NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 28 de Maio de 2017
Caminhos

ANAFONSECA

Por: Ana Fonseca da Luz

 

Caminhos

 

Não há coisa mais angustiante para mim do que estar em frente a uma página em branco, cheia de palavras que não param de esvoaçar cá dentro, bem fundo na minha imaginação, no meu coração, na parte mais profunda da minha alma e não conseguir passá-las para o papel. É como se só reinasse o caos à minha volta, como se me entregasse ao desconhecido, ao abandono, sem rei nem roque, à mercê da minha incompetência momentânea ou, simplesmente, à mercê de uma lucidez que me incomoda, porque me acorda daquele estado de graça, ao qual chamo felicidade fugaz.

É por causa dessa lucidez, que hoje não me abandona, que resolvi escrever ao ritmo do bater do coração. Por cada batida uma palavra e outra e outra…

Depois reparo que uma vida não chega para escrever tudo o que preciso, tudo o que quero. Busco a perfeição em cada palavra, como se a perfeição fosse possível de alcançar e apago a estrada que ficou para trás marejada de descontentamentos e desencontros. Percorro o caminho, cheia de vontade de voltar para trás sempre que a lucidez me abandona, mas eis que ela me abana e se instala de novo no meu presente. Aí, perco toda a coragem e retomo a minha rota, sem ter coragem para olhar o caminho percorrido. Limito-me a fazer o trajecto que outros já fizeram e a pisar as pagadas que outros, tão lúcidos como eu, agora deixaram naquela estrada.

Há caminhos  que não se explicam e só se compreende se os percorrermos...

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:48
link do post | comentar | favorito

POESIA: SOPROS DE VENTO

ENCARNAÇÃO

 Por: Maria Alexandre Encarnação

 

 

O vento traz a música que embala
Silêncios que se fazem de poesia
Quando a voz silencia a dor ou cala
Os momentos que foram de alegria

De noite até parece que nos fala
Porquanto nos encanta se assobia
E quando da janela vai e abala
Há falta que se intui da melodia

unnamed (1)

De dia ele passeia brandamente
Entre as rosas e os lírios...Inocente
Sussurra-lhes canções enamoradas

Rouba-lhes o perfume nos bafejos
Que ao de leve lhes sopra como beijos
E foge a disfarçar-se nas ramadas



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:30
link do post | comentar | favorito

Fátima, Futebol e EuroFestival

MARINAMALTEZ

 Por: Marina Maltez

 

 

Fátima, Futebol e EuroFestival

 

Podia ter escolhido a última capa de tão em moda Pedro Chagas Freitas e aí teríamos, sei lá, mas para cima de muitas edições que o consumidor actual gosta de histórias de amor de duas páginas. Rápido, sucinto e sem drama, sem aquela necessidade de comer gelado ou enxugar os olhos a toda a hora.

Mas tenho esta mania de olhar ao meu redor e me preocupar com o rumo catastrófico que a vida leva. Futilidade. Banalidade. Consumismo.

Escolhi esta capa (sim, assumo que é um dos meus autores favoritos) mas pelo tanto que nos diz em tão poucas palavras: é que a vida não se aprende mesmo nos livros. Mas na vivência do dia-a-dia. Na tentativo-erro de querer acertar, ou pelo menos, não falhar. E mais….é que sempre que temos diante de nós uma criança difícil, bem podemos preparar a armadura porque certamente teremos um adulto com muitas dificuldades. Daqueles que existem por existir, com a cabeça a transbordar de problemas.

Mas voltemos ao título desta crónica. Eu sei que já passou algum tempo e os ânimos serenaram e que, quem tinha que celebrar já o fez, e que quem tinha que se lamentar, também já chorou e limpou os olhos e inicia promessas meio à toa para que as camadas associativas vejam trabalho feito, ou pelo menos intenção.

Fátima. 100 anos das aparições. A Joana Vasconcelos fez um terço gigante e o povo orou para que não fosse a artista às Caldas. (Com todo o respeito pelas manifestações artísticas desta região do país). Eu só vi em fotos, mas que me parecem aquelas fitas dos arraiais parecem. Mas sou leiga em arte, não sou especialista e comovo-me com peças como a Pietá, ou o tecto da Capela Sistina.

Fátima. Sacos de cama LV, só pode, ao preço deles e o Vaticano a consentir. E depois custa-me a aceitar que há 2000 anos um tipo porreiro tenha morrido quase todo nu pregado na cruz. Mas já dizia o poeta: mudam-se os tempos, mudam-se as vontades…

Futebol. Benfica é tetra. Foi sofrer até à última, mas os adeptos estiveram à altura do desafio e das comemorações que se prolongaram. Rui Vitória, igual a si mesmo, e à personificação da humildade, do espírito de equipa, do sofrer mas crer até à última.

Sem Título

 

Euro músicas.

Sou assumidamente fã de Salvador sobral desde que era um puto nos Ídolos. Hoje continua a ser puto mas é por si um ídolo, um exemplo a seguir por todos.

Em Março cantou e encantou, mas como não levava fanfarra, bailarinas, cenários e pouco pano, caíram-lhe em cima. Era música para embalar bebés. Além disso ia vestido como pedinte. Ofendeu-me o comentário de mau tom. Ainda bem que quem o disse tem muito que comer e portanto não estende a mão para que a fome lhe seja saciada.

9 de Maio de 2017. Um desfile digno do Cirque Du Soleil em noites de pesadelo: uma senhora vestida de Winx; um bailarino capilar que ia causando feridos com uma trança tipo Rapunzel; um astronauta a descer de uma Lua…ah e claro um dueto que resolveu honrar o hino português e lá apareceram de canhões e tudo. Ah…e uma aluna do Nuno Crato que levou quadro e tudo para fazer umas contas. E um zoófilo que até um macaco levou para dar assim um ar exótico ao cenário.

E nós portugueses? Bem. Fomos amar pelos dois. Pelos tantos mil cujos corações batiam em uníssono e acreditaram que se faria e fez História.

Lembro-me quando o ouvi na final por cá…fechei os olhos e senti-me viajar no tempo. Àqueles tempos em que as músicas do festival nos faziam sonhar. Mas mesmo assim, esta é única. Obrigada Salvador! Sonhaste não por dois, mas por milhares!

E termino como comecei: bem diz Eduardo Sá….se uma criança for complicada, muitas dificuldades terão os adultos. Quer-me parecer que neste exemplo o artista soube lidar com as suas limitações, descomplicar e ser um adulto sem qualquer tipo de dificuldade. Bem…talvez na agenda, mas quando a voz é de anjo, acontece…

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:15
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Maio de 2017
Manuela Marques é a Vice-Presidente na candidatura à Câmara Municipal de Santarém

unnamed

 

MANUELA MARQUES será a candidata a Vice-Presidente, como independente, na candidatura de cidadania que tem a jovem psicóloga Filipe Filipe como candidata à Presidência da Câmara Municipal de Santarém e apoiada pelo Bloco de Esquerda.

MARIA MANUELA DA FONSECA MARQUES nasceu a 15 de Junho de 1947, em Santarém.

Foi a mais velha de três filhos. Cresceu entre a esplanada do Verde Gaio e o Restaurante da Ribatejana onde os seus pais “viviam”.

Estudou  na Escola Industrial e Comercial de Santarém. Participou activamente em movimentos católicos de Juventude em Santarém, no âmbito do SCOJ (Secretariado Cristão dos Organismos Juvenis), nos anos 60. O primeiro trabalho foi na Secretaria do Governo Civil de Santarém. Depois já com dois filhos, trabalhou em Secretariado numa empresa de construção civil em Lisboa.

Viveu alguns anos, após a independência, em Angola, e mais tarde no Cairo, Egipto.

Estabeleceu comércio em Oeiras durante alguns anos. Organizou caminhadas semanais em grupo na Serra de Sintra. Depois de alguns anos retirada a viver em Dornes, voltou para Santarém; "saudades do cheiro das vinhas, dos gritos das andorinhas no arvoredo da Cidade e do soar das horas no cabaceiro".

Faz parte do Movimento de Cidadania “No Coração da Cidade”, tendo participado activamente no movimento pela limpeza e recuperação da Fonte da Junqueira e da Fonte das Figueiras, na dinamização da petição pela recuperação do Coreto e de variadas iniciativas culturais e sociais. 

Foi consultora cultural no Centro Cultural Regional de Santarém, iniciando os serões –“ Memórias da Cidade “– e “Passeios com história”. Faz parte da equipa de Direcção do FITIJ – Festival Internacional de Teatro para a Infância e Juventude que se realiza anualmente em Santarém. Participa em actividades do Fórum Ribatejo. Recentemente foi eleita Vice-Presidente da Sociedade Recreativa Operária.

Fez voluntariado na Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Deficiência Mental (APPACDM) durante três anos. Escreve uma coluna de opinião no jornal Correio do Ribatejo desde 2012…

Diz-nos que "não encontrou a sua Cidade. Procura-a ainda nas gentes que reconhece insatisfeitas"



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:58
link do post | comentar | favorito

TAGUS tem 1,5 milhões para criar emprego em Abrantes, Constância e Sardoal

unnamed

 

Desde dia 24 de Maio que a TAGUS está a receber candidaturas de projectos para a criação, modernização ou expansão de micro e pequenas empresas. Até ao início do próximo ano, este Grupo de Acção Local conta conceder um apoio de cerca de 1,5 milhões de euros a investimentos em Abrantes, Constância e Sardoal, no âmbito do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E), co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e Fundo Social Europeu (FSE).

O SI2E tem por objectivo estimular projectos de empreendedorismo e de criação de emprego, comparticipando não só despesas com obras de remodelação, equipamentos, planos e estudos (diagnósticos, auditorias, planos de marketing e projectos de arquitetura e de engenharia), participação em feiras e exposições no estrangeiro, como também remunerações de postos de trabalho a criar.

No território da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior o apoio vai até aos 100 mil euros a fundo perdido por investimento. Cada projecto tem um apoio de 40 por cento das despesas elegíveis para este financiamento, mas pode obter mais 10, se for uma empresa com menos de 5 anos de existência e ainda outros 10 se os projectos forem enquadrados nas prioridades para o território e definidos na estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária Rural (DLBC Rural) para o Ribatejo Interior, nomeadamente investimentos que promovam a valorização turística e os recursos endógenos do território, os produtos locais, agrícolas ou artesanais; comércio a retalho de produtos agrícolas e projectos que preservem a identidade territorial que envolvam crianças, idosos ou pessoas portadoras de deficiência. O que significa que podem surgir candidaturas com atribuição um apoio não reembolsável de 60 por cento do investimento. 

Já os custos com postos de trabalho a comparticipação pode ir até 18 meses de ordenado (com limite mensal do valor correspondente ao IAS – Indexante de Apoio Social), conforme o tipo de contrato e outras características do projecto.

O concurso da TAGUS no âmbito do SI2E, integrado no DLBC Rural, vai estar aberto até 29 de Dezembro deste ano, dividido por três fases de apresentação de candidaturas. Já em Junho, este Grupo de Acção Local irá realizar sessões de divulgação e esclarecimento sobre este apoio, estando já agendada para Abrantes no dia 19, Constância no dia 20 e Sardoal a 21 de Junho, pelas 18h. Para obter mais informação, o aviso e a legislação aplicável, consulte o sítio na Internet da TAGUS (www.tagus-ri.pt). Se pretende marcar reunião com a Equipa Técnica, entre em contacto com a Associação através do email tagus@tagus-ri.pt ou pelo telefone 241 106 000.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:21
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Maio de 2017
Festival MUUU de regresso a Salvaterra de Magos

unnamed (1)

 

O Festival MUUU está a chegar. A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos vai comemorar no dia 4 de junho o Dia Mundial da Criança (que se assinala a 1 de junho) com a III edição do Festival MUUU, a ter lugar no Largo dos Combatentes, na vila de Salvaterra de Magos.

O evento é organizado a pensar nos mais pequenos e vai juntar insufláveis para todas as idades, escorrega gigante, mascotes, touro mecânico, pinturas faciais, pipocas e espaço pais e filhos.

Traga as suas crianças e venha juntar-se à nossa mascote MUUU neste festival dedicado às crianças do nosso concelho!



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:07
link do post | comentar | favorito

Autarquia dá nova sede ao Núcleo Sportinguista de Santarém

 

unnamed

 

Foi assinado, hoje, dia 26 de maio, o protocolo de cedência de espaço para a nova sede do Núcleo Sportinguista de Santarém. Nesta cerimónia participaram Luís Manuel Sousa Farinha, vereador da Câmara Municipal, Tiago de Sampaio e Melo Marques Leite e Francisco Manuel Faustino Simões, respetivamente presidente e vice-presidente do Núcleo Sportinguista de Santarém.

Neste acordo o Município de Santarém, compromete-se a ceder ao Núcleo Sportinguista de Santarém, o edifício designado como Pavilhão nº 69, no Campo Infante da Câmara, como sua sede, para funcionamento das atividades previstas nos seus estatutos, repondo a dignidade do mesmo e a sua manutenção permanente.

O protocolo entra em vigor na data da sua assinatura, sendo válido pelo período de 1 ano, renovável automaticamente por iguais períodos.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:05
link do post | comentar | favorito

Santarém acolhe durante 2 meses o 3º Ciclo de Órgão

unnamed

 

 

Santarém acolhe, durante 2 meses, o “3º Ciclo de Órgão de Santarém”, que tem como temática o canto gregoriano e o Órgão em Portugal. O programa deste Ciclo foi apresentado esta tarde, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, por Susana Pita Soares, Vereadora da Cultura da Câmara de Santarém, pelo Padre Joaquim Ganhão, da Diocese de Santarém, por Mário Rebelo, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Santarém e por David Paccetti Correia, Diretor do Ciclo de Órgão de Santarém.

 

Este Ciclo, que decorre de 3 de junho a 30 de julho, conta com a participação de 11 organistas, 5 concertos, 1 recital, 1 missa cantada e uma conferência, e em que todas as iniciativas têm entrada livre.

 

A primeira iniciativa deste Ciclo de Órgão, tem lugar no dia 3 de junho, às 18h00, na Casa de Portugal e de Camões (Ex Presídio Militar), com a Conferência “O Canto gregoriano e a arte organística em Portugal: passado, presente e futuro”, a cargo dos oradores: Filipa Taipina, João Vaz José Maria Pedrosa Cardoso, Alfredo Teixeira e Padre Pedro Miranda, e moderação de David Paccetti Correia.

 

No dia 11 de junho (domingo), às 18h00, a Igreja de Nossa Senhora da Graça é palco de um Concerto de música da Idade Média – Liturgia in honorem Beatae Mariae Viriginis, pelo Coro Gregoriano de Lisboa, com direção de Armando Possante.

 

No dia 17 de junho (sábado), às 11h00, a Igreja de Nossa Senhora da Piedade, acolhe uma Missa Cantada com Órgão: RENASCIMENTO E MANEIRISMO - Missa de Beata Maria Virgine de Filipe de Magalhães (1571-1672), pela Schola Cantorum da Catedral de Santarém (Capela do Divino Salvador), Daniel Oliveira, no Órgãoe Pedro Rollin Rodrigues, na direção.

 

Dia 24 de junho (sábado), às 16h00, a Igreja da Catedral de Santarém, é palco de um Concerto com Coro, Orquestra e Órgão: desde a IDADE MÉDIA ao ROMANTISMO + Sinfonia n.1 Op. 11 de J. D. Bomtempo (1775-1842), pela Schola Cantorum da Catedral de Santarém (Pequenos Cantores e Capela do Divino Salvador),Daniel Oliveira, no Órgão; direção de Pedro Rollin Rodrigues, e com a Orquestra Clássica de Fátima; com direção de André Lousada.

 

No dia 9 de julho (domingo), às 18h00, na Igreja de Nossa Senhora da Piedade, há Recital de Órgão: BARROCO, por André Ferreira, no Órgão. Música para Órgão solo, de Manuel Rodrigues Coelho (c.1555-1635) e outros - [coprodução c/ Recitais de Órgão Comentados 2017].

 

Dia 15 de julho (sábado), a organização oferece 7 Mini Recitais de Órgão – Périplo pelos Órgãos Históricos de Santarém, com início às 15h00, na Igreja de Santa Maria de Alcáçova, com Daniel Oliveira (Programa a anunciar), às 15h30, na Igreja de Santa Maria de Marvila, com Célia Sousa Tavares (Programa a anunciar), às16h00, na Igreja da Misericórdia, com Filipe Veríssimo (Programa a anunciar), às 16h30, na Igreja de São Nicolau, com Daniela Moreira (Programa a anunciar), às 17h00, na Igreja de Jesus Cristo, com Inês Machado(Programa a anunciar), às 17h30, na Igreja de Nossa Senhora da Piedade, com Rafael Reis (Programa a anunciar), às 18h00, na Igreja da Catedral de Santarém, com António Esteireiro (Programa a anunciar).

 

No dia 16 de julho (domingo), às 18h00, na Igreja de Santa Maria de Alcáçova, tem lugar um Concerto de Coro e Órgão: CLASSICISMO e PRÉ-ROMANTISMO - Capella

Patriarchal, por João Vaz, no Órgão e direção – apresentação de Obras de Fr. José Marques e Silva (1782-1837).

 

Dia 22 de julho (sábado), às 21h00, a Igreja da Catedral de Santarém, acolhe um Concerto de Coro e Órgão: SÉC. XX - Canto gregoriano acompanhado extraído de Nova Organi Harmonia (liturgia de Nossa Senhora da Conceição), pela Schola Cantorum da Catedral de Santarém (Pequenos Cantores e Capela do Divino Salvador), acompanhados por David Paccetti Correia, no Órgão e Pedro Rollin Rodrigues, na direção.

 

No dia 30 de julho (domingo), às 19h00, tem lugar o último Concerto, deste Ciclo, na Ifgreja da Catedral de Santarém - CONCERTO com CORO E ÓRGÃO: SÉC. XXI - ESTREIA ABSOLUTA da obra “Antífonas Marianas”, de João Vaz para Coro e Órgão.

Ensemble Lusiovoce; Sérgio Silva, no Órgão e direção de Clara Alcobia Coelho.

 

A programação da 3ª edição deste Ciclo, possível, graças ao trabalho em parceria, da Câmara de Santarém com a Diocese de Santarém e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém, tem como objetivos específicos: dar continuidade ao êxito das duas primeiras edições do Ciclo de Órgão de Santarém; aprofundar e divulgar o conhecimento da ligação histórica entre o canto gregoriano e órgão, sobretudo, o relativo ao contexto histórico português; refletir sobre o futuro da ligação entre o canto gregoriano e órgão, sobretudo para o contexto territorial português; divulgar o repertório de canto gregoriano, bem como o repertório derivado e/ou inspirado no canto gregoriano que envolva órgão; promover a composição e execução de novas composições que evolvam canto gregoriano e órgão, mediante encomenda a autores portugueses; homenagear Maria Helena Pires de Matos (1938-2011), personalidade de reconhecido prestígio no estudo, prática e divulgação do canto gregoriano e, por último, promover e divulgar os organistas e outros músicos especialistas no repertório em causa, a que se associa a importância de dar a conhecer e divulgar o património organológico de Santarém, propriedade da Diocese de Santarém e da Santa Casa da Misericórdia de Santarém, após a reabilitação e restauro dos Órgãos Históricos de Santarém - património de Santarém, entre 2007 e 2015, promovido pelas três entidades parceiras: Câmara Municipal de Santarém, Diocese de Santarém e Santa Casa da Misericórdia de Santarém, com o apoio de fundos comunitários.

 

A organização continua assim a sua aposta, na divulgação deste património, através da programação de atividades de excelência, não só para os munícipes de Santarém, como para todos aqueles que já visitam Santarém, quer sejam cidadãos nacionais ou estrangeiros, numa aposta de captação de novos públicos, após o restauro, simultâneo, de seis órgãos antigos que se encontram no Centro Histórico de Santarém, nas igrejas da Piedade, Marvila, São Nicolau, Misericórdia, Catedral, Nossa Senhora de Jesus do Sítio, da Alcáçova, e na Catedral de Santarém.



publicado por Noticias do Ribatejo às 05:52
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Maio de 2017
Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

unnamed (1)

 

sexta-feira:

 

Esta sexta-feira, dia 26 de maio, têm início as comemorações do 430º Aniversário da Misericórdia de Pernes, em Pernes. Das 10h00 às 19h00, mais que um Encontro, uma partilha em Páginas de Misericórdia, com a Feira do Livro, para divulgação das publicações das Misericórdias.

 

Às 11h30, tem lugar o lançamento do livro sobre a Igreja da Misericórdia de Pernes, pelo Padre Ricardo Pinto - Capelão da Misericórdia de Pernes.

 

Às 14h00, tem início um Seminário, na Igreja da Misericórdia de Pernes, que conta na Sessão de Abertura, com Susana Pita Soares, Vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Santarém, juntamente comManuel João Maia Frazão, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pernes e de Tiago Leite, Diretor da Segurança Social de Santarém.

 

O Seminário prossegue às 14h30, com o I Painel – Misericórdias: o que publicam, com moderação a cargo de Mariano Cabaço, da União das Misericórdias Portuguesas, e apresentação das temáticas – “Os Livros”, por António Tavares, da Santa Casa da Misericórdia do Porto, “As Revistas e os Jornais”, por Bethania Pagin, responsável pelo Gabinete de Comunicação e Imagem, da União das Misericórdias Portuguesas.

Depois da pausa para café, a sessão prossegue às 16h00, com o II Painel - O valor dos livros na vida das Misericórdias, com o Padre Vítor Melícias, seguido de Debate.

 

Às 17h30, tem lugar a Sessão de Encerramento, a cargo de Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém e de Manuel de Lemos, Presidente da União das Misericórdias Portuguesas.

 

Esta sexta-feira, tem início a Festa da Várzea 2017, com entradas livres, que prosseguem até domingo, dia 28 de maio.

 

Às 18h00, a Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Palestra “Da conquista de Alorna (Índia) à Quinta de Alorna (Almeirim): A construção das fortunas ultramarinas no Oriente do século XVIII, a cargo de Ernestine Carreira - Historiadora e Professora na Universidade de Toulouse (França).

 

No decorrer do século XVIII, a Índia portuguesa viveu sucessivamente perdas territoriais dramáticas nos seus territórios antigos do «Estado da India» e episódios militares de conquistas que a coroa iria instrumentalizar na sua propaganda imperial. Entre estes episódios, o mais célebre diz respeito à atuação do vice-rei dom Pedro Miguel de Almeida, Marquês de Castelo Novo, que se distinguiu em 1744 pela conquista da fortaleza de Alorna, nos arredores de Goa, e a quem o rei atribuiria mais tarde o marquesado do mesmo nome.

Fundador da Quinta de Almeirim que nomeou em lembrança dos seus feitos heroicos indianos, a presença do Marquês na Índia permite-nos evocar, além do lado luminoso das carreiras políticas e militares no Oriente, a corrida à construção de fortunas pessoais rapidamente adquiridas com o comércio marítimo, tanto nos meios da nobreza, como nas sociedades de mercadores oriundos de Portugal. Estava-se numa época em que os reis toleravam o conflito de interesses entre os rendimentos da coroa e o enriquecimento pessoal das elites governativas porque não conseguiam recrutar bons militares para o serviço real no Oriente. De facto, desde o início do século XVIII, as fortunas edificavam-se no Brasil e suas minas de ouro e não numa Ásia vista como decadente.

Palestrante: Prof.ª Dr.ª Org. Clinica Acupuntura Dr. Faustino Santos/Camara Municipal Santarém

Às 21h30, há Cesta d’Artes, com Teatro pelo Teatrinho de Santarém, poesia de Mário Rui Silvestre (poeta) e música com a Escola de Música Sons do Alviela, no Fórum Actor Mário Viegas – Centro Cultural Regional de Santarém.

 

Cesta d’ Artes é um projeto de divulgação e promoção cultural e artística das produções que se vão fazendo a nível local e regional, envolvendo diferentes expressões numa mostra multidisciplinar, para públicos diversos. Um Serão de agradável convívio sócio- cultural, para toda a família.

 

A partir das 22h00, as ruas de S. Domingos recebem Histórias em Viagem – Espetáculo Itinerante de artes de Rua, produzido no âmbito do projeto ODISSEIA.

O espetáculo conta com a participação de jovens não profissionais dos municípios de Oeiras, Barreiro, Moita, Almada, Santarém e Sesimbra, que aqui se tornam performers ao lado de dois atores e de dois bailarinos profissionais.

A partir da exploração de linguagens artísticas que bebem do teatro de rua e do teatro físico, Histórias em Viagem aprofunda o espaço que existe dentro de cada individuo, convidando os participantes a autoconhecerem-se e a partilharem partes de si.

Histórias em Viagem é um espetáculo itinerante e multidisciplinar que utiliza a pedagogia como investigação para recolher matéria-prima criativa. A viagem implica deslocamentos, movimentações e fluxos. Esta dinâmica gera percursos traçados pelo indivíduo a solo ou em grupo, onde acontecem vivências, encontros, desencontros, emoções, partilhas... E é no caminho destes movimentos, que aparecem as histórias.

Histórias em Viagem foi criado no âmbito do projeto ODISSEIA, cofinanciado pelo programa Partis da Fundação Calouste de Gulbenkian.

Direção Artística António Oliveira e Julieta Rodrigues | Direção Pedagógica António Oliveira | Dramaturgia e encenação Julieta Rodrigues | Direção Técnica António Oliveira | Desenho, ilustração e Vídeo Ícaro o Pintor |Sonoplastia e Desenho de som João Bento | Fotografia João Bento | Teatro físico Inês Lua, Bernardo Ribeiro |Dança João Santiago, Chiara Zompa | Com a participação de jovens dos municípios de Oeiras, Barreiro, Santarém, Moita, Sesimbra e Almada selecionados no âmbito das ações de formação do projeto ODISSEIA: Mavatiku José, Joãozinho da Costa, Kyra Jé, João da Silva, Bruno Cristina, Cristiana Vilela, Ângelo Zemoura (mais nomes a confirmar) | Coprodução Artemrede e Radar 360 Associação Cultural | Cofinanciamento Programa Partis / Fundação Calouste Gulbenkian | Acompanhamento social: Rumo

 

sábado:

 

Este sábado, dia 27 de maio, prossegue a Festa da Várzea 2017, com entradas livres, A Festa decorre até domingo, dia 28 de maio.

 

A partir das 14h00, prossegue o 430º Aniversário da Misericórdia de Pernes. Com Deposição de Coroa de Flores, seguida; às 14h30, de Missa de Ação de Graças, na Igreja da Misericórdia. Às 15h30, decorre uma Sessão Solene, na Quinta da Torre.

 

Às 11h30,há Teatro de Fantoches – Come a Sopa Marta, com a presença especial da autora Marta Torrão, com Sessão de autógrafos, na Livraria Aqui Há Gato. Entrada livre.

 

Uma história que vai encantar crianças e adultos! Formas animadas que nos trazem a beleza da conjugação das artes plásticas com o teatro e a literatura para a infância.

(Duração) 30’ (Classificação) para toda a família

Às 12h00 há Oficinas de Arte – Carinhas Gatolas, na Livraria Aqui Há Gato.

Vamos por as mãos na massa e trabalhar com as pontas dos dedos, moldar uma cara de gato muito divertida e cheia de cor!

 

Duração: 1h - Classificação: a partir dos 4 anos / inclusive - 7

Para mais informações: 961 229 187/243 094 019

 

Às 16h00, o Coreto do Jardim da República recebe a iniciativa da INATEL, que conta com o apoio da Câmara de Santarém, “COMPASSO Santarém - Ciclo de Bandas Filarmónicas, que conta com a participação da Sociedade Filarmónica Alcanedense, da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais e da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira.

 

Às 16h00, integrado na Temporada da Primavera, do Teatro Taborda, do Círculo Cultural Scalabitano, sobe ao palco a Peça de Teatro “Romeu e Julieta, uma história de amor”.

 

Numa época de contrastes, em que se oscila entre o poder do dinheiro e a moral, nasce uma história de amor intemporal, marcada por ódios e vinganças, que arrebata corações. Quem vencerá? Ontem, hoje e amanhã o amor tudo pode, tudo conquista, tudo supera…

Uma apresentação singela, indo ao encontro do nível etário de quem a vive em palco. Quem nos acompanhar nesta vivência, será seguramente agraciado por um verdadeiro hino ao amor, pleno de significados e simbologias.

Clube de Teatro da Escola Básica Alexandre Herculano (Santarém) | Adaptação da obra homónima de William Shakespeare | Atores: Carolina Ferreira, Carolina Gil, Diana Barreto, Diogo Oliveira, Duarte Vitorino, Francisca Reguinga, Inês Nalha, João Melro, Leonardo Correia, Martim Leitão, Rafael Raimundo, Rafael Vieira | Encenação:Fátima Oliveira e Graça Gonçalves | Guarda-roupa: Espólio de trajes históricos da Escola Básica Alexandre Herculano

 

Às 17h00, há Teatro de Bolso III - Viagem ao Centro da Terra, na Livraria Aqui Há Gato. Gratuito até aos 12 meses.

 

Era uma vez um menino e uma bola… parece uma história simples… Mas se essa bola caísse dentro de um vulcão e fosse parar ao centro da terra? Bem… isso é que seria uma grande aventura! Pois então… estão todos convidados… Venham assistir a uma sessão de Teatro de Luz Negra no Aqui há Gato! E se vierem com roupa branca vestida ficarão iluminados na escuridão.

Curiosos?… pois… aqui há gato!!!

(Duração) 30’ (Classificação) para todos (Preço) 3€

À mesma hora, é inaugurada a Mostra e entrega de prémios do IV Concurso / Exposição de Desenho e Pintura intitulado " Pilares da Arte Juvenil", organizada pelo Santarém Hotel e pela Fundação Passos Canavarro. A exposição das obras fica patente até dia 9 de julho.

 

A partir das 22h00, as ruas de S. Domingos recebem Histórias em Viagem – Espetáculo Itinerante de artes de Rua, produzido no âmbito do projeto ODISSEIA.

O espetáculo conta com a participação de jovens não profissionais dos municípios de Oeiras, Barreiro, Moita, Almada, Santarém e Sesimbra, que aqui se tornam performers ao lado de dois atores e de dois bailarinos profissionais.

A partir da exploração de linguagens artísticas que bebem do teatro de rua e do teatro físico, Histórias em Viagem aprofunda o espaço que existe dentro de cada individuo, convidando os participantes a autoconhecerem-se e a partilharem partes de si.

Histórias em Viagem é um espetáculo itinerante e multidisciplinar que utiliza a pedagogia como investigação para recolher matéria-prima criativa. A viagem implica deslocamentos, movimentações e fluxos. Esta dinâmica gera percursos traçados pelo indivíduo a solo ou em grupo, onde acontecem vivências, encontros, desencontros, emoções, partilhas... E é no caminho destes movimentos, que aparecem as histórias.

Histórias em Viagem foi criado no âmbito do projeto ODISSEIA, cofinanciado pelo programa Partis da Fundação Calouste de Gulbenkian.

Direção Artística António Oliveira e Julieta Rodrigues | Direção Pedagógica António Oliveira | Dramaturgia e encenação Julieta Rodrigues | Direção Técnica António Oliveira | Desenho, ilustração e Vídeo Ícaro o Pintor |Sonoplastia e Desenho de som João Bento | Fotografia João Bento | Teatro físico Inês Lua, Bernardo Ribeiro |Dança João Santiago, Chiara Zompa | Com a participação de jovens dos municípios de Oeiras, Barreiro, Santarém, Moita, Sesimbra e Almada selecionados no âmbito das ações de formação do projeto ODISSEIA: Mavatiku José, Joãozinho da Costa, Kyra Jé, João da Silva, Bruno Cristina, Cristiana Vilela, Ângelo Zemoura (mais nomes a confirmar) | Coprodução Artemrede e Radar 360 Associação Cultural | Cofinanciamento Programa Partis / Fundação Calouste Gulbenkian | Acompanhamento social: Rumo

 

domingo:

 

Este domingo, dia 28 de maio, aproveite o último dia para visitar a Festa da Várzea 2017, com entradas livres.

 

Às 13h37, tem início a 8ª Festa da Sopa, no Centro de Bem Estar Social de Vale de Figueira. Prove 7 Sopas + 1 – Entrada 6 colheres, com Ambiente Familiar, animação e convívio. Reserve já a sua entrada, através do telefone: 243 420 543 ou do E-mail: geral@cbesvf.org .

 

Às 16h00, integrado na Temporada da Primavera, do Teatro Taborda, do Círculo Cultural Scalabitano, há “Dança do Mastro com Fitas”, com criação e direção de Bruno Cintra/Agora Teatro.

 

Mais do que um espetáculo, este é um espaço de intervenção e brincadeira, uma forma de oficina que emerge de repertório musical tradicional e da “Dança do Mastro de fitas”, semelhante à do “Baile da Pinha”. Uma flauta pastoril e um Tamboril, dois instrumentos tradicionais, acompanham o “Baile” enquanto os meninos (dançarinos) entrançam e desentrançam fitas coloridas em volta de um mastro. Um movimento infinito…

 

Em permanência:

 

Até dia 31 de maio, visite a Exposição “Desta Canção que Apeteço – Obra discográfica de José Afonso”, na Loja do Cidadão de Santarém.

“Desta Canção que Apeteço – Obra discográfica de José Afonso” estreia o acolhimento de exposições em Lojas do Cidadão. Santarém é duplamente pioneira porque é a primeira Loja do Cidadão a acolher exposições, e é a primeira a ter um Espaço Cultura. A Exposição que apresenta trabalhos editados ao longo de mais de três décadas, é organizada pela AJA – Associação José Afonso.

Esta Exposição permite (re)descobrir a obra, singularidade, contemporaneidade e pertinência musical, poética e cultural de Zeca Afonso, entre 1953 e 1985.

O visitante “viaja” através de capas de discos, músicas, livros partituras, fotografias, instrumentos musicais, gira-discos e outros objetos do “universo” deste autor, numa perspetiva completa da sua obra.

 

Até dia 31 de maio, visite o Arquivo Histórico Municipal-Mostra Documental “Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire. A Mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

“Pormenor do documento que identifica as receitas realizadas pelas promessas dos cidadãos da Vila de Santarém. De notar que  para a obra de S. Sebastião estas  foram registadas e recebidas pelo tesoureiro da câmara, Capitão, Francisco Gomes Botto.

As doações estão identificadas pelos seus autores e o Livro está assinado e rubricado por Francisco Soares de Aragão”.

 

Até dia 31 de maio, visite a Exposição Bibliográfica “Vamos ler… Branquinho da Fonseca”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00, e aos sábados, das  09h30 às 12h30.

 

“António José Branquinho da Fonseca nasceu no dia 4 mês de maio de 1905 e veio a falecer por coincidência também em maio, dia sete, do ano de 1974. Filho do escritor Tomás da Fonseca, Branquinho da Fonseca foi um escritor português reconhecido como poeta e como dramaturgo. Experimentou vários modos e géneros literários (conto, poema em prosa, romance) e como artista interessou-se pelo desenho, fotografia, cinema e design gráfico.

Foi um dos fundadores da revista “Presença” onde publicou o seu primeiro texto e onde exerceu o cargo de diretor até junho de 1930 conjuntamente com Miguel Torga. Em 1932 assumiu a função de Conservador no Museu Biblioteca Conde de Castro Guimarães e em 1953 cria o projeto de uma biblioteca itinerante, a primeira do género em Portugal tendo exercido o cargo de diretor do Serviço de Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian até ao ano da sua morte”.

 

Até dia 31 de maio, visite a Mostra Bibliográfica “Centenário das Aparições de Fátima”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire. A Mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

“A um ciclo de aparições marianas que ocorreram no ano de 1917 na localidade de Fátima, deu-se a designação de Aparições de Fátima, cuja aparição envolveu três crianças que afirmaram “… terem visto uma senhora mais brilhante que o Sol...”.

Estas comemorações são um acontecimento marcante na Igreja Católica, entidade que a confirma e assume como não sendo apenas para assinalar a efeméride histórica, mas essencialmente para divulgar a mensagem que marca a vivência da fé e de muitos dos católicos e difundir a mensagem de Fátima a nível nacional e internacional. Para a Igreja as Comemorações são um projeto pastoral que poderá constituir um impulso na renovação e fortalecimento da fé.

No âmbito das Comemorações do Centenário das Aparições de Fátima (1917-2017) a Biblioteca Municipal associa-se à efeméride com uma Mostra Documental patente ao público durante o mês de maio”.

 

Até dia 17 de junho, o Bar-Galeria do Teatro Sá da Bandeira acolhe a Exposição/Instalação/Investigação | Para uma Timeline a Haver - genealogias da dança enquanto prática artística em Portugal, de Ana Bigotte Vieira, João dos Santos Martins. A Exposição pode ser visitada de quarta-feira a sábado, das 16h00 às 19h00. Em noites de espetáculo abre uma hora antes do mesmo.

“Construindo na galeria do Teatro Sá da Bandeira uma cronologia para a dança em Portugal, “Para uma Timeline a Haver” é um exercício coletivo de investigação e de sinalização de marcos relativos ao desenvolvimento e disseminação da dança como prática artística em Portugal nos séculos XX e XXI, com especial incidência na segunda metade do século XX”.

 

O Piano-Bar do Teatro Sá da Bandeira acolhe, até dia 17 de junho, a Exposição Dança do Existir - Retrospetiva em imagens do trabalho coreográfico de Vera Mantero. A Exposição pode ser visitada de quarta-feira a sábado, das 16h00 às 19h00. Em noites de espetáculo abre uma hora antes do mesmo.

“Cerca de 30 fotografias traçando o percurso da coreógrafa, das suas primeiras criações às mais recentes. A exposição integra ainda a consulta de registos videográficos de alguns dos trabalhos da coreógrafa. Fotos de lcino Gonçalves, Dirk Rose, Henrique Delgado, José Fabião, Jorge Gonçalves, João Tuna, Laurent Philippe”.

 

Até final de junho, visite a Exposição - Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’- destaque trimestral para uma obra da autoria da pintora Vieira da Silva: Primavera, serigrafia s/ papel, datada do século XX. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire.

“Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais”.

 

Até dia 7 de fevereiro de 2018, visite a Exposição “Santarém Cidade em Crescente”, na Casa do Brasil, em Santarém. Esta Mostra, que vai estar patente durante 9 meses, distribui-se por 10 espaços de Exposição, e apresenta 70 Peças, pertencentes ao espólio do Museu Municipal de Santarém, do Museu Etnográfico da Ribeira de Santarém, do Museu Municipal Carlos Reis de Torres Novas, do Museu Nacional de Arte Antiga e do Museu Geológico de Lisboa. Patente de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

A Exposição apresenta-se como uma proposta de leitura do espírito do lugar (Genius loci), de modo a consubstanciar-se numa logomarca agregadora das estratégias culturais, sociais e económicas, do município.

Esta leitura parte de uma matriz identitária de base geográfica - mediterrâneo oriental – ‘crescente fértil, sublinhando a dimensão da memória da sua paisagem cultural (fertilidade - ‘paisagem da abundância’).

A exposição aborda temáticas diversificadas, muito ligadas com o fundo cultural da região, com destaque para a importância da agricultura: vinho, azeite e cereais, do touro e do cavalo, do rio e da lezíria. Explora, paralelamente, as vertentes simbólico-religiosas, particularmente as ligadas à fertilidade - ‘paisagem da abundância’, e interpreta a importância local, o simbolismo e a religiosidade das águas, presentes no mito de Santa Iria."

“Santarém Cidade em Crescente” combina objetos museológicos: Harpócrates, capitel árabe, pithoi fenícios, lucernas islâmicas, ânforas, talhas, arreios e selas, estelas medievais, etc, com imagens iconográficas e fotográficas e conta com três instalações de arte contemporânea de Carlos Amado, sobre O Sagrado e o Azeite, Fernanda Narciso, sobre o Rio e de João Maria, sobre Mãe Terra. Origem da Terra – Cromlek.

Esta iniciativa aposta fortemente na componente sensorial, experiencial e multimédia, em que se destacam três Projetos Multimédia: dois do Realizador Jorge Sá: “Tons da Terra” – Génese e simbolismos ancestrais da Humanidade e “Não se Es gota”- sobre a Água e o terceiro, “Aqui se ara”, de Diana Amado, que vão estar patentes e podem ser vistos, durante os 9 meses da exposição.

Carlos Amado e Luís Mata, técnicos da Câmara de Santarém, foram os autores deste projeto, a partir da investigação sobre a história de Santarém, realizada por Luís Mata. A coordenação desta exposição está a cargo de Carlos Amado.

À semelhança da exposição anterior – “Modos, Medos e Mitos”, esta exposição tem como objetivos gerais: assinalar o papel histórico das civilizações do mediterrâneo oriental (fenícios, sírios, árabes, judeus) na paisagem e na estrutura urbanística da Cidade; realçar a característica urbana da topografia de Santarém: Cidade de planalto (Móron = monte); sublinhar a importância da agricultura na economia regional, nomeadamente do vinho, do azeite, dos cereais e dos legumes, muitos deles introduzidos pelos povos do levante; acentuar o papel dos conhecimentos tecnológicos e da ação humana dos muçulmanos na criação de uma paisagem aluvionar (a lezíria de Santarém como o resultado de uma transferência tecnológica de uma agricultura característica das civilizações do crescente fértil e sua adaptação às características naturais locais: campos de lezíria antigos e modernos; consolidação dos mouchões, colmatagem contínua das terras sujeitas ao regime de cheias, fixação nos terraços fluviais embutidos desde o Paleolítico Inferior); reproduzir a dimensão cultural e mental do Tejo, com paralelos no mar Mediterrâneo, no Médio Oriente e no Norte de África; assinalar o convívio entre o Homem e o elemento água, num equilíbrio representativo de uma paisagem cultural (tal como Veneza ou o Nilo); a religiosidade e o simbolismo das águas: Santa Iria, fertilidade, etc (tal como o Nilo, o Tejo tem um regime hídrico de cheias regulares – ‘crescidas’ – que vão garantindo a reposição da fertilidade do solo e o consequente sucesso da instalação das populações, bem como destacar a importância cultural e simbólica do cavalo e do touro (cornos=crescente).

 

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, com destaque para o Relógio Solar da Torre, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Segmento de fuste de coluna com altos-relevos nas duas faces opostas. Numa encontra-se o brasão oitocentista das armas da Vila de Santarém e na outra em quadrante solar, vertical e retangular sem estilete, com orientação a meridional (quadrante meridiano). O relógio de sol encontra-se datado e a numeração das partes do dia (horas) foram insculpidas em capitais romanos, pelo processo de sulco, na sequência das linhas divisórias.

O brasão de Santarém, documentado na sigilografia desde 1246, encontra-se presente em vários testemunhos da arquitetura civil, como a ponte de Alcorce, o Chafariz de Palhais ou das Figueiras, o padrão de Santa Iria ou a Fonte da Junqueira. Testemunhando o domínio da propriedade municipal, a partilha de despesas entre o município e a coroa, a ostentação ou a comemoração dos seus emblemas (o castelo e o rio e escudetes régios), ele constitui uma fonte essencial para a história concelhia e para a identidade das suas populações no tempo e no espaço”.

 

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

“Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

 

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem”



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:48
link do post | comentar | favorito

Rali Vila Medieval de Ourém volta a surpreender- Confirmada presença de Elisabete Jacinto

 

unnamed

 

 

A piloto Elisabete Jacinto vai estar presente no Rali Vila Medieval de Ourém não só para algumas sessões de autógrafos, mas também para mostrar o seu camião de assistência.

Este veículo irá estar exposto junto ao parque de assistência do Rali.

A equipa Bio-Ritmo® alcançou recentemente um lugar de pódio no Rali Morocco Desert Challenge.

A piloto portuguesa de todo-o-terreno é a única mulher a disputar regularmente as principais provas de rali em África ao volante de um camião.

A carreira de Elisabete iniciou-se nas motas, tendo competido até 2001 em diversas provas, como o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, o Rali da Tunísia e o Rali Dakar. O que começou como um hobby, que partilhava com o marido, tornou-se uma ocupação e um desafio físico e mental.

Em sete participações no Africa Eco Race, conseguiu terminar a competição cinco vezes entre os três melhores da secção camião.

Atualmente, Elisabete dedica-se exclusivamente à pilotagem, mas já foi professora de geografia e autora de manuais escolares, co-autora da BD "Os Portugas no Dakar "e autora do livro "Irina no Master Rali".

 

Horários do Rali:

 

Dia 3 Sábado:

21h00 – Super Especial 1 – (Zona do Parque Linear/Mercado)

Dia 4 Domingo

10h00 – Agroal 1

10h45 – Olival 1

14h00 – Agroal 2

14h45 – Olival 2

16h00- Super Especial  2 – (Zona do Parque Linear/Mercado)



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:46
link do post | comentar | favorito

II Colóquio da Ribeira de Muge - "O Culto Mariano"


A Academia Itinerarium XIV da Ribeira de Muge vem pelo presente meio divulgar o programa do II Colóquio da Ribeira de Muge, que terá lugar no próximo dia 10 de junho, na Casa da Cultura da Raposa a partir das 14.30h. Assim, o painel principal contará com os seguintes oradores e comunicações:

- Aurélio Lopes, "A Ascensão Cultual de Maria"
- Ana Correia, "O Culto a Nossa Senhora do Castelo em Coruche"
- Roberto Caneira, "As festas em honra de Nossa Senhora da Glória"
- Manuel Evangelista, "A religiosidade popular na Ribeira de Muge"

O colóquio é de participação livre, contudo a inscrição é necessária para quem pretenda pasta de documentação, com resumos das comunicações e certificado de presença. A inscrição pode ser feita no formulário online (aqui), para o email da academia (academia.xiv@gmail.com) ou para o telefone da Junta de Freguesia de Raposa (243 566 166).

Este é o segundo colóquio realizado numa parceria entre a Junta de Freguesia de Raposa e a Academia Itinerarium XIV da Ribeira de Muge, que pretende trazer um tema cultural a debate à Ribeira de Muge, dando a conhecer não só a realidade local, como realidades mais abrangentes



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:44
link do post | comentar | favorito

CARTAXO ENTREGOU HOJE A REVISÃO DO PDM

 

  • Os documentos entregues hoje à Comissão Consultiva que se vai pronunciar sobre a Revisão do Plano Diretor Municipal do Cartaxo (PDM), constituem “tudo o que depende da Câmara Municipal. Todas as peças a que a Lei obriga estão entregues. Concluímos o nosso trabalho”, afirmou Pedro Magalhães Ribeiro. “Trabalhámos por um PDM mais amigo do investimento, da criação de emprego e de riqueza para a nossa terra, um PDM mais amigo do ambiente, do desenvolvimento sustentável e que potencie os nossos recursos naturais, como é exemplo a nossa freguesia de Valada. Estou convicto que, com este documento,  conseguimos alcançar este objetivo”.
  • A Revisão que as entidades vão agora analisar “é o resultado do trabalho exaustivo e rigoroso de uma equipa técnica competente, de inúmeras sessões públicas de consulta à população, aos autarcas, aos empresários. O dia de hoje marca o culminar de três anos de trabalho técnico e de vontade política em resolver os impasses que um PDM com mais de 18 anos coloca ao desenvolvimento do concelho, ao investimento e à vida diária dos cidadãos”.
  • Hoje, aquando da entrega da Revisão do  PDM, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT) estabeleceu como prazo limite para que as “entidades se pronunciem, o dia 29 de julho”, informou o presidente de Câmara, “até lá, vamos continuar o nosso esforço de esclarecimento e de informação à Comissão”.
  • Neste âmbito, a autarquia convidou todas as entidades “para uma visita ao concelho, com especial destaque para a visita a Valada e aos principais investimentos já previstos para o concelho”. A visita ficou agendada para o próximo dia 20 de junho, às 10h00.
  • O processo legal de apreciação, emissão de pareceres e relatório final da CCDR_LVT deverá estar encerrado até final do próximo mês de setembro.

 

 

O edifício sede do Município recebeu hoje, dia 24 de maio, uma reunião de trabalho que Pedro Magalhães Ribeiro considera “histórica e que com humildade, mas também com enorme entusiasmo, reconheço como um passo da maior importância para o futuro do concelho”.

 

A reunião sentou à mesma mesa as entidades e instituições que receberam todos os documentos e peças técnicas que constituem “a nossa proposta de Revisão do PDM do Cartaxo”, informou Sónia Serra, Vereadora dos Pelouros do Ambiente, Urbanismo e Desenvolvimento Económico, esclarecendo que, para além da Câmara e Assembleia Municipais do Cartaxo, a Comissão Consultiva da Revisão do Plano Diretor Municipal do Cartaxo (CC-PDM) é constituída por mais 13 entidades cuja pronúncia é obrigatória e vinculativa. Hoje, a Comissão Consultiva aprovou por unanimidade a inclusão de mais 12 entidades a quem será, de igual modo,  pedido a emissão de parecer sobre a proposta de revisão de PDM. Em síntese, serão 25 as entidades a emitir parecer sobre a proposta de revisão de PDM do Cartaxo, sendo que esses pareceres serão vinculativos e, por isso, determinantes para a redação final.

 

Câmara Municipal espera que trabalho iniciado em 2014 esteja concluído até final do ano

O processo de Revisão do PDM do Cartaxo teve início em 2014, tendo a Câmara Municipal promovido, em 2015, sessões públicas com empresários e com eleitos locais, com o objetivo de preparar a proposta preliminar de ordenamento que entregou à CCDR–LVT em janeiro de 2016.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, define a construção desta Revisão do PDM como “ um processo participado, que quisemos abrir à comunidade, em especial àqueles que investem no nosso concelho, porque se esse investimento é essencial à criação de riqueza e emprego, então, o PDM deve ser um instrumento facilitador de investimento, no escrupuloso cumprimento da legislação nacional e regional que o condicionam”.

 

O presidente da Câmara destacou ao longo do processo “o envolvimento de todos os órgãos autárquicos no processo de construção da proposta”, referindo a sessão pública que a Câmara promoveu em maio de 2015, dedicada a todos os eleitos de junta de freguesia, assembleia e câmara municipal, assim como, as reuniões de trabalho que decorreram entre a equipa técnica e os presidentes de todas as juntas de freguesia para “que estes pudessem colocar todas as dúvidas sobre o procedimento e dar conta à equipa técnica, das necessidades que cada freguesia sentia que deviam estar contempladas no novo PDM”.

 

Em janeiro de 2016, a proposta preliminar foi entregue na CCDR–LVT e em março foi “levada pela equipa técnica a todas as freguesias, em sessões abertas à população, abertas aos investidores, sessões que foram muito participadas e que decorreram em todas as freguesias do concelho”.

 

A partir da sessão que decorreu hoje “as entidades têm um prazo limite para se pronunciarem, estabelecido pela CCDR–LVT”, informou Pedro Magalhães Ribeiro, informando que “até ao dia 29 de julho, todos os pareceres terão de estar emitidos”, a 4 de setembro “a Comissão volta a reunir no Cartaxo, para a Conferência Procedimental, que consiste, em termos gerais, à conferência dos pareceres emitidos pelas entidades e à elaboração da proposta de plano a submeter a Discussão Pública formal”, que deverá refletir as recomendações, as orientações e os alertas constantes dos pareceres emitidos pelas entidades convocadas. A CCDR–LVT será a responsável pela redação do relatório final resultante desta fase do processo, que entregará à Câmara Municipal até dia 22 de setembro.

 

A autarquia poderá, caso venha a ser necessário, contactar as entidades que emitiram os pareceres para consensualizar posições que garantam pareceres positivos das entidades. A Câmara Municipal do Cartaxo disponibiliza, para além dos canais de comunicação existentes, o mail pdm@cm-cartaxo.pt para que todos os interessados possam suscitar quaisquer esclarecimentos sobre o processo de revisão do PDM.

 

 

Comissão Consultiva da Revisão do Plano Diretor Municipal do Cartaxo

Câmara Municipal do Cartaxo

Assembleia Municipal do Cartaxo

 

Entidades cujo parecer é obrigatório e vinculativo

Autoridade Nacional da Proteção Civil

Agência Portuguesa do Ambiente, I.P.

Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I.P.

Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo

Agência para a Competitividade e Inovação, I.P.

Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.

Direção-Geral do Património Cultural

Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P.

Infraestruturas de Portugal, S.A.

Turismo de Portugal, I.P.

Câmara Municipal da Azambuja

Câmara Municipal de Santarém

 

Entidades cujo parecer não é obrigatório mas vinculativo caso seja emitido

Instituto do Desporto e da Juventude

Direção Geral do Território

Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares

Direção Geral da Agricultura e Pescas

ANACOM

Direção Geral da Energia e Geologia

Instituto Nacional de Reabilitação

LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia

EDP

REN – Rede Elétrica Nacional

Tagusgás

Cartágua – Águas do Cartaxo, SA



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:43
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Maio de 2017
Mais de 500 reuniões de negócios ao longo de dois dias no Encontro Dos Negócios em Português
Em dois dias, as reuniões bilaterais seguiram-se umas às outras. No total foram 500 os encontros entre empresários estrangeiros e ribatejanos no "Encontro dos Negócios em Português", organizado pela NERSANT.

Maria Salomé Rafael, a Presidente da Direção da NERSANT, destaca a importância destes números já que "daqui saem muitos contactos e podem sair muitos negócios" e acrescenta ainda que esta iniciativa "surge da necessidade de tirar o maior partido possível desta cooperação entre países que partilham uma língua ou laços culturais". Em relação à região, Salomé Rafael defende que "o Ribatejo tem trabalhado a vertente empresarial e da inovação", e garante que a prova está no "aumento das exportações de 2,83% no Ribatejo, quando a média nacional ficou pelos 0,93%".

No encerramento da iniciativa, a Presidente da NERSANT garantiu ainda que "com apoio do Governo, podemos fazer mais e melhor", um desafio lançado ao Governo, representado pelo secretário de Estado da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira. O secretário de Estado elogiou a iniciativa, que defende ser "um excelente exemplo, muito dinâmico" e, respondendo, disse ainda que "as associações nos têm vindo a dizer que estão dispostas a procurar novos mercados e novas geografias como a China", havendo a necessidade "de trabalhar mais de perto com a diáspora e responder ao desejo de haver mais interligação entre os empresários que estão fora e as que estão em território nacional".

A cooperação entre estes dois mundos, foi um dos temas abordados por Ricardo Santos Ferreira, chefe de redação do Jornal Económico, que moderou uma mesa redonda com o tema "O potencial da língua portuguesa no mundo dos negócios". Um painel que contou com empresários e importadores do Canadá, Moçambique, Brasil, Reino Unido e Luxemburgo, que partilharam experiências e identificaram oportunidades e desafios em cada um dos mercados.

No encontro estiveram mais de 25 participantes estrangeiros, provenientes de 14 países (África do Sul, Alemanha, Angola, Brasil, Cabo Verde, Canadá, Costa do Marfim, França, Luxemburgo, Moçambique, Reino Unido, S. Tomé e Príncipe, Senegal e Suíça), em busca de parceiros de negócio/fornecedores na região em diversas áreas.

O Encontro dos Negócios em Português foi dinamizado pela NERSANT no âmbito do projeto Promotejo, projeto que visa apoiar as empresas nos seus processos de internacionalização e no aumento das suas exportações. Projeto cofinanciado pelo Alentejo 2020 e União Europeia, através do FEDER.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:27
link do post | comentar | favorito

ESCOLA SECUNDÁRIA DO ENTRONCAMENTO PROMOVE RECOLHA DE SANGUE

 

 

 Alunos, professores e funcionários da Escola Secundária do Entroncamento promovem uma recolha benévola de sangue em parceria com a Associação de Dadores de Sangue de Torres Novas. A dádiva é aberta a todos os voluntários, atuais e novos dadores.

A iniciativa decorre na manhã de 24 de maio (quarta-feira), entre as 9,00 e as 13,00 horas, na Escola Secundária do Entroncamento.

A recolha será efetuada por uma Brigada do Centro do Sangue e da Transplantação de Lisboa do Instituto do Português do Sangue e da Transplantação IP.

Na recolha de sangue poderá igualmente efetuar doação de medula óssea. Podem participar todos os cidadãos saudáveis com mais de 18 anos e menos de 65 anos.

A Associação agradece a todos os dadores que participaram nas dádivas anteriores e desafia todos a darem forma a esta corrente de solidariedade.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:27
link do post | comentar | favorito

Espaço AZB - Pavilhão de Artesanato dinamizado com provas enogastronómicas no Pavilhão de Artesanato e Atividades Económicas

unnamed (3)

 

 

O Pavilhão do Artesanato e das Atividades Económicas, na Feira de Maio de Azambuja, irá ser dinamizado com um conjunto de propostas de harmonização entre gastronomia e vinhos, com sessões de cozinha ao vivo – a cargo da Chefe Madalena Dias – onde estarão em destaque vários produtos e vinhos do concelho. Estas ações de promoção irão decorrer no espaço central do pavilhão, ao longo dos dias da feira, e serão abertas a todo o público visitante.

 

Nos momentos iniciais do certame, dia 25, pelas 17h30, decorre a primeira prova com sumos Sonatural, da empresa GL, de Vila Nova da Rainha.

Dia 26, sexta-feira, às 19h30 haverá uma sessão enogastronómica com um show cooking e degustação de “Queijo Chévre da Maçussa, Cebola Confitada e Mel Granja dos Moinhos”, acompanhados pelo vinho tinto “Adolfo”, sabores oriundos da aldeia daMaçussa.

 

Sábado, dia 27, a partir das 16h00, decorrerá mais uma sessão de show cooking, desta vez para apreciar a confeção e degustar uma "Sopa de Peixe do Rio com Ovas de Barbo, Azeite Casal da Fonte e Hortelã". Pelas 17h00, terá lugar a entrega dos troféus e diplomas aos restaurantes participantes na edição da 5ª Semana Gastronómica do Concelho de Azambuja “AGula 2016”, organizada pelo município. Logo de seguida oportunidade para saborear um “Sorvete de Pera Bêbeda em redução Casa Batoréu”, igualmente proposto pela Chefe Madalena Dias, servido com o vinho tinto Agro-Batoréu, de Aveiras de Cima.

Domingo, 28, às quatro horas da tarde, acontece a última harmonização enogastronómica com um show cooking e degustação de "Rabo de Boi em Bolo do Caco e Ervas do Campo ", acompanhado pela Cerveja Artesanal Bolina, produzida em Azambuja.Por fim, às 17h00, as iguarias mudam de registo para uma prova do Melhor Bolo de Chocolate do Ribatejo, confecionado pelaNarcidoce de Casais das Comeiras – Aveiras de Cima, acompanhado com “Sumo de Laranja Sabores do Pomar”, da empresa Frutalcarmo, de Alcoentre.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:25
link do post | comentar | favorito

Mercado Oitocentista 2017 - Arruda dos Vinhos


Nos dias 2, 3 e 4 de junho Arruda dos Vinhos recebe a 4.ª edição do Mercado Oitocentista, um evento de recriação histórica com mostra de costumes, artes, ofícios, gastronomia e com venda de produtos, recriando um mercado de rua da região saloia do séc. XIX.

Em 2017, ano em que Arruda dos Vinhos celebra os 500 anos da atribuição do Foral de D. Manuel I à vila, o Mercado Oitocentista fará uma viagem até ao ano de 1817, para celebrar 300 anos da atribuição do Foral à mui nobre vila de Arruda.

Programa detalhado em http://www.mercadooitocentista.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:24
link do post | comentar | favorito

“Toponímia no Feminino em Santarém” – Igualdade de Género apresentado em palestra e exposição no W Shopping

 

“Toponímia no Feminino em Santarém” é o nome do estudo levado a cabo por Ernesto Nobre, aluno finalista do curso de Educação Social da Escola Superior de Educação de Santarém (ESES) e estagiário na Divisão de Ação Social da Câmara Municipal de Santarém (CMS), que foi apresentado esta segunda-feira, dia 22, pelas 11 horas no 2.º piso do W Shopping.

 

Na palestra que marcou o inicio da apresentação, integraram o painel Ricardo Gonçalves, Presidente da CMS, Susana Pita Soares, Vereadora da Ação Social da CMS, Nuno Bordalo Pacheco, Diretor da ESES, Ana da Silva, Professora da ESES, Rui Rosa, Administrador do W Shopping, e Ernesto Nobre, autor do estudo sócio educativo sobre a Toponímia no Feminino em Santarém, que pretende refletir sobre a Igualdade de Género na atribuição do nome de: avenidas, ruas, travessas e becos nas freguesias urbanas de Santarém

 

Estiveram ainda presentes, entre outras pessoas, Inês Barroso, Vereadora da Educação da CMS, Elisabete Filipe, Chefe de Divisão da Ação Social da CMS, e Leonor Teixeira, Professora da ESES, a orientadora e coordenadora de estágio de Ernesto Nobre, respetivamente.

 

De seguida, teve lugar a inauguração da Exposição, que tem o mesmo nome do Projeto, e vai estar patente no 1.º piso do W Shopping de 22 a 28 de maio de 2017. Nesta mostra, o público pode ficar a conhecer um pouco sobre a história das mulheres que fazem parte da Toponímia Feminina na União de Freguesias da Cidade de Santarém.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:24
link do post | comentar | favorito

54ª Feira Nacional de Agricultura / 64ª Feira do Ribatejo

unnamed (2)

 

A maior Feira Agrícola do Paí decorre de 10 a 18 de junho

 

A 54ª Feira Nacional de Agricultura / 64ª Feira do Ribatejo realiza-se entre os dias 10 e 18 de junho de 2017, em Santarém, no CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, tendo os “Cereais de Portugal” como tema central e incluindo um vasto conjunto de seminários e colóquios técnicos sobre diversas temáticas relacionadas com o setor.

A feira contempla áreas de referência ao mundo rural e agrícola, com especial destaque para a zona de maquinaria agrícola, a mostra de agro-pecuária, artesanato e gastronomia, o mundo do espectáculo e da promoção dos valores tradicionais, com as típicas largadas de toiros, desfiles e provas de campinos, actividades equestres, música popular e tradicional.
Na zona exterior, a Feira Nacional de Agricultura terá patente uma ampla exposição e demonstração de maquinaria agrícola, equipamentos e serviços de agricultura, artigos comerciais, bem como a representação de associações e cooperativas do sector.

O debate dos principais temas da atualidade agrícola constitui um pólo de atração para os profissionais do setor, não apenas pelo grande número de colóquios e seminários a realizar mas também pela diversidade de temáticas a abordar.

O Salão Prazer de Provar, iniciativa que conta com os melhores produtos agro alimentares, volta a destacar acções dirigidas a produtores, consumidores e profissionais com relevo para a área dedicada aos vencedores dos Concursos Nacionais de produtos portugueses.

 

Gastronomia

Os visitantes da Feira Nacional de Agricultura poderão saborear os melhores produtos portugueses. Participam na Feira diversos restaurantes de carnes de raças autóctones e tasquinhas regionais promovidas por associações e coletividades do concelho de Santarém. O evento conta ainda com a participação de expositores que irão colocar à disposição do público queijos, enchidos, doces tradicionais, entre outros.

 

Animação

Os visitantes poderão usufruir de espaços dedicados a iniciativas da região como largadas de toiros, desfiles e provas de campinos, atividades equestres, demonstrações de escolas de toureio, treino de forcados, provas de velocidade, perícia e condução de cabrestos, exibições de folclore e música tradicional e popular.

Neste âmbito, destaque para a realização de vários concertos com as presenças de Richie Campbell (10 junho), David Antunes & The Midnight Band com convidados como Simone de Oliveira, Luis Jardim, Vanessa Silva, Berg e FF (14 junho), Ana Moura (16 junho) e Ana Carolina (17 junho).

Os mais noctívagos também se podem divertir ao som de vários DJ’s como Pedro Cazanova (10 junho), Diego Miranda (14 junho), Putzgrilla (16 junho) e os DJ’s oficiais da Hiper Fm André Silva e Tiago M.

 

O Cinema e a Agricultura

A Feira Nacional de Agricultura e o Cineclube de Santarém promovem “O Cinema e a Agricultura” através da exibição do filme “Saint Amour”, cuja sessão terá lugar a 7 de junho, no Teatro Sá da Bandeira, pelas 21h30.

Esta é uma história em que para Bruno, o Salão de Agricultura de Paris é o ponto alto do seu ano. Lá, percorre as diferentes regiões vinícolas de França sem sair do espaço da exposição. O seu pai, Jean, tem um objectivo diferente: apresentar o touro campeão Nabuchodonosor, e ganhar um prémio com ele. Bruno está farto de ser agricultor e deseja mudar de vida. Para o motivar, o seu pai decide levá-lo numa verdadeira rota dos vinhos, com o objectivo de fortalecer a relação pai- filho.

 

Crianças não são esquecidas

As crianças que visitam a Feira Nacional de Agricultura podem contar co atividades que lhes são especialmente dedicadas. Neste âmbito, a empresa Sports Events vai dinamizar o Parque Infantil do recinto com diversas atividades para gáudio dos mais novos que serão acompanhados por monitores especializados.

As crianças poderão divertir-se com várias atividades como “Escorrega de Água”, “Bola Zorb” ou Insufláveis, entre outras, especialmente nos dias 10, 12, 14, 15, 16 e 17 junho. O preçário oscila entre os 2,00 € (30 minutos) e os 3,00 € (uma hora).

Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém

Paralelamente à FNA o público também poderá visitar a Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém, promovida pelo Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém -, iniciativa que pretende representar a economia desta região.

 

Autocarro Gratuito
Um autocarro gratuito vai estar ao  serviço da população numa parceira entre a Feira Nacional de Agricultura e a Rodoviária do Tejo.

Nos dias 13, 14 e 17 de junho este serviço realiza-se entre as 10h30 e as  00h30. Nos dias 10,11, 12, 15 e 16 de junho o horário prolonga-se até às 03h00. No dia 18, último dia feira, o autocarro circula até às 22h00.

Os horários e o percurso estão disponíveis aqui

 

Comboio com bilhetes mais baratos para a Feira

A CP – Comboios de Portugal e a 54ª Feira Nacional de Agricultura / 64ª Feira do Ribatejo estabeleceram uma parceria que vai beneficiar os visitantes do certame. Ao abrigo desta parceria, o público que se desloque de qualquer ponto do país com destino a Santarém, entre os dias 09 e 19 de junho, em comboios Intercidades, Regionais e Interregionais, tem um desconto de 30% na compra de viagens de ida e volta, mediante a apresentação do comprovativo de ingresso.

O percurso entre a estação de Santarém e o recinto da feira é assegurado gratuitamente em transfer rodoviário.

HORÁRIOS
ESTAÇÃO CP SANTARÉM – CNEMA FNA 17
10h35 – 11h30 – 12h30 – 13h30 – 16h20 – 17h30 – 18h30 – 21h30 – 23h30
CNEMA FNA 17 – ESTAÇÃO CP SANTARÉM
12h00 – 13h00 – 15h30 – 17h00 – 18h00 – 19h30 – 21h00 – 22h00 – 23h00 – 00h30

HORÁRIOS

10 a 17 de Junho

Nave A “Prazer de Provar”: 12h00 - 22h30
Nave B: 10h00 - 22h30
Nave C: 10h00 - 00h00
Zona Exterior: 10h00 - 22h30
Actividades Lúdicas:10h00 - 03h00

Domingo, 18 de Junho

Nave A “Prazer de Provar”: 12h00 - 20h00
Nave B: 10h00 - 20h00
Nave C: 10h00 - 20h00
Zona Exterior: 10h00 - 20h00
Actividades Lúdicas:10h00 - 20h00

Nota: A entrada no recinto é efectuada até à 01h00

ENTRADAS

Bilhete Simples:
 7,00 €  (Permite uma única entrada)
Cadernetas de 10 Bilhetes: 45,00 € (Cada bilhete permite uma única entrada. À venda até 9 de junho)
Livre-Trânsito: 20,00 € (O Livre - Trânsito permite visitar a feira a qualquer hora e várias vezes por dia)
Dia 12 de Junho: Entrada Gratuita
Todos os Dias: Entrada gratuita para crianças até aos 11 anos (inclusive)
Parque de Estacionamento: Gratuito

 

 

 

“Fenícios no Vale do Tejo: viagens na terra de muitos” é o tema da 2ª Palestra do Ciclo de Conferências “Crescer ao Shabbat”

 

 

Ana Arruda apresenta “Fenícios no Vale do Tejo: viagens na terra de muitos” - 2ª Palestra do Ciclo de Conferências “Crescer ao Shabbat”, no dia 3 de junho, às 16h00, no Auditório da Casa do Brasil.

 

Nesta Palestra, que integra a programação da Exposição “Santarém, Cidade em Crescente”, patente até dia 7 de fevereiro de 2018, Ana Arruda apresenta “Os trabalhos arqueológicos realizados na Alcáçova de Santarém e no baixo Tejo, entre os anos 80 e a primeira década do Século XXI, que permitiram uma considerável acumulação de dados sobre a ocupação orientalizante do território da antiga bacia do Tejo.

 

A presença fenícia no antigo estuário do Tejo, hoje inquestionável, está demonstrada pelo uso da língua e da escrita e por materiais arqueológicos de clara matriz oriental. A chegada destas comunidades com origem no Próximo Oriente à costa ocidental portuguesa foi também responsável pela adoção de hábitos sociais e culturais exógenos, bem como por um considerável aumento demográfico. Estas e outras questões devem ser devidamente valorizadas na construção do quadro político e cultural do Extremo Ocidente entre os séculos VIII e IV a.n.e. (antes da nossa Era), não esquecendo que as “agendas”, fenícia e local, podem ter sido antagónicas e/ou divergentes nos objetivos, mesmo que os resultados dos distintos processos seja a profunda e inequívoca orientalização do Vale do Tejo”.

 

Ana Margarida Arruda é arqueóloga e professora universitária, pertence ao UNIARQ - Centro de Arqueologia e ao Centro de Estudos Clássicos, da Universidade de Lisboa.

 

Investigadora de carreira, é reconhecida como especialista internacional em arqueologia e história da antiguidade.

 

Em correlação com o tema abordado, destacamos a autoria da obra “Los fenícios en Portugal: Fenícios y mundo indígena en el Centro y sur de Portugal”, entre múltiplos trabalhos em revista nacionais e internacionais e coletâneas

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:20
link do post | comentar | favorito

FESTAS DE ABRANTES - FESTAS’2017

Aurea, Pedro Abrunhosa e Abrantes Big Band, GNR e David Antunes são os cabeças de cartaz da edição de 2017 das Festas de Abrantes. Entre 13 e 18 de junho Abrantes prepara-se para receber milhares de visitantes para os eventos desportivos, culturais e recreativos que decorrem a diferentes horas e todos com entrada livre.

À semelhança de anos anteriores, a Câmara de Abrantes preparou um programa diversificado para chegar a diferentes públicos, fazendo das Festas’2017 o principal evento cultural e desportivo do concelho.

Os motivos de atração são variados, a começar desde logo com o Concurso Nacional de Saltos – Hipismo, que terá lugar na Margem Sul do Aquapolis – Rossio ao Sul do Tejo, no fim de semana que antecede o início das festividades (nos dias 9, 10 e 11 de junho). Para o dia 9 de junho, está também marcada a inauguração da IX ANTEVISÃO DO MIAA, a exposição, sob o tema a Romanização do médio Tejo, estará patente no Museu D. Lopo de Almeida – Igreja de Santa Maria do Castelo até 21 de janeiro.

Ambas as iniciativas fazem parte do programa associado à edição deste ano das Festas de Abrantes.

O dia 13 de junho será a porta de entrada para as comemorações das Festas’2017 com os primeiros concertos. A par de grandes nomes da música portuguesa, integram o cartaz projetos locais, os Grupos de Cantares e Ranchos Folclóricos e a música popular, que abrilhantam os bailes no Jardim da República.

Também o desporto será um dos pontos fortes do programa deste ano, com modalidades para todos desde o downhill urbano, o Abrantes na diagonal ou o uphill, a atividades náuticas (festival de canoagem), carrinhos de rolamentos, show motorizado, atletismo, jogos tradicionais, futebol e voleibol de praia e torneios de xadrez e sueca.

Outros motivos de atração são o artesanato urbano, a animação de rua, as tasquinhas e os doces tradicionais que pontuam o Centro Histórico da cidade.

A edição de 2017 das Festas de Abrantes ficará também marcada por ser o momento em que se encerram as comemorações do centenário da elevação de Abrantes à categoria de cidade.

Toda a informação online em: http://www.festas.cm-abrantes.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:19
link do post | comentar | favorito

A VERDADE SOBRE AS DROGAS

unnamed (1)

 


Lidar com os mais novos pode revelar-se um desafio para pais e profissionais.



A Comissão de Proteção de Crianças e Menores do Cartaxo (CPCJ) organizou uma sessão de informação integrada no projeto – A Verdade Sobre as Drogas Dependências Entre os Mais Jovens.

Dinamizada pela PSP e pela GNR, a sessão vai decorrer no Centro Cultural do Cartaxo no próximo dia 31 de maio, quarta-feira, às 19h00 e é especialmente dedicada a pais, encarregados de educação e profissionais. Compreender o contexto em que os jovens contactam com as drogas, os perigos e os sinais de alerta a ter em conta, são alguns dos temas que serão abordados na sessão de informação.

Participação Gratuita.

 

COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

NA CIDADE DA IMAGINAÇÃO PODES SER TUDO O QUE QUISERES

 

A Câmara Municipal em parceria com empresas, associações, comerciantes e coletividades, vai voltar a fazer nascer uma pequena cidade no centro do Cartaxo e é todinha dedicada aos mais novos. A cidade abre portas às 10h00 e só a partir das 19h00 os seus habitantes, cansados e felizes, começam a regressar à casa dos adultos.

 

No Cartaxo, o Dia Mundial da Criança vai ser celebrado com tantas atividades como profissões, artes ou desporto conseguir imaginar – empresas e associações, profissionais, técnicos, agentes de segurança e artistas, vão ceder o seu lugar e as suas ferramentas de trabalho às crianças que vão poder experimentar profissões, cantar ou tocar instrumentos, dançar, andar a cavalo, dar voltas de bicicleta ou ficar tanto tempo quanto aguentarem aos saltos nos insufláveis.

 

Não vale apena ficar espantado se no próximo dia 3 de junho, sábado, vir pequenas crianças a apagar fogos imaginários ou futebolistas de palmo e meio a marcar golos ao lado de pequenos polícias fardados a rigor, também não será de estranhar se os arquitetos tiverem apenas quatro ou cinco anos e andarem de mão dada com pintores, músicos ou ciclistas.

 

Se a dedicada veterinária for pouco maior do que o seu amigo de quatro patas, ou se o seu relógio está a ser reparado por um jovem que nas últimas duas horas já mudou mais de dez vezes de profissão, não se preocupe, quando a cidade é entregue à imaginação e à alegria das crianças, todos os profissionais são os melhores do mundo.

 

Aceite o convite e acompanhe os seus pequenos artistas, desportistas, cavaleiros, atores, apicultores, dançarinos e enfermeiros à cidade, divirta-se com eles e não estranhe nada, porque no Dia Mundial da Criança, tudo tem de ser possível.

 

 

PROGRAMA

À exceção das assinaladas, todas as atividades decorrem na zona do coreto.

 

10H00

  • Sessão de abertura com animação de rua

 

11H00

  • Demonstração de Karaté - Dojo Amicale Karaté – Cartaxo
  • Abertura das Inscrições para a Caça ao Tesouro

No Espaço da Academia Mentes em Forma

  • Visita Guiada à Praça de Touros

Grupo de Forcados Amadores do Cartaxo

Praça de Touros do Cartaxo

 

11H30

  • Classe de Dança Contemporânea

Sociedade Filarmónica Cartaxense

 

11H40

  • Atuação do Jardim de Infância do Cartaxo

 

12H00

  • Classe de Ballet Ateneu Artístico Cartaxense

 

14H30

  • Visita Guiada à Praça de Touros

Grupo de Forcados Amadores do Cartaxo

Praça de Touros do Cartaxo

 

15H00

  • Início da Caça ao Tesouro Academia Mentes em Forma

Visita Guiada ao Centro Cultural do Cartaxo

Centro Cultural do Cartaxo

 

15H30

  • Atuação da Tuna da Universidade Sénior do Cartaxo

 

  • Apresentação da Arte da Tauromaquia

Grupo de Forcados Amadores do Cartaxo

Praça de Touros do Cartaxo

 

16H30

  • Grupo Musical Pergaminho Mágico

 

17H00

  • Zumba Kids + Fitness

Sofia Cruz

 

17H35

  • Demonstração de Aula de Alongamentos

Dojo Amicale Karaté – Cartaxo

 

 

Atividades ao longo do dia

Equitação / Insufláveis / Discoteca / Pinturas Faciais / Moldagem de Balões / Ateliers de Expressão / Desporto / Segurança / Solidariedade / Saúde / Dança / Música / Teatro / Fantoches / Animação de Rua

 

Muitas profissões para experimentar

Bombeiro | Socorrista | Polícia | Guarda | Veterinário | Apicultor | Médico | Dentista | Fisioterapeuta | Terapeuta da Fala | Enfermeiro | Ator | Locutor de Rádio | Motorista | Artista Plástico | Relojoeiro | Ourives | Arquiteto | Pintor | Músico | Dançarino | Futebolista | Patinador | Ciclista | Cavaleiro e muito mais...

 

 

CARTAXO REGULA ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO E DE CURTA DURAÇÃO

  • Projeto de Regulamento inclui alterações propostas pela população na sessão pública que, em maio de 2015, lançou o debate sobre a organização do estacionamento de curta duração no centro da cidade e no parque subterrâneo.
  • Pedro Magalhães Ribeiro reafirmou que o projeto assenta em dois princípios essenciais “assegurar a rotatividade do estacionamento nas zonas de maior densidade de comércio tradicional e garantir estacionamento ordenado na cidade”.
  • O documento prevê condições especiais para residentes nas zonas de estacionamento de duração limitada, que poderão estacionar em qualquer lugar da respetiva zona sem limitação de tempo e para veículos que efetuam cargas e descargas.
  • Parque subterrâneo estará aberto 24 horas por dia, todos os dias do ano e “terá gestão pública, tal como o estacionamento de superfície, para que a autarquia possa manter o controlo das decisões a tomar quer em relação à utilização do espaço público, quer em relação ao tarifário”.
  • Em relação ao previsto em 2011, o projeto atual prevê “menos ruas e menos lugares tarifados à superfície. Dos 620 lugares propostos no mandato anterior, que seriam concessionados a privados, passamos para menos de 100 nesta proposta, a serem geridos pelo município”.
  • Os lugares tarifados no estacionamento de superfície vão corresponder “sensivelmente, aos que sempre existiram no Cartaxo".

 

A Câmara Municipal do Cartaxo aprovou por maioria, no passado dia 15 de maio, o Projeto de Regulamento de Estacionamento no Município do Cartaxo – com 5 votos a favor, três do PS, dois do PSD e um voto contra do movimento independente Paulo Varanda – Movimento pelo Cartaxo.

Pedro Magalhães Ribeiro apresentou o documento explicando que “para além do que sempre foram os princípios orientadores que definimos, sobre este tema, para este mandato – assegurar a rotatividade do estacionamento nas zonas de maior densidade de comércio tradicional e garantir estacionamento ordenado na cidade”, o Projeto de Regulamento “inclui quer as propostas apresentadas pela população, pelos autarcas e pelos comerciantes presentes na sessão pública” de dia 20 de maio de 2015, que decorreu no Auditório da Quinta das Pratas, “quer os contributos que nos chegaram ao longo dos últimos meses e os resultados do estudo técnico que foi elaborado”.

A promoção da rotatividade de estacionamento “junto ao comércio e aos serviços” foi considerada “essencial na elaboração deste documento. É fundamental que os comerciantes e as empresas prestadoras de serviços, com os seus estabelecimentos no centro da cidade, tenham lugares livres e próximos para que os seus clientes possam estacionar”, o que implica “a introdução de medidas de racionalidade na utilização dos lugares disponíveis”.

Os residentes nas “áreas de estacionamento limitado e tarifado, vão poder estacionar sem qualquer limite de tempo e em qualquer lugar livre”, informou Pedro Magalhães Ribeiro, referindo que serão disponibilizados “dísticos para identificação das viaturas de residentes a pedido dos moradores”. 

O projeto de Regulamento “é muito diferente da proposta que existia no mandato anterior”, afirmou o presidente da Câmara, “em três pontos essenciais. O proposto em 2011, não resultou de qualquer debate aberto à população, seriam tarifadas catorze áreas, quase todas as ruas centrais do Cartaxo, com cerca de 620 lugares de estacionamento a serem pagos pelos utilizadores e por último, mas muito importante, o estacionamento seria entregue a privados, com o município a perder a capacidade de intervir em decisões sobre a utilização de uma enorme área de espaço público”.

 

O autarca reafirmou “total discordância com o modelo anterior”. O projeto atual “é resultado de um amplo debate público que lançámos em maio de 2015, numa sessão em que participaram residentes, comerciantes, empresários e autarcas, muitas propostas aí recolhidas foram integradas neste documento. Propomos um número reduzido de ruas, com menos de 100 lugares tarifados à superfície, os valores a cobrar estão abaixo da média nos concelhos vizinhos e defendemos que a gestão se mantenha pública, para que as decisões quer quanto às áreas tarifadas, quer quanto ao tarifário a aplicar, continuem a ser da autarquia e os cidadãos possam pronunciar-se sobre elas”.

Projeto de Regulamento propõe conjunto de normas que vão regular o estacionamento no Município do Cartaxo

O futuro regulamento vai estabelecer as condições de utilização e as taxas devidas pelo estacionamento no parque de estacionamento subterrâneo da praça 15 de Dezembro, na cidade do Cartaxo, nas vias e espaços públicos sujeitos ao regime de estacionamento de duração limitada e ainda a atribuição e utilização de lugares de estacionamento privativos na via pública, no município.

No que se refere ao estacionamento no parque subterrâneo, composto por 2 pisos que dispõem de 188 lugares de estacionamento – 93 no primeiro piso e 95 lugares no piso inferior –, foi prevista a possibilidade de subscrição de avenças com valores pagos mensalmente, para utilização em período diurno, noturno ou durante 24 horas – o Parque estará aberto 24 horas, todos os dias do ano. 

O estacionamento de superfície será limitado e tarifado na Rua Batalhoz até ao cruzamento com a Rua de Rio Maior, na Rua Luís de Camões, até ao cruzamento com a Rua Manuel Gomes da Silva, na Praça 15 de Dezembro, junto ao edifício da Câmara Municipal e na Rua Serpa Pinto até ao cruzamento com a Travessa da Amendoeira. A permanência nos lugares assinalados será tarifada das 8h00 às 19h00, durante todos os dias do ano, com exceção de sábados a partir das 13 horas, domingos e feriados. A permanência máxima durante o período tarifado será de quatro horas. 

O projeto de regulamento prevê isenção de taxas de estacionamento para diversos tipos de veículos, como os de cargas e descargas, os que efetuarem serviço de missão urgente e de socorro ou de polícia, os de deficientes quando identificados e estacionados nos lugares reservados, os veículos afetos à proteção civil ou os que exibam dístico de residente.

A aprovação na reunião do executivo permite agora que “este documento seja analisado e debatido por todos durante a sua fase de discussão pública”, que será divulgada em Diário da República e publicada no site do Município. Desde 2015 “que temos um e-mail para recolha de sugestões e toda a documentação disponível no site”, explicou Pedro Magalhães Ribeiro “mas é essencial que todos possam agora enviar os seus contributos” de acordo com o estabelecido em Diário da República.

A fase de discussão pública terá a duração de 30 dias, seguindo-se a apreciação técnica das sugestões recolhidas. O Projeto de Regulamento regressará então à Câmara Municipal que deliberará sobre o seu envio à Assembleia Municipal para apreciação final.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:15
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Inscrições para a Univers...

Município do Entroncament...

JORNADAS DE CULTURA ATÉ 2...

Festival de música Cartax...

Tertúlia Festa Brava orga...

“Quando ela… é ele!” teat...

Professores dos 3 Agrupam...

CARTAXO VOLTA A APRESENTA...

Jovens atores da Chamusca...

Tomar dá o corpo ao manif...

Programa de Educação Pare...

“Chamusca das Três Graças...

ERROS GROSSEIROS NA ELABO...

Festival de música Cartax...

Há apoios do Portugal 202...

‘Santarém em Cena’ reúne ...

Teatro Sá da Bandeira ini...

Ceyceyra Medieval a 21 e ...

TEMAS DE SAÚDE: Doente on...

"O medo tem alguma utilid...

Município de Azambuja ass...

Ano letivo 2019-2020 arra...

Tomar – Prisão preventiva...

Arroz é rei em novo event...

PSD visita operação de li...

Fórum Cultural em Arruda ...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

Santarém retoma liderança...

União de Tertúlias de Aza...

Mercado de Outono e ofici...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds