NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 29 de Março de 2018
Rabo de Saia no Cineteatro da Chamusca

RaboSaia-Item

 

O Manel mudou de sexo. Ser homem já não era nenhum mistério para ele. Decifrar o maior enigma de todos os tempos, a mulher, isso, sim. Esta foi a sua motivação para mudar de género. Vamos ver a que conclusões chega.

Com o espetáculo "As Mentiras que os Homens Contam" este grupo de talentosos atores esgotou o Cineteatro da Chamusca e regressam agora com "RABO DE SAIA" em mais um desconcertante espetáculo que promete novo êxito.

Ser homem já não era nenhum mistério para o Manel: os 40 revelaram-se mais de crise do que ternura; os 50 trouxeram-lhe ainda mais loucura e agora, questionado sobre o que fazer com uma choruda herança, percebeu já ter vivenciado tudo o que os cromossomas XY lhe podiam oferecer. A grande frustração foi durante toda a sua máscula existência não ter sido capaz de decifrar o maior enigma de todos os tempos: ser mulher.

Para a missão ser bem-sucedida conta com os amigos de sempre, que entre o choque, a ganância e a atração, esforçam-se por lembrar que aquele belo rabo de saia ainda ontem só usava calças, confrontando-se hilariantemente com os seus próprios preconceitos, desejos, traumas e identidade.

"Rabo de Saia" conta a história dos já conhecidos quatro amigos Quim (António Melo), António (Fernando Ferrão), Xavier (Joaquim Nicolau) e Manel (Almeno Gonçalves) que agora é Manela, ou Tânia, ou Rute, ou ainda não escolheu.

Nada melhor para uma noite divertida do que ver um Rabo de Saia.

A organização é da Câmara Municipal da Chamusca e a produção da Margem Narrativa. O espetáculo tem a duração de 60 minutos e foi criado para maiores de 12 anos.

Vai acontecer no Cineteatro da Chamusca, no dia 06 de abril, pelas 21h0.

Bilhetes à venda no Balcão Único da Câmara Municipal da Chamusca, pelo telefone n.º 249 769 100 e brevemente, na Tickeline.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:50
link do post | comentar | favorito

FERSANT com ocupação de 70% a dois meses de iniciar
 
A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém dinamiza a XIX FERSANT - Feira Empresarial da Região de Santarém, onde proporciona a presença de dezenas de empresas em stands de exposição. O certame permite às empresas uma panóplia de benefícios com a sua exposição, culminando com a promoção do tecido empresarial e a promovendo a capacidade económica da região do Ribatejo.

O principal objetivo, a par com as edições anteriores, é reforçar o estatuto alcançado pela FERSANT e disponibilizar condições extremamente favoráveis às empresas que queiram participar.

Reforçando a missão da NERSANT de promover o desenvolvimento económico das empresas da região, a presença na FERSANT aporta várias vantagens e benefícios como o aumento de vendas, angariação de novos clientes, promoção da inovação, novos produtos ou serviços, benchmarking e melhoria e promoção da imagem da marca e prestígio dos produtos. Por ser uma feira empresarial, os visitantes, serão na sua grande maioria, potenciais clientes e essa particularidade associada ao certame, pretende ser um dos seus atrativos principais.

A FERSANT decorrerá no CNEMA - Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, como nos anos transatos, de 02 a 10 de junho, em paralelo com a Feira Nacional da Agricultura, com reconhecimento de grande prestígio e notoriedade quer a nível regional quer nacional. As edições anteriores tiveram a presença de mais de 200 mil visitantes de todo o país.

Neste momento, dos 70 espaços disponíveis, 70% já está reservado, pelo que as empresas interessadas em expor os seus produtos e / ou serviços devem apressar-se a firmar inscrição no evento.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:41
link do post | comentar | favorito

TAGUS organiza visita aos espaços dedicados a ofícios e produtos artesanais

cartaz (1)

 

Na sequência do trabalho que a TAGUS tem vindo a desenvolver juntos de artesãos e produtores de Abrantes, Constância e Sardoal, a Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior convida estes profissionais a visitar, no próximo dia 14 de Abril, dois espaços existentes em Sardoal dedicados aos ofícios tradicionais.

 

A TAGUS tem dinamizado um conjunto de iniciativas dirigidas a artesãos e produtores, com o objectivo de compreender as suas dificuldades e definir algumas linhas de actuação para as colmatar. Para o próximo dia 14 de Abril, pelas 15h, está a preparar uma visita ao Art Of – Espaço Partilhado para Artes e Ofícios e ao espaço de comercialização e promoção de produtos locais, o Cá da Terra.

 

O ponto de partida, desta visita gratuita, está marcado para o Centro Cultural Gil Vicente. Os interessados ficarão a conhecer as instalações do Art Of com uma oficina partilhada e equipada para a cerâmica, madeira e metal, ateliers, uma sala multiusos, outros espaços comuns, e os serviços, como o escritório virtual, em que é possível a domiciliação do negócio, impressões de documentos e recepção de correspondência. Num segundo momento será apresentado o Cá da Terra, assim como as iniciativas regularmente dinamizadas no espaço. Esta actividade culminará com uma degustação de produtos locais.

 

Para integrar esta visita, inserida no âmbito do DLBC Rural, promovida pelo PDR2020, e co-financiada pelos FEEI – Fundos Europeus Estruturais e de Investimento, através do Portugal 2020, deve efectuar inscrição pelo telefone da TAGUS (241 106 000) ou pelo sítio na Internet em www.tagus-ri.pt.

 

Esta é a terceira acção que esta Associação de Desenvolvimento Local realiza para o apoio às actividades artesanais, tendo dinamizado a 9 de Fevereiro, em Constância, uma sessão de esclarecimento para abordar questões de licenciamento, enquadramento jurídico e fiscal dos ofícios tradicionais, segurança alimentar e processos de reconhecimento do artesão e de unidades produtivas artesanais, que mobilizou 65 participantes. Já a 24 de Fevereiro, realizou um almoço convívio, em Martinchel, concelho de Abrantes, em que criou grupos de trabalho para identificar constrangimentos e delinear algumas medidas para os ultrapassar. Esta iniciativa contou com 35 produtos e artesãos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:38
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Março de 2018
Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

Sé Catedral de Santarém - Praça Sá da Bandeira

 

 

quinta-feira:

 

Hoje, dia 28 de março, tem início a 6ª edição do Santarém Cup, que se prolonga até dia 31 de março (sábado). A cerimónia de abertura tem lugar às 21h00, na Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário), e conta com a participação do músico Scalabitano, David Antunes.

A apresentação incluiu o sorteio dos vários escalões (sub-8, sub-10, sub-11 e infantis), que vão disputar jogos nos campos de futebol da Escola Agrária de Santarém, Ribeira de Santarém e Moçarria.

Este ano, o único dos “grandes” que não participa é o FC Porto, mas estão garantidas as presenças do SL Benfica, Sporting CP, SC Braga, Paços de Ferreira e V. Setúbal, entre muitos outros, além das principais equipas de formação no distrito de Santarém.

 

A competição conta com 56 equipas, de 24 clubes de todo o País, sendo a principal novidade a participação do FC Hlinsko (sub-10), da República Checa, que fica para a história como a primeira equipa estrangeira a participar na prova Ribatejana.

 

Às 21h30, veja o Filme "Ramiro", de Manuel Mozos, no Teatro Sá da Bandeira.

Reservas: cineclubedesantarem@gmail.com  Mais informações: 243 309 460 (TSB)

 

Ramiro é alfarrabista em Lisboa e poeta em perpétuo bloqueio criativo. Vive, algo frustrado, algo conformado, entre a sua loja e a tasca, acompanhado pelo cão, pelos fieis companheiros de copos e pelas vizinhas: uma adolescente grávida e a avó a recuperar de um AVC. De bom grado continuaria nesse quotidiano pacato e algo anacrónico se eventos dignos da telenovela da noite não invadissem essa bolha. Filme de abertura do Festival DocLisboa 2017.

 

Título original: Ramiro | De: Manuel Mozos | Com: António Mortágua, Madalena Almeida, Fernanda Neves, Vítor Correia | Género: Drama | Outros dados: POR, 2017, Cores.

 

Cinema | Duração 104’ | Classificação M/12 | Preço 5 / 2,5 sócios Cineclube de Santarém

 

sábado:

 

No sábado, dia 31 de março, às 10h00, tem início a Jornada "História de Santarém no séc. XX", no Convento de S. Francisco - 1ª sessão: História e Cultura, inserida nas Comemorações dos 40 Anos da AEDPHCS - Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico Cultural de Santarém.

Às 15h00, tem lugar a 2ª sessão: Arquitetura e Urbanismo às 18h30, uma Sessão evocativa dos 40 anos da Associação.

 

Em permanência:

 

Até dia 29 de março, visite a Mostra Documental “Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire. A Mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00.

Termode Francisco Lorensso/ datojoza de 60@ de trigo/ e 60@ desevada.

Aos Sinco dias domes denovembro/ de mil esetesentos annos neste Sillei/ rodealcanhois perante mim escri/vão Resebeo Francisco Lorensso da tojoza/ dasmaos doRendeiro joseph da Ro/za Ferreira […].

No lugar de Alcanhões localizava-se o Celeiro da Vila de Santarém e suas anexas, nos anos de 1699 a 1707. Estava confiado ao Rendeiro, Joseph da Rosa Ferreira e ao escrivão, Francisco Gomes Gonçalves. Os lavradores assinavam o termo de levantamentos das sementes e, as condições de pagamento das mesmas.

 

Até dia 29 de março, visite a Exposição “Dia Mundial da Vida Selvagem”, que se comemora a 03 de março, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

Comemoramos a efeméride “Mundial da Vida Selvagem” com o objetivo de celebrar a fauna e a flora do planeta, cada vez mais ameaçados, alertar para os perigos do tráfico de espécies selvagens e relembrar o contributo das plantas e dos animais selvagens para o desenvolvimento sustentável e bem-estar da humanidade.

 

Até dia 31 de março, visite a Mostra Bibliográfica “Vamos ler… José Cardoso Pires”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00, e ao sábado, das 09h30 às 12h30.

No 20º aniversário da sua morte, relembramos José Cardoso Pires (1925-1998) natural de Cardigos – Mação, considerado um dos maiores escritores portugueses do século XX com uma carreira literária marcada pela inquietação e deambulação.

 

Até dia 31 de março, visite a Exposição “Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 3 de Janeiro até ao final de Março estará em destaque trimestral uma obra da autoria de Oswaldo Teixeira: “Paisagem Urbana”, Gravura s/ papel (água forte), datada de 1937.

 

Até dia 1 de abril, está patente a Exposição “Bora pintar o Cabaceiro”, na Igreja da Graça, que pode ser visitada, das 09h00 às 17h30.

O Museu Municipal de Santarém convidou a comunidade escolar Scalabitana a participar num concurso criativo (650 participantes) no qual foi desafiada a trabalhar artisticamente o tema “O Tempo” sobre a forma prismática daquele que é um dos elementos arquitetónicos mais conhecido e emblemático de Santarém: a velha Torre das Cabaças. Os mais originais e criativos projetos, transpostos para 14 modelos tridimensionais do Cabaceiro, são dados a conhecer. Venha conhecer o olhar das camadas mais jovens sobre aquela que é a nossa herança cultural.

 

Até dia 21 de abril, visite a Exposição Anual de Aguarelas da Associação de Aguarela de Portugal, no Palácio Landal. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h00, e aos sábados, das 10h00 às 13h00.

A AAPOR - Associação de Aguarela de Portugal assinala mais um ano de existência e, cumprindo um dos seus desígnios, inaugura, dia 3 março, pelas 16h00, numa organização conjunta com a Câmara Municipal de Santarém, a sua 3ª exposição anual de trabalhos dos sócios, que desta vez, tem lugar no Palácio Landal, na cidade de Santarém.

Com esta mostra muito versátil podem ser vistas obras de mais de 40 aguarelistas. Entre eles alguns vão expor pela primeira vez no seio desta associação e outros contam já com uma larga experiência e participações em eventos nacionais e internacionais. A aguarela, que tem vindo a afirmar-se como um meio de expressão artística cada vez mais versátil, é neste momento um reflexo de modernidade. Para além desta força, tem ainda o poder de reunir os seus praticantes e apreciadores de uma forma muito genuína e plena de humanidade.

Com a sua presença em Santarém os sócios da AAPOR proporcionam a todos excecionais momentos de beleza e poesia.

 

Até dia 28 de abril, visite a Exposição “Santarém Cidade em Crescente”, na Casa Pedro Álvares Cabral / Casa do Brasil, de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

A exposição apresenta-se como uma proposta de leitura do espírito do lugar (genius loci), partindo de uma matriz identitária de base geográfica (mediterrâneo oriental – ‘crescente fértil’) e sublinhando a dimensão mnemónica da sua paisagem cultural.

A mostra combina objetos museológicos com imagens e instalações de arte contemporânea, apostando fortemente na componente sensorial, experiencial e multimédia.

O discurso expositivo aborda temáticas diversificadas, muito ligadas com o fundo cultural da região, destacando a importância da agricultura (vinho, azeite e cereais), do touro e do cavalo, do rio e da lezíria. Paralelamente, explora as vertentes simbólico-religiosas, particularmente as ligadas à fertilidade - ‘paisagem da abundância’. Finalmente, interpreta a importância local e o simbolismo e a religiosidade das águas, presentes no mito de Santa Iria.

 

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, com destaque para o Relógio Solar da Torre, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Segmento de fuste de coluna com altos-relevos nas duas faces opostas. Numa encontra-se o brasão oitocentista das armas da Vila de Santarém e na outra em quadrante solar, vertical e retangular sem estilete, com orientação a meridional (quadrante meridiano). O relógio de sol encontra-se datado e a numeração das partes do dia (horas) foram insculpidas em capitais romanos, pelo processo de sulco, na sequência das linhas divisórias.

O brasão de Santarém, documentado na sigilografia desde 1246, encontra-se presente em vários testemunhos da arquitetura civil, como a ponte de Alcorce, o Chafariz de Palhais ou das Figueiras, o padrão de Santa Iria ou a Fonte da Junqueira. Testemunhando o domínio da propriedade municipal, a partilha de despesas entre o município e a coroa, a ostentação ou a comemoração dos seus emblemas (o castelo e o rio e escudetes régios), ele constitui uma fonte essencial para a história concelhia e para a identidade das suas populações no tempo e no espaço”.

 

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo das 09h15 às 12h30 e das 14h00 às 17h15.

“Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:36
link do post | comentar | favorito

Município da Chamusca atribui 57 bolsas a alunos do ensino superior

14

 

 

O Município da Chamusca atribuiu para o ano letivo 2017/2018, 53 bolsas de estudo anuais no valor de 400,00€ e 4 bolsas de mérito no valor de 1.063,47€, num claro investimento em politicas que visem a promoção das competências académicas e profissionais dos seus munícipes, de forma a assegurar a igualdade no acesso ao ensino superior.

No dia 24 de março de 2018 realizou-se a II cerimónia de entrega de bolsas de estudo e mérito do Município da Chamusca, assinalando-se assim o dia nacional do estudante.

A cerimónia que teve lugar no CINETEATRO da Chamusca contou com a presença de 50 bolseiros e respetivas famílias e com um painel composto pelo discurso de Boas-vindas do Sr. Presidente da Câmara Municipal, pela Intervenção da Dra. Ana Vicente, representante do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Santarém, “Medidas Ativas de Emprego” , pela intervenção Dr. André Leonardo, jovem empreendedor que falou sobre o seu projeto “Faz acontecer” e pelo testemunho de histórias de sucesso por jovens do concelho.

O Município da Chamusca concretizando o seu papel de apoio direto aos munícipes, investido em politicas que visem a promoção das competências académicas e profissionais dos seus munícipes, de forma a assegurar a igualdade no acesso ao ensino superior, atribuiu para o ano letivo 2017/2018 53 bolsas de estudo anuais no valor de 400,00€ e 4 bolsas de mérito no valor de 1.063,47€, correspondendo ao valor anual da propina do Ensino Superior. Sendo que os bolseiros de mérito mediante o seu aproveitamento escolar terão o seu curso pago na totalidade.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:03
link do post | comentar | favorito

Serviços Municipais encerram dia 29 de março

 

 

Os serviços municipais de Santarém vão estar encerrados dia 29 de março. O Presidente da autarquia Scalabitana, Ricardo Gonçalves, concedeu tolerância de ponto aos funcionários municipais, na quinta-feira Santa.

 

A Loja do Cidadão está aberta, à exceção das Secções de Urbanismo e Receitas – espaços da Câmara de Santarém, que também vão estar encerrados.

 

Os serviços de recolha de lixo estão condicionados na quinta e na sexta-feira, pelo que se apela à colaboração de todos para que não depositem o seu lixo doméstico em redor dos contentores colocados na via pública, nos dias em que não se efetua a recolha, procurando o contentor mais próximo para colocar o lixo doméstico.

 

Este encerramento prende-se com a tradição existente neste Município, no sentido da concessão de tolerância de ponto na época da Páscoa.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:01
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Março de 2018
VIATURAS ELÉTRICAS DE SERVIÇOS URBANOS E AMBIENTAIS REFORÇAM LIMPEZA DO CONCELHO

14

 

 

O Município do Entroncamento tem procurado manter uma estratégia de desenvolvimento sustentável, assente nas componentes ambiental e económica, concretizada numa política ambiental onde se privilegia a adoção de medidas de racionalização dos consumos e de eficiência energética, nomeadamente através da melhoria da eficiência da iluminação pública e dos edifícios públicos e de medidas de redução da produção e de valorização dos resíduos.

 

Neste sentido e para dar continuidade a estas ações, foram adquiridos para o concelho do Entroncamento:

- 3 Aspiradores urbanos elétricos, com condutor apeado;

- 1 Varredora aspiradora elétrica;

- 1 Viatura com caixa aberta basculante com sistema de lavagem e aspiração;

- 1 Triciclo elétrico auto transporte, vocacionado para despejo e manutenção de papeleiras.

 

Estes equipamentos 100% elétricos irão substituir e reforçar a frota existente, contribuindo de forma inequívoca para a redução de emissões de gases com efeito de estufa e de ruído em meio urbano.

 

O investimento feito para a aquisição destes equipamentos foi de cerca de 235.204,00 euros e teve um cofinanciamento de 104.582,00 euros.

 

O Presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria destacou o investimento feito e a melhoria para o ambiente e para a cidade do Entroncamento que estes novos equipamentos veem trazer.

 

Os funcionários afetos a este serviço, tiveram formação adequada para o uso destas novas viaturas, que irão sem dúvida melhorar o ambiente urbano e, consequentemente, da qualidade de vida dos nossos cidadãos.

 

13

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:01
link do post | comentar | favorito

Santarém reforça programa das Comemorações do 25 de Abril e quer ser o palco das Comemorações Nacionais do 50º Aniversário da Revolução dos Cravos

Santarém reforça programa das Comemorações do 25 de Abril_27-03-2018

 

 

 

O Programa das Comemorações do 44º aniversário do 25 de Abril, em Santarém, foi apresentado hoje, dia 27 de março, em conferência de imprensa, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, por Inês Barroso, Vice-Presidente da Câmara de Santarém, Jorge Rodrigues, Vereador da Câmara de Santarém, Joaquim Correia Bernardo, João Madeira Lopes e Tiago Fernandes, da Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém, numa coorganização da Câmara Municipal de Santarém, da Comissão das Comemorações do 25 de Abril e da AJA - Associação José Afonso.

 

Inês Barroso, enalteceu o “empenho, resiliência e determinação” da Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém, na organização do programa das comemorações do 25 de Abril – “data tão importante na história de Portugal, para a qual esperamos poder contar com os Scalabitanos para vivermos a história do nossos País”.

 

A Vice-Presidente da Câmara de Santarém regozija-se pela coorganização destas comemorações, que conta com um apoio do Município de Santarém de 35 mil euros, aprovado por unanimidade, ontem, dia 26 de abril, na reunião do Executivo Municipal.

 

Joaquim Correia Bernardo, começou por informar que a Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém teve necessidade de se constituir enquanto associação, a partir de hoje, Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL”, de modo a suprir problemas vários e “corresponder ao que foi a grande esperança do 25 de Abril”.

 

O Presidente da Assembleia Geral, Joaquim Correia Bernardo, explicou que o programa é vasto e composto por diversas atividades, das quais se destacam, os dias 3, 24 e 25 de abril.

 

João Madeira Lopes, Presidente da Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL” agradeceu à Câmara de Santarém o apoio e coorganização, e aos Órgãos de Comunicação Social, uma vez que são muito importantes para a divulgação do programa e, consequentemente, para que o público adira às iniciativas.

 

Jorge Rodrigues, lembrou a “necessidade de perpetuar os valores de Abril “e anunciou que Santarém está a trabalhar “para ser o palco das Comemorações Nacionais do 50º Aniversário da Revolução dos Cravos e que, ano após ano, aumenta a sua aposta na programação das comemorações do 25 de Abril”.

 

 

Este ano, o programa das comemorações abre com o Tributo a Salgueiro Maia, já no próximo dia 3 de abril (terça-feira), às 11h00, na data do seu falecimento, para uma homenagem, junto à estátua do Capitão de Abril, no Jardim dos Cravos, que conta com a presença de familiares, Executivo Municipal, Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL” e forças militares.

 

No dia 7 de abril (sábado), às 21h30, o Convento de S. Francisco recebe um Concerto do Núcleo de Santarém da AJA – Associação José Afonso, que conta com a participação de Francisco Fanhais 50 anos de Percurso ,  João Afonso, que se apresenta com A Buganvília - João Afonso & Rogério Pires, Rui Pato e Coro do Círculo Cultural Scalabitano.

Os bilhetes (10 Cravos) vão estar à venda junto dos membros da Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL, no Convento de S. Francisco (Telefone: 243 304 436) e na Emoção D'Imagens. As reservas também podem ser efetuadas através do e-mail: com25abrilsantarem@gmail.com

 

Dia 14 de abril (sábado), às 21h30, o Convento de S. Francisco acolhe o Espetáculo

ABRILARTE - espetáculo que conta com a participação de vários agentes culturais do Concelho: Tocata de Cavaquinhos da UTIS - Universidade da Terceira Idade de Santarém, Agrupamento de Danças e Cantares da Póvoa da Isenta, Rancho Folclórico de Alcanhões, CITAR - Centro de Iniciação Teatral e Animação da Romeira, Associação de Danças Desportivas de Tremez e Rancho Folclórico do Vale de Santarém, em colaboração com a União de Freguesias da Cidade de Santarém, Alcanhões, Póbvoa da Isenta, Vale de Santarém, União das freguesias da Romeira e Várzea, União de Freguesias de Azóia de Cima  e Tremez e União de Freguesias de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira.

 

Os bilhetes (3 Cravos) vão estar à venda junto dos membros da Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL”, no Convento de S. Francisco (Telefone: 243 304 436) e na Emoção D'Imagens. As reservas também podem ser efetuadas através do e-mail: com25abrilsantarem@gmail.com

 

 

No dia 24 de abril (terça-feira), “Noite mágica do 25 de Abril em que na EPC se formou a Coluna Militar e a sua consequente saída da Cidade - momento simbólico para a Cidade, em que vai ser apresentado um espetáculo rico em imagens, valores e gritos de alma”, como referiu hoje Joaquim Correia Bernardo, ao explicar o espetáculo que está a ser preparado para o efeito, e que Santarém recebe, às 21h30, na Ex EPC - Escola Prática de Cavalaria de Santarém - Parada Chaimite, o Espetáculo “61 - Abril – 74 – da Guerra à Liberdade”.  Entrada de público a partir das 20h30. Gratuito.

Tiago Fernandes, explicou que este ano, o Palco vai ter outra disposição e vai estar num plano elevado, de modo a permitir a visualização do espetáculo por todos. O Espaço vai contar com cerca de 1000 lugares sentados e espaço para que todos consigam ver este espetáculo Multidisciplinar.

 

O Espetáculo retrata a vida dos portugueses num conturbado período da história de Portugal, num espectáculo que retrata as situações vividas nos diversos sectores da sociedade, durante os 13 longos anos em que os portugueses foram sujeitos a conflitos armados, e as suas famílias condicionadas à dolorosa incerteza de verem os seus filhos de volta a casa.

Uma produção multidisciplinar com Teatro, Música, Dança e Poesia, que conta com mais de 150 participantes de associações culturais, locais e concelhias, que unem esforços e talentos para que a noite de 24 de abril continue um marco das comemorações Nacionais da Liberdade.

 

Quem estiver interessado em participar neste espetáculo, como figurante, pode contatar com Carlos Oliveira (Chona) ou com Tiago Fernandes, da Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL”, através do e-mail:com25abrilsantarem@gmail.com .

 

Dia 25 de abril - Dia da Liberdade, das 10h00 às 12h30, há Pintura para crianças e e Manhã Desportiva, no Jardim da Liberdade.

Às 10h30, há Cravos para Salgueiro Maia, no Jardim dos Cravos. Esta cerimónia evocativa do 25 de Abril, conta com a presença de familiares, amigos, entidades públicas e oficiais, Executivo Municipal, Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL” e com a participação da Sociedade Filarmónica do Xartinho.

 

Às 12h30, o antigo Refeitório da Ex- Escola Prática de Cavalaria é palco do Almoço Festivo do 25 de Abril - Convívio “Revolução dos Cravos”. Reservas no Posto de Turismo de Santarém (Tel. 243 304 437), junto dos membros da Associação “COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL – ASSOCIAÇÃO CULTURAL e ”Emoção D’Imagens.

 

Às 16h30, tem lugar uma visita ao “Mural do 25 de Abril”, no Jardim da Liberdade, que vai ser restaurado por César Pires e Francisco Camilo.

 

A preocupação de restaurar o Mural do 25 de Abril conta com mais de três anos e este ano, conseguiu-se contar duas das pessoas que participaram no seu restauro, há cerca de dez anos, César Pires e Francisco Camilo, na altura com quinze anos.

 

Às 17h30, a Igreja de Nossa Senhora da Graça acolhe o Tradicional Encontro de Coros do CCS - Círculo Cultural Scalabitano, integrado no Projeto “Abril Mês do Coro”, que conta com a participação do Grupo Coral “Os Loureiros” de Palmela, Grupo Coral de Oiã, Orfeão de Vila Praia de Âncora e Coro do Círculo Cultural Scalabitano.

 

 

Outras iniciativas do Programa:

 

 

Dia 4 de abril (quarta-feira), às 21h30, passa o Filme “Rosas de Ermera”, de Luís Filipe Rocha, no Teatro Sá da Bandeira, pelo Cineclube de Santarém. Cinema | Duração 125’ | Classificação M/12 | Preço 5€/2,5€ sócios Cineclube de Santarém

Reservas: cineclubedesantarem@gmail.com  |Mais informações: 243 309 460 (TSB)

 

“Em 1939, os irmãos João e José Afonso dos Santos vão de Moçambique para Coimbra para aí realizarem os seus estudos, enquanto os pais, o juiz José Nepomuceno Afonso e Maria das Dores, e a filha mais nova, Maria, viajam para Timor-Leste, onde o pai fora colocado. A eclosão da Segunda Guerra Mundial virá separar a família durante alguns anos, com os pais e Maria a serem eventualmente internados nos campos de concentração criados pelos japoneses em Timor-Leste. É uma pequena história "perdida" na grande história da relação entre Portugal e Timor, que o realizador Luís Filipe Rocha ("Cerromaior", "A Passagem da Noite", "Cinzento e Negro") conta neste documentário, cujo título vem das rosas daquela localidade timorense. É, também, uma história esquecida da vida do ícone da música portuguesa José Afonso (1929-1987), o mesmo José Afonso dos Santos que estava em Coimbra e não teve notícias dos pais durante três anos”.

Título original: Rosas de Ermera | De: Luís Filipe Rocha | Género: Documentário | Outros dados: POR, 2017, Cores.

 

No dia 12 de abril (quinta-feira), às 21h00, são inauguradas as Exposições: “Horizonte Revelado”, de Alves Redol e “Por todas as estradas do Mundo”, de Manuel da Fonseca, no Fórum Actor Mário Viegas - Centro Cultural Regional de Santarém, cedidas pelo Museu do Neorrealismo. Patentes até ao dia 28 de abril.

Às 22h00, é apresentado o livro “Mulheres da Clandestinidade”, que conta com a presença da autora Vanessa de Almeida e de Manuela Bernardino.

 

Dia 15 de abril (domingo), às 16h30, há Teatro para crianças “A mais louca corrida do mundo”, com Paulo Patrício, no Fórum Actor Mário Viegas - Centro Cultural Regional de Santarém.

 

Dia 19 de abril (quinta-feira), às 21h30, “Vamos falar sobre a Prostituição” - Palestra com Sandra Benfica,  do Movimento Democrático de Mulheres, no Fórum Actor Mário Viegas - Centro Cultural Regional de Santarém.

Às 11h00, há Cravos para Salgueiro Maia, no Jardim dos Cravos. Esta cerimónia evocativa do 25 de Abril, conta com a presença de familiares, amigos, entidades públicas e oficiais, e com a participação da Banda da Sociedade Filarmónica Instrução e Cultura Musical da Gançaria.

 

Dia 27 de abril (sexta-feira), às 21h30, a Casa do Campino acolhe o Espetáculo “Abril com Zeca” - Concerto pelo Núcleo de Santarém da AJA - Associação José Afonso, Integrado no Festival de Letras de Santarém 2018, que decorre de 21 e 29 de abril.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:57
link do post | comentar | favorito

Exposição de pintura Genesis 4.18 “World Mirror” na Galeria Municipal

Exposicao

 

 

O Município do Entroncamento apresenta na Galeria Municipal, entre os dias 31 de março e 12 de abril, a exposição de pintura Genesis 4.18 “World Mirror”, do pintor Sansão Vitorino, com inauguração marcada para dia 31 de março às 17h00.

 

O artista define-se como autodidata, observador das imagens oferecidas pela natureza que o rodeia e imaginativo quanto àquelas imagens naturais que não vê, como nos afirma “…porque imaginamos que em algum ponto, em algum Mundo, no nosso Universo ou mesmo paralelo, imagens que estarão a espelhar alguns dos ambientes mais imaginativos conhecidos na nossa própria natureza.”

 

“World Mirror” apresenta segundo o artista“…vários trabalhos em que mostro com óleo sobre tela as fotos que nascem e se criam dentro da própria mente.”

 

Sansão Vitorino já realizou várias exposições individuais, nomeadamente na Galeria Municipal, onde regressa, desta feita com novos trabalhos.

 

Esta exposição é dirigida ao público em geral, é de entrada livre e estará patente de terça-feira a domingo entre as 15h00 e as 19h00.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:43
link do post | comentar | favorito

CRÉDITO AGRÍCOLA COM RESULTADO POSITIVO DE 150,2 MILHÕES DE EUROS EM 2017

cid:E3D9C8B2-5E12-4E08-A1CE-5E6350D43898

 

 

 

 

PRINCIPAIS DESTAQUES

  • Num contexto macroeconómico nacional marcado por uma consolidação do crescimento económico conduzido pelo aumento da confiança dos agentes económicos, da procura interna e pelo contributo das exportações, o sector financeiro continuou a estar pressionado devido às taxas historicamente baixas da Euribor, ao processo de desalavancagem dos agentes económicos e aos crescentes requisitos de capital no quadro da regulamentação do Basileia III e do Solvência II, o Grupo Crédito Agrícola apresentou, no exercício de 2017, um resultado líquido consolidado de 150,2 milhões de euros. No mesmo período, o negócio bancário do Grupo apresentou um resultado líquido de 147,6 milhões de euros, representando um crescimento de 105% face a 2016.
  • Em 31 de Dezembro de 2017, a carteira de crédito (bruto) a clientes ascendia a 9,4 mil milhões de euros, um crescimento de 8,3%, face a 2016, o que é significativo quando comparado com a quebra de 2,8% registada pelo conjunto das instituições financeiras a actuar em Portugal.
  • É de assinalar ainda o contributo dos resultados das empresas do Grupo em 2017, nomeadamente de +6,7 milhões de euros da CA Vida (seguros vida), de +2,0 milhões de euros da CA Seguros (seguros não vida) e de +2,0 milhões de euros da CA Gest(gestora de activos).

 

Negócio bancário

  • No negócio bancário, em 2017, o Crédito Agrícola alcançou um resultado líquido de 147,6 milhões de euros, que compara com os 72,1 milhões de euros registados em 2016.
  • Em 31 de Dezembro de 2017, a carteira de crédito (bruto) a clientes ascendia a 9,4 mil milhões de euros, um crescimento de 8,3%, face a 2016, tendo o crédito bruto a empresas e sector público administrativo, com um peso relativo superior a 50% na carteira de crédito bruto, apresentado um crescimento assinalável (+11,3% face a 2016), em contraciclo com a variação de crédito bruto a empresas verificada no sistema bancário como um todo (-5,5%), o que proporcionou, uma vez mais, um reforço da quota de mercado do Grupo Crédito Agrícola neste segmento.
  • Em 2017, os recursos totais de clientes totalizaram 14,9 mil milhões de euros (dos quais 12,6 mil milhões de euros sob a forma de depósitos bancários), evidenciando um crescimento, em termos homólogos, de 5,8% correspondente a 815 milhões de euros. A evolução verificada nos produtos fora do balanço bancário foi influenciada negativamente pela quebra dos seguros de capitalização (-250 milhões de euros), apesar do crescimento verificado nos fundos de investimento de 199 milhões de euros (+26,1%) face ao período homólogo.
  • No final de 2017, o rácio de transformação de depósitos em crédito líquido ascendia a 69,5%, significativamente abaixo do limiar máximo de transformação recomendado.
  • Em termos de qualidade da carteira de crédito do Grupo Crédito Agrícola, em Dezembro de 2017, o rácio de crédito em risco situou-se nos 8,5% (versus 9,4% em 2016) e o respectivo rácio de cobertura fixou-se nos 81,8%. Por seu lado, o rácio de crédito vencido há mais de 90 dias em Dezembro de 2017 atingiu os 5,4% (versus 6,2% em 2016) e o rácio de cobertura do crédito vencido há mais de 90 dias situou-se nos 127,8%.

 

Outros aspectos relevantes da actividade

  • A rede de distribuição do Crédito Agrícola foi, ao longo de 2017, alvo de alterações pontuais no que respeita à localização e ao horário das agências enquanto estratégia privilegiada para rentabilização da sua rede, tendo existido a preocupação de minimizar os encerramentos que pudessem colocar em causa a prestação de serviços financeiros e de protecção à população. Neste contexto, a rede de retalho do Crédito Agrícola (composta por 669 agências) constitui-se como a maior rede do sistema bancário nacional, apresentando-se como um factor de desenvolvimento das regiões mais desfavorecidas do país.
  • Para além da rede física, o Crédito Agrícola disponibiliza uma rede de 259 caixas automáticas próprias “B24” com serviços em funcionamento (+1 que em 2016) e de 1.536 caixas automáticas SIBS (+16 que em 2016) e canais digitais de conveniência. Apostado em apoiar as empresas portuguesas e as comunidades emigrantes, o Crédito Agrícola possui ainda escritórios de representação em França (Paris), no Luxemburgo e na Suíça (Genebra), tendo investido recentemente no empreendimento Paris-Ásia com vista a dinamizar as operações de trade finance.
  • Em Outubro de 2017 foi formalizada a transferência da gestão dos fundos de investimento mobiliário do CA para a IM Gestão de Activos, por um período de 10 anos, com o objectivo de alargar a oferta junto da base de Clientes de retalho.
  • No passado mês de Dezembro, o Crédito Agrícola e a Inovisa revelaram os vencedores da 4ª edição do “PrémioEmpreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola”, numa cerimónia que contou com a presença do Ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, e onde foram premiados 6 entidades e projectos nacionais.
  • O Crédito Agrícola, pelo quinto ano consecutivo, pretende homenagear as empresas clientes que se destacaram pelo contributo para a competitividade e crescimento da economia, através da obtenção do estatuto de PME Excelência e PME Líder em 2017. O número de empresas que obtiveram este estatuto em 2017, por proposta do Crédito Agrícola, elevou-se para 269 (71 Excelência e 198 Líder), o que representa +48 que o verificado em 2016 e +106 que o registado em 2015.

 

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS DO GRUPO CRÉDITO AGRÍCOLA

 

PRINCIPAIS INDICADORES DO NEGÓCIO BANCÁRIO

 

ACTIVIDADE DO GRUPO CRÉDITO AGRÍCOLA EM 2017

No ano de 2017, o Grupo Crédito Agrícola reforçou a sua posição de parceiro financeiro de confiança dos agentes económicos nacionais e das comunidades não residentes em Portugal. Num ano de consolidação do crescimento económico em Portugal, mas marcado pela resolução de problemas de capitalização entre os principais pares do sistema bancário nacional, a gestão prudente e os níveis confortáveis de capitalização e liquidez do Crédito Agrícola permitiram auxiliar as empresas nas suas necessidades de aumento dos níveis de investimento, de produção e de capacidade de exportação, que resultaram no aumento de 11,3% na concessão de crédito a empresas, fortalecendo a relação com o sector empresarial.

O aumento da preponderância do Grupo Crédito Agrícola como motor de desenvolvimento regional é evidenciado pelo aumento das quotas de mercado nas várias áreas de negócio e nos vários segmentos de Clientes. O princípio de proximidade adoptado pela instituição financeira permite uma adequação da vasta oferta às necessidades das famílias e empresas que, por sua vez, valorizam a estabilidade, solidez e confiança que associam ao único banco cooperativo e com capital 100% português.

 

RESULTADOS DO GRUPO CRÉDITO AGRÍCOLA

O resultado líquido do Grupo Crédito Agrícola foi positivo e atingiu 150,2 milhões de euros em 2017, que compara favoravelmente com os 58,3 milhões de euros registados em 2016.

 

RESULTADOS DO NEGÓCIO BANCÁRIO

No negócio bancário, o resultado líquido foi positivo em 147,6 milhões de euros em 2017, o que compara favoravelmente com o resultado de 2016 que se cifrou nos 72,1 milhões de euros.

Em 2017, verificou-se um aumento da margem financeira, um aumento nas comissões líquidas influenciado pelo reforço da oferta de produtos e serviços complementares (ex. seguros vida e não vida, negócio internacional, FIM, FII), e um aumento das mais-valias obtidas em activos financeiros, efeitos que, conjugados, se traduziram numa variação homóloga de 58,1 milhões de euros (+12,2%) no produto bancário.

 

A margem financeira alcançou os 290 milhões de euros, o que representa um crescimento homólogo de 13,7 milhões de euros (+5,0%) e que reflecte:

  • Efeito-volume positivo resultante do crescimento do crédito e efeito-preço negativo resultante da redução de spreads de crédito que, no global, tiveram um impacto negativo de 9,7 milhões de euros;
  • Efeito-volume positivo resultante do crescimento da carteira de títulos e efeito-preço negativo resultante da redução dos juros que, no global, tiveram um impacto positivo de 6,6 milhões de euros;
  • Efeito-volume negativo resultante do acréscimo de depósitos de clientes e de outras instituições de crédito / bancos centrais e efeito-preço positivo resultante da redução das taxas de remuneração dos novos depósitos e das renovações que, no global, tiveram um impacto positivo de 16,2 milhões de euros.

O produto bancário beneficiou do crescimento verificado nas comissões líquidas que, em 2017, se fixaram em 148 milhões de euros, o que se traduziu num crescimento de 9,9 milhões de euros (+7,2%) face ao observado em 2016. Acresce que o crescimento de 58,1 milhões de euros face a 2016 registado no produto bancário é, em parte, justificado pelos resultados obtidos em operações financeiras (+34,4 milhões de euros).

 

Verificou-se um crescimento nos custos de estrutura para os 316 milhões de euros, tendo estes aumentado cerca de 3,1 milhões de euros em termos homólogos. Esta evolução é explicada pelo aumento de 2,5 milhões de euros dos gastos gerais administrativos e de 1,3 milhões de euros nos custos com pessoal (que passaram de 175 milhões de euros em 2016 para 177 milhões de euros em 2017). O agravamento dos custos com pessoal resultou, em parte, da recomposição de titulares em funções de administração e fiscalização para os novos mandatos, em cumprimento da regulamentação sobre os requisitos de adequação daqueles titulares.

 

 

Relativamente à cobertura do crédito vencido total por provisões e imparidades, o Crédito Agrícola manteve em 2017 um rácio de provisionamento de 125,5%. Importa referir que, entre 2016 e 2017, o rácio de crédito vencido total reduziu 0,8 p.p. dos 6,3% para os 5,5%.

 

 

BALANÇO

Relativamente à estrutura de balanço do negócio bancário do Crédito Agrícola, registou-se um acréscimo de 10,5% no activo total que passou de 14.881 milhões de euros em 2016 para 16.437 milhões de euros em 2017.

O crédito a clientes, em termos brutos, registou um crescimento face a 2016 de 8,3%, tendo o crédito líquido aumentado 9,8% no mesmo período.

No que respeita à segmentação do crédito a clientes, o crédito a particulares fixou-se nos 4.042 milhões de euros, o que representa um aumento de 173 milhões de euros (+4,5%) face ao período homólogo. Este crescimento resulta do comportamento positivo das carteiras de crédito à habitação (+287 milhões de euros i.e. +11,2%) e de crédito ao consumo (+112 milhões de euros i.e. +31,9%), apesar da quebra registada no crédito a outras finalidades (-225 milhões de euros i.e. -23,7%).

No que respeita às empresas e administração pública, o crédito bruto registou um crescimento na ordem dos 548 milhões de euros (i.e. +11,3% que o verificado em 2016) para os 5.393 milhões de euros.

 

NEGÓCIO SEGURADOR (VIDA E NÃO VIDA) E DE GESTÃO DE ACTIVOS

A CA Vida apresentou um resultado líquido de 6,7 milhões de euros em 2017, sustentado no crescimento do número de apólices (+2%) e dos contratos de fundo de pensões (+19%).

A CA Seguros, seguradora do Grupo Crédito Agrícola para os ramos não vida, líder na criação de apólices inovadoras para o sector agrícola, registou um resultado líquido de 2,0 milhões de euros em 2017, assente num crescimento homólogo do número de clientes (+12% para os 383 mil) e de apólices (+10% para as 686 mil).

A gestora de activos do Grupo, a CA Gest, apresentou em 2017 um resultado líquido de 2,0M€. O volume de FIM comercializados na rede CA aumentou 17,4% para os 478,4 milhões de euros.

 

FUNDOS PRÓPRIOS E REQUISITOS DE FUNDOS PRÓPRIOS

 

unnamed

 

Os fundos próprios do Grupo Crédito Agrícola, em Dezembro de 2017, ascenderam a 1.445 milhões de euros (+218 milhões de euros em relação ao período homólogo), o que representa um crescimento 17,8% face ao período homólogo.

Os requisitos de fundos próprios para cobertura dos riscos de crédito e operacional atingiram os 8.862 milhões de euros (i.e. +3,7% face ao verificado em Dezembro de 2016).

 

Os rácios common equity tier 1 (CET1) e solvabilidade total, calculados para 2017 com a aplicação das disposições transitórias (phased-in) e aplicação integral (fully implemented) das regras previstas no Regulamento (UE) n.º 575/2013, apresentam-se muito acima do mínimo regulamentar exigido pelo Banco de Portugal, com o CET1 a apresentar o valor de 15,5% e 15,0%, respectivamente.

 

 

RECONHECIMENTO DO MERCADO

Em 2017, o Crédito Agrícola foi premiado pelo quarto ano consecutivo com o título de “O Melhor Banco no Serviço de Atendimento ao Cliente”, encontrando-se, igualmente, referenciado no relatório de supervisão comportamental do Banco de Portugal do 1º semestre de 2017 como uma das instituições com menor número de reclamações registadas.

A CA Vida alcançou o primeiro lugar nos rankings de imagem e de lealdade do cliente, segundo o Índice Nacional de Satisfação do Cliente do ECSI Portugal 2017.

A CA Seguros foi distinguida, pelo sétimo ano consecutivo, como Melhor Seguradora Não Vida do seu segmento, um prémio atribuído pela Revista Exame em parceria com a Deloitte e Informa D&B.

Os fundos de investimento CA Monetário e CA Rendimento, comercializados na rede do Crédito Agrícola, foram os mais rentáveis em 2017 nas respectivas classes e consequentemente elegíveis para a atribuição do prémio APFIPP.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:41
link do post | comentar | favorito

Iniciativa no âmbito da Campanha de Angariação de fundos

No âmbito da campanha que está a decorrer a Associação Cultural e Recreativa do Vale do Nabão - S. Jorge e o Agrupamento de Escuteiros 1263 da Ribeira do Fárrio vão organizar no próximo dia 21 de Abril um Jantar de Angariação de fundos para a Secção de Bombeiros da Freixianda .
O jantar será realizado nas instalações da ACRVN em São Jorge.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:39
link do post | comentar | favorito

Município de Azambuja concorre às «7 Maravilhas à Mesa»

mesa_azambuja_7 maravilhas

 

 

O Município de Azambuja é um dos nomeados ao concurso “7 Maravilhas à Mesa” cuja pré-seleção dos semifinalistas será conhecida no próximo dia 7 de abril.

Cumprindo os requisitos desta iniciativa de âmbito nacional, a autarquia reuniu uma parte do que tem de melhor e mais característico no seu património gastronómico. Além das iguarias e vinhos – que a seguir se apresentam – a candidatura integra, na categoria designada Roteiros, o projeto «Aveiras de Cima - Vila Museu do Vinho» com as suas adegas e os seus lagares como experiências únicas e peculiares do concelho de Azambuja.

Nesta candidatura, a autarquia pretende conjugar a identidade e a autenticidade de um povo, com o turismo, aliados à gastronomia genuína da região enriquecida e valorizada pelos seus produtos endógenos. O concurso pedia a composição de uma mesa que leve à descoberta dessas maravilhas locais. Aqui fica a breve viagem pela mesa de Azambuja…

 

A mesa do Município de Azambuja foi apresentada numa adega onde servimos um queijo de cabra, da Quinta da Granja dos Moinhos, de pasta mole, produzido inteiramente na localidade da Maçussa e reconhecido nacional e internacionalmente. Para acompanhar este queijo, e o excelente pão de trigo Barbela, foi servido um tinto da casa Batoréu, produzido com uvas das nossas vinhas, de Aveiras de Cima.

À mesa, diretamente do rio Tejo trouxemos, também, as enguias, fritas e de escabeche.

Sendo o pão o elemento central da nossa mesa, não faltaram a Lapardana, a Manja e o Torricado, todos acompanhados por uma bela posta de bacalhau assada na brasa. E como pratos tão perfumados pedem um vinho com um bom perfil aromático, apostámos no branco Arinto da casa Batoréu. 

A “Vila Museu do Vinho” foi a experiência única que selecionámos, por ser efetivamente única no país, e que assenta na própria vila de Aveiras de Cima, nas suas adegas, nas vinhas e nos bons vinhos que produzem. São perto de duas dezenas de parceiros onde cada adega e cada produtor, através do seu espólio, permitem um contacto direto com a sua realidade e o seu saber. Do mais artesanal ao mais tecnológico, numa viajem desconcertante, os nossos visitantes são também chamados a pôr o pé na terra, para uma experiência na vinha, sempre diferente ao longo do ano, consoante a fase do ciclo do vinho que se estiver a vivenciar.

E a “viajem” termina da melhor maneira, à mesa, na Adega Batoréu.

 

Organizada pela EIPWU, entidade detentora dos direitos exclusivos da marca das «7 Maravilhas», esta iniciativa terá a sua final no dia 16 de setembro, onde as «7 Maravilhas à Mesa» serão escolhidas por votação direta da população portuguesa.

O Município de Azambuja acredita que tem um produto diferenciador e, por isso, apresentou esta candidatura já aceite na primeira pré-seleção. No dia 07 de abril, serão reveladas as 49 mesas semifinalistas.

 

 

Azambuja comemora o “Dia Nacional da Juventude”

 

 

O Município de Azambuja vai comemorar na próxima quarta feira, dia 28 de março de 2018, o “Dia Nacional da Juventude” com um espetáculo de Stand Up Comedy, que terá lugar pelas 21h00, no Auditório do Centro Social e Paroquial de Azambuja.

 

A iniciativa conta com a participação dos humoristas Carlos Moura e Alexandre Santos e com a colaboração dos alunos da Escola Secundária de Azambuja, que farão a apresentação inicial e um pequeno apontamento de comédia.

 

Esta iniciativa tem entrada livre e é dinamizada pela Câmara Municipal, com o apoio do Agrupamento de Escolas de Azambuja.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:01
link do post | comentar | favorito

CARTAXO TEM PROVEDOR DO MUNÍCIPE

CARTAXO TEM PROVEDOR DO MUNÍCIPE

  • O nome de Carlos Galelo para primeiro Provedor do Munícipe do Cartaxo, foi proposto por Pedro Magalhães Ribeiro à Câmara que propôs à Assembleia Municipal, sendo este o órgão responsável pela sua eleição.
  • Carlo Galelo tomou posse para o mandato 2017/2021 e afirmou que neste tempo gostaria de ter uma ação pedagógica, com reforço do trabalho junto dos mais novos, para que possam desde cedo adquirir conceitos básicos de cidadania.
  • Por outro lado, o provedor gostaria de “contribuir para tornar o nosso concelho consciente da sua fragilidade em termos de cidadania ativa”.

 

 

Carlos Eugénio Galelo, professor e advogado aposentado, tomou posse como primeiro Provedor do Munícipe do Cartaxo na sessão solene que decorreu no dia 21 de março, às 19h00, no edifício sede do município à qual compareceram eleitos locais, representantes de instituições públicas e privadas, família, amigos e colegas de profissão do novo provedor.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, convidou para a abertura da sessão solene, o ex-vereador Vasco Cunha, que no anterior mandato e em representação do PSD na câmara municipal, apresentou a proposta de criação da figura de Provedor do Munícipe do Cartaxo.

 

Vasco Cunha lembrou que “esta era uma ideia que tínhamos há 16 anos e que materializámos no final do mandato anterior” com a intenção de “ser mais uma possibilidade para os cidadãos participarem ativamente”. Destacando “os progressos que foram feitos nos últimos anos”, no que se refere à promoção da participação dos cidadãos, “com as reuniões descentralizadas da câmara e da assembleia, que decorrem em todas as freguesias”, a permitirem uma aproximação das pessoas aos eleitos nos órgãos autárquicos, “visível quer na bem maior participação nas reuniões destes órgãos – quer por pessoas que expõem os seus problemas, quer por aqueles que apenas assistindo, tomam conhecimento do funcionamento destes órgãos e da tomada de decisões”, Vasco Cunha, afirmou que “o provedor pode dar possibilidade a quem não pode ou não está à vontade para ir a estas reuniões, de apresentar as suas sugestões, reclamações ou dúvidas, para além do papel pedagógico que pode assumir”.

 

Da proposta apresentada em 2017 pelo PSD, o ex-vereador relevou a importância de “garantir em regulamento, que o provedor tivesse suficiente independência e autonomia” e que a sua escolha fosse “equilibrada, com a proposta do nome a sair da Câmara Municipal e a precisar de dois terços para ser aprovada em assembleia municipal”, o que no seu entender “obriga a um compromisso sério por parte deste órgão”.

 

O presidente da Assembleia Municipal, que deu posse a Carlos Galelo, destacou a importância da “participação ativa dos cidadãos”. Convicto de que o provedor poderá dar “um forte contributo para a promoção de um poder local mais transparente e participado”, Augusto Parreira destacou a importância de Carlos Galelo ser “figura de reconhecido prestígio no concelho, sem filiação partidária”, para assegurar “autonomia e independência face aos órgãos autárquicos”.

 

Para Pedro Magalhães Ribeiro, que reconheceu “os contributos de mérito que o vereador Vasco Cunha deu ao município no mandato anterior”, a proposta de criação do provedor do munícipe “levantou dúvidas de caráter formal, mas nenhuma de caráter de conteúdo”. Para o autarca, o cargo de provedor do munícipe “que será desempenhado sem qualquer pagamento, de modo completamente voluntário, constitui-se como serviço público, como concretização plena da democracia e da liberdade de participação que devemos a todas as pessoas que integram a nossa comunidade”.

 

Assumindo que o cargo “ acarreta enorme responsabilidade” não só por ser “a primeira vez que é exercido no nosso concelho, mas também pela responsabilidade de ser elo de ligação entre os cidadãos e o poder político local”, o presidente da Câmara Municipal destacou o “espírito de missão com que o Dr. Carlos Galelo aceitou o convite que lhe dirigi, assim como, o exemplo de coragem e amor à nossa terra que, aliado ao seu percurso profissional, rico de experiência e conhecimento, mas sempre próximo das pessoas, nos dão a garantia de que cumprirá este mandato com isenção, autonomia e independência”.

 

A todos os eleitos “quer na câmara municipal, quer na assembleia municipal, quer ainda a todos os nossos concidadãos”, o autarca deixou o apelo de “assumirmos todos a nossa responsabilidade coletiva de honrar e dignificar a figura do provedor municipal”.

 

Provedor assume-se como mediador empenhado na pedagogia para a cidadania

No discurso de tomada de posse, Carlos Galelo, agradeceu a Pedro Magalhães Ribeiro ter indicado o seu nome “para este cargo novo”, assim como, aos membros da assembleia municipal que nele confiaram. Afirmou ter “enorme apreço pelos que exercem serviço de voluntariado, pelo modo altruísta como se entregam aos outros sem receber nada em troca”, confessou a sua motivação pessoal para “nesta fase da minha vida, poder ser útil a alguém”, referindo-se à vontade que acalentava de poder contribuir com trabalho voluntário em prol da comunidade – “o convite que recebi veio de encontro a esta minha vontade íntima de contribuir”.

 

O novo provedor fez ainda o balanço do seu percurso profissional. “Fui um professor que teve a sorte de ser advogado”, referindo que considera as duas profissões que exerceu “enriquecedoras em experiência e conhecimento “, para o cargo que passa a ocupar.

 

A carreira de professor “traz a vantagem do caráter pedagógico”, afirmou, destacando a importância que atribui “à promoção da educação para a cidadania ativa” a partir das escolas. Propósito que “colocarei como desafio”, assumindo que “gostaria de deixar essa marca, de fazer algo neste domínio”. O novo provedor defendeu ações que possam contribuir para que os cidadãos conheçam os “conceitos básicos relacionado com o exercício da cidadania, o conceito de papel e o conceito de estatuto. Sendo o primeiro o conjunto de atitudes e comportamentos que os outros têm legitimidade para esperar de nós”, e o segundo, “os comportamentos, as atitudes que legitimamente podemos esperar dos outros. Ora, o cidadão em geral tem um enorme apreço pelo seu estatuto, e esquece-se muito do seu papel”.

 

Já a experiência enquanto advogado, profissão na qual se sentiu sempre “muito pequenino e com muita responsabilidade perante as pessoas que representava”, contribui com conhecimento e experiência que o ajudarão a lidar com “com o peso que sinto sobre os meus ombros de fazer com que se exerçam os direitos e os interesses legalmente consagrados dos munícipes, perante os órgãos municipais”.

 

O novo provedor destacou ainda o caráter das suas competências legais “a função do provedor não é política, não pode modificar nem revogar os atos dos órgãos eleitos, as queixas apresentadas pelos cidadãos não suspendem contagem de prazos, nem têm efeito para contencioso”, o provedor “é um mediador, emite pareceres e recomendações, e para tal deve estar conhecedor da realidade”. Carlos Galelo deixou como apelo a órgãos eleitos e cidadãos “que façamos sempre o possível para que haja respeito e elevação em qualquer assunto que se discuta”.

 

 

 

INFORMAÇÃO

O Provedor do Munícipe tem por função garantir a defesa e a prossecução dos direitos e interesses legítimos dos particulares perante os órgãos e serviços municipais que integram o perímetro da administração local e ainda das demais entidades que o Município do Cartaxo integre, tenha intervenção ou por qualquer forma legal se relacione. O Provedor do Munícipe exerce a sua ação na circunscrição territorial do Município do Cartaxo. ​

 

O Provedor do Munícipe exerce o cargo sem direito a qualquer pagamento e o seu mandato coincide com o mandato autárquico, não podendo ser renovado mais de duas vezes.

 

 

ATENDIMENTO

Durante o mês de abril de 2018

dias 5 e 19 de abril - das 9h30 às 13h00​

 

Para o mês de abril, o provedor estabeleceu duas manhãs para atendimento presencial. De acordo com as solicitações, poderá o provedor, estabelecer outros dias de atendimento.

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:53
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Março de 2018
Conversas Ferroviárias e a revista “O Foguete” nas Conversas com Café de abril

 

A próxima edição do ciclo de tertúlias temáticas “Conversas com Café” terá lugar no próximo dia 6 de abril, pelas 18h30m, na Biblioteca Municipal, tendo como tema “Conversas Ferroviárias”.

As “Conversas Ferroviárias” terão como oradores, José Eduardo Neto da Silva, Marcelo Teixeira e como moderadora Manuela Poitout.

José Eduardo Neto da Silva é um grande entusiasta do caminho-de-ferro, membro de associações ligadas à cultura e história da ferrovia e fundador da Associação de Amigos do Museu Nacional Ferroviário.

Marcelo Teixeira é autor de várias obras, tendo colaboração dispersa por diversos jornais e revistas, em Portugal e no estrangeiro («Diário de Notícias», «Público», «La Jornada», etc.). Ao longo do seu percurso associativo, tem presidido ou integrado a Direção de vários organismos ligados à temática. É cofundador e um dos diretores da Fundación Malcolm Lowry, em Cuernavaca, México.

Manuela Poitout, é professora aposentada, cronista, historiadora e investigadora da história do Entroncamento. Ao longo dos anos tem partilhado com o público as suas pesquisas que demostram claramente a forte ligação que tem ao concelho do Entroncamento.

Com um tema intimamente ligado à ferrovia, que muito diz àqueles que vivem na cidade ferroviária e que aqui trabalham ou trabalharam nos caminhos de ferro, esta tertúlia reúne as premissas para um fim de tarde bastante interessante.

Também neste evento será apresentada a última edição da revista “O Foguete”, a edição nº 29. Revista ligada à ferrovia que foi agora retomada depois de algum tempo de ausência.

Não perca este evento, que terá início às 18h30m e tem entrada livre.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:40
link do post | comentar | favorito

Moinho do Fidalgo (Paço dos Negros - Almeirim) inscrito nos Moinhos Abertos 2018
 

 

Nos próximos dias 7 e 8 de abril o Moinho do Fidalgo, localizado na aldeia de Paço dos Negros - Almeirim, irá estar aberto para visitas, enquadrado na iniciativa nacional "Dia dos Moinhos Abertos". A iniciativa nacional começou em 2006 e desde 2014 que a Academia Itinerarium XIV da Ribeira de Muge lhe dá corpo em Paço dos Negros no Moinho do Fidalgo.

 

Tendo em conta a proximidade ao dia 9 de abril, em que se assinala neste ano o centenário da Batalha de La Lys, a exposição temática durante o moinho aberto terá como título "100 Anos da Batalha de La Lys - Influências da 1.ª Guerra Mundial na Freguesia da Raposa". Tendo em conta que todo o vale do médio curso da Ribeira de Muge (onde se insere a Raposa, Paço dos Negros e Marianos) eram uma única freguesia à época, a exposição trará informações sobre os soldados que participaram neste evento bélico naturais desta freguesia e moradores não só nestas aldeias como em vários casais bordejam a ribeira. 

 

A par desta exposição, e além da normal visita ao moinho e às suas tecnologias e maquinarias, como vai já sendo costume, contaremos também como a presença de José João Pais, que irá proferir a palestra  "Recordando a batalha de La Lys. 9 de abril de 1918". O programa oficial segue abaixo: 

 

Dia 7 de abril, Sábado

15.00h - Descerramento do Cartaz Oficial dos Moinhos Abertos 2018

15.00h - Inauguração da Exposição no Moinho. 

15.00h às 18.00h - Moinho Aberto. 

 

Dia 8 de abril, Domingo

15.00h às 18.00h - Moinho Aberto. 

15.30h - Palestra "Recordando a batalha de La Lys. 9 de abril de 1918" com José João Pais. 

Momento cultural com declamação de "Versos" alusivos à 1.ª Guerra Mundial. 


publicado por Noticias do Ribatejo às 16:37
link do post | comentar | favorito

CPCD Sentieiras organiza Festa do Futebol do Campeonato Distrital de Futebol da INATEL

 

 

O Centro Popular de Cultura e Desportos de Sentieiras encontra-se a preparar as finais dos campeonatos distritais de futebol, da época 2017/2018, da Liga INATEL– Delegação de Santarém. Este grandioso evento, em que ficarão a ser conhecidos os campeões das duas séries distritais, terá lugar no próximo dia 6 de Maio, no Campo CUF, do Clube Desportivo e Recreativo “Os Dragões”, em Alferrarede, Abrantes.

 

Para esse dia estão previstas várias atividades ao longo do dia da Festa do Futebol, como um encontro de Escolinhas de Futebol, actuação de grupos etnográficos, logótipo humano, paraquedismo, entre outras, que culminará com a entrega de prémios. 

 

O programa definitivo será apresentado durante o mês de Abril.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:48
link do post | comentar | favorito

Chrysta Bell, Pedro Tochas e Fausto Bordalo Dias na nova temporada do Teatro Virgínia

 

A agenda do Teatro Virgínia, em Torres Novas, para os meses de abril, maio, junho e julho, inclui grandes referências nacionais e internacionais como Chrysta Bell, Pedro Tochas, Victor Hugo Pontes, Fausto Bordalo Dias, entre muitos outros.

 

Abril começa com a estreia do projeto do Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia (7 de abril), seguindo-se o concerto de Chrysta Bell com o seu último disco «We dissolve». A musa de David Lynch estará em Torres Novas a 14 de abril. A terminar o mês, no dia 28, Miguel Fragata e Inês Barahona trazem a sua «Montanha-Russa», juntamente com Manuela Azevedo e Hélder Gonçalves, conhecidos também pela música dos Clã, num projeto que junta o teatro e a música.

 

Maio traz-nos o humor de Pedro Tochas (dia 5) e Causas Comuns com a peça “Lindos Dias!”, Happy Days de Samuel Beckett, um dos mais importantes dramaturgos contemporâneos, encenada por Sandra Faleiro e interpretada por Cucha Carvalheiro e Luis Madureira, no dia 12. A 19 de maio é a vez de Victor Hugo Pontes e a abordagem aos «Capitães da Areia» de Jorge Amado com o espetáculo de dança «Margem».

 

O Atelier Teatral dos Miúdos estreia a peça Circo dos Poetas no dia 16 de junho. Fausto Bordalo Dias, com a trilogia «Por este rio acima», «Crónicas da terra ardente» e «Em busca das montanhas azuis», que marcaram profundamente a música feita em Portugal, apresenta-se a 30 do mesmo mês.

 

Este leque de espetáculos termina já em pleno verão, nas Festas do Almonda, com a companhia mexicana de novo circo OME e o espetáculo «Luz» (5 de julho), e João de Brito e Manuela Pedroso com a sua «Carripana» para o pré-escolar e famílias (6 e 7 de julho).

 

Neste quadrimestre o Serviço Educativo/Lab Criativo dá início a um ciclo de residências artísticas no Convento do Carmo, que darão lugar a uma oficina pela Erva Daninha e um open call de Jonas & Lander. As residências estão inseridas no apoio a criadores da Rede 5 Sentidos, da qual o Teatro Virgínia faz parte, e os espetáculos serão apresentados em Torres Novas em 2019.

 

Os bilhetes podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Virgínia ou em www.bol.pt a partir de amanhã.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:40
link do post | comentar | favorito

Carlos Fernandes vencedor incontestável
 
 
A dupla Carlos Fernandes / Bruno Abreu (Mitsubishi EVO 6) confirmou a supremacia evidenciada ao longo dos dias de provas, ao vencer as cinco Provas Especiais Classificativas de Domingo, e assim conquistar a vitória final, em termos absolutos, desta terceira edição do Rally Vila Medieval de Ourém.
 
Em segundo lugar ficou a dupla André Cabeças / Ilberino Santos (Mitsubishi EVO 8) a 2:05.50, enquanto a terceira posição foi para Eduardo Veiga / Justino Reis (Ford Escort) que ficaram a 2:49.50. Fernando Peres / José Pedro Silva (Mitsubishi EVO 9) ficaram em 4º lugar a 2:59.10, enquanto o TOP5 foi fechado com Vitor Pascoal / Ricardo Faria (Porsche 997 GT3 RS) a 3:20.70 do vencedor.

 
Última classificativa atraiu milhares de espectadores
 
De realçar os milhares de espetadores que estiveram presentes em ambos os dias na estrada, a apoiar os pilotos, sempre cumprindo as indicações de segurança, demonstrando que os aficionados dão importância e crescimento à modalidade!
 
A Super Especial, que foi disputada nas anteriores edições em formato noturno no primeiro dia (sábado) realizou-se na tarde de Domingo, na zona de feiras e mercados de Ourém, atraindo muitos adeptos do automobilismo.
 
Apenas com 1.88 Km, a última prova serviu, sobretudo, para proporcionar ao público, que ao longo do rally o acompanhou entusiasticamente, um espetáculo extra, muito apreciado.




Organização Faz balanço positivo do evento
 
No final o director da Prova e Presidente do Olival Motorizado, Ricardo Capitão, não escondia a sua satisfação pelo êxito alcançado fazendo um balanço, "magnífico de toda a prova, quer pela adesão significativa e muito importante de pilotos como pelo publico presente que, ao longo dos dois dias e de forma irrepreensível acompanhou a prova".

Pedido de Casamento em pleno rali
 
Diana Soares, a piloto do carro nº 66 foi ontem pedida em casamento em pleno rali. Este episódio aconteceu em pleno reagrupamento tendo como cenário o Castelo de Ourém. Muitas felicidades para a Diana e para o seu noivo Henrique Mendes!
 
Casamento à parte Diana Soares / Sofia Lobo em Nissan Micra terminaram a prova na 47ª Posição.


Presidente da AMO ao lado de José Grosso
 
O presidente da AMO - Assembleia Municipal de Ourém, João Moura, aceitou o desafio da organização do Rali Vila Medieval de Ourém e sentou-se ao lado de José Grosso num Escort RS 300 para percorrer a Super Especial de Ourém .

 
Presidente da Câmara Luís Albuquerque felicitou a organização
 
Foram muitas as pessoas que, acompanhadas de um agradável dia de sol, se deslocaram ao Parque da Cidade António Teixeira para assistir à Super Especial "Município de Ourém", ponto alto do segundo dia do Rally Vila Medieval de Ourém 2018.
 
Numa tarde de domingo cheia de animação, para além da Super Especial decorreu ainda uma prova de Kart Cross, o já célebre Camião Racing e um desfile de moda.
 
No fim do evento e depois de sentir as emoções do simulador , o Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque endereçou os parabéns e realçou todo o empenho do Olival Motorizado, pela organização da prova que se assume já como uma referência e em que o Município se empenha como parceiro de organização. Luís Miguel Albuquerque felicitou ainda todos os participantes e agradeceu aos presentes a forma como aderiram ao evento.


Edição 2018 bate recordes
 
A edição deste ano bateu vários recordes não só de assistência como ao nível das inscrições com um número extraordinário muito próximo das 7 dezenas, só superado por muito poucas provas de Ralis em Portugal. Mas também ao nível de logística houve números impressionantes .No global estiveram envolvidas na estrutura do rali cerca de 600 pessoas , desde organização , forças de segurança , bombeiros , equipas médicas , reboques ,etc


Chuva ainda tentou estragar a "festa"

O dia de sábado ficou marcado pela instabilidade das condições atmosféricas com a chuva a cair por vezes com muita intensidade e vento com rajadas fortes. A primeira passagem pela especial do Castelo foi feita sem chuva , mas após o reagrupamento na segunda passagem toda a especial foi feita debaixo de chuva intensa. Ainda assim toda a especial estava repleta de publico , muito dele aproveitando a "boleia" dos autocarros colocados á disposição pela organização em colaboração com o Município de Ourem. No domingo o dia amanheceu com sol e assim se manteve ao longo de todo dia. Não fosse o vento desagradável teríamos tido um excelente dia de primavera . 
 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:35
link do post | comentar | favorito

TEMAS DE SAÚDE: A propósito da Epidemia do Sarampo

ANTONIETA

Por: Antonieta Dias (*)

 

 

A propósito da Epidemia do Sarampo

 

O Sarampo é uma doença altamente  contagiosa, causada por um vírus  cujo período de incubação  é de cerca de doze dias (tempo entre o contágio e o aparecimento da doença).

Manifesta-se por febre, erupção cutânea que se inicia na cabeça e depois vai descendo pelo corpo, tosse, perda do apetite, conjuntivite e mal estar geral

As manchas de koplick (são pequenos pontos brancos- máculas, com halo branco eritematoso difuso,  que aparecem na mucosa bucal, antecedendo o exantema s), são patgnomónicas do sarampo..

O tratamento implica isolamento dos doentes infetados, repouso, ingestão de grande quantidade de líquidos, boa alimentação, cuidados de higiene, especificamente limpeza das secreções oculares e tratamento sintomático.

Nalguns casos poderá haver a necessidade de prescrever medicamentos que aumentem a imunidade.

Segundo a OMS os casos de Sarampo na Europa aumentam 400% em cada ano.

Em 2017 o aumento foi de 400  % em relação a 2016. Esta doença afetou 21.3 mil pessoas na Europa. Foram mais de 20.000 casos de Sarampo  e 35 pessoas morreram em 2017, podemos classifica-lo como  uma tragédia que simplesmente não podemos aceitar” diz  Zsuzsanna Jakab, diretora regional da OMS para a Europa.

Foram despoletados grandes surtos, dos 53  países europeus 15 tiveram surtos.

Ministros da Saúde de 11 países europeus reuniram esta semana na Republica de Montenegro, nos Bálcas, para debater soluções para enfrentar o surto do sarampo no continente e a importância da imunização.

Mais de 87% das pessoas que contraíram a doença não estavam vacinadas.

A Roménia foi o país mais afetada com 5562 casos, seguido da Itália com 5006 casos e da Ucrânia com 4767.

De acordo com as informações da OMS, surgiram surtos na Grécia (967), Alemanha (927), Servia (702), Tajiquistão (649), França 520, Federação Russa (408), Bélgica (369), Reino Unido (282), Bulgária (167), Espanha (152), Republica Checa (146) e Suíca (105).

Segundo a  mesma fonte (OMS)  dos 53 países europeus, 15 tiveram surtos de sarampo, principalmente a Itália, Roménia e Ucrânia. Nessas Nações, houve declínio da cobertura de vacinação de rotina, o que gerou cerca de 5 mil casos ou mais em cada país.

Alemanha, Bélgica, Bulgária, França, Espanha, Reino Unido e Rússia também tiveram centenas de casos de sarampo o ano passado.

Sempre que surge um caso de sarampo despoleta  uma chama viva de comunicação e de alerta de que as crianças e os adultos não estão vacinados.

A OMS disse que já estão em prática ações para evitar novos surtos incluindo melhoria do planeamento e na logística dos stocks  das vacinas, consciencializando o publico sobre a doença e imunização de pessoas com mais risco de contrair o sarampo.

Portugal não ficou excluído deste infortúnio, que por incrível que pareça foi despoletado na esfera intra –hospitalar pública deixando assim bem clara a necessidade de mudança de novos modelos e de um maior investimento no SNS Português.

Este alerta é um enorme desafio, para os próximos anos e obriga a pensar no investimento que se tem de fazer para que crianças e adultos não corram riscos  de contrair a doença.

Evitar a sua propagação implica, vacinar, mantendo coberturas do Plano Nacional de Saúde a 100%.

Para minimizar este drama há que insistir na obrigatoriedade de manter o Plano de Vacinação Atualizado e cumprir as instruções da Organização Mundial de Saúde (OMS) e manter os Públicos com a dignidade de merecem, criando as condições para que os doentes sejam tratados de acordo com a Legis Artis.”

(*) Prof. Doutora na Faculdade de Medicina do Porto



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:31
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Março de 2018
Alento

ANAFONSECA

Por: Ana Fonseca da Luz

 

Alento

 

Ontem foi Sexta-feira Santa e, como sempre, fui à Chamusca, à noite, para ir à Procissão. Apesar de andar arredada da Igreja, não estou arredada de Deus. Só eu sei quantas vezes ele me pegou ao colo quando eu mais precisava, quantas vezes me segredou ao ouvido que caminho seguir.

A Chamusca, nesta altura do ano, tem o dom de me encantar, faz-me recuar no tempo e enche-me o coração de alento.

Fiz como sempre. Segui a procissão o mais próximo possível do Senhor da Misericórdia, para me sentir ainda mais próxima de Deus e, em silêncio, percorri as ruas que tão bem conheço. No bolso levava um bocadinho de rosmaninho, que apanhei no chão da igreja da Misericórdia e foi precisamente aí que senti que faltava qualquer coisa, faltava alguém. Lembrei-me mais tarde. Entre as capas pretas da Procissão dos Fogaréus, faltava o Zé Luís Leitão. Faltava o seu porte altivo e os seus olhos de cigano a iluminarem a noite.

 Todo o percurso me encantou, como se percorresse a Chamusca pela primeira vez. As pessoas que eu tão bem conheço seguiam de olhos limpos e serenos, entoando “ Senhor Deus Misericórdia”.

Mais à frente, depois da capelinha dos Viscondes, mesmo ao lado de onde, antigamente, eram os bombeiros, que, com primor, erguiam sempre o seu altar em louvor ao Senhor da Misericórdia, o meu coração bateu mais lento. Lembrei outro amigo que ficou pelo caminho, o Xico Rodrigues. E, nessa altura, a saudade do passado doeu fundo no meu peito. Perder amigos é perder sempre um bocadinho da nossa história.

A Procissão seguia lenta e enfeitada de cheiros, mas não eram os mesmos de antigamente. Nem o rosmaninho tinha a mesma intensidade…

O mais doloroso de todo o percurso foi passar à minha antiga casa, “à casa do Gaspar”, que ele enfeitava sempre com tanto carinho, à casa da tia Alda, sempre cheia de velas e lanterninhas… Aí sim, a saudade bateu tão forte que baixei os olhos e chorei.

Apeteceu-me recuar no tempo e voltar a enfeitar as janelas com lanternas e as jarras antigas com rosmaninho, lírios e jarros. Tirar o Cristo do oratório e dar-lhe um lugar de honra, sobre a toalha de linho antigo que sempre enfeitava a mesa. Restou-me limpar as lágrimas e seguir em frente. O passado mora lá atrás…

Voltei para casa com uma estranha sensação de satisfação insatisfeita.

Hoje de manhã, voltei à Chamusca. Queria pagar ao meu amigo Raul o cafezinho há tanto tempo prometido e os dois dedos de conversa que dois bons amigos têm sempre para dar, apesar de darem os bons dias quase todas as manhã. Maravilhas da Net…

Encontrámo-nos a meio de caminho. Na ponte da Chamusca. Depois do café bebido ao balcão, sentámo-nos, quais dois velhos alentejanos, no banco à porta do café, para um gostoso cigarro (maldita lei do tabaco…) e para dois dedos de prosa. Ambos nos queixámos do mesmo. A Procissão já não era como antigamente… Eu queixei-me de que o cheiro não era o mesmo e que nem o céu tinha a mesma cor… O Raul concordou. Realmente não era como antigamente!

– O que é que achas que falta, Raul? –  perguntei-lhe, uma vez que há 30 anos não moro lá e ele tem um jeito cheio de manha e poesia para descrever as coisas.

– Sabes o que falta? Falta o bacalhau assado com broa, o licor de tangerina e a voz da Amália como pano de fundo, no velho gira discos em casa do Gaspar. É isso que falta.

Dei a última passa no cigarro e concordei com o meu amigo. O que falta realmente são bocadinhos da nossa história, da história de um grupo de meninos que era feliz, muito feliz e  nem sabia.

É por isso que eu e o meu amigo Raul gostamos de escrever, para deixar um bocadinho da nossa história e para que o cheiro do rosmaninho nunca se perca.

No próximo ano quero ir novamente à procissão. Quero, como sempre, rever os meus amigos e cantar baixinho “Senhor Deus misericórdia…”

Entretanto, as últimas brasas morreram de tanto calor terem dado. As minhas mãos estão frias, mas o meu coração está cheio da terra de que tanto gosto. E isso aquece-me a alma…

 

«in ARua das Magnólias»



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

Não sei "calar" o que há em mim!

ANAGRACIOSA

Por: Ana Graciosa

 

 

Não sei "calar" o que há em mim!

 

Chega aquela hora do dia, onde a acalmia reina, onde o dia pára e dou por mim pensativa, 

no meio do barulho ensurdecedor dos meus pensamentos, que não me deixam raciocinar de forma legível... 

porém, há momentos que me consigo ouvir em surdina,

num silêncio que ecoa e onde as palavras se tornam imperceptíveis ... 

Também eu, sou feita de medos, falhas, imperfeições, defeitos e atitudes irreflectidas.... entre outras...

Mas... Alguém é perfeito!? 

Mesmo que fosse, sei que não o queria ser!

Algumas das únicas certezas que tenho, é da minha veracidade e seriedade e que a mentira me enoja e repudia. 

Ninguém é perfeito e ... lidar com a imperfeição nem sempre é fácil, principalmente  para quem simplesmente existe e já não sabe viver, 

para quem olha sem ver, 

para quem em vez de queimar,  se limita a ser morno.... 

para quem se cala, quando para conversar é preciso falar... 

para quê indagar, quando se está a borrifar, 

quando quem quer mesmo, sempre se arranja forma e maneira, 

Para quem alguém não é nada e não se quer,  

resolver o que parece "complicado"  é descartável e passa ao lado...

É mais fácil prescindir e deixar imaturamente, que ser grato e optar por tentar compreender e  arriscar.

O maior erro da minha vida, foi sempre arriscar e tentar a não errar...  

A primeira vez que te vi, tive a certeza que já te conhecia,  e que as nossas almas se recordavam uma da outra. 

Só quis que soubesses que eras importante para alguém... para mim! 

Que sentisses segurança ao saber que jamais te deixava sem chão, que gosto e sempre gostei desinteressadamente de ti,  

que queria cuidar  do ser doce e lindo que há no fundo de ti, 

mas mal-amado, frustrado,  e inconstante que és, 

Que com defeitos e feitio de trole ... estava e estarei sempre aqui!

Houve alturas que quis apenas um abraço... o nosso!

Quem dera reaprender e recomeçar, 

preencher espaços vazios sem sentir, 

virar tudo do avesso e começar de novo...



publicado por Noticias do Ribatejo às 06:16
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Março de 2018
Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

 

Ação Sensibilização

 

sexta-feira:

 

 

 

Às 18h00, tem lugar uma Palestra “Pensar de outra maneira: O Homem e a sua relação com o Mundo Pensar para mudar de paradigma ou pensar para mudar de pensar”, a cargo de Luís Barbosa, na Sala de Leitura Bernardo Santareno.

“Se o homem é um animal de experiências, e se a sua atitude de pesquisa lhe permite determinar o sentido da ação, então deve existir uma teoria da prática que emerja diretamente dos atos e dos factos por si vividos.” (Barbosa, L: Ensaio sobre o Desenvolvimento Humano – De uma teoria Emergente da Prática ao Mundo como Implicação; Lisboa, Instituto Piaget, 2002)

 

Às 18h30, é inaugurada a Exposição comemorativa dos 40 Anos da AEDPHCS - Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico Cultural de Santarém, no Convento de S. Francisco, que fica patente até dia 1 de abril.

 

Às 20h00 tem início a 15ª edição da Festa do Vinho e das Tradições de Alcanhões, que se prolonga até domingo, com um jantar de massa à barrão e mangusto com bacalhau, na futura Casa da Coletividades de Alcanhões.

 

A partir das 22h00, tem lugar um espetáculo de fado, com António Figueiredo e Ana Paula Santos, acompanhados por Diogo Ferreira, na guitarra e Rui Girão, à viola.

 

Às 21h00, tem início o II Festival de Piano da Alcáçova de Santarém, com o Concerto abertura do Festival por António Rosado, na Casa-Museu Passos Canavarro.

Preços para o público:10 euros. Dada a limitação de lugares, é indispensável fazer inscrição prévia, através do correio eletrónico: casa-museu@fundacaopassoscanavarro.pt  ou do telefone: 243325708.

Esta iniciativa é organizada pela Fundação Passos Canavarro e pelo Conservatório de Música de Santarém, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Santarém, do Jornal O RIBATEJO, do Santarém Hotel e da Antena 2.

 

Às 21h30, tem início uma “Noite das Fadas”, na Livraria Aqui Há Gato.

Uma noite mágica que te leva ao Mundo das Fadas! Vem passar uma noite inesquecível no Aqui Há Gato e descobrir um mundo de fantasia...Traz o saco cama!

É uma noite para voar com a imaginação neste mundo cheio de magia!!

Duração: 21h30 do dia 23 de março até às 09h30 do dia 24 de março

(Classificação) M / 4 (Preço) 30€ (Marcação prévia em livraria@quihagato.org - inscrições limitadas)

 

sábado:

 

No sábado, dia 24 de março, às 08h00, prossegue a 15ª edição da Festa do Vinho e das Tradições de Alcanhões, com a abertura do mercado tradicional e o concurso de vinhos tintos e brancos dos produtores locais, que vão ser avaliados por um painel de enólogos, a partir das 9h30, na Escola Básica de Alcanhões.

A partir das 15h00, tem início a Rota das Adegas, com concentração no Largo do Arneiro. Este ano, são nove as adegas de produtores de Alcanhões abertas para prova dos vinhos, com o respetivo petisco a acompanhar.

Pelas 20h00, termina o périplo pelas ruas da vila, na antiga fábrica de tubagens, onde são anunciados e premiados os vencedores do concurso de vinhos, a que se segue um beberete final, após a divulgação dos resultados.

A partir das 22h00, tem lugar o 19º encontro de tocadores de instrumentos tradicionais, na Sede do Rancho Folclórico de Alcanhões, que organiza esta iniciativa.

 

Das 09h00 às 18h00, a Câmara de Santarém convida a população a associar-se à Ação de Limpeza Florestal, com a equipa que vai estar no terreno a limpar o mato, junto à Igreja de Santa Clara, promovida pelo Regimento de Manutenção do Exército, com o apoio da Câmara de Santarém e do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas - ICNF.

A coordenação da ação, em que participam 24 militares do Exército, apoiados por três viaturas, vai estar a cargo de Nuno Oliveira, Comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém - BMS, e de Filipe Almirante, Adjunto do Comandante dos BMS, numa operação que pretende dar o exemplo do trabalho de limpeza que deve ser feito para salvaguardar as pessoas e os bens patrimoniais, em todo o País, conforme a legislação aprovada pelo Governo.

 

Às 09h00, tem início o Curso de Formação "Produção de Pólen e Desdobramentos", com Érico Marques, na Escola Superior Agrária de Santarém.

Duração: 8h. Inscrições: formacao.genearca@gmail.com Contato: 919 611 852

 

Às 11h30, há sábado Teatral - Aqui há Fantoches, na Livraria Aqui Há Gato.

Vamos dar voz às personagens das Histórias de encantar. Prometemos diversão e muita alegria! (Duração) 30’ (Classificação) para todos (Entrada Livre)

 

Às 17h00, há sábado Teatral - Aventura no Mar, na Livraria Aqui Há Gato.

Vamos mergulhar no mar profundo em busca de um tesouro e seguir numa aventura cheia de emoções, cores e brilhos que só a magia da Luz Negra consegue mostrar.

(Duração) 30’ (Classificação) para todos (Preço) 3€ - gratuito até aos 12 meses

 

Às 19h00, prossegue o II Festival de Piano da Alcáçova de Santarém, com um Concerto pelos alunos da Masterclass, na Casa-Museu Passos Canavarro. Entrada livre. Dada a limitação de lugares, é indispensável fazer inscrição prévia. Dia de Masterclass para 10 alunos executantes de piano: 5 do Conservatório de Música de Santarém e 5 da Academia de Música e Dança do Fundão, sob a orientação pedagógica de António Rosado.  

Entre as 20h30 e as 21h30, na sequencia da adesão do Município de Santarém à Hora do Planeta, que se comemora este sábado, dia 24 de março, altura em que se desligam as luzes da Torre das Cabaças – Museu do Tempo, Convento São Francisco, Sala de Leitura Bernardo Santareno, edifício dos Paços do Concelho (antigo Palácio dos Menezes) e Jardim da Liberdade.

Das 20h30 às 21h30, à semelhança dos anos anteriores, a AMA- Associação Movimento Aberto promove uma aula de Yoga à luz das velas, na sua Sede, no Campo Infante da Câmara.

O apagão simboliza a adesão do Município de Santarém à Hora do Planeta 2018, promovida pela WWF - O World Wide Fund for Nature é uma Organização não governamental internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental, em parceria com a Associação Nacional de Municípios Portugueses, e que visa apelar à tomada de posição contra as mudanças climáticas. 

O Município de Santarém compromete-se, em 2018, a continuar a substituição dos balastros ferromagnéticos por balastros eletrónicos com regulação de fluxo luminoso, a continuar a aquisição de baterias de condensadores para compensação de energia reativa, a continuar a desativação de focos de iluminação pública de zonas rurais, em locais onde não se justifica a presença de iluminação e a adotar medidas de aumento de eficiência energética e racionalização de consumos, em edifícios e espaços públicos.

Em 2017, a iniciativa Hora do Planeta chegou a 180 países e territórios, e a mais de 9000 cidades e vilas. Em Portugal, 145 municípios aderiram e centenas de monumentos emblemáticos nacionais ficaram às escuras, como a Ponte 25 de Abril, o Mosteiro dos Jerónimos e o Cristo Rei, o edifício dos Paços do Concelho, em Santarém, a Igreja de S. Sebastião em Cuba, A Ponte D. Luiz I, no Porto, Museu Romano em Sicó, Castelo de Sabugal, de Bragança e o de Abrantes, a Igreja Matriz do Alvito e de Santa Cruz, o Santuário do Bom Jesus, em Braga ou o Forte de Santa Catarina nas Lajes do Pico.

Reconhecida como uma das maiores campanhas para reverter as alterações climáticas, a Hora do Planeta tem crescido: começou por ser um evento simbólico numa única cidade (Sydney, 2007) para ser hoje o maior movimento do mundo em defesa do ambiente. Ao longo de 11 anos de existência, a WWF e as equipas da Hora do Planeta em todo o mundo têm aproveitado o poder deste movimento para apoiar as energias renováveis, a proteção da vida selvagem e seus habitats e a construção de modos de vida sustentáveis, apelando a uma nova legislação e políticas mais favoráveis ao nível do clima.

Vá a www.earthhour.org e conheça a iniciativa em todo o mundo ou saiba mais sobre a Hora do Planeta em Portugal em www.natureza-portugal.org

 

Às 21h00, tem lugar a Procissão do Senhor dos Passos - Procissão dos Penitentes, em Pernes.

À semelhança do que vem acontecendo, ao longo dos 394 anos, as ruas da vila de Pernes são ornamentadas com colchas e alecrim para receber a Procissão do Senhor dos Passos.

Este ato religioso representa um momento de veneração popular ao Senhor Jesus dos Passos, no caminho de sofrimento, crucificação, morte e ressurreição de Cristo, contagiando toda a população, sendo realizada em estreita colaboração com a Paróquia de Nossa Senhora da Purificação e de todos os irmãos e fiéis que nela quiserem participar.

Desta forma, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Pernes pretende dar continuidade à valorização, dinamização do património cultural, social e recreativo de Pernes.

 

Às 21h30, a Peça de Teatro “Não estava à espera de morrer”, texto, encenação e espaço cénico de Tiago Mateus, sobe ao palco do Teatro Sá da Bandeira.

Uma mulher assiste ao esvaziamento das suas memórias. Num espaço sem nome, sem tempo, ela exorciza os seus amores, aventuras e histórias de vida. Está sozinha naquela sala, com aquela luz, retida. Há uma besta que circunda a casa, um pássaro que habita a sala. Luta e desistência pelas memórias e pelo futuro. O esquecimento é inevitável, o futuro cada vez mais incógnito. Vamos com essa mulher numa viagem, sem tempo e sem lugar. Uma viagem de delírio, loucura e lucidez até chegar a uma possível redenção. Essa mulher está a acabar, o seu tempo está quase no fim. Tudo começa e acaba. E tudo começa no ponto onde acabou.

Ficha Técnica: Texto, encenação e espaço cénico de Tiago Mateus. Interpretação de Carla Bolito e Sofia Fialho. Música e poema de Gonçalo Fernandes. Produção: Estado Zero – Associação Cultural | Apoio: Fundação Calouste Gulbenkian

(Teatro) (Duração) 60’ (Classificação) M/16 (Preço) 5€ (lotação limitada)

 

domingo:

 

Este domingo, dia 25 de março, às 14h30, tem lugar a Procissão Nossa Senhora das Dores, em Pernes. Ás 15h00, tem lugar a Eucaristia Solene presidida por D. José Traquina, Bispo de Santarém, e Procissão do Senhor dos Passos.

À semelhança do que vem acontecendo, ao longo dos 394 anos, as ruas da vila de Pernes são ornamentadas com colchas e alecrim para receber a Procissão do Senhor dos Passos.

Este ato religioso representa um momento de veneração popular ao Senhor Jesus dos Passos, no caminho de sofrimento, crucificação, morte e ressurreição de Cristo, contagiando toda a população, sendo realizada em estreita colaboração com a Paróquia de Nossa Senhora da Purificação e de todos os irmãos e fiéis que nela quiserem participar.

 

Às 18h00, prossegue o II Festival de Piano da Alcáçova de Santarém, com Conferência por Eurico Carrapatoso intitulada: “Ma fin est mon commencement” sobre o «Requiem à Memória de Passos Manuel», da sua autoria e Concerto por Tiago Rosário, na Casa-Museu Passos Canavarro. Conferência de Eurico Carrapatoso: 10 euros.

 

Em permanência:

 

 

Até dia 29 de março, visite a Mostra Documental “Falam documentos de outras eras”, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire. A Mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00.

Termode Francisco Lorensso/ datojoza de 60@ de trigo/ e 60@ desevada.

Aos Sinco dias domes denovembro/ de mil esetesentos annos neste Sillei/ rodealcanhois perante mim escri/vão Resebeo Francisco Lorensso da tojoza/ dasmaos doRendeiro joseph da Ro/za Ferreira […].

No lugar de Alcanhões localizava-se o Celeiro da Vila de Santarém e suas anexas, nos anos de 1699 a 1707. Estava confiado ao Rendeiro, Joseph da Rosa Ferreira e ao escrivão, Francisco Gomes Gonçalves. Os lavradores assinavam o termo de levantamentos das sementes e, as condições de pagamento das mesmas.

 

Até dia 29 de março, visite a Exposição “Dia Mundial da Vida Selvagem”, que se comemora a 03 de março, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

Comemoramos a efeméride “Mundial da Vida Selvagem” com o objetivo de celebrar a fauna e a flora do planeta, cada vez mais ameaçados, alertar para os perigos do tráfico de espécies selvagens e relembrar o contributo das plantas e dos animais selvagens para o desenvolvimento sustentável e bem-estar da humanidade.

 

Até dia 31 de março, visite a Mostra Bibliográfica “Vamos ler… José Cardoso Pires”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00, e ao sábado, das 09h30 às 12h30.

No 20º aniversário da sua morte, relembramos José Cardoso Pires (1925-1998) natural de Cardigos – Mação, considerado um dos maiores escritores portugueses do século XX com uma carreira literária marcada pela inquietação e deambulação.

 

Até dia 31 de março, visite a Exposição “Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 3 de Janeiro até ao final de Março estará em destaque trimestral uma obra da autoria de Oswaldo Teixeira: “Paisagem Urbana”, Gravura s/ papel (água forte), datada de 1937.

 

Até dia 1 de abril, está patente a Exposição “Bora pintar o Cabaceiro”, na Igreja da Graça, que pode ser visitada, das 09h00 às 17h30.

O Museu Municipal de Santarém convidou a comunidade escolar Scalabitana a participar num concurso criativo (650 participantes) no qual foi desafiada a trabalhar artisticamente o tema “O Tempo” sobre a forma prismática daquele que é um dos elementos arquitetónicos mais conhecido e emblemático de Santarém: a velha Torre das Cabaças. Os mais originais e criativos projetos, transpostos para 14 modelos tridimensionais do Cabaceiro, são dados a conhecer. Venha conhecer o olhar das camadas mais jovens sobre aquela que é a nossa herança cultural.

 

Até dia 21 de abril, visite a Exposição Anual de Aguarelas da Associação de Aguarela de Portugal, no Palácio Landal. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h00, e aos sábados, das 10h00 às 13h00.

A AAPOR - Associação de Aguarela de Portugal assinala mais um ano de existência e, cumprindo um dos seus desígnios, inaugura, dia 3 março, pelas 16h00, numa organização conjunta com a Câmara Municipal de Santarém, a sua 3ª exposição anual de trabalhos dos sócios, que desta vez, tem lugar no Palácio Landal, na cidade de Santarém.

Com esta mostra muito versátil podem ser vistas obras de mais de 40 aguarelistas. Entre eles alguns vão expor pela primeira vez no seio desta associação e outros contam já com uma larga experiência e participações em eventos nacionais e internacionais. A aguarela, que tem vindo a afirmar-se como um meio de expressão artística cada vez mais versátil, é neste momento um reflexo de modernidade. Para além desta força, tem ainda o poder de reunir os seus praticantes e apreciadores de uma forma muito genuína e plena de humanidade.

Com a sua presença em Santarém os sócios da AAPOR proporcionam a todos excecionais momentos de beleza e poesia.

 

Até dia 28 de abril, visite a Exposição “Santarém Cidade em Crescente”, na Casa Pedro Álvares Cabral / Casa do Brasil, de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

A exposição apresenta-se como uma proposta de leitura do espírito do lugar (genius loci), partindo de uma matriz identitária de base geográfica (mediterrâneo oriental – ‘crescente fértil’) e sublinhando a dimensão mnemónica da sua paisagem cultural.

A mostra combina objetos museológicos com imagens e instalações de arte contemporânea, apostando fortemente na componente sensorial, experiencial e multimédia.

O discurso expositivo aborda temáticas diversificadas, muito ligadas com o fundo cultural da região, destacando a importância da agricultura (vinho, azeite e cereais), do touro e do cavalo, do rio e da lezíria. Paralelamente, explora as vertentes simbólico-religiosas, particularmente as ligadas à fertilidade - ‘paisagem da abundância’. Finalmente, interpreta a importância local e o simbolismo e a religiosidade das águas, presentes no mito de Santa Iria.

 

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, com destaque para o Relógio Solar da Torre, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 (sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Segmento de fuste de coluna com altos-relevos nas duas faces opostas. Numa encontra-se o brasão oitocentista das armas da Vila de Santarém e na outra em quadrante solar, vertical e retangular sem estilete, com orientação a meridional (quadrante meridiano). O relógio de sol encontra-se datado e a numeração das partes do dia (horas) foram insculpidas em capitais romanos, pelo processo de sulco, na sequência das linhas divisórias.

O brasão de Santarém, documentado na sigilografia desde 1246, encontra-se presente em vários testemunhos da arquitetura civil, como a ponte de Alcorce, o Chafariz de Palhais ou das Figueiras, o padrão de Santa Iria ou a Fonte da Junqueira. Testemunhando o domínio da propriedade municipal, a partilha de despesas entre o município e a coroa, a ostentação ou a comemoração dos seus emblemas (o castelo e o rio e escudetes régios), ele constitui uma fonte essencial para a história concelhia e para a identidade das suas populações no tempo e no espaço”.

 

Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo das 09h15 às 12h30 e das 14h00 às 17h15.

“Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:15
link do post | comentar | favorito

Ação de limpeza florestal junto à Igreja de Santa Clara promovida pelo Exército com o apoio da Câmara Municipal e do ICNF

Ação de limpeza florestal junto à Igreja de Santa Clara promovida pelo Exército com o apoio da Câmara Municipal e do ICNF

 

No âmbito do Sensibilização Nacional para a Limpeza de Áreas Florestais e Prevenção de Fogos Rurais, o Regimento de Manutenção do Exército promove uma intervenção na área circundante à Igreja de Santa Clara, este sábado, dia 24, pelas 9 horas, com apoio da Câmara Municipal de Santarém (CMS) e do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

 

Pela importância desta iniciativa, a Autarquia convida toda a população interessada em juntar-se à equipa que vai estar no terreno a limpar o mato da área adjacente à Igreja de Santa Clara, entre as 9 e as 18 horas.

 

A coordenação da ação, onde participam 24 militares do Exército apoiados por três viaturas, vai estar a cargo de Nuno Oliveira, Comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém (BMS), e de Filipe Almirante, Adjunto do Comandante dos CMS, numa operação que pretende dar o exemplo do trabalho de limpeza que deve ser feito para salvaguardar as pessoas e os bens patrimoniais, em todo o País, conforme a legislação aprovada pelo Governo



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:14
link do post | comentar | favorito

TROFÉUS ÁGUAS DO RIBATEJO NOS 12 KM E NA REGIONAL DE CANOAGEM EM SALVATERRA DE MAGOS

 

 

A ÁGUAS DO RIBATEJO patrocina os troféus dos dois eventos desportivos que este fim de semana irão animar o concelho de Salvaterra de Magos. A parceria surge integrada nas comemorações do Dia da Água e o objetivo é sensibilizar os atletas participantes e o público para a importância do uso eficiente da água e do tratamento eficaz das águas residuais para melhorar o ciclo urbano da água e reduzir os impactos junto das linhas de água.

 

No sábado, a AR vai estar a apoiar o Campeonato Regional de Fundo de Canoagem Vale do Tejo que decorre a partir das 14h30 na renovada Barragem de Magos com a presença de 350 canoistas em representação de dezenas de clubes.

Informações aqui: http://www.fpcanoagem.pt/eventos/tabid/368/campeonato-regional-de-fundo-vale-do-tejo

 

No domingo, às 10h30, será a vez do Atletismo com os 12 km de Salvaterra de Magos e a caminhada que irão juntar centenas de atletas de várias gerações unidos pela prática saudável da corrida. A corrida contempla uma passagem pela aldeia típica do Escaroupim e todo o percurso entre a localidade e o centro de Salvaterra de Magos com partida e chegada no Largo dos Combatentes.

 

Ambos os eventos estão integrados no Março Mês da Enguia que é uma organização da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:13
link do post | comentar | favorito

"O Roteiro em defesa do SNS" "passa" por Abrantes.

print-saude (1)

 

 
O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, em colaboração com as estruturas locais do BE, está a levar a efeito um conjunto de iniciativas que vão desde visitas a Centros de Saúde e Hospitais, reuniões com Administrações e sessões públicas, entre outras. 
 
Assim, é já na próxima-segunda feira dia 26 de Março que  "O Roteiro em defesa do SNS" "passa" por Abrantes.
 
Esta sessão tem como objectivo apresentar propostas, esclarecer dúvidas, recolher contributos e aprofundar a participação cívica na resolução de problemas no SNS. 
 

Oradores

 

Piedade Pinto, enfermeira no SNS;

 

Carlos Matias, Deputado do Bloco de Esquerda eleito pelo Distrito de Santarém:

 

Moisés Ferreira, Deputado do Bloco de Esquerda, Vice Presidente Comissão de Saúde



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:53
link do post | comentar | favorito

ENTRONCAMENTO: Viver o Comércio especial Páscoa

Viver o Comércio Abril

 

Município mantém a premissa de dinamizar o comércio do centro da cidade

 

O Município do Entroncamento promove no próximo dia 31 de março mais uma edição de “Viver o Comércio”, desta feita com enfoque na quadra festiva que se aproxima, a Páscoa, uma iniciativa que pretende criar dinâmica no centro da cidade e em simultâneo promover o comércio local.

 

O espaço exterior envolvente ao Centro Cultural acolhe algumas das atividades programadas para esta edição nomeadamente, a mostra de artesanato e o espaço de lazer dedicado aos mais pequenos, com um insuflável que fará as delícias da pequenada.

 

No interior do Centro Cultural decorrerá o Bazar da Páscoa com comida vegetariana, doces, licores, entre muitos outros artigos que podem ser uma ótima alternativa para pequenas ofertas nesta quadra festiva.

 

“Viver o Comércio” especial Páscoa, vai realizar o “Easter Egg Hunt”, uma atividade de equipas e dirigida às famílias que vai proporcionar momentos de grande diversão a todos os participantes.

 

O Município lança o repto: venha “Viver o Comércio” e participe nesta iniciativa!



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:23
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Março de 2018
Apresentação Pública de novas viaturas de limpeza urbana para o concelho

IMG_20180321_144813_resized_20180321_025612953

 

 

O Município do Entroncamento reforçou a capacidade de resposta na área da limpeza urbana com a aquisição de diversas viaturas elétricas, que serão apresentadas no dia 27 de março, pelas 15h00, no Largo José Duarte Coelho.

 

Trata-se de uma varredoura elétrica, uma lavadora e aspirador com caixa aberta basculante, três aspiradores urbanos e um triciclo elétrico auto transporte, que resultam do Contrato de Financiamento para a Aquisição de Viaturas Elétricas de Serviços Urbanos Ambientais, assinado em 2017.

 

O valor total da aquisição é de 235.204€ e teve um cofinanciamento de 104.582€. Estes novos equipamentos virão reforçar a capacidade de resposta do município na melhoria da limpeza do espaço urbano.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:54
link do post | comentar | favorito

"MÊS DA ENGUIA" ATÉ 1 DE ABRIL NO CONCELHO DE SALVATERRA DE MAGOS

Enguias fritas

 


Três toneladas de enguias já foram consumidas desde o início do “Mês da Enguia” nos 21 restaurantes aderentes do Concelho de Salvaterra de Magos.

Apesar das condições climatéricas adversas que se verificaram nas últimas semanas, o Concelho tem recebido muitos visitantes que aproveitam a gastronomia de excelência associada à enguia e as ofertas recreativas, culturais, desportivas e turísticas disponíveis.

Enguia frita com arroz de feijão, ensopado ou caldeirada são os pratos de eleição, mas há quem opte por provar outras variedades como a Espetada de Enguias, Enguias à Lagareiro ou Enguias Grelhadas, entre muitas outras.

As cinco exposições que se encontram patente em diferentes espaços municipais, assim como a Falcoaria Real e o Museu “Escaroupim e o Rio” têm recebido vários grupos de visitantes.

Às sextas, sábados e domingos decorre a Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Regionais, no Pavilhão do Inatel, em Salvaterra de Magos, com cerca de uma centena de artesãos e produtores de vários pontos do país com artigos para todos os gostos e vários momentos de animação.

Os dias 23, 24 e 25 de março serão, uma vez mais, de muita atividade na Feira de Artesanato com um conjunto diversificado de atuações que passam pelo folclore, dança, música, teatro de marionetas e stand-up comedy com Aldo Lima (dia 24 de março, pelas 22h).

As associações e coletividades do Concelho também vão dinamizar várias iniciativas no fim de semana, as quais contam com apoio da Câmara Municipal (ver link abaixo).

http://www.cm-salvaterrademagos.pt/informacoes/eventos/item/2956-iniciativas-das-associacoes-coletividades-e-comissoes-de-festas-do-concelho

Sábado, 24 de março, pelas 14h30, decorre na Barragem de Magos uma prova do Campeonato Regional de Fundo do Vale do Tejo em Canoagem, com a participação de mais de 300 atletas de 14 clubes de todo o país.

Também no sábado, a comissão de festas de Marinhais organiza um Baile da Pinha (22h30) no pavilhão das festas de Marinhais. No domingo, 25 de março (9h30), mais de três centenas de participantes vão estar no 3º Passeio de Motas e Motorizadas, organizado pela Associação dos Amigos das Festas de Foros de Salvaterra.

A destacar ainda no domingo a realização dos “12 Km de Salvaterra – Prova Professor António Lopes” e da Caminhada “Mexa-se como nós” com partida e chegada ao Largo dos Combatentes, em Salvaterra de Magos, iniciativas onde são esperadas mais de meio milhar de pessoas



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:51
link do post | comentar | favorito

MUNICÍPIO DE SALVATERRA DE MAGOS ADERE À HORA DO PLANETA 2018


O Município de Salvaterra de Magos associa-se, mais uma vez, à iniciativa Hora do Planeta, que este ano se assinala a 24 de março, entre as 20h30 e as 21h30, apagando a iluminação exterior dos seguintes edifícios públicos:

- Paços do Concelho

- Falcoaria Real

- Edifício da Biblioteca Municipal

- Mercado de Cultura de Marinhais

O objetivo é sensibilizar a população para o tema das alterações climáticas e apelar a que todos possam aderir a este movimento global pelo ambiente, desligando as luzes das suas habitações durante uma hora.

A Hora do Planeta é hoje a maior campanha ambiental do mundo, realizada em parceria com a WWF, mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 8 mil cidades e vilas em 178 países e territórios incluindo Portugal.

Em 2017, a Hora do Planeta chegou a 140 municípios e centenas de monumentos nacionais ficaram às escuras. Em 2018, a Hora do Planeta pretende aproveitar o poder dos seus milhões de adeptos em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

Para saber mais sobre o evento e atividades que vão acontecer na sua cidade e ainda, como pode usar o seu poder contra as alterações climáticas, visite http://www.wwf.pt/o_que_fazemos/hora_do_planeta/ e www.earthhour.org .

Para ver o vídeo oficial da Hora do Planeta 2017: https://vimeo.com/213498379 (em Portugal) https://youtu.be/CZp4LX4AYnM (no mundo)

 

Facebook http://www.facebook.com/earthhour ; Twitter http://twitter.com/earthhour

 

 

AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO E LIMPEZA NO CONCELHO DE SALVATERRA DE MAGOS


A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos e as Juntas de Freguesia do Concelho dinamizam no sábado, 24 de março, uma ação de limpeza de diversas faixas de gestão de combustível no Concelho.

A iniciativa pretende ainda sensibilizar a população para a importância da valorização da floresta não descurando as condições que garantam a proteção das pessoas e seus bens.

Desta forma, o Município de Salvaterra de Magos responde positivamente ao apelo de mobilização nacional em torno da limpeza da floresta lançado pelo Primeiro-Ministro António Costa, ao qual a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) se associa.

Segundo a ANMP, “os incêndios florestais que marcaram dramaticamente os portugueses no ano passado – devido à sua dimensão, intensidade, número de vítimas e de danos materiais – exigem, para além da implementação de alterações estruturais que possam minimizar a ocorrência destes violentos flagelos, uma atitude de responsabilidade por parte de todos, também da sociedade civil”.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:05
link do post | comentar | favorito

ÁGUAS DO RIBATEJO SENSIBILIZA “ A VIDA NÃO É UMA SECA”

ÁGUAS DO RIBATEJO SENSIBILIZA “ A VIDA NÃO É UMA SECA”

 

Neste Dia Mundial da Água, a ÁGUAS DO RIBATEJO reforça o alerta às populações e às entidades públicas e privadas para a urgente necessidade de preservação e poupança deste recurso natural tão valioso.

A empresa municipal tem em curso uma campanha para o uso eficiente da água, combate ao desperdício e redução de perdas de água que envolve parceiros como o Ministério do Ambiente, DECO, DGS, QUERCUS e APDA.

 

O cenário de seca extrema vivido vai continuar e irá acentuar-se com a subida das temperaturas prevista para os próximos meses.

Pese embora os investimentos realizados pela AR (ver informação em anexo 1) nos últimos oito anos (120 Milhões de Euros) no sentido de garantir reservas para 48 horas na maioria dos sistemas e um tratamento seguro e eficiente das águas residuais domésticas, o elevado consumo e a proliferação de captações de água para regas e outros fins podem comprometer o abastecimento nos períodos de seca extrema.

 

As alterações climáticas provocam graves impactos nos recursos de água. Alterações atmosféricas como tempestades, períodos de seca, chuva e frio afetam a quantidade de água disponível e colocam em risco os ecossistemas que asseguram a qualidade da água.

 

A gestão dos recursos de água tem impacto em vários setores, nomeadamente na saúde, produção de alimentos, energia, abastecimento doméstico e sanitário, indústria e sustentabilidade ambiental.

 

A AR garante que a água da rede pública que abastece os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Torres Novas é submetida a um controlo de qualidade permanente e rigoroso, desempenhado por laboratórios acreditados para o efeito, e segundo os pressupostos de um Programa de Controlo de Qualidade da Águas (PCQA) aprovado e supervisionado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) e pela Autoridade de Saúde.

 

O PCQA implementado pela Águas do Ribatejo contempla anualmente a realização de mais de 8500 análises à água distribuída em todas a área de gestão da empresa.  Para além destas análises realizadas em laboratório externo certificado, a AR faz a monitorização diária da qualidade da água.

 

Nenhum outro produto de consumo humano é controlado com a periodicidade, rigor e responsabilidade como a água da rede pública.

 

Os resultados obtidos, e que podem ser consultados no sítio www.aguasdoribatejo.com , permitem afirmar que a água distribuída pela rede pública de abastecimento nos sete municípios que integram a AR é de boa qualidade e mineralmente equilibrada.

 

Não é por acaso que algumas das principais marcas de água engarrafada têm captações junto das nossas.

               

É nosso dever alertar para os riscos do consumo de água sem controlo de qualidade proveniente de poços, furos, fontanários que não estão ligados à rede ou nascentes.

 

Esta água transparente e de sabor agradável pode esconder microorganismos , bactérias, nitratos e pesticidas que mesmo sendo invisíveis a olho nu, são prejudiciais à saúde.

 

Quem utiliza fontes de água alternativa deve fazer o seu controlo de qualidade com regularidade sendo aconselhável pelo menos de seis em seis meses.

 

Sempre que tem de recorrer a uma água cuja qualidade desconhece para consumo humano deve ferver a água. A utilização de água imprópria nos banhos também tem riscos para a saúde.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:04
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Agosto 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

15
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Tecfresh – Uma feira para...

Aproveite o que Santarém ...

1500 SENIORES ADEREM AOS ...

INCÊNDIO NO CARTAXO JUNTO...

CORUCHE DISPONIBILIZA RED...

“Santarém Cultura” já est...

Festival Bike Portugal: O...

FALECIMENTO DE FILIPE MEN...

Festa anual volta a anima...

FÉRIAS DE VERÃO ANIMADAS ...

arquivos

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds