NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Quarta-feira, 30 de Novembro de 2016
Aproveite o que Santarém tem para lhe oferecer este fim de semana

unnamed (1).jpg

quarta-feira:

 

Esta quarta-feira, dia 30 de novembro, às 21h30, o Teatro Sá da Bandeira passa o filme “Uma Nova Amiga”, com realização e argumento do aclamado realizador francês François Ozon ("Sob a Areia", "Swimming Pool", "O Tempo Que Resta", "Potiche - Minha Rica Mulherzinha", "Dentro de Casa"), um melodrama que adapta ao grande ecrã o conto homónimo da escritora inglesa Ruth Rendell (1930-2015). O protagonismo está entregue aos atores Romain Duris, Anaïs Demoustier, Raphaël Personnaz e Isild Le Besco. Organização do Cineclube de Santarém com  o apoio da Câmara de Santarém. 

“Laura e Claire sempre foram amigas inseparáveis. Quando a primeira morre devido a uma doença prolongada, deixando Davis, o marido, totalmente desconsolado e com uma filha bebé a seu cargo, Claire promete que os apoiará em tudo o que puder. Para isso, resolve ir a casa de David o máximo de vezes que conseguir para ajudar a cuidar da criança. Um dia, ao entrar sem aviso em casa dele, depara-se com uma desconhecida com a bebé ao colo. Há anos que ele guarda um segredo que está agora pronto para revelar. Entre eles nasce assim uma nova cumplicidade que decidem manter em segredo”.

Título original: Une nouvelle amie | De: François Ozon | Com: | Romain Duris, Anaïs Demoustier, Raphaël Personnaz | Género: Drama | Outros dados: FRA, 2014, Cores, 108 min.

(Cinema) (Duração) 108’ (Classificação) M/12 (Preço) 4€/2€ sócios Cineclube

 

quinta-feira:

 

Esta quinta-feira, dia 1 de dezembro, às 08h00, inserido nas Comemorações do 36º Aniversário da Sociedade Filarmónica da Gançaria, realiza-se uma Evocação do 1º de Dezembro - Dia da Restauração, com as tradicionais filhoses e café da avó!

Às 11h30 e às 16h00, há HORA DO CONTO, na Livraria Aqui Há Gato. Entrada livre.

Vamos ouvir histórias que nos fazem sonhar, rir, pensar e imaginar. Momentos que nos fazem acreditar que o mundo da fantasia pode estar tão perto...

Duração: 30 min - classificação: dos 0 aos 80!

Às 12h00 e às 16h30, há Oficinas de Artes – Oficina de Presentes – Árvore de Natal, na Livraria Aqui Há Gato.

Com muita arte e imaginação, vamos por as mãos à obra e construir presentes para oferecer e mostrar que cada um de nós é um artista!

Duração: aprox. 1h - classificação: M / 4 – 6

 

sexta-feira:

 

Esta sexta-feira, dia 2 de dezembro, o Centro de Convívio e Cultura de Arneiro de Tremês e Carvoeira, acolhe a X ArcaFestuna - Festival de Tunas Mistas de Arneiro de Tremês e Carvoeira. A partir das 22h00 há Noite de Serenatas, na Capela de Arneiro de Tremês, que conta com a participação especial da Issótuna - Tuna Académica da Escola Superior de Educação de Santarém, como Tuna convidada.

Nesta 10ª edição do Festival vão participar as seguintes Tunas a concurso que vão disputar entre si 9 prémios: Tuna de Enfermagem de Lisboa, Estudantina Universitária de Viseu, escstunis (Tuna Académica da Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa) e Instituna (Tuna Mista do Instituto Politécnico de Leiria)

 

sábado:

 

Este sábado, dia 3 de dezembro, às 12h00, decorre uma OFICINA ESPECIAL

Com a Ilustradora Madalena Matoso, na Livraria Aqui Há Gato.

Um momento de partilha e ensinamento, descobre como nascem as ilustrações das histórias do Planeta Tangerina pelo traço da Madalena Matoso que já ilustrou muitas histórias que nos fazem voar com a imaginação!! Vem conhecê-la!

(Duração) aprox. 60’ (Classificação) M/4 (Preço) 6€

Às 16h00, é inaugurada a Exposição “Fragmentos de um discurso interior – 50 anos de pintura”, de Mário Tropa, que se distribui pelo Palácio Landal e pelo CCRS - Centro Cultural Regional de Santarém - Fórum Mário Viegas. A mostra marca os 50 anos de carreira artística do autor.

A Exposição vai estar patente até dia 14 de janeiro, e pode ser visitada, no Palácio Landal, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 e ao sábado, das 10h00 às 13h00 e no CCRS - Centro Cultural Regional de Santarém - Fórum Mário Viegas, de segunda a sexta-feira, das 15h00 às 18h30 e no sábado, sábado, das 10h00 às 13h00.

(…) Temos que olhar a sua pintura de espaços e pseudo-narrações, como fascinante enquanto jogo de descoberta, mas inquietante enquanto intencional jogo de ocultações. Através da fragmentação e da sua relação simbiótica com um mundo permanentemente mutável, o que nos propõe é um longo caminho de reflexão (…)

Às 21h30, os Flask + Burgueses Famintos & João Pedro Fonseca, atuam no Teatro Sá da Bandeira.

FLASK é um projeto que surge da fusão experimental da sonoridade do rock contemporâneo à abordagem jazzística. Fiel apenas à composição intuitiva e sem barreiras, o trio composto por João Brites (guitarra elétrica), Duarte Lopes (bateria) e João "Drake" Paulo (baixo elétrico), alia agora a vanguardista música alternativa à intemporalidade da Língua Portuguesa, através da poesia recitada por Pedro "Gouveia" Figueiredo, num espetáculo diferente e repleto de surpresas.

Os Burgueses Famintos nasceram de forma quase acidental, sem que se precisasse de fazer luz numa noite perdida e enterrada de 2014.

Os burgueses são Manuel Molarinho (baixo) e João Silveira (voz), famintos e entregues a um delírio textual e sónico captado ao primeiro take. Baseado em SAMO, saído da pena e mente de João Silveira e publicado pela A Tua Mãe em outubro de 2015, o disco de estreia dos Burgueses Famintos move-se por terrenos pantanosos e distópicos, mas não totalmente desconhecidos – principalmente para quem já se aventurou em registos como Priest They Called Him. Da voz aparentemente calma de Silveira, discorrem visões de Lisboa e das grandes cidades, que se diluem no turbilhão elétrico de Molarinho.

Em Santarém, vão estar acompanhados pelo artista visual João Pedro Fonseca, que vai dar corpo e imagem ao universo muito próprio da dupla.

(Música) (Duração) 120’ c/int. (Classificação) M/06 (Preço) 5

À mesma hora, o Convento de São Francisco acolhe um Concerto de Natal Solidário, com o guitarrista Silvestre Fonseca, o Coro Ensemble "Exordium" e a Orquestra de Cordas, sob a batuta do maestro Gonçalo Lourenço.

O espetáculo, que conta com o apoio da Paróquia do Divino Salvador (Sé) e da Câmara Municipal de Santarém, é a favor de obras de restauro da Igreja de Nossa Senhora da Piedade.

Os bilhetes podem ser adquiridos na Igreja da Piedade, pelo preço de 15 euros.

Às 21h30, prossegue a X ARCAFESTUNA - Festival de Tunas Mistas de Arneiro de Tremês e Carvoeira, no Centro de Convívio e Cultura de Arneiro de Tremês e Carvoeira, com a Grande Noite do Festival de Tunas Mistas, que tem como temática a Música tradicional portuguesa.

 

domingo:

 

No domingo, dia 4 de dezembro, às 10h00, o CCRS - Centro Cultural Regional de Santarém organiza uma “Visita ao passado de Alfange” com o Arquiteto José Augusto Rodrigues, com local de encontro, junto à Igreja.

Para mais informações, deve contactar o Centro Cultural Regional de Santarém, através do telemóvel: 967 157 890, ou do E-mail: centro.cultural.regional.santarem@gmail.com | www.facebook.com/Centro-Cultural-Regional-de-Santarém-CRL

Hipótese de Almoço - Restaurante Miratejo a confirmar no próprio dia, às 10 horas.

 

Em permanência:

 

De 1 a 31 de dezembro, visite a Exposição Bibliográfica “Vamos Ler… Ramalho Ortigão (1836-1915)”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00.

Decorridos 180 anos do nascimento de Ramalho Ortigão (24 outubro de 1836), relembramos e homenageamos o escritor e jornalista português, considerada uma das principais figuras da “Geração de 70”, com uma exposição bibliográfica patente na Biblioteca Municipal.

Ramalho Ortigão exerceu vários cargos ao longo da sua vida de entre os quais destacamos o de Bibliotecário da Real Biblioteca da Ajuda, vogal do Conselho dos Monumentos Nacionais, Membro da Sociedade Portuguesa de Geografia, da Academia das Belas Artes de Lisboa, do Grémio Literário, do Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro, tendo sido ainda colaborador em diversos jornais.

Da sua vasta obra, damos destaque à publicação “As Farpas” que mensalmente eram escritas em colaboração com Eça de Queirós, consideradas como altamente críticas e irónicas retratando a sociedade da época. A sua prosa é considerada como elegante, cheia de cor e harmonia, onde Ramalho Ortigão se afirma como um crítico austero e delicado. Morre vítima de cancro, em Lisboa, com 78 anos.

De 1 a 31 de dezembro, visite a Exposição Bibliográfica “O Natal na Literatura Infantil”, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00 e ao sábado, das 9h30 às 12h30.

A celebração do Natal, amplamente comemorado por diversas religiões no mundo inteiro (em diferentes datas) é  considerado  na Igreja Católica  a principal celebração  religiosa.

Esta quadra religiosa que reúne famílias, festejada com grande intensidade, é vivida sobretudo pelas crianças como um acontecimento significativo - como é a troca de presentes.

Divulgamos a temática do Natal na literatura infantil que constitui as coleções existentes na Sala de Leitura Bernardo Santareno, onde os textos e as ilustrações constituem uma atração para os mais pequenos com as fantasias e o brilho que as suas histórias reportam às nossas crianças.

Até dia 31 de janeiro de 2017, visite a Exposição “Traços da Vida de Cristo” – heliogravuras de Rembrandt, na Casa do Brasil - Casa Pedro Álvares Cabral, de terça a sábado, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

“Rembrandt (1606-1669) é considerado um dos maiores gravadores de todos os tempos, tendo produzido centenas de gravuras com níveis de expressividade artística extraordinários. A partir da coleção existente na Casa Museu Braamcamp Freire foram selecionadas 35 heliogravuras sobre a vida de Cristo, temática muito presente em Rembrandt. Esta exposição pretende divulgar, junto de artistas, estudantes e público em geral, a obra gravada de Rembrandt, bem como aprofundar algumas especificidades desta técnica artística através da exposição de ferramentas, chapas, vernizes, entre outras utilizadas na água-forte, no buril e na ponta seca.

Até dia 31 de janeiro de 2017, visite a Exposição “Secorio - Berço do Mobiliário em Bunho”, na Sede da Junta de Freguesia da Moçarria. Integrado no projeto municipal de Desenvolvimento Sustentável “Ideias do Antigamente Promovem o Ambiente – BUNHO”, o Município de Santarém e a Junta de Freguesia da Moçarria, enaltecem a arte de trabalhar o Bunho promovendo esta Exposição que constitui um momento único de ativação dos valores endógenos, associados à produção artesanal do mobiliário em Bunho, identitário do Território de Santarém – Secorio.

Aproveite a oportunidade de conhecer as memórias e as tradições da arte de trabalhar a fibra vegetal – Bunho, que nasce nos nossos rios.

Aproveite para visitar o Centro de Interpretação - Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Para mais informações, contacte o telefone: 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scalabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

Visite o Núcleo Museológico do Tempo - Torre das Cabaças, com destaque para o Relógio Solar da Torre, de quarta-feira a domingo, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 912 578 970.

«A invenção do relógio mecânico, no terceiro quartel do século XIII (c. 1271), exerceu um papel essencial na transformação da consciência do tempo e das mentalidades medievais, sobretudo a partir dos séculos XIV e XV.  O novo invento teve por base o escape e um motor regular, tendo sido posteriormente associado ao toque de sinos. A sua utilização difundiu-se nas urbes da Baixa Idade média, como em Lisboa, com o relógio da Sé, ou Santarém, onde o Cabaceiro fez a sua aparição ainda em Quatrocentos.

No século XVI, em pleno Renascimento, inventa-se o relógio de molas, mais eficaz, a que nobres, bispos e reis vão ter acesso através dos contributos dados por ferreiros, serralheiros, astrónomos e matemáticos. Porém os relógios de base astronómica não desapareceram, como o atesta o quadrante solar da Torre das Cabaças, datado de 1596. A sua existência era fundamental em face da relativa precisão das engrenagens, onde as discrepâncias temporais eram frequentes.

O relógio solar da Torre é um objecto horizontal, semiesférico, de periferia gomeada e sem estilete. O mostrador mostra três círculos concêntricos: os dois primeiros delimitam os traços das meias horas e o último regista os algarismos das horas.

A tipologia deste quadrante encontra paralelos em Portugal, como no caso da ‘pedra de horas’ da Quinta da Torre de S. João de Ver, em Santa Maria da Feira. A sua função era acertar os mecanismos horários mais complexos, de base mecânica, os pioneiros da horologia de engrenagens.»



publicado por Noticias do Ribatejo às 18:33
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

15
17

23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

FESTIVAL MATERIAIS DIVERS...

Tributo a David Bowie no ...

ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

Nova temporada do Teatro ...

ABRANTES: SL Benfica conq...

AFINAL, HÁ RUAS ENFEITADA...

ALPIARÇA : NOVO CONTINENT...

CARTAXO: TRÂNSITO ENCERRA...

ABRANTES: Intervenções do...

MUNICÍPIO ATRIBUIU HABITA...

18º Festival de Folclore ...

TAGUS – candidaturas aber...

Novas exposições nas ‘Gal...

Trail das Famílias 2019 n...

FESTAS EM HONRA DE NOSSA ...

Vem aí a 15ª edição dos “...

In. Santarém 2019 | PROGR...

CA Soluções de Crédito Fa...

Fabíola Cardoso propõe cr...

O tempo

1.ºTorneio Solidário Stre...

O Concelho de Azambuja ac...

NERSANT quer simplificar ...

VALADA ACOLHEU DIA INTERN...

13.ª Edição da Feirinha d...

“Galerias com Arte” receb...

MEIO MILHÃO DE EUROS PARA...

Festival de folclore ‘Rio...

CRÉDITO AGRÍCOLA COM RESU...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds