NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Segunda-feira, 25 de Março de 2013
CARTAXO: FRANCISCO NICHOLSON ESTEVE À CONVERSA NO CARTAXO

FRANCISCO NICHOLSON ESTEVE À CONVERSA NO CARTAXO

O ator, argumentista, dramaturgo e encenador foi o convidado de José Raposo para a habitual tertúlia do CCC, realizada no dia 24 de março

 

Francisco Nicholson esteve no Centro Cultural do Cartaxo (CCC) na noite de 24 de março, a convite de José Raposo, na habitual tertúlia “José Raposo Convida”.

 

O ator, argumentista televisivo, dramaturgo e encenador promoveu uma conversa muito bem humorada, recheada de histórias em torno do teatro, sobretudo do teatro feito na altura em que as artes de palco começaram a preencher a sua vida – anos 60 e 70.

 

José Raposo considerou Francisco Nicholson “um formador, um grande professor, porque desde muito novo esteve sempre à frente dos grupos onde esteve inserido”.

 

É o caso do Teatro Nacional de São Carlos, que ajudou a fundar e do qual foi diretor, ou do Teatro Adóque, que fundou e foi o local onde lançou atores como Ana Bola, Helena Isabel, Virgílio Castelo ou Henrique Viana.

 

Desde muito novo que Francisco Nicholson se começou a afirmar como ator e autor, tendo-se estreado profissionalmente a desempenhar essas duas funções na peça infantil “Mistérios Até Mais Não”, no Teatro do Gerifalto.

 

Foi no Teatro ABC que se popularizou com o teatro de revista e foi com o programa televisivo “Riso e Ritmo” (1964) – em que foi autor e ator, contracenando com Armando Cortez – que se deu a conhecer a todos os portugueses.

 

O sucesso que Francisco Nicholson alcançou na sua carreira deve-se talvez à postura que sempre fez questão de manter. “Fui sempre muito irreverente e às vezes influente. Atrevia-me a desafiar os poderes instituídos”, revelou.

 

Francisco Nicholson “apaixonou-se pelo teatro” no Liceu Camões, onde começou a representar. Como os pais não o deixaram seguir a carreira do teatro, teve de esperar até completar 21 anos para decidir ele próprio o caminho a seguir.

 

Juntou o dinheiro que tinha ganho na Marinha e rumou para Paris, “o centro da cultura mundial na altura”, onde frequentou a Academia Charles Dullin. Regressou depois a Portugal, decidido a fazer teatro, mas muitas portas se fecharam.

 

“A primeira função que tive no meio teatral foi o lugar de ponto. Eu aproveitei, mas a peça era muito má, ninguém estava a gostar, e então eu, como fui sempre muito atrevido, disse-lhes que conseguia fazer um texto melhor em 24 horas. Deram-me uma semana para escrever uma nova peça, eu demorei apenas 48 horas, mas não fui à cama. Gostaram muito e escolheram a minha peça para abrir a temporada”.

 

O teatro que nessa altura se fazia, “fazia-se por vocação, porque se gostava verdadeiramente. E os pais faziam tudo para que os filhos não fossem para o teatro, inventava-se imensas histórias. Hoje há mães que quase empurram os filhos para os nossos braços. Há muito talento, mas há também muita gente a quer fazer teatro apenas para ver o seu nome nos cartazes”, considerou.

 

Se há coisas que o ator e encenador gosta de guardar na memória, são histórias que o marcaram por conterem mensagens que foram para si “uma lição de vida”.

 

“O Bikini foi a primeira revista que fiz – no início dos anos 60, no ABC – e foi um estoiro enorme, um grande sucesso, porque era diferente e ninguém estava à espera. Eu era o autor e participava também como ator. No dia seguinte à estreia ia a entrar no Parque Mayer e cruzo-me com um ator consagradíssimo que me diz que adorou a revista, mas deu-me um conselho: não representes, escreve só. Mais à frente encontro um autor muito consagrado, que também tinha achado a revista fantástica, mas cujo conselho era: não escrevas, representa só. Foi uma lição para toda a vida”.

 

Francisco Nicholson não deixou de representar nem de escrever. Depois de ter passado pela Companhia Nacional de Teatro e pelo Teatro Estúdio Lisboa, inaugurou o Teatro  Villaret integrando o elenco da peça “O Inspetor Geral de Nicolau Gogol”. No dia 25 de abril de 1974, o ABC tinha em cena “Tudo a Nu”, de que era autor, encenador e ator.

 

Dirigiu e interpretou variados programas televisivos, escreveu diversas novelas – tendo sido o autor de “Vila Faia”, a primeira telenovela portuguesa –, foi também autor de várias séries para televisão e argumentista no cinema. Recentemente encenou a peça “Isto É Que Me Dói”, com José Raposo e Sara Barradas, em cena no Teatro Villaret até final de março.

 

COMÉDIA SOBE AO PALCO EM VALE DA PINTA

“Há Petróleo no Beato” pretende recordar Raul Solnado e é apresentada em Vale da Pinta nos dias 5 e 6 de abril

 

Nos dias 5 e 6 de abril, às 21h30, a Sociedade Cultural e Recreativa de Vale da Pinta é palco da apresentação da peça de teatro “Há Petróleo no Beato”, trazida ao concelho do Cartaxo pela Companhia Forever Mesmo Teatro.

 

A peça recorda o saudoso Raul Solnado, que nos anos 80 escreveu este texto para teatro, juntamente com Júlio César, Francisco Mata e Gonçalves Preto. O sucesso da peça levou mais tarde a RTP a reproduzi-la em versão televisiva.

 

Trata-se de uma comédia divertida, cuja história gira em torno da descoberta de petróleo no quintal de um motorista de táxi, que mora com a família numa humilde casa no Beato.

 

Encenada por Manuela Passarinho, a peça conta com a participação especial de Eládio Clímaco, que juntamente com Noémia Costa, Paulo Patrício, Fernando Lupach, Joana França, Miguel Santiago, Filipe Salgueiro, João Duarte, Vitória Sousa e Anita Marques prometem momentos de grande divertimento. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:13
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Vamos eleger a Rainha das...

Entroncamento recebe o me...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

Torres Novas – 4 detidos ...

PERCURSO PEDESTRE DA MATA...

Concerto de Cordis & Vito...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

TEMAS DE SAÚDE: Serviço N...

56ª Feira Nacional de Agr...

Ser presente é uma escolh...

Ministro da Agricultura m...

Colégio de Fátima vence E...

Semana Aberta da Universi...

Secretário de Estado da E...

POLIEMPREENDE ATRIBUI 4.5...

Projeto AgriEmpreende rec...

FNA 19 continua a debater...

Circulação de Trânsito | ...

24 horas a pedalar em Cor...

Políticos de Palmo e Meio...

Crédito Agrícola distingu...

NOVO ESPAÇO DO CIDADÃO AG...

Atribuído prémio de Melho...

Operação Baco 2019

Sons de Verão animam as ...

Fim de Semana da Ativida...

Chamusca recebe de 11 a 1...

1300 crianças passam “UM ...

Jornalista Fernando Corre...

Conversas de Agricultura ...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds