NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 25 de Junho de 2017
O fogo. Ai o fogo!

ANAFONSECA

Por: Ana Fonseca da Luz

 

 

O fogo. Ai o fogo!

 

Ai o fogo que não se apiedeou nem dela nem de ninguém.

As labaredas não lhe deram tréguas, mas sem saber como, encontrou forças para lhes sobreviver.

Enquanto o marido estava agarrado ao cajado, como se estivesse colado ao chão a ver o fogo consumir as poucas árvores de fruto que tinha lá para o fundo da horta, ela movida por uma força do outro mundo e a poder de gritos que lhe estrangulavam a garganta, deixando-a sem saliva, abriu as portas das capoeiras para que as galinhas fugissem, soltou o cão velho que há anos vivia acorrentado junto à pequena barraca onde mal cabia, espantou as duas cabras e as três ovelhas que lhe davam o leite para fazer os queijos e berrou à pequena mula, que todos os dias lhe puxava a carroça até à vila, onde vendia o pouco que, afinal era tanto, que a terra lhe dava, para que fugisse para longe.

- Mexe-te homem de um raio!

E ele ali, hipnotizado pelo fogo que lambia as árvores e beijava as casas lá longe e que enchia a noite de clarões vermelhos que mais pareciam diabos à solta a castigar a terra e o céu.

Ao longe, a vila envolta em chamas parecia uma visão do outro mundo. E o homem dela ali, parado, agora a chorar e ela a gritar-lhe:

- Deita água nesse mato antes que a gente se fique aqui! Mexe-te, homem de um raio, que eu não posso morrer ainda. Mexe-te!

E ele acordou daquele marasmo em que se encontrava, e preso no seu corpo velho e cansado, virou Hércules e afastou o fogo que quase lhe chegava à casa, com água e ramos de árvores, esquecendo-se até que era coxo e quase cego.

E os dois, sozinhos, enquanto lá longe a vila se enfeitava de fumo e fogo travaram aquele inimigo que tinha acabado com o verde que ainda há pouco lhes cercava a casa, para pintar tudo a carvão e dor.

Nessa noite, dormiram ao relento, agarrados um ao outro, como há tanto tempo não acontecia.

De manha cedo, bem cedo, o terror serenou. Bombeiros e populares mataram o fogo antes que ele matasse alguém. A paisagem é que não era a mesma, nunca mais seria a mesma.

- Olha, homem, o nosso cão ficou com a gente...e ali, lá longe, é a nossa mula. Ai que se me enchem os olhos de água!

E o seu homem, que era de poucas falas, respondeu-lhe, limpando uma lágrima que ela nunca percebeu se era pelo fumo ou pela emoção de estarem vivos:

- Enche as cestas com queijos, pão e frutas, enquanto eu atrelo a mula à carroça, e vamos até à vila ver se alguém precisa do nosso pouco. Anda mulher, mexe-te!

E desceram a serra pintada de luto, engolindo as lágrimas salgadas de dor, com o coração pintado de esperança.

O fogo. Ai o fogo...



publicado por Noticias do Ribatejo às 07:48
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

FESTA DAS VINDIMAS EM VIL...

Exposição e concerto evoc...

Mudança

Quarta edição do CTX META...

Núcleo Interpretativo da ...

Ourém recebeu workshop so...

Município do Cartaxo prom...

Comemorações do Dia Mundi...

NERSANT promove sessão de...

Gonçalo Salgueiro dá espe...

PAFT - Programa Atividade...

CARTAXO: Sociedade Filarm...

500 crianças participaram...

Alma do Campo Bravo - Pro...

500 crianças participaram...

Posto Médico de Casével r...

Seedsband comemora 20 ano...

Entroncamento recebe Inte...

CÂMARA MUNICIPAL PROMOVE ...

PS/CARTAXO COM O MELHOR R...

Doçaria nacional invade A...

Entroncamento recebe prog...

Programa “Viver mais, viv...

Oficina Tourism Up & Tast...

NERSANT sensibiliza PME p...

REUNIÕES DA CÂMARA E DA A...

A propósito do Dia do Pro...

Ribatejo InovFin explicou...

SUSPENSÃO NO ABASTECIMENT...

Município celebra contrat...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds