NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 5 de Setembro de 2021
A esperança é tramada

CATARINA.png

Por Catarina Betes

 

A esperança é tramada. A espera que aquele dia chegue, que o outro nunca termine. 
O desejo que os outros te entendam, que não duvidem da tua integridade 
A paciência que tantas vezes tens de ter, para não impor a tua vontade.
A espera alaga-nos, atira-nos ao chão.
Mas também é ela que nos conforta, que nos guia e  segura, tremulamente, a mão.
A esperança é lixada.
Faz-nos acreditar naquele momento.
Em que as rédeas se soltarão, em que o complexo se tornará simples, em que a consequência será menor que a decisão.
A esperança num mundo melhor, em que os opostos se confrontarão.
Nunca seremos vencedores, a vitória é uma ilusão.
Entretanto vamos caminhando. Com a ajuda do mar, dos amigos verdadeiros, de uma canção.
A vida é tão breve!
Sejamos valentes, autênticos, audazes.
Que a esperança nunca se vá, que os dias bons nunca se apaguem, que os beijos bons nunca terminem.
A vida é uma onda.
Despedaçar-se na areia é o seu destino.
Canta e guarda esse momento. Escreve o teu próprio hino.
Sê firme, eleva a voz se tiver de ser, mas nunca te esqueças...
És dono e senhor, do teu próprio destino.


publicado por Noticias do Ribatejo às 09:52
link do post | comentar | favorito

TEMAS DE SAUDE: Reflexões básicas no desempenho desportivo

22023074_8aI7D.jpeg

Por: Antonieta Dias (*)

 

Reflexões básicas no desempenho desportivo

 

Por vezes temos necessidade de desmistificar alguns conceitos que são explorados por

situações de conveniência e /ou tentativa de incentivar práticas prejudicais à saúde, desvirtuando a ciência medica.

Mas nem sempre os interesses estão focalizadas nos benefícios e por vezes incorre-se em

comportamentos que funcionam mais em malefício do que em bem estar geral.

Todavia, as regras impostas pelos interesses económicos são por vezes agressivas, todavia em circunstância alguma devem em circunstância alguma adulterar o que a evidência comprova.

Quando falamos na importância da prática desportiva deduz-se que será uma atividade para

Destinada a proporcionar  bem-estar e contribuir para melhorar a saúde individual, sem prejuízo das  motivações dos desportistas para a pratica da  modalidade preferida.

Sendo um desejo de muitos, nem todos conseguem ter aptidão para o fazer quer se trate de

atletas de alta competição ou  pessoas que praticam exercício físico  de forma  regular  nos  seus momentos de lazer.

Apesar de ter surgido um aumento significativo de desportistas na população em geral, os

estudos demonstram que no Sul da Europa cerca de 50% das pessoas não praticam qualquer

atividade física de forma regular.

Estes países nos quais se inclui Portugal, Bulgária, Grécia, Itália e Roménia ainda estão muito

aquém do esperado para atingirem o nível de desenvolvimento ideal para uma cultura desportiva essencial.

Constata-se a existência de uma sensibilidade cada vez maior nos países desenvolvidos que

despertaram mais cedo para a necessidade de manter estilos de vida saudáveis, sendo o

Exercício físico um excelente contributo para a manutenção e promoção da saúde.

Por exemplo na Suécia e Finlândia a percentagem de praticantes desportivos ronda os 85-95

por cento e nos Estados Unidos em 42 dos 51 Estados, 65 por cento da população não pratica

qualquer modalidade desportiva.

Existe evidência científica que demonstra a valorização da manutenção de uma atividade física

regular no benefício direto na saúde, sendo por isso uma prioridade o investimento na cultura

de uma prática acessível a quase todos um dos maiores incentivos a desenvolver em todos os

Países.

Constata-se a existência de um melhor desempenho no rendimento escolar dos jovens atletas

que modelam e dividem as suas atividades diárias entre estes duas obrigações ocupando de

forma saudáveis os seus tempos livres sem prejudicar os  seus estudos.

O impacto positivo destas competências irá gerar uma gestão mais competitiva dos jovens nas

futuras atividades profissionais, permitindo-lhes uma melhor distribuição dos seus atos de

vida.

É de todo o interesse que se procurem soluções adaptáveis ao Século XXI,  fazendo o investimento em políticas que adotem medidas e promovam incentivos para que se organizem programas de exercício físico que sejam viáveis e possam ser alargadas à população em geral.

A organização de empreendimentos inovadores e globais representam uma mais-valia e uma diminuição dos gastos em saúde.

Em suma, ter uma população saudável representa uma das maiores lideranças económicas de

equipas multidisciplinares, cuja representação deve incluir os decisores políticos que se

interessam e preocupam com o potencial económico dos Países, com o rendimento global, com a satisfação pessoal e com o desenvolvimento da Nação.

Falando agora da  alimentação do atleta devemos ter em consideração  que a dieta do atleta deve ser equilibrada para  permitir  otimizar o desempenho desportivo.

Assim faremos algumas recomendações essenciais  para evitar erros alimentares.

As refeições devem ser realizadas cerca de 3 a 4 horas antes da prática desportiva para permitirem a digestão dos alimentos sem que os atletas fiquem com a sensação de distensão gástrica e para impedirem o desconforto de um rendimento desadequado provocado pelas perturbações alimentares.

As refeições devem ser facilmente digeríveis, ricas em carbohidratos e com pouca quantidade de proteínas e gorduras.

Todo o atleta deve ingerir no mínimo 2 litros de líquidos por dia.

Recomenda-se a ingestão de 500 ml de líquidos duas horas antes dos exercícios, trinta minutos antes do inicio da pratica desportiva devem ingerir entre 250 a 500 ml e 250 ml de líquidos devem ser ingeridos  durante a atividade desportiva.

Se os atletas estiverem num ambiente de calor e se o seu desempenho exigir muito esforço, obrigará a fazer suplementos complementares de líquidos  para minimizar as perdas de água resultantes da libertação de água pelo suor.

Excluem-se as bebidas com frutose por serem indigestas.

O chá, bebidas gaseificadas, café ou sumos de frutas estão contraindicados durante a atividade física.

Sempre que um atleta pratica modalidades que exijam a realização de exercícios de alta intensidade devem enriquecer a sua dieta com carbo-hidratos na proporção de 5 a 10%.

Uma alimentação rica em carne, peixe, ovos, contem ácido aspártico, que ajuda a adquirir massa muscular.

Os usos de suplementos alimentares só são necessários se a alimentação não for rica em nutrientes e variada na sua composição.

Se as refeições dos atletas tiverem todos os ingredientes de uma alimentação diversificada saudável  os suplementos são dispensáveis.

Importa,  contudo referir que se o gasto energético for intenso recomendam-se alguns suplementos que não devem ser confundidos com substâncias anabolizantes e devem ser sempre selecionados por um especialista em nutrição ou por um médico especialista em medicina desportiva.

As doses recomendadas implicam o conhecimento científico dos gastos energéticos adaptados à individualidade (sexo, faixa etária, carga de treino, número de horas gastas na competição ou no treino) de cada atleta e na modalidade praticada.

Estes critérios têm que ser respeitados para se adequarem de forma equilibrada ao exercicio físico.

Se os suplementos forem ingeridos em excesso podem provocar malefícios na saúde do atleta.

O rigor da sua utilização implica conhecimento nessa área.

Em caso algum os suplementos substituem as refeições adequadas e devem ser  sempre acompanhados com as refeições principais.

Quais as roupas mais convenientes param os atletas?.

Não existem modelos exclusivos e padrões definidos, mas sim é necessário adotar o vestuário ao ambiente, respeitando a temperatura do recinto onde o atleta se encontra, usando acessórios quando se justificarem.

Naturalmente que os tecidos para o fabrico do vestuário terão de ser  tecidos que permitam o conforto e garantam proteção do atleta, sendo recomendadas algumas confeções especializadas nessas roupas que facilmente os atletas encontrarão nas  casas referenciadas  e reconhecidas como idóneas para o efeito.

Ao falamos de desporto implica comentar também a necessidade de realizarem  os alongamentos, tantas vezes esquecidos, mas que são fundamentais para manter a flexibilidade do corpo, e que devem ser executados antes e depois da atividade fisica desenvolvida, uma vez  que aumentam a maleabilidade, beneficiam a coordenação motora, permitem o relaxamento, ativam a circulação sanguínea, diminuem as tensões musculares, proporcionam o aquecimentos corporal, aumentam a capacidade nas atividades mais desgastantes.

Os alongamentos também exigem técnica na sua execução deve ser praticados de forma  regular, realizados lentamente e sem tensão muscular.

 Os alongamentos pós – exercício devem ser mais prolongados no tempo que os que se fazem antes de iniciar a atividade desportiva.

 

Falando agora do tempo de descanso, por vezes questionam-nos sobre o numero de  horas que são necessárias  por dia para o descanso dos atletas para manterem a forma física, para melhorarem a performance e para obter um maior rendimento desportivo.

Cada atleta deverá dormir em média entre 9 a 12 horas por noite, para poder repor a energia gasta ao longo do seu desempenho desportivo.

Os atletas que não cumpram estas recomendações têm uma maior fragilidade para sofrerem  lesões desportivas cuja gravidade pode provocar tempos de inatividade incomportáveis para o alto rendimento exigido.

As lesões mais frequentes são as  fraturas de stress as fasceítes, designadamente a fasceite plantar que é  responsável por dores no calcanhar e que é altamente incapacitante.

O descanso adequado do atleta permite fazer a recuperação mental, neurológica e fisiológica aumentando a capacidade de desempenho, o vigor e a energia necessárias para a obtenção e aumento da  força e da massa muscular, sem os quais não obterão o êxito  desportivo.

Em suma, praticar desporto é uma arte que só terá sucesso se for executada com técnica, tatica e apoiada pela ciência.

O fenómeno desportivo envolve atletas, treinadores, agentes desportivos, família, adeptos e profissionais especializados no acompanhamento e na orientação desportiva.

 (*) Médica



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Outubro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
16

17

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

BE Abrantes| Impasse na ...

JOÃO HEITOR NOMEOU PEDRO ...

Município do Entroncament...

Sessão pública de esclare...

NERSANT e Governo da Bahi...

Alunos e professores do P...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMEN...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

Fórum do Clima em Tomar

"A Saúde Mental Pós Pande...

Lançamento do livro no ...

Câmara de Abrantes dá par...

Município de Azambuja ass...

Município de Azambuja abr...

MUSEU RURAL E DO VINHO JÁ...

Tomaram posse os órgãos a...

19ª Feira Nacional de Doç...

Tomar com forte presença ...

Avançam os trabalhos de “...

Festival Nacional de Gast...

ENTRONCAMENTO: Exposição ...

Biblioteca Grandella de A...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

Lançamento do livro “Bair...

ENTRONCAMENTO: Aulas de H...

Rio Maior - Detido em fla...

Os sabores bracarenses vi...

Biblioteca Municipal de A...

TREF realiza conferências...

2ª Feira Social dinamizad...

tags

todas as tags

arquivos

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

DIRECTOR/rRESPONSÁVEL: António Centeio
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds