NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2019
Dadores de Azambuja promovem recolhas de sangue e tipagem de medula óssea

O Grupo de Dadores Benévolos de Sangue do Concelho de Azambuja vai realizar mais duas iniciativas de colheita de sangue, numa dupla jornada de solidariedade a ter lugar no fim de semana 09 e 10 de fevereiro de 2019. Sábado, dia 09, decorrerá nas instalações da Casa do Povo de Aveiras de Cima, e domingo, dia 10, será a Junta de Freguesia de Vila Nova da Rainha a abrir as portas aos dadores.

 

Como habitualmente, estas ações decorrerão entre as 09h00 e as 13h00, e contam com a colaboração e supervisão do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Em simultâneo, o grupo dá continuidade à campanha de angariação de potenciais dadores de medula óssea. O primeiro passo desse processo consiste numa pequena colheita, destinada à análise das características do sangue, e no registo dessas características e da identificação do dador na base de dados nacional. A partir desse registo, o dador poderá ser convidado a efetuar uma dádiva destinada a uma pessoa que precise e com a qual seja compatível.

O grupo apela à participação de todos os associados e sensibiliza a população, em geral, para a necessidade de haver mais dadores e para o slogan do movimento, “dar sangue é dar vida”

 

“O tempo de um olhar” – exposição de pintura e gravura na Biblioteca Municipal de Azambuja

Inauguração 02 de fevereiro de 2019, 18h00

 

O Município de Azambuja vai organizar uma exposição intitulada “O tempo de um olhar”, na Galeria da Biblioteca Municipal de Azambuja. A mostra será composta por duas dezenas e meia de trabalhos, em pintura e gravura, da artista Natércia Almeida. A inauguração terá lugar sábado, dia 02 de fevereiro, pelas 18h00, ficando patente até dia 02 de março.

 

Natércia Almeida é natural de Santarém e reside, atualmente, na área de Lisboa. Autodidata em pintura, frequentou o curso de desenho e pintura a aguarela e óleo na UITI – Universidade Internacional para a Terceira Idade no ano letivo 1986/1987. Em 1993, inicia o estudo do azulejo, na Oficina 59, desenvolvendo-o posteriormente na Oficina Cântaro, em Oeiras, e na Fábrica Sant’Ana, em Lisboa. Frequentou, ainda, o curso de Arte e Cultura no período joanino, na Galeria de Pintura do Rei D. Luís – Palácio da Ajuda, em 1995.

Além das artes plásticas, a autora também se exprimiu pela escrita, publicando o livro de poesia “Pintar as Palavras”, com edição da Câmara Municipal de Santarém, em 1993, e participando na publicação “Viola Delta XXX”, livro coletivo de poemas sobre o Pai (edições Mic). No campo da ilustração, deixou a sua marca e autoria no conto “História de uma mãe”, integrado no “Livro de Contos de Hans Christian Andersen”, em 2008.

 

Desde a estreia pública, em 1989, no Palácio dos Anjos em Algés, Natércia Almeida tem apresentado os seus trabalhos com regularidade em vários espaços, dos quais se destacam: a Biblioteca Nacional, o Museu Amadeu de Souza Cardoso, o  Museu do Trabalho Michel Giacometti, a Galeria Corrente d’Arte, a Galeria Diferença e o Atelier Ponto de Luz. Nesse currículo, agora a completar três décadas, contam-se mais de 40 exposições individuais e a participação em mais de 20 mostras coletivas. É, pois com grande satisfação que o Município de Azambuja inscreve o seu nome neste invejável roteiro artístico.

 

Antes da inauguração formal da exposição, haverá, às 16h30, um momento lúdico e pedagógico para as crianças dos 5 aos 10 anos que se inscrevam previamente (tel.263 400 485). A atividade consiste na construção de um quadro coletivo, numa interação entre a pintora e os artistas de palmo-e-meio participantes.

Esta exposição de pintura e gravura, “O tempo de um olhar”, poderá ser apreciada na Galeria da Biblioteca Municipal de Azambuja, diariamente de terça a sexta-feira, entre as 10h30 e as 18h30, e aos sábados, entre as 09h30 e as 12h30, até dia 02 de março de 2019.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:44
link do post | comentar | favorito

“Celebrating Valentine’s Day” dinamiza comércio local do Entroncamento

 

Viver o Comércio Junho

 

“Celebrating Valentine’s Day” é o mote para a atividade que irá decorrer no próximo dia 9 de fevereiro na Praça Salgueiro Maia, entre as 9h30 e as 17h00, uma iniciativa do Município do Entroncamento para dinamizar o comércio local no centro da cidade.

O evento pretende ser uma oportunidade de adquirir o presente ideal para oferecer à sua cara metade, mimos apaixonados e doces, tais como: artesanato, chocolate artesanal, crepes, bolos, mel e derivados, cosmética natural, contando ainda com propostas de agências de viagens e serviço de massagens e Bem-Estar.

Durante o dia haverá animação de rua, das 11h00 às 12h00 e das 15h00 às 16h00, com a dupla amorosa Dr. Coração e Enfermeira Ternura, que vão partilhar boa disposição e “avaliar a intensidade amorosa” dos casais apaixonados do Entroncamento.

Participe nesta iniciativa!! Venha viver o comércio na cidade!!



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:42
link do post | comentar | favorito

Torres Novas – Traficante conduzido à prisão

51383198_1423359361133006_5978613884989210624_n

 

O Comando Territorial de Santarém, através do Posto Territorial de Torres Novas, ontem, dia 28 de janeiro, deteve um homem, com 49 anos, por tráfico de estupefaciente, na localidade de Olaia – Torres Novas.

No âmbito de uma ação de policiamento preventivo os militares abordaram um individuo, que demonstrou um comportamento suspeito perante a presença da GNR. Após realizadas algumas diligências apurou-se que o indivíduo tinha na sua posse 20 doses de heroína, levando à sua detenção.

Sobre o suspeito, com antecedentes criminais de tráfico de droga, roubo e furto, pendia um mandado de detenção para cumprimento de pena de seis meses de prisão, relativo ao crime de tráfico de estupefacientes, pelo que foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de Torres Novas.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:58
link do post | comentar | favorito

MUNICÍPIO DE CORUCHE ACEITA PARCIALMENTE A TRANSFERÊNCIA DE COMPETÊNCIAS

d53aa7f89db2d1935feed7588780d953_XL

 

 

A Assembleia Municipal de Coruche reuniu extraordinariamente no passado dia 28 de Janeiro para deliberar sobre a transferência de competências para as autarquias, processo de descentralização que deverá ser decidido e comunicado pelos órgãos deliberativos dos Municípios à DGAL até 31 de Janeiro ou 2 de Fevereiro.

Dos 11 diplomas sectoriais já publicados, a Assembleia Municipal, de maioria socialista, aprovou parcialmente cerca de metade dos diplomas em consonância com a proposta do Presidente da Câmara Municipal de Coruche, Francisco Oliveira, que defendeu que “este é um processo importante e que deverá ser feito de forma gradual”.

A autarquia analisou diploma a diploma, avaliou os impactos imediatos em 2019 na sua estrutura orgânica, nos serviços do município e nos recursos humanos que tem disponível de imediato, bem como para aquelas competências que não são estranhas quer ao projeto municipal em curso, quer porque já estão a ser realizadas pela câmara.

Nesse sentido, decidiu aceitar a transferência já em 2019 dos seguintes diplomas:

  • No domínio das praias marítimas, fluviais e lacustres;
  • No domínio da promoção turística (entidade intermunicipal);
  • No domínio dos projetos financiados por fundos europeus e dos programas de captação de investimento (entidade intermunicipal);
  • No Domínio do apoio aos bombeiros voluntários (para os órgãos municipais) ;
  • No domínio das estruturas de atendimento ao cidadão;
  • No domínio da gestão do património imobiliário público sem utilização;

Estas transferências de competências foram aprovadas com os votos dos Deputados Municipais do PS e com os votos contra das bancadas da CDU e PSD.

Os restantes diplomas em causa (Justiça, Habitação, Vias de Comunicação, Estacionamento e Jogos de Fortuna ou Azar) carecem de uma reforma da estrutura orgânica da autarquia, de um reforço do quadro técnico do município e de um levantamento exaustivo que estará a ser preparado de forma a que até 2021 a autarquia tenha condições para reavaliar esta decisão e poder assumir estas competências, que pela sua especificidade e importância para as populações devem ser assumidas no momento em que se cumpre a base de toda e qualquer descentralização e está materializada no princípio da subsidiaridade: o Estado só deve realizar as tarefas que não sejam mais eficientes e eficazmente prosseguidas pelas autarquias locais.

As áreas a descentralizar e aceites pelo Município permitem uma maior aproximação ao cidadão, menor burocracia e maior eficácia, sendo exemplo disso o Espaço Cidadão que poderá agora ser reforçado e que já está implementado no Município.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:13
link do post | comentar | favorito

CARTAXO VAI TER DOIS NOVOS MÉDICOS DE FAMÍLIA

 

  • O ACES Lezíria informou a autarquia que, entre fevereiro e março, dois novos médicos de família estarão a prestar cuidados de saúde no concelho.
  • Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, congratula-se com a vinda de dois médicos de família “anunciada pelo ACES Lezíria. É uma notícia de enorme importância para os utentes do concelho”, mas mantém o pedido de audiência à Ministra da Saúde. “Queremos mostrar a nossa disponibilidade ao Ministério da Saúde para trabalharmos em conjunto no sentido de estabilizarmos o número de médicos de família no nosso concelho e melhorarmos as infraestruturas de saúde do nosso concelho”.
  • O autarca mantém a convicção de que “é urgente investir no reforço dos meios de diagnóstico, na manutenção das infraestruturas de saúde no concelho e no reforço dos meios de transporte, para garantir boas condições de prestação de cuidados de saúde. É importante para os utentes e é essencial para os profissionais”.

 

 

O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, que no início do mês endereçou um pedido de audiência à Ministra da Saúde, com caráter de urgência, para dar conta das preocupações da autarquia com os cuidados de saúde primários no concelho, recebeu no dia 24 de janeiro, do ACES Lezíria (Agrupamento de Centros de Saúde - Lezíria), a informação de que até março deste ano, dois novos médicos estarão a trabalhar no concelho.

 

O autarca explica “que a informação recebida do ACES Lezíria, dá nota de que o lugar deixado vago na USF D. Sancho I, em Pontével, pela saída de um médico no passado mês de dezembro, será preenchido dia 1 de março, para dar resposta aos 1821 utentes que lhe estavam atribuídos”.

 

Quanto à USF Cartaxo Terra Viva, que segundo os dados publicados pelo Serviço Nacional de Saúde, à data de dezembro de 2018, e corroborados pelo ACES Lezíria, não terá qualquer utente sem médico de família, as principais preocupações do autarca mantêm-se “por um lado, a necessidade de intervenção nas instalações”, por outro, o facto de os utentes desta USF não estarem em igualdade de circunstâncias com os utentes da UCSP (Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados), “que partilha as mesmas instalações, ambas estão no que chamamos o Centro de Saúde do Cartaxo, mas os utentes da UCSP, não têm médico de família atribuído”. Em dezembro de 2018, segundo os números publicados pelo SNS, “seriam 4954 pessoas sem médico de família, inscritas na UCSP”.

 

Na USCP prestam serviço dois médicos em regime de tempo completo, como prestadores de serviços, e dois médicos especialistas de Medicina Geral e Familiar, um deles em regime parcial e outro que se encontra ausente por motivo de doença prolongada. A informação recebida do ACES Lezíria, dá nota de que a partir do início de fevereiro, a USCP vai receber mais um médico especialista em Medicina Geral e Familiar.

 

A entrada de um novo médico para a USCP “é também uma boa notícia para os utentes que não estão inscritos na USF Cartaxo Terra Viva”, mas o autarca entende que não resolve inteiramente a diferença de acesso entre estes utentes e os inscritos na USF Cartaxo Terra Viva “ainda mais, quando falamos de duas unidades a atuar nas mesmas instalações”.

 

Pedro Magalhães Ribeiro explica que “a indicação recebida, também esta semana, do ACES Lezíria, de que a UCSP, logo que reúna os requisitos organizativos exigidos pelo Ministério da Saúde, se transformará numa USF, é a terceira boa notícia que recebemos, com a qual nos congratulamos, e que nos motiva a intensificar a reivindicação de que esta mudança venha a ocorrer quanto antes”. 

 

O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo reforça que é urgente a intervenção do Ministério da Saúde na extensão de saúde de Vale da Pedra, reiterando a disponibilidade da Câmara Municipal para cooperar, em linha com o procedimento que foi adotado para a extensão de saúde de Valada. O autarca reivindica ainda “a imperiosa necessidade do Ministério da Saúde investir na manutenção das instalações de saúde existentes no Cartaxo e em Pontével, que carecem de pintura, de reforço de isolamentos e da reparação de diversas zonas de pavimento”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:11
link do post | comentar | favorito

TOMAR DEBATE INOVAÇÃO

Perante um mundo em constante mutação, em que o setor da Água tem um peso fulcral, a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas(APDA) organiza o Seminário “Ao Encontro da Inovação”, no dia 12 de Fevereiro, na Biblioteca Municipal António Cartaxo da Fonseca, em Tomar.

O evento, que conta com a participação do Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, na Sessão de Abertura, pretende dar a conhecer os resultados de um inquérito submetido às Entidades Gestoras dos Serviços de Água, assim como promover o debate sobre as diferentes perspetivas da temática.

Os desafios que se colocam à sociedade, aos decisores políticos, às empresas e demais atores económicos são cada vez mais numerosos e complexos, o que, em muitos casos, obriga a “romper” com o status quo, resultando em mudanças de paradigma, cujo impacto ainda não é percetível em toda a sua extensão.

Ao terem de acompanhar e adaptar-se à velocidade, cada vez mais veloz, a que a mudança acontece nos nossos dias, os Serviços de Água só podem optar pela inovação e consequente transformação.

Foi neste sentido que a Comissão Especializada de Inovação da APDA, coordenada pelo Dr. Miguel Carrinho, Diretor Administrativo e Financeiro da ÁGUAS DO RIBATEJO promoveu um inquérito às Entidades Gestoras dos Serviços de Água, cujos resultados, de extrema relevância para melhor conhecer a realidade vivenciada pelas mesmas, vão ser revelados neste certame.

Vão ser igualmente divulgadas as iniciativas promovidas pelas Entidades Gestoras e promovida a discussão sobre temas e visões intrínsecas ao tema chave do evento: INOVAÇÃO.

Consulte o programa e ficha de inscrição aqui.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:09
link do post | comentar | favorito

Intervenção na EN3-6 Alcanhões já está em curso

 

 

Intervenção na EN3-6 Alcanhões já está em curso_29-01-2019

 

 

 

Esta intervenção, contempla a aplicação de uma camada de desgaste - betão betuminoso, a toda a largura da via, numa extensão de aproximadamente 1500 metros, e integra a empreitada de conservação e manutenção de estradas do concelho de Santarém, que tem como objetivo reparar diversas zonas da estrada que necessitavam de intervenção, com vista à melhoria da circulação e seguranças dos utilizadores.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:05
link do post | comentar | favorito

CIRCULAÇÃO CONDICIONADA NA RUA NOVA DA BOAVISTA

 

A operadora NOS-Comunicações S.A., vai colocar cabos aéreos em postes de apoio pré-existentes, na Rua Nova da Boavista, no Cartaxo. Os trabalhos terão início no dia 5 de fevereiro, terça-feira, e prevê-se que decorram durante 10 dias.

 

Durante o período de execução dos trabalhos, a circulação pedonal e a circulação rodoviária, estarão condicionadas, com a possibilidade de ocorrerem interrupções, ou limitações pontuais.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:37
link do post | comentar | favorito

Ministro da Economia e parceiros do programa assinam documento na Golegã, na sede da Mendes Gonçalves

vinagres_spray_0

 

“Portugal Sou Eu” com novo Modelo de Governação até 2020

O novo Modelo de Governação do “Portugal Sou Eu”, que irá vigorar até 2020, é assinado amanhã, 30 de janeiro, às 15.30 horas, na Golegã, na sede da Mendes Gonçalves (uma das primeiras empresas aderentes ao “Portugal Sou Eu”), pelo Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e pelos parceiros que integram o órgão operacional do programa.

A cerimónia de assinatura do Modelo de Governação contará com as presenças do Secretário de Estado da Defesa do Consumidor, João Torres, do Secretário de Estado da Economia, João Neves, e do Presidente da AEP, Paulo Nunes de Almeida, em representação dos parceiros que integram o órgão operacional do “Portugal Sou Eu”.

O programa contempla, ainda, uma visita à empresa e o balanço do “Portugal Sou Eu”.

Em agenda:

  • Assinatura Modelo de Governação “Portugal Sou Eu”
  • 30 de janeiro, 15.30 horas
  • Mendes Gonçalves, Zona Industrial da Golegã

Sobre o “Portugal Sou Eu”

O programa “Portugal Sou Eu” foi lançado em dezembro de 2012 pelo Governo de Portugal para dinamizar a competitividade das empresas portuguesas, promover o equilíbrio da balança comercial, combater o desemprego e contribuir para o crescimento sustentado da economia.

O programa, financiado pelo Compete 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, é gerido por um Órgão Operacional formado pela Associação Empresarial de Portugal (AEP), Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio e Indústria (AIP-CCI), Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, IP

O Selo “Portugal Sou Eu” é atribuído aos produtos e serviços com base em critérios de incorporação nacional, marcas e patentes, emprego nacional e valor acrescentado nacional da empresa.

No “Portugal Sou Eu” estão inscritas cerca de 3400 Empresas Aderentes e 1200 Estabelecimentos Aderentes. Estão qualificados com o Selo “Portugal Sou Eu” mais de 10 mil produtos e serviços que, no seu conjunto, representam um volume de negócios agregado superior a 12 mil milhões de euros. A grande maioria dos produtos tem patentes e/ou marcas registadas, sendo que 57 por cento são do setor da alimentação e bebidas e 23 por cento correspondem às atividades de artesanato.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:35
link do post | comentar | favorito

Assembleia Municipal aprovou rejeição de novas competências da Administração Central

Assembleia Municipal aprovou rejeição de novas competências da Administração Central

Deliberações da reunião extraordinária de 25 de janeiro de 2019

 

A Assembleia Municipal de Azambuja, reunida em sessão extraordinária no passado dia 25 de janeiro, deliberou rejeitar a transferência, em 2019, do conjunto de competências que a Administração Central pretende passar para as Autarquias Locais e para as Entidades Intermunicipais. Em causa está a aplicação da Lei nº50/2018, de 16 de agosto, que estabelece que essa transferência terá de se efetuar até 01 de janeiro de 2021.

Deste modo, a Assembleia Municipal tomou idêntica posição à do Executivo Municipal. Os argumentos desta tomada de posição prendem-se com o conjunto de fortes implicações financeiras, humanas e organizacionais de um processo desta natureza e com a ausência de conhecimento das condições efetivas dessa transferência. Por outro lado, o Fundo de Financiamento da Descentralização, criado neste âmbito, não viu aprovada na Assembleia da República, em sede de Orçamento Geral do Estado para 2019, as normas relativas à respetiva dotação financeira.

 

Neste quadro de enorme incerteza, e na defesa dos interesses quer da autarquia quer da população, ambos os órgãos do Município de Azambuja entendem não estarem reunidas, neste momento, as condições para assumir novas responsabilidades. Até a experiência prática das competências recebidas, por exemplo, no âmbito da Educação, aconselha toda a prudência neste novo processo. Recorde-se que as verbas transferidas pelo Governo para o cumprimento dessas responsabilidades ficam sucessivamente aquém das necessidades, tendo o município de despender todos os anos largos milhares de euros do seu orçamento próprio para uma área à qual dá toda a prioridade – a Educação.

 

No caso da descentralização para a Câmara Municipal, trata-se de competências na Gestão de Praias, nas Vias de Comunicação, na Justiça, nas Equipas de Intervenção Permanente dos Bombeiros Voluntários, nos Espaços Cidadão e Centros Locais de Apoio e Integração de Migrantes, na Habitação, no Património Público sem Utilização e no Estacionamento Público. A Assembleia Municipal confirmou a deliberação da Câmara de não aceitação desta descentralização, no ano 2019.

 

Relativamente à descentralização para a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, a Assembleia também alinhou com a deliberação da Vereação, ou seja, rejeitar competências na Justiça, na Rede de Quartéis de Bombeiros Voluntários e nos Programas de Apoio às Corporações, mas não se opor à aceitação pela CIMLT de competências nas áreas da Promoção Turística e dos Projetos Financiados por Fundos Europeus e Programas de Captação de Investimentos.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:34
link do post | comentar | favorito

CORTES NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA CHAMUSCA

transferir

 

CORTES NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

NA POVOAÇÃO DA CHAMUSCA NA  MANHÃ DE QUINTA-FEIRA, 31 DE JANEIRO DAS 09H00 ÀS 13H00

 

A AR-ÁGUAS DO RIBATEJO informa que devido a trabalhos na rede que abastece parte da povoação da Chamusca, iremos tercortes no abastecimento de água no dia 31 de janeiro,

quinta-feira, no período das 09h00 e a 13h00

nos seguintes locais:

  • Rua Mouzinho de Albuquerque 
  • Rua António José Tasso
  • Rua Ruy Gomes da Silva 
  • Largo Vasco da Gama
  • EN 118


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:31
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2019
ALCANENA: Assinatura do Protocolo entre o Município de Alcanena e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Minde

50820502_2256174144422242_2288700424640790528_n

 

Assinatura do Protocolo entre o Município de Alcanena e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Minde – Apoio ao Funcionamento da Equipa de Intervenção Permanente

O Protocolo entre o Município de Alcanena e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Minde para Apoio ao Funcionamento da Equipa de Intervenção Permanente, cuja minuta foi aprovada, por unanimidade, na Reunião de Câmara realizada a 21 de janeiro de 2019, foi assinado a 28 de janeiro de 2019, pela Presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, pelo Presidente da Direção e pelo Tesoureiro da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Minde, António Augusto Fresco e Pedro Capaz da Silva, respetivamente, tendo também estado presentes, no ato de assinatura do documento, o Vereador Luís Pires e o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Minde, Sérgio Henriques.

A composição e funcionamento da Equipa de Intervenção Permanente (EIP) são definidos pela Portaria nº 1358/2007, de 15 de outubro, com as alterações introduzidas pela Portaria nº 75/2011, de 15 de fevereiro, e, mais recentemente, com o enquadramento da Lei nº 50/2018, de 16 de agosto, e do Decreto-Lei nº 103/2018, de 29 de novembro.

O protocolo agora assinado visa enquadrar a forma e condições de apoio ao funcionamento da Equipa de Intervenção Permanente (EIP), na prossecução e desenvolvimento das suas atividades, no âmbito do Protocolo - Condições de Contratação e Funcionamento das Equipas de Intervenção Permanente, assinado a 4 de maio de 2018, entre a Autoridade Nacional de Proteção Civil, o Município de Alcanena e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Minde.

A Equipa de Intervenção Permanente (EIP) dos Bombeiros Voluntários de Minde é constituída por 5 bombeiros, em regime de permanência, com a exclusiva missão de assegurar serviços de socorro às populações, todos os dias úteis, por um período semanal de 40 horas.

O Município de Alcanena assegurará, através de verba própria, e referente ao ano de 2019, o apoio no montante de 50% de 65.035,62€ (sessenta e cinco mil e trinta e cinco euros e sessenta e dois cêntimos), que corresponde a 32.517,81€ (trinta e dois mil, quinhentos e dezassete euros e oitenta e um cêntimos).

No ano de 2019, o apoio acima referido será disponibilizado através de transferências mensais, tendo início no mês de janeiro, com a transferência do montante de 2.707,81€ (dois mil, setecentos e sete euros e oitenta e um cêntimos), sendo as restantes onze prestações mensais no montante de 2.710,00€ (dois mil, setecentos e dez euros). As transferências devem ocorrer no dia 25 de cada mês ou em dia útil anterior, caso coincida com fim de semana ou feriado.

O protocolo e os compromissos dele decorrentes destinam-se a vigorar no ano de 2019, com efeitos a partir do dia 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2019.

 

 

Projeto de Regulamento de Cedência e Utilização dos Campos de Ténis
Audiência de interessados decorre até 11 de março de 2019

Decorre, até ao próximo dia 11 de março de 2019, o período de audiência de interessados do Projeto de Regulamento de Cedência e Utilização dos Campos de Ténis, nos termos e para os efeitos do artigo 100º do Código do Procedimento Administrativo.

Qualquer sugestão ou reclamação poderá ser apresentada por escrito e entregue em mão, no Espaço do Cidadão da Câmara Municipal de Alcanena ou enviada por correio, para o endereço Câmara Municipal de Alcanena, Praça 8 de Maio, 2380-037 Alcanena. Poderá também ser enviado via email, para o endereço eletrónico geral@cm-alcanena.pt.

O Projeto de Regulamento e o respetivo Edital estão disponíveis para consulta em http://cm-alcanena.pt/…/5130-audienciainteressadosprojetore…

 

«CMA»



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:21
link do post | comentar | favorito

CÂMARA ADJUDICA OBRAS DO PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO DA EB 2,3 DE PONTÉVEL

Escola D Sancho 7083

 

Da decisão de contratar, proferida por despacho do Presidente da Câmara no final de 2018, vai resultar um investimento total superior a 90 mil euros para “devolver àquele espaço a dignidade que perdeu depois de 20 anos sem qualquer manutenção, e criar melhores condições para a prática desportiva dos nossos alunos, técnicos e professores”, referiu o autarca.

 

 

O procedimento de contratação necessário à adjudicação das obras de reparação do Pavilhão Gimnodesportivo da Escola EB 2,3 de Pontével, entrou esta semana em fase final, com a minuta do contrato já aprovada.

 

Pedro Magalhães Ribeiro explicou que “encontrámos o Pavilhão Gimnodesportivo de Pontével com enormes problemas. A sua maioria por falta de manutenção “.  Para o autarca, o investimento que ultrapassa os 90 mil euros, “devolverá a dignidade a uma infraestrutura que não era intervencionada há 20 anos, que já serviu milhares de crianças e jovens e que continuará a ter um papel essencial no novo Centro Escolar de Pontével, cujas obras também estão em execução”.

 

As obras “são intervenções de fundo, estruturais, com um prazo de execução de 90 dias”, período durante o qual, a cobertura do pavilhão e a cobertura em fibrocimento dos balneários de apoio ao pavilhão serão integralmente substituídas. As caleiras, algerozes e tubos de queda que compõem o sistema de drenagem das águas pluviais, também serão substituídos, a laje de cobertura será isolada com a aplicação de novas telas asfálticas, será reparado o revestimento das paredes exteriores e tanto as paredes exteriores, como as interiores, serão integralmente pintadas,  para além de outras intervenções de menor dimensão, que contribuirão para devolver ao Pavilhão a sua integridade, reparando os danos causados por múltiplos anos de infiltrações e criando condições para que estas não voltem a ocorrer.

 

O presidente da Câmara Municipal explicou que “a Escola EB 2,3 de Pontével, precisa de mais. Os nossos serviços têm elencadas todas as intervenções necessárias, quer nos espaços comuns, quer nas salas de aulas, quer nos espaços de apoio à atividade letiva”. A disponibilidade financeira da autarquia “é conhecida quer da direção do agrupamento, quer da associação de pais, a quem muito devemos em apoio e capacidade de nos ajudar a encontrar soluções para que o edifício volte a estar ao nível do trabalho de excelência que tantos profissionais nele desenvolvem, apesar das dificuldades que enfrentam”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:05
link do post | comentar | favorito

OPERAÇÃO DE FOGO CONTROLADO EM BENAVENTE

Duas parcelas de um conjunto de 8, numa área de 35 Ha de eucaliptal da Herdade de Vale de Estacas, na EN 118-1, entre Benavente e Santo Estêvão, recentemente alvo de corte dos eucaliptos, foram objecto de uma operação de fogo controlado na manhã de sábado, 26 de janeiro, que se prolongou até às 16:00 horas.

A operação teve como objectivos a gestão do combustível florestal (sobrantes do abate dos eucaliptos) através da sua eliminação pela queima e, com isso, garantir o cumprimento das normas preventivas da Defesa da Floresta Contra Incêndios, ao mesmo tempo que, sendo uma operação amiga da natureza, se deixou garantida a fertilização natural do solo, através da incorporação que irá sendo feita das cinzas resultantes da queima, ricas em Azoto.

A operação serviu, em simultâneo, para a melhoria do entrosamento dos Corpos de Bombeiros envolvidos, manutenção das qualificações dos Bombeiros credenciados como Operacionais de Queima, familiarização dos Bombeiros mais novos com ambiente real de um incêndio e, para os mais experientes, aperfeiçoamento treino e aprofundamento de competências no combate a incêndios rurais; foi dada especial ênfase à segurança e análise da evolução do comportamento do fogo, devido às variáveis meteorológicas, e procedimentos e técnicas a adoptar face a essa evolução.

A operação foi efectuada com duas equipas de queima a trabalhar em simultâneo, cada uma composta por 12 Bombeiros, 4 pinga-lumes e 2 Veículos de Combate a Incêndios, para apoio às manobras.

Uma das equipas foi liderada pelo Cmdt. José Nepomuceno, dos Bombeiros de Benavente e a outra pelo Eng° Florestal Luis Gonçalves, Técnico de Fogo Controlado que tem vindo a colaborar desde 2015, em todas as acções de fogo controlado realizadas no Município.

A operação foi executada sob responsabilidade técnica de 2 Técnicos de Fogo Controlado, o atrás referido Eng. Luis Gonçalves e o Cmdt. Miguel Cardia, dos Bombeiros de Samora Correia.

Participaram 28 Bombeiros e 9 veículos dos Corpos de Bombeiros de Benavente, Samora Correia, Salvaterra de Magos e Alcochete.

As operações de Fogo Controlado vão continuar durante o mês de Fevereiro (9 e 10) e contarão, no início da próxima semana, com o apoio da Brigada de Sapadores Florestais recentemente criada pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, na preparação das restantes parcelas e, posteriormente nas operações de fogo controlado, na primeira das quais receberão o respectivo "batismo de fogo" dado que será a estreia da Brigada neste tipo de operações.

De grande importância, a forma como a propagação das linhas de fogo foi conduzida e gerida milimetricamente em alguns momentos, protegendo-se e deixando-se intactos todos os pinheiros e sobreiros (muito jovens) existentes dentro das parcelas.

A gestão de preventiva de combustíveis nas áreas florestais, especialmente em sobrantes de corte de eucalipto através das Queimadas com recurso ao uso do FOGO CONTROLADO é muito eficaz, económica, amiga da natureza e fertilizante para o solo.

Estas Queimadas carecem de autorização da Câmara Municipal e acompanhamento por Técnico de Fogo Controlado, Operacional de Queima ou Equipas de Bombeiros ou Sapadores Florestais.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:04
link do post | comentar | favorito

Até sempre!

ANAFONSECA

Por: Ana Fonseca da Luz

 

Lá em casa, sempre me lembro de ver, pendurado na parede, entre dois quadros, um relógio antigo, que dava horas, apesar de nunca lhe ter conhecido ponteiros.

Sempre que uma hora passava, com os seus sessenta minutos que, impiedosos, não voltavam atrás, o relógio, apesar da sua falta de ponteiros, cumpria a sua missão, anunciando uma hora que partia e outra que se iniciava, novinha em folha, com um sonzinho simpático, mas triste.
Um dia, levei-o para a minha casa. Não fazia sentido nenhum ter um relógio a dar horas numa casa onde ninguém vivia.
Embalei-o numa caixa de papelão, com o cuidado que merecia. Mas confesso que, durante alguns meses, o esqueci, dentro da caixa, escondido atrás de um armário.
Hoje não fui trabalhar. Estou constipada, com o nariz a pingar, de voz rouca, mas sexy, e cheia de vontade de me sentar à minha secretária e escrever. Foi precisamente no momento em que me sentava que percebi que o lugar ideal para pôr o relógio, que estava escondido atrás do armário, era ali.
Pronto, está na parede, mesmo à minha frente. Fica entre dois quadros, para manter a tradição e continua sem ponteiros, o que, a bem da verdade, é preciso que se diga, não lhe fazem falta nenhuma.
Será que é mágico?
Será que é bruxedo?
Não interessa. Dá horas, é bonito e, quando olho para ele, lembro-me dos tempos idos.
Nunca, até agora, escrevi por encomenda. Mas o meu amigo Raul pediu-me para escrever um texto para pôr no blog dele, homenageando um grande amigo nosso, o João Chora, que faz hoje 51 anos. Credo, tanto ano! É que eu ainda só tenho 49!….
Em 5 minutos escrevi um texto, carregadinho de saudade e nostalgia. Se o texto que escrevi fosse passado para um género musical, era sem dúvida nenhuma um “Blues”, tal é a saudade que o sustenta.
Leio o texto à pressa, porque ele o quer postar logo, logo. Tenho a certeza de que a minha cunhada Brígida (é ela que faz a revisão dos meus textos antes de eu os pôr no meu blog) se encarregava de lhe pôr mais uma ou duas vírgulas. Mas não há tempo para isso. O que conta é a intenção!
Gosto tanto de escrever!
Sempre que acabo um texto que me agrada, sinto-me feliz, completa!
Se pudesse, era só o que fazia. Escrevia!
E lá está ele, o meu relógio sem ponteiros, a dizer-me que são 11 horas e que mais uma hora da minha vida está irremediavelmente perdida. Entristeço!
Vou até à janela, para espreitar o dia que amanheceu azul, mas que já acinzentou.
Encosto a cabeça ao vidro frio. Deixo-me ficar assim, por alguns momentos, pedindo a Deus que ninguém me veja neste abandono e de olhar perdido, vendo aquilo que mais ninguém vê.
Os canteiros começam já a ficar salpicados de frésias amarelas e roxas e o alecrim, ainda tímido, começa a largar um suave perfume.
A orquídea, que para mim é a rainha de todas as flores, pende os seus cachos com orgulho e nem precisa de perfume para ser majestosa. Este ano, a amarela não floriu. Que pena!…
Largo a janela e percebo que estou cheia de uma felicidade infeliz e que eu sei que não é muito saudável.
Volto à minha secretária, afogada em palavras que preciso escrever para me libertar, para tentar conseguir chegar onde eu sei que nunca vou conseguir. Mas não interessa. Como sou teimosa, tento, uma e outra vez. Quem sabe se um dia não chego lá! Quem sabe se um dia não chego ao que é realmente a essência da minha vida.
O relógio sem ponteiros espreita-me de soslaio, avisando-me de que, apesar de não ter ponteiros, o tempo não volta para trás e que eu acabo de perder mais meia hora de vida. Malvado do relógio! Já não sei se fiz bem em pô-lo ali!
Sempre a chamar-me a atenção para aquilo que eu quero esquecer…
Sentada à secretária, com um texto a meio, sou deliciosamente interrompida para uma conversa que inevitavelmente me remete mais uma vez para o passado. Eu e o passado temos uma relação muito estranha! Agridoce…
Ambos gostamos de ficar assim, pendurados no nada, a divagar sintonias que mais ninguém entende.
É como se o passado teimasse em encostar-se a nós e a ficar assim, à espera de uma resposta que nós não lhe podemos dar.
E assim, durante uma hora, saltitámos entre alegrias e tristezas partilhadas, sem realmente nos apercebermos de que o tempo passava e que deixava um rasto.
À minha frente, o relógio sem ponteiros desperta-me para esta realidade, assinalando a hora de almoço. Hora de largar a escrita e encarar a vida de todos os dias.
Numa corrida contra o tempo, porque o almoço está ao lume, (sempre o tempo!), leio o texto acabadinho de nascer e alegro-me ao perceber que nem todo o tempo é perdido. Ou por outra, às vezes é perdido de maneira agradável. Não volta para trás, mas deixa tatuagens na nossa alma que duram para sempre.
Deixo a minha secretária, mas não deixo de olhar com alegria o relógio sem ponteiros, que me marca uma hora. Uma hora bem passada.

Até sempre !!



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:29
link do post | comentar | favorito

TEMAS DE SAÚDE: Saúde em Portugal

ANTONIETA

Por: Antonieta Dias (Médica)

 

 
As decisões do Ministério da Saúde estão a destruir o Serviço Nacional de Saúde (SNS), a violar os direitos dos doente.
 
Em Portugal, o Sistema Nacional de Saúde, define-se pelo conjunto de instituições e
de serviços que independentemente da natureza jurídica, tem como objetivo prestar
à população cuidados de promoção de Saúde, prevenção e tratamento de doença,
reabilitação e apoio na reinserção familiar e social dos doentes, envolvem
informação, informação sobre assuntos relacionados com a saúde e formas de a
manter e promover, tendo em conta os recursos técnicos, humanos e financeiros
disponíveis.
Nestes últimos anos, temos assistido ao maior atentado contra a democracia em que a
segurança da Nação está em risco porque vivemos o momento mais violento da
humanidade.
A questão essencial é que por incapacidade das lideranças políticas forjam-se
estratégias destinadas a destruir a liberdade, a implementar o terror e a ameaça social.
Assistimos a uma política onde o equilíbrio de poderes é de tal forma instável que a
civilização e a ordem serão um caos, se não conseguirmos inverter o império
organizacional de uma orientação alicerçada em erros sistemáticos onde omitir,
impedir, corromper, se tornam condições essenciais para sobreviver.
Passamos a viver num mundo perigoso em que o terrorismo se propaga de forma
assustadora e transforma uma sociedade de direito, num modelo insustentável, em
que o ser humano, a vida, a saúde, a liberdade, deixam de ser uma prioridade Nacional
e passam a sede de conflito.
Porém, esta mudança assume-se, pois, como a teorização do reconhecimento de que
quem viola o desafio agora implementado, passa a ser um inimigo do poder,
legislando-se e publicando-se normas de conduta, em que a estratégia
comportamental não é sustentada na leges artis, mas sim visa a regulamentação de
práticas que são um atentado à vida, aos direitos dos doentes e à liberdade
profissional.
Ao mesmo tempo, passa a ser considerado um desígnio nacional de primeiro plano
coartar a possibilidade de denúncia por parte dos profissionais responsáveis que
assistirão aos mistérios dependentes de práticas inadequadas, que se processarão sem
controlo, pois a consumar-se o que se pretende legislar o Estado atual do SNS,
impedirá que sejam sinalizados e reveladas atos praticados por profissionais
impreparados que desconhecem os conceitos e as recomendações essenciais para que
o trabalho desenvolvido no âmbito do setor da saúde esteja de acordo com o bem
cuidar e o bem servir a população portuguesa.
 
Propostas  para a prestação de cuidados de Saúde /Desafios para o Futuro.
 
1-Adoção de estratégias e políticas adequadas às novas realidades.
2- Implementação de um modelo de prestação de cuidados de saúde que satisfaça as
necessidades dos cidadãos, que obedeça aos valores de igualdade e solidariedade e
que possa ser sustentável e duradouro, adequado às alterações do perfil demográfico
da população e da prevalência das patologias crónicas.
3- Temos a noção da complexidade da organização dos cuidados a prestar às
populações e da responsabilidade dos cidadãos na gestão da sua saúde.
4- Os Cuidados de Saúde Primários são o rosto do Sistema Nacional
de Saúde, e estão mais próximos do paciente /utente assim como do
desenvolvimento social e económico global da comunidade por isso exige -se que tenham
qualidade, igualdade, acessibilidade e resposta atempada para todos os cidadãos seja
qual for o local da sua residência.
Portugal é um só, pedimos  igualdade de acesso para todos.
5- O grande objetivo politico deveria ser a atribuição de um  Médico de Família a todos os pacientes independentemente de este pertencer ao sector publico ou privado, sustentado ou não pelo Estado, mas é exigivel que seja o Estado a criar as condições para que os que tenham menos recursos sejam tratados da mesma forma e com a mesma qualidade e acessibilidade.
Compete ao Medico de Família a responsabilidade do primeiro nível de contato do
individuo, da família e da comunidade permitindo a prestação de cuidados de saúde o
mais perto possível dos locais onde a população reside e trabalha.
6-Todos sabemos que os cuidados de saúde constituem um aspeto fundamental do
desenvolvimento económico e social de qualquer País, pelo que assumem uma
relevância no nosso domínio sociopolítico.
Por isso, partilhamos das preocupações dominantes, que nos dizem que há
necessidade de fortalecer os Cuidados de Saúde Primários e diminuir a procura aos
hospitais, de forma a satisfazer melhor e mais economicamente as necessidades dos
cidadãos.
 Sabemos que a saúde é um direito fundamental de todos os seres humanos, por isso
será uma das nossas grandes preocupações e resoluções tendo como primeira linha de
resolução aquela que diz respeito aos Cuidados de Saúde Primários que deveriam como prioridade medidas de promoção, de educação para a saúde e de prevenção
da doença.
Assim é imprescindivel que para manter a sustentabilidade do SNS, é necessário que haja um envolvimento de todos os cidadãos para a defesa de  um serviço de saúde que abranja os indivíduos, as famílias e a própria comunidade, e que exista rigor na qualidade dos cuidados a prestar na actividade desenvolvida dentro de cada Centro de Saúde.
Temos a certeza que as soluções passam pela gestão do desempenho organizacional,
com consequente utilização eficiente e eficaz dos recursos, de forma equilibrada e
alinhada estrategicamente.
Em suma, não queremos que continuem as listas de espera com tempos indignos e
inaceitáveis.
Não queremos que os doentes fiquem internados nos locais que não sejam os
destinados ao internamento, não concebemos que fiquem alojados em corredores, em
macas, ou em espaços que retirem a privacidade ao seu tratamento.
Que o acesso ao transporte de ambulância seja permitido aos doentes com brevidade
e celeridade desde que o caso clinico o justifique e que se enquadre nos critérios
exigidos para o efeito.
Nos casos em que os doentes não tenham transporte, nem recursos para o fazerem
pelos seus próprios meios seja autorizada a sua utilização a titulo excecional desde que
seja devidamente fundamentado.
Conhecemos o interior do País e sabemos a realidade das condições que aí vivem por
isso estamos atentos a todos os detalhes e somos solidários com os que mais sofrem.
Lutaremos por uma sustentabilidade técnica (que tenha capacidade de prestar os
cuidados necessários à população) e financeira (com capacidade de pagar os cuidados
que queremos ter e sobre o quanto estamos dispostos a sacrificar de outros consumos
para ter mais e melhores cuidados de saúde).
Queremos que o PIB seja ajustado às necessidades sem contudo ser desligado das
outras opções de utilização do rendimento disponível quer se esteja a falar do sistema
de saúde ou do Serviço Nacional de Saúde.
Que o acesso
Incentivaremos a iniciativa de um seguro de Saúde cuja responsabilidade das
Seguradoras seja vitalícia, com soluções de investimento adaptadas aos rendimentos
dos Portugueses.
A riqueza gera riqueza e se aumentarmos as taxas de crescimento económico
estaremos a contribuir para a sustentabilidade financeira do Serviço Nacional de
Saúde.


publicado por Noticias do Ribatejo às 16:26
link do post | comentar | favorito

Exposição de Desenho Gráfico “A Vida como Voo da Borboleta”

exposicao anet sobko

 

 

A Galeria Municipal do Entroncamento, acolhe entre os dias 2 e 14 de fevereiro, a Exposição de Desenho Gráfico “A Vida como Voo da Borboleta”, da autoria de Anet Sobko.

 

Anet nasceu na cidade de Demydivka, na Ucrânia e em 2010 terminou Faculdade de Belas Artes do Instituto Kremenets Humanitária e Pedagógico de Taras Shevchenko, tendo o curso de professora de artes plásticas.

 

Desde 2012 realiza exposições individuais e coletivas em Torres Novas, Entroncamento, Abrantes, Riachos, Figueira Foz, Leiria, Montijo, Caldas da Rainha, Coimbra, Santarém, Foz do Arelho, Setúbal, Almerim e Kremenets (UA) e os seus trabalhos estão em coleções particulares em diversos países, nomeadamente Brasil, Ucrânia, Itália, Cazaquistão, Portugal e Espanha.

 

“O maior sucesso para mim será a compreensão do espetador da minha criação” diz Anet Sobko.

 

Com a exposição “A Vida como Voo da Borboleta” Anet pretende mostrar o presente. “…estas borboletas surgiram, em primeiro lugar, para me lembrar sobre a rapidez da vida e a sua beleza a cada momento!”.

 

A exposição tem inauguração marcada para dia 2 de fevereiro, às 17h00 e vai estar patente de terça-feira a domingo, entre as 15h00 e as 19h00.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:22
link do post | comentar | favorito

Federação Distrital de Santarém da Juventude Socialista exige inclusão da conclusão do IC3 no Plano Nacional de Investimentos 2030

12908271195_6f587d3561

 

A Juventude Socialista do distrito de Santarém, aprovou por unanimidade, no passado dia 26 de janeiro, em reunião de comissão política realizada no Entroncamento, a proposta de  inclusão da conclusão do IC3 no Plano Nacional de Investimentos 2030. A proposta de votação do tema em discussão foi apresentada pelo Vice-Presidente, o chamusquense Nuno Mira. Justificou-se a necessidade deste investimento pela importância da conclusão do IC3, entre Almeirim e Vila Nova da Barquinha, como crucial para o desenvolvimento da região e principalmente para o concelho da Chamusca que se encontra com graves constrangimentos de trafego na Ponte Isidro dos Reis, mais conhecida por Ponte da Chamusca, e que necessita urgentemente de novos acessos ao Eco Parque do Relvão, maior cluster de resíduos do país, onde estão instaladas as duas únicas unidades de tratamento de resíduos perigosos de Portugal. O Presidente da Federação Distrital de Santarém da JS, Francisco Dinis, manifestou “total apoio e solidariedade à população e concelhias da JS e PS da Chamusca, reconhecendo a extrema importância deste investimento para região”.  



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:20
link do post | comentar | favorito

Agrocluster capacita empresas para a exportação de produtos alimentares

 

A internacionalização dos negócios, em especial num mercado pequeno como é o português, é cada vez uma necessidade das empresas. No entanto, a decisão de exportar um produto não pode, nem deve, ser tomada “de ânimo leve”, sendo por isso necessário que o empresário esteja devidamente preparado antes de iniciar este processo, não só pelos níveis de investimento implicados, mas também pelos riscos que se podem correr.

Foi de facto a pensar nesta necessidade, que envolve, antes de mais, planeamento e capacitação, que o Agrocluster Ribatejo decidiu organizar um workshop que terá como objetivo abordar a temática da gestão do risco na internacionalização de produtos alimentares. Durante o evento, que se vai realizar em Torres Novas no próximo dia 5 de fevereiro, pelas 16h00, pretende-se, a partir de exemplos de insucesso e de dificuldades reais na exportação dos produtos alimentares, alertar as empresas presentes para evitar a sua repetição e, em alternativa, apontar caminhos, com a análise de aspetos considerados críticos e de enorme relevo. Especificamente, o workshop vai, entre outros assuntos, evidenciar aspetos relevantes a considerar no controlo de qualidade e segurança alimentar dos produtos para exportação, bem como identificar alguns requisitos regulamentares dos países destino.

O tema vai ser exposto pela SGS, na voz das especialistas Teresa Branco, responsável pela coordenação técnica da área alimentar e estudos de mercado da SGS Portugal e membro de comissões técnicas para esquemas de certificação de produtos alimentares, Mónica Antunes, Diretora Técnica do SGS Multilab desde 2017, mas com experiência de 19 anos na gestão de laboratório, e Rita Cunha Porto, profissional com mais de 15 anos de experiência no setor dos serviços de auditoria, verificação, controlo e certificação, aplicado à área alimentar e com atuais funções no desenvolvimento de serviço e de mercado para a fileira agroalimentar da SGS.

Este workshop é realizado pelo Agrocluster Ribatejo no âmbito do AgriRenaissance - “Innovation-driven agri-food sectors for a European industrial renaissance”, projeto europeu subsidiado pelo programa de financiamento europeu Interreg EUROPE que pretende promover o desenvolvimento de toda a cadeia agroalimentar em cinco regiões da Europa e que vai, de igual modo, ser apresentado no seminário.

De referir que estarão presentes no evento Carlos Lopes de Sousa, Presidente da Direção do Agrocluster Ribatejo e João Marques, Diretor Geral da SGS, que vão, no final do evento, firmar um protocolo de colaboração entre as duas entidades.

A sessão, aberta a todos os interessados, é de participação gratuita, mas carece de inscrição obrigatória.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:19
link do post | comentar | favorito

Crédito Agrícola apoia modernização da produção e internacionalização do sector agrícola

 

 

Lisboa, 28 de Janeiro de 2019 - Com o objectivo de reforçar o seu apoio ao sector primário, o Grupo Crédito Agrícola lança hoje a campanha “CA Agricultura” destinada ao segmento empresarial agrícola e agro-industrial. Sob o claim “Produzir com precisão é colher com sucesso” esta campanha apresenta um conjunto de soluções para empresas, com vista à promoção das melhores práticas e tecnologias aplicadas ao sector.

 

Entre as soluções de financiamento, destaque para o crédito à tesouraria, para fazer face às necessidades do dia-a-dia; o crédito ao investimento que permite o financiamento de médio e longo prazo para a aquisição de imóveis / explorações agrícolas e pavilhões, equipamentos agro-industriais, efectivos pecuários e factores de produção para potenciar o negócio; apoia ainda o negócio internacional, através do financiamento e do apoio à exportação. Estão ainda disponíveis soluções de leasing mobiliário – veículos automóveis e máquinas agrícolas – e imobiliário para aquisição de bens imóveis (explorações agrícolas, instalação de agro-indústrias, armazéns, escritórios e espaços comerciais).

 

O Crédito Agrícola apresenta ainda soluções de antecipação ou complemento aos investimentos que são objecto de financiamento a curto, médio e longo prazo, no âmbito das medidas do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) e das Ajudas Directas.

 

Entre as soluções de protecção, destaque para os Seguros Não Vida, onde se incluem o CA Tractores e Máquinas Agrícolas e o CA Acidentes Pessoais e, nos Seguros Vida, o CA Pessoa Chave, o CA Corporate e o CA Empresa Viva, soluções de protecção para os Empresários Agrícolas e os seus colaboradores.

 

O Crédito Agrícola está, desde sempre, ao lado dos produtores nacionais apoiando o desenvolvimento do sector primário. Recentemente, foi eleito pela revista Global Banking and Finance Review como o “Melhor Banco para o Desenvolvimento Agrícola em Portugal – 2018”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:17
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Município de Azambuja ass...

Ano letivo 2019-2020 arra...

Tomar – Prisão preventiva...

Arroz é rei em novo event...

PSD visita operação de li...

Fórum Cultural em Arruda ...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

Santarém retoma liderança...

União de Tertúlias de Aza...

Mercado de Outono e ofici...

ATIVIDADES PRIMEIRO FIM D...

ELA É UMA MÚSICA OCUPA VA...

Espaço Cidadão em Aveiras...

Politécnico de Santarém a...

Centro Cultural recebe se...

X Maratona BTT NO TRILHO...

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A...

CÂMARA ENTREGOU FICHAS ES...

"Love Conquers All", no J...

Rock na Aldeia 2019

Município de Azambuja ass...

Parabéns Cátia Mateus!......

O Movimento Juntos pelo R...

Joana Bagulho toca Carlos...

NERSANT Business soma já ...

TEMAS DE SAÚDE: Sequelas ...

Não nascemos para sermos ...

‘Os homens e as mulheres ...

Sessões de Yoga para cria...

CÂMARA MUNICIPAL RECEBE C...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds