NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 9 de Outubro de 2018
NERSANT Business 2018 reúne empresários estrangeiros de diversos setores de atividade

 

Falta apenas uma semana para o NERSANT Business - Encontro Internacional de Negócios do Ribatejo, que vai reunir na região empresários de todo o mundo e empresários portugueses para a concretização de oportunidades de negócios. No evento, vão estar presentes empresários estrangeiros de diversos setores de atividade.

 

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, organiza desde 2012 o NERSANT Business - Encontro Internacional de Negócios, tendo o evento crescido exponencialmente desde então. Com a presença de seis países estrangeiros na sua edição piloto, o evento não mais parou de crescer, tendo atingido o surpreendente número de 38 delegações estrangeiras na sua edição passada, decorrida em outubro de 2017.

Este ano, o evento vai repetir o sucesso, estando já inscritos no evento delegações de 36 países e que representam um vasto leque de setores de atividade com os quais as empresas da região poderão reunir. Destacam-se a agroindústria, comércio de produtos agroalimentares e bebidas, construção civil e obras públicas, materiais de construção, energias renováveis/alternativas, metalomecânica, transportes e logística, tecnologias da informação e da comunicação (TIC), entre outros.

As empresas nacionais interessadas em reunir com as empresas estrangeiras, poderão ainda efetuar inscrição no portal do evento, em http://business.nersant.pt/. Estão incluídos o serviço de agendamento de reuniões com os empresários / importadores estrangeiros (sem limite), o acesso ao catálogo das empresas estrangeiras, a presença no catálogo das empresas nacionais, a possibilidade de receber uma empresa estrangeira nas instalações da empresa e ainda dois almoços.

Para mais informações, podem os interessados contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT através dos contactos datic@nersant.ptou 249 839 500.

De referir que a realização do NERSANT Business 2018 é apoiado pelo COMPETE 2020, no âmbito do projeto SIAC - "Ribatejo Global" - que visa promover a imagem, capacidades e potencialidades da região junto de importadores, subcontratantes e investidores, permitindo aumentar as exportações e subcontratos por via do reconhecimento da qualidade da oferta de produtos e serviços e atrair investimento estrangeiro para o Ribatejo



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:47
link do post | comentar | favorito

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos atribui bolsas de estudo ao Ensino Superior - Ano Letivo 2018/ 2019

 

 

Com o objetivo de reduzir as desigualdades sociais que impedem ou reduzem as possibilidades de os/as alunos/as com carências socioeconómicas do Concelho terem acesso ao ensino superior, a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos atribui, anualmente, bolsas de estudo a alunos/as que pretendem iniciar ou prosseguir os seus estudos ao nível do ensino superior.

O período de candidatura para a concessão das bolsas de estudo decorre até 31 de outubro.

Podem candidatar-se os alunos que reúnam as seguintes condições: tenham dificuldades económicas para o início ou prosseguimento de estudos no ensino superior público; residam no Concelho de Salvaterra de Magos; façam prova de aproveitamento escolar, devendo obter aprovação em pelo menos metade das disciplinas em que estiveram matriculados no ano letivo anterior; não possuam nível académico equivalente ou superior ao qual se destina a bolsa e procedam à entrega de toda a documentação solicitada.

Os interessados deverão solicitar o boletim de candidatura e as informações referentes ao processo na Divisão de Ação Social e Cultural da Câmara Municipal, nas delegações municipais em Foros de Salvaterra, Glória do Ribatejo, Marinhais e Muge, no Edifício da Junta de Freguesia do Granho ou no site da Câmara Municipal em www.cm-salvaterrademagos.pt.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:45
link do post | comentar | favorito

TAXO E TABERNA DO GAIO CONQUISTAM LUGAR NO GUIA DE RESTAURANTES CERTIFICADOS DO RIBATEJO

TAXO E TABERNA DO GAIO CONQUISTAM LUGAR NO GUIA DE RESTAURANTES CERTIFICADOS DO RIBATEJO

  • Os dois restaurantes do Cartaxo foram certificados pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo em duas categorias – o Taxo na categoria Restaurante Contemporâneo e a Taberna do Gaio na categoria Restaurante Familiar.
  • Pedro Magalhães Ribeiro recebeu António Ceia da Silva que esteve no Cartaxo para entregar aos dois restaurantes os diplomas que os distinguem e lhes garantem destaque no Guia de Restaurantes Certificados do Ribatejo.
  • O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo destaca “o rigor e a exigência técnica da auditoria conduzida pela Entidade de Turismo para a atribuição desta certificação”.
  • Para o autarca “estes restaurantes são dois embaixadores da nossa excelente gastronomia e dos nossos extraordinários vinhos. Com esta certificação, vêm reconhecido o enorme esforço que as suas equipas de trabalho desenvolvem diariamente. Que este resultado seja inspirador para todos os que promovem a excelência do nosso território”.

 

António Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERT Alentejo e Ribatejo) trouxe ao Cartaxo, no dia 4 de outubro, dois diplomas que certificam dois restaurantes – o Taxo e a Taberna do Gaio. Resultado do processo de certificação iniciado no ano passado pela ERT Alentejo e Ribatejo, os diplomas distinguem os dois restaurantes em duas classificações diferentes – o Taxo na categoria Restaurante Contemporâneo e a Adega do Gaio, na categoria Restaurante Familiar.

 

Luís Espírito Santo, proprietário do restaurante Taxo, recebeu de António Ceia da Silva e de Pedro Magalhães Ribeiro, o diploma que o certifica como cumpridor do Referencial Para a Restauração Ribatejana, referindo a importância de ver reconhecido “o esforço de trabalhar com qualidade, de receber bem quem nos visita, de divulgar a nossa gastronomia e os nossos vinhos, a par de contribuirmos, enquanto empresa,  para a promoção social e cultural da comunidade onde nos inserimos”.

 

O Taxo, estabeleceu com o Município “uma relação de trabalho que tem sido muito positiva”, afirmou Pedro Magalhães Ribeiro que destacou “a importância deste Diploma para quem aposta na boa gastronomia e na qualidade do serviço prestado a quem nos visita”. O facto de “estarem dispostos a abrir as suas portas para serem auditados, é também um ato de abertura à inovação”, que lhes permite “passar a ostentar uma certificação que assegura aos seus clientes o rigor e a qualidade do seu trabalho, mas também constitui incentivo para que essa qualidade se mantenha e seja aprofundada”.

 

A importância da restauração na criação de uma oferta turística estruturada “é uma preocupação da Entidade de Turismo, a que temos vindo a dar corpo”, referiu António Ceia da Silva, para quem a o Diploma de Certificação é a face visível de um trabalho que visa “reconhecer o mérito a quem se diferencia pela qualidade, quer no atendimento, quer nos produtos selecionados, quer no rigor da execução, quer ainda na preocupação de integrar na sua oferta características gastronómicas e enológicas diferenciadoras”.

 

Na Taberna do Gaio, foram duas gerações da família proprietária do restaurante e a equipa de cozinheiras, quem recebeu o Diploma de Certificação das mãos de António Ceia da Silva que reconheceu ao restaurante “o papel enquanto embaixador do território”, destacando o mérito reconhecido pela certificação e “que vos assegura presença no Guia de Restaurantes Certificados do Ribatejo”. A ERT espera para “este guia, sucesso idêntico ao do Guia de Restaurantes do Alentejo que já foi reeditado diversas vezes e cuja versão em francês já vai para a terceira edição”.

 

Mário Cabral Silva, empresário e proprietário do restaurante, deu nota do “esforço da nossa família, para mantermos a qualidade todos os dias”, destacando o trabalho “de equipa que é necessário, o gosto que todos temos em receber bem e em oferecer a nossa gastronomia e os nossos vinhos que são de grande qualidade, a todos os que nos visitam”.

 

Pedro Magalhães Ribeiro reconheceu na Taberna do Gaio “um projeto familiar que traz ao Cartaxo muitos visitantes que sabem a qualidade que encontram neste espaço. É um restaurante que honra as nossas tradições gastronómicas e promove os nossos vinhos. Ser certificado é um selo que mostra a todos o nível do trabalho que fazem na promoção do nosso território”.

 

Cartaxo participa na promoção integrada do território

António Ceia da Silva deu ainda nota aos empresários de restauração, agora certificados, que o Cartaxo integra “os projetos de promoção turística que estão a ser trabalhados para o Ribatejo”, e nos quais o Guia de Restaurantes Certificados, é uma “peça muito importante”.

 

O presidente da ERT Alentejo e Ribatejo referiu entre os produtos turísticos que estão a ser estruturados e passarão pelo concelho do Cartaxo. Os percursos pedestres – com destaque para o Caminho de Santiago recentemente reconhecido por Santiago de Compostela, que vai ter passaporte de peregrino próprio para a região –, os percursos cicláveis, com dois centros de BTT e mais de 800 Km sinalizados, ou o Enoturismo “cujo Guia está em fase de finalização gráfica”, são apenas alguns dos projetos em fase avançada de execução.

 

Certificação de qualidade destaca mérito de restaurantes

Quanto ao processo de certificação atribuída aos restaurantes, resulta do protocolo estabelecido em 2017 pela ERT Alentejo e Ribatejo, Câmara Municipal de Santarém, Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e Confraria Gastronómica do Ribatejo, que prevê a elaboração de uma carta gastronómica da região, a certificação de restaurantes e a edição de um guia dos restaurantes certificados.

 

Os restaurantes que se propuseram à certificação foram auditados quanto ao cumprimento do Referencial Para a Restauração Ribatejana da Lezíria do Tejo. O referencial foi elaborado com a colaboração de peritos de diversas áreas e abrange apenas os restaurantes que se enquadrem na classificação de Gastronomia Ribatejana, ainda que em diferentes categorias – contemporâneo, tradicional, típico ou familiar.

 

As auditorias efetuadas por clientes mistério, entre outra metodologia aplicada, avaliaram os restaurantes em áreas que contribuem para o serviço final prestado – da origem e qualidade das matérias primas, aos processos de confeção, receituário, instalações públicas e áreas de confeção, passando por formação de recursos humanos, acuidade da sinalética e  condições de acessibilidade.

 

 

 

CÂMARA AVANÇA COM PROTOCOLO PARA ATIVIDADES DE APOIO À FAMÍLIA

 

  • O protocolo assinado com a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento D. Sancho I e com os agrupamentos escolares, visa dar continuidade ao programa de Atividades de Animação e de Apoio à Família na Educação Pré-escolar, e inclui atividades desportivas, musicais e de promoção de alimentação saudável.
  • Crianças cujo agregado familiar, devido a compromissos profissionais ou outros, não têm a possibilidade de acompanhar os seus educandos, no período de prolongamento de horário no caso da educação pré-escolar, são os principais destinatários do programa.
  • Pedro Magalhães Ribeiro afirma-se “grato à Associação de Pais pela parceria que construímos”, bem como aos docentes pela “sua dedicação e competência no trabalho que desenvolvem nos jardins de infância públicos, nomeadamente, em Vila Chã Ourique, Vale da Pinta, Pontével, Lapa e Vale da Pedra”.

 

 

Município do Cartaxo, Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento D. Sancho I, Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo e Agrupamento de Escolas D. Sancho I de Pontével, assinaram o protocolo que estabelece as responsabilidades e as ações de cada parceiro, para a realização das Atividades de Animação e de Apoio à Família na Educação Pré-escolar.

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo que, no dia 4 de outubro, recebeu Ana Belchior, presidente da associação de pais e os dois diretores dos agrupamentos – os professores Luís Bruno e Jorge Tavares –, destacou o empenho “de todos os parceiros, na concretização de um conjunto de atividades que, mais do que uma competência municipal, são um serviço público prestado às famílias”.

 

Para Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal e responsável pela área de Educação e Juventude, “o conjunto de responsabilidades partilhadas com o município, que a comunidade educativa tem assumido, tem permitido dar respostas integradas a necessidades concretas das crianças e das suas famílias”. O protocolo agora estabelecido com os três parceiros “é testemunho de que a associação de esforços contribui para melhores resultados comuns”.

 

O autarca destaca o trabalho efetuado no ano passado por “pais e encarregados de educação, diretores de agrupamento, educadores e professores, que nos jardins de infância acompanharam os nossos técnicos da área de Educação e Juventude, concebendo projetos de elevado valor social e pedagógico”.

 

O presidente da Câmara afirma que o prolongamento de horário nos jardins de infância, “o único apoio que algumas famílias têm, enquanto trabalham. Este deve ser um tempo que permita às crianças brincar, mas também desenvolver competências e adquirir conhecimentos que facilitem a sua integração nos níveis de escolaridade seguintes”, e este é um dos objetivos da parceria.

 

Entre as atividades a desenvolver, “haverá espaço para a atividade física e para a promoção de hábitos de alimentação saudável”. O presidente da Câmara explicou ainda que a autarquia tem especial preocupação com problemas relacionados com a obesidade infantil, pelo que “ter a possibilidade de contar com uma nutricionista do município”, que apoia e fiscaliza as refeições escolares e que “desenvolve iniciativas concretas, como o MiniChef, programa que promove a alimentação saudável junto das nossas crianças de um modo divertido, mas pedagógico, tem sido uma mais valia para a área de Educação e Juventude do município”.

 

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:42
link do post | comentar | favorito

Município de Azambuja e Juntas de Freguesia assinaram os novos Acordos de Execução

Município de Azambuja e Juntas de Freguesia assinaram os novos Acordos de Execução

Transferências anuais são reforçadas de 517 mil euros para 710 mil euros

 

Foram assinados na manhã deste dia 9 de outubro de 2018 os novos Acordos de Execução e Contratos Interadministrativos entre o Município de Azambuja e as Juntas de Freguesia do concelho. Estes novos acordos representam um aumento das transferências financeiras anuais, da Câmara para as Juntas, de 517 mil euros para 710 euros. Este facto reflete o relacionamento construtivo existente entre as autarquias envolvidas, com o objetivo de dar resposta mais eficaz aos problemas do dia-a-dia, assumindo maior partilha de competências e dos respetivos recursos financeiros.

 

A experiência altamente positiva do passado levou o município a avançar com os dois documentos que se distinguem pela legislação que os regula. Assim, os Acordos de Execução reúnem um conjunto de competências que a lei obriga a Câmara a delegar nas Freguesias, nomeadamente, a nível de mobiliário urbano, de espaços verdes, de estabelecimentos de educação pré-escolar e do 1º ciclo, dos mercados e da limpeza urbana. Já os Contratos Interadministrativos estabelecem uma transferência “voluntária” de competências próprias do município que – por mútuo acordo – as Juntas de Freguesia assumem como suas. Nestes contratos, negociados individualmente caso a caso, estão incluídos o corte e limpeza de vegetação, a conservação dos caminhos e estradas municipais, a manutenção de parques infantis e outros equipamentos sociais, e o apoio à realização de eventos gastronómicos locais (tasquinhas).

 

A assinatura formal, hoje realizada, conclui o processo de aprovação pelas diversas instâncias – Executivo e Assembleia de Freguesia, bem como Executivo e Assembleia Municipais. Refira-se que os novos acordos revogam os que se encontravam em vigor desde 2014, exceção feita à Freguesia de Azambuja, cujos órgãos ainda não aprovaram os novos documentos. Em síntese, e de acordo com a lista de competências e tarefas específicas para cada freguesia, o município irá transferir as seguintes verbas (totais anuais: acordo de execução + contrato interadministrativo):

Alcoentre – 101.461,29 euros

Aveiras de Baixo – 53.465,64 euros

Aveiras de Cima – 125.429,77 euros

Vale do Paraíso – 45.333, 65 euros

Vila Nova da Rainha – 46.216,45 euros

União de Freguesias Manique do Intendente/Vila Nova de S.Pedro/Maçussa – 160.346,68



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:39
link do post | comentar | favorito

1º Mercado Urbano e de Bem-Estar no Entroncamento

 

 

O Largo José Duarte Coelho será o palco daquele que é o primeiro Mercado Urbano e Bem-Estar no Entroncamento, no dia 13 de outubro, entre as 10 e as 18 horas.

 

Este é um mercado no qual poderá encontrar produtos e experiências diversas, para todas as idades e gostos, desde artesanato, sabores, aromas, terapias e animação infantil.

 

O Mercado Urbano e de Bem-Estar conta com uma sessão de yoga, com a professora Elsa Arrojado; a Explicação sobre o que são as Massagens Meditativas dentro da meditação, natureza e consciência mental e corporal, pela Naturizmeditiz; a Apresentação das tendências de cores e moda para a próxima estação, pela Dona Imagem; um Rastreio de glicémia e tensão arterial, pelos Bombeiros Voluntários do Entroncamento e a Apresentação da “Do Terra – Óleos essenciais no dia a dia”. Para além da animação infantil e da música está também confirmada a presença da Loja da Terra, com sumos naturais e a Akademia + com produtos para degustação e showcooking.

 

Com esta variada oferta, são muitas as razões para sair de casa no dia 13 de outubro e passear pelo Entroncamento.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:38
link do post | comentar | favorito

FADO COM CRUZ VERMELHA NO PEITO

catia rocha

 

 

A delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Alenquer está a preparar um espaço para instalar os meios de socorro e de apoio social à população do Carregado. O apoio da população e dos beneméritos é fundamental para acelerar o processo. 

 

Com a Cruz Vermelha ao peito, um grupo de fadistas decidiu oferecer uma noite de fado cuja receita reverte na totalidade a favor das obras e aquisição de equipamentos. O espaço da antiga Escola Primária da Torre, cedido pela Câmara Municipal de Alenquer está a ganhar vida mas ainda há muito por fazer. 

 

O serão tipicamente ribatejano terá lugar no dia 13 de outubro, a partir das  20h00, na sede do Rancho Folclórico do Carregado. Para além do fado, haverá uma ementa recheada de boas iguarias e petiscos.

 

Na guitarra portuguesa vai estar o conceituado Manuel Gomes e na viola Fernando Gomes marca o andamento para as vozes de Cátia Rocha, António Rodrigues, Maria João Borges, Manuel José Duarte, Carmen Santos, Francisco Pedro, João Borges, Catarina Foguete, Luiz Rocha e o fadista humorista Zé Miguel "Baixinho do Fado". Todos os fadistas actuam graciosamente.

 

A produção e apresentação estará a cargo de Nelson Silva Lopes e a receita reverte na íntegra para a Cruz Vermelha.

  

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:34
link do post | comentar | favorito

CHAMUSCA: Exposição de pintura marca o regresso de Ana Candeias à Chamusca

transferir

 

 

Artista plástica de origem chamusquense, radicada em França, vem expor trabalhos de pintura e desenho na Galeria dos Paços do Concelho, entre 14 e 21 de outubro.  

 

A artista plástica Ana Candeias, que assina com o nome artístico de «Pita», regressa à Chamusca, terra das suas origens familiares, para expor alguns dos seus trabalhos na Galeria dos Paços do Concelho, para ver entre 14 e 21 de outubro. A exposição chama-se precisamente "Pita Ana Candeias O Regresso" e marca uma aproximação há muito desejada pela artista e pelo Município, que promove e acolhe a exposição. 

Ana Candeias chegou a desenho e à pintura já tarde na sua vida, mas a arte esteve presente na sua família pelo exemplo da sua mãe, Maria José Candeias, que foi a primeira mulher em Portugal a trabalhar peças de arte em ferro forjado. Foi graças ao seu apoio que Ana começou a desenhar e expor os primeiros quadros. Contudo, a morte da sua mãe e a dificuldade para manter o negócio que a família tinha em Portugal, levou Ana Candeias e o seu irmão a rumarem ao estrangeiro e, nessa altura, Ana colocou a pintura de parte. A pintura regressa em força à sua vida alguns anos depois, em 2012, quando depois de ter passado pela Holanda e pelo Canadá se instala na região francesa de Royan e decide abrir um atelier em Mornac-sur-Seudre. 

A sua obra é marcada pela predominância das formas geométricas, mas também tem desenhos de cunho mais decorativo. Aliás, Ana Candeias, ou Pita, é também autora de peças de decoração artesanais. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:34
link do post | comentar | favorito

Chamusca lança desafio para novo modelo de valorização dos resíduos como recursos

Fórum agendas locais Chamusca 2018_a

 

 

Fórum Agendas Locais juntou fileira ambiental na Chamusca num debate que lançou bases para novos modelos de gerir os resíduos como recursos económicos ligados à chamada economia circular 

 

 

09 de outubro de 2018 - O Município da Chamusca acolheu e organizou, em conjunto com a Associação Eco Parque do Relvão e com a NERSANT, a segunda edição do Fórum Agendas Locais – Gestão de Resíduos, que se realizou no dia 3 de outubro no cine-teatro da vila. Neste fórum, muito participado por técnicos e decisores da área do ambiente, o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, deixou o desafio à fileira ambiental para que comece desde já a pensar qual o caminho que o setor pode seguir no futuro, nomeadamente, mudando de um paradigma atual, ainda centrado no tratamento e valorização de resíduos, para um conceito de produção de energia, em que os resíduos são uma matéria-prima com elevado valor económico. “O desafio do próximo quadro comunitário 2030 para o nosso projeto do Eco Parque do Relvão é perceber bem qual é o potencial aqui instalado e definir qual o caminho que queremos, se vamos continuar a falar de resíduos e do seu tratamento ou se vamos falar de recursos e de produção de energia”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, que está confiante de que o projeto em curso para a criação de uma comunidade energética, a partir do Eco Parque do Relvão, assim como outros projetos da chamada «economia circular», possam potenciar ainda mais o crescimento da fileira ambiental no concelho e na região.    

 

Acessibilidades são constrangimento ainda por resolver  

 

Nesta segunda edição do Fórum, realizada dois anos após a primeira iniciativa, ficou ainda a nota positiva da evolução no trabalho realizado pelo Município e pelo setor no que ao Eco Parque diz respeito. Desde logo, com a concretização de uma das propostas saídas da primeira edição: a criação de uma entidade que faça a gestão do Eco Parque do Relvão como um todo. Uma medida que já foi implementada através da criação da Associação Eco Parque do Relvão.  Num segundo nível, foi definido que a questão das acessibilidades era crítica para o crescimento do Eco Parque e esta é uma matéria que ainda está por resolver e é motivo de preocupação para o Município e para os empresários.   

 

O autarca da Chamusca voltou a pedir a atenção do Governo para este dossier, nomeadamente através de um apelo deixado ao Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, que esteve presente na abertura deste fórum. Paulo Queimado revelou a preocupação crescente com os constrangimentos no acesso ao Eco Parque assim como na travessia do rio Tejo pela Ponte João Joaquim Isidro dos Reis, onde não se conseguem cruzar dois veículos pesados ao mesmo tempo.   

 

O presidente da Câmara da Chamusca lembrou ainda a posição estratégica deste parque em relação à região e ao País, nomeadamente porque é neste ponto do distrito que se cruzam a principal linha ferroviária nacional e dois terminais intermodais (Riachos e Entroncamento), além de várias autoestradas e IC’s. Reafirmou a importância de que haja avanços no projeto do fecho do IC3, agora com perfil de Autoestrada A13, assim como na construção de uma nova travessia sobre o rio Tejo, dois projetos prioritários para o Município no próximo Plano de Investimentos para o quadro comunitário 2030.   

 

Deixou, por fim, uma mensagem direta ao Secretário de Estado do Ambiente, pedindo que “não deixe de olhar para o Eco Parque do Relvão e para a Chamusca para que as questões da produção de energia através dos resíduos sejam mais valorizadas e que os empresários tenham, pelo menos, a garantia de que o Estado não atrapalha e que é um apoio”.  

 

Secretário de Estado elogia setor ambiental da Chamusca  

 

O Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, frisou a importância para o País do cluster ambiental instalado no concelho da Chamusca, e elogiou o esforço realizado pela autarquia e pelos empresários aqui instalados ao se reorganizarem e melhorarem a gestão do parque através da criação da Associação Eco Parque do Relvão. Carlos Martins deixou ainda votos de que o parque possa crescer e alargar a sua abrangência e lembrou que está a decorrer um trabalho conjunto entre o Ministério do Ambiente e o Ministério das Infraestruturas para encontrar solução no que diz respeito aos problemas das acessibilidades a este parque e ao concelho da Chamusca.  

 

“Há espírito de abertura e tenho elevadas expetativas de que, pelo menos, parte destes projetos avance já em 2020”, afirmou o Secretário de Estado do Ambiente, que deixou ainda a sugestão para que o Eco Parque se constitua como uma Zona Empresarial Responsável (ZER) e possa atrair empresas complementares à fileira ambiental. “Terá sempre o nosso apoio como facilitadores de licenciamento e à instalação de empresas”, afirmou Carlos Martins. O governante lembrou ainda que está em curso a reorganização nos sistemas de tratamento e valorização de resíduos sólidos que está a acontecer na região, nomeadamente com contatos entre Ecolezíria e Resitejo. O objetivo, frisou o Secretário de Estado, é que possam haver sinergias e que se possa duplicar a recolha seletiva de resíduos na região. “O Eco Parque do Relvão tem empresas de grande significado no nosso País e, também por isso, o Governo renovou as licenças dos CIRVER e estamos a rever o plano estratégico de gestão dos resíduos hospitalares, que afeta diretamente a atividade de duas unidades do género instaladas no Eco Parque”, acrescentou Carlos Martins.   

 

Comunidades energéticas em construção 

 

No fórum foi apresentado o projeto para a constituição de uma comunidade energética na região, com base de arranque entre as empresas do Eco Parque. O projeto, ainda em estudo e aqui apresentado pelo consultor João de Jesus Ferreira, propõe mesmo a instalação de um central de trigeração que labore com base na energia da queima do gás metano extraído dos aterros e que seja uma fonte de calor, frio e de energia elétrica.  

 

Por outro lado, está mais avançado o projeto privado para a instalação de uma central de biomassa no Eco Parque, da responsabilidade da empresa Termogreen, que foi apresentado neste fórum pelo seu diretor-geral, Paulo Preto dos Santos. Esta central, cuja obra está prevista para arrancar em 2019, tem tido o apoio desde o início do Município da Chamusca, que cedeu um lote de terreno para o projeto, conforme destacou o empresário. Esta central vai ser pioneira em Portugal porque vai produzir energia elétrica a partir de biomassa residual através de uma tecnologia que elimina a questão da variabilidade energética, isto é, que permite potência constante. A obra é um investimento de aproximadamente 9 milhões de euros, cofinanciado em 5 milhões de euros através de uma candidatura realizada pela empresa ao POSEUR. Vai ser construída por uma empresa portuguesa e prevê a criação de 11 postos de trabalho diretos. Vai consumir e comprar cerca de 35 mil toneladas de biomassa por ano, alavancando também outros setores de atividades de uma vasta região do interior do País.   

 

 Aposta da diversificação económica do Eco Parque   

 

Outro projeto privado previsto para a zona do Eco Parque do Relvão, mais concretamente na Herdade da Galega, é o loteamento industrial privado da ANEXORDEM, implantado em 36,6 hectares de terreno e apto para receber indústrias de todo o tipo, num sistema de “chave na mão”.   

 

Conforme salientou no seu discurso, o presidente da Câmara da Chamusca, “o Eco Parque não pode ser um parque isolado para tratamento de resíduos”. “Há outras fileiras, como a agroflorestal ou a metalúrgica, com as quais podemos criar simbioses para desenvolver mais a economia circular”, frisou.  

 

Neste ponto, o autarca da Chamusca foi secundado pelas opiniões de outros oradores presentes. Desde logo destaca-se a intervenção de Inês Costa, adjunta do Ministro do Ambiente, que salientou a importância de se criarem simbioses industriais entre as empresas do Eco Parque e outros setores, até porque toda a região em torno da Chamusca pode tornar-se mais atrativa para a instalação de outras indústrias, incluindo empresas internacionais, pois a proximidade com um parque focado no tratamento e valorização de resíduos é cada vez mais um aspeto valorizado para as indústrias que necessitam de dar solução e até valorizar economicamente os resíduos da sua atividade. Neste ponto, destaca-se também a proposta de Pedro Afonso Paulo, administrador do CITRI e da PRORESI, que deixou a ideia de que o Eco Parque da Chamusca pode juntar-se a outros parques da região, nomeadamente os que têm participação da Nersant, e em conjunto “serem vendidos lá fora com a garantia para as empresas que se instalem nesta região de que os seus resíduos podem ser tratados num raio de 20 a 30 km”. O empresário deixou ainda a sugestão de poder ser equacionada a construção de uma biorefinaria à base de óleos essenciais da biomassa florestal e, desse modo, encontrar uma solução para um outro problema, os incêndios florestais.   

 

Este Fórum foi também palco do encerramento do projeto Lezíria + Sustentável, dinamizado pela NERSANT e pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo. Foram apresentados exemplos de aplicação da economia circular em processos produtivos de empresas da região e de outras zonas ligadas ao setor agroindustrial. A presidente da NERSANT, Maria Salomé Rafael, que interveio na sessão de abertura deixou o apoio da associação à reivindicação do Município da Chamusca para que sejam melhoradas as acessibilidades ao Eco Parque, uma área onde trabalham centenas de pessoas.  “O cluster ambiental desta região deve ficar na Chamusca”, frisou a dirigente empresarial.  

 

Também estiveram presentes neste fórum o vice-presidente da CCDR do Alentejo e vários autarcas da região, entre os quais os presidentes dos municípios de Abrantes, Alpiarça e de Santarém. Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes e presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, afirmou que é preciso pensar desde já no novo ciclo de investimentos no âmbito do quadro comunitário 2030, nomeadamente, na reorganização administrativa da região com a criação de uma nova NUT II entre a Lezíria, Médio Tejo e Oeste, como forma de afirmar a região como “a porta Norte de Lisboa”, e que esta nova entidade seja uma autoridade na área da energia, como as comunidades intermunicipais são agora em matéria de transportes. 

 

Ouça aqui o discurso do Presidente da Câmara Municipal da Chamusca

 

discurso presidente Paulo Queimado_Forum Agendas Locais 2018.mp3 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:02
link do post | comentar | favorito

Município da Chamusca aprova impostos “amigos” das famílias e das empresas

Paços concelho-3

 

 

Taxa de IMI do concelho da Chamusca está entre as mais baixas do País. Há reduções dos valores a pagar para as famílias com dependentes a cargo 

 

Empresas com faturação que não ultrapasse 150 mil euros beneficiam de isenção de derrama 

 

A Assembleia Municipal da Chamusca aprovou, em reunião realizada no dia 28 de setembro, a proposta do executivo para a Política Fiscal do Município, a aplicar em 2019 sobre os rendimentos de 2018. Genericamente, mantêm-se os valores e taxas aplicados em 2018, revelando uma clara aposta do Município nos apoios às famílias mais numerosas e às empresas. 

 

No que diz respeito ao IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis), mantém-se a taxa de 0,3% a aplicar aos prédios urbanos, um valor relativo a 2018 e a receber em 2019. No caso dos prédios rústicos a taxa aplicável é de 0,8%. 

 

O Município da Chamusca está entre o lote de autarquias portuguesas com a taxa reduzida de 0,3%, a mais baixa permitida por lei. As taxas de IMI em Portugal, em 2018, variam entre 0,3% e 0,45%. 

 

Para os sujeitos passivos, proprietários de prédios urbanos, e que tenham dependentes a cargo (filhos e outros equiparados), o Município deliberou aplicar o IMI Familiar que, na prática, significa uma redução do valor final a ser pago pelo agregado familiar. Estes valores são iguais para todos os municípios e tem a seguintes descontos: agregados familiares com 1 dependente pagam menos 20 euros; com 2 dependentes pagam menos 40 euros; e com 3 ou mais dependentes pagam menos 70 euros. 

 

Exemplo: uma família que pague 100 euros de IMI, e tenha dois dependentes a cargo, passa a pagar 60 euros. 

 

Paulo Queimado, Presidente da Câmara, salienta que “a decisão de propor a taxa de IMI Familiar teve em conta as dificuldades financeiras das famílias do concelho, em especial das que têm maior número de dependentes a seu cargo, assim como das pequenas empresas, maior parte delas, familiares”. 

 

Para as empresas, o Município da Chamusca aprovou uma taxa de Derrama de 1,05% (igual à de 2018) que é aplicada sobre o sobre o lucro tributável das empresas. Também nesta área, a autarquia decidiu manter a política de apoio à economia local e definiu que as empresas com volume de negócios que não ultrapasse 150 mil euros estejam isentas de tributação (taxa reduzida). 

 

Relativamente à participação no Imposto sobre os Rendimentos das Pessoas Singulares (IRS), o município mantém a taxa de 5%. Também se mantém a Taxa Municipal de Direitos de Passagem, fixada em 0,25%, paga pelas empresas de telecomunicações cujas infraestruturas passam no território do concelho da Chamusca. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:59
link do post | comentar | favorito

Santarém – Sete detidos por tráfico de droga

GNR Santarém - Apreensão (9)

 

 

O Comando Territorial de Santarém, através do Núcleo de Investigação Criminal de Santarém, nos dias 2 e 3 de outubro, deteve seis homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 35 e os 48 anos, por tráfico de estupefacientes, nos concelhos de Santarém, Cartaxo, Almeirim, Azambuja, Vila Franca de Xira, Loures e Sesimbra.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes, que decorria há cerca de nove meses, foram realizadas seis buscas domiciliárias, duas em estabelecimentos comerciais e uma busca no estabelecimento prisional em Alcoentre. Da operação resultou a apreensão de vários artigos relacionados com a prática do crime, das quais se destacam:

·         Cinco automóveis;

·         Dois motociclos;

·         42 doses de haxixe;

·         Uma balança de precisão;

·         Um revolver;

·         Duas caçadeiras;

·         Uma arma de alarme transformada;

·         118 munições de diversos calibres;

·         Uma soqueira;

·         Uma faca borboleta;

·         Dezasseis telemóveis;

·         Cinco computadores portáteis;

·         Quatro máquinas de fortuna ou azar;

·         58 mil euros em numerário.

Seis detidos, alguns com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, foram presentes ao Tribunal Judicial da Comarca de Santarém, no dia 4 de outubro, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de apresentações periódicas bissemanais no posto policial da área de residência. Um dos detidos ficou sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Estiveram empenhados nesta operação 65 militares dos comandos territoriais de Santarém, Setúbal, Lisboa e Leiria, do Grupo de Intervenção de Operações Especiais, da Unidade de Intervenção.

A operação contou ainda com o apoio da Polícia de Segurança Pública.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:57
link do post | comentar | favorito

“O VOLUNTARIADO… FAZ SENTIDO?”

 

O evento, promovido pelo Banco Local de Voluntariado do Entroncamento com a Avasocial, realiza-se às 10 horas de 25 de outubro próximo, na Junta de Freguesia de S. João Baptista em Entroncamento.

São oradoras, a Dra. Filipa Fernandes, Vereadora da Câmara Municipal de Tomar e a Dra. Eliana Severino, Coordenadora do Banco Local de Voluntariado de Loures. A moderação está a cargo da Dra. Ana Isabel Felício, jornalista da Rádio e Jornal Cidade de Tomar.

O colóquio destina-se a ser participado por todos os públicos. No entanto, ele é especialmente dirigido a coordenadores e técnicos de bancos de voluntariado, a dirigentes, técnicos e outros colaboradores de organizações da economia social e das entidades públicas.

O acesso é gratuito. No entanto, as pessoas interessadas em participar, devem proceder à inscrição, até 19 de outubro, presencialmente na Rua 5 de Outubro, 96 A em Entroncamento; por sms, para o email voluntariado.entroncamento@gmail.com ou em www.avasocial.org onde se disponibiliza mais informação.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:02
link do post | comentar | favorito

Empresários de todo o país esperados no NERSANT Business 2018

 

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, está a ultimar os preparativos do NERSANT Business 2018 – Encontro Internacional de Negócio que este ano conta já com a participação de 36 países de todo o mundo. Empresários portugueses de todo o país estão a aderir em massa ao encontro, na esperança de conseguirem, no mesmo local, reunir com diversas empresas estrangeiras.

 

De facto, esta é a principal vantagem de participar no Fórum Internacional de Negócios organizado pela NERSANT. O Encontro reúne, no mesmo local, delegações empresariais de diferentes países, sendo por isso possível às empresas participantes no evento, reunir, no mesmo dia, com as empresas-alvo previamente identificadas. Explicamos: o que acontece é que o empresário, quando se pré-inscreve, tem acesso às empresas estrangeiras já registadas e pode sinalizar aquelas com as quais pretende reunir. A inscrição assume aqui o seu caráter definitivo e inicia-se o trabalho da NERSANT de organizar, para cada empresa nacional participante, um calendário de reuniões.

No fundo, o que este encontro internacional de negócios permite, é a realização de dezenas de reuniões B2B, no mesmo dia e no mesmo local, o que significa uma poupança financeira significativa para as empresas.

De referir que a realização do NERSANT Business 2018 é apoiado pelo COMPETE 2020, no âmbito do projeto SIAC - "Ribatejo Global" - que visa promover a imagem, capacidades e potencialidades da região junto de importadores, subcontratantes e investidores, permitindo aumentar as exportações e subcontratos por via do reconhecimento da qualidade da oferta de produtos e serviços e atrair investimento estrangeiro para o Ribatejo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:01
link do post | comentar | favorito

Eh! Toiro 2018: Chamusca reafirma raízes culturais com festa taurina para todos

16

 

Milhares de pessoas passaram pela vila nestes quatro dias de festa, provaram carne de toiro bravo, viram touradas, pegas de cernelha, largadas, encierro e recortadores e puderam conhecer melhor a etnografia local 

 

Corrida de toiros de dia 5 de outubro encheu a praça de toiros da Chamusca, prestes a comemorar o seu centenário em 2019

 

 Milhares de pessoas, a maioria chamusquenses mas também muitos visitantes de concelhos limítrofes e de outros concelhos amigos da festa brava, participaram na quinta edição do Eh! Toiro – Festa Taurina, que decorreu na Chamusca, entre 4 e 7 de outubro.

 

Este evento foi uma organização conjunta do Município da Chamusca e da Associação Eh! Toiro, e mais uma vez veio reforçar a aposta do concelho na sua identidade ligada à festa brava, dando expressão concreta à decisão do Município de declarar a tauromaquia como Património Cultural Imaterial de Interesse Municipal. 

 

A festa foi, literalmente, para toda a família. Destaca-se naturalmente a grande Corrida de Toiros realizada no dia 5 de outubro, que teve praça cheia, bom ambiente, lides à altura dos pergaminhos desta arena e dos cavaleiros presentes, e ainda valentes pegas dos dois grupos de forcados do concelho, os Amadores da Chamusca e o Aposento da Chamusca. Foi uma tarde de sol, com a presença de muitas famílias que escolheram a Chamusca para passarem o feriado nacional, dando assim força a esta aposta municipal em promover e apoiar eventos tauromáquicos.

 

A destacar também a boa afluência de público ao concurso de cernelhas que contou com a participação de 7 grupos nacionais, que trouxeram as suas claques e deram um belo espetáculo aos aficionados, naturalmente com despique e competição que ficaram bem espalhadas na entrega dentro da praça. 

 

Num terceiro patamar, e a provar que a tauromaquia portuguesa é rica em diversidade e atrai aficionados de todas as idades e gostos, a Festa Taurina fechou com chave de ouro com uma tarde de domingo dedicada a outras formas de lidar o toiro, que incluiu uma demonstração de recortadores e uma largada de bezerros na Praça. Os recortadores mostraram mais uma vez como é possível enfrentar o toiro sem artifícios, a não ser a agilidade e a boa forma física que lhes permite fazer acrobacias de cortar a respiração. Seguiu-se uma solta de bezerros que contou com a participação de muitas crianças e jovens e a relevou até alguns futuros talentos do toureio a pé, proporcionando aos mais pequenos exemplos de respeito pelos animais e a oportunidade de poderem contatar de perto com esta cultura que diz tanto às gentes da Chamusca e do Ribatejo. 

 

Houve ainda um encierro de seis toiros e seis cabrestos que foram largados sem cavaleiros numa manga criada especialmente na EN118, entre os Paços do Concelho e a Praça de Toiros. Foi mais uma noite de muita gente nas ruas da Chamusca, e muitas pessoas aproveitaram para ficar, jantar e assistir aos espetáculos da noite, tanto aos concertos como à largada de toiros bem animada que se seguiu na noite de sábado. 

 

Dando expressão ao gosto de vários públicos da Chamusca, houve também duas manifestações culturais em destaque: atuações de sevilhanas, entre as quais o grupo local “Las Flamenquitas da Chamusca”, o grupo recém-criado “PP Criar Sorrisos”, e ainda uma noite de fados que encerrou a festa com a atuação de músicos e cantores locais, em mais uma afirmação das raízes identitárias da Chamusca como que respira fado nas suas diversas: cantado, tocado e dito em poesia. 

 

Aproveitando a visita de muitos forasteiros, a Chamusca aproveitou para dar a conhecer a sua etnografia com atuações de ranchos locais – Danças e Cantares de Vale de Cavalos e Rancho Etnográfico da Carregueira - mas também através de um grande cortejo etnográfico, realizado no dia 5 de outubro, a anteceder a corrida de toiros, e que contou com a participação de mais de meio milhar de pessoas ligadas à cultura taurina – cavaleiros, forcados, campinos – e ainda de grupos etnográficos locais e da Banda da Carregueira. 

 

A feira que rodeou toda a festa brava, em torno da praça de toiros, deu a conhecer o artesanato e a gastronomia locais, com destaque para a carne de toiro bravo (note-se que a Chamusca é território de criação de gado bravo com várias ganadarias em atividade) e também das famosas Trouxas da Cuca, um doce local. O espaço de exposição também cresceu nesta quinta edição, com mais stands e novos expositores ligados ao mundo rural. 

 

Na inauguração, o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Queimado, recordou o desafio lançado a este conjunto de aficionados chamusquenses para colocarem de pé um evento ligado à cultura taurina. O desafio foi feito em 2014, aquando da Semana Ascensão, e nesse mesmo ano, seis meses depois, era realizada a primeira edição do Eh! Toiro. Nasceu também a associação com o mesmo nome que tem crescido e realizado outros eventos, assim como sendo responsável pela realização dos eventos taurinos da Semana da Ascensão. 

 

14

15

17

18

20

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:44
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

NATAL

TEMAS DE SAÚDE: Sustentab...

Mãe Com Açúcar 

Aprovada candidatura que ...

Aproveite o que Santarém ...

Mercado de Natal na Chamu...

Plano Estratégico de Valo...

MERCADINHO DE NATAL NO CA...

Circule no Comboio de Nat...

DESFILE DA PAZ ASSINALA É...

Mercados de financiamento...

Ampliação do Centro de In...

Centro Cultural recebe es...

 Distrital do PSD de Sant...

Assembleia Municipal de A...

Coruche – Detidos em flag...

Bombeiros Municipais de S...

Santarém disponibiliza Pi...

Mais de 4000 passageiros ...

Município de Coruche ap...

Coruche promove programa ...

Município da Chamusca dis...

Município de Tomar preten...

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVA...

Mercado de Natal dinamiza...

Exposição de Presépios em...

CINCO SENTIDOS PARA AS FÉ...

Município de Azambuja ref...

Tomada de Posse da Distri...

CRIANÇAS FAZEM DO CARTAXO...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds