NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Segunda-feira, 18 de Maio de 2020
Maioria dos Empresários só esperam normalização da atividade em 6 meses

 

A NERSANT, no decorrer desta semana realizou um Inquérito aos seus associados, tendo em vista compreender a situação atual das empresas, o seu envolvimento nos mecanismos de apoio de combate à pandemia e a expetativa futura. Ao inquérito acederam 146 empresas, o que permite ter um barómetro com algum significado estatístico.

 

Das empresas que responderam, 65,67% não recorreram ao lay-off, o que representa sensivelmente 2/3 das empresas, o que poderá significar um fator extremamente positivo para a nova fase de desconfinamento, podendo-se deduzir que a produção não foi afetada em excesso.

Das empresas que recorreram ao lay-off (34,33%), precisamente 50% já tinha recebido a comparticipação da Segurança Social, respeitante aos 2/3 que o lay-off simplificado prevê. Estas empresas que receberam, 21,43% referenciaram que receberam a comparticipação em menos de 15 dias, 50% recebeu a verba no espaço de até 1 mês e as restantes (28,57%) tiveram que esperar mais de 30 dias.

O inquérito também permitiu saber que 66,67% das empresas não recorreram às linhas de crédito do COVID-19. Das empresas que recorreram (33,33%), só 11,11% já tinha recebido o financiamento, enquanto que 88,89% das empresas que recorreram, ainda não tinham recebido qualquer verba, o que é deveras preocupante.

Das referidas 11,11% das empresas que receberam o financiamento, 12,5% receberam a verba em menos de 15 dias, 37,5% receberam até ao fim de 30 dias, e as restantes 50% aguardaram mais de 30 dias para receber as verbas.

O inquérito também pretendia conhecer a atividade atual das empresas, verificando-se que 23,33% das empresas estão a trabalhar a menos de 25%, 28,33% a menos de 50%, 25% a menos de 75% e as restantes 23,3% estão a trabalhar em pleno.

Quando questionamos as empresas sobre as perspetivas da normalização da sua atividade, 3,39% julga que no espaço de 1 mês estará a decorrer normalmente, 8,47% entende que nunca antes de 2 meses, 25,42% perspetiva no mínimo 3 meses e o grosso das empresas (62,71%), entende que nunca antes dos 6 meses.

Globalmente, este inquérito aos associados da NERSANT demonstra que apesar dos efeitos negativos na atividade empresarial, a maior parte já está a caminho de normalizar a atividade, mas entende que vão ser necessários 2 trimestres para a normalização plena da atividade e produção das empresas. 

 


ATIVIDADE EMPRESARIAL ASSOCIADOS NERSANT

A NERSANT, no decorrer desta semana realizou um Inquérito aos seus associados, tendo em vista compreender a situação atual das empresas, o seu envolvimento nos mecanismos de apoio de combate à pandemia e a expetativa futura. Ao inquérito acederam 146 empresas, o que permite ter um barómetro com algum significado estatístico.

 

Das empresas que responderam, 65,67% não recorreram ao lay-off, o que representa sensivelmente 2/3 das empresas, o que poderá significar um fator extremamente positivo para a nova fase de desconfinamento, podendo-se deduzir que a produção não foi afetada em excesso.

Das empresas que recorreram ao lay-off (34,33%), precisamente 50% já tinha recebido a comparticipação da Segurança Social, respeitante aos 2/3 que o lay-off simplificado prevê. Estas empresas que receberam, 21,43% referenciaram que receberam a comparticipação em menos de 15 dias, 50% recebeu a verba no espaço de até 1 mês e as restantes (28,57%) tiveram que esperar mais de 30 dias.

O inquérito também permitiu saber que 66,67% das empresas não recorreram às linhas de crédito do COVID-19. Das empresas que recorreram (33,33%), só 11,11% já tinha recebido o financiamento, enquanto que 88,89% das empresas que recorreram, ainda não tinham recebido qualquer verba, o que é deveras preocupante.

Das referidas 11,11% das empresas que receberam o financiamento, 12,5% receberam a verba em menos de 15 dias, 37,5% receberam até ao fim de 30 dias, e as restantes 50% aguardaram mais de 30 dias para receber as verbas.

O inquérito também pretendia conhecer a atividade atual das empresas, verificando-se que 23,33% das empresas estão a trabalhar a menos de 25%, 28,33% a menos de 50%, 25% a menos de 75% e as restantes 23,3% estão a trabalhar em pleno.

Quando questionamos as empresas sobre as perspetivas da normalização da sua atividade, 3,39% julga que no espaço de 1 mês estará a decorrer normalmente, 8,47% entende que nunca antes de 2 meses, 25,42% perspetiva no mínimo 3 meses e o grosso das empresas (62,71%), entende que nunca antes dos 6 meses.

Globalmente, este inquérito aos associados da NERSANT demonstra que apesar dos efeitos negativos na atividade empresarial, a maior parte já está a caminho de normalizar a atividade, mas entende que vão ser necessários 2 trimestres para a normalização plena da atividade e produção das empresas.

 

Financiamento das empresas nas área do comércio, economia circular e internacionalização
NERSANT credenciada para apoiar candidaturas aos projetos Vale

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém está credenciada para apoiar as empresas na elaboração gratuita de candidaturas aos projetos Vale, bem como na prestação de serviços de consultoria no acompanhamento das empresas na execução destes projetos.Os projetos Vale oferecem financiamentos a 75%, mantendo-se abertas as candidaturas aos projetos Vale Economia Circular, Vale Comércio e Vale Internacionalização.

 

Vale Economia Circular é destinado a apoiar as PME na transição para uma economia circular, apoiando ações que constituam boas práticas de eco-design, eco-eficiência, eco-inovação e simbioses industriais, que conduzam a melhoria do desempenho em matéria de eficiência na utilização dos recursos, novos processos, produtos e modelos de negócio.

São suscetíveis de apoio, os serviços de consultoria, contratados a entidades acreditadas, relacionados com Eficiência energética  (estudos, diagnósticos, auditorias e implementação do Sistema de Gestão da Energia, ISO 50001); Ambiente  (implementação de Sistema de Gestão Ambiental, ISO 14001); Definição e implementação de outras estratégias conducentes à adoção de planos empresariais de economia circular (p.ex. valorização de subprodutos e resíduos; ecoeficiência; eco-inovação; simbioses industriais, eco-design).

Vale Comércio destina-se a PME com atividades económicas nos setores do comércio, serviços e restauração. São suscetíveis de apoio, os serviços de consultoria, contratados a entidades acreditadas, relacionados com inovação organizacional e gestão (planos estratégicos, planos de marketing, etc.); Criação de marcas e design; Implementação de sistemas de certificação (qualidade, produtos, entre outros); Implementação de práticas de gestão segura de dados (RGPD); Economia digital e TIC (desenvolvimento de websites, lojas on-line, gestão de redes socias, desmaterialização de processos e digitalização, etc.)

Vale Oportunidades de Internacionalização têm como objetivo apoiar as PME nos primeiros passos para a internacionalização dos negócios. São apoiados os serviços de diagnóstico à empresa em termos de identificação de oportunidades concretas de internacionalização e de melhoria; Serviços de assistência técnica para implementação de visitas de prospeção e de captação de novos clientes em mercados externos; visitas de prospeção a feiras internacionais; e convites a importadores para conhecimento da oferta.

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:50
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Regresso à normalidade da...

Regresso à normalidade da...

ENTRONCAMENTO: “Verão Ati...

Presidente da Câmara Muni...

Assinado o Auto de consig...

“Espaços d’Alma” exposiçã...

PEDRO MAGALHÃES RIBEIRO P...

Programa da TVI “Somos Po...

PEDRO MAGALHÃES RIBEIRO N...

Município da Chamusca apo...

ENTRONCAMENTO: Projeto de...

Município de Azambuja ade...

CARTAXO: FÓRUM DAS FAMÍLI...

      Câmara  Municipal d...

ENTRONCAMENTO: “O Turismo...

CNEMA recebe Concurso Nac...

Está em execução a constr...

Câmara de Santarém atribu...

Conclusão das obras do no...

Conclusão das obras do no...

 Isto é viver.!

Selo Clean & Safe atribuí...

Município prossegue com i...

REORGANIZAÇÃO DE PELOUROS...

Reordenamento Urbano na R...

Um mundo de oportunidades...

Serviço de Proteção Civil...

Órgãos Municipais de Azam...

Conceito de Escola a Temp...

Município de Santarém e ...

tags

todas as tags

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Contactos
Rua do Jardim, 2090-078 Alpiarça Telemóvel: 933 088 759
subscrever feeds