NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Segunda-feira, 2 de Dezembro de 2013
GOLEGÃ: Campanha Natal Solidário JSD Golegã

 

 


Para que o Natal, não seja apenas aquela época consumista do final do ano a JSD Golegã, está a desenvolver a campanhaNatal Solidário vamos ajudar quem mais precisa!!! De 1 a 20 de Dezembro a JSD Golegã levará a cabo a campanha os jovens sociais-democratas irão recolher roupas e alimentos para doar aos mais necessitados. 

A sede da JSD Golegã será o ponto de recolha. 

As roupas e alimentos recolhidos serão entregues a uma instituição de apoio social do concelho. 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:15
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013
GOLEGÃ: JSD Golegã renova-se em eleições!

Realizaram-se no passado dia 16 de Novembro as eleições para os novos órgãos da JSD Golegã tendo sido eleita a candidatura “Uma J com Força, para uma Juventude com Voz!”.

José Roque é a confiança dos jovens goleganenses, azinhaguenses e pombalinheses que reconheceram o seu trabalho na JSD Golegã, ao longo dos últimos três anos que passou como Vice-Presidente.

A equipa liderada por José Roque, mantem-se forte e intacta. Diogo Rosa é o novo Secretário-Geral, sendo os Vice-Presidentes Pedro Nazário, Ricardo Correia e Gonçalo Rodrigues, vogais João Pinho, Tiago Simões, João Policarpo, Nuno Alagador, Bernardo Félix, Ana Silva, Fábio Santos e Élio Trancas.

A Mesa do Plenário será presidida por Nuno Castelo, que se faz acompanhar de Diogo Rufino como Vice Presidente e Vasco Palmeirão como Secretário.

JSD Golegã renova-se num projecto que pretende ser mais que uma continuidade, procurando dar voz aos jovens do concelho e trabalhando por uma “…Juventude com Voz!”


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:16
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 5 de Novembro de 2013
GOLEGÃ: Feira de São Martinho


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:10
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Novembro de 2013
GOLEGÃ: Diogo Rosa Campeão Nacional Sub-23 Triatlo LD- Açores

O atleta Ribatejano Diogo Rosa, que compete pela equipa do Sporting Clube de Portugal, garantiu no Domingo dia 3 de Novembro, o título de campeão Nacional Sub-23 de Triatlo Longo, ao levar de vencido o escalão Sub-23 na Finalíssima desta competição realizada em Ponta Delgada, nos Açores. Na classificação geral, o atleta Goleganense foi 9º classificado, apesar de ter andado durante muito tempo na luta pela vitória absoluta, chegando para a 2º transição em segundo lugar da classificação geral. A prova foi ganha por Sérgio Marques, atleta que garantiu também o título de Campeão Nacional Absoluto. Ao todo a prova foi disputada nas distâncias de 1900 metros de Natação, 90 km de ciclismo e 21 km de atletismo.

Por equipas o SCP venceu esta última etapa, indo no entanto o título de Campeão Nacional de Clubes de Triatlo Longo para o Núcleo Sportinguista da Golegã, que no total das 4 provas pontuáveis foram o conjunto mais forte e regular.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:10
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 30 de Outubro de 2013
GOLEGÃ: Impressionante

IMPRESSIONANTE:


Em 24 horas 1.954 viram esta publicação esta foto na nossa página do Facebook

Veja em:
https://www.facebook.com/pages/Noticias-do-Ribatejo/392790558244?ref=hl



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:10
link do post | comentar | favorito

GOLEGÃ: Feira Nacional do Cavalo



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:58
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013
GOLEGÃ: E.B. 1º Ciclo de Azinhaga: Situação continua por resolver, Pais ponderam voltar à luta
No passado dia 23 de Setembro, 2ª feira, e na sequência de um contacto estabelecido pelo Gabinete da Ex.ma. Sra. Subdirectora Geral dos Estabelecimentos Escolares no dia 20/09 sexta-feira, os Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica de 1º Ciclo de Azinhaga decidiram dar um sinal de boa-vontade e os alunos deste Centro Escolar voltaram às aulas (1).
Isto no pressuposto que a situação iria ser analisada pela Tutela logo no início da corrente semana, conforme afirmado no referido contacto.
Hoje, dia 25 de Setembro, não foi infelizmente ainda recebida por esta Associação de Pais qualquer informação por parte da Tutela quanto à nossa justa reivindicação, que mais não pede do que a reposição da legalidade na constituição das turmas desta Escola Básica e que tem unicamente em vista o interesse das Crianças em particular e da Educação em geral.
Sendo assim, desejamos informar V. Exa. que vai ser marcada para dia 25 de Setembro às 18:30 nova Assembleia de Pais que irá discutir a continuação da luta por aqueles que achamos serem os direitos das nossas Crianças, não sendo de excluir, com pena nossa, o regresso ao boicote às aulas e o recurso à via judicial.

Queira V. Exa notar a hora e data desta Assembleia de Pais, caso entenda oportuno fazer-nos chegar em tempo útil qualquer informação relevante para a situação em causa.
Desta comunicação vai ser dado conhecimento à Presidência da Câmara Municipal da Golegã, à Junta de Freguesia de Azinhaga, ao Conselho Geral e à Direcção do Agrupamento de Escolas de Golegã, Azinhaga e Pombalinho, bem como aos Pais e Encarregados de Educação, à Comunidade, e aos meios de Comunicação Social.




publicado por Noticias do Ribatejo às 11:58
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2013
GOLEGÃ: Escola Básica de Azinhaga continua sem aulas: Pais continuam a reclamar a irregularidade da constituição das turmas
É lamentável que apesar de todos os apelos feitos aos nossos governantes para que seja reposta a legalidade e defendido o interesse das nossas crianças, em particular daquelas que mais precisam de apoio educativo e tempo disponível do seu professor, o Ministério da Educação continue a tratar as crianças como se fossem apenas números que se tiram de uma caixa para outra de modo a assegurar os limites, injustos em nossa opinião, impostos por legislações eivadas de ambiguidades que permitem as mais diversas interpretações.
Ainda hoje apelamos aos serviços do Ministério da Educação para que tendo em conta esta situação (duas turmas contam na actual configuração com 23 alunos e cada uma delas tem uma criança com NEE,  logo o efectivo máximo da turma seria de 20 alunos) se poderia avançar com a validação de uma 4ª turma para o 1º ano, que contaria com 16 alunos, sem que se estivesse a subverter aquelas que são as orientações da Tutela: de facto estar-se-ia apenas a corrigir uma situação deficientemente avaliada e a fazer cumprir o disposto legalmente.
Realizando-se hoje às 18:30 mais uma Assembleia de Pais para avaliação da situação e determinação das posições a tomar futuramente, considerou-se apropriado que a Tutela nos fizesse chegar alguma informação a tempo dessa Assembleia, o que aconteceu.
Para vosso conhecimento, transcrevemos em baixo o essencial da resposta do Sr. Delegado Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo, Dr. João Passarinho, recebida perto da hora marcada para o início da Assembleia de Pais e Encarregados de Educação do Ensino Básico de Azinhaga.
Como se pode verificar, a resposta deste responsável à questão da irregularidade da constituição de turmas com mais de 20 alunos onde existam crianças com Necessidades Educativas Especiais,  à luz do Despacho nº 5048-B/2013, é passar a responsabilidade para a Direcção do Agrupamento e para o Conselho Pedagógico deste.
É inadmissível, para os Pais e Encarregados de Educação, que em lugar de se resolver o problema da forma que o bom-senso indica e os números permitem, se remeta a questão para o estado em que se encontrava em Julho de 2013.
Sendo assim, e sem prejuízo da adopção de outras medidas que se julguem apropriados - e que poderão passar pelo recurso à via judicial - os Pais e Encarregados de Educação do Ensino Básico de Azinhaga decidiram hoje em Assembleia continuar o protesto e o boicote ao início das aulas, pelo que amanhã, sexta-feira dia 19 de Setembro, as salas continuarão vazias no Centro Escolar de Azinhaga. 

Esta posição tem o apoio expresso da Câmara Municipal da Golegã e da Junta de Freguesia de Azinhaga, que se encontravam representadas pelos respectivos Presidentes.
O maior desejo dos Pais e Encarregados de Educação de Azinhaga é que os seus filhos e educandos voltem à escola dando assim início a este ano lectivo. Mas não a qualquer preço. Não abdicando dos direitos das suas crianças.
Melhores cumprimentos,
Carlos Simões
Presidente da Direcção
APEE GAP


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:46
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 18 de Setembro de 2013
GOLEGÃ: Irregular constituição das turmas do 1º Ciclo do Ensino Básico de Azinhaga porque não respeita a Legislação em vigor
 Teor das comunicações tidas até ao momento com os serviços do Ministério da Educação 
A actual constituição de turmas da Escola de 1º Ciclo de Azinhaga não cumprirá, a priori, com o disposto no Despacho n.º 5048-B/2013, que revogou o Despacho n.º 14026/2007. Como pode V. Exa. verificar na nossa anterior exposição, a constituição actual das turmas é a seguinte:

- Uma turma de "2º ano" com: 8 alunos do 1º ano + 15 alunos do 2º ano (sendo que uma criança desta turma apresenta necessidades educativas especiais);
- Uma turma de "3º ano" com: 8 alunos do 1º ano + 15 alunos do 3º ano (sendo que uma criança desta turma apresenta necessidades educativas especiais);
- Uma turma de "4º ano" com: 19 alunos do 4º ano (sendo que duas crianças desta turma apresentam necessidades educativas especiais)
As crianças indicadas como apresentando necessidades educativas especiais determinam a redução de turma, conforme se poderá verificar junto deste Agrupamento e da Escola Básica de Azinhaga.
A actual constituição de turmas da Escola de 1º Ciclo de Azinhaga despreza assim a existência de crianças com necessidades educativas especiais e o disposto no já citado Despacho n.º 5048-B/2013. A atendermos ao que diz o Artigo 19º deste diploma, que versa sobre a constituição de turmas no 1.º ciclo do ensino básico,
4- As turmas que integrem alunos com necessidades educativas especiais de carácter permanente, cujo programa educativo individual o preveja e o respetivo grau de funcionalidade o justifique, são constituídas por 20 alunos, não podendo incluir mais de 2 alunos nestas condições.
Sendo assim repare por favor V. Exa, se as duas turmas onde estão incluídas as crianças do 1º ano totalizam 23 alunos e cada uma dessas turmas tem um aluno com NEE, então terá sido excedido o disposto legalmente de 20 alunos. E seis alunos (três de cada turma) teriam que transitar para a turma de 4º ano. Que já tem 19 alunos, dois deles com NEE, e portanto não os poderia receber.
Solicitamos a V. Exa que esta situação contrária ao legalmente instituído seja remediada com a justificada validação, à luz do nº 4 do Artigo 19º do Despacho n.º 5048-B/2013, de uma turma para os 16 alunos do 1º ano do 1º Ciclo desta Escola


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:39
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013
GOLEGÃ: Boicote ao início das aulas por ausência de resposta do Ministério da Educação: Escola Básica 1º Ciclo de Azinhaga, Golegã, 16 de Setembro
Tal como tinha sido decidido numa reunião tida em Azinhaga (Golegã) no passado dia 10, os Pais e Encarregados de Educação do 1º Ciclo do Ensino Básico de Azinhaga reuniram-se no dia 13, à porta do seu Centro Escolar, aguardando por desenvolvimentos positivos quanto à constituição da 4ª turma para o 1º ano do 1º ciclo.
Às 10 horas da manhã, e apesar de alguns contactos de última hora, não tinha sido possível obter qualquer resposta dos serviços do Ministério da Educação, isto apesar de inúmeras mensagens e contactos tidos entretanto. Também o coordenador do Centro Escolar, professor Henrique Moita, não tinha recebido qualquer informação sobre este assunto da parte da Delegação Regional de Educação.
Nessa conformidade, os Pais decidiram que os alunos não participariam nas actividades escolares previstas para dia 13 e ficou desde logo marcada para as 9 horas da manhã de segunda-feira, dia 16, uma nova concentração junto ao Centro Escolar. No caso da situação actual não sofrer qualquer alteração, os alunos voltarão a não entrar na Escola no dia 16, mantendo-se o boicote, e decorrerá mais tarde uma Assembleia de Pais a partir das 18 horas para avaliação da situação e tomada de decisões quanto à continuação da reivindicação que os Pais consideram justa e pertinente.
Enviamos, para apreciação de V. Exa., um documento enviado à tutela da Educação em Julho de 2013 a solicitar, à semelhança dos anos lectivos anteriores, a constituição da 4ª turma do 1º Ciclo do Ensino Básico na Escola de Azinhaga.
Nesses anos lectivos, e até com menos alunos (58 em 2010/2011, 63 em 2011/2012), essa constituição foi solicitada e conseguida, com argumentação semelhante à anexa. 

Este ano lectivo, e até ao momento, tal autorização para a constituição da 4ª turma não foi concedida, nem qualquer resposta, positiva ou negativa, ao nosso pedido, foi recebida.
Segundo informações recebidas pela Associação de Pais, confirmadas pela Coordenação da E.B.1 de Azinhaga, para o ano lectivo de 2013/2014 estão previstas as seguintes turmas:
 
- Uma turma de "2º ano" com: 8 alunos do 1º ano + 15 alunos do 2º ano (sendo que uma criança desta turma apresenta necessidades educativas especiais);
- Uma turma de "3º ano" com: 8 alunos do 1º ano + 15 alunos do 3º ano (sendo que uma criança desta turma apresenta necessidades educativas especiais);
- Uma turma de "4º ano" com: 19 alunos do 4º ano (sendo que duas crianças desta turma apresentam necessidades educativas especiais)
 
Repare-se que se misturam os alunos que chegam ao 1º ano com aqueles que se preparam para passar ao 4º ano e com alunos do 2º ano; que qualquer dos casos anteriores obriga a atenção especial, em particular dada a existência de testes intermédios para os meninos do 2º ano, que assim terão que partilhar a preparação para essas provas, com as aulas dos meninos do 1º ano: perguntamo-nos que repartição de tempo poderá ser atribuída a estas crianças pelo docente?!
 
É óbvio para os Pais e Encarregados de Educação que esta organização das turmas é inapropriada, põe em causa os direitos das crianças, não corresponde às necessidades dos alunos do 2º ano do 1º ciclo, que enfrentam exigências adicionais, e não permite, por outro lado, dispensar às crianças que ingressam no 1º ciclo do ensino básico a atenção que merecem.
 
Ainda e à semelhança do que já foi referido em anos lectivos anteriores em relação a esta mesma problemática, as condições sócio-económicas da Freguesia e dos agregados familiares que a compõem, não sofreram alterações substanciais e as que sofreram foi certamente para pior, dada a situação de crise económica, de aumento do desemprego e de perda do poder de compra que actualmente se vive em Portugal.
 
Tendo sido realizado um considerável investimento no novo e moderno Centro Escolar de Azinhaga, parece-nos paradoxal que se continue a discutir esta situação, que não tem em linha de conta as necessidades educativas da Freguesia e do Munícipio, antes meras considerações economicistas de "optimização de recursos humanos"... não é decerto na educação dos mais novos que se impõem cortes e poupanças tendo como único objectivo os números da "despesa".
Por este motivos e por muitos mais que podem ser encontrados no documento anexo, datado de Julho de 2013, os Pais e Encarregados de Educação do 1º Ciclo do Ensino Básico de Azinhaga, reunidos ontem em Assembleia de Pais promovida pela sua Associação decidiram por unanimidade:

- Não aceitar a não constituição da 4ª turma deste Ciclo, para as crianças do 1º ano;
- Dar conhecimento dessa decisão à tutela e ao Munícipio e a toda a Comunidade;
- Marcar uma acção de protesto para a próxima segunda-feira dia 16 de Setembro, junto ao Centro Escolar de Azinhaga, logo à abertura deste, à semelhança do que já aconteceu na passada sexta-feira, 13 de Setembro; 
- Não permitir que os alunos do 1º ciclo deste estabelecimento iniciem as aulas enquanto tal pretensão não obtiver resposta positiva por parte de quem decide.
Também os pais do Jardim-de-Infância de Azinhaga, no mesmo Centro Escolar, irão juntar-se a este protesto, nos mesmos moldes.
Ou seja, até decisão positiva e homologação da constituição da 4ª turma do 1º Ciclo do Ensino Básico no Centro Escolar de Azinhaga, os alunos não entrarão nas salas de aula, sem prejuízo de outras formas de luta que os Pais e Encarregados de Educação entendam adoptar.
Para os nosso filhos, menos do que tudo a que têm direito, é inaceitável. 


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:21
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Setembro de 2013
GOLEGÃ: Pais do Ensino Básico de Azinhaga boicotaram primeiro dia de aulas do ano lectivo e prometem continuar.




Tal como tinha sido decidido na reunião do passado dia 10, os Pais e Encarregados de Educação do 1º Ciclo do Ensino Básico de Azinhaga reuniram-se hoje, dia 13, à porta do seu Centro Escolar, aguardando por desenvolvimentos positivos quanto à constituição da 4ª turma para o 1º ano do 1º ciclo.


Às 10 horas da manhã, e apesar de alguns contactos de última hora, não tinha sido possível obter qualquer resposta dos serviços do Ministério da Educação, isto apesar de inúmeras mensagens e contactos tidos entretanto. Também o coordenador do Centro Escolar, professor Henrique Moita, não tinha recebido qualquer informação sobre este assunto da parte da Delegação Regional de Educação.


Nessa conformidade, os Pais decidiram que os alunos não participariam nas actividades escolares previstas para dia 13 e ficou desde logo marcada para as 9 horas da manhã de segunda-feira, dia 16, uma nova concentração junto ao Centro Escolar. No caso da situação actual não sofrer qualquer alteração, os alunos voltarão a não entrar na Escola, mantendo-se o boicote, e decorrerá mais tarde uma Assembleia de Pais a partir das 18 horas para avaliação da situação e tomada de decisões quanto à continuação da reivindicação que os Pais consideram justa e pertinente.






Quer Carlos Simões, presidente da Associação de Pais, quer Rui Medinas, vice-presidente da Câmara Municipal da Golegã, garantiram aos Pais presentes que durante o fim-de-semana iriam continuar as tentativas de desbloqueamento da situação.


Carlos Simões lamentou ainda que o secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar cuja presença na próxima segunda-feira na cerimónia de início do ano lectivo estava já confirmada, tenha desmarcado  a sua presença no evento, na tarde de quinta-feira. "Ninguém aqui o iria tratar mal", garantiu.


(fotos de Diogo Narciso)


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:05
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Setembro de 2013
GOLEGÃ: Protesto contra a não-homologação da 4ª turma do Ensino Básico na Escola de Azinhaga
Um documento enviado à tutela da Educação em Julho de 2013 a solicitar, à semelhança dos anos lectivos anteriores, a constituição da 4ª turma do 1º Ciclo do Ensino Básico na Escola de Azinhaga.
Nesses anos lectivos, e até com menos alunos (58 em 2010/2011, 63 em 2011/2012), essa constituição foi solicitada e conseguida, com argumentação semelhante à anexa. 
Este ano lectivo, e até ao momento (a poucos dias do início das aulas), tal autorização para a constituição da 4ª turma não foi concedida, nem qualquer resposta, positiva ou negativa, ao nosso pedido, foi recebida.
Segundo informações recebidas pela Associação de Pais, confirmadas pela Coordenação da E.B.1 de Azinhaga, para o ano lectivo de 2013/2014 estão previstas as seguintes turmas:
 
- Uma turma de "2º ano" com: 8 alunos do 1º ano + 15 alunos do 2º ano (sendo que uma criança desta turma apresenta necessidades educativas especiais);
- Uma turma de "3º ano" com: 8 alunos do 1º ano + 15 alunos do 3º ano (sendo que uma criança desta turma apresenta necessidades educativas especiais);
- Uma turma de "4º ano" com: 19 alunos do 4º ano (sendo que duas crianças desta turma apresentam necessidades educativas especiais)
 
Repare-se que se misturam os alunos que chegam ao 1º ano com aqueles que se preparam para passar ao 4º ano e com alunos do 2º ano; que qualquer dos casos anteriores obriga a atenção especial, em particular dada a existência de testes intermédios para os meninos do 2º ano, que assim terão que partilhar a preparação para essas provas, com as aulas dos meninos do 1º ano: perguntamo-nos que repartição de tempo poderá ser atribuída a estas crianças pelo docente?!
 
É óbvio para os Pais e Encarregados de Educação que esta organização das turmas é inapropriada, põe em causa os direitos das crianças, não corresponde às necessidades dos alunos do 2º ano do 1º ciclo, que enfrentam exigências adicionais, e não permite, por outro lado, dispensar às crianças que ingressam no 1º ciclo do ensino básico a atenção que merecem.
 
Ainda e à semelhança do que já foi referido em anos lectivos anteriores em relação a esta mesma problemática, as condições sócio-económicas da Freguesia e dos agregados familiares que a compõem, não sofreram alterações substanciais e as que sofreram foi certamente para pior, dada a situação de crise económica, de aumento do desemprego e de perda do poder de compra que actualmente se vive em Portugal.
 
Tendo sido realizado o investimento no novo e moderno Centro Escolar de Azinhaga, parece-me paradoxal que se continue a discutir esta situação, que não tem em linha de conta as necessidades educativas da Freguesia e do Munícipio, antes meras considerações economicistas de "optimização de recursos humanos"... não é decerto na educação dos mais novos que se impõem cortes e poupanças tendo como único objectivo os números da "despesa".
Por este motivos e por muitos mais que podem ser encontrados no documento anexo, datado de Julho de 2013, os Pais e Encarregados de Educação do 1º Ciclo do Ensino Básico de Azinhaga, reunidos ontem em Assembleia de Pais promovida pela sua Associação decidiram por unanimidade:

- Não aceitar a não constituição da 4ª turma deste Ciclo, para as crianças do 1º ano;
- Dar conhecimento dessa decisão à tutela e ao Munícipio e a toda a Comunidade;
- Marcar um acção de protesto para a próxima sexta-feira 11 de Setembro, junto ao Centro Escolar de Azinhaga, logo à abertura deste; 
- Não permitir que os alunos do 1º ciclo deste estabelecimento iniciem as aulas enquanto tal pretensão não obtiver resposta positiva por parte de quem decide.
Também os pais do Jardim-de-Infância de Azinhaga, no mesmo Centro Escolar, irão juntar-se a este protesto, nos mesmos moldes.
Ou seja, até decisão positiva e homologação da constituição da 4ª turma do 1º Ciclo do Ensino Básico no Centro Escolar de Azinhaga, os alunos não entrarão nas salas de aula, sem prejuízo de outras formas de luta que os Pais e Encarregados de Educação entendam adoptar.
Para os nosso filhos, menos do que tudo a que têm direito, é inaceitável. 
Carlos Paula Simões
Presidente da Direcção
Associação de Pais e Encarregados de Educação de Golegã, Azinhaga e Pombalinho


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:51
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 10 de Junho de 2013
GOLEGÃ: Passeio Solidário BTT

No próximo dia 15 Junho irá ter lugar um Passeio Solidário de BTT no concelho da Golegã.

A concentração está marcada para as 10h00, no Largo do Central - Golegã, com partida às 10h30 em direcção à Azinhaga e terminando no Pombalinho com um almoço convívio. Para quem necessitar será providenciado transporte de regresso (pessoas e bicicletas).

O percurso terá aproximadamente 15km, com uma dificuldade média baixa, tendo em conta que o objectivo principal do passeio será o convívio e a ajuda a uma associação do concelho.

Para todos os interessados, poderão inscrever-se ou saber mais informações através do website da JSD Golegã



publicado por Noticias do Ribatejo às 21:51
link do post | comentar | favorito

Domingo, 21 de Abril de 2013
GOLEGÃ: Associação de Pais promoveu colóquio sobre o tema da segurança na Internet



A APEE GAP - Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Golegã, Azinhaga e Pombalinho, levou a cabo no passado dia 20 de Abril uma acção de divulgação para os Pais e Encarregados de Educação do Ensino Básico (1º, 2º e 3º Ciclos) subordinada ao tema "Crianças e Jovens em Segurança na Internet: Como?"


O evento decorreu no Auditório do Equuspolis, na Golegã, tendo a apresentação sido da responsabilidade do Professor Valter Bouça, do Instituto Politécnico de Tomar, e da Direcção da APEE GAP.


Os trabalhos foram abertos pelo Engº Rui Medinas, na sua qualidade de Presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Golegã.


Ficou desde logo assinalada a pertinência de se continuarem estas acções de divulgação, estendendo-as, no futuro, às próprias crianças e jovens do Concelho.


publicado por Noticias do Ribatejo às 12:58
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Abril de 2013
GOLEGÃ: Candidato do PSD à Câmara Municipal da Golegã
Em Reunião da Comissão Política de Secção da Golegã de 16 de Março de 2013 foi proposto e aprovado o Engº Técnico José Godinho Lopes como cabeça-de-lista à Câmara Municipal da Golegã nas Eleições Autárquicas de 2013.
José António Godinho Lopes tem 41 anos, é casado e natural da Golegã. É Engenheiro Técnico Civil e Empresário, sócio-gerente e director técnico da empresa Martins & Godinho - Construções, Lda. Nas actividades associativas salientamos o cargo de Secretário da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia da Golegã, com o Pelouro de Património Urbano e Obras e Projectos, entre outros, e de Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Núcleo Sportinguista da Golegã desde 2001.
A proposta da Comissão Política de Secção do PSD contou com a aprovação da estrutura homóloga do CDS/PP da Golegã e foi posteriormente ratificada em Assembleia de Secção extraordinária, realizada em 23 de Março de 2013.
Foi homologada pela Comissão Política Nacional do PSD a 2 de Abril de 2013.

José António Godinho Lopes irá encabeçar assim a lista da coligação PSD/CDS-PP, já formalizada a 28 de Fevereiro pelas respectivas estruturas e que tem a designação oficial de Coligação "Golegã, Concelho com Futuro"



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:47
link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Março de 2013
GOLEGÃ: Protesto contra a alteração do Caminho de Santiago no seu troço de Azinhaga

ASSUNTO: CAMINHO DE SANTIAGO, TROÇO DO CONCELHO DA GOLEGÃ NA FREGUESIA DE AZINHAGA

RESPOSTA À RESPOSTA DA CÂMARA MUNICIPAL DA GOLGÃ AO E-MAIL DA COMISSÃO POLÍTICA DO PSD, SECÇÃO DA GOLEGÃ

 

Ex.mo Sr. Presidente da Câmara Municipal da Golegã

Dr. José Veiga Maltez,

 

Acusamos a recepção da resposta de V. Exa. à nossa preocupação relativa ao troço de Azinhaga do Caminho de Santiago.

 

Não nos surpreende a forma da mesma. Como não é de estranhar, insiste V. Exa e a Câmara Municipal da Golegã, com tom paternalista e condescendente, em considerar a oposição e o Partido Social Democrata da Golegã, em particular, como incultos e ignorantes e remetendo toda e qualquer crítica ao vosso trabalho para a alegada "politico-partidarização" das questões que levantamos.

 

Menorizando assim, de forma deselegante, as opiniões de outros Munícipes que, tal como V.Exas, têm o direito - e o dever! - de se pronunciarem em tudo aquilo que diz respeito às suas vidas e ao sucesso das suas comunidades.

 

Demonizar o adversário político e reduzir as propostas da oposição a meras intervenções "político-partidárias" já só convencerá os acólitos indefectíveis de V. Exas.

 

Abandonando a forma passemos ao conteúdo. É surpreendente que V. Exa. pense que o PSD da Golegã desconheça o que são e o que se pretende hoje em dia com os Caminhos de Santiago por toda a Europa! Assinalado de forma bem visível em todas as placas que prodigamente V. Exa espalhou por caminhos ermos do Concelho, lê-se: "Itinerário Cultural Europeu". Cultural, Sr. Presidente, para além de religioso!

 

A vertente exclusivamente religiosa, que V. Exa alega na sua resposta, é novidade agora introduzida pela Câmara Municipal da Golegã! No caso de V. Exa desconhecer, em Dezembro de 2009, reuniu em Grijó, promovido pela Associação/ Confraria de São Tiago Espaço Jacobeus, o Fórum "Sinalização - Princípios Básicos a adoptar na abertura e sinalização dos itinerários de peregrinação", que aprovou por unanimidade os «Princípios Básicos na Sinalização do Caminho de Santiago e Caminho de Fátima» e também aprovou por unanimidade a «Carta de Grijó» da qual citamos aqui alguns pontos. Afirma este documento:

 

...  os itinerários portugueses de peregrinação a Santiago de Compostela registaram, desde do século IX até aos dias de hoje um contínuo fluxo de peregrinos, mesmo quando o mesmo não acontecia em outros itinerários, hoje classificados como património mundial.


... na actualidade, os Caminhos Portugueses são o segundo itinerário mais percorrido dos Caminhos de Santiago.


... os itinerários de peregrinação são itinerários religiosos e de manifestação de fé de quem os percorre com esse intuito, mas que permitem ainda o contacto com o património cultural, artístico, arquitectónico e da natureza, promovendo o desenvolvimento sustentável e contribuindo para o desenvolvimento socioeconómico das regiões que atravessam.


Realçamos: os itinerários de peregrinação... permitem ainda o contacto com o património cultural, artístico, arquitectónico e da natureza, promovendo o desenvolvimento sustentável e contribuindo para o desenvolvimento socioeconómico das regiões que atravessam!


Correctíssima e sensata constatação dos participantes deste Fórum. Onde tudo leva a crêr não se encontravam representantes da Câmara Municipal da Golegã, ou, se participaram, estavam distraídos, como não é de estranhar. Só assim se explica que o troço de Azinhaga agora indicado pela CMG faça tábua-rasa desta preocupação bem presente na "Carta de Grijó".

 

E parece desconhecer também a CMG que quando o Conselho da Europa apresentou a Declaração de Santiago de Compostela em Outubro de 1987, apelou às autoridades, instituições e cidadãos para (entre outros):


... c) Desenvolver uma acção coordenada de restauração e posta em valor do património arquitectónico e natural situado na proximidade destes caminhos.

 


Como enquadrar o troço de Azinhaga agora indicado pela CMG no espírito destes dois documentos é tarefa denotadamente impossível. Só por recurso a retóricas insustentáveis como a resposta que nos foi enviada.

 

E, como não é de estranhar, a resposta da CMG enferma de problema recorrente, a das meias verdades. Que da Cholda à Azinhaga distam apenas 830 metros. Até ao cruzamento com a Estrada de Santa Inês, sim. Mas outras distâncias são mais relevantes. Do cruzamento da Estrada Real junto à Cholda até:

  • Aos cafés Altos Montijos e Borda d'Água: 1,5 Km
  • Ao restaurante Taberna do Maltez: 2 Km
  • À Igreja Matriz, Quinta do Espírito Santo, Casa da Azinhaga e restaurante Pátio do Burgo:   1,7 Km
  • Ao Largo da Praça, Fundação José Saramago: 1,9 Km

E esclareça-se ainda que o referido grupo de peregrinos não abandonou o troço seguindo a indicação da placa copiada na vossa resposta, junto à Cholda. Já o teriam abandonado muito antes, seguindo pela Estrada de Santa Inês logo a partir do Pombalinho e inflectindo para a Azinhaga no cruzamento desta com a E365-4, estrada de Mato de Miranda...

 

Finalizamos concordando com V. Exa: O Caminho de Santiago, não é de ninguém, é de todos!! Não é da Câmara Municipal da Golegã, é do Concelho da Golegã, e das pessoas da Freguesia de Azinhaga no troço que lhes diz respeito, e que não foram ouvidas por V. Exa!!!

 

Não prolongue o erro, Exmo Sr. Presidente e permita aos que nos visitam o contacto com o património cultural, artístico, arquitectónico natural, promovendo o desenvolvimento sustentável e contribuindo para o desenvolvimento socioeconómico do nosso Concelho e da Freguesia de Azinhaga em particular, já que em pouco ou nada se alterou o troço de Golegã.


Aceite Sr. Presidente, os nossos melhores cumprimentos,

 

Golegã, 17 de Março de 2013

 

 

A Comissão Política de Secção da Golegã do PSD,


publicado por Noticias do Ribatejo às 15:12
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 15 de Março de 2013
GOLEGÃ: Carta aberta ao presidente da Cãmara
Ex.mo Sr. Presidente da Câmara Municipal da Golegã,
Sr. Dr. José Veiga Maltez,
Pela presente vem o PSD da Golegã, pela sua Comissão Política, apresentar a sua opinião sobre a alteração introduzida pela Câmara Municipal da Golegã ao troço de Azinhaga do Caminho de Santiago.

Consideramos, que o troço de Azinhaga do "Caminho de Santiago" agora apresentado pela Câmara Municipal de Golegã está longe de servir o interesse da Freguesia de Azinhaga. E solicitamos que a Câmara Municipal da Golegã reavalie a alteração agora aparentemente consumada, tendo em vista o melhor interesse dos peregrinos que nos visitam e o da aldeia centenária de Azinhaga. 


Em Portugal, a Associação Espaço Jacobeus (AEJ) é a única entidade responsável, autorizada pela Igreja Compostelana, para emitir a Credencial de Peregrino. E no Guia (*) que esta Associação recomenda indica-se o troço no nosso Concelho como sendo o seguinte:

"De Vale de Figueira a Azinhaga | 12,5 quilómetros.

Entramos nas terras agrícolas do Reguengo e logo viramos à esquerda percorrendo a Quinta da Lezíria até à estrada que liga o Reguengo ao Porto das Pereiras. Viramos à esquerda e logo à direita entrando no Campo do Pombalinho passando pelas ruínas da Quinta de El Rei e ao lado da nova ponte do Rabo dos Cágados para entrar na Azinhaga pela Rua Cerrada da Barca, Rua do Calcanhar, Rua de St.º António chegando ao Largo da Praça. Prosseguimos pela Rua da Misericórdia, onde encontramos o antigo hospital e albergue e logo depois, na Rua do Espirito Santo, a Igreja Matriz (Séc. XIX) e a Capela do Espírito Santo (Séc. XIV) abandonando a pequena vila. 

De Azinhaga a Golegã | 9,0 quilómetros

Percorremos a N365 passando a Quinta da Broa e a Ponte do Almonda até à Golegã. Logo na entrada viramos à direita e pouco depois à esquerda para a Rua do Campo que os leva até ao Largo da Imaculada Conceição onde encontramos a igreja manuelina de N. Sr.ª da Conceição (Séc. XIV)."


Como se vê o troço correspondente à Azinhaga passa bem no centro da povoação, permitindo a visita a alguns dos seus monumentos mais emblemáticos. O que vai de encontro aquilo que se afirma ser regra no Caminho, que é a de passar sempre em frente à igreja mais importante ou mais antiga da localidade.

Ora a alternativa agora apresentada como oficial pelo Munícipio, retira toda a travessia da malha urbana da freguesia, fazendo os peregrinos passarem completamente ao lado da aldeia, pela Estrada Real e desembocando na Broa. Consideramos que isto não tem qualquer sentido em termos de potencial turístico da Azinhaga, de dinamização do seu comércio local, e até do conforto dos peregrinos.

Compreendemos que alguma alteração pudesse haver para retirar os peregrinos dos caminhos rurais infelizmente em mau estado ou ocasionalmente submersas, como o que passa pela quinta d'El-Rei, ou de outras estradas rurais entretanto suprimidas e/ou relocalizadas. 

Mas restava pelo menos uma opção, como por exemplo, a que optaria pelo Estrada do Casal Rebelo e a Estrada das Vinhas (Agromais), entroncando com a EN 365 e entrando na Azinhaga pela Rotunda da Agricultura, com as ruínas da capela de São Sebastião poucos metros à frente.

É nossa opinião que faz muito mais sentido trazer os peregrinos por dentro da povoação, e pelos motivos mais que óbvios: comércio local, monumentos, locais históricos, o Largo do Miradouro, com espaço para repousar e acesso a sanitários públicos, com água potável, com duche, até. 

Damos como exemplo da dinamização possível do comércio e da restauração local, o facto de no primeiro fim-de-semana de Março, e segundo uma fonte segura, um grupo de cerca de dezena e meia de peregrinos, porventura conhecedores da região, terem abandonado o troço recentemente sinalizado pela CMG, seguindo na direcção da Azinhaga, para almoçarem num restaurante da Freguesia.

Parece-nos no mínimo curioso e bastante criticável que em nome de uma alegada "sustentabilidade histórica",
  • se retirem potenciais clientes do nosso comércio e restauração local
  • deixemos de dar a conhecer o património do Concelho (em particular da freguesia de Azinhaga)
  • para os levar para a "Estrada Real" que passa a 1,5 km do centro da povoação, 
  • e onde nada de relevante, em termos históricos ou paisagísticos, os peregrinos irão ver ou conhecer numa distância de mais de 2,5 km até à Quinta da Broa. 
É, denotadamente, um desperdício: de tempo para os peregrinos, e de oportunidades para a Azinhaga.
Voltamos assim a solicitar à Câmara Municipal da Golegã que reavalie a alteração agora consumada, tendo em vista o melhor interesse dos peregrinos que nos visitam e o da aldeia centenária de Azinhaga. 
Aceite Sr. Presidente, os nossos melhores cumprimentos,
A Comissão Política de Secção da Golegã


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:25
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2012
GOLEGÃ: JSD Golegã aproveita Jantar de Natal para continuar tradição solidária!
A JSD Golegã realizou, no passado dia 21 Dezembro, o seu habitual jantar de Natal no restaurante Páteo Sevilhano na Golegã.

Durante o jantar, que reuniu cerca de duas dezenas de jovens, foi possível fazer o balanço de 2012 e projectar algumas actividades para o início de 2013.
Unânime foi ainda a decisão de continuar com a tradição solidária, que vem pautando a estrutura desde a sua reactivação, e proceder à ajuda de uma instituição do concelho.

Neste sentido foi entregue, no dia seguintes, um pequeno donativo simbólico (leite) directamente às Irmãs S. Francisco de Assis que pelo seu papel no concelho poderão entrega-lo directamente aqueles que dele necessitam, mas que ainda sentem alguma relutância em demonstra-lo publicamente. 

Ainda que muitos destes gestos tenham lugar apenas no Natal, antes 1 vez por ano, do que nenhuma.


publicado por Noticias do Ribatejo às 11:29
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2012
GOLEGÃ: JSD Golegã presente no Congresso Nacional da JSD

Teve lugar no passado fim de semana o XXII Congresso Nacional da JSD, que pela primeira vez se realizou no Distrito de Santarém.

Mais de mil Jovens estiveram em Fátima para discutir os principais problemas da Juventude Portuguesa e eleger os órgãos nacionais para os próximos dois anos.

Este Congresso foi também importante para reforçar a presença da JSD Golegã a nível regional e nacional.

A estrutura esteve representada por Nuno Castelo na qualidade de delegado e membro da COC, Luis Teixeira como delegado, bem como por José Roque, Diogo Rosa e João Pinho que desempenharam um papel activo na organização do Congresso enquanto voluntários.

A JSD Golegã congratula-se ainda pela eleição do seu presidente enquanto como do conselho nacional da JSD.



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:51
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 2 de Novembro de 2012
GOLEGÃ: Reciclagem debatida na Golegã

No âmbito da campanha de sensibilização ambiental “Sim, é no Amarelo” que a Tetra Pak está a realizar no distrito de Santarém, em parceria com a Resitejo, o concelho da Golegã vai receber, de 2 a 11 de novembro, a exposição “A Reciclagem das Embalagens da Tetra Pak”. Integrada na Feira Nacional do Cavalo, a exposição conta com o apoio da Câmara Municipal da Golegã e da SPV, e pode ser visitada na Biblioteca Municipal da Golegã, numa tenda especialmente instalada para o efeito.
Destinada ao público infantil e às famílias, esta exposição de acesso gratuito alerta e esclarece, de forma lúdica, para a importância da separação seletiva das embalagens de cartão para alimentos líquidos (muito usadas pelas crianças e pelas famílias para o consumo de leite e sumos) e para a sua reciclagem, demonstrando de forma interativa como se processa a reciclagem de uma embalagem da Tetra Pak após a sua colocação no Ecoponto Amarelo.
A exposição é composta por três módulos - o Ecoponto Amarelo, a Fábrica da Reciclagem e o Atelier das Embalagens - organizados através de um trajeto que inclui jogos para as crianças e adultos, visionamento de filmes didáticos, ateliers de reciclagem e outras atividades lúdicas.
Além da exposição, a campanha “Sim, é no Amarelo” inclui a distribuição de diversos materiais que serão disponibilizados à população, nomeadamente folhetos informativos, marcadores de livros, ímanes, posters, entre outros. Estes materiais também têm como objetivo esclarecer e sensibilizar a população para a reciclagem das embalagens da Tetra Pak, através da sua deposição no ecoponto amarelo.
A informação comunicada na campanha está também permanentemente acessível na Internet, a partir do site www.simenoamarelo.pt ou no portal www.protegeoqueebom.pt.
A campanha “Sim, é no Amarelo” foi lançada pela Tetra Pak em setembro de 2009, sendo desenvolvida em conjunto com as autarquias e os sistemas municipais de recolha e tratamento de resíduos através de ações de esclarecimento, distribuição de informação e campanhas de publicidade exterior.

«CMG»



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:26
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

GOLEGÃ: Recuperação do pa...

GOLEGÃ: Assembleia Munici...

GOLEGÃ: Pasteis de São Ma...

GOLEGÃ: Cinha Jardim acei...

GOLEGÃ: Apresentação do l...

GOLEGÃ: 3.º Aquatlo

GOLEGÃ: Conferência "Jove...

DESPORTO: O estreante Dua...

NERSANT: EmpCriança leva ...

GOLEGÃ- Semana da Saúde

GOLEGÃ: ATRIBUIÇÃO DE PA...

GOLEGÃ: Piri-piris da Pal...

GOLEGÃ: "Saltos de Obstá...

GOLEGÃ: Inauguração da ex...

GOLEGÃ: ATREVA-SE.

GOLEGÃ: Biblioteca Munici...

GOLEGÃ: PEDDY-PAPER

GOLEGÃ:Campanha Solidária...

Golegã, Assembleia Munici...

GOLEGÃ: Padre suspeito de...

GOLEGÃ: Campanha Natal So...

GOLEGÃ: JSD Golegã renova...

GOLEGÃ: Feira de São Mart...

GOLEGÃ: Diogo Rosa Campeã...

GOLEGÃ: Impressionante

GOLEGÃ: Feira Nacional do...

GOLEGÃ: E.B. 1º Ciclo de ...

GOLEGÃ: Escola Básica de ...

GOLEGÃ: Irregular constit...

GOLEGÃ: Boicote ao início...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds