NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 28 de Fevereiro de 2016
CONTO DA SEMANA: "Caminhos"

CATARINABETES.png

Por: Catarina Betes

 

Olho uma vez mais para o relógio. Começo a sentir-me inquieto, cansado desta espera monótona, receoso pelo que vou ouvir. É a segunda vez em três semanas que sou chamado à escola do meu filho mais novo e por alguma razão sinto-me ansioso.

Entro finalmente, num espaço que não me é desconhecido. Aperto a mão do director e pouco tempo depois tu chegas, vermelho como um tomate, mochila pendurada no ombro direito. Olhas para mim com relutância e sentas-te. Por um motivo que desconheço sinto um misto de compaixão e ternura por este filho, que, feliz ou infelizmente, se parece tanto, com o adolescente problemático que eu próprio fui.

A reunião é breve. Mais uma vez infringiste as regras do colégio, encontraram-te a fumar droga nas traseiras do ginásio.

Não me consegues olhar nos olhos. Acredito que não o faças por medo, mas por vergonha e eu que conheço a natureza da tua alma rebelde, não consigo ficar mais zangado contigo, do que comigo mesmo.

Saímos e decido não irmos diretamente para casa. Conduzo até um parque, numa zona calma da cidade. Paro o carro e ordeno-te que saias. Avanço para um banco de jardim e sento-me a olhar o vazio. Sentas-te a meu lado.

- Desculpa. – oiço.

Não digo nada. Permaneço a olhar o vazio, enquanto penso no que devo dizer. A tua mãe saberia.

 - Desculpa, pai.

Olho para ti numa tentativa desesperada de ler o que te vai na alma. Olho para os teus olhos profundos e receio que sejas tu, a ler a minha. O meu amor por ti revela-se tão grande, tão transformador, que deita por terra, qualquer sombra de agressividade do meu peito.

Abraço-te com todas as minhas forças. Abraço-te como gostava que um dia, o meu pai, me tivesse abraçado. Abraço-te para que sintas o quanto te amo e de alguma forma acredito que se perceberes a dimensão do meu amor por ti, o mesmo terá a capacidade de te ajudar a encontrar o teu próprio caminho.

Ficas inicialmente perplexo com a minha atitude. Eu próprio estou. Mas poucos segundos depois correspondes ao meu abraço, choras como nem na despedida da tua mãe te vi chorar e sinto que voltas, embora devagar, para mim…

Pedes desculpa duas vezes mais e eu respondo apenas que está tudo bem. Sinto que estás assustado. Assustado por ver o teu pai chorar.

Talvez se no passado eu tivesse, nem que apenas uma vez, vislumbrado uma sombra de emoção no olhar cortante e frio do teu avô, o meu caminho tivesse sido mais fácil, menos tortuoso. Mas cheguei até aqui.

Sou teu pai e não desisto de ti.

Separamo-nos e ficamos durante algum tempo mais a olhar o infinito. Pouso a mão no teu ombro e tu sorris-me.

Sinto que cheguei até ti, da forma mais imprevisível do mundo e pela primeira vez em muitos meses, o meu coração aquieta-se.

Catarina Betes, “O Amor é breve”



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De José Estêvão Alves a 28 de Fevereiro de 2016 às 12:43
Belíssimo conto. Esta é uma das realidades da vida que nos rodeia e sufoca.
Parabéns


Comentar post

pesquisar
 
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

TEMAS DE SAÚDE: Serviço N...

56ª Feira Nacional de Agr...

Ser presente é uma escolh...

Ministro da Agricultura m...

Colégio de Fátima vence E...

Semana Aberta da Universi...

Secretário de Estado da E...

POLIEMPREENDE ATRIBUI 4.5...

Projeto AgriEmpreende rec...

FNA 19 continua a debater...

Circulação de Trânsito | ...

24 horas a pedalar em Cor...

Políticos de Palmo e Meio...

Crédito Agrícola distingu...

NOVO ESPAÇO DO CIDADÃO AG...

Atribuído prémio de Melho...

Operação Baco 2019

Sons de Verão animam as ...

Fim de Semana da Ativida...

Chamusca recebe de 11 a 1...

1300 crianças passam “UM ...

Jornalista Fernando Corre...

Conversas de Agricultura ...

Município do Entroncament...

Chamusca afirma-se como “...

Feira Nacional de Agricul...

Três nadadores de Almeiri...

CARTAXO NA FEIRA NACIONAL...

FERSANT celebra 30 anos c...

Município de Coruche Na ...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds