NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Sábado, 17 de Julho de 2010
CASADOS COM A EUROPA – UM NOVO FÔLEGO OU O DIVÓRCIO?

 

 

Artigo de Opinião

Por: Anabela Melão

 

Não resisto a acompanhar um artigo do Mário Soares sobre a União Europeia, naturalmente subvertido pelos meus devaneios.

Somos cidadãos desta aldeia global há 25 anos. Dizem os especialistas que as crises conjugais estalam ao fim de sete anos, mais coisa menos coisa. Ora, numa união em que já se celebraram bodas de prata, qualquer um dos cônjuges já teve tempo para “assentar” e ter juízo, a não ser quando o juízo é o que os impele a pôr fim à dita união.

O Tratado de Lisboa não foi uma aposta romântica assim tão bem sucedida que tenha dado à Europa uma voz de comando única. E os mais recentes actores chamados à cena não ajudam. O novo presidente, Van Rompuy, e a diplomata inglesa, Catherine Ashton, que se ocupa da diplomacia da União, a que se junta a Comissão Europeia, presidida por Durão Barroso – cada vez mais distante do espírito europeísta - e da Bélgica que assume, nos próximos seis meses, a presidência rotativa, que passou, no fim de junho, de Rodriguez Zapatero para Yves Leterme, vieram alimentar ainda mais a fogueira, já profusamente acesa.

Uma vez que os Estados que se assumem como as estrelas hollywoodescas o motor franco-alemão, o Reino Unido, a Itália, eventualmente a Espanha e a Polónia também – mostram uma esquizofrenia narcisista, completamente descontextualizada face à crise em que se vive – que se evidencia na divergência de medidas a tomar – quando pensam nelas – e num zigue-zague estonteante – quando as aplicam sem nelas ter pensado cum grano salis, a luz ao fundo do túnel teima em se deixar ver.

Este casamento, nalguns casos foi-o, noutros ficou-se pela união de facto, chegou a um ponto em que os 27 Estados que se uniram neste projecto comum se desentendem quanto ao essencial e estão em desacordo quanto ao acessório nem os 16 do euro salvam a discussão sobre qual a estratégia a encetar para ultrapassar a crise. Dir-se-ía que uma boa parte está disposta ao divórcio. Concertação e convergência começam a parecer utopias. Ou seja salvar a Europa parece ser agora um sonho tão grande quanto foi o de a unir num ideário.

O Banco Central Europeu (BCE), presidido por Jean-Claude Trichet, um nado em França com alma alemã (até porque reside em Frankfurt, sede do Banco, e aqueles ares têm um efeito hipnotizador, a julgar pelo adormecimento que provocou na população alemã quando nem davam conta da grande actividade das SS de Hitler, que, sabe-se lá, para quê e porquê, entravam porta adentro dos seus vizinhos não-alemães ou contra-regime) vai lançando umas medidas altamente restritivas visando reduzir os défices e os endividamentos externos, públicos e privados, e (que raio, será coincidência?!) esquecendo a projecção que as mesmas têm na vida das pessoas, com o desemprego crescente, a pobreza, a exclusão social e as desigualdades e os fossos sociais sempre a cavarem mais fundo.

Ao contrário das posições defendidas pelo presidente do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Kahn, um francês que vive na América e que jura, a pés juntos, que as receitas neoliberais só podem agravar a depressão dos países que as seguem.

A chanceler alemã, Angela Merkel, afinal sem o sexto sentido que se presumia ter, não consegue manter relações de boa vizinhança com o Presidente Sarkozy que, no seu país, desceu a pique e se posiciona agora no mais baixo índice de popularidade que jamais um presidente francês atingiu, desde De Gaulle (e este não tinha Carla Bruni). A Itália de Berlusconi vai dando sinais de colossais ruturas sociais e políticas e a popularidade do primeiro-ministro cai vertiginosamente todos os dias. A Espanha lá respirou fundo à conta do balão de oxigénio que acompanhava a taça que a premiou com a vitória naquela festa que move multidões em que uns cidadãos, a maior parte sem a escolaridade mínima obrigatória, corre atrás de uma esfera (que nem é manuelina!). O que não aquece nem arrefece as dificuldades, económicas e políticas, entre as periferias e o Centro Castela. O Reino Unido vive a maior crise económica, financeira e política desde a última Guerra Mundial. Quanto à Irlanda, à Bélgica ou a alguns países do Leste... nem vale a pena chover no molhado.

Os que querem manter vivo este sonho e o projecto europeísta têm de conseguir reagir a esta morte lenta, a começar dentro do espaço nacional até ao europeu. A União Europeia é, recordemo-lo, “o mais interessante e original projeto de paz e de bem-estar social que se conhece” (Mário Soares).

Os homens são, por natureza, fortes, e juntos, invencíveis. Não há porque ceder e deixar que a crise mate este casamento. Mas corre-se esse risco. Perder um casamento, em sentido próprio e institucional, já é suficientemente mau. Este casamento, que envolve cônjuges separados territorialmente por imensidões de espaços e com culturas pertencentes a pólos antípodas, é um desafio maior e por isso maior é o gozo de o manter vivo. Somos os maiores interessados. Porque escolhemos estar nele. Mas, como se faz para tentar salvar um casamento, é chegada a hora de nos impormos, como cidadãos europeístas, de lutar pela sua sobrevivência desta união, em que todos temos tudo para ser felizes. Mas, reconheçamos, há que mudar as políticas. Tem de se evitar a fatalidade de uma União desagregada, que arraste consigo o Ocidente.

Seria uma tragédia para o mundo. E o mundo somos nós.

 


tags:

publicado por Noticias do Ribatejo às 13:07
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 16 de Julho de 2010
OUREM - Deputada do PSD recomenda e divulga o local da melhor "ginga do país"

 

A nossa colaboradora, Carina João, Deputada do PSD pelo Círculo de Santarém, recomenda no Jornal "O Ribatejo" para férias ou passeio, Fátima ou Ourém.

Em Fátima recomenda uma visita à igreja de N.ª. Senhora da Ortiga, com uma visita magnífica sobre Ourém e sobre as encostas onde outrora já funcionaram moinhos. Em Ourém recomenda uma visita aos castelos, passando pela tasca onde se bebe uma das melhores gingas do país.

«O Ribatejo»

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:13
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 8 de Julho de 2010
Governadora Civil visita Bombeiros de Mação
A Governadora Civil de Santarém, Sónia Sanfona, desloca-se à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mação, em visita oficial, para conhecer as instalações da corporação, reunir com a direcção e com o comando operacional. A visita insere-se no âmbito da decisão da Governadora, de visitar as corporações empenhadas na Fase Bravo, de combate aos incêndios florestais. A visita decorrerá no próximo dia 15 de Julho, quinta-feira, pelas 10 horas. A Defesa da Floresta contra Incêndios é um objectivo fundamental no distrito de Santarém, assim como em todo o país. A importância da nossa floresta na sustentabilidade ambiental e na criação de riqueza, obriga a um total empenho de todas as instituições com a responsabilidade no sector florestal. Neste contexto, a coordenação de esforços e de recursos é uma mais – valia que a Governadora Civil de Santarém, Sónia Sanfona, pretende manter e reforçar. GI/GCS


publicado por Noticias do Ribatejo às 20:31
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 27 de Maio de 2010
ALPIARÇA-Limpeza junto da aldeia Avieira do Patacão.
Realizou-se no dia 22 de Maio de 2010 uma acção voluntária de limpeza junto da aldeia Avieira do Patacão. Esta acção foi organizada pela AIDIA, pelo Fórum Ribatejo, pela Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Alpiarça, e contou com o apoio da Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém. Estas entidades juntaram esforços e agiram em conjunto. As duas primeiras instituições conseguiram mobilizar 28 pessoas, que ali trabalharam gratuitamente durante um dia. A Câmara e a Junta de Freguesia disponibilizaram dois camiões, uma retroescavadora, duas carrinhas de caixa aberta e diversos equipamentos de limpeza e a Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém, uma furgoneta, para além de outro material e equipamento disponibilizado por particulares. Com estas condições, retiraram-se debaixo dos salgueiros treze camiões de troncos secos, ervas altas, silvas e lixo, assim como dezena e meia de sacas com lixo de difícil degradação (plásticos para agricultura, embalagens plásticas, latas e garrafas de vidro) deixando-se limpa toda a área pretendida. Foi atingido o objectivo que todos se propuseram cumprir. Na pausa do trabalho e colmo estava no programa, ofereceu-se uma caldeirada aos participantes, que teve lugar debaixo dos salgueiros, na área previamente limpa. Para confirmar a justeza da acção, verificou-se que no dia seguinte, domingo 23 de Maio, estavam no Patacão 23 carros estacionados e 80 pessoas descansavam com as suas famílias entre os salgueiros ou praia fluvial.


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:46
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Abril de 2010
SANTAREM-Presidente do ISS rejeita cortes nos apoios sociais
O presidente do Instituto da Segurança Social disse em Santarém que "não é cortando nos apoios sociais que se combate a crise”. Edmundo Martinho defendeu em Santarém que "o combate à crise não pode comprometer o combate à pobreza e à exclusão social”, respondendo a críticas de alguns participantes numa iniciativa coordenada pelo núcleo da Rede Europeia Anti-Pobreza sobre casos que consideram de "falsa pobreza", revela o jornal "O Ribatejo". Um dos mais críticos foi o socialista que preside à Câmara de Almeirim, Sousa Gomes, que dividiu a pobreza em Portugal em "pobres estruturais", "novos pobres" e "falsos pobres" que andam a "falsear o sistema". Em resposta, o presidente do ISS, que integrou a Comissão de Honra do PS nas legislativas, rejeitou por completo a proposta de obrigar os beneficiários do Rendimento Social de Inserção a prestar serviços à comunidade, defendendo em alternativa que “devem ser estimuladas a procurar trabalho remunerado que lhes permita deixar de receber apoios públicos”. “Os pobres e desempregados não podem ser bodes expiatórios de empresas que sabem organizar-se”, disse ainda Edmundo Martinho, deixando críticas a alegados “responsáveis pela crise que continuam a querer estar na crista da onda a procurar ter uma palavra sobre as soluções para o problema que criaram”. http://www.esquerda.net


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:08
link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Abril de 2010
BENAVENTE-Companhia das Lezírias aposta na internacionalização e na criação de central de biomassa
A Companhia das Lezírias (CL) exportou, em 2009, mais de 20 por cento da sua produção de vinhos e azeite, numa estratégia de internacionalização que inclui ainda a venda de cavalos, disse o presidente do Conselho de Administração Samora Correia, Benavente, Santarém, 17 Abr (Lusa) - A Companhia das Lezírias (CL) exportou, em 2009, mais de 20 por cento da sua produção de vinhos e azeite, numa estratégia de internacionalização que inclui ainda a venda de cavalos, disse o presidente do Conselho de Administração. Vítor Barros disse à agência Lusa que o investimento feito na modernização e ampliação da adega do Catapereiro permitiu a entrada, em outubro de 2009, dos vinhos CL na cadeia Pingo Doce. Outra aposta da CL, a produção de carne de bovino rica em ómega-3, poderá vir a duplicar muito em breve, tendo em conta que está em negociação a colocação deste produto em mais duas lojas da cadeia Continente, que se juntarão às lojas de Oeiras e Telheiras, que vendem esta carne desde junho e setembro de 2009, respetivamente. «lUSA»


publicado por Noticias do Ribatejo às 11:15
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 9 de Abril de 2010
João Serrano um defensor da Cultura avieira
João Serrano, um dos membros do núcleo de coordenação do projecto da cultura avieira começa a ver os resultados do seu esforço. Defensor acérrimo da temática e da importância que o assunto causa já conseguiu projectar a candidatura da cultura avieira a património nacional e tudo indica que venha a ser aprovado pois é este o objectivo do primeiro Congresso Nacional da Cultura Avieira que se vai realizar entre 7 e 9 de Maio em Santarém e Salvaterra de Magos. João Serrano já adiantou que a Administração da Região Hidrográfica do Tejo (ARH-Tejo) está disposto a apoiá-lo. Transcrevemos parte do artigo publicado no semanário “O Ribatejo”: a «Administração da Região Hidrográfica, demonstrou já a disponibilidade em comparticipar a componente nacional dos futuros projectos de investimentos que vierem a ser efectuados no âmbito deste projecto, numa reunião em que também participaram os sete municípios que fazem parte deste consórcio. Do consórcio fazem ainda parte 20 empresas privadas de várias áreas do sector do turismo, duas universidades – Aveiro e Évora –, o Instituto Politécnico de Tomar, o Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing (IADE) e duas paróquias do concelho de Santarém. Está também prevista a adesão da Universidade da Beira Interior e da Universidade do Minho, sendo que desta última existe já um investigador a trabalhar nas Caneiras (Santarém)».

tags:

publicado por Noticias do Ribatejo às 17:45
link do post | comentar | favorito

Sábado, 20 de Março de 2010
VAMOS LIMPAR PORTUGAL/DISTRITO DE SANTAREM

 

 Depois de se ter juntado a uma das equipas de voluntários às oito horas em Almeirim, na limpeza do eucaliptal junto do Circuito de Manutenção e após almoço com voluntários na Atalaia-Vila Nova da Barquinha, a Governadora Civil de Santarém visita o Aterro da Resitejo/Eco Parque do Relvão na Carregueira/Chamusca.

Estará presente o Coordenador Distrital Mário Reis para breve balanço da jornada com a Comunicação Social

GI/GCS

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:01
link do post | comentar | favorito

Familiares de aluna agridem funcionária dentro de escola básica em Coruche

 

Uma auxiliar de educação da escola do 1º ciclo de Vale de Mansos, Coruche, foi agredida por familiares de uma criança na quinta-feira, tendo sido transportada ao Hospital de Santarém.

A funcionária, que está em casa de baixa médica, sofreu escoriações na face e no corpo, e teve alta no próprio dia.

Segundo a presidente do agrupamento de escolas de Coruche, Fátima Bento, a agressão aconteceu dentro das instalações da própria escola e envolveu quatro familiares da criança, três adultos e um adolescente, que residem numa comunidade de etnia cigana dentro da vila.

A funcionária, vigilante das crianças nos transportes escolares, terá sido o alvo escolhido por ter repreendido a menina, de seis anos, quando esta causou distúrbios dentro do autocarro.

“Este não é um caso isolado”, disse Fátima Bento, adiantando haver crianças que têm vindo “a provocar problemas e a demonstrar comportamentos de indisciplina dentro e fora da escola, sobretudo nos transportes escolares”.

A professora diz que, após tomar conta destes comportamentos de indisciplina, resolveu pedir o apoio da autarquia e da GNR de Coruche para começar a chamar a atenção das famílias.

O capitão Carlos Botas, da GNR de Coruche, disse que foi levantado um auto de notícia da agressão de quinta-feira, mas que, nestes casos, apenas os adultos poderão ser chamados a responder pelos seus actos.

“A maioria destas crianças têm entre seis a oito anos de idade e não podem ser imputadas. Nem mesmo ao abrigo da Lei Tutelar Educativa, que só se aplica a jovens entre os 12 e os 16 anos. Há um vazio legal”, frisa o militar, acrescentando que estes casos de indisciplina na escola têm sido apenas reencaminhados para a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens local.

http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:10
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 17 de Março de 2010
ALPIARÇA-Primeiro vieram os médicos, agora vem o Embaixador…Os cubanos andam por aí…

 

 
Primeiro vieram os médicos, agora vem o Embaixador…Os cubanos andam por aí…(comentário a propósito do texto do Sr. S. Simões)
- Que se saiba, ninguém se manifestou contra a vinda de médicos para o Centro de Saúde;
- O que muita gente questionou, diga-se com toda a legitimidade, foi o facto da noticia ser dada pela CANDIDATURA do PS e, como ficou provado, (veja-se noticia de O Mirante) sem o conhecimento da Directora do Agrupamento e da Presidente da CM na altura, Vanda Nunes;
- O que se continua a questionar é a forma como os médicos vieram cá parar. O facto é que a nova gestão da CM foi confrontada, através de contactos diversos (sabemos quais, mas não dizemos…), nomeadamente pela Sra. Directora do Agrupamento, Dra. Luísa Portugal, no sentido do município resolver alguns problemas relacionados com a instalação dos referidos médicos; Até hoje ainda continua a pairar um mistério a que ninguém responde: Se não foi o Ministério da Saúde que tratou do alojamento, se não foi a CM… quem foi? Seria bom que Dra. Sónia Sanfona tivesse respondido a esta questão…
- A verdade é que foi a actual maioria que tratou de todos os aspectos relacionados com o alojamento dos referidos médicos, conforme foi tornado público pelo presidente da CM, evitando, dessa forma que estes dois excelentes profissionais pudessem ser deslocados para outro concelho;
- O deputado António Filipe questionou o Ministério da Saúde apenas e sobre a forma como foi feito o anúncio da vinda dos médicos (através duma iniciativa de campanha eleitoral, repete-se…) e ainda sobre as condições em vinham para Alpiarça.
- É verdade que no debate político então travado, algumas vozes se levantaram criticando o facto da Assembleia da República ter uma deputada de Alpiarça e esta, ao longo do mandato nada ter feito em prol da sua terra e da região que a elegeu. Mas isso são factos. Basta consultar o site do parlamento…

Sobre as iniciativas no Espaço CDU
Estou satisfeito. O Espaço CDU está a cumprir os objectivos com que foi criado. Cada iniciativa que se anuncia merece sempre enorme destaque. Primeiro foi uma conversa do Presidente da CM com jovens, depois foi o lanche para comemorar o Dia da Mulher (em que o delírio levou a que alguns comentaristas afirmassem que a CM ia comemorar o 8 de Março no Espaço da CDU!) e agora, vem o debate sobre o sistema de saúde em Cuba…
Pelo meio realizou-se um outro debate sobre a situação na Palestina. Também ele motivo de referência subliminar nesta peça de S. Simões: Quando se está a falar de pedras atiradas a Sónia Sanfona, procura induzir-se o cidadão mais incauto à intifada Palestiniana…
Rendo-me. Esta é duma profundidade que até esmaga!

Flores em vez de pedras
Nada me move contra a Dra. Sónia.
O que tenho é fundadas razões para discordar do seu comportamento político.
Se ela quisesse realmente ajudar a sua terra, teria aceite um lugar na CM, conforme lhe foi oferecido.
Não foi por esse caminho, preferiu ser Governadora Civil, lugar que não lhe dá descanso nenhum. Agora até tem de fazer petiscos nas tasquinhas de Rio Maior.

 

Saiba mais em: www.jornalalpiarcense.com



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:16
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 16 de Março de 2010
SEGURANÇA, UM CASO A PENSAR

 

 

ARTIGO DE OPINIÃO

Hoje em Dia a Segurança, ou melhor dizendo a falta dela, é dos pontos onde existe mais unanimidade na nossa região.
 
A Profissão de Policia em Portugal não parece ser nada fácil. Vejamos então, eles estão sempre com a forte possibilidade de em perseguição apanharem um tiro Fatal, no entanto se disparam um tiro fatal para o suspeito, apanham um processo disciplinar que os pode levar à suspensão das funções ou mesmo serem presos.

Choca-me ver um caso como o que ocorreu em Alpiarça em que uma esquadra da Polícia, símbolo máximo da autoridade, é atacada violentamente ao tiro. Assim como fico escandalizado por ver polícias que atiram fatalmente contra suspeitos em fuga que não obedecem à ordem de parar dada pela policia, sofrerem casos de processos disciplinares que os levam à suspensão de funções.

Como é lógico, ninguém quer ver casos de abuso excessivo da força policial, no entanto seria de bom tom rever-se muito bem as condições em que a policia está a exercer hoje as suas funções na nossa região.

Infelizmente, não é só na legislação que os Policias estão devidamente defendidos, sempre que visitei esquadras da região reparei no estado de conservação delas. São geralmente edifícios antigos readaptados às necessidades. Penso ser urgente fazer um esforço nacional entre estado e empresas de com ainda algum capital públicos( como EDP, PT, Cimpor, e outras tantas), remodelando as esquadras de Polícia locais, para rentabilizar e dar mais condições operacionalidade a estes agentes de autoridade locais.

Também me parece que será fundamental e imprescindível o aumentar o número de Policias nos Concelhos desta zona do Ribatejo. Por exemplo quando saímos á noite para Santarém, Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Benavente, quantos Policias encontramos (com excepção da brigada de transito)? Não deveríamos encontrar mais? Serão necessários mais efectivos policiais?

Só com mais Policia e com uma nova legislação se poderá restabelecer o clima de segurança que o Ribatejo sempre viveu e precisa. Todos nós passamos ou tivemos um amigo próximo que sofreu deste flagelo do aumento da pequena criminalidade.

Aparentemente, o Ribatejo deixou de ser uma região segura, mas cabe ao estado e aos nossos governantes devolver o Clima de respeito pela autoridade que se perdeu.

Por: Paulo Paz

 

Saiba mais em: www.jornalalpiarcense.com



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:43
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 15 de Março de 2010
TOMAR - Convento de Cristo acolheu Parlamento dos Jovens

 

O Convento de Cristo recebeu a Sessão Distrital de Santarém do Parlamento dos Jovens - Secundário, cujo tema foi a "República". Foi aprovado o Projecto de Recomendação a submeter à Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens, que irá decorrer nos dias 26 e 27 de Abril na Assembleia da República, e eleitos os deputados que representarão o Círculo Eleitoral do Distrito de Santarém.

 

 

Participaram 52 alunos provenientes de 13 escolas do ensino secundário, tendo sido eleitas três, nomeadamente a Secundária com 3º Ciclo de Alcanena, a Básica 2,3 Ciclos com Ensino Secundário de José Relvas (Alpiarça) e o Colégio São Miguel de Fátima, que irão representar o Círculo Eleitoral de Santarém, cada uma com dois deputados: Duarte Nuno Henriques, Sofia José Pereira, Joana Lucas Calado (eleita Porta-Voz do Círculo Eleitoral), Ricardo André Camacho, Sílvio Mendes Vieira e Joana Rodrigues Guerreiro. Esta sessão contou com a presença da Deputada da Assembleia da República, Anabela Freitas, do Adjunto da Governadora Civil do Distrito de Santarém, Rui Carreteiro, do Presidente da Câmara Municipal de Tomar, Corvelo de Sousa, da Directora do Convento de Cristo, Iria Caetano, do representante da Direcção Regional de Educação de LVT, Rui Lourenço e da Directora Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IPJ, Heliana Vilela. No âmbito do Concurso Euroscola, organizado pelo Parlamento Europeu em parceria com o Instituto Português da Juventude, cujo tema desta edição foi "A Luta contra a Pobreza e Exclusão Social", a Escola a representar o distrito de Santarém na Sessão Nacional será o Colégio São Miguel de Fátima. O júri deste concurso foi constituído por Diva Cobra (representante da Câmara Municipal de Tomar), Paulo Granja Breia (representante da Associação canto Firme) e Bruno Neto (representante da OIKOS).

http://www.radiohertz.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:06
link do post | comentar | favorito

Domingo, 14 de Março de 2010
A CONCELHIA DO PARTIDO SOCIALISTA ESTÁ DIVIDIDA E A FICAR ISOLADA NO DISTRITO

 

 
A Concelhia do Partido Socialista de Alpiarça está a ficar dividida por falta de entendimento como incapaz de confrontar a oposição. A falta de uma liderança e o abandono por parte de quem dava as coordenadas politicas tem vindo a contribuir para que esta concelhia comece a sentir o abandono de alguns militantes e haja um permanente desacordo na discussão de assuntos de interesse para com os socialistas.
Até a retirada brusca de Rosa do Céu por não estar de acordo com as politicas levadas a efeito criou divisões para com os responsáveis da «estratégia local».
Sónia Sanfona pela inépcia de quem esteve a seu lado nas últimas eleições tem-se vindo a distanciar da concelhia. Serve-lhe como argumento o cargo que ocupa e a falta de disponibilidade que tem para poder colaborar com a Concelhia que via neste ex-candidata o sustento.
Não bastasse, até a “distrital” tem vindo a arredar-se desta concelhia, por não conseguir desenvolver-se como oposição e dos desentendimentos internos que chegam aos seu conhecimento de outros militantes que vêem na causa da divisão a teimosia na continuação do movimento cívico “Alpiarça é a Razão” que prejudicou os resultados eleitorais acabando por causar a derrota da candidata que o Partido Socialista sempre acreditou ser possível auferir em Alpiarça.
A acrescentar, a Concelhia do Partido Socialista de Alpiarça começa a ficar isolada das restantes a nível de região. Há quem na estrutura distrital defenda a tese que o “Alpiarça á a Razão” deve ser «pura e simplesmente aniquilado» para ser substituído por “Concelhia do PS” de Alpiarça de forma que deixe de haver confusões.
Este isolamento não deixa de contar com o apoio de socialistas com peso nas decisões na distrital como foi o caso de Sousa Gomes que ignorou a existência da concelhia alpiarcense quando da última iniciativa da “Juventude Socialista” de Almeirim não usando a sua influência para que os socialistas alpiarcenses participassem, sendo Alpiarça um concelho “vizinho”.
A acrescentar a este distanciamento, o coordenador da JS nem sequer focou o interesse dos alpiarcenses para que participassem no encontro levado a efeito. Juntaram-se a este distanciamento Nelson Baltazar e Ascenço Simões com a complacência de Sousa Gomes, na qualidade de Presidente da Concelhia do PS de Almeirim.
Para evitar desentendimento nas hostes socialistas alpiarcenses, de forma a não poder ser acusada de destabilizadora, Sónia Sanfona também não participou no encontro da vizinha cidade, mesmo tendo sido convidada na qualidade de Governadora Civil e responsável pela Protecção Civil.
A fazê-lo, mas não tendo a seu lado quem a apoiou nas últimas eleições autárquicas não fazia sentido estar presente num encontro de socialistas que isolaram e ignoraram a Concelhia do PS de Alpiarça.
Resta aos socialistas nesta “travessia do deserto” e isolamento entenderem-se para que não surjam as possíveis «demissões em vista» dos poucos militantes que são a razão da existência da concelhia.
Militantes estes que até já não conseguem manter qualquer contacto com Rosa do Céu -que se recusa a atendê-los e muito menos a falar com eles. O agora Presidente da Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo foi o “homem forte” que os ajudou imenso na estratégia eleitoral.
Político com responsabilidade na “Concelhia” que nunca conseguiram decidir o quer que fosse sem o “aval de Rosa do Céu. O ex-presidente era o homem que tinha a «palavra final». Viveram sempre à sombra de quem deliberava. A saída de Rosa do Céu e o distanciamento dos “camaradas” locais deixou-os num “mar de lamentações” incapazes de assumir decisões.
De tão perdidos andarem nestas “nortadas” viam a salvação em Rosa do Céu. Alguns ex-vereadores do mandato de Rosa do Céu começaram a incomodar o «homem do turismo» ao ponto deste ter que deixar atender chamadas de quem clamava por ele.
Actualmente Rosa do Céu, pelo que tem vindo a surgir na “local” pouco ou nada se importa com os «maus ventos» que por aqui vão assolando as hostes locais, porque a sua preocupação está voltada para a “Distrital” onde são tomadas decisões de interesse para região mesmo que seja ignorado “concelhias” como a de Alpiarça.

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Março de 2010
Actividade operacional desenvolvida pelo Comando Territorial da GNR de Santarém, no período de 01 a 07 de Março de 2010

 GUARDA NACIONAL REPUBLICANA

ComandoTerritorial deSantarém

Um detido em cumprimento de mandado Judicial;

Um detido por condução ilegal de veículo automóvel.

 Salvaterra de Magos:

Dois detidos em cumprimento de mandados Judiciais;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por crime de posse e tráfico estupefacientes.

 Santarém:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Rio Maior:

Sete detidos por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

Um detido por condução ilegal de veículo automóvel;

Um detido por crime de desobediência qualificada;

Um detido em cumprimento de mandado Judicial.

 Almeirim:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

 Alpiarça:

Dois detidos em cumprimento de mandados Judiciais;

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Ourém:

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool;

 Ferreira do Zêzere:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal;

Um detido por condução de veículo automóvel sob o efeito do álcool.

 Torres Novas:

Um por crime de condução de veículo furtado e posse de arma ilegal;

Um detido em cumprimento de mandado Judicial.

 Alcanena:

Um detido em cumprimento de mandado Judicial.

 Chamusca:

Um detido por condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

 Golegã:

Um detido por condução ilegal de veículo

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:39
link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Março de 2010
Caudais no Tejo estabilizaram

O nível de cheia na bacia do Tejo estabilizou hoje, domingo, uma vez que o débito das barragens que regularizam o rio se tem mantido constante nas últimas horas, registando-se uma descida da água nos afluentes do rio.

De acordo com o comunicado do Governo Civil emitido ao princípio da tarde, a diminuição da precipitação na região leva a prever uma diminuição dos níveis das águas nos rios Nabão, Alviela, Almonda e Sorraia, que subiram devido às fortes chuvadas registadas sexta-feira e sábado.

Accionado o alerta amarelo do Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo no passado dia 22 de Fevereiro, têm estado inundadas desde então, com variações dos níveis da água, a parte baixa da vila de Constância, o cais de Tancos e a avenida dos Plátanos, em Vila Nova da Barquinha (esta parcialmente).  

No concelho de Santarém, a povoação de Reguengo do Alviela está isolada desde a madrugada de 23 de Fevereiro, devido à submersão da estrada nacional 365 entre Vale de Figueira e Pombalinho, registando-se ainda lençóis de água na estrada municipal que liga a Ribeira de Santarém a Vale de Figueira.  

A EN 365 ficou ainda submersa nas últimas horas nas Assacaias e em Palhais, na Ribeira de Santarém.  

Por influência do rio Maior está submersa a EM 580-1, entre Vila Nova do Coito e Almoster, e a EN 365 na Ponte do Celeiro, e por influência do rio Alviela a estrada municipal que liga Almajões a Sobral, podendo durante o final da tarde ficar ainda submersa a estrada municipal que liga Santarém à aldeia ribeirinha de Caneiras, todas no concelho de Santarém.  

No concelho da Golegã está submersa a EN 365, na ligação à Azinhaga, em Alpiarça a EM 1369, na ligação a Torrinha e Porto da Courela, e no município da Chamusca as estradas municipais que ligam Vale de Cavalos a Santa Clara e à Chamusca.  

No concelho do Cartaxo, estão submersas a EN 3-2, entre a ponte do Reguengo e Valada, a EN 114-2, entre o Setil e Reguengo, a municipal que liga Porto de Muge ao Vale de Santarém e, parcialmente, a EN 3-3, entre Santana e Cartaxo.  

Por influência da subida do rio Maior estão ainda submersas as estradas municipais 514, entre Valbom e Assentiz, a que liga S. João da Ribeira a Vale das Mós e a que liga S. João da Ribeira a Carvalhais (esta com registo do colapso de uma pequena ponte), todas no concelho de Rio Maior.  

Devido à subida das águas do rio Sorraia, estão submersos, no concelho de Coruche, os caminhos municipais que ligam à EN 251, em Santa Justa, a EN 114-3 à EM 515 e a EN 114-3 à EN 119, bem como a EM 1456, entre Benavente e a Reta do Cabo. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:03
link do post | comentar | favorito

Sábado, 6 de Março de 2010
"A dor da gentre não sai no jornal"

Chico Buarque tem uma letra que diz: “a dor da gente não sai no jornal”. Lembrei-me disto após a trágica morte do Leandro que pôs termo à vida após muito tempo de violência na escola (o famoso bullying).

A sua dor deve agora ser a nossa dor, que infelizmente vem nos jornais tarde de mais. A Maddie (que não nos é nada) desapareceu. Parou o país, correu o mundo. O Leandro morreu, deverá fazer parar as nossas consciências e activar as nossas atitudes. A passividade perante a violência tornou-se tão habitual que já faz parte do nosso dia-a-dia como “normal”. Isto nunca poderá ser normal.

A violência nas escolas é uma realidade, não vale a pena negá-lo. Desvalorização da função educativa, poucas perspectivas de emprego, famílias com pouca cultura escolar, professores desmotivados, professores crispados com as políticas educativas, you name it. Não falta quase nada nas nossas escolas para que sejam autênticos cocktails de instabilidade onde aqui e ali tudo vai acontecendo. Infelizmente com poucas soluções à vista.

Falo ainda de outra violência. A violência doméstica. Continuam a morrer mulheres porque amam demais. Continuamos ainda com números que nos envergonham, se bem que qualquer número diferente de zero será sempre dizer demais.

Morreram o ano passado 26 mulheres nesta condição. Na aproximação de mais um dia internacional da mulher gostaria de lembrar estas. Porque igualdade também começa no respeito.

Há uns anos escrevi um texto por esta altura que começava assim:”Ser mulher, estar na política”. Tinha pouco mais de 20 anos, não conhecia nem marido nem filhos. Estava na política de fresco, começava a conhecer os seus caminhos, num percurso com poucas outras mulheres, que basicamente são as mesmas hoje. Descrevia as etapas e barreiras que as mulheres tinham vindo a ultrapassar ao longo dos anos. Com datas, números e estatísticas. Dizia na altura que não conseguia compreender porque não há mais mulheres na política.

Hoje pensei actualizar este texto e concluir que estamos mais ou menos na mesma, mais umas décimas de estatística, mais umas coisas conseguidas aqui e ali. E descubro que há um plano nacional e coiso e tal, com muitas folhas e assim.

O texto podia ser escrito hoje que ninguém dava pela diferença.

Para mim hoje, ser mulher é estar na política, mas é escrever este texto com o sentimento de impotência de quem vê o filho de outra desaparecer só porque é mais franzino que os outros. E ter a dor de tentar perceber que país é este…

É assim o nosso mundo? Umas vezes gira ao contrário. Outras mesmo de pernas para o ar. Pode ser melhor? Terá mesmo que ser. A política é um meio para que isso aconteça. As eleições instrumentos. Mas o fim último terá sempre que ser construir este cantinho melhor para quem fica.

 

Por: Carina João. Deputada do PSD na Assembleria da República e em exclusivo para "Noticias do Ribatejo"



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:44
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Março de 2010
SÓNIA SANFONA, COZINHOU NAS "TASQUINHAS DE RIO MAIOR"

 

 



 




 

 

A Governadora Civil de Santarém, foi mostrar os seus dotes de cozinha ao lado do jovem/ Chefe Igor Martinho, natural de Rio Maior, no segundo dia das Tasquinhas de Rio Maior, 27 de Fevereiro.Assegura quem provou, que as “Amêijoas com Chouriço” e o “Caril de Camarões”, estavam uma delícia.As fotos comprovam o momento da elaboração dos pratos.
GI/Governo Civil Santarém



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:59
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Fevereiro de 2010
AS HOMENAGENS QUE A CDU PRETENDE FAZER MAIS NÃO SÃO QUE "INTERESSES POLITICOS"
 






«Uma forma de honrar e homenagear a História e os seus protagonistas é o reconhecimento público da sua luta e do seu papel determinante nos ideais consubstanciados na revolução do 25 de Abril». Não tenho duvidas que assim deve ser feito» mas não deixo de criticar os interesses políticos que se encontram na proposta da CDU que foi apresentada na última Assembleia Municipal.
Dos nomes que constam quanto a homenagear merece-me uma forte critica a homenagem a Carlos Pinhão.
Transcrevo parte do teor da moção:
«Carlos Augusto Pinhão Correia, nascido a 22 de Março de 1926. Membro dos corpos sociais da Sociedade Filarmónica Alpiarcense e do Clube Desportivo “Os Águias” é um dos grandes impulsionadores em 1945, do MUD Juvenil (Movimento de Unidade Democrática) em Alpiarça. Adere ao PCP em 1946, com apenas 20 anos. É detido pela primeira vez em 28 de Julho de 1947, tendo voltado a ser preso em 1950 e 1958. De volta à liberdade, vive na clandestinidade, até 1972. Ainda na década de 70 parte para o exílio em França. Foi o 1º Presidente da Comissão Administrativa que regeu os destinos do concelho de Alpiarça após a Revolução de Abril. Foi deputado na I legislatura, entre 1976 e 1980, eleito pelo círculo eleitoral de Santarém, pelo PCP. Faleceu a 17 de Agosto de 1995».
Homem que conheci e com quem convivi pessoalmente durante alguns anos, merecendo-me todo o respeito e consideração o seu percurso pessoal e politico, mas de ser um grande “politico” até merecer uma homenagem publica vai uma grande distância.
Carlos Pinhão pouco ou nada fez por Alpiarça. Para ser “Figura Publica” muita coisa lhe faltou como faltou a Zeca Pinhão porque foram duas figuras alpiarcenses que em nada se destacaram por Alpiarça. Viveram sim sempre na obscuridade da política e no silêncio da noite. Tiverem apenas em comum, para além de familiares serem pequenos sócios de uma empresa que comercializava vinho onde até nesta Carlos Pinhão encontrou toda a espécie de dificuldades por parte de camaradas seus.
Daqui a homenagem ser tudo menos um reconhecimento dos alpiarcenses para um grande alpiarcense.
Existe sim por detrás desta proposta apenas hipocrisia e oportunismo politico para fazerem de Carlos Pinhão um “Grande Alpiarcense” quando na verdade tudo demonstra o contrário, excepto a sua entrega para com o Partido Comunista Português, partido este que nem sempre o tratou bem como algumas vezes o ignorou para não dizer “desprezado”.
Esquecem-se os autores das proposta que Carlos Pinhão foi «desterrado» para os confins do Nordeste Transmontano como quando esteve «fugido» em França os seus camaradas o ignoraram para além de não o apoiarem em nada levando a que Carlos Pinhão tivesse passado imensas necessidades valendo-lhe na sua sobrevivência outro alpiarcense (que estava em França) que o ajudou monetariamente para poder sobreviver e alimentar-se.
Curiosamente este alpiarcense que ajudou e critica o sistema comunista por ter «abandonado o camarada Carlos Pinhão» encontra-se bem presente em Alpiarça e por acaso até é deputado de um partido com assento na Assembleia Municipal de Alpiarça que agora vê com alguma hipocrisia esta distinção.
Na realidade não haverão outros alpiarcenses que mereçam uma digna homenagem pelo que fizeram por Alpiarça?
Parece que estas homenagens que a CDU vai levar a e efeito mais não é, que: dirigida aos seus militantes que pouco ou nada fizeram por Alpiarça exceptuando-se o campo da politica que mesmo assim em nada beneficiou Alpiarça.
Esta situação faz-me lembrar quando Marques Pais, então vereador do PS, e por razões que nunca apurei até hoje lembrou-se de condecorar a torto e a direito pessoas com medalhas (pagas pela Câmara) mas que nada fizerem por Alpiarça (excepto meterem dinheiro ao bolso) para hoje metade dos condecorados estarem na falência ou nem sequer já estarem implantados empresarialmente em Alpiarça.
No meu ponto de vista da lista proposta pela CDU apenas dois nomes merecem ser homenageados: Álvaro Favas Brasileiro, porque foi um ilustre deputado e que defendeu sempre o interesse da sua região, destacando-se os vários requerimentos que apresentou na Assembleia da República para beneficiar outros concelhos, nomeadamente Rio Maior onde o seu nome foi proposto em Assembleia Municipal deste concelho para ser colocado numa rua por causa de tudo o que fez por Rio Maior (a constituição da Cooperativa das “Salinas” e a defesa dos Eucaliptos) e António Malaquias Abalada, vulgo “Borlota” que desempenhou também o cargo de Deputado na A.R. com zelo e defesa da sua terra.
Homenagear pessoas requer justiça e igualdade, mas acima de tudo «reconhecimento pelo trabalho que fizeram em prol» da sua terra e nunca por mediatismos políticos ou para destaque de pessoas que procuram a todo o custo protagonismo a título pessoal nas cúpulas locais do partido a que pertencem.


publicado por Noticias do Ribatejo às 18:30
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010
ALMEIRIM-Chuva matinal inundou várias casas e estradas

 

 

Habitações inundadas, estradas, caminhos rurais e zonas ribeirinhas submersos, e ainda um aluimento de terras. Foi este o cenário de Inverno vivido ontem no distrito de Santarém. A aldeia do Reguengo do Alviela mantém-se isolada pelo terceiro dia consecutivo.

A chuva que caiu ao longo da manhã de ontem no Ribatejo, provocou, pelas 10 horas, inundações em 20 habitações em Fazendas de Almeirim e condicionou a principal via de acesso à localidade. "A água atingiu várias residências da rua Coronel António Baptista" disse fonte dos bombeiros, explicando que "a estrada ficou submersa e foi essa água que invadiu as casas. Quando acabou de chover a água desapareceu rapidamente".

Em Benfica do Ribatejo também houve residências inundadas, mas segundo a mesma fonte "as situações foram rapidamente resolvidas". Devido aos lençóis de água formados, ficou condicionada a EN118 que liga Muge e Benfica do Ribatejo, nos concelhos de Salvaterra de Magos e Almeirim.

Mais a norte, em Abrantes, a EN3 também esteve condicionada devido à chuva que caiu com intensidade, e que provocou, pelas 6 horas, um aluimento de terras, junto à encosta do Castelo. Aqui o trânsito foi cortado durante as operações de limpeza da via.

Para além destes casos pontuais motivados pela precipitação, na bacia hidrográfica do Tejo manteve-se a situação de cheia. Reguengo do Alviela, concelho de Santarém, continuava isolado, sendo que as entradas e saídas dos habitantes da aldeia era feita nas viaturas pesadas dos Bombeiros de Pernes.

As áreas mais baixas de Constância e de Vila Nova da Barquinha mantinham-se submersas, tal como o cais de Tancos e os caminhos vicinais junto às várias linhas de água.

Continuavam cortadas ao trânsito a EN365 - que permite a ligação ao Reguengo do Alviela - entre a Quinta da Broa e a ponte do rio Alviela, no concelho da Golegã. Mais a sul estavam também submersas várias estradas municipais, como a que liga a Ribeira de Santarém a Vale de Figueira (Santarém), a 1369 entre Alpiarça e Torrinha e dois caminhos municipais no concelho de Coruche, devido à subida do rio Sorraia.

 

http://jn.sapo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:25
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010
BENAVENTE-“É inacreditável”.

Serviço de Atendimento Permanente de Benavente (SAP) diz que não tem médico nenhum e manda os doentes para a porta dos bombeiros. “É inacreditável”. 

Na última reunião de Câmara, o executivo camarário aprovou, por unanimidade, a proposta do Presidente de marcação de um Plenário com todos os eleitos, para discutir e encontrar formas de resolução dos problemas de saúde que atingem neste momento o Município de forma tão grave.  
 

A situação tomou outras proporções quando, na passada sexta-feira, o Presidente da Câmara Municipal recebeu um fax da Associação Humanitária dos Bombeiros de Benavente informando que: “desde as 8 horas da manhã de hoje, não há médico nas urgências, situação que se tem vindo a repartir sistematicamente. 
 

Esta situação está  a ser resolvida pelos funcionários do SAP, remetendo os utentes para a porta do nosso Quartel, indicando que esta Instituição lhes resolverá o problema. 
 

Esta situação não está correcta por parte do SAP, que empurra assim a responsabilidade para cima dos Bombeiros de Benavente para efectuar o transporte para o Hospital de V.F.X, serviço esse que os Bombeiros não conseguem posteriormente cobrar ao Serviço Nacional de Saúde”.  
 

O Presidente tomou conhecimento que isto já tinha ocorrido mais vezes com a leitura deste fax que lhe chegou na sexta-feira.

Nesta reunião leu o fax e colocou em cima da mesa a proposta, aprovada por unanimidade: “Vamos reforçar junto dos Presidentes das Juntas de Freguesias para que nos enviem um diagnóstico da situação vivida em cada uma das Freguesias, reflectindo assim o sentimento das populações. Entretanto já chegaram os contributos de Samora Correia e Santo Estêvão, sendo que em Santo Estêvão há agora falta de uma médica por estar doente, e que não teve substituto. O Centro de Saúde não tinha médicos para fazer deslocar e efectuarem as respectivas consultas. Não sabemos quanto tempo Santo Estêvão e Foros de Almada vão ficar sem médico. É certo que a isto acresce a dificuldade nos transportes públicos, e só há transportes públicos porque há transportes escolares, porque quando há férias escolares, as pessoas ou vêm de carro ou de táxi”.

O Presidente propôs ainda aprofundar melhor esta questão mencionada no fax com a Associação Humanitária de Bombeiros de Benavente e enviar a informação à Ministra da Saúde, como aditamento ao pedido de reunião. “É importante que a Ministra entenda as razões porque estamos a insistir sobre esta matéria. “Este ofício é exemplar do estado das coisas neste Concelho no que se refere à saúde. Se não fosse a existência de uma Unidade de Saúde Familiar em Samora Correia, nós estaríamos numa desgraça completa. É esta unidade de Samora Correia que ainda vai resolvendo uma parte dos problemas de saúde no nosso Município, o resto é muito grave”. 
 

.

Após estarem compilados todos dados das freguesias, a intenção é então marcar um Plenário com todos os eleitos, ou seja, chamar todos para encontrar caminhos que ajudem à resolução dos problemas gravíssimos que a nossa população está a sofrer. Este é um problema sentido por toda a população e por isso gostaria que todos pudessem participar”, pediu.

O Presidente lembrou que os movimentos populares espontâneos podem vir a surgir mas, “com todo o respeito e compreensão que estes merecem, deve ainda ser o diálogo com os seus representantes, a vontade de estarem a par das situações e representarem-nas condignamente junto de quem pode e deve tomar decisões, que deve prevalecer. Mas o tempo está a esgotar-se e é necessário encontrar as melhores vias para a solução deste problema, daí a marcação deste Plenário. 
 

A juntar a este cenário encontra-se ainda o facto da extensão do Centro de Saúde no Porto Alto ter encerrado e na Barrosa só serem prestados cuidados de enfermagem.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Recordamos:

Após o pedido de marcação de reunião com o Presidente da ARS, ao qual nunca respondeu, a Câmara Municipal pediu uma audiência à Ministra da Saúde e continua à espera da resposta. 
 

A Câmara Municipal de Benavente tem mostrado, nas reuniões de Câmara e junto da Comunicação Social, a sua grande preocupação pelo mau funcionamento do SAP (Serviço de Atendimento Permanente) de Benavente, porquanto “os médicos contratados pela Santa Casa da Misericórdia vêem-se confrontados, desde o início do mês de Outubro, com uma extensa lista de espera e alguns ameaçam abandonar o serviço. 
 

Foi inicialmente pedida uma reunião ao Presidente da ARS de Santarém, com carácter urgente, mas que nunca foi marcada por este responsável. Não restou outra solução à Câmara que contactar com o Gabinete da Ministra da Saúde para lhe pedir uma audiência e lhe transmitir a urgência de se encontrar uma solução para esta e outras questões, caso contrário teremos que usar outros direitos que temos para reivindicarmos os cuidados mínimos a que temos direito.

A ARS tem que apurar o que se passa neste “Serviço de Atendimento”, no turno do dia, porque os doentes acabam por recorrer sempre aos médicos da noite, contratados pela Santa Casa da Misericórdia desde há 10 anos (ao abrigo do protocolo com a ARS). Um médico chega para o turno da noite e tem já 20 doentes inscritos, é gente que não tem médico de família, gente que tem filhos que aparecem com sintomas gripais e estamos numa época complicada. Os médicos denunciam os seus contratos porque não conseguem trabalhar com esta carga de trabalho”, disse o Presidente, acrescentando ainda que a recentemente criada “Unidade Básica de Emergência Médica”, em Coruche, vem tornar mais claro o grave problema que temos pela frente. “Num eixo onde vivem 50 mil pessoas (Marinhais, Salvaterra, Benavente, Samora Correia…) onde já existem médicos de família, apesar de haver muitas faltas, e que se tenha criado, irracionalmente, uma Unidade onde foram afectos médicos e meios de diagnóstico, mas que servem apenas 19 mil habitantes. Isto não fez sentido, e não nos conseguem convencer que alguém de Benavente, ou de Samora, ou do Porto Alto se desloque para esta Unidade. Irão sim entupir as urgências já sobrecarregadas dos Hospitais: de Santarém ou de Vila Franca de Xira. Isto é irracional e não pode ser visto como uma tentativa de fazer as pessoas deslocarem-se para Coruche porque não têm médico aqui. Não posso acreditar que seja assim”, concluiu. 
 

Sem outro assunto de momento

Com os melhores cumprimentos

                                       O Presidente da Câmara Municipal 
 
 

                                            (António José Ganhão)



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:12
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

SANTARÉM: Atendimento Gab...

CORUCHE - JS RIBATEJO PRE...

OURÉM - Apenas “Duas Estr...

TOMAR - VAMOS A SER CLARO...

ALPIARÇA - Malvadez maqui...

RIO MAIOR - “Detidos por ...

NERSANT promove seminário...

CARTAXO - APREENSÃO DE AR...

“150 Postais de Natal a ...

Governadora Civil de Sant...

PSD critica quebra de 28%...

Governadora Civil acompan...

ALPIARÇA - Tiago Leite um...

CHAMUSCA- Governadora Civ...

SANTAREM - Cavaco anuncia...

CONSTANCIA - A Deputada C...

SALVATERRA DE MAGOS -Avie...

CORUCHE - 82 Anos dos Bom...

A Governadora civil de Sa...

CORUCHE - Detido por Crim...

CASADOS COM A EUROPA – UM...

OUREM - Deputada do PSD r...

Governadora Civil visita ...

ALPIARÇA-Limpeza junto da...

SANTAREM-Presidente do IS...

BENAVENTE-Companhia das L...

João Serrano um defensor ...

VAMOS LIMPAR PORTUGAL/DIS...

Familiares de aluna agrid...

ALPIARÇA-Primeiro vieram ...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds