NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Sexta-feira, 1 de Outubro de 2021
SUSPENSÃO NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA FREGUESIA DE BENAVENTE

azinhaga do contador e reservatório ar.jpg

 

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA
NA FREGUESIA DE BENAVENTE

QUARTA-FEIRA DIA 6 DE OUTUBRO DE 2021

DAS 14H00 ÀS 18H00


A ÁGUAS DO RIBATEJO informa que na sequência dos trabalhos em
curso na Azinhaga do Contador em Benavente, para execução de ramal
de ligação à nova conduta, será necessário proceder à suspensão no
abastecimento de água na quarta-feira, dia 6 de outubro, das 14h00 às
18h00.


Azinhaga do Contador (entre o entroncamento com o
Intermarché e o entroncamento com a Azinhaga da
Minhola).

Azinhaga dos Mochões

Estrada da Minhola

Caminho n º3

Casas Amarelas

Estrada nacional 118 (zona industrial



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:57
link do post | comentar | favorito

Restaurantes de Tomar celebram regresso à “normalidade” com Mostra do Feijão

índice.jpg

 

Vinte restaurantes de portas abertas em Outubro para demonstrar que a leguminosa mais querida dos portugueses tem lugar à mesa desde as entradas até à sobremesa.

 

No país inteiro, os restaurantes voltam a partir de hoje a funcionar em pleno, sem restrições de lotação e, em Tomar, a coincidência de entrarmos em Outubro leva a que a celebração se faça com um dos alimentos mais versáteis da gastronomia portuguesa. Numa tradição com duas décadas, começa hoje e prolonga-se até final do mês a mostra Todos com o Feijão, o Feijão com Todos, uma iniciativa do Município de Tomar em colaboração com os restaurantes aderentes do concelho, nos quais o evento decorre aos fins-de-semana, no feriado e também no dia 20, em que a cidade celebra a sua padroeira, Santa Iria.

Agora que os dias começam a ganhar tons e temperaturas de Outono e apetecem sabores que reconfortem, a leguminosa vai estar em destaque nas ementas de vinte restaurantes, seja em entradas, sopa, prato principal ou sobremesa. São eles o 1º de Maio, o 15, Almourol, Açúcar ao Quadrado, Alpendre, Brasinha, Cova Funda, Ginginha, Infante, Lúria, Manjar dos Templários, Nabão, Ninho do Falcão, Picadeiro, Pica-Pau Amarelo, Refúgio, Sabores ao Rubro, Tabernáculo do Rio, Tabuleiro e Tasquinha da Mitas. 

Antes de continuar a ler, certifique-se de que não está com fome. É que a lista pode provocar água na boca. Vejamos alguns exemplos:

Começando pelas entradas, em que aos típicos peixinhos da horta se juntam estufadinho com cogumelos, paté, estaladiço de caça com sinfonia de feijão ou ensopado de amendoim e feijão encarnado.

 Nas sopas, um dos momentos da refeição em que este ingrediente mais brilha, há-as de feijão verde ou feijão seco, com couve, com abóbora, à lavrador, mas também na mais surpreendente sopa de leitão.

 Chegando ao prato principal, vale a pena fazer também algumas destrinças. Porque há as feijoadas: à Nabão, à transmontana, de chocos, de frango ou de tripas. E a feijocada de bacalhau. Para além de uma cornucópia de sabores, disponíveis para todos os gostos: enguias fritas com arroz de feijão, peixe espada frito com nabiças e feijão frade, espetadas de peru grelhadas com arroz de feijão e bacon, chili, tagine de javali com feijão e couve, cabrito assado com migas, cozido à portuguesa com feijão, carne louca medieval, polvo à lagareiro com migas. E opções vegetarianas como hambúrguer de feijão ou tagine de feijão com cogumelos e marmelo. Entre muitos, muitos outros pratos.

Mas não se preocupem os gulosos, pois as sobremesas ainda nos reservam delícias como panacota de feijão, semifrio de feijão, tarte de feijão com nozes, laranjada de feijão, pudim de feijão branco ou rosas de Tomar.

E a acompanhar não se esqueçam de pedir um vinho dos produtores tomarenses, cuja qualidade e versatilidade têm vindo a crescer de colheita para colheita. 

Se ficou entusiasmado com este menu virtual, imagine como ficará inebriado com todas estas cores, aromas e sabores diante de si. Aproveite e satisfaça em Tomar a vontade de voltar a usufruir em pleno de um bom restaurante.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:54
link do post | comentar | favorito

ENTRONCAMENTO: Atribuição de Bolsas de Estudo Ensino Superior 2021/2022

Inscrições de 15 a 31 outubro | Bolsas de Estudo Ensino Superior 2021/2022

 

A Câmara Municipal do Entroncamento aprovou na reunião de Câmara de 17 de maio de 2021, a atribuição de bolsas de estudo para alunos do Ensino Superior. Serão atribuídas 7 Bolsas de Estudo, de acordo com as seguintes tipologias: 4 Bolsas Académicas, 2 Bolsas de Excelência e 1 Bolsa de Mérito, para além da parceria com o Rotary Club do Entroncamento para 1 Bolsa Académica.

 

As inscrições decorrem de 15 a 31 de outubro de 2021 (Edital Concurso), devendo os interessados consultar o Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo ou no balcão do Serviço de Educação da Autarquia. Para formalizar a candidatura terá que ser apresentado requerimento próprio (disponível no Serviço de Educação) e documentos indicados no artigo 5º do mesmo Regulamento, podendo a documentação ser entregue presencialmente ou via correio eletrónico para educacao@cm-entroncamento.pt

 

A atribuição de Bolsas de Estudo por parte da Câmara Municipal visa apoiar os estudantes oriundos de famílias economicamente carenciadas, cujas disponibilidades financeiras não lhes permitem fazê-lo apenas pelos seus próprios meios, apoiar estudantes que tenham mostrado aproveitamento escolar excecional, contribuindo e estimulando o sucesso escolar de excelência e apoiar estudantes que tenham bom aproveitamento escolar e que se distingam em pelo menos uma das seguintes áreas: cultural, desportiva, artística, científica e tecnológica



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:34
link do post | comentar | favorito

Agricultores podem produzir um terço da energia que precisam a partir do sol

mail.google.com.jpg

 

A EDP e a CAP – Confederação de Agricultores de Portugal – acabam de celebrar uma parceria que será decisiva para melhorar a eficiência energética das empresas do setor agrícola. A EDP analisou os padrões de consumo energético, a distribuição geográfica e as condições de cada terreno para a instalação de painéis solares e calculou o potencial solar do setor agrícola nacional, concluindo que existem já condições para que muitos agricultores possam produzir até um terço da energia de que necessitam a partir desta fonte renovável.

 

As mais de 2.100 empresas do setor analisadas têm potencial para produzir cerca de 114 GWh/ano em eletricidade limpa. Para isso, bastaria utilizar cerca de 21 hectares por todo o país, entre terrenos agrícolas, coberturas de edifícios e de parques de estacionamento.

 

Para o setor, este é um passo significativo para reduzir a dependência da rede elétrica, podendo representar uma poupança mensal de até 40% com eletricidade. Encontrar formas de controlar os custos com energia e aumentar a produção renovável é cada vez mais importante para o setor, já que desde o final do século passado duplicou a energia elétrica necessária para o ciclo produtivo da agricultura.

 

Apoiar o crescimento da produção de energia solar em casas e empresas é um dos pilares da EDP Comercial e será determinante para que as metas do Plano Nacional de Energia e Clima (PNEC 2030) sejam cumpridas, uma vez que se prevê um aumento de 3% para 27% do papel da energia solar fotovoltaica na produção nacional, já no final da década. Este crescimento será também determinante para atingir a neutralidade carbónica com que o país se comprometeu, tendo em conta que este setor ainda emite cerca de 10% do CO2 registado em Portugal, apesar de ser uma das atividades que mais contribui para a captura das emissões. Segundo o estudo realizado pela EDP, optar por produzir energia solar pode evitar a emissão de mais de 28 toneladas de CO2 por ano na agricultura.

 

Tendo como objetivo liderar a transição energética em Portugal, a EDP está a fazer diagnósticos aos diferentes setores de atividade económica, de forma a calcular o potencial solar de cada um.  Neste primeiro estudo, o período médio de retorno deste investimento é de apenas seis anos, podendo vir a ser menos, consoante um estudo mais aprofundado a cada uma destas empresas.

 

Graças à parceria com a CAP, vão agora ser feitos estudos individuais para cada um dos agricultores, que podem optar por investir nas suas próprias centrais ou escolher um modelo em que a gestão e a manutenção são asseguradas pela EDP Comercial, sem necessidade de investimento.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:26
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Dezembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Jardim de S.Sebastião (Az...

Centro de Vacinação de Sa...

Azambuja promove “Natal n...

Deliberações da Assemblei...

Avisan encerra com saldo ...

BOMBEIROS MUNICIPAIS DO C...

Projeto “O Museu e a Esco...

Maria Mil-Homens, inaugur...

RECOLHA DE SANGUE SÁBADO ...

Associação Humanitária do...

Câmara Municipal de Santa...

Torres Novas – Detido por...

Tomar evoca Lopes-Graça n...

MERCADO SEMANAL DO ENTRON...

Programa Férias Ativas Na...

Santarém transforma-se em...

5º Aniversário da Falcoa...

VENHA VIVER O NATAL AO CA...

Orçamento Participativo d...

PONTE RAINHA DONA AMÉLIA

SUSPENSÃO NO ABASTECIMEN...

Município de Azambuja org...

Documentário “VOLver. De ...

Dezembro

JOVENS LEVAM ARTE E ARTES...

Biblioteca Municipal de A...

TAGUS abre novo aviso de ...

Bandeira Verde “Autarqu...

Livro sobre vertente urba...

10º Concurso Nacional de ...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

DIRECTOR/rRESPONSÁVEL: António Centeio
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds