NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 7 de Julho de 2015
Vila Franca de Xira: Câmara Municipal com bandeiras a meia haste em homenagem a Maria Barroso

NOTICIASDORIBATEJO.jpg

 A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira tem hoje as bandeiras a meia-haste, em homenagem à memória de Maria Barroso.

A antiga primeira-dama de Portugal, entre 1986 e 1996, mulher do então Presidente da República Mário Soares, teve ao longo da sua vida uma forte intervenção social, política e cultural, reconhecida a nível nacional e internacional. Lutou por várias causas, nomeadamente pela liberdade de opinião e de expressão e a instauração de um regime democrático em Portugal. Entre a sua atividade pública e cívica está a presidência da Cruz Vermelha Portuguesa, entre 1997 e 2003, e, atualmente, a presidência da fundação que criou, a Pro Dignitate, com o objetivo de prevenir a violência e promover os direitos humanos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:10
link do post | comentar | favorito

CÂMARA DO CARTAXO ASSEGURA PUBLICAÇÃO DE MAIS 13 APOSENTAÇÕES DE TRABALHADORES

unnamed.jpg

  • Foram hoje publicados em Diário da República mais 13 processos de aposentação de trabalhadores do município, que viram assim reconhecidos os seus direitos.

 

  • Estes trabalhadores aguardavam desde 2012 o reconhecimento das suas aposentações, que a CGA mantinha pendentes por dívidas do município referentes a descontos não entregues entre 2011 e 2013.

 

  • Presidente da Câmara afirma que “cumprir todos os pagamentos acordados com a CGA, foi essencial para conseguirmos a publicação destas aposentações e das outras dez que foram publicadas até junho de 2014 e incluíam trabalhadores que aguardavam desde 2011”.

 

A Câmara Municipal do Cartaxo viu serem publicadas hoje, dia 6 de julho, mais treze aposentações de trabalhadores, resultado de um processo negocial que se iniciou em novembro de 2013, no início do mandato, e incluiu o pagamento de 602 mil euros até fevereiro de 2014, e o pagamento, desde novembro de 2013, de 60 prestações de mais de 11 mil e 200 euros por mês – foram até agora pagos 220 mil euros.

 

Pedro Magalhães Ribeiro considera que a publicação das aposentações “resulta da credibilidade que conseguimos reconquistar junto da CGA, por estarmos a cumprir todo o plano que acordámos com aquela instituição”.

 

Para o autarca, “este foi um dos processos mais difíceis de resolver, quer pelo montante muito elevado da dívida, quer pelos processos de execução fiscal que colocavam em risco os salários dos trabalhadores em funções, a prestação dos serviços essenciais e até os equipamentos municipais, que podiam ser retidos pelas finanças, a qualquer momento”.

 

Para o presidente de Câmara “mais do que o município ter de gastar em juros, despesas e pagamento de salários a pessoas que já não trabalhavam”, montantes que poderiam ter sido aplicados em “manutenção de equipamentos ou em apoio à comunidade”, o maior prejuízo ”foi o das pessoas, que fizeram os seus descontos atempadamente e, sem qualquer responsabilidade sua, foram impedidas durante anos de aceder aos seus direitos de pensionistas”.

 

Com esta publicação ficam concluídos os processos de aposentação de 23 trabalhadores, ficando a Câmara Municipal ainda responsável pelo pagamento das pensões de 12 trabalhadores, cuja aposentação foi solicitada entre abril de 2014 e maio de 2015 e cuja publicação se espera “o mais rapidamente possível, tendo em conta o integral cumprimento do acordo de pagamentos, por parte do município”, referiu Pedro Magalhães Ribeiro.

 

 

Retenção indevida e falta de pagamento à CGA e Segurança Social reportam a 2011

Em 2013, no início do mandato, o valor total da dívida à Caixa Geral de Aposentações era de 1 milhão e 410 mil euros, dos quais 223 mil euros, eram referentes a descontos que tinham sido feitos aos trabalhadores, entre junho e dezembro de 2011, mas não tinham sido entregues à CGA, o restante valor era referente a descontos da entidade patronal, de junho de 2011 a setembro de 2013, valores acrescidos de juros de mora e custas de dezenas de milhares de euros.

 

Do conjunto desta dívida, havia já pendente sobre o município, dois títulos executórios, um primeiro de mais de 599 mil euros e um segundo que ultrapassava os 633 mil euros, valores sem custas.

 

Após várias diligências junto da Autoridade Tributária Aduaneira (ATA), foi estabelecido um novo plano de pagamentos, para permitir que o município pudesse ter a certidão de não dívida e que os trabalhadores aposentados, pudessem começar a ser reconhecidos pela CGA – no início de mandato eram já 22 trabalhadores nestas condições -, para além de poderem ser resolvidos os títulos executórios sobre os bens.

 

A aceitação deste plano de pagamentos, pela ATA, implicou a hipoteca de 14 bens imóveis (primeiro processo) e do Centro Cultural do Cartaxo (segundo processo), por ser o único bem do domínio público disponível e cujo valor cobria a dívida em causa; o pagamento de duas prestações, no montante total de 602 mil euros (incluído juros e custas de processo) até fevereiro de 2014, assim como o compromisso de cumprir um plano de pagamentos que já tinha sido proposto à ATA em agosto de 2012, pelo anterior executivo, mas nunca tinha sido cumprido - hipoteca de 14 bens do município e o pagamento de 60 prestações mensais.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:20
link do post | comentar | favorito

Autarquia Scalabitana apoia Associativismo Desportivo

NOTICIASDORIBATEJO.jpg

 O Executivo Municipal aprovou, no dia 6 julho, em Reunião de Câmara, a atribuição de apoios financeiros ao Associativismo Desportivo do concelho de Santarém, referente à atividade regular na época 2014/2015.

 

Esta proposta enquadra-se na definição estratégica do Executivo Municipal em apoiar a atividade regular dos clubes e associações desportivas do Concelho, tendo por base o Programa de Apoio e Financiamento do Associativismo Desportivo, homologado em 2007 e a dotação orçamental do Município prevista para o ano 2015, nomeadamente no valor de 125.000€.

 

A autarquia propôs aos clubes a manutenção do Programa de Apoio e Financiamento do Associativismo Desportivo, expresso na análise de critérios de avaliação, devidamente classificadas com coeficientes de ponderação, valorando dois pressupostos: apoiar apenas os escalões de formação (até aos 18 anos); apoiar os clubes com instalações de sua propriedade, nomeadamente grandes campos, valorando o respetivo critério de ponderação. O apoio reflete-se em 63,55€ a cada um dos 1.967 atletas federados de 31 clubes do concelho.

 

Os clubes abrangidos por esta proposta são os seguintes:

Associação Académica de Santarém, Associação Desportiva Cruz de Cristo Atlético Clube – Póvoa da Isenta, Associação de Dança Desportivo de Tremês, Associação de Karaté Wado Kay, Associação de Kempo Chinês de Santarém, Associação Desportiva de Aldeia da Ribeira, Associação Independente de Karaté do Wado-Ryu, Atlético Clube de Pernes, Casa do Benfica de Santarém, Centro Cultural e Recreativo de Aldeia da Ribeira, Centro de Cultura e Recreio Moçarriense, Centro de Karaté Amicale Santarém, Clube de Andebol S. Vicentense, Clube de Canoagem Scalabitano da Ribeira de Santarém, Clube de Taekwondo de Santarém, Clube de Ténis de Santarém, Clube Desportivo Amiense, Clube Desportivo Escola D. João II, FSKI  Soccer Scalabis – Associação, Gimno Clube de Santarém, Grupo de Futebol dos Empregados no Comércio de Santarém, Hóquei Clube de Santarém, Moçarria Aventura Clube, New Star Dance Clube, Os Leões de Santarém, Rugby Clube de Santarém, Santarém Basket Clube, Scalabiswim – Clube de Natação de Santarém, União Desportiva de Santarém, União Nacional Karaté-Do e Vitória Clube de Santarém.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:18
link do post | comentar | favorito

ALMEIRIM: Nadadores dos Vinte Quilómetros foram Vice-Campeões do Torneio Cidade de Almeirim

unnamed.jpg

A Secção de Natação da Associação Vinte Quilómetros de Almeirim realizou, com o apoio da Câmara Municipal, no dia 28 de Junho a 11ª edição do Torneio Cidade de Almeirim. Este torneio contou com a presença de 10 clubes e 160 atletas que em conjunto com os seus treinadores e familiares animaram as Piscinas Municipais de Almeirim.

Esta prova foi disputada por Cadetes, Infantis e Juvenis, os escalões mais jovens da Federação Portuguesa de Natação, e foi vencida pelo Clube de Natação de Torres Novas que conquistou 10.263 pontos. Em segundo lugar ficou a Associação Vinte Quilómetros de Almeirim com 10.100 pontos e o pódio colectivo foi fechado pelo CLAC que obteve 6.745 pontos.

Mariana Domingos, nadadora Juvenil conquistou a medalha de prata na prova de 100 Livres e foi terceira na prova de 100 Bruços.

Em Infantis, Filipa Fitas saiu vencedora nas provas de 100 Livres e 100 Costas, tendo ainda conquistado a medalha de bronze na prova de 100 Mariposa. No mesmo escalão, Carolina Pisco conquistou duas medalhas de bronze nas provas de 100 Bruços e de 100 Costas. No género masculino deste escalão, Diogo Martins conquistou a medalha de prata nas provas de 100 Mariposa e a medalha de bronze na prova de 100 Costas. João Marques fecha a lista de medalhados no escalão de Infantis com a conquista da medalha de ouro da prova de 100 Bruços e da medalha de bronze da prova de 100 Livres.

A estafeta constituída pelos nadadores Bernardo Aguiar, Diogo Martins, Filipa Fitas e Mariana Domingos conquistou o 2º lugar na prova de 4 x 50 Estilos.

Os vinte nadadores do escalão de Cadetes da Secção de Natação da Associação Vinte Quilómetros de Almeirim que nadaram neste torneio tiveram um excelente desempenho, conquistando um total de 9 lugares de pódio.

Beatriz Bento venceu todas as provas em que participou (50 Livres e 50 Mariposa) e a sua colega de equipa, Gabriela Duarte, alcançou o mesmo feito mas desta feita nas provas de 50 Costas e 50 Bruços. Ainda no género feminino de Cadetes é de destacar o 3º Lugar obtido pela Leonor Jourdan na prova de 50 Bruços.

No género masculino do escalão de Cadetes destacou-se o Gustavo do Canto com dois segundos lugares (50 Mariposa e 50 Costas) e o Martim Pousadas com um 2º Lugar nos 50 Livres e um 3º Lugar nos 50 Bruços.

A estafeta constituída pelos nadadores Beatriz Bento, David Martins, Gustavo do Canto e Martim Pousadas conquistou o 2º lugar na prova de 4 x 50 Livres.



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:02
link do post | comentar | favorito

Arqueólogos resgatam uma parte da história de Abrantes no Castelo da cidade

Estão a decorrer trabalhos arqueológicos no Castelo de Abrantes, no âmbito da terceira campanha de escavações aprovada em 2013 pela Direção-Geral do Património Cultural.

Os trabalhos estão a ser desenvolvidos pelas equipas de arqueologia e património da Câmara e do projeto do Museu Ibérico de Arqueologia e Arte (MIAA). É objetivo das escavações obter mais informações sobre a ocupação proto-histórica (em 2013, foram identificados vestígios de um povoado amuralhado), romana (com provável presença de um templo na área da Igreja de Santa Maria do Castelo) e islâmica (foram identificados vestígios de uma torre em adobe, em 2014), bem como conhecer as campanhas de obras de fortificação da Idade Moderna.

A equipa de arqueólogos, que conta com a colaboração de jovens voluntários abrantinos, conta com os apoios do Centro de Geociências da Universidade de Coimbra, do Centro de Pré-História do Instituto Politécnico de Tomar, do Instituto Terra e Memória de Mação, do Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo e do Laboratório Hercules da Universidade de Évora, no âmbito das ciências físico-químicas aplicadas à arqueologia.



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:01
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 6 de Julho de 2015
ALMEIRIM: Nadadores Almeirinenses conquistam 26 medalhas no Campeonato Distrital de Infantis

unnamed.jpg

Os Campeonatos Distritais de Verão de Natação da categoria de Infantis realizaram-se na piscina olímpica de Rio Maior nos dias 4 e 5 de Julho, tendo-se disputado também em paralelo uma Jornada de Apuramento para as categorias de Juvenis e Absolutos. Esta prova foi disputada por 120 nadadores que representaram 16 Clubes, sendo 12 deles do Distrito de Santarém.

A Associação Vinte Quilómetros de Almeirim fez-se representar por 15 nadadores (7 Infantis, 5 Juvenis e 3 Juniores) e todos os seus nadadores Infantis conquistaram medalhas: 3 de Ouro, 10 de Prata e 13 de Bronze, o que totalizou 26 Medalhas.

Em Infantis A, Diogo Martins conquistou 7 medalhas, tendo-se sagrado Campeão Distrital no 1500 Livres e Vice-Campeão Distrital nas provas de 200 Mariposa e 200 Estilos. O pecúlio de medalhas deste nadador foi completado com quatro Medalhas de Bronze nas provas de 400 Estilos, 400 Livres, 200 Livres e 100 Mariposa. Ainda no género masculino deste escalão, João Marques conquistou o título de Campeão Distrital na prova de 100 Bruços e sagrou-se Vice-Campeão Distrital nas provas de 1500 Livres, 200 Costas e 100 Livres, tendo ainda conquistado a Medalha de Bronze dos 100 Costas. Afonso do Canto fecha a lista de medalhados no género masculino do escalão de Infantis A com a conquista da Medalha de Bronze da prova de 200 Costas.

No género feminino de Infantis A, Filipa Fitas sagrou-se Campeão Distrital nos 100 Livres e conquistou 3 títulos de Vice-Campeã Distrital (800 Livres, 200 Mariposa e 100 Mariposa) tendo ainda conquistado 2 Medalhas de Bronze (400 Estilos e 400 Livres). A sua colega de equipa e de escalão, Carolina Pisco, conquistou a Medalha de Bronze nas provas de 100 Livres e 100 Costas.

Ana Patrícia Oliveira, nadadora Infantil B, sagrou-se Vice-Campeã Distrital nos 200 Bruços e nos 200 Mariposa tendo ainda conquistado a Medalha de Bronze das provas de 100 Bruços e 100 Mariposa.

A estafeta constituída pelas nadadoras Ana Patrícia Oliveira, Carolina Pisco, Filipa Fitas e Maria Inês Paveia conquistou, na categoria de Infantis, a Medalha de Bronze na prova de 4 x 100 Estilos.

Fruto do seu empenho e do trabalho da sua Treinadora Filipa Jourdan, os nadadores Ana Patrícia Oliveira, Diogo Martins, Filipa Fitas e João Marques apuraram-se para disputar o Campeonato Nacional de Infantis que se vai disputar na Piscina do Jamor no fim-de-semana de 17 a 19 de Julho.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:41
link do post | comentar | favorito

Festa dos Tabuleiros – 4º dia

João Mota encena "A afilhada de Santo António"

 

tab11.jpg

A Festa dos Tabuleiros prossegue, em Tomar, depois de um fim-de-semana em que as crianças foram os protagonistas.
Ao quarto dia, amanhã, terça-feira, trabalha-se com afinco nas ruas para que tudo esteja pronto para a abertura das ornamentações, a 9 de julho, enquanto as raparigas continuam a calcorrear as calçadas treinando o porte do tabuleiro para o próximo domingo.
A cada recanto da cidade há exposições para ver, umas dentro de salas, outras transformando o próprio espaço público num museu ao ar livre.
Esta é noite de simbiose entre artes. No esplêndido cenário do Convento de Cristo, às 22 horas, o Coro Misto Canto Firme apresenta o drama com música "A afilhada de Santo António", com texto de António Torrado e música de António Sousa, numa versão cénica de João Mota encenada pelo próprio. Mais uma iniciativa do Festival de Música Polifónica. 
E com o mesmo espírito de partilha, continua a animação para todos os gostos: o arraial abre às 20 horas, como é habitual, e os jardins recebem música rock no Mouchão, a partir das 21h30, com Lodo, The Real Beavers e Denis. Depois das 23 horas, a música continua no Coreto da Várzea Pequena com a Banda os Kálices e Akunamatata.
Para as memórias desta edição da Festa dos Tabuleiros ficam já os registos deste fim-de-semana inaugural. A cidade cheia e as crianças com os seus tabuleiros, perfeitamente compenetradas do seu papel e sabedoras da importância da sua participação em tão emblemática Festa.
E o espírito de partilha foi mesmo a expressão mais ouvida durante estes primeiros dias: a partilha de saberes entre as gerações, a partilha de meios e de competências entre todas as entidades do concelho para realizar, com a qualidade que já todos lhe reconhecem, uma Festa que vai muito para além daquilo que se vê.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:46
link do post | comentar | favorito

Sessão Pública em Benavente

1.jpg

Realizou-se no passado Sábado, 04 de Julho, uma Sessão Pública sobre as propostas da CDU na Vila das Areias, em Benavente.

Esta iniciativa, na qual participou António Filipe, deputado do PCP na Assembleia da República e onde marcaram presença mais de 40 pessoas confirmou o crescente apoio popular que a CDU está a receber. A destruição dos serviços públicos, particularmente na área da segurança social, saúde e da justiça foram das principais preocupações levantadas pelos presentes.

Ali ficou bem vincada a necessidade de derrota da política de direita levada a cabo pelo actual governo do PSD/CDS-PP, com o apoio do PS e do Presidente da República e a importância de dar mais força à CDU como unica forma de continuar a resistir, criando condições para a construção da alternativa política, patriótica e de esquerda.

2.jpg

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:12
link do post | comentar | favorito

CARTAXO: CÂMARA MUNICIPAL PROMOVE CONTRATOS EMPREGO INSERÇÃO

CAMARACARTAXO.jpg

  • Programa permite aliar o apoio à inclusão social ao reforço do rendimento dos munícipes em situação de desemprego.
  • Interessados têm ainda vagas disponíveis.

A Câmara Municipal do Cartaxo é entidade promotora de Contrato Emprego Inserção (CEI) e Contrato Emprego Inserção + (CEI+), programas destinados a inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional como beneficiários de subsídio de desemprego, de subsídio social de desemprego, de rendimento social de inserção e outros desempregados inscritos, não beneficiários de prestações sociais.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, reconhece que a autarquia tem necessidade de reforçar a sua área operacional, “temos falta de recursos humanos em áreas cruciais como a limpeza urbana, a manutenção dos espaços verdes ou a recolha de resíduos, que não podemos contratar”, afirmando que a adesão ao programa “permite-nos contar com o contributo das pessoas para resolver situações muito concretas, enquanto a autarquia contribui reforçando um pouco o seu rendimento mensal e promovendo a sua inclusão social”.

 

Responder a necessidades sociais e promover a inclusão social

A autarquia aderiu aos programas inserção emprego, enquanto entidade promotora, com o objetivo de aliar a necessidade de reforçar recursos em algumas áreas operacionais, com o reconhecimento de que os objetivos do programa serão úteis aos munícipes que se encontram em situação de desemprego – permite-lhes manter contacto com o mercado de trabalho, preservando e melhorando competências socioprofissionais, e com outros trabalhadores, evitando o risco de isolamento e marginalização, para além de proporcionar um aumento de rendimento.

 

Os interessados a participar nestes programas podem dirigir-se à área de Recursos Humanos do município, que lhes facultará toda a informação sobre as vagas ainda existentes, em áreas como a gestão e manutenção de espaços verdes ou a limpeza urbana e resíduos sólidos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:09
link do post | comentar | favorito

Domingo, 5 de Julho de 2015
A Festa não pára e o fado também lá tem lugar

Depois do primeiro domingo com o Cortejo dos Rapazes, um dos pontos altos da Festa dos Tabuleiros, em que as cerca de 1700 crianças participantes cumpriram com grande brilho a sua função, continuam a não faltar motivos para visitar Tomar.
Amanhã, segunda-feira, dia 6, há muitas exposições para ver:
Fotografias antigas na Levada com a mostra "Correia - Apelido de Fotógrafos Amadores de Thomar"; aguarelas de José Inácio Costa Rosa sobre as "Janelas de Tomar" na Casa Vieira Guimarães; pintura de Maria de Lurdes de Mello e Castro na Casa dos Cubos com "Figura e Retrato"; e ainda o "Banco Tomar by TemaHome" na Casa Manuel Guimarães.
Ao final do dia, após um passeio pelas ruas observando os preparativos para as ornamentações e as raparigas que treinam na rua, espontaneamente, o transporte dos tabuleiros, haverá animação na Várzea Pequena e na zona desportiva com o Arraial, a partir das 20 horas.
A noite traz mais boas propostas musicais. Uma delas é a Noite de Fados, no Mouchão, com Ana Laíns e os seus convidados Dora Maria e João Chora. A partir das 21 horas.
Para quem prefira outro género, à mesma hora há concerto com "The Bells Wood Ensemble", no Cine-Teatro, integrado no Festival de Música Polifónica da Canto Firme.
E ainda, a partir das 23 horas, as Noites do Coreto, no Jardim da Várzea Pequena, com a Banda K'Preta e a Banda Rock Avenue.



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:13
link do post | comentar | favorito

CONTO DA SEMANA: "O som do mar"

CATARINABETES.png

 Por: Catarina Betes

 

Entro mais uma vez neste hospital e depressa me chega este cheiro que já não suporto. Logo eu que nunca suportei hospitais. Desde há nove meses que caminho para cá. Nove longos meses, os mesmos que carregaste a nossa Maria no ventre.

Nove meses com interrupções em que voltas para casa e quase nos esquecemos deste cheiro, da doença. Acordo-te de manhã com um beijo, levo a Maria à escola e à tarde quando chego, tenho-te em casa à minha espera. Que mais pode um homem querer?

Mas tudo é breve. Voltam as febres, as crises e imediatamente, te trago para cá.

Sorrio-te e aperto-te a mão com força, como quando namorávamos. Digo-te que tem de ser assim, mas que tudo vai passar, só é preciso ter paciência.

Duas horas depois entro no carro, depois de te ter instalado naquele quarto que já é mais teu que o nosso, agarro o volante com uma força que eu próprio desconheço e choro durante todo o caminho para o trabalho. Choro de raiva por não ser mais forte, choro de ódio por esta vida que te quer roubar de mim, choro com pena de mim próprio, que não sou ninguém sem ti.

Mas depois, inexplicavelmente, surge na minha mente o teu sorriso e regresso ao passado. Vejo-te correr atrás de mim enquanto eu fujo, como tantas vezes fizemos nos fins de tarde, na praia, em que já todos se tinham ido embora e nós ficávamos, gozando a sós, a beleza da chama de mais um dia que se apaga.

E então tiro um lenço, limpo o rosto, respiro fundo e mais uma vez foi a tua força que me salvou. Continuas a ser tu, mesmo na doença, que cuidas de mim e me dás força para continuar.

E assim, quando às cincos horas vou buscar a Maria à escola e seguimos para o hospital para te ver, esqueço que não gosto de hospitais, que os hospitais cheiram mal, que sofro por esta maldita doença, que me mata também a mim.

Sinto-me feliz por te encontrar já sentada à nossa espera e entrego-te as rosas vermelhas que sempre que posso te trago, porque o vermelho é vida, é fogo e eu que te conheço melhor que a mim próprio, sei a vida que ainda tens dentro de ti.

Beijo-te, enquanto a Maria se senta no teu colo quente e acolhedor e enquanto ponho as rosas na água, olho para as duas felizes na conversa, como num fim de tarde normal e afasto a cortina da pequena janela que me mostra mais um entardecer, mais um dia que se finda.

E então esqueço tudo. O cansaço desta luta diária, a doença, o medo.

Voltamos a ser só nós os três e ao longe, oiço o som do teu riso e sorrio, porque me parece ouvir o mar.

 in “O amor é breve”



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:05
link do post | comentar | favorito

Cultura Avieira – Mulheres Avieiras porta-vozes da memória de um povo

Cerzindo as duas histórias (conclusão)

Sem Título.png

 Foto de Victor Lopes. Alpiarça

Relações familiares: A família Avieira era construída sempre a partir do casal de pescadores (a faina assenta sempre numa dupla) sendo que o homem estava ligado ao fabrico, manutenção e reparação do barco e alfaias de pesca e à labuta da faina e a mulher, para além de tudo isto, estava ainda incumbida das tarefas de transporte e comercialização do pescado, refeições e arranjo da habitação e cuidados com os filhos.

As famílias Avieiras estão maioritariamente assentes na dupla homem/mulher, pescadores por conta própria que foram evoluindo para trabalhadores agrícolas e alguns atingindo mesmo a categoria de seareiros.

Esta relação de cumplicidade não punha em causa a tradicional supremacia masculina. A mulher Avieira era a camarada de trabalho, obediente, a quem os maus tratos infligidos pelo homem eram, naquela altura, um natural lugar-comum. Como diz Redol (2011) “no meu barco, quando canta o galo não se ouve a galinha…esta é a lei da gente !!!”.

Os casamentos avieiros eram feitos unicamente entre os jovens da mesma aldeia ou de aldeias Avieiras vizinhas, o que durou até à década de cinquenta do século XX e eram maioritariamente religiosos.

Segundo a tradição os contactos íntimos entre casais não eram tolerados pela comunidade antes do casamento, mas as histórias narradas pelas porta-vozes da memória Avieira dão conta de que a gravidez era muitas vezes companheira de boda.

Apesar do desmembramento das famílias Avieiras pelas várias aldeias da Borda-d’Água tagana, os contactos entre elas faziam-se com regularidade, nomeadamente casamentos ou funerais mantendo-se assim os vínculos familiares entre os membros das comunidades Avieiras do Tejo.

Práticas religiosas: Enquanto práticas culturais ancestrais, as festas e as romarias são uma forma dos pescadores expressarem aos santos da sua devoção a profunda fé, numa invocação de bênção e graças para momentos críticos, em especial perante a ira dos elementos naturais que lhes trazem profunda inquietação, angústia e dor. Nas festas e romarias a dicotomia religioso-profano cumpre a tradição e garante convívio e diversão.

Com o nomadismo e a natural coexistência com as populações autóctones a religião tradicional da Praia da Vieira sofreu mudanças estruturais nas suas práticas religiosas. Os pescadores são indivíduos com fortes convicções religiosas, mas as migrações para a margem do Tejo, levaram a que alguns aspetos fossem sendo paulatinamente reduzidos ou até abandonados

Durante as entrevistas realizadas depreende-se a intensa desagregação das componentes religiosas tradicionais e um afastamento dos cerimoniais institucionais religiosos.

Como diz Gertrudes:

LV: Iam à missa aos domingos?

G: A gente nunca ia à missa! Agora é que vou. Agora todos os domingos vou à missa.

LV: Vocês não iam à missa porque não tinham tempo?

G: Tínhamos tempo, mas os mês pais também não mandaram a gente nim nada…

Ou agora Maria:

LV: Nessa altura não frequentavam muito a igreja?

M: Nã, nã frequentávamos. Nunca íamos lá, mas chigaram a ir lá fazer missas campais…

Terapêuticas populares: Desde tempos imemoriais que as práticas populares de cura se constituíram como uma alternativa médica dentro das comunidades piscatórias e rurais, quer pela inacessibilidade aos medicamentos quer pelos elevados preços estipulados pelos farmacêuticos. Quem exercia esta prática afirmava-se no imaginário popular e fortalecia o conhecimento tradicional propagado pelos antepassados.

O exercício da cura popular dentro das comunidades Avieiras foi desde sempre uma prática comum que ainda se mantém na atualidade.

As pessoas procuram as mulheres Avieiras idosas para os mais diferentes problemas do seu quotidiano, como os relacionados com a saúde, o desaparecimento de objetos, “tirar o quebranto”, etc.

Como diz Maria:

O que a gente chamava antigamente cóbrão, agora é a zona…e diz-se aquelas palavras:

Eu te corto cóbrão

Cabeça, rabo e coração

Se é de cobra ou de cóbrão

Se é de sapo ou de sapão

Se é de aranhiço ou de aranhão

Continuando:

LV: Como é quando as crianças apanham a Lua?

M: Volta-se a criança para a Lua, e depois diz-se:

Lua ou luar segue o teu andar

Deixa a criança

Que eu quero criar

Se tu és mãe eu sou ama

Cria-a tu que eu dou-lhe mama.

 

Estes rituais são testemunhos públicos das crenças da comunidade Avieira, que ao praticá-los não só reforça a sua unidade mas também os sentimentos de pertença dos seus membros.

É em torno destas crenças e ritos que se estrutura a comunidade Avieira, acabando por diferenciá-la em termos culturais e sociais das comunidades autótoctenes.

Por: Lurdes Véstia

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

TEMAS DE SAÚDE: Maus tratos

ANTONIETA.jpg

 Por: Antonieta Dias (*)

 

Vivemos numa sociedade com muita violência que perturba o nosso bem-estar físico, psicológico, familiar e social.

Inverter este ciclo parecia ser mais fácil, porém as estatísticas indiciam e demonstram que a tendência é para que estas situações perdurem e aumentem nos vários setores e faixas etarias, designadamente nas crianças, nos jovens, nos conjugues e nos idosos.

A violência é um tratamento físico e/ou emocional, não acidental e inadequado, resultante de disfunções nas relações entre a vítima e o agressor no contexto de uma relação de confiança, poder e dependência.

A vítima fica privada dos seus direitos e liberdades, afetando de forma concreta ou potencial a sua saúde, bem-estar, dignidade e desenvolvimento (físico, psicológico e social).

A heterogeneidade e as características pessoais de cada um implicam uma orientação médica individualizada das pessoas, quer seja aplicada ao perfil do agressor ou da vitima, prevendo algumas vezes internamento psiquiátrico para o infrator e muitas vezes o internamento hospitalar ou institucional para a pessoa a quem foi infligido o mau trato.

Ao médico compete manter a sua integridade profissional tanto quanto possível sem quebrar o sigilo profissional e a confiança da relação médico doente, demonstrando sempre respeito pela autonomia da vítima e alertando o agressor para os riscos e as consequências resultantes do seu comportamento desviante.

O discurso do médico sobre a decisão terapêutica deve ser claro, objetivo, linear, de forma a permitir que a pessoa decida livremente e de forma esclarecida deixando os critérios fortemente orientados de acordo com as características interpessoais e intrapsíquicas de cada um.

Um clima de confiança mutua, empatia, segurança e de elucidação dos fatos irá contribuir para minimizar a complexidade das questões e preocupações múltiplas, relacionadas com estes eventos.

Sendo incompreensível numa sociedade com valores morais e de ética relacional, a existência de compaixão perante fatos tão graves e com processos tão aberrantes fiquem impunes ou simplesmente esquecidos, obriga a que a revisitação vivencial de aspetos marcantes, passe a ser uma prioridade existencial na proteção as vítimas e na aplicação de penas aos agressores.    

A Constituição da República Portuguesa, e o Código Penal prevê proteção nas seguintes situações:

 No seu art.º 13-igualdade de direitos e deveres de homens e mulheres; no art.º 20 – direito à proteção jurídica e ao acesso aos tribunais para defesa dos direitos; art.º 25-direito à integridade física e moral; art.º 36-igualdade no casamento; art.º 152C.P.-Maus tratos e infração de regras de segurança:

1-Quem, tendo a seu cuidado, à sua guarda, sob responsabilidade da sua direção ou educação pessoa menor ou particularmente indefesa, em razão da idade, deficiência, doença ou gravidez:

  1. Lhe infligir maus tratos físicos ou psíquicos ou a tratar cruelmente;
  2.   (…)
  3. a sobrecarregar com trabalhos excessivos
  4. é punido com pena de prisão de um a cinco anos, se o fato não for punível pelo artº 144º;

art.º 152 C.P.-Maus tratos e infração de regras de segurança:

2-A mesma pena é aplicável a quem infligir ao conjugue, ou a quem com ele conviver em condições análogas  às dos conjugues, maus tratos físicos ou psíquicos

5-Se dos fatos previstos nos n.º anteriores resultar: ofensa à integridade física grave, o agente é punido com pena de prisão de 2 a 8 anos. A morte, o agente é punida com pena de prisão de 3 a 10 anos;

6-(…) ao arguido pode ser aplicada a pena acessória de proibição de contato com a vítima, incluindo a de afastamento da residência desta, pelo período máximo de dois anos.

Art.º 200 do C.P. – Proibição de permanência, de ausência e de contatos:

Se houver fortes indícios de prática de crime doloso punível com pena de prisão de máximo superior a três anos, o juiz pode impor ao arguido, cumulativa ou separadamente as obrigações de:

  1. Não permanecer, ou não permanecer sem autorização, na área de uma determinada povoação, freguesia ou concelho ou na residência onde o crime tenha sido cometido ou onde habitem os ofendidos seus familiares ou outras pessoas sobre as quais possam ser cometidos novos crimes.

Lei 61/91 de 1378

Garante proteção às mulheres vítimas de violência;

Lei 93/99 de 14/7

Medidas para proteção de testemunhas

Lei 107/99 de 3/8

Rede pública de casas de apoio a mulheres vítimas de violência

Lei 147/ 99 de 1/9

Proteção de crianças e jovens em perigo/violência de menores

Lei n.º 147/99 de 1/9 Lei de proteção de crianças e jovens em perigo:

Para efeitos da presente lei, considera-se criança ou jovem a pessoa com menos de 18 anos, ou a pessoa com menos de 21 anos que solicite a continuação da intervenção iniciada antes de atingir os 18 anos.

Considera-se que a criança ou jovem está em perigo, designadamente, se encontra numa destas situações:

  1. Está abandonada ou entregue a si própria
  2. Sofre de maus tratos físicos ou psíquicos ou é vítima de abusos sexuais
  3. Não recebe os cuidados ou a afeição adequados à sua idade e situação pessoal
  4. E obrigada a atividades ou trabalhos excessivos ou inadequados à sua idade, dignidade e situação pessoal ou prejudiciais à sua formação ou desenvolvimento
  5. Esta sujeita a comportamentos que afetam gravemente a sua segurança ou o seu equilíbrio emocional
  6. Assume comportamentos ou se entrega a consumos que afetam gravemente a sua saúde, segurança, formação, educação ou desenvolvimento sem que os pais, o representante legal ou quem tenha a guarda de fato se lhes oponham de modo adequado a remover essa situação.

Em suma, sendo as vítimas particularmente vulneráveis e os agressores uma ameaça real há que implementar medidas severas destinadas a proteger as pessoas vítimas de maus tratos (físicos, emocionais, comportamentais de negligencia ou de omissão).

As características do contexto familiar (família monoparental, reconstituída ou com filhos de outras relações, famílias desestruturadas, com relação disfuncional do casal, com crises de vida famíliar, com mudanças frequentes de residência ou famílias com problemas socioeconómicos e habitacionais precários); do contexto social e cultural (aceitação social da desigualdade, força física e estatuto social superiores, falência da legislação e dos mecanismos para a fazer cumprir, vulnerabilidade das mulheres, menores e idosos, falta de preparação específica de certos grupos profissionais, influência de valores sociais existentes, violência como método socialmente aceite para resolver problemas ou para estabelecimento de identidade) devem ser sinalizadas como potenciais pilares para a vitimização.

Agressores com tipologia caracterizada pelo alcoolismo, toxidependencia, perturbação da saúde física e mental, com antessentes de comportamento desviante, personalidade imatura e impulsiva, baixo autocontrolo e autoestima, reduzida tolerância às frustrações, grande vulnerabilidade ao stress, com antecedentes de terem sofrido maus tratos, com atitude intolerante, indiferente ou excessivamente ansiosa face às responsabilidades familiares, com incapacidade para admitirem que a vitima foi ou possa ter sido mal tratada e incapacidade para lhe oferecer proteção no futuro, com baixo nível económico e cultural, desempregados, com excesso de vida pessoal ou profissional que dificulta o estabelecimento de relações positivas, devem ficar em vigilância permanente.     

Uma política de defesa partilhada entre os vários setores (família, serviços de saúde, intervenção comunitária, estratégia social, sistema legal e judicial, estruturas políticas, irá permitir a criação de um núcleo duro dentro de todas estas estruturas, cujo projeto de intervenção terá de ser necessariamente comum.

Se este projeto for implementado renascerá o apego ao conceito de soberania e defesa humanitária, cuja evolução chamará a atenção para a necessidade social de promover a Defesa integral dos cidadãos.

(*) Doutorada em medicina



publicado por Noticias do Ribatejo às 00:38
link do post | comentar | favorito

Sábado, 4 de Julho de 2015
Médico Abrantino apresenta livro de Medecina Narrativa

O médico abrantino José Falcão Tavares apresenta dia 9 de Julho, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal António Botto, a obra “Medicina Narrativa - Alice no País dos Provérbios”.

A apresentação vai estar a cargo do escritor abrantino José Manuel Heleno.

Partindo da evidência de que cada doente tem uma história para contar, este é o primeiro livro escrito por um médico português na área da Medicina Narrativa.

José Falcão Tavares é médico de família em Abrantes, onde nasceu em 15 de julho de 1953. Foi pioneiro da carreira de Clínica Geral, onde entrou em maio de 1982, mantendo-se em funções desde essa data até ao presente. Teve oportunidade de apoiar na sua formação estudantes de Medicina, internos do Ano Comum e internos de Medicina Geral e Familiar. Foi cofundador da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar em 1983, do Grupo de Estudos da Família em 1998, e também da Associação de Grupos Balint em 1992. Foi também fundador do jornal “Médico de família” em 1988 – que teve a sua origem em Abrantes no efémero Clube de Clínica Geral (1986-87) – e foi seu diretor até 1994.

Frequentou em 2014 o 2º Curso Livre de Medicina Narrativa na Faculdade de Letras em Lisboa, organizado pelo projeto Medicina & Narrativa. Criou no facebook a página de Medicina Narrativa em 2013. Tem um bule de chá para guardar histórias dos pacientes e gosta de receber internos. Acredita que esta obra, ALICE NO PAÍS DOS PROVÉRBIOS, dá coerência ao seu percurso como médico escritor, iluminando o sentido e alcance das obras anteriores que produziu.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:34
link do post | comentar | favorito

ETAR DE ALMEIRIM /ALPIARÇA PODE SER REPLICADA NOS MUNICÍPIOS DE MOÇAMBIQUE

unnamed.jpg

A ETAR DE ALMEIRIM/ALPIARÇA é uma solução “eficiente, económica e amiga do ambiente” no processo de tratamento de esgotos e pode ser replicada em Moçambique.

A convicção é dos representantes dos Municípios de Maputo e Matola, com uma população na ordem dos 2,3 milhões de pessoas, que esta tarde visitaram o complexo instalado junto ao Paul da Gouxa. A ETAR DE ALMEIRIM/ALPIARÇA , que integra um sistema cuja requalificação custou 4 ME,  serve os municípios de Alpiarça de Almeirim.  Os autarcas africanos elogiaram a opção por um equipamento para servir dois concelhos com economias de escala e de valor. A ideia é aplicar a intermunicipalidade em Maputo e Matola. “Temos uma área muito grande, bem localizada que pode servir para uma ETAR de grande dimensão como esta, aproveitando a ajuda da natureza para tratar os esgotos”, concluíram. Os Municípios de Moçambique conta com o apoio do Fundo Mundial das Nações e da Organização Mundial de Saúde que considera urgente o tratamento eficiente e seguro das águas residuais.

O Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, Mario Pereira e o vereador Joaquim Sampaio  do Município de Almeirim fizeram as honras da casa. Ambos consideraram uma boa opção a de construir um equipamento para dois municípios e partilharam a mais valia que a ETAR tem sido para a melhoria do ambiente. Os autarcas mostraram disponibilidade para cooperar com os municípios africanos. Enquanto a visita decorreu, os visitantes foram contempladas com voos de dezenas de aves que nesta altura nidificam nas margens das lagoas. “É um bom sinal, haver tanta vida neste local. Com as aves a manifestarem conforto”, referiu um dos vereadores moçambicano.

A ETAR DE ALMEIRIM/ALPIARÇA tem um sistema de tratamento de biomassa suspensa em lagoas de grande dimensão. Há duas lagoas anaeróbias e duas facultativas, seguidas de uma lagoa de maturação. Após a maturação, a água residual entra num tamizador para afinação dos sólidos em suspensão, sendo a desinfeção final feita por sistema ultra-violeta.

O aproveitamento das condições naturais permite uma elevada poupança de energia em comparação com outros sistemas de tratamento.

O Projeto da ETAR foi da autoria da Engidro, empresa que está a apoiar tecnicamente os municípios moçambicanos na procura de soluções para o saneamento. Na visita participou ainda o representante da Aquapor, a empresa que opera no setor do abastecimento de água e saneamento em Moçambique.

Os autarcas  moçambicanos elegem o saneamento como a próxima prioridade, dado que Maputo tem apenas uma ETAR que não assegura o tratamento das águas residuais com  eficiência e deixa a descoberto uma enorme zona do Município com cerca de 1,5 milhões de pessoas. Em Matola, com 800 mil residentes,  ainda não existe uma única ETAR.  Moçambique conta com o apoio do Fundo Mundial para o Ambiente

unnamed (1).jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:32
link do post | comentar | favorito

Festa dos Tabuleiros – 2º dia - O futuro da Festa no Cortejo dos Rapazes

O futuro da Festa no Cortejo dos Rapazes

 
O domingo, dia 5 de julho, é um dos mais importantes da Festa dos Tabuleiros, uma vez que recebe o Cortejo dos Rapazes, uma versão do Cortejo Principal em ponto pequeno, mas em que tudo é feito com o mesmo rigor, a começar pela determinação das cerca de 1700 crianças participantes.
Recuperado em 1991, após um século sem se realizar, este cortejo conta desde então com a participação de todas as crianças dos jardins-de-infância e escolas de 1º ciclo do concelho que nele queiram participar. Tudo é feito como se se tratasse do Cortejo dos Tabuleiros dos adultos. As crianças levam os trajes de tradição: as meninas vestidas de branco com uma fita de cor à cintura e a tiracolo, transportando o tabuleiro que terá a sua altura, enquanto os rapazes trajam calça preta, cinta preta, barrete preto no ombro, camisa branca e gravata habitualmente da cor da fita da menina.
O percurso, que começa às 10 horas da manhã, é, naturalmente, mais pequeno. Tem o seu início na Mata Nacional dos Sete Montes, desce a Av. Cândido Madureira até à Praceta Alves Redol (rotunda), prosseguindo pela Rua Everard (Levada) e subindo a Corredoura até à Praça da República. Aí haverá uma pausa para retemperar forças e para a bênção dos tabuleiros, que depois regressam pela Rua Infantaria 15 e pela Av. Cândido Madureira até à Mata.
Destaque ainda neste dia para a inauguração, às 16 horas, da exposição "Correia - Apelido de Fotógrafos Amadores de Thomar". Patente no espaço da Levada, mostra imagens da Festa e outros pormenores da cidade e do concelho dos finais do século XIX até meados do século XX.
Também na Levada continua neste dia a Mostra de Sabores de Tomar (das 16 às 23 horas), enquanto a animação se faz com o Arraial (a partir das 20 horas); Noites do Mouchão, às 21 horas no Mouchão Parque, com Quinteto de Jazz e Salt Peanut; e Noites do Coreto, às 22, no Jardim da Várzea Pequena, com Banda T.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:32
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 3 de Julho de 2015
Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

TorreCabaças.jpg

sexta-feira

Esta sexta-feira, dia 3 de julho, das 15h00 às 20h00, há Recolha de Sangue, organizada pelo Grupo de Dadores Sangue de Pernes, no Hospital Distrital de Santarém, numa Unidade Móvel, junto à entrada.

 

Esta tarde tem início a XX Feira do Arroz Doce, XI Mostra de Licores Caseiros e a V Mostra do Bolo do Noivo (Ferradura), organizada pelo Centro de Bem Estar Social de Vale de Figueira com o Seminário «Olhares sobre a Imigração: Oportunidades e Desafios».

Após a intervenção da Deputada ao Parlamento Europeu, Ana Gomes, que vai abordar o tema “Imigração na EU: desafios da integração”, e de Pedro Calado, Alto-comissário para as Migrações falar sobre “Imigração em Portugal: um retrato, o Seminário prossegue, às 17h00, Susana Pita Soares, Vereadora com o pelouro da Ação Social da Câmara de Santarém, apresenta o tema “Impactos locais da imigração.

A partir das 18h00, são ouvidos testemunhos e exemplos de “Ser imigrante em Portugal: oportunidades e desafios”. Este Seminário é realizado em parceria com o CALSS - Conselho Local de Ação Social do Concelho de Santarém e o Centro Europe Direct de Santarém.

A XX Feira do Arroz Doce, XI Mostra de Licores Caseiros e a V Mostra do Bolo do Noivo (Ferradura) prossegue no dia 10 de julho com a mostra de fotografias “As cores da Lezíria”, da autoria de Ramiro Matos e José Freitas. No mesmo dia decorre o X Concurso do Arroz Doce inter-IPSS do Concelho, seguido de um desfile de Trajes de Papel.

 

As Festas da Romeira prosseguem hoje e contam com a atuação do grupo PEPUBLIKA e DJ Nana.

 

Às 21h30, o Festival Ao Largo - Ópera e teatro musical para todos, é transmitido em direto, no Largo Visconde Serra do Pilar, inserido na programação do Verão In Santarém.

Este primeiro concerto coral sinfónico - “Broadway e o Novo Mundo“, conta com a participação da solista portuguesa Sofia Escobar, que venceu o galardão de Melhor Atriz de Teatro Musical em Inglaterra, em 2009, direção musical da maestrina Joana Carneiro e peças de Andrew Lloyd Webber, Leonard Bernstein, John Williams, Aaron Copland e Ennio Morricone, da Orquestra Sinfónica Portuguesa e do Coro do Teatro Nacional de São Carlos.

 

Às 19h00 têm início as Festas de Verão do Centro Cultural e Recreativo das Fontaínhas e Grainho, com abertura da Festa e da quermesse. Após os jantares, que são servidos a partir das 20h00, a música está a cargo Orquestra de Cavaquinhos de Almeirim, a partir das 21h30.

 

Às 21h00, 22h00 e 23h00, tem lugar o 6º Torneio de Futebol 7, no Campo do Livramento, organizado pelo Atlético Clube de Pernes.

Os jogos decorrem até dia 25 de julho e as inscrições podem ser feitas no Athletic Bar ou através dos telemóveis: 913 660 505 ou 913 690 706.

 

sábado:

 

Este sábado, dia 4 de julho, às 10h030, há animação para Crianças, pelo Veto Teatro Oficina, no CCS – Círculo Cultural Scalabitano, na Praça Visconde Serra do Pilar (Largo de Marvila). Esta iniciativa estáinserida na programação do Verão In Santarém.

“O Veto sai à rua para brincar, divertir e espantar. Vamos fazer fantoches e brincar com eles, descobrir as cores nas pinturas faciais, viver contos de imaginação e fantasia, sonhar histórias de encantar.”

Para mais informações, contacte, através de e-mail: circuloscalabitano@gmail.com ou do telefone: 243321150.

 

Às 11h00, há Yoga, a cargo da AMA - Associação Movimento Aberto, no Jardim Portas do Sol, integrado no programa do Verão In Santarém.

“A sociedade contemporânea vive a sofreguidão da velocidade e muitas pessoas acabam por abandonar por completo o ritmo natural da vida. O stress e a ansiedade dominam e a sintonia entre corpo e espírito é sacrificada, o que acarreta inúmeros sintomas como ansiedade, tristeza e sensação de falta de objetivos de vida, etc.

A AMA, Associação Movimento Aberto, oferece uma oportunidade de reencontrar este reequilíbrio em sessões abertas a todos.”

 

Às 11h30 há Hora do Conto, na Livraria Aqui Há Gato.

“Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto...” Esta iniciativa é Inserida na programação do Verão In.Str. Entrada livre.

(Duração) 30’ (Classificação) dos 0 aos 80!

 

Às 12h00 há OFICINAS DE EXPRESSÃO PLÁSTICA - Oficinas de Arte – Castelo Encantado - Vamos construir um castelo de papel!, na Livraria Aqui Há Gato.

Com muita arte e imaginação vamos por as mãos à obra, e sentir que todos nós somos artistas!

(Duração) 60(Classificação) M/4 (Preço) 6€

 

Às 16h00, tem lugar a abertura do XXIII Festival de Folclore do Grupo de Danças e Cantares Ribatejanos, no Jardim da Liberdade.

Há quermesse, serviço de bar, doçaria e artesanato.

A partir das 21h30, atuam os ranchos folclóricos convidados: Rancho Folclórico de Sortelha-Guarda, o Rancho Etnográfico do Cabeço de Montachique –Loures, o Rancho Folclórico Tá-Mar, da Nazaré e o grupo organizador - Grupo de Danças e Cantares Ribatejanos de danças e cantares ribatejanos

Às 23h30 há baile à moda antiga com o grupo "Os Carambolas".

 

Este sábado, prosseguem as Festas de Verão do Centro Cultural e Recreativo das Fontaínhas e Grainho,

 

Às 17h00, a Igreja da Misericórdia acolhe o Concerto Comemorativo do 30º aniversário do Conservatório de Música de Santarém, integrado no programa Verão In Santarém. Entrada livre.

O concerto conta com a presença da Orquestra e Coros do Conservatório que, em conjunto, vão tornar esta tarde inesquecível e especial.

 

As Festas da Romeira prosseguem com Festival de Folclore e atuação da Banda DR Cavalheiro.

 

Às 21h30, a banda de Blues/Rock “Mau Vinho”, sobe ao palco do Teatro Sá da Bandeira, integrado no programa Verão In Santarém.

 

A banda Mau Vinho nasceu em Santarém e é constituída por cinco elementos: José Fonseca (Guitarra/voz), João Corceiro (Guitarra solo), Henrique Salgueiro (Harmónica/teclas), Duarte Lopes (Bateria) e João Drake (Baixo). A banda estreou-se na Tertúlia do Deboche em Santarém a dezembro de 2014 num concerto semiprivado para o público local. A receção do público tem superado todas as expectativas da banda que está a completar um circuito de concertos pelo Ribatejo inteiro.

(Duração) 90’ (Classificação) M/06 (Preço) 2€

 

Às 22h00, a Sociedade Recreativa Filarmónica Pernense - Música Velha acolhe um concerto com a banda “Trio de Ataque”

 

Às 21h00, 22h00 e 23h00, prossegue 6º Torneio de Futebol 7, no Campo do Livramento, organizado pelo Atlético Clube de Pernes.

Os jogos decorrem até dia 25 de julho e as inscrições podem ser feitas no Athletic Bar ou através dos telemóveis: 913 660 505 ou 913 690 706.

 

domingo:

 

Este domingo, dia 5 de julho, prosseguem as Festas de Verão do Centro Cultural e Recreativo das Fontaínhas e Grainho.

O CCRFG - Centro Cultural e Recreativo das Fontainhas e Grainho, organiza um Passeio de clássicos com visita ao museu do campo Fernando Peralta, na Póvoa da Isenta, almoço e atuação do Rancho Bairro de Santarém, com concentração às 10h00, no CCRFG.

 

Às 19h00 tem lugar a atuação da escola de Zumba de S. Vicente. À noite há baile com “Madeira Show e suas bailarinas”. À meia noite decorre o encerramento solene das tasquinhas com a entrega de diplomas de participação às associações. O encerramento conta com fogo de artifício, seguido de um convívio entre as associações presentes.

As Festas da Romeira prosseguem com prova de BTT e Fun2Rock.

 

Em permanência:

 

Até dia 4 de julho, visite a Exposição “60 anos, 60 imagens (1955 | 2015), no Convento de S. Francisco, no âmbito dos 60 anos da fundação do Rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Fontaínhas e Graínho. A exposição pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. O monumento encerra aos feriados. Na eventualidade da existência de eventos, pode estar encerrado ao público.

Esta exposição pretende retratar a vida e evolução do grupo desde 1955 até aos dias de hoje. Mais do que uma exposição de fotografia, é uma compilação de momentos, pessoas, emoções marcantes do grupo de folclore, símbolo incontornável da cultura etnográfica Scalabitana.

 

Até dia 15 de julho, está em Exposição na Sala de Leitura Bernardo Santareno “O Mundo Agrícola em Miniaturas”. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00. Encerra aos sábados nos meses de julho e agosto.

Rui Silva, eletromecânico de profissão, aos 14 anos deixou a sua terra, indo para Alcanena em busca de outro modo de vida. Aos 48 anos, sentiu novamente o apelo da terra, das suas raízes e das tradições que foi vendo perder o significado. Nos seus tempos livres, foi descobrindo o gosto e aptidão pela realização de miniaturas de ferramentas e utensílios que via utilizar na sua infância, utilizando como matéria-prima a madeira, ferro e pedra.

Através das exposições que tem vindo a realizar em diversas localidades, as suas miniaturas têm como objetivo relembrar que o passado não foi esquecido e mostrar aos homens de amanhã que esse passado não está perdido. “Cabe a cada um de nós fazer a sua parte para a sua conservação e preservação.“

 

Até dia 31 de agosto, a Biblioteca Municipal de Santarém tem patente a MOSTRA DOCUMENTAL “Falam documentos de outras eras”, com o Projeto de transformação e alargamento do Campo Sá da Bandeira e Largo das Amoreiras (1948). A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

“Este esboço vai acompanhado de um relatório comprovativo […]. As modificações apresentadas estão em conformidade com o Espírito e Deliberações do Ilustre Concelho Municipal; respeitando o Passado, honrando assim este Presente e em preparo dum melhor Futuro.” [sic].

 

“Vamos Ler… Fernando da Silva Campos”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire. A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

“Natural de Águas Santas, Maia, 23 de Abril de 1924, Fernando Campos é conhecido como um ficcionista, cronista e investigador português, autor de várias obras didáticas e monografias de investigação etimológica e literária. Iniciou já tarde a sua carreira de escritor, pois só aos 62 anos, em 1986, lançou o seu primeiro romance “A Casa do Pó”, um romance histórico cuja ação decorre em finais do século XVI, muito bem aceite pela crítica e que o colocou no grupo dos grandes escritores portugueses.

Filho do pintor Alberto da Silva Campos, Fernando Campos frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde se licenciou em Filologia Clássica. Foi professor do ensino secundário no Liceu Pedro Nunes, em Lisboa.

Das inúmeras obras destaca-se “Prosadores Religiosos do Século XVI (Coimbra, 1950), “A Redacção (Porto, 1968), “O Arinteiro de el-rei ou “A Vida de S. Teotónio”, uma Fonte de Os Lusíadas (Lisboa, 1972), “O Homem da Máquina de Escrever” (1987), “Psiché” (1987), “O Pesadelo de Deus” (1990), “A Esmeralda Perdida” (1995) que lhe valeu o Prémio Eça de Queirós. Muitas das suas obras foram traduzidas para francês, alemão e italiano.”

 

Visite a Exposição “XXI Destaque da coleção de arte contemporânea Manuela de Azevedo, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, segunda a sexta-feira das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

“Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico de Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 1 de julho até ao final de setembro está em destaque trimestral uma obra da autoria de Ofélia Marques: Menina, desenho a tinta-da-china e lápis s/ papel, atribuído ao 2º quartel do séc. XX.”

 

Até dia 31 de agosto, visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (sob marcação através do tel. 912 578 970).

 

A Torre das Cabaças, ou Cabaceiro – como o vulgo a denomina -, é na realidade uma Torre Relógio, género arquitetónico introduzido em Portugal desde os primórdios do século XV.

A designação popular fixou-se nos finais do século XVIII, derivada das sete ou oito cabaças de barro colocadas na estrutura de ferro que suporta o enorme sino de bronze datado de 1604.

As cabaças – identificadas pelo povo como sendo as cabeças ocas dos vereadores municipais, numa tradição anedótica reportada ao tempo de D. Manuel I – servem de ressonância no tanger das horas, espalhando o som em várias direções.

Do conjunto de cabaças primitivas apenas subsistem quatro, vidradas a amarelo e verde. As restantes quatro são mais recentes, sendo três delas vidradas a castanho e colocadas em 1933, por altura do restauro da DGEMN. A sua forma e configuração são distintas. As mais antigas têm o colo praticamente fechado e os buracos de ressonância mais abertos; as do restauro de 1933 têm o colo aberto e os buracos de ressonância mais espaçados. A abertura inferior servia para as enfiar na estrutura de ferro forjado superior, sobre espigão.

Horário: Local: Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças

 

Aproveite para visitar o Centro de Interpretação - Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.  A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que permite, à distância de um toque digital identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem. Para mais informações, contacte, através do telefone - 243 357 288.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:56
link do post | comentar | favorito

ALMEIRIM:Embelezamento dos espaços exteriores da EB23

1.jpg

Os alunos do Curso Vocacional do AEFA têm vindo a realizar trabalhos de embelezamento dos espaços exteriores da EB23, reparações de equipamentos informáticos, entre outros, no âmbito do seu estágio nas áreas de Artes e Ofícios, Desporto e Informática. Alguns dos trabalhos que têm realizado estão registados nestas fotos da professora Paula Maria Santos Frade. Esta professora, assim como as professoras Conceição Batista e Elisabete Nogueira têm vindo a orientar os alunos nestes trabalhos.
Um agradecimento à Câmara Municipal de Almeirim (Sr. Presidente Pedro Miguel Ribeiro) pela colaboração na cedência de materiais ao agrupamento para realização dos trabalhos.
E é assim que a escola está a ficar ainda mais bonita! Parabéns, meninos!

2.jpg

4.jpg

3.jpg

5.jpg

«De: Conceição De Magalhães Pereira» 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:55
link do post | comentar | favorito

ÁGUAS DO RIBATEJO APOIA PESCA NO RIO SORRAIA PARA COLABORADORES DOS MUNICÍPIOS

1.jpg

O RIO SORRAIA, em Coruche acolhe nos dias 4 e 11 de julho dois concursos de pesca inter-autarquias com a participação de dezenas de pescadores, colaboradores da empresa AR e dos municípios do Ribatejo e Alentejo

As provas começam às 08h00 da manhã nas pistas do Rio Sorraia, junto à marginal da vila e decorrem ao longo de toda a manhã. Seguem-se almoços convívio com a entrega dos  troféus aos melhores pescadores na Praça de Touros de Coruche.

A organização é do Centro Social do Pessoal da Câmara Municipal de Coruche e do Centro de Cultura e Desporto do Pessoal do Município de Salvaterra de Magos, que integram colaboradores da AR-ÁGUAS DO RIBATEJO cedidos pelos sete Municípios ao abrigo do acordo de cedência.

A  ÁGUAS DO RIBATEJO atribui os troféus para o melhor pescador, considerando que a competição vai contar com a participação de dezenas de participantes de vários  municípios que integram  a empresa e tendo em conta a responsabilidade social e ambiental da empresa.

Recorde-se que a AR investiu 24 ME em obras no saneamento e abastecimento de água no concelho de Coruche, construindo 10 novas ETAR que muito contribuíram para a melhoria do estado do Rio Sorraia e seus afluentes.

O Sorraia apresenta maior diversidade de espécies e em número muito superior permitindo aos pescadores baterem os seus recordes numa das melhores pistas do mundo.

Todo o peixe pescado, será devolvido ao rio depois de pesado e registado como mandam os regulamentos dos concursos em nome da preservação das espécies e do respeito pela biodiversidade.

2.jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:24
link do post | comentar | favorito

CARTAXO APROVA VERBAS PARA JUNTAS DE FREGUESIA

5.jpg

  • Presidente da Câmara defende reforço das competências delegadas nas freguesias porque “quem administra pela proximidade, administra com maior conhecimento das prioridades”.
  • Autarca afirma que solidariedade entre juntas de freguesia e entre estas e a Câmara tem sido essencial nos momentos de maior dificuldade e que a transparência dos critérios de atribuição de verbas será constante até final do mandato.
  • Em 2014, as seis freguesias receberam cerca de 453 mil euros e em 2015 vão receber mais de 442 mil euros.
  • Escolas e jardins-de-infância, espaços verdes e estradas, espaços de feiras e mercados e equipamentos e mobiliário urbano no espaço público, são as áreas cuja manutenção ou gestão é delegada nas juntas de freguesia.

 

A revisão dos acordos de execução de delegação de competências, celebrados com as juntas de freguesia em maio de 2014, foi aprovada em reunião de Câmara e em sessão da Assembleia Municipal, que decorreram no dia 29 de junho.

 

Entre os acordos que mostram alterações mais relevantes, está a freguesia de Pontével, que viu o seu parque escolar reduzido, com o encerramento da escola básica dos Casais Lagartos, equipamento cuja manutenção estava delegada naquela autarquia e por isso tinha verbas atribuídas no acordo de execução celebrado em 2014.

 

Vila Chã de Ourique, que não tinha celebrado acordo de execução com o município, por não ter o executivo constituído na altura, pode agora aceder às verbas de delegação de competências.

 

Outras alterações decorrem da atualização dos valores unitários de conservação e reparação de espaços verdes, conservação e limpeza de estradas e caminhos e construção civil, assim como, das correções às áreas previstas em 2014 – de espaços verdes e estradas –, cuja monitorização dos trabalhos, efetuada ao longo ao ano, terá mostrado que tinham sido definidas um pouco acima do necessário ou abaixo do que é indispensável em cada freguesia.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, apresentou as revisões afirmando que o valor dos acordos de execução de delegação de competências com as juntas de freguesia, “cujo valor global está indexado ao plano de reequilíbrio financeiro”, aprovado pela assembleia municipal no mandato anterior, “fica aquém do entendimento que temos de que as juntas de freguesia, devem ver as suas competências reforçadas, porque são os seus autarcas quem está mais perto das pessoas”.

 

Para o autarca “quem administra pela proximidade, administra com maior conhecimento das prioridades e maior capacidade de controlo direto sobre os recursos utilizados”, mas “a Câmara Municipal não tem ainda criadas as condições para reforçar as competências delegadas, garantindo a transferência das verbas adequadas, será a sustentabilidade financeira que estamos a construir em conjunto, que trará esta possibilidade”.

 

Em 2014, as seis freguesias do concelho receberam cerca de 453 mil euros e em 2015 vão receber mais de 442 mil euros. No segundo ano de execução dos acordos, a Câmara vai distribuir pelas juntas de freguesia verbas para áreas como a educação – “em 2015 terão mais de 131 mil e 500 euros disponíveis para pequenas reparações nas escolas e jardins-de-infância, assim como para manter e cuidar dos espaços envolventes a estes estabelecimentos de ensino”, explicou Pedro Magalhães Ribeiro –, ou a manutenção de espaços verdes, com 80.289 euros, a limpeza de estradas com 140.459 euros e mais 59.300 euros para mobiliário urbano. Na delegação de competências, também a manutenção corrente dos espaços de feiras e mercados passa a ter verbas disponíveis para manutenção, com 30.404 euros a serem distribuídos pelas juntas de freguesia.

 

Solidariedade entre juntas também decorre da transparência de atribuição de verbas

O presidente da Câmara referiu que a monitorização dos acordos está a permitir que “ano a ano, os valores possam ser revistos de modo muito transparente, com o conhecimento de todos”. Para Pedro Magalhães Ribeiro, a transparência de critérios na atribuição de verbas, contribui para “garantir que a solidariedade entre freguesias e entre estas e a câmara, sai reforçada” e que “a defesa dos interesses de cada freguesia, natural e salutar, pode ser feita a par da união de esforços e da defesa dos interesses do concelho como um todo”.

 

Os acordos de execução agora revistos também foram monitorizados e acompanhados nas reuniões mensais do executivo da Câmara com os presidentes de junta, nas quais foram ainda criados projetos de “trabalho colaborativo entre autarcas, freguesias e Câmara, em áreas como a cedência de máquinas e recursos humanos”, referiu o presidente da Câmara para quem “nenhuma freguesia é uma ilha isolada”, reconhecendo “que muitos problemas são comuns e os presidentes de junta têm sido exemplares na capacidade de encontrar soluções em tempos muito difíceis”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:58
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23
24
25
26
27
28
29


posts recentes

Iniciativas no âmbito do ...

RUAS DO CARTAXO INVADIDAS...

Desfiles de Carnaval no E...

O Pátio das Cantigas – No...

Aniversário do Crédito Ag...

Município de Azambuja for...

EXECUTIVO MUNICIPAL EM VI...

Central Elétrica de Tomar...

Seminário sobre as novida...

Assinatura do Contrato Pa...

Festividades de Carnaval ...

SECRETARIADO DO PS CARTAX...

I Duatlo do Entroncamento

O MUNICIPIO DE AZAMBUJA C...

OFICINA DE TÉCNICAS RADIC...

24ª Edição do Mês da Engu...

Conversas com Café… “Adel...

Page 1 GAL DA REGIÃO CENT...

Executivo Municipal de Az...

Alunos e Município unidos...

SUSPENSÃO DO ABASTECIMENT...

CARTAXO: DESFILE DE CARNA...

ÓRGÃOS DO PS/CARTAXO TOMA...

Última semana – XIII Conc...

Suspensão no abasteciment...

DESFILE DE CARNAVAL NO CA...

Programa das Comemorações...

Azambuja Terras do Torric...

Festival do Cogumelo da P...

Benavente – Militar resga...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds