NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Terça-feira, 31 de Março de 2015
OURÉM: ADALBERTO CAMPOS FERNANDES: “PREOCUPADO COM O BRUTAL RETROCESSO NA SAÚDE”

5.jpg

 A sala do Cine-Teatro de Ourém acolheu na passada quinta-feira mais de 100 participantes no debate distrital sobre a Saúde, organizado pelo PS, onde foram discutidos os problemas que afetam o setor na nossa região.

Alberto Campos Fernandes e Luísa Salgueiro foram os principais convidados de uma sessão de trabalho motivou militantes e simpatizantes para a participação política ativa, deixando contributos que o Gabinete de Estudos da Federação canalizará para o futuro Programa de Governo do PS.

António Mendes, médico do centro Hospitalar do Médio Tejo, e Vítor Bezerra, vice-Presidente da Ordem dos Médicos de Santarém, foram igualmente convidados, tal como Paulo Fonseca, Presidente da Câmara de Ourém.

Paulo Fonseca falou na qualidade de autarca para afirmar a sua determinação na luta pela prestação de cuidados de Saúde à população do seu concelho que, “neste momento se vê obrigada a percorrer 80 Km para ir ao hospital em Abrantes, uma situação insustentável e inadmissível sob todos os pontos de vista”. Até porque, sublinha o autarca, “não há uma explicação plausível para este calvário que é imposto a estas populações e que o Governo diz estar pronto a resolver”. “O problema é que”, sublinha Paulo Fonseca, “o Governo tem vindo a mentir sistematicamente e por escrito, anunciando medidas que nunca foram tomadas”. Para o Presidente da Câmara de Ourém, “este é o drama que os autarcas enfrentam ao lado das suas populações: milhares de pessoas sem médico de família, instalações sub-aproveitadas e pessoas sem recursos empurradas para o privado, a expensas próprias, por falta de atendimento no público”.

António Mendes afirmou “não compreender a forma como o Governo tem gerido o setor” considerando-a “errática”. Para o médico do centro Hospitalar do Médio Tejo, “as medidas atropelam-se, paralisam o sistema e prejudicam todo o funcionamento do Serviço Nacional de Saúde, com graves repercussões sobre o estado de saúde das populações”.

Exemplos de acompanhamentos que deixaram de ser feitos não faltaram. Vítor Bezerra traçou um diagnóstico altamente preocupante relativamente a algumas situações, nomeadamente de doenças infeto-contagiosas…

Para este dirigente da Ordem dos Médicos de Santarém “há uma cultura economicista que não olha para os problemas de outro ponto de vista que não seja o de cortar despesa e reduzir custos, afastando os melhores profissionais do setor público”. Vítor Bezerra não tem dúvidas: “está em curso um processo de destruição do Serviço Nacional de Saúde que tem como objetivo canalizar utentes para o privado”.

Esta crítica foi subscrita pelo Presidente da Federação de Santarém, António Gameiro, que tem mantido a questão da Saúde no topo da agenda política distrital, não só como dirigente partidário, mas também como deputado eleito pelo círculo de Santarém.

António Gameiro sente-se “indignado com a forma como vê o Governo tratar os portugueses, especialmente os portugueses do meu distrito, a quem só têm tirado serviços, obrigando as pessoas a andarem Km e Km, de terra em terra, para tratarem de problemas de saúde por vezes gravíssimos, que nem sequer suportam as viagens que são exigidas para se consultar um médico!”

A deputada Luísa Salgueiro, coordenadora dos deputados do PS na Comissão de Saúde lamentou “ que todas as iniciativas do PS esbarrem sempre na obstinação da maioria em destruir o Serviço Nacional de Saúde e em afastar os profissionais do setor, levando a uma falsa carência de médicos e atrasos na prestação de cuidados de saúde que são inadmissíveis.”

Adalberto Campos Fernandes, Professor de Saúde Pública, ouviu intervenções e testemunhos que “vão ao encontro da análise que tem feito da situação” e declarou-se “altamente preocupado com o brutal retrocesso na Saúde que tem sido levado a cabo”. Para Adalberto Campos Fernandes, “os estragos vão sendo sentidos pelos utentes, mas ainda não chegaram às estatísticas em pleno”. Para o professor, “é inadmissível que a se tenha perdido a noção de serviço público e que a Saúde tenha sido relegada para segundo plano” numa altura em que “são necessários cuidados redobrados com as pessoas”. Para o docente da Escola de Saúde Pública, “pobreza e doença andam de mãos dadas; afastar os médicos das pessoas é dar espaço a problemas de saúde que estavam ultrapassados”. “Basta ler os indicadores e ver a evolução notável que se operou em Portugal ao longo da história do SNS”, sublinhou Campos Fernandes, que registou as participações da plateia.

unnamed (1).jpg

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 04:47
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

15
17

23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

Nova temporada do Teatro ...

ABRANTES: SL Benfica conq...

AFINAL, HÁ RUAS ENFEITADA...

ALPIARÇA : NOVO CONTINENT...

CARTAXO: TRÂNSITO ENCERRA...

ABRANTES: Intervenções do...

MUNICÍPIO ATRIBUIU HABITA...

18º Festival de Folclore ...

TAGUS – candidaturas aber...

Novas exposições nas ‘Gal...

Trail das Famílias 2019 n...

FESTAS EM HONRA DE NOSSA ...

Vem aí a 15ª edição dos “...

In. Santarém 2019 | PROGR...

CA Soluções de Crédito Fa...

Fabíola Cardoso propõe cr...

O tempo

1.ºTorneio Solidário Stre...

O Concelho de Azambuja ac...

NERSANT quer simplificar ...

VALADA ACOLHEU DIA INTERN...

13.ª Edição da Feirinha d...

“Galerias com Arte” receb...

MEIO MILHÃO DE EUROS PARA...

Festival de folclore ‘Rio...

CRÉDITO AGRÍCOLA COM RESU...

Município de Azambuja tem...

“Da Terra à Mesa” é o tem...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds