NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 12 de Novembro de 2020
Executivo Municipal de Azambuja cumpriu a caminhada pelo encerramento do aterro

caminhada contra aterro 02.JPG

 

 

O Executivo Municipal de Azambuja cumpriu, na manhã desta quinta-feira, 12 de novembro, uma caminhada simbólica de protesto contra o aterro existente à entrada da sede de concelho. O Presidente da Câmara e os Vereadores foram acompanhados por três elementos do MOAA-Movimento de Oposição ao Aterro de Azambuja, tendo partido da Praça do Município com destino à entrada das instalações do aterro da empresa Triaza. Todos os participantes, mesmo em número reduzido, cumpriram o melhor possível as regras sanitárias de combate à pandemia.

 

Nesta iniciativa, com a participação dos sete eleitos, o Presidente e os Vereadores mostraram, uma vez mais, a sua solidariedade para com a população no objetivo de resolver o problema ambiental que afeta Azambuja, em particular, e todo o concelho, em geral. Refira-se que esta ação dos membros do Executivo está associada à campanha lançada pelo MOAA-Movimento de Oposição ao Aterro de Azambuja que, devido às restrições impostas no quadro da pandemia Covid-19, convida toda a população a fazer a caminhada em pequenos grupos em dias e horas diversos, mas que sejam muitos a demonstrar a seu descontentamento face à situação.

 

Mais do que um ato simbólico, esta caminhada fica registada como mais uma prova efetiva e pública do empenhamento do Executivo Municipal nesta causa. Neste contexto, o Município congratula-se com a mobilização da população na consulta pública, relativa ao pedido de renovação da licença do aterro, que terminou no passado dia 10 e que contou com cerca de uma centena de participações no portal ‘participa.pt’. Aguarda-se, com expectativa, o resultado deste processo de consulta pública, confiando a autarquia que as opiniões ali expressas sejam um contributo para que as autoridades competentes tomem a decisão de não renovar a licença de exploração do aterro e que ele encerre a sua atividade.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:50
link do post | comentar | favorito

  Câmara  Municipal de Abrantes/reunião de 10 de Novembro de 2020

_abrantes_5720a63e03318.jpg

 

 

Período Antes Ordem Dia

 

 

 

01-Local definitivo para a Feira de S. Matias

 

O Sr. Presidente informou na última reunião de Câmara que se iria avançar com obras para a instalação definitiva da Feira Anual de S. Matias no Aquapólis Sul.

Além dos argumentos que apresentei na última reunião de Câmara e que me escuso de voltar a referir mas que para nós são muito válidos, lembro que o local está em leito de cheia e que o PUA (Plano Urbanização de Abrantes), que é um instrumento com força de lei, estipula que os terrenos contiguos ao Tecnopolo em Alferrarede são para a instalação definitiva da feira estando inscritos  um milhão de euros para criar as condições.

Esta decisão foi planeada e votada, quer neste órgão, quer em sede de Assembleia Municipal, pela maioria PS e a decisão do Sr. Presidente vai contra o PUA e o planeamento estratégico aprovado pelo PS.

Vai o Sr. Presidente contornar a lei ignorando o PUA e o planeamento estratégico do PS?

 

02-Antigo Mercado Diário

 

Também na última reunião de Câmara o Sr. Presidente informou que brevemente iria haver novidades em relação ao antigo mercado diário. Além de outras hipóteses, informou que a intervenção a efetuar iria preservar as fachadas do edificio. O BE, a par de outras forças políticas e da opinião publica generalizada, defende que o mercado de frescos deve ser inserido no caderno de encargos e tido em conta no projeto a executar.

Pergunto ao Sr. Presidente se além da preservação das fachadas, o mercado de frescos vai fazer parte da requalificação ou remodelação do edificio do antigo mercado diário?

 

 

03-Apoios às Associações para manutenção do edificado

 

O Sr. Presidente já referiu diversas vezes que o OP (Orçamento Participativo) não se irá realizar em 2021 mas que a verba de trezentos mil euros  irá ser alocada a apoiar associações do Concelho para a manutenção do edificado.

O Vereador do BE já propôs a criação de um Regulamento de Apoio às Associações do Concelho de Abrantes cujos projetos ou as candidaturas não se enquadrem no Finabrantes mas tal proposta não foi aceite, nem sei se está a ser considerada.

Para o BE e para “toda a gente” e para que não hajam dúvidas, é importante saber quais os critérios e como se vão processar esses apoios. Por isso, pergunto ao Sr. Presidente quais os critérios adotados para proporcionar o apoio às associações para fazer a manutenção do seu edificado?

 

04-Reunião com o Banco Santander por causa da caixa Multibanco de Concavada

 

Pergunto ao Sr. Presidente quais os resultados da reunião com o Banco Santander e qual o ponto da situação em relação à permanência ou não da caixa Multibanco em Concavada?

 

 

 

05-Encerramento do Posto dos CTT na Avenida Mário Soares

 

Depois de uma mobilização geral em defesa da continuidade da loja dos CTT na Avenida Mário Soares que incluiu abaixo assinados em todas ou quase todas as freguesias do Concelho e que, ainda que játenha perguntado pelos mesmos,  misteriosamente mais ninguém ouviu falar. Talvez estejam em alguma gaveta que até será o destino lógico mas deveria ser dado essa informação à população.

Todos sabemos do empenho da Sra ex-presdidente da Câmara e da Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede que culminou com o encerramento da referida loja mas com a abertura de um posto de Correios uns metros mais ao lado com menos serviços mas do mal o menos.

Foi com muita surpresa que tive conhecimento que o referido Posto dos CTT encerrou no passado dia 27 de Setembro pois estava muito bem localizado com estacionamento fácil e com um atendimento super profissional como eu próprio pude atestar.

Estranho o silêncio das forças vivas que se empenharam, acerca de dois anos, neste processo, por isso pergunto se o Sr. Presidente tem conhecimento deste encerramento e se se quer pronunciar sobre o mesmo?

 

07-Feiras e mercados de levante

 

Esperemos que a proibição da realização deste eventos não seja imposta no nosso Concelho mas se tal vier a acontecer o BE é favorável à continuidade destas atividades dado a necessidade  da economia local não estagnar e de imensas famílias terem que ganhar o seu sustento.

 

 

Abrantes, 10 de Novembro de 2020

 

Armindo Silveira, Vereador do BE na Câmara Municipal de Abrantes



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:58
link do post | comentar | favorito

TORRES NOVAS: Fazer todos os esforços para reabrir a URGÊNCIA (no período nocturno) do Hospital TORRES NOVAS     

Hospital_Torres-Novas.jpg

 

Vivemos tempos de excepção na prestação de cuidados de saúde. Todos os esforços das pessoas devem ser canalizados para evitar comportamentos que potenciem o aparecimento e/ou o agravamento de situações críticas de doença.

As medidas temporárias recentemente tornadas públicas pelo CA do CHMT, Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo, (no âmbito do nível 2 do Plano Contingência Outono/Inverno) condicionam o acesso a alguns serviços (e em determinados períodos) de cuidados de saúde de proximidade, o que lamentamos. Estão neste caso as consultas não presenciais e o encerramento da urgência básica no período nocturno. Estas medidas, apesar da garantia de cuidados de saúde no âmbito de outras unidades do CHMT, criam ansiedade e desconforto na população.

Mas nestes tempos de excepção temos de compreender que em primeiro lugar deve estar o aproveitamento de todos os meios do Serviço Nacional de Saúde e outras entidades, para a resposta aos casos críticos (doentes COVID e doentes NÃO COVID), que consome muitos recursos, como capacidade de internamento, equipamentos, profissionais…

Manifestamos a nossa solidariedade aos trabalhadores que, com estoicismo e dedicação, prestam cuidados de saúde à população. Apelamos a que se façam todos os esforços para dotar o CHMT de recursos profissionais, com condições remuneratórias e de trabalho, que possam garantir o funcionamento da Urgência do Hospital de Torres Novas durante as 24 horas, como nunca deixou de suceder com a Urgência Pediátrica.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:54
link do post | comentar | favorito

Ribatejo promove-se no Dubai

unnamed (2).jpg

 

Vastas acessibilidades e localização central do Ribatejo, acesso a infraestruturas de apoio à envolvente empresarial, como os quatro parques de negócios da região e centros para a incubação de empresas, e uma economia diversificada e com exportações superiores à média nacional, foram os atrativos do Ribatejo apresentados na conferência digital “RoadShow Dubai/Portugal – Ribatejo uma região de Oportunidades”, realizada pela NERSANT no dia 10 de novembro, para cerca de 100 investidores internacionais.

 

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém quer trazer mais investimento externo para o Ribatejo, pelo que tem dinamizado ações de promoção da região além-fronteiras. No dia 10 de novembro, a associação realizou uma conferência digital sobre as oportunidades de negócios do Ribatejo direcionada ao mercado do Dubai, onde participaram cerca de 100 investidores dos Emirados Árabes Unidos.

A conferência, que veio substituir uma ação promocional presencial cancelada devido à evolução da crise pandémica, teve como objetivo a promoção do potencial de Portugal e da região do Ribatejo junto de um leque alargado de investidores dos Emirados Árabes Unidos, bem como a criação de oportunidades de negócio internacionais para as empresas portuguesas e a obtenção de investimento externo para Portugal.

Após a sessão de boas-vindas realizada pelo Embaixador de Portugal no Dubai, Joaquim Moreira de Lemos, os trabalhos de promoção do Ribatejo iniciaram com a intervenção de José Coimeiro, da Direção da NERSANT.

O diretor da associação apresentou detalhadamente a região, focando-se nas boas acessibilidades e localização privilegiada (e central) do Ribatejo, que fica a uma hora de Lisboa e duas do Porto. O território, continuou, dispõe ainda de infraestruturas de apoio à envolvente empresarial, tais como os parques de negócios da região, diversos centros de incubação e aceleração de empresas, laboratórios, centros tecnológicos e pólos de investigação.

O empresário caracterizou ainda a economia ribatejana, definindo-a e apresentando-a aos investidores participantes como bastante heterogénea e com oportunidades em diversos setores. Enumerados e em destaque surgiram os setores agroalimentar, dos curtumes, da madeira e do papel, da pedra natural, da metalomecânica e metalurgia e ainda do turismo, e cujas exportações aumentaram, entre 2011 e 2018, 36,5%, um valor superior à média nacional. Para finalizar a sua apresentação, e em jeito de convite, José Coimeiro deu a conhecer alguns incentivos fiscais ao investimento em Portugal, como a Startup Visa e o Golden Visa.

Para além da apresentação das potencialidades do Ribatejo, o evento teve como convidados de honra o Embaixador de Portugal em Abu Dhabi, Joaquim Moreira de Lemos, que abriu a sessão, e o Conselheiro Económico da Embaixada de Portugal em Abu Dhabi, Daniel Pontes. Foram ainda realizadas várias intervenções pelos seguintes oradores: Ahmed Elmetwally, em representação do Sheik Tahnoon Bin Saeed Bin Tahnoon Al Nahyan, Paul Epping, Presidente da empresa XponentialEQ, Rabih I. Khoury, sócio-gerente da Managing Partner MEVP, Saul Tarazona, fundador da Stringgroup, Sammy Musa, sócio-gerente da Gulf Reps Ltd, Ibrahim Ahli, Diretor de Investimento e Promoção do Dubai FDI, e Caetano Leitão, Presidente do Conselho Empresarial Português no Dubai. Para além das intervenções, realizaram-se diversos momentos de networking e debate entre os diversos investidores presentes e o painel de oradores.

Neste espaço de troca de ideias, foi notório o interesse gerado pelo evento em relação à região e a Portugal devido ao levantamento de algumas questões práticas não só sobre a criação de empresas em Portugal e apoios existentes, como sobre as potencialidades da região e a possibilidade de ser uma porta de entrada para a Europa e para os países de língua portuguesa.

De referir que o “RoadShow Dubai/Portugal – Ribatejo uma região de Oportunidades” foi um evento promovido pela NERSANT no âmbito do projeto Ribatejo Global, que visa contribuir para o aumento do reconhecimento da qualidade das empresas, produtos e serviços da região junto dos mercados externos. O mesmo é financiado pelo Compete 2020 no âmbito do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:50
link do post | comentar | favorito

Alterações aos espetáculos no Teatro Sá da Bandeira

 

 

Na sequência da Resolução do Conselho de Ministros 92-A/2020, de 2 de novembro, para rigoroso cumprimento do Art. 28.º - Ponto 6, alínea j) do referido documento e, do atual Estado de Emergência, que vai vigorar entre os dias 9 e 23 de novembro, o Município de Santarém teve que alterar algumas datas e horários da programação do projeto municipal Santarém Cultura, no Teatro Sá da Bandeira.

 

Sexta, dia 20 de novembro, pelas 20h00, sobe ao palco A Arder pela companhia João Garcia Miguel, a partir da obra “O Judeu”, de Bernardo Santareno e com a participação de elementos locais das associações ARAT, Cão Raivoso e Veto Teatro Oficina, que serão envolvidos em toda a preparação do espetáculo.

 

Leituras Encenadas - As Últimas Cenas de Santareno, com direção artística de Jorge Louraço Figueira, uma retrospetiva do último Santareno, a partir das peças curtas e quadros escritos entre 1974 e 1980, ano da morte do autor. As peças serão estudadas por alunos do curso de interpretação da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado ao longo do mês de outubro, numa oficina de análise dramatúrgica, e apresentadas dia 26 de novembro, às 18h00.

 

No dia 4 de dezembro, às 20h00, Tó Trips apresenta o seu mais recente trabalho, banda sonora do filme Surdina de Rodrigo Areias, apresentado em formato cine-concerto, em colaboração com o Cineclube de Santarém.

 

Camané e Mário Laginha juntam-se no palco do TSB no dia 12 de dezembro, pelas 19h00, para apresentar Aqui está-se Sossegado um projeto pensado de raiz para dar mais brilho a uma voz e a um piano que se descobriram cúmplices desde a primeira vez que encheram um palco.

 

O ano de 2020 no TSB termina com O Barbeiro de Sevilha, de G. Rossini, no dia 18 de dezembro, às 19h30, uma ópera que conta a história cómica do barbeiro Figaro. A história é em Sevilha e a personagem central, o Figaro. Quem não cantarolou o Figaro cá, Figaro lá? Este barbeiro sabe todas as histórias da cidade e vai fazendo mexericos, só cria confusão, um espetáculo a não perder.

 

Os bilhetes para estes espetáculos já estão à venda nos pontos aderentes Fnac, Worten e CTT, online em www.bol.pt, e na bilheteira local.

 

Informamos que o Teatro Sá da Bandeira segue as recomendações da DGS e por isso as normas dirigidas ao público devem ser cumpridas. Uso obrigatório de máscara. Desinfeção das mãos à entrada. Respeitar o distanciamento social. Respeitar os circuitos de circulação. Atribuição de lugar por ordem de chegada. Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local. No final do espetáculo, solicita-se a permanência sentado no lugar até indicação dos Assistentes de Sala.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:49
link do post | comentar | favorito

Rede de Bibliotecas Municipais de Azambuja lança atividade “Jogamos à Matemática” em formato online

Cartaz_Jogamos à matemática online.jpg

 

Dia 28 de novembro. Inscrições obrigatórias até dia 20 de novembro.

A Rede de Bibliotecas Municipais de Azambuja (RBMA) está a promover a atividade “Jogamos à Matemática” em formato online, dinamizado por Gilda Costa, a decorrer no dia 28 de novembro, sábado.

A atividade “Jogamos à Matemática” é uma iniciativa com vista a promover a literacia da matemática e é dirigida às crianças dos 4 aos 6 anos e dos 6 aos 12 anos. É obrigatória inscrição até dia 20 de novembro, através do 263 400 485, pelo email biblioazb@cm-azambuja.pt ou no Facebook das Bibliotecas.

No sábado, poderá assistir ao vídeo explicativo online, que irá ser publicado no Facebook Biblioteca Municipal de Azambuja, Aveiras de Cima e Alcoentre ou por videoconferência pela plataforma Webex, pelas 11h30, mediante inscrição.

Para os mais novos dos 4 aos 6 anos, podem levantar o Kit na Biblioteca e o desafio é elaborar um trabalho e enviar as fotos para ser partilhado no Facebook. É necessária inscrição para poder levantar o kit.

Refira-se, que as bibliotecas têm cada vez mais um papel abrangente e diversificado junto da população, assim como, um papel social muito importante junto das comunidades com grandes necessidades de informação, comunicação e tempos livres. Devido à atual situação epidemiológica que enfrentamos e ao estado de emergência em vigor, tornou-se necessário adaptar as atividades habitualmente realizadas presencialmente, ao formato online, de forma a continuar a promover eventos para os mais novos e famílias.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:49
link do post | comentar | favorito

Rede de Bibliotecas Municipais de Azambuja lança atividade “Jogamos à Matemática” em formato online

Cartaz_Jogamos à matemática online.jpg

 

Dia 28 de novembro. Inscrições obrigatórias até dia 20 de novembro.

A Rede de Bibliotecas Municipais de Azambuja (RBMA) está a promover a atividade “Jogamos à Matemática” em formato online, dinamizado por Gilda Costa, a decorrer no dia 28 de novembro, sábado.

A atividade “Jogamos à Matemática” é uma iniciativa com vista a promover a literacia da matemática e é dirigida às crianças dos 4 aos 6 anos e dos 6 aos 12 anos. É obrigatória inscrição até dia 20 de novembro, através do 263 400 485, pelo email biblioazb@cm-azambuja.pt ou no Facebook das Bibliotecas.

No sábado, poderá assistir ao vídeo explicativo online, que irá ser publicado no Facebook Biblioteca Municipal de Azambuja, Aveiras de Cima e Alcoentre ou por videoconferência pela plataforma Webex, pelas 11h30, mediante inscrição.

Para os mais novos dos 4 aos 6 anos, podem levantar o Kit na Biblioteca e o desafio é elaborar um trabalho e enviar as fotos para ser partilhado no Facebook. É necessária inscrição para poder levantar o kit.

Refira-se, que as bibliotecas têm cada vez mais um papel abrangente e diversificado junto da população, assim como, um papel social muito importante junto das comunidades com grandes necessidades de informação, comunicação e tempos livres. Devido à atual situação epidemiológica que enfrentamos e ao estado de emergência em vigor, tornou-se necessário adaptar as atividades habitualmente realizadas presencialmente, ao formato online, de forma a continuar a promover eventos para os mais novos e famílias.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:48
link do post | comentar | favorito

Contributo da Comissão Política da Secção de Azambuja do Partido Social Democrata  
 

unnamed (1).jpg

 

 
 
A Comissão Política da Secção de Azambuja do Partido Social Democrata considera que existe um vasto conjunto de questões jurídicas, ambientais, de saúde pública que sustentam que a operação de gestão de resíduos no aterro da Quinta da Queijeira em Azambuja não tem quaisquer condições para continuar.
 
À hora a que emitimos este nosso documento, temos mesmo a convicção que a nossa comunidade, individualmente ou organizada em movimentos de cidadãos, já manifestou todos esses argumentos nas mais de 90 participações já registadas no portal participa.pt.
 
Tal como os órgãos autárquicos de Azambuja terão aduzido a argumentação de facto e de direito no mesmo sentido.
 
Assim sendo, não queremos ser repetitivos na argumentação, mas como intervenientes políticos interessa-nos analisar e contestar o pedido de renovação desta licencia ambiental, do ponto de vista estritamente político.

É hoje uma evidência unânime que a comunidade Azambujense recusa liminarmente a existência deste aterro.

Então como podem autoridades administrativas, sustentadas seja em que argumentos forem, virem por hipótese a contrariar a vontade de um povo? Não podem!
 
No estado de direito democrático a Lei e os organismos do estado, sejam eles representativos dos cidadãos ou funcionais, não podem alhear-se dos interesses desses cidadãos que representam ou servem.
 
É certo que os referidos organismos têm de atuar no estrito cumprimento das Leis, regulamentos e normas emanadas com a legitimidade que lhes é conferida precisamente pelos cidadãos. Mas devem sempre interpretar essas regras de acordo com o superior interesse da generalidade dos cidadãos.
 
A razão por que optamos por esta abordagem nesta consulta pública, prende-se precisamente com o facto de em todo o processo que envolve o Aterro da Quinta da Queijeira, os organismos do estado, locais e nacionais falharam aos cidadãos, concretamente falharam aos cidadãos do Concelho de Azambuja!
 
Sabemos que os resíduos que produzimos têm de ser tratados ou colocados em algum lado, ninguém em Azambuja negligencia este aspeto, o que não se entende é que um aterro como este possa ter sido aprovado a escassos 400m do perímetro da Vila de Azambuja.
 
Em concreto quais os organismos que falharam?

 
Falhou o Município de Azambuja!
 
Falhou porque desde o início não avaliou corretamente os riscos que um aterro acarreta. Admitindo que um aterro de entulhos poderia ser uma solução para a recuperação paisagística da antiga pedreira, isso significa que foi incapaz de impor a quem explorou o areeiro a recuperação paisagística a que estava obrigado.
 
Depois volta a falhar quando confrontada com a alteração da tipologia do aterro para resíduos industriais, a quadruplicação da área, a lista quase interminável de tipos de resíduos que poderia receber e perante os avisos da oposição de todas estas situações que resultaram na revogação do Reconhecimento de Interesse Público Municipal, pela Câmara e Assembleia Municipal. Com todos estes dados o Sr. Presidente da Câmara poderia ter usado o licenciamento urbanístico para travar o processo alegando a incompatibilidade com o PDM, confrontando a CCDRLVT com essa incompatibilidade, mas fez o contrário.
 
Falhou ainda ao ser incapaz de fiscalizar o aterro naquilo que é da sua competência e de se impor como entidade acompanhante das restantes entidades fiscalizadoras.
 
Falhou a CCDR LVT Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo!

Falha quando aceita a localização do aterro a 400m da vila, no mínimo questionar esta localização seria uma matéria de bom-senso.
 
Falha esta comissão de coordenação regional quando devia ser a salvaguarda do respeito pelo PDM de Azambuja e com um parecer que até admitimos justificável para a área da antiga pedreira 4,6ha classificada como indústria extrativa, estende a justificação para uma área de 16ha em solo florestal.

Falha na verificação da capacidade do requerente da licença para a obter.
 
Falha também na fiscalização, na capacidade de fazer cumprir a legislação e na incapacidade de impor as medidas corretivas que ela própria determina.
 
Falhou a APA - Agência Portuguesa do Ambiente!
 
Falha quando aceita por boa a localização do aterro a 400m das casas das pessoas, em cima do aquífero que abastece a vila, em cima de uma falha sísmica. O bom-senso também aqui andou perdido.
 
Falha também quando aceita que não se cumpram as regras de deposição de amianto em aterro estabelecidas no Decreto-Lei n.º 183/2009 até 2020.
 
Falha também na fiscalização.

Falhou a IGAMAOT - Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento Território!
 
Falha na fiscalização, perante inúmeras questões e denuncias, nunca se viram resultados.
 
Concluindo, estas 3 entidades falharam também em toda a linha pela razão de que ao contrário da população de Azambuja, sabiam bem do que estavam a tratar.
 
Por fim falha a Triaza!
 
Porque traiu a confiança e a seriedade de toda uma população, colocando em risco a sua qualidade de vida, o seu património, a sua saúde, o seu futuro.
 
Por fim, também falha quando prescindiu do seu direito, quando deixou caducar o licenciamento urbanístico. Não pode esperar que Azambuja lho perdoe.
 
Por todas estas razões as entidades licenciadoras têm agora uma oportunidade de se recomporem perante o povo de Azambuja, corrigirem todos os seus erros, indeferindo o novo licenciamento.
 
Sendo certo que a nós os Azambujenses o lixo já ninguém nos tira.
 
Azambuja, 10 de Novembro de 2020
A Comissão Política Concelhia de Azambuja do PSD


publicado por Noticias do Ribatejo às 13:45
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

AR E CMB COMBATEM PRAGA...

CARTAXO: REFEIÇÕES ESCOLA...

COVID-19: Proibido o aces...

Academia Faz Acontecer co...

NOVA CONDUTA MELHORA ABA...

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNI...

TOMAR: Criação da Escola ...

ENTRONCAMENTO: TURE GRATU...

OBRAS FOROS DE ALMADA_SU...

Resitejo/RSTJ cumpre os o...

Nasceu o projeto “Santaré...

CARTAXO: VEREADOR PEDRO N...

COVID-19: Município da Ch...

EDP Distribuição cria n...

ABRANTES: Câmara reforça ...

Coruche – Detido para cum...

Campo de Voo de Benavente...

Covid 19- Mais um confina...

AZAMBUJA: Deliberações da...

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNI...

AR ATENDE COM MARCAÇÃO P...

Altice Portugal intensifi...

NERSANT esclarece empresa...

CARTAXO: SÍNTESE DE ALTER...

Bloco de Esquerda; Câmara...

Município da Chamusca sub...

...

Tomar assume presidência ...

ENTRONCAMENTO: Campanha d...

...

tags

todas as tags

arquivos

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

DIRECTOR/rRESPONSÁVEL: António Centeio
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds