NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 28 de Maio de 2009
O comboio vai passar mais depressa em Coruche


A cortiça é uma janela de oportunidade para a valorização do concelho de Coruche, mas o professor de História que lidera câmara, Dionísio Mendes está a lançar alternativas para o futuro. Defende um crescimento harmonioso, com qualidade de vida, da futura cidade. Com o comboio de passageiros e o IC 13, Coruche ficará a menos de uma hora do centro de Lisboa.

 

 

Quando é que avança com a sua candidatura?

 

A ideia é fazer uma apresentação de rodo os candidatos do PS durante o mês de Junho após os feriados. Nesse momento se saberá as novidades com todos os candidatos. Até

lá não faremos anúncios parcelares.

 

Este cenário de crise alterou as prioridades dos municípios. Quais devem ser as linhas orientadoras do próximo mandato em Coruche?

 

A grande prioridade é o investimento das Águas do Ribatejo no saneamento básico em Coruche. Nos próximos quatro anos temos de dar um salto muito grande. Na área da saúde vamos concretizar o Serviço de Urgência Básico em Coruche e vamos reforçar a oferta de cuidados de saúde com a unidade móvel que vamos adquirir para chegar às pessoas mais velhas e com menos recursos. A unidade de cuidados continuados a construir pela Misericórdia, com 30 camas, será fundamental para esta área e a câmara está envolvida neste processo cuja construção avança este ano.

 

E na área social, o que é que está previsto?

 

Na área social, vamos reforçar o apoio na construção de vários edifícios para apoio à terceira idade nas várias freguesias e criámos um conjunto de medidas que permitem apoiar as famílias mais carenciadas. O município não pode substituir a segurança social mas pode ajudar as pessoas a viverem com menos dificuldades.

 

 

Está para breve a abertura da fábrica de águas da Nestlé. São mais 50 postos de trabalho.

 

Curiosamente a nascente de onde será captada a água chama-se nascente dos sobreiros porque tem alguns sobreiros lá perto. Isto mostra a importância do sobreiro no concelho de Coruche. O montado de sobro é um ecossistema com grande qualidade ambiental e a Nestlé escolheu bem o local. Esta unidade é mais um investimento na promoção do emprego e na valorização de alternativas aos produtos tradicionais como a cortiça, o pinhão, a madeira, o vinho e a beterraba. A aposta na água é uma alternativa forte. Tivemos algum mérito na conquista deste projecto que vai dar emprego a 50 pessoas.

 

Será uma boa promoção par a vinda de outros investimentos?

 

Esperamos que este bom exemplo seja seguido por outras empresas de qualidade. Estamos receptivos a recebê-las. Temos um projecto para uma fábrica de perfumaria e cosmética que avança ainda este ano no Monte da Barca. Com a nova área industrial com 60 hectares (área equivalente a 70 campos de futebol), queremos atrair para Coruche outros sectores e outras áreas de actividade, reforçando e valorizando sempre os produtos tradicionais.

 

 

O novo aeroporto vai tornar Coruche mais atractivo?

 

 

Com a proximidade do aeroporto vamos atrair novas empresas e muitas pessoas que vêm trabalhar à volta da cidade aeroportuária. Coruche está muito perto do local da construção e vai ter que aproveitar as oportunidades que aparecerem. Queremos investimentos de qualidade que criem emprego e desenvolvimento. Estou a falar de empresas de produção e serviços que possam trabalhar em função do novo aeroporto.

 

 

E o crescimento urbano. Como é que vai ser feito?

 

Coruche tem todas as condições para crescer, aumentando os perímetros urbanos mas vai ser um crescimento ordenado que privilegie a qualidade. Coruche pode marcar a diferença em relação a outros concelhos que estão à volta do novo aeroporto. As pessoas podem encontrar aqui a casa que não têm em Lisboa. Temos características muito próprias que permitem manter a qualidade de vida e atrair quem trabalha no aeroporto ou até em Lisboa. Vamos ficar a menos de uma hora do centro de Lisboa. Queremos crescer sem nos transformarmos num dormitório.

 

 

A ideia que avançou da possibilidade de haver uma ligação ferroviária de Coruche a Lisboa como está?

 

Há novidades agradáveis. Temos informação que a proposta que apresentámos há quatro anos foi bem acolhida e brevemente vai ser possível avançar com uma linha de transporte de passageiros entre Coruche e Lisboa, directamente para a Gare do Oriente numa viagem de 55 minutos com todo o conforto e comodidade. Há centenas de pessoas que todos os dias se deslocam de carro ou autocarro a partir do nosso concelho para Lisboa e vice-versa. Este transporte vai ser muito útil também para os concelhos de Salvaterra de Magos e Cartaxo. O sonho pode ser concretizado e será mais um factor de competitividade para Coruche com mais qualidade de vida para as pessoas.

 

E a central de camionagem quando é que fica pronta?

 

A obra recomeçou. O projecto foi todo revisto e estará pronta no Verão de 2010.

 

O quartel de bombeiros tarda em avançar?

 

Temos a candidatura pronta para entregar e ficamos a aguardar a sua aprovação. É uma obra importante que queremos concluir rapidamente, mas não depende apenas de nós.

 

E a eterna sede da Sociedade de Instrução Musical Coruchense (SIC)?

 

A sede da SIC está nas mãos da direcção da colectividade. Estamos disponíveis para construir no actual espaço da velha sede ou para ceder um terreno municipal onde se construa o edifício. Terá de ser a SIC a tomar esta decisão. Nós apoiaremos qualquer solução, mas não podemos ser nós s decidir. Aguardamos que nos comuniquem o que pretendem. Estamos decididos a apoiar esta colectividade centenária que é a mais antiga de Coruche.

 

 

Um dos problemas de Coruche são as acessibilidades. Tem feito sensibilização junto do Governo. Para quando o avanço do IC10 (Coruche-Almeirim) e IC 13 (Campo de Tiro de Alcochete- Coruche)?

 

Temos a informação de que o IC 13 avançará primeiro que o IC10. Será uma auto-estrada até à zona do Infantado, servindo o novo aeroporto, com uma ligação à A13 e a partir do Infantado para Coruche será um itinerário complementar sem portagem. Quanto ao IC 10 está prevista uma travessia do vale comum com o IC13 que será uma alternativa às pontes.

 

 

As pontes continuam em obras e prevê-se um Verão complicado?

 

Vamos ter grandes congestionamentos, apesar da alternativa da ponte militar. Vai ser caótico, mas espero que a conclusão seja rápida e que as pontes possam estar a funcionar em Agosto antes das festas de Coruche.

 

São pontes muito arrojadas com cores vivas?

 

As pontes são um ex-libris da vila e penso que a escolha destas cores diferentes em cada uma das sete pontes são uma ideia original que será bem recebida. No futuro espero que sejam usadas apenas para trânsito local.

 

Para quando a regeneração urbana do centro de Coruche?

 

Estamos a trabalhar nesse plano com uma candidatura para interferir no centro histórico com uma reabilitação de vários edifícios e na zona ribeirinha. Vamos também intervir na entrada norte da vila com um projecto de requalificação.

 

Coruche tem todas as condições para ser cidade. Vai apoiar a sua criação?

 

A curto prazo vejo como interessante que Coruche possa ter o título de cidade que pode dar alguma visibilidade acrescida. É uma ambição nossa, mas é preciso criar infra-estruturas que justifiquem o desígnio e nós vamos criá-las. Como coruchense e bairrista que sou, espero que Coruche seja elevada a cidade nos próximos quatro anos.

 

 

Vive a sua actividade com emoção. Não ficou abalado com os ataques feitos por autarcas à sua vida pessoal?

 

Eu gosto muito do que faço e sinto um enorme prazer no que tenho feito pelo meu concelho. Todas as tentativas de enxovalho são insuficientes para mudar a minha foram de estar e de servir o meu concelho. Entendo essas provocações como excessos da democracia que são situações de excepção que lamentamos, mas ultrapassamos com normalidade.

 

Como é que registou a solidariedade dos eleitos da CDU?

 

Foi normal. Em democracia a solidariedade é normal. Eu próprio tenho sido solidário com autarcas da CDU que também passam por situações semelhantes de serem caluniados ou difamados por outros eleitos. A vida continua, temos de saber conviver com estas situações.

 

 

Tem sido acusado de gastar muito dinheiro em campanhas de marketing. É um investimento com retorno?

 

Nós julgamos que estamos no bom caminho. Queremos atrair investimentos e mais habitantes para Coruche, queremos ser uma alternativa à vida em Lisboa e para isso temos de mostrar o que temos e todas as nossas potencialidades. É isso que fazemos com o Coruche Inspira onde juntámos um conjunto de iniciativas que estavam dispersas e projectámo-las junto da opinião pública. É semear para colher.

« Mirante»

 

 

 

 

Saiba outras notícias do Ribatejo

Basta visitar:

http://noticiasribatejo.blogspot.com

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:14
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Inscrições para a Univers...

Município do Entroncament...

JORNADAS DE CULTURA ATÉ 2...

Festival de música Cartax...

Tertúlia Festa Brava orga...

“Quando ela… é ele!” teat...

Professores dos 3 Agrupam...

CARTAXO VOLTA A APRESENTA...

Jovens atores da Chamusca...

Tomar dá o corpo ao manif...

Programa de Educação Pare...

“Chamusca das Três Graças...

ERROS GROSSEIROS NA ELABO...

Festival de música Cartax...

Há apoios do Portugal 202...

‘Santarém em Cena’ reúne ...

Teatro Sá da Bandeira ini...

Ceyceyra Medieval a 21 e ...

TEMAS DE SAÚDE: Doente on...

"O medo tem alguma utilid...

Município de Azambuja ass...

Ano letivo 2019-2020 arra...

Tomar – Prisão preventiva...

Arroz é rei em novo event...

PSD visita operação de li...

Fórum Cultural em Arruda ...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

Santarém retoma liderança...

União de Tertúlias de Aza...

Mercado de Outono e ofici...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds