NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2019
O Projeto Santarém Cultura apresenta nos próximos dias Quarto Triplo, o Quase Um Mapa de Paul Hardman e Sítio da Companhia da Chanca

Quarto Triplo.jpg

 

 

No próximo sábado, dia 2 de março, a partir das 14h00, o Teatro Sá da Bandeira (TSB) recebe QUARTO TRIPLO, de António Bexiga e Diogo Duro. Um concerto sensorial, com várias sessões intimistas, para o máximo de três espetadores de cada vez, onde o público é convidado a fazer uma viagem pelos sentidos num concerto para ver e ouvir de olhos fechados, até ver a luz!

O espetáculo, com entrada gratuita, destina-se a maiores de 6 anos se acompanhados pelos pais.

António Bexiga, multi-instrumentista – guitarra, piano, viola campaniça, cavaquinho, bandolim, percussões convencionais e inventadas, acústico e elétrico. Compositor, arranjador e produtor, tem trabalhos em cinema, teatro, dança contemporânea, teatro de marionetas e performance. Faz oficinas regulares de exploração sonora e criatividade musical, construção de instrumentos e estratégias de composição instantânea e colaborativa, com crianças e adultos.

Diogo Duro, Actor, Produtor, Formador, Técnico, Construtor e Palhaço. Foi programador e assistente de produção e direção técnica do Festival Ibero Americano de Palhaços “Semana dos Palhaços”, em Évora. Professor do grupo de teatro de jovens do Pim Teatro e Orientador da Oficina de Teatro para jovens – FIT – Festival Internacional de Teatro de Portel.

 

 

No dia 7 de março, Paul Hardman regressa a Santarém para apresentar o seu QUASE UM MAPA de Santarém, no Palácio Landal, numa MASTERCLASS de Design e Cidade, seguida de uma Conversa/Debate “Novos Circuitos de visitação e novos olhares para a cidade”.

No passado mês de janeiro, Paul Hardman em conjunto com alunos da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado e da UTIS – Universidade da Terceira Idade de Santarém, traçaram, num mapa e de um ponto de partida devidamente estabelecido, um percurso através do lançamento de dados. Com este trabalho e com a sua visita de carácter aleatório, Paul Hardman, fez um percurso pela cidade de Santarém determinado pelo acaso e com referências a um ponto subjetivo e experiencial. Com base em todas essas referências, Paul Hardman construiu um mapa com um outro olhar da cidade, um Quase Mapa de Santarém, onde para encontrar alguns locais, primeiro teve que se perder.

 

 

A Companhia da Chanca apresenta o seu espectáculo SÍTIO em três dias e em três locais diferentes. Dia 8 de março, no Teatro Sá da Bandeira (TSB), às 10h00; na A.R.C.A. – Associação Recreativa e Cultural de Alcanede, dia 9 de março, às 20h00 e no dia 10 de março, na S.M.U.P. – Sociedade Musical União Pernense – Música Nova, às 16h30.

Sítio é um espectáculo de teatro físico, sem texto, que conta a história de um casal de idosos que vive numa aldeia no interior de Portugal e recebe um postal anunciando o nascimento do seu neto. Os dois decidem juntar numa encomenda algumas prendas para enviar para o neto, que está no estrangeiro, e partem numa longa caminhada. Com o embrulho debaixo do braço e uma doce fúria de viver, o casal vai viver uma série de pequenas e ternas aventuras, partilhar memórias e até apagar um incêndio. No final da epopeia, conseguem chegar… à estação de correios da vila mais próxima!

Sítio apresenta-se como um espelho da vida de alguns no interior desertificado, envelhecido e isolado. É uma forma de poema-espectáculo que convida idosos, crianças, jovens e população ativa a refletir sobre o problema da desertificação humana.

A Companhia da Chanca tem um trabalho de fundo em projetos na comunidade, com a comunidade e para a comunidade, abordando temáticas como o abandono de ambientes rurais e da desertificação das áreas interiores do país.

A sessão do dia 8 de março, às 10h00, no TSB, tem prioridade para escolas/instituições, os bilhetes têm o valor de 5€ e 2€ para as escolas/instituições.

Nos dias 9 de março, em Alcanede, a sessão do SÍTIO tem lugar na A.R.C.A. - Associação Recreativa e Cultural de Alcanede, pelas 20h00 e a bilheteira reverte, na totalidade, para o projeto “Eu Sou Matriz”, uma campanha de angariação de fundos que visa a recuperação da igreja Matriz de Alcanede.

No dia 10 de março será em Pernes, na S.M.U.P. Sociedade Musical União Pernense – Música Nova, às 16h30, e a bilheteira reverte, na totalidade, para a S.M.U.P.

As sessões destinam-se ao público em geral e seguem de um lanche/jantar e conversa com a comunidade local.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:03
link do post | comentar | favorito

CENTENAS DE CRIANÇAS NO DESFILE DE CARNAVAL EM CORUCHE

desfile carnaval.jpg

 

O Carnaval é a época de mais folia no ano, e será festejado por centenas de crianças e jovens de todas as escolas e por todo o concelho de Coruche.

A Praça da Liberdade, na próxima sexta-feira, dia 1 de Março, pelas 10 horas, será o ponto de encontro de cerca de 750 crianças, das escolas do concelho, desde creches, jardins de infância a Instituições públicas e privadas, que darão vida, cor e alegria às ruas da vila de Coruche.

“Descobrir Coruche” foi o tema adotado para representar o Carnaval de 2019. As crianças irão desfilar, com energia própria da idade e da época, mascaradas de cultura, tradição e etnografia de acordo com a temática do programa educativo. O desfile termina no Parque do Sorraia e a animação circense fará as delícias da pequenada.

 

DOMINGO DE CARNAVAL COM CORRIDA DE SUPER- HERÓIS

CORRIDA SUPER HEROIS.jpg

 

Ainda sob o tema carnavalesco, o domingo de Carnaval, será assinalado pela Corrida dos Super Heróis, dia 3 de Março pelas 10 horas, na Avenida do Sorraia. O Município de Coruche convida a todas as crianças e famílias a participarem nesta iniciativa carnavalesca, mascarados de super-heróis e a percorrer um dos dois percursos existentes, 1 ou 5 km, ambos com vista privilegiada sobre o Rio Sorraia.

As inscrições são obrigatórias até dia 28 de Fevereiro pelo e-mail desporto@cm-coruche.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:24
link do post | comentar | favorito

“Paula de Papel” uma peça inspirada no imaginário de Paula Rego

Cartaz paula de papel_2.jpg

 

 

O Município do Entroncamento apresenta no próximo dia 24 de março, pelas 15h30, no Centro Cultural, a peça de Teatro Infantil “Paula de Papel”, inspirada nas palavras e no imaginário da pintora Paula Rego, uma criação do Teatro “O Bando”.

Uma história que nos leva numa viagem onde todos somos Paula, onde tudo começa com o papel em branco que é elemento central da construção plástica do espetáculo, o papel que está sempre presente no quotidiano das crianças convocando-as assim para interagir com o espaço cénico e a narrativa.

“Paula de Papel” é um espetáculo-oficina que pressupõe a intervenção das crianças-espetadores permitindo-lhes ser agentes determinantes no objeto artístico.

O espetáculo dirige-se à faixa etária entre os 6 e os 12 anos e é de entrada livre.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:22
link do post | comentar | favorito

Processos de Carta de Artesão e de Unidade Produtiva Artesanal esclarecidos em Abrantes

CARTAZ_Carta Artesao e UPA.JPG

 

A TAGUS está a preparar a sessão de esclarecimentos "Carta de Artesão e Unidade Produtiva Artesanal - como obter e quais os benefícios" com o CEARTE – Centro Profissional para o Artesanato e Património, para dia 7 de Março, às 18h, na sede da TAGUS.

Nesta iniciativa, Fernando Gaspar, coordenador do Gabinete para a Promoção das Artes e Ofícios do CEARTE, irá explicar a produtores e artesãos do Ribatejo Interior os processos e que vantagens estas certificações lhes podem trazer.

Informar e esclarecer dúvidas sobre a obtenção da Carta de Artesão e de Unidade Produtiva Artesanal de modo a que estes agentes locais estejam devidamente certificados são os objectivos da TAGUS com esta acção.

As inscrições podem ser feitas através do site da TAGUS (tagus-ri.pt).

Esta sessão de esclarecimentos surge no âmbito da estratégica da Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior para os produtos locais e o artesanato de Abrantes, Constância e Sardoal, inserida no DLBC Rural, e co-financiada pelos FEEI – Fundos Europeus Estruturais e de Investimento, através do Portugal 2020. Reforçar as capacidades destes agentes locais, promovendo acções de desenvolvimento territorial que melhor os preparem para os desafios do mercado, sendo mais inovadores nas respostas, competitivos na oferta dos seus serviços e criando entre eles redes de cooperação estratégica.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:38
link do post | comentar | favorito

DISTRITAL DO PSD DE SANTARÉM EXIGE AO GOVERNO  INVESTIMENTO NO CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO TEJO

DISTRITAL DO PSD DE SANTARÉM EXIGE AO GOVERNO 
INVESTIMENTO NO CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO TEJO

CAOS VIVIDO NO HOSPITAL DE LEIRIA AFETA POPULAÇÃO 
DO CONCELHO DE OURÉM

A Comissão Política Distrital do PSD de Santarém repugna a situação dramática do Serviço Nacional de Saúde provocada exclusivamente pela irresponsabilidade e incapacidade do atual Governo de gerir os recursos existentes e de dar uma resposta digna aos cidadãos.

A situação caótica do Hospital de Santo André em Leiria, afeta também os utentes em geral do norte do distrito de Santarém e em particular do Concelho de Ourém.

Os utentes perderam acentuada qualidade de resposta, prova disso foram tendo as recentes demissões das chefias da urgência de medicina interna do Hospital de Leiria alegando que “já não existem condições mínimas para o desempenho das suas funções, há situações de falta de segurança para os doentes”, bem como, as recentes declarações da secção regional do centro da Ordem dos Médicos que considerou que é uma “calamidade aquilo que está a assolar o serviço de urgência do Hospital de Santo André”, são afirmações preocupantes que levam ao PSD Distrital de Santarém a exigir ao Governo uma resposta pronta e imediata para a população em geral do norte do distrito de Santarém e em particular para a população do Concelho de Ourém.

O Hospital Público de Leiria está sobrelotado, a sua elevada área de influência e a necessidade de dar resposta a um número elevado de população, aliado ao desinvestimento público na saúde do atual Governo, faz com que a situação vivida neste Hospital seja caótica.

O PSD Distrital de Santarém vem desta forma exigir ao Governo, que invista no Centro Hospitalar do Médio Tejo, nomeadamente reabrindo a valência de Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade Hospitalar de Tomar, como forma de garantir uma efetiva resposta à população do norte do Distrito de Santarém, aliviando ao mesmo tempo o elevado número de população que procura, e não encontra, uma resposta digna no Centro Hospitalar de Leiria, bem como descongestionando a Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade hospitalar de Abrantes, para benefício dos utentes que muitas vezes apenas encontram espaço de internamento numa maca, situada num corredor.

João Moura, Presidente da Distrital do PSD de Santarém, sublinha a revolta e a preocupação sentida pela população em geral “A sociedade tem direito a um serviço de saúde público com qualidade. A asfixia financeira provocada pelo atual Governo arrastou o Serviço Público de Saúde para o caos. A população de Ourém e do restante distrito, merece um investimento proporcional às enormes carências que estão há muito identificadas, pelos diversos agentes da Saúde, e em particular pela Ministra da Tutela. É por essa razão que exigimos do Governo uma resposta urgente e clara, para garantir a estas populações que o Estado não continuará a falhar na sua maior obrigação, a de garantir o direito fundamental de proteção da Saúde”.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:37
link do post | comentar | favorito

1º Concurso de Fotografia Vinhos do Tejo

O Concurso de Fotografia “Vinhos do Tejo” é uma iniciativa organizada pela Confraria Enófila Nossa Senhora do Tejo em parceria com a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVRT) e com a Rota dos Vinhos do Tejo. 


Abertas inscrições 15 de Abril 2019


 A 1ª edição do Concurso de Fotografia “Vinhos do Tejo” é de “TEMA LIVRE” enquadrando-se sempre em tudo que se relacione com a Região dos Vinhos do Tejo (produtores, vinhas, vinho, paisagem, vindimas, poda, floração, trabalhos na adega, provas, enoturismo, património, gastronomia, tradições, etc). Os participantes podem iniciar o seu trabalho logo após a sua inscrição até 30 de Outubro de 2019, data limite também para entregar as fotografias.
 As condições de participação estão no regulamento que se encontra em anexo. Segue também em anexo a ficha de inscrição. Toda esta informação encontra-se no nosso Site www.confrariadotejo.pt

Os prémios a atribuir são: 1º, 2º e 3º lugar, respectivamente “Fim-de-semana no Tejo” (2 pessoas), Experiência Vínica no Tejo” (2 pessoas) e “Curso de Vinhos do Tejo” (1 pessoa). Do 4º ao 10º lugar serão entregues menções honrosas;


 A participação no concurso presume a aceitação expressa das disposições contidas neste regulamento.

 

Regulamento Concurso de Fotografia Vinhos do Tejo 2019.pdf
218K Visualizar como HTML Scan e transferência
  Ficha de Inscrição Concurso Fotografia_.doc
45K Visualizar como HTML Scan e transferência


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:31
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2019
Comissão Municipal de Proteção Civil da Chamusca reuniu para preparar ações de 2019

 

Comissão Municipal Proteção Civil (2).jpg

 

A Comissão Municipal de Proteção Civil da Chamusca reuniu no dia 18 de fevereiro com o enfoque na preparação das ações de prevenção e de sensibilização para defesa da floresta contra incêndios em 2019 e também para tomar o pulso à preparação do projeto «Chamusca + Segura», que inclui, entre outros documentos, a elaboração do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil da Chamusca, do Sistema de Avaliação de Riscos Elevados e o Guia Prático para o Cidadão.

 

O Presidente da Câmara Municipal da Chamusca e da Comissão, Paulo Queimado, deu nota da satisfação pelos bons resultados da campanha de prevenção e de combate aos incêndios florestais em 2018, no âmbito do Operação Nacional «Floresta Segura» da GNR, e adiantou que este ano o Município irá implementar e reforçar os mecanismos de prevenção e vigilância com a implementação do projeto «Aldeia Segura Pessoas Seguras».

 

“Houve um grande trabalho de sensibilização da autarquia e da GNR para fazer chegar informação a todos os habitantes. 2018 foi um ano relativamente calmo, apesar da Chamusca estar entre os municípios com risco mais elevado. Houve trabalho feito não foi só o São Pedro que nos foi favorável”, afirmou Paulo Queimado.

O autarca elogiou a criação das Unidades Locais de Proteção Civil nas freguesias de Carregueira e de Ulme, e apelou a que este mecanismo se estenda às restantes freguesias que ainda não o implementaram.

 

No balanço efetuado ao Operação Nacional «Floresta Segura 2018», na Chamusca, o Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal deu conta de 76 notificações enviadas pela GNR a proprietários que não cumpriram com a limpeza de terrenos e de mais 32 notificações realizadas numa operação conjunta entre a GNR e o Município. Destas notificações resultaram 13 autos de contraordenação. Mantêm-se contudo algumas situações por resolver até esta data e o Presidente da Câmara da Chamusca lamenta os atrasos dos organismos de tutela no envio das coimas decorrentes dos autos da GNR.

 

Foi ainda dada nota de alguma dificuldade na execução das faixas de interrupção de combustível, obrigatórias por lei, em terrenos florestais de empresas de celulose que detêm propriedades na Chamusca. As empresas pediram ao Município uma compensação financeira pela eventual perda de produtividade nestas faixas, mas o Município entende que cabe ao ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas fazer essa respetiva compensação.

 

Nesta reunião, o Comandante Operacional Distrital de Santarém, Mário Silvestre, deixou a novidade de que, em 2019, a Comissão Nacional de Proteção Civil deu diretrizes aos comandos distritais de operações de socorro para que façam chegar ao topo da cadeia de comando um reporte regular e atualizado das ações de gestão das redes secundárias de gestão das faixas de combustível e para que desenvolvam as suas próprias ações de fiscalização, a par com os serviços especializados da GNR.

 

Mário Silvestre referiu também que a prioridade é “tratar de forma diferente aquilo que é diferente”, isto é, pré-posicionar os meios disponíveis para a primeira intervenção de acordo com as zonas de maior risco e nos períodos de maior risco e de severidade meteorológica. Para o comandante operacional, é essencial melhorar os tempos de resposta na primeira intervenção.

 

A empresa GetSafety, contratada pelo Município da Chamusca para elaborar os planos municipais na área da proteção civil, adiantou que o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil está em fase final de atualização, o Plano Prévio de Intervenção está também em fase avançada, e decorre neste momento o trabalho no terreno para elaborar o documento sobre Avaliação de Riscos, nomeadamente que contemple as questões relacionadas com os riscos de ondas de calor, incêndios florestais, riscos de cheias, acidentes industriais e os riscos inerentes ao transporte e armazenamento de matérias perigosas, um tópico que mereceu debate na Comissão devido à atual ausência de registos sobre a proveniência e a tipologia de matérias perigosas que circulam pelas estradas do concelho. A empresa propõe-se tipificar um conjunto de matérias perigosas, as respostas a eventuais incidentes e as responsabilidades de cada agente.

 

Nesta reunião, voltou a abordar-se os constrangimentos pelo trânsito de pesados nas estradas do concelho, tendo o Presidente da Câmara anunciado à Comissão que vai pedir reunião com o novo Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, para falar sobre este problema e sobre as reivindicações do concelho e da região em defesa do fecho do IC3/A13. Paulo Queimado recorda que este projeto, que incluiria a necessária nova travessia sobre o rio Tejo, já tem há muitos anos os corredores e faixas de construção delimitadas e salvaguardadas, apesar de recentemente ter visto caducar a avaliação ambiental estratégica e a avaliação de impacto ambiental.

 

A Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) esteve representada na Comissão e anunciou que uma brigada da equipa de Sapadores da Lezíria do Tejo iniciou os trabalhos de limpeza de terrenos na zona industrial de Ulme, nas imediações da fábrica de águas. Este trabalho vai ter continuidade noutros pontos críticos do concelho. Há também uma candidatura da CIMLT para a constituição de uma segunda brigada.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:07
link do post | comentar | favorito

Município da Chamusca apoia Banda da Carregueira com oferta de instrumentos

Banda da Carregueira apoio 2019 (1).jpg

O Município da Chamusca atribuiu um apoio financeiro de €5.342 à Banda da Sociedade Filarmónica de Instrução e Recreio Carregueirense Victória (SFIRCV) para a aquisição de instrumentos musicais que são essenciais à sua atividade regular.

Este apoio foi atribuído no âmbito de um protocolo de colaboração administrativa e financeira celebrado entre o Município e a Sociedade e que integra nos apoios previstos no Regulamento de Apoio ao Associativismo da Chamusca (RACH).

 

A Sociedade Filarmónica de Instrução e Recreio Carregueirense – “Victória” participa em diversas atividades, representando o Município da Chamusca e contribuindo para o enriquecimento cultural do concelho.

 

O Município vai apoiar também a associação na requalificação da sua sede e, além disso, tem acolhido e apoiado logisticamente a iniciativa dos concertos do ciclo Promenade, no cineteatro da Chamusca, cuja bilheteira reverte totalmente para a Sociedade. Foi precisamente no último concerto Promenade, intitulado “O Pequeno Campino”, realizado no dia 17 de fevereiro, que o Município procedeu à entrega simbólica do apoio financeiro à SFIRCV.

 

Neste espetáculo o Município prestou homenagem aos campinos do concelho, com oferta aos familiares dos homenageados de uma aguarela. Foram homenageados João Carapinha, Manuel Coelho, Armando Correia, Joaquim Nabiça, João Petisca, José Petisca, Manuel José da Úrsula, Mário Petisca e Manuel João Faustino.

 

“É uma pequena homenagem que quisemos fazer a estas incontornáveis figuras do nosso concelho que tanto contribuíram para aquilo que é a figura do campino a nível nacional”, afirmou o Presidente da Câmara da Chamusca, Paulo Queimado. “O campino é uma figura maior do nosso concelho e da tauromaquia. 2019 é um ano cheio de efemérides tauromáquicas para o concelho, com a comemoração do centenário da nossa praça de toiros, mas também com a Ganadaria Veiga a comemorar 50 anos, o Grupo de Forcado Amadores da Chamusca a comemorar 45 anos e o Aposento da Chamusca a comemorar os 35 anos”, frisou ainda o Presidente da Câmara.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:03
link do post | comentar | favorito

Exposição de Pintura “Conversas Tranquilas” de Elsa Marques

 

 

exposicao Elsa Marques_Cartaz.jpg

 

A Galeria Municipal do Entroncamento, acolhe entre os dias 2 e 14 de março, a exposição de pintura “Conversas Tranquilas” de Elsa Marques.

A artista nasceu nas Mouriscas, concelho de Abrantes e desde 2003 que frequenta o Centro de Estudos de Arte Contemporânea em Vila Nova da Barquinha.

Elsa Marques define esta exposição como “um passeio pela natureza, uma pequena brisa que passa e se ouve o murmúrio entre as árvores e nos acalma…”.

No seu percurso de artista participou em várias exposições individuais e coletivas, nomeadamente no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, Posto de Turismo de Constância, Galeria de Arte do Museu Etnográfico dos Riachos, entre outras.

A exposição tem inauguração marcada para dia 2 de março às 17h00 e vai estar patente de terça-feira a domingo, entre as 15h00 e as 19h00.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:59
link do post | comentar | favorito

Câmara de Santarém e DECO promovem campanha no âmbito do Dia Mundial dos Direitos do Consumidor

 

A Câmara de Santarém e a DECO promovem a Campanha Informativa “A saúde a que tem direito”, no dia 13 de março, às 14h30, na Unidade João Arruda, na Ribeira de Santarém, valência do CSIS – Centro Social Interparoquial de Santarém, que conta com a participação de Ricardo Rato, Vereador da Câmara de Santarém.

 

Esta ação, aberta à população, e que tem como objetivo sensibilizar os cidadãos para os seus direitos, enquanto utentes dos serviços de saúde para que façam uma melhor utilização destes serviços e tomem decisões mais informadas e conscientes, está integrada nas comemorações do Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, que se comemora no dia 15 de março.

 

Esta data icónica procura recordar os enormes avanços que se têm verificado na proteção dos direitos do consumidor, um pouco por todo o mundo desde 1962.

Nesse ano perante o Congresso norte-americano o falecido presidente John F. Kennedy enunciou os quatro direitos fundamentais dos consumidores (o direito à segurança, à informação, o direito à livre escolha e o direito a ser ouvido), afirmando ainda que “todos somos consumidores”, frase que ficou para a história como a tomada de consciência da humanidade para a problemática associada ao consumo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:57
link do post | comentar | favorito

Samora Correia 2019

image002.jpg

 

 

Visite o Maior Carnaval do Ribatejo » de 01 a 06 de Março de 2019 a animação faz-se nas Ruas de Samora Correia » Corsos Carnavalescos, Carros Alegóricos, Grupos de Animação, Centenas de Mascarados.

 

Da festa que se faz pelas ruas da cidade, à forma como cada um celebra e sente os cinco dias de folia, sempre com as ruas de Samora como cenário para brincar ao Carnaval, a essência destes festejos marcam o Entrudo no município de Benavente. Os fatos particulares de adultos e crianças, o carnaval trapalhão (tão tipicamente português), os acessórios, os Grupos Carnavalescos e as escolas de Samba “que aparecem despidas de preconceitos”, muito têm contribuído para elevar o Carnaval de Samora Correia ao estatuto de maior do Ribatejo.

A Autarquia de Benavente concede Tolerância de Ponto na terça-feira gorda e a maior parte das empresas seguem o mesmo exemplo, para que ninguém falte ao Carnaval de Samora Correia, um dos acontecimentos maiores da cidade e do município.

A organização espera mais de 50 mil visitantes nos cinco dias de folia, que encerram com o enterro do Santo Entrudo na noite da Quarta-feira de cinzas.

Em contagem decrescente para uma das grandes épocas festivas da cultura popular local, fica o convite para se deslocarem até Samora Correia (as Entradas são Livres) e participarem nas tropelias próprias destes festejos. Até porque “é Carnaval e ninguém leva a mal!”

 

Programa

 

 

23 Fevereiro | Sábado

21.00h

Coroação dos Reis do Carnaval 2019, no Centro Cultural de Samora Correia.

Encenação de Joaquim Salvador. Participação especial da Associação Teatral Revisteiros.

 

 

01 de Março | Sexta-feira

10.00h

Desfile de Carnaval com a participação do lar de idosos, jardim de infância da Fundação Padre Tobias,

Agrupamento de Escolas de Samora Correia e a presença especial dos Reis do Carnaval.

Avenida O Século e ruas anexas

 

 

02 de Março | Sábado

20.30h

Concentração de Matrafonas e Trapalhões na Praça da República, seguido de desfile noturno até ao Pavilhão da ARCAS.

 

22.00h

Noite Carnavalesca - Tema: Matrafonas e Trapalhões

Pavilhão da ARCAS

 

 

03 de Março | Domingo

15.00h

Desfile do Corso Carnavalesco com a participação de carros alegóricos, grupos carnavalescos, centenas de foliões, os Reis do Carnaval e a presença do convidado.

Avenida O Século e ruas anexas

 

 

04 de Março | Segunda-feira

22.00h

Assalto de Carnaval

Pavilhão da ARCAS

 

 

05 de Março | Terça-feira

15.00h

Desfile do Corso Carnavalesco com a participação de carros alegóricos, grupos carnavalescos, centenas de foliões, os Reis do Carnaval e a presença do convidado.

Avenida O Século e ruas anexas

 

06 de Março | Quarta-feira

21.00h

Enterro do Santo Entrudo

Ruas da cidade

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:54
link do post | comentar | favorito

Crédito Agrícola apoia agricultura com condições especiais para associados da PORBATATA

Protocolo CA_PORBATATA.jpg

 

O Crédito Agrícola associa-se à PORBATATA, a Associação da Batata de Portugal, para proporcionar condições especiais na subscrição de um conjunto de produtos e serviços financeiros do CA à PORBATATA e aos seus associados.

 

As condições do protocolo são válidas para as Entidades, ENI ou Empresas associadas da PORBATATA que não sejam Clientes do Crédito Agrícola ou que, sendo Clientes, solicitem um financiamento ao Crédito Agrícola.

 

As ofertas no âmbito desta parceria incluem desconto até 25% no valor mensal do Terminal de Pagamento Automático e isenção de instalação, bem como condições atractivas para Financiamento de curto, médio e longo prazo, Leasing Mobiliário e Imobiliário, bem como apoios à exportação e importação.

 

Esta parceria entre o CA e a PORBATATA prevê ainda o acesso ao serviço integrado CA Soluções 2020, pensado para promover a concretização dos projectos de investimento no âmbito dos programas de apoio comunitários do Portugal 2020, apoiando as Empresa nas várias fases do seu projecto.

 

O protocolo foi assinado hoje por Licínio Pina, presidente do Grupo Crédito Agrícola, José Maia Alexandre, Administrador Executivo do Crédito Agrícola, António Rodrigo Oliveira da Silva Gomes, Presidente da Direcção da PORBATATA, e Rodrigo Cabral de Sousa Vinagre, Vice-Presidente da Direcção da PORBATATA, nas instalações da Caixa Central.

 

Este protocolo insere-se na estratégia de consolidação do posicionamento do CA no sector agrícola através da concretização de parcerias com as organizações que representam estruturas produtivas ligadas ao sector, nomeadamente associações de produtores agrícolas.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:50
link do post | comentar | favorito

Abertas as inscrições para o Trail do Almonda 2019

Cartaz Trail 2019-02.jpg

 

 

A 10.ª edição do Trail do Almonda realiza-se no dia 26 de maio de 2019 com partida junto ao Centro Escolar da Serra d’Aire, localidade de Pedrógão, concelho de Torres Novas.

 

As inscrições estão abertas a partir de hoje, dia 25 de fevereiro, e podem ser realizadas no seguinte link: https://www.prozis.com/pt/pt/evento/x-trail-do-almonda.

 

A edição é da responsabilidade do Município de Torres Novas, com a organização técnica da Comissão de Festas Desporto e Lazer de Pedrógão - Caracol Trail Team.

 

Paralelamente ao trail, que compreende um percurso de cerca de 28km, e integrado na mesma organização, terá também lugar um mini-trail e uma caminhada, com cerca de 15km e 10km, respetivamente.

 

As partidas estão agendadas para as 9 horas (trail) e 9h15 (mini-trail e caminhada).

 

As inscrições terminam a 19 de maio e o número limite de participantes é de 200 para o trail, 300 para o mini-trail e 200 para a caminhada. As inscrições efetuadas até ao dia 10 de maio usufruem de um preço promocional.

 

A prova iniciou-se em 2010 e conta anualmente com centenas de praticantes oriundos de todo o país. Esta atividade visa reunir num único evento amantes da natureza e do desporto em lugar privilegiado, neste caso a majestosa Serra d’Aire, o verdadeiro coração e o deslumbre da prova. O evento tem ainda como objetivo a promoção e divulgação turística e ambiental da região, bem como o fomento da prática desportiva num meio natural privilegiado como é aquele onde se localiza o percurso.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:35
link do post | comentar | favorito

Município da Chamusca recebeu selo  “Compromisso Pagamento Pontual”

 

Chamusca Compromisso Pagamento Pontual 01.jpg

 

 

O Município da Chamusca recebeu, no dia 22 de fevereiro, o diploma que confirma a adesão ao selo “Compromisso Pagamento Pontual”, conferido pela ACEGE-Associação Cristã de Empresários e Gestores, em parceria com o IAPMEI, a CIP (Confederação Empresarial de Portugal), a Apifarma e a InformaDb.

 

O diploma foi entregue ao Município pelo secretário-geral da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE), Jorge Líbano Monteiro, que fez uma palestra sobre as vantagens do pagamento pontual.  Na cerimónia estiveram presentes vários fornecedores do Município e empresas da Chamusca que receberam o diploma como incentivo para aderirem também ao “Compromisso Pagamento Pontual”.

 

“A adesão da Câmara da Chamusca revela a coragem e um compromisso público para pagar a horas. E revela ainda mais coragem ao chamar mais empresas para estarem aqui e incentivá-las a aderirem a este compromisso”, afirmou Jorge Monteiro. O secretário-geral da ACEGE frisou ainda “o impressionante trabalho que as autarquias têm feito" para pagar a horas.

 

“Em 2012, as autarquias tinham, em média, 119 dias de atraso no pagamento a fornecedores. Em 2018 acredito que os números finais vão revelar uma média abaixo dos 50 dias. Se em 2012, nos dissessem que as Câmaras estariam agora a pagar a tempo e horas não acreditaria. Hoje em dia, as Câmaras são exemplo para todo o País. Houve um grande trabalho de reestruturação das dívidas, surgiu a da Lei dos Compromissos, e houve um compromisso dos autarcas, da sua própria decisão pessoal e liderança", afirmou o representante da ACEGE.

 

O Presidente da Câmara da Chamusca, Paulo Queimado, revelou que a decisão de pagar a horas é assumida pelo Município como um “compromisso social” mas também tem trazido vantagens na negociação com os fornecedores, permitindo ao Município poupar e cumprir nas despesas de capital e libertar recursos para investir noutras áreas.

 

“Com muito planeamento estratégico, conseguimos cumprir os nossos orçamentos e criar economias de escala, com poupanças de largas centenas de milhares de euros por ano, que nos permitiu desenvolver outros programas, como o abaixamento de impostos para as famílias e para as empresas. Notámos que, sendo o Município o grande cliente das empresas do concelho, não estava a cumprir com o seu papel social. E estávamos a criar outros problemas, algum desemprego, mais casos sociais, mais pedidos de habitação social. Era uma pescadinha de rabo na boca”, explicou o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca.

 

O autarca da Chamusca lembrou que, quando tomou posse no seu primeiro mandato, 90% dos fornecedores do Município eram do concelho e o prazo médio de pagamento era 367 dias depois da data de vencimento das faturas, sendo que, boa parte dessas faturas, tinha já um prazo de pagamento alargado de 60 dias. 

 

Jorge Monteiro, secretário-geral da ACEGE, deixou a informação de que, em Portugal, um atraso 12 dias no pagamento provoca mais de 14 mil desempregados por ano. “É urgente mudar este ciclo vicioso de pagamentos em atraso e criar um ciclo virtuoso. Só se pode criar este ciclo virtuoso se houver coragem de pagar a tempo e horas da vossa parte”, afirmou Jorge Líbano Monteiro, lamentando que, ainda em janeiro de 2019, 86,4% das empresas portuguesas não pagam a horas.

 

“Há uma tendência de melhoria nos prazos de pagamento, embora não estejam ainda a pagar na hora certa, estão a pagar num prazo menor do que pagavam anteriormente”, foi a nota positiva deixada pelo responsável da ACEGE.

 

Às entidades que cumprirem os critérios de pagamento pontual é-lhes atribuído um diploma de reconhecimento que tem a validade de um ano. Podem também usar o selo “Compromisso Pagamento Pontual” na sua comunicação institucional.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:33
link do post | comentar | favorito

Centro de Arbitragem do Sector Automóvel promove 1 mediação em Santarém dia 27 de fevereiro

 

 

image002.jpg

 

O CASA – Centro de Arbitragem do Sector Automóvel de Lisboa com sede em Lisboa, e competências a nível nacional, realiza sessões de mediação, conciliação e Julgamentos Arbitrais de processos. Em Santarém vai realizar uma mediação de conflitos, no âmbito de processos de reclamação, envolvendo munícipes do Concelho, no dia 27 de fevereiro, das 14h00 às 18h00, na Ex EPC – Escola Prática de Cavalaria.

Esta iniciativa, está inserida no âmbito do protocolo de parceria entre o NIAC – Núcleo de Informação Autárquico ao Consumidor da Câmara de Santarém e o Centro de Arbitragem do Sector Automóvel, que permite promover, de modo institucionalizado, a resolução de litígios decorrentes da prestação de serviços de assistência, manutenção e reparação automóvel; da revenda de combustíveis, óleos e lubrificantes; da compra e venda de veículos novos e usados; da compra e venda de peças, órgãos ou quaisquer outros materiais destinados a serem aplicados em veículos automóveis e dos litígios decorrentes dos serviços prestados por empresas de parques de estacionamento, através da mediação, conciliação e arbitragem.

O CASA é tutelado pela Associação de Arbitragem Voluntária de Litígios do Setor Automóvel, que autoriza o seu funcionamento por despacho do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Justiça, datado de 23 de Dezembro de 1998, e publicado no D.R. nº10, IIª serie, de 13/01/1999, e veio substituir o Centro de Arbitragem de Reparação Automóvel que funcionava desde 1994, com competência exclusiva para os litígios de reparação automóvel.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:19
link do post | comentar | favorito

Camõescoop arranca a todo o vapor

14.jpg

15.jpg

 

Realizou-se na passada sexta-feira, 22 de fevereiro, no Centro Cultural do Entroncamento, a Assembleia Geral da Camõescoop – Cooperativa de Habitação Económica, CRL, que contou com a presença de algumas dezenas de cooperantes e interessados.

 

As obras de requalificação do Bairro de Camões estarão concluídas no final de 2021, sendo que neste momento das 32 habitações que fazem parte deste projeto, 21 já têm interessados.

 

No decorrer da Assembleia Geral, o Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria reforçou a importância da requalificação daquele espaço, património relevante da história ferroviária e da cidade do Entroncamento e fez ainda um enquadramento das intervenções da Câmara Municipal naquela área no âmbito do PEDU - Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, nomeadamente naquela Área de Reabilitação Urbana ARU 1 – Bairros Ferroviários.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:17
link do post | comentar | favorito

Domingo, 24 de Fevereiro de 2019
Leonor Keil encheu o palco do Teatro Sá da Bandeira com as suas dez personagens e um cão

IMG_7528.JPG

 

O Teatro Sá da Bandeira (TSB) recebeu, nos dias 22 e 23 de fevereiro, duas magníficas interpretações de Leonor Keil, em "Noite de Reis: dez personagens e um cão", uma criação do britânico John Mowat a partir de "Noite de Reis" de William Shakespeare.

 

Leonor Keil, numa interpretação a solo, deu vida a dez personagens e um cão, num misto de, como descreve John Mowat, “confusão, caos, troca de identidade, intriga, amor, luxúria, embriaguês, comportamento desenfreado, artimanha, demência, sedução e lascívia”.

 

Ao longo de quase uma hora de espetáculo, Leonor Keil encheu o palco do TSB com as personagens cómicas a que deu vida, fazendo a plateia soltar várias gargalhadas com o enredo e com a versatilidade que assumia na troca de papéis que era feita de forma tão natural.

 

Baseando-se na peça homónima de Shakespeare – cujo título em inglês (Twelfth night, Or what you will, de 1602) remete tanto para a festa da Epifania, como para a comicidade da trama –, o espetáculo centra-se nas personagens de Viola e Sebastian, os irmãos gémeos que, tendo naufragado, arribam separados às costas de Illyria, ignorando que o outro também se salvara. Instalada a confusão, a intérprete desempenha as demais personagens da peça, num complexo exercício de reinvenção que recupera os equívocos da ilusória Illyria de Shakespeare.

 

Leonor Keil nasceu em Lisboa em 1973. Como intérprete de Dança destaca a sua colaboração com Joana Providência, Madalena Vitorino, Marta Lapa, João Fiadeiro, Paulo Ribeiro, Francisco Camacho, José Wallenstein, Cláudio Hochman, John Mowat e Companhia TPO (Itália). Na Companhia Paulo Ribeiro, da qual é intérprete regular desde 1995, foi-lhe atribuída uma Menção Honrosa pela sua interpretação na obra "Rumor de Deuses" nos "V Rencontres Chorégraphiques Internationales de Seine Saint Denis, 1996" e em 1999 foi-lhe atribuído o prémio "Revelação - José Ribeiro da Fonte" pelo Instituto Português das Artes do Espectáculo. Em 2002, foi uma das intérpretes escolhidas para participar no programa “Vif du Sujet” do Festival d’Avignon.

 

 

Guerrilha Urbana a intervenção que tentou mudar forma de fazer teatro

 

23 fev._Guerrilha urbana (456).JPG

 

A intervenção, oficina e performance "Guerrilha Urbana" teve hoje, dia 23 de fevereiro, a sua última performance, com os alunos de teatro EB Alexandre Herculano e de um aluno do curso de Artes de Espetáculo da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado.

 

Pelas 10h00, o Coreto do Jardim da República foi o ponto de partida. Durante quase duas horas, os jovens atores circularam pelas ruas do Centro Histórico, às vezes silenciosos, outras vezes dançando ou gesticulando, provocando reações aos transeuntes e pelo caminho entregavam um envelope com um cartão e um soldado questionando-os "Pelo que lutava na minha cidade?". As respostas, colocadas no final da performance no monumento Salgueiro Maia, vão ser oferecidas aos responsáveis pela cultura da Cidade.

 

Após 4 dias de formação e de duas performances com o ator, encenador e criador de textos para teatro, Ricardo Correia, e com bailarina, música, coralista e professora de dança, Rita Grade, espera-se que os jovens alunos, que sonham em seguir teatro, tenham conseguido derrubar as tradicionais formas de fazer teatro e de intervir no espaço público.

 

Esta ação, realizada através do projeto municipal Santarém Cultura, com as escolas Alexandre Herculano e Ginestal Machado, desenhou um trajeto no território e interferiu com o quotidiano da cidade provocando os cidadãos a pensar e intervir no espaço público da cidade onde se realizou, através da performance orientada por Ricardo Correia e Rita Grade, e de uma simples pergunta colocada: "Por o que lutava na sua cidade?"



publicado por Noticias do Ribatejo às 23:47
link do post | comentar | favorito

Há pessoas que entram por nós adentro sem aviso, e ficam

CATARINABETES.png

Por: Catarina Betes

 

Há pessoas que entram por nós adentro sem aviso, e ficam. Fazem parte de nós, do que somos, do que ansiamos, do que desejamos.
Cresci com a imagem viva de um tio que nunca conheci. Um tio que nasceu e viveu num tempo anterior ao meu. Alguém que teve uma passagem breve por este mundo, mas que marcou aqueles com quem viveu, e os que haveriam de vir…como eu.
O irmão mais velho da minha mãe, Daniel. Nasceu num tempo em que no campo eram poucos os que iam à escola. E, se tinham a sorte de por lá passar, a permanência era breve, porque o trabalho do campo não podia esperar.
Daniel era um rapaz diferente. Introspetivo e com uma capacidade de trabalho fora do comum. Quando foi para a tropa, sempre que podia, vinha trabalhar para o campo aos fins de semana para angariar dinheiro para a sua grande paixão: os livros. 
Num tempo em que poucos sabiam ler, ele devorava os grandes clássicos, que mais tarde, eu abria e ficava espantada com o que via. Porque ele não se limitava a ler. Ele assimilava cada frase, cada pensamento, sublinhava-o a lápis e cuidadosamente tomava notas. E esta intimidade com os livros tocava-me profundamente. 
Esgueirava-me muitas vezes para a sala que normalmente estava fechada, em casa dos meus avós. A sala do meu tio. No centro, estava um móvel que para mim era enorme, carregado de livros. Só mais tarde soube que foi ele mesmo que o construiu. A sua biblioteca. 
No mesmo estava uma foto do seu sorriso discreto, como se se despedisse antecipadamente. 
E então eu abria as portas e tocava nos livros. E a sensação era sempre de pura magia. Entretanto a minha avó encontrava-me, entrava, afagava-me os caracóis e não se zangava. Fechava as portas do móvel lentamente, beijava a fotografia do filho e levava-me pela mão, para o mundo onde eu deveria passar o tempo. O mundo dos vivos, longe da dor.
 Mas o meu pensamento permanecia ali durante algum tempo. E um pouco das minhas emoções também, embora eu não lhes soubesse dar ainda nome.
Mais tarde, comecei a passar ali as tardes de verão. Fechava-me naquele espaço e lia. 
Encontrei forrado a prata, um pequeno escrito iniciado por Daniel, aos vinte e um anos. Pequeno, porque não teve tempo de o terminar. Porque aquele “pouco” era gigante.
Na primeira página, escreve que aquelas palavras são suas e que jamais deverão servir para outro fim. E a partir dali, todas as palavras me conduziam para o seu mundo, tão rico, tão profundo, tão inatingível. E a perceção disfarçada de quem sentia que o seu tempo não se estenderia. Nas suas palavras senti a incompreensão pela pobreza de espírito, pela mediocridade, pela ignorância e o sofrimento que daí advém se não estivermos atentos.
Livros, escritos, pautas (fora clarinetista), desenhos, tudo existia naquele espaço, como se ali, ele continuasse vivo. 
Aos vinte e quatro anos, padeceu de uma pneumonia, um dia antes da sua graduação a Furriel.
A sua despedida foi feita com honras militares. 
Deixou um rasto de saudade, um sentimento de perda que não se extinguiu com o tempo.
A nostalgia que via tantas vezes nos olhos da minha mãe, quando distraída, encontro-a ainda hoje nos meus, e reconheço-a num reflexo qualquer, à minha passagem. 
Entretanto escrevo, a minha filha desenha, os meus primos compõem. 
E isso leva-me a crer que há muito mais neste mundo do que aquilo que se vê.
Há algo que nos mantém atados e de algum m
odo, há qualquer coisa que fica de nós nos outros.
E que nos mantém vivos, depois da morte.


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:49
link do post | comentar | favorito

TEMAS DE SAÚDE: Serviço Nacional de Saúde

ANTONIETA.jpg

 

Por: Antonieta Dias (*)

Nos últimos meses temos assistido a uma serie de situações que comprometem o cuidar bem o doente e o papel essencial do Serviço Nacional de Saúde.

Talvez não seja uma questão de princípio, mas é de certeza um prejuízo para quem necessita de ser assistido e recorre aos serviços públicos.

Temos vivido num clima dramático onde o querer passa a ser possuído pelo não ter.

Mas se paramos um pouco para refletir percebemos que o doente precisa mais de ter do que querer.

Prestar um serviço de saúde de qualidade é o que se exige no Serviço Nacional de Saúde (SNS), porém, a enorme carência da prestação de cuidados quer ao nível das consultas nas várias especialidades, quer das cirurgias, onde assistimos a tempos de espera inadmissíveis, que traduzem claramente a indisponibilidade e falta de motivação politica para encontrar as soluções mais adequadas para resolver os problemas decorrentes do sucessivo desinvestimento no setor publico, da decadência das Instituições que aos poucos vão substituindo as enfermarias por corredores de urgência, as camas por macas, os locais destinados à consulta e os serviços de internamento por contentores são o reflexo de uma insensibilidade e de uma desumanidade que em nada dignifica o Estado e carece de uma mudança estrutural da mentalidade de que tem a responsabilidade de proporcionar as condições necessárias para prestar cuidados médicos de qualidade, em que o doente/ utente não se sinta marginalizado, nem privado de uma tratamento tecnicamente adequado e humanamente prestado.

É urgente e indispensável uma intervenção imediata na restruturação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que permita garantir o cumprimento da Constituição da Republica, com direito à proteção da saúde de uma forma universal, geral e tendencialmente gratuita.

Manter tempos de espera de meses e nalguns casos anos quer nas consulta, quer nas cirurgias é desmantelar os hospitais, mutilar os doentes e fazer sofrer os prestadores de cuidados de saúde, tornando-os incapazes de cumprir o dever profissional e ético das funções implícitas inerentes às suas obrigações.

Ao privar os serviços das contratações de pessoal qualificado, ao encerrar unidades com a desculpa que é para rentabilizar os profissionais, por falta de dotação de técnicos nas várias áreas serve apenas para mascarar uma realidade que os sucessivos governos não conseguem ou não pretendem resolver.

Importa ainda referir que nas últimas semanas, as denuncias das carências existentes e o risco de exaustão, a falta de investimento, originou da parte do Observatório Português dos Sistemas de Saúde a divulgação no seu relatório anual deixando as críticas a estes últimos anos de governação: os cuidados de saúde primários manifestam profundas carências estruturais e os hospitais continuam em crise o que leva a uma detioração na prestação dos cuidados de saúde com uma repercussão efetiva no cuidar bem e um desgaste dos profissionais que ficam incapazes de responder adequadamente ao que seria esperado para dar cumprimento às boas praticas e sobretudo trabalhar de acordo com a legis artes.

* Médica



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019
Assinatura do Protocolo de Colaboração entre o Município de Leiria e o Município de Alcanena

52786753_2294047980634858_6998974157467680768_n.jp

 

Assinatura do Protocolo de Colaboração entre o Município de Leiria e o Município de Alcanena, no âmbito da Candidatura do Município de Leiria a Capital Europeia da Cultura 2027

Teve lugar, hoje, dia 22 de fevereiro de 2019, no Museu de Leiria, a Assinatura do Protocolo de Colaboração estabelecido entre o Município de Leiria e o Município de Alcanena, no âmbito da Candidatura do Município de Leiria a Capital Europeia da Cultura 2027.

O documento, aprovado na reunião de Câmara realizada a 4 de fevereiro de 2019, foi assinado pelo Presidente da Câmara Municipal de Leiria, Raul Castro e pela Presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira.

Este protocolo decorre da decisão da Câmara Municipal de Leiria, que decidiu preparar a apresentação de uma candidatura da cidade de Leiria ao título de Capital Europeia de Cultura em 2027, a ser oportunamente submetida ao processo de seleção nacional.

Sendo uma candidatura de cidade, nada impede que a iniciativa decorra num quadro colaborativo em que participem outros Municípios que decidam cooperar no domínio das artes, da cultura e do conhecimento, com vista a fortalecer, diversificar e qualificar o projeto de candidatura.

O protocolo agora assinado compromete os dois municípios a colaborar com os seus meios próprios na constituição de uma rede alargada para o conhecimento, arte e cultura.

Alguns dos itens que a candidatura se propõe incluir na agenda da cidade Capital Europeia de Cultura são os seguintes:
- Atribuir toda a prioridade à participação dos cidadãos na vida cultural. Valorizar o potencial cultural das comunidades, entendendo nesse potencial as expressões identitárias, que se traduzem em formas de fazer, aspirações e modos de vida coletiva;
- Apoiar a inovação que associe criatividade, artes, ciências, design e tecnologias avançadas. Atribuir mais espaço ao digital na criação artística;
- Encontrar novas ligações entre cultura e economia, tanto na economia industrial como na agrícola. Contribuir para a diversificação e qualificação do turismo cultural;
- Incrementar o papel das artes na formação escolar;
- Promover os artistas. Melhorar as condições de vida e de trabalho dos criadores e artistas.

Através de uma cooperação entre cidades para a arte, a cultura e o conhecimento será possível conferir mais escala aos projetos de cada uma, assegurar maior mobilidade aos criadores e agentes culturais, científicos e tecnológicos, encontrar apoios e estímulos financeiros de dimensão mais vigorosa. A rede permitirá, ainda, diversificar a oferta cultural, fortalecer o património cultural enquanto recurso partilhado por um número mais amplo de cidadãos e redimensionar o turismo cultural.

A participação do Município de Alcanena nesta parceria vai ao encontro da sua estratégia, em geral, e no que diz respeito à cultura, em particular, nomeadamente, através do estabelecimento de parcerias intermunicipais e na participação em projetos de âmbito regional e/ou nacional.

Com esta parceria, o Município de Alcanena pretende, ainda, atingir alguns dos seus objetivos, que se prendem com a divulgação e valorização dos recursos endógenos, através da criação de condições que permitam a mobilidade dos criadores e dos agentes culturais, científicos e tecnológicos, a partilha de conhecimentos e a captação de mais recursos financeiros.

A participação do Município de Alcanena no Projeto Leiria Capital Europeia da Cultura 2027 representa a afirmação do património material e imaterial, da capacidade criativa e produtiva e, acima de tudo, da identidade das gentes do concelho de Alcanena, na região e no país.

Após a assinatura do Protocolo, decorreu a primeira reunião do Conselho Geral da Rede Cultura 2027, onde estiveram presentes todas as entidades que integram esta parceria.

«CMA»



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:33
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Investimento de 80 milhõe...

NERSANT integra projeto p...

Bolo Rei confecionado pel...

Movimento Terra de Espera...

NERSANT e PWC apresentara...

Mais de 300 participantes...

CÂMARA DO CARTAXO ASSINA ...

CPCJ organizou Workshop “...

Maria Medeiros e The Lege...

“Step 2 Duplicate” de Nun...

Revista | “Quero ir pr’á ...

Trail dos Bombeiros de Al...

Exposições de Répteis e A...

Azambuja inaugurou Salas ...

  Estacionamento Periféri...

Almeirinense conquistam d...

Feira do Livro de Natal d...

Azambuja’s Day  Summit dá...

Associação de Municípios ...

Liv’reira chega ao Cartax...

Município de Santarém apo...

Município de Santarém apo...

Férias de Natal AAAF – pa...

Livro de Luís Batista “Ca...

Sociedade Ponto Verde e D...

II Festival de Órgão de S...

NERSANT apresenta tendênc...

74º Aniversário do Concel...

Azambuja é o município co...

Mercados de Natal em Deze...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds