NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 23 de Dezembro de 2012
TEMAS DE SAÚDE: Situações de urgência no doente diabético. Hipoglicemia

Por: Antonieta Dias (*)

 

A hipoglicemia (baixa de açúcar) é uma complicação aguda frequente nos doentes diabéticos, tratados com insulina e sulfonilureias.

Pode corresponder a um efeito adverso do tratamento e ser uma causa de recurso aos serviços de urgência.

Pela sua gravidade pode ser necessário internar o doente para o estabilizar, e em casos extremos evoluir para a morte.

A hipoglicemia caracteriza-se por uma concentração plasmática de glicose (açúcar) no sangue demasiado baixa que origina sinais/sintomas que perturbam o metabolismo devido às disfunções que provocam, designadamente a nível cerebral.

Nem sempre é fácil fazer o diagnóstico desta situação clinica, devido à presença de inúmeras doenças que podem desencadear quadros de hipoglicemia, havendo a necessidade de fazer o diagnóstico diferencial com outras patologias.

Os parâmetros de glicemia determinados no paciente irão variar, conforme se trate de um doente diabético (diabetes mellitus) ou de um doente não diabético.

Se estamos perante uma situação clínica de hipoglicemia de um doente não diabético, apesar de se tratar de um quadro clínico raro temos de o equacionar e medicar adequadamente.

Quando avaliamos um paciente neste contexto (hipoglicemia em doente não diabético) com valores de glicemia inferiores a 55 mg/dl, é obrigatório fazer uma história clínica detalhada, para conseguir diagnosticar a etiologia da hipoglicemia.

Estes doentes deverão ser investigados exaustivamente, interrogados sobre eventuais terapêuticas que lhes tenham sido instituídas, que possam ser responsáveis pelo aparecimento de hipoglicemia, e só se pode parar a investigação clínica quando se obtiver o diagnóstico seguro.

Outras causas deverão ser observadas para que não existam falhas no diagnóstico diferencial, tendo sempre em atenção antecedentes cirúrgicos, designadamente bypass gástrico, excesso de ingestão de bebidas alcoólicas, consumo de medicamentos potencialmente hipoglicemiantes e se o paciente se encontra hemodinâmicamente instável (doente crítico), outras causas poderão estar na origem da hipoglicemia, nomeadamente a sépsis, a doença neoplásica extra – pancreática, a falência hepática ou renal, a malária, os déficits hormonais, a caquexia entre outras.

Porém, quando surgem situações de hipoglicemia em doentes com Diabetes Mellitus, a abordagem do doente deverá ser efetuada de forma diferente , pelo facto de se tratar de uma complicação aguda da doença, muitas vezes desencadeada pelos próprios fármacos usados no seu tratamento, destacando-se a glibenclamida, como a terapêutica que apresenta maior risco.

As biguanidas (metformina), as tiazolidinedionas ou glitazonas (rosiglitazona, pioglitazona), são mais seguras, e por isso têm menos probabilidade de desencadearem crises de hipoglicemia.

É do conhecimento comun que a principal fonte de energia para o cérebro é a glicose, porém as reservas cerebrais de glicose rapidamente se esgotam (minutos), implicando uma manutenção energética de glicose permanente mantida em níveis que não comprometam o metabolismo cerebral normal.

Se não conseguirmos equilibrar os níveis de glicemia, e constatarmos que continuam sempre a descer podendo atingir valores inferiores a 55 mg/dl, haverá obviamente lugar a lesões cerebrais irreversíveis, que poderão ser responsáveis por crises convulsivas, coma ou até morte.

Importa, contudo referir que as situações de hipoglicemia no doente diabético, obrigam a uma vigilância por parte de todos os profissionais de saúde e implicam uma atenção permanente, sempre que o paciente regista valores de glicemia de 70 mg/dl ou menos.

A hipoglicemia pode ser ligeira, moderada ou grave, sendo classificada como grave quando implica tratamento médico quer seja através da administração de hidratos de carbono, medicação parentérica ou ainda intervenção com manobras de ressuscitação.

A American Diabetes Association classifica como hipoglicemia sintomática, sempre que existam sintomas típicos de hipoglicemia em pacientes cuja determinação da glicemia capilar permanece com <= a 70 mg/dl, podendo estar associados outros sintomas inespecíficos como náuseas ou cefaleias.

Deverá pensar-se num quadro de hipoglicemia, sempre nos encontramos perante uma pessoa com pele suada, fria, pálida, com taquicardia ou mesmo taquipneia, sendo este último  mais raro nos quadros de hipoglicemia.

Esta sintomatologia poderá ser ainda mais grave se for acompanhada de alterações do estado de consciência, e/ou lesão neurológica focal que poderão ser confundidos com acidentes vasculares cerebrais ou até com quadros psiquiátricos tipificados pelo estado comportamental dos doentes que se tornam agressivos, hostis, com ou sem comportamentos antissociais por vezes bizarros, que poderão mascarar os quadros de hipoglicemia.

Existem sinais de alerta que despertam a nossa atenção designadamente: diaforese, tremor, parestesias, ansiedade, palpitações, fome, alterações comportamentais, déficit cognitivo, confusão mental, crises de agitação psicomotora, convulsões ou coma.

Sabe-se que as principais causas de hipoglicemia, têm por base a administração de doses elevadas de sulfonilureias ou de insulina em doentes que praticam exercício físico desajustado ao tratamento, ou por exemplo quando existe uma desregulação no horário de administração da insulina com o horário da refeição.

Podem ainda ser causas de hipoglicemia o consumo de álcool em excesso, bem como  quadros de vómitos ou de insuficiência renal.

O tratamento da hipoglicemia deve ser instituído de imediato, com administração de 100 a 200 ml de sumo de fruta (não light), se a crise surgir em casa ou na rua.

Se o paciente se encontra em meio hospitalar, deve administra-se dextrose, com prévia determinação da glicemia capilar, sempre que o valor encontrado for < 70 mg/dl.

Se estamos perante um doente diabético, consciente e sem dificuldades de deglutição, a opção passa pela administração por via oral de 15 a 20 gramas de hidratos de carbono (3 pacotes de açúcar) diluídos em água.

A administração de fármacos (glucose), por via parentérica será utilizada sempre que o paciente tiver dificuldades em deglutir ou se estiver inconsciente.

O objetivo do tratamento da hipoglicemia consiste na reversão imediata dos sintomas e na normalização da glicemia.

Em suma, é fundamental estar atento às manifestações e aos sinais de alerta que sejam indiciadores de uma crise de hipoglicemia, para agilizar de imediato o tratamento dos doentes.

Recomenda-se ao doente diabético que deve estar sempre munido de 2 a 3 pacotes de açucar, tendo ainda o cuidado de alertar também os familiares e/ou cuidadores, para uma a necessidade de intervenção imediata com ministração de açucar por via oral, sempre que ocorra uma crise de hipoglicemia.

Por fim, resta ainda alertar o doente diabético que após a correção da crise de hipoglicemia, deverá fazer uma refeição rica em hidratos de carbono de absorção lenta, intercalada antecipando a refeição seguinte, devendo ainda permanecer em vigilância por um período variável que poderá atingir as 24 horas ou mais, pelo risco do aparecimento de hipoglicemias recorrentes.

 

(*) Doutorada em medicina



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12


20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Município de Santarém co-...

Câmara Municipal de Salva...

REMODELAÇÃO DA SINALIZAÇÃ...

Análise de investimento r...

Santarém – Prisão prevent...

ENSINO SUPERIOR NO DISTRI...

Entroncamento comemora o ...

CARTAXO REFORÇA APOIO À V...

Conversas com Café… Comun...

Branca de Neve e os Sete ...

Dia Mundial da Alimentaçã...

Concursos Nacionais no CN...

A renovada Sinagoga de To...

Temporada da Música 2019

NERSANT está em Macau a p...

Centro Cultural Azambujen...

Tomar recebe Seminário Na...

Grupo Tradicional "Os Cas...

Município de Azambuja com...

Anselmo Borges em Tomar d...

Arranque do ano letivo 20...

CONSTRANGISMENTOS E EVENT...

Lançamento do Guia Percur...

Município do Cartaxo cele...

Município do Cartaxo cele...

Discoteca Lipp’s reabre p...

FESTA DAS VINDIMAS EM VIL...

Exposição e concerto evoc...

Mudança

Quarta edição do CTX META...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds