NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2016
Startup Santarém acolhe sessão sobre a transição das normas ISO 9001 e ISO 14001

A NERSANT e a APCER juntam-se no próximo dia 03 de março, pelas 15h00, para esclarecer as empresas da região sobre a transição das normas ISO 9001 e ISO 14001. Os esclarecimentos vão ser prestados nas instalações da Startup Santarém.

Foi no passado mês de setembro que entrou em vigor a versão 2015 das normas ISO, o que vai obrigar as empresas já certificadas a adaptar-se às novas regras das mesmas. Neste sentido, torna-se essencial informar as empresas e profissionais ligados a estas áreas de maneira a que a transição das normas seja feita de forma eficaz, motivo que levou a NERSANT e a APCER a associar-se para o esclarecimento destas questões.

No dia 03 de março, na Startup Santarém, vai realizar-se, assim, uma sessão de esclarecimentos sobre a transição da Norma ISO 9001, no âmbito do sistema de gestão da qualidade, e da norma ISO 14001, no âmbito do sistema de gestão ambiental.

As alterações às normas vão ser apresentadas detalhadamente pelos profissionais da APCER, que estão ainda à disposição dos empresários e profissionais presentes para o esclarecimento de todas as questões.

As empresas poderão inscrever-se, gratuitamente, no portal da NERSANT em www.nersant.pt. De referir que a Startup Santarém é a nova denominação do CIES – Centro de Inovação Empresarial de Santarém.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:58
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2016
NERSANT explica Legislação Laboral às empresas

Sabe se há algum instrumento de regulamentação coletiva aplicável à sua empresa? Tem acautelado as obrigações da empresa em matéria de vínculos precários ou formação dos trabalhadores? Consegue tirar partido dos recentes instrumentos de flexibilização na definição do horário de trabalho dos seus colaboradores? Conhece o regime de prescrição de créditos dos trabalhadores? Estas são apenas algumas das questões a que a NERSANT vai responder no seminário ‘Diagnóstico Laboral da Empresa’, que se realiza no dia 15 de fevereiro, às 14h30 em Torres Novas.

A crescente regulamentação das atividades económicas e as sucessivas alterações a que vai sendo sujeita essa regulamentação contribuem para que cada vez mais se assuma o controlo do risco jurídico como um fator de sucesso na vida das empresas. Em matéria de legislação laboral, é fundamental a realização de diagnósticos periódicos com o objetivo de definir o nível de cumprimento das regras a que o empregador está obrigado.

As recentes alterações legais tornam ainda mais evidente a necessidade desse diagnóstico também como forma de identificar alterações operativas que permitam acrescentar valor à organização.

Esta formação pretende, desta forma, proporcionar uma perspetiva transversal sobre o estado da legislação laboral em aspetos que contendem com a gestão quotidiana e estratégica das organizações empresariais, proporcionando o diagnóstico de incumprimentos e oportunidades.

Do programa fazem parte as seguintes temáticas: Âmbito de aplicação subjetivo dos instrumentos de regulamentação coletiva / relações entre a lei, os instrumentos de regulamentação coletiva e o contrato de trabalho; O regime da prescrição dos créditos laborais; Contrato de trabalho a termo certo e incerto; mecanismos de combate à utilização indevida de recibos verdes (Lei 63/2013, 27de agosto);Sistema de compensações pela cessação do contrato de trabalho; Novos instrumentos de flexibilização do tempo de trabalho; Trabalho suplementar; Novas regras legais do despedimento por extinção do posto de trabalho e inadaptação; Férias, feriados e pontes; O Fundo de Compensação do Trabalho e o Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho; Proteção da parentalidade; e Outras formas de contratação, como trabalho intermitente, teletrabalho, comissão de serviço e não concorrência no período posterior à cessação do contrato.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:06
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Projeto INcubadora d’Artes apoia a criação artística

Foi ontem apresentado, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Santarém, o projeto INcubadora d’Artes, que vai funcionar na antiga Escola Básica de Salvador.

Este projeto, que se destina a pessoas singulares ou coletivas, de dentro e fora do concelho, e que sejam titulares de ideias e projetos inovadores e criativos, tem como objetivos a produção da cultura, estimular a criatividade, explorar o potencial criativo dos artistas, mais ou menos consagrados, e incentivar o surgimento de novos artistas.

A INcubadora d’Artes pretende-se afirmar como um espaço privilegiado de apoio à criação artística. “O artista tem a ideia, o talento, o mérito e o engenho; a Câmara quer proporcionar os meios necessários para que os seus projetos possam, no futuro, ser autossustentáveis”, conforme refere Susana Pita Soares, vereadora com pelouro da cultura.

Os projetos a instalar nesta incubadora são de base criativa e cultural e, segundo Susana Pita Soares, “devem assumir-se como atividades complementares porque entendemos ser necessário que se gerem as sinergias e as economias de escala fundamentais para que a incubadora se constitua como um verdadeiro nicho de indústrias criativas”.

Em Santarém, existem muitos agentes culturais em emergência e com um extraordinário entusiamo empreendedor, mas com uma enorme a carência de infraestruturas e, com este projeto, a autarquia possibilita condições infraestruturais para a criação e sustentabilidade dos projetos de cada um destes agentes numa fase inicial.

A partir da fisionomia do espaço existente e depois do levantamento de propostas junto dos criadores do concelho, a Câmara realizou algumas adaptações. No entanto e numa fase inicial, o edifício está dotado de uma sala vocacionada essencialmente para estúdio de gravação e de ensaios; uma sala pequena para apoio administrativo e pequenas reuniões; uma sala polivalente para acolher objetos de maior dimensão e que possam coadunar-se ao espaço e para pequenas apresentações do processo de construção dos trabalhos em desenvolvimento de ações performativas; uma sala vocacionada para alojamento coletivo; e quatro salas para as diversas atividades artísticas que se proponham ser realizadas e que as salas tenham capacidade de aceitação.

Este espaço destina-se a áreas como as artes digitais, webdesign, multimédia, TIC – jogos criativos, audiovisuais, imagem em movimento, cinema de animação, fotografia, artes plásticas, pintura, desenho, escultura, gravura, ilustração/banda desenhada, teatro, marionetas, novo circo, dança, música – ensaios de grupos informais, moda, design, arquitetura, joalharia, artesanato tradicional e contemporâneo.

Para Ricardo Gonçalves, presidente da autarquia, este é “um projeto muito aliciante que vai ao encontro das necessidades do nosso concelho. Nós temos um centro histórico que temos que revitalizar e são projetos como este que o fazem revitalizar”. Indo ao encontro desta ideia, Luís Farinha, vereador da autarquia, referiu que este projeto, ao estimular a criatividade em Santarém, permite o desenvolvimento do centro histórico através do conjunto de atividades que ali se vão realizar.

A abertura deste espaço está prevista para março sendo que, durante o mês de fevereiro, a autarquia está a rececionar propostas, através de um formulário próprio.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:04
link do post | comentar | favorito

DESFILE DE CARNAVAL NO CARTAXO

8dbc8d01-56eb-4c63-8430-4219b96cf953.jpg

Crianças e jovens, adultos e instituições, estão já a preparar as máscaras para participarem no tradicional desfile que abre o Carnaval no Cartaxo – o desfile junta comunidade escolar e IPSS numa festa que percorre o centro da cidade e é promovida pela Câmara Municipal.

É já no dia 5 de fevereiro, a partir das 10h30, que as ruas do Cartaxo se vão encher com as cores dos fatos e das máscaras de centenas de participantes. Venha ver passar os pequenos e os grandes foliões, ou traga o seu melhor fato de Carnaval e acompanhe o desfile vestido como a sua imaginação lhe ditar. Divirta-se.

Percurso:

Concentração no Largo do Valverde

Rua Stael Machado

Rua Batalhoz

Praça 15 de Dezembro

Participam:

Alunos do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo

Jardim-de-Infância do Cartaxo

IPSS do concelho

Universidade Sénior de Vila Chã de Ourique

Grupo de Atividades Seniores da Freguesia de Pontével

Programa Viver Mais Viver Melhor



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:54
link do post | comentar | favorito

BE apresenta mais trabalho na Assembleia Municipal que todas as outras forças juntas

Até hoje o Bloco de Esquerda de Santarém apresentou, na Assembleia Municipal de Santarém, mais trabalho do que todos os outros partidos juntos. É também a força com mais propostas aprovadas - se não se contar os votos de pesar por falecimento. O segredo é um bom trabalho de equipa e um amplo diálogo com a comunidade. Nós levamos o mandato a sério - mesmo que só tenhamos um único deputado municipal eleito. Mário Viegas arremataria: PIM!

75a3063d-7796-46f8-9f78-b6613e9a64af.png

 Por: Vitor Franco



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:51
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2016
Gana é oportunidade para empresas do Ribatejo

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, organizou na sua sede em Torres Novas, um Café Temático sobre as oportunidades de internacionalização para o Gana, país da África ocidental com grande potencial de crescimento.

"O Gana é um país cheio de virtudes", começou por dizer Carlos Lacerda, da CH Business Consulting, lançando o mote para o debate sobre este país. De facto, segundo este profissional com vasta experiência no país, o Gana tem várias oportunidades que as empresas de Santarém devem aproveitar. Começou por referir que o Gana detém hoje em dia cerca de 26 milhões de habitantes (contra 7 milhões, em 1960), sendo que este severo crescimento populacional tem repercussões ao nível das necessidades da economia.

Outra das vantagens é o facto de o país, por ter sido uma colónia inglesa, ter herdado a língua e a cultura inglesa. O Gana é, por exemplo, um dos poucos países em África onde a religião predominante não é a muçulmana, mas sim a cristã protestante, e um dos três países em África onde é mais fácil realizar negócio.

Ao nível de setores de atividade com oportunidades para as empresas portuguesas, foram detalhadas a riqueza agrícola, com especial destaque para o cacau, sendo este país o segundo maior produtor mundial deste bem, a riqueza mineral, sendo o ouro um dos minerais mais abundantes e até a riqueza ao nível do petróleo, combustível que só recentemente foi descoberto neste país e que levou a uma grande crescimento económico.

O facto de a indústria ser ainda incipiente, mas com mão-de-obra vasta e qualificada, pode também representar uma oportunidade para as empresas portuguesas em diversos setores de atividade. As energias renováveis, bem como o turismo, são de igual forma setores promissores, devido ao investimento que o Governo está a fazer nos mesmos.

NERSANT com missão empresarial agendada

Ao perceber as reais oportunidades de negócio para as empresas da sua área de abrangência, a NERSANT decidiu agendar uma missão empresarial a este país, que divulgou durante a realização deste Café Temático. A missão realiza-se entre 28 de março e 01 de abril. António Campos, Presidente da Comissão executiva da NERSANT, explicou que em todas as missões empresariais que organiza "a associação trabalha com parceiros locais", para que sejam agendadas todas as reuniões com entidades oficiais e com empresas locais.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:20
link do post | comentar | favorito

GUIDELINES INTERNACIONAIS EM DEBATE NO CARTAXO
  • Mais de 200 profissionais ligados à emergência médica pré-hospitalar, estiveram reunidos no Cartaxo, na manhã do dia 23 de janeiro, para participarem no seminário organizado pelos Bombeiros Municipais do Cartaxo, que marcou o início das Comemorações do 80.º Aniversário da corporação.

As Novas Guidelines da Ressuscitação do European Resuscitation Council – 2015 (Guidelines ERC), foram apresentadas por dois oradores. Lara Madeira, médica no Hospital de Santarém e na Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) com base naquele hospital, foi a primeira oradora na manhã – apresentando O que há de novo no algoritmo do Suporte Avançado de Vida (SAV) na paragem cardiorrespiratória –, a quem se seguiu Jorge Fernandes, coordenador da Área de Emergência Pré-hospitalar da Escola Nacional de Bombeiros, com o tema Suporte Básico de Vida… que novidades?.

Profissionais ligados aos cuidados de saúde – como médicos, enfermeiros ou socorristas, para além de bombeiros de diversas corporações do país ou técnicos que prestam cuidados a idosos em instituições de apoio social –, estiveram entre os mais de duzentos inscritos no seminário que David Lobato, Comandante dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, apresentou como tendo a sua principal mais-valia, na atualidade do tema, lembrando que as Guidelines do ERC foram publicadas no final de 2015 e que os procedimentos específicos definidos nas recomendações sobre reanimação, quando devidamente aplicados, aumentam de forma significativa a probabilidade de sobrevivência em caso de paragem cardiorrespiratória.

O Comandante da corporação do Cartaxo explicou que “quisemos iniciar as Comemorações do nosso 80.º Aniversário com um encontro que trouxesse ao concelho um conjunto alargado de técnicos de várias áreas profissionais, unidos no mesmo propósito – a defesa da vida humana”.

Para David Lobato, o seminário quis ser um espaço de debate, afirmando que “debater, é partilhar preocupações, resolver dúvidas de uns, com o conhecimento e a experiência de outros, é fomentar a união de todos os que, diariamente, se confrontam com a defesa da vida humana, em situações muito difíceis, nas quais o processo de tomada da decisão, pode ser a diferença entre a vida e a morte daqueles que socorremos”.

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, que presidiu à abertura do seminário, deu as boas-vindas a oradores e participantes, referindo “o contributo de todos os patrocinadores que tornaram possível este seminário”.

Para o autarca, o maior desafio que as corporações de bombeiros municipais enfrentam “é conseguirem ultrapassar as barreiras que a legislação atual coloca à sua manutenção, criando assimetrias”, entre estes e outro tipo de corporações, no que respeita “quer ao modelo de financiamento, quer ao modelo de constituição do seu quadro de efetivos”, referindo ser “urgente, por parte da administração central, olhar para os bombeiros municipais de acordo com o valor do seu trabalho, em prol da comunidade, na defesa de pessoas e bens e na garantia de segurança – o que nos permite desenvolver e crescer enquanto comunidade”.

O presidente da Câmara assumiu “o total empenho” do município, para encontrar soluções, “ainda ontem reuni com um membro do governo”, de modo a que possamos “reforçar os recursos humanos da nossa corporação, que não podemos contratar, porque os bombeiros municipais estão abrangidos pelas limitações impostas à administração pública, no que respeita à contratação de novos trabalhadores”.

Formação e treino das equipas de intervenção como fator de sucesso

A médica Lara Madeira, que exerce funções na VMER de Santarém, desde 2013, destacou a ação dos bombeiros como “de extrema importância na emergência pré-hospitalar”, referindo que “são os bombeiros que vão ao encontro das pessoas, a VMER apenas intervém em situações específicas, nas quais há efetiva necessidade de outro tipo de intervenção”. Para a oradora, o algoritmo do Suporte Avançado de Vida (SAV) na paragem cardiorrespiratória”, que resultou da reunião do Conselho Europeu de Reanimação, que teve lugar em 2015, “não trouxe alterações substanciais”, mas colocou ênfase na importância da qualidade das técnicas e das ações executadas, o que veio, na sua opinião “reforçar ainda mais a necessidade de formação de equipas bem treinadas”.

Também Jorge Fernandes, para além da descrição e análise de diferentes aspetos das Guidelines ERC, reforçou a necessidade de “treino contínuo dos técnicos que fazem parte das equipas de emergência pré-hospitalar”, lembrando que “quanto mais precoce a intervenção, maior é a possibilidade de sobrevivência do indivíduo”, pelo que a “cadeia de sobrevivência, que começa com a chamada para o 112, não deve, nem pode, ser menosprezada – ainda hoje há quem não saiba o que é o 112”, afirmou.

Para além dos protocolos e das especificações técnicas, que foram apresentadas pelos dois oradores, o seminário contou, ainda com uma sessão de debate, na qual Lara Madeira e Jorge Fernandes, responderam a inúmeras perguntas dos profissionais presentes, não só em relação à execução de manobras técnicas específicas, mas também em relação à organização dos serviços de emergência pré-hospitalar no país, à formação e à certificação dessa formação, assim como em relação à coordenação entre equipas VMER e bombeiros.

David Lobato, encerrou os trabalhos do seminário reconhecendo que “os temas debatidos foram muito além do que tínhamos programado”, o que para o Comandante dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, “mostra que estes encontros são de facto um espaço de aprendizagem e podem também, contribuir para melhores e mais eficazes relações entre todos os profissionais, quando atuam no terreno, com ganhos para a população”.

Durante o ano de 2016, a corporação vai organizar um conjunto de eventos para assinalar os 80 anos de serviços prestados à população que, entre outros objetivos, visa promover a ligação dos Bombeiros Municipais à comunidade.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:19
link do post | comentar | favorito

Pilhas usadas: tratar ou contaminar?!? O pilhão mais próximo é a solução…

 O cidadão desempenha um papel fundamental na defesa do ambiente e da saúde pública quando deposita as suas pilhas e baterias usadas num pilhão. Face ao seu consumo massificado importa alertar para os perigos associados a estes resíduos do nosso quotidiano após a sua vida útil. A participação cívica é essencial no sucesso do tratamento deste tipo de resíduos pois retira estes resíduos perigosos dos restantes fluxos domésticos! No passado mês de Dezembro a RESITEJO entregou mais de uma tonelada de Pilhas no âmbito do 7º Peditório Nacional de Pilhas e Baterias Usadas a favor do Instituto Português de Oncologia (o dobro relativamente ao ano passado!). A resposta massiva a este desafio nacional lançado pela Ecopilhas permitiu doar um equipamento LASER CO2 ACUPULSE, para tratamentos de Dermatologia em Cirurgia de Ambulatório. O simples gesto de colocar as pilhas e baterias usadas no Pilhão, além de proteger o ambiente, reverte também a favor desta causa. Neste Peditório nacional recolheram-se milhões de pilhas e baterias usadas, resultado só possível com o empenho de muitos cidadãos e instituições que responderam positivamente ao apelo da Ecopilhas, unindo esforços em torno desta causa. Neste momento há pilhões disponíveis em todas as Autarquias, Juntas de Freguesia, Ecocentros e alguns Ecopontos. Muitas outras entidades também disponibilizam pontos específicos de recolha. Se as pilhas e as baterias forem deitadas fora, sem qualquer precaução, podem libertar numerosos compostos perigosos, tais como: ácidos, Alumínio, Chumbo, Lítio, Mercúrio,… A união faz a força em defesa do Ambiente e da Saúde Pública. A sua participação é essencial!



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:05
link do post | comentar | favorito

Casa do Benfica de Aveiras de Cima comemora 12º aniversário com uma Noite de Fados

A Casa do Benfica de Aveiras de Cima vai comemorar o seu 12º aniversário com uma grande Noite de Fados, no próximo dia 30 de janeiro de 2016.

d001c27d-5a55-4bd4-b722-510778b64563.jpg

Guitarras e vozes começarão a fazer-se ouvir após o jantar, marcado para as 20h00, no restaurante “Oficina dos Sabores”, em Aveiras de Cima. A organização convidou para o evento os fadistas Andreia Matias, Dulcineia Ramos, Emanuel Soares e Sofia Caldo. A guitarra portuguesa será interpretada pelo Prof. Arménio de Melo, a viola estará a cargo de Francisco do Carmo e a viola baixo de José da Guia Ferreira.

Nesta noite de festa, está prometida  a presença de um dos grandes símbolos do Sport Lisboa e Benfica, a Águia Vitória.

A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal de Azambuja e da Junta de Freguesia de Aveiras de Cima.

As inscrições deverão ser feitas através do telefone 917 210 933, na Casa do Benfica (edifício do Mercado Diário) ou no restaurante Oficina dos Sabores (EN366).



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:10
link do post | comentar | favorito

“Os Águias” de Alpiarça obtém 2 medalhas no Duatlo do Jamor

1.jpg

No passado dia 23 de Janeiro de 2016 decorreu mais um Duatlo do Jamor, que integrou o CR Duatlo Jovem e a 1ª etapa da Taça de Portugal PORTerra,
Na primeira prova da época 2016, O Clube Desportivo “Os Águias” de Alpiarça esteve representado com 11 atletas, tendo obtido 2 medalhas individuais com os atletas Maria Esteireiro, 2ª nas Benjamins Femininas e João Lopes, 3º Júnior Masculino na 1ª etapa da Taça de Portugal PORterra;
 
As Classificações Obtidas pelos atletas do CD “os Águias”, foram:
 
Duatlo Jovem do Jamor - 2016
Benjamins Femininas
2ª - Maria Esteireiro
13ª - Ema Silva 
Infantis Femininas
14ª - Margarida Branco 
Iniciadas Femininas
DNS – Margarida Esteireiro
Iniciados Masculinos
29º - David Martins
Juvenis Femeninas
11ª - Filipa Fitas
Juvenis Masculinos
7º - Manuel Andrade
9º - Diogo Martins
 
Taça de Portugal PORTerra – 1ª Etapa
Cadetes Femininas
DNS - Beatriz Saramagaio 
Júniores Masculinos 
3ª - João Lopes 
Veteranos 1
12º - Hugo Nalha

2.jpg

3.jpg

4.jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:03
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016
JS Ribatejo elege novo secretariado federativo

A Federação Distrital de Santarém da Juventude Socialista elegeu, no passado sábado dia 23 de janeiro de 2016, na primeira Comissão Política Distrital do novo mandato, o seu secretariado federativo, órgão executivo e de direção política da estrutura.

Eduardo Oliveira, de Almeirim, será o secretário distrital para a organização. Tiago Chambel e João Barnabé, de Abrantes e Coruche respetivamente, serão os secretários distritais para a comunicação. A equipa eleita fica completa com Sara Costa eJoana Dias, de Tomar, Ana Rita Oliveira, da Chamusca, Diogo Carmo, de Santarém, Rodolfo Colhe, de Alpiarça,Margarida Rabita, de Almeirim, Victor Santos, de Ourém, Carolina Simões, do Cartaxo, Vânia Dias, de Torres Novas, e, por fim, com Bruno Quaresma, de Alcanena.

Esta nova equipa assenta em três grandes pilares: igualdade de género, sendo totalmente paritária, renovação dos seus quadros, com 85% de novos elementos neste órgão e, acima de tudo, na qualidade e diversidade política dos seus membros”, afirma Tiago Preguiça, Presidente da Federação Distrital de Santarém da Juventude Socialista.

A juntar a esta equipa eleita a estrutura contará, também, com três adjuntos que ficarão encarregues da coordenação política com o Partido Socialista.

 

A reunião da Comissão Política ficou ainda marcada pela eleição dos novos membros da mesa deste órgão. Joaquim Rafael Gomes, de Almeirim, e Andreia Henriques, de Ourém, vão coadjuvar Samuel Frazão, Presidente da Mesa eleito em Congresso, na condução dos trabalhos deste órgão.

 

A Federação Distrital de Santarém da Juventude Socialista prestou, igualmente, uma sentida homenagem a Almeida Santos e Sousa Gomes, históricos militantes do PS falecidos recentemente, com a aprovação de dois votos de pesar e com um minuto de silêncio. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:21
link do post | comentar | favorito

Teatro para crianças: Amarelo, de Catarina Requeijo no Teatro Virgínia

Como conhecer esta cor tão versátil e intrigante, que se escapa por entre os dedos como areia quando tentamos agarrá-la? É o convite feito no espetáculo Amarelo, de Catarina Requeijo, que terá lugar no dia 13 de fevereiro, no Teatro Virgínia em Torres Novas. Com registo humorístico, a peça destinada a crianças dos 3 aos 6 anos tenta conhecer o amarelo com todos os sentidos – como cheira, a que soa, a que sabe, que forma tem e que histórias nos pode contar. O espetáculo tem início às 11h e tem limitação limitada a 50 lugares.

 

Numa pequena ilha onde só se gosta do Amarelo, uma atriz dá vida a um Amarelo teimoso, obstinado, divertido e muito pouco falador, usando um registo clownesco e absurdo que está próximo da forma descomprometida como as crianças olham para o mundo.

 

Este espetáculo é um retrato do que acontece quando só gostamos daquilo que conhecemos. O que não é necessariamente mau.

 

Catarina Requeijo tem o curso de formação de atores da Escola Superior de Teatro e Cinema. Iniciou o seu percurso teatral em 1990 e, como atriz, trabalhou profissionalmente com vários encenadores. Desde 1999 colabora regularmente em projetos dirigidos a um publico infantil, tendo criado e interpretado vários espetáculos e oficinas dirigidos a este publico.

 

Os bilhetes custam 3€ e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Virgínia. Para mais informações:bilheteira@teatrovirginia.com; 249 839 3090 ou em www.teatrovirginia.com.



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:20
link do post | comentar | favorito

ARAG promove carnaval em Benfica do Ribatejo

A A.R.A.G. – Associação Recreativa Amigos da Galhofa, irá promover, uma vez mais, o seu já tradicional festejo carnavalesco, nos próximos dias 7 e 9 de fevereiro em Benfica do Ribatejo, concelho de Almeirim.

2.jpg

 

Da programação deste ciclo carnavalesco, um dos mais conhecidos e reconhecidos da região, constam dois desfiles do corso, a 7 e 9 de fevereiro, pelas 15h com partida na Rua Direita (E.N. 118). Nos mesmos dias, mas pelas 21h30, na Associação Cultural e Recreativa de Benfica do Ribatejo, terão lugar os bailes de carnaval, sempre muito animados.  

 

Para este ano estão pensadas algumas surpresas, para animar ainda mais os foliões, daquele que é um dos eventos de carnaval mais concorridos do Ribatejo.

 

“Uma vez mais, a ARAG organiza um grande festejo carnavalesco, onde reina a boa disposição, alegria e convívio. Convidamos todos os foliões a participarem neste que á é o melhor carnaval da região”, afirma Duarte António Jorge, Presidente da associação.

 

O Carnaval da A.R.A.G. tem o apoio institucional da Câmara Municipal de Almeirim e da Junta de Freguesia de Benfica do Ribatejo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:18
link do post | comentar | favorito

Carnaval de Samora Correia - O Maior do Ribatejo

Visite o Maior Carnaval do Ribatejo » de 05 a 10 de Fevereiro de 2016 a animação faz-se nas Ruas de Samora Correia » Corsos Carnavalescos, Carros Alegóricos, Grupos de Animação, Centenas de Mascarados.

 

62c4609f-f1aa-4fa0-b7ac-33c14951e2fb.jpg

 

Da festa que se faz pelas ruas da cidade, à forma como cada um celebra e sente os cinco dias de folia, sempre com as ruas de Samora como cenário para brincar ao Carnaval, a essência destes festejos marcam o Entrudo no município de Benavente. Os fatos particulares de adultos e crianças, o carnaval trapalhão (tão tipicamente português), os acessórios e os Grupos Carnavalescos, que muito têm contribuído para elevar o Carnaval de Samora Correia ao estatuto de maior do Ribatejo.

Em contagem decrescente para uma das grandes épocas festivas da cultura popular local, fica o convite para se deslocarem até Samora Correia e participarem nas tropelias próprias destes festejos. Até porque “é Carnaval e ninguém leva a mal!”

 

Organização: ARCAS (Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora)

Apoio: Câmara Municipal de Benavente

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

3º. Encontro de Grupos das janeiras do concelho de Mação teve lugar em Pereiro de Mação

badcaa6e-2512-442b-8e43-57f39179efa9.jpg

Na noite do passado sábado, a aldeia do Pereiro de Mação foi palco para a realização do 3º. encontro dos cantares de janeiras do concelho de Mação. Participaram onze grupos oriundos de outras tantas localidades num total de mais de duzentos cantores. A concentração aconteceu no Largo do Arraial onde estava erguida a árvore de Natal, um pinheiro com sete metros de altura, devidamente iluminado e enfeitado. A fogueira de Natal foi reacendida cerca do meio dia e assim se manteve até  nascer o sol. Os grupos cantaram em todas as casas da aldeia ainda habitadas. Quando um grupo acabava os seus versos começava o seguinte. No final, todos os grupos se concentraram no Largo do Arraial e atuaram individualmente. O presidente do município de Mação falou aos participantes e público presente, que enchiam o referido largo, felicitando a Associação local pela realização deste evento e referindo que é com são iniciativas desta natureza que o concelho de Mação se torna mais vivo e mais rico. A terminar, foi oferecido o jantar a todos os membros dos grupos intervenientes e público em geral, ascendendo a mais de trezentas pessoas enchendo o salão da associação da aldeia do Pereiro de Mação que assim recordou uma das  tradições mais antigas da sua história. As gentes da terra, os grupos participantes e público presente tão depressa não vão esquecer tão memorável acontecimento.
Na foto, o público assiste à atuação de um dos grupos de cantares das janeiras


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:50
link do post | comentar | favorito

Domingo, 24 de Janeiro de 2016
Toureiros aplaudem passodoble e fado nas touradas

Colóquio com Mário Coelho e António Telles em Samora Correia

1.jpg

As bandas de música fazem parte da festa dos touros desde 1920 e são uma mais valia nas corridas em qualquer praça. Esta foi uma das conclusões do colóquio que reuniu em Samora Correia os prestigiados maestros Mário Coelho e António Palha Ribeiro Telles na tarde de sábado, 23 de janeiro.

No painel de oradores, o jovem cavaleiro Manuel Telles Bastos, que encantou com a sua simplicidade e boa disposição, o delegado da Inspeção Geral das Atividades Culturais Ricardo Pereira, o compositor de Passodoble e músico António Labreca e o fadista Rodrigo Pereira. A voz dos Marialvas cantou dois fados acompanhado da banda da Sociedade Filarmónica União Samorense (SFUS), num ambiente de grande afición e perante um salão nobre da SFUS com mais de 150 aficionados.

Mário Coelho, toureiro com 60 anos de carreira e um dos melhores bandarilheiros do mundo, enalteceu o trabalho das bandas de música nas corridas e manifestou enorme consideração pelos compositores que fazem passodobles com alma, citando o exemplo da composição produzida por Maurício do Vale em sua homenagem.

O matador de touros de Vila Franca de Xira recordou que foi o último toureiro a ouvir a banda tocar na Monumental de Las Ventas em Madrid após um magistral par de bandarilhas. Desde então não mais houve passodoble durante as lides em Las Ventas.

O fadista Rodrigo Pereira, antigo forcado e um aficionado de corpo inteiro, defende que na lide a pé não deve haver música ”Gosto de ouvir o artista a falar com o touro e ouvir as reações. Preciso de silêncio na praça”, disse.  Mário Coelho não vê inconveniente em lidar ao som de um passodoble com alma, necessariamente diferente dos ritmos que podem acompanhar a lide a cavalo.

Manuel Telles Bastos e António Telles revelaram que a música durante a lide é um incentivo para o toureiro e para o cavalo. Os toureiros da Tourinha, habituaram-se a treinar os cavalos com música ambiente “e quando não havia música eram os vizinhos e amigos ciganos que cantavam para descontrair os cavalos e cavaleiros”, recorda com alegria o jovem neto de Mestre David Ribeiro Telles.

“Lembro-me no Picadeiro do Mestre Nuno de Oliveira, ele colocava música clássica para descontrair os cavalos e eles adoravam aquilo”, acrescenta o Maestro António Telles.

O cavaleiro de Vila Franca emocionou-se com o passodoble com o seu nome, da autoria de António Labreca, interpretado ao vivo pela banda da SFUS com grande mestria e um solo impressionante do trompetista Francisco Marques “Chuiquinho”.

Sobre eventuais exageros na utilização da música em lides que ainda não mereceram, Rodrigo Pereira defendeu que as bandas filarmónicas devem tocar sempre que o público peça. “O Público é que manda, é ele que paga o espetáculo”, referiu. Sobre o fado nas corridas de touros, Rodrigo Pereira considera que em alguns períodos da corrida, pode ser um complemento de valorização do espectáculo, mas nunca durante a lide. “Na volta à arena, no intervalo, já tenho cantado fado e penso que resulta bem”.

Para o diretor de corrida nem sempre é fácil decidir quando manda tocar a banda ou silencia os acordes. Ricardo Pereira, que dirige corridas nas principais praças, defende que conhecer os artistas, a banda e o público facilita a decisão. “Não há toureiros iguais, nem praças iguais, cada uma tem o seu tipo de público e vive a festa de uma maneira diferente”, considerou.

Todos os presentes concluíram que é importante reduzir ainda mais os tempos das corridas, eliminando rituais injustificados e apelando ao bom senso dos toureiros.” Vi um cavaleiro que colocava um ferro e dava quatro voltas à arena, não é bonito”, disse Mário Coelho que foi muito crítico em relação à organização das corridas em Portugal. “Sou um aficionado com 60 anos de carreira, mas evito assistir a algumas corridas. É mau demais. Não há respeito pelo público”, concluiu.

No final do colóquio, que nasceu numa ideia do aficionado samorense António Relvado, todos os intervenientes elogiaram a cultura tauromáquica que se vive em Samora Correia. Os artistas saíram pela Porta Grande com a promessa da SFUS continuar a promover conversas e outras iniciativas sobre a festa dos touros. A coletividade manifestou interesse em receber a exposição evocativa dos 60 anos de carreira do Maestro Mário Coelho que esteve recentemente em Vila Franca de Xira. 

2.jpg

 

       



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:03
link do post | comentar | favorito

Campeões participam no Contra-relógio de Cicloturismo em Samora Correia

d616c775-ab9e-42b9-a4aa-ea36b10d72b8.jpg

Márcio Neves, campeão do Mundo do escalão 25/29 anos de Triatlo Ironman (Triatlo longo, em que os atletas nadam 3.800 metros, pedalam 180 quilómetros e por fim correm o equivalente a uma maratona), foi um dos notáveis num pelotão com 300 cicloturistas esta manhã  no Contra Relógio por equipas organizado pela Casa do Benfica ,em Samora Correia. O atleta de Marinhais integrou a equipa Riba Tri Team que não conseguiu chegar ao pódio.

Num pelotão cheio de cor notada a presença de vários antigos protagonistas do ciclismo nacional, como Alexandre Rua, José Rosa ou Pedro Silva. O perfume de mulher esteve presente com várias cicloturistas a integrarem as equipas mistas e a provarem que não deixam créditos por mãos alheias.

 A equipa vencedora foi “A terceira, a média e a tenra  idade” com Luís Ferreira, António Cardoso e João Macedo a fazerem o tempo de 1:21.46 para cumprir os 57,3 km pelas estradas do concelho de Benavente. A segunda equipa foi a Construções Engenharia Gonçalves com Luís Martins, Pedro Soares e José Castelo a fazerem 1:22:43 e o terceiro lugar foi para o Águias de Alpiarça com Mário Filipe, Vitor Faria e Fábio Gerardo a fazerem 1:24:01.

Os vencedores rolaram a uma média de quase 42 km /h num percurso quase sempre plano, onde a maior dificuldade foi o trânsito automóvel que se cruzou com os atletas, obrigando a uma atenção redobrada.

Na cerimónia do pódio, o quarto lugar foi para os Chorões com Rogério Silva. Paulo Almeida e Lino Almeida com 1:24:15 e a quinta posição foi para os Ródinhas/Santos Silva que com Osvaldo Sousa, Paulo Santos e Pedro Pinheiro com 1:24:39 garantiram o último troféu em disputa.

Tempos muito próximos a evidenciarem o equilíbrio na competição. Os atletas elogiaram o percurso, ao jeito dos roladores, e as magníficas paisagens que encontraram ao longo dos quase 60 km pelas estradas da Lezíria Ribatejana.

A prova vai ter reportagem alargada na BTV no dia 11 de fevereiro no programa dedicado às Casas do Benfica.

A organização está já a preparar a próxima edição.” Vamos ver o que podemos melhorar para fazer uma segunda edição. Foi um balanço muito positivo, atletas e voluntários da organização estão todos de parabéns”, refere Fernando Almeida , um dos organizadores.



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:02
link do post | comentar | favorito

VOLUNTARIADO E DESENVOLVIMENTO

O Banco Local de Voluntariado do Entroncamento e a Avasocial, realizam a 29 deste mês de janeiro, pelas 10 horas, a Conferência "Voluntariado e Desenvolvimento", em que é conferencista o Professor Doutor Mauro Serapioni do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, investigador de excelência nas temáticas propostas e congéneres, no auditório da Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Fátima - Entroncamento.

O evento realiza-se ainda no âmbito do Ano Europeu do Desenvolvimento (que se celebrou em 2015) e do décimo aniversário da Banco de Voluntariado do Entroncamento (que celebra neste ano de 2016, conta com a parceria da Federação Nacional de Voluntariado em Saúde, com o apoio logístico da já referida Junta de Freguesia e com o apoio à divulgação da Câmara Municipal do Entroncamento.

Os destinatários da Conferência, são todos os cidadãos, nomeadamente voluntários e aqueles que têm responsabilidades ou colaboram em entidades públicas ou privadas da economia social, como, presidentes, provedores, técnicos, etc, de todos os setores de atividade. São também destinatários, os jovens alunos dos diversos níveis de ensino cujas formações se encontrem de algum modo afetas à temática.

A participação é gratuita mas as inscrições são obrigatórias. Podem ser realizadas presencialmente no Banco de Voluntariado, Rua 5 de Outubro, 96 A - Entroncamento, ou (preferencialmente) em www.avasocial.org onde também pode ser obtida mais informação sobre a iniciativa. Telefones disponíveis: 249 728 338 + 966 715 580 + 933 150 002



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:00
link do post | comentar | favorito

POESIA: LAVADEIRA

ALEXANDRA.jpg

Por:   Maria da Encarnação Alexandre

 

Logo de manhã bem cedinho

Ainda a luz da lua iluminava

Partia rumando ao ribeirinho

Aonde a sua roupa lavava

 

Percorria longas distâncias

Passava por campos e pinhais

À lua confessava suas ânsias

Dum tempo que não queria mais

Sem Título.png 

Límpidas e claras as águas

Do ribeiro onde a roupa lavava

Queria também lavar as mágoas

Que na sua vida transportava

 

Mergulhava na água corrente

Os pés descalços e cansados

Peça a peça lavava paciente

Fossem panos saias ou bordados

 

Numa tábua improvisada

Ora esfregava..batia…torcia

Até que a roupa bem lavada

Ao sol ou ao vento estendia

 

De volta a casa já cansada

No arame põe a roupa a secar

Come o resto da caldeirada

E a roupa seca vai engomar



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:05
link do post | comentar | favorito

CONTO DA SEMANA: Perseverança

CATARINABETES.png

Por: Catarina Betes

 

Acordo de madrugada. Olho para o relógio e percebo que são apenas três horas.

Ultimamente não passa uma noite sem que eu desperte assustada, apreensiva relativamente ao meu futuro. Desde há dois longos meses, que as noites são o meu tormento. Não consigo silenciar o medo que me invade. O medo de não ser capaz, de não ter forças bastantes, para transpor os tempos difíceis que me aguardam.

Desde que recebi aquele amaldiçoado diagnóstico, que os meus dias acontecem num misto de trepidez, denegação e letargia. Vivo como se não fosse eu. Outorgo à “outra”, fruto do meu devaneio, este papel que não me apetece nada representar.

Desde o dia em que o médico me comunicou o meu estado clínico, que me levanto, produzo as tarefas habituais, invento outras dez e procuro acima de tudo fingir. Aparentar que tudo está bem, que nada se vai alterar. Segunda-feira recomeça a minha andada de tratamentos. Talvez por isso me seja, esta noite, ainda mais pesado reencontrar o caminho do sono. Não posso dizer que tenho medo de morrer. Tenho acima de tudo, medo de não viver. Não viver o bastante para deixar a minha marca neste mundo, por mais pequena e insignificante que esta seja. Sempre pensei ter “todo” o tempo. Vivi assomada nas minhas ocupações pequenas e acanhadas, distante do que objetivamente me poderia tornar uma pessoa mais completa, mais autêntica e consequentemente, mais feliz.

(…) Compreendo hoje que não sou o meu centro.

O meu centro é composto por aqueles que amo, que necessitam de mim, que me estimam. Passamos metade da vida de olhos fechados. Abrimo-los apenas quando sentimos a inevitabilidade da fúria do tempo, a debilidade dos sentimentos, a vulnerabilidade das emoções à flor da pele.

Todas as noites tento, com alguma dificuldade, reencontrar o caminho do sono e dos sonhos, mas os poucos que ainda tenho são regados a medo e desencanto. Penso sempre no amanhã como um novo dia, um recomeço, uma possibilidade, enquanto realizo o esforço por adormecer. Blasfemo inutilmente contra o imperfeito ser humano, que não existe provido de um interruptor de estados de alma.

Viajo mais frequentemente ao passado e a saudade inunda-me, qual tumulto incontrolável. O meu peito enche-se então de uma dor que achava já deslembrada, adormecida para sempre, num dia distante de um passado longínquo, que remota aos primórdios da minha infância.

Os sons amalgamam-se. O choro dos meus irmãos mais novos, os gritos de desesperação da minha mãe, a brutidade dos acometimentos do meu pai, o dia em que a nossa família deixou de existir. Fomos os três apartados da mesma e institucionalizados quando eu tinha dez anos. Preservo esculpido na memória o rosto desesperado da minha mãe, o choro ininterrupto dos meus dois irmãos tão pequenos, ao lhe serem arrebatados dos braços. Sentia por estes uma paixão tão avassalante, que nos primeiros dois anos de desvinculação, pouco dormi, e quando o fazia, chorava de saudade e desespero durante o sono. Foram ambos adotados algum tempo depois, pelo mesmo casal. Não me quiseram. Uma menina de dez anos, pouco expansiva e com tendência a acessos de rebelião, não condizia com uma família impaciente por sê-lo.

Permaneci assim durante três anos e meio institucionalizada. Passado esse tempo, uma funcionária, por quem eu nutria o único sentimento de afeição que me era possível sentir, acolheu-me na sua casa.

Foi a pessoa, que, a partir de então, arrogou as rédeas da minha vida e me devolveu o amor incondicional que me arrebataram na infância. A doce Clara. Educou-me sozinha, sem quaisquer magnificências, mas sempre com uma afeição, um amor farto, que cerrou em mim todos os resquícios de um passado descontente. Só ela sabe do que padeço, desde o primeiro momento.

Quando recebi o exame, antes mesmo de ir falar com o meu médico, rumei a sua casa, na busca de um colo, um conforto onde me refugiar.

O seu amor e carinho perseverantes, conceberam a mulher que hoje sou, a ela devo tudo, as minhas escolhas, as minhas renúncias, tudo o que tenho e sou, a ela o devo.

(…) Passaram alguns dias desde que reiniciei os tratamentos. Encontro-me agora numa breve pausa dos mesmos.

Sinto-me mais forte, embora desconheça de onde me vem esta força.

O tempo apaziguou pouco a pouco a minha rebelião interior e sinto-me mais calma, mais confortável neste papel que me foi imposto desempenhar. Certo é que nos adaptamos a tudo, mesmo à doença. Aceito-a, mas combato-a na mesma medida.

Todos os dias acordo, levanto-me e abro a portada do meu quarto para deixar entrar o sol. É curioso como passamos a vida a ouvir que só damos valor ao que é realmente importante quando de tal nos sentimos privados, mas só compreendemos realmente o significado da expressão, quando ela fala sobre nós. Sempre gostei do sol, mas nunca tanto como agora. Cada dia que nasce, tem para mim um valor inestimável.

Dou comigo com a mão na cortina, a ver e estudar figuras que passam e a presumir atrevidamente, os seus pensamentos, as suas preocupações, os mistérios ocultam as suas existências. Sorrio com a imagem de uma criança, conduzida pela mão da mãe, enquanto empenha esforços numa birra.

Aprecio hoje os momentos do meu dia, particularmente. Separo-os, arrumo-os e preservo-os no cofre da memória, dos mais para os menos especiais, mas compreendo que, presentemente, todos têm um sentido extraordinário. Noto a minha alma mais expandida e acredito que ultrapassarei a doença. Aceito que algo maravilhoso me está ainda destinado. E quando adivinho o meu pensamento a penetrar naquele corredor escuro que não me conduz a lugar nenhum, fecho os olhos e penso em todos os momentos perfeitos que já vivi. Nas pessoas que amo, que me amam na mesma medida, no que já me fez rir desprendidamente e centro-me sobremaneira nestes pensamentos, que, envergonhados, o medo e a dor se encobrem por trás do véu da minha determinação, da minha escolha: viver.

Vencer o Medo

“(…) A vida continua sempre a avançar, quer nos portemos como cobardes, quer nos portemos como heróis. A vida não impõe outra disciplina - se ao menos o soubéssemos compreender! - para além de a aceitarmos tal como é. Tudo aquilo a que fechamos os olhos, tudo aquilo de que fugimos, tudo aquilo que negamos, denegrimos ou desprezamos, acaba por contribuir para nos derrotar. O que nos parece sórdido, doloroso, mau, poderá tornar-se numa fonte de beleza, alegria e força, se o enfrentarmos com largueza de espírito. Todos os momentos são momentos de ouro para os que têm a capacidade de os ver como tais. A vida é agora, são todos os momentos, mesmo que o mundo esteja cheio de morte. A morte só triunfa ao serviço da vida.”

Henry Miller



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Janeiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11



29
30
31


posts recentes

ETAR DE TORRES NOVAS TRAN...

Chamusca prestou homenage...

CARTAXO: CINCO PERSONAGEN...

BAILANDO COM SOPHIA

"Vidas Íntimas" de Noël C...

Aline Frazão apresentou D...

NERSANT apresenta projeto...

OUTONO

"Hidro by night" no Compl...

DEPUTADA DE OS VERDES NA ...

Yoga para crianças na Bib...

RUA SERPA PINTO E LARGO S...

NERSANT desenvolve Score ...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

HORA DO CONTO

Projeto "Hora do Conto" ...

CONSTRANGIMENTOS E EVENTU...

Exposição de Pintura “Exp...

Inscrições abertas para a...

Câmara de Santarém aprova...

“Revist’ó Fado na Tasca d...

Suspensão do abastecimen...

Animais Errantes - Progra...

Trail “guiado” e caminhad...

Concerto de Ano Novo com ...

PONTÉVEL VAI RECEBER SEIS...

Angolana Aline Frazão dá ...

Programa Melhor Turismo 2...

Palavras

Cineteatro São João receb...

arquivos

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds