NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quinta-feira, 29 de Julho de 2010
CARTAXO - CÂMARA DO CARTAXO REUNIU EM VALADA


PAULO CALDAS OUVIU POPULAÇÃO E APRESENTOU PROJECTOS DE FUTURO PARA A FREGUESIA QUE SOMAM 12 MILHÕES DE EUROS
 
·         OUVIR AS PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES DA POPULAÇÃO PERMITINDO A SUA PARTICIPAÇÃO NAS TOMADAS DE DECISÃO DO EXECUTIVO, É O PRINCIPAL OBJECTIVO DAS REUNIÕES DESCENTRALIZADAS DE CÂMARA QUE TERÃO LUGAR AO LONGO DO MANDATO.
 
A reunião da Câmara Municipal do Cartaxo, que teve lugar no dia 27 de Julho, decorreu nas instalações da Junta de Freguesia de Valada e contou com sala cheia – foram muitos os valadenses que quiseram deixar ao Executivo as suas propostas, preocupações e ambições para o futuro, fazendo da reunião descentralizada um verdadeiro fórum de debate e exemplo de participação cívica.
 
A reunião teve início com a intervenção do presidente da Junta de Freguesia, Manuel Fabiano, que fez um “retrato da freguesia” e deixou como principal preocupação o facto de esta ”estar a envelhecer de modo muito rápido, tendo perdido 1000 pessoas nos últimos vinte anos”, afirmando que entende “a falta de postos de trabalho, a impossibilidade de novas construções e o facto da freguesia ficar isolada na época de cheias”, como as grandes razões para a saída dos jovens e a crescente desertificação de Valada.
 
A segurança, a limpeza e manutenção dos espaços públicos – agravados pelos milhares de pessoas que se deslocam a Valada nos fins-de-semana de Verão – e o potencial turístico do rio como factor de desenvolvimento económico foram comuns a quase todas as intervenções do público.
 
Paulo Caldas, presidente da Câmara Municipal, congratulou-se “com a presença de todos e com o facto de aqui terem vindo hoje deixar não só as vossas preocupações, mas também algumas propostas que ouvi com atenção e podem, algumas, ser mesmo adoptadas como solução para os problemas”, afirmando que a Câmara Municipal tem procurado trabalhar a dois níveis, o de responder às necessidades básicas da população – “àquilo que preocupa cada pessoa no seu dia-a-dia” - e à conquista de projectos “ambiciosos e de futuro que carecem de negociação, concepção complexa e de financiamento avultado, sendo que toda a nossa acção terá como principal objectivo manter os jovens na freguesia e travar o seu envelhecimento”.
 
O autarca referiu que Valada “não foi ainda alvo de uma grande intervenção que possibilite à freguesia dar o salto para um patamar que permita o aproveitamento de todas as suas potencialidades naturais e turísticas”, afirmando que ele próprio e as suas equipas no Executivo têm tentado, ao longo dos últimos anos, “fazer em Valada tudo para que as decisões tomadas e os trabalhos efectuados contribuam para a melhoria da qualidade de vida da população, dos idosos - com o Centro de Dia, ou a ajuda à consolidação de cuidados médicos, o saneamento na aldeia de Valada ou a ETAR do Reguengo, assim como contínuos melhoramentos nas acessibilidades”, reconhecendo que “não tínhamos conseguido, até agora, a sustentação financeira para as grandes intervenções, para aquilo que poderá mudar Valada e garantir o seu futuro e crescimento”.
 
O Viaduto de Santana, a valorização dos diques, a intervenção na zona ribeirinha com a criação de zonas de lazer e valorização do espaço urbano, as alterações ao PDM, a reconversão da Palhota e a criação do Ciclodique foram os projectos apresentados como estruturantes para a freguesia de Valada se afirmar no concelho e na região como centro turístico fluvial de excepção”.
 
VALADA XXI – PELA PRIMEIRA VEZ O PROJECTO É APRESENTADO NA ÍNTEGRA
O Projecto Valada XXI – há muito previsto para Valada – foi apresentado pelo Presidente de Câmara que afirmou “pela primeira vez estão criadas as condições para que as várias vertentes do Projecto possam arrancar. Trata-se um Projecto integrado e tão complexo quanto caro”.
 
Constituído por sete vectores de intervenção, a decorrerem em diferentes tempos e estando os seus projectos e financiamentos em diferentes fases de evolução, o Projecto considera a construção do Viaduto de Santana, a Ponte do Reguengo, a valorização dos diques, a execução de diversas intervenções na zona ribeirinha de Valada, a valorização urbanística das aldeias da freguesia e a correspondente alteração ao PDM, a reconversão total da Aldeia da Palhota e a execução de um Ciclodique.
 
As várias intervenções no espaço da freguesia têm um custo total previsto de 12 milhões de euros, dos quais cerca de 10 milhões e 800 mil euros serão suportados por financiamento do Ministério do Ambiente – ARH, Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações – Refer e EP, e QREN, ficando a autarquia com a responsabilidade de assegurar 1 milhão e 200 mil euros do investimento global.
 
Quanto a prazos de execução, o autarca, explicou que não são todos projectos para  curto prazo - o Viaduto de Santana e a Ponte do Reguengo poderão ter início até final do mandato, assim como a primeira fase da valorização da Margem Ribeirinha, mas o Ciclodique e a segunda fase da Margem Ribeirinha poderão ter de esperar pelo início do próximo mandato, dependendo da evolução das candidaturas.
 
Paulo Caldas explicou que “pelas características geográficas de Valada, todos os projectos necessitam de negociação e de trabalho técnico com várias instituições e a sua complexidade leva a que tenhamos de conquistar fundos em diversas frentes, quer junto da Administração Central, quer junto do QREN e com a apresentação de candidaturas a programas muito diversos”, afirmando que este tem sido um esforço, dos últimos anos, que começa agora a mostrar resultados.
 
Viaduto de Santana e Ponte do Reguengo
Estas duas intervenções foram apresentadas como de importância crucial para o crescimento da freguesia e para a sua consolidação como zona residencial e pólo turístico do concelho e da região.
 
O Viaduto de Santana está a ser negociado há quase dez anos, “finalmente é uma realidade, tendo o projecto de execução sido já finalizado” afirmou o autarca que considera que esta obra “em conjunto com a Ponte do Reguengo, vai garantir que Valada não ficará isolada, já que prevê que a estrada na Ponte do  Reguengo subirá 1 metro e meio, ficando acima do leito de cheia e permitindo passar a Vala Real”, acrescentando que “estas são duas obras que – sendo que já foi lançado o concurso internacional para a Ponte do Reguengo -, estão totalmente definidas e com financiamento garantido”.
 
O Viaduto de Santana vai custar 6 milhões de euros, dos quais a autarquia vai pagar apenas 750 mil euros, e a EP e a Refer o restante.
 
Diques e sistema de segurança vão ser muuito valorizados – PDM é factor crucial
A valorização dos diques e a sua manutenção - assegurada por protocolo assinado entre a autarquia e a ARH – poderão abrir caminho à possibilidade de construção na freguesia e terão um custo de 2,1 Milhões de euros, assegurados pela ARH.
 
O sistema de diques e de defesa dos diques é essencial para garantir a segurança de pessoas e bens e, sem este acordo, Paulo Caldas considera que seria muito difícil conseguir os financiamentos para a reconversão urbana prevista no Projecto Valada XXI.
 
O Plano Director Municipal – em fase de revisão – vai possibilitar o desenvolvimento da freguesia, pelo que a estreita colaboração com a ARH vai continuar a ser muito importante na definição das possibilidades de crescimento e consolidação da malha urbana das diversas aldeias da freguesia.
 
Zona ribeirinha de Valada vai desenvolver-se em duas fases
Numa primeira fase a intervenção será junto à margem do Tejo, criando um novo pontão, no qual estará integrada uma zona de restauração e bar, assim como a construção de novos equipamentos de apoio - como instalações sanitárias e um novo bar -, e de percursos pedestres e o parque de campismo.
 
Paulo Caldas assegurou que “o que tínhamos até agora era apenas um estudo prévio, hoje temos projectos de execução e, mais importante, conseguimos o financiamento necessário com 80% a fundo perdido já garantido”.
 
Para além da dificuldade em conseguir financiamento, o autarca explicou que por se tratarem de equipamentos em leito de cheia, foi necessário um longo trabalho em colaboração com os técnicos da ARH e da CCDR-LVT para que fossem avaliadas as condições técnicas de implantação.
 
Palhota e Ciclodique serão pólos de atracção turística
O presidente da Câmara começou por informar a população que “todos os terrenos onde está implantada a Palhota, são hoje pertença da autarquia, posso garantir que foram todos comprados durante os meus mandatos”, acrescentando que tudo o que existe construído no terreno, de modo ilegal, poderá ser demolido, para que se efectue a construção de uma aldeia ribeirinha de qualidade cujo projecto foi desenvolvido pela autarquia e foi já apresentado em diferentes instâncias para financiamento.
 
Do projecto, que está aberto a contributos da comunidade, fará parte uma Casa Museu, a reconversão das casas palafitas e do ancoradouro – o custo total previsto é de 1 milhão de euros.
 
O Ciclodique, que se estenderá por 16 a 20 Km dentro do concelho, é um projecto que abrange três municípios (Cartaxo, Azambuja e Santaém) – num total de 40 km de extensão - e é o único que ainda não tem financiamento completamente assegurado, sendo que custará cerca de 1 milhão de euros.



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:03
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

15
17

22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

ABRANTES: SL Benfica conq...

AFINAL, HÁ RUAS ENFEITADA...

ALPIARÇA : NOVO CONTINENT...

CARTAXO: TRÂNSITO ENCERRA...

ABRANTES: Intervenções do...

MUNICÍPIO ATRIBUIU HABITA...

18º Festival de Folclore ...

TAGUS – candidaturas aber...

Novas exposições nas ‘Gal...

Trail das Famílias 2019 n...

FESTAS EM HONRA DE NOSSA ...

Vem aí a 15ª edição dos “...

In. Santarém 2019 | PROGR...

CA Soluções de Crédito Fa...

Fabíola Cardoso propõe cr...

O tempo

1.ºTorneio Solidário Stre...

O Concelho de Azambuja ac...

NERSANT quer simplificar ...

VALADA ACOLHEU DIA INTERN...

13.ª Edição da Feirinha d...

“Galerias com Arte” receb...

MEIO MILHÃO DE EUROS PARA...

Festival de folclore ‘Rio...

CRÉDITO AGRÍCOLA COM RESU...

Município de Azambuja tem...

“Da Terra à Mesa” é o tem...

ESCAVAÇÕES ARQUEOLÓGICAS ...

Obras de requalificação d...

In Santarém 2019 | PROGRA...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds