NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 28 de Dezembro de 2014
Cultura Avieira - O Projeto Educativo da Cultura Avieira

 

 

 

LURDES.jpg

Por: Lurdes Véstia

 

“Ninguém educa ninguém, ninguém se educa a si mesmo, os homens educam-se entre si, mediatizados pelo mundo.”     Paulo Freire – Pedagogia do Oprimido

 

O Projeto Educativo da Cultura Avieira - PECA pretende ser um fator de criação de ligações duradouras entre a comunidade escolar e o património material e imaterial das comunidades Avieiras, promovendo através da educação não-formal, o seu conhecimento, a sua compreensão e a sua valorização. Segundo a nossa perspetiva trabalhar o património cultural Avieiro nas escolas fortalece a relação dos jovens com as heranças culturais, estabelecendo um melhor relacionamento destas com estes bens, responsabilizando-os pela valorização e preservação do património, fortalecendo a vivência real com a cidadania, num processo de inclusão social.

O património e o meio em que está inserido provocam nos/as alunos/as sentimentos de surpresa e curiosidade, levando-os a querer conhecer mais sobre eles e é nesse sentido que podemos falar no “passado”, para compreendermos melhor o “presente” e projetarmos o “futuro”. O estudo do passado motiva a compreensão e avaliação do modo de vida e os problemas enfrentados pelos que nos antecederam, as soluções que encontraram para enfrentar esses problemas e desafios, e a compará-las com os desfechos que encontramos, para resolver problemas similares. Podemos facilmente comparar essas soluções, discutir as causas e origens dos problemas identificados e projetar as soluções ideais para o futuro, num exercício de consciência crítica e de cidadania.

O trabalho com o património cultural e histórico é mais facilmente compreendido no âmbito das disciplinas que mais comumente abordam o tema, como a História ou os Estudos Sociais, mas no caso específico do património Avieiro faz sentido abordá-lo na disciplina de Português e na interação entre o escritor neorrealista Alves Redol e a sua obra “Avieiros”. Daqui se pode depreender que os objetos patrimoniais materiais ou imateriais são um recurso educacional importante, pois permitem a aprendizagem de ferramentas e temas que serão importantes para a vida dos alunos. Desta forma, podem ser usados como motivadores para qualquer área do currículo escolar ou inclusive para unir áreas aparentemente distantes no processo ensino/aprendizagem.

O PECA tem sido desenvolvido em Escolas Básicas, Secundárias e de Formação Profissional das regiões banhadas pelo Tejo, desde Lisboa até Constância, assim como em Vieira de Leiria.

O objetivo geral é promover o património Avieiro, como elemento constitutivo da identidade comunitária das regiões envolvidas e facilitador do respeito pela alteridade. E tem como objetivos específicos - Conhecer o património Avieiro, nas suas diversas dimensões; Reconhecer o património Avieiro como identitário e diferenciador; Alertar para o papel que as atividades ligadas ao património Avieiro podem desempenhar no desenvolvimento sociocultural e económico; Promover as aldeias Avieiras e estabelecer boas práticas no domínio da preservação e recuperação do património Avieiro no seu todo; Reconhecer a importância da história, hábitos, costumes, tradições e riqueza etnográfica Avieira na sua interação com a diversidade regional; Contribuir para ligar a cultura Avieira com os projetos educativos escolares e destes com as comunidades alargadas em que se inserem; Estimular o desenvolvimento de práticas cooperadoras, altruístas e filantrópicas na comunidade escolar; e contribuir para ligar as comunidades escolares na região-alvo, potenciando o surgimento de uma nova mentalidade aberta aos outros e às particularidades culturais.

Para alcançar os objetivos acima delineados, definiu-se que o projeto vai estender o seu raio de ação desde 2011 até 2015. Ao longo deste tempo serão, essencialmente, trabalhadas cinco temáticas, aqui designadas por áreas de intervenção: Casa Avieira – barco com tolde, barraca, palhota, palafita; Barco – nas suas diferentes tipologias; Redes e artes de pesca; Gastronomia; Oralidade e religiosidade

Após pesquisa e definição do termo património e deste enquanto fator de identificação e pertença, os estabelecimentos de educação e ensino aderentes, deverão enquadrar a temática Avieira na época do neorrealismo, identificando, reconhecendo e evidenciando as relações entre a área patrimonial referida e o escritor Alves Redol e a sua obra “Avieiros”. Posteriormente, os participantes deverão analisar comparativamente o património em que estão a trabalhar com outras regiões piscatórias no litoral do país, apontando as principais semelhanças e diferenças, procurando entender o património como facilitador da aceitação do Outro e como fator de desenvolvimento humano, com base neste recurso cultural único e inimitável.

5.png

Alunos da Azinhaga durante atividades do PECA

 

As planificações das atividades serão ajustadas com vista ao cumprimento dos objetivos do PECA.

1ª Atividade - “Viagem-guiada” por uma exposição fotográfica e de posters sobre os pilares que constituem a base da Candidatura da Cultura Avieira a Património Nacional e da UNESCO: barco, casa e gastronomia.

2ª Atividade – “Oficina da Oralidade” onde é desenvolvida com os alunos uma atividade sobre a tradição oral, recorrendo a uma maleta pedagógica construída no âmbito do Projeto Nacional da Cultura Avieira e que envolve vídeos e/ou entrevistas a “Porta-vozes da cultura Avieira”, homens e mulheres que narram as suas estórias de vida, gravadas em suporte áudio e vídeo. Nesta atividade pretende-se dar a conhecer e valorizar o património cultural imaterial da comunidade Avieira.

3ª Atividade – “Fórum-debate” com exibição de Filmes e/ou PowerPoint e convidados ligados ao Projeto Nacional da Cultura Avieira e à Associação para a Promoção da Cultura Avieira - APCA.

4ª Atividade (a realizar mais tarde em sala de aula, com os respetivos professores) - Trabalhos de escrita criativa e/ou de desenho tendo em conta algumas palavras-chave, que serão “encontradas” nas fotografias e entrevistas, e que irão ser, posteriormente, divulgados em Folha Informativa do Projeto Nacional da Cultura Avieira.

5ª Atividade – Workshop criativo e formativo sobre os resultados produzidos dedicado às direções dos Agrupamentos e Instituições de Formação Profissional e de Ensino Superior dos territórios envolvidos.

Estão agendadas já algumas ações para o ano de 2015 o que nos leva a crer que esta é uma aposta necessária e autêntica, porque mais importante do que estar envolvido e empenhado no projeto que se integra e no respetivo contexto, é também fundamental que se esteja ciente das razões que levam a intervir.

Convém, igualmente, salientar que este conjunto de ações educativas, ao propor atividades conjuntas de promoção e divulgação do património cultural Avieiro, procura simultaneamente contribuir para o fortalecimento das identidades culturais e para o desenvolvimento económico e social das comunidades locais envolventes.

É importante considerar que a educação patrimonial contribui muito para a formação de professores e estudantes, tornando-os sujeitos ativos e conscientes, atentos ao seu meio envolvente, “no mundo e com o mundo” e exercendo de facto uma cidadania ativa.

6.png

Trabalho final de um grupo de alunos

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 08:00
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
Maio 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

CINCO INSTITUIÇÕES DO CON...

DOAÇÃO DE BARCO ABRANGEL ...

Mês da Cultura Tauromáqui...

SANTARÉM: Executivo Munic...

Entroncamento, Torres Nov...

CENTRO DE VACINAÇÃO DO CA...

Amigo falso e traidor

TEMAS DE SAÚDE: Medicina ...

100 ANOS DA SFUS ASSINALA...

Câmara de Azambuja aprova...

Mês da Enguia de 15 de ma...

Vista do Presidente da Câ...

A Associação Humanitária ...

Exposição de rua “Taurus ...

Conclusão dos trabalhos d...

Entroncamento recebe VOLv...

CARTAXO SERÁ ÚNICO CONCEL...

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTA...

CONSELHO MUNICIPAL DE JUV...

Obra de requalificação ur...

Entroncamento recebe VOLv...

Município da Chamusca anu...

CENTRO DE VACINAÇÃO DO CA...

Armindo Silveira, candida...

Mulher, não te escondas

TEMAS DE SAÚDE: Asma

Meio milhão para Santarém...

Presidente da República e...

Reabertura do Complexo de...

ECOCENTRO DO CARTAXO ABER...

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

DIRECTOR/rRESPONSÁVEL: António Centeio
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds