NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 21 de Setembro de 2010
PSD recomenda medidas urgentes para proteger e valorizar a floresta
Os Deputados do PSD apresentaram na Assembleia da República um conjunto de sete recomendações ao Governo, no sentido de proteger e valorizar a floresta. São medidas urgentes, perante os últimos dados avançados pela Autoridade Florestal Nacional (AFN) que, relativamente a 2010, apontam de Janeiro até ao passado dia 15 de Setembro, um total de área ardida em Portugal que ascende a quase 118 mil hectares. Em termos estritamente económicos, os cerca de 118 mil hectares ardidos representam perdas superiores a 300 milhões de euros, só em prejuízos, e numa perspectiva conservadora assente no novo modelo do Sistema Europeu de Informação de Fogos Florestais (EFFIS) para avaliar o impacto socioeconómico dos incêndios que valoriza em 3000 euros o hectare ardido. Portugal é o país do sul da Europa que mais incêndios florestais sofreu nos últimos anos. Para o PSD impõe-se uma avaliação do dispositivo nacional de prevenção, vigilância, detecção e combate aos fogos florestais, bem como efectuar um diagnóstico rigoroso do Plano Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios (PNDFCI), em vigor desde 2006. Sublinha-se também que esforço extraordinário e, tantas vezes, heróico dos Bombeiros, das populações e dos agentes da Protecção Civil, deve ser complementado com uma melhoria da coordenação e com os meios adequados. Reclama-se ainda medidas no sentido de assegurar que o Estado cumpra com as suas obrigações de preservação e investimento nas áreas protegidas nacionais, que representam um importante património nacional. Também preconiza-se uma reforma estrutural da floresta, que favoreça o estabelecimento de uma verdadeira parceria de responsabilidades na área pública, nomeadamente entre as Administrações Central e Local, e destas com as entidades privadas, numa opção que privilegie a prevenção e seja orientada para o potencial multifuncional da floresta. De igual forma, para os parlamentares do PSD é igualmente urgente reprogramar e dinamizar o PRODER, designadamente as medidas de apoio ao sector florestal, que em articulação com os demais instrumentos de apoio público (Fundo Florestal Permanente, entre outros), devem assegurar uma estratégia nacional de defesa e protecção da floresta, enquanto recurso natural, social e económico. Assim, os Deputados do Grupo Parlamentar do PSD propõem as seguintes recomendações: 1 - Que seja revisto e simplificado o modelo de gestão do Fundo Florestal Permanente. 2 - Que sejam accionados apoios de emergência e, à semelhança de outros anos, sejam consideradas ajudas às famílias que perderam as suas fontes de subsistência. 3 - Que se assuma uma aposta estratégica na prevenção de incêndios florestais e, nessa medida, seja implementada uma infra-estrutura de informação cadastral. 4 - Que seja reprogramado o PRODER nas medidas florestais, como instrumento financeiro de apoio à modernização do sector. 5 - Que o Governo, levando em consideração o elevado número e a extensão dos incêndios no Parque Nacional da Peneda-Gerês, que reveja a estratégia de protecção que integre a vigilância, a prevenção e o plano de combate. 6 - Que seja incentivado o aproveitamento da biomassa florestal no objectivo de protecção da floresta contra os incêndios. 7 - Importa proceder a uma avaliação rigorosa e independente do dispositivo de combate aos incêndios florestais na protecção da nossa floresta.


publicado por Noticias do Ribatejo às 14:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 5 de Agosto de 2010
O “SENTIDO DE ESTADO” DE PEDRO PASSOS COELHO – UMA FALTA DE “SENTIDO”?

Artigo de Opinião

Por: Anabela Melão

 

 Passos Coelho parecia apostado em romper com a postura típica de animosidade pessoal que opunha Ferreira Leite a José Sócrates e em manter uma ‘atitude de Estado’ na sua relação com o chefe do Governo. Surgiu como que erguido de Alcácer Quibir, resolvido a fazer a diferença. Em contraste à pose tão criticada de José Sócrates, dita de arrogância, autoritarismo e infalibilidade, opôs um perfil pacífico, brando e dialogante. Uma “postura” adaptada ao perfil de primeiro-ministro alternativo. Mas, como já dizia O Líder “quem não está comigo está contra mim” e era previsível que esta duplicidade não se pudesse prolongar ad eternum. Apostar, de uma banda, na colaboração institucional com Sócrates, e, de outra, na recusa de reeditar o Bloco Central ou de participar num qualquer Governo de Salvação Nacional, fragilizou e apequenou a margem de manobra de Passos Coelho. Primeiro, e desde logo, terá esquecido que o PSD foi sempre um partido de lutas intestinais – mesmo quando Cavaco os calava pelo temor reverencial. Depois, quis aproveitar a maré de populismo já iniciada a (des)propósito das presidenciais, mas percebeu a conveniência de não se “colar” ostensivamente a Cavaco Silva, precisamente pelo tal perfil que faz questão em manter – e que é mais diferente do de Cavaco do que do de José Sócrates. O certo é que a crise nacional acabou por ser madrasta para Pedro Passos Coelho, furando-lhe os timings da sua estratégia – admite-se bem planeada e arquitectada – e acabou por revelar de forma prematura as suas fragilidades. Não saiu ileso do episódio das SCUT: as concessões tiradas à força a Sócrates valeram-lhe o reincendiar de velhos conflitos com alguns barões autárquicos do partido (sobretudo no Algarve). As declarações do seu braço direito, Miguel Relvas, sobre a aliança com o CDS ou o veto do Governo à venda da Vivo à Telefónica, evidenciaram que “casa onde não há pão…”, ou seja, a incongruência das posições internas do PSD. Segundo, a intenção – que se queria messiânica – de reunir assembleias de notáveis para rever a Constituição e reformar o programa do partido – num caso, pondo à testa um destacado militante monárquico, noutro, reunindo personalidades ‘independentes’, algumas com passadas e conhecidas ligações ao PS – pareceram golpes – não de asa – mas de oportunidade política, a tentar igualar os que o PSD tanto aponta ao socratismo. A duplicidade de Passos Coelho pôs a descoberto a displicência e o novo-riquismo liberal de que o PSD sempre fez apanágio e serviu, não somente, mas designadamente, para “nos pôr a pau” sobre o seu suposto ‘sentido de Estado’. Porque Pedro Passos Coelho parece estar a tomar atitudes sem sentido e porque começamos a pensar que nem faz ideia do que será essa máquina brutal que é o Estado



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:20
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 4 de Maio de 2010
SANTAREM-Cumprimentos ao Bispo de Leiria/ Fátima

A Governadora Civil de Santarém, Sónia Sanfona, apresentou cumprimentos no dia 29 de Abril de 2010, ao Bispo de Leiria/ Fátima, D. António Marto.
A recepção realizou-se na Casa Episcopal, na cidade de Leiria, e para além da intenção formal, à semelhança do que já aconteceu com o Bispo de Santarém, foram abordados diversos temas da actualidade, durante uma hora de encontro.
O tema incontornável foi a visita a Portugal, de sua Santidade o Papa Bento XVI, que permanecerá em Fátima a 12 e a 13 de Maio.
Trata-se de uma deslocação importante, numa conjuntura difícil em todo o mundo, e que por isso é acompanhada de uma palavra de ânimo, fé e esperança.
O ano de 2010, tem como tema "Reparte com alegria, como a Jacinta", e que titula a peregrinação aniversaria de 13 de Maio e a vinda do Papa.

 

GI/GCS



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:12
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010
SANTAREM-EnCantos da Minha terra/Padre Ricardo Mónica

O musical em cena retrata quadros da devoção popular identificativos de uma cultura religiosa muito peculiar onde muitas vezes a barreira entre a religiosidade e o paganismo se torna muito ténue e pouco perceptível; porém desvela-se uma devoção indescritível do sentido da presença de Deus no quotidiano destas gentes. Quer no campo desde o romper do sol ao fim do dia, quer nas festas dos domingos, passando pela Quaresma, Páscoa e Natal onde vertente etnográfica se torna enriquecida com as orações musicadas e recitadas mediante cada momento.
Colaboração: Rancho Folclórico de Almeirim
(Música) (Duração) 90’ (Classificação) M3 (Preço) 10 euros



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:22
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
Sónia Sanfona nomeada para governadora civil de Santarém

 

Candidatura Sónia Sanfona 01

A ex-candidata do PS à Câmara de Alpiarça e ex-deputada Sónia Sanfona foi a escolhida para o cargo de governadora civil de Santarém, sucedendo a Botas Castanho.

Sónia Safona torna-se aos 37 anos a primeira mulher a assumir esta função no nosso distrito. Sónia Sanfona é advogada de formação e assumia agora o cargo de vereadora na Câmara de Alpiarça que deixou escapar para a CDU nas últimas eleições autárquicas.

Sublinhando o papel dos governos civis na ligação das regiões que representam com o Governo central, Sónia Sanfona disse ser seu objectivo imediato trabalhar em prol do distrito, procurando dar-lhe “a visibilidade e o relevo que merece” para que seja “exemplar e uma referência nacional”.

Sónia Sanfona disse sentir-se preparada e motivada para responder aos “desafios estruturantes” que se colocam a quem desempenha o cargo de governador civil, realçando o papel destas estruturas em matéria de prevenção rodoviária, protecção civil, relacionamento institucional e com o movimento associativo, áreas que considerou poderem ser “motor de uma região”.

Sónia Sanfona refutou ver na sua nomeação, aprovada hoje em Conselho de Ministros, uma “lógica de lugares de compensação”.

A ex-deputada foi criticada publicamente por, juntamente com Ana Gomes, ter contestado a sua exclusão da lista de candidatos à Assembleia da República por concorrer ao mesmo tempo à presidência da Câmara Municipal de Alpiarça, município que o PS perdeu para a CDU nas autárquicas de 11 de Outubro.

Sónia Sanfona disse ainda que o facto de se perder uma autarquia em eleições “não pode ser um hadicap para qualquer político”.

“Sei que teria condições para fazer um bom trabalho e ser uma boa presidente de Câmara. A população assim não entendeu, decisão que respeito”, disse, adiantando que vai assumir as funções de governadora civil “com o mesmo ânimo e determinação” com que sempre se envolve em tudo o que faz.

“Com todo o respeito pelos que me criticam, há desafios para assumir”, disse, sublinhando a confiança que é depositada em si pelo Governo e pelo partido que apoia.

Defensora da regionalização, Sónia Sanfona disse à Lusa que o futuro dos governos civis dependerá do modelo de um projecto que tem ainda um tempo e um caminho para percorrer.

http://www.oribatejo.pt/



publicado por Noticias do Ribatejo às 09:01
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

SANTARÉM: Salão Prazer de...

SANTARÉM: Salão Nobre foi...

SANTAREM: Feira Nacional ...

SANTARÉM: Empresas podem ...

VINHOS:Primeiro prazo de ...

SANTARÉM: Estrada da Esta...

SANTARÉM: FEDERAÇÃO DO PS...

SANTARÉM: 51ª Feira Nacio...

SANTARÉM: VIRA CASACA

TEMAS DE SAÚDE: Reformas ...

TEMAS DE SAÚDE: Prevenção...

TEMAS DE SAÚDE: Demências

SANTARÉM: O pé do diabéti...

TEMAS DE SAÚDE: “Dietas”

TEMAS DE SAÚDE: Prescriç...

SANTARÉM: Encontro entre ...

SANTARÉM: A Deputada Idál...

SANTARÉM: Serviço Naciona...

TEMAS DE SAÚDE:Consulta d...

SANTARÉM - Os políticos d...

PSD recomenda medidas urg...

O “SENTIDO DE ESTADO” DE ...

SANTAREM-Cumprimentos ao ...

SANTAREM-EnCantos da Minh...

Sónia Sanfona nomeada par...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds