NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014
RIO MAIOR: António Costa venceu em Rio Maior com quase 90% dos votos


A Secção de Rio Maior do Partido Socialista saúda a expressiva vitória obtida por  António Costa nas Primárias 2014, igualmente extensiva à secção de voto de Rio  Maior, onde obteve 137 votos (88,96%), contra apenas 17 votos (11,04%) de António  José Seguro, num total de 155 votantes, o que significa que os Riomaiorenses  militantes e simpatizantes socialistas, inscritos nestas eleições, mostraram claramente  o seu desejo de renovação da liderança do partido.
António Costa venceu as primeiras Eleições Primárias da história da democracia  portuguesa, triunfando por larga margem em quase todas as federações, exceptuando  no distrito da Guarda. A nível nacional, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa  obteve 67,67% dos votos, enquanto António José Seguro conquistou apenas 31,57% na  votação do passado domingo. Num universo de 174.770 votantes (estavam 248.573  inscritos), António Costa recolheu 118 272 votos, contra os 55 171 votos obtidos por  António José Seguro.
O PS de Rio Maior sublinha a extraordinária vitória de António Costa, considerando  que os eleitores manifestaram inequivocamente o desejo de mudança, o qual será  agora replicado noutras lideranças do partido, que ganhará agora um novo impulso e  um novo fôlego numa altura em que o País tanto precisa de uma alternativa  verdadeiramente credível, forte e determinada, por forma a recuperar o caminho do  progresso e do desenvolvimento social e económico.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:03
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Setembro de 2014
RIO MAIOR: Câmara Municipal e Associação Cultural assinam contrato de comodato

 

A Câmara Municipal de Rio Maior assinou, no passado dia 24, um contrato de comodato com a Associação Cultural do Concelho de Rio Maior no sentido da instalação da sua sede no espaço polivalente, sito no 2º piso do edifício da Loja do Cidadão, para aí prosseguir o seu objecto social, promovendo o desenvolvimento de actividades do interesse das populações, nomeadamente de ordem artística, realização de ensaios e aprendizagem musical.
O contrato vigorará pelo período de um ano, renovando-se automaticamente por iguais períodos. Na assinatura do contrato estiveram presentes a presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, os vereadores Lopes Candoso e Ana Figueiredo, Samuel Pinheiro, presidente da direcção da Associação Cultural e Palmira Pandaio, secretária da mesma.
A presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, congratulou-se com a mudança da sede da Associação para este novo espaço, moderno e funcional, e esperando que esta parceria seja mais um passo em prol do desenvolvimento cultural no concelho de Rio Maior.



publicado por Noticias do Ribatejo às 20:07
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014
RIO MAIOR: ELEIÇÕES PRIMÁRIAS 2014

Militantes e simpatizantes inscritos votam no Domingo, 28 de Setembro, na Biblioteca Municipal entre as 9 e as 19 horas

 


No próximo dia 28 de Setembro, Domingo, vão realizar-se as Eleições Primárias para  designação do candidato do Partido Socialista a Primeiro-ministro, colocando frente a  frente António José Seguro e António Costa. Na Secção de Rio Maior, os inscritos como  militantes e simpatizantes nas Eleições Primárias, deverão exercer o seu direito de  voto nas instalações da Biblioteca Municipal de Rio Maior.
A votação decorrerá entre as 09h00 e as 19h00 e todos os inscritos terão que se fazer  acompanhar do seu cartão de cidadão / bilhete de identidade e, se possível, do seu  comprovativo de inscrição. Para a Comissão Eleitoral das Primárias 2014 é uma grande  honra poder contar com a participação de todos os inscritos nesta eleição histórica do  Partido Socialista. A sua escolha é a nossa decisão!

 

 


CONGRESSO DISTRITAL

Militantes do PS de Rio Maior eleitos para a Assembleia  Distrital da Federação de Santarém


O Congresso da Federação Distrital de Santarém do Partido Socialista realizou-se no  passado sábado, dia 20 de Setembro, na cidade do Cartaxo. A lista de delegados a este  congresso incluiu alguns militantes da Secção de Rio Maior do PS, sendo de destacar a  eleição de João Sequeira, de António Moreira e de Anabela Azenha para a Assembleia  Distrital da Federação de Santarém do PS.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:56
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014
RIO MAIOR: António Gameiro em Rio Maior nesta terça-feira para apresentar o seu programa eleitoral


António Gameiro, candidato às eleições para a presidência da Federação do PS do distrito de Santarém, que terão lugar no próximo dia 6 de Setembro, vai estar em Rio  Maior para dar conta do seu programa eleitoral.
A sessão de apresentação/esclarecimento terá lugar nesta terça-feira, 26 de Agosto,  pelas 21h00, na sede do PS de Rio Maior, sita na Rua Serpa Pinto.



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:16
link do post | comentar | favorito

Sábado, 16 de Agosto de 2014
RIO MAIOR: Maria do Céu Albuquerque em Rio Maior

Maria do Céu Albuquerque em Rio Maior nesta  segunda-feira para apresentar o seu programa eleitoral

 

 


Maria do Céu Albuquerque, candidata às eleições para a presidência da Federação do  PS do distrito de Santarém, que terão lugar no próximo dia 6 de Setembro, vai estar  em Rio Maior para dar conta do seu programa eleitoral.
A sessão de apresentação/esclarecimento terá lugar na próxima segunda-feira, 18 de  Agosto, na sala de sessões do Hotel Paulo VI, pelas 21h30.



publicado por Noticias do Ribatejo às 11:28
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 23 de Julho de 2014
Rio Maior: Movimento Ar Puro sugere à Câmara Municipal que recorra a uma providência cautelar para parar destruição das Lagoas do Areeiro

 

 

 

O Movimento Ar Puro congratula-se por, finalmente, e apenas após a nossa insistência, o actual executivo camarário se ter dignado a prestar alguma informação aos riomaiorenses sobre o que se está a passar nas Lagoas do Areeiro de Rio Maior. É sinal de que vale a pena os cidadãos se organizarem e defenderem os seus direitos.

 

A informação fornecida pela autarquia vem reconhecer que está a avançar a destruição de uma das lagoas do Areeiro, bem como a existência de ilegalidades nas obras em curso. Afinal, mesmo em terrenos privados há leis a cumprir! Mas não responde a uma questão central que é qual a legalidade destas obras face ao Plano Director Municipal de Rio Maior (PDM). Não estipula o PDM que ali “não é permitida qualquer acção de edificação”? Sendo assim, qual o objectivo das avultadas obras em curso? Esta é uma questão central que não pode ser ignorada, em que o executivo camarário tem responsabilidades e a cujo esclarecimento não pode fugir.

Por outro lado, lamentamos a assumida passividade com que o actual executivo camarário está a encarar a destruição das Lagoas do Areeiro, enquanto mais valia do concelho, reconhecida no Plano Estratégico de Desenvolvimento de Rio Maior que o próprio executivo camarário aprovou há apenas um ano atrás. Quantos milhares de euros é que esse plano custou ao erário público dos riomaiorenses para agora valer tão pouco? Afinal qual é a estratégia de desenvolvimento local e de ordenamento do território do actual executivo camarário?

É de lamentar também a forma como a Câmara Municipal está a pretender lavar a mãos das suas responsabilidades no licenciamento de obras no concelho.

 

O Movimento Ar Puro congratula-se com o debate suscitado na comunidade local. Vários riomaiorenses têm expressado o seu apreço pelas Lagoas do Areeiro e pelo potencial que estas representam para o desenvolvimento local. E têm colocado questões pertinentes.

Um cidadão riomaiorense expressou a sua preocupação pelo “facto de desde há muitos anos a zona explorada para estes areeiros ter alterado a dinâmina hidrica e hoje servirem de enormíssima bacia de retenção que permitiu o crescimento da cidade na área agora ocupada pelas piscinas, escola da Marinhas, Secundária, Profissional, Estádio e campos da Desmor, etc. Tenho algumas reticências quanto ao facto de se diminuir a capacidade de retenção das águas pluviais representada pelas lagoas, não venha a ser causa para recorrentes e perigosas inundações em toda a bacia da ribeira de S. Gregório (que como sabem devido à construção e abertura de novos arruamentos viu reduzida a sua capacidade de caudal)”. O que tem o executivo camarário a dizer sobre esta preocupação?

Uma outra questão colocada tem a ver com o papel que as Lagoas do Areeiro têm tido no combate a incêndios na zona de Rio Maior, como habitual ponto de abastecimento de água para helicópteros. A consumar-se a destruição destas lagoas, qual será a alternativa?

Outro cidadão riomaiorense questionou quais as garantias de que as terras que têm estado ali a ser depositadas não estão contaminadas com elementos poluentes que coloquem em causa o aquifero? E qual a dimensão subterrânea deste aquifero, para além das lagoas à superfície?

Outra questão prende-se com o seguinte: a consumar-se o desaparecimento das Lagoas do Areeiro, qual será a alternativa para que não desapareça também o lugar da cidade de Rio Maior no circuito nacional de provas de motocross?

Um cidadão riomaiorense solicitou ao Movimento Ar Puro para indagar ainda junto da Cãmara Municipal qual o destino que será dado às centenas de peixes existentes nas Lagoas do Areeiro.

Perante o exposto e as questões em aberto, o Movimento Ar Puro sugere à Câmara Municipal de Rio Maior que recorra a uma providência cautelar para parar as obras em curso que estão a destruir as Lagoas do Areeiro de Rio Maior.

 

PS: Quanto à alegada resposta que a Câmara diz que já nos tinha enviado há mais tempo, a verdade é que efectivamente nunca chegou até nós. E que o que se pedia não era uma carta privada mas um esclarecimento público aos riomaiorenses.



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:23
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Julho de 2014
RIO MAIOR: Festival Bike e Escola Superior de Desporto de Rio Maior apresentam acções de formação

 

 

 

O Festival Bike Portugal - Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional, evento que decorre no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, entre os dias 17 e 19 de Outubro, vai ser palco de um conjunto de acções de formação, organizadas pela Escola Superior de Desporto de Rio Maior, que abordarão temas tão distintos como o marketing desportivo ou metodologias de treino.

 

O programa completo é o seguinte:

 

Sexta-feira, dia 17 de Outubro:

11:00h – Abel Santos – Pressupostos da estratégia para o negócio no desporto e na atividade física

11:30h – Pedro Raposo – Eventos desportivos: definição, fases de gestão e áreas gerais de trabalho

12:00h – Alfredo Silva – Gestão de patrocínios no desporto

15:00h - Alfredo Silva – Comunicação e marketing no desporto

15:30h – Pedro Raposo – Bases metodológicas da avaliação de impactos sociais e económicos em eventos desportivos

16:00h – Vítor Milheiro – Biomecânica do ciclismo – como melhorar a performance

 

Sábado, dia 18 de Outubro:

11:00h – João Brito – Nutrição e suplementação no ciclismo

11:30h – João Brito – Metodologia do treino no ciclismo

12:00h – Teresa Bento – Ciclismo de expedição – como preparar a viagem

15:00h – Teresa Bento – Iniciação ao ciclismo – como escolher a bicicleta

15:30h – João Brito – Treino de força adaptado ao ciclismo

16:00h - João Brito – Postura e alongamento no ciclismo

 

Domingo, dia 19 de Outubro:

11:00h – Vítor Milheiro – Biomecânica do ciclismo – como melhorar a performance

11:30h – Teresa Bento – Iniciação ao ciclismo – como escolher a bicicleta

12:00h – João Brito – Nutrição e suplementação no ciclismo

15:00h – João Brito – Treino de força adaptado ao ciclismo

15:30h - João Brito – Postura e alongamento no ciclismo

16:00h – Teresa Bento – Ciclismo de expedição – como preparar a viagem

 

 

Recorde-se que o Festival Bike é o espaço privilegiado para conhecer as novidades do mercado e um ponto de encontro para todos aqueles que de forma profissional, desportiva ou de lazer se encontram ligados a este ramo.

 

Assumindo-se como um lugar para a realização de grandes negócios, oFestival Bike é a referência do mercado nacional e uma das mais importantes da Europa e tem como intuito realçar as marcas e as empresas nacionais e internacionais que operam nesta área.

 

Horários:

Sexta-feira, 17/10:          10h00 às 17h00 (Profissionais)

Sexta-feira, 17/10:          17h00 às 20h00 (Público em Geral)

Sábado, 18/10:                 10h00 às 20h00 (Público em Geral)

Domingo, 19/10:              10h00 às 20h00 (Público em Geral)



publicado por Noticias do Ribatejo às 14:13
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Julho de 2014
Movimento «Projecto de Cidadania»: Falta de água em Vila da Marmeleira no Parlamento Europeu
Os problemas no abastecimento de água em Vila da Marmeleira, concelho de Rio Maior, já chegaram ao Parlamento Europeu, através da deputada Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, e por iniciativa do movimento «Projecto de Cidadania




 

Segundo denuncia este movimento, “com o início do mês de Junho começou a nova época de falta de água em Vila da Marmeleira, fazendo-se particularmente sentir numa zona central da povoação (...) na qual se situa o bairro social. (…) as obras realizadas pela Câmara Municipal na véspera das últimas eleições autárquicas permitiram melhorar a situação de alguns moradores (...). Mas o problema subsiste”.

 Numa carta que o seu coordenador, António Costa, enviou ao executivo camarário de Rio Maior, o «Projecto de Cidadania» evocou que “a Comissão Europeia já reconheceu a existência de riscos directos para a qualidade da água para consumo humano e para a saúde pública que são provocados por cortes frequentes no abastecimento de água”. E alertou que “é nesta situação que, já há mais de uma década, vive a população de Vila da Marmeleira. As condutas de abastecimento de água que ali estão a ser utilizadas têm já mais de 50 anos e foram concebidas para abastecer apenas alguns fontanários públicos, não a generalidade das casas de habitação. E são condutas em fibro-cimento com amianto”.

 O movimento evoca e existência de “estudos indicando a existência de causalidade entre o cancro provocado pelo amianto, o mesotelioma, no revestimento interior da cavidade abdominal, o que coloca a hipótese de a existência de fibras de amianto na água ou nos alimentos poder penetrar no corpo através da parede dos intestinos e causar cancroPelo que, por um princípio de precaução, consagrado em legislação europeia desde 1999, não devem ser utilizadas condutas de água que contenham amianto”.

 Por outro lado, aponta o «Projecto de Cidadania» que estes riscos serão agravados “quando existem falhas frequentes no abastecimento de água, como há mais de uma década se verifica em Vila da Marmeleira. Essas falhas provocarão um aumento do número de fibras de amianto que penetram na água a partir das condutas, dado a entrada de ar na canalização provocar um risco agravado para o seu revestimento interior”.

 A deputada Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, expôs no Parlamento Europeu as preocupações do Movimento «Projecto de Cidadania». Na resposta, o Comissário Europeu para a Ciência e Investigação, Janez Potočnik, afirmou que “a redução de fugas nas redes de distribuição de água potável foi identificada por Portugal como um problema para os seus planos de investimento ao abrigo dos fundos estruturais e de investimento da UE. Tais medidas podem ser elegíveis para efeitos de financiamento desde que as autoridades portuguesas incluam projetos específicos neste domínio no âmbito dos programas operacionais”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:39
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Julho de 2014
RIO MAIOR: “Os Verdes” querem respostas sobre poluição no Rio Maior

 

 

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar “Os Verdes”, entregou na Assembleia da República 3 perguntas em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, do Ministério da Agricultura e do Mar e, ainda, o Ministério da Administração Interna, sobre a poluição no Rio Maior.

 

Pergunta dirigida ao Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia:

 

O Rio Maior tem sido, em conjunto com a Ribeira dos Milagres em Leiria, uma dos cursos de água mais castigados, ao longo de décadas, pela poluição em especial de origem suinícola. Nascido no Concelho a que dá o nome, atravessa ainda os Concelhos de Santarém, Cartaxo e Azambuja (desde as obras da responsabilidade da Administração Central em meados do Séc. XIX, altura em deixou de desaguar no Rio Tejo na zona do Vale de Santarém, para ser ligado à Vala da Asseca e Vala Real da Azambuja), antes de se tornar afluente do Tejo. Naquela altura era ainda um importante meio de comunicação, fonte de desenvolvimento económico, de bem-estar e de qualidade de vida. Hoje tornou-se um rio abandonado à morte, convertido em mero passivo ambiental, problema de saúde pública, fonte de preocupação e de degradação da qualidade de vida das populações ribeirinhas.

 

É inegável que as unidades de criação suinícola, existentes ao longo das suas margens, em particular nos Concelhos de Rio Maior e de Santarém, têm constituído parte substancial do problema de poluição do Rio Maior, seja diretamente pelas escorrências ou descargas, intencionais ou acidentais, de efluentes poluentes para o seu curso de água ou para ribeiras afluentes do mesmo, seja pela deposição de chorume no solo ou espalhamento em campo agrícola poluindo a médio prazo os lençóis freáticos da sua bacia.

 

A luta das populações e de associações de defesa do ambiente, designadamente de cariz local, tem sido fundamental para chamar a atenção do problema, para reunir informação, para procurar soluções.

 

Em 1995, entrou em funcionamento uma estação de tratamento de efluentes suinícolas (ETES) localizada na Freguesia de Alcobertas (Concelho de Rio Maior), na altura considerada pioneira no tratamento de efluente suinícola daquela região com aproveitamento de lamas inertizadas para fins agrícolas e aproveitamento do biogás na produção de energia elétrica (cogeração) para funcionamento da própria estação e para venda do excedente à rede elétrica nacional. No entanto, hoje encontra-se inativa, abandonada e em degradação, apresentando riscos ambientais e de segurança designadamente por se encontrar localizada em solos de elevada permeabilidade, em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC). A gestão da ETES de Alcobertas foi assegurada pela ADSAICA, organização criada em 1990 pelos sete municípios da área do PNSAC e pelo então Instituto de Conservação da Natureza (ICN).

 

De acordo com a comunicação social da altura, com a conversão do ICN em Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICN-B), a manutenção da estação foi-se degradando com a perda do técnico que geria a ETES e do funcionário que retirava as lamas que não foram substituídos.

 

Em 2010 a direção da ADSAICA, presidida então pela Câmara Municipal de Alcanena, assumindo a incapacidade para gerir a ETES, aprovou em assembleia geral a sua doação ao Município de Rio Maior, que assumiu a intenção de arrancar com um projeto de recuperação e reativação, orçado em 100 mil euros numa primeira fase. Já posteriormente, em 2012, foi assinado entre a autarquia de Rio Maior e a Junta de Freguesia de Alcobertas um protocolo de transferência deste equipamento para a alçada da Junta de Freguesia, mantendo-se porém a mesma por recuperar e inativa. A Junta de Freguesia chegou a defender ser a ETES economicamente sustentável uma vez que dos 100 mil euros orçados, 60 mil já não seriam necessários já que a Junta de Freguesia dispunha já de trator e cisterna, apostando na venda do fertilizante, resultante do tratamento do resíduo, para a agricultura para providenciar o financiamento restante necessário.

 

E contudo, a ETES continua sem funcionar devidamente e o problema ambiental e das populações continua a agravar-se. Por outro lado, verifica-se que o Governo, por via do ICN, se demitiu por completo da questão e acabou por alijar responsabilidades com a doação da ETES a uma das autarquias deixando de fazer parte da solução.

 

Assim, nos termos constitucionais, legais e regimentais solicito a Vª Exª Sra. Presidente da Assembleia da República que remeta a presente pergunta ao Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia para que me possa responder às seguintes questões:

 

  1. Como é que qualifica o MAOTE o estado do Rio Maior enquanto recurso hídrico de superfície

e quais as suas causas poluentes identificadas?

  1. Encontra-se em funcionamento a ETES de Alcobertas? Se sim, possui a mesma o devido

licenciamento?

  1. Por que razão entrou em degradação a ETES de Alcobertas?
  2. Qual a responsabilidade do então ICN ou ICNB na perda do técnico ou do funcionário da

ETES? E na decisão de entregar a ETES ao Município de Rio Maior?

  1. Entende o MAOTE que a gestão dum equipamento desta natureza deve ser responsabilidade

apenas de uma autarquia, mormente de uma Freguesia?

  1. Qual o nível de envolvimento e de responsabilidade que entende o MAOTE dever ter para

com a gestão da ETES de Alcobertas?

  1. Qual o nível de envolvimento administrativo e financeiro que o MAOTE admite assumir na

resolução da poluição do Rio Maior, nomeadamente no que toca ao tratamento dos efluentes

suinícolas?

  1. Qual o ponto de situação da execução da ENEAPAI (Estratégia Nacional para os Efluentes

Agrícolas e Agroindustriais) que identificava em 2007 a zona de Rio Maior como um núcleo

prioritário de intervenção? O que foi feito desde então?

  1. Que medidas irá tomar o MAOTE através do ICNF, da APA ou de outra entidade para

promover a cessação da poluição do Rio Maior pelas suiniculturas e a limpeza do seu leito e

margens?

 

Ao Ministério da Agricultura e do Mar foram dirigidas as seguintes questões:

 

O conhecimento da realidade do sector das suiniculturas na região da bacia do Rio Maior é fundamental para encontrar soluções que compatibilizem a atividade económica e o emprego, o bem estar animal e o respeito pelo meio ambiente e qualidade de vida das populações ribeirinhas. O envolvimento dos Ministérios das pastas do Ambiente e da Agricultura na procura de soluções ambientalmente responsáveis e com viabilidade económica para o sector é fundamental mas não tem sido, de há décadas a esta parte, uma realidade. A existência de uma ETES a funcionar num sistema participado pelos produtores pecuários da região poderia ser um caminho como a ENEAPAI apontava.

 

Assim, nos termos constitucionais, legais e regimentais solicito a Vª Exª Sra. Presidente da Assembleia da República que remeta a presente pergunta ao Ministério da Agricultura e do Mar para que me possa responder às seguintes questões:

 

  1. Quantas suiniculturas estão identificadas nos Concelhos de Rio Maior e de Santarém

(freguesias de Almoster, Póvoa da Isenta e Vale de Santarém) na bacia do Rio Maior em

laboração e inativas?

  1. Quantas estão devidamente licenciadas (licenciamento de atividade pecuária e licenciamento

de descargas para o meio hídrico)?

  1. Com que equipamentos de tratamento dos efluentes estão essas unidades equipadas?
  2. Quantas destas foram alvo de ações de fiscalização, de quantas e em que anos, nos últimos 5 anos?
  3. Qual o resultado dessas ações de fiscalização (quantos autos de contraordenação, quantas

condenações)?

  1. Qual o nível de envolvimento administrativo e financeiro que o MAM admite assumir na

resolução da poluição do Rio Maior, nomeadamente no que toca ao tratamento dos efluentes

suinícolas?

  1. Qual o ponto de situação da execução da ENEAPAI (Estratégia Nacional para os Efluentes

Agrícolas e Agroindustriais) que identificava em 2007 a zona de Rio Maior como um núcleo

prioritário de intervenção? O que foi feito desde então?

  1. Que medidas irá tomar o MAM para promover a adesão dos produtores a um sistema mais

eficaz de tratamento dos efluentes e resíduos suinícolas?

 

Ao Ministério da Administração Interna foram dirigidas as seguintes questões:

 

A fiscalização das suiniculturas, designadamente através do SEPNA-GNR é fundamental no sentido de exercer uma atuação pedagógica e de garantir o respeito pela legislação vigente a nível de licenciamento e cumprimento das normas ambientais.

 

Assim, nos termos constitucionais, legais e regimentais solicito a Vª Exª Sra. Presidente da Assembleia da República que remeta a presente pergunta ao Ministério da Administração Interna para que me possa responder às seguintes questões:

 

  1. Quantas suiniculturas estão identificadas nos Concelhos de Rio Maior e de Santarém

(freguesias de Almoster, Póvoa da Isenta e Vale de Santarém) na bacia do Rio Maior em

laboração e inativas?

  1. Quantas queixas/denúncias existiram em relação às suiniculturas em questão nos últimos 5

anos ou em relação a descargas poluentes no Rio Maior de causa desconhecida?

  1. Quantas suiniculturas foram alvo de ações de fiscalização, de quantas ações e em que

anos, nos últimos 5 anos?

  1. Qual o resultado dessas ações de fiscalização (quantos autos de contraordenação, quantas

condenações)?

 

O Grupo Parlamentar “Os Verdes”,

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 15:14
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Julho de 2014
Rio Maior: Faleceu Conceição Santa Bárbara, fundadora e activista do Movimento Ar Puro




Faleceu Conceição Santa Bárbara, moradora do Vale da Rosa, na Ribeira de São João, que foi uma das principais fundadoras do Movimento Ar Puro, em 2010, e depois uma das suas principais activistas. Tinha 68 anos de idade e foi vítima de doença oncológica.

 

O Movimento Ar Puro realça o importante contributo que Conceição Santa Bárbara deu para a promoção da ecologia e da cidadania no concelho de Rio Maior e na defesa do rio que dá nome a este concelho.

 

Entre outras ações, Conceição Santa Bárbara representou o Movimento Ar Puro nas V Jornadas Ibéricas «Por um Tejo vivo», realizadas em 2011, em Azambuja, que reuniram organizações ecologistas de Espanha e Portugal na defesa do rio Tejo e seus afluentes. Proferiu aí uma intervenção sobre a situação do rio Maior, constatando o seu estado como “um rio morto”, e defendendo a necessidade de “unir esforços, envolvendo as diversas organizações ambientais dos concelhos atravessados por este rio” (Rio Maior, Cartaxo, Santarém e Azambuja), “bem como as respetivas autarquias, no sentido da sua requalificação”.

 

Esta intervenção de Conceição Santa Bárbara continua bastante actual e premente, apesar dos passos em frente que desde então foram dados, nomeadamente na união de esforços de organizações ambientais, e na divulgação do valor e do estado do rio Maior.

 

Foi Conceição Santa Bárbara a autora das bases programáticas do Movimento Ar Puro, onde este ficou definido como tendo surgido “da vontade de vários moradores, do Concelho de Rio Maior, preocupados com a qualidade de vida local, que decidiram juntar-se para debater estas questões”, com o fito de “promover a participação activa de todo e qualquer cidadão nas actividades e nas decisões relacionadas com o ambiente, saúde pública, qualidade de vida e ordenamento do território do nosso Concelho”, estando “aberto à participação de todo e qualquer cidadão que, independentemente das suas convicções políticas, clubistas e religiosas, acredite na força da cidadania como motor de uma sociedade verdadeiramente democrática, e no reforço dos valores essenciais a uma sociedade culta, civilizada e solidária”.

 

Propósitos que ficam mais pobres com o falecimento de Conceição Santa Bárbara, mas que terão na sua memória e no seu legado uma referência e um incentivo.


publicado por Noticias do Ribatejo às 17:44
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 24 de Junho de 2014
Rio Maior: falta de água em Vila da Marmeleira

- «Projecto de Cidadania» questiona Câmara de Rio Maior

 

 

“Com o início do mês de Junho começou a nova época de falta de água em Vila da Marmeleira, fazendo-se particularmente sentir numa zona central da povoação, abarcando as ruas Anselmo Xavier, Cândido dos reis, António Maria Baptista e ainda a rua Francisco Correia, na qual se situa o bairro social”. Assim alerta o Movimento «Projecto de Cidadania», num pedido de informações dirigido pelo seu coordenador, António Costa, à presidência da Câmara Municipal de Rio Maior.

O movimento manifesta a sua preocupação com a existência, reconhecida pela Comissão Europeia, “de riscos directos para a qualidade da água para consumo humano e para a saúde pública que são provocados por cortes frequentes no abastecimento de água”, por ser “nesta situação que, já há mais de uma década, vive a população de Vila da Marmeleira”.

Segundo o «Projecto de Cidadania», “as obras realizadas pela Câmara Municipal na véspera das últimas eleições autárquicas permitiram melhorar a situação de alguns moradores, numa zona mais alta de Vila da Marmeleira, que passou a ser abastecida de água a partir da povoação vizinha de Assentiz. Mas o problema subsiste”.

Perante esta situação, o coordenador do Movimento «Projecto de Cidadania» solicitou à Câmara Municipal de Rio Maior as seguintes informações: 1 - “Que medidas tem previstas, e qual o respectivo prazo de execução, para a resolução do problema de abastecimento de água a Vila da Marmeleira?”; 2 - “Qual a avaliação de que dispõe sobre os riscos e consequências para a saúde pública das frequentes falhas no abastecimento de água em Vila da Marmeleira e sobre a prolongada utilização ali de condutas de água com amianto?”; 3 - “Mantém-se o nível de prejuízo financeiro para o erário municipal fruto das perdas de água causadas pela degradação das condutas em Vila da Marmeleira, que em 2010 foi estimado em 65 mil euros anuais pela Junta de Freguesia local?”.

 

Condutas com amianto

 

No pedido de informações apresentado por António Costa, o «Projecto de Cidadania» alerta que as condutas de abastecimento de água que estão a ser utilizadas em Vila da Marmeleira “têm já mais de 50 anos e foram concebidas para abastecer apenas alguns fontanários públicos, não a generalidade das casas de habitação. E são condutas em fibro-cimento com amianto”.

O Ministério do Ambiente afirmou em 2011 que “apesar do amianto ser considerado um conhecido carcinogénico quando inalado, não foi estabelecido um valor guia para o amianto na água destinada ao consumo humano porque não existem estudos epidemiológicos que fundamentem a existência de risco para a saúde humana associado à ingestão do amianto pela via hídrica”.

Mas o «Projecto de Cidadania» aponta que, “como referido pela Comissão Europeia, há estudos indicando a existência de causalidade entre o cancro provocado pelo amianto, o mesotelioma, no revestimento interior da cavidade abdominal, o que coloca a hipótese de a existência de fibras de amianto na água ou nos alimentos poder penetrar no corpo através da parede dos intestinos e causar cancro. Pelo que, por um princípio de precaução, consagrado em legislação europeia desde 1999, não devem ser utilizadas condutas de água que contenham amianto”.

Por outro lado, o movimento aponta que “a presença de fibras de amianto no abastecimento de água não significa apenas que o amianto será ingerido através de bebidas. A água é utilizada para a higiene pessoal, para lavar roupa, limpar a casa, etc. Quando a água seca, após essas actividades, liberta fibras que serão inaladas por seres humanos. Por conseguinte, a água que contém fibras de amianto pode provocar a inalação das referidas fibras”. Estes riscos serão agravados “quando existem falhas frequentes no abastecimento de água, como há mais de uma década se verifica em Vila da Marmeleira. Essas falhas provocarão um aumento do número de fibras de amianto que penetram na água a partir das condutas, dado a entrada de ar na canalização provocar um risco agravado para o seu revestimento interior”.



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:04
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Junho de 2014
RIO MAIOR: tuna feminina, Sal & Tuna da Escola Superior de Desporto de Rio Maior

 

Rio Maior voltou a receber a IV Sal & Fonia, organizado pela tuna feminina, Sal & Tuna da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.
Na sexta-feira, dia 13 de junho, teve lugar a tradicional serenata na Praça do Comércio e no sábado, dia 14, realizou-se o concurso de tunas femininas, onde a grande vencedora foi a Samarituna da Universidade Lusófona de Lisboa.

 

 

«Fotos: CMRM»

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:53
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR: “Um Mundo para Todos” uma reflexão à volta dos direitos fundamentais

 

Realizou-se no passado dia 13 de junho, na Biblioteca Municipal de Rio Maior, uma palestra intitulada “Um Mundo para Todos”, uma reflexão à volta dos direitos fundamentais, englobando temas como a violência, violência doméstica, xenofobia, bullying e racismo. Esta foi uma iniciativa da Universidade Sénior de Rio Maior.

Esta palestra teve como oradores a juíza Manuela Fialho, a professora de Direito na USRM, Rosária Rebelo e a professora de Cidadania na USRM, Olga Paula.

Foto:CMRM



publicado por Noticias do Ribatejo às 12:46
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Junho de 2014
RIO MAIOR. Festival da Prima-Vera 2014

Sexta-feira, dia 13, o antigo salão dos Bombeiros recebe o último dia do Festival da Prima-Vera 2014. Destaque para a presença em Rio Maior, após digressão europeia, da banda brasileira Autoramas

 

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 10:16
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Junho de 2014
RIO MAIOR: Centro Escolar de Fráguas em fase de conclusão

Entrará em funcionamento no próximo lectivo.

 

«Fotos: CMRM»


publicado por Noticias do Ribatejo às 11:15
link do post | comentar | favorito

Sábado, 7 de Junho de 2014
RIO MAIOR: PS – Secção de Rio Maior exige a convocação de um Congresso Nacional Extraordinário, antecedido de eleição directa do Secretário-Geral

 

PS – Secção de Rio Maior exige a convocação de um Congresso Nacional Extraordinário, antecedido de eleição directa do Secretário-Geral



Reunida ontem, sexta-feira, dia 6 de Junho, a Comissão Política Concelhia do PS de Rio Maior aprovou, por unanimidade, uma moção onde exige a convocação de um Congresso Nacional Extraordinário, antecedido da eleição directa do Secretário-Geral.

 

Neste sentido, transcreve-se na íntegra o teor da moção aprovada:

 

Considerando que, a direita nas últimas Eleições Europeias teve uma derrota estrondosa, demostrando que a grande maioria do eleitorado não quer mais este governo PSD/CDS;

 

Considerando que, o Partido Socialista foi o vencedor das Eleições Europeias, mas não conseguiu capitalizar o descontentamento generalizado;

 

Considerando que, a situação política e social do País exige que o Partido Socialista se apresente como uma alternativa clara e mobilizadora às políticas desastrosas deste governo da direita;

 

Considerando a situação política que o partido actualmente vive e que é necessária, adequada e urgente uma clarificação para o futuro do PS e do País;

 

Considerando que essa clarificação da situação política interna do PS é urgente, e que só é possível de efectivar através da realização de um Congresso Extraordinário e da criação de condições que conduzam à eleição de um secretário-geral merecedor da confiança dos militantes do Partido Socialista, e percebido pelos portugueses como uma alternativa válida à actual maioria de direita para governar Portugal;

 

A Comissão Política Concelhia de Rio Maior do Partido Socialista, reunida a 6 de Junho de 2014, delibera:

 

  1. Exigir a convocação de um Congresso Nacional Extraordinário, antecedido de eleição directa do Secretário-Geral, o mais rapidamente possível;

 

  1. Remeter a presente moção à Comissão Política Federativa de Santarém, ao Secretariado Distrital do PS, à Comissão Nacional do PS, à Comissão Política Nacional do PS, ao Secretariado Nacional do PS, ao Secretário-Geral do PS, à Presidente do PS e à Comunicação Social.



publicado por Noticias do Ribatejo às 22:25
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Maio de 2014
POLITICA: PÃO E CIRCO EM RIO MAIOR

Prosseguem as festas na página oficial da autarquia!

 


É só festas!

 



Já agora, fica uma sugestão: a autarquia podia mandar afixar em todo o concelho, ao virar de cada esquina, um calendário de festas, para os Munícipes estarem a par das próximas festas!

E que tal um painel electrónico na Praça da República, com o calendário das festas?

Viva a festa! Parece as antigas cortes da realeza, sempre em festa enquanto o povo sofre as agruras da austeridade... Enquanto o povo emigra para Angola e outros países... Enquanto as empresas fecham e os postos de trabalho voam como balões...Enquanto nada de relevante se faz por Rio Maior, onde algumas obras públicas levam anos para serem concluídas... Enquanto se perde a noção de serviço público... Enquanto nada de infra-estruturante se faz...

É só fotografias dos membros do executivo em tudo quanto é posts! Por tudo e por nada! E por dá cá aquela palha! Carradas de fotografias! É só escolher!

Tudo isto na página oficial da autarquia!

Tudo isto em plena campanha eleitoral!

É uma Câmara especializada em festas! Por que não criar um departamento ou unidade orgânica vocacionada para as festas e carnavais!?

Já agora, quando é a próxima festa em que a Srª Presidente estará presente!?

 

De: PS/Rio Maior



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:26
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Maio de 2014
RIO MAIOR: Asseiceira comemorou 30 anos de freguesia

 

A freguesia de Asseiceira comemorou na passada sexta-feira, dia 16, o seu 30º aniversário. A comemoração, que contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, do vereador Augusto Figueiredo e dos presidentes de junta de Asseiceira e Rio Maior, respectivamente Henrique Bernardo e Luís Santana Dias, iniciou-se com a inauguração do parque de merendas, agora baptizado de Parque do Peregrino, uma iniciativa conjunta das freguesias de Asseiceira e Rio Maior, que deste modo permitiu o término da obra com as condições ideais para que ali parem todos aqueles que a queiram utilizar, com destaque para os muitos peregrinos que por ali passam, ao longo do ano, rumo a Fátima.

 


As comemorações continuaram junto à sede da junta de Freguesia, onde, já com a presença do vereador Lopes Candoso, os esperavam as actuações do coro da Universidade Sénior de Rio Maior, de um acordeonista da escola de Música de Asseiceira e de duas das finalistas da “Voz de Rio Maior”, acompanhadas por pelo músico Paulo Holandês. A noite terminou com um beberete oferecido a todos os convidados seguido do cantar de parabéns ao aniversário da freguesia de Asseiceira.

«CMRM»



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:45
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR: Miss Alcobertas 2014

 

Decorreu no passado sábado, dia 17 de maio de 2014, o concurso Miss Alcobertas 2014, inserido nos festejos anuais das Tasquinhas em Alcobertas, Festas da Vila.

Este foi o primeiro concurso deste género realizado em Alcobertas, que privilegiou a beleza das mulheres da vila, numa organização da AJA. Marcaram presença neste evento a presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais e o presidente da Junta de Alcobertas, João de Deus, que integraram parte do júri.

Participaram no concurso cinco concorrentes, sendo o 1º lugar atribuído a Ana Piedade, em 2º lugar Joana Silva e em 3º lugar Jéssica Catarina Marques.

«cmrm»



publicado por Noticias do Ribatejo às 19:00
link do post | comentar | favorito

RIO MAIOR: A «passerelle» da “futura” Loja do Cidadão que já devia estar a funcionar desde 2009...

Na quinta-feira passada, dia 15 de Maio, os cidadãos Riomaiorenses foram surpreendidos com um enorme aparato policial....

 

 



Não houve assaltos, mas sim a visita de um ministro e de um secretário de Estado, a quem a Sr.ª Presidente da Câmara recebeu e fez de cicerone.

A visita da comitiva ministerial à “futura” Loja do Cidadão, ainda por inaugurar, teve a participação dos vereadores eleitos pelo PSD, sendo que o restante executivo foi avisado da visita com uma hora e meia de antecedência (por um telefonema do chefe de gabinete da Sr.ª Presidente) numa clara e manifesta falta de respeito mostrando uma vez mais que para esta coligação apenas contam os vereadores do PSD/CDS e não todos os que os Riomaiorenses elegeram.

O PS espera que a Loja do Cidadão abra o mais depressa possível, de forma a minimizar as contrariedades do mais que certo encerramento da repartição de Finanças de Rio Maior.

A sua abertura tem estado prevista para várias alturas mas tarda em acontecer tendo a Presidente da Câmara afirmado na Assembleia Municipal de Fevereiro que contava abrir a Loja do Cidadão até ao final de Março deste ano.

Salientamos que a Loja do Cidadão foi contratualizada pela última Câmara do PS, e que teria entrado em funcionamento antes do final de 2009 se o executivo de Isaura Morais não tivesse alterado a sua localização.

Nessa altura, a compra dos imóveis onde se encontra o actual edifício foi feita acima dos valores de mercado, incluindo os valores da avaliação mandada efectuar pelo próprio executivo de Isaura Morais e outra avaliação efectuada por uma entidade independente.

Mas o que preocupa o PS de Rio Maior, para além de assistir a um pavoneamento constante que apenas apresenta aos Riomaiorenses “Pão e Circo”, é o de saber que mais foi negociado e exigido ao Sr. Ministro Poiares Maduro, aproveitando esta visita? 

Foi negociado alguma coisa de útil para Rio Maior, como por exemplo o retomar do compromisso entre o Estado e a Câmara para as obras de ligação de Rio Maior à A15? 

Ou apenas e só tivemos mais uma passagem de modelos? Ainda por cima numa “passerelle” pouco recomendável como se pode ver na figura em anexo... 


António Moreira (Presidente da CPC do PS Rio Maior)

 



publicado por Noticias do Ribatejo às 16:35
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

22

26
27
28
29

30


posts recentes

RIO MAIOR: António Costa ...

RIO MAIOR: Câmara Municip...

RIO MAIOR: ELEIÇÕES PRIMÁ...

RIO MAIOR: António Gameir...

RIO MAIOR: Maria do Céu A...

Rio Maior: Movimento Ar P...

RIO MAIOR: Festival Bike ...

Movimento «Projecto de Ci...

RIO MAIOR: “Os Verdes” qu...

Rio Maior: Faleceu Concei...

Rio Maior: falta de água ...

RIO MAIOR: tuna feminina,...

RIO MAIOR: “Um Mundo para...

RIO MAIOR. Festival da Pr...

RIO MAIOR: Centro Escolar...

RIO MAIOR: PS – Secção de...

POLITICA: PÃO E CIRCO EM ...

RIO MAIOR: Asseiceira com...

RIO MAIOR: Miss Alcoberta...

RIO MAIOR: A «passerelle»...

Rio Maior: Movimento Ar P...

RIO MAIOR: Ministro Poiar...

RIO MAIOR: Alcobertas com...

RIO MAIOR: Seminário: “Fa...

RIO MAIOR: PS Rio Maior a...

RIO MAIOR: Empreendedoris...

RIO MAIOR: Procissão do E...

RIO MAIOR: Célia Flores e...

RIO MAIOR: Casa cheia no ...

RIO MAIOR: Rio Maior e Ca...

arquivos

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds