NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014
Santarém comemorou 35.º aniversário do Serviço Nacional de Saúde no W Shopping

 

 

A Câmara Municipal de Santarém, o ACES-Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria e o Hospital Distrital de Santarém, promoveram várias iniciativas no âmbito dos 35 anos do Serviço Nacional de Saúde, no W Shopping.

 

A iniciativa contou com a presença da Vereadora com o pelouro da Saúde, Susana Pita Soares, da Diretora do ACES-Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, Diana Santos Leiria, e do Presidente do Conselho de Administração do Hospital Distrital de Santarém, José Rianço Josué, que agradeceram a colaboração dos vários profissionais que permitiu a realização desta iniciativa e deram as boas-vindas aos convidados e a todos os presentes.

 

O programa das comemorações, da responsabilidade da Câmara de Santarém, do HDS – Hospital Distrital de Santarém e do ACES Lezíria – Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, teve início às 10h00 com uma aula com uma Terapeuta Ocupacional, destinada à população Sénior, onde foram utilizadas técnicas terapêuticas, de modo a tentar otimizar as suas capacidades físicas e sociais.

 

 

Ao longo da manhã foi divulgado o projeto “Barrigas e Bebés”, com o intuito de promover a prestação dos cuidados de enfermagem na área da saúde materno-infantil, a par das seguintes atividades: fotografia à grávida/ família e pintura da barriga da grávida.

 

No âmbito dos rastreios e dos eletrocardiogramas, que decorreram das 10h00 às 13h00, foram ministrados ensinamentos sobre os fatores de risco identificados às pessoas que realizaram os rastreios.

 

A divulgação da iniciativa “Pais felizes, crianças saudáveis”, bem como a promoção da saúde mental e estimulação cognitiva contou com a presença de elementos da equipa do Hospital de Dia de Psiquiatria e Pedopsiquiatria, de modo a sensibilizar a população para a prevenção da doença mental.

 

O SNS - Serviço Nacional de Saúde comemorou o seu 35º aniversário no dia 15 de Setembro e, com estas iniciativas, pretendeu-se dar a conhecer o trabalho desenvolvido pelos profissionais da Saúde, através da prestação de cuidados de saúde de qualidade.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:22
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: TEATRO SÁ DA BANDEIRA



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:20
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014
NERSANT inicia seminários temáticos por todo o distrito

 

Abrantes, Cartaxo, Ourém e Santarém foram os locais onde já se realizaram seminários.

 

A NERSANT está já no terreno com um vasto conjunto de seminários temáticos, com o intuito de apresentar os seus projetos de apoio às empresas do Ribatejo.

A Internacionalização foi o tema dos seminários realizados em Abrantes e Santarém. Perante uma plateia constituída por várias dezenas de empresários, a NERSANT deu a conhecer informação pormenorizada sobre os projetos que tem em desenvolvimento nesta matéria e quais os apoios disponíveis. Foi apresentada a informação referente à realização do encontro de negócios que se irá realizar em Santarém no próximo mês de novembro, o NERSANT Business 2014 e do Encontro de Negócios no Centro de Moçambique, bem como a apresentação da missão empresarial a Marrocos que irá coincidir com a SIB em Casablanca. Foi ainda apresentado o portalwww.exportribatejo.com, onde as empresas da Região poderão ter acesso a oportunidades de negócio e concursos públicos internacionais, bem como ao serviço Business DESK, onde poderão colocar questões online diretamente à NERSANT sobre dúvidas relacionadas com a internacionalização. Neste portal estão ainda publicados estudos de mercado de diversos países (com especial destaque para Angola, Brasil, Moçambique e Cabo Verde).

No Cartaxo, o tema dominante foi a Qualificação para as PME`S. A NERSANT deu a conhecer aos muitos empresários e colaboradores das empresas o RibaCertifica, projeto de apoio à implementação e certificação das empresas e o GesINOV Corporate - aplicação informática de gestão, que tem como objetivo fomentar a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelas PME da região de Santarém, projetos que a associação está a dinamizar e que têm apoio a fundo perdido para as empresas que neles participem. Foi ainda apresentado o plano de Formação para ativos, bem como a formação avançada em Vendas (projeto Ribatejo Inspira) e uma ação de especialização em Gestão para Empresários.

A Inovação e o Empreendedorismo foi o tema do seminário realizado em Ourém, onde foram apresentados os projetos de apoio ao tecido empresarial na área da inovação e do empreendedorismo, nomeadamente o projeto Ideias Inovadoras, o Horizonte 2020, os projetos com financiamento a fundo perdido para IDI e a Bolsa de Tecnologias.

Para além destes, a associação empresarial apresentou o seu ecossistema empreendedor, desde os projetos de empreendedorismo escolar ao Sítio do Empreendedor, plataforma online onde  todos os  interessados podem fazer o registo da sua ideia de negócio (http://sitiodoempreendedor.nersant.pt/). Foi ainda  apresentada a Formação Inicial de Empreendedores, composta por 5 módulos, e que é considerada essencial para a gestão de qualquer negócio.

Nas próximas semanas a NERSANT vai continuar a percorrer o distrito com este conjunto de Seminários, com sessões a decorrer esta semana em  Rio Maior (hoje); Abrantes (Qualificação para PMES - 16 de setembro); Inovação e Empreendedorismo (Núcleo NNERSANT do Sorraia - 17 de setembro) e Fátima (Internacionalização - 18 de setembro).



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:21
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Catedral de Santarém inaugura Museu Diocesano com estreia mundial da Cantata Mundi, de Rodrigo Leão, a servir de pano de fundo

 

 

A inauguração do Museu Diocesano de Santarém (MDS) teve lugar esta sexta-feira, dia 12, pelas 19 horas na Catedral de Santarém, numa cerimónia que ficou marcada pela estreia mundial da “Cantata Mundi”, de Rodrigo Leão, bem como pela presença de Sua Excelência o Presidente da Republica, Aníbal Cavaco Silva.

 

A condução dos trabalhos esteve a cargo do Pe Joaquim Ganhão, que acompanhou o Presidente da Republica e o Bispo da Diocese, D. Manuel Pelino em toda a solenidade.

 

Em representação do Município de Santarém estiveram Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém (CMS), António Pinto Correio, Presidente da Assembleia Municipal, Susana Pita Soares, António Carmo, Luís Farinha, Ricardo Segurado, Francisco Madeira Lopes, Inês Barroso e Otília Torres, Vereadores da CMS. A Assembleia da Republica, fez-se representar pelos Deputados António Filipe (CDU), Idália Serrão e António Gameiro (PS), Vasco Cunha e Carina João (PSD). Marcaram ainda presença vários presidentes de câmara e de junta de freguesia do Distrito, assim como figuras ligados à Igreja e os benfeitores que contribuíram para a construção do Museu.

 

Inserido na Rota das Catedrais, o Museu tem como inspiração a “promoção da dignidade da pessoa humana através dos Bens Culturais da Igreja e a sua razão de ser, ao serviço da envangelização, da pastoral, da cultura e do desenvolvimento sustentável da sociedade”.

 

No que toca à missão deste novo espaço da Arte Sacra, o MDS visa “promover o acolhimento atento e solícito dos Visitantes que procuram a Sé de Santarém, a quem é oferecida uma experiência do belo enquanto lugar de memória e de esperança, cujo futuro é moldurado pelo sentido da gratidão, da responsabilidade e da valorização”.

 

Quem quiser visitar o Museu Diocesano pode fazê-lo de segunda-feira a sexta-feira, das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas. Ao sábado e feriados civis das 10 às 19 horas (18 horas de novembro a março). No domingo e dias santos das 14 às 19 horas (18 horas novembro a março). O encerramento é à terça-feira, no dia 1 de janeiro, na sexta-feira Santa e entre os dias 24 e 31 de dezembro.

 

Preço dos bilhetes:

Bilhete Individual

Normal (18-65 anos): 4 euros

Senior (> 65 anos): 3 euros

Junior (10-17 anos): 2 euros

Infantil (até 9 anos): gratuito

Bilhete Grupo

Bilhete Família (4 ou + pessoas): desconto 10%.

Bilhete Escola – ensino obrigatório (10 ou + pessoas) desconto 15%.

Bilhete Pastoral Diocesana de Santarém (10 ou + pessoas) desconto 20%.

Outros Grupos

Contatar: geral@museudiocesanodesantarem.pt

 

Para mais informações sobre o Museu Diocesano de Santarém em www.museudiocesanodesantarem.pt



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:20
link do post | comentar | favorito

Domingo, 14 de Setembro de 2014
CULTURA AVIEIRA: A Barraca Avieira

Por: Lurdes Véstia (*)

 

 

C:\Users\lulu\Desktop\Avieiros\FOTOS\Profª Ana da Silva\Portefólio fotográfico das aldeias\Aldeia do Patacão_Alpiarça\Patacão 7.jpg

Barracas Avieiras em época de cheia

 

Como já referimos anteriormente os pescadores Avieiros estabeleceram-se no rio Tejo e no Sado, construindo uma cultura identitária e única, com base numa matriz comum, sendo as habitações de madeira assentes em estacas, espelhadas nos palheiros do litoral norte, uma das suas manifestações culturais. Se nas praias do litoral norte os palheiros eram construídos assentes em palafitas para evitar que as habitações fossem invadidas pelas areias varridas pelos ventos, no Tejo a utilidade das palafitas era a de permitir a passagem das águas do rio e assim defende-las na altura das cheias.

Essas barracas, ou palheiros, de acordo com as terminologias dos locais onde fundaram os seus assentamentos, e os materiais utilizados na sua construção, tinham basicamente a mesma tipologia de construção. Diz-nos Lopes Bento que esta forma de habitação terá surgido como adaptação ao ambiente: “(...) o pescador, porém, como o manejo da sua pesada alfaia o obrigue a não se distanciar muito da margem, quando caso mais frequente, a pesca é a sua exclusiva ocupação, adaptou a casa à instabilidade do solo em que habita. Vencer ou atenuar esta ação da dinâmica terrestre e principalmente na região onde ela se acentua com mais intensidade foi o que conseguiu com as habitações sobre estacaria”.

No Tejo, o termo palhota, com que se designavam em alguns locais as habitações dos Avieiros, derivava do facto de se utilizar palha, ou colmo, para as coberturas, material abundante nos terrenos agrícolas da Borda d´Água tagana.

A barraca (assim apelidada sem qualquer intuito pejorativo) era construída sobre estacaria e todo o material de construção utilizado era a madeira, com exceção do lar e da chaminé, que eram de tijolo e cal, e o telhado que era de telha e de duas ou quatro águas. Só mais tarde aparecem as estacarias feitas em betão de modo a oferecer mais consistência e durabilidade.

As tábuas que formavam as paredes achavam-se dispostas quase sempre verticalmente; só excecionalmente se viam tábuas atravessadas. As fachadas eram pintadas de cores garridas e muitas vezes da mesma cor que a embarcação de que eram proprietários, talvez como forma de identificação pessoal…Quando as barracas ficavam altas, subia-se para elas por uma escadaria externa, igualmente de madeira, que servia uma varanda,na frente do lado do rio, que permitia o acesso à porta principal. O interior da casa era geralmente composto por um ou dois quartos, dependendo do número de filhos, pintados de azul ou rosa conforme o sexo dos ocupantes, uma cozinha e uma sala. Muitas vezes a cozinha ficava fora da barraca por causa dos fogos.O recheio era adequado à sobriedade que caraterizava os pescadores. Regra geral a casa era o espaço da mulher e das crianças e a rua o do homem.

Ainda se podem ver várias barracas nalgumas das aldeias Avieiras, nomeadamente, Patacão, Caneiras, Escaroupim, Palhota e Porto da Palha. Umas em razoável estado de conservação mas a maioria a necessitar de urgente intervenção pois correm o risco de desabamento com o consequente esquecimento de uma arquitetura secular e única na Europa, a construção palafítica fluvial. Para que esta intervenção seja possível é urgente reconhecer o interesse do património e da cultura Avieira, como fatores de diferenciação e afirmação da genuinidade dos territórios, particularmente os mais fragilizados e marginalizados.

Foi neste tipo de habitação que cresceram os avós e pais da penúltima geração de Avieiros do Tejo.

 

1 -Professor catedrático convidado e presidente do Conselho Científico do Instituto Superior Politécnico Internacional.

 

(*) Mestre em Educação Social



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014
SANTARÉM: Arranque do novo ano letivo assinalado com boas-vindas de Inês Barroso nos estabelecimentos de ensino dos agrupamentos escolares de Santarém

Arranque do novo ano letivo assinalado com boas-vindas de Inês Barroso nos estabelecimentos de ensino dos agrupamentos escolares de Santarém

 

 

O arranque do ano letivo nos estabelecimentos de ensino dos Agrupamentos Escolares, que teve início esta sexta-feira, pelas 9 horas, contou com a participação, entre outros, de Inês Barroso, vereadora com o pelouro da Educação da Câmara Municipal de Santarém (CMS), acompanhada por Alfredo Amante, chefe da Divisão de Educação, Maria Adélia Esteves, diretora do Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira, e Paulo Picoto, vogal da União de Freguesias de Santarém.

 

Desta forma a comitiva começou por saudar os alunos, pais e os corpos docente e não docente da Escola Básica Salgueiro Maia, no Jardim de Cima (Santarém).

 

De seguida Inês Barroso seguiu para a Escola Básica dos Leões, pelas 9h30, para saudar os presentes: alunos, encarregados de educação, professores e auxiliares. A Vereadora expressou “em nome do Município de Santarém os votos de um excelente ano letivo, para todos os meninos que vêm ou voltam para a nossa escola. Tenho a certeza que muito vão aprender, mas também muito se vão divertir”, acrescentou.

 

A Autarca aproveitou para dar uma boa notícia, relacionada com a construção de uma sala para crianças com necessidades educativas especiais, cujos trabalhos, se iniciam na próxima segunda-feira.

 

A Vereadora da Educação da CMS expressou depois já na Escola EB 2, 3 D. João II, pelas 10 horas, que conta com a colaboração de todos: pais, alunos e professores para a criação de “melhores condições para o ensino no nosso Município”, através do diálogo.

 

Inês Barroso aproveitou a ocasião para deixar os votos de “um bom ano letivo, com muita saúde e muito sucesso”.

 

Para terminar a Comitiva visitou a Escola Secundária Sá da Bandeira, pelas 10h30, e a Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, às 11 horas, onde foram reforçadas todas as palavras já transmitidas anteriormente nas Escolas já visitadas.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:09
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

 

 

 

 

sexta-feira

 

 

Hoje, dia 12 de setembro, às 14h00, a Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Palestra “Abril, Revolução nos Direitos de quem trabalha”, organizada pela CGTP, que conta com a presença de Arménio Carlos e Carlos Silva Santos.

 

Às 18h00, é inaugurado o Museu Diocesano de Arte Sacra, na Sé de Santarém, com a apresentação da obra original “Cantata Mundi”, da autoria de Rui Baeta e Ana Margarida Encarnação, a partir de músicas de Rodrigo Leão.

 

A estreia mundial da Cantata «Todos somos terra e céu, todos somos mundo.» é dirigida pelo maestro Myguel Santos e Castro, é interpretada por Rui Baeta (barítono), pelo Coro VoxLaci, Quarteto de Cordas de Sintra (acompanhado pela contrabaixista Margarida Afonso), António Esteireiro (organista) e conta com a participação especial da Schola Cantorum da Catedral de Santarém.

 

O projeto é cofinanciado pelo QREN através do INALENTEJO, como resultado da parceria institucional entre a Diocese de Santarém, a Direção-Geral do Património Cultural e a Câmara Municipal de Santarém.

 

Às 21h30, o Fórum Actor Mário Viegas acolhe a peça de teatro “O Cultivo das Flores de Plástico” de Afonso Cruz.Entrada 2 Euros e oferta de bens alimentares a favor da Cáritas Interparoquial de Santarém

 

Esta peça de teatro mostra o combate ao estigma, a partir do livro «O Cultivo das flores de plástico» que retrata o dia-a-dia de quatro sem-abrigo, permitindo uma reflexão sobre a indiferença com que a sociedade de consumo olha para estas pessoas. Permite-nos ainda questionar sobre o que é mais importante nas nossas vidas.

 

Interpretação: António Silva, Eduardo Vieira, Paula Ortiga e Vera Ferreira | Encenação: Alda Rosa e Carla Ferreira (Hospital Distrital de Santarém)

 

 

Sábado

 

No sábado, dia 13, às 10h30 e às 15h00, há Pintura para Bebés, na Livraria Aqui Há Gato.

Porque é desde pequenino que o artista se revela, vamos descobrir cores, tintas, sentimentos, sorrisos, olhares... onde a criatividade e a alegria caminham de mãos dadas!

 

Duração: 60’ Classificação: a partir dos 7 meses até 3 anos inclusive Preço: 6€ Sujeito a marcação Prévia

 

Às 21h00, o Convento de S. Francisco é palco do Concerto de Abertura do Ano Letivo 2014/2015, Medley dos Muse , resultado de um Estágio de Coro e Orquestra, realizado por professores e alunos.

 

Às 21h30, o Teatro Sá da Bandeira acolhe a peça de teatro “Um Precipício no Mar”.

 

“As coisas correm bem a Alex. Ama a sua mulher, a sua filha, a sua cidade, o seu trabalho... mas por vezes a força da vida pode bater contra nós. E tudo pode ser-nos tirado.

 

Alex nunca dá voz às palavras cruéis que pronunciou naquele dia. Mas podemos imaginá-las. Simon Ste­phens leva-nos subtilmente, em tom de confidência, ao ponto em que nos basta apenas preencher as palavras não ditas.

 

Monólogo perfeito de trinta minutos parece a his­tória trivial de um jovem amor, da paternidade e da família, mas com a ratoeira de uma tragédia sem sentido. Pode ser Deus responsável pela beleza da vida e também pela crueldade inexplicável?

 

Esta peça sobre a família, o medo, o luto e a perda é como um falso mar calmo debaixo do qual se esconde uma corrente violenta de mágoa e tristeza.

 

E NO FINAL, O QUE FAZEMOS NÓS?”

 

Autoria Simon Stephens | Tradução Hélia Correia | Encenação Jorge Silva Melo | Interpretação João Meireles | Cenografia e Figurino Rita Lopes Alves | Luz Pedro Domingos | Produção Artistas Unidos

 

Duração: 45’ Classificação: M/12 (Informação e Venda de Bilhetes) 243 309 460

 

domingo

 

No domingo, dia 14, há Passeio Motorizado - 5º Encontro de Vespas, nas Comeiras de Baixo.

Às 08h00 tem lugar a Receção no “Salão Quinta Nova” e às 10h00 tem início o Passeio. Contatos para inscrições: 918 676 477/ 964 029 076 e e-mail: vespascomeiras@hotmail.com

 

 

Às 10h00, o Centro Cultural Regional de Santarém organiza o Passeio Com História – “De Alcácer Quibir ao Convento dos Capuchos”, por Teresa Lopes Moreira, com início na entrada do Cemitério dos Capuchos. Preço: 3 euros

 

Em permanência

 

Durante o mês de setembro, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h000, estão patentes as seguintes iniciativas na Biblioteca Braamcamp Freire: o Arquivo Histórico-Mostra Documental - “Falam documentos de outras eras”, a par da iniciativa “Vamos Ler…” Mário Cláudio e da Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire.

A Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Exposição “Metal que se Ostenta”, até dia 30 de setembro, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00 e a partir de 20 de setembro, também aos sábados das 09h30 às 12h30.

Aproveite ainda para visitar o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI - Uma experiência a não perder, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:22
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 11 de Setembro de 2014
Indutubos avança para certificação da qualidade com apoio da NERSANT

A empresa Indutubos, uma das muitas empresas aderentes a este projeto, iniciou já a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade para, posteriormente, obter a certificação do mesmo segundo a Norma NP EN ISO 9001:2008.

A Indutubos, Lda. conta já com cerca de 30 anos de atividade e tem vindo a crescer continuamente, no que diz respeito ao número de clientes, à faturação e à própria organização interna.

Nesse sentido, José Lino, gerente da Indutubos, explica que a adesão a este projeto surgiu de uma forma natural, uma vez que a empresa está consciente que o fator “qualidade” assume um papel cada vez mais preponderante no sucesso e continuidade das empresas.

Com a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade e posterior certificação do mesmo segundo o referencial normativo NP EN ISO 9001 esta empresa espera melhorar os seus processos internos, através da sua uniformização e reorganização; aumentar a satisfação dos seus clientes; aumentar a produtividade na sua atividade e sustentar o crescimento que tem vindo a registar.

A escolha da Nersant para implementação deste projeto deve-se ao bom relacionamento, à proximidade e à confiança nesta associação empresarial. 

Para João Pereira (representante da Gestão e Gestor da Qualidade), a consultora tem revelado grande profissionalismo, experiência e supervisão, o que tem permitido desenvolver um bom trabalho nas reuniões de trabalho.

Importa salientar que através da adesão ao projeto RibaCertifica, as empresas dispõem de apoio técnico para o desenvolvimento de todas as ações inerentes à implementação do sistema, nomeadamente, o diagnóstico, a capacitação da empresa e respetivos colaboradores sobre a Norma, e outras questões relacionadas com a mesma; a conceção e implementação do sistema; a sensibilização a todo o pessoal sobre o mesmo e eventuais alterações; e apré-auditoria de preparação à Certificação. O projeto engloba ainda a auditoria de concessão da Certificação, a realizar pela entidade certificadora. Em todo este processo, as empresas são acompanhadas por uma equipa técnica especializada da NERSANT, que guiará a empresa no processo de implementação e certificação do sistema de gestão selecionado pela mesma.

Uma vez certificadas pela Sistema de Gestão da Qualidade, as empresas têm a oportunidade de alavancar a sua imagem institucional e a confiança dos clientes, mobilizar os colaboradores em torno de um objetivo comum (qualidade), bem como a redução de desperdícios e custos, permitindo também à organização focar-se na eficiência e eficácia dos processos.

Para além de apoio para a certificação do Sistema de Gestão da Qualidade (norma ISO 9001:2008), O RibaCertifica também contempla apoio para a certificação do Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001:2012), do Sistema de Gestão de Segurança Alimentar (ISO 22000:2005) e do Sistema de Gestão de Energia (ISO 50001:2012),no âmbito da Diversificação e Eficiência Energética



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:30
link do post | comentar | favorito

SANTARÉM: TEATRO SÁ DA BANDEIRA / UM PRECIPÍCIO NO MAR


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:26
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Setembro de 2014
Barreiras de Santarém

«A concelhia de Santarém do CDS-PP vem por este meio expressar a preocupação sobre o que está a acontecer com as barreiras de Santarém.

Não é de hoje a nossa preocupação, o tema já foi debatido vezes sem conta, sem que algum consenso tenha sido alcançado.
Mais do que uma questão politica é uma questão de segurança de todos e de tudo, basta de discussão estéril de quem é a culpa, de quem no passado fez ou não fez, vamos todos em conjunto encontrar a solução e iniciar a obra necessária.
Segundo informação do Sr. Presidente da Câmara Municipal, após reunião com o Senhor Secretário de Estado das Infraestruturas Transportes e Comunicações, parece que é desta que o procedimento concursal para iniciar a obra vai para a frente.
Esperemos que as próximas Assembleias Municipais sirvam de alavanca para a resolução urgente desta situação e não de palco a quem tenta tirar proveito destas questões.
Esperamos que tudo corra o mais célere possível e fazemos aqui o nosso apelo para que os partidos políticos deixem de atirar mais pedras para este processo, porque de pedras soltas já as barreiras estão cheias.
Hugo Ribeiro


publicado por Noticias do Ribatejo às 10:18
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 9 de Setembro de 2014
...

Questões colocadas pela Deputada Idália Serrão  (foto) ao  Ministro do Ambiente durante a audição realizada hoje, 9 de Setembro de 2014

 

Questões colocadas pela Deputada Idália Serrão ao  Ministro do Ambiente durante a audição realizada hoje, 9 de Setembro de 2014
1 - A nova Lei aprovada em Julho e a legalização de pecuárias há muitos anos em conflito com as comunidades locais ( os casos do Rio Maior e da Ribeira de Asseca)
2 - As Barreiras de Santarém 
3 - Os problemas de eutrofização da Albufeira dos Patudos em Alpiarça 
4 - O passivo ambiental do Rio Alviela - Ponto de situação das obras do sistema de tratamento e recolha de águas residuais de Alcanena e da envolvente ao Mouchão de Pernes. 


publicado por Noticias do Ribatejo às 20:01
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Setembro de 2014
SANTARÉM: Autarquia Scalabitana adere à Semana Europeia da Mobilidade com várias iniciativas

A autarquia Scalabitana volta a aderir à Semana Europeia da Mobilidade, através da organização de diversas iniciativas: Marcha, atividades desportivas, IV Fórum da Agenda 21 Local de Santarém: Segurança e adesão ao Dia Europeu Sem Carros.

 

As atividades decorrem de 16 a 22 de setembro e tendo em conta que este ano o tema versa ”As nossa ruas, a nossa escolha”, a Sala da Assembleia Municipal (edifício da antiga Escola Prática de Cavalaria) acolhe no próximo dia 18 de setembro, o IV Fórum Participativo da Agenda 21 Local de Santarém - “Fórum Segurança”, a partir das 14h00. Os interessados pem participar podem inscrever-se através do e-mail - emas@cm-santarem.pt  ou através do telefone - 243 304 450.

 

Tendo em conta que o tema “segurança” abrange o conceito de safety que siginifica controlo de riscos naturais e security - controlo das ameaças humanas, o IV Fórum Participativo da Agenda 21 Local de Santarém definiu como principais questões a debater, as “Alterações Climáticas – Impactes e Riscos no Território”, da responsabilidade de Filipe Duarte Santos, a “Segurança em Meio Urbano”, da responsabilidade do Comando Distrital de Santarém da Polícia de Segurança Pública, a “Segurança em Meio Rural”, pelo Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana – GNR, a que se segue a abertura de um debate em que todos os intervenientes participam.

 

O processo da Agenda 21 Local de Santarém baseia-se numa metodologia de participação pública com fatores de inovação, com a realização de fóruns participativos.

 

No âmbito destas comemorações, a organização disponibiliza também um programa de atividades desportivas que têm início no dia 15, com Atividades Aquáticas, no Complexo Aquático – aula Hidro Sénior, das 11h30 às 12h15. Esta atividade volta a ter lugar nos dias 17 e 19, no mesmo horário. No dia 15 e no dia 18 há aula de Hidro Nível I, das 19h15 às 20h00, enquanto nos dias 16 18 há Deepwater, das 18h30 às 19h15 e Aperfeiçoamento/Manutenção, nos dias 15 18, das 19h00 às 19h45.

 

Na Piscina do Sacapeito há aula de Hidro Sénior I nos dias 16 e 18, das 10h30 às 11h15, Hidro Nível I, nos dias 15 e 17, das 19h15 às 20h00 e Aperfeiçoamento/Manutenção, nos dias 15 e 17, das 20h00 às 20h45. Alerta-se para a necessidade de levar fato de banho, touca e chinelos.

 

 

No dia 20 tem lugar uma Caminhada de cariz intergeracional de 2,7 Km de distância, com início às 18h00, no Jardim da Liberdade, de trajeto é curto e de mobilidade acessível, uma vez que, tendo em conta o percurso, podem participar carrinhos de bebé e cadeiras de rodas, com passagem pelo Jardim da Liberdade, EPC – Escola Prática de Cavalaria, Escola Secundária Sá da Bandeira e regresso até ao Jardim da Liberdade que acolhe uma aula surpresa, da responsabilidade de um ginásio da Cidade.

 

A Semana Europeia da Mobilidade tem também como objetivo facilitar o debate alargado sobre a necessidade da mudança de comportamentos relativamente à mobilidade, em particular, no que toca à utilização do automóvel particular uma das principais fontes de emissão de Gases com Efeito de Estufa (GEE) responsáveis pelo fenómeno das Alterações Climáticas.

 

Sob o mote “Na cidade, sem o meu carro!” a Câmara de Santarém vai encerrar a Praça do Município ao tráfego motorizado, no dia 22 de setembro, pelo período de 8 horas.

 

As Alterações Climáticas têm vindo a ser identificadas como uma das maiores ameaças ambientais, sociais e económicas que o planeta e a humanidade enfrentam na atualidade, sendo fundamental a tomada de medidas com vista à mitigação (redução das emissões de GEE para a atmosfera) e adaptação (minimização dos efeitos negativos) às Alterações Climáticas.

 

 

 

A artista Joana Vasconcelos inaugura a Exposição Nacional do Bunho em Santarém

 

 

A Exposição Nacional do Bunho que juntará peças de artesanato em Bunho de diversas regiões do País, realiza-se de 16 a 26 de setembro no Convento de S. Francisco, em Santarém e integra-se no Projeto de Desenvolvimento Sustentável “Ideias do Antigamente Promovem o Ambiente”, liderado pelo Município de Santarém e pelo IADE-U.

 

A artista Joana Vasconcelos, manifestando o seu interesse em conhecer as virtualidades desta matéria prima – fibra vegetal Bunho, será convidada especial do Município de Santarém e dos restantes parceiros de projeto, no ato de inauguração da Exposição Nacional do Bunho, que terá lugar no dia 16 de Setembro de 2014, pelas 15h30, nos claustros do Convento de S. Francisco desta cidade.

 

A presença da artista plástica nesta iniciativa pioneira decorre do seu apoio ao referido projeto de inovação para a sustentabilidade e empreendedorismo social em torno do artesanato do bunho e do respetivo ecossistema deste recurso natural.

 

Na opinião dos promotores e dos parceiros é da maior importância associar Joana Vasconcelos a este projeto, que tem como objetivos principais despertar a atenção do público, em geral, e dos jovens e de potenciais artesãos, em particular, para os valores culturais e artísticos, bem como os fatores dinâmicos implícitos nas estratégias sociais da sustentabilidade e do empreendedorismo subjacentes a estas artes antigas, amigas do ambiente, e o de encontrar meios para a divulgação, além fronteiras de produtos diferenciadores deste tipo de artesanato. 

 

O projeto é liderado pela Câmara Municipal de Santarém (Equipa Multidisciplinar de Acção para a Sustentabilidade - E.M.A.S.) e pelo IADE-U – Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário, a que se juntam, como parceiros, o ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, o IEFP/PPART - Instituto de Emprego e Formação Profissional, a  ACAF Portugal - Comunidades de Valor Partilhado, a SCMS - Santa Casa da Misericórdia de Santarém e a Confraria Gastronómica “Os Tanheiros” (Secorio).

 

A par da divulgação desta atividade artesanal, o projeto do Bunho, contempla a componente formativa assente nos princípios da inovação e apoiada em metodologias de design thinking, visando a formação profissional, de modo a conferir a capacitação em empreendedorismo, apoio social e estudo multidisciplinar destas artes e comunidades de artesãos.

 

A ecologia e a tradição centenária do bunho são, não só, exemplos históricos de sustentabilidade, mas também fontes de criação de valor social, económico e ambiental para a construção de um futuro fundamentado num processo de desenvolvimento sustentável, afinal, o objetivo catalisador do projecto “Ideias do Antigamente promovem o Ambiente”. 

 

A participação no evento é gratuita.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:31
link do post | comentar | favorito

Argélia confirma delegação de empresas no NERSANT Business 2014

 

Está já confirmada a vinda de uma delegação de empresários argelinos ao NERSANT Business 2014, Encontro Internacional de Negócios que a NERSANT está a organizar e que se vai realizar no Ribatejo, de 23 a 27 de novembro.

Pelo terceiro ano consecutivo, a NERSANT vai organizar o NERSANT Business 2014, encontro internacional de negócios que pretende incrementar o negócio entre as empresas da região e os diversos países estrangeiros presentes. Para além da confirmação da Colômbia, na semana passada, a NERSANT acaba de receber a confirmação de uma delegação de empresários da Argélia, que inclusivamente já indicaram à NERSANT os objetivos estratégicos da sua vinda à região do Ribatejo. Com esta visita, os empresários argelinos pretendem estabelecer parcerias com empresas de transformação de plásticos, do setor da Construção Civil e Cimenteira, Materiais de Construção, Consultoria e Mobiliário, bem como estabelecer parcerias com empresas do setor agroindustrial. As empresas argelinas procuram ainda fornecedores de matérias-primas, painéis sanduíche, pisos e revestimento de parede e máquinas industriais.

O NERSANT Business 2014 tem como objetivo reforçar as relações comerciais entre os países participantes e o estabelecimento de parcerias de negócios para o futuro, promover a internacionalização das empresas da Região e respetivos produtos/serviços, promover a criação de negócios entre a região e os países participantes, de maneira a incentivar o aumento das exportações regionais e dar a conhecer a investidores estrangeiros o potencial que toda a região encerra.

Em 2013, estiveram no NERSANT Business 10 países estrangeiros oriundos da Europa, África, América do Sul e Ásia, o que totalizou a participação de 100 empresas estrangeiras e a realização de mais de 750 reuniões de negócios, sendo o evento já considerado pelo tecido empresarial como uma das atividades que mais tem contribuído para apoiar os seus processos de internacionalização das empresas.

Este ano, o NERSANT Business, que se realiza de 23 a 27 de novembro no Ribatejo, pretende superar este número (assim como a realização de reuniões de negócio). Refira-se que ao longo do ano, e nas suas diversas atividades de apoio à internacionalização das empresas, como missões empresariais e presença em feiras internacionais, a NERSANT tem realizado contactos com empresas e entidades, divulgando o NERSANT Business 2014 e as suas potencialidades para os negócios entre os países.

As empresas portuguesas ou estrangeiras interessadas em obter mais informações ou fazer a sua inscrição no NERSANT Business, poderão consultar a página do evento em http://business.nersant.pt/.

 

 

NERSANT marca presença numa das maiores feiras de alimentação e bebidas do mundo

 

De 15 a 18 de setembro, a NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém vai estar no Brasil para representar o Ribatejo e as empresas da região na Alimentaria 2014, um dos maiores certames na área da alimentação e bebidas do mundo.

Seguindo a sua estratégia de apoio às empresas da região do Ribatejo, a NERSANT vai realizar de 15 a 18 de setembro, uma viagem ao Brasil, com a finalidade de participar na Alimentaria 2014. No certame, a associação empresarial vai representar a região do Ribatejo, apresentando as potencialidades económicas desta região, a todos os visitantes e empresários que as desejarem conhecer.

A Alimentaria é uma das feiras de alimentação e bebidas mais importantes do mundo, sendo reconhecida pelas principais empresas internacionais da indústria, do comércio e de distribuição, tornando o evento uma referência cujos fatores de êxito são a máxima especialização de sua oferta e a inovação.

Paralelamente à Alimentaria, realiza-se a Equipotel São Paulo 2014, Feira internacional de equipamentos, produtos, serviços, alimentos e bebidas para o setor da hotelaria e restauração. Este certame está entre as cinco maiores do mundo do setor, sendo considerado um pólo de negócios e relacionamentos fundamental para o sucesso de empresas dos setores da hotelaria, gastronomia, alimentação, turismo e similares.

Na edição de 2013, os certames contaram com 700 expositores e 1500 marcas, esperando-se que na edição deste ano, os números sejam ainda mais elevados.

A NERSANT acredita que a participação nestas feiras pode trazer mais-valias importantes para a região do Ribatejo, motivo pelo qual decidiu avançar com a sua participação institucional. Refira-se que o setor agroindustrial é umas das mais valias da região ribatejana e com grande potencial de crescimento. A ação de internacionalização realiza-se no âmbito do projeto ExportRibatejo.

Mais informações, através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:27
link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Setembro de 2014
Resultados eleitorais para a Presidência da Federação Distrital do PS Santarém

 

Realizaram-se durante os dias 5 e 6 de Setembro as eleições para a Presidência da Federação Distrital do Partido Socialista de Santarém. A candidatura de Maria do Céu Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, recolheu a preferência de 41,4% militantes do distrito.

“Quero dar os parabéns à candidatura vencedora, em particular ao camarada António Gameiro. Depois, gostaria de agradecer a todos os militantes do PS do distrito de Santarém que participaram nestas eleições. Muitos deles confiaram no nosso projeto, dando-lhe uma expressiva votação. Estaremos aqui para dignificar o nosso partido, como sempre fizemos ao longo deste processo. Mobilizámos Santarém, com elevação, ideias e debate democrático, trazendo de volta à participação cívica muitas e muitos militantes e simpatizantes do PS.”, afirmou Maria do Céu Albuquerque.



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:53
link do post | comentar | favorito

CULTURA AVIEIRA: Culinária Avieira - Uma cozinha de adaptação à vida à beira-rio
Por: Lurdes Véstia (*)

Uma comunidade é reconhecida como forte quando preserva os seus traços culturais, quando os desenvolve e os transmite de geração em geração. Alimentar-se vai para além de um simples ato de nutrição, é um ato social que está fortemente presente nas raízes de um povo e é uma componente fundamental e imprescindível do quotidiano das comunidades. A alimentação tem um significado simbólico, é arte, é cultura.

Previamente há que realçar a importância da gastronomia dentro da comunidade Avieira. É, geralmente, à volta de uma mesa que se realizam os encontros familiares e se consolida o espírito de coesão e de união da comunidade. É, igualmente, neste contexto de socialização primária que os mais novos, instigados a cumprir as regras sociais vigentes sobre o que comer, como comer e como fazer o comer, recebem as informações transmitidas pela família aqui no seu papel de intermediária entre os jovens e a sociedade. Regra geral, os grandes momentos de alegria das famílias Avieiras são acompanhados de eventos gastronómicos: casamentos, nascimentos, batizados, aniversários, isto é, todas as datas festivas e simbólicas.

A culinária Avieira não foge à regra geral descrita na teoria de que «é a arte de saber comer e beber bem». A culinária Avieira é cultura, é tradição, são raízes fortemente impregnadas na comunidade e que se vão passando de geração em geração. É esta união para preservar o que é deles e de mais ninguém que torna esta gente tão forte. Como diz a investigadora Maria Leonor Soares Leal, no livro «A História da Gastronomia», «cozinhar é uma ação cultural que nos liga ao que fomos, somos e seremos e, também, com o que produzimos, cremos, projetamos e sonhamos».

Tradição, adaptação e subsistência. Estes são os traços que identificam as origens da cozinha Avieira, esta arte culinária tem características mediterrânicas e é marcada pela presença das ervas do campo e de peixes do rio, como o sável, a saboga, a fataça a enguia ou o barbo.

A culinária dos Avieiros é fruto do ambiente natural de proveniência – Praia da Vieira – da cultura própria da comunidade e dos locais para onde migraram. A culinária Avieira foi, portanto sendo cruzada, ao longo do processo de assentamento (pelo menos desde 1833), com os recursos disponíveis, as necessidades e as práticas ancestrais da comunidade. Nos primeiros momentos, quando pretenderam sedentarizar-se nas margens do rio Tejo, os pescadores Avieiros não tiveram como alvo as zonas férteis da lezíria ribatejana. O objetivo primeiro foi encontrar um local para «levantar» um abrigo que os protegesse contra as intempéries. Esta procura levou-os até locais privilegiados na Borda d´Água onde se tornava fácil o acesso aos barcos. Só mais tarde os Avieiros construíram as suas «barracas» mais dentro das margens e perto dos campos cultiváveis. Como é óbvio foi nos produtos que a natureza, espontaneamente, lhes providenciava que os pescadores Avieiros encontraram a base da sua alimentação, limitando-se a colher, a pescar e a caçar. Durante muitos anos não praticaram qualquer agricultura. Sabe-se, pelos testemunhos recolhidos, que as ervas mais utilizadas pelas mulheres Avieiras na sua cozinha eram saramagos, cangarinhas, grizandas, pampostos, beldroegas e agriões selvagens.

Os Avieiros no seu dia-a-dia alimentavam-se essencialmente do peixe que pescavam: sável, saboga, fataça, enguia, barbo, robalo, boga, etc. Nas palavras de uma Avieira que entrevistei para a minha tese de mestrado: «A gente só comia saramagos e grizandas e pampostos. Só comíamos coisas dessas. Grizandas é uma erva que deita uma flor amarela e eu gostava muito daquilo. De pampostos eu não gostava muito porque era muito macio. Cangarrinhas, saramagos, fazíamos sopa disso. Os saramagos, o feijão, botava saramagos ou grizandas, botava um bocadinho de toicinho, um bocadinho de morcela, era o conduto, uns baguinhos de arroz e comíamos sempre. Mas nunca deu para mais. Beldroegas, eu comia em salada. Os agriões dantes eram uma coisa selvagem...Eu não me engraçava muito com o saramago, mas era tão importante que algumas pessoas tinham alcunhas de «Saramago». Nunca passámos fome... Porque dantes a gente... Havia muito rabisco, milho e feijão, na lezíria e a gente ia ao rabisco do milho e do feijão e depois tínhamos sempre feijão. E tínhamos azeite. Arranjávamos azeite do rabisco, fazíamos água-pé».

Hoje em dia a alimentação dos Avieiros é muito parecida com a de todos nós, se bem que possam apostar um pouco mais no peixe. No entanto a tradição ainda lhes recomenda algumas restrições… No que diz respeito aos antepassados não podemos esquecer que eram pessoas muito simples e pobres logo com uma alimentação muito «prudente». Do meu ponto de vista eles praticavam a típica dieta mediterrânica: peixe, batatas, todo o tipo de legumes e ervas que existiam ao longo do rio, fruta, azeite e vinho. Estes três últimos provinham do «rabisco» que faziam nos terrenos agrícolas vizinhos das aldeias e durante a noite quando andavam à pesca… Comiam melhor pelos casamentos e no Natal onde já aparece a carne de porco, de borrego e galináceos. Os porcos e os galináceos eram criados por eles mas os borregos eram muitas das vezes «negociados» com os donos dos terrenos em troca da limpeza e conservação das marachas do Tejo e pelo transporte do gado de margem para margem ou para os mouchões no leito do rio.

Das receitas conhecidas, temos: sável frito com açorda de ovas; arroz de sável; enguias fritas, grelhadas e de ensopado; fataça na telha e grelhada; arroz de lampreia; lampreia à bordalesa; lampreia grelhada. Para os dias festivos, ensopado de borrego e assado no espeto; porco no espeto da vara de salgueiro; galináceos corados e de arroz. E na sobremesa destaca-se o arroz doce com canela.




Entendo que a história de um lugar se escreve, também, através da sua gastronomia pois esta constitui um bem cultural quase tão valioso quanto o património material. A culinária Avieira tem sido alvo, ultimamente, de vários eventos espalhados pelas diferentes zonas ribeirinhas e tem vindo a assumir-se como um agente galvanizador de outras atividades, as quais, no seu conjunto, induzem um efeito multiplicador com capacidade para a criação e desenvolvimento de pequenas empresas, em muitos casos de cariz familiar, contribuindo, assim, de forma significativa para a criação de riqueza dentro das comunidades ribeirinhas. Penso que o crescente interesse do turismo pela culinária Avieira poderá ajudar a resgatar tradições prestes a desaparecer e a manter a identidade deste povo.

Deixo aqui o repto a alguém, da área da Saúde ou da Nutrição, para desenvolver uma investigação sobre uma teoria, que eu gostava de ver tratada, que diz respeito à ligação que faço no meu trabalho «Avieiros-Dores e Maleitas» entre a alimentação dos Avieiros, a verdadeira dieta mediterrânica, e a sua longevidade. Durante a minha investigação foi comum encontrar gente Avieira muito idosa, saudável que, na década de 60 do século passado, atingiam com facilidade mais de 80 anos, para ambos os sexos, quando a longevidade média era de 60 anos para os homens e 65 para as mulheres.

 

(*)Mestre em Educação Social

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Setembro de 2014
SANTARÉM: Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

 

sexta-feira

 

Hoje, dia 5 de setembro, prossegue o 55º Festival Internacional de Folclore “Celestino Graça”, às 17h45, com a cerimónia de inauguração do Festival e Homenagem a Celestino Graça, junto ao Busto erigido em sua memória.

 

Às 18h15 tem lugar o desfile Etnográfico pelas ruas do Centro Histórico, com início no Jardim da Liberdade em direção à Rua Teixeira Guedes até à Praça Marquês Sá da Bandeira (Largo do Seminário), altura em que, pelas 18h45, os ranchos participantes fazem uma saudação à População.

Espanha, Indonésia, Itália, Turquia e Polónia, são os grupos estrangeiros que participam na 55 ª edição deste festival, enquanto a nível nacional, estão representados grupos do Alto Minho, Beira Litoral, Alta Estremadura e Ribatejo.

 

Às 19h00 decorre uma Sessão Solene de Boas Vindas aos grupos folclóricos que participam neste festival, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

 

A partir das 22h15, o Auditório do CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas acolhe o espetáculo de inauguração.

 

 

Sábado

 

No sábado, dia 6, no âmbito do 55º Festival Internacional de Folclore “Celestino Graça”, há animação de rua às 11h00, no Centro Histórico de Santarém e às 13h00, os ranchos folclóricos deslocam-se ao Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Santarém.

A Celebração Ecuménica tem lugar às18h30, no Convento de S. Francisco e às 22h15 o Auditório do CNEMA é palco da Gala Internacional de Folclore “O Mundo a Dançar”.

 

Às 11h30 e às 16h00 há Hora do Conto na Livraria Aqui Há Gato. Entrada livre.

“Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto...”

Duração: 30’ Classificação: dos 0 aos 80!

 

Às 12h00 e às 16h30 há Oficinas de Arte na Livraria Aqui Há Gato.

“Com muita arte e imaginação vamos por as mãos à arte, e sentir que todos nós somos artistas! “(Oficinas de Expressão Plástica, ver programa especifico em www.aquihagato.org)

Duração: 60’ Classificação: M / 4 Preço: 6€

 

Também este sábado, a partir das 15h00, há C de… Convívio - Encontro das Tricotadeiras de Santarém, no Bar do Círculo Cultural Scalabitano.

 

As Tricotadeiras de Santarém são um grupo de amigas que se encontram no primeiro Sábado de cada mês para conviverem sob o tema da paixão que têm em comum: o Tricot. A troca de experiências, o convívio e a partilha estão abertos a quem se queira juntar.

http://tricotadeirasdesantarem.blogspot.pt/ | Classificação: M/12 |

Para mais informações contatar o  Círculo Cultural Scalabitano | Tlf. 243.321150 (14H-20H) |circuloscalabitano@gmail.com | Entrada livre

 

 

domingo

 

No domingo, dia 7, às 16h30, é inaugurada a exposição permanente de pintura e outras artes: “O Brasil em Santarém”, na Casa Pedro Álvares Cabral - Casa do Brasil.

 

O Dia da Nacionalidade Brasileira é assinalado com esta exposição permanente que resulta do espólio doado à Casa do Brasil, nos últimos 14 anos do seu funcionamento, mostrando as peças que melhor expõem a ligação entre Santarém e o Brasil.

 

Às 17h15, no âmbito do 55º Festival Internacional de Folclore “Celestino Graça”, tem lugar o espectáculo de encerramento do Festival, no CNEMA.

 

 

Em permanência

 

Durante o mês de setembro, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h000, estão patentes as seguintes iniciativas na Biblioteca Braamcamp Freire: o Arquivo Histórico-Mostra Documental - “Falam documentos de outras eras”, a par da iniciativa “Vamos Ler…” Mário Cláudio e da Coleção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’, naCasa-Museu Anselmo Braamcamp Freire.

A Sala de Leitura Bernardo Santareno acolhe a Exposição “Metal que se Ostenta”, até dia 30 de setembro, de segunda a sexta-feira das 09h30 às 18h00 e a partir de 20 de setembro, também aos sábados das 09h30 às 12h30.

Aproveite ainda para visitar o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI - Uma experiência a não perder, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:29
link do post | comentar | favorito

SANTAREM: Deslizamento na Encosta de Santa Margarida leva Ricardo Gonçalves a pedir ao Governo intervenção urgente nas barreiras de Santarém

 

No âmbito da derrocada na encosta de Santa Margarida, em Santarém, a 16 de agosto às 3 de manhã, o executivo da Câmara Municipal de Santarém (CMS), presidido por Ricardo Gonçalves, reuniu esta quarta-feira, dia 4, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

 

Uma iniciativa que contou com os deputados da Assembleia da Republica, eleitos pelo ciclo de Santarém: Nuno Serra e Vasco Cunha (PSD), António Gameiro e Idália Serrão (PS), António Filipe (CDU), e com membros da Assembleia Municipal: Ramiro Matos (PSD), José Luís Cabrita (CDU), Hugo Ribeiro (CDS) e Fabíola Cardoso (BE). As Freguesias fizeram-se representar por Abílio Mota Ribeiro, vice-presidente da União de Freguesias de Santarém, e Artur Colaço, presidente da Junta de Freguesia da Várzea.

 

Ricardo Gonçalves começou por agradecer aos deputados por estarem presentes, “devido a um problema das encostas de Santarém. Estivemos nesta sala em outubro de 2012, apesar de este ser um problema com décadas. Ainda recentemente o Correio do Ribatejo, no Correio Centenário trazia uma notícia de há cem anos atrás, sobre as encostas de Santarém e a problemática dos deslizamentos nestas encostas”. O presidente da CMS estendeu o agradecimento ao Eng.º Francisco Salgado, técnico do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), que “ao longo dos anos tem acompanhado a situação das barreiras. Conhece estas encostas como ninguém”.

 

O Autarca lembrou a reunião de 2012 que levou a “mais uma Resolução da Assembleia da República, em maio de 2013, que foi votado por unanimidade, pela necessidade de serem feitas as obras nas encostas de Santarém e para que fossem arranjados os financiamentos necessários à realização desses trabalhos”.

 

Ricardo Gonçalves afirmou que “já em abril de 2013, a Secretaria de Estado (SE) das Obras Públicas, a pedido do Secretário de Estado, tinha feito um Despacho onde o LNEC deveria voltar a fazer a monitorização das Encostas. Se bem se recordam, em outubro de 2012, o Eng.º Francisco Salgado já nos tinha dito que a monitorização não era feita desde 2009 ou 2010. Dissemos na altura que o Município de Santarém iria contratar o LNEC, se não fosse a Secretaria de Estado a fazê-lo. Nesse despacho, o Secretário de Estado dizia depois dessa monitorização, iria ser reavaliado o projeto”.

 

 

O ponto de situação atual levou a uma alteração orçamental, já contratualizada, para contemplar as alterações ao projeto que prepõe agora, na Encosta de Santa Margarida, três sondagens: uma na zona superior, outra na zona média (onde existe terra com coloração escura e com verdete, e a última na zona inferior, para aferir como está a ser feito o escoamento dessas aguas.

 

Ricardo Gonçalves lembrou ainda que se não fosse o talude da estrada EN114 a suportar as terras do deslizamento, poderia ter acontecido ali uma tragédia, porque as casas na zona inferior ao desabamento poderiam ter ficado soterradas, assim como ao nível rodoviária poderiam ter havido vítimas.

 

A Estrada EN114 vai permanecer cortada pelo menos até ao dia 15 de setembro, por razões de segurança, o que vai continuar a provocar constrangimentos resultantes do desvio do trânsito, para atravessar a Ponte D. Luís I, obrigando a atravessar duas vezes a linha da Estação, na Ribeira de Santarém.

 

Os trabalhos seguiram com a apresentação do Relatório Preliminar sobre o ponto de situação relativo à estabilidade das encostas de Santarém e com a apresentação dos resultados das campanhas de observação das encostas do Alfange, Santiago, Bairro do Falcão, Santa Margarida e Ribeira de Santarém”, pelo Eng.º Francisco Salgado.

 

 

O Relatório aponta para a urgência de uma intervenção nas encostas de Santarém. Entre várias medidas, o Relatório aponta para “a verificação, limpeza, reposição e construção de sistemas de drenagem eficientes”, assim como o ”reforço imediato da zona da encosta de Santa Margarida” e a “definição de zonas de desalojamento/demolição e non edificandi”, para além “demolição controlada dos edifícios já desocupados na Rua de Santa Margarida, para evitar que um eventual colapso parcial da encosta nesta zona”.

 

No que à estrutura global das Encostas diz respeito, o LNEC propõe “execução da desmatação global, incluindo a erradicação de espécies infestantes”.

 

O Presidente da CMS pretende assim ver cumprida a Resolução da Assembleia da República n.º 76/2013, de 10 de maio de 2013, que “recomenda ao Governo que assegure o financiamento para concretização do Projeto Global de Estabilização das Encostas de Santarém”, que assenta em três pontos:

 

 

1 - Promover, “a breve prazo, os procedimentos necessários e assegure o financiamento, com recurso às fontes de financiamento nacional ou comunitárias que entender como mais adequadas, para a concretização de uma solução duradoura e definitiva para o problema da instabilidade das encostas de Santarém, traduzida no Projeto Global de Estabilização das Encostas de Santarém, elaborado nos termos do Protocolo assinado em 2004”.

 

2 — Assegurar “medidas preventivas necessárias para promover a preservação do património histórico e habitacional existente e prevenir o risco de erosão das barreiras até à resolução definitiva do problema da instabilidade das encostas de Santarém e que vise prioritariamente a proteção das pessoas e a preservação dos seus bens”.

 

3 — Constituir, “em articulação com a Câmara Municipal de Santarém, uma comissão de coordenação que seja responsável pelo acompanhamento de todo o processo de execução do Projeto, com capacidade para promover as ações corretivas que sejam necessárias em caso de ocorrência de desvios temporais ou financeiros face ao previsto no projeto inicial”.

 

A reunião foi procedida por uma visita ao local do deslizamento da Encosta de Santa Margarida.

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:46
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 4 de Setembro de 2014
NERSANT divulga projetos de apoio à inovação e empreendedorismo

 

A NERSANT inicia na próxima semana, um plano de seminários onde tem como objetivo divulgar todos os seus projetos de apoio ao tecido empresarial da região. Estas sessões de esclarecimento realizam-se por área, sendo os projetos de apoio à inovação e ao empreendedorismo, um dos temas a abordar.

Nestes seminários, a NERSANT vai dar a conhecer aos empresários e colaboradores das empresas presentes os seus projetos de apoio ao tecido empresarial na área da inovação e do empreendedorismo, nomeadamente o projeto Ideias Inovadoras, o Horizonte 2020, os projetos com financiamento a fundo perdido para IDI e a Bolsa de Tecnologias.

Para além destes, a associação empresarial vai ainda apresentar o seu ecossistema empreendedor, com a apresentação dos projetos de empreendedorismo escolar (EmpCriança, no Ensino Básico, Empreender Jovem, no 2.º e 3.º ciclo e EmpreEscola no Ensino Secundário), e do Sítio do Empreendedor, projeto que auxilia gratuitamente os empreendedores com ideias de negócio a criar e a implementar com sucesso a sua empresa no mercado. Paralelamente ao Sítio do Empreendedor, que dispõe de uma plataforma online onde os interessados podem fazer o registo da sua ideia de negócio (http://sitiodoempreendedor.nersant.pt/), a NERSANT vai dar a conhecer a Formação Inicial de Empreendedores, composta por 5 módulos, e que é considerada essencial para a gestão de qualquer negócio.

As sessões de esclarecimento sobre inovação e empreendedorismo realizam-se em Ourém, dia 10 de setembro, dia 17, em Benavente, dia 24, em Mação, dia 25 em Rio Maior, dia 08 de outubro, em Santarém, e dia 14 do mesmo mês, em Alcanena. As sessões realizam-se todas entre as 17h00 e as 19h00.

Para além dos apoios à inovação e empreendedorismo vão ainda realizar-se sessões de esclarecimento sobre os projetos de Internacionalização; Qualificação nas PME; e Cooperação Empresarial. A calendarização completa deste plano de seminários pode ser consultada online no site da associação, em www.nersant.pt, local onde são realizadas, igualmente, as inscrições. Para mais informações ou outros esclarecimentos, os interessados podem contactar o Departamento de Associativismo e Marketing da NERSANT, através dos contactos 249 839 500 ou dame@nersant.pt.

 

 

NERSANT volta a organizar a ExpoCartaxo

 

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, vai voltar a organizar a ExpoCartaxo, mostra do tecido empresarial deste concelho que se realiza a par da tradicional Feira dos Santos, iniciativa do município local. O certame realiza-se de 30 de outubro a 02 de novembro.

O certame tem como objetivos promover o tecido empresarial e a capacidade económica do concelho do Cartaxo e da região, assumir-se como o principal encontro anual das empresas do concelho, bem como pretende ainda criar um espaço de lançamento, promoção e divulgação de produtos e serviços desta região.

Para além da exposição de diversas empresas do concelho, a ExpoCartaxo dinamiza diversas atividades paralelas, como o Dia Aberto às Empresas, onde uma comitiva de entidades, empresários e comunicação social, visita diversas empresas do concelho, a realização de um seminário, bem como a entrega dos prémios prestígio aos empresários que mais se destacaram ao longo do ano.

A ExpoCartaxo realiza-se a par da Feira dos Santos, iniciativa do município local que vem complementar a oferta económica da ExpoCartaxo, com a exposição e venda de artesanato e doçaria tradicional, bem como com a animação musical durante os certames.



publicado por Noticias do Ribatejo às 17:40
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014
SANTARÉM: Câmara Municipal de Santarém promove recolha de materiais escolares

 

 A autarquia scalabitana promove, mais uma vez, a iniciativa de recolha de materiais escolares com o objetivo de fomentar a reutilização dos mesmos por crianças e jovens estudantes.

 

Com esta ação a autarquia pretende desenvolver o sentido de partilha e solidariedade social, diminuindo as despesas de aquisição destes materiais por parte dos agregados familiares e estimular as boas práticas de educação e promoção ambiental.

 

Neste sentido, quem tiver materiais escolares que já não vá utilizar pode entrega-los na receção da antiga Escola Prática de Cavalaria, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, até dia 12 de setembro.

 

Mais um passo para impulsionar a entreajuda e a solidariedade entre agregados familiares bem como tornar reutilizável os materiais escolares.



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:48
link do post | comentar | favorito

Domingo, 31 de Agosto de 2014
CULTURA AVIEIRA: As vivências Avieiras – Assentamentos Avieiros

Por: Lurdes Véstia (*)

 

Nesta Crónica vamos fazer uma viagem pelos assentamentos Avieiros ainda existentes se bem que em alguns casos se vejam praticamente só ruínas…

 

Os assentamentos avieiros estenderam-se, como já foi referido na Crónica passada, por um território vasto, porque abarca o Tejo, desde a Póvoa de Santa Iria até Abrantes, e ainda a foz do rio Sado, especialmente em Alcácer do Sal. Na Borda d´Água tagana ainda subsistem as aldeias Avieiras de Porto da Palha (Azambuja), Palhota (Cartaxo), Escaroupim (Salvaterra de Magos), Caneiras (Santarém), Patacão (Alpiarça) e Azinhaga (Golegã). As aldeias Avieiras do grande estuário, Vila Franca de Xira, Alhandra e Póvoa de Santa Iria foram arrasadas pela autarquia, em nome da modernidade, e substituídas por bairros sociais descaracterizados.

 

 

Há aldeias que ainda guardam a “arquitetura” original das suas barracas e preservam as relações interpessoais com muita autenticidade. Por exemplo, se no Patacão (Alpiarça) as barracas foram abandonadas, por as famílias terem ido viver para a sede do concelho, na aldeia das Caneiras (Santarém) ainda há muitas famílias Avieiras que ai vivem e mantém a atividade piscatória.

Praia do Ribatejo (Vila Nova da Barquinha)

 

 

Infelizmente já não resta qualquer vestígio da única casa palafítica ai existente. Em tempo útil alertámos para a necessidade de proteger esta barraca no concelho de Vila Nova da Barquinha, não fomos movidos por qualquer intuito conservador mas tão só o de preservar um património único e identitário.

 

 

Azinhaga (Golegã)

 

Esta barraca é a tradicional construção palafita e encontra-se perto da Ponte do Cação. Foi em tempos totalmente recuperada pelo seu proprietário, o Avieiro Custódio Petinga, com o apoio do Município da Golegã. Está suportada por colunas de tijolo e cimento, mas outrora esta estrutura era feita com troncos de madeira para deixar passar as águas em tempo de cheia do rio, o telhado é de duas águas, a fachada apresenta duas portas e uma janela e uma varanda o acesso é feito por uma escada.

 

Patacão (Alpiarça)

 

Em Alpiarça conhecem-se vários assentamentos Avieiros: Patacão de Cima e Patacão de Baixo, Touco, Quinta da Torre, Torrinha e Gouxa.

Destes só temos vestígios no Patacão. Este conjunto foi edificado junto ao dique de modo a ser a “rua” que liga todas barracas entre si.

 

 

 

Patacão (Alpiarça)

 

Caneiras (Santarém)

 

Caneiras, no concelho de Santarém, possui cerca de 300 habitantes que se encontram divididos entre dois núcleos, um mais antigo situado junto ao rio Tejo, e outro mais recente criado quando os Avieiros começaram a virar-se para a agricultura e até para os serviços.

O conjunto mais antigo necessita de salvaguarda urgente pois corre o risco de total abandono, descaracterização e até a ruína.

 

 

Escaroupim (Salvaterra de Magos)

 

A cerca de 7 Km de Salvaterra de Magos situa-se a aldeia de Escaroupim, é uma típica aldeia piscatória, formada em meados dos anos 30. A Casa Museu Avieira foi um espaço criado pela autarquia, para preservar a memória coletiva dos Avieiros, é de madeira pintada de cores vivas e construída sobre estacas. No seu interior destacam-se três espaços: a cozinha onde o elemento que mais se realça é a lareira ladeada por tijolos e cheia com terra batida, a mesa das refeições e várias prateleiras completam esta divisão. A sala é a outra divisão onde estão dois baús para guardar roupa. Os dois quartos são de pequenas dimensões com camas de ferro. Por cima dos quartos, uma última divisão que serve de sótão para guardar os materiais de pesca.

 

Palhota (Cartaxo)

 

Palhota é uma aldeia que pertence à freguesia de Valada, concelho do Cartaxo.

 

A aldeia Avieira da Palhota é toda ela erguida com casas de madeira, tipo palafitas, cuja origem se perde nos tempos. Nesta aldeia viveu Alves Redol (1911-1969) que aqui escreveu o seu romance “Avieiros”. O nome desta aldeia deriva do facto de na margem oposta se encontrar a Quinta da Palhota….

 

Porto da Palha (Azambuja)

 

Na propriedade do Lezirão, Azambuja, existe uma aldeia Avieira, Porto da Palha, uma comunidade de pescadores Avieiros, que foi assim alcunhada pelo facto de dai partirem muitas embarcações carregadas de palha para fazerem as “camas” dos cavalos na capital.

Síntese

 

A intenção de cimentar um projeto de desenvolvimento sustentável para a Borda d´Água tagana, com base na cultura Avieira e no rio Tejo, tem-nos obrigado a um trabalho continuado de divulgação e sensibilização para a necessidade de preservar e valorizar este património único e singular que existe, ainda, nas margens do rio Tejo.

 

 (*) Mestre em Educação Social



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:15
link do post | comentar | favorito


pesquisar
 
Agosto 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

SANTAREM: Festival Bike p...

SANTARÉM: Festas de Santa...

SANTARÉM: Europe Direct p...

TEMAS DE SAÚDE: O sigilo ...

CULTURA AVIEIRA: Uma visã...

AVISO DE MAU TEMPO

SANTARÉM: Aproveite o que...

SANTARÉM: Inauguração da ...

NERSANT voltou a organiza...

Congresso do Agronegócio ...

SANTARÉM: No Centro Nacio...

SANTARÉM: PATRIMÓNIO CULT...

CULTURA AVIEIRA: Bateira ...

180 kms em cadeira de ro...

Secretário de Estado da I...

SANTARÉM: Aproveite o que...

SANTARÉM: "Portugal Sou E...

Agronegócio reúne empresá...

SANTARÉM: Salão Nobre rec...

FÓRUM sobre o presente e ...

Santarém comemorou 35.º a...

SANTARÉM: TEATRO SÁ DA BA...

NERSANT inicia seminários...

SANTARÉM: Catedral de San...

CULTURA AVIEIRA: A Barra...

SANTARÉM: Arranque do nov...

SANTARÉM: Aproveite o que...

Indutubos avança para cer...

SANTARÉM: TEATRO SÁ DA BA...

Barreiras de Santarém

tags

todas as tags

arquivos

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

DIRECTOR/rRESPONSÁVEL: António Centeio
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds