NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 1 de Setembro de 2013
TEMAS DE SAÚDE. Hipertrofia benigna da próstata

Por: Antonieta Dias (*)

 

A hiperplasia benigna da próstata (HPB), é uma doença frequente que afeta os homens com mais de 40 anos de idade.

Caracteriza-se por um aumento benigno da próstata e pode provocar um estreitamento da uretra dificultando a micção, o que virá mais tarde ou mais cedo, a perturbar o repouso do paciente devido ao facto de ter necessidade de se levantar durante a noite por um aumento progressivo das micções, sendo por isso uma complicação deveras constrangedora.

É uma patologia muito frequente, afetando 45% dos homens acima dos 45 anos, sendo que a incidência aumenta de 3 casos por 1000, na faixa etária dos 45-49 anos e sobe para 38 casos por 1000, no grupo etário dos 75-79 anos.

A prevalência é  de 2.7 % no grupo etário dos 45-49 anos de idade e aumenta para 24% quando os homens atingem os 80 anos de idade.

Os sintomas mais frequentes desta doença manifestam-se por polaquíuria, que se pode complicar provocando infeções do trato urinário e nalguns casos poderá mesmo levar a retenção urinária.

Todavia, é importante deixar bem claro que a hipertrofia benigna prostática não é uma lesão pré – maligna. Pensa-se que está relacionada com a andropausa (diminuição na produção de androgénios pelos testículos), correspondendo a uma fase fisiológica semelhante à da menopausa nas mulheres.

Sabe-se que os androgênios (testosterona), são os principais responsáveis pelo aparecimento desta patologia, o que justifica que nos jovens castrados quando envelhecem não padecem desta doença.

Porém, os dados científicos apontam que a administração de testosterona exógena não está associada ao aparecimento de hiperplasia benigna da próstata.

Esta doença resulta de uma replicação mais rápida das células prostáticas normais que provocam um aumento de volume da próstata e passam a comprimir  a glândula e os órgãos vizinhos, enquanto que os tumores malignos da próstata têm uma outra evolução clinica.

Importa, contudo referir, que a obtenção de conclusões assertivas sobre a etiologia desta doença exige que muita investigação ainda tem de ser feita para fundamentar conceitos científicos, baseados em evidências.

Contudo, nesta fase e como nos restantes quadros clínicos para chegar ao diagnóstico existe a necessidade de fazer um interrogatório exaustivo sobre a história da doença, um exame objetivo minucioso, sem prescindir como é óbvio de o complementar com exame de toque retal que é fundamental para verificar se existe ou não uma próstata aumentada de volume, documentada com exames complementares de diagnóstico, designadamente a determinação dos níveis do antigénio prostático específico (PSA), o qual permite descartar doenças malignas.

É a globalidade de todos estes elementos que conduzirá ao esclarecimento da situação clínica, em que o raciocínio médico resultará da reflexão de todos os fatores (percentagem de PSA, livre, toque retal e a ecografia vesico-prostática transretal), para concluir da existência ou não da doença.

Na generalidade os homens não aceitam muito bem esta doença, pelo misticismo e receio de que possa vir a originar uma disfunção eréctil.

O tratamento é  fundamentalmente conservador, e só quando este falha é que é necessário optar pela alternativa da correção cirúrgica.

É importante deixar algumas recomendações simples, mas que poderão melhorar a qualidade de vida dos pacientes nomeadamente alertar para a necessidade de diminuir a ingestão de fluidos antes de dormir, moderar o consumo de álcool e produtos que contenham cafeína.

As manifestações clinicas da doença surgem de forma insidiosa, lenta, constando-se que a próstata vai crescendo e começando a comprimir a uretra, fazendo com que o canal urinário, muitas vezes impeça a saída da urina provocando uma maior retenção urinária, aumentando a frequência das micções, perturbando o jacto urinário e a força das micções, impedindo que a bexiga esvazie completamente

Em geral, os pacientes têm a sintomatologia mais acentuada durante a noite, tendo necessidade de  recorrer à casa de banho várias vezes, o que para além de lhes perturbar o sono, aumenta o risco de quedas.

Estes pacientes podem em casos mais extremos fazer retenções urinárias devido à escassez da quantidade de urina eliminada que fica retida na bexiga, sendo por isso uma complicação importante da hipertrofia benigna da próstata que obriga a uma intervenção médica urgente e invasiva, nalguns casos de difícil resolução pela que se traduz na algaliação.

O facto de a urina ficar retida na bexiga facilita e desencadeia uma maior incidência de infeções e nalguns casos pode levar a formação litíase renal, com episódios de cólica renal, que poderão mesmo provocar situações de hidronefrose e em casos extremos insuficiência renal.

O tratamento inicial é conservador ministrando alfa –bloqueadores (antagonistas do receptor –alfa 1 (alfazosina, tansulosina), que atuam relaxando a musculatura lisa da próstata e do colo da bexiga ou então usando inibidores da 5 alfa –redutase (dutasterida e finasterida).

Quando o tratamento conservador falha terá que se recorrer à cirurgia.

Em suma, apesar de ser uma doença muito frequente nos homens, exige uma atenção muito especial e sobretudo um acompanhamento médico que dê garantia de melhoria da qualidade de vida ao doente e que lhes incuta confiança na eficácia do tratamento.

 

 (*) Doutorada em medicina

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

CARTAXO REFORÇA APOIO À V...

Conversas com Café… Comun...

Branca de Neve e os Sete ...

Dia Mundial da Alimentaçã...

Concursos Nacionais no CN...

A renovada Sinagoga de To...

Temporada da Música 2019

NERSANT está em Macau a p...

Centro Cultural Azambujen...

Tomar recebe Seminário Na...

Grupo Tradicional "Os Cas...

Município de Azambuja com...

Anselmo Borges em Tomar d...

Arranque do ano letivo 20...

CONSTRANGISMENTOS E EVENT...

Lançamento do Guia Percur...

Município do Cartaxo cele...

Município do Cartaxo cele...

Discoteca Lipp’s reabre p...

FESTA DAS VINDIMAS EM VIL...

Exposição e concerto evoc...

Mudança

Quarta edição do CTX META...

Núcleo Interpretativo da ...

Ourém recebeu workshop so...

Município do Cartaxo prom...

Comemorações do Dia Mundi...

NERSANT promove sessão de...

Gonçalo Salgueiro dá espe...

CARTAXO: Sociedade Filarm...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds