tripeiro no fim- de- semana anterior, bem como a situação da vala que tem serviço algumas vezes de “by pass” à estação elevatória da Carregueira. O Presidente disse já ter procurado por diversas vezes que as suas intervenções não sirvam apenas para transcrever em ata, mas muito mais, que venham a ter consequências se possível imediatas e, no que diz respeito à avaria verificada naquele fim-de-semana, exigiu esclarecimentos que permitissem perceber o que se passou já que a estação funciona em regime de telegestão, isto é, há um responsável a quem é reportada qualquer avaria, já que é accionado o alerta no seu telefone. “O alerta foi dado as 13 horas e a atuação só se veio a verificar a partir do contacto de munícipes com um canalizador de serviço. Uma situação que o Presidente considerou inaceitável e irresponsável. Na opinião da empresa é uma situação que não pode voltar a acontecer, mas parece-me pouco. Quem não está disponível para cumprir as suas obrigações não deve merecer a nossa confiança. Custo a quem custar, doa a quem doer, não pode ser uma população prejudicada por este tipo de situações. Ao que parece não irá haver processo disciplinar ou de inquérito, mas se calhar teria que ter existido outro tipo de comportamento frente ao que se passou, tendo em conta que isto são questões muito sérias e com as quais não podemos compactuar”.

Quanto à situação do “by pass” na estação da Carregueira, foi confirmado que houve uma descarga em “by pass” no mês de Julho, havia cheiros que saiam daquela vala devido a estagnação de águas e resíduos que demonstravam que havia esgoto doméstico. Após aferição no local, o Diretor geral da empresa informou que há um esgoto pluvial que é da responsabilidade da Câmara onde estão feitas algumas ligações erradas, isto é, há esgoto domestico ligado ao pluvial. O Presidente disse que isso não pode ser o essencial porque os níveis freáticos em Samora são elevados e há sempre escorrimento de águas dos níveis freáticos para o colector, há sempre entradas, pode haver um esgoto doméstico ou outro que esteja a descarregar mas isso não é essencial nem o que motivou o problema. Pedi que fossem feitas descargas de água na zona, foi solicitada a colaboração da Câmara já que a empresa não tem viaturas com dimensão para este tipo de descargas. A Câmara realizou 5 descargas na zona para evitar a estagnação e proliferação de mosquitos. Demos o nosso contributo para resolver a questão imediata, mas sabemos que está prevista a remodelação total daquela estação elevatória na obra que foi própria a concurso mas que infelizmente o empreiteiro que ganhou a obra não está em condições agora de a assumir. Esta a ser lançado outro concurso não apenas para a estação d Carregueira mas também para a remodelação de 30 quilómetros de esgoto doméstico por todo o Município.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:26
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

Esta sexta-feira, dia 23 de agosto, prossegue a Festa em Honra de Nossa Senhora Mãe da Igreja, em Alcanede.

Às 22h30, há Baile com JC Power, JLouro e Dj Kaya

 

No sábado, dia 24, às 8h30, há Concentração da Sociedade Filarmónica Alcanedense na A.R.C.A e às 9h00, tem início o peditório na Vila de Alcanede. A partir das 17h00, há Arraial com quermesse e atuação da Bandinha da Moca e às 22h30, há Baile com a Banda Selexção e DJ Taminta.

 

No dia 25, domingo, às 15h00, há Missa seguida de Procissão acompanhada pela Sociedade Filarmónica Alcanedense e às 17h00, tem início o Arraial com quermesse e concerto da Sociedade Filarmónica Alcanedense, seguido de Baile com a Banda Krizz e DJ TC, às 22h30.

 

No dia 26, segunda-feira, às 16h00, há Missa na Igreja Matriz e às 17h00, tem lugar a abertura do Arraial com quermesse e jogos. Às 22h30, há Baile com David C.

  

Também esta sexta-feira, tem início a III Festa do Caracol, na Sede do Rancho Folclórico de Vale de Figueira, que se prolonga até sábado, dia 24.

 

Às 20h00, tem lugar a abertura do recinto, com Petiscos e serviço de jantares. A partir das 22h00, há Baile com o Grupo «Adamastor», Dança com crianças da freguesia, a que se segue a continuação do baile, pela noite dentro.

 

No sábado, dia 24, a partir das 11h00, decorre a 1ª CÃOMINHADA de Vale de Figueira, com partida do Alvitejo, pelas ruas de Vale de Figueira, de animais acompanhados pelos seus donos.

A ASPA - Associação Scalabitana de Proteção dos Animais associou-se a esta iniciativa, promovida pela Comissão de Festas, fazendo-se representar na cãominhada, com alguns animais que se encontram na Associação. As inscrições para o passeio revertem a favor desta Associação.

Às12h00 abre o recinto, com Petiscos e serviço de almoço e a partir das 15h00, há Futebol Masculino, no Parque Desportivo do Alvitejo.

Às 18h00, tem lugar um Workshop «Bolos duma catano de borla!» com Ana Rita Sousa e às 19h00, decorre o III Concurso da melhor receita de caracol, para além de haver Petiscos e serviço de jantares.

A partir das 22h00 há Baile com «Nelson Pisco», Dança com crianças da freguesia», prolongando-se o baile. Os lucros revertem para o Rancho Folclórico de Vale de Figueira.

 

 

Também no sábado, dia 24, a Ribeira de Santarém acolhe o Festival de Folclore do Rio Tejo 2013, junto ao Museu Etnográfico.

 

Às 18h00 tem lugar uma visita ao Museu Etnográfico da Ribeira de Santarém e às 21h00, uma Receção aos Grupos participantes. O início do Festival tem lugar às 21h30 e conta com a participação dos seguintes grupos: Rancho Folclórico de Alenquer (Saloia - Estremadura Centro, Grupo Folclórico das Lavradeiras de S. Pedro de Merufe - Monção - Alto Minho, Rancho Folclórico de Acipreste - Alcobaça - Alta Estremadura, Grupo Etnográfico de Danças e Cantares “O Cantaréu”, de Vila Real - Trás-os-Montes, Rancho Folclórico da Ribeira de Santarém – Ribatejo, Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão - Cortelha – Loulé – Algarve.

 

 

Ainda no sábado, a Livraria Aqui Há Gato organiza várias iniciativas: às 11h30, há Hora do Conto. “Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto.” Entrada Livre.

 

Às 12h00 há Oficinas de Arte. “Com muita arte e imaginação vamos por as mãos à arte, e sentir que todos nós somos artistas!” (Oficinas de Expressão Plástica, ver programa especifico em www.aquihagato.org)Preço – 6 euros

 

No domingo, dia 25, as Vespas das Comeiras participam pela primeira vez numa Recolha de Sangue, organizada pelo Grupo de Dadores de Sangue de Pernes.

A concentração tem lugar às 10h00 na sede das Vespas, na antiga Escola Primária em Fonte da Pedra). Esta recolha decorre das 9h00 às 13h00, na Escola EB 2/3 D. Manuel I, em Pernes.

 

Aproveite ainda para inscrever o/a seu/sua filho/a, nos Campos de Férias, promovidos pela Câmara de Santarém, em colaboração com a Viver Santarém, a Trupe da Brincadeira e a Terras do Tejo, que disponibilizam estes Campos de Férias, até dia 6 de setembro.

Esta iniciativa tem como principais destinatários, crianças e jovens de famílias carenciadas e referenciadas pelos parceiros do Conselho Local de Ação Social de Santarém, residentes no Concelho.

As atividades previstas vão dos trampolins, ao andebol, ao ténis, à natação, futsal, rugby, futebol, hóquei e patinagem, basquetebol, equitação, jogos de orientação e aquáticos, atividades sobre rodas, badminton, cinema, ténis de mesa e à expressão plástica e dramática, e prometem muita diversão.

Com este Campo de Férias pretende-se facultar a crianças e jovens do Concelho uma oferta de valor acrescentado para ocupação de tempos livres e proporcionar o contacto com algumas das atividades que se praticam no Concelho bem como potenciar a criação de novas amizades e fomentar espírito de grupo.

Para mais informações, os interessados podem dirigir-se à Divisão de Ação Social e Saúde da Câmara Municipal de Santarém (nas instalações da antiga Escola Prática de Cavalaria) onde podem também formalizar a inscrição.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:58
link do post | comentar | favorito

AZAMBUJA: XII Festival de Folclore Infantil e Juvenil de Quebradas

 

O Rancho Folclórico Infantil e Juvenil “Os Traquinas” de Quebradas vai organizar o seu XII Festival de Folclore. O evento decorrerá no próximo sábado, dia 31 de Agosto, na localidade de Quebradas, freguesia de Alcoentre, no Concelho de Azambuja.

 

O encontro começa pelas 16h30, com a receção dos grupos convidados, a que se seguirá um jantar-convívio de confraternização, que terá lugar na sede da coletividade. Às 20h30, tem lugar o desfile dos grupos participantes e a cerimónia de entrega de lembranças. Meia hora mais tarde, terá inicio o festival.

Os grupos que participam neste festival de folclore infantil e juvenil são – além do rancho organizador, “Os Traquinas” de Quebradas – o Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Touguinha (Vila do Conde), a Escola Infantil do Rancho Folclórico “Os Fazendeiros” de Lagameças (Poceirão) e o Rancho Folclórico Infantil de Vila Nova da Rainha (Azambuja).



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:57
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Agosto de 2013
AZAMBUJA:“Aveiras de Cima: Vila Museu do Vinho” convida para a Vindima

Sábado, 21 de Setembro é dia de Vindimas na “Vila Museu do Vinho”, em Aveiras de Cima, Município de Azambuja.



Em pleno coração do Ribatejo – tão conhecido pelos seus excelentes vinhos – os vitivinicultores de Aveiras de Cima recebem os visitantes nas suas vinhas e adegas para um conjunto de atividades que vão desde a vindima até à pisa no lagar, passando pela preparação do próprio almoço – o tradicional “torricado” com  bacalhau assado, típico deste concelho – sem esquecer uma prova de vinho conduzida por um enólogo.

 

Este programa das vindimas foi criado com vários objetivos. Desde logo, trata-se de celebrar o momento mais alto de qualquer ciclo agrícola – a colheita – e, de facto, toda a azáfama da vindima tem muito trabalho mas também um ambiente de festa. Por outro lado, esta atividade pretende ser um complemento prático à informação e às visitas que a Vila Museu proporciona aos visitantes, ao longo de todo o ano. Por fim, é sem dúvida um grande e divertido desafio para os que querem passar um dia diferente em pleno contacto com a natureza.

 

A proposta é, então, viver um dia cheio de emoções e boa disposição, entre as nove e picos da manhã e as quatro da tarde, aproximadamente. Desde logo, experimentar vindimar e pisar a uva no lagar, mas também preparar o almoço, com um kit ''Torricado'' entregue a cada participante. Além de o saborear, aprende-se a fazer este prato típico na vinha, tal como antigamente… Por fim, na adega, a prova de vinho conduzida por um enólogo. Oportunidade para aprender todos os truques de como provar um vinho, e descobrir os odores e sabores que nele se encontram.

 

É, sem dúvida, um programa turístico diferente, com muita interação com o universo da produção de vinho e também com a população local. Um dia que – com toda a certeza – ficará gravado na memória de quem visita o Concelho de Azambuja e, em particular, as vindimas de Aveiras de Cima.

Recorde-se que o projeto “Aveiras de Cima – Vila Museu do Vinho” integra uma dezena e meia de adegas integradas na malha urbana da vila e visitáveis ao longo de todo o ano

 

Descubra como nasce um grande vinho… Entre nesta aventura!... Seja bem-vindo(a) ao Ribatejo!

O custo é de € 30,00 (por pessoa) e inclui: chapéu + tesoura de vindimar + águas + almoço completo + prova de vinho conduzida + 1 garrafa de vinho VMV

Reservas através do Posto Turismo: telefone 263 400 476, e-mail: turismo@cm-azambuja.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:04
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Agosto de 2013
ABRANTES: Gastronomia tradicional e muita animação são o cardápio do Mercado Ribeirinho de Abrantes

Entre os dias 30 de Agosto e 1 de Setembro, o Aquapolis vai ser palco do Mercado Ribeirinho de Abrantes, sob o tema gastronomia tradicional. O certame, que dinamiza as margens do rio Tejo, inclui cinema ao ar livre, música, folclore, animação infantil, mercado de produtos locais e artesanato, corrida de jangadas, canoagem, pesca e BTT, onde não vão faltar tasquinhas com petiscos e pratos típicos da região.

Neste evento, as iguarias gastronómicas vão abundar. Confirmada está o Segredo das Tasquinhas, resultado de uma parceria da Junta de Freguesia de Aldeia do Mato com o Hotel Segredos de Vale de Manso. Sob a identidade das freguesias Norte do concelho, esta tasquinha vai apresentar carne de porco no tacho, bacalhau lascado com migas carvoeiras, peixe frito à antiga, enchidos regionais e bolo da Aldeia.  

Já  a Associação de Melhoramentos de Tubaral, em representação de Alvega, traz serrabulho, sopas de “verde”, couves com feijão e bacalhau assado, migas de batata com entrecosto frito, também enchidos, semineta, fritos regionais e o delicioso arroz doce.

Do concelho vizinho Constância, mais precisamente de Montalvo chegam-nos as migas de couve, arroz de feijoca, peixe do rio frito, entrecosto grelhado, bucho e outros enchidos, sopa de couve e tigeladas pelas mãos da associação JICA - Juventude Inovadora Com Atitude. Em representação da freguesia anfitriã estará o Café “O Manel”, com iguarias tradicionais do Rossio ao Sul do Tejo.

As tasquinhas funcionarão todos os dias do evento, na margem Sul do Aquapolis, entre as 12h e às 15h e no período do jantar das 18h às 24h.

Para animar as refeições, haverá na sexta-feira, dia 30 de Agosto, uma actuação da Banda Filarmónica da Sociedade de Instrução Musical Rossiense. Mais tarde, cinema ao ar livre com curtas e longas-metragens alusivas à gastronomia, que acontecerá também nas restantes noites do certame. E a terminar o primeiro dia do Mercado Ribeirinho de Abrantes realizar-se-á um live act do Dj Jimmy Switch acompanhado de Vj.

No sábado, as tasquinhas irão dinamizar uma sessão de cozinha ao vivo em que mostrarão alguns dos segredos dos vários lugares de Abrantes na confecção das iguarias tradicionais. Em simultâneo, o Agrupamento de Escuteiros 697 de Rossio ao Sul do Tejo estará a preparar as jangadas para de seguida fazer uma corrida no Tejo. Os mais pequenos poderão contar com um espaço no recinto da festa, onde terão à sua disposição balões e pinturas faciais, que se repete também na tarde de 1 de Setembro. A noite de sábado terminará com o Marco Morgado a interpretar os hits deste Verão.

O domingo vai ser marcado pelas actuações do Rancho Folclórico e Etnográfico de Casais de Revelhos, do Grupo Modinhas, Jogos e Brincadeiras de Casais de Revelhos e d’Os Amiguinhos da Sociedade Recreativa Pró-Casais de Revelhos. No final da tarde, o Dj Tomezine, de Torres Novas, fará um sunset.

Nos três dias do evento acontecerá também o mercado de produtos locais e artesanato. Os 20 stands serão ocupados por cerca de 25 expositores com vinho, mel, azeite, doçaria tradicional, móveis antigos, retalhos, bijutaria, artigos em origami, pinturas, bolsas em tecidos, entre outras peças.

No panorama desportivo, destaque para a canoagem com a rota das pesqueiras em canoa que ligará Alvega ao Pego, no dia 31 de Agosto. Esta actividade é organizada pela TAGUS e pela Casa do Povo de Alvega. Mais cedo irá iniciar o convívio de pesca, com a colaboração do APA – Amadores de Pesca de Abrantes. E no domingo, a Associação de Cicloturismo e BTT do Fôjo guiará a rota do azeite e do vinho que conta com o apoio dos produtores da região destes dois sectores. As inscrições para as actividades desportivas podem ser efectuadas através do site www.tagus-ri.pt, com excepção da iniciativa em BTT que já esgotou.

Resultantes da candidatura à Estratégia de Eficiência Colectiva PROVERE - Mercados do Tejo - Rede para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Tejo" e Co-financiados pelo QREN, Mais Centro - Programa Operacional Regional do Centro e União Europeia e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, os Mercados Ribeirinhos passaram pelos concelhos de Constância, Vila Nova da Barquinha e agora Abrantes. Com o objectivo de valorizar a identidade cultural das comunidades que vivem em torno do Tejo, o rio e as suas potencialidades económicas e turísticas, dinamizando as zonas ribeirinhas, estes eventos temáticos voltarão no próximo ano.



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:39
link do post | comentar | favorito

AZAMBUJA: Festejos de Verão 2013 em Tagarro_Concelho de Azambuja

 A localidade de Tagarro, Freguesia de Alcoentre, no Concelho de Azambuja, vai estar em festa entre os dias 23 e 25 de Agosto. Neste ano 2013, a festa terá outro brilho, com a inauguração do restauro da capela de S.Pedro.

 

As festividades têm início na sexta-feira, dia 23, pelas 18h00. A animação do recinto estará a cargo da banda “Loeband”, a partir das 22h00.

No sábado, as atividades de chinquilho e tiro ao alvo têm início às 15h00. O serão terá a música da banda “Ritmo Caliente”, depois das 22h00, e de um DJ, a partir das 02h00 da manhã.

O domingo é dedicado às cerimónias religiosas, com a missa solene marcada para as 16h00, seguindo-se a procissão que conta com a participação da Banda de Musica do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa. Musicalmente, a última noite contará com a atuação da Acordeonista Gian Reis, pelas 22h00. A festa encerra às 02h00.

 

A iniciativa é organizada pela Associação Desportiva e Cultural de Tagarro e conta com o apoio da Câmara Municipal de Azambuja e com a Junta de Freguesia de Alcoentre.



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:37
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR: Projeto de Cidadania questiona C. M. de Rio Maior sobre ameaça de despedimentos sem justa causa de funcionários da autarquia e outros trabalhadores

A deputada municipal Carla Rodrigues, representante do Movimento Projeto de Cidadania (apoiado pelo Bloco de Esquerda), apresentou na Assembleia Municipal de Rio Maior um requerimento questionando a Câmara sobre uma proposta de lei do PSD e do CDS que abre a possibilidade de despedimento sem justa causa de funcionários da autarquia e de outros trabalhadores: 


«A Proposta de Lei n.º 154/XII/2.ª, aprovada no dia 6 de Junho pelo Conselho de Ministros do governo do PSD e do CDS/PP, e já aprovada na generalidade pela Assembleia da República, no dia 10 de Julho, com os votos favoráveis do PSD e do CDS/PP, pretende, como explicita o seu artigo 18.º, possibilitar o despedimento sem justa causa de trabalhadores da administração pública e autárquica, ao fim de um prazo de 12 meses dito de “requalificação”.

Segundo o artigo 19.º, nesse prazo de “requalificação” será retirado aos trabalhadores um terço do ordenado, durante o primeiro semestre, e depois metade do ordenado, no segundo semestre. 

Para além de aplicar-se “aos serviços da administração autárquica”, conforme define o seu artigo 3.º, esta proposta de lei afirma também, no 21.º parágrafo da sua“exposição de motivos”, uma alteração do regime das autarquias locais, com o objectivo de lhes remeter “as atribuições e competências de entidade gestora do sistema de requalificação para os respetivos serviços e trabalhadores”. Ou seja, pretende transformar as câmaras municipais em executores do despedimento de seus funcionários. 

A Associação Nacional de Municípios Portugueses assinala, num parecer com data de 2 de Julho de 2013, que se correm“sérios riscos de, a cada Autarquia Local lhe ser imposto, lhe ser exigido” proceder a despedimentos por via de uma “mera redução de transferências financeiras do Orçamento de Estado”. 

Com efeito, o Artigo 4º da Proposta de Lei apresenta a redução de orçamento de uma autarquia “decorrente da diminuição das transferências do Orçamento do Estado ou de receitas próprias” como um motivo para despedimentos. 

A ANMP alerta também que “será o Município que suportará todas as despesas associadas ao processo, incluindo as indemnizações” por cessação de contratos.“Esta imposição tenderá a agravar a situação financeira do Município”. 

Na sua página 24, o relatório do Fundo Monetário Internacional intitulado PORTUGAL: RETHINKING THE STATE—SELECTED EXPENDITURE REFORM OPTIONS, com data de Janeiro de 2013 e elaborado com a colaboração do governo do PSD e do CDS/PP, sugere como meta despedir entre 60 mil a 120 mil funcionários públicos em Portugal. A mesma proporção aplicada ao Município de Rio Maior representará o despedimento entre cerca de 35 a 70 trabalhadores, ao qual deverá somar-se um número semelhante de trabalhadores despedidos noutros serviços públicos existentes no concelho, para além dos riomaiorenses que trabalham para o Estado fora do concelho. 

Como afirma a Associação Nacional de Municípios Portugueses, no supracitado parecer, a Proposta de Lei n.º 154/XII/2.ª terá “efeitos práticos que podem revelar-se desastrosos”. 

Ao abrigo das normas regimentais em vigor, venho por este meio requerer ao Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Rio Maior que diligencie junto da Câmara Municipal de Rio Maior para que me responda às seguintes questões: 

1 - Qual a posição do Executivo relativamente à Proposta de Lei n.º 154/XII/2.ª? 

2 - Caso a lei seja aprovada, quantos funcionários do municipio de Rio Maior serão sujeitos a “ processo de requalificação”? 

3 - Considera que , caso a Proposta de Lei n.º 154/XII/2.ª se venha a concretizar, a Câmara Municipal poderá garantir que o processo não será usado para despedimentos com base em critérios políticos?»
 
 

Para ler na íntegra a Proposta de Lei n.º 154/XII/2.ª e acompanhar a sua discussão na Assembleia da República, clique aqui.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:55
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2013
SANTARÉM: NERSANT promove Ribatejo na FACIM em Moçambique

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, vai viajar para Maputo, Moçambique, para promover o Ribatejo no maior certame empresarial moçambicano. No evento, a NERSANT pretende despertar o interesse das empresas moçambicanas para o dinamismo da economia ribatejana, apresentando-lhe, ao mesmo tempo, as atividades que está a organizar para apoiar a internacionalização das empresas do Ribatejo.

É já no próximo dia 24 que a NERSANT parte do aeroporto de Lisboa rumo à capital moçambicana, a fim de marcar presença na 49.ª edição da FACIM – Feira Agro-Pecuária, Comercial e Industrial de Moçambique, maior certame internacional deste país.

Nesta feira, que contará com a presença de mais de 150 empresas portuguesas, a NERSANT vai promover a região do Ribatejo, bem como representar institucionalmente todas as suas empresas associadas. Para tal, a associação dispõe de um stand onde fará a promoção da região, dos seus produtos e serviços, divulgando as potencialidades desta região central de Portugal junto de todos os expositores e visitantes da feira.

Sendo o apoio à internacionalização das empresas da região do Ribatejo, uma das prioridades da NERSANT, a associação empresarial não se fica só por divulgar a região ribatejana e o seu dinamismo económico. A NERSANT vai criar condições para que a prospeção de negócios e o interesse comercial mútuo entre os dois países se mantenha. Na feira, a NERSANT vai divulgar de forma intensiva o I Encontro de Negócios da Beira, que a associação está a organizar em conjunto com a Associação Comercial desta cidade (ACB). Este evento vai acontecer de 08 a 15 de outubro, e conta já com a inscrição de diversas empresas ribatejanas, que estarão neste encontro para encontrar oportunidades de negócio com empresas moçambicanas. Por outro lado, a NERSANT vai também divulgar o NERSANT Business 2013, Encontro Internacional de Negócios que a associação vai realizar em novembro, e que na sua edição passada contou com delegações de 6 países de África e América do Sul e que possibilitou a realização de centenas de reuniões de negócios entre empresários portugueses e empresários estrangeiros.

De referir que a 49.ª Edição da Feira Internacional de Maputo vai abrir oficialmente as portas no dia 26 de agosto e termina no dia até 01 de setembro de 2013. Este ano, o certame tem como lema “Expandindo o horizonte dos seus negócios, optimizando sinergias” e tem como novidade a organização dos expositores por setor de atividade.


NERSANT visita empresas de sucesso do Ribatejo


Na sequência do trabalho realizado no Estudo de Caracterização e de Diagnóstico de Identificação e Apresentação de Casos de Sucesso da Região, a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, vai dinamizar diversas visitas a empresas do Ribatejo retratadas neste estudo. Bindopor, MomSTEEL e Rações Zêzere serão as empresas a visitar já em setembro.

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, com o objetivo e a missão de promover o desenvolvimento da economia regional, tem desenvolvido na região do Ribatejo, diversas atividades de fomento à competitividade desta região do país, sendo uma delas a elaboração de um “Estudo de caracterização da região e de diagnóstico de identificação e apresentação de casos de sucesso na região”, no âmbito do projeto Médio Tejo Empreendedor, apoiado pelo FEDER no âmbito do SIAC – Programa Operacional Mais Centro.

Para além do enquadramento regional do Médio Tejo em diversos domínios (económico, social, geográfico, científico e tecnológico) e da caracterização da estrutura empresarial do Médio Tejo e sua dinâmica empresarial, o documento apresenta ainda 12 casos de sucesso empresarial da região, que a NERSANT pretende agora dar a conhecer a toda a comunidade.

Neste sentido, a associação vai realizar já no próximo mês de setembro, três visitas a casos de sucesso da região do Médio Tejo, começando, no dia 19, por visitar a empresa Bindopor, situada em Ourém. Nos dias 24 e 27 de setembro, respetivamente, a NERSANT vai visitar as empresas MomSteel (Abrantes), e Rações Zêzere (Ferreira do Zêzere).

Estas visitas aos casos de sucesso empresarial iniciam todas pelas 10h00, com a apresentação de cada empresa, seguindo-se a visita às instalações. Nas iniciativas irão estar presentes, entre os diversos membros da direção da NERSANT, diversas entidades institucionais convidadas pela associação, bem como outras empresas e comunicação social.

Sendo do maior interesse divulgar os casos de sucesso empresarial da região a toda a comunidade, a NERSANT encontra-se a receber inscrições de todas as empresas associadas interessadas em estar presentes nestas visitas. O Departamento de Associativismo, Marketing e Eventos da NERSANT encontra-se ao dispor para inscrições ou mais informações, através dos contactos 249 839 500 ou dame@nersant.pt.




publicado por Noticias do Ribatejo às 14:31
link do post | comentar | favorito

CARTAXO: PROVA DE PALCO DO CONCURSO DA RAINHA DAS VINDIMAS


Capacidades de comunicação e expressão das oito candidatas foram avaliadas pelo júri do concurso, no passado dia 17 de agosto

 

O auditório da Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense, em Pontével, recebeu na noite de 17 de agosto a Prova de Palco – Comunicação e Expressão do concurso da Rainha das Vindimas do Concelho do Cartaxo 2013.

 

Este ano, a prova teve tema livre, pelo que a criatividade das jovens candidatas foi demonstrada em áreas tão distintas como a história das freguesias, o desemprego, a homossexualidade, a solidão, o futuro dos jovens ou os 25 anos do concurso da Rainha das Vindimas.   

 

Este foi um evento que contou com a presença do vereador da Câmara Municipal, Fernando Martins, de autarcas das oito juntas de freguesia do concelho e de familiares e amigos das candidatas, que encheram o auditório da Sociedade Filarmónica.

 

PROVAS DAS CANDIDATAS

 

LAPA – Patrícia Germano

A representação da jovem Patrícia Germano foi apresentada em dois atos. Com a imagem da Boca da Lapa a decorar uma parte do cenário, a candidata representou a donzela que terá sido raptada e aprisionada na gruta, tendo as suas lágrimas alimentado a fonte que hoje continua a haver no local.

 

No segundo ato, a candidata trouxe ao palco o ambiente da taberna do Zé e da São, demonstrando a rigidez de um pai que não permitia que os filhos escrevessem poesia e tocassem viola. Mas, a conjugação das letras e da música acabou por amolecer o coração do homem e a história teve um final feliz.

 

VILA CHÃ DE OURIQUE – Catarina Piriquito

Inspirada nos 25 anos do concurso da Rainha das Vindimas, a candidata escolheu para o cenário da sua apresentação a Tasca do Sr. Casimiro. Foi com ele que travou uma longa conversa, centrada nas diferenças entre o passado e o presente.

 

O nascimento dos primeiros bebés proveta em Portugal, a vitória de Rosa Mota nos Jogos Olímpicos e o incêndio no Chiado foram acontecimentos que marcaram o ano de 1988 – data em que foi lançado o concurso da Rainha das Vindimas – e que foram lembrados por Catarina Piriquito.

 

VALE DA PINTA – Mariana Heitor

Com o título “O melhor caminho”, a apresentação de Mariana Heitor centrou-se nos desafios que se colocam aos jovens, na procura das melhores soluções para o seu futuro.

 

Tratou-se de uma reflexão pessoal da candidata, que apontou caminhos para a descoberta das melhores opções para os jovens e de como podem ser ultrapassados os obstáculos. “É-nos dado um livro em branco, a tinta, as ideias, as personagens e o enredo somos nós que criamos”, foi a mensagem deixada no final pela jovem Mariana Heitor.

 

PONTÉVEL – Tatiana Costa

A candidata de Pontével escolheu o tema da homossexualidade para a sua apresentação em palco. Tendo como cenário uma sala de restaurante, Tatiana Costa foi desenvolvendo uma conversa à mesa com o seu parceiro, falando do estado do país, da crise e do governo, mas também do casamento e co-adoção de casais do mesmo sexo.

 

Tatiana Costa quis assim demonstrar a sua revolta contra a discriminação em função da orientação sexual, afirmando que “todos são pessoas”, livres e iguais.

 

CARTAXO – Marta Melo

Marta Melo preparou uma apresentação que teve por base a solidão e a solidariedade. A candidata apresentou-se sozinha em palco, tendo como cenário as imagens de um vídeo.

 

No meio do reboliço da cidade, um homem parado, encostado a uma parede, com uma criança nos braços e um olhar que transmite sofrimento e solidão, inquieta a jovem Marta Melo, que vê nessa figura a imagem do pai. Quando ganha coragem para ir ao seu encontro, o homem tinha desaparecido.

 

EREIRA – Andreia Saraiva

O gosto pelo teatro levou Andreia Saraiva a interpretar o papel de um jovem formado que, perante a falta de oportunidades de emprego, decidiu ser arrumador de carros.

 

O desemprego foi abordado pela jovem candidata com muito humor à mistura. “Mais para a direita, mais para a esquerda e nunca nos deixam ir em frente. Não somos arrumadores, arrumaram-nos. Portugal nasceu mesmo à beira-mar e mete água por todo o lado” – foram apenas algumas das expressões transmitidas por Andreia Saraiva.

 

VALE DA PEDRA – Tatiana Alexandre

A jovem candidata trouxe à memória uma história que tem como protagonista D. Horta, mulher da noite, que, ao que consta, teve um conceituado cabaret no Cartaxo, frequentado por generais e altos dignitários franceses, aquando da invasão do Exército de Napoleão.

 

Conta-se que os homens recebidos por D. Horta apareciam mortos na Ribeira do Cartaxo, com uma marca no peito que evidenciava um coice de mula. A história terá inspirado o nome do bar que nos anos 80 tanta fama ganhou no Cartaxo – o Bar Coice da Mula.

 

VALADA – Bruna Morgadinho

O rio Tejo foi levado ao palco pela candidata de Valada, que representou a vida dos avieiros da aldeia da Palhota e o trabalho do escritor Alves Redol.

 

A bateira, as redes, o peixe e o salgueiro fizeram parte do cenário que contextualizou uma conversa animada de duas pescadoras avieiras e um pescador, tipicamente trajados e com o sotaque característico. Além da dura vida de pescador, o tema da conversa foi a chegada de “um tal Redol” à Palhota, para escrever um livro.

 

Antes do espetáculo final, as candidatas vão ainda ter de apresentar a sua freguesia às outras participantes, na prova Visita Guiada, que decorrerá no próximo dia 7 de setembro.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:29
link do post | comentar | favorito

Domingo, 18 de Agosto de 2013
ALPIARÇA: A VERDADE SÓ PODE SER UMA!

Foi esta a pesada herança que a CDU deixou ao PS



A dívida herdada da CDU ainda foi em contos. Era uma pequena dívida contraída ao Fundo de Fomento da Habitação (FFH) para construir habitação social (sim a CDU construiu habitação social em Alpiarça) essa dívida era de cerca de 100.000 contos (1/2 milhão de euros) quando o FFH foi extinto e a dívida passou a ser gerida pela Caixa Geral de Depósitos. Entretanto essa dívida nas mãos da CGD cresceu exponencialmente e chegou a 790.000 contos (cerca de 4 milhões de euros). Com a entrada em cena do Dr. Rosa do Céu a dívida que já estava em negociação com o derrotado presidente Figueiredo passou para menos de metade ou seja 290.000 contos 1 1/2 milhões de euros.

Lembro-me bem que o ex-presidente Figueiredo estava a negociar o perdão total da dívida, o que aconteceu com alguns municípios, como por exemplo o de Braga (da cor do governo, obviamente)e Rosa do Céu também poderia ter reduzido a dívida a zero ou quase zero, mesmo assim foi uma boa operação.
Aliás se quisermos ir um bocadinho ao baú das recordações teremos de reconhecer que o 1.º mandato do PS/MAR constituído por pessoas de valor que integravam o executivo e independentes que reuniam e aconselhavam o executivo nas reuniões de bastidores (exemplo de Valdemar Cinturão Ferreira) não só souberam aproveitar os projectos lançados por Raul Figueiredo, como ainda ir mais além e fizeram um obra notável e louvável, de onde apenas destoa um caríssimo e pouco funcional Parque de Estacionamento Subterrâneo e elevadores de um prédio construído em espaço público.

Não tenho acesso às contas de gerência da câmara mas seria BOM ver a dívida da câmara no final do 1.º mandato PS e o péssimo trabalho que fizeram nos 8 anos subsequentes, com a saída mais ou menos forçada de Marques País e prof. Gabriela Pinhão no final do 1.º mandato.
Sou dos que tenho a certeza quase absoluta que se estes dois vereadores tivessem continuado, Alpiarça hoje estaria com menos de metade da dívida e políticamente estaria não estaria nesta autentica guerrilha política.
Infelizmente alguém por interesses mais do que conhecidos fomentou a divisão do PS/MAR, o resto é a história que se conhece.
Pode ser que um dia, quando a poeira assentar, alguém imparcial pegue na documentação desde 1999 e escreva a verdadeira história de Alpiarça.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:16
link do post | comentar | favorito

TEMAS DE SAÚDE: Reformas por invalidez

 Por: Antonieta Dias  (*)

 

Sentir que não se tem capacidade para o desempenho da actividade laboral habitual, é  como viver sem ter subsistência para manter os níveis económico mínimos de sobrevivência individual ou familiar, compatíveis com a dignidade humana.

Se as sequelas resultantes de uma doença natural ou de um acidente de trabalho determinam uma incapacidade igual ou superior a setenta e cinco por cento do rendimento da capacidade de trabalho, é óbvio que vinte e cinco por cento da capacidade restante não pode compensar a perda dos setenta e cinco por cento.

Perante esta circunstâncias não será difícil decidir que um doente que se apresenta numa junta de verificação de incapacidade quer seja no Instituto de Solidariedade Social (doença natural), ou no Tribunal de Trabalho (doença directa), ou no âmbito do Direito Civil (acidente de viação) não consegue por mais esforço que faça exercer a sua actividade laboral habitual.

É injusto e desumano decidir que um paciente que se encontra abrangido por uma doença cujo valor sequelar se encontra dentro destes parâmetros seja considerado apto para o trabalho.

Torna-se assim incompreensível que persista nalguns casos a insensibilidade e a não aplicabilidade de uma decisão clinica incontornável e de fácil resolução, que é a atribuição de uma incapacidade permanente parcial total para o trabalho habitual.

Este facto exige da parte das entidades competentes uma intervenção urgente no sentido de averiguar, se de facto existe ou não casos de doença incapacitante cuja decisão tenha sido controversa e potencialmente geradora de grave injustiça social para o paciente.

Importa, ainda referir os inúmeros casos que têm sido relatados pelas vítimas aos quais ainda não se vislumbra nenhuma investigação e muito menos conclusão.

Certo é que a função dos profissionais que se encontram nas juntas de verificação de incapacidades cuja função é a avaliação sequelar do dano corporal que não conseguiu ser reparado, apesar de todos os esforços terapêuticos efectuados com base na “leges artis” é uma prática médica de elevada responsabilidade não podendo por esse facto ser sujeita a pressões que impliquem uma decisão justa sobre o caso em apreço.

Uma violação da “leges artis” pode gerar a criação de perigo para a vida e uma grave ofensa para o corpo e para a saúde, sendo considerada um crime punido por lei.

Tal leva a inferir que, de acordo com os bons conhecimentos técnico científicos, um paciente tem que ser avaliado de forma criteriosa, cabendo ao avaliador diagnosticar o caso clinico que o paciente apresenta, atento à situação actual e à possibilidade de agravamento do seu estado de saúde, implicará, designadamente, que lhe não seja atribuída a alta se o quadro clínico representar uma inevitável incapacidade total laboral.

Cabe ainda a responsabilidade ao avaliador de recolher todos os elementos fáctico-objectivos necessários ao bom esclarecimento de todos os padecimentos do doente.

De igual modo o avaliador, terá de verificar se existe ou não contradição entre a avaliação presencial realizada e a informação recebida.

A história clínica constante do relatório detalhado da consulta técnico – científica efectuada e apresentada pelo Examinando, na minha opinião, deverá  ser integralmente reproduzida, no Relatório Pericial de Avaliação do Dano Corporal.

Se a decisão da junta medica teve por base a prova produzida e assentou a sua decisão na análise detalhada dos factos provados, deverá ser fundamentada no relatório final.

Por último, dir-se-á  ainda que atenta a factualidade provada, o profissional de saúde ao agir com a intenção de diagnosticar a doença do paciente, jamais pode minimizar o risco potencial do dano corporal sofrido.

Por outro lado, importa acrescentar que o Examinando se encontra numa situação de fragilidade física e psicológica, incorrendo muitas vezes numa perda da revelação total da informação dos sintomas imprescindíveis para uma apreciação global da sua patologia.

Assim, sem prejuízo de a junta médica ter ficado convencida de todos os problemas inerentes ao caso em apreço a insuficiente informação do Examinando configurará  só por si, no meu entender um claro prejuízo para o doente.

No que concerne aos factos que merecem credibilidade (registos clínicos fiáveis), as declarações do paciente, reportadas ao médico assistente (de família) ou da seguradora deverão ser consideradas, sendo certo que a conclusão final da junta médica terá em conta a factualidade assente nestes pressupostos.

No que respeita à  decisão final a convicção clínica da junta médica será orientada no sentido de concluir a sua determinação de forma livre e desprovida de qualquer tipo de pressão institucional.

Relativamente à  actuação do aludido relatório final, no qual devem constar os sintomas e sinais de gravidade do paciente, com base na experiência pericial, na prática clinica fundamentada nos conceitos científicos actualizados, na minha opinião uma incapacidade permanente parcial total calculada em parâmetros iguais ou superiores a 75% (setenta e cinco por cento), deve ser considerada como uma condição sine qua non para a atribuição definitiva de uma invalidez total e permanente para o trabalho, devendo por isso considerar o Examinando incapaz para toda e qualquer profissão.

Importa ainda sublinhar, que a peritagem médica em circunstâncias nenhumas deverá ser sujeita a constrangimentos ou limitações institucionais.

O médico tem o dever profissional e jurídico de decidir livremente e de forma responsável, devendo cumprir todas as regras da ciência médica, para praticar o acto médico que lhe foi incumbido, sem contrariar as “leges artis”.

Resta ainda salientar, que os actos médicos são passíveis de responsabilidade criminal se a prática médica se desviar das boas práticas.

Sem prejuízo do constante no artigo 32.º, n.º 2 da Constituição da República Portuguesa): o princípio “in dubio pró réu”, é uma imposição do meritíssimo juíz orientada no sentido de se pronunciar sobre a certeza dos factos, competindo ao tribunal  investigar toda a verdade para apuramento  do ónus da prova.

O respeito pelas “leges artis”, no caso específico das perícias médicas, impõe ao médico  a execução de uma conduta individualizada e personalizada do doente que não pode ser  apenas baseada nas tabelas de referência para as atribuições das incapacidades permanentes parciais profissionais se a Perícia resulta de um acidente de trabalho/doença profissional  ou na atribuição da Incapacidade Permanente Geral se se trata de uma Perícia referente ao Direito Civil (acidente de viação ou doença natural), tendo em conta que as Tabelas apenas servem como documentos orientadores da decisão clinica.

Um perito, que se propõe avaliar o dano corporal, tem que ser fundamentalmente um clínico conhecedor não exclusivamente das regras técnico-científicas, mas também conhecedor da ética profissional e deontológica.

Em suma, a atribuição de uma Incapacidade Permanente Parcial (IPP) com incapacidade permanente absoluta para o trabalho habitual ou a atribuição de uma Incapacidade Permanente Geral, exigem imparcialidade e decisão concreta e assertiva, não permitindo a valoração de argumentos conceptuais que possam de alguma forma prejudicar a decisão definitiva da Incapacidade a atribuir ao Examinando.”

 (*) Doutorada em medicina



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Agosto de 2013
MAÇÃO: Maior girassol do mundo já brilha nos céus do Pereiro

 

Acaba de ficar completamente montado o maior girassol do mundo feito com flores de plástico, desta vez em versão light 2013

Todas as ruas e largos da aldeia do Pereiro de Mação estão a ser ornamentadas com as mais de cem mil flores feitas ao longo do ano pelas gentes da aldeia.

O evento “Pereiro de Mação-capital das ruas enfeitadas” decorre de 20 a 25 deste mês de Agosto, sendo esperados largos milhares de visitantes na típica aldeia do Pereiro que nestes dias se torna a aldeia mais florida de Portuga
«DD»



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:40
link do post | comentar | favorito

ABRANTES: Grupo de Teatro “Fatias de Cá” recria a batalha de Alcácer Quibir nas margens do Tejo, em Abrantes

O grupo de teatro de Tomar “Fatias de Cá” vai apresentar nas margens do rio Tejo, em Abrantes – no Aquapolis , a peça “Alcácer Kibir”, nos dias 23, 24 e 25 de agosto, com início às 17h17.

Trata-se de uma recriação da batalha que opôs portugueses e marroquinos, também conhecida por batalha dos três reis, por nela terem perdido a vida três reis, um português, D. Sebastião, e dois marroquinos.

A peça, com versão e encenação de Carlos Carvalheiro, vai desenrolar-se nas duas margens do Tejo e terá a duração de 03h33.

É um convite para que o espectador se esqueça, por momentos, que está no século XXI e recue no tempo até ao dia 4 de Agosto de 1578, data que marca uma batalha inglória para Portugal e reestruturante para Marrocos. Uma viagem no tempo que começa logo na bilheteira onde o espetador terá de se livrar de alguns euros e trocá-los por algumas moedas de papel.

Na margem norte, Barreiras do Tejo, decorrerá a 1ª parte. No intervalo, o público atravessa a ponte e junta-se ao público que se encontra na margem sul, no Rossio ao Sul do Tejo, para participar num mercado com ementa dupla, portuguesa – porco, sardinhas, vinho, pão, calda, frutas e bolos e marroquina – borrego, cuscuz, ché, pão, caldo, fruta e bolos, que compram com moedas distribuídas previamente.

A 2ª parte desenrola-se na margem sul, com a representação da batalha de Alcácer Quibir e a aclamação de Filipe II nas cortes de Tomar.

“Alcácer Kibir” é uma co-produção entre o Fatias de Cá e o grupo de teatro marroquino La Voile.

O bilhete custa €33,33, com direito a jantar. Por cada bilhete comprado, o espetador pode levar um convidado ou ver o espetáculo duas vezes no local, Aquapolis norte e sul.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:19
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Adesão em massa na apresentação da candidatura de Cristina Neves

 

Mais de trezentas pessoas compareceram à apresentação da candidatura de Cristina Neves à Assembleia de Freguesia de Alcanede, decorrida ontem, no Jardim de São João. Considerada a candidatura com a maior adesão popular até hoje, o evento contou ainda com a participação do atual Presidente da Junta de Freguesia, Manuel Joaquim Vieira, do Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Gonçalves e com a presença de numerosos autarcas do Concelho.

 

Durante a sua intervenção, Manuel Joaquim Vieira realçou a obra já realizada pelo atual executivo, do qual também faz parte Cristina Neves, tal como o asfaltamento da Estrada Aldeia D´Além para Vale do Soupo, a Rua do Cemitério, o Caminho Rural da Serrada e Vale do Carro ou Casais Cordeiro, a construção do Centro Escolar de Alcanede, do quartel dos Bombeiros, do parque e jardim de Alcanede e do polidesportivo de Aldeia da Ribeira.

 

O atual Presidente da Câmara, Ricardo Gonçalves, aplaudiu o trabalho realizado e sobre a equipa que agora se candidata a Alcanede destacou que “a competência, a capacidade de trabalho, o empenho, a visão, a persistência, a experiência e a motivação que nos fazem acreditar que podemos confiar-lhes os destinos desta freguesia no próximo ato eleitoral de 29 de setembro. (…) Sabemos que não vacilam, não desistem, não baixam os braços, que não recuam perante as adversidades e não que se deixam enganar.”

 

Na parte final da sua intervenção, o candidato à Câmara Municipal de Santarém lançou o repto: “que as diferentes candidaturas discutam ideias, projetos, que discutam Santarém. Nós não entraremos em baixa política, em ofensas, como algumas que já se têm visto por aí. O nosso lema e objetivo é Santarém, este concelho que nos move na política.”

 

A candidata a Alcanede, Cristina Neves, já exerce funções naquela Junta de Freguesia desde 2005 e conta com uma equipa jovem e heterogénea, cuja média de idades se encontra nos 39 anos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:18
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 16 de Agosto de 2013
SANTARÉM: Ricardo Gonçalves surpreende utente cem mil do Complexo Aquático Municipal com um conjunto de ofertas

 

Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara de Santarém, surpreendeu hoje, dia 16 de agosto, Gisela Silva e a sua família, de Alenquer, com um conjunto de ofertas, por ser a utente cem mil, a entrar no Complexo Aquático Municipal, desde o início da época balnear, que abriu no dia 1 de junho.

A utente e a família foram brindadas com entrada gratuita no Complexo Aquático, um Cartão de Livre-trânsito de acesso, até dia 15 de setembro, um convite VIP para entrada na zona VIP no Parque Aquático Municipal, num dia à escolha da utente e 1 Voucher para uma refeição no Restaurante El Galego do Complexo Aquático Municipal.

António Valente, Vereador da Câmara de Santarém e Presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Viver Santarém – Sociedade de Cultura, Desporto, Turismo e Gestão Urbana de Santarém, EM, e Luís Arrais, Administrador da Viver Santarém, acompanharam Ricardo Gonçalves na entrega dos prémios à feliz contemplada.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:36
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Grande Prémio Empresarial de Karting da NERSANT com grande adesão

A edição 2013 do Grande Prémio Empresarial de Karting da NERSANT está a ter grande adesão por parte das empresas da região do Ribatejo.

É já no dia 14 de setembro, entre as 10h00 e as 16h00, que a NERSANT vai realizar mais uma edição do Grande Prémio Empresarial de Karting – 6 horas a acelerar. A aceitação a este evento outdoor da NERSANT está a ser bastante positiva, tendo a associação já recebido as fichas de inscrição de diversas empresas interessadas em marcar presença.

A prova desafia os audazes e amantes da velocidade, proporciona agradáveis momentos de convívio e animação entre as diversas empresas da região em competição, ao mesmo tempo que cimenta o espírito de equipa entre os diversos colaboradores de cada empresa. Cada equipa participante deve montar a sua própria estratégia, uma vez que a prova terá a duração de 6 horas sem parar, o que significa que só haverá paragens do kart para troca de condutores.

Uma vez que as inscrições são limitadas a 20 equipas e este número está prestes a ser atingido, as empresas interessadas em participar devem apressar-se a fazer a inscrição no evento, em www.nersant.pt. Para mais informações, o Departamento de Associativismo, Marketing e Eventos da NERSANT encontra-se à disposição através do número 249 839 500 ou do e-mail dame@nersant.pt.

Importa ainda referir que a realização do Karting NERSANT é um dos eventos que pretende dinamizar a marca VIVER O TEJO, criada pela NERSANT com o objetivo de dinamizar as zonas ribeirinhas deste rio, que caracteriza toda a região do Ribatejo



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:57
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2013
CARTAXO: Vasco Cunha lança desafio:
Estes são os nossos candidatos!

Comparem-nos com os outros...


É preciso despertar o Cartaxo. É preciso devolver-lhe a confiança e a auto-estima.
Quero contar com todos, mas mesmo com todos, para devolver a Paixão ao concelho! 

Em destaque na 2ª Edição do nosso JORNAL DE CAMPANHA:

Apresentação pública dos canditados

Discurso de Vasco Cunha

- Ao longo destas últimas semanas fomos passando por vários locais no Concelho do Cartaxo. Convém ter memória (mesmo que na política isso seja – para alguns ou algumas - uma regra curta…), conheça alguns dos PONTOS NEGROS que identificamos. 

- O testemunho daqueles que CONFIAM em Vasco Cunha

- Algumas das atividades de campanha já levadas a efeito

Mensagens de apoio ao candidato


link: [JORNAL DE CAMPANHA]


Ainda, a entrevista de Vasco Cunha à Rádio Cartaxo:


publicado por Noticias do Ribatejo às 16:11
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Agosto de 2013
FERREIRA DO ZÊZERE: Handel, Mozart e árias famosas em Ferreira do Zêzere

 

Cantores de todo o mundo reúnem-se para a 3ª edição do ZEZEREARTS, Festival de Ópera e Canto Lírico

Ferreira do Zêzere oferece um programa único para os últimos dias do Festival de Ópera e Canto Lírico com obras de Handel, Mozart e um grande Concerto Final. O ZEZEREARTS preparou uma Gala de Ópera, para assinalar o fecho do Festival, este sábado, que vai apresentar inúmeras árias, ensembles e coros de ópera festivos, bem conhecidos de todos. 

Mas antes do encerramento, o ZEZEREARTS brinda os espetadores com a ópera “Giulio Cesare”, de Handel, amanhã, dia 15 de agosto, no Convento de Cristo de Tomar, e na sexta-feira com a obra “Dixit Dominus”, do mesmo compositor, que pode ser escutada na Capela dos Reis Magos, também no Convento de Cristo de Tomar.

Depois do “Requiem”, sobe ao palco do ZEZEREARTS mais uma grande obra de Mozart, a ópera “Così fan Tutte”, no Cinte-Teatro Ivone Silva de Ferreira do Zêzere, na sexta-feira, em duas sessões.

O Festival de Ópera e Canto Lírico, com a direção artística de Brian Mackay, está em cena em Ferreira do Zêzere desde o dia 7 de agosto, sendo esta a terceira vez consecutiva que a Autarquia organiza o evento. 

As reservas de bilhetes podem ser feitas no Posto de Turismo de Ferreira do Zêzere ou através do telefone 249 366 151 entre segunda e sexta-feira das 9h00 e 12h30 e das 14h00 às 17h30.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:33
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

Esta quarta-feira, têm início as Festas de Casével, que decorrem até dia 18 de agosto.

 

Hoje, dia 14, às 19h00, tem lugar a abertura do restaurante, quermesse e dos jogos tradicionais. Às 21h00, tem lugar a atuação do Grupo de Cantares Tradicionais “As Camponesas de Casével” e às 22h00, a música está a cargo do Grupo Musical “Madeira Show”. A partir da 01h00, a banda “Hematoma” sobe ao palco.

 

Na quinta-feira, dia 15, às 13h00, começam a ser servidos os almoços e às 16h00, há Missa em Honra de Nossa Senhora da Assunção. Às 17h00 há Procissão e às 18h00, tem lugar a abertura da Quermesse e dos Jogos Tradicionais. O restaurante reabre às 19h00 e às 21h00, tem lugar a atuação do Grupo Etnográfico da Portela das Padeiras. A partir das 22h00, tem lugar a atuação do Grupo Musical “Band Klimax”.

 

Na sexta-feira, dia 16, tem lugar a abertura do restaurante, quermesse e dos jogos tradicionais e às 21h00, há Demonstração de artes marciais “Kinjutsu” (Arte Marcial dos Ninjas) e às 22h00, tem lugar a atuação do Grupo Musical “Elsa e Marina” e a partir da 01h00, tem lugar a atuação da Banda “Sunset 91” e às 02h00 há Picaria Noturna.

 

No sábado, dia 17, os almoços começam a ser servidos às13h00 e às 17h00, há Corrida de Carrinhos de Rolamentos. Às 19h00, tem lugar a abertura do restaurante, quermesse e dos jogos tradicionais e às 22h00, tem lugar a atuação da Banda “Faraó”. A partir da 01h00, atua a Banda “The Peorth”.

 

No domingo, dia 18, os almoços começam a ser servidos às13h00 e às 14h00 há Rally Paper. Às 16h00 há Missa e às 17h00, tem lugar a Concentração de Vespas e Carros Antigos no recinto de festas, para Passeio turístico pela freguesia.

Às 19h00, tem lugar a abertura do restaurante, quermesse e dos jogos tradicionais e às 22h00, tem lugar a atuação da Banda Krizz. Às 24h00, tem lugar a entrega de Prémios e Sorteio das Rifas.

 

Também a partir de hoje, quarta-feira, dia 14 de agosto, decorrem, na freguesia da Póvoa de Santarém, as Festas em Honra de Nossa Senhora da Luz, que se prolongam até dia 18.

 

Às18h00 tem lugar a abertura do arraial. A partir das 22h30, a música está a cargo de David Antunes & Midnight Band e a partir das 02h00, decorre a Noite EL Galego com o DJ KIKA.

 

Na quinta-feira, dia 15, às 08h00, tem lugar a Chegada da banda "Os Amarantinos" com saudação à Padroeira e a partir das 08h30, há Peditório pelas ruas da Freguesia. Às14h00, chega a Banda Filarmónica de Pedrogão e às 15h00 há Missa Solene. Pelas 16h00, tem lugar a Procissão em Honra de Nossa Senhora da Luz com Leilão de Fogaças. A partir das 22h00, há Baile com o DUO MUSICAL ALENCOR e a partir das 23h00, atua a Escola de Danças de Salão de Aldeia da Ribeira. O baile prossegue pela noite dentro.

 

Na sexta-feira, dia 16, às 18h00, tem lugar a abertura do arraial e às 22h00, atua o GRUPO MUSICAL GERACAO XXI. A partir das 02h00, decorre a Noite TASCA com DJ F. CALHEIROS.

 

No sábado, dia 17, às 14h30, tem lugar a abertura do arraial. A partir das 15h00, há Rally Paper e às 21h30, atua o Rancho Folclórico do Verdelho. Às 22h30, tem lugar a atuação da BANDA LIKE e a partir das 02h00, decorre a Noite ILand Bar com o DJ ALAMEIRAS.

 

No domingo, dia 18, há Missa Paroquial às 09h30. Às 10h30 há Jogo de futebol Solteiros versus Casados e Futebol para crianças no Ringue. Às14h30 tem lugar a abertura do arraial e às 15h00 há Peddy Paper. A partir das 16h00, têm lugar os Leilões e animação por Pedro Inês e às 21h00, atua o Rancho C.D.R.C dos CTT. A partir das 21h30, tem lugar a atuação de Susete Cláudio e Daniel Ribeiro e a partir das 22h00 há Desfile de Aventais. Às 23h00, tem lugar a atuação do grupo de danças modernas DANCE STARS e às 23h30, o espetáculo - OLHA SÓ Q'ESPANTO...!!!! A partir das 22h00, decorre a entrega de prémios do Peddy Paper e Rally Paper e a Apresentação dos Juízes 2014.

 

Também a partir de hoje e até domingo, dia 18 de agosto, há Festa em Viegas, freguesia de Alcanede. 

Especial destaque para o XXIV Festival de Folclore que se realiza no dia 17 de agosto, que conta com a atuação dos seguintes grupos: Rancho Folclórico de Viegas, Grupo de Danças e Cantares da Casa do Povo de Vila Nova de Anha (Viana do Castelo), Grupo Folclórico e Etnográfico de Palmeira (Braga), Grupo Folclórico Zé do Telhado (Penafiel) e Rancho Folclórico de Vale Figueira (Santarém). Entradas Livres.

 

Hoje, dia 14, a partir das 23h00, há Baile com JC Power. Amanhã, dia 15, às 15h00, há Missa em Honra de Nossa Senhora das Dores e do Senhor dos Aflitos. Às 16h30, há Animação com David C, e Tarde de Tradição com Jogos Tradicionais e Insuflável para crianças. A partir das 22h00, há Baile com David C. No dia 16, às 22h00, há Baile com Paulo Holandês e no dia 17, às 21h00, decorre o XXIV Festival Nacional de Folclore. A partir das 00h00, há Baile com o Duo Pires. No dia 18, às 08h00, há Peditório pelas ruas da localidade com a participação da Banda Filarmónica Alcanedense e às 15h30 há Missa. Às 16h30, tem lugar a atuação da Sociedade Filarmónica Alcanedense e às 22h00 há Karaoke com Cristina Couto.

 

A partir desta quarta-feira e até segunda-feira, dia 19, decorrem na freguesia de Abrã, os Festejos em Honra de Sta Margarida, S. Sebastião e Nossa Senhora da Assunção. 

Hoje, dia 14, à 20h00, tem lugar o Içar a bandeira. Às 21h00, tem lugar a Corrida da amizade e às 22h30, há Baile com o organista Rui Saraiva. Amanhã, dia 15, às 08h00, tem lugar a Alvorada e às 08h3, a Chegada da Banda Filarmónica Alcanedense e início do peditório (metade da população). A partir das 14h00, decorre a Recolha das Fogaças e às 15h30, há Missa seguida de Procissão. Às 18h00, tem lugar a abertura do arraial e Concerto pela banda. Às 22h30, há Baile com o Duo Musical Zé Café e Guida e a partir das 02h00, há Festa dos anos 80 com DJ Rex.

No dia 16, às 17h00, abre o bar e às18h00 há Picaria e às 22h30 há Baile com o grupo Ritmo Caliente.

No dia 17 a Alvorada tem lugar às 8h30 e às 9h30 há Aula de Zumba. Às 15h00 tem lugar a abertura do Arraial e às 16h00, tem lugar a atuação do Grupo de Cantares de Abrã e às 17h00, tem lugar a atuação do Rancho Folclórico de Cabeça Veada. A partir das 22h30, há Baile com o organista JC Power.

No dia 18, a Alvorada tem lugar às 8h00 e às 8h30, tem lugar a Chegada da Banda Filarmónica da Gançaria e Continuação do peditório. Pelas 15h30 há Missa e às 16h30 tem lugar a Abertura do arraial e Concerto pela Banda. Às 20h00, tem lugar a Despedida da banda com a entrega da bandeira aos juízes na festa de 2014 e às 22h30, há Baile com o organista David C.

Na segunda-feira, dia 19, o arraial abre às 15h00 e tem lugar o Leilão de oferendas, Jogos tradicionais, Malhão do galo. Às 21h00, tem lugar o encerramento dos festejos.

 

No domingo, dia 18, o Centro Cultural Regional de Santarém - Fórum Actor Mário Viegas, promove um Passeios Com História a Valada, Escaroupim, Aldeia Avieira da Palhota e Porto da Palha. A saída tem lugar junto à antiga EPC – Escola Prática de Cavalaria,  às 09h30. A fim de salvaguardar a reserva de embarcações que permitam levar o passeio a cabo, é fundamental a confirmação de reserva tão cedo quanto possível. Preço: 13 euros. O Almoço é livre, no entanto a organização sugere que traga um "farnel" para fazerem um agradável "Picnic" no parque de merendas de Valada.

 

"A Rota da Cultura Avieira é assente no Tejo e estende-se de Póvoa de Santa Iria até Abrantes. Os seus aspetos mais representativos centram-se nas aldeias Avieiras, desde o Porto da Palha - no concelho de Azambuja - até à Azinhaga, no concelho de Golegã. As aldeias mais características são as Caneiras (Santarém), Escaroupim (Salvaterra de Magos), Palhota (Cartaxo), Porto da Palha (Azambuja) e Patacão (Alpiarça). Pela sua proximidade, beleza e representatividade, vale a pena visitar as aldeias de Escaroupim e da Palhota, num percurso pelo Tejo, a que se pode incluir as vistas panorâmicas do rio e a contemplação das aves no mouchão de Escaroupim, também conhecido como "ilha das garças", dado terem sido aí identificadas cinco espécies diferentes desta ave, assim como a íbis-preta identificada em 2005 como o único sítio onde nidifica em Portugal. Justifica-se assim um passeio por estes lugares com história, e com muitas histórias para contar".

 

Aproveite até dia 21 de agosto, para visitar a Exposição de Pintura e Gravura de Sílvia Marieta, na Casa Pedro Álvares Cabral/Casa do Brasil.

 

“Para a pintora, o acto de pintar/criar é quase uma forma de expressão. Servindo-se da representação da figura humana e outros elementos, a pintora cria um universo pictórico que represente determinadas emoções e sentimentos, seus, mas nos quais os outros se podem rever. Trata-se de um processo muito pessoal de materialização de pensamentos. O resultado é uma exposição de pinturas a acrílico e óleo sobre tela e algumas técnicas de gravura artística sobre papel.”

 

Aproveite ainda para inscrever o/a seu/sua filho/a, nos Campos de Férias, promovidos pela Câmara de Santarém, em colaboração com a Viver Santarém, a Trupe da Brincadeira e a Terras do Tejo, que disponibilizam estes Campos de Férias, até dia 6 de setembro.

Esta iniciativa tem como principais destinatários, crianças e jovens de famílias carenciadas e referenciadas pelos parceiros do Conselho Local de Ação Social de Santarém, residentes no Concelho.

As atividades previstas vão dos trampolins, ao andebol, ao ténis, à natação, futsal, rugby, futebol, hóquei e patinagem, basquetebol, equitação, jogos de orientação e aquáticos, atividades sobre rodas, badminton, cinema, ténis de mesa e à expressão plástica e dramática, e prometem muita diversão.

Com este Campo de Férias pretende-se facultar a crianças e jovens do Concelho uma oferta de valor acrescentado para ocupação de tempos livres e proporcionar o contacto com algumas das atividades que se praticam no Concelho bem como potenciar a criação de novas amizades e fomentar espírito de grupo.

Para mais informações, os interessados podem dirigir-se à Divisão de Ação Social e Saúde da Câmara Municipal de Santarém (nas instalações da antiga Escola Prática de Cavalaria) onde podem também formalizar a inscrição.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:31
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Agosto de 2013
ABRANTES: Unidade de Saúde Familiar

Está em andamento o processo de concurso público para construção do Centro de Saúde de Abrantes, nas antigas instalações da Rodoviária Nacional. A obra pública será executada por empreitada, tendo sido fixado o preço base em 1.381.427.81€ mais IVA e terá um prazo de execução de 365 dias. O critério da adjudicação será o do mais baixo preço.

O projeto prevê a demolição parcial do edifício - foi construído em meados do século XX e apresenta sinais de degradação – por forma a instalar um edifício desta tipologia que possa servir cerca de 10 mil utentes.

O edifício a construir desenvolve-se em três pisos, um abaixo da cota de soleira e dois acima desta e será dotado de elevador comunicante com todos os pisos.

O Piso -1 vai destinar-se a estacionamento e a áreas técnicas, estando previstos 41 lugares, dois dos quais para utentes com mobilidade condicionada.

No Piso 0 destina-se à Unidade de Saúde Familiar de Abrantes. Ficará dotada de serviços qualificados de proximidade na área de saúde. Na vertente da prestação de cuidados de saúde, está prevista a construção de sete gabinetes para consultas, um gabinete para consulta de internos, quatro gabinetes para enfermagem, duas salas para tratamentos (injetáveis e pensos), uma sala de inaloterapia e um gabinete de saúde oral. Serão também construídas áreas administrativas, salas de espera (geral e infantil), zona de higiene para bebés, sala de apoio para serviço social, gabinetes de trabalho, sala de reuniões, sala de formação e dois acessos: uma para o público e outro para ambulâncias. Prevê ainda um pátio atrás do edifício com acesso através do estacionamento exterior existente a nascente, bem como, uma escadaria contígua à fachada norte do edifício para possibilitar o acesso ao Piso 1 e ao espaço exterior envolvente à ESTA – Escola Superior de Tecnologia. Este acesso permitirá ainda estabelecer a ligação entre o Largo 1º de Maio (através do futuro Mercado Diário) e a parte alta da cidade (ESTA, Jardim da República, Convento de São Domingos).

No Piso 1 é prevista a construção de um open space destinado a serviços de natureza coletiva e/ou social, dotado das infraestruturas necessárias.

As atuais instalações da Unidade de Saúde de Abrantes, a funcionar no edifício do Hospital, não reúnem condições para acolhimento humanizado e atendimento compatível com os modernos padrões do Serviço Nacional de Saúde. Reconhecendo a importância em oferecer modernas infraestruturas de saúde à população de Abrantes, entendeu a Câmara ser parte ativa da solução, propondo-se assumir por inteiro este investimento. Criou também um incentivo financeiro à permanência dos médicos que sejam reconhecidos pelo ACES e vierem a integrar esta Unidade de Saúde Familiar, minimizando os problemas inerentes à falta de médicos de família.

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) assumirá as obras de conservação, após a cedência desta nova infraestrutura



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:05
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Inscrições para a Univers...

Município do Entroncament...

JORNADAS DE CULTURA ATÉ 2...

Festival de música Cartax...

Tertúlia Festa Brava orga...

“Quando ela… é ele!” teat...

Professores dos 3 Agrupam...

CARTAXO VOLTA A APRESENTA...

Jovens atores da Chamusca...

Tomar dá o corpo ao manif...

Programa de Educação Pare...

“Chamusca das Três Graças...

ERROS GROSSEIROS NA ELABO...

Festival de música Cartax...

Há apoios do Portugal 202...

‘Santarém em Cena’ reúne ...

Teatro Sá da Bandeira ini...

Ceyceyra Medieval a 21 e ...

TEMAS DE SAÚDE: Doente on...

"O medo tem alguma utilid...

Município de Azambuja ass...

Ano letivo 2019-2020 arra...

Tomar – Prisão preventiva...

Arroz é rei em novo event...

PSD visita operação de li...

Fórum Cultural em Arruda ...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

Santarém retoma liderança...

União de Tertúlias de Aza...

Mercado de Outono e ofici...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds