NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 30 de Junho de 2020
CARTAXO: RE-ENCONTR@ É ESPAÇO DE PARTILHA SEM PRECONCEITOS

   

image004.jpg

 A iniciativa da Equipa Multidisciplinar de Intervenção Comunitária do Cartaxo decorre online e está aberta aos jovens estudantes do 11.º e 12.º anos de escolaridade.

·       Partilhar preocupações e incertezas, mas também encontrar amigos e procurar soluções em tempo de distanciamento social e vivência escolar alterada pela pandemia da doença Covid-19, são objetivos da iniciativa. 

 Os estudantes do 11.º e 12.º Ano de Escolaridade têm mais um mês para participar na iniciativa Re-Encontr@ da Câmara Municipal do Cartaxo. A RE-Encontr@ decorre no âmbito da Academia de Inteligência Emocional do PIICIE LT - Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da Lezíria do Tejo e é uma iniciativa da Equipa Multidisciplinar de Intervenção Comunitária do Cartaxo (EMIC).

 

As sessões, que tiveram início no dia 9 de junho, decorrem na plataforma Zoom, todas as terças-feiras, das 17h30 às 18h30. A EMIC da Câmara Municipal do Cartaxo estabeleceu uma parceria com a Associação de Estudantes da Escola Secundária do Cartaxo para que as inscrições também possam ser efetuadas na Associação – com maior proximidade aos estudantes.

 

A pandemia da doença Covid-19 impôs aos jovens novos desafios de relacionamento quer em contexto familiar, quer escolar. Encerramento de estabelecimentos de ensino, confinamento nas suas residências, distanciamento de colegas e professores, mais tarde, reabertura de aulas com enormes condicionamento, incertezas sobre o seu futuro e evolução do plano de estudos, dúvidas sobre o regresso a aulas presenciais no próximo ano letivo, a par da necessidade de adaptação muito rápida a novas formas de aprendizagem, avaliação e partilha de conhecimentos, assim como, ajustes a novos modos de relacionamento social, são alguns dos temas que os jovens podem abordar nas sessões que se vão prolongar até final de julho.

 

A participação é gratuita, sendo apenas necessário efetuar inscrição junto da Associação de Estudantes ou da EMIC Cartaxo – basta indicação de nome e e-mail de contacto.

 

A EMIC equaciona a possibilidade de a iniciativa Re-Encontr@ ser retomada no início do próximo ano letivo – considerando quer o número de jovens que já aderiram ao espaço de partilha online, quer as condições esperadas em setembro, no regresso às aulas.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:44
link do post | comentar | favorito

Sobre a Farmácia de Alcorochel/Torres Novas

Exmo. Senhor

Presidente do Conselho de Administração  do Infarmed 

 

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo tem vindo a tomar conhecimento de opiniões de residentes em Alcorochel (Torres Novas) que, por via ora, por mail ou pelas redes sociais, que têm reforçado a necessidade de existência de farmácia na localidade.

 

Como no passado recente, a tomada de posição desta Comissão de Utentes que tem lutado continuadamente por serviços de saúde de qualidade e proximidade, visa proporcionar uma melhor qualidade de vida às populações. Somos pela continuidade da Farmácia em Alcorochel. No quadro da pandemia actual, revelou-se imprescindível a sua localização actual onde, pela sua proximidade, tem facilitado a vida aos seus utentes de Alcorochel, como sempre sucedeu, e até a outros que se têm deslocado das localidades adjacentes. 

 

 As pessoas reconhecem a importância de terem perto uma farmácia, um minimercado e um posto de CTT, uma unidade de saúde.  Esta realidade poderia já não subsistir se o Infarmed tivesse autorizado a transferência da Farmácia Inácio.

  

Não é só hoje pelas condições em que vivemos que a utilidade desta farmácia é reconhecida.  Sempre foi. Sempre será. 

 

Entretanto, o parecer da Câmara Municipal de Torres Novas (concordando com a transferência da farmácia) não teve em conta o melhor para a população. O argumento da existência de transportes para o acesso aos medicamentos em Torres Novas é errado por não reconhecer a idade avançada das populações e as suas dificuldades económicas. Por isso vai contra os interesses da população. A sua polémica transferência só poderá vir a beneficiar o seu proprietário e não é esse o espirito da lei que regula o serviço público de medicamentos.

 

Certos de que o nosso alerta merecerá da vossa parte a melhor atenção, enviamos os nossos melhores cumprimentos.

 

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:56
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 29 de Junho de 2020
Câmara Municipal de Abrantes aprova contas de 2019 com redução de dívida em 1,7 milhões de euros

 

Logo Município Abrantes.png

 

Município faz maior investimento de sempre nas 13 freguesias e Serviços Municipalizados voltam aos resultados positivos.

 

 A Câmara Municipal de Abrantes aprovou, em Assembleia Municipal, o Relatório de Gestão e Prestação de Contas relativo ao ano económico de 2019, apresentando um resultado líquido positivo de 1.038.827,00 euros e uma diminuição da dívida total do município de 7.072.994,00 euros para 5.310.932,00 euros, o que representa uma redução de 24,13%.

 

Para além da diminuição da dívida pública em cerca de 1,7 milhões de euros, o município de Abrantes viu também a dívida a fornecedores cair 31%, posicionando-se como o segundo município da região do Médio Tejo com melhor prazo médio de pagamentos que se situa nos 5 dias, salientando-se ainda o facto de não existirem pagamentos em atraso.

 

Relativamente à receita total, o município de Abrantes arrecadou 26.209.265,16 euros, o que representa um aumento de 2% face a 2018. Já a receita corrente registou um acréscimo de 4% comparativamente ao período homólogo. Os valores apresentados resultam numa taxa de execução da receita efetiva total a situar-se em 2019 nos 101%, muito acima do limite mínimo legal exigido para as autarquias (85%).

 

No exercício de 2019, destaque para o aumento do investimento e transferências para as 13 Juntas de Freguesia do Concelho de Abrantes, com a Câmara a transferir no ano transato o total de 2.025.970,29 euros, o que representa um aumento de 10% face a 2018 e no qual se inclui o maior investimento realizado nas juntas de freguesia até à data.

 

No que diz respeito aos documentos dos Serviços Municipalizados de Abrantes, votados por unanimidade pela Assembleia Municipal, apresentaram um resultado líquido do exercício positivo no valor de 7.672,63 euros, invertendo o ciclo de resultados negativos verificado nos últimos dois anos, causados pelo enorme aumento da tarifa de tratamento dos resíduos sólidos urbanos paga pelos Serviços Municipalizados à entidade responsável pelo seu tratamento. 

 

Para Manuel Jorge Valamatos, Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, “em termos gerais, os rácios orçamentais referentes à execução orçamental do ano 2019, registam valores que demonstram a manutenção de um efetivo equilíbrio das contas do Município de Abrantes, o qual assentou em princípios de coerência, responsabilidade e rigor, que procuraram a todo o tempo garantir o equilíbrio orçamental e o respeito de todos os restantes princípios legalmente exigidos. Foi um ano marcado por uma estratégia focada na proximidade e no investimento nas pessoas e os resultados são positivos e refletem isso mesmo”.

 

Em termos de Grupo Municipal, que inclui, para além do Município, os Serviços Municipalizados de Abrantes, a A.Logos e a Tagusvalley, o documento de contas consolidadas foi aprovado por maioria, tendo contado com os votos favoráveis do PS e da CDU, a abstenção do PSD, BE



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:34
link do post | comentar | favorito

Município da Chamusca aprova moção em defesa da reabertura dos espetáculos tauromáquicos

transferir.jpg

A Câmara Municipal da Chamusca aprovou, por unanimidade, a moção “Pela reabertura dos espetáculos tauromáquicos”, apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, subscrita inicialmente pelos vereadores do PS e posteriormente subscrita também pelos vereadores da oposição.

Na moção, o Município da Chamusca considera “fundamental a reabertura dos espetáculos tauromáquicos e que os mesmos obtenham o mesmo tratamento que as restantes atividades culturais, que, entretanto, retomaram a sua atividade”.

No mesmo documento, a autarquia recomenda ao Governo e à Direção-Geral de Saúde que “sejam estabelecidas regras equitativas de funcionamento da cultura portuguesa como um todo, sem discriminação de qualquer expressão cultural, designadamente da tauromaquia”. “Não é aceitável que se criem, inadvertida ou intencionalmente, dificuldades acrescidas ao regresso dos espetáculos tauromáquicos”, pode ler-se ainda na moção.

Recorde-se que o Município da Chamusca declarou, em 2015, a tauromaquia como Património Cultural e Imaterial do Concelho da Chamusca e tem realizado e apoiado “diversas ações pela defesa das tradições taurinas, que são parte integrante da identidade do concelho e uma importante atividade económica e da vida comunitária do território, sobretudo através das ganadarias existentes e dos dois grupos de forcados amadores do concelho”.

A moção será enviada ao Presidente da República, ao Governo, e aos vários grupos parlamentares da Assembleia da República.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:57
link do post | comentar | favorito

Câmara de Santarém cede edifício do antigo artesanato à Associação Académica de Santarém

transferir.png

 

A Câmara Municipal de Santarém e a Associação Académica de Santarém (AAS) assinaram hoje, dia 29 de junho, o protocolo de cedência do edifício do antigo artesanato, localizado no Campo Emílio Infante da Câmara, na União de Freguesias da Cidade de Santarém.

 

Este espaço vai ser utilizado como sede da AAS, a qual assegura as obras de adaptação, reparações ou substituições, deteriorações ou quebras nos espaços, assim como no seu mobiliário e equipamento propriedade do Município de Santarém. A utilização deste edifício permite repor a sua dignidade e manutenção permanente.

 

Na cerimónia de assinatura do protocolo estiveram presentes Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara de Santarém, Cristina Casanova Martins, Vereadora da autarquia com o pelouro do património, Carlos Esteves, Presidente da Direção da AAS e Gilberto Leandro Vice-Presidente da AAS.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:55
link do post | comentar | favorito

PONTO DA SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA NO ENTRONCAMENTO

A Câmara Municipal do Entroncamento e o Serviço Municipal de Proteção Civil fazem diariamente o ponto de situação em relação à pandemia do Covid 19, no concelho do Entroncamento.

O ponto de situação foi realizado às 13h00 do dia 28/06/2020.

 

SITUAÇÃO CONCELHO ENTRONCAMENTO

Casos Confirmados

-          Ativos 

-          Recuperados

30

8

22

Casos em Vigilância Ativa

19

Casos em Vigilância Passiva

0

 

Casos Confirmados – Caso que tenha sido validado pelo SNS/DGS e pelo Médico da LAM;

Casos em Vigilância Ativa – Caso em Monitorização Diária pela Autoridade de Saúde (AS) durante 14 dias (o período máximo de incubação da doença desde a data da última exposição;

Casos em Vigilância Passiva – Caso que a Monitorização é feita pelo Próprio, durante 14 dias desde a última exposição.



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:02
link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Junho de 2020
“Só existe hoje. O passado é uma memória. O futuro é inexistente.”

21802563_E0yaz.png

Por: Catarina Betes

 

 

Há uns tempos, a propósito do alpinismo, fiquei a saber que, a maioria das mortes que ocorrem nesta modalidade, não ocorrem na subida, mas na descida.

Para subir o Evereste, a maioria das pessoas empreende uma energia assombrosa e surpreendente. Chegam ao cimo com temperaturas de trinta ou quarenta graus negativos, oxigénio baixíssimo…e conseguem!

Mas muitos não têm forças para voltar. Quase oitenta por cento das mortes, ocorrem nos primeiros mil metros da descida.

Porque não se guardou energia para a volta.

Fez-me pensar nas minhas próprias subidas.

Todos gastamos energia nas metas que vamos estabelecendo ao longo da vida.

 Todos temos, dentro do peito, um Evereste.

 E isso levanta uma questão: Estaremos a guardar energia para a descida?

Teremos guardado o essencial?

Precisamos fundamentalmente de pessoas.

E pessoas para a descida, têm que ser cultivadas agora.

Com a idade, percebemos que não existe colheita se não se semeou.

Que somos senhores de nós mesmos e que a vida é qual jogo de xadrez, com perdas e ganhos.

Compreendemos principalmente, que a alegria… é o jogo em si. E quando este termina, termina tudo.

A felicidade é muito relativa.

Segundo os budistas, problemática, porque desejamos sempre mais.

E desejar incessantemente tem um defeito: impede que vejamos a beleza do sítio onde estamos. Limita a perceção do momento presente, a beleza do Agora.

Impede-nos de parar.

Envelhecer é afinar o olhar.

É saber desejar o que se pode. Aproveitar o que se consegue.

Perceber que o tempo é hoje.

“Só existe hoje. O passado é uma memória. O futuro é inexistente.”

Que seja sempre o nosso tempo.

E que o vivamos rodeado de pessoas que façam connosco a viagem até ao fim.

Aquelas que não precisam empurrar na subida, nem amparar na descida.

Mas que nos fazem avançar confiantes, porque sabemos que estão lá.



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Junho de 2020
Novo polidesportivo inaugurado no Vale de Santarém

IMG_0849.JPG

 

 

O Polidesportivo de Vale de Santarém, foi inaugurado hoje, dia 26 de junho, “satisfazendo assim os interesses da população”, destacou Ricardo Gonçalves.

Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Inês Barroso, Vereadora do Desporto, Manuel João Custódio, Presidente da Junta de Freguesia de Vale de Santarém e José Luis Cruz, Presidente da Assembleia de Freguesia, inauguraram o novo recinto, e visitaram os melhoramentos da zona envolvente.

Para o município, este polidesportivo é “uma solução que permite a prática desportiva em condições de conforto e segurança, por ser o primeiro piso modelar instalado no Concelho”, inserindo-se “numa estratégia assumida neste mandato, de procurar fixar e atrair mais população jovem” às freguesias rurais do concelho



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:27
link do post | comentar | favorito

PSD desafia Governo a resolver falta de qualidade de energia nas empresas do interior e zonas industriais

 

 

Duarte Marques, deputado do PSD, desafiou a Ministra da Coesão, Ana Abrunhosa, a acompanhar o PSD na mudança de paradigma na qualidade energia fornecida às empresas.  “Não faz sentido que as nossas empresas paguem o mesmo valor pela eletricidade e tenham um serviço diferente, com mais falhas, que Porto ou Lisboa.”

O deputado eleito por Santarém aproveitou a audição Parlamentar a propósito do plano de recuperação da economia, para lembrar que “um dos principais entraves à competitividade das empresas no interior á a qualidade de energia fornecida às empresas”. As falhas na rede de baixa qualidade “provocam enormes prejuízos às indústrias que têm mais automatismos, equipamentos eletrónicos ou robótica”.

Estas empresas “pagam o mesmo custo de energia, mas tem um serviço de pior qualidade porque a legislação atual de garantia de qualidade de energia exige nível A (praticamente sem falhas) apenas nas capitais de distrito e cidades com mais de 25 mil habitantes. Ora, isto é um entrave brutal à coesão e uma grande injustiça”.

Em nome do PSD, o deputado defendeu que esta regra deveria ser alterada e exigido que, pelo menos, as “zonas industriais deveriam ter este nível A de qualidade energética” lembrando de seguida que se há matéria que é uma reforma estrutural, que permite aumentar a eficiência energética e a competitividade das empresas é uma mudança como esta. “Para tal, não faltam fundos europeus para apoiar este tipo de investimentos, e esta é a oportunidade para isso.”

A Ministra da Coesão respondeu de imediato ao desafio e comprometeu-se dentro do Governo, em particular junto dos Ministros do Ambiente e da Economia, a tudo fazer para dar mais este passo na busca de maior coesão do território. De notar que praticamente todas as bancadas parlamentares representadas nesta reunião anuíram também à importância desta reforma proposta pelo PSD.



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:26
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Junho de 2020
TRISCA doa equipamentos de proteção individual aos Hospitais do Médio Tejo

Foto doação material TRISCA.jpg

 

 

A TRISCA, empresa sediada no Entroncamento, especializada no fabrico de equipamentos em espuma para o mercado escolar ofereceu no passado dia 24 de junho, equipamentos de proteção individual aos Hospitais do Médio Tejo.

 

No âmbito do combate à pandemia COVID 19 a TRISCA, impedida, desde março, de fabricar os equipamentos da sua especialidade por falta de encomendas devido ao encerramento das escolas por toda a Europa, converteu a sua capacidade produtiva, inicialmente para a produção de colchões e roupa de cama para os hospitais de campanha e, mais recentemente, para o fabrico de máscaras, cobre botas, manguitos, aventais e toucas.

Como forma de apoio à comunidade regional onde se insere e no sentido de assumir a sua responsabilidade social, a TRISCA decidiu doar parte da sua produção destes equipamentos aos hospitais do Médio Tejo, tendo sido entregues cobre botas e manguitos impermeáveis e laváveis.

Com a reabertura das creches, infantários e escolas, a TRISCA voltou à sua produção habitual, quer para o mercado interno, quer para exportação, agora também com a missão de conceber produtos que ajudem as creches e infantários a cumprir as novas regras de distanciamento social.

Foi já criada uma cama portátil com proteções laterais, bem como proteções para catre e para berço que podem ser visualizados na página da TRISCA em www.trisca.pt e está em preparação um conjunto de almofadas individuais personalizadas de modo a que as crianças possam identificar a sua almofada e sentar-se sempre nela, sem haver partilha de assentos e poderem estar à distância recomendada.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:14
link do post | comentar | favorito

Município de Azambuja prolonga apoios sociais de resposta à pandemia

386b5e2309e2728a45f79947bc53a649_XL.jpg

 

Deliberação da Reunião de Câmara extraordinária de 22 de junho de 2020

O Executivo Municipal de Azambuja deliberou, em sessão extraordinária, a prorrogação de várias medidas de apoio de carácter excecional e transitórias, aprovadas em anteriores reuniões de Câmara e em vigor até ao corrente mês de junho. A decisão de as prolongar deve-se ao facto de se manter num nível preocupante a situação epidemiológica da doença Covid-19, bem como o impacto socioeconómico muito negativo causado pela pandemia. No sentido de minimizar as dificuldades sentidas pela maioria das famílias e por várias instituições, foi aprovada a prorrogação das seguintes medidas: 

- Isenção do pagamento das rendas referentes aos meses de julho, agosto e setembro de 2020, em todas as habitações municipais;

- Suspensão, até ao dia 30 de setembro de 2020, dos planos de pagamento decorrentes de acordos de regularização de dívida celebrados com o município, incluindo os referentes ao pagamento de dividas de transporte por parte de coletividades e ao pagamento de refeições escolares;

- Redução de 35% da tarifa de disponibilidade (fixa) e da tarifa variável de gestão de resíduos urbanos, nos meses de julho, agosto e setembro de 2020, para todos os utilizadores domésticos;

- Isenção do pagamento da tarifa de disponibilidade (fixa) e da tarifa variável de gestão de resíduos urbanos, nos meses de julho, agosto e setembro de 2020, para as IPSS e outras associações em fins lucrativos, incluindo os Bombeiros e Cruz Vermelha no Concelho de Azambuja;

- Isenção do pagamento de taxas relativas à ocupação de espaços públicos e publicidade associados a estabelecimentos de comércio e de serviços localizados na área do município e que aqui desenvolvam atividade, com exceção das instituições financeiras, sem prejuízo da isenção, até ao final do corrente ano, para a instalação ou alargamento de esplanadas;

- Isenção do pagamento das taxas relativas aos meses de julho, agosto e setembro de 2020, devidas pela concessão das lojas e dos espaços de venda (bancadas) do Mercado Diário de Azambuja;

- Isenção do pagamento das taxas respeitantes ao 3º trimestre de 2020, devidas pela ocupação de espaços de venda no Mercado Mensal de Azambuja;

- Isenção das rendas relativas aos meses de julho, agosto e setembro de 2020, nos espaços concessionados pelo município – Quiosque no Bairro da Socasa, em Azambuja, e Taberna da Casa da Câmara, em Aveiras de Cima;

- Atribuição, durante os meses de julho e agosto, às IPSS da área do município com valências de creche e pré-escolar, do montante de 50,00 euros, por mês, por cada criança, que frequente aquelas valências, cujo agregado familiar tenha comprovado a perda de rendimentos igual ou superior a 30%, ou que algum membro do agregado familiar se encontre abrangido pelo regime de lay-off, com igual redução do valor da mensalidade;

- Idêntica atribuição, durante os meses de julho e agosto, à CERCI Flor da Vida, do montante de 50,00 euros, por mês, por cada utente do Centro de Atividades Ocupacionais de Azambuja, cujo agregado familiar tenha comprovado a perda de rendimentos igual ou superior a 30%, ou que algum membro do agregado familiar se encontre abrangido pelo regime de lay-off, com igual redução do valor da mensalidade.

 

Nesta reunião extraordinária, foram igualmente aprovadas, três propostas de reconhecimento de interesse público municipal.

Foi deliberado o reconhecimento de interesse público municipal na regularização da atividade pecuária da empresa AGROGADOS – Sociedade Agrícola Pecuária, Lda, com vista à legalização de edificações, fossa e lagoas e emissão da respetiva certidão.

Foi aprovado o reconhecimento de interesse público municipal para a construção de dois edifícios de armazenagem, em nome da empresa Azambuja Virde Cella, S.A., num investimento total de 56 milhões de euros que proporcionará a criação de 270 postos de trabalho diretos.

Por fim, foi reconhecido o interesse público municipal destinado à construção do Parque da Milhariça, em Aveiras de Cima.

Estas declarações de interesse público serão agora submetidas à apreciação da Assembleia Municipal.

 

“Biblioteca porta a porta” já entregou cerca de quatro centenas de livros

 

Todas as terças e quintas feiras receba os livros em sua casa

 

 

O Município de Azambuja está a disponibilizar livros e dvd’s aos seus leitores de porta a porta e já entregou cerca de quatro centenas por todo o concelho.

 

Em pouco mais de um mês já foram entregues cerca de 400 livros, em todas as freguesias do concelho. A Rede de Bibliotecas de Azambuja, continua a deslocar-se aos domicílios de todos os utilizadores do concelho, que recorram a este serviço, de forma a facilitar as leituras e a segurança de todos .

 

Recorde-se que esta é mais uma medida de segurança, que se junta a outras que o município tem vindo a lançar no apoio à população, num momento em que é pedido a todos que continuem a ter todos os cuidados necessários ao combate ao COVID-19.

 

De destacar que todas as medidas de segurança são cumpridas: distanciamento social, utilização de máscara e luvas e respetiva desinfeção das mãos após cada entrega, manuseamento dos livros sempre realizado com luvas e máscara, e os livros devolvidos cumprem 10 dias de quarentena.

 

Todos os munícipes podem consultar o catálogo online http://biblionet.cm-azambuja.pt/Opac  e escolher até 4 livros e dvd’s, e a “biblioteca porta a porta” irá entregar todas as terças e quintas feiras à sua casa. Os livros pedidos podem ser de qualquer biblioteca da RBMA.

 

Deixamos aqui um breve vídeo com a explicação de como requisitar as suas leituras: https://www.facebook.com/bibliotecasdeazambuja/videos/711997342868818/?epa=SEARCH_BOX

 

O pedido deverá ser feito para o email biblioazb@cm-azambuja.pt, através da página do Facebook www.facebook.com/bibliotecasdeazambuja/ ou através do contacto telefónico 263 400 485 das 10h00 às 12h00, de segunda a sexta feira.

 

O serviço é gratuito em todas as freguesias do concelho e a requisição é válida por 20 dias úteis.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:11
link do post | comentar | favorito

CARTAXO REDUZIU PASSIVO EM DOIS MILHÕES DE EUROS

edificio-face.jpg

 

  • As Demonstrações Financeiras e Relatório de Gestão 2019 “mostram que o caminho iniciado em outubro de 2013, inverteu a situação financeira, muitíssimo negativa, a que a Câmara Municipal tinha sido conduzida”, afirmou Pedro Magalhães Ribeiro.

 

  • O presidente da Câmara destacou que “o sentido de rigor e de responsabilidade que as contas demonstram, são para manter. Não nos vamos desviar do caminho do equilíbrio financeiro. É esta decisão, este rigor e esta responsabilidade que garantem a quem vier depois de nós que não encontrará este caminho de pedras para percorrer”.

 

  • “Os resultados financeiros com que encerrámos 2019, foram conseguidos porque sempre falámos verdade à população e sempre explicámos, desde o primeiro momento, que a todos custaria ultrapassar o tempo de emergência que encontrámos”, afirmou o autarca.

 

  • “Sabemos que a situação de rutura financeira estrutural da qual recuperámos as contas do Município, ainda nos espreita em cada curva da estrada, por isso, a determinação e a força para não ceder qualquer espaço a decisões que deitem por terra o trabalho feito, são essenciais”, referiu Pedro Magalhães Ribeiro para quem “o desempenho das contas de 2019, deve muito a muita gente. A quem nos acompanha nas freguesias, em todos os órgãos municipais e, em especial, à população. Deve tanto aos nossos trabalhadores, quanto às nossas instituições de apoio social e às associações e coletividades que tanto têm trabalhado para sobreviver e continuar a sua atividade”.

 

 

  • Fernando Amorim, vice-presidente e responsável pelo pelouro financeiro na Câmara Municipal apresentou o que considera “resultado de muito trabalho e contenção. As contas de 2019 consolidam a estabilidade financeira que temos vindo a procurar em cada decisão, em cada solução de poupança – quer pela reorganização dos serviços, quer pela negociação com fornecedores e parceiros institucionais”.

 

 

A Câmara Municipal do Cartaxo aprovou por maioria, na reunião de dia 22 de junho, as contas de 2019 – Demonstrações Financeiras e Relatório de Gestão –, com os votos a favor dos vereadores do Partido Socialista (PS), do vice-presidente e do presidente da Câmara, e com dois votos contra dos vereadores eleitos pela Coligação Juntos pela Mudança (PPD/PSD – NC).

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, destacou os resultados “muito positivos, que as Demostrações Financeiras e o Relatório de gestão de 2019, comprovam”, elencando os “indicadores fundamentais que falam por si. São factos e testemunham o rigor e a responsabilidade das decisões tomadas ”:

 

  • O passivo total do município reduziu 2 milhões 348 mil euros comparativamente a 2018. O rácio de endividamento passou de 4,08 em 2018, para 3,85 em 2019, um valor que se confirma como uma tendência constante desde 2013.
  • O prazo médio de pagamentos, que em 2013, era de 373 dias, passou a ser de 39 dias, em final de 2018 e de 23 dias em final de 2019. Em relação a 2013, são menos 350 dias.
  • Os pagamentos em atraso superiores a 90 dias, registam valor zero, de 22 milhões 123 mil euros em 2013, a Câmara Municipal chega a dezembro de 2019, sem pagamentos em atraso.
  • O resultado líquido é o melhor desde 2007. De um ponto de partida em 2013 com resultado líquido negativo em quase 2 milhões de euros (1 milhão 919 mil euros), a Câmara Municipal encerrou as contas de 2019, com um resultado líquido positivo superior a 2 milhões (2 milhões 771 mil euros), sendo que em relação a 2018, estes resultados tinham sido melhores em 1 milhão e 600 mil euros.
  • A taxa de execução da receita continua a ser exemplo do rigor e transparência das contas do Município. De uma taxa de execução que em 2013 se ficava por 21,86%, em 2018, as contas do Município apresentam uma taxa de execução que consolida os resultados dos últimos anos – as contas de 2019 encerraram com uma taxa de execução da receita de 88,22% – ou seja, mais 66% do que em 2013.
  • O Município passou a ter fundos disponíveis. Este indicador passou a ser positivo em janeiro de 2018 e mantém-se positivo em 2019 – o ano encerrou com quase 2 milhões de euros de fundos disponíveis (1 milhão 986 mil euros). Em 2013, eram mais de 55 milhões de euros negativos (55 milhões e 663 mil euros negativos) – uma recuperação perto dos 58 milhões de euros (57 milhões 649 mil euros).
  • Os fundos próprios continuam negativos, apesar da enorme recuperação financeira. Os fundos próprios têm crescido anualmente – ao longo dos últimos 6 anos passaram de um valor superior a 14 milhões negativos (em 2013 eram 14 milhões 63 mil euros negativos), para 10 milhões 261 mil euros negativos – uma melhoria de 3 milhões 802 mil euros.
  • A execução orçamental assegurou a formação de poupança corrente a financiar o investimento – despesas de capital, que aumentaram 73%. A poupança corrente bruta foi de 1 milhão 555 mil euros – a melhor desde 2011. 
  • O valor da dívida transitada confirma a tendência decrescente deste indicador ao longo dos últimos anos, desde que a sustentabilidade orçamental foi assumida como estratégica para a recuperação da credibilidade financeira do Município. Em 2013, no início do mandato anterior, transitaram mais de 29 milhões e 172 mil euros de dívida para o ano seguinte, em 2019, apenas transitaram 117,7 mil euros – o que corresponde a uma redução de 29 milhões e 56 mil euros de dívida transitada, em cinco anos. A redução da dívida transitada é fulcral para garantir a sustentabilidade financeira e o cumprimento da taxa de execução do orçamento. A tendência constante de redução verificada ao longo dos últimos anos, mostram que a despesa realizada num ano, está a ser tendencialmente paga no próprio ano, libertando investimento para o orçamento seguinte, por não ser necessário pagar despesa realizada em anos anteriores.
  • A execução do Plano de Ajustamento Municipal (PAM) foi superior a 99,7%, com os valores da dívida municipal a ficarem abaixo do previsto – menos 3 milhões e 470 mil euros. Verificou a recuperação do indicador endividamento municipal – como era previsível, em 3,99 %, devido à reestruturação financeira, com a adesão obrigatória ao Fundo de Apoio Municipal.

 

As Demonstrações Financeiras e Relatório de Gestão 2019 serão apresentados na sessão da Assembleia Municipal do próximo dia 26 de junho para análise, apreciação e votação.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:10
link do post | comentar | favorito

CARTAXO REDUZIU PASSIVO EM DOIS MILHÕES DE EUROS

edificio-face.jpg

 

  • As Demonstrações Financeiras e Relatório de Gestão 2019 “mostram que o caminho iniciado em outubro de 2013, inverteu a situação financeira, muitíssimo negativa, a que a Câmara Municipal tinha sido conduzida”, afirmou Pedro Magalhães Ribeiro.

 

  • O presidente da Câmara destacou que “o sentido de rigor e de responsabilidade que as contas demonstram, são para manter. Não nos vamos desviar do caminho do equilíbrio financeiro. É esta decisão, este rigor e esta responsabilidade que garantem a quem vier depois de nós que não encontrará este caminho de pedras para percorrer”.

 

  • “Os resultados financeiros com que encerrámos 2019, foram conseguidos porque sempre falámos verdade à população e sempre explicámos, desde o primeiro momento, que a todos custaria ultrapassar o tempo de emergência que encontrámos”, afirmou o autarca.

 

  • “Sabemos que a situação de rutura financeira estrutural da qual recuperámos as contas do Município, ainda nos espreita em cada curva da estrada, por isso, a determinação e a força para não ceder qualquer espaço a decisões que deitem por terra o trabalho feito, são essenciais”, referiu Pedro Magalhães Ribeiro para quem “o desempenho das contas de 2019, deve muito a muita gente. A quem nos acompanha nas freguesias, em todos os órgãos municipais e, em especial, à população. Deve tanto aos nossos trabalhadores, quanto às nossas instituições de apoio social e às associações e coletividades que tanto têm trabalhado para sobreviver e continuar a sua atividade”.

 

 

  • Fernando Amorim, vice-presidente e responsável pelo pelouro financeiro na Câmara Municipal apresentou o que considera “resultado de muito trabalho e contenção. As contas de 2019 consolidam a estabilidade financeira que temos vindo a procurar em cada decisão, em cada solução de poupança – quer pela reorganização dos serviços, quer pela negociação com fornecedores e parceiros institucionais”.

 

 

A Câmara Municipal do Cartaxo aprovou por maioria, na reunião de dia 22 de junho, as contas de 2019 – Demonstrações Financeiras e Relatório de Gestão –, com os votos a favor dos vereadores do Partido Socialista (PS), do vice-presidente e do presidente da Câmara, e com dois votos contra dos vereadores eleitos pela Coligação Juntos pela Mudança (PPD/PSD – NC).

 

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, destacou os resultados “muito positivos, que as Demostrações Financeiras e o Relatório de gestão de 2019, comprovam”, elencando os “indicadores fundamentais que falam por si. São factos e testemunham o rigor e a responsabilidade das decisões tomadas ”:

 

  • O passivo total do município reduziu 2 milhões 348 mil euros comparativamente a 2018. O rácio de endividamento passou de 4,08 em 2018, para 3,85 em 2019, um valor que se confirma como uma tendência constante desde 2013.
  • O prazo médio de pagamentos, que em 2013, era de 373 dias, passou a ser de 39 dias, em final de 2018 e de 23 dias em final de 2019. Em relação a 2013, são menos 350 dias.
  • Os pagamentos em atraso superiores a 90 dias, registam valor zero, de 22 milhões 123 mil euros em 2013, a Câmara Municipal chega a dezembro de 2019, sem pagamentos em atraso.
  • O resultado líquido é o melhor desde 2007. De um ponto de partida em 2013 com resultado líquido negativo em quase 2 milhões de euros (1 milhão 919 mil euros), a Câmara Municipal encerrou as contas de 2019, com um resultado líquido positivo superior a 2 milhões (2 milhões 771 mil euros), sendo que em relação a 2018, estes resultados tinham sido melhores em 1 milhão e 600 mil euros.
  • A taxa de execução da receita continua a ser exemplo do rigor e transparência das contas do Município. De uma taxa de execução que em 2013 se ficava por 21,86%, em 2018, as contas do Município apresentam uma taxa de execução que consolida os resultados dos últimos anos – as contas de 2019 encerraram com uma taxa de execução da receita de 88,22% – ou seja, mais 66% do que em 2013.
  • O Município passou a ter fundos disponíveis. Este indicador passou a ser positivo em janeiro de 2018 e mantém-se positivo em 2019 – o ano encerrou com quase 2 milhões de euros de fundos disponíveis (1 milhão 986 mil euros). Em 2013, eram mais de 55 milhões de euros negativos (55 milhões e 663 mil euros negativos) – uma recuperação perto dos 58 milhões de euros (57 milhões 649 mil euros).
  • Os fundos próprios continuam negativos, apesar da enorme recuperação financeira. Os fundos próprios têm crescido anualmente – ao longo dos últimos 6 anos passaram de um valor superior a 14 milhões negativos (em 2013 eram 14 milhões 63 mil euros negativos), para 10 milhões 261 mil euros negativos – uma melhoria de 3 milhões 802 mil euros.
  • A execução orçamental assegurou a formação de poupança corrente a financiar o investimento – despesas de capital, que aumentaram 73%. A poupança corrente bruta foi de 1 milhão 555 mil euros – a melhor desde 2011. 
  • O valor da dívida transitada confirma a tendência decrescente deste indicador ao longo dos últimos anos, desde que a sustentabilidade orçamental foi assumida como estratégica para a recuperação da credibilidade financeira do Município. Em 2013, no início do mandato anterior, transitaram mais de 29 milhões e 172 mil euros de dívida para o ano seguinte, em 2019, apenas transitaram 117,7 mil euros – o que corresponde a uma redução de 29 milhões e 56 mil euros de dívida transitada, em cinco anos. A redução da dívida transitada é fulcral para garantir a sustentabilidade financeira e o cumprimento da taxa de execução do orçamento. A tendência constante de redução verificada ao longo dos últimos anos, mostram que a despesa realizada num ano, está a ser tendencialmente paga no próprio ano, libertando investimento para o orçamento seguinte, por não ser necessário pagar despesa realizada em anos anteriores.
  • A execução do Plano de Ajustamento Municipal (PAM) foi superior a 99,7%, com os valores da dívida municipal a ficarem abaixo do previsto – menos 3 milhões e 470 mil euros. Verificou a recuperação do indicador endividamento municipal – como era previsível, em 3,99 %, devido à reestruturação financeira, com a adesão obrigatória ao Fundo de Apoio Municipal.

 

As Demonstrações Financeiras e Relatório de Gestão 2019 serão apresentados na sessão da Assembleia Municipal do próximo dia 26 de junho para análise, apreciação e votação.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:09
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Junho de 2020
Mercado Mensal de Azambuja volta a realizar-se dia 04 de julho

mercado_mensal_azambuja_entrada.JPG

 

Apela-se ao cumprimento de todas as regras de combate à pandemia.

 

O Município de Azambuja, no âmbito das medidas de desconfinamento gradual e de retoma das atividades económicas, decidiu reiniciar a realização do Mercado Mensal na vila de Azambuja, no próximo dia 04 de julho. Recorde-se que este mercado azambujense ocorre, por tradição, no primeiro sábado de cada mês.

 

Apesar desta reabertura, as autoridades advertem que continua a ser necessário tomar todas as medidas para conter a transmissão do vírus e para controlar a evolução epidemiológica.

Neste contexto, o regresso do Mercado Mensal é acompanhado por um Plano de Contingência "Covid-19".

Este plano está sustentado nas determinações da Resolução do Conselho de Ministros n.º 38/2020 de 17 de Maio, o qual, dando prioridade à prevenção da doença e à contenção da pandemia, levanta gradualmente as interdições em vigor durante o estado de emergência e permite um regresso, também gradual, da atividade económica ao seu normal funcionamento.

 

Reforça-se o apelo a todos os vendedores e consumidores, para que cumpram as orientações das autoridades, nomeadamente o uso de máscara e o distanciamento social sempre que possível.

Pede-se, também, que sejam respeitadas as barreiras físicas e os circuitos de entrada e de saída, a fim de facilitar a circulação e o distanciamento.

Só com o contributo individual e com o espírito cívico de cada um será possível ultrapassar este momento difícil coletivo.



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:33
link do post | comentar | favorito

Póvoa da Isenta comemora os 100 anos da Freguesia

IMG_5488.JPG

 

 

A Freguesia da Póvoa da Isenta comemorou hoje o seu Centésimo Aniversário da elevação a Freguesia, com a inauguração da Sala dos Presidentes. Trata-se de uma honrosa galeria fotográfica que homenageia os presidentes que ao longo do tempo, serviram a causa pública nas funções de presidente desta freguesia do concelho de Santarém.

A inauguração deste novo espaço reuniu alguns populares no edifício da Junta de Freguesia, onde a Sala dos Presidentes fica instalada.

O ato inaugural contou com Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Inês Barroso, Vereadora da Cultura, Ricardo Rato, Vereador do Associativismo e de José João Pedro, Presidente da Junta de Freguesia da Póvoa da Isenta.

Ricardo Gonçalves afirmou que a Sala dos Presidentes “presta uma justa homenagem aos que deram o melhor de si em prol das gentes da Póvoa da Isenta, numa missão de grande proximidade e sempre de portas abertas para a população”.

Para o Presidente da Junta de Freguesia da Póvoa da Isenta. A sala é dedicada aos seus antecessores “é uma obra que fica para a posteridade e um gesto de reconhecimento pelo serviço que prestaram por uma causa tão nobre como é a causa pública”.

O dia ficou ainda marcado pelo descerrar do monumento alusivo ao centenário da freguesia.



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:32
link do post | comentar | favorito

Póvoa da Isenta comemora os 100 anos da Freguesia

IMG_5488.JPG

 

 

A Freguesia da Póvoa da Isenta comemorou hoje o seu Centésimo Aniversário da elevação a Freguesia, com a inauguração da Sala dos Presidentes. Trata-se de uma honrosa galeria fotográfica que homenageia os presidentes que ao longo do tempo, serviram a causa pública nas funções de presidente desta freguesia do concelho de Santarém.

A inauguração deste novo espaço reuniu alguns populares no edifício da Junta de Freguesia, onde a Sala dos Presidentes fica instalada.

O ato inaugural contou com Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Inês Barroso, Vereadora da Cultura, Ricardo Rato, Vereador do Associativismo e de José João Pedro, Presidente da Junta de Freguesia da Póvoa da Isenta.

Ricardo Gonçalves afirmou que a Sala dos Presidentes “presta uma justa homenagem aos que deram o melhor de si em prol das gentes da Póvoa da Isenta, numa missão de grande proximidade e sempre de portas abertas para a população”.

Para o Presidente da Junta de Freguesia da Póvoa da Isenta. A sala é dedicada aos seus antecessores “é uma obra que fica para a posteridade e um gesto de reconhecimento pelo serviço que prestaram por uma causa tão nobre como é a causa pública”.

O dia ficou ainda marcado pelo descerrar do monumento alusivo ao centenário da freguesia.



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:30
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Junho de 2020
Inscrições Abertas para as Férias Municipais de Verão 2020

FeriaVerao_CartazA3.jpg

 

29 de junho a 31 julho irão decorrer atividades desportivas, culturais e de lazer

 

O Município do Entroncamento, através da Unidade de Desporto e Juventude dinamiza mais uma edição das Férias Municipais de Verão, que irão decorrer entre 29 de junho e 31 de julho, com atividades desportivas, culturais e de lazer, dirigidas aos alunos do 1º e 2º ciclo do Ensino Básico.

 

As Férias Municipais têm como objetivo promover a atividade desportiva e a inserção dos alunos na comunidade, favorecer o enriquecimento cultural e cívico dos alunos, desenvolver o trabalho e o sentido de grupo, reforçar as relações interpessoais, estimular situações motoras diversificadas e criativas, proporcionar a atividade livre e espontânea e acima de tudo proporcionar uma interligação mais próxima com os seus jovens.

 

A atividade é organizada pelo Município do Entroncamento e a sua realização segue todas as recomendações do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P., com o apoio da Direção Geral de Saúde, visando a minimização do risco de propagação da COVID-19.

 

Esta nova realidade exige uma adaptação e um conjunto de normas e cuidados a ter por parte de todos, nomeadamente o uso de máscara nos locais fechados (exceto durante a prática desportiva e em crianças menores que 10 anos), distanciamento de 3 metros durante as atividades, desinfeção das mãos e o cumprimento das regras de etiqueta respiratória.

 

As inscrições são limitadas a 45 crianças por semana e são efetuadas presencialmente nas Piscinas Municipais ou online em:

 

https://forms.gle/Wgp99Ac9SPvYiYREA

 

O pagamento pode ser feito mediante transferência bancária e deve ser efetuado após a confirmação da inscrição pelos serviços.

 

Município do Entroncamento apresenta Prestação de Contas de 2019

Investimento continuou a ser a grande aposta em 2019

 

Foi apresentada na reunião de Câmara o dia 15 de junho de 2020, a Prestação de Contas referente ao exercício de 2019, que se saldou por um resultado positivo de 1.173.775,27€, sendo que a autonomia financeira apresentada foi de 39%.

 

Fazendo uma análise do ano de 2019, é importante sublinhar a aposta contínua no investimento para proporcionar a melhoria do espaço público e da qualidade de vida dos munícipes. O Município está a trabalhar para a cidade de uma forma sustentável e equilibrada porque só assim é possível aproveitar as oportunidades de investimento.

 

Em 2019, foram concluídas obras em áreas fundamentais para o Município:

 

Reabilitação do Mercado Diário, investimento que ascendeu a 1.073.782,88 €;

- Remodelação/Modernização do Cineteatro S. João, investimento ascendeu a 1.531.229,49 €;

- Melhoria do desempenho energético do Município, investimento ascendeu a 471.066,65 €;

- Requalificação de Pavimentos e Passeios da Zona Industrial, investimento ascendeu a 150.659,99 €;

- Execução de Rede de distribuição e Drenagem de Águas na Rua do Bairro de Miranda, investimento ascendeu a 50.709,29 €.

 

De destacar que em 2019 foram ainda lançadas as bases para o desenvolvimento das seguintes empreitadas:

 

- Parque Empresarial do Entroncamento – 1.577.742 €;

- Projeto de Eficiência Hídrica – 1.324.353,12 €;

- Requalificação Urbana do Espaço Público, equipamentos e edificados nos Bairros Sociais – 1.028.146,30 €;

- Requalificação do Espaço Público ARU 1 e ARU 3 (Rua Eng. Ferreira de Mesquita, Travessa do Cais, Rua 1º de Maio e Praça das Tílias) – 1.365.706 €;

- Requalificação do Bairro Camões – 243,420 €;

- Consolidação das Margens do Bonito – 288.320 €;

- Pista de Atletismo Pavimento – 131.000 €;

- Requalificação da CM1179 Riachos – 146.000 €.

 

Apesar destes níveis de investimento, no documento agora aprovado destaca-se uma redução da dívida municipal em aproximadamente de 10,75%, em relação a 2018, cifrando-se a 31 de dezembro de 2019 em 8.951.699,59€. Recorde-se que em 2010 a dívida do Município era de 15.736.603,20€.

 

De notar ainda, as taxas de execução da receita e da despesa elevadas, reflexo do rigor orçamental, apresentando um saldo positivo no exercício de 2019 de 1.173.775,27 €.

O investimento realizado não invalidou que também o Prazo Médio de Pagamento do Município tenha diminuído, sendo no 4º trimestre de 2019 de 59 dias (157 dias em 2010), seguindo a política de manutenção de baixos níveis de endividamento a fornecedores, protegendo a economia local e as relações de confiança com os fornecedores.

 

O Presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria, salienta que “estes bons resultados refletem a eficácia da nossa aposta em estabilizar financeiramente o Município, mantendo elevados níveis de investimento, recorrendo sempre que possível a fundos comunitários de forma a aliviar o esforço financeiro da autarquia e otimizando a gestão de recursos. A premissa continua a ser a de melhorar a qualidade de vida das pessoas, promover a criação de riqueza e de emprego, capacitando o Entroncamento para dar uma resposta adequada aos cidadãos e ao desenvolvimento local”.

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:46
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 23 de Junho de 2020
CONSTRANGIMENTOS E EVENTUAIS CORTES NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO BAIRRO 1º DE MAIO E RUA MANUEL MARTINS ALVES  EM SANTO ESTÊVÃO

CONSTRANGIMENTOS E EVENTUAIS CORTES NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

NO BAIRRO 1º DE MAIO E RUA MANUEL MARTINS ALVES  EM SANTO ESTÊVÃO  

DIA 25 DE JUNHO, QUINTA-FEIRA

NO PERÍODO ENTRE AS 08H00 E AS 12H00

 

A ÁGUAS DO RIBATEJO informa que devido a intervenções na rede pública de abastecimento para ligação dos nós e ramais à nova conduta no Bairro 1º de maio e rua Manuel Martins Alves em Santo Estêvão, haverá constrangimentos e suspensão no abastecimento de água no dia 25 de junho, quinta-feira, no período entre as 08h00 e as 12h00.

Zonas afetadas:

  • Bairro 1º de Maio
  • Rua Manuel Martins Alves (entre a ligação com o Bairro 1º de Maio e o entroncamento com a Rua das Cardosas).


publicado por Noticias do Ribatejo às 19:07
link do post | comentar | favorito

Municípios da Região de Lisboa com incentivos para os portugueses

 

Municípios da Região de Lisboa associam-se ao programa de dinamização e captação de turismo interno promovido pela Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa (ERT-RL) em colaboração com a Associação Turismo de Lisboa e disponibilizam várias ofertas a quem quiser viver várias experiências e ficar hospedado duas noites no destino no âmbito daquele programa.

 

Alcochete, Almada, Barreiro, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal e Vila Franca de Xira são os municípios que vão oferecer incentivos complementares a quem escolher as ofertas que incluem estadia, disponibilizadas pela ERT-RL.

 

Passeios na embarcação tradicional Bote Leão e entradas duplas na Fundação Salinas do Samouco são as ofertas de Alcochete. Já o município de Almada vai oferecer visitas à fragata D. Fernando II e Glória. Quem for até ao em Montijo terá como oferta uma garrafa de vinho da Cooperativa Agrícola de Pegões. Por Palmela existem mais duas ofertas. A primeira na Casa Mãe da Rota de Vinhos com oferta de Prova de Moscatel de Setúbal e Pastel Regional, 10% de desconto na compra de vinhos e produtos regionais. A segunda inclui a oferta de uma peça de artesanato e do Roteiro do Património Religioso do Concelho de Palmela a quem visitar o posto de turismo do Castelo de Palmela.

 

Quem visitar o Seixal e for ao Posto Municipal de Turismo recebe ingressos em passeios turísticos a bordo de embarcação tradicional e uma peça elaborada por um artesão do concelho. Em Sesimbra, basta apresentar o Lisboa Card para se ficar isento de pagamento de entradas nos museus e receber um licor no Posto de Turismo e um pack de marcadores de livro na loja Yes Sesimbra.

 

Em Setúbal, todos os que optarem pelas ofertas com estadia têm direito a 10% em produtos adquiridos nas lojas de produtos regionais, entradas gratuitas nos museus e autorização de estacionamento gratuito nos parques de estacionamento municipais. Adicionalmente, em função do tipo da oferta de estadia comprada há outros incentivos, nomeadamente moscatel ou gin de boas-vindas, degustações de queijo de Azeitão, ostras e vinhos ou bilhetes para espetáculos promovidos pelo município.

 

Por Vila Franca de Xira, com o Tejo e a Reserva Natural do Estuário como cenário, há ofertas de aperitivos ou refeições leves, passeios no rio e visitas a espaços museológicos.

 

Estes incentivos são limitados ao stock existente e serão válidas durantes os meses de julho, agosto e setembro. Todos os detalhes sobre as ofertas existentes vão estar disponíveis, no final de junho, no site www.visitlisboa.com.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:05
link do post | comentar | favorito

Câmara  Municipal de Abrantes/reunião de 9 de  Junho de 2020

 

 

Período Antes Ordem Dia

 

01.Análise da  Revisão do Contrato de Concessão à Abrantáqua Serviço de Águas Residuais Urbanas do Municipio de 2012

Na sessão de assembleia Municipal do passado dia 19 de junho o Sr. Presidente referiu-se novamente que se iria proceder a uma a nálise da  Revisão do Contrato de Concessão do Serviço de Águas Residuais Urbanas do Municipio de Abrantes e que para tal se iria contratar uma empresa. 

Já não é a primeira vez que o Sr. Presidente refere esta intenção mas até hoje ainda não entendi a necessidade desta análise. Pode o sr Presidente enumerar as razões de tal decisão?

02.Contratos celebrados no âmbito do Plano de intervenção Social

Sr Presidente, o Municipio de Abrantes, através do Serviço de Acção Social presta diversos apoios   fundamentais para que os beneficiários possam ter um suporte financeiro ou outro para refazer parcialmente as suas vidas. Entre esses apoios está a ajuda no pagamento de renda de casa e medicamentos por um período de seis meses.

Com a severidade da crise em que vivemos muitas vidas ficaram em suspenso pois com o decretar do  confinamento as pessoas ficaram em casa e quem já estava dependente ficou sem qualquer espaço para poder procurar trabalho que lhe permitisse ganhar alguma capacidade financeira. Essas dificuldades mantém-se e talvez até se tenham agravado.

Face ao exposto mais uma vez o Bloco de Esquerda afirma que ninguém pode ficar para trás. Assim, na prossecução desse objetivo é fundamental que os contratos celebrados ao abrigo do Plano de Intervenção Social, nomeadamente na ajuda ao pagamento de rendas de casa, medicamentos e outros  que terminavam  entre o dia 18 de Março, dia em que foi decretado o estado de emergência, até ao presente possam e devam ser prorrogados automaticamente até ao fim de Dezembro de 2020 que é a referência do PEES, Programa Estabilização Económica e Social. E é com este enquadramento que pergunto se os referidos contratos que terminam no referido período estão a ser prolongados e se sim, por quanto tempo?

03.Obras na estrada principal de Arreciadas

Finalizada a obra executada pelos Serviços Municipalizados de Abrantes, na rua principal de Arreciadas, pergunto se existe  projeto de requalificação para a mencionada rua ou se se irá proceder ao asfaltamento sem mais alteração alguma?

04.Presença da tecnica esgrafito nos nº 11 e 12 da praça Barão da Batalha, em Abrantes

Por diversas vezes, em reunião de Câmara, manifestei a necessidade de se preservar a decoração com recurso à tecnica do esgrafito, presente na fachada do edificios nº 11 e 12 da praça Barão da Batalha, em Abrantes, como forma de testemunho importante da história da cidade de Abrantes pela sua raridade. Não escondo que foi com enorme surpresa que verifiquei que todo o reboco, da referida fachada, foi removido destruindo os desenhos de esgrafito.

Face aos exposto pergunto se foi feito algum estudo que fundamentou a destruição dos motivos  com recurso à tecnica de esgrafito que eram bem visiveis ao nivel do 2º andar?

Se sim, solicito o acesso ao referido estudo.

5.PEES, Programa de Estabilização Económico e Social

Tendo em conta, a análise que o executivo, possivelmente já fez  do Programa de Estabilização Económico e Social pergunto que medidas pensa colocar em prática como medida de mitigação dos efeitos económicos e sociais provocados pela pandemia do COVID 19?

 

Abrantes, 23 de junho de 2020

 

Armindo Silveira, Vereador do BE na Câmara Municipal de Abrantes



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:01
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Outubro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

17


31


posts recentes

Município de Santarém sus...

Município de Santarém sus...

Município de Azambuja já ...

Concurso para empreitada ...

Município de Santarém já ...

Rede de Bibliotecas Munic...

Feira de Todos os Santos ...

ABRANTES: Jardins de infâ...

ABRANTES: Jardins de infâ...

      Câmara  Municipal...

NERSANT Business já conta...

Arruda dos Vinhos: 23.ª F...

Movimento de Oposição ao ...

COMISSÃO POLÍTICA DISTRIT...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

Município declara caducid...

Com alguma sorte...

Santarém associa-se ao pr...

Ricardo Gonçalves visitou...

CENTRO CULTURAL DO CARTAX...

Dia de Fiéis Defuntos nos...

PSD quer melhores acessos...

NERSANT incentiva digital...

ENTRONCAMENTO: Exposição ...

Complexo de Piscinas de A...

Consumidores queixam-se d...

Renovação da licença do a...

Município de Azambuja ade...

Chamusca Abraça: Projeto ...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

tags

todas as tags

arquivos

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

DIRECTOR/rRESPONSÁVEL: António Centeio
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds