NOTICIAS DO RIBATEJO EM SUMARIO E ACTUALIZADAS PERIODICAMENTE - "A Imparcialidade Na Noticia" - UMA REFERÊNCIA NA INFORMAÇÃO REGIONAL -
Domingo, 23 de Abril de 2017
TEMAS DE SAÚDE: Vacinas evitaram pelo menos 10 milhões de mortes entre 2010 e 2015

ANTONIETA.jpg

Por: Antonieta Dias (*)

 

Vacinas evitaram pelo menos 10 milhões de mortes entre 2010 e 2015

 

As vacinas (vírus ou bactérias inativadas) são preparadas a partir de microrganismos mortos como por exemplo, a vacina da poliomielite ou a da gripe, outras são compostas de organismos vivos atenuados (sarampo, varíola e rubéola), e algumas são sintetizadas em laboratório

As vacinas quando ministradas às pessoas criam as defesas (imunidade) necessárias para combaterem as doenças.

Em 1878 o médico inglês Edward Jenner descobriu a primeira vacina contra a varíola. Este cientista constatou que quando o agente responsável pela varíola bovina penetrava no organismo humano estimulava o sistema imunológico e criava as defesas para o combate à doença.

Daí que o nome “vacina” teve origem no termo do latim “vaccinae”.

Mais tarde Pasteur em 1885 descobre a vacina contra a raiva.

Outras vacinas são descobertas, a poliomielite, a febre-amarela, a cólera, a gripe, a hepatite, a tuberculose, o sarampo, a coqueluche, difteria e rubéola (vacina tríplice).

Começaram a partida daí as Campanhas de combate às doenças infecto-contagiosas sendo uma das grandes preocupações dos Ministério da Saúde promover a cobertura a 100% do plano nacional de vacinação a todas as pessoas, a fim de evitar o aparecimento das doenças que podiam ser prevenidas através da aplicação das vacinas e foi através destas medidas que se conseguiram erradicar estas doenças.

As vacinas são o meio mais eficaz para o combate às doenças infecto-contagiosas, são de fácil acesso e económicas.

Protegem contra as doenças através da estimulação do sistema imunológico, aumentado os recursos de defesa através da produção de anticorpos específicos que impedem que os microrganismos se desenvolvam e causem doenças.

Vacinar representa um dos maiores investimentos no sucesso da medicina,

Os programas preventivos, designadamente a vacinação, representa uma das prioridades mais mediáticas dos países que pretendem ter um desenvolvimento económico e que desejam ser bem-sucedidos.

O investimento na vacinação é o meio mais económico e eficaz para combater as doenças infecto-contagiosas, podendo ser considerado como um elemento fulcral na economia na saúde, dado que consegue diminuir o risco, salvar vidas e evitar a morte.

O plano nacional de vacinação (PNV) tem sido ao longo dos anos o pilar de sustentabilidade económica, no setor da saúde.

Prevenir fica mais barato que tratar, pelo que o acesso às vacinas constitui uma prioridade nacional e internacional.

Com base nos dados fornecidos em Abril de 2017 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) entre 2010 e 2015, as vacinas evitaram pelo menos 10 milhões de mortes.

Importa ainda referir que muitos milhões de vidas foram protegidas do sofrimento e incapacidade associados ao sarampo, poliomielite tosse convulsa, pneumonia, diarreia, febre-amarela.

A poliomielite está praticamente erradicada em todo o mundo.
Todavia, existem ainda alguns casos em três países (Afeganistão, Nigéria e Paquistão), estando a ser criadas medidas agressivas para conseguir eliminar definitivamente esta doença.

Um dos objetivos de apoio e investimento económico do combate mundial à poliomielite tem sido desenvolvido pelo Rotary Internacional com milhões de dólares gastos neste projeto.

Em 2005, a Organização Mundial de Saúde (OMS), estabeleceu como meta a irradicação do sarampo (doença altamente contagiosa, provocada por um vírus da família Paramyxovirae) e da rubéola até 2010.

Portugal aderiu de imediato a esta iniciativa, implementando medidas assertivas para o combate a estas doenças, tornando-as obrigatórias com o objetivo e a prioridade de cumprir o Plano Nacional de Vacinação e de obter uma cobertura de 100% na população.

O fato de ter havido um enorme investimento e promoção mundial de combate a estas doenças, prevenindo-as através das vacinas disponíveis, melhorando o acesso e criando os meios necessários para que existisse uma grande adesão em todo o mundo nem sempre isso aconteceu.

De acordo com as orientações da OMS, a vacinação é um dos meios mais baratos e eficazes de prevenir as doenças infeto contagiosas graves, sendo um consenso mundial.

Se esmorecermos podemos não conseguir manter a eficácia deste grande objetivo.

(*) Doutorada em medicina



publicado por Noticias do Ribatejo às 13:26
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13


22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Palavras

Ludmilla na primeira edi...

INAUGURAÇÃO DE PARQUE INF...

“Retiro do Torricado” em ...

Candidate-se ao Prémio de...

Festival Street Food e So...

Reabilitação do espaço ex...

Associação Cultural e Rec...

Marinhais – Detido por po...

Linhas de crédito para fi...

Município do Entroncament...

Ofertas de Emprego

WORKSHOP DE NUTRIÇÃO

ARTES & SONS - 20 E 21 DE...

Rancho da Casa do Povo de...

Câmara Municipal do Entro...

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVA...

Tertúlia Festa Brava orga...

Exposição de Rui Algarvio...

REI E RAINHA DAS VINDIMAS...

In. Santarém 2019 | PROGR...

Chamusca no coração do de...

Documentário “Embarquemen...

Santarém recebe “Summer F...

CCDRA apresentou SI à Ino...

Histórias para contar” ex...

Torres Novas – Detido em ...

Casa cheia na Startup Our...

CARTAXO: OBRAS DE REQUALI...

TOIROS: LEIAM E PERCEBAM ...

arquivos

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds